• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 90
  • 11
  • 1
  • Tagged with
  • 102
  • 102
  • 58
  • 36
  • 24
  • 24
  • 21
  • 19
  • 18
  • 17
  • 17
  • 17
  • 17
  • 16
  • 16
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Reducing screened program points for efficient error detection

Castilho. Ricardo Manuel Nascimento January 2010 (has links)
Tese de mestrado integrado. Engenharia Informática e Computação. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2010
2

Um Roadmap para GQS

Turchetto, Fabiano January 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:43:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000392661-Texto+Completo-0.pdf: 432224 bytes, checksum: b9737686724e71eda38e92848f11b834 (MD5) Previous issue date: 2005 / Nowadays the organizations need to implement a quality improvement program in order to survive on the competitive market. The Software Quality Assurance (SQA) is directly related to one process area in the SW-CMM and CMMI. This function is responsible by assure that the implanted process is being followed. However, without an adequate and functional SQA structure (activities and roles classified according to maturity levels of this models), the organizations are finding difficulties in achieve a higher maturity level in the SW-CMM and in the CMMI. And the effort expended for some of the SQA activities must be reduced with the time. It because the organizations dominate better your processes along the years. In this context, this research presents a roadmap for GQS. The roadmap aggregates the MEGa model, that objectivities to organize the SQA function, and the “2 Tempos” method to execution of auditorships by sampling. The MEGa is a guide to formulate or reformulate the SQA structure in the organization. The “2 Tempos” method possibility to customizes part of SQA function. / Nos dias atuais as organizações necessitam de um processo de melhoria de qualidade para atuar em um mercado competitivo. A Garantia da Qualidade de Software (GQS), correlata a uma área de processo no SW-CMM e no CMMI, é a função responsável por garantir que o processo implantado está sendo seguido. Entretanto, sem uma estrutura (atividades e papéis relacionados com a maturidade organizacional) de GQS adequada e funcional, as organizações encontram dificuldades em passar para o nível seguinte de maturidade no SW-CMM e no CMMI. Deve-se considerar ainda que o esforço despendido por algumas das atividades de GQS deve ser reduzido com o passar do tempo, uma vez que os processos passam a ser mais bem compreendidos e dominados pela organização. Tendo em vista este quadro, propõe-se um roadmap para GQS. Compõe o roadmap o modelo MEGa, para estruturação da função de GQS, e o método 2 Tempos para execução de auditorias por amostragem. O MEGa funciona como um guia que auxilia a organização na definição ou reformulação da sua estrutura de GQS e o método 2 Tempos torna a customização de parte da função de GQS passível de execução.
3

Integração de padrões de qualidade na área de melhoria de processo de software

Espindola, Rodrigo Santos de January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2015-06-09T02:04:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000470107-Texto+Completo-0.pdf: 10221885 bytes, checksum: ceca007d694b6d03659394bfbef27d3f (MD5) Previous issue date: 2011 / Both industry and academy has been demonstrating a great interest for software process improvement (SPI) as an agent for improving software product quality. One of the strategies followed in seeking software process improvement is the adoption of quality standards (standards and reference models) to guide SPI projects. However, given the wide variety of quality standards available for SPI, organizations have been faced new challenges related to integration, comparison, mapping and harmonization of these standards. One difficulty found when trying to analyze the differences and similarities between the various quality standards is the lack of uniformity in their definitions. The quality standards have different vocabularies, different structures, different levels of abstraction and different requirements in terms of granularity. This means that they are adopting completely different representations. Thus, this thesis aims to answer the following research question: How to make the representation of quality standards for SPI so that it can support the standards integration?The overall objective is to propose an approach to represent quality standards for SPI so that it can support their integration. To achieve this, an exploratory study was conducted, using as research methods case study, survey, documents based research and design and creation method. As a result, this thesis proposes a conceptualization of quality standards domain for SPI, explained through the development of quality standards ontology for SPI, and a modeling language based on this ontology, explicit by the development of a quality standard metamodel for SPI. / Tem havido um grande interesse tanto na indústria quanto na academia pela melhoria do processo de software (MPS) como agente para a melhoria da qualidade do produto de software. Uma das estratégias seguidas na busca pela melhoria dos processos de software é a adoção de padrões de qualidade (normas de qualidade e modelos de referência) para guiar projetos de MPS. Entretanto, em virtude da grande variedade de padrões de qualidade existentes para MPS, as organizações enfrentam novos desafios relacionados à integração, a comparação, o mapeamento e a harmonização dos mesmos. Uma dificuldade encontrada quando se tenta analisar as diferenças e as semelhanças entre os diversos padrões de qualidade é a inexistência de padronização nas suas definições. Os diversos padrões de qualidade apresentam vocabulários diferentes, estruturas diferentes, níveis de abstração diferentes e exigências em granularidades diferentes, ou seja, adotam representações completamente diferentes. Assim, esta tese de doutorado visa responder a seguinte questão de pesquisa: Como realizar a representação de padrões de qualidade para MPS de forma que seja possível apoiar a integração dos mesmos?O objetivo geral é desenvolver uma abordagem para representação de padrões de qualidade para MPS de forma que seja possível apoiar a integração dos mesmos. Para atingir tal objetivo foi realizado um estudo exploratório, utilizando-se como métodos de pesquisa o estudo de caso, a survey, a pesquisa baseada em documentos e o método de projeto e criação. Como resultado, esta tese propõe uma conceituação do domínio de padrões de qualidade para MPS, explicitada através do desenvolvimento de uma ontologia de padrões de qualidade para MPS, e uma linguagem de modelagem baseada nesta ontologia, explicitada através do desenvolvimento de um metamodelo para padrões de qualidade para MPS.
4

Qualidade ágil de software

ALBUQUERQUE, Carlos Antônio Menezes de January 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T16:01:20Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo7785_1.pdf: 1923694 bytes, checksum: f057da8f8ec225a5dfd9e46558d1ca2c (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2005 / Com a necessidade de se ter metodologias que facilitassem a produção de software para que fossem evitados a baixa qualidade, os atrasos, bem como os gastos excessivos, foram introduzidos diversos padrões e processos de desenvolvimento de software. Porém, em alguns casos houve uma preocupação excessiva em relação aos papéis exercidos, documentação e artefatos gerados. Tais metodologias passaram a ser consideradas, por alguns, burocráticas e com ênfase nas atividades meio, pois traziam a necessidade de um grande formalismo para os artefatos intermediários (por exemplo, especificações e modelos) ao invés de focarem na qualidade dos artefatos fins (por exemplo, código). Surgiram então algumas metodologias mais simplificadas, voltadas para equipes menores com intensa comunicação, utilizando processos mais leves e uma maior flexibilidade a mudanças, as quais foram chamadas de metodologias ágeis. Tanto em metodologias tradicionais como nas ágeis, é aconselhável que exista alguma atividade que garanta a qualidade tanto do processo que está sendo utilizado como do produto sendo construído. Neste contexto, a garantia da qualidade auxilia o controle do projeto, fornecendo uma visão adequada do processo que está sendo utilizado pelo projeto de software e dos produtos que estão sendo construídos. Entre suas atividades podemos ressaltar, revisões, validações e auditorias nos produtos e processos de software. Um dos representantes dos modelos de melhoria da qualidade é o CMMI (Capability Maturity Model Integration) que apresenta a possibilidade de uma evolução contínua, fornecendo maior flexibilidade, focando em áreas de processo específicas, de acordo com metas e objetivos de negócio. Neste trabalho apresentamos uma disciplina, doravante chamada Qualidade Ágil de Software (QAS), para qualidade de software, independente de metodologia de desenvolvimento e voltada para projetos com equipes de até 20 pessoas. A QAS foi desenvolvida com base no TSP (Team Software Process) e em metodologias ágeis, de modo a estar alinhada ao nível 2 de Capacidade do CMMI (segundo o modelo contínuo) para as áreas de processo Verificação, Validação e Garantia da Qualidade do Processo e do Produto
5

Características e medidas de software para avaliação da qualidade da interação humano - computador em sistemas ubíquos / Software measures and characteristics for human-computer interaction quality evaluation in ubiquitous systems

Santos, Rainara Maia January 2014 (has links)
SANTOS, Rainara Maia. Características e medidas de software para avaliação da qualidade da interação humano - computador em sistemas ubíquos. 2014. 164 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Computação)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014. / Submitted by Jairo Viana (jairo@ufc.br) on 2016-12-21T19:09:18Z No. of bitstreams: 1 2014_dis_rmsantos.pdf: 2545752 bytes, checksum: 28bdfb23b055892e7131361ae601c9fc (MD5) / Approved for entry into archive by Jairo Viana (jairo@ufc.br) on 2016-12-27T15:53:54Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_dis_rmsantos.pdf: 2545752 bytes, checksum: 28bdfb23b055892e7131361ae601c9fc (MD5) / Made available in DSpace on 2016-12-27T15:53:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_dis_rmsantos.pdf: 2545752 bytes, checksum: 28bdfb23b055892e7131361ae601c9fc (MD5) Previous issue date: 2014 / Ubiquitous systems change the way users interact with computers, because their services must be everywhere, supporting users in several everyday activities in a transparent way with little or no need for attention or data input from a user. So, an essential element to ensure these systems adoption is to assess their quality. However, the ubiquitous systems specific characteristics, like context-awareness and the new type of interaction, that is the implicit and transparent interaction, suggest taking into account new software measures in these systems’s quality assessment. Thus, the aim of this work is to define software measures to human-computer interaction quality assessment in ubiquitous systems. To achieve this goal, first it is identified essential quality characteristics of ubiquitous systems that impact on user interaction. Such identification is done through a systematic mapping, to collect what has been already defined and evaluated in the literature. After that, the Goal-Question-Metric (GQM) method is used to define the software measures proposed in this work. The set of proposed measures is evaluated through case studies with three ubiquitous applications developed to mobile devices. / Os sistemas ubíquos modificam a forma como os usuários interagem com os computadores, pois seus serviços devem estar em toda parte, auxiliando-os em diversas atividades do cotidiano. Esse auxílio deve acontecer de forma transparente, no qual nenhuma ou pouca atenção e entrada de dados do usuário são necessárias. Avaliar a qualidade desse tipo de sistema se torna então um elemento essencial para garantir sua adoção. No entanto, as características específicas de sistemas ubíquos, como a sensibilidade ao contexto e o novo tipo de interação, que é a interação implícita e transparente, sugerem que novas medidas de software sejam levadas em consideração na avaliação da qualidade desses sistemas. O objetivo desse trabalho é, portanto, definir medidas de software para a avaliação da qualidade da interação humano-computador em sistemas ubíquos. Para tanto, primeiro, são identificadas as características de qualidade essenciais dos sistemas ubíquos que afetam a interação do usuário. Tal identificação é realizada através de um mapeamento sistemático que visa coletar o que já está sendo definido e avaliado na literatura. Após isso, o método Goal-Question-Metric (GQM) é utilizado para definir as medidas de software deste trabalho. O conjunto de medidas propostas é então aplicado através de estudos de caso envolvendo três aplicações ubíquas desenvolvidas para dispositivos móveis.
6

Uma metodologia de implementação da norma ISO 9001:2000 em empresas de concepção e desenvolvimento de software

Henriques, Cristina Maria da Costa Henriques January 2005 (has links)
Tese de mestrado. Engenharia Mecânica. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2005
7

Plataforma de teste a aplicações web suportando múltiplos web-browsers

Carvalho, Paulo Luciano Simões de January 2010 (has links)
Documento confidencial. Não pode ser disponibilizado para consulta / Tese de mestrado integrado. Engenharia Informática e Computação. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2010
8

Geração automática de testes a partir de especificações algébricas

Silva, Francisco Ricardo Pinto da January 2012 (has links)
Tese de mestrado integrado. Engenharia Informática e Computação. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2012
9

Avaliação de qualidade de dados de métricas de esforço baseada em data provenance e fuzzy logic

Berardi, Rita Cristina Galarraga January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:43:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000414772-Texto+Completo-0.pdf: 3624388 bytes, checksum: c10fabbfe10eccf72e794ff38d0dacb4 (MD5) Previous issue date: 2009 / Increasingly, software organizations are concerned about improving the product and the process by which the product was made. For that, organizations use models of maturity, which indicates the collection of metrics to control their processes. However, in most of the time they make e ort in collecting and storing these data but do not pay attention on their quality. Since making decision process is based on metric, if this metric is not reliable consequently the making decision process will not be. In this sense, a proper assessment of the quality of such data is the rst step to ensure that the metrics can be used in sucient reliability. An approach that can assist this assessment is related to the use of date provenance associated with a mechanism of logical inference. This research proposes an architecture for assessing the quality of data e ort composed of four main components: 1-a metric provenance database, 2- a model of inference based on fuzzy logic, 3-a database for storing ratings of quality and 4 - an analytical model for analysis of historical data of quality of e ort. The contribution of this work is to provide an assessment of data quality metrics of e ort in Software Development Process, searching evident the reasons for a low quality. Having the model of inference it is possible assigning levels of quality to the data, and thus enabling the identication of those who are actually useful to a decision making trust. / Cada vez mais as organizações de software estão preocupadas com melhoria do seu processo e consequentemente do seu produto. Para isso, as organizações utilizam modelos de maturidade, os quais indicam a coleta de métricas para o controle de seus processos. No entanto, o esforço com relação a essas métricas está relacionado à sua intensa coleta e utilização e não é dada a devida atenção à qualidade dos dados das mesmas. O impacto da falta de qualidade dos dados dessas métricas é refletido diretamente nos custos da organização visto que as métricas embasam o processo de tomada de decisão o qual pode ser de baixa confiabilidade devido os seus dados de base também o serem. Uma avaliação adequada da qualidade desses dados é o primeiro passo para garantir que as métricas possam ser usadas com a devida confiabilidade. Uma abordagem que pode auxiliar essa avaliação está relacionada ao uso de data provenance (proveniência de dados) associado a um mecanismo de inferência lógica. Este trabalho propõe uma arquitetura para avaliação da qualidade de dados de esforço composta por quatro principais componentes: 1-uma base de data provenance de métricas, 2-um modelo de inferência baseado em fuzzy logic, 3-uma base de dados para armazenamento de avaliações e 4- um modelo analítico para análise de histórico de qualidade de dados de esforço. A contribuição deste trabalho é prover uma avaliação da qualidade dos dados de métricas de esforço em PDS, buscando evidenciar as razões da eventual baixa qualidade. Através do modelo de inferência, é possível atribuir níveis de qualidade aos dados possibilitando assim a identicação daqueles que são efetivamente úteis para um processo de tomada de decisão confiável. Além disso, de acordo com seus níveis de qualidade, os dados podem ser direcionados para diferentes tipos de acompanhamento do projeto, cujos níveis de exigência de qualidade podem ser distintos.
10

Avaliação da confiança no funcionamento de sistemas ubíquos usando medidas de qualidade / Evaluating dependability in ubiquitous systems using software quality measures

Ferreira, Andressa Bezerra January 2016 (has links)
FERREIRA, Andressa Bezerra. Avaliação da confiança no funcionamento de sistemas ubíquos usando medidas de qualidade. 2016. 142 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Computação)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016. / Submitted by Anderson Silva Pereira (anderson.pereiraaa@gmail.com) on 2017-01-11T20:29:48Z No. of bitstreams: 1 2016_dis_abferreira.pdf: 2521539 bytes, checksum: 6cdc10a83e8a6e9bd0f6e5ffeb549a25 (MD5) / Approved for entry into archive by Rocilda Sales (rocilda@ufc.br) on 2017-01-12T12:52:30Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_dis_abferreira.pdf: 2521539 bytes, checksum: 6cdc10a83e8a6e9bd0f6e5ffeb549a25 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-01-12T12:52:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_dis_abferreira.pdf: 2521539 bytes, checksum: 6cdc10a83e8a6e9bd0f6e5ffeb549a25 (MD5) Previous issue date: 2016 / Ubiquitous systems are, in principle, autonomous and capable of perceiving environment, activities and user needs, without having to explicitly determine them. Consequently, in order to use this type of systems, a user needs to trust them. One of the possible techniques to evaluate the user’s trust in the system’s functionalities is using measurements. However, since several quality attributes are involved to assure this characteristic, this is a hard task. Moreover, due to other specific characteristics of ubiquitous systems, such as context-awareness, mobility, and heterogeneity, their quality evaluation becomes more challenging than in traditional systems. With that in mind, this master thesis’ objective is to investigate and, when necessary, adapt and propose software quality measures to evaluate the user’s trust in the functionality of ubiquitous systems (i.e., their dependability) that run in mobile devices (e.g., smartphones, tablets, and smart devices). Three case studies are used in this work to evaluate the proposed measures: a mobile visit guide, a cellphone’s call volume control system, and a system to alert and detect falls. The main contribution of this work is to help software quality analysts in the identification of which attributes are impacting the trust of the user in the functionality of a ubiquitous system and, consequently, suggesting improvements to the developers that allow an increase in the acceptance and use of this kind of systems. / Sistemas ubíquos são, por princípio, autônomos e capazes de perceber o ambiente, as atividades e necessidades do usuário, sem que seja necessário determiná-las explicitamente. Consequentemente, a aceitação e utilização desse tipo de sistema requerem confiança no funcionamento por parte do usuário. Sendo assim, é importante avaliar e garantir ao usuário final de um sistema ubíquo, a confiança no seu funcionamento. Uma das possíveis técnicas para a avaliação de características de qualidade, como por exemplo, a confiança no funcionamento, de um software é a realização de medições. Entretanto, por englobar diversos atributos de qualidade, avaliar a confiança no funcionamento de um sistema de software já é uma tarefa difícil e, devido às peculiaridades inerentes aos sistemas ubíquos (e.g., sensibilidade ao contexto, mobilidade e heterogeneidade), essa avaliação se torna ainda mais desafiadora do que em sistemas convencionais. Sendo assim, este trabalho de mestrado tem como objetivo investigar e, quando necessário, adaptar e propor medidas de qualidade para avaliação da confiança no funcionamento em sistemas ubíquos, com foco em aplicações executando em dispositivos móveis (e.g., smartphones, tablets, e smart devices). Três estudos de casos são utilizados neste trabalho para avaliar as medidas definidas: um guia de visitas móveis, um sistema para controle de volume de chamadas do celular, e um sistema de detecção e alerta de quedas. Como principal contribuição espera-se auxiliar o analista de qualidade na identificação de quais atributos estão impactando a confiança do usuário no funcionamento do sistema ubíquo, impulsionando, consequentemente, melhorias que possibilitem o aumento da aceitação e utilização desse tipo de sistema.

Page generated in 0.0555 seconds