• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1565
  • 10
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 1613
  • 1613
  • 1154
  • 1088
  • 562
  • 528
  • 478
  • 464
  • 451
  • 403
  • 347
  • 346
  • 343
  • 258
  • 234
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Visita domiciliária como componente do PSF: compreendendo as percepções dos usuários dos serviços no Município de Fortaleza(CE) / Home visits as component of the PSF: understanding the perceptions of the users of the services in the city of Fortaleza (CE)

Albuquerque, Adriana January 2006 (has links)
ALBUQUERQUE, Adrana Bezerra Brasil da. Visita domiciliária como componente do PSF : compreendendo as percepções dos usuários dos serviços no Município de Fortaleza(CE). 2006. 96 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2006. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2011-10-27T16:26:02Z No. of bitstreams: 1 2006_dis_abbalbuquerque.pdf: 298454 bytes, checksum: 03a243ef285ebc1bfaaa118052cfb8d8 (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2011-11-01T13:30:28Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_dis_abbalbuquerque.pdf: 298454 bytes, checksum: 03a243ef285ebc1bfaaa118052cfb8d8 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-11-01T13:30:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_dis_abbalbuquerque.pdf: 298454 bytes, checksum: 03a243ef285ebc1bfaaa118052cfb8d8 (MD5) Previous issue date: 2006 / Although a public health practice since the early 20th century, home visits by health care teams from the newly implanted family health program have become increasingly popular over the past decade. The present study looks into users’ perceptions of home visits within the context of the family health program with respect to completeness and humanization of care. The study was explorative and qualitative. Based on hermeneutic phenomenology and within a critical-interpretive perspective, the study contrasts the phenomenon under investigation with its own materiality in search of transforming elements. To this end 21 interviews were carried out in depth with users receiving home visits by family health teams within the six administrative health districts of Fortaleza. The empirical evidence of the study consisted of taped and transcribed interviews. An analysis of the interviews revealed the existence of three core themes: 1) Health professional/user relationships, i.e. users’ perceptions of completeness and humanization of care during visits. This theme was divided into three items: perception of health professional/user relationships, humanization of care and the meaning of completeness; 2) Characterization of visits, with emphasis on priorities and operationalization. The theme was divided into two items: frequency/duration of visits and patient selection; and 3) User/health facility association, with focus on health facility management and integration with other services, divided into three items: health facility management, equity and integration of care. In conclusion, the study suggests that home visiting practices may be improved by enhancing the aspects of closeness, conversation and constant negotiation between professionals, users and the community. / Com a implantação do Programa Saúde da Família, a visita domiciliária vem ganhando força nesta última década, apesar de ser uma atividade desenvolvida na área de Saúde Pública desde o início do século. O presente estudo tem como objetivo compreender percepções do usuário sobre a visita domiciliária como componente do Programa Saúde da Família, referente às dimensões: cuidado, humanização e integralidade. Trata-se de um estudo exploratório, de natureza qualitativa. Fundamentado na fenomenologia hermenêutica, inserindo-se na vertente crítico interpretativa dado investigar o fenômeno em estudo contrastando-o com a materialidade a que se relaciona, buscando apontar elementos para sua transformação. Para tanto, foram realizadas 21 entrevistas em profundidade com usuários que recebiam visita domiciliária e residiam nas áreas pertencentes às seis Secretarias Executivas Regionais de Saúde no Município de Fortaleza. As entrevistas gravadas e transcritas constituíram a base empírica do estudo. A análise dos depoimentos de cada informante evidenciou três eixos temáticos centrais: 1) Aspectos Relacionais da Visita Domiciliária: percepções dos usuários quanto aos aspectos relacionados à humanização do cuidado e integralidade da assistência durante a visita das equipes. Esse eixo foi dividido em três dimensões: percepção da relação profissional usuário, humanização do cuidado, o sentido da integralidade. O segundo eixo 2) Características da Visita, enfoca características da visita em relação à prioridade e operacionalização da mesma. Emergiram nesse eixo duas dimensões: freqüência/duração e seleção dos atendimentos. O terceiro e último eixo temático-Vinculação com o Serviço, levanta questões relacionadas com o serviço, enfocando aspectos funcionais e de integração da atenção com outros serviços, e desdobrando-se em três dimensões: funcionamento da unidade, equidade e integração da atenção. As considerações finais deste trabalho apontam como caminho para mudanças no paradigma da assistência domiciliária, a prática em saúde baseada na aproximação, conversação e negociação constante, entre profissionais, usuários e comunidade.
2

Percepções do enfermeiro da equipe saúde da família sobre o impacto da " demanda espontânea" no acolhimento

Araujo, Mary Grace Magalhaes de 15 December 2017 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-30T00:24:30Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2017-12-15 / Introduction: The present research describes Family Health Nurses¿ Perception of the impact of Spontaneous Demand on user embracement in the Family Health Strategy in the Municipality of Fortaleza. Free access and embracement of spontaneous demand began to be implemented in Primary Health Care (PHC) centers in 2013, when these facilities started to count on a team exclusively devoted to serving free demand. In this context, it is believed that the free access to PHC centers by spontaneous demands may compromise the effectiveness of care and attachment. Objective: To describe Family Health Nurses¿ perception of the impact of spontaneous demand on user embracement in the Municipality of Fortaleza. Methodology: This is a qualitative descriptive research. The research was carried out in six Primary Heath Care centers, one from each administrative region, which were randomly drawn from the list of centers of the six regional health coordination offices. Participants were twenty-four nurses enrolled and working in the Family Health Strategy. Data were collected through interviews, which were recorded and transcribed. Inclusion criterion was: nurses who have been working in the FHS for at least two years. The interviews were recorded using a voice recorder with the participants¿ consent. Results: The participants recognize the importance of spontaneous demand in user embracement, but they report being extremely overwhelmed by an excessive demand of events that are not acute most of the times. It was also observed that this type of care led to the discontinuity of care, compromising the attachment between professionals and users and generating dissatisfaction among the professionals analyzed. / Introdução: O presente trabalho versa sobre a Percepções do Enfermeiro da equipe Saúde da Família sobre o impacto da Demanda Espontânea no acolhimento da Equipe Saúde da Família (ESA) no Município de Fortaleza. O livre acesso e acolhimento à demanda espontânea começou a ser implementado em 2013, nas Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS) onde passaram a funcionar com uma equipe disponível exclusivamente para o atendimento à livre demanda, nesse contexto, acredita-se que ao possibilitar livre acesso da demanda espontânea à UAPS, a efetividade do cuidado e o vínculo poderão ser comprometidos. Objetivo: Descrever a percepção do enfermeiro da Equipe Saúde da Família sobre o impacto da demanda espontânea no acolhimento no Município de Fortaleza. Metodologia: O presente estudo tratou-se de uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa A pesquisa foi realizada, em seis Unidades Básicas de Saúde, uma de cada regional, escolhidas através de sorteio aleatório entre as seis coordenadorias regionais de saúde. Foram selecionados 24 Enfermeiros, cadastrados e atuantes na Estratégia Saúde da Família. Os dados foram obtidos através de entrevistas gravadas e transcrita, o critério de inclusão, fazer parte da ESF a pelo menos dois anos. As entrevistas foram registradas através de um gravador de voz, mediante autorização dos participantes. Resultados: Os participantes reconhecem a importância de realização da demanda espontânea no acolhimento, mas se dizem extremamente sobrecarregados por uma demanda excessiva, de eventos muitas vezes não agudos, pode-se observar, ainda, que o atendimento dessa forma, ocasionou a descontinuidade dos atendimentos, reduzindo o vínculo entre profissionais e usuários, gerando um descontentamento entre os profissionais em estudo.
3

Linhas de cristalização e de fuga nas trilhas da estratégia saúde da família : uma cartografia da micropolítica / Lines crystallization and leakage paths in the family health strategy : a cartography of micropolitics

Silva, Maria Rocineide Ferreira da January 2012 (has links)
SILVA, Maria Rocineide Ferreira da. Linhas de cristalização e de fuga nas trilhas da estratégia saúde da família : uma cartografia da micropolítica. 2012. 200 f. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2013-04-29T15:55:19Z No. of bitstreams: 1 2012_tese_mrfsilva.pdf: 25624960 bytes, checksum: ddddea14f474de8c41cb6f8d9e460963 (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes(erikaleitefernandes@gmail.com) on 2013-04-29T16:28:48Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_tese_mrfsilva.pdf: 25624960 bytes, checksum: ddddea14f474de8c41cb6f8d9e460963 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-04-29T16:28:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_tese_mrfsilva.pdf: 25624960 bytes, checksum: ddddea14f474de8c41cb6f8d9e460963 (MD5) Previous issue date: 2012 / This study is the result of concerns that emerged from multiple experiences in the Family Health Strategy between the technical, popular and academic that raised as the main concern: what is happening in the configuration of the territories of Family Health where the desiring production is potentiated or brought to crystallize an amorphous and lifeless mass? Therefore the study objectives were: carrying out a mapping of the Family Health Strategy in Fortaleza, including its micropolitical aspects; to know the feelings and desires that underlie the relations between workers and users within the healthcare unit; to analyze where policy organization, management and social participation lines goes in a healthcare unit; to identify the significance and meanings that underline the construction of the care network in the existential and geographical territory of these individuals; to understand in that rhizome what potentializes and unpowered the life production of these individuals involved in the ESF. To draw the lines and their various ways, we adopted the maps proposed by Gilles Deleuze and Felix Guattari as a theoretical reference, a qualitative research that considered in its production a variety of languages looking for clues to understand the micropolitics established. The option to use the mapping method due to the fact of dealing with changing lines, with a tension plan that moves and it is not fixed. The field study was a Center of Family Healthcare, that covers a population of 30, 656,000 inhabitants, from the region of the lowest Human Development Index in Fortaleza. Twelve workers participated in the survey(s) and four user(s) of service which shared workshop production data that occurred from August 2010 till January 2011. Data production happened with the realization of six workshops which had as theme: 1. Group formation and negotiation of the research objectives; 2. The policy of the service organization; 3. Relations in the Health Unit: care production; 4. Management and social participation; 5. The construction of the care network within existential and geographical location; and 6. Circle of culturepotential and limit situations for a unit that one wishes to change. The field diary and systematic observation were also instruments of this process. The analysis of the produced material also led to the rhizomatic perspective appropriating the language used in the research. This study was submitted to the Ethics Committee of the Federal University of Ceará and it approved under protocol 127/10. After the stage of production organization of data, it was observed that these forces and flows transited 13 between two limits: The first that revealed itself as majority,crystallized spaces of production,underpowered, but with the possibility of resignification if it worked and put under review by the group itself, which is named Crystallization Lines, where speeches led to a stagnation, revealing the very form of thinking and acting of workers and users, and the Flight Lines, where the creation can happen from assemblages made by external agents or by the movements that the group allow. From this process, three main areas of analysis were established: Policy Production, which has brought focus on the questions of management, attendance and participation, Affectivity Production which approached the affections, and in the workshops proved to affect the intensities in and by territory, and the axis of Care Production, that related to the constitution of meanings and feelings that underlie the formation of care network within these subjects. In this study, desiring production understood as the very social manufacturing, generated in daily life, which involves politicity, affectations, and the caring act is revealed multifaceted based on the polyphony in the meetings. Some themes were present in all these aspects; service organization, territory, bond, humanization, communication, among others. They are signifiers that function as something that sews this rhizome, permeating these various lines, tying them to a common point. We learned that the assessment that makes sense for the Family Healthcare is the one in the contemporary world leaves from micro or it joins to it. The local context is more foundational and analyzer generator for a real evaluation. Evaluation needs to be singularized and transit through micropolitcs to macropolitics, so the choice of the analyzers must be taken with the individuals involved. The territory needs to be updates on their daily activity. It is essential the appropriation of subjects involved in the Family Health Care, of the family-health, new concept formulate in this process, a becoming to be incorporated into daily life that can be followed to make the production of desire. / Este estudo é fruto de inquietações que emergiram de múltiplas vivências na Estratégia Saúde da Família entre o meio técnico, popular e acadêmico que suscitou como principal inquietação: o que se passa na configuração desses territórios do Saúde da Família onde a produção desejante é potencializada ou levada a se cristalizar numa massa amorfa e sem vida? Daí se originam os objetivos do estudo que foram: realizar uma cartografia da Estratégia de Saúde da Família de Fortaleza, abrangendo seus aspectos micropolíticos; conhecer os afetos e desejos que perpassam as relações entre trabalhadores e usuários no espaço da unidade de saúde; analisar as linhas onde transcorrem a política de organização, a gestão e a participação social na unidade de saúde; identificar os significados e sentidos que perpassam a construção da rede de cuidados no território existencial e geográfico desses sujeitos; compreender nesse rizoma o que potencializa e despotencializa a produção de vida dos sujeitos envolvidos na ESF. Para traçar as linhas e seus vários caminhos, adotou-se a cartografia proposta por Gilles Deleuze e Félix Guattari como referencial teórico, uma pesquisa de natureza qualitativa que considerou em sua produção uma diversidade de linguagens à procura de pistas para compreender a micropolítica estabelecida. A opção por utilizar o método cartográfico decorreu do fato de se lidar com linhas em constante mutação, com um plano de tensões que se movimenta e não é fixo. O campo de estudo foi um Centro de Saúde da Família, que abrange uma população de 30.656 mil habitantes, da região de mais baixo Índice de Desenvolvimento Humano da cidade de Fortaleza. Participaram da pesquisa 14 trabalhadores(as) e 04 usuários(as) do serviço os quais compartilharam das oficinas de produção de dados ocorridas de agosto de 2010 a janeiro de 2011. A produção dos dados aconteceu com a realização de seis oficinas que tiveram como temas: 1. Formação do grupo e negociação dos objetivos da pesquisa; 2.A política de organização do serviço; 3. As relações na unidade de saúde: produção do cuidado; 4. gestão e participação social; 5. A construção da rede de cuidados no território existencial e geográfico; e 6. Círculo de cultura- potencialidades e situações-limites para uma unidade que deseja se transformar. O diário de campo e a observação assistemática também foram instrumentos desse processo. A análise do material produzido caminhou também na perspectiva rizomática, apropriando-se das linguagens utilizadas no desenvolvimento da pesquisa. Este estudo foi submetido à apreciação do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Ceará e obteve aprovação sob o protocolo 127/10. Após a etapa de organização da produção dos dados, observou-se que as forças e fluxos presentes transitavam entre dois limites: o primeiro que se revelou como maioria, espaços cristalizados de produção, pouco potentes, mas com possibilidades de ressignificação se trabalhados e postos em análise pelo próprio grupo, o qual se denominou Linhas de Cristalização, onde os discursos caminharam para uma estagnação, revelando a própria forma de pensar e agir dos trabalhadores e usuários; e as Linhas de Fuga, onde a criação pode acontecer a partir de agenciamentos realizados, por agentes externos ou pelos movimentos que o próprio grupo se permitir. Desse processo, foram constituídos três grandes eixos de análise: Produção Política, que trouxe como foco as questões da gestão, atenção e participação, Produção de Afetivação, em que se aproximou dos afetos, e, nas oficinas, revelaram-se as intensidades para afetar-se no e pelo território, e o eixo da Produção do Cuidado, que se relacionou à constituição dos significados e sentidos que perpassam a constituição da rede de cuidados no território desses sujeitos. Neste estudo, a produção desejante entendida como a própria fabricação do social, gerada no cotidiano, que envolve politicidade, afetações, e o ato de cuidar se revelou multifacetadamente com base na polifonia reverberada nos encontros realizados. Algumas temáticas estiveram presentes em todos esses eixos; organização do serviço, território, vínculo, humanização, comunicação, entre outras. São significantes que funcionam como algo que costura esse rizoma, perpassa essas diversas linhas, amarrando-as num ponto em comum. Apreendeu-se que a avaliação que fará sentido para o Saúde da Família na contemporaneidade é aquela que parte do micro ou se ajunta a ele. O contexto local é cada vez mais fundante e gerador de analisadores para uma avaliação real. Avaliação precisa ser singularizada e transitar da micropolítica à macropolítica, por isso a escolha dos analisadores precisa ser assumida com sujeitos implicados. O território necessita ser atualizado no seu cotidiano em atividade. Considera-se fundamental a apropriação dos sujeitos implicados no Saúde da Família do saúdefamiliar, novo conceito formulado nesse processo; um devir a ser incorporado ao cotidiano capaz de ao ser trilhado fabricar a produção desejante.
4

Representações sociais dos profissionais do Programa Saúde da Família sobre o uso de drogas psicoativas no município de Fortaleza / Health professionals social representations from Family Health Program about psychoactives drugs the city of Fortaleza

Mederios, Joedna Souza de January 2006 (has links)
MEDEIROS, Joedna Souza de . Representações sociais dos profissionais do programa saúde da família sobre o uso de drogas psicoativas no município de Fortaleza. 2006. 141 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2006. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2011-11-07T13:52:35Z No. of bitstreams: 1 2006_dis_jsmedeiros.pdf: 923351 bytes, checksum: 55dc9797820c7f7ad09049f0a6c36d70 (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2011-11-10T13:27:27Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_dis_jsmedeiros.pdf: 923351 bytes, checksum: 55dc9797820c7f7ad09049f0a6c36d70 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-11-10T13:27:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_dis_jsmedeiros.pdf: 923351 bytes, checksum: 55dc9797820c7f7ad09049f0a6c36d70 (MD5) Previous issue date: 2006 / The transformation that is happening in the global world provokes changes in social segments like educational, economical, cultural and health, contributing to instability condition in modern life. In this context, a lot of people desire to escape, destroying the old order or creating a new and better world, for retired to an interior world or utilizing for that, psychoatives substances. The act of consuming drugs, licit or illicit, is big at present and is a challenger in areas like health, human, social, educational and law, that is trying to understand how information and preventives steps can be living for population. In this point we detach that The Family Health Program is trying to visa promotion`s action and prevention of popular health but should give a support and guarantee paradigms changes, of practices and results in health area. This study had like objective; learn social representation of the health professional team Family Health Program in Pirambu, about psychoactives drugs the city of Fortaleza. This study made use of investigation methods, qualitative analyses and was structureted in theoryc-methodologic points of the Social Representation Theory. The instrument utilized to collect dados, was an interview, utilizing a recorder with people authorization. The dados take analysis conform Bardim (1977) method. The PSF professionals make use of law speech, trying to make then understand their preventive actions with no vinculum in health practices. To this professionals, seems exist, representation of naturalization and vulgarization of illicit dugs consumption, in this community. The professionals try to rectify the illicit drugs costumers. Social representation of the PSF professionals seems characterize the illicit drugs costumers like out of social life with subjective characteristics of citizen, denying their selves. When the consume occur in teenage, this practices are denied in PSF because the professionals` speech is about law. So, it is important to say that the social representation needs orientation to rebuilding social relations for this professionals and society helps for change costumers’ reality. / As transformações que vêm ocorrendo no mundo globalizado têm ocasionado mudanças nos diversos segmentos sociais como o educacional, econômico, cultural e o de saúde, contribuindo, assim, para a condição de instabilidade na vida moderna. Nesse contexto, muitas pessoas desejam escapar, seja pela destruição da velha ordem e criação de um mundo novo e melhor, seja pela retirada para um mundo interior, utilizando, para isso, as substâncias psicoativas O consumo das drogas sejam lícitas ou ilícitas que parecem ter aumentado na conjuntura atual, tem-se tornado um desafio no campo da saúde e para os estudiosos das áreas humanas, sociais, educacionais e jurídicas, que tentam compreender como as informações e medidas preventivas podem enredar-se em leituras de teias simbólicas inscritas em ações concretas vividas pelas populações. Nesse ponto, destacamos que o Programa Saúde da Família, por ser estratégia do Sistema Único de Saúde e por visar a ações de promoção e prevenção em saúde popular, deveria favorecer e garantir a mudança de paradigmas, de práticas e de resultados em torno do campo da saúde. Assim, este estudo teve como objetivo apreender as representações sociais dos profissionais da equipe de saúde da família na Unidade de Saúde do Pirambu, acerca das drogas psicoativas e seus usuários no município de Fortaleza. O estudo utilizou, como método de investigação, a análise qualitativa e foi estruturado com o aporte teórico-metodológico da Teoria das Representações Sociais. O instrumento utilizado para coletar os dados foi um roteiro de entrevista semidirigida, em que foi utilizado um gravador mediante a autorização dos participantes. Os dados foram analisados conforme o método de categorização proposto por Bardin (1977). Os profissionais do PSF que participaram do estudo utilizam um discurso da ordem do direito e da penalidade, demonstrando ofuscar o potencial de suas ações na comunidade, sobretudo no âmbito preventivo, insentando-se de vinculações com às práticas de saúde. Para esses profissionais parece existir uma representação de naturalização e vulgarização do consumo das drogas ilícitas na comunidade estudada. Verificamos que os profissionais reificam os sujeitos usuários das substâncias ilícitas. Assim, as representações sociais dos profissionais do Programa Saúde da Família estudado, parecem caracterizar o usuário das drogas ilícitas como um indivíduo excludente do meio social, que está ancorado no imaginário social do qual se desvincula o ato do uso da droga e do todo da pessoa, com suas características subjetivas, singulares de cidadã, negando-se-lhe uma visão mais totalizadora de si como sujeito. Nesse ponto, percebemos que as práticas de saúde preventivas voltadas para o sujeito usuário, principalmente quando o início do consumo ocorre na juventude, possui uma dimensão esquecida no PSF em decorrência do modelo formado dos profissionais que situam o discurso, ora no nível patológico, ora no campo jurídico das sanções. É importante, então, no campo da representação social, a orientação para uma reconstrução da complexidade das relações sociais estabelecidas por esses profissionais, bem como da sociedade em relação às drogas ilícitas e seus usuários.
5

Memorial de redonda : reinvenção e luta na produção da saúde dos povos do mar / Memorial Round : reinvention and fight in the production of health of the people of the sea

Bezerra, Cleilton da Paz January 2013 (has links)
BEZERRA, Cleilton da Paz Bezerra. Memorial de redonda : reinvenção e luta na produção da saúde dos povos do mar. 2013. 324 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2013. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2013-08-05T11:58:03Z No. of bitstreams: 1 2013_dis_cpbezerra.pdf: 6418796 bytes, checksum: 028586f39b5a90abeafe83e4cce91b9a (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes(erikaleitefernandes@gmail.com) on 2013-08-06T11:51:50Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_dis_cpbezerra.pdf: 6418796 bytes, checksum: 028586f39b5a90abeafe83e4cce91b9a (MD5) / Made available in DSpace on 2013-08-06T11:51:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_dis_cpbezerra.pdf: 6418796 bytes, checksum: 028586f39b5a90abeafe83e4cce91b9a (MD5) Previous issue date: 2013 / The intercultural nature of the expansive processes of globalization is reflected in many aspects of the collective life of the peoples of the sea. In the community of Redonda, Icapuí (Ceará, Northeastern Brazil), these processes have over the past decades raised the level of conflict over land rights, subsistence fishing, education and health and placed the aboriginal environmental outlook at odds with the dictates of tourism. The purpose of this study was to understand the transformations in collective life as perceived by the peoples of the sea in Redonda with regard to the interface between culture, education, health and environment. The research was ethnographic, with in-depth descriptions based on Geertz. Autobiographies were produced from the narratives of the local residents, including fishermen, shellfish gatherers, farmers, seniors, youths and children. The early settlement of Redonda produced a community consisting of closely related families living off subsistence agriculture, fishing and barter. The unique land/sea interaction of Redonda led to the emergence of a treasury of symbolism and rituals of care and cure in harmony with nature. Originally, life in the community emphasized the collective dimension, the use of common space and solidary practices of care. Underpinned by the principles of the basic ecclesial communities, the local sites of memory have become symbols of resistance where belief and religiosity provide a setting for utopian thought and, under extreme circumstances, a movement towards the novel-but-feasible. Tensions involving lobster fishing have transformed the sea into a battle field of competition, war and death. A degrading form of tourism attempts to submit to capitalist interests the relation between society and nature while multifaceted vulnerabilities are deepened as drug addiction encroaches insidiously on the community, creating a scenario of silent war reinforced by the conflicts at sea. However, local popular movements are producing a body of health knowledge and entertaining the prospect of reinventing resistance through art. The drama troupe “Flor do Sol” has found in stage poetry a form of empowerment and reaffirmation of the ethnic and cultural uniqueness of Redonda. In gatherings by the seashore, popular education, such as the production of knowledge through art, deconstructs prefabricated world views tied up with gender inequalities and environmental injustice. On stage, social critique and utopia are expressed in the form of health promotion for the peoples of the sea. Institutionally, in the present context, hope acquires the characteristics of the public health care networks and infiltrates the living territories in search for the multidimensionality which distinguishes the health production of the peoples of the sea. In the web of meaning with which culture is woven, the production of health is reaffirmed as production of life. The study reveals the transformations which occur in the dialectic between adjustment and resistance and which reverberate in the conditions of life of the peoples of the sea. / O fenômeno da interculturalidade como marca dos processos expansivos da globalização tem se revestido de diversas faces na vida coletiva dos povos do mar. A comunidade de Redonda, no município de Icapuí – CE, tem sido cenário onde tais processos expõem um alto grau de conflitualidade nas lutas do lugar, construídas, nas últimas décadas, pelo direito à terra, à pesca artesanal, à educação, à saúde e a uma lógica ambiental distinta daquela trajada pelo turismo. O objetivo deste trabalho foi compreender transformações na vida coletiva percebidas pelos povos do mar de Redonda, na interface cultura, educação, saúde e ambiente. Realizou-se uma pesquisa etnográfica, recorrendo-se às descrições densas com referência em Geertz. Fez-se uso ainda da produção de autobiografias com base nas narrativas dos sujeitos do lugar: pescadores, marisqueiras, agricultores (as), os mais idosos, as juventudes e a criançada do mar, num concerto de vozes plurais. Percebeu-se que a ocupação e o povoamento do lugar levaram a formação de uma comunidade constituída por parentes, que passaram a viver da agricultura familiar, da pesca artesanal e da prática do escambo. A singular interação terra-mar fecundou em simbolismos e rituais de cuidado e cura, pautados numa relação parceira com a natureza. Os primeiros espaços-tempos trouxeram um modo de viver em que a dimensão coletiva se sobressaia, no uso do espaço comum e nas práticas solidárias de cuidado. Os lugares de memória, com alicerces fincados nos ideários das comunidades eclesiais de base, são tomados como símbolos da resistência do lugar, em que a crença e a religiosidade funcionam como reduto de utopia e, ante as situações-limite, provocaram deslocamentos rumo ao inédito-viável. A conflitualidade que tem envolvido a pesca da lagosta transformou o mar em espaço de competição, guerra e morte. Um turismo degradante investe em submeter a relação sociedade-natureza aos interesses capitalísticos e, por entre-lugares, onde as vulnerabilidades insurgem multifacetadas, as drogas deslizam sorrateiras, compondo um cenário de guerra velada que se aprofunda com a guerra de velas. Observou-se, contudo, que os movimentos populares do lugar produzem um saber sobre saúde e ensaiam a reinvenção da resistência mediante a arte. O Grupo Flor do Sol descobre na cenopoesia o empoderamento de sujeitos e a reafirmação da diferença étnica e cultural de Redonda. Nas rodas à beira-mar, a educação popular, como produção de saber advindo da arte, desconstrói visões acabadas de mundo, dentre elas, as que reproduzem as desigualdades nas relações de gênero e as injustiças ambientais. É assim que, nas cenas do teatro, a crítica social e a utopia revelam-se como promoção à saúde dos povos do mar. Pela via institucional, a esperança ganha, no atual contexto, o tom das redes de atenção à saúde e se infiltra nos territórios vivos a procura da multidimensionalidade com que esses povos expõem sua forma de produzir saúde. Nas teias de significados que tecem a cultura, reafirma-se a produção da saúde enquanto produção da vida. Este estudo evidenciou, portanto, transformações que se dão na dialética entre ajustamento e resistência e reverberam nas condições de vida e saúde dos povos do mar.
6

Prevalência e fatores associados a violência Intrafamiliar contra criança em uma área atendida pela estratégia saúde da família / Prevalence and factors associated intrafamily violence against children in an area served by the family health strategy

Brilhante, Ana Paula Cavalcante Ramalho January 2009 (has links)
BRILHANTE, Ana Paula Cavalcante Ramalho. Prevalência e fatores associados à violência intrafamiliar contra criança em uma área atendida pela estratégia saúde da família. 2009. 228 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2009. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2013-11-12T13:29:02Z No. of bitstreams: 1 2009_dis_apcrbrilhante.pdf: 1336352 bytes, checksum: 49bd644158b11a19e78609b39550770f (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2013-11-12T13:31:41Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_dis_apcrbrilhante.pdf: 1336352 bytes, checksum: 49bd644158b11a19e78609b39550770f (MD5) / Made available in DSpace on 2013-11-12T13:31:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_dis_apcrbrilhante.pdf: 1336352 bytes, checksum: 49bd644158b11a19e78609b39550770f (MD5) Previous issue date: 2009 / The phenomenon of violence is of great importance for public health because of magnitude, severity and social impact on individual health and collective worldwide. Violence against children has historical roots, economic and cultural consequences and causes physical and / or mental defects which remain recorded throughout life, affecting their development. Objectives: (1) determine the prevalence of family violence against children in an area covered by the Family Health Program in the city of Fortaleza, (2) describe types of violence that affect children, (3) identify the types of violence physics used by parents / guardians, (4) to determine the prevalence of violence marriage that occurs within families with mothers, (5) estimate the risk factors for physical violence against children. Method: Cross-sectional study population sample of 402 children (<12 years) and their mothers (15-49 years) residents in low-income neighborhood in the city of Fortaleza, covered by Family Health Strategy. The standardized instruments were applied by trained interviewers: CORE questionnaire (WorldSAFE), to assess violence intrafamilial and associated factors; Screening Questionnaire Problems Adult Mental Health in the community (SRQ) and the Classification Questionnaire Economic Family (ANEP), for determination of economic classes, according to the power consumption of the family. The primary endpoint was the existence of some physical violence against children committed by parents / guardians. Were evaluated three groups of potential associated factors: relating to the child, parent / guardian and family. This research study is part of the World Domestic Violence (WorldSAFE). Result: the high prevalence rates physical violence against children were not severe violence (81.6%) and severe violence (23.6%) the mother being the main aggressor (79.4%). The male had 1.19 times higher risk of the child being "victimized" (PR: 1.19 CI: 1.09 to 1.29) and over two years with a risk 1.36 times more likely (PR: 1.36 CI: 1.03 to 1.79). The study found a prevalence of domestic violence in the last twelve months 21% mental health of the mother (p <0.04), physical violence during childhood (p <0.02), marital violence in the last 12 months (p <0.00), suicide attempt, presence of depressed mood, alcohol / other drugs and drunkenness by his husband / partner had statistically significant. The families with disadvantaged socioeconomic status had higher frequency of marital violence. Conclusion: The prevalence of physical violence against child was considered high. Factors associated with practices of violence were: age (older than two years) and child gender (male), related to parent / guardian: mental health problem, physical violence in childhood, marital violence in the last twelve months, presence of depressed mood, suicide attempt, low socioeconomic level, alcohol and / or other drugs and intoxication of the husband / partner. It is recommended greater investment in policy mental health in primary care and greater involvement of professionals Family Health in the prevention of family violence. / O fenômeno violência tem grande importância para a Saúde Pública em razão da sua magnitude, gravidade e impacto social sobre a saúde individual e coletiva em todo o mundo. A violência praticada contra crianças tem raízes históricas, econômicas e culturais e provoca sequelas físicas e/ou mentais que permanecerão gravadas por toda a vida, prejudicando o seu desenvolvimento. Objetivos: (1) determinar a prevalência da violência intrafamiliar contra criança em uma área coberta pela Estratégia Saúde da Família no Município de Fortaleza; (2) descrever os tipos de violência que acometem as crianças; (3) identificar os tipos de violência física utilizados pelos pais/responsáveis; (4) conhecer a prevalência da violência intrafamiliar conjugal que ocorre com as mães; (5) estimar os fatores de risco para violência física contra as crianças. Método: estudo transversal realizado com amostra populacional de 402 crianças (<12 anos) e suas mães (15-49 anos) residentes num bairro de baixa renda do Município de Fortaleza- CE, coberto pela Estratégia Saúde da Família. Os instrumentos padronizados foram aplicados por entrevistadoras treinadas: CORE questionnaire (WorldSAFE), para avaliar violência intrafamiliar e fatores associados; Questionário de Rastreamento para Problemas de Saúde Mental em Adultos da comunidade (SRQ), e o Questionário de Classificação Econômica Familiar (ANEP), para determinação de classes econômicas, segundo o poder de consumo da família. O desfecho clínico principal foi a existência de algum tipo de violência física contra crianças cometida por pais/responsáveis. Foram avaliados três grupos de potenciais fatores associados: relacionados à criança, à mãe/responsável e à família. Esta pesquisa faz parte do Estudo Mundial de Violência Doméstica (WorldSAFE). Resultado: as altas taxas de prevalência de violência física contra a criança foram: violência não grave (81,6%) e violência grave (23,6%) sendo a mãe a principal agressora (79,4%). O sexo masculino apresentou risco 1,19 vez maior de a criança ser “vitimizada” (RP: 1,19 IC: 1,09-1,29) e os maiores de dois anos com risco 1,36 vez maior (RP: 1,36 IC: 1,03-1,79). O estudo revelou prevalência de violência conjugal nos últimos doze meses de 21%, problemas de saúde mental da mãe (p<0,04), violência física na infância (p<0,02), violência conjugal física nos últimos 12 meses (p<0,00), tentativa de suicídio, presença de humor depressivo, uso de álcool/outras drogas e embriaguez pelo seu marido/companheiro apresentaram resultados estatisticamente significativo. As famílias com nível socioeconômico menos favorecido apresentaram maior frequência de violência conjugal. Conclusão: a prevalência de violência física contra criança foi considerada alta. Os fatores associados às práticas de violência foram: idade (maior de dois anos) e sexo da criança (masculino), relacionados à mãe/responsável: problema de saúde mental, violência física sofrida na infância, violência conjugal física nos últimos doze meses, presença de humor depressivo, tentativa de suicídio, nível socioeconômico baixo, uso de álcool e/ou outras drogas e embriaguez do marido/companheiro. Recomenda-se maior investimento em política de saúde mental na atenção básica e maior envolvimento dos profissionais da Saúde da Família na prevenção da violência intrafamiliar.
7

Educação permanente em saúde: uma estratégia em construção para a gestão do programa saúde da família do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria / Permanent education in health: a strategy in constructing the management of the family health program at the teaching Health Center Germano Sinval Faria

Borges, Elisabete Dorighetto January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:12:06Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 992.pdf: 1058226 bytes, checksum: 48ba0b063e43a307d3dd961145b15fa6 (MD5) Previous issue date: 2007 / Esse trabalho buscou estudar os elementos relacionados à articulação entre a educação permanente e a gestão do processo de trabalho das equipes do Programa de Saúde da Família do CSEGSF, no sentido de reorganizar as práticas de saúde, reforçando vínculoscom a população e traçando estratégias pedagógicas para o desenvolvimento dessas práticas. Definiu-se como metodologia a investigação qualitativa e foram utilizados como instrumentos metodológicos: entrevistas semi-estruturadas, grupo focal e análisedocumental. Os principais resultados da pesquisa evidenciaram que as dificuldades das equipes em construírem sua grupalidade e assumirem sua condição de sujeitos neste processo levam a permanecerem aprisionados ao dia a dia do trabalho sem conseguiranalisar e repensar as suas práticas, ao mesmo tempo em que os profissionaisreconheceram que os espaços de trabalho constituem-se em espaços de importância na produção de inovações e de transformação das práticas. A educação permanente pode favorecer esse processo de aprendizagem, tendo como eixo central o trabalho cotidiano,exercendo a compreensão crítica da realidade e necessariamente de natureza participativa, buscando como resultado: mudança institucional, apropriação ativa do saber científico e ofortalecimento das ações em equipe.
8

Estratégia Saúde da Família e Internações Por Condições Sensíveis a Atenção Ambulatorial (csaa): Relação Produzida no Campo da Prática Profissional.

BIRCHLER, C. M. 09 November 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-30T10:49:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_2518_2005_Celia Marcia Birchler.pdf: 2287211 bytes, checksum: 52e490029c5593a74db532208eb6cd2b (MD5) Previous issue date: 2007-11-09 / A Saúde da Família, objeto do presente estudo, enquanto Estratégia de organização da Atenção Primária à Saúde, vem consolidando-se como porta de entrada para os serviços assistenciais em um território adstrito. No entanto, vários desafios permeiam sua trajetória no Estado do Espírito Santo, levando-nos a traçar como objetivos: avaliar a Estratégia Saúde da Família na microrregião de Guaçuí; analisar a tendência das internações por CSAA em menores de 5 anos no período de 2000 a 2005 e; analisar como as equipes de Saúde da Família se organizam de forma a criar estratégias que provoquem impactos nas internações por CSAA. A definição pela microrregião de Guaçuí como cenário da pesquisa se deu em virtude desta ter cerca de 100% de cobertura populacional na Estratégia, propiciando a correlação com o estudo das internações por condições sensíveis à atenção ambulatorial (CSAA), o indicador. Devido à complexidade dos fatores que envolvem objeto e objetivos, optamos por trabalhar com a triangulação de técnicas que foram se complementando no decorrer do estudo. Trata-se de um estudo descritivo de abordagem qualitativa, que incorpora componente quantitativo analisado estatisticamente, e componentes qualitativos abordados com a utilização do fluxograma analisador e entrevista de grupo. Os resultados apontaram a gastroenterite como a principal causa de internação em menores de 5 anos. Este resultado nos levou a inserir o debate sobre os determinantes sociais e sua influência no processo de adoecimento. A pesquisa de campo acrescentou subsídios para a análise, possibilitando constatar a falta de estratégias voltadas para o acompanhamento deste agravo, a fragilidade dos vínculos junto à população e a necessidade de implementação de políticas públicas, que extrapolam o setor saúde.
9

A Identidade Profissional da Enfermeira na Estratégia Saúde da Família

Lima, Fátima do Rosário de Oliveira 09 May 2013 (has links)
Submitted by Mateus Soares (soaresmateusv@gmail.com) on 2018-05-15T14:32:13Z No. of bitstreams: 1 Dissertação FÁTIMA DO ROSARIO Identidade Profissional da Enfermeira na ESF.doc: 2169856 bytes, checksum: 2d7b330d20c173773d3037c96b52cf03 (MD5) / Approved for entry into archive by Delba Rosa (delba@ufba.br) on 2018-05-15T15:50:12Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação FÁTIMA DO ROSARIO Identidade Profissional da Enfermeira na ESF.doc: 2169856 bytes, checksum: 2d7b330d20c173773d3037c96b52cf03 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-05-15T15:50:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação FÁTIMA DO ROSARIO Identidade Profissional da Enfermeira na ESF.doc: 2169856 bytes, checksum: 2d7b330d20c173773d3037c96b52cf03 (MD5) / O estudo teve como objetivo evidenciar a identidade profissional da enfermeira na Estratégia Saúde da Família (ESF). Esta identidade evidencia-se a partir da articulação entre a “identidade atribuída por outros”, definida aqui pelas atribuições profissionais, e a “identidade para si”, baseada em atividades do cotidiano do trabalho com as quais a profissional se identifica. As identidades vêm sendo discutidas como um processo em continua transformação, influenciadas pelo local de inserção no trabalho. Desse modo, analisou-se as atividades realizadas pela enfermeira inserida na ESF. Foram utilizadas portarias e legislações que regem a profissão da enfermeira. Para a coleta de dados de campo, foram realizados dois grupos focais com enfermeiras que atuam na ESF da cidade de Salvador, BA. As análises dos documentos e dos grupos focais foram feitas a partir da descrição das atribuições delegadas a enfermeiras pelas organizações e instituições que normatizam o trabalho na ESF e das atividades incorporadas pelas enfermeiras em seu cotidiano de trabalho, elaborando-se quadros comparativos com base nos processos de trabalho: assistencial, gerencial e educacional. Os resultados das análises mostram as atividades assistenciais como as mais frequentes no cotidiano de trabalho das enfermeiras na ESF. As atividades de educação e de promoção à saúde são apontadas pelas enfermeiras como as que atribuem maior conteúdo identitário, apesar de não realizarem estas atividades com frequência. Estas contradições revelam dificuldades da enfermeira em identificar os traços identitários da profissão na ESF. Para as participantes dos grupos focais, as atividades gerenciais são as que atribuem menor conteúdo identitário ao seu trabalho. A investigação possibilitou evidenciar que a identidade da enfermeira na ESF é plural, devido a sua inserção em múltiplos processos de trabalho: assistencial, gerencial e educacional e que existem diferenças significativas entre a identidade atribuída pelas organizações de saúde e instituições normalizadoras do trabalho e a identidade assumida pelas enfermeiras. Entendendo que a formação de identidades ocorre em um processo em contínua transformação, evidencia-se a necessidade de que novos estudos sejam realizados para um melhor entendimento de como esse processo ocorre e o que ele revela em cada contexto, bem como da instituição de espaços nos serviços de saúde e nas instituições de ensino de reflexão sobre o tema. / The study aims to reveal the identity of the professional nurse in the Family Health Strategy (FHS). This identity is evidence from the relationship between the "identity assigned by others," defined here by professional assignments, and "identity for oneself," based on the activities of the daily work with which the professional identifies. The identities have been discussed as a transformation process continues, influenced by the insertion site in work. Thus, we analyzed the activities of the nurse inserted the FHS. We used ordinances and laws governing the profession of nursing. To collect field data were conducted two focus groups with nurses who work in the FHS city of Salvador, BA. The analysis of documents and focus groups were made from the description of the powers delegated to nurses by the organizations and institutions that regulate the work at FHS and activities incorporated by nurses in their daily work, drew up comparative tables based on work processes: health care, education and management. The results the analysis show the welfare activities are the most frequent in the daily work of nurses in the FHS. Education activities and health promotion are identified by nurses as they attach greater content identity, although not frequently perform these activities. These contradictions reveal difficulties in identifying the nurse's identity features of the profession in the FHS. For the focus group participants, the managerial activities are those that are least content to your work identity. The investigation led to evidence that the identity of the nurse in the FHS is plural, due to its insertion into multiple work processes: care, management and education and that there are significant differences between the identity assigned by health organizations and institutions work and normalizing the assumed identity nurses. Understanding that identity formation occurs in a continuous transformation process, highlights the need for further studies be conducted to better understand how this process occurs and what he reveals in each context, as well as the institution of spaces in services health and in educational institutions for reflection on the subject. / El estudio tiene como objetivo revelar la identidad del profesional de enfermería en la Estrategia Salud de la Familia (ESF). Esta identidad es evidente a partir de la relación entre la "identidad asignada por otros", definida aquí por tareas profesionales, y la "identidad para sí mismos", basada en las actividades del trabajo diario con el que el profesional identifica. Las identidades se han discutido como un proceso de transformación continua, influenciado por el lugar de la inserción en el trabajo. Por lo tanto, se analizaron las actividades de la enfermera inserta el FHS. Utilizamos las ordenanzas y leyes que rigen la profesión de la enfermería. Para recopilar los datos de campo se llevaron a cabo dos grupos focales con las enfermeras que trabajan en FHS en la ciudad de Salvador, BA. El análisis de los documentos y de los grupos focales se realizaron desde la descripción de las competencias delegadas a las enfermeras por las organizaciones e instituciones que regulan el trabajo en FHS y las actividades incorporadas por las enfermeras en su trabajo diario, elaborado cuadros comparativos sobre la base de los procesos de trabajo: el cuidado de la salud, la educación y la gestión. Los resultados de lás análisis muestran las actividades de bienestar son los más frecuentes en el trabajo diario de las enfermeras en el FHS. Las actividades de educación y promoción de la salud son identificados por las enfermeras, que conceden una mayor identidad de contenido, aunque con frecuencia no se realizan estas actividades. Estas contradicciones revelan dificultades en la identificación de las características de la enfermera de identidad de la profesión en el FHS. Para los participantes de los grupos focales, las actividades de gestión son los menos contenido de su identidad laboral. La investigación condujo a la evidencia de que la identidad de la enfermera en el FHS es plural, debido a su inserción en los procesos de trabajo múltiples: la atención, la gestión y la educación y que existen diferencias significativas entre la identidad asignada por las organizaciones de salud y trabajo de las instituciones y la normalización de la identidad asumida enfermeras. Entendiendo que la formación de la identidad se produce en un proceso de transformación continua, pone de relieve la necesidad de que se hagan nuevos estudios para entender mejor cómo ocurre este proceso y lo que revela en cada contexto, así como la institución de espacios en los servicios salud y en las instituciones educativas para la reflexión sobre el tema.
10

O processo de trabalho de Equipes de Saúde da Família em municípios com baixo IDH rem Tocantins: entre os princípios preconizados e os desafios no cotidiano.

Caldeira, Claudia Virginio de Souza 25 July 2016 (has links)
Submitted by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-03-14T02:35:10Z No. of bitstreams: 1 Diss Claudia Virginio. MP 2016.pdf: 749500 bytes, checksum: 66b67863b9ef273c79b6c8d93d1fd09c (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-03-14T03:04:27Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Diss Claudia Virginio. MP 2016.pdf: 749500 bytes, checksum: 66b67863b9ef273c79b6c8d93d1fd09c (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-14T03:04:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Diss Claudia Virginio. MP 2016.pdf: 749500 bytes, checksum: 66b67863b9ef273c79b6c8d93d1fd09c (MD5) / Esse estudo objetivou caracterizar o processo de trabalho de equipes de Saúde da Família em municípios com baixo IDH no Tocantins, com foco nas práticas desenvolvidas pelos profissionais das Equipes de Saúde da Família (ESF), analisando aproximações e distanciamentos com as diretrizes da Política Nacional de Atenção Básica (PNAB). Buscou-se também analisar aspectos facilitadores ou limitantes no cotidiano que interferem no processo de trabalho das equipes. Realizou-se uma pesquisa descritiva e exploratória, com aplicação de questionário semiestruturado, dirigida aos profissionais das ESF de três municípios da Região Capim Dourado no Tocantins. A investigação revelou que as práticas desenvolvidas pelas ESF estudadas são normativas e estão “relativamente” consoantes com a proposta da PNAB. Existem fatores limitantes no cotidiano como sobrecarga de trabalho dos enfermeiros, dificuldade de acesso à referência, falta de incorporação do planejamento como atribuição comum a todos os membros da equipe, precariedade de infraestrutura, alta rotatividade de profissionais de nível superior, ausência de interação entre gestores e profissionais, entre outros fatores.

Page generated in 0.077 seconds