• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 5
  • Tagged with
  • 5
  • 5
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Sapatilhando na blogosfera : narrando o processo de subjetividade e pronunciamento feminino

Sousa, Rita de Cácia Vieira Martins de 28 March 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-graduação em Educação, 2016. / Submitted by Camila Duarte (camiladias@bce.unb.br) on 2016-05-04T20:01:13Z No. of bitstreams: 1 2016_RitadeCáciaVieiraMartinsdeSousa.pdf: 4360655 bytes, checksum: 93749e7593f87418edcdd83fdb625208 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-05-30T20:35:58Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_RitadeCáciaVieiraMartinsdeSousa.pdf: 4360655 bytes, checksum: 93749e7593f87418edcdd83fdb625208 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-05-30T20:35:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_RitadeCáciaVieiraMartinsdeSousa.pdf: 4360655 bytes, checksum: 93749e7593f87418edcdd83fdb625208 (MD5) / Esse é um estudo que se propôs a contribuir com a discussão sobre a produção da subjetividade feminina em hipertextos virtuais, reunidos sob a forma de diário eletrônico e como se constrói o processo interativo/educativo na relação autor/leitor nesta produção. Tivemos como objetivo geral, discutir a produção da subjetividade feminina e seu caráter interativo/educativo, em hipertextos e hipermídias virtuais, ancoradas em diário eletrônico, e em que medida esta produção colabora para o pronunciamento da cidadania da mulher. A partir desse norte centramos o estudo nos seguintes aspectos: refletir sobre as diversas linguagens midiáticas das postagens hipertextuais dos diários e os recursos discursivos empregados para favorecer o contar de si (autor) para o outro (leitor); analisar, nas narrativas confessionais postadas, os pronunciamentos da autora\leitores e sua finalidade no processo de subjetivação de ambos os polos; analisar os comentários das leitoras, tanto das postagens confessionais quanto de cunho político do diário, para entender a dimensão educativa/intersubjetiva construída nesse intercâmbio e finalmente, analisar a semiótica das camadas verbais, visuais e sonoras que constituem os hipertextos e suas possibilidades de expressão simbólica do pronunciamento da subjetividade feminina. Para sustentar esse exercício de interpretação, dialogamos com teorias e seus teóricos, em uma perspectiva de roda de conversa ou círculo de cultura, porque entendemos a construção do conhecimento enquanto diálogo entre círculos humanos e rizomáticos. Desta roda participaram Deleuze e Guattari discutindo o processo de subjetivação, Bakthin e Paulo Freire refletindo conosco sobre a dialogia, círculos de cultura e pronunciamento no ciberespaço e Levy e Santaella voltando nossas lentes para a dimensão hipertextual e simbólica das postagens do blog Sapatilhando, fenômeno sobre o qual nos debruçamos para entender seu fluxo. Cartografamos o fenômeno e nos cartografamos com ele, abrindo novos territórios, novas linhas de ruptura, revoluções moleculares que não nos levaram a conclusões, mas a expansões do movimento de leitura do mundo. Entendemos que o processo de constituição do ser humano, é uma presença no mundo, com o mundo e com os outros. Isto se dá quando trocamos vivências, relatamos nosso sentir e possibilitamos a dialogia. Com isso, instauramos um genuíno processo educativo na perspectiva freireana. Na fala cotidiana responsiva, pratica-se uma pedagogia da pergunta. Esta possibilidade se amplia com as novas tecnologias midiáticas que instauram uma estética do fluxo, em um trânsito contínuo, em um devir. Cada vez que a palavra constitui a identidade daquele que escreve, mais ele busca outras linguagens para comunicar de si, não usando as linguagens como ferramentas desprovidas de sentido e significado. Quando se age em rede, construindo rizomas, o ser humano, pode contribuir para a construção de uma cidadania onde todos usufruam, a partir do acesso aos bens culturais, de uma prática de questionar mais abertamente seu destino. Esta relação se dá porque a linguagem é uma atividade de construção de sentido e isto abre um amplo espaço para a ação educativa, onde a troca de saberes é uma construção em que o sentido das palavras é disputado, revisto e repensado. _______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This is a study that proposes to contribute with the discussion about the feminine subjectivity in virtual hypertexts, gathered in the form of electronic journals, and how the interactive/educational process is constructed in this production’s author/reader relationship. We had as general objective discussing the production of feminine subjectivity and its interactive/educational character, in virtual hypertext and hypermedia, anchored in electronic journals, and in what measure this production colabora tes to the pronouncement of female citizenship. From this north we have centered the study in the following aspects: reflecting upon the diverse media languages found in the journal’s hypertextual posts and the discursive resources employed to favor the telling of oneself ( author) to the other ( reader); analyzing, in the confessional narratives posted, the pronouncements of the author/readers and their purposes in the process of subjectivation of both poles; analyzing the readers comments, in both the confessional and the politically driven posts in the journal, to understand the educational/intersubjective dimension built in this interchange; and, finally, analyzing the semiotic of the verbal, visual and sound layers that compose the hypertext and their simbolic expression possibilities in the feminine subjectivity pronouncement. In order to sustain this interpretation exercise, we have established a dialog with theories and their authors, in a circle of talk/culture perspective, because we understand the construction of knowledge as a dialog between human and rhizomatic circles. Composing this circle we had Deleuze and Guattari discussing the process of subjectivation, Bakthin and Paulo Freire reflecting with us upon dialogy, culture circles and cyberspace pronouncement and Levy and Santaella turning the focus of our lenses to the simbolic and hypertextual dimension of the postings in the blog Sapatilhando, a phenomenon upon which we have laid our eyes to understand its flow. To this reading I have constructed cartographic strategies, fundamented in the studies of Deleuze and Guattari. We have mapped the phenomenon and we have been mapped by it, opening new territories, new lines of rupture, molecular revolutions that lead us not to conclusions, but to expansions in the motion of world reading . We have understood that the process of human constitution is a presence of the world, with the world and with the others. That takes place when we exchange, tell our feelings and allow dialogy. With that, we have built a genuine educational process in the Freirean perspective. In the responsive daily talk, a question pedagogy is practiced. This possibility is broadened by the new midiatic Technologies that have instaured the flux aesthetics, in a continuous flow, in a devenire. Each time that the word constitutes the identity of the one that writes , more he searches other languages to comunicate of himself, not using the languages as tools unarmed of sense and meaning. When one acts in network, building rhizomes, the human being can contribute to the construction of a citizenship of which all can benefit, of acess to cultural assets, of a practice of questioning their destiny more openly. This relationship takes place because the language is an activity defined by construction of meaning and that opens a wide space to educative action, where the exchange of knowledge is a construction in which the meaning of the words is disputed, revised and rethought.
2

Educação em saúde e subjetividade : uma análise da produção subjetiva em mulheres submetidas à histerectomia

Samuells, Felix Jorge Robinson 21 March 2018 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2018. / Submitted by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-08-13T18:33:01Z No. of bitstreams: 1 2018_FelixJorgeRobinsonSamuells.pdf: 1355862 bytes, checksum: c5588b8b96d95a5cf656159da810fbfd (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-08-14T17:14:02Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2018_FelixJorgeRobinsonSamuells.pdf: 1355862 bytes, checksum: c5588b8b96d95a5cf656159da810fbfd (MD5) / Made available in DSpace on 2018-08-14T17:14:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2018_FelixJorgeRobinsonSamuells.pdf: 1355862 bytes, checksum: c5588b8b96d95a5cf656159da810fbfd (MD5) Previous issue date: 2018-08-13 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). / A histerectomia é considerada uma das cirurgias mais frequentes a nível mundial depois da cesárea. Não obstante, o processo de histerectomia tem sido tratado, principalmente, por abordagens que destacam o biológico enquanto eixo central, apoiadas nos saberes médicos. De modo a avançar em relação às formas universais de se tratar o tema, este trabalho teve como objetivo principal compreender processos de produção subjetiva de mulheres submetidas à histerectomia, tendo como foco expressões singulares no modo de viver o próprio processo. A partir dessa perspectiva, ressalta-se a importância de se ter em conta o estudo desta temática enquanto um processo singular, experimentado de maneira diferenciada por cada pessoa. As participantes foram três mulheres de origem cubana, submetidas ao processo de histerectomia após serem diagnosticadas com patologia benigna do útero, e que, decorrentes desse processo, não poderiam mais ter filhos. Como referencial teórico, foi utilizada a Teoria da Subjetividade, em uma perspectiva cultural-histórica, que tem como princípio epistemológico a Epistemologia Qualitativa, e metodológico, o método construtivo-interpretativo. Os instrumentos de pesquisa utilizados foram a dinâmica conversacional, o complemento de frases e as pranchas para a expressão dos participantes a partir de suas percepções. Os resultados deste estudo apontam para o valor da singularidade no processo da experiência vivida por mulheres histerectomizadas, assim como a necessidade de ações educativas orientadas a favorecer os processos desenvolvimento humano em saúde, em que se vinculam a história da pessoa e a sua relação inseparável com os cenários que constituem a realidade vivida. A contribuição desta pesquisa relaciona-se à visibilidade teórica gerada, propícia às reflexões até então pouco exploradas em pesquisas no âmbito dessa temática, em que saúde e educação aparecem como complementares. / Hysterectomy is considered one of the most frequent surgeries worldwide after cesarean. Nevertheless, the hysterectomy process has been treated in a narrow way, mainly, by approaches that emphasize the biological as a central axis, supported by medical knowledge. In order to advance in relation to the universal ways of dealing with the subject, this work had as its main objective to understand subjective productions of women submitted to hysterectomy, focusing on singular expressions in the way of living the process itself. From this perspective, it is important to take into account the study of this subject as a unique process, experienced in a differentiated way by each person. The participants of the study were three Cuban women, who underwent hysterectomy after being diagnosed with benign uterine pathology and whom, as a result of this process, could no longer have children. To this end, the theoretical and epistemological position on which the research was based was the Theory of Subjectivity, from a cultural-historical standpoint, as well as its epistemological and methodological proposition, Qualitative Epistemology and the constructive-interpretative method. The research tools used were conversational dynamics, phrase complements and planks for the expression of the participants from their perceptions. The results of this study point to the value of the uniqueness in the process of the experience as it emerges to hysterectomized women, as well as the need for educational actions aimed at favoring the processes of human development in health, including the person´s history and its inseparable relationship with the scenarios that constitute the lived reality. The contribution of this research is related to the theoretical visibility that generates, propitious to new reflections regarding other researches in the scope of this theme; in which health and education appear as complementary.
3

Que mergulho! O espaço vertiginoso da subjetividade feminina do livro/filme As Horas

TAVARES, Ana Adelaide Peixoto 31 January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:31:02Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3763_1.pdf: 7617244 bytes, checksum: c0ec3891655fb0077f546c40a98ee1b5 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O romance As Horas (Michael Cunningham), adaptado para o cinema com o mesmo título , por Stephen Daldry, ilustra bem uma tendência contemporânea de criação artística em que um texto é construído a partir de outr(os) já famos(os), questionandose aspectos de originalidade e considerandose características onde se incluem a fragmentação, a colagem, e a paródia. O objetivo dessa pesquisa é analisar o romance e o filme As Horas, tendo como foco o espaço vertiginoso da subjetividade feminina; subjetividade esta que possui um sujeito fragmentado e deslocado do seu papel histórico. Como parte desse percurso acadêmico, foi preciso também fazer um mergulho em subtemas como: a inadequação das mulheres frente ao seu cotidiano, suas escolhas e sentimentos de incompletude. Assim, o presente trabalho propõese a ler As Horas não somente como uma reescritura de Mrs. Dalloway (Virginia Woolf), mas também como um gesto em direção a um impulso estético pósmoderno e à uma mulher contemporânea, cujas novas possibilidades de articulações, através do eco das personagens pelas décadas afora e das ressonâncias dos novos sujeitos, se desdobram numa Mrs. Dalloway que transcende às páginas. Lançase assim, um novo olhar quanto ao tema recorrente de Woolf Um dia comum na vida de uma mulher
4

O culto da performance na publicidade: subjetividade feminina em tempos velozes / THE CULT OF PERFORMANCE IN PUBLICITY: FEMININE SUBJECTIVITY IN HIGH-SPEED TIMES

Valdemir Pereira de Queiroz Neto 25 February 2013 (has links)
FundaÃÃo Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Cientifico e TecnolÃgico / A realizaÃÃo da presente dissertaÃÃo foi motivada por uma preocupaÃÃo acerca das novas formas de estruturaÃÃo da subjetividade feminina, produzida com base na IndÃstria Cultural e na Publicidade, esta considerada como uma instÃncia simbÃlica, privilegiada, da sociedade de consumo contemporÃnea. Seu objeto de estudo consiste na investigaÃÃo dos significados psicossociais de publicidades dirigidas ao pÃblico feminino que privilegiam o empreendedorismo e o culto à velocidade mediante o discurso esportista e do consumo hedonista, como modelos de prescriÃÃo identitÃria. Para tal, discutiram-se alguns aspectos que propiciaram a emergÃncia da atividade cientÃfica e da racionalidade instrumental como porta-voz e portador de âmodernidadeâ, mas tambÃm, como instaurador de um modo de saber legitimado em nome do progresso a qualquer custo, e por isto, um poderoso veÃculo de dominaÃÃo. Com a finalidade de evidenciar os meios pelos quais a publicidade contemporÃnea à capaz de produzir subjetividades que podem redundar em dominaÃÃo ideolÃgica e reproduÃÃo de comportamentos consumistas, dedicou-se tambÃm parte deste estudo à discussÃo sobre a publicidade, sua funÃÃo, significado social e formas estratÃgicas de subordinaÃÃo do desejo à lÃgica do mercado. Adotou-se como eixo teÃrico-metodolÃgico o referencial da Teoria CrÃtica, da Escola de Frankfurt, alÃm de autores contemporÃneos tais como Birman, Costa, Lipovetsky , Lasch, Ehremberg, Kehl, Severiano, Aquino, Soares, dentre outros. A pesquisa empÃrica foi desenvolvida com suporte de uma coleta de peÃas publicitÃrias direcionadas ao pÃblico feminino nas revistas Womenâs Health e Vocà S/A entre os anos de 2011 e de 2013. Foram selecionadas peÃas publicitÃrias que expressam apelos ao sucesso profissional por meio do exercÃcio de mÃltiplos papÃis, ao esporte como facilitador de altas performances e ao consumo feito expressÃo de felicidade. Estes temas constituÃram nossas categorias de anÃlise, quais sejam: o discurso da felicidade, do empreendedorismo e da esportividade. Uma anÃlise qualitativa, de natureza teÃrico-crÃtica foi escolhida como estratÃgia metodolÃgica de exame dos referidos discursos, permitindo uma reflexÃo sobre a mercantilizaÃÃo dos atributos humanos. / The realization of this work was motivated by a concern about the new structuration forms of feminine subjectivity produced by the Culture Industry and Publicity, which are considered as a privileged symbolic instance of the contemporaneous consumer society. The object of study consists in the investigation of psychosocial meanings in publicities directed to the feminine public that privilege the enterprise culture and the cult of velocity through sports and hedonistic consumerism activities as models of identity prescription. To do so, some aspects that allowed the emergence of scientific activity and the instrumental rationality as âspokespersonâ and carrier of modernity were discussed but also as the establisher of a knowledge form legitimated in the name of progress at any cost, and because of that, a powerful mean of domination. With the intention of showing the means through which contemporaneous publicity is capable of producing subjectivity that may result in ideological domination and reproduction of consumerist behavior, part of this study was dedicated to the discussion on publicity, its function, social meaning and strategic forms of submitting human desire to the market logic. Critical Theory from Frankfurt School was adopted as the theoretical-methodological axis besides contemporaneous authors as Birman, Costa, Lipovetsky , Lasch, Ehremberg, Kehl, Severiano, Aquino, Soares, among others The empirical research was developed from the collection of publicity ads directed to the feminine public in Womenâs Health and Vocà SA magazines between 2011 and 2013. Publicity ads that express appeal to the professional success through the exercise of multiple roles, to the sport as facilitator of high-level performances and to the consumerism as expression of happiness were selected .These themes constituted the categories of analysis: the discourse of happiness, enterprise and sport. A qualitative analysis of theoretical-critical nature was chosen as methodological strategy of the cited discourses enabling reflection on the merchandising of human attributes.
5

SUBJETIVIDADE E MANIFESTAÇÕES CORPORAIS: O CASO DA PROFESSORA UNIVERSITÁRIA / Corporal subjectivity and Manifestations: The University Teacher Case.

Zacharias, Denizye Aleksandra 02 December 2002 (has links)
Submitted by admin tede (tede@pucgoias.edu.br) on 2017-11-24T18:05:29Z No. of bitstreams: 1 DENIZYE ALEKSANDRA ZACHARIAS.pdf: 555487 bytes, checksum: ada24d21da2061f6c7aa9098d68607fe (MD5) / Made available in DSpace on 2017-11-24T18:05:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DENIZYE ALEKSANDRA ZACHARIAS.pdf: 555487 bytes, checksum: ada24d21da2061f6c7aa9098d68607fe (MD5) Previous issue date: 2002-12-02 / Objectifying to understand the process where the women leave to use the internal psychological resources, starting to present corporal symptoms, the present dissertation studies the teachers of the University Catholic of Goiás with manifestations of stress due to the current conditions of work. Using itself of interviews half-structuralized with five teachers it was possible to construct to the categorie family/sexuality that had allowed to evidence in the woman the feeling of guilt by means of the double day of work and a unsatisfied with relation to the sexual activity. Thus, to leave of these pointers, the feminine subjectivity emerges masochistic moral characterized for the desire of the woman of if making useful and necessary in the relation with its spouse. The category work/alienation was constructed mediated for the relation work and health, that the phenomenon portraits psychosomatic stress as a corporal manifestation of one badly to be that the women live deeply in the bulge of its feminine subjectivity masochistic constituted moral, adjusted to the conditions of capitalist production that, to remain itself, requires the subordination. Concludes it, therefore, that from a repressors education with supply icons of one she seals institutional, the women meet in a deceit split, where she stress it leaves of being private court of the individual particularities. Consisting in result of social and cultural, the economic interests mediate for way of the capitalist, enrolled production in the body of the teachers: cycle of the corporal reification. / Objetivando compreender o processo em que as mulheres deixam de utilizar os recursos psicológicos internos, passando a apresentar sintomas corporais, a presente dissertação estuda as professoras da Universidade Católica de Goiás com manifestações de estresse devido às condições atuais de trabalho. Utilizando-se de entrevistas semi-estruturadas com cinco professoras foi possível construir a categoria família/sexualidade que permitiu evidenciar na mulher o sentimento de culpa mediante a jornada dupla de trabalho e uma insatisfação com relação à atividade sexual. Assim, a partir destes indicadores, emerge a subjetividade feminina masoquista moral caracterizada pelo desejo da mulher de se fazer útil e necessária na relação com o seu cônjuge. A categoria trabalho/alienação foi construída mediada pela relação trabalho e saúde, que retrata o fenômeno psicossomático estresse como uma manifestação corporal de um mal estar que as mulheres vivenciam no bojo de sua subjetividade feminina masoquista moral constituída, adequada às condições de produção capitalista que, para se manter, requer a subordinação. Conclui-se, portanto, que a partir de uma educação repressora com ícones mantenedores de uma chancela institucional, as mulheres encontram-se em uma cisão introjetada, em que o estresse deixa de ser foro íntimo das particularidades individuais, constituindo-se em decorrência dos interesses econômico, social e cultural, mediatizados pelo modo de produção capitalista, inscrito no corpo das professoras: ciclo da reificação corporal.

Page generated in 0.0652 seconds