• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 2144
  • 51
  • 33
  • 14
  • 14
  • 13
  • 12
  • 9
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • Tagged with
  • 2259
  • 1088
  • 410
  • 365
  • 320
  • 255
  • 228
  • 172
  • 159
  • 143
  • 134
  • 124
  • 119
  • 109
  • 107
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Teste

Teste, Teste 16 March 2018 (has links)
Submitted by Infra Servidores (infra-servidores@puc-campinas.edu.br) on 2018-03-16T13:47:01Z No. of bitstreams: 1 F072268_Banner_pergamum.txt: 1730 bytes, checksum: 760c71ff3a7ac03b8bff68e70c2d7b48 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-03-16T13:47:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 F072268_Banner_pergamum.txt: 1730 bytes, checksum: 760c71ff3a7ac03b8bff68e70c2d7b48 (MD5) Previous issue date: 2018-03-16 / Teste / Teste / Teste
2

teste / test

Ropero, Ana Crsitina 01 December 2016 (has links)
Submitted by Odilio Hilario Moreira Júnior (odilio@espm.br) on 2016-12-07T11:14:54Z No. of bitstreams: 1 Carolina Prieto A Nogueira.pdf: 1240473 bytes, checksum: f17dc1e12d95310684cf9b96c671ccd5 (MD5) / Approved for entry into archive by Debora Cristina Bonfim Aquarone (deborabonfim@espm.br) on 2016-12-07T11:15:48Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Carolina Prieto A Nogueira.pdf: 1240473 bytes, checksum: f17dc1e12d95310684cf9b96c671ccd5 (MD5) / Approved for entry into archive by Debora Cristina Bonfim Aquarone (deborabonfim@espm.br) on 2016-12-07T11:16:30Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Carolina Prieto A Nogueira.pdf: 1240473 bytes, checksum: f17dc1e12d95310684cf9b96c671ccd5 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-12-07T11:17:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Carolina Prieto A Nogueira.pdf: 1240473 bytes, checksum: f17dc1e12d95310684cf9b96c671ccd5 (MD5) Previous issue date: 2016-12-01 / byuntum8o,uyunip,ç / fdgs rbhdny kiulmiumnk
3

Comportamento de populações de Myracrodruon urundeuva Fr. All. procedentes de áreas com perturbação antrópica /

Recco, Camila Regina Silva Baleroni. January 2003 (has links)
Orientador: Mário Luiz Teixeira de Moraes / Banca: Valderês Aparecida de Sousa / Banca: Leo Zimback / Resumo: Dentre as espécies que vem sofrendo interferência antrópica encontra-se a aroeira (Myracrodruon urundeuva Fr. All.). Para que estratégias de conservação sejam propostas um dos caminhos usados vem sendo a genética quantitativa, onde são estimados parâmetros genéticos, para alguns caracteres silviculturais. O presente trabalho apresenta testes de progênies de aroeira instalados, na Fazenda de Ensino e Pesquisa da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira/UNESP, no município de Selvíria-MS, em dois sistemas de plantio: a) condições homogêneas: dois testes de progênies instalados em dezembro de 1987, sendo que cada um continha 28 famílias das populações de Bauru-SP e Selvíria-MS, respectivamente. O delineamento experimental utilizado, foi o de blocos casualizados, com 28 tratamentos (famílias) e 3 repetições. As parcelas do experimento foram instaladas, obedecendo a uma disposição linear, com 10 plantas por parcela, no espaçamento de 3,0 x 3,0m; b) condições heterogêneas: instalados em fevereiro de 1992, contendo cada um 25 famílias das populações de Aramina-SP e Selvíria-MS, sendo que a cada um dos testes foi acrescentado mais de três famílias da outra população, o delineamento experimental utilizado, foi o de blocos casualizados, com 28 tratamentos (25 famílias de uma população e três da outra) e seis repetições. As parcelas do experimento foram instaladas na forma linear, com 8 plantas, no espaçamento 3,0 x 3,0m, sendo que todas as plantas de aroeira foram plantadas no centro de quatro plantas de candiúba (Trema micrantha). Nestes testes foram avaliados os seguintes caracteres: altura de plantas, DAP, sobrevivência, diâmetro médio da copa, florescimento e forma do fuste. Assim, o presente trabalho obteve informações sobre a estrutura genética de uma população natural de aroeira, onde... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo). / Abstract: Among the specie that have been suffering strong human interferences it is the "aroeira" (Myracrodruon urundeuva Fr. All.) species proposals conservation strategies genetic studies are required. O ways have been the quantitative genetics, where genetic parameters are estimated, for some silviculturals characters. This work analyze progeny tests of "aroeira", in the Education and Research Farm of the Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira/UNESP, in the city of Selvíria-MS, considering two plantation systems: a-) the homogeneous conditions: two progeny tests planted in December of 1987, where each were performed wicth 28 families of the populations of Bauru-SP and Selvíria-MS, respectively. The employed Experimental Design, was the randomized blocks, with 28 treatments (families) and 3 repetitions. The parcels of the experiment were located according a linear disposal, with 10 plants per parcel, in the row spacing of 3,0 x 3,0m; b) heterogeneous conditions: installed in February of 1992, with 25 families of the populations of Aramina-SP and Selvíria-MS, where each one of were added with three more families of the other population, the experimental design, was the randomized blocks, with 28 treatments (25 families of a population more three of the other) and six repetitions. The plots of the experiment were installed in the linear form, with 8 plants per plots, in row spacing 3,0 x 3,0m. Myracrodruon urundeuva plants trees were planted in the center of four plants of (Trema micrantha) candiúba. In the present tests the following characters were evaluated: height of plants, DAP, survival, average diameter of the top, bloom and form of the shaft. Thus, the present work got information about genetic structure of a natural population of aroeira, where it was verified most of the genetic variation... (Complete abstract click electronic address). / Mestre
4

Comparação do VO2máx no teste de corrida em esteira e em campo de 1600m

Oliveira, Raquel Portela da Silva January 2018 (has links)
Submitted by Gisely Teixeira (gisely.teixeira@uniceub.br) on 2018-06-12T17:37:40Z No. of bitstreams: 1 51500877.pdf: 546053 bytes, checksum: 57069a446a30ab9ee969f0ce5a9d20cd (MD5) / Made available in DSpace on 2018-06-12T17:37:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 51500877.pdf: 546053 bytes, checksum: 57069a446a30ab9ee969f0ce5a9d20cd (MD5) Previous issue date: 2018 / Introdução: O VO2máx refere-se à quantidade máxima de oxigênio que um indivíduo pode utilizar ao ser submetido a exercícios de alta intensidade. O VO2máx proporciona uma medida quantitativa da capacidade do indivíduo para a ressíntese aeróbica do ATP. Isso torna o VO2máx um importante determinante da capacidade de realizar um exercício de alta intensidade por mais 4 ou 5 minutos. O VO2máx é utilizado para verificar melhorias na qualidade de vida de atletas e da saúde de pessoas não atletas, além de ser possível detectar fatores de risco e doenças. O volume máximo de oxigênio (VO2máx) pode ser verificável através de testes direto e indireto a medida de esforços físicos máximos e submáximos. Objetivo: Comparar o VO2Máx no teste de corrida em esteira com o teste de 1600m, por meio de dois grupos diferentes. Metodologia: Amostra composta por 32 homens jovens e saudáveis, os quais foram divididos de forma randomizada, em dois grupos, sendo um realizando a análise de VO2máx pelo método ventilometria (Venti) e outro pelo teste de 1600m (1600m). Resultados: A variância entre os grupos não foi significativamente diferente, indicando similaridade e homogeneidade para as variáveis de caracterização dos grupos (p > 0,05). Indicam-se com média e desvio padrão os valores do VO2máx do grupo Ventilometria e do Grupo 1600m. Os testes distintos para estimar o VO2máx em dois grupos diferentes, demonstrou diferença estatisticamente significativa (p < 0,001), sendo o VO2máx maior para o grupo ventilometria. Conclusão: Conclui-se que vo2máx no teste de corrida em esteira foi significativamente maior do que no teste de corrida de 1600m.
5

Metodologia baseada em métricas de teste para indicação de testes a serem melhorados

BANDEIRA, Liane Ribeiro Pinto 31 January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:51:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 / Tendo em vista a grande atenção e aceitação que vem sendo dadas a Métricas de Software, pelo mercado e a academia, como uma boa forma de melhorar os processos de desenvolvimento de software e observando que a realização de testes tem sido considerada vital para o desenvolvimento de software com qualidade, buscou-se avaliar como métricas de software poderiam contribuir para melhoria dos testes realizados nas organizações de software. Muitas organizações têm investido pesado no processo de testes visando à prevenção e detecção eficiente de defeitos. Durante os ciclos de desenvolvimento e manutenção de software, testes são realizados com o objetivo de garantir que o mínimo de defeitos está sendo entregue com o produto. Para atingir esse objetivo e diante das limitações de tempo e recursos para conduzir testes de software, faz-se necessário que os casos de teste construídos sejam tão completos quanto possíveis e sejam eficazes em encontrar defeitos. No entanto, arquitetos de teste têm comumente criado e mantido casos de teste, principalmente testes de integração de funcionalidades e testes sistêmicos, sem nenhum método formal que avalie a qualidade do que está sendo produzido e se o resultado obtido está sendo satisfatório. Este trabalho estabelece uma metodologia para apoiar a manutenção de casos de testes, a partir de um conjunto de métricas de teste, possibilitando definir um escopo de casos de teste indicados a melhoria, de tal forma que esses testes possam agregar maior valor ao produto desenvolvido pela organização
6

Test Case Selector: Uma Ferramenta para Seleção de Testes

Nereida Dantas Mafra, Juliana 31 January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:56:48Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo2991_1.pdf: 6547364 bytes, checksum: 03ab81c7244ab7c419279c96b7250ff6 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2010 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Esta dissertação descreve a ferramenta Test Case Selector (TCS), desenvolvida para auxiliar o usuário a selecionar casos de teste. O Test Case Selector foi desenvolvido no contexto de uma cooperação industrial com a Motorola, onde seleção de testes de regressão não é uma tarefa fácil. Em geral, uma suíte possui milhares de casos de testes e, em um ciclo de regressão, apenas algumas centenas podem ser executados, de acordo com a capacidade dos times de execução. Tal seleção é feita manualmente. O processo de seleção do TCS atribui pontos a cada caso de teste de acordo com 4 critérios de seleção: número de execuções, taxa de falhas por execução, número de defeitos novos encontrados e complexidade do teste. O usuário atribui pesos a cada critério e o TCS calcula uma média ponderada para cada caso de teste. Os casos de teste que mais pontuaram são mais relevantes para o ciclo de regressão. Para avaliar a ferramenta TCS, desenvolvemos uma ferramenta auxiliar de cálculo de métricas e executamos 3 estudos de caso. A métrica M1 calcula a intersecção existente entre as técnicas manual e automática e as métricas M2:1 e M2:2 calculam a efetividade da seleção automática baseado no percentual de casos de teste que acham defeitos e no percentual de defeitos encontrados, respectivamente. O primeiro estudo de caso compara a seleção manual com a seleção automática, o segundo avalia a efetividade da seleção automática realizada pelo TCS e o terceiro ilustra um processo de extração de pesos a partir do histórico de execução. De acordo com os resultados analisados, verificamos que no primeiro estudo de caso, não houve semelhança significativa entre os casos de teste selecionados de forma manual e automática. No segundo estudo de caso, observamos que a efetividade obtida ao considerar pequenos intervalos não foi satisfatória e no terceiro, através do processo de melhoria contínua, conseguimos detectar critérios que foram eficazes no passado e obtivemos resultados mais efetivos. As principais contribuições deste trabalho são: a definição de 4 critérios para seleção de casos de teste caixa-preta baseados em informações históricas e julgamento de especialistas; a implementação de ferramentas para mecanizar a seleção de casos de teste e realizar o cálculo automático das métricas; estudos de caso ilustrando o uso da ferramenta TCS em suítes reais e um processo de seleção de casos de teste baseado em melhoria contínua
7

Comparação do VO2máx no teste de corrida em esteira e em campo de 1600m

Oliveira, Raquel Portela da Silva January 2018 (has links)
Submitted by Gisely Teixeira (gisely.teixeira@uniceub.br) on 2018-06-12T17:37:40Z No. of bitstreams: 1 51500877.pdf: 546053 bytes, checksum: 57069a446a30ab9ee969f0ce5a9d20cd (MD5) / Made available in DSpace on 2018-06-12T17:37:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 51500877.pdf: 546053 bytes, checksum: 57069a446a30ab9ee969f0ce5a9d20cd (MD5) Previous issue date: 2018 / Introdução: O VO2máx refere-se à quantidade máxima de oxigênio que um indivíduo pode utilizar ao ser submetido a exercícios de alta intensidade. O VO2máx proporciona uma medida quantitativa da capacidade do indivíduo para a ressíntese aeróbica do ATP. Isso torna o VO2máx um importante determinante da capacidade de realizar um exercício de alta intensidade por mais 4 ou 5 minutos. O VO2máx é utilizado para verificar melhorias na qualidade de vida de atletas e da saúde de pessoas não atletas, além de ser possível detectar fatores de risco e doenças. O volume máximo de oxigênio (VO2máx) pode ser verificável através de testes direto e indireto a medida de esforços físicos máximos e submáximos. Objetivo: Comparar o VO2Máx no teste de corrida em esteira com o teste de 1600m, por meio de dois grupos diferentes. Metodologia: Amostra composta por 32 homens jovens e saudáveis, os quais foram divididos de forma randomizada, em dois grupos, sendo um realizando a análise de VO2máx pelo método ventilometria (Venti) e outro pelo teste de 1600m (1600m). Resultados: A variância entre os grupos não foi significativamente diferente, indicando similaridade e homogeneidade para as variáveis de caracterização dos grupos (p > 0,05). Indicam-se com média e desvio padrão os valores do VO2máx do grupo Ventilometria e do Grupo 1600m. Os testes distintos para estimar o VO2máx em dois grupos diferentes, demonstrou diferença estatisticamente significativa (p < 0,001), sendo o VO2máx maior para o grupo ventilometria. Conclusão: Conclui-se que vo2máx no teste de corrida em esteira foi significativamente maior do que no teste de corrida de 1600m.
8

A Reestruturação produtiva do capital e o trabalho: o sistema de integração da empresa Sadia no município de Francisco Beltrão - Paraná. / teste

Flach, Loiva Marli 23 February 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2017-05-12T14:42:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 LOIVA.pdf: 2181216 bytes, checksum: a41d9926d43532ee99952522a7e59135 (MD5) Previous issue date: 2010-02-23 / teste / teste
9

Estudo comparativo dos antígenos de Cysticercus longicollis e Cysticercus cellulosae no imunodiagnóstico da neurocisticercose humana

Gusso, Rubens Luiz Ferreira 05 December 2012 (has links)
Duas provas de imunodiagnóstico foram padronizadas em Curitiba, Paraná, Brasil, 2000: imunofluorescência indireta (IFI) e reação imunoenzimática (ELISA), para pesquisa, em líquido cefalorraquiano, de anticorpos anti-Cysticercus cellulosae de 39 indivíduos com neurocisticercose portadores de cistos vivos ou em degeneração, confirmado por tomografia axial computadorizada. Dois antígenos foram estudados: um homólogo (Cysticercus cellulosae) e outro heterólogo (Cysticercus longicollis). O rendimento de líquido vesicular de Cysticercus longicollis na produção dos antígenos de IFI e ELISA foi significativamente superior ao de Cysticercus cellulosae. Para Cysticercus cellulosae foram utilizados apenas escólices, membranas parasitárias e extrato salino total em função do pequeno rendimento de líquido vesicular. Para a técnica de IFI o número de partículas, por campo, no aumento de 400x ficou estabelecido em 20 a 30. A diluição do conjugado foi 1 :250. O teste de ELISA ficou assim padronizado: Concentração de antígeno: 1 µg/orifício; Diluição do líquido cefalorraquiano: 1/1; Diluição do conjugado: 1: 3000; ponto de corte - C. cellulosae DO. 0,210; ponto de corte - C. longicol/is DO. 0,306.Quando comparado ao padrão ouro e ao teste sorológico com antígeno homólogo, caracterizando o diagnóstico de certeza definitivo, a sensibilidade no teste de imunofluorescência indireta, foi de 90,6%, considerando o número total de amostras analisadas (39), variando de 90,5% para amostras de pacientes com cistos em atividade a 90,9% para amostras de pacientes com calcificações no encéfalo. Quando se trabalhou com o teste imunoenzimático a sensibilidade para o mesmo grupo de amostras foi de 90,9%, variando de 95,2% a 83,3%, respectivamente para amostras de pacientes com cistos em atividade e para amostras de pacientes com calcificações no encéfalo, igualmente com diagnóstico de certeza definitivo para neurocisticercose. O antígeno heterólogo pode ser utilizado como alternativa ao antígeno homólogo. O rendimento e o controle das variáveis ambientais na manutenção da cepa e os indicadores dos testes permitem a utilização deste componente biológico para produção de extratos antigênicos destinados a pesquisa de anticorpos anti-Cysticercus cellulosae em líquido cefalorraquiano
10

Sofrimento psíquico grave e risco suicida : uma análise pelo método de Rorschach

Martins, Liliane Domingos January 2008 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2008. / Submitted by Suelen Silva dos Santos (suelenunb@yahoo.com.br) on 2010-02-26T14:15:21Z No. of bitstreams: 1 2008_LilianeDomingosMartins.PDF: 765638 bytes, checksum: 28ff445496123005f589ebfbb9670ec1 (MD5) / Approved for entry into archive by Lucila Saraiva(lucilasaraiva1@gmail.com) on 2010-03-03T01:01:39Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_LilianeDomingosMartins.PDF: 765638 bytes, checksum: 28ff445496123005f589ebfbb9670ec1 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-03-03T01:01:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_LilianeDomingosMartins.PDF: 765638 bytes, checksum: 28ff445496123005f589ebfbb9670ec1 (MD5) Previous issue date: 2008 / O suicídio é um fenômeno complexo que exige intervenção qualificada dos profissionais de saúde visando minimizar os efeitos das condições que evocam sofrimento psíquico grave e os impulsos autodestrutivos associados. Este estudo objetivou descrever a diversidade de configurações psicológicas e psicopatológicas em um grupo de pacientes em risco de suicídio, utilizando o Método de Rorschach pelo Sistema Compreensivo. Foram avaliados 40 pacientes com ideação suicida atual grave ou tentativa de suicídio até 30 dias antes da avaliação. Os resultados indicaram significativas dificuldades psicológicas. Apontaram uma capacidade limitada de controle do estresse devido a restrita qualidade dos recursos e estados de sobrecarga afetiva e ideacional que dificultam a manutenção ou recuperação do equilíbrio psicológico. Evidenciaram também prejuízos cognitivos extensivos no processamento de informação, tradução e conceitualização de estímulos. Estes fatores conduzem a falhas significativas no reconhecimento da realidade e a problemas de comunicação entre o sujeito e seu meio. Afetos desorganizados estavam marcados pela impulsividade, emoções dolorosas e constrição afetiva, favorecendo condições de sofrimento e descontrole emocional. A autopercepção e percepção interpessoal estavam baseadas em conceitos negativos e pessimistas de si e dos outros e determinavam expectativas ruins e desprazerosas sobre os contatos interpessoais e o futuro em geral. Esses resultados revelaram um quadro de risco, caracterizado por configurações psicopatológicas com déficits na estruturação da personalidade e reduzida capacidade de enfrentamento das demandas cotidianas. Finalmente, esta pesquisa teceu considerações acerca de recomendações psicoterapêuticas no trabalho com pacientes em risco de suicídio. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Suicide is a complex phenomenon. It demands qualified interventions from health professionals to minimize the effects of the conditions that evoke psychic suffering and associated self-destructive impulses. They revealed a limited capacity of stress control due to restricted quality of resources and overwhelming affective and ideational states that hinder the maintenance or recovery of psychological balance. There were also extensive cognitive impairments regarding information processing, translation and conceptualization of stimuli. These factors lead to significant failures in recognizing reality and to communication problems between the subject and others. Disorganized affects were marked by impulsivity, painful emotions and affective constriction, fostering suffering conditions and emotional lack of control. Self-perception and interpersonal perception were based on negative and pessimistic concepts of self and others which determine bad and unpleasant expectations about interpersonal contacts and the future in general. These results revealed a picture of risk characterized by psychopathological configurations with deficits in personality structure and reduced capacity of coping with daily demands. Finally, this research offered considerations regarding psychotherapeutical recommendations for the treatment of patients with suicide risk.

Page generated in 0.1479 seconds