• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 188
  • 7
  • 3
  • 2
  • 2
  • Tagged with
  • 203
  • 134
  • 41
  • 34
  • 30
  • 28
  • 27
  • 22
  • 15
  • 13
  • 13
  • 12
  • 11
  • 11
  • 10
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Sistema de automatização do antibiograma por disco-difusão em aplicação clínica e ambiental / Automatization system for disc diffusion antibiogram in clinical and environmental application

Costa, Luan Felipe Rodrigues 05 August 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade Gama, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Biomédica, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-12-09T12:43:11Z No. of bitstreams: 1 2016_LuanFelipeRodriguesCosta.pdf: 19762374 bytes, checksum: 1f1adc47298f5a3bb098d4871cfb409d (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-01-09T19:18:07Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_LuanFelipeRodriguesCosta.pdf: 19762374 bytes, checksum: 1f1adc47298f5a3bb098d4871cfb409d (MD5) / Made available in DSpace on 2017-01-09T19:18:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_LuanFelipeRodriguesCosta.pdf: 19762374 bytes, checksum: 1f1adc47298f5a3bb098d4871cfb409d (MD5) / O antibiograma é uma metodologia utilizada para medir a sensibilidade de microrganismos a antimicrobianos. O antibiograma mais barato e utilizado no Brasil e no mundo é o por discodifusão. Possui diversas vantagens como: simplicidade, habilidade de testar grande números de organismos e flexibilidade de escolha do antimicrobiano a ser testado. Entretanto, seus resultados são normalmente medidos manualmente, tornando-o tedioso, com alto tempo de consumo, fadado a erros de transcrição e dependente da experiência do especialista. O trabalho em questão apresenta o algoritmo AIA capaz de identificar os halos de inibição e rótulos alfanuméricos por processamento de imagens. Este algoritmo foi testado em imagens ambientais, coletadas por um scanner comercial, e em imagenas clínicas, coletadas por um protótipo desenvolvido localmente e transmitidas para um servidor em nuvem. Os resultados ambientais apresentaram concordância entre as medições manual e automática (AIA) de 88% das 756 leituras realizadas, discordâncias menor, maior e muito maior corresponderam a 6%, 2% e 5%, respectivamente. Diferença de leituras de diâmetro acima de 3 mm entre a manual e a automática foi equivalente a 11% dos casos. O nível de correlação, índice Kappa e Fmeasure entre tais medições foi de 0,85, 0,773 e 0,91 para todas as amostras, 0,90, 0,834 e 0,90 para amostras classificadas como Clássicas, 0,80, 0,695 e 0,93 para as classificadas como Desafiadoras. Já para as imagens clínicas, a concordância entre as medições manuais e o AIA foi de 93% das 345 leituras realizadas, discordâncias menor, maior e muito maior corresponderam a 3,5%, 2,6% e 0,9%, respectivamente. A diferença de leituras de diâmetros acima de 3 mm entre manual e automática correspondeu a 22% dos casos. O nível de correlação foi igual a 0,87, Kappa igual a 0,823 e F-measure igual a 0,96. A regressão de Passing and Bablok foi utilizada para verificar a equivalência entre medições manuais e automáticas. Os resultados ambientais e clínicos passaram no teste de similaridade, entretanto os resultados ambientais não passaram no teste de linearidade. Os resultados clínicos também passaram nos critérios acadêmico e comercial de acordo com os níveis de concordância de susceptibilidade. Dessa forma, o trabalho em questão valida o protótipo construído e compara seus resultados com outras publicações, indicando sua utilização comercial e acadêmica. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Anbiogram is a susceptibility test used to evaluate the sensitivity of microorganisms to antibiotics. The cheaper and more used antibiogram is the disk diffusion method. Its advantages are simplicity, the ability to test large organisms numbers and the flexibility in choosing different antimicrobial agents. However, the results are usually measured manually, making it tedious, time-consuming, bound to transcription errors and dependent on the experience of the expert. This work presents AIA algorithm that identifies antimicrobial disks labels and inhibition zones diameters by image processing. This algorithm has been tested in environmental images, collected from a commercial scanner, and in clinical images collected by a prototype developed locally and transmitted to a cloud server. Environmental results showed agreement between the manual and automatic measurements (AIA) of 88% of 756 readings, minor, major and very major disagreement was 6%, 2% and 5%, respectively. Difference in diameter above 4 mm between manual and automatic readings was equivalent to 11% of cases. Correlation, Kappa coefficient and F-measure between measurements was 0.85, 0.773 and 0.91 for all samples, 0.90, 0.834 and 0,90 for samples classified as standards, 0.80, 0.695 and 0.93 for the classified as oddities. On the other hand, to the clinical images, the correlation between the manual measurements and AIA was 93% of 345 readings taken, minor, major and very major disagreement was 3.5%, 2.6% e 0.9%, respectively. The difference between manual and automatic diameters above 4 mm corresponded to 22% of cases. Correlation coefficient was equal to 0.87, Kappa equal to 0.823 and F-measure equal to 0.96. Passing and Bablok regression was used to verify the equivalence between manual and automatic measurements. Environmental and clinical results succeeded in the similarity test, however the environmental results did not succeeded in the linearity test. Clinical results also passed in academic and commercial criteria according to the susceptibility agreement. Thus, this work validates the prototype built and compare their results with other publications, indicating its commercial and academic use.
2

Purificação e caracterização de uma bacteriocina produzida por Bacillus sp. P45 / Production and characterization of a bacteriocin produced by Bacillus sp. P45

Sirtori, Lisana Reginini January 2006 (has links)
Uma bacteriocina produzida por um microrganismo isolado do intestino do peixe Jaraqui, da bacia Amazônica, foi caracterizada. A bactéria foi identificada como pertencente ao gênero Bacillus por testes citomorfológicos, bioquímicos e fisiológicos. A análise filogenética feita através da seqüência do rDNA 16S revelou que a bactéria é geneticamente próxima de bactérias como B. subtilis e B. amyloliquefaciens. A bacteriocina foi produzida no início da fase exponencial de crescimento e a sua concentração atingiu o nível máximo no início da fase estacionária, caracterizando-se como metabólito primário. O sobrenadante inibiu Staphylococcus aureus, Salmonella Gallinarium, Listeria monocytogenes, Erwinia caratorvora entre outras espécies patogênicas. A atividade manteve-se constante em temperaturas de 10 a 100 ºC, por 30 minutos, iniciando um declínio a 100 ºC por 40 minutos. No teste do efeito de enzimas proteolíticas, a pronase E causou a perda do efeito antimicrobiano, indicando que se trata de uma substância de natureza protéica. A purificação foi realizada inicialmente por precipitação com sulfato de amônio, seguida de uma cromatografia de gel filtração (Sephadex G- 100). A etapa final foi a cromatografia de troca iônica (DEAE Sepharose). No final deste processo, obteve-se um fator de purificação de 42,6 com uma recuperação de 6,75%. A bacteriocina purificada manteve sua estabilidade térmica, mas perdeu a estabilidade frente a enzimas proteolíticas. O espectro de infravermelho indicou grupamentos NH e ligações peptídicas e o espectro de massas indicou um peptídeo de 1518,554 Da. A bacteriocina parcialmente purificada tem um EC50 de 400UA/mL e provocou uma diminuição de 6 logs de células de Listeria monocytogenes com 800UA/mL, provavelmente provocando lise celular. / A bacteriocin produced by a microrganism isolated from the intestine of the fish Jaraqui of the Amazonian basin was characterized. The bacterium was identified as a species of the Bacillus genus by cytomorphological, biochemical and physiological tests. The phylogenetical analysis done by 16S rDNA sequence revealed that the bacterium is genetically close to B. subtilis and B. amyloliquefaciens. The bacteriocin is produced at exponential growth phase and its concentration achieves the maximum level at stationary growth phase, suggesting that this compound is a primary metabolite. The culture supernatant was active against Staphylococcus aureus, Salmonella Gallinarium, Listeria monocytogenes, Erwinia caratorvora among other pathogenic species. The activity was constant in temperatures from 10 to 100 ºC for 30 minutes, begining to decline at 100 ºC for 40 minutos. When treated with proteolitic enzymes, pronase E caused the lost of the antimicrobian efect, proving that is a substance of proteinaceous nature. The purification was developed by ammoniun sulfate precipitation, followed by gel filtration chromatography (Sephadex G-100). The last step was an ion exchange chromatography (DEAE Sepharose). By the end of this process, we have a purification factor of 42,6 and a yield of 6,75%. The purified bacteriocin keeps its thermal stability, but looses the stability towards proteolytic enzymes. The infrared spectrum indicates NH groups and peptidic bounds and the mass spectrum indicates a peptide of 1518,554 Da. The bacteriocin partially purified has a EC50 of 400UA/mL and kills all viable cells of Listeria monocytogenes with 800UA/mL, probably by cell lysis.
3

Purificação e caracterização de uma bacteriocina produzida por Bacillus sp. P45 / Production and characterization of a bacteriocin produced by Bacillus sp. P45

Sirtori, Lisana Reginini January 2006 (has links)
Uma bacteriocina produzida por um microrganismo isolado do intestino do peixe Jaraqui, da bacia Amazônica, foi caracterizada. A bactéria foi identificada como pertencente ao gênero Bacillus por testes citomorfológicos, bioquímicos e fisiológicos. A análise filogenética feita através da seqüência do rDNA 16S revelou que a bactéria é geneticamente próxima de bactérias como B. subtilis e B. amyloliquefaciens. A bacteriocina foi produzida no início da fase exponencial de crescimento e a sua concentração atingiu o nível máximo no início da fase estacionária, caracterizando-se como metabólito primário. O sobrenadante inibiu Staphylococcus aureus, Salmonella Gallinarium, Listeria monocytogenes, Erwinia caratorvora entre outras espécies patogênicas. A atividade manteve-se constante em temperaturas de 10 a 100 ºC, por 30 minutos, iniciando um declínio a 100 ºC por 40 minutos. No teste do efeito de enzimas proteolíticas, a pronase E causou a perda do efeito antimicrobiano, indicando que se trata de uma substância de natureza protéica. A purificação foi realizada inicialmente por precipitação com sulfato de amônio, seguida de uma cromatografia de gel filtração (Sephadex G- 100). A etapa final foi a cromatografia de troca iônica (DEAE Sepharose). No final deste processo, obteve-se um fator de purificação de 42,6 com uma recuperação de 6,75%. A bacteriocina purificada manteve sua estabilidade térmica, mas perdeu a estabilidade frente a enzimas proteolíticas. O espectro de infravermelho indicou grupamentos NH e ligações peptídicas e o espectro de massas indicou um peptídeo de 1518,554 Da. A bacteriocina parcialmente purificada tem um EC50 de 400UA/mL e provocou uma diminuição de 6 logs de células de Listeria monocytogenes com 800UA/mL, provavelmente provocando lise celular. / A bacteriocin produced by a microrganism isolated from the intestine of the fish Jaraqui of the Amazonian basin was characterized. The bacterium was identified as a species of the Bacillus genus by cytomorphological, biochemical and physiological tests. The phylogenetical analysis done by 16S rDNA sequence revealed that the bacterium is genetically close to B. subtilis and B. amyloliquefaciens. The bacteriocin is produced at exponential growth phase and its concentration achieves the maximum level at stationary growth phase, suggesting that this compound is a primary metabolite. The culture supernatant was active against Staphylococcus aureus, Salmonella Gallinarium, Listeria monocytogenes, Erwinia caratorvora among other pathogenic species. The activity was constant in temperatures from 10 to 100 ºC for 30 minutes, begining to decline at 100 ºC for 40 minutos. When treated with proteolitic enzymes, pronase E caused the lost of the antimicrobian efect, proving that is a substance of proteinaceous nature. The purification was developed by ammoniun sulfate precipitation, followed by gel filtration chromatography (Sephadex G-100). The last step was an ion exchange chromatography (DEAE Sepharose). By the end of this process, we have a purification factor of 42,6 and a yield of 6,75%. The purified bacteriocin keeps its thermal stability, but looses the stability towards proteolytic enzymes. The infrared spectrum indicates NH groups and peptidic bounds and the mass spectrum indicates a peptide of 1518,554 Da. The bacteriocin partially purified has a EC50 of 400UA/mL and kills all viable cells of Listeria monocytogenes with 800UA/mL, probably by cell lysis.
4

Purificação e caracterização de uma bacteriocina produzida por Bacillus sp. P45 / Production and characterization of a bacteriocin produced by Bacillus sp. P45

Sirtori, Lisana Reginini January 2006 (has links)
Uma bacteriocina produzida por um microrganismo isolado do intestino do peixe Jaraqui, da bacia Amazônica, foi caracterizada. A bactéria foi identificada como pertencente ao gênero Bacillus por testes citomorfológicos, bioquímicos e fisiológicos. A análise filogenética feita através da seqüência do rDNA 16S revelou que a bactéria é geneticamente próxima de bactérias como B. subtilis e B. amyloliquefaciens. A bacteriocina foi produzida no início da fase exponencial de crescimento e a sua concentração atingiu o nível máximo no início da fase estacionária, caracterizando-se como metabólito primário. O sobrenadante inibiu Staphylococcus aureus, Salmonella Gallinarium, Listeria monocytogenes, Erwinia caratorvora entre outras espécies patogênicas. A atividade manteve-se constante em temperaturas de 10 a 100 ºC, por 30 minutos, iniciando um declínio a 100 ºC por 40 minutos. No teste do efeito de enzimas proteolíticas, a pronase E causou a perda do efeito antimicrobiano, indicando que se trata de uma substância de natureza protéica. A purificação foi realizada inicialmente por precipitação com sulfato de amônio, seguida de uma cromatografia de gel filtração (Sephadex G- 100). A etapa final foi a cromatografia de troca iônica (DEAE Sepharose). No final deste processo, obteve-se um fator de purificação de 42,6 com uma recuperação de 6,75%. A bacteriocina purificada manteve sua estabilidade térmica, mas perdeu a estabilidade frente a enzimas proteolíticas. O espectro de infravermelho indicou grupamentos NH e ligações peptídicas e o espectro de massas indicou um peptídeo de 1518,554 Da. A bacteriocina parcialmente purificada tem um EC50 de 400UA/mL e provocou uma diminuição de 6 logs de células de Listeria monocytogenes com 800UA/mL, provavelmente provocando lise celular. / A bacteriocin produced by a microrganism isolated from the intestine of the fish Jaraqui of the Amazonian basin was characterized. The bacterium was identified as a species of the Bacillus genus by cytomorphological, biochemical and physiological tests. The phylogenetical analysis done by 16S rDNA sequence revealed that the bacterium is genetically close to B. subtilis and B. amyloliquefaciens. The bacteriocin is produced at exponential growth phase and its concentration achieves the maximum level at stationary growth phase, suggesting that this compound is a primary metabolite. The culture supernatant was active against Staphylococcus aureus, Salmonella Gallinarium, Listeria monocytogenes, Erwinia caratorvora among other pathogenic species. The activity was constant in temperatures from 10 to 100 ºC for 30 minutes, begining to decline at 100 ºC for 40 minutos. When treated with proteolitic enzymes, pronase E caused the lost of the antimicrobian efect, proving that is a substance of proteinaceous nature. The purification was developed by ammoniun sulfate precipitation, followed by gel filtration chromatography (Sephadex G-100). The last step was an ion exchange chromatography (DEAE Sepharose). By the end of this process, we have a purification factor of 42,6 and a yield of 6,75%. The purified bacteriocin keeps its thermal stability, but looses the stability towards proteolytic enzymes. The infrared spectrum indicates NH groups and peptidic bounds and the mass spectrum indicates a peptide of 1518,554 Da. The bacteriocin partially purified has a EC50 of 400UA/mL and kills all viable cells of Listeria monocytogenes with 800UA/mL, probably by cell lysis.
5

Perfil químico e atividade antimicrobriana de Caulerpa racemosa (Forskal) J. Agard

PADILHA, Rafael Jorge Aracati 31 January 2014 (has links)
Submitted by Amanda Silva (amanda.osilva2@ufpe.br) on 2015-03-13T11:37:07Z No. of bitstreams: 2 DISSERTAÇÃO Rafael Jorge Santos Aracati Padilha.pdf: 1727619 bytes, checksum: 91010aceda0b194ab011b7fab29987ab (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-13T11:37:07Z (GMT). No. of bitstreams: 2 DISSERTAÇÃO Rafael Jorge Santos Aracati Padilha.pdf: 1727619 bytes, checksum: 91010aceda0b194ab011b7fab29987ab (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2014 / CAPES / A resistência antimicrobiana tornou-se, nas últimas décadas, um dos principais problemas de saúde pública no mundo, sendo necessário buscar fontes mais eficazes para combater estes agentes infecciosos. A descoberta de metabólitos secundários no ambiente marinho vem consolidando a importância deste ambiente nos últimos anos. A presença de uma grande diversidade de espécies vegetais e animais, pode fornecer uma enorme variedade de substâncias que podem ser usadas na indústria farmacêutica. Dentre todos os organismos marinhos, as algas representam o primeiro elo da cadeia alimentar e possuem um papel muito importante na manutenção da vida aquática, além de serem igualmente relevantes tanto do ponto de vista econômico quanto social. O presente estudo visa realizar prospecção química e microbiológica a partir de extratos de algas marinhas do gênero Caulerpa Lamouroux (Bryopsidades, Chlorophyta). A coleta do material foi realizada na praia de Maracaípe (município de Ipojuca), litoral de Pernambuco, limita-se ao norte pela praia de Porto de Galinhas e ao sul pela praia de Enseadinha. O objetivo principal deste estudo foi realizar uma prospecção química e a avaliação microbiológica dos metabólitos secundários de Caulerpa racemosa (Forsskal) J. Agardh nas condições bentônicas e arribadas, frente aos micro-organismos com maiores índices de infecção hospitalar. O extrato bruto foi caracterizado quanto a sua ação antioxidante (DPPH), além disso, foi realizada uma análise ficoquímica para detecção de saponinas, alcaloides, fenóis, taninos e antocianinas. Foi realizado o isolamento e purificação da fração mais ativa da alga bentônica, onde foram purificadas 4 substâncias, que foram submetidas à elucidação através de técnicas espectroscópicas convencionais (IV, UV e RMN 1H). Os testes antimicrobianos utilizados seguiram o método de difusão de disco e foi constatado que as frações e os extratos brutos das algas bentônicas apresentaram uma marcante atividade frente ao Enterococcus faecalis e cepas resistentes de Enterococcus. Além disso, foi observado que as frações apresentaram uma ação inibitória mais discreta frente a outros representantes de bactérias Gram-positivas. A triagem fitoquímica mostrou a presença de saponinas e alcaloides nesses dois grupos de algas. Os testes antioxidantes revelaram que as algas bentônicas possuem uma ação antioxidante superior as arribadas. A avaliação espectroscópica também indicou a presença de pigmentos clorofilados, esteróides e foi confirmada a presença da caulerpicina.
6

Antimicrobial dressings for the treatment of infected wounds

Freeman-Parry, Louise 16 March 2021 (has links)
Jornadas Académicas de Salud 2021 / Las Jornadas Académicas en Salud 2021 tienen como propósito promover la actualización de los profesionales de la salud de diversas especialidades, enfatizando la atención interprofesional centrada en el paciente.
7

Urease de Canavalia ensiformis e peptídeos derivados : interação com a membrana lipídica e a formação de canais iônicos

Piovesan, Angela Regina January 2013 (has links)
Ureases (EC 3.5.1.5) são enzimas dependentes de níquel que catalisam a hidrólise da uréia para formar amônia e dióxido de carbono. Elas têm sido isoladas de uma ampla variedade de organismos incluindo plantas, fungos e bactérias, porém não são sintetizadas por animais. As sementes de Canavalia ensiformis são ricas em isoformas de urease, tal como a Canatoxina (CNTX) e JBU (jackbean urease, do inglês). A CNTX é uma proteína neurotóxica, causando diversos efeitos biológicos após injeção por via intraperitoneal em ratos e camundongos, entre eles, atividades pró- inflamatórias e indutora de agregação plaquetária, convulsões, e finalmente, morte dos animais. A CNTX também apresenta efeitos inseticida e antifúngico, potencialmente relevantes para a defesa da planta de origem. Após anos de estudos com a CNTX, verificou-se que JBU também compartilha essas atividades biológicas, como efeitos inseticida e fungitóxico, ativação de plaquetas e de células inflamatórias, incluindo letalidade em ratos e camundongos (por via intravenosa). Na busca pelo mecanismo de ação inseticida, identificou-se um fragmento da urease com efeito letal em insetos, denominado Jaburetox (Jbtx). Indícios da interação desses polipeptídeos com membranas lipídicas nos levou a estudar de que forma esse fenômeno ocorre. Fragmentos do Jbtx originados de mutações sítio-dirigidas foram testados a fim de investigar a relação estrutura X função. Foram usados neste estudo, além de JBU e Jbtx, a porção amino-terminal do Jbtx isolada, chamada de Jbtx N-ter, a sua região carboxi-terminal, ou Jbtx C-ter, e ainda o peptídeo com a região do grampo beta removida, ou Jbtx Δ-β. Por meio de ensaios com lipossomos, foi possível certificar-se que todas as proteínas ligam-se e interagem com as vesículas de maneira muito similar. A capacidade das moléculas de inserção em bicamadas lipídicas foi confirmada através da técnica de planar lipid bilayer, determinando-se as propriedades biofísicas dos canais formados, e sugerindo que o peptídeo Jbtx representa a principal região da JBU capaz de interagir com membranas biológica. Os resultados contribuem para a compreensão mais aprofundada dos mecanismos de ação de ureases e peptídeos derivados, assim como das relações estrutura x função implicadas nesses mecanismos. / Ureases (EC 3.5.1.5) are niquel dependent enzymes that hydrolyse urea into ammonium and carbon dioxide. They have been isolated from many organisms, including plants, fungi and bacteria, but are not synthesized by animals. Canavalia ensiformis seeds are source of urease isoforms, like Canatoxin (CNTX) and jackbean urease (JBU). CNTX is a neurotoxic protein, displaying several biological effects after intraperitoneal injection in rats or mice, including proinflammatory and platelet aggregation activity, and convulsions followed by death of the animals. CNTX also presents insecticidal and fungitoxic effects, which are probably relevant for defense mechanisms of the source plant. After some years of studies, it was found that JBU also share these biological activities, such as entomotoxic and antifungal effects, activation of platelets and inflammatory cells, including lethality in rats and mice (intravenously). In the search for the insecticidal mode of action, an urease fragment lethal to insects was identified and named Jaburetox (Jbtx). Evidence of the interaction of these polypeptides with lipid membranes led us to investigate how this phenomenom takes place. Site-directed mutagenesis to obtain Jbtx fragments was applied in the search for structure X function relationships. Besides JBU and Jbtx, a peptide corresponding to Jbtx’s amino-terminal half (Jbtx N-ter), a peptide corresponding to Jbtx’s carboxi-terminal half (Jbtx C-ter) and a mutant with deletion of a beta hairpin motif (Jbtx Δ-β) were used in the present study. Working with liposomes it was possible to verify that all proteins bind and interact with vesicles, in a similar way. The ability of these molecules to insert into lipid bilayers was confirmed through the planar lipid bilayer technique. The biophysical properties of the ion channels formed by each polypeptide were characterized, suggesting that Jbtx is the main region from JBU able to interact with lipid membranes. The results contribute to deepen our understanding of the modes of action of JBU and derived peptides, as well as of the structure X function relationships involved in these mechanisms.
8

Atividade antimicrobiana de extratos de Agaricus blazei Murrill sobre bactéria patogênica em seres humanos

Lima, Cristiane Urcina Joanna Oliveira 02 December 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2016. / Submitted by Camila Duarte (camiladias@bce.unb.br) on 2017-01-30T14:11:00Z No. of bitstreams: 1 2016_CristianeUrcinaJoannaOliveiraLima.pdf: 1643918 bytes, checksum: 5525da7babb7a34414f4d9eaf56084a3 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-02-13T18:43:25Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_CristianeUrcinaJoannaOliveiraLima.pdf: 1643918 bytes, checksum: 5525da7babb7a34414f4d9eaf56084a3 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-02-13T18:43:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_CristianeUrcinaJoannaOliveiraLima.pdf: 1643918 bytes, checksum: 5525da7babb7a34414f4d9eaf56084a3 (MD5) / Introdução: Evidências científicas veem demonstrando que Pseudomonas aeruginosa (P. aeruginosa) destaca-se dentre os demais patógenos por promover elevadas taxas de morbidade, mortalidade e aumento de custos hospitalares em âmbito mundial. Este microrganismo é intrinsicamente resistente à ampla diversidade de fármacos e capaz de se tornar resistente a diversos agentes antimicrobianos. Atualmente, verifica-se uma significativa limitação do arsenal terapêutico que pode ser empregado para o tratamento de infecções causadas por esta bactéria multirresistente. Estudos têm demonstrado que o cogumelo Agaricus blazei Murrill (AbM) apresenta atividade antimicrobiana. Objetivo: Avaliar a ação antimicrobiana dos extratos do Agaricus blazei Murrill sobre Pseudomonas aeruginosa multirresistente. Métodos: As cepas de Pseudomonas aeruginosa multirresistente foram obtidas de pacientes internados no Hospital Regional da Asa Norte do Distrito Federal. A multirresistência antimicrobiana foi determinada segundo os critérios do National Committee for Clinical Labocamundongory Standasrds. Os extratos, aquoso e metanólico, foram preparados a partir do basidiocarpo bruto do AbM e parte de sua composição química foi determinada, assim como os compostos fenólicos (polifenóis totais, polimerizados e não polimerizados; ésteres tartáricos e flavonóis) e ação antioxidante pelos métodos de DPPH e ABTS. Os testes in vitro contemplaram as avaliações da concentração inibitória mínima, do potencial hemolítico dos extratos, da viabilidade celular e quantificação de citocinas (TNF-α, IL-10, IL-12) em células RAW 264.7. No ensaio in vivo, os animais foram infectados com a Pseudomonas aeruginosa multirresistente para avaliação da ação antimicrobiana dos extratos do cogumelo na sobrevida de camundongos. Resultados: Os dados da composição química do AbM demonstraram uma elevada quantidade de carboidratos, proteínas e fibras, associado a baixo teor de gorduras. O extrato metanólico apresentou uma maior quantidade de compostos fenólicos em relação ao aquoso, e ambos os extratos evidenciaram elevada atividade antioxidante pelo método ABTS. Os demais estudos in vitro demostraram que o extrato metanólico apresentou atividade inibitória no crescimento de P. aeruginosa, ambos os extratos de AbM não promoveram atividade hemolítica e não estimularam a secreção de citocinas. Além disso, os extratos diminuíram a viabilidade celular. Nos experimentos in vivo, o extrato aquoso aumentou a sobrevida de camundongos com infecção em 60%, quando comparados com animais controle. Conclusão: Estes dados sugerem que o extrato aquoso do cogumelo AbM pode ser uma alternativa terapêutica para o tratamento de infecções bacterianas multirresistentes. / Introduction: Scientific evidence demonstrating see that Pseudomonas aeruginosa (P. aeruginosa) stands out among the other pathogens by promoting high rates of morbidity, mortality and increased hospital costs worldwide. This microorganism is intrinsically resistant to wide range of drugs and able to become resistant to many antimicrobial agents. Currently, there is a significant limitation in the therapeutic arsenal that can be used for the treatment of infections caused by multidrug this bacterium. Studies have shown that Agaricus blazei Murrill (AbM) has antimicrobial activity. Objective: To evaluate the antimicrobial action of Agaricus blazei Murrill extracts on multidrug resistant Pseudomonas aeruginosa. Methods: multidrug-resistant Pseudomonas aeruginosa strains were obtained from patients admitted to the Regional Hospital of the North Wing of the Federal District. The multidrug resistance was determined according to the criteria of the National Committee for Clinical Labocamundongory Standasrds. The extracts and aqueous methanol have been prepared from crude basidiocarp AbM and part of their chemical composition was determined, as well as phenolic compounds (total polyphenols polymerized and unpolymerized; Tartaric acid esters, flavonoids) and antioxidant activity by DPPH methods and ABTS. In vitro testing contemplated reviews the minimum inhibitory concentration, hemolytic potential of the extracts, the cellular viability and quantification of cytokines (TNF-α, IL-10, IL-12) in RAW 264.7 cells. In the in vivo test, the animals were infected with Pseudomonas aeruginosa multiresistant to evaluate the antimicrobial activity of mushroom extracts on the survival of mice. Results: The data on the chemical composition AbM showed a high amount of carbohydrates, protein and fiber, associated with low fat content. The methanol extract showed a greater amount of phenolic compounds in relation to the aqueous, and both extracts showed high antioxidant activity by ABTS method. Other in vitro studies showed that the methanol extract showed inhibitory activity on the growth of P. aeruginosa, both AbM extracts did not promote hemolytic activity and did not stimulate the secretion of cytokines. Moreover, the extracts decreased cell viability. In in vivo experiments, the aqueous extract increased the survival of mice infected by 60% when compared to control animals. Conclusion: These data suggest that the aqueous extract of the mushroom AbM may be a therapeutic alternative for the treatment of multidrug-resistant bacterial infections.
9

Urease de Canavalia ensiformis e peptídeos derivados : interação com a membrana lipídica e a formação de canais iônicos

Piovesan, Angela Regina January 2013 (has links)
Ureases (EC 3.5.1.5) são enzimas dependentes de níquel que catalisam a hidrólise da uréia para formar amônia e dióxido de carbono. Elas têm sido isoladas de uma ampla variedade de organismos incluindo plantas, fungos e bactérias, porém não são sintetizadas por animais. As sementes de Canavalia ensiformis são ricas em isoformas de urease, tal como a Canatoxina (CNTX) e JBU (jackbean urease, do inglês). A CNTX é uma proteína neurotóxica, causando diversos efeitos biológicos após injeção por via intraperitoneal em ratos e camundongos, entre eles, atividades pró- inflamatórias e indutora de agregação plaquetária, convulsões, e finalmente, morte dos animais. A CNTX também apresenta efeitos inseticida e antifúngico, potencialmente relevantes para a defesa da planta de origem. Após anos de estudos com a CNTX, verificou-se que JBU também compartilha essas atividades biológicas, como efeitos inseticida e fungitóxico, ativação de plaquetas e de células inflamatórias, incluindo letalidade em ratos e camundongos (por via intravenosa). Na busca pelo mecanismo de ação inseticida, identificou-se um fragmento da urease com efeito letal em insetos, denominado Jaburetox (Jbtx). Indícios da interação desses polipeptídeos com membranas lipídicas nos levou a estudar de que forma esse fenômeno ocorre. Fragmentos do Jbtx originados de mutações sítio-dirigidas foram testados a fim de investigar a relação estrutura X função. Foram usados neste estudo, além de JBU e Jbtx, a porção amino-terminal do Jbtx isolada, chamada de Jbtx N-ter, a sua região carboxi-terminal, ou Jbtx C-ter, e ainda o peptídeo com a região do grampo beta removida, ou Jbtx Δ-β. Por meio de ensaios com lipossomos, foi possível certificar-se que todas as proteínas ligam-se e interagem com as vesículas de maneira muito similar. A capacidade das moléculas de inserção em bicamadas lipídicas foi confirmada através da técnica de planar lipid bilayer, determinando-se as propriedades biofísicas dos canais formados, e sugerindo que o peptídeo Jbtx representa a principal região da JBU capaz de interagir com membranas biológica. Os resultados contribuem para a compreensão mais aprofundada dos mecanismos de ação de ureases e peptídeos derivados, assim como das relações estrutura x função implicadas nesses mecanismos. / Ureases (EC 3.5.1.5) are niquel dependent enzymes that hydrolyse urea into ammonium and carbon dioxide. They have been isolated from many organisms, including plants, fungi and bacteria, but are not synthesized by animals. Canavalia ensiformis seeds are source of urease isoforms, like Canatoxin (CNTX) and jackbean urease (JBU). CNTX is a neurotoxic protein, displaying several biological effects after intraperitoneal injection in rats or mice, including proinflammatory and platelet aggregation activity, and convulsions followed by death of the animals. CNTX also presents insecticidal and fungitoxic effects, which are probably relevant for defense mechanisms of the source plant. After some years of studies, it was found that JBU also share these biological activities, such as entomotoxic and antifungal effects, activation of platelets and inflammatory cells, including lethality in rats and mice (intravenously). In the search for the insecticidal mode of action, an urease fragment lethal to insects was identified and named Jaburetox (Jbtx). Evidence of the interaction of these polypeptides with lipid membranes led us to investigate how this phenomenom takes place. Site-directed mutagenesis to obtain Jbtx fragments was applied in the search for structure X function relationships. Besides JBU and Jbtx, a peptide corresponding to Jbtx’s amino-terminal half (Jbtx N-ter), a peptide corresponding to Jbtx’s carboxi-terminal half (Jbtx C-ter) and a mutant with deletion of a beta hairpin motif (Jbtx Δ-β) were used in the present study. Working with liposomes it was possible to verify that all proteins bind and interact with vesicles, in a similar way. The ability of these molecules to insert into lipid bilayers was confirmed through the planar lipid bilayer technique. The biophysical properties of the ion channels formed by each polypeptide were characterized, suggesting that Jbtx is the main region from JBU able to interact with lipid membranes. The results contribute to deepen our understanding of the modes of action of JBU and derived peptides, as well as of the structure X function relationships involved in these mechanisms.
10

Urease de Canavalia ensiformis e peptídeos derivados : interação com a membrana lipídica e a formação de canais iônicos

Piovesan, Angela Regina January 2013 (has links)
Ureases (EC 3.5.1.5) são enzimas dependentes de níquel que catalisam a hidrólise da uréia para formar amônia e dióxido de carbono. Elas têm sido isoladas de uma ampla variedade de organismos incluindo plantas, fungos e bactérias, porém não são sintetizadas por animais. As sementes de Canavalia ensiformis são ricas em isoformas de urease, tal como a Canatoxina (CNTX) e JBU (jackbean urease, do inglês). A CNTX é uma proteína neurotóxica, causando diversos efeitos biológicos após injeção por via intraperitoneal em ratos e camundongos, entre eles, atividades pró- inflamatórias e indutora de agregação plaquetária, convulsões, e finalmente, morte dos animais. A CNTX também apresenta efeitos inseticida e antifúngico, potencialmente relevantes para a defesa da planta de origem. Após anos de estudos com a CNTX, verificou-se que JBU também compartilha essas atividades biológicas, como efeitos inseticida e fungitóxico, ativação de plaquetas e de células inflamatórias, incluindo letalidade em ratos e camundongos (por via intravenosa). Na busca pelo mecanismo de ação inseticida, identificou-se um fragmento da urease com efeito letal em insetos, denominado Jaburetox (Jbtx). Indícios da interação desses polipeptídeos com membranas lipídicas nos levou a estudar de que forma esse fenômeno ocorre. Fragmentos do Jbtx originados de mutações sítio-dirigidas foram testados a fim de investigar a relação estrutura X função. Foram usados neste estudo, além de JBU e Jbtx, a porção amino-terminal do Jbtx isolada, chamada de Jbtx N-ter, a sua região carboxi-terminal, ou Jbtx C-ter, e ainda o peptídeo com a região do grampo beta removida, ou Jbtx Δ-β. Por meio de ensaios com lipossomos, foi possível certificar-se que todas as proteínas ligam-se e interagem com as vesículas de maneira muito similar. A capacidade das moléculas de inserção em bicamadas lipídicas foi confirmada através da técnica de planar lipid bilayer, determinando-se as propriedades biofísicas dos canais formados, e sugerindo que o peptídeo Jbtx representa a principal região da JBU capaz de interagir com membranas biológica. Os resultados contribuem para a compreensão mais aprofundada dos mecanismos de ação de ureases e peptídeos derivados, assim como das relações estrutura x função implicadas nesses mecanismos. / Ureases (EC 3.5.1.5) are niquel dependent enzymes that hydrolyse urea into ammonium and carbon dioxide. They have been isolated from many organisms, including plants, fungi and bacteria, but are not synthesized by animals. Canavalia ensiformis seeds are source of urease isoforms, like Canatoxin (CNTX) and jackbean urease (JBU). CNTX is a neurotoxic protein, displaying several biological effects after intraperitoneal injection in rats or mice, including proinflammatory and platelet aggregation activity, and convulsions followed by death of the animals. CNTX also presents insecticidal and fungitoxic effects, which are probably relevant for defense mechanisms of the source plant. After some years of studies, it was found that JBU also share these biological activities, such as entomotoxic and antifungal effects, activation of platelets and inflammatory cells, including lethality in rats and mice (intravenously). In the search for the insecticidal mode of action, an urease fragment lethal to insects was identified and named Jaburetox (Jbtx). Evidence of the interaction of these polypeptides with lipid membranes led us to investigate how this phenomenom takes place. Site-directed mutagenesis to obtain Jbtx fragments was applied in the search for structure X function relationships. Besides JBU and Jbtx, a peptide corresponding to Jbtx’s amino-terminal half (Jbtx N-ter), a peptide corresponding to Jbtx’s carboxi-terminal half (Jbtx C-ter) and a mutant with deletion of a beta hairpin motif (Jbtx Δ-β) were used in the present study. Working with liposomes it was possible to verify that all proteins bind and interact with vesicles, in a similar way. The ability of these molecules to insert into lipid bilayers was confirmed through the planar lipid bilayer technique. The biophysical properties of the ion channels formed by each polypeptide were characterized, suggesting that Jbtx is the main region from JBU able to interact with lipid membranes. The results contribute to deepen our understanding of the modes of action of JBU and derived peptides, as well as of the structure X function relationships involved in these mechanisms.

Page generated in 0.1085 seconds