• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 927
  • 11
  • 10
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 950
  • 342
  • 291
  • 205
  • 195
  • 147
  • 134
  • 117
  • 116
  • 102
  • 98
  • 88
  • 85
  • 83
  • 80
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Táticas reprodutivas de Apistogramma agassizii (PERCIFORMES: CICHLIDAE) em lagos e igarapés do Médio Solimões, Amazonas - Brasil

Oliveira, Jomara Cavalcante de 21 March 2016 (has links)
Submitted by Gizele Lima (gizele.lima@inpa.gov.br) on 2016-08-24T14:16:00Z No. of bitstreams: 2 Dissertação Oliveira, 2016_Táticas reprodutivas de Apistogramma agassizii.pdf: 2723349 bytes, checksum: b673449bc53a651ec0b86db0372e45ef (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2016-08-24T14:16:00Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação Oliveira, 2016_Táticas reprodutivas de Apistogramma agassizii.pdf: 2723349 bytes, checksum: b673449bc53a651ec0b86db0372e45ef (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2016-03-21
2

Mecanismos de regulação de Na+ nas brânquias de peixes da Amazônia: modulação por fatores ambientais e ajustes espécie-específicos

Duarte, Rafael Mendonça 21 February 2013 (has links)
Submitted by Dominick Jesus (dominickdejesus@hotmail.com) on 2015-06-16T20:14:14Z No. of bitstreams: 2 Tese_Rafael Mendonça Duarte.pdf: 2065315 bytes, checksum: 4ad18a7f6d87cd43d838c30230b03f3a (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2015-06-16T20:14:14Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Tese_Rafael Mendonça Duarte.pdf: 2065315 bytes, checksum: 4ad18a7f6d87cd43d838c30230b03f3a (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2013-02-21 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / The mechanisms of Na+ transport in gills of Amazonian fish species remains poorly understood, particularly regarding to the physiological adjustments involved in adaptation to the singular environmental conditions of Amazon waters. The aim of the present study was analyze the physiological mechanisms involved in Na+ transport in gills of different Amazonian fish species, at both natural and laboratory conditions. Therefore, we evaluated the influence of water physical and chemical conditions on Na+ unidirectional fluxes and Na+ uptake kinetic properties of fishes, as well as on Na+/K+-ATPase and H+-ATPase activity, looking for intraespecific and interespecific adjustments in Na+ transport according to environmental conditions. The responses in branchial Na+ transport were strongly related to H+-ATPase activity, suggesting that this enzyme plays a importante role in the maintenance of the ionic and acid-base balance in the studied fish species during the process of acclimatization and acclimation to acidic conditions ion-poor conditions. However, others Na+ transporters seems to be involved in branchial transport of Na+, particularly in Hyphessobrycon copelandi during acute exposure to higher temperatures. There was also seen that differences in controlling gill permeability modulate the tolerance of some cichlid fish species, as Pterophyllum scalare and Symphysodon discus, to ionoregulatory disturbances from the exposure to acidic water and ion-poor conditions. Moreover, intraspecific and interspecific variation in the response of H+-ATPase activity, and in a lower extent to the Na+/K+-ATPase activity, were associated with adaptive adjustments of fish to the natural environmental conditions founded in streams of the Rio Negro basin. / Os mecanismos de transporte de Na+ nas brânquias de peixes da Amazônia permanece pouco estudado, particularmente no que se refere aos ajustes fisiológicos relacionados à adaptação às condições ambientais peculiares das águas da região. O presente estudo teve como objetivo analisar os mecanismos fisiológicos relacionados ao transporte de Na+ nas brânquias de diferentes espécies de peixes da Amazônia, em condições naturais e em laboratório. Para tanto, foi avaliada a influencia das condições físicas e químicas da água no fluxo unidirecional e propriedades cinéticas para a absorção de Na+ dos animais, assim com a atividade da Na+/K+-ATPase e H+-ATPase, verificando a presença de ajustes intra e interespecíficos na regulação do transporte de Na+ em função das condições ambientais. As respostas no transporte branquial de Na+ foram fortemente relacionadas a atividade da H+-ATPase, sugerindo que essa enzima exerce um papel na manutenção do equilíbrio iônico e ácido base das espécies estudadas durante os processos de aclimatização e aclimatação a condições ácidas e com baixa disponibilidade iônica. Contudo, outros transportadores parecem estar envolvidos no transporte branquial de Na+, particularmente em Hyphessobrycon copelandi durante a exposição aguda a maiores temperaturas Foi observado também que diferenças no controle da permeabilidade branquial influenciam na tolerância de alguns ciclídeos, como Pterophyllum scalare e Symphysodon discus, a distúrbios ionoregulatórios decorrentes da exposição a águas ácidas e pobre ionicamente. Além disso, variações intraespecíficas e interespecíficas na regulação da atividade da H+-ATPase, e em menor grau da Na+/K+-ATPase, foram associadas a ajustes adaptativos dos peixes às condições ambientais naturais de igarapés da bacia do Rio Negro.
3

Taxonomia e padrões de distribuição dos peixes anostomídeos (Characiformes, Anostomidae) na bacia do rio Tapajós, Brasil

Feitosa, Francimário da Silva 15 March 2011 (has links)
Submitted by Dominick Jesus (dominickdejesus@hotmail.com) on 2016-01-27T17:28:04Z No. of bitstreams: 2 Dissertação_Francimário da Silva Feitosa.pdf: 1145244 bytes, checksum: 4f1341aef93b67f2b16fb5313e8a76b1 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-27T17:28:04Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação_Francimário da Silva Feitosa.pdf: 1145244 bytes, checksum: 4f1341aef93b67f2b16fb5313e8a76b1 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Previous issue date: 2011-03-15 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / Known popularly as aracus or piaus, the fish family Anostomidae (Ostariophysi: Characiformes) are widely distributed throughout South America, from Caribbean island of Trinidad to Argentina (Garavello et al., 1992). The Amazonian basin contains around half of the 140 known species. The present study is a survey of species anostomids in the Tapajós basin, based on analysis of fish collected in upper, middle and low courses of this river and deposited in the collections of INPA and MZUSP. The study area is situated in the northern state of Mato Grosso and western of Pará, part of the "Aquatic Ecoregion Tapajós-Xingu", well known for a large number of waterfalls and rapids and high degree of endemism (Buckup & Santos, 2010). We analyzed 364 specimens of this group of fish collected with different fishing gear and from different locations and types of environment in the study area. The data analysis was based on morphological and meristic taken the aid of calipers and a dissecting microscope, as Garavello (1994) and Santos & Jégu (1996). Were recognized 28 species following, listed in alphabetical order: Anostomoides laticeps, Anostomus ternetzi, Hypomasticus julii, H. pachycheilus, Laemolyta proxima, Leporellus vittatus, Leporinus bistriatus, L. brunneus, Leporinus cf. taeniofasciatus, Leporinus cf. unitaeniatus, L. cylindriformes, L. desmotes, L. falcipinnis, L. friderici, L. maculatus, L. octomaculatus, L. reticulatus, L. sexstriatus, , Leporinus sp. “britskii”, Leporinus sp. “tapaxingus”, L. tigrinus, L. vanzoi, Petulanus intermedius, Pseudanos winterbottomi, Rhytiodus microlepis, Sartor tucuruiense, Schizodon vittatus e Synaptolaemus cingulatus. Diagnoses and key to identification were made, aiming to characterize and facilitate the identification of species. Additionally, we mapped their occurrence and distribuition patterns of trace local and regional. The wildlife of the Tapajós anostomids is the richest among all other watersheds in the Amazon have been investigated. These fish live in different types of environments of the basin, however approximately half the species occurred in areas of rapids and waterfalls. The headwater region showed a high degree of endemism, particularly with smaller species, meaning a high risk of local extinction if these areas will be used to build series of dams, as has been reported on government plans outlined for the region . / Conhecidos popularmente como aracus ou piaus, os peixes da família Anostomidae (Ostariophysi: Characiformes) são amplamente distribuídos por toda a América do Sul, da ilha caribenha de Trinidad à Argentina (Garavello et al., 1992), sendo que na Amazônia se concentra cerca da metade das 140 espécies conhecidas. O presente estudo trata do levantamento das espécies de anostomídeos na bacia do rio Tapajós, com base na análise dos peixes coletados nos trechos superior, médio e baixo desse rio e depositados nas coleções do INPA e MZUSP. A área de estudo está situada no norte do Estado de Mato Grosso e oeste do Pará e faz parte da “Ecorregião aquática Tapajós- Xingu”, notabilizada pelo elevado número de cachoeiras e corredeiras e alto grau de endemismo (Buckup & Santos, 2010). Foram analisados 364 exemplares desse grupo de peixes, coletados com diversos aparelhos de pesca e oriundos de diversas localidades e tipos de ambiente da área de estudo. A análise do material foi realizada com base em caracteres morfológicos e merísticos, tomados com auxilio de paquímetro e estereomicroscópio, conforme Garavello (1994) e Santos & Jégu (1996). Foram reconhecidas as 28 espécies seguintes, listadas em ordem alfabética: Anostomoides laticeps, Anostomus ternetzi, Hypomasticus julii, H. pachycheilus, Laemolyta proxima, Leporellus vittatus, Leporinus bistriatus, L. brunneus, Leporinus cf. taeniofasciatus, Leporinus cf. unitaeniatus, L. cylindriformes, L. desmotes, L. falcipinnis, L. friderici, L. maculatus, L. octomaculatus, L. reticulatus, L. sexstriatus, Leporinus sp. “britskii”, Leporinus sp. “tapaxingus”, L. tigrinus, L. vanzoi, Petulanus intermedius, Pseudanos winterbottomi, Rhytiodus microlepis, Sartor tucuruiense, Schizodon vittatus e Synaptolaemus cingulatus. Diagnoses e chave de identificação foram confeccionadas, objetivando caracterizar e facilitar a identificação das espécies. Além disso, foram mapeadas suas áreas de ocorrência e traçados seus padrões de distribuição local e regional. A fauna de anostomídeos do Tapajós é a mais rica dentre todas as outras bacias amazônicas já estudadas. Esses peixes vivem em diversos tipos de ambientes da bacia, no entanto aproximadamente metade das espécies ocorreu em áreas de corredeiras e cachoeiras. A região das cabeceiras apresentou um elevado grau de endemismo, principalmente com espécies de menor porte; isso significa um alto risco de extinção local, caso essas áreas venham ser utilizadas para a construção de série de hidrelétricas, como tem sido noticiado nos planos governamentais traçados para a região.
4

Sistemática de odontostilbe cope, 1870 com a proposição de uma nova tribo odontostilbini e redefinição dos gêneros incertae sedis de cheirodontinae (ostariophysi: characiformes: characidae)

Bührnheim, Cristina Motta January 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:12:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000384726-Texto+Completo-0.pdf: 12188195 bytes, checksum: bd1cf0b49b346f13e75fd2bbf968a341 (MD5) Previous issue date: 2006 / The subfamily Cheirodontinae comprises about 50 valid species, being a group of characids widely distributed in South and Central Americas, occurring in the major hydrographic basins of South America (Amazon, Orinoco, Paraná-Paraguay and São Francisco basins), besides including representatives of the transandinean genus Cheirodon from Chile. Among 15 genera recognized to the monophyletic subfamily Cheirodontinae by Malabarba (1998), five remained incertae sedis: Odontostilbe Cope (1870) with Holoshesthes Eigenmann, 1903 as synonym, Aphyocheirodon Eigenmann, 1915, Pseudocheirodon Meek & Hildebrand, 1916, Prodontocharax Pearson, 1924 with Amblystilbe Fowler, 1940 as synonym, and Cheirodontops Schultz, 1944. Odontostilbe was notable containing about ten valid species (Malabarba, 2003), the highest number of species among all the remaining Cheirodontinae (followed by Serrapinnus with seven species). The taxonomic status of Odontostilbe was confusing, with the holotype of the type species Odontostilbe fugitiva referred as lost, and this species being weakly defined by lateral line complete and multicuspid teeth. In this study, the main goal was the taxonomic revision and phylogeny of the Odontostilbe, which jointly leaded to the revisions of the Holoshesthes, Aphyocheirodon and Cheirodontops. In all, Odontostilbe Cope (1870) is redefined with 15 species recognized to the genus, 10 new species. The phylogenetic analysis with 53 taxa, 28 species of Cheirodontinae and 15 species of Odontostilbe, resulted in the definition of a new tribe Odontostilbini with 26 species recognized in the genera Odontostilbe, Holoshesthes, Prodontocharax, Amblystilbe, Pseudocheirodon, and Lobodeuterodon Fowler, 1945.The new tribe is supported by thirteen synapomorphies related to modifications of the sensory canals of the parietal and first infraorbital and the shape of the second and sixth infraorbitals, palatine, anterodorsal border of maxilla, a ridge laterally on lower jaw, exposed lateral portion of lower branch of anguloarticular, posteriormost branchiostegal, to the length of the unbranched pelvic-fin ray, to the anal-fin profile and extent of the lateral line. However, the interrelationships of the species and genera of Odontostilbini are not clear and the monophyly of Odontostilbe is not established. Even though, three monophyletic lineages are distinguished in Odontostilbini: the clade corresponding to Holoshesthes with six species and Aphyocheirodon and Cheirodontops as its junior synonyms; the clade Pseudocheirodon with two species; and the clade Lobodeuterodon + (Prodontocharax + Amblystilbe) with three species. Holoshesthes is revalidated. Odontostilbe is valid and conservatively includes several species in a basal polytomy of the tribe, including the type species of the genus. A new member to the Cheirodontini tribe was found, Axelrodia lindeae. / A subfamília Cheirodontinae compreende cerca de 50 espécies válidas, sendo um grupo de caracídeos de ampla distribuição geográfica nas Américas do Sul e Central, presente em todas as bacias hidrográficas maiores da América do Sul (Amazônica, Orinoco, Paraná-Paraguay e São Francisco) e ainda com representantes do gênero Cheirodon transandinos no Chile. Dentre 15 gêneros reconhecidos na subfamília monofilética Cheirodontinae por Malabarba (1998), cinco permaneceram incertae sedis: Odontostilbe Cope (1870) com Holoshesthes Eigenmann, 1903 como sinônimo, Aphyocheirodon Eigenmann, 1915, Pseudocheirodon Meek & Hildebrand, 1916, Prodontocharax Pearson, 1924 com Amblystilbe Fowler, 1940 como sinônimo, e Cheirodontops Schultz, 1944. Odontostilbe destacava-se com cerca de dez espécies consideradas válidas (Malabarba, 2003), o maior número de espécies entre todos os gêneros de Cheirodontinae (seguido de Serrapinnus com sete espécies). A situação taxonômica de Odontostilbe era confusa, com o holótipo da espécie tipo Odontostilbe fugitiva referido como perdido e esta espécie fracamente definida por linha lateral completa e dentes multicúspides. No presente estudo, o objetivo principal foi a revisão taxonômica e filogenia de Odontostilbe, que juntamente levou às revisões de Holoshesthes, Aphyocheirodon e Cheirodontops. No total, Odontostilbe Cope (1870) é redefinido com o reconhecimento de 15 espécies para o gênero, 10 novas. A análise filogenética com 53 táxons, 28 espécies de Cheirodontinae e 15 espécies de Odontostilbe, resultou na definição de uma nova tribo Odontostilbini com 26 espécies reconhecidos nos gêneros Odontostilbe, Holoshesthes, Prodontocharax, Amblystilbe, Pseudocheirodon, e Lobodeuterodon Fowler, 1945.A nova tribo é sustentada por treze sinapomorfias relacionadas a modificações dos canais sensoriais do parietal e do primeiro infraorbital, a forma do segundo e sexto infraorbitais, do palatino, do bordo anterodorsal da maxila, da protuberância lateral da maxila inferior, da parte lateral exposta do ramo inferior do ângulo-articular, do branquiostegal mais posterior, ao comprimento do raio não ramificado da nadadeira pélvica, ao perfil da nadadeira anal e a extensão da linha lateral. No entanto, inter-relações dos gêneros de Odontostilbini não são esclarecidas e Odontostilbe não tem sua monofilia estabelecida. Mesmo assim, três linhagens monofiléticas foram distinguidas em Odontostilbini: clado correspondente a Holoshesthes com seis espécies e Aphyocheirodon e Cheirodontops como seus sinônimos; clado Pseudocheirodon com duas espécies; e clado Lobodeuterodon + (Prodontocharax + Amblystilbe) com três espécies. Os gêneros Holoshesthes e Lobodeuterodon são removidos da sinonímia de Odontostilbe e Amblystilbe é removido da sinonímia de Prodontocharax. Holoshesthes é revalidado. Odontostilbe é válido e em uma posição conservadora inclui várias espécies em uma politomia basal da tribo, incluindo a espécie-tipo do gênero. Um novo membro para a tribo Cheirodontini foi encontrado, Axelrodia lindeae.
5

Revisão taxonômica da família Myxinidae Rafinesque, 1815 (myxiniformes)

Mincarone, Michael Maia January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:12:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000398604-Texto+Completo-0.pdf: 11571612 bytes, checksum: 5daf16bb95ffcb098498d92af708d644 (MD5) Previous issue date: 2007 / Este trabalho contem informações extensivamente revisadas sobre a taxonomia e distribuição dos peixes-bruxa. Ele inclui todas as espécies nominais da família Myxinidae, a qual compreende 2 subfamílias, 6 gêneros e 69 espécies. Informações sobre cada espécies incluem: nomes válidos e descrições originais; sinônimos; material examinado; características diagnósticas; tamanho máximo; distribuição e habitat; interesse pesqueiro; observações (quando necessário); e nomes vernaculares. Pela primeira vez são apresentadas chaves de identificação e mapas de distribuição para todos os gêneros e espécies, observando-se ampliações na distribuição de muitas delas. As subfamília Paramyxininae Berg, 1947 e Quadratinae Wisner, 1999 são consideradas sinônimos júnior de Eptatretinae Bonaparte, 1850. O gênero Quadratus Wisner, 1999 é considerado sinônimo júnior de Paramyxine Dean, 1904. Uma espécie de Eptatretus e duas de Myxine são sinonimizadas. Duas novas espécies são descritas: Eptatretus lakeside Mincarone & McCosker, 2004, do Arquipélago de Galápagos, e Eptatretus goliath Mincarone & Stewart, 2006, da Nova Zelândia. A inclinação da curva acumulativa de diversidade temporal indica que o número de espécies de Myxinidae ainda está longe de ser conhecido. Cruzeiros de pesquisa direcionados a regiões pouco exploradas e o uso de novas tecnologias de coleta poderão revelar espécies ainda não descritas.
6

Dinâmica de produção de peixe ornamental do alto e médio rio Negro

Lugo-Carvajal, Arnold Jose 15 March 2016 (has links)
Submitted by Gizele Lima (gizele.lima@inpa.gov.br) on 2016-08-24T20:18:15Z No. of bitstreams: 2 Dissertação de mestrado Arnold José Lugo Carvajal.pdf: 1161524 bytes, checksum: 89c9dd846b6c21b6e5f40935518f4443 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2016-08-24T20:18:15Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação de mestrado Arnold José Lugo Carvajal.pdf: 1161524 bytes, checksum: 89c9dd846b6c21b6e5f40935518f4443 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2016-03-15 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / This study aimed to analyze the changes in the production of ornamental fish in the area of Barcelos, primary fish trade place of the high and middle Rio Negro. For this, a survey of ornamental fish´s shipments in the local port was madden, through a review of the permanent production and local exportation records of the Piaba Project over the past decade. The predominant species at local ornamental fisheries was the Cardinal Tetra (Paracheirodon axelrodi), it contributed with 86% during the studied time. The rest of species locally called as “variedade” contributed with 14%, and it´s production remained relatively stable along the years. The most abundant species of the “variedade” group were: Hemigrammus bleheri (23.7%), Paracheirodon simulans (22%), Hyphessobrycon sp. "rosaceu" (8.9%l), Carnegiella spp. (7.4%), Carnegiella marthae (4.4%), Apistogramma spp. (4.1), Petitella georgiae (4%), Nannostomus eques (3.9%), Dicrossus filamentosus (2.5%), Hyphessobrycon socolofi (1.7%), Nannostomus marginatus (1.4%), Ancistrus cf. dolichopterus (1.4%), Nannostomus trifasciatus (1.4%), Hyphessobrycon copelandi (1.3%), Osteoglossum ferreirai (1.2%) and Hyphessobrycon erythrostigma (1%). Evidence was found about the hydrological cycle influenced the Monthly Total Production values and its composition, modifying the abundance of families. The influence was not decisive for all the years production, it suggests that in some years other unmeasured factors like trading factors could influenced the production in a bigger way. / Este trabalho objetivou analisar as mudanças na produção de peixes ornamentais na área de Barcelos, principal local de comercialização dos peixes do alto e meio Rio Negro. Para isso foi realizado um levantamento dos embarques de peixes ornamentais no porto dessa cidade, por meio de uma revisão dos registros do acompanhamento permanente da produção e exportação local do Projeto Piaba na última década. A espécie predominante na produção pesqueira ornamental da região foi o cardinal (Paracheirodon axelrodi), contribuindo com 86% no período estudado. O resto de espécies conhecidas como variedade, contribuiu com 14%, mantendo uma produção relativamente estável ao longo dos anos. As espécies mais abundantes da variedade foram: Hemigrammus bleheri (23,7%), Paracheirodon simulans (22%), Hyphessobrycon sp. "rosacéu" (8,9%), Carnegiella spp. (7,4%), Carnegiella marthae (4,4%), Apistogramma spp. (4,1%), Petitella georgiae (4%), Nannostomus eques (3,9%), Dicrossus filamentosus (2,5%), Hyphessobrycon socolofi (1,7%), Nannostomus marginatus (1,4%), Ancistrus cf. dolichopterus (1,4%), Nannostomus trifasciatus (1,4%), Hyphessobrycon copelandi (1,3%), Osteoglossum ferreirai (1,2%) e Hyphessobrycon erythrostigma (1%). Encontrou-se evidência de que o ciclo hidrológico influenciou os valores de Produção Total Mensais e a sua composição, modificando a abundância das famílias. A influência na produção não foi determinante em todos os anos, isto sugere que em alguns anos outros fatores não medidos, como os comerciais, podem ter influenciado a produção em maior medida.
7

Os parasitos de peixes de igarapés da reserva florestal Ducke, Manaus, AM

Anjos, Camila Saraiva dos 14 August 2012 (has links)
Submitted by Gizele Lima (gizele.lima@inpa.gov.br) on 2016-08-25T13:59:38Z No. of bitstreams: 2 Dissertação Camila FINAL MESTRADO BADPI.pdf: 11306975 bytes, checksum: 331e0e50e4f78f64675cadb34709f6e9 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2016-08-25T13:59:38Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação Camila FINAL MESTRADO BADPI.pdf: 11306975 bytes, checksum: 331e0e50e4f78f64675cadb34709f6e9 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2012-08-14 / Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq / Small fishes from streams the upland forests represent at least half of the South American ichthyofauna diversity. However, these fishes are poorly studied and, for the majority of species, their parasites are still unknown or not described. In this study 190 fishes belonging to 26 species from Reserva Florestal Ducke were examined in order to identify their parasites. Fishes were captured between January and September 2011 with one single collection conducted in each stream, totaling six. Sampling locations are chosen in order to include three streams from both drainage areas on each side of the plateau which divides the reserve. All streams were georeferenced and environmental variables such as water temperature, pH, average channel width, depth, average current velocity and substrate were measured. Fishes were identified, measured, and necropsied in order to collect their parasites. The abundance and diversity of fishes collected (N = 190) ranged among streams, as well as the amount of parasites found (N = 1608). From the five groups of parasites collected, Nematoda was the most abundant with 972 individuals. The most common organ site of infestation was the swim bladder. The prevalence of infestation, mean abundance and mean intensity had great variation among fish species and taxonomic groups between the two watersheds. A significant negative relationship between parasite prevalence and fish standard length was found (r = - 0.45, P = 0.03). However, there was no significant relationship between the parasite abundance and the fish standard length (r = 0.18, P = 0.37). Stream fishes from Reserva Florestal Ducke host a diverse parasite fauna, where many species have not been described, being an important contribution for the knowledge of the parasite-host relationship in the Amazon. / Pequenos peixes de igarapés das florestas de terra firme representam pelo menos metade da diversidade da ictiofauna sul-americana. No entanto, estes peixes são pouco estudados e, para a maioria das espécies, seus parasitos ainda são desconhecidos ou não descritos. Neste estudo 190 peixes pertencentes a 26 espécies, coletadas em igarapés da Reserva Florestal Ducke foram examinados a fim de identificar seus parasitos. As coletas foram realizadas entre janeiro e setembro de 2011, com uma única coleta realizada em cada igarapé. Seis pontos de amostragem (igarapés) foram escolhidos, sendo três em cada lado do platô que divide a reserva. Os pontos foram georeferenciados e as variáveis ambientais como temperatura da água, pH, largura média do canal, profundidade, velocidade da correnteza média e substrato foram medidos. Os peixes foram identificados, medidos e necropsiados, a fim de coletar os seus parasitos. A abundância e diversidade de peixes coletados variou entre córregos, bem como a quantidade de parasitos encontrados (N = 1608). Dos cinco grupos de parasitos coletados, Nematoda foi o mais abundante com 972 exemplares. O órgão mais parasitado foi a bexiga natatória. A prevalência de infestação abundância média e intensidade média tiveram grande variação entre as espécies de peixes e entre os grupos taxonômicos das duas bacias de drenagem. Uma relação negativa e significativa entre a prevalência de parasitismo e o tamanho dos peixes foi encontrada (r = -0,45, P = 0,03). No entanto, não houve relação significativa entre a abundância de parasitos e o tamanho dos peixes (r = 0,18, P = 0,37). Peixes de riacho da Reserva Florestal Ducke abrigam uma fauna de parasitos diversa, com diversas espécies não descritas, sendo um importante contribuinte para o conhecimento da relação parasito-hospedeiro na Amazônia.
8

Código de barras de DNA como ferramenta para o estudo da biodiversidade de peixes da família Cichlidae na bacia Amazônica

Carvalho, Ana Paula Costa de 30 June 2014 (has links)
Submitted by Gizele Lima (gizele.lima@inpa.gov.br) on 2017-06-21T19:24:42Z No. of bitstreams: 2 Dissertação versão final_Ana Paula Costa - 01-10-15.pdf: 2003966 bytes, checksum: 68aa721e528f0278eed6af11f939591d (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-21T19:24:42Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação versão final_Ana Paula Costa - 01-10-15.pdf: 2003966 bytes, checksum: 68aa721e528f0278eed6af11f939591d (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2014-06-30 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / The Neotropical cichlids are a diverse group, which comprises about 60 genera and at least 1300 species are recognized. They are distributed in Central and South America, Texas, West Indies, Africa, Madagascar, Syria, Israel, Iran, Sri Lanka, southern coast of India. The diversity found in the Cichlid family covers the most different morphological and ecological aspects that facilitate the adaptation of this fish family. In addition, evidence based on molecular data showed that most of the diversification of the Neotropical fish fauna occurred recently. These features make it difficult to understand the taxonomy and identification of this fauna, becoming a major challenge for molecular tools. In this context, this study aimed to test the effectiveness of DNA barcode methodology (COI gene) to identify and delineate the diverse ictiofauna of freshwater cichlids in the Neotropics. For this purpose, 59 species of Amazon basin fish were analyzed, being sampled by up to five specimens, morphologically identified beforehand, and 147 DNA barcode sequences obtained. Morphological data were combined with the molecular where only nine species showed agreement in both methods of identification. Of the 45 species analyzed, 40 (88.8%) were correctly identified by the barcode sequencing. The main values of intraspecific and interspecific genetic divergence by K2P in molecular clusters were 0% and 55%. Seven cryptic species (15.5%) as well as seven complexes of species (15.5%) were verified and approximately five species (11.2%) showed absence of mutual monophyly. This study is the first to analyze a large number of freshwater fish species in South America, including a large number of closely related species. The results confirmed the effectiveness of barcode to signal cryptic species and species complexes, which have recently undergone a process of irradiation, in addition to discriminate most species analyzed. The results also revealed genetic differences suggesting reproductive isolation and cryptic speciation in seven species. Finally, the results will contribute significantly for the Life Barcode International Project, and for the FISH-BOL campaign providing sequences of barcodes on the identification of these species by specialists and non-specialists, as well as allowing them to be available for use in other applications. / Os ciclídeos neotropicais constituem um grupo variado, no qual compreendem cerca de 60 gêneros e pelo menos 1300 espécies são reconhecidas. São distribuídas na América Central e do Sul, Texas, Índias Ocidentais, África, Madagascar, Síria, Israel, Irã, Sri Lanka, litoral do sul da Índia. A diversidade encontrada na família Cichlidae abrange os mais diferentes aspectos morfológicos e ecológicos, que facilitam na adaptação dos peixes desta família. Além disso, evidências com base nos dados moleculares mostraram que a maior parte da diversificação da ictiofauna Neotropical ocorreu recentemente. Estas características tornam difícil a compreensão da taxonomia e identificação dessa fauna, tornando um grande desafio para as ferramentas moleculares. Neste contexto, o presente estudo teve como objetivo testar a eficácia da metodologia do código de barras de DNA (gene COI) para identificar e delimitar a ictiofauna diversificada de ciclídeos em água doce da região Neotropical. Para esta finalidade, foram analisadas 59 espécies de peixes na bacia Amazônica, sendo amostrado por até cinco espécimes, identificadas a priori morfologicamente, e obtidas 147 sequências de código de barras de DNA. Foram combinados os dados morfológicos com os moleculares, onde apenas nove espécies apresentaram concordância em ambos os métodos de identificação. Das 45 espécies analisadas, 40 (88,8%) foram corretamente identificadas pelas sequências de códigos de barras. Os principais valores de divergência genética intraespecífica e interespecífica pelo K2P nos agrupamentos moleculares foram 0% e 55%. E verificou-se sete espécies crípticas (15,5%), sete complexos de espécies (15,5%) e aproximadamente cinco espécies (1 1,2%) mostraram ausência de monofilia recíproca. Este estudo é o primeiro analisar um grande número de espécies de peixes de água doce da região Neotropical, incluindo um grande número de espécies estreitamente relacionadas. Os resultados confirmaram a eficácia do código de barras para sinalizar espécies crípticas e complexos de espécies, que passaram recentemente por um processo de irradiação, além de discriminar a maioria das espécies analisadas. Os resultados também revelaram divergências genéticas sugestivas de isolamento reprodutivo e especiação críptica em sete espécies. Enfim, os resultados obtidos contribuirão significamente para o projeto Internacional do Código de Barras da Vida, e para a campanha FISH-BOL fornecendo as sequências de código de barras para uso na identificação dessas espécies por especialistas e não-especialistas, e permitindo-lhes estar disponível para uso em outras aplicações.
9

Evolução molecular adaptativa dos genes da família LDH em teleósteos

Castro, Nayara Sousa 29 June 2015 (has links)
Submitted by Gizele Lima (gizele.lima@inpa.gov.br) on 2017-06-21T20:00:00Z No. of bitstreams: 2 Nayara_GCBEV_Dissertação VERSÃO FINAL_Definitiva.pdf: 3041386 bytes, checksum: 04452ee2a4384fb66886d92dc109a417 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-21T20:00:00Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Nayara_GCBEV_Dissertação VERSÃO FINAL_Definitiva.pdf: 3041386 bytes, checksum: 04452ee2a4384fb66886d92dc109a417 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2015-06-29 / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas - FAPEAM / The L-Lactate Dehydrogenase (LDH) is an enzyme key in the processes of anaerobic glycolytic metabolism and has three encoders genes in fish (LDH-A, LDH-B and LDH-C). The regulation of these genes is independent and has tissue specificity in vertebrates. They were originated by successive events of genome replication and its evolution showed be closely related to the development of adaptive thermal mechanisms and, also different physiological conditions as hypoxia. The main objectives of this study were understand the evolution of these genes in fish, basal group of the vertebrates, and identify specific replacements that may be considered adaptive to Amazon fish species and other parts of the world (temperate, subtropical and polar). Our results showed that the genes A and B originate from a genetic duplication event that occurred near the origin of vertebrates, and that in a second duplication event, the LDH-C gene was originated from the LDH-B. Thus, the LDH of the lamprey was identified as LDH-A, and from this gene had the differentiation in teleost. In addition, our study showed that LDH-A presents sites and lineages that have gone through or are still undergoing of the adaptive evolution (Amazonian and cold weather fish). In the same time their phylogeny combined with the time difference, pointed a later specialization of this gene as a result of the adaptation to the environment. The course of evolution for these genes appears to have resulted in the influence of natural selection with variants adapted to their environment and its functions. / A L-Lactato Desidrogenase (LDH) é uma enzima chave nos processos do metabolismo glicolítico anaeróbico e possui três genes codificadores em peixes (ldh-a, ldh-b e ldh-c). A regulação desses genes é independente, resultando em especificidade tecidual nos vertebrados. Esses genes foram originados por eventos sucessivos de duplicação do genoma e sua evolução mostra-se intimamente relacionada com o desenvolvimento de mecanismos adaptativos térmicos e de condições fisiológicas distintas, as quais compreendem a hipóxia. Entender a evolução desses genes em peixes, grupo base dos vertebrados, e identificar substituições pontuais que possam ser consideradas adaptativas para espécies de peixes da Amazônia e de outras regiões do planeta (Temperada, Polar e Subtropical) estão dentre os principais objetivos deste estudo. Nossos resultados mostraram que os genes A e B se originaram a partir de um evento de duplicação gênica próximo a origem dos vertebrados, e que, por um segundo evento de duplicação, o gene da LDH-C foi originado a partir da LDH-B. Assim, a LDH da lampreia foi identificada como uma LDH-A, a partir da qual o gene se diferenciou nos teleósteos. Além disso, nossos estudos mostram que a LDHA apresenta sítios e linhagens que sofreram e estão sofrendo evolução adaptativa (peixes amazônicos e de clima frio) e sua filogenia, combinada com o tempo de divergência, apontou uma especialização mais recente desse gene como resultado da adaptação ao ambiente. O curso da evolução para esses genes parece ter resultado na vitória da seleção natural com variantes adaptadas ao seu meio ambiente e às suas funções.
10

Composição e estrutura da infracomunidade de metazoários parasitas da sardinha-papuda Triportheus angulatus (Spix e Agassiz, 1829) do lago Catalão, rio Solimões, Amazônia brasileira

Moreira, Adria da Costa 12 April 2017 (has links)
Submitted by Gizele Lima (gizele.lima@inpa.gov.br) on 2017-07-17T20:02:21Z No. of bitstreams: 2 Dissertação Adria Moreira 2017 2.pdf: 2807192 bytes, checksum: 7dacb19407b1c17141ed65668b70b3cb (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2017-07-17T20:02:21Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação Adria Moreira 2017 2.pdf: 2807192 bytes, checksum: 7dacb19407b1c17141ed65668b70b3cb (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2017-04-12 / Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq / A total of 86 Triportheus angulatus specimens were collected during four expeditions during the months of May, July and September, November 2015, in the Catalão floodplain lake located near Manaus, Amazonas. A total of 1.106 individuals corresponding to 14 parasites of tree taxa Monogenoidea, Nematoda and Copepoda. In this work, T. angulatus is host type for eight species of Monogenoidea: Anacanthorus acuminatus, A. chaunophallus, A. chelophorus, A. euryphallus, A. lygophallus, A. pithophalus, Ancistrohaptor falciferum, A. falcunculum, and one of Nematoda, Procamallanus (Spirocamallanus) inopinatus. And new definitive host for three species of Monogenoidea, Jainus sp. n. 1, Monogenoidea gen. nov. 1 and Rhinoxenus anaclaudiae and one of Copepoda Ergasilus triangularis. Triportheus angulatus is a new paratenic host for Anisakis sp. The most parasitized organ was the gills with the Monogenoidea group, with greater richness and abundance of species. The three secondary species were Jainus sp n 1, Monogenoidea gen nov 1 and A. chellophorus, respectively. The other 11 species were satellites, and there was no record of central species in T. angulatus. Triportheus angulatus is an opportunistic omnivorous fish and had a mean intensity of the parasitic infracommunity of endoparasites (IM = 2.55 ± 0.18) lower than that of ectoparasites (IM = 12.29 ± 2.16). The correlations between parasite intensity and standard host length were strongly positive, as well as the average abundance between the high and low water periods were also significant through the Wilcoxcon test. / Foram estudados 86 espécimes de Triportheus angulatus capturados durante quatro expedições, nos meses de maio, julho e setembro, novembro de 2015 no lago de várzea Catalão, localizado próximo a Manaus no Amazonas. Foram coletados e identificados 1.106 indivíduos de 14 espécies parasitas de três táxons Monogenoidea, Nematoda e Copepoda. Triportheus angulatus foi hospedeiro de oito espécies de Monogenoidea: Anacanthorus acuminatus, A. chaunophallus, A. chelophorus, A. euryphallus, A. lygophallus, A. pithophalus, Ancistrohaptor falciferum, A. falcunculum, e uma de Nematoda, Procamallanus (Spirocamallanus) inopinatus. E novo hospedeiro para três espécies de Monogenoidea, Jainus sp n 1, Monogenoidea gen nov 1 e Rhinoxenus anaclaudia e uma de Copepoda Ergasilus triangularis. Triportheus angulatus é novo hospedeiro paratênico para Anisakis sp. O órgão mais parasitado foram as brânquias por Monogenoidea e com maior riqueza e abundância de espécies. As três espécies secundárias foram Jainus sp n 1, Monogenoidea gen nov 1 e A. chellophorus, respectivamente. As demais onze espécies foram satélites, e não houve registro de espécies centrais em T. angulatus. Triportheus angulatus é um peixe onívoro oportunista e teve intensidade média da infracomunidade parasitária de endoparasitas (IM = 2,55 ± 0,18) menor que a de ectoparasitos (IM = 12,29 ± 2,16). As correlações entre intensidade parasitária com o comprimento padrão do hospedeiro foi positiva significativa forte, assim como a abundância média entre os enchente/cheia e vazante/seca também mostraram significância através do teste de Wilcoxcon.

Page generated in 0.0733 seconds