• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 72
  • 1
  • Tagged with
  • 73
  • 73
  • 73
  • 49
  • 48
  • 43
  • 17
  • 13
  • 12
  • 11
  • 10
  • 10
  • 9
  • 9
  • 9
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Efeitos da inibição da óxido nítrico sintase neuronal sobre as respostas cardiovasculares causadas pela estimulação de receptores colinérgicos nos Núcleos do Tracto Solitário de ratos não anestesiados / Effects of neuronal nitric oxide synthase inhibition on cardiovascular responses elicited by cholinergic receptors stimulation within the Nucleus of the Solitary Tract of non-anesthetized rats

Silva, Liana Gouveia da [UNIFESP] 25 March 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2015-07-22T20:49:57Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2009-03-25. Added 1 bitstream(s) on 2015-08-11T03:26:00Z : No. of bitstreams: 1 Publico-121a.pdf: 156559 bytes, checksum: 2c154557e891d5c90153851ba16d4ad9 (MD5). Added 1 bitstream(s) on 2015-08-11T03:26:01Z : No. of bitstreams: 2 Publico-121a.pdf: 156559 bytes, checksum: 2c154557e891d5c90153851ba16d4ad9 (MD5) Publico-121b.pdf: 377848 bytes, checksum: 1f16cca8d25f6c593fc89b9ae72d44c3 (MD5). Added 1 bitstream(s) on 2015-08-11T03:26:01Z : No. of bitstreams: 3 Publico-121a.pdf: 156559 bytes, checksum: 2c154557e891d5c90153851ba16d4ad9 (MD5) Publico-121b.pdf: 377848 bytes, checksum: 1f16cca8d25f6c593fc89b9ae72d44c3 (MD5) Publico-121c.pdf: 1158835 bytes, checksum: 2200b05ae8bd3e1d60fb93b403ba5f89 (MD5). Added 1 bitstream(s) on 2015-08-11T03:26:01Z : No. of bitstreams: 4 Publico-121a.pdf: 156559 bytes, checksum: 2c154557e891d5c90153851ba16d4ad9 (MD5) Publico-121b.pdf: 377848 bytes, checksum: 1f16cca8d25f6c593fc89b9ae72d44c3 (MD5) Publico-121c.pdf: 1158835 bytes, checksum: 2200b05ae8bd3e1d60fb93b403ba5f89 (MD5) Publico-121d.pdf: 1713594 bytes, checksum: 67a694a4b74d4da903230525e3a71cfc (MD5). Added 1 bitstream(s) on 2015-08-11T03:26:01Z : No. of bitstreams: 5 Publico-121a.pdf: 156559 bytes, checksum: 2c154557e891d5c90153851ba16d4ad9 (MD5) Publico-121b.pdf: 377848 bytes, checksum: 1f16cca8d25f6c593fc89b9ae72d44c3 (MD5) Publico-121c.pdf: 1158835 bytes, checksum: 2200b05ae8bd3e1d60fb93b403ba5f89 (MD5) Publico-121d.pdf: 1713594 bytes, checksum: 67a694a4b74d4da903230525e3a71cfc (MD5) Publico-121e.pdf: 829394 bytes, checksum: f553adf3e9f0dc51504f2f0054b4771f (MD5). Added 1 bitstream(s) on 2015-08-11T03:26:01Z : No. of bitstreams: 6 Publico-121a.pdf: 156559 bytes, checksum: 2c154557e891d5c90153851ba16d4ad9 (MD5) Publico-121b.pdf: 377848 bytes, checksum: 1f16cca8d25f6c593fc89b9ae72d44c3 (MD5) Publico-121c.pdf: 1158835 bytes, checksum: 2200b05ae8bd3e1d60fb93b403ba5f89 (MD5) Publico-121d.pdf: 1713594 bytes, checksum: 67a694a4b74d4da903230525e3a71cfc (MD5) Publico-121e.pdf: 829394 bytes, checksum: f553adf3e9f0dc51504f2f0054b4771f (MD5) Publico-121f.pdf: 1341877 bytes, checksum: 0b35cc04f6d0d94fae6977a8f1332e72 (MD5). Added 1 bitstream(s) on 2015-08-11T03:26:01Z : No. of bitstreams: 7 Publico-121a.pdf: 156559 bytes, checksum: 2c154557e891d5c90153851ba16d4ad9 (MD5) Publico-121b.pdf: 377848 bytes, checksum: 1f16cca8d25f6c593fc89b9ae72d44c3 (MD5) Publico-121c.pdf: 1158835 bytes, checksum: 2200b05ae8bd3e1d60fb93b403ba5f89 (MD5) Publico-121d.pdf: 1713594 bytes, checksum: 67a694a4b74d4da903230525e3a71cfc (MD5) Publico-121e.pdf: 829394 bytes, checksum: f553adf3e9f0dc51504f2f0054b4771f (MD5) Publico-121f.pdf: 1341877 bytes, checksum: 0b35cc04f6d0d94fae6977a8f1332e72 (MD5) Publico-121g.pdf: 1321792 bytes, checksum: 79c868582d382c14204c0f2a71cf7fd1 (MD5) / O NTS é o sítio primário das terminações das aferências dos reflexos cardiovasculares no sistema nervoso central (SNC). A presença da acetilcolina (ACh) no NTS e sua participação na transmissão ou modulação central das funções neurovegetativas foi sugerida desde a década de 80 (Kobayashi et al., 1978; Simon et al., 1981; Criscione et al., 1983; Helke et al., 1983). Contudo, a maioria dos estudos da literatura foram realizados in vitro e não há evidências de estudos da transmissão colinérgica in vivo em animais não anestesiados. Estudos prévios de nosso laboratório mostraram que a microinjeção de ACh no NTS de ratos não anestesiados causa hipotensão e bradicardia dose-dependentes e estas respostas parecem ser mediadas ou moduladas em parte pela liberação de óxido nítrico derivado da isoforma neuronal da enzima óxido nítrico sintase (NOS). A queda de pressão arterial causada pela ACh não foi abolida após o bloqueio parassimpático com metilatropina, indicando que a ativação do sistema colinérgico no NTS causa redução significante do componente simpático. A fim de discriminar as respostas de pressão arterial média (PAM) e frequência cardíaca (FC) causadas pela estimulação dos receptores colinérgicos nicotínicos e muscarínicos no NTS, realizamos as curvas dose-resposta para os agonistas seletivos nicotina (NIC) e pilocarpina (PIL) microinjetados no NTS de ratos não anestesiados. Além disso, investigamos também os efeitos do bloqueio central da NOS neuronal (TRIM) sobre estas respostas. Ratos Wistar foram preparados de acordo com a técnina de implante crônico de cânulas guia em direção ao NTS e da metodologia para microinjeção de drogas em animais não anestesiados e registro de pressão arterial in vivo. A microinjeção unilateral do agonista colinérgico de receptor nicotínico (nicotina) no NTS de ratos não anestesiados causou significante hipotensão e bradicardia que se mostrou dosedependente. Com a microinjeção unilateral do agonista colinérgico de receptor muscarínico (pilocarpina) no NTS observamos significante hipotensão e bradicardia, onde as doses maiores que 1 nmol/100 nL causaram hipotensão seguida de aumento da pressão arterial e bradicardia. A microinjeção unilateral do inibidor da nNOS (TRIM 13,3 nmol/100 nL) no NTS reduziu significantemente a hipotensão e bradicardia causadas pela nicotina e pilocarpina no NTS. O bloqueio da nNOS também reduziu significantemente o aumento de pressão arterial média causado pela microinjeção de pilocarpina na dose de 5 nmol/100 nL. Os resultados são a primeira evidência funcional, em animais não anestesiados, da participação de ambos os subtipos de receptores colinérgicos (nicotínico e muscarínico) na resposta da ACh no NTS. As diferenças observadas com a estimulação seletiva dos receptores colinérgicos no NTS sugerem a participação de cada subtipo de receptor na modulação da transmissão de estímulos cardiovasculares distintos, e, a função do sistema colinérgico sofre influência, ainda por meios desconhecidos, do óxido nítrico de origem central. / The Nucleus of the Solitary Tract is the first sites of cardiovascular reflex afferent terminations in the central nervous system (CNS). Acetylcholine (ACh) is present within neurons and terminals in the NTS and its participation in modulation of neurovegetative function was suggested since the 80´s. However, most part of the studies in literature was performed in vitro and there were no evidences in nonanesthetized rats. Previous studies of our laboratory showed that ACh microinjection into the NTS of non-anesthetized rats elicits dose-dependent hypotension and bradicardia; and NO from nNOS may have a role in modulating these responses. Peripheral blockade of cholinergic muscarinic receptors (i.v. injection of methylatropine) did not alter hypotension induced by microinjection of ACh into the NTS of non-anesthetized rats, indicating that the activation of cholinergic system in the NTS elicits reduction of the sympathetic component. In order to discriminate cardiovascular responses elicited by cholinergic receptors stimulation in the NTS, we performed the dose-response curves for selective agonists nicotine (NIC) and pilocarpine (PIL) microinjected into the NTS of non-anesthetized rats. In addition, we investigated whether inhibition of the nNOS in the NTS affects the responses caused by cholinergic agonists. Male Wistar rats were prepared according to the methodology of guide cannulas implantation in the direction of the NTS for microinjection in freely-moving rats; and recording of blood pressure in nonanesthetized rats. Unilateral nicotine microinjection in the NTS of non-anesthetized rats caused dose-dependent hypotension and bradicardia. Microinjection of the muscarinic agonist (pilocarpine) in the NTS of non-anesthetized rats elicited significant hypotension and bradicardia, and with doses higher than 1nmol/ 100 nL it was observed hypotension followed by an increased in arterial pressure, and bradicardia. Blockade of neuronal nitric oxide syntase (nNOS) (TRIM 13.3 nmol/ 100 nL), in the NTS, significantly reduced responses elicited by nicotine and pilocarpine. Microinjection of TRIM also inhibited the increase in arterial pressure elicited by PIL 5 nmol/ 100 nL. These results are the first functional evidence in non-anesthetized rats of cholinergic receptors participation in ACh transmission s in the NTS. Differences observed with selective stimulation of cholinergic receptors in the NTS suggest the participation of each receptor subtype in modulation of distinct pathways of stimulus of cardiovascular integration to the NTS. Finally, the physiological effects of cholinergic transmission in the NTS are still unclear and NO modulation of this system remains to be elucidated. / TEDE / BV UNIFESP: Teses e dissertações
12

Polimorfismo Glu298Asp da óxido nítrico sintetase endotelial no lúpus eritematoso sistêmico

Mucenic, Tamara January 2008 (has links)
Objetivo: Avaliar possíveis associações entre o polimorfismo Glu298Asp da região codificadora do gene da óxido nítrico sintetase endotelial (eNOS) e a suscetibilidade ao lúpus eritematoso sistêmico (LES) e manifestações clínicas relacionadas à doença. Métodos: Cento e treze pacientes de descendência européia com diagnóstico de LES, com 4 ou mais critérios do Colégio Americano de Reumatologia, que foram recrutados no ambulatório do Serviço de Reumatologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, e 206 controles saudáveis, de mesma descendência européia que os pacientes, foram genotipados através de reação em cadeia da polimerase para o polimorfismo Glu298Asp da região codificadora do gene da eNOS. Dados clínicos, demográficos, laboratoriais dos pacientes foram coletados. Manifestações clínicas do LES e doenças relacionadas foram avaliadas quanto à associação com genótipos específicos.Resultados: A distribuição do genótipo Glu298Asp e alelos não teve diferença estatísticamente significativa entre os pacientes lúpicos e controles. Não houve também associação significativa do polimorfismo com glomerulonefrite lúpica, síndrome antifosfolipídeo (SAF), doença cardiovascular (DCV) e fatores de risco para DCV. Conclusão: Os achados apresentados não evidenciaram um papel importante do polimorfismo estudado na suscetibilidade para o LES nem para as manifestações clínicas avaliadas, fato este que pode ser devido à perda de poder estatístico nestas análises de subgrupo.
13

Avaliação da interação entre Burkholderia cenocepacia e macrófagos alveolares in vitro e da infecção de modelos murinos

Vieira, Rhaissa Calixto January 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2016-05-11T12:56:37Z (GMT). No. of bitstreams: 2 rhaissa_vieira_ioc_mest_2016.pdf: 3046248 bytes, checksum: d61e9828a7069c1879b0fd074610f11a (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2016 / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Burkholderia cenocepacia é uma bactéria gram-negativa associada a infecções pulmonares oportunistas acometendo portadores de fibrose cística, doença granulomatosa crônica ou que apresentem algum tipo de imunodeficiência, podendo resultar em declínio da função pulmonar e no quadro séptico conhecido como síndrome cepacia. Por mecanismos de escape B. cenocepacia promove atraso na maturação do fagolisossomo, enquanto fatores envolvidos na resistência a ROS desempenham papel na sobrevivência intracelular. Dados de nosso laboratório mostram que cultivos in vitro de macrófagos peritoneais de camundongos e da linhagem RAW 264.7 estimulados com IFN\03B3 e LPS, quando desafiados com B. cenocepacia, apresentam reduzidos níveis de NOx nos sobrenadantes. Assim, o objetivo do presente trabalho foi avaliar a resposta efetora de macrófagos alveolares de camundongo da linhagem AMJ2-C11 na infecção por B. cenocepacia. Além disso, avaliamos a infecção de camundongos imunocompetentes C57BL/6 ou geneticamente deficientes para a enzima óxido nítrico sintase induzível (iNOS/NOS2). Nossos resultados indicam que B. cenocepacia é capaz de desativar mecanismos efetores da resposta clássica de macrófagos, redirecionando para o perfil alternativo de ativação. Observamos em cultivos de macrófagos AMJ2-C11 expostos à B. cenocepacia (i) concentrações reduzidas de NOx e concentrações aumentadas de ureia em sobrenadantes, (ii) aumento da expressão da enzima arginase e baixa expressão de iNOS/NOS2 nestas células, (iii) menor frequência de células expressando MHC-I e moléculas coestimuladoras (CD80, CD86 e CD40), e por fim (iv) baixas concentrações de TNF nos sobrenadantes Semelhante ao encontrado nos sobrenadantes dos cultivos na presença de B. cenocepacia, os lavados pleurais de animais infectados pela bactéria apresentam aumento na produção de ureia em detrimento da produção de NOx. Em 72 horas de infecção, contagem de CFU encontra-se aumentada nos animais deficientes em iNOS/NOS2, enquanto é controlada em animais C57BL/6 imunocompetentes. Todos os camundongos infectados apresentaram perda de peso nas primeiras 72 horas de infecção. Animais C57BL/6 recuperaram peso corporal, apresentando ao término da análise ganho ponderal semelhante aos não infectados. Por outro lado, animais inos-/- infectados acumularam perda ponderal no decorrer do tempo analisado, apresentando em torno de 40% de perda de massa corpórea e apresentaram 100% de mortalidade em 13 dias pós-infecção, ao passo que não houveram mortalidade em animais controles (NI). Os pulmões dos animais inos-/- infectados apresentam alterações histológicas agudas, comparados tanto aos controles não infectados, e mais intensas que os animais C57BL/6 infectados. Em conjunto nossos dados sugerem que a infecção por B. cenocepacia interfere no balanço das vias óxido nítrico sintase induzível e arginase, favorecendo esta última, o que poderia promover a atenuação da resposta inflamatória e a persistência da infecção / Abstract: Burkholderia cenocepacia is a gram-negative bacteria associated with opportunistic lung infections affecting patients with cystic fibrosis, chronic granulomatous disease or immunodeficiencies, which can result in decreased pulmonary function and sepsis known as cepacia syndrome. By escape mechanisms B. cenocepacia promotes delay in maturation of phagolysosome, since cell factors involved in ROS resistance play a role in intracellular survival. Data from our laboratory show that cultures in vitro of mouse peritoneal macrophages and RAW 264.7 cell line stimulated with LPS and IFN\F067\F02C when challenged with B. cenocepacia present reduced NOx levels in the supernatants. The aim of the present work was to evaluate the effector response of mouse alveolar macrophages of the cell lineage AMJ2-C11 challenged by infection with B. cenocepacia. In addition, we evaluated the infection of mice immunocompetent (C57BL/6) or genetically deficient for the enzyme inducible nitric oxide synthase (iNOS/NOS2). Our results indicate that B. cenocepacia can disable effector mechanisms of classical response of macrophages, redirecting to the alternative profile of activation. We observed in AMJ2-C11 macrophage exposed to B.cenocepacia (i) reduced concentrations of NOx and increased concentrations of urea in supernatants, (ii) increased expression of arginase and low expression of iNOS/NOS2 in these cells, (iii) lower frequency of cells expressing MHC-I and costimulatory molecules (CD80, CD86, CD40), and finally (iv) lower TNF concentrations in the supernatants Akin the findings in supernatants of AMJ2-C11 macrophage exposed to B. cenocepacia, pleural washes recovered from infected mice show increased production of urea, while NOx was barely detected. At 72 hours of infection, CFU counts were increased in pleural washes of iNOS/NOS2-deficient mice, while bacteria growth was controlled in immunocompetent mice. All infected mice showed initial weight loss. After 72 hours of infection, C57BL/6 mice recovered body weight, showing similar weight gain to uninfected mice. On the other hand, B. cenocepacia-infected inos-/- mice accumulated body weight loss (~ 40%) during the course of infection, showing 100% of mortality at 13 days post-infection, whereas none of the control mice showed mortality. The lungs of B. cenocepacia-infected inos-/- mice showed acute histological alterations in comparison with uninfected controls, and more intense abnormalities when compared to infected C57BL/6 mice. Taken together our data suggest that the infection by B. cenocepacia interferes with the balance of the inducible nitric oxide synthase and arginase, favoring the latter, which could promote the attenuation of the inflammatory response and the persistence of infection / 2017-05-09
14

Polimorfismo Glu298Asp da óxido nítrico sintetase endotelial no lúpus eritematoso sistêmico

Mucenic, Tamara January 2008 (has links)
Objetivo: Avaliar possíveis associações entre o polimorfismo Glu298Asp da região codificadora do gene da óxido nítrico sintetase endotelial (eNOS) e a suscetibilidade ao lúpus eritematoso sistêmico (LES) e manifestações clínicas relacionadas à doença. Métodos: Cento e treze pacientes de descendência européia com diagnóstico de LES, com 4 ou mais critérios do Colégio Americano de Reumatologia, que foram recrutados no ambulatório do Serviço de Reumatologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, e 206 controles saudáveis, de mesma descendência européia que os pacientes, foram genotipados através de reação em cadeia da polimerase para o polimorfismo Glu298Asp da região codificadora do gene da eNOS. Dados clínicos, demográficos, laboratoriais dos pacientes foram coletados. Manifestações clínicas do LES e doenças relacionadas foram avaliadas quanto à associação com genótipos específicos.Resultados: A distribuição do genótipo Glu298Asp e alelos não teve diferença estatísticamente significativa entre os pacientes lúpicos e controles. Não houve também associação significativa do polimorfismo com glomerulonefrite lúpica, síndrome antifosfolipídeo (SAF), doença cardiovascular (DCV) e fatores de risco para DCV. Conclusão: Os achados apresentados não evidenciaram um papel importante do polimorfismo estudado na suscetibilidade para o LES nem para as manifestações clínicas avaliadas, fato este que pode ser devido à perda de poder estatístico nestas análises de subgrupo.
15

Polimorfismo Glu298Asp da óxido nítrico sintetase endotelial no lúpus eritematoso sistêmico

Mucenic, Tamara January 2008 (has links)
Objetivo: Avaliar possíveis associações entre o polimorfismo Glu298Asp da região codificadora do gene da óxido nítrico sintetase endotelial (eNOS) e a suscetibilidade ao lúpus eritematoso sistêmico (LES) e manifestações clínicas relacionadas à doença. Métodos: Cento e treze pacientes de descendência européia com diagnóstico de LES, com 4 ou mais critérios do Colégio Americano de Reumatologia, que foram recrutados no ambulatório do Serviço de Reumatologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, e 206 controles saudáveis, de mesma descendência européia que os pacientes, foram genotipados através de reação em cadeia da polimerase para o polimorfismo Glu298Asp da região codificadora do gene da eNOS. Dados clínicos, demográficos, laboratoriais dos pacientes foram coletados. Manifestações clínicas do LES e doenças relacionadas foram avaliadas quanto à associação com genótipos específicos.Resultados: A distribuição do genótipo Glu298Asp e alelos não teve diferença estatísticamente significativa entre os pacientes lúpicos e controles. Não houve também associação significativa do polimorfismo com glomerulonefrite lúpica, síndrome antifosfolipídeo (SAF), doença cardiovascular (DCV) e fatores de risco para DCV. Conclusão: Os achados apresentados não evidenciaram um papel importante do polimorfismo estudado na suscetibilidade para o LES nem para as manifestações clínicas avaliadas, fato este que pode ser devido à perda de poder estatístico nestas análises de subgrupo.
16

Estresse crônico em cobaias com inflamação alérgica pulmonar: influência do óxido nítrico na modulação das respostas inflamatórias, de remodelamento e de hiperresponsividade pulmonar / Chronic stress in guinea pigs with chronic allergic inflammation: influence of nitric oxide synthase in the inflammatory responses, remodeling and lung tissue responsiveness

Marques, Ricardo Henrique 10 August 2009 (has links)
Introdução: Há crescentes evidências que sinalizam o papel do estresse crônico como desencadeante e mesmo perpetuador de crises asmáticas, bem como a importância do parênquima pulmonar na piora funcional da asma. Objetivos: Deste modo, consideramos relevante avaliar em cobaias com inflamação alérgica crônica pulmonar como o estresse físico repetido, induzido pela natação forçada, modula a responsividade do parênquima pulmonar, ainfiltração eosinofílica, ativação da via de estresse oxidativo e o remodelamento, bem como o papel da ativação de enzima óxido nítrico sintase induzida nestas respostas. Métodos: Os animais receberam inalações duas vezes por semana durante quatro semanas com doses crescentes de ovoalbumina ou solução fisiológica Após 24 horas da quarta inalação os animais foram separadas em dois grupos onde metade destes animais foi submetido ao protocolo de natação forçada por dez dias com intervalo de dois dias, para a indução do estresse, enquanto a outra metade dos animais permaneceu sem a indução de estresse. Para avaliar a participação da ativação de iNOS nesta resposta as cobaias foram novamente divididas em grupos, onde parte foi tratada com 1400-W (inibidor específico de iNOS, 2mg/kg ip/dia/4 dias) ou veículo no mesmo período, iniciando 30 minutos antes da sétima inalação. Para avaliação das repercussões comportamentais da indução de estresse os animais foram submetidos ao teste de campo aberto, sendo obtidos os seguintes parâmetros: distância percorrida, velocidade média total, tempo de movimentação total. Foi também coletada uma amostra de sangue no dia da realização da mecânica pulmonar para a dosagem do cortisol. Após 72h da sétima inalação, os animais foram anestesiados, exsanguinados e fatias de tecido pulmonar periférico foram retiradas e suspensas em banho orgânico de Krebs, e a resistência (Rt) e elastância (Et) do tecido pulmonar periférico foram avaliadas em condição basal e após desafio com ovoalbumina (1%). Foi também obtida a medida de histerisividade. Após a realização da mecânica oscilatória, as mesmas fatias de tecido pulmonar periférico foram submetidas à avaliação histopatológica. Resultados: Nos animais submetidos a natação forçada foi observado um aumento no peso da adrenal, no cortisol sérico, na distância percorrida e no tempo de movimentação em campo aberto o que demonstrou que a natação forçada foi eficaz como indutor de estresse. Os animais expostos às inalações com ovalbumina apresentaram valores maiores de porcentagem de aumento da resistência e da elastância tecidual após desafio com ovoalbumina (p<0.05). Os animais expostos às inalações com ovalbumina e submetidos a estresse induzido por natação forçada apresentaram um aumento da resistência e elastância teciduais (p<0,05), enquanto que o tratamento com 1400W reverteu esse aumento tanto nos animais sensibilizados quantos nos sensibilizados submetidos a estresse. Houve aumento do número de eosinófilos (P<0.05), de células iNOS positivas (P<0,05), da deposição de fibras colágenas (P<0,05), no conteúdo de actina (P<0,05) e de 8-epi-PGF2a (P<0,05) no septo alveolar. Nos animais sensibilizados e submetidos ao estresse houve aumento todos os parâmetros morfológicos descritos anteriormente (P<0,05) exceto pelo depósito de fibras colágenas. A administração de 1400W reduziu todos estes parâmetros funcionais e morfológicos (P<0,05) com exceção do conteúdo de actina no septo alveolar, da infiltração eosinofílica e dos níveis de cortisol sérico. Conclusões: Neste modelo experimental, o bloqueio específico da iNOS atenuou a constrição, a inflamação eosinofílica, a expressão de iNOS, o remodelamento no parênquima pulmonar tanto nos animais apenas sensibilizados quanto nos animais sensibilizados e submetidos ao estresse. Estas alterações podem estar relacionadas aos efeitos da ativação da óxido nítrico sintase induzida na modulação da via do estresse oxidativo, sinalizada pelos efeitos na produção de isoprostano 8. O presente estudo sugere que a inibição específica da iNOS pode amplificar as estratégias terapêuticas utilizadas na abordagem de doenças inflamatórias crônicas pulmonares / Introduction: There is growing evidence to indicate the role of chronic stress even perpetuating as triggering asthma attacks and the importance of functional lung parenchyma in worsening of asthmatic responses. Objective: We considered relevant to evaluate in guinea pigs with chronic allergic pulmonary inflammation if repeated physical stress, induced by forced swimming, modulates the responsiveness of the distal lung parenchyma, eosinophilic infiltration, oxidative stress pathway activation and extracellular matrix remodeling as well as the role of the activation of induced nitric oxide synthase in these responses. Methods: The animals received inhalations twice a week for four weeks with increasing doses of ovalbumin or normal saline. After 24 hours of the fourth inhalation, the animals were separated into two groups where half of these animals were subjected to the protocol of forced swimming for ten days with an interval two days, while the other half of the animals remained without stress induction. In order to evaluate the involvement of iNOS activation in this response, guinea pigs were again divided in two groups, one part of them were treated with 1400W (specific inhibitor of iNOS, 2mg/kg ip/day/4 days) or vehicle in the same period, starting 30 minutes before the seventh inhalation. To evaluate the behavioral impact of stress induction, the animals were subjected to open field test, and we obtained the following parameters: distance traveled, average speed, total time of handling. It was also collected a blood sample on the day of pulmonary mechanics to measure cortisol. After 72h of the seventh inhalation, animals were anesthetized, and exsanguinated and slices of peripheral lung tissue were removed, suspended in a Krebs bath, and resistance (Rt) and elastance (Et) of peripheral lung tissue were evaluated either at baseline condition and after oavalbumin challenge (1%). It was also measured the histerisivity. After the end of the mechanical oscillatory evaluation, the same slices of peripheral lung tissue were submited to histopathological analysis. Results: We observed that animals submitted to forced swimming had an increase in adrenal weight, in the serum cortisol, in the distance and time of movement in the open field, showing that forced swimming was effective as stressor. The animals exposed to inhalations with ovalbumin and submited to stress induced by forced swimming had an increase in pulmonary tissue resistance and elastance (p <0.05), had an increased in the number of eosinophils (P <0.05), iNOS positive cells (P <0.05), actin (P <0.05) and 8-epi-PGF2a content (P <0.05) in alveolar septum compared to ovalbumin exposed animals (OVA group). Treatment with 1400W reversed this response in sensitized animals submitted or not to stress induction (P <0.05) There was no difference in the collagen deposition. Administration of 1400W for sensitized and stressed animals reduced all these functional and morphological parameters (P <0.05) except for the actin content of the alveolar septum, eosinophilic infiltration and cortisol levels. Conclusions: In this experimental model, the specific iNOS inhibition attenuated the constriction, the eosinophilic inflammation, the iNOS expression, the lung parenchyma remodeling in animals sensitized and submitted or not to stress induction. These changes may be related to the effects of inducible nitric oxide activation in the modulation of oxidative stress pathway. This study suggests that specific inhibition may amplify the therapeutic strategies to chronic inflammatory lung diseases
17

Efeitos da variante rs2070744 do gene da enzima óxido nítrico sintase endotelial (eNOS) na doença arterial coronariana

Toffoli, Camila Dalacort 01 1900 (has links)
Submitted by FERNANDA DA SILVA VON PORSTER (fdsvporster@univates.br) on 2015-06-22T19:07:34Z No. of bitstreams: 3 license_text: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2015CamilaDalacortToffoli.pdf: 784686 bytes, checksum: 1a5c5058c758336a1cccf6fb2c4b62a6 (MD5) / Approved for entry into archive by Ana Paula Lisboa Monteiro (monteiro@univates.br) on 2015-06-25T20:12:22Z (GMT) No. of bitstreams: 3 license_text: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2015CamilaDalacortToffoli.pdf: 784686 bytes, checksum: 1a5c5058c758336a1cccf6fb2c4b62a6 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-06-25T20:12:22Z (GMT). No. of bitstreams: 3 license_text: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2015CamilaDalacortToffoli.pdf: 784686 bytes, checksum: 1a5c5058c758336a1cccf6fb2c4b62a6 (MD5) / A Doença arterial coronariana (DAC) é uma doença multifatorial, representado uma das principais causas de morbidade e mortalidade global. Na última década, um grande número de trabalhos sobre a relação do óxido nítrico (ON) e DAC foram publicados. A diminuição do ON no endotélio pode causar disfunção, acelerar a aterosclerose e a progressão das doenças cardiovasculares e vários estudos têm identificado polimorfismos comuns no gene da enzima óxido nítrico sintase endotelial (eNOS), responsável pela biossíntese de ON, os quais podem estar associados a aterosclerose e a doença arterial cardíaca. Objetivo: O objetivo deste estudo foi investigar o papel de dois polimorfismos do gene eNOS (rs2070744 e rs1799983) na DAC. Metodologia: A amostra foi composta de 645 pacientes, maiores de 18 anos, submetidos ao exame de cateterismo cardíaco no Hospital Bruno Born de Lajeado, RS. Foram coletadas amostras de sangue para análises bioquímicas e extração de DNA, que foram realizadas nos Laboratório do Universidade do Vale do Taquari Univates. Todos os pacientes incluídos no estudo assinaram um termo de consentimento livre e esclarecido e, com base em suas características clínicas, foram classificados em um Escore de Risco Global (ERG) de DAC, proposto pela Sociedade Brasileira de Cardiologia. A influência dos polimorfismos em variáveis clínicas foi avaliada através de modelos lineares univariados ou por Kruskal-Wallis. A associação dos genótipos com as variáveis categóricas foi investigada pelo teste do qui-quadrado ou por regressão logística binária. Resultados: De acordo com a pontuação no ERG, 435 pacientes (68%) foram classificados em alto risco, 166 em risco intermediário (26%) e 39 (6%) em baixo risco para a DAC. As frequências alélicas dos polimorfismos investigados no gene eNOS foram 0,69 (G) e 0,31 (T) para a variante rs1799983 e 0,59 (T) e 0,41 (C) para o rs2070744. Não foram detectados efeitos genéticos significativos do polimorfismo rs1799983 nas variáveis clínicas investigadas. Efeitos genéticos do rs2070744 foram encontrados nos valores de colesterol HDL (p=0,002) e na pontuação do ERG (p=0,032). Indivíduos homozigotos TT apresentaram valores de HDL maiores que indivíduos TC e CC e menor pontuação no ERG do que pacientes TC. Na análise categórica também se detectou um aumento do risco no ERG em indivíduos heterozigotos TC, quando comparados aos indivíduos TT (p=0,028). Conclusão: Nossos resultados sugerem que o polimorfismo rs2070744 no gene eNOS está associado com o risco aumentado de DAC na nossa amostra. / Coronary artery disease (CAD) is a multifactorial disease, representing a major cause of morbidity and overall mortality. In the last decade, a large number of studies related to nitric oxide (ON) and CAD have been published. The reduction of ON in the endothelium may cause dysfunction, accelerate the progression of atherosclerosis and cardiovascular diseases and several studies have identified common polymorphisms in the gene of the endothelial nitric oxide synthase enzyme (eNOS), responsible for the biosynthesis of ON, which may be associated with artery atherosclerosis and heart disease. Objective: The objective of this study was to investigate the role of two polymorphisms in the eNOS gene (rs2070744 and rs1799983) in CAD. Methods: The sample consisted of 645 patients submitted to cardiac catheterism in the Hospital Bruno Born, Lajeado, RS. Blood samples were collected for biochemical analyzes and DNA extraction, which were conducted in the Laboratory of the University Center Univates. All patients included in the study signed an informed consent form and, based on their clinical characteristics, were ranked on a Score of Global Risk (SGR) of CAD, proposed by the Brazilian Society of Cardiology. The influence of the polymorphisms on clinical variables was evaluated by univariate linear models or Kruskal-Wallis test. The association between the genotypes and categorical variables was investigated by the chi-square test or by binary logistic regression. Results: According to the score SGR, 435 patients (68%) were classified as high risk, 166 at intermediate risk (26%) and 39 (6%) at low risk for CAD. Allele frequencies of the investigated polymorphisms in eNOS gene were 0.69 (G) and 0.31 (t) for the rs1799983 variant and 0.59 (T) 0.41 (C) for rs2070744. No significant genetic effects were detected for the polymorphism rs1799983 in the clinical variables. Genetic effects of rs2070744 were found in HDL cholesterol (p = 0.002) and in the SGR score (p = 0.032). Individuals homozygous TT had higher HDL levels than individuals TC and CC and lowest score in the SGR than TC patients. In the categorical analysis we also found an increased risk in the SGR for individuals heterozygous TC, when compared to TT subjects (p = 0.028). Conclusion: Our results suggest that the rs2070744 polymorphism in the eNOS gene is associated with increased risk of CAD in our sample.
18

Efeitos da administração da orgoteína (superóxido dismutase exógena) sobre o estresse oxidativo hepático em ratos diabéticos

Di Naso, Fábio Cangeri January 2010 (has links)
Introdução: O Diabetes Mellitus é doença que apresenta elevada incidência e prevalência na população em diversas partes do mundo. Estudos experimentais sugerem que o estresse oxidativo esteja envolvido na patogênese e na progressão dela. Objetivo: Investigar os efeitos da utilização exógena do antioxidante orgoteína (SOD Cu/Zn) sobre o estresse oxidativo, ativação do fator de transcrição nuclear kappa B (NFκB) e expressão da óxido nítrico sintase induzível (iNOS) hepática no modelo experimental de diabetes mellitus (DM). Métodos e Resultados: Foram utilizados 28 ratos machos Wistar, divididos em quatro grupos: controle (CO), controle tratados com orgoteína (CO+ORG), diabéticos (DM) e diabéticos tratados com orgoteína (DM+ORG). A dose utilizada da ORG (orgoteína ®) foi de 13 mg/Kg de peso corporal durante os sete últimos dias de experimento através de injeção subcutânea. O DM foi induzido por injeção de estreptozotocina (i.p.,70 mg/kg) e, após sessenta dias, foi avaliada a lipoperoxidação hepática através das substâncias que reagem ao ácido tiobarbitúrico (TBARS- nmoles/mg de proteína), a atividade das enzimas antioxidantes catalase (CAT-pmoles/mg de proteína), superóxido dismutase (SOD-U/mg de proteína) e glutationa peroxidase (GPx- nmoles/mg de proteína). Também foi realizada a medida de nitritos e nitratos (mM de NO2 e NO3). As expressões da p65 do NFκB e da iNOS foram avaliadas pela técnica de Western blot e quantificadas por densitometria em relação à percentagem do controle. Resultados: Houve aumento na lipoperoxidação hepática no grupo DM e redução significativa no grupo DM+ORG (0,36±0,15 vs 0,18±0,04; p<0,01). A atividade da enzima CAT apresentou aumento no grupo DM e redução significativa no grupo DM+ORG (p<0,001), enquanto a atividade da SOD e da GPx apresentaram redução no DM e aumento no grupo DM+ORG, respectivamente (p<0,001 e p<0,05). A medida de nitritos e nitratos apresentou redução no DM e aumento no grupo DM+ORG (1,47±0,61 vs 2,29±0,20; p<0,05) enquanto a expressão da iNOS foi 32% maior no grupo DM em relação ao grupo CO e 53% maior no grupo DM+ORG, quando comparado com o grupo DM (p<0,01). A p65 foi 37% mais expressa no DM (p<0,05) e sem diferença estatística, quando comparado o grupo DM com o grupo DM+ORG. Conclusão: O tratamento com orgoteína reduziu o estresse oxidativo hepático em animais diabéticos, mesmo não alterando o fator de transcrição nuclear NFкB. A orgoteína também aumentou a bioatividade do NO, provavelmente, devido ao aumento da atividade, dismutando o radical superóxido, e devido ao aumento da expressão da iNOS. / Aim: To investigate the effects of exogenous antioxidant orgoteína on oxidative stress, activation of nuclear transcription factor kappa B (NFκB), and hepatic expression of inducible nitric oxide synthase (iNOS) in the experimental model of diabetes mellitus (DM). Methods: 28 male Wistar rats divided in four groups were used: control (CO), controls treated with orgoteína (CO+ORG), diabetics (DM), and diabetics treated with orgoteína (DM+ORG). Orgoteína (orgotein®, 13 mg/Kg body weight was administered subcutaneously for the last 7 days of the trial. DM was induced by a single streptozotocin injection (i.p.,70 mg/kg), and 60 days later, we evaluated liver lipoperoxidation through thiobarbituric acid reactive substances (TBARS- nmoles/mg of protein) and activity of antioxidant enzymes catalase (CAT-pmoles/mg of preotein), superoxide dismutase (SODU/ mg of protein) and glutathione peroxidase (GPx- nmoles/mg of protein). Nitrites e nitrates (mM NO2 and NO3) were also measured, and p65 of NFκB and iNOS expressions were evaluated by Western blot and quantified by densitometry as compared to control percentage. Results: Liver peroxidation was increased in the DM group and significantly decreased in the DM+ORG group (0.36±0.15 vs 0.18±0.04; p<0.01). CAT activity was increased in the DM group and significantly decreased in the DM+ORG group (p<0.001), whereas SOD and GPx activity were decreased in the DM group and increased in the DM+ORG group, respectively (p<0.001 and p<0.05). Nitrite and nitrate measures were reduced in the DM and increased in the DM+ORG group (1.47±0.61 vs 2.29±0.20; p<0.05), while iNOS expression in the DM group was 32% greater than in the CO and 53% greater in the DM+ORG group than in the DM group (p<0.01). P65 expression was 37% higher in the DM (p<0.05), and there was no significant difference between the DM and DM+ORG groups. Conclusion: Orgoteína treatment reduced liver oxidative stress in diabetic animals, even though it did not change NFкB. Orgoteína also increased NO bioactivity, probably by the increased dismutation of the superoxide radical and by increase in iNOS expression.
19

Efeito dos oxisteróis na sinalização através de cavéolas e sua relevância na aterosclerose / Effect of oxysterols in cell signaling through caveolae and its relevance to atherosclerosis

Marcia Cristiane Jurado 11 February 2011 (has links)
Oxisteróis (por exemplo, 7hidroxicolesterol) são gerados por modificações oxidativas que ocorrem na molécula de colesterol. Podem ser encontrados em elevados níveis plasmáticos em pacientes com aterosclerose e como componentes da placa aterosclerótica. Considerando que o colesterol é o principal componente da cavéola (domínios específicos da membrana plasmática que ancoram diversas proteínas de sinalização) formulamos a hipótese que os oxisteróis podem ser incorporados a estes domínios, interferindo com as vias de sinalização aí localizadas. Células endoteliais de veia umbilical humana (HUVECs) em cultura foram expostas a 7hidroxicolesterol (10g/mL) por diferentes tempos. Analisamos a incorporação desse oxisterol à cavéola utilizando espectrometria de massa e a atividade das proteínas de sinalização presentes neste domínio: óxido nítrico sintase endotelial (eNOS), CD40/CD40L, receptor do fator de crescimento de fibroblastos (rFGF), utilizando PCR quantitativo e imunoblots. Inicialmente mostramos que o 7hidroxycholesterol, em concentrações fisiológicas, foi incorporado às cavéolas mais acentuadamente que em outros domínios de membrana. Esse fenômeno impediu o desligamento entre eNOS e caveolina, prejudicando a função dessa enzima. Também mostramos que o receptor CD40 apresentou uma maior incorporação à cavéola e o rFGF manteve uma ativação mais longa quando células foram expostas ao 7hidroxicolesterol. Esses efeitos gerados pelo oxisterol não estavam relacionados à sua ação sobre mediadores inflamatórios ou receptores nucleares, desde que nenhuma diferença foi observada no perfil de citocinas ou na expressão de genes dependentes da ativação de LXR. Assim, concluímos que a incorporação de 7hidroxycholesterol nos domínios de cavéola pode interferir com vias de sinalização sabidamente envolvidas na aterogênese ou na ruptura da placa / Oxysterols (for example, 7hidroxycholesterol) are generated by oxidative modifications to cholesterol molecules. They have been described in high levels in patients with atherosclerosis and as components of the atherosclerotic plaque. Since cholesterol is the main component of caveolae (plasma membrane domains that anchor several signaling proteins), we hypothesized that oxysterol could be incorporated to these domains, interfering with the signaling networks that use this pathway. Human umbilical vein endothelial cells (HUVECs) in culture were exposed to 7hidroxycholesterol (10g/mL) for different times. We analyzed incorporation of this oxysterol to caveolae using mass spectroscopy and the activity of signaling pathways present in these domains: endothelial nitric oxide synthase (eNOS), CD40/CD40L, fibroblast growth factor receptor (FGFr), using quantitative PCR and immunoblots. Initially we showed that 7hidroxycholesterol, in physiological concentrations, was incorporated to caveolae more prominently than to other plasma membrane domains. This phenomenon caused a difficulty in eNOS release from caveolin, impairing its function. We also showed that the receptor CD40 presented a stronger incorporation to caveolae and FGFr maintained a longer activation when cells were exposed to 7hidroxycholesterol. These oxysterol effects were not related to its action in inflammatory mediators or nuclear receptors, since no difference could be observed in cytokine profiles or in the expression of genes dependent on LXR activation. Therefore we conclude that 7hidroxycholesterol incorporation in caveolae domains may interfere with signaling pathways known to be involved in atherogenesis or in plaque rupture
20

Efeitos da administração da orgoteína (superóxido dismutase exógena) sobre o estresse oxidativo hepático em ratos diabéticos

Di Naso, Fábio Cangeri January 2010 (has links)
Introdução: O Diabetes Mellitus é doença que apresenta elevada incidência e prevalência na população em diversas partes do mundo. Estudos experimentais sugerem que o estresse oxidativo esteja envolvido na patogênese e na progressão dela. Objetivo: Investigar os efeitos da utilização exógena do antioxidante orgoteína (SOD Cu/Zn) sobre o estresse oxidativo, ativação do fator de transcrição nuclear kappa B (NFκB) e expressão da óxido nítrico sintase induzível (iNOS) hepática no modelo experimental de diabetes mellitus (DM). Métodos e Resultados: Foram utilizados 28 ratos machos Wistar, divididos em quatro grupos: controle (CO), controle tratados com orgoteína (CO+ORG), diabéticos (DM) e diabéticos tratados com orgoteína (DM+ORG). A dose utilizada da ORG (orgoteína ®) foi de 13 mg/Kg de peso corporal durante os sete últimos dias de experimento através de injeção subcutânea. O DM foi induzido por injeção de estreptozotocina (i.p.,70 mg/kg) e, após sessenta dias, foi avaliada a lipoperoxidação hepática através das substâncias que reagem ao ácido tiobarbitúrico (TBARS- nmoles/mg de proteína), a atividade das enzimas antioxidantes catalase (CAT-pmoles/mg de proteína), superóxido dismutase (SOD-U/mg de proteína) e glutationa peroxidase (GPx- nmoles/mg de proteína). Também foi realizada a medida de nitritos e nitratos (mM de NO2 e NO3). As expressões da p65 do NFκB e da iNOS foram avaliadas pela técnica de Western blot e quantificadas por densitometria em relação à percentagem do controle. Resultados: Houve aumento na lipoperoxidação hepática no grupo DM e redução significativa no grupo DM+ORG (0,36±0,15 vs 0,18±0,04; p<0,01). A atividade da enzima CAT apresentou aumento no grupo DM e redução significativa no grupo DM+ORG (p<0,001), enquanto a atividade da SOD e da GPx apresentaram redução no DM e aumento no grupo DM+ORG, respectivamente (p<0,001 e p<0,05). A medida de nitritos e nitratos apresentou redução no DM e aumento no grupo DM+ORG (1,47±0,61 vs 2,29±0,20; p<0,05) enquanto a expressão da iNOS foi 32% maior no grupo DM em relação ao grupo CO e 53% maior no grupo DM+ORG, quando comparado com o grupo DM (p<0,01). A p65 foi 37% mais expressa no DM (p<0,05) e sem diferença estatística, quando comparado o grupo DM com o grupo DM+ORG. Conclusão: O tratamento com orgoteína reduziu o estresse oxidativo hepático em animais diabéticos, mesmo não alterando o fator de transcrição nuclear NFкB. A orgoteína também aumentou a bioatividade do NO, provavelmente, devido ao aumento da atividade, dismutando o radical superóxido, e devido ao aumento da expressão da iNOS. / Aim: To investigate the effects of exogenous antioxidant orgoteína on oxidative stress, activation of nuclear transcription factor kappa B (NFκB), and hepatic expression of inducible nitric oxide synthase (iNOS) in the experimental model of diabetes mellitus (DM). Methods: 28 male Wistar rats divided in four groups were used: control (CO), controls treated with orgoteína (CO+ORG), diabetics (DM), and diabetics treated with orgoteína (DM+ORG). Orgoteína (orgotein®, 13 mg/Kg body weight was administered subcutaneously for the last 7 days of the trial. DM was induced by a single streptozotocin injection (i.p.,70 mg/kg), and 60 days later, we evaluated liver lipoperoxidation through thiobarbituric acid reactive substances (TBARS- nmoles/mg of protein) and activity of antioxidant enzymes catalase (CAT-pmoles/mg of preotein), superoxide dismutase (SODU/ mg of protein) and glutathione peroxidase (GPx- nmoles/mg of protein). Nitrites e nitrates (mM NO2 and NO3) were also measured, and p65 of NFκB and iNOS expressions were evaluated by Western blot and quantified by densitometry as compared to control percentage. Results: Liver peroxidation was increased in the DM group and significantly decreased in the DM+ORG group (0.36±0.15 vs 0.18±0.04; p<0.01). CAT activity was increased in the DM group and significantly decreased in the DM+ORG group (p<0.001), whereas SOD and GPx activity were decreased in the DM group and increased in the DM+ORG group, respectively (p<0.001 and p<0.05). Nitrite and nitrate measures were reduced in the DM and increased in the DM+ORG group (1.47±0.61 vs 2.29±0.20; p<0.05), while iNOS expression in the DM group was 32% greater than in the CO and 53% greater in the DM+ORG group than in the DM group (p<0.01). P65 expression was 37% higher in the DM (p<0.05), and there was no significant difference between the DM and DM+ORG groups. Conclusion: Orgoteína treatment reduced liver oxidative stress in diabetic animals, even though it did not change NFкB. Orgoteína also increased NO bioactivity, probably by the increased dismutation of the superoxide radical and by increase in iNOS expression.

Page generated in 0.0815 seconds