• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 220
  • 12
  • 5
  • 4
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 236
  • 236
  • 129
  • 57
  • 57
  • 43
  • 41
  • 41
  • 40
  • 35
  • 31
  • 29
  • 25
  • 23
  • 22
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

Modelagem para avaliação do potencial de captura e armazenamento geológico de CO2 em campos de petróleo, camadas de carvão e aquíferos salinos no Brasil

Hoppe, Letícia January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:53:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000444290-Texto+Parcial-0.pdf: 4113435 bytes, checksum: c7842b63f0cc98c896007a0809c63b5c (MD5) Previous issue date: 2012 / Given the global scenario, in which environmental issues are gaining prominence and priority investment, we have the opportunity to contribute by conducting studies for modeling the deployment of technology to capture and geological storage of CO2 in Brazil (CCS), projects using the Clean Development Mechanism, evaluating the degree of inclusion of the current economy in these projects and verifying possible obstacles and necessary modifications. Capture and Geological Storage of CO2 are aimed at injecting previously established geological formations, the carbon dioxide coming from stationary sources, preventing the gas from being released into the atmosphere. The proposed technology can be realized in three different formations: oil fields deep, coal seams and saline aquifers. Faced these alternatives, a study was conducted of technical and economic feasibility of conducting CCS in Brazil for each of their sports. In injection Oil Fields was selected the Barracuda Field, owned by the Campos Basin, this allied to two different stationary sources: Cement and steel mills. The alternative storage Layers of Coal, was selected from the Pool Carbonífera Charqueadas, having as their source of CO2 in the Triunfo/RS, Petrochemical Company Braskem. For injection in Saline Aquifers, was selected the Rio Bonito Formation in the Paraná Basin, being fueled by emissions from ethanol plants in the state of São Paulo. Through the results of this work, we seek to bring to discussion the importance of implementation of projects with high potential to reduce a large-scale release of Greenhouse Study (GHG), which would minimize the adverse effects of actions anthropogenic in synergy with the Convention of the Climate and ratifying the Kyoto Protocol. / Diante do cenário mundial, em que as questões ambientais vêm ganhando destaque e prioridade de investimento, tem-se a oportunidade de contribuir através da realização de estudos para a modelagem de implantação da tecnologia de captura e armazenamento geológico de CO2 no Brasil (CCS1), utilizando-se projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo, avaliando-se o grau atual de inclusão da economia nestes projetos e verificando-se possíveis obstáculos e modificações necessárias. A Captura e Armazenamento Geológico de CO2 têm por objetivo injetar em formações geológicas previamente estabelecidas, o dióxido de carbono advindo de fontes estacionárias, evitando que este gás seja liberado para a atmosfera. A tecnologia proposta pode ser realizada em três distintas formações: aquíferos salinos profundos, campos de petróleo e camadas de carvão, visando compensar as emissões de gases do efeito estufa. Com base nestas alternativas, realizou-se estudo de viabilidade técnica e econômica da realização de CCS em território brasileiro para cada uma de suas modalidades. Na injeção em Campos de Petróleo foi selecionado o Campo de Barracuda, pertencente à Bacia de Campos, esta aliada a duas diferentes fontes estacionárias: Cimenteiras e Siderúrgicas. Para a alternativa de armazenamento em Camadas de Carvão foi selecionada a Jazida Carbonífera de Charqueadas, tendo como sua fonte de CO2, no Pólo Petroquímico de Triunfo/RS, a Empresa Braskem. Para a injeção em Aquíferos Salinos, foi selecionada a Formação Rio Bonito, na Bacia do Paraná, sendo abastecida pelas emissões provenientes de Plantas de Etanol do estado de São Paulo. Por meio dos resultados obtidos com este trabalho, busca-se trazer para discussão a importância da execução de projetos com elevado potencial para reduzir, em grande escala, a liberação de Gases de Efeito Estuda (GEE), o que minimizaria os efeitos adversos das ações antrópicas em sinergia com a Convenção do Clima e ratificando o Protocolo de Kyoto.
42

Emissões de metano e de óxido nitroso em sistemas de produção de arroz irrigado no sul do Brasil e potencial de mitigação por práticas de manejo / Methane and nitrous oxide emissions in south brazilian rice production systems and the potential of agricultural practices for mitigation

Zschornack, Tiago January 2011 (has links)
Em solos cultivados com arroz irrigado, a adoção de determinadas práticas de manejo pode minimizar as emissões de metano (CH4) e de óxido nitroso (N2O), sem causar a redução da produtividade deste cereal. Três estudos foram conduzidos visando avaliar o efeito de sistemas de cultivo do solo (preparo convencional-PC, cultivo mínimo-CM, e plantio direto-PD; Estudo I), do aporte de resíduos de diferentes plantas de cobertura de inverno (pousio, azevém e azevém+cornichão) e da drenagem do solo (Estudo II), e de sistemas de manejo da água de irrigação (intermitente e contínuo; Estudo III) sobre as emissões de CH4 e de N2O de solos sob sistemas de produção de arroz irrigado no Sul do Brasil. Com base nas emissões de CH4 e de N2O e dos seus respectivos potenciais de aquecimento global (PAG; 25 e 298), foi calculado o PAG parcial (PAGp; CO2 equivalente). Os sistemas em CM e em PD, avaliados em duas safras, promoveram mitigação das emissões de CH4 do solo, sobretudo na safra 2007/2008, quando a redução das emissões de CH4 atingiu 42% no solo sob CM. Em contrapartida, as emissões de N2O foram maiores nos sistemas em CM e em PD, especialmente na safra 2009/2010 (0,22 e 0,49 kg de N-N2O ha-1). A antecipação das operações de preparo de solo (CM), ou a não realização destas (PD), promoveu a mitigação do PAGp sem ocasionar redução na produtividade do arroz. O aporte de resíduos vegetais resultou no aumento das emissões de CH4, cujos valores superaram em aproximadamente 10 vezes às emissões verificadas no solo sob pousio. As emissões de N2O foram potencializadas quando da inserção de resíduos de leguminosa (cornichão) no solo. A realização da drenagem do solo, que no estudo II tinha por finalidade reduzir o efeito da toxidez por ferro sobre as plantas de arroz, reduziu o PAGp praticamente pela metade (~ 3.500 kg CO2 equivalente ha-1) em comparação ao solo não drenado (6.691 kg CO2 equivalente ha-1). A realização da drenagem do solo no Estudo III suprimiu em 41% as emissões de CH4 do solo, enquanto que a emissão de N2O do solo foi quase três vezes superior (2,32 kg N-N2O ha-1) ao sistema de irrigação contínuo (0,85 kg N-N2O ha-1). Mesmo com o incremento das emissões de N2O do solo devido a drenagem, o PAGp foi minimizado em 24% quando da realização desta prática. Variáveis do solo como a temperatura e o teor de Fe2+ tiveram correlação positiva com as emissões de CH4 e negativas com as emissões de N2O, sendo que o teor de Mn2+ também influenciou negativamente emissões de N2O do solo. Por outro lado, as emissões de N2O tiveram relação positiva com os teores de NO3- e NH4+ da solução do solo. Práticas como drenagem e sistemas de CM e PD tem potencial de reduzir consideravelmente o PAGp em sistemas de produção de arroz irrigado no Sul do Brasil. / The adoption of some agricultural practices may keep high grain production and decrease the global warming potential (GWP) of rice production systems by decreasing soil methane (CH4) and nitrous oxide (N2O) emissions. Three studies were performed aiming to evaluate the potential of soil management systems (Study I; conventional tillage-CT, minimum tillage-MT, and no till-NT), winter cover crops (fallow, ryegrass, and ryegrass+birdsfoot trefoil) and soil drainage (Study II), and water regimes (Study III; continuous and intermittent) on soil CH4 and N2O emissions, as well as partial GWP [(pGWP = (CH4x25) + (N2Ox298)] and rice grain yield, in subtropical region of South Brazil. In comparison to CT, MT and NT decreased soil CH4 emissions mainly in the first crop season (42% of reduction). On the other hand, these systems showed higher soil N2O emissions (0,22 e 0,49 kg N-N2O ha-1) than CT (0,17 kg N-N2O ha-1). Fall tillage (known as minimum tillage) or no-tillage resulted in a net mitigation of greenhouse gases (<pGWP) than CT system, at same time that kept same rice grain yields. In comparison to fallow system, crop residues input by cover-crops increased CH4 emission by several times, as well soil N2O emissions were increased by leguminous cover-crop. Soil drainage, performed in the Study II aiming to supress iron toxicity to rice plant, decreased strongly CH4 emissions (almost 50%) with contrary effect on soil N2O emissions. Same results were observed in the intermitent water regime in the Study III (decreased 41% of CH4 emission), and in the both cases, the soil drainage determined lowest pGWP values, with no observed effects on rice yields. Air temperature and soil Fe2+ were the mains driven variables controlling soil CH4 emissions, with negative effect on soil N2O emissions. On the other hand, NO3- and NH4+ also drove soil N2O emissions. Agricultural practices as minimum tillage and no till, and soil drainage decrease global warming potential of South Brazilian rice production systems mainly due to its effect decreasing soil methane emissions that surpass their effects increasing soil nitrous oxide fluxes.
43

Contribuição líquida da matriz elétrica brasileira para o aquecimento global

Lima, Leopoldo Schipmann de 17 February 2009 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Gestão Econômica do Meio Ambiente, 2009. / Submitted by Jaqueline Ferreira de Souza (jaquefs.braz@gmail.com) on 2012-06-19T12:49:38Z No. of bitstreams: 1 2009_LeopoldoSchipmanndeLima.pdf: 2011886 bytes, checksum: c0a0e5f6d1eafa6f9c926c6dd5587f04 (MD5) / Approved for entry into archive by Jaqueline Ferreira de Souza(jaquefs.braz@gmail.com) on 2012-06-19T12:49:54Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_LeopoldoSchipmanndeLima.pdf: 2011886 bytes, checksum: c0a0e5f6d1eafa6f9c926c6dd5587f04 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-06-19T12:49:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_LeopoldoSchipmanndeLima.pdf: 2011886 bytes, checksum: c0a0e5f6d1eafa6f9c926c6dd5587f04 (MD5) / O abastecimento eficiente de energia elétrica é condição necessária para que se alcance o desenvolvimento sustentável. Dado que os investimentos em geração de energia elétrica incorrem em externalidades sobre o meio ambiente, é essencial analisar tais externalidades para que se possa planejar de forma mais eficiente a expansão da matriz energética do país. O presente trabalho analisa as emissões líquidas de Gases do Efeito Estufa pela geração de eletricidade. O objetivo da pesquisa é determinar assim qual a contribuição líquida da matriz elétrica brasileira para o Aquecimento Global. Dentro desse contexto busca-se responder duas questões: qual a dimensão da externalidade gerada pela matriz elétrica brasileira em termos de emissões / absorções de GEE’s? E, a partir dos parâmetros de emissão / absorção de GEE’s por diferentes fontes geradoras, as projeções de expansão da matriz elétrica brasileira apontam para a elevação ou redução de tais externalidades? Os resultados indicam que a matriz elétrica brasileira contribui para as emissões nacionais de GEE’s. As estimativas apontam para um custo de tais externalidades da ordem de 0,21% do PIB em valores de 2005. Com relação às perspectivas, as projeções apontam para a elevação das emissões em termos absolutos, mas estas deverão crescer a um ritmo menor que a expansão da matriz elétrica, indicando que os investimentos previstos deverão ocorrer em usinas com menor nível de emissão de GEE’s por unidade de energia gerada. Dessa forma, espera-se que em 2017 tais externalidade estejam na ordem de 0,17% do PIB. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The efficient supply of electricity is necessary to achieve the sustainable development. Since investment in power generation incur externalities on the environment, it is essential to analyze these externalities to be able to plan more effectively the expansion of the country's energy matrix. This work focuses on the analysis of net emissions of GHG from electricity generation. The goal of this research is to determine the net contribution of the Brazilian energy matrix to Global Warming. Within this context we seek to answer two questions: how large is the externality generated by the Brazilian energy matrix in terms of emission / absorption of GHGs? And from the parameters of emission / absorption of GHGs by different sources of energy, the projected expansion of the Brazilian energy matrix point to the lifting or reduction of such externalities? The results indicate that the Brazilian energy matrix contributes to national emissions of GHGs. They suggest a cost of such externalities on the order of 0.21% of GDP in 2005 values. Regarding the outlook, the projections indicate a rise in emissions in absolute terms, but these are growing faster than the expansion of the electricity matrix, indicating that the planned investments should occur in plants with lower levels of GHG emissions per unit energy generated. Thus, it is expected that in 2017 such externalities are in the order of 0.17% of GDP.
44

Ciência, política e institucionalização na cooperação multilateral contra o aquecimento global

Schleicher, Rafael Tavares 08 1900 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, 2006. / Submitted by Fernanda Weschenfelder (nandaweschenfelder@gmail.com) on 2010-06-07T20:41:44Z No. of bitstreams: 1 2006_Rafael Tavares Schleicher.pdf: 452277 bytes, checksum: e7fff856dd7e2f8855d73acc36903242 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(tempestade_b@hotmail.com) on 2010-06-08T13:16:49Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_Rafael Tavares Schleicher.pdf: 452277 bytes, checksum: e7fff856dd7e2f8855d73acc36903242 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-06-08T13:16:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_Rafael Tavares Schleicher.pdf: 452277 bytes, checksum: e7fff856dd7e2f8855d73acc36903242 (MD5) Previous issue date: 2006-08 / Este trabalho tem como objetivo analisar a relação entre ciência e política no âmbito do processo de institucionalização na área temática de mudança do clima. Compartilhando as premissas da corrente neoliberal-institucionalista das Relações Internacionais, a cooperação multilateral sobre mudança do clima é reinterpretada a partir de sua estrutura, de seu processo político e de seu processo de institucionalização. Conseqüentemente, a análise direciona-se para a relação entre o processo de construção de informação científica confiável e de produção de decisões políticas legítimas no âmbito do IPCC e o SBSTA, chamada de co-produção. O trabalho conclui que há uma relação direta entre o processo de institucionalização e a lógica de co-produção na cooperação multilateral sobre mudança do clima. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / This essay aims to analyze the relation between science and politics during the process of institutionalization in the issue-area of climate change. Recalling the premises of the neoliberal-institutionalist “school” of International Relations, the multilateral cooperation is reinterpreted considering its structure, political process and institutionalization process. The analysis then turn to the relation between the construction of reliable scientific information and the production of legitimate political decisions inside IPCC and SBSTA fora, entitled co-production. It is concluded that there is a direct relation between the process of institutionalization and the logic of co-production in the multilateral cooperation on climate change.
45

Análise da intensidade de emissão de gases de efeito estufa na demanda final brasileira através do modelo de insumo-produto

Oliveira, Marilene Silva de 10 February 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Economia, Programa de Pós-Graduação em Economia, 2011. / Submitted by wiliam de oliveira aguiar (wiliam@bce.unb.br) on 2011-06-28T14:28:11Z No. of bitstreams: 1 2011_MarileneSilvadeOliveira.pdf: 506314 bytes, checksum: 52ee3d93d420b3be97f2599484dc146e (MD5) / Approved for entry into archive by Jaqueline Ferreira de Souza(jaquefs.braz@gmail.com) on 2011-07-08T18:36:32Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_MarileneSilvadeOliveira.pdf: 506314 bytes, checksum: 52ee3d93d420b3be97f2599484dc146e (MD5) / Made available in DSpace on 2011-07-08T18:36:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_MarileneSilvadeOliveira.pdf: 506314 bytes, checksum: 52ee3d93d420b3be97f2599484dc146e (MD5) / O Brasil contribui de forma importante para as emissões mundiais de gases de efeito estufa (GEE). As origens de tais emissões estão em vários sistemas produtivos da economia. Através de um modelo de insumo-produto ampliado com coeficientes ambientais para os diversos setores, é possível calcular os impactos do aumento do consumo final de bens e serviços sobre a economia como um todo. Também é possível associar as emissões aos requisitos totais de produção para atender às demandas específicas do consumo das famílias, do consumo da administração pública, do investimento, das exportações e da substituição das importações. Analisando os resultados, concluiu-se que as exportações são o item da demanda final mais intensivo em emissões por unidade de valor do produto em 2005. Este resultado se justifica, principalmente, porque as principais fontes de emissão de gases de efeito estufa no Brasil é a agropecuária e a mudança de uso de terras e florestas. Os setores que dependem direta e indiretamente dessas duas fontes, cuja intensidade de emissão é muito maior que a dos demais setores da economia, são suficientemente representativos na pauta de exportações para justificar o resultado. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Brazil contributes in a relevant way to world greenhouse gases emissions. These emissions sources are located in several economic systems. Using input-output analysis extended to include environmental coefficients by sector, it is possible to calculate the impact of a final demand growth on the whole economy. It is also possible to link the greenhouse gases emissions to the total output requirements necessary to satisfy given levels of final demand and its components: private consumption, gross investment, government spending, exports and imports. The results obtained for 2005 demonstrate that exports are the demand component with the higher intensity of greenhouse gases emissions. The reason for this outcome relies on the composition of Brazilian exports.
46

Balanço da emissão de gases de efeito estufa em argilossolo vermelho sob sistemas de cultura em plantio direto / Greenhouse gases balance in an acrisol under no-tillage cropping systems

Chávez, Luis Fernando January 2011 (has links)
O aumento na concentração dos gases de efeito estufa (GEE) na atmosfera está relacionado ao uso agrícola dos solos, o que tem sido responsável, ao menos em parte, pelo aquecimento global. Dois estudos foram conduzidos em experimentos de longa duração (24 e 26 anos) em condições de plantio direto (PD) e sem adição de nitrogênio (N) mineral, em um Argissolo Vermelho com o objetivo de avaliar o efeito do manejo do solo que incluem leguminosas e gramíneas em sucessão com milho [aveia/milho (A/M), ervilhaca/milho (V/M), aveia+ervilhaca/milho (A+V/M), aveia+ervilhaca/ milho+caupi (A+V/M+C) e lablab+milho (LL+M)] nas emissões de GEE no Sul do Brasil. Amostras de ar foram coletadas em câmaras estáticas e a concentração de óxido nitroso (N2O) e de metano (CH4) foi determinada por cromatografia gasosa. Simultaneamente variáveis metereológicas (temperatura do ar e precipitação pluviométrica) e parâmetros de solo (teor de NO3 -, NH4 +, C solúvel e umidade) foram avaliados a 10 cm de profundidade. No Estudo I, avaliou-se o efeito em curto prazo das emissões de GEE no período pósmanejo das plantas de cobertura de inverno (2009/10 e 2010/11). No Estudo II, foi realizada avaliação ao longo do ano das emissões de GEE dos sistemas de manejo e calculado o potencial de aquecimento global (PAG). As emissões acumuladas de N2O no período pós-manejo 2009/10 (2,86±0,43 kg N ha-1) foram aproximadamente nove vezes maiores que as observadas em 2010/11 (0,32±0,08 kg N ha-1). A emissão de N2O do solo nos tratamentos com ervilhaca (V/M, A+V/M e A+V/M+C) foi potencializada pelas freqüentes chuvas após o manejo das plantas de cobertura, as quais atrasaram a semeadura do milho em 81 dias e mantiveram maiores teores de N no solo em comparação ao tratamento com aveia (A/M). As emissões foram controladas principalmente pela porosidade preenchida por água (PPA) e pela atividade microbiana (CO2), o que indica que a desnitrificação foi o principal processo envolvido na produção de N2O no solo. No período pós-manejo 2010/11 as chuvas foram menos freqüentes que em 2009/10; o qual favoreceu a oxidação de CH4, principalmente em sistemas que incluíram leguminosas. As altas emissões de N2O do solo nos sistemas de culturas devido ao excesso de chuva durante o período pós-manejo da safra 2009/10 se refletiu nos maiores valores de PAG (emissão liquida de GEE para atmosfera). / The increase in the concentration of greenhouse gases (GHG) in the atmosphere is related to the agricultural use of soil, which has been responsible, at least in part, for global warming. Two studies were performed in long-term (24 and 26 years) experiments under no-tillage and without addition of mineral N in an Acrisol, and aimed to evaluate the effect of soil management that include legumes and grasses with maize in succession [oat/maize (O/M), vetch/maize (V/M), oat+vetch/maize (O+V/M), oat+vetch/maize+cowpea (O+V/M+C) and lablab+maize (LL+M)], on GHG emissions in Southern Brazil. Air samples were collected in static chambers and nitrous oxide (N2O) and methane (CH4) concentrations determined by gas chromatography. Meteorological variables (temperature and moisture) and soil parameters (NO3 -, NH4 + and dissolved organic C content) were determined at 10 cm depth. Study I evaluated the effect of cropping systems on short-term GHG emissions in the period after winter cover crop management (post-management) (2009/10 and 2010/11). Study II evaluated GHG emissions from cropping systems on annual basis and calculated the net global warming potential (GWP). Cumulative N2O emissions in the post-management period 2009/10 (2,86±0,43 kg N ha-1) were nine times higher than cumulative emission observed in 2010/11 (0,32±0,08 kg N ha-1). Soil N2O emission in treatments that included vetch (V/M, O+V/M and O+V/M+C) was enhanced by frequent rains after winter cover crop management, which delayed corn sowing in 81 days and maintained higher levels of soil N compared to treatment with oat (O/M). N2O emissions were controlled mainly by water filled pore space (WFPS) and microbial activity (CO2), indicating denitrification as the main process involved in N2O production. In the post-management period 2010/11 rains were less frequent than in 2009/10; which favored CH4 oxidation, especially in systems that include legumes. High N2O emissions in cropping systems due to prevailing weather conditions during the post-management period 2009/10 had a positive reflection in the GWP.
47

Áreas verdes e clima urbano: a função socioambiental dos imóveis de proteção de áreas verdes na cidade - Recife/PE, Brasil

NASCIMENTO, Karina Barros Freitas 31 January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T16:26:25Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo1960_1.pdf: 7342726 bytes, checksum: 15a03e133cb02113cc01709ab23ebdee (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 / Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco / Historicamente, a grande maioria das administrações de cidades modernas vem envidando esforços para a preservação de áreas verdes urbanas, considerando que elas têm importante função na elevação da qualidade de vida urbana. Mais recentemente, passou-se a enfatizar, também, o papel dessas áreas frente à questão do aquecimento global, seja diminuindo a contribuição das cidades para esse fenômeno, seja para o enfrentamento dos eventos climáticos que já se apresentarão nos dias atuais. A capacidade de exercer essas importantes funções urbanas fundamenta ações e regulamentações que visam à proteção dessas áreas, públicas ou privadas, em cidades de todo o mundo. Embora essa argumentação esteja bastante presente no discurso do planejamento urbano-ambiental, a efetiva proteção de áreas verdes urbanas no Brasil enfrenta uma série de dificuldades, algumas típicas da gestão urbana no país e outras referentes à própria produção de conhecimento sobre o assunto. Essas dificuldades se evidenciam nas lacunas na literatura, destacando-se os pouquíssimos estudos sobre os instrumentos de planejamento e gestão urbana propostos e implantados no país e sua eficácia na proteção das áreas verdes urbanas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a situação atual dos IPAVs abordando sua eficácia como instrumento de planejamento urbano, dada a relevância da sua manutenção como proteção de áreas verdes no Recife/PE, no nordeste do Brasil, para que elas cumpram suas funções ambientais relativas ao planeta e à cidade. A pesquisa abrangeu os 63 IPAVs existentes na cidade, buscando verificar a eficácia desse instrumento de proteção através de estudo de base cartográfica, onde se observa a evolução entre os anos de 1986 e 2007. Essa metodologia gerou informações imprescindíveis para a avaliação desse instrumento pioneiro de proteção ao verde urbano, enfatizou sua importância e fragilidades na sua gestão, permitindo apontar formas para seu aperfeiçoamento, além de criar uma base que poderá ser usada para o seu monitoramento e avaliação permanentes
48

Ensinando física a partir de temática CTSA na construção de um pensar complexo sobre o fenômeno do aquecimento global

SOUTO, Thiago Vinicius Sousa 31 August 2010 (has links)
Submitted by Mario BC (mario@bc.ufrpe.br) on 2018-08-21T15:19:25Z No. of bitstreams: 1 Thiago Vinicius Sousa Souto.pdf: 6811789 bytes, checksum: 6f004413a7e0884020e187f97ca72f8c (MD5) / Made available in DSpace on 2018-08-21T15:19:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Thiago Vinicius Sousa Souto.pdf: 6811789 bytes, checksum: 6f004413a7e0884020e187f97ca72f8c (MD5) Previous issue date: 2010-08-31 / Environmental issues arise as some of the most important demands in the twentyfirst century. The apparent climate changes are widely debated in the scientific community and the media in general. The aim of this study is to examine how student teachers understand physics, discuss and take stance on Global Warming (GW) issues. Backed by such discussions for scientific knowledge that contributes to the understanding GW, its controversies and the imperfections that give a clearer view of science as a human construct historically and socially constructed that interacts with technology and the environment. The methodology used to check knowledge of the undergraduates on the theme was the use of problem situation, discussion based on analogies with interactive experiments with low cost material and classroom discussions on issues relating to global warming. To analyze the production of undergraduates use elements of content analysis from the establishment of a priori categories that analyzed i) the concepts used in scientific papers on GW, ii) what and how the operators of the complex were used in the productions of undergraduates and iii) how the discussions have used the themes of STSE. The results shows that students had a superficial understanding of the GW and fragmented, a vision which gave no room for the correlation between socio-environmental variables important for understanding the phenomenon. We conclude that the approach from the problem situation on a clear theme of relevance to the welfare of the student contributed to the recall of content from the natural sciences, the improvement of procedural skills and attitude building a citizen committed to building solutions. / As questões ambientais se colocam como algumas das demandas mais importantes no século XXI. As evidentes mudanças climáticas são objeto de grande discussão na comunidade científica e na mídia de forma geral. O objetivo desse trabalho é analisar como licenciandos de Física compreendem, discutem e posicionam-se ante questões relativas ao Aquecimento Global (AG). Tendo como suporte para tais discussões os conhecimentos científicos que contribuem para a compreensão do AG, suas controvérsias e incompletudes que dão uma visão mais clara da ciência como construção humana histórica e socialmente construída que interage com a tecnologia e o ambiente. A metodologia utilizada para verificar os conhecimentos dos licenciandos sobre o tema proposto foi a utilização de situação-problema, discussão a partir de analogias com experimentos interativos com material de baixo custo e debates em sala de aula sobre questões referentes ao Aquecimento Global. Para analisar as produções dos licenciandos utilizamos elementos da análise de conteúdo a partir do estabelecimento de categorias a priori que analisaram i) os conceitos científicos utilizados nas produções sobre (AG), ii) quais e como os operadores da complexidade foram utilizados nas produções dos licenciandos e iii) como as discussões utilizaram temas relacionados a CTSA.Os resultados aponta que os licenciandos tinham uma compreensão superficial e fragmentada do AG, visão esta que não dava margem para a correlação entre as variáveis sócioambientais importantes para compreensão do fenômeno. Concluímos que a abordagem a partir de situação-problema sobre uma temática de relevância clara para o bem estar do estudante contribuiu para a evocação de conteúdos de ciências da natureza, aprimoramento de habilidades procedimentais e construção de uma atitude cidadã comprometida com a construção de soluções.
49

O aquecimento global numa abordagem de sistemas complexos

OLIVEIRA, Rubens Filipe de Arruda Amorim 26 August 2013 (has links)
Submitted by Mario BC (mario@bc.ufrpe.br) on 2018-08-27T13:53:25Z No. of bitstreams: 1 Rubens Filipe de Arruda Amorim Oliveira.pdf: 2954563 bytes, checksum: 974b1d1bdd4bf9800932ac729551fd06 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-08-27T13:53:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Rubens Filipe de Arruda Amorim Oliveira.pdf: 2954563 bytes, checksum: 974b1d1bdd4bf9800932ac729551fd06 (MD5) Previous issue date: 2013-08-26 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / Based on the principles of the complexity, this study analyzes the concepts of undergraduate students in Physics and Mathematics UFRPE, about the Global Warming (GW) and Chaos Theory (CT). This theory was worked as a resource to understand the Global Warming. The initial phase of our research identified through interviews the conceptions of chaos of 60 people (students, professors and other university officials). Four students (two of physics and two of mathematics) were chosen to participate of a workshop about the Global Warming and Chaos Theory, in which the methodological procedure was Dialectical Hermeneutic Circle (DHC). This procedure permitted investigates the student’s conceptions about global warming, chaos theory and the relationship between them. In the initial phase, the results showed a diversity of point of views on both themes, all emerging of the common sense. However, after the application of DHC, the conceptions the students were close to that established by contemporary science. The data analyzes showed that the methodology used in this work was adequate to build the relationship between GW and CT. Therefore, we consider our methodological procedure relevant for to promote contextualized teaching of mathematics, physics and other areas of learning that require a complex perspective on the contemporary knowledge. / Com base nos princípios do pensamento complexo, este estudo analisa as concepções dos estudantes de licenciatura em Física e Matemática da UFRPE, em relação ao aquecimento global e a teoria do caos. Neste trabalho, a teoria do caos foi utilizada como um fundamento para compreensão do aquecimento global. Na fase inicial de nossa pesquisa, identificamos por meio de entrevistas as concepções sobre o termo caos de 60 sujeitos (alunos, professores e outros funcionários da universidade). Com estes dados construímos um documentário em que mostra diferença entre a concepção de senso comum e científica sobre caos. Em seguida, convidamos quatro estudantes da licenciatura, dois de matemática e dois de física, para participar de uma oficina pedagógica, a qual foram utilizados o documentário sobre caos, métodos computacionais de análise de sistemas caóticos e um vídeo sobre os conceitos e contradições sobre o Aquecimento Global. Estes estudantes participaram de um procedimento metodológico, em que investigamos por meio questionários e da técnica do Círculo Hermenêutico-Dialético (CHD) as concepções dos estudantes a respeito do aquecimento global, da teoria do caos e da relação entre ambas. Na fase inicial, os resultados demonstraram uma diversidade de concepções sobre essas temáticas, todas oriundas do senso comum. No entanto, por meio da aplicação da oficina e do CHD, as concepções dos estudantes se mostraram próximas dos conceitos estabelecidos pela ciência contemporânea. Além de promover a relação entre AG e TC, este estudo contribuiu para compreensão de um tema controverso por meio de uma abordagem de ensino que valoriza a dinâmica do encontro entre conceitos aparentemente divergentes. Dessa forma, consideramos nosso procedimento metodológico relevante para promovermos o ensino contextualizado da matemática, da física e de outras áreas de ensino que necessitam de uma perspectiva complexa sobre o conhecimento contemporâneo.
50

Aquecimento global, investimentos e impactos agrícolas / Global warming, investments and agricultural impacts

Raquel Nadal Cesar Gonçalves 22 October 2010 (has links)
Para medir o impacto de mudanças climáticas, acompanhadas variações do investimento agrícola, sobre a atividade agrícola brasileira, foram estimadas conjuntamente funções de receita e de custo de produtos e insumos agrícolas. Estas foram derivadas de uma função de lucro restrita, condicional a variáveis de clima e investimento. A pesquisa inova pela metodologia, diferente das demais empregadas anteriormente para o caso brasileiro, pela maior precisão dos dados de clima e pela inclusão do investimento agrícola como variável de mitigação dos efeitos gerados pela variação climática. Os resultados mostraram uma redução da lucratividade agrícola para o Brasil com o aumento da temperatura e precipitação no longo prazo, apesar de variarem conforme regiões. Saíram beneficiadas regiões mais ricas, em detrimento das mais pobres, cuja maior parte da produção agrícola é voltada para a subsistência. O investimento agrícola atuou como redutor desta tendência, de crescimento da desigualdade agrícola, ajudando a reverter apenas parcialmente o efeito do aquecimento. / To measure the impact of climate changes along with changes in agricultural investments in Brazil\'s agricultural sector, this paper jointly estimates revenue functions for the outputs and cost functions for the inputs. These equations were derived from a restricted profit function conditional to climate and investment variables. The paper innovates by using the profit function approach to study Brazils agricultural sector. It also brings more precise data and adds investment as a relevant variable in the model. Results show a reduction in profitability as temperature and precipitation grow, but they are not homogeneous amongst the different regions. Richer regions seem to do better than the poor ones, which have a large part of their production focused on subsistence. Investment seems to act as a counterbalance to this trend of increasing agricultural inequality, partially reverting the global warming effects.

Page generated in 0.0548 seconds