• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 114
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • Tagged with
  • 114
  • 114
  • 32
  • 16
  • 14
  • 11
  • 9
  • 9
  • 8
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Efeitos da gordura trans, óleo de palma e gordura interesterificada de soja sobre o perfil lipídico e o processo de aterogênese em ratos

Borgonhone, Antonio Eduardo Zanardo January 2017 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Rogério Andrade Mulinari / Coorientador : Prof. Dr. Raul von der Heyde / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna. Defesa : Curitiba, 10/05/2017 / Inclui referências : f. 41-49 / Resumo: A prevalência de doenças cardiovasculares tem aumentado progressivamente nas últimas décadas, e diante de vários fatores de risco, há relação com o tipo de gordura ingerida na dieta. Há evidências que esta associação se deva ao efeito dos ácidos graxos e do colesterol presente na dieta sobre as lipoproteínas plasmáticas. O objetivo do trabalho foi investigar a influência da ingestão de diferentes tipos de ácidos graxos presentes em óleos vegetais aplicados na elaboração de margarina em determinantes da condição cardiovascular. A amostra foi composta por 38 ratos, divididos em 4 grupos, sendo um grupo controle alimentado com ração comercial padrão e três consumindo ração produzida com adição de diferentes óleos vegetais: interesterificados de soja, hidrogenados (trans) ou de palma. Os ratos foram sacrificados após os 60 dias de acompanhamento experimental, sendo coletado sangue para análise do perfil lipídico e exérese da artéria aorta para análise histológica. Os ratos alimentados com óleos trans ou de palma apresentaram níveis de colesterol total, triglicerídeos e LDL-C e LDL+VLDL aumentados, com HDL baixo, diferindo significativamente dos alimentados com gordura interesterificada ou ração comercial padrão. Os alimentados com gordura interesterificada não diferiram metabolicamente dos alimentados com ração padrão. Não foram identificadas alterações histológicas compatíveis com aterosclerose precoce ou estabelecida no tempo de seguimento de 60 dias em quaisquer grupos. Conclui-se que os óleos trans e os de palma promoveram alterações no metabolismo lipídico conhecidas como associadas a risco para aterosclerose. Ao contrário, gordura interesterificada na dieta não se associou a alterações lipídicas. Palavras-chave: Ácidos graxos. Perfil lipídico. Aterogênese. / Abstract: Cardiovascular diseases are the primary cause of morbidity and mortality in modern society. There is evidence that fat composition of diet has a foremost role in enhancing atherosclerosis, through the effects of cholesterol and fatty acids on plasma lipoproteins. The objective of the study was to investigate the role of different fatty acids in vegetable oils added to the diet on plasma lipids and on atherogenesis in rats. Male Wistar rats (N=38), aged 21 days, were assigned to four groups and fed chows prepared by the addition of interesterified fat (GI), hydrogenated (trans) fat (GT), palm oil (OP) or a regular commercial diet (CO) for 60 days. Rats had blood drawn under anesthesia at the completion of the feeding period for plasma lipids and were sacrificed for collection of the thoracic aorta for histologic examination. Rats fed with trans or palm oil-added diets had higher levels of total cholesterol, triglycerides, LDL-C and LDL+VLDL, with lower HDL, when compared to those fed with interesterified oils-added or regular diets. Rats fed with interesterified oils-added chow presented no significant changes in lipids as compared with those on regular diet. No signs of atherosclerosis where identified in any group by histologic examination of fragments of vascular tissue from the aortas. In conclusion, the consumption of trans and palm oils in the diet induced alterations in plasma lipid metabolism known to be associated with risk for atherosclerosis. On the contrary, interesterified oil imposed no additional lipid changes. Key words: Fatty acids. Plasma lipids. Atherogenesis
2

Farmacoeconomia de anfotericina B complexo lipídico em pacientes com meningite criptocócica infectados pelo vírus da imunodeficiência humana em um hospital público de Curitiba

Florencio, Khaiany Lino January 2017 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Felipe Francisco Bondan Tuon / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna. Defesa : Curitiba, 08/08/2017 / Inclui referências : f. 45-53 / Resumo: Introdução: Infecções fúngicas invasivas são complicações em pacientes imunocomprometidos. Em pacientes infectados pelo HIV, a meningite criptococócica é uma infecção oportunista importante com alta mortalidade. O tratamento de escolha inclui a anfotericina B, a qual pode ser utilizada na formulação desoxicolato ou nas formulações lipídicas. O desoxicolato de anfotericina B (d-AMB) tem uma taxa mais elevada de lesão renal aguda (LRA) em comparação com as formulações lipídicas, no entanto, o preço elevado das anfotericinas B lipídicas torna estas drogas opções não viáveis nos países em desenvolvimento. Objetivo: Determinar os gastos hospitalares diretos e indiretos d-AMB em pacientes com HIV com meningite criptocóccica e realizar uma simulação comparativa com a anfotericina B complexo lipídico (ABLC). Método: Este é um estudo retrospectivo, observacional, tipo coorte econômica. A análise de custo foi baseada no custo direto da d-AMB e hemodiálise (HD) aguda. A LRA foi classificada de acordo com os critérios de AKIN, avaliada até 24 h após o término da terapia ou morte. Os custos da HD crônica foram simulados, considerando dados da literatura de pacientes com LRA que evoluiram para insuficiência renal crônica dialítica. A análise realizada em nosso modelo foi de 10 anos, devido a sobrevivência após este tempo não ser previsível. Uma análise secundária foi realizada considerando a simulação do uso de ABLC somente após disfunção renal de acordo com a classificação de AKIN em pacientes sob terapia com d-AMB. Neste cálculo foram incluídos além dos custos da HD, os gastos com aposentadoria e da medicação. Foi realizada análise de sensibilidade e de equilíbrio dos custos de droga versus custos totais de HD. Resultados: De 102 pacientes tratados com d-AMB, 50% desenvolveram algum grau de LRA sem a necessidade de HD e 10,78% desenvolveram LRA grau 3 exigindo HD. A sobrevivência destes pacientes foi de 60%. De acordo com a literatura 37% dos pacientes que necessitam de HD aguda irão progredir para HD crônica, neste estudo a percentagem de pacientes com criptococose meníngea tratados com d-AMB sob HD crônica seria 2,39%. O mesmo modelo foi realizado simulando o uso com ABLC, resultou em 0,66% dos pacientes que necessitariam de HD crônica devido a sua menor nefrotoxicidade. O custo direto do tratamento da meningite criptocócica, considerandose apenas a terapêutica antifúngica foi menor em d-AMB 1mg/kg que ABLC 5mg/kg (R$1.820,00 versus R$ 53.760,00) para um paciente em tratamento (mediana de 14 dias). Considerando-se apenas os custos diretos de HD crônica para pacientes que desenvolveriam insuficiência renal crônica após a disfunção aguda e a taxa de sobrevivência esperada para esse grupo de pacientes, os custos totais seriam R$ 634.323,00 para d-AMB R$ 54.050,00 para ABLC. Em uma análise secundária foi considerado o uso de ABLC, realizando a troca precoce de d-AMB para ABLC somente após LRA com a classificação AKIN ?2. Neste modelo os custos totais com ABLC (medicação, hemodiálise e aposentadoria) seriam de R$ 982.811,00. A mudança de d- AMB para ABLC, nestas condições, faz com que o custo total com ABLC seja semelhante com d-AMB considerando 25% de sensibilidade (R$ 990.499,00 para d- AMB). Conclusão: Em um país em desenvolvimento como o Brasil, ABLC pode ser custo-efetivo em pacientes infectados pelo HIV com meningite criptocócica apenas se utilizado em insuficiência renal aguda precoce. Palavras chave: Anfotericina B; insuficiência renal; lesão renal aguda; cryptococcus; custo-efetividade. / Abstract: Background: Invasive fungal infections are complications in immunocompromised patients. In HIV-infected patients, cryptococcal meningitis is an important opportunistic infection with high mortality. The treatment of choice includes amphotericin B, which can be used in the deoxycholate or different lipid formulations. The deoxycholate amphotericin B (d-AMB) has a higher rate of acute kidney failure (AKI) in comparison of lipid formulations, however high costs of lipid amphotericin B may turn them in a not viable option in developing countries. Objective: To determine the direct and indirect hospital costs of d-AMB in patients with cryptococcal meningitis and to perform a comparative simulation with the amphotericin B lipid complex (ABLC). Methods: This is a retrospective, observational, economic cohort study. The cost analysis was based on the direct cost of d-AMB and acute hemodialysis (HD). The AKI was classified according to the AKIN criteria, evaluated up to 24 h after termination of therapy or death. The costs of chronic HD were simulated, considering data from the literature of patients with AKI that progressed to chronic renal dialysis. An analysis performed on our 10 year model, due to a survival after that time, is not predictable. A secondary analysis was performed considering a simulation of the use of ABLC only after renal discrimination according to a classification of AKIN in patients undergoing d-AMB therapy. In this calculation, include HD, retirement, and drug costs. We performed a sensitivity and balance analysis of drug costs versus total HD costs. Results: Of 102 patients treated with d-AMB, 50% developed some degree of AKI without the need for HD and 10.78% developed AKI grade 3 requiring HD. The survival of these patients was 60%. According to the literature, 37% of patients who require acute HD will progress to chronic HD, in this study the percentage of patients with meningeal cryptococcosis treated with d-AMB under chronic HD would be 2.39%. The same model was performed simulating the use with ABLC, resulting in 0.66% of the patients who would need chronic HD due to their lower nephrotoxicity. The direct cost of treating cryptococcal meningitis, considering only antifungal therapy, was lower in d-AMB 1mg/kg than ABLC 5mg/kg (R$ 1,820.00 versus R$ 53,760.00) for a patient undergoing treatment (median of 14 days). Considering only the direct costs of chronic dialysis for patients who would develop chronic renal failure after acute dysfunction and the expected survival rate for this group of patients, the total costs would be R $ 634,323.00 for d-AMB R $ 54,050.00 for ABLC. In a secondary analysis the use of ABLC was considered, performing the early exchange of d-AMB for ABLC only after AKI with AKIN ?2. In this model, the total costs with ABLC (medication, hemodialysis and retirement) would be R $ 982,811.00. The change from d-AMB to ABLC under these conditions causes the total cost with ABLC to be similar with d-AMB considering 25% sensitivity (R $ 990,499.00 for d-AMB). Conclusions: In a developing country like Brazil, ABLC may be cost-effective in HIVinfected patients with cryptococcal meningitis only if used in early acute renal failure. Keywords: Amphotericin B; renal failure; acute kidney injury; cryptococcus; costeffectiveness.
3

Prevalência e análise de hepatopatia crônica em pacientes com Doença de Gaucher tipo I em um centro de tratamento

Didoné Filho, Celso Nilo January 2016 (has links)
Orientadora : Profa. Dra. Maria Lúcia Alves Pedroso / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna. Defesa : Curitiba, 02/12/2016 / Inclui referências : f. 54-56 / Resumo: A doença de Gaucher tipo I é uma enfermidade autossômica recessiva, causada pela deficiência de glicocerebrosidase, levando ao acúmulo lisossomal de glicocerebrosídeos dentro do sistema reticuloendotelial, produzindo alterações hematológicas, viscerais e ósseas. No fígado, os achados mais comuns são a hepatomegalia e diferentes estágios de fibrose, com relatos isolados na literatura de casos de hepatopatia crônica, cirrose, hipertensão portal, hepatocarcinoma e algumas hepatopatias concomitantes em pacientes com doença de Gaucher. O objetivo deste estudo foi pesquisar ativamente doença hepática em pacientes com doença de Gaucher tipo I em um centro de tratamento e analisar os fatores relacionados a estes achados. Este estudo avaliou trinta e três pacientes, 67% mulheres, com idade média de 37 anos, todos em tratamento com resposta clínica. Foi utilizado um protocolo para avaliar os aspectos clínicos, laboratoriais, histológicos e de imagem focando em aspectos hepáticos. Todos os pacientes foram submetidos à ressonância nuclear magnética de abdome e ossos; aqueles com achados sugestivos de hepatopatia crônica, alterações em enzimas hepáticas, plaquetopenia persistente ou elastografia hepática com valores >10kPa tiveram indicação de biopsia hepática para melhor avaliação. As mutações da glicocerebrosidase e os níveis de quitotriosidase dos pacientes foram analisados. Os resultados mostraram que sete (21%) pacientes tinham evidência de fibrose hepática avançada. O Fibroscan® de todos demonstrou valores >10kPa e a biopsia hepática de todos pacientes confirmou fibrose avançada. Seis casos se apresentaram com muitas células de Gaucher, com pouca predominância de sítios de fibrose, sem células inflamatórias, siderose ou esteatose. Dois deles tinham cirrose, dois tinham varizes de esôfago e um apresentava sinais de insuficiência hepática. Histórico de esplenectomia e achados de necrose avascular em cabeça femoral estiveram relacionados com a presença de fibrose hepática avançada. Um paciente com cirrose tinha mutação para alfa-1 antitripsina, porém sem histologia hepática compatível com a doença. Outro paciente possuía fibrose hepática avançada e diagnóstico de fibrose cística. Os níveis de quitotriosidase se mantiveram persistentemente aumentados nos dois pacientes com cirrose apesar do tratamento otimizado. Em conclusão, este estudo observou uma alta prevalência de doença hepática crônica nesta população, com observação de etiologia multifatorial. Novos estudos deverão ser realizados para confirmar estes achados. Palavras-chave: Hepatite crônica. Doença de Gaucher. Cirrose. Hepatomegalia. / Abstract: Type I Gaucher's disease is an autosomal recessive lysosomal storage disease caused by glucorebrosidase deficiency, leading to the accumulation of glucocerebroside within the reticuloendothelial system, producing hematological, visceral (spleen and liver) and skeletal disorders. In the liver, the most common findings are hepatomegaly and different stages of fibrosis, with scanted reports in the literature of cases of chronic liver disease, cirrhosis, portal hypertension, hepatocellular carcinoma and some concomitant liver diseases in patients with Gaucher's disease. Our objective was to search actively for liver disease in patients with Gaucher's disease type I in a treatment center and analyze the factors related to these findings. Thirty three patients were evaluated, 67% were female, with an average age of 37 years, all under treatment with clinical response. Clinical, histological, laboratorial and imaging results were analyzed following a protocol focusing on hepatic aspects. All patients underwent abdominal and bone MRIs. Those with findings suggestive of chronic liver disease, changes in liver enzymes, thrombocytopenia or liver elastography (Fibroscan ®) >10kPa had indication of liver biopsy for better evaluation. Mutations of the glicocerebrosidase and chitotriosidase levels of the patients were analyzed. The results showed that seven (21%) patients had evidence of advanced liver fibrosis. In all patients, Fibroscan ® values >10kPa and their liver biopsy confirmed advanced fibrosis. Six cases were presented with many Gaucher's cells, with low prevalence of fibrosis sites, and no inflammatory cells, siderosis or steatosis. Two of them had cirrhosis, two had esophageal varices and one presented signs of liver failure. A history of splenectomy and findings of avascular necrosis in femoral head were related to the presence of advanced liver fibrosis. One patient with cirrhosis had alpha-1 antitrypsin mutation, however without hepatic histology consistent with the disease. Another patient had advanced liver fibrosis and cystic fibrosis diagnosis. Chitotriosidase levels remained persistently increased in two patients with cirrhosis despite optimal treatment. In conclusion, this study observed a high prevalence of chronic liver disease in this population, with a multifactorial etiology. New studies must be done to confirm these findings. Keywords: Chronic hepatitis. Gaucher's disease. Cirrhosis. Hepatomegaly.
4

Análise de sobrevida e taxas de resposta à quimioterapia em pacientes com neoplasia trofoblástica gestacional no serviço de oncologia do complexo HC-UFPR

Sanfelice, Elise Nara January 2017 (has links)
Orientador : Prof. Dr. José Zanis Neto / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna. Defesa : Curitiba, 29/07/2016 / Inclui referências : f.45-49 / Resumo: Doenças Trofoblásticas Gestacionais são um grupo heterogêneo de doenças raras que apresentam uma proliferação atípica do epitélio trofoblástico placentário. Este processo proliferativo tem potencial para tornar-se uma neoplasia invasiva, conhecida como Neoplasia Trofoblástica Gestacional. O HC-UFPR é um centro de referência em tratamento e acompanhamento de pacientes com diagnóstico de Mola Hidatiforme. O objetivo principal deste trabalho foi determinar a Sobrevida Global das pacientes com diagnóstico de Neoplasia Trofoblástica Gestacional atendidas neste hospital, no período de Janeiro de 1998 a Janeiro de 2014. Os objetivos secundários foram: avaliar a taxa de pacientes com doença persistente após evacuação molar na população de pacientes com diagnóstico de mola hidatiforme, taxas de resposta aos tratamentos quimioterápicos instituídos, sobrevida livre de progressão e fatores de risco para resistência à quimioterapia de primeira linha nesta amostra de pacientes. 374 pacientes foram identificadas com diagnóstico de Mola Hidatiforme e, destas, 79 pacientes receberam tratamento quimioterápico por apresentarem doença persistente após curetagem evacuadora. A taxa de persistência foi de 21%. Ocorreu apenas um óbito no período, sendo que a sobrevida global foi de 98,7%. A sobrevida livre de progressão mediana foi de 39 meses. As taxas de resposta aos tratamentos quimioterápicos instituídos foram satisfatórias e os desfechos, nesta população, foram muito favoráveis. Palavras-chave: Neoplasia Trofoblástica Gestacional. Quimioterapia. Sobrevida. Taxas de Resposta. / Abstract: Gestational Trophoblastic Diseases are a heterogeneous group of rare diseases that show an atypical proliferation of trophoblastic placental epithelium. This proliferative process has the potential to become an invasive cancer, known as Gestational Trophoblastic Neoplasia. The HC-UFPR is a reference center for treatment and monitoring of patients with hydatidiform mole. The main objective of this study was to determine the overall survival of patients diagnosed with Gestational Trophoblastic Neoplasm attended at this hospital, from January 1998 to January 2014. The secondary objectives were to evaluate the rate of patients with persistent disease after molar evacuation in the population of patients with hydatidiform mole, response rates with the established chemotherapy treatments, progression-free survival and risk factors for resistance to first-line chemotherapy in this patient sample. 374 patients were diagnosed with hydatidiform mole, and of these, 79 patients received chemotherapy for presenting persistent disease after curettage. The persistence rate was 21%. There was only one death in the period, and the overall survival rate was 98.7%. The median progression-free survival was 39 months. Response rates to established chemotherapy treatments were satisfactory and outcomes in this population were very favorable. Keywords: Gestational trophoblastic Neoplasm. Chemotherapy. Survival. Response rates.
5

(IR)racionalidade médica : os paradoxos da clínica

Kenneth Rochel de Camargo Jr 28 September 1990 (has links)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O ponto de partida deste trabalho é a tentativa de examinar a prática e o saber médico nas suas articulações internas, em contraste com as análises críticas da Medicina que usualmente partem de um ponto de vista externo, seja com uma abordagem sociológica quer econômica. A partir deste referencial, constata-se que a suposta cientificidade da Medicina não se sustenta ao analisar-se seus referenciais teóricos, em especial no que diz respeito a epidemiologia, disciplina fundamental na constituição dos objetos da prática médica - as doenças - desconhecida pela maioria dos médicos. Mais ainda, categorias fundamentais do raciocínio clínico, como saúde, doença, cura e mesmo homem não são nunca definidas, como se fossem objetos naturais, dados, o que faz a razão principal da busca por atenção médica, o sofrimento, seja marginalizado dentro do pensamento médico, e que o paciente seja apagado para que surja a doença. Por fim, a partir da constatação do caráter eminentemente individualizado do exercício da Medicina, o que por si só a afasta do paradigma das ciências naturais, defende-se a adoção de uma atitude científica que permita ao médico questionar as bases de sua prática e recuperar o papel do sofrimento coma eixo principal do pensamento médico.
6

Exame de ressonância magnética do pulmão para avaliação do interstício pulmonar na esclerose sistêmica

Muller, Carolina de Souza January 2017 (has links)
Orientador: Prof. Dr. Dante Luiz Escuissato / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna. Defesa : Curitiba, 08/12/2017 / Inclui referências : f. 49-54 / Resumo: A doença intersticial pulmonar (DIP) e a hipertensão arterial pulmonar (HAP) são complicações prevalentes na esclerose sistêmica (ES) e constituem atualmente as principais causas de morte relacionadas à doença. O reconhecimento preciso e precoce dessas condições é, portanto, de fundamental importância. O objetivo deste trabalho foi analisar o desempenho da ressonância magnética (RM) pulmonar frente à tomografia de tórax de alta resolução (TCAR) (exame padrão-ouro) na avaliação da DIP na ES. Foram avaliados 24 pacientes com ES em acompanhamento no serviço de reumatologia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e 14 voluntários sadios. A amostra do estudo era predominantemente feminina, com idade média de 49,6±12 anos, com ES cutânea limitada e tempo médio de doença de 6,9±7,1 anos. Em relação à TCAR na avaliação da DIP, a RM apresentou desempenho adequado, com sensibilidade de 100%, especificidade de 60%, acurácia de 91,7%, valor preditivo positivo de 90,5% e valor preditivo negativo de 100%. Novos estudos envolvendo um maior número de pacientes e de centros especializados serão importantes para ampliar a análise dos dados. Palavras-chave: Esclerose sistêmica. Ressonância magnética. Tomografia computadorizada. / Abstract: Interstitial lung disease (ILD) and pulmonary arterial hypertension (PAH) are prevalent complications of systemic sclerosis (SS) and are currently the leading causes of death related to the disease. The accurate and early recognition of these conditions is therefore of utmost importance. The objective of this study was to analyze the performance of pulmonary magnetic resonance imaging (MRI) versus chest high resolution computed tomography (HRCT) (gold standard examination) in the evaluation of ILD in SS. The study was carried out in 24 SS patients being followed at the Rheumatology Department of the Hospital de Clínicas of Universidade Federal do Paraná (UFPR) and 14 healthy volunteers. The assessed population was predominantly female, with a mean age of 49,6±12 years, with limited cutaneous SS, and mean disease duration of 6,9±7,1 years. Compared to chest HRCT in the assessment of ILD, pulmonary MRI showed adequate performance, attaining 100% of sensitivity, specificity of 60%, accuracy of 91,7%, positive predictive value of 90,5% and negative predictive value of 100%. New studies with a larger sample size and specialized centers will be important to broaden the data analysis. Keywords: Systemic sclerosis. Magnetic resonance. Computed tomography.
7

Tradução e validação do escore indiano de atividade clínica da arterite de Takayasu em língua portuguesa

Fritsch, Scheila January 2017 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Valderílio Feijó Azevedo / Coorientador : Prof. Dr. Alexandre Wagner Silva de Souza / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna. Defesa : Curitiba, 07/08/2017 / Inclui referências : f. 45-49 / Resumo: Introdução: A Arterite de Takayasu é uma vasculite sistêmica que ocasiona inflamação parietal de grandes artérias. Em 2010, surgiu um questionário clínico com objetivo de melhorar a avaliação clínica e definições terapêuticas, o ITAS2010 - Indian Takayasu's Arteritis Activity Score. Objetivos: Traduzir o ITAS2010 para língua portuguesa e validar esta versão para seu uso no Brasil. Métodos: Realizou-se estudo observacional transversal e prospectivo de pacientes portadores de Arterite de Takayasu, por meio do questionário ITAS2010 traduzido para língua portuguesa pelo método de Beaton et al. O questionário foi aplicado a vinte e sete pacientes. Cada paciente foi submetido a três avaliações por dois reumatologistas independentes. Para se avaliar a reprodutibilidade interobservador, as avaliações foram realizadas no mesmo dia, com intervalo de aproximadamente uma hora. Um dos reumatologistas realizou uma segunda avaliação de cada paciente, com intervalo de 7 a 14 dias, para se avaliar a reprodutibilidade intraobservador. Resultados: Houve alta correlação interobservador (entre X1 e R) tanto pelo coeficiente de Pearson (r=0,916) quanto pelo coeficiente de correlação intraclasse (CCIC=0,918), com alto grau de confiabilidade (demonstrado pelo estreito intervalo de confiança - IC= 0,828-0,962). A correlação intraobservador (entre X1 e X2) foi apenas moderada: coeficiente de Pearson de 0,633 e CCIC de 0,594, IC 0,292-0,790. Apenas dois pacientes foram classificados como ativos pelos critérios do NIH para vasculite de grandes vasos. Quanto à avaliação global do médico (PGA), não houve diferença de ITAS2010 entre os três grupos (ativo, baixa atividade ou inativo). Discussão: A correlação entre as avaliações de dois observadores foi alta, compatível com o esperado, demonstrando a reprodutibilidade do ITAS2010. A correlação entre as avaliações do mesmo observador em ocasiões diferentes foi moderada, pelos possíveis vieses de memória dos pacientes e diferença na aferição dos dados por parte do pesquisador. O número reduzido de pacientes pode ter contribuído para este resultado. Conclusão: Esta versão traduzida do ITAS2010 para língua portuguesa é válida e reprodutível. Deve ser incluído na avaliação rotineira de pacientes com Takayasu, pois pode facilitar decisões terapêuticas. Palavras-chave: Arterite de Takayasu. Atividade de doença. ITAS2010. / Abstract:Introduction: Takayasu's Arteritis is a systemic vasculitis that causes parietal inflammation of large arteries. In 2010, a clinical questionnaire was developed to improve clinical assessment and therapeutic settings, the ITAS2010 - Indian Takayasu's Arteritis Activity Score. Objective: Translate ITAS2010 into brazillian portuguese and its validation in a subset of brazillian patients. Methods: A cross-sectional and prospective observational study of Takayasu's Arteritis patients was performed using a portuguese ITAS2010 version. This version was created through the method of Beaton et al. The questionnaire was applied to twenty-seven patients. Each patient was submitted to three evaluations by two independent rheumatologists. To assess inter-observer reproducibility, the evaluations were performed on the same day, with an interval of approximately one hour (X1 and R). One of the rheumatologists performed a second evaluation of each patient (X2), ranging from 7 to 14 days, to evaluate the intra-observer reproducibility. Results: There was high inter-observer ITAS2010 correlation (between X1 and R) obtained by Pearson coefficient (r= 0.916) and intra-class correlation coefficient (ICC= 0.918), with a high reliability coefficient, given by the narrow confidence interval (CI= 0.828-0.962). Intra-observer ITAS2010 correlation (between X1 and X2) was moderate, given by Pearson coefficient of 0.633 and ICC of 0.594, (CI= 0.292-0.790). Only two patients were classified active by the NIH criteria for large vessel vasculitis. Regarding physician's global assessment (PGA), there was no ITAS2010 difference between the three groups (active, grumbling disease or inactive). Discussion: Inter-observer correlation was high, as expected, which demonstrates ITAS2010 reprodutibility. The intra-observer correlation was only moderate, which can be explained by memory bias of patients in different days and by differences in measurement of clinical data by the researcher. The reduced number of patients may have contributed to this result. Conclusion: The brazillian portuguese version of ITAS2010 is valid and reproducible between different clinicians. It should be included in routine assessment of Takayasu patients, as it may facilitate therapeutic decisions. Keywords: Takayasu's Arteritis. Disease activity. ITAS2010
8

Resultados da cirurgia transesfenoidal realizada por única equipe neurocirúrgica no tratamento da acromegalia : comparação entre diferentes critérios bioquímicos na análise da remissão da doença

Cunha, Marcelo Lemos Vieira da January 2015 (has links)
Orientador : Prof. Dr. César Luiz Boguszewski / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna. Defesa : Curitiba, 04/03/2016 / Inclui referências : f. 45-51 / Resumo: Objetivos: avaliar os resultados da cirurgia transesfenoidal (CTE) realizados por uma única equipe neurocirúrgica na acromegalia, utilizando diferentes critérios bioquímicos. Pacientes e Métodos: Análise retrospectiva de pacientes com acromegalia acompanhados entre 2001-2011. Os critérios de inclusão foram: disponibilidade de exame de ressonância magnética (RM) no pré-operatório; disponibilidade de dosagens de GH basal e IGF-1 nos períodos pré e pós-operatórios; CTE realizada pela mesma equipe; ausência de tratamento medicamentoso e/ou radioterápico previamente ao tratamento neurocirúrgico. O grupo de estudo (GE) foi classificado em doença controlada (DC): GH basal e IGF-1 normal; doença não controlada (DNC): GH basal e IGF-1 elevados; discordância bioquímica (DB): GH normal e IGF-1 elevado (DB I) ou GH basal elevado e IGF-1 normal (DB II). GH basal normal foi definido pelo critério antigo (CA) como ? 2,5 ?g/L e pelo critério novo (CN) como ? 1 ?g/L, e os valores normais de IGF-1 foram definidos de acordo com o kit e ajustados para idade. Foram avaliadas as características epidemiológicas, clínicas, bioquímicas e radiológicas que influenciaram os resultados no curto prazo (3 meses após CTE) e no longo prazo. Resultados: O GE foi formado por 54 pacientes (30 homens, 24 mulheres, idade 41,5±12,3 anos, 90,7% macroadenomas, seguimento de 50,2±37,4 meses). Após 3 meses da CTE, 25 (46,3%) dos pacientes pelo CA e 15 (27,8%) pelo CN apresentaram DC; 19 (35,8%) pelo CA e 25 (47,2%) pelo CN apresentaram DNC; 9 (16,7%) pelo CA e 3 (5,6%) pelo CN apresentaram DB I; 1 (1,9%) pelo CA e 11 (20,4%) pelo CN apresentaram DB II. No longo prazo, 6 (66,6%) pacientes com DB I evoluíram para DC pelo CA e 3 (100%) apresentaram DC pelo CN, enquanto que 1 paciente com DB II evoluiu com DC pelo CA e 9 (81,8%) pelo CN, resultando numa taxa de DC no longo prazo de 59,3% e 50% pelo CA e CN, respectivamente. O grau de invasão tumoral e a curva de experiência da equipe associaram-se significativamente com os resultados cirúrgicos (p<0,001). Conclusões: Os resultados da CTE na acromegalia foram influenciados pelo grau de invasão do tumor e experiência da equipe. As taxas de sucesso dependem dos critérios bioquímicos adotados, sendo significativamente menores quando se utilizam os valores de GH mais baixos sugeridos pelos CN, impactando na abordagem fármaco-econômica da acromegalia. Palavras chaves: acromegalia, cirurgia transesfenoidal, farmacoeconomia / Abstract: Aim: To evaluate the results of transsphenoidal surgery (TS) performed by one neurosurgical team in acromegaly using different biochemical criteria. Patients and Methods: Retrospective analysis of patients with acromegaly followed between 2001-2011. Inclusion criteria were availability of magnetic resonance imaging (MRI) before surgery; availability of GH and IGF-1 measurements in the pre and post-operative periods; TS performed by the same team; none medical treatment or radiotherapy prior to TS. The study group was classified in controlled disease (CD): normal GH and IGF-1; uncontrolled disease (UD): elevated GH and IGF-1; biochemical disagreement (BD): normal GH and elevated IGF-1 (BD I) or elevated GH and normal IGF-1 (BD II). Normal basal GH was defined by the old criteria (OC) as ? 2.5 ?g/L and by the new criteria (NC) as ? 1 ?g/L, and normal IGF-1 levels were determined in accordance with the kit and adjusted for age. Epidemiological, clinical, radiological and biochemical characteristics that could affect the results in the short (3 months after TS) and long term were evaluated. Results: Study group consisted of 54 patients (30 men, 24 women, age 41.5±12.3 yr; 90.7% macroadenomas; follow-up 50.2±37.4 months). After 3 months of TS, 25 (46.3%) patients by OC and 15 (27.8%) by NC presented CD; 19 (35.8%) by OC and 25 (47.2%) by NC presented UD; 9 (16.7%) by OC and 3 (5.6%) by NC presented BD I; 1 (1.9%) by OC and 11 (20.4%) by NC presented BD II. In the long term, 6 (66.6%) patients with BD I evolved to CD by OC and 3 (100%) by NC, while 1 patient with BD II evolved to CD by OC and 9 (81.8%) by NC, resulting in a long term-CD rate of 59.3% and 50% by OC and NC, respectively. The degree of tumor invasion and the team's experience curve were significantly associated with the surgical outcomes (p <0.001). Conclusions: The results of TS in acromegaly were influenced by the degree of tumor invasion and team experience. Success rates depend on the biochemical criteria adopted, with lower rates using NC, with impact on pharmacoeconomic approach of acromegaly. Keywords: acromegaly, transsphenoidal surgery, pharmacoeconomics.
9

Os sentidos do sintoma : psicanalise e gastroenterologia

Souza, Paulo Roberto de 13 July 2018 (has links)
Orientadores : Antonio Frederico Novais de Magalhães, Antonio Muniz de Rezende / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-13T23:51:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Souza_PauloRobertode_D.pdf: 3759264 bytes, checksum: 2cb6a40d05764d8e7671a431ac8a6e3c (MD5) Previous issue date: 1991 / Resumo: O capítulo 1 apresenta uma discussão de método, inspirado no "Livro do desassossego" de F. Pessoa, procurando com isso realçar a dificuldade que nós, clínicos, encontramos na solução de problemas de nossos pacientes, todas as vezes em que os sintomas ou as queixas escapam à referência médica corriqueira. O capítulo 2 apresenta uma série de leituras que podem contribuir para uma visão holística da medicina. O capítulo 3 e 4 fazem, respectivamente, a análise da prática atual da clínica de gastroenterologia e um estudo da possibilidade da valorização da entrevista como instrumento terapêutico. Segundo sugestão de Rezende, essa prática é descrita a partir de uma terminologia lacaniana, a saber, o real do corpo (a queixa e o sintoma); o imaginário (o que o paciente crê ter) e o simbólico (o sentido do sintoma), sem, no entanto, filiar-se a corrente psicanalítica inaugurada por Lacan. O capítulo 5 traz a descrição e análise de 15 pacientes em que os elementos subjetivos e psíquicos estão bem evidentes. Nas Considerações Finais recupero as principais contribuições que esta perspectiva pode oferecer à clínica médica. / Abstract: Chapter 1 presents a discussion of method, inspired on F.Pessoa's "Livro do Desassossego" (Book of Unrest), stressing the difficulties that clinicians find in trying to solve patients' problems, whenever complaints or symptoms fail to fit into everyday medical terminology. Chapter 2 contains a series of texts that are hoped to contribute to a holistic view of medicine. Chapter 3 and 4 are dedicated respectively to an analysis of present day gastroenterological practice and the possible value of interview as therapeutic means.Following a suggestion by Rezende, this practice is described using the terminology of Lacan, Le, a) the body's real (including the actual symptoms and complaints); b) the imaginary (what the patient believes he has) c) and the symbolic (what the symptom means).The lacanian psychoanalytic line is however noi followed further. Chapter 5 describes and analyses 15 Ratients in whom subjective and psychic elements are well to the fore. Finally, the basic contributions that such perspcttive may offer to clinical medicine are stressed. / Doutorado / Doutor em Medicina
10

Efeitos da ingestão oral de glicose sobre a excreção urinaria de eletrolitos e acidos em pacientes com hipertensão arterial essencial

Berardi, Elza Olga Ana Muscelli, 1954- 14 July 2018 (has links)
Orientador : Jose Antonio Rocha Gontijo / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-14T02:18:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Berardi_ElzaOlgaAnaMuscelli_D.pdf: 3230809 bytes, checksum: 2030c66c504b4755986a32317bf29fad (MD5) Previous issue date: 1992 / Resumo: Indivíduos normotensos (n = 18) e pacientes portadores de hipertensão arterial essencial (n = 1 7), sem doenças intercorrentes ou complicações crônicas da hipertensão arterial, tolerantes à sobrecarga oral de glicose pelos critérios da NDDG, com peso corporal Igual a ± 20% do Ideal, foram submetidos à ingestão de glicose elou água (20 ml/kg). O ensaio controle (hídrico) realizado após 12 h de jejum correspondeu à ingestão hídrica com reposição via oral horária de um volume de água, semelhante ao fluxo miccional durante o mesmo período. O estudo se estendeu por 6 h, nas quais foram medidas a pressão arterial e coletados sangue e urina para avaliar alguns parâmetros funcionais do nefro. Utilizando-se de protocolo experimental similar, foi realizado o ensaio glicose, com Ingestão oral de glicose (100g em solução a 22%). após período controle de 2 h. Durante os experimentos hídricos, em normotensos (NT) e em hipertensos (HT). permaneceram estáveis as concentrações de sódio, creatinina, glicose e Insulina plasmáticas, assim como a filtração glomerular (clearance de creatinina endógena). as cargas filtradas de sódio e potássio e a PAM. Foi promovida uma diurese aquosa com volumes similares nos dois grupos. Nos HT observou-se uma maior excreção de sódio no período controle (natriurese exacerbada), que diminuiu progressivamente nos períodos subseqüentes. A excreção urinária de ácidos (monofosfato ácido e amônia) aumentou discreta e continuamente. até o final do experimento. Após a Ingestão oral de glicose. o decréscimo da PAM foi significativamente maior nos HT, sem, entretanto, apresentar modificações significativas da filtração glomerular nos dois grupos estudados. As concentrações plasmáticas de creatinina, sódio, potássio. e as cargas filtradas de sódio e potássio não se modificaram no decorrer deste ensaio. Em 5 dos HT verificou-se a presença de elevados níveis insulinêmicos (HHI) durante todo o experimento, acompanhados por um aumento da glicemia aos 60 min após IOG. sugerindo resistência à Insulina neste subgrupo. Após IOG. ocorreu um a acentuada antinatriurese, com variações percentuais da FENa ao redor de -30% nos NT e HT, mantida durante todo o experimento neste último grupo. Concomitantemente observou-se uma maior excreção de acidez titulável e ácidos urinários não voláteis, mantida apenas por 120 minutos. A potassemia não apresentou qualquer modificação nos normotensos-hidricos, decrescendo nos hipertensos-hidricos e em NT e HT após glicose. A FEK diminuiu nos grupos que ingeriram glicose, sugerindo que a insulina e/ou glicose têm efeitos diretos ou indiretos sobre a secreção tubular distal de potássio. Os pacientes hiperinsulinêmicos apresentaram uma diminuição do CCr aos 60 min após 10G. sugerindo uma modificação hemodinâmica intra renal. A menor excreção urinária de potássio observada nestes pacientes pode ser indicativa de uma sensibilidade normal à ação Insulínica no manuseio renal do potássio. Os resultados deste trabalho apresentam um efeito da 10G sobre a reabsorção tubular de sódio. similar em NT e HT. embora neste último grupo tenha sido documentada hiperinsulinemia. Estes sugerem uma resistência tissular renal à ação antinatriurética da Insulina nos pacientes estudados. o que poderia contribuir para o desenvolvimento ou manutenção de elevados níveis pressóricos, através da retenção crônica de sódio. Os possíveis mecanismos envolvidos na antinatriurese, na anticarfurese e os sítios tubulares de ação da insulina, após glicose, são discutidos, assim como os mecanismos da natriurese exacerbada nos hipertensos após ingestão de água / Abstract: This study was conducted on 18 normotesive healthy subjetcs (NT) and on 17 essentlally hypertenslve (HT) patlents wlth dlastolic blood pressure above 95 mmHg, aged between twenty and forty five years old. Additional criteria for Inclusion In the study were 90 to 110% o, Ideal body welght according to the Metropolltan Llfe Insurance Tables, and a normal gfucose tolerance test. No patient or control was recelving any medicatlon. The studies wer.e performed in the morning, starting at 7:00 AM, after a overnlght fast, until 1 :00 PM. Imedlately after to empty his bladder, each subject ingested 20 ml of tap water/kg body weight and hourly volume similar to the diuresis. After a 2 h control period, an oral glucose tolerance test wlth a 100g glucose load was performed (GTT) on 15 normotensive (NG)- and on 15 hypertensive (HG). The control groups, 15 normotensive (NH) and 12 hypertensive (HH), received only tap water. Blood pressure was measured at 30 min Intervals. Urine aliquots were pooled at 1 hour Intervals and bfood samples were collected at 8:00, 9:30; 10:00; 10:30; 11 :00; 12:00 AM and 1 :00 PM. After oral gfucose ingestion (IOG), Insulin levels were signiflcantly higher In five of the 15 patients (hyperlnsullnemic hypertensive HHI) than in normotensive and in normoinsulinemic hypertensive (HNI). The maximum plasma glucose. at 60 min after IOG were slgnlflcantly hlgher In the HNI subgroup. There is no significant dirrerence between groups or significant changes in plasma levels of Na+. K+ and creatinine; In creatinine clearances and glomerular fIItratlon rate of Na + and K+. except In HHI. In this subgroup. a translent but significant decrease In creatlnlne clearance occurred at 60 min after 10G. followed by a significant fali of the glomerular filtration rate of K+ and Na+. After water load. it was observed a significant hlgher urinary sodium excretion (UNaV) In both hypertenslve groups. HH and HG, than in normotensives. On the other hand, a glucose ingestion induced a significant fall In UNaV and In fractlonal sodium excretion. similar in NG and HG. and In HHI and HNI. Also, a similar decrease In plasma K+ levels, and a similar antlkalluresis were observed in NG and HG groups, but a higher antlkalluresls was obtained In HHI subgroups. No significant differences were found between groups, neither between control and experimental periods for NH4 + urinaryexcretion. The urinary aeidity tritrable exeretion decreased slow and eon tinously in the control groups (NH and HH) and increased more in NG 1han In HG groups a1 60 min after glucose loading Ingestion. No significant correlations were found between plasma Insulin or glucose and frational sodium or potassium excretion. Since the oral glucose load has no effect on glomerular filtration rate, except in HHI. the antinatriuresis seem to be due an increase in tubular lon reabsorptlon. The tubular sltes involved In thls insulln actlons m ay be the proxlmal nephron segments and the tlck ascend Ing 11mb of Henle. The results of thls protocol may suggest a resistance in renal tissues to insulin actlon on natriuresis, but not to the effects on kalluresis / Doutorado / Doutor em Medicina

Page generated in 0.0597 seconds