• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 17
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 17
  • 17
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Astenia dérmica regional hereditária equina : diagnóstico, ocorrência no Brasil e caracterização clinica /

Badial, Peres Ramos. January 2013 (has links)
Orientador: Alexandre Secorun Borges / Banca: Carlos Alberto Hussni / Banca: João Pessoa Araújo Junior / Banca: Luiz Claudio Nogueira Mendes / Banca: Paulo Henrique Jorge da Cunha / Resumo: Este estudo foi realizado para caracterizar os achados dermatológicos, oftalmológicos e morfológicos da pele de cavalos com Astenia Dérmica Regional Hereditária Equina (HERDA) e padronizar um ensaio de "High Resolution Melting" (HRM), para determinar a ocorrência de heterozigotos. As avaliações e a padronização do HRM foram realizadas em cinco cavalos afetados (GA) e cinco não afetados (GC). Adicionalmente, cinco animais heterozigotos (GH) foram utilizados para padronizar o HRM. A ocorrência de heterozigotos foi determinada em 690 animais. Diversas regiões da pele foram mensuradas com cutímetro no GA e GC. Biópsias de pele foram submetidas aos exames histopatológico e ultraestrutural. Avaliação histopatológica foi realizada por dois patologistas. O exame oftalmológico incluiu, além das avaliações rotineiras, aferição dos diâmetros da córnea, paquimetria e biometria. Foi extraído DNA do sangue colhido do GA, GC, GH e de 690 cavalos e o HRM foi validado. Observou-se menor espessura de pele no GA. A sensibilidade e especificidade do diagnóstico histopatológico da pele dependeram do avaliador e da região, respectivamente. Foram observados menor espessura e maior curvatura e diâmetros da córnea no GA. O HRM apresentou elevadas acurácia e precisão. A frequência de heterozigotos foi de 4,7%. Apesar do padrão regional dos sinais dermatológicos, a diminuição da espessura da pele não é regional. Para o diagnóstico histopatológico, recomenda-se realizar biópsia de pele no pescoço, garupa ou dorso. A relevância clínica dos achados oftalmológicos deve ser investigada. O ensaio de HRM padronizado será útil na seleção dos acasalamentos, visando minimizar a ocorrência da doença / Abstract: The present study was conducted to characterize the dermatological, ophthalmological, and morphological findings from horses affected with Hereditary Equine Regional Dermal Asthenia (HERDA) and to standardize a High Resolution Melting (HRM) genotyping assay to determine the frequency of carriers. The evaluations and HRM standardization were performed in five affected (AG) and five non-affected (CG) horses. Additionally, five heterozygous (HG) horses were used to HRM standardization. The frequency of carriers was determined in 690 horses. Several skin regions of both groups were measured with a cutimeter Skin biopsies were submitted to histopathological and ultrastructural evaluations. Histopathological evaluation was performed by two pathologists. Ophthalmology included, besides the routine evaluations, corneal diameters measurement, pachymetry, and biometry. HRM was validated using purified DNA from blood samples of the AG, CG, HG and 690 horses. Skin thickness decrease was observed in the AG. Histopathological sensitivity and specificity to diagnose HERDA was dependent on the evaluator and region, respectively. HERDA horses exhibited decreased corneal thickness and increased corneal curvature and corneal diameters. The HRM assay resulted in high accuracy and precision. The estimated carrier frequency was 4.7%. Despite of the regional pattern of the dermatological signs, the decrease of skin thickness from HERDA horses is not regional. Skin samples of the neck, croup or back are recommended to diagnose HERDA. The relevance of the ocular findings should be further investigated. The standardized HRM assay will be useful in the management of breeding programs to minimize the occurrence of this disease / Doutor
12

Hemorragia pulmonar de esforço e o desempenho de equinos PSI (Equus caballus) em corridas de galope no Jockey Club do Parana

Eppinger, Marise January 1990 (has links)
Orientador: Ivan Deconto / Contem 2 fots. coladas / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias / Devido à freqüente associação da hemorragia pulmonar de esforço (HPE) com o mau desempenho em corridas, este estudo buscou uma associação da HPE com o desempenho dos animais através da colocação nas corridas. O desempenho foi avaliado somente pela classificação de chegada na corrida, com o grupo vencedor (1° e 2°) representando cavalos de bom desempenho e o grupo perdedor (3° e "n") os de mau desempenho. Usando um endoscópio de fibra óptica, com 170 cm de comprimento útil de trabalho, examinou-se um grupo de 121 cavalos puro-sangue-inglês até 60 minutos após a corrida para detectar sinais de HPE. Os exames endoscópicos avançaram até a bifurcação traqueal. Encontrou-se 76,9% dos animais com HPE. Entretanto, não houve casos de epistaxe. Os resultados foram avaliados para analisar a incidência de HPE relacionada à idade e ao sexo do animal, distância da corrida, colocação, e condição da pista. A pista (areia) tinha três variações: seca, úmida ou molhada. A incidência da HPE foi maior na pista seca (82,2%) do que na úmida (75,0%) ou na molhada (60,0%) .Sabe-se que em pistas de areia a velocidade do animal é maior na condição de pista seca quando comparada à molhada. De acordo com os achados supomos que com o aumento da velocidade no exercício encontrava-se maior incidência de HPE. Neste caso, poder-se-ia demonstrar uma relação da velocidade com a freqüência de HPE. Não se encontrou associação significativa do sexo nem tão pouco idade do animal, ou distância da corrida, com a freqüência de HPE. Foram colhidas amostras de secreção traqueobronquial por aspiração endoscópica para exame citológico no intuito de encontrar macrófagos com hemosiderina intracitoplasmática. Estas células estiveram presentes em 64,4% dos aspirados traqueobronquiais. Por outro lado, naqueles animais com sangue na traquéia (HPE) e macrófagos com hemosiderina (siderófagos) no aspirado, a freqüência encontrada foi 84,3%. Apesar da presença dos siderófagos significar uma hemorragia ocorrida recentemente, não se encontrou associação significativa dos casos positivos para siderófagos e a colocação na corrida. Também investigou-se uma associação entre a freqüência bem como a severidade da HPE e a colocação do animal na corrida. Observou-se tanto a freqüência quanto a severidade da HPE significativamente mais altas no grupo perdedor, indicando que animais de mau desempenho tiveram maior incidência de HPE (65,5%) do que os de bom desempenho (34,4%). Ademais, os graus de maior severidade (I e II) da hemorragia pulmonar de esforço ocorreram com maior freqüência (61.2%) do que os graus (III e IV) de maior severidade (15,7%) / Sem abstract
13

Achados de exame físico, endoscópico e citológicos de lavado traqueal e broncoalveolar de equinos com e sem tosse = Findings of physical examination, endoscopy bronchoalveolar and tracheal wash fluids cytology of horses with and without cough / Bruna Dzyekanski ; orientador, Pedro Vicente Michelotto Junior / Findings of physical examination, endoscopy bronchoalveolar and tracheal wash fluids cytology of horses with and without cough

Dzyekanski, Bruna January 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná, São José dos Pinhais, 2012 / Inclui bibliografias / Objetivo: O presente estudo visou avaliar, em âmbito ambulatorial e laboratorial clínico, a comparação entre cavalos com e sem tosse. Hipótese: A hipótese levantada é que cavalos com tosse apresentam inflamação em vias aéreas. Material e Métodos: Para ist / Objective: The present study aimed to evaluat horses with and without cough, on an outpatient basis and clinical laboratory. Hypothesis: The hypothesis is that horses with cough have airway inflammation. Material and Methods: For this, there were 50 horse
14

Alterações venográficas podais em equinos

Sales, Juliana Vieira Flores 20 March 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária Programa de Pós-Graduação em Saúde Animal, 2017. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-07-11T19:07:10Z No. of bitstreams: 1 2017_JulianaVieiraFloresSales.pdf: 955344 bytes, checksum: 64df537268f18c3c930e7b74140b9175 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-08-04T19:51:39Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_JulianaVieiraFloresSales.pdf: 955344 bytes, checksum: 64df537268f18c3c930e7b74140b9175 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-04T19:51:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_JulianaVieiraFloresSales.pdf: 955344 bytes, checksum: 64df537268f18c3c930e7b74140b9175 (MD5) Previous issue date: 2017-08-04 / Devido à característica e ao envolvimento vascular da pododermatite asséptica, a compreensão das ocorrências vasculares dentro do casco passou a ser o foco dos trabalhos científicos. A venografia começou a ser utilizada para este fim. É um método de diagnóstico por imagem minimamente invasivo, prático e essencial para acessar a circulação digital. Auxilia, portanto, médicos veterinários e ferradores na escolha da terapêutica apropriada para a restauração da circulação do digito; possuindo acurado valor prognóstico. No presente trabalho, para o estudo venográfico dos cascos de membros torácicos, foram utilizados 19 equinos com idade média de 9,5 ± 4,4 anos, 12 machos e 07 fêmeas, sendo 11 animais com ausência de sinais clínicos de claudicação e 08 apresentando grau de claudicação de apoio, variando de 1 a 4/5, de acordo com método proposto pela AAEP. O objetivo do trabalho foi avaliar venogramas dos dígitos de animais claudicantes e não claudicantes, a partir da criação de escala semi-quantitativa de preenchimento por contraste radiográfico, nas seguintes regiões: arco terminal, vasos laminares dorsais a falange distal, plexo coronário, vasos circunflexos e bulbo do talão. Os dados obtidos foram submetidos à análise estatística ANOVA, complementados por TUKEY, com nível de significância p < 0,05 para comparação entre todos os grupos (membro torácico esquerdo de animais não claudicantes, membro torácico direito de animais não claudicantes, membro torácico esquerdo de animais claudicantes e membro torácico direito de animais claudicantes). Obteve-se diferença estatística entre os venogramas dos animais claudicantes e não claudicantes, não importando o membro torácico utilizado para a análise. Isso significa dizer que o animal com deficiência de apoio apresenta menor perfusão do dígito. Quanto as regiões observadas, a diminuição de irrigação se fez presente com maior frequência no arco terminal, nos vasos circunflexos e nos vasos laminares dorsais. / Due to the characteristic and vascular involvement of aseptic pododermatitis, the understanding of vascular occurrences within the foot became the focus of scientific work. The venography began to be used for this purpose. It is a minimally invasive, practical and essential diagnostic imaging method to access the digital circulation. It assists, therefore, veterinarians and farriers in the choice of the appropriate therapy for the restoration of the circulation of the digit, having an accurate prognostic value. In the present research, 19 horses with a mean age of 9.5 ± 4.4 years,12 males and 07 females, were used for the venography study of the foot of the forelimbs, of wich 11 without clinical signs of lameness and 08 presented a degree of claudication of support, varying from 1 to 4/5, according to the method proposed by the AAEP.The purpose of this study was to evaluate the venograms of the digits of both, claudicating and nonclaudicating animals, from the creation of a semi-quantitative scale flilled by radiographic contrast data, of the following regions: terminal arch, dorsal laminar vessels to the distal phalanx, coronary plexus, circumflex vessels and heel perfusion. The gathered data were submitted to ANOVA statistical analysis, complemented by TUKEY, with significance level p <0.05 for comparison between all groups (left thoracic limb of non-claudicating animals, right thoracic limb of non-claudicating animals, left thoracic limb of claudicating animals and right thoracic limb of claudicating animals). There was a statistical difference among the venograms of the claudicating and non-claudicating animals, regardless of the thoracic limb used for the analysis. This means that the animal with a support deficiency has lower perfusion of the digit. Regarding the regions observed, the decrease of irrigation was more frequently present in the terminal arch, circumflex vessels and dorsal laminar vessels.
15

Estudo de imagens infravermelhas do tônus vasomotor da coluna vertebral de equinos de esporte sob diferentes aspectos

Bello, Camila Alfaro de Oliveira 21 March 2017 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Saúde Animal, 2017. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-08-01T20:23:01Z No. of bitstreams: 1 2017_CamilaAlfarodeOliveiraBello.pdf: 1014909 bytes, checksum: 4bfce577415ecc6c084bfeb7ed8a4215 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-08-25T16:54:45Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_CamilaAlfarodeOliveiraBello.pdf: 1014909 bytes, checksum: 4bfce577415ecc6c084bfeb7ed8a4215 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-25T16:54:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_CamilaAlfarodeOliveiraBello.pdf: 1014909 bytes, checksum: 4bfce577415ecc6c084bfeb7ed8a4215 (MD5) Previous issue date: 2017-08-25 / O estudo sobre formas terapêuticas seguras, que promovam a recuperação da saúde de forma rápida e satisfatória permitindo oferecer ao paciente melhor qualidade de vida é fundamental para o avanço da medicina direcionada aos equinos. Quando se refere aos equinos de esporte essa busca é ainda mais evidente, pois o animal em bom estado de saúde é capaz de exercer ao máximo seu potencial atlético. Sabe-se que lesões ao longo da coluna vertebral de equinos de esporte são citadas com alta frequência. Muitas dessas lesões têm sua origem no uso excessivo de determinadas regiões da coluna que pode resultar em uma injúria tecidual com liberação de íons potássio, sódio, cálcio além das substâncias algogênicas que contistuem um estado inflamatório. A grande maioria dos equinos segue em treinamento portando alguma desordem na coluna já que o próprio exercício , quando mal empregado, contribui para o seu desenvolvimento. Para esses casos a acupuntura vem se destacando como terapia capaz de aliviar a dor toracolombar devido ação direta no tônus vasomotor com consequente efeito antiinflamatório e analgésico. A termografia se mostra um exame adequado para detectar alterações vasculares superficiais. Através do estudo do mapa térmico é possível acompanhar a resposta do leito vascular local, que por sua vez está diretamente relacionando ao processo inflamatório, de acordo com os protocolos estipulados. Diante da alta casuística de lesões em coluna vertebral de equinos de esporte e da evidência crescente do potencial terapêutico da acupuntura, o objetivo desse estudo foi avaliar a ação da acupuntura no tônus vascular da coluna vertebral de equinos em atividade esportiva. Foram observados os efeitos de acordo com o tempo, número de sessões e técnicas como agulhamento a seco e em associação ao bombeamento iônico. Para tanto, uma amostra de 49 equinos de esporte entre as modalidades: salto, adestramento, polo e três tambores foi selecionada de forma intencional. Os resultados mostraram que a acupuntura exerceu influencia ativa em desordens que levaram a alteração vasomotora da coluna vertebral de equinos submetidos a treinamento atlético e competições. O tratamento reduziu de forma significante o diferencial térmico alterado obtido a partir de imagem infravermelha, sendo logo após a primeira sessão de acupuntura e ainda na segunda, quarta e décima sessões. O tratamento por acupuntura em associação ao bombeamento iônico foi tão satisfatório quanto ao agulhamento a seco, entretanto caracterizou-se por ser menos invasivo tornando mais adequado para animais sensíveis à acupuntura tradicional. A resposta observada tanto no agulhamento seco como na utilização de bombeamento iônico mostrou ser uma opção terapêutica válida para controlar processos inflamatórios presentes na coluna torácia de equinos de esporte. Dessa forma, a acupuntura promoveu melhor qualidade de vida podendo refletir diretamente no rendimento esportivo desses cavalos. / The study on safe therapeutic forms that promote the recovery of health in a fast and satisfactory way allowing offering the patient better quality of life is fundamental for the advancement of medicine directed to the equines. When referring to equine sports, this search is even more evident, since the animal in good health is able to maximize its athletic potential. It is known that injuries along the spine of sport horses are cited with high frequency. Many of these lesions have their origin in the excessive use of certain regions of the spine that can result in a tissue injury with release of K +, Na +, Ca ++ ions, besides the algogenic substances that contain an inflammatory state. The great majority of horses are still in training with some disorder in the spine since the exercise itself contributes to its development. For these cases acupuncture has been highlighted as a therapy capable of relieving thoracolumbar pain due to direct action on vasomotor tone with consequent anti-inflammatory and analgesic effect. Thermography is a suitable examination to detect superficial vascular changes. Through the study of the thermal map it is possible to monitor the response of the local vascular bed, which in turn is directly related to the inflammatory process, according to the stipulate protocols. In view of the high casuistic spine injuries in sports horses and the growing evidence of the therapeutic potential of acupuncture, the purpose of this study was to evaluate the acupuncture action on the vascular tone of the spinal column of horses in sports activity. Effects were observed according to the time, number of sessions and techniques as dry needling and in association with ionic pumping. For this, a sample of 49 equine sports among the modalities: jump, training, polo and three drums, was selected intentionally. The results showed that acupuncture exerted an active influence in disorders that led to the vasomotor alteration of the vertebral column of horses submitted to athletic training and competitions. The treatment significantly reduced the altered thermal differential obtained from the infrared image, being soon after the first session of acupuncture and still in the second, fourth and tenth sessions. The treatment by acupuncture in association with ionic pumping was as satisfactory as dry needling, however it was characterized by being less invasive making it more suitable for animals sensitive to traditional acupuncture. The clinical response observed both in dry needling and the use of ionic pumping showed to be a valid therapeutic option to control inflammatory processes present in the thoracic spine of sports horses promoting better quality of life, directly reflecting in their sports performance.
16

Pesquisa do DNA viral de papilomavirus equino em lesões de placa aural /

Hernández, Juliana Mira. January 2015 (has links)
Orientador: Alexandre Secorun Borges / Coorientador: José Paes de Oliveira-Filho / Banca: João Pessoa Araújo Junior / Banca: Marcos Bryan Heinemann / Resumo: A placa aural é uma doença que acomete uma ou ambas as orelhas dos equinos, caracterizada por lesões bem demarcadas, despigmentadas e geralmente cobertas por uma crosta queratinosa branca. O objetivo deste estudo foi pesquisar a presença de DNA viral dos Equus caballus papilomavirus (EcPV) 1-7 utilizando a técnica de PCR em tecidos de placas aurais de equinos de diferentes regiões do Brasil. Foram coletadas 108 biópsias e informações das características da lesão. Foi detectada a presença de DNA dos EcPVs em 97,22% (105/108) das amostras testadas. Nenhuma amostra foi positiva para os EcPV-2 e 7. Dentre as amostras, o vírus mais frequente foi o EcPV 4 (86,67%, 91/105), seguido do EcPV 3 (42,86%, 45/105), EcPV 1 (35,24%, 37/105), EcPV 6 (18,10%, 19/105) e do EcPV 5 (1,90%, 2/105). Quando avaliada a existência de coinfecção dos diferentes vírus, 59,05% (62/105) das amostras foram positivas para mais de um tipo viral, sendo as coinfecções mais frequentes EcPV 3+4, EcPV 3+1 e EcPV 3+4+1. Nenhuma associação foi encontrada quando avaliada a lesão (tipo e distribuição) com o tipo de papilomavirus detectado e a presença de coinfecção. Os resultados indicam que além dos tipos já detectados em lesões da placa aural em outros estudos (EcPV 3 e 4) no Brasil, também foi confirmada a participação dos EcPV 1, 5 e 6 nas lesões de placa aural em equinos. Além disso, os resultados sugerem a coinfecção como um possível fator na etiologia da placa aural equina. Portanto, conclui-se que o EcPV 4 é o vírus mais detectado isoladamente ou em coinfecção, mas que outros vírus também participam da etiologia da placa aural em equinos no Brasil / Abstract: Aural plaque is a disease that affects one or both equine ears characterized by well-demarcated depigmented lesions, generally cover by a whitish keratinose crust. The aim of this study was to research the presence of Equus caballus papillomavirus (EcPV) DNA in aural plaque lesions of horses from different regions of Brazil by PCR. One hundred eight biopsies and information about the lesion were collected. Was detected EcPVs DNA in 97.22% (105/108) of the tested samples. None of the samples were positive for EcPV 2 and 7. From all samples, EcPV 4 (86.67%, 91/105) was the most frequently found, followed by EcPV 3 (42.86%, 45/105), EcPV 1 (35.24%, 37/105), EcPV 6 (18.10%, 19/105) and EcPV 5 (1.90%, 2/105). When co-infection was assessed, 59.05% (62/105) of the samples were positive for more than one virus type and EcPV 3+4, EcPV 3+1 and EcPV 3+4+1, were the most frequently co-infections. No association was found between the lesion (type and distribution) and the type of papillomavirus and presence of co-infection. These results indicate that in addition to the types (EcPV 4 and 3) already detected in Brazil, was also confirmed the presence of the types 1, 5 and 6 in aural plaque lesions of equines. The results suggest the co-infection as a possible factor involved in aural plaque etiology. The EcPV 4 was the virus most detected alone or in coinfection, besides the other types also participate of equine aural plaque's etiology in Brazil / Mestre
17

Pesquisa do DNA viral de papilomavirus equino em lesões de placa aural / Equine papillomavirus DNA research in aural plaque lesions

Hernández, Juliana Mira [UNESP] 16 November 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2016-06-07T17:12:27Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-11-16. Added 1 bitstream(s) on 2016-06-07T17:17:10Z : No. of bitstreams: 1 000858237.pdf: 888025 bytes, checksum: d82f069da30c3aa2f77928f4e52d3f9c (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / A placa aural é uma doença que acomete uma ou ambas as orelhas dos equinos, caracterizada por lesões bem demarcadas, despigmentadas e geralmente cobertas por uma crosta queratinosa branca. O objetivo deste estudo foi pesquisar a presença de DNA viral dos Equus caballus papilomavirus (EcPV) 1-7 utilizando a técnica de PCR em tecidos de placas aurais de equinos de diferentes regiões do Brasil. Foram coletadas 108 biópsias e informações das características da lesão. Foi detectada a presença de DNA dos EcPVs em 97,22% (105/108) das amostras testadas. Nenhuma amostra foi positiva para os EcPV-2 e 7. Dentre as amostras, o vírus mais frequente foi o EcPV 4 (86,67%, 91/105), seguido do EcPV 3 (42,86%, 45/105), EcPV 1 (35,24%, 37/105), EcPV 6 (18,10%, 19/105) e do EcPV 5 (1,90%, 2/105). Quando avaliada a existência de coinfecção dos diferentes vírus, 59,05% (62/105) das amostras foram positivas para mais de um tipo viral, sendo as coinfecções mais frequentes EcPV 3+4, EcPV 3+1 e EcPV 3+4+1. Nenhuma associação foi encontrada quando avaliada a lesão (tipo e distribuição) com o tipo de papilomavirus detectado e a presença de coinfecção. Os resultados indicam que além dos tipos já detectados em lesões da placa aural em outros estudos (EcPV 3 e 4) no Brasil, também foi confirmada a participação dos EcPV 1, 5 e 6 nas lesões de placa aural em equinos. Além disso, os resultados sugerem a coinfecção como um possível fator na etiologia da placa aural equina. Portanto, conclui-se que o EcPV 4 é o vírus mais detectado isoladamente ou em coinfecção, mas que outros vírus também participam da etiologia da placa aural em equinos no Brasil / Aural plaque is a disease that affects one or both equine ears characterized by well-demarcated depigmented lesions, generally cover by a whitish keratinose crust. The aim of this study was to research the presence of Equus caballus papillomavirus (EcPV) DNA in aural plaque lesions of horses from different regions of Brazil by PCR. One hundred eight biopsies and information about the lesion were collected. Was detected EcPVs DNA in 97.22% (105/108) of the tested samples. None of the samples were positive for EcPV 2 and 7. From all samples, EcPV 4 (86.67%, 91/105) was the most frequently found, followed by EcPV 3 (42.86%, 45/105), EcPV 1 (35.24%, 37/105), EcPV 6 (18.10%, 19/105) and EcPV 5 (1.90%, 2/105). When co-infection was assessed, 59.05% (62/105) of the samples were positive for more than one virus type and EcPV 3+4, EcPV 3+1 and EcPV 3+4+1, were the most frequently co-infections. No association was found between the lesion (type and distribution) and the type of papillomavirus and presence of co-infection. These results indicate that in addition to the types (EcPV 4 and 3) already detected in Brazil, was also confirmed the presence of the types 1, 5 and 6 in aural plaque lesions of equines. The results suggest the co-infection as a possible factor involved in aural plaque etiology. The EcPV 4 was the virus most detected alone or in coinfection, besides the other types also participate of equine aural plaque's etiology in Brazil / CNPq: 190237/2013-9

Page generated in 0.0323 seconds