• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 17
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 17
  • 17
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Reação em cadeia da polimerase (PCR) de sangue periférico e esplênico para diagnóstico de babesiose equina

Fonseca, Lívia Araújo da 28 February 2012 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2012. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2012-05-07T12:50:48Z No. of bitstreams: 1 2012_LiviaAraujoFonseca.pdf: 1171532 bytes, checksum: 90ca1ac57eaf172667e321a1abe3f7c7 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2012-05-14T11:50:52Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_LiviaAraujoFonseca.pdf: 1171532 bytes, checksum: 90ca1ac57eaf172667e321a1abe3f7c7 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-05-14T11:50:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_LiviaAraujoFonseca.pdf: 1171532 bytes, checksum: 90ca1ac57eaf172667e321a1abe3f7c7 (MD5) / A babesiose equina é uma doença que tem como agentes etiológicos a Theileria equi e a Babesia caballi. Essa enfermidade causa perdas diretas e indiretas. Os animais acometidos apresentam apatia, anemia hemolítica, hemoglobinúria, perda de desempenho atlético e pode levar a morte. Essa afecção provoca perdas econômicas devido à diminuição da comercialização de animais soropositivos e a restrição do trânsito dos mesmos. Após a fase aguda da doença, o animal não apresenta mais sinais clínicos, entretanto em casos de imunossupressão e estresse pode haver a reagudização da doença. O objetivo deste trabalho foi o de comparar os resultados obtidos com o uso das técnicas de esfregaço de sangue periférico, de punção esplênica e da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) e de verificar uma metodologia simples e precisa para diagnóstico de babesioses em cavalos portadores subclínicos, submetidos ao esforço físico ou competições. Foram avaliados em um primeiro estudo quinze animais hígidos, sem sinais clínicos de babesiose, sem raça definida, com peso médio de 350 Kg, idade entre 6 a 13 anos, de ambos os sexos e com histórico de infestação por carrapatos. No esfregaço de sangue colhido da orelha, nenhum animal apresentou resultado positivo enquanto que na punção esplênica cinco animais foram positivos para a presença de Babesia caballi ou Theileria equi. O esfregaço da punção esplênica parece ser mais eficaz em detectar casos latentes de babesiose em equinos. No segundo estudo foi colhido o sangue do baço, da ponta de orelha e da veia jugular de quinze animais hígidos para a confecção de esfregaços sanguíneos e PCR. Foram utilizados para este experimento equinos, machos e fêmeas, de diversas raças com massa aproximada de 450 kg e idade entre oito a dezesseis anos provenientes de centros equestres. Todos os animais foram negativos no esfregaço de sangue periférico e apenas um foi positivo na punção esplênica. Os resultados da PCR do sangue periférico e esplênico apresentaram baixa concordância o que corrobora com a necessidade de se utilizar mais de uma técnica para diagnosticar animais subclínicos. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Equine babesiosis is a disease that has as etiologic agents Theileria equi and Babesia caballi. This illness provokes direct and indirect losses. The sick animals show athletic performance fall, apathy, hemolytic anemia, hemoglobinuria and death. Babesioses causes fall of the commercialization of soropositives animals and restricted movement of those. After acute phase, the animal stops to show clinical signs, but in situations of immunosuppression and stress the disease returns to be acute. The objective of this work was to compare the efficacy of these two techniques and to search for a simple and more precise diagnostic method for subclinical babesiosis in horses submitted to physical effort or competitions. Then, splenic punction and periferic blood smear were compared. In a first study, fifteen healthy horses, without clinical signs of babesiosis, median weight 350 Kg, age between six to thirteen years, both genders and with an history of tick infestation were used. Five animals were positive for Babesia caballi or Theileria equi, in splenic punction and none in blood smear. Both methods were little invasive, safe and easy to do, but the splenic punction smear seems to be more efficace to detect cronic babesioses in horses. In a second study, equines, both genders, median weighting 400 to 450 kg, aged 8 to 16 years old and from equestrian centers were used in this experiment. All animals were negatives for the presence of the etiologic agent on blood smears from the peripheral blood, only one were positive on the spleen punction. The results of the PCR of the peripheral blood and the spleen blood had low concordance what support the necessity to use more than one technique to diagnose subclinical animals.
2

Desenvolvimento corporal e sua relação com o número de ovos de ciatostomíneos nas fezes em equinos jovens da raça puro sangue inglês

Abrahão, Carolina Lorena Hohl January 2016 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Marcelo Beltrão Molento / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias. Defesa: Curitiba, 30/05/2016 / Inclui referências : f. 24-27;42-43;64-66;67-70 / Área de concentraçao: Ciências veterinárias / Resumo: Os equinos são acometidos por infecções parasitárias e existe grande preocupação com o impacto dos parasitos na saúde e no bem-estar dos animais. Parasitos gastrintestinais (PGI), grandes (ex: Strongylus vulgaris) e pequenos estrôngilos (ciatostomíneos) causam perdas econômicas, com a perda de condição física dos animais. O controle dos PGI é realizado de forma preventiva-supressiva com produtos antiparasitários de largo espectro (benzimidazóis, piperazinas, praziquantel e lactonas macrocíclicas); e embora o uso destas drogas seja seguro, o aparecimento de resistência dos PGI contra estes produtos já foi descrita mundialmente. Além disto, existe pouco conhecimento sobre o comprometimento dos PGI no desempenho de animais criados em fazendas de alta qualidade nutricional e sanitária. O objetivo geral deste estudo foi determinar o desenvolvimento de potros Puro Sangue Inglês (PSI), avaliados quanto ao sexo, idade, altura e peso, correlacionando com a contagem de ovos por grama de fezes (OPG), provenientes de uma propriedade em São José dos Pinhais, PR, Brasil. O estudo foi dividido em três capítulos: (I) introdução geral; (II) desenvolvimento corporal de equinos do nascimento aos 24 meses de idade; e (III) desenvolvimento de potros PSI foram avaliados quanto ao sexo, idade, altura e peso e sua correlação com a contagem de OPG de ciatostomíneos. A introdução (I) apresenta as características dos animais, seus parasitos e problemas no controle de parasitos. Para o capítulo II, os dados de peso corporal e altura da cernelha dos potros nascidos entre 2008 a 2012 foram obtidos mensalmente, desde o primeiro dia até o 24o mês do animal no Haras, utilizando balança mecânica e trena de profundidade. Nos resultados obtidos, as fêmeas foram mais altas e mais pesadas que os machos, ocorrendo diferença significativa apenas no peso ao nascer (p=0,0091) e na altura ao nascer (p=0,0065). Foi observado que aos seis meses de idade, os animais nascidos em novembro foram mais leves que os nascidos nos meses anteriores (p=0,0002). Ao observar a altura da cernelha, não ocorreu diferença significativa para nenhum dos meses e para ambos os gêneros. No capítulo III, a OPG foi dividida em 5 categorias: zero; 25 - 500; 525 - 1000; 1025 - 1500; e acima de 1500, sendo a frequência de animais em cada categoria foi de 17,7; 42,25; 18,9; 10,55 e 10,55% respectivamente. A análise estatística foi realizada usando o modelo ajustado binomial negativo inflacionado de zero (ZINB). Nos resultados, não foi encontrada forte correlação entre as variáveis, indicando que a OPG pode não influenciar no desempenho corporal dos potros, devido o excelente sistema de criação, incluindo boa nutrição com aveia, pastagem e suplementação mineral. Com as estimativas do modelo ZINB relativas ao peso (-0,0156) e altura (0,1118) há indícios que potros de menor peso, tenham maior OPG; e que potros mais altos apresentem uma OPG maior, independentemente do sexo. Estes dados indicam a importância de realizar o exame de OPG junto com a avaliação do crescimento corporal dos animais como auxílio do diagnóstico clínico parasitário, possibilitando a avaliação individual do animal para o tratamento anti-helmíntico (terapia seletiva). Palavras-chave: Ciatostomíneos. Equinos. OPG. / Abstract: Horses harbor parasitic diseases and there is great concern for the parasite impact in the health and welfare of these animals. Gastrointestinal parasites (GIP), large (i.e. Strongylus vulgaris) and small strongyles (cyathostomins) cause economic loses with the loss of physical conditions of the animals. The control of the GIP is done by preventive-suppressive with large spectrum antiparasitic products (benzimidazoles, praziquantel and the macrocyclic lactones); and although the use of these drugs is secure, the development of drug resistance from the GIP to these drugs has been reported worldwide. Furthermore, there is little knowledge about the GIP involvement in the development of the animals raised in high sanitary and nutrition quality farms. The overall objective of this dissertation was to determine the body development of Thoroughbred foals, evaluating sex, age, height and weight factors, correlated with the parasite faecal egg count per gram (EPG) from a farm from Sao Jose dos Pinhais, PR, Brazil. The study was divided in three chapters: (I) general introduction; (II) body development of horses from birth to 24 months old; and (III) Thoroughbred foal development was evaluated about sex, age, height and weight in relation to cyathostomins EPG counts. The introduction (I) presents the animals characteristic, their parasites and the parasite control problems. Chapter II shows the data from body weight and withers height of the foals born from 2008 to 2012, monthly from birth to the 24o months of age in the farm, using mechanical scale and a depth measuring tape. From the data, females were statistically taller and higher from males at birth (P=0,0091 for height and P=0,0065 for weight). It was observed that at six months of age, the animals born in November were lighter than those born in the other months (P=0,0002). When observing the withers height, there was no difference for any of the months, nor the gender. At Chapter III, EPG was divided in five categories: zero; 25 - 500; 525 - 1000; 1025 - 1500; above 1500, with frequency of 17.7; 42.25; 18.9; 10.55; 10.55, respectively. The statistical analysis used the zero inflated negative binomial adjusted model (ZINB). There were no strong correlation results among the variables, indicating that the EPG did not interfere with the foals' body development. This was possible due to the excellent farming system, including proper nutrition with oats, grazing and mineral supplementation. The estimates from the ZINB model relate to weight (-0,0156) and the height (0,1118) suggest that lighter foals may have higher EPG counts, and that taller foals may show higher EPG, independently of their gender. The data suggests that is important that the EPG exam are associated with the body development evaluation, assisting the parasite clinical diagnostic making it possible individual animal evaluation for anthelmintic treatment (selective therapy). Key-words: Cyathostomins. Horses. EPG.
3

Painel de PCR, citologia e endoscopia para diagnóstico de enfermidade do trato respiratório de cavalos carroceiros e corrida da região de Curitiba-PR.

Finger, Mariane Angélica Pommerening January 2016 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Ivan Roque de Barros Filho / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias. Defesa: Curitiba, 03/12/2014 / Inclui referências : f. 23;33-39;48-52;72-76;99-104;106-121 / Área de concentração: Medicina veterinária / Resumo: Enfermidades do trato respiratório podem acometer cavalos com finalidades e manejo distintos. Esta tese está dividida em quatro capítulos: o primeiro trata de uma contextualização sobre as principais doenças do trato respiratório equino; o segundo é um estudo retrospectivo de alterações endoscópicas em 464 cavalos de corrida; o terceiro capítulo é uma avaliação do trato respiratório em 10 cavalos de corrida em fase inicial de treinamento; e o quarto capítulo é um estudo em 31 cavalos carroceiros. No estudo retrospectivo, encontrou-se alguma alteração endoscópica em 325/464 (70,0%) dos animais. Hemorragia pulmonar induzida por exercício (HPIE) foi encontrada em 181/464 (39,0%) endoscopias, sendo 33/181 (18,2%) grau I; 65/181 (35,9%) grau II; 57/181 (31,5%) grau III e 26/181(14,4%) grau IV. Deslocamento dorsal de palato mole (DDPM) foi observado em 35/464 (7,5%); secreção (S) em 119/464(25,6%); neuropatia laríngea (NL) em 17/464 (3,7%); hiperplasia folicular linfoide (HFL) em 28/464 (6,0%) e envelopamento de epiglote (EE) em 10/464 (2,1%). Podem estar associadas à ocorrência de HPIE o DDPM (p= 0,01) e EE (p=0,04) em cavalos de corrida. Para a avaliação do trato respiratório de cavalos puro sangue inglês e carroceiros utilizaram-se: endoscopia, aspirado traqueal (AT), lavado broncoalveolar (LBA) e painel de reação em cadeia da polimerase (PCR). Nos cavalos de corrida, observou-se: S em 10 animais (100,0%); NL em um animal (10,0%); HFL em 10 animais (100,0%); edema na bifurcação traqueal (BT) em um animal (10,0%). A média da contagem diferencial observada no AT foi de: 175,7 ±67,7 (43,9%) macrófagos; 81,1 ±87,6 (20,2%) neutrófilos; 94,1 ±48,0 (23,5%) linfócitos; 3,5 ±4,4 (0,8%) eosinófilos; 3,9 ± 10,9 (0,1%) células epiteliais caliciformes; 45,4 ±59,9 (10,9%) células epiteliais ciliadas; 3,6 ±3,3 (0,9%) mastócitos. Alterações observadas no AT: 2 (20,0%) aumento no número de neutrófilos; 8 (80,0%) número aumentado de linfócitos, 9(90,0%) aumento no número de mastócitos. As médias da contagem diferencial do LBA foram: 252,9 ± 43,6 (63,2%) macrófagos; 44,4 ± 39,7(11,1%) neutrófilos; 90,7 ± 22,6 (22,6%) linfócitos; 3,6 ± 5,1 (0,9%) eosinófilos; 7,1 ±4,5 (1,7%) células epiteliais; 5,7 ±5,2 (1,4%) mastócitos. Alterações encontradas no LBA: 8(80%) aumento no número de macrófagos; 8 (80%) aumento no número de neutrófilos; 3 (30%) aumento no número de eosinófilos; 3 (30%) aumento no número de mastócitos. O escore total de hemossiderina (THS) médio foi de 9,7 ±11,7. Dois animais foram positivos para HPIE. Com a PCR, dois cavalos foram positivos para herpes vírus equino tipo 5 (EHV 5) e um animal para EHV 2 e 5. Nos cavalos carroceiros, observaram-se as seguintes alterações endoscópicas: S em 28 (90,3%) dos animais; NL em 6 (19,3%); HFL em 10 (32,2%); DDPM em 1 (3,2%); edema em BT em 3 (9,7%) A contagem diferencial média no AT foi: 163,6±95,9 (40,9%) macrófagos; 35,0 ±32,0 (8,8%) neutrófilos; 25,0 ±18,2 (6,1%) linfócitos; 23,3 ±36,7 (5,8%) eosinófilos; 142,5 ±117,7 (36,7%) células epiteliais ciliadas; 2,4 ±2,5 (0,6%) mastócitos. Tipos celulares aumentados no AT: 11 (40,7%) macrófagos; 4 (14,8%) neutrófilos; 12 (44,4%) eosinófilos; 20 (74,0%) mastócitos; 3 espirais de Curshmann (11,1%). A contagem diferencial média do LBA foi: 205,6 ± 60,8 (60,8%) macrófagos; 56,0 ±31,0 (13,1%) neutrófilos; 78,0 ±43,0 (20,3%) linfócitos; 17,0 ±13,0 (3,9%) eosinófilos; 30,0 ±29,0 (3,6%) células epiteliais ciliadas; 2,0 ±4,0 (0,5%) mastócitos. THS médio: 10,2 ±15,5. Tipos celulares em número elevado no LBA: 6 (27,3%) macrófagos; 14 (63,3%) neutrófilos; 19 (86,4%) eosinófilos; 4 (18,2%) mastócitos; 22 (100%) células. Três animais foram positivos para HPIE. Quatro cavalos foram positivos para EHV 5 na PCR. Este estudo é o primeiro relato da detecção in vivo de EHV 5 e EHV 2 em cavalos no Brasil e representa uma alerta para a circulação desses tipos virais no país e sua associação a alterações do trato respiratório, especialmente com HFL e aumento no número de mastócitos no LBA. A associação de diferentes técnicas diagnósticas é recomendada para uma boa avaliação do trato respiratório. Cavalos carroceiros podem apresentar HPIE assim como potros PSI ainda em fase de treinamento. Palavras - chave: eqüinos, doenças respiratórias, diagnóstico molecular / Abstract: Respiratory tract diseases in horses can occur in horses with different purposes and management. This thesis is divided in four chapters: the first is a contextualization about the main diseases in equine respiratory tract; the second one is a retrospective study of endoscopic changes in 464 race horses; the third chapter is a respiratory tract evaluation in 10 race horses in training beginning; the fourth is a respiratory tract evaluation in 31 cart horses. In the retrospective study some endoscopic alteration was found in 325/464 (70.0%) of horses. Exercise induced pulmonary hemorrhage (EIPH) was found in 181/464 (39.0%) endoscopies, and 33/181 (18.2%) grade I; 65/181 (35.9%) grade II; 57/181 (31.5%) grade III and 26/181 (14.4%) grade IV. Dorsal displacement of soft palate (DDSP) was observed in 35/464 (7.5%); secretion (S) in 119/464 (25.6%); laryngeal neuropathy (LN) in 17/464 (3.7%); follicular hyperplasia lymphoid (FHL) in 28/464 (6.0%) and enveloping epiglottis (EE) in 10/464 (2.1%). Can be associated to EIPH: DDSP (p=0.01) and EE (0.04) in race horses. Respiratory evaluation in race horses and cart horses was performed using endoscopy, tracheal aspirate (TA), bronchoalveolar lavage (BAL) and polymerase chain reaction panel (PCR). In race horses we observed: S in 10 (100%); LN in 1 horse (10%); FHL in 10 animals (100%); tracheal bifurcation edema (TB) in 1 (10%).The median differential count in TA was: 175.7 ±67.7 (43.9%) macrophages; 81.1 ±87.6 (20.2%) neutrophils; 94.1 ±48.0 (23.5%) lymphocytes; 3.5 ±4.4 (0.8%) eosinophils; 3.9 ± 10.9 (0.1%) epithelial caliciforme; 45.4 ±59.9 (10.9%) epithelial cells ciliated; 3.6 ±3.3 (0.9%) mast cell. Cell types in high quantity in TA: 2 (20.0%) neutrophils; 8 (80.0%) limphocytes; 9 (90.0%) mast cells. Cell types in high quantity in TA: 2 (20.0%) neutrophils; 8 (80.0%) limphocytes; 9 (90.0%) mast cells. The median differential count in BAL was: 252.9 ± 43.6 (63,2%) macrofages; 44.4 ± 39.7(11.1%) neutrophils; 90.7 ± 22.6 (22.6%) lymphocytes; 3.6 ± 5.1 (0.9%) eosinophils; 7.1 ±4.5 (1.7%) epithelial cells; 5.7 ±5.2 (1.4%) mast cells. Cell types in high quantity in BAL: 8(80.0%) macrophages; 8(80.0%) neutrophils; 3(30.0%) eosiniphils; 3 (30.0%) mast cells. Two animals were positive to EIPH. About PCR, two horses were positive to equine herpes virus type 5 (EHV 5) and one to EHV 2 and 5. In cart horses, the endoscopic alterations found were: S in 28 (90.3%) horses; LN in 6 (19.3%); LHF in 10(32.2%); DDSP in 1 (3.2%); TB edema in 3 (9.7%). The median count in TA was: 163,6±95,9 (40,9%) macrophages; 35,0 ±32,0 (8,8%) neutrophils; 25,0 ±18,2 (6,1%) lymphocytes; 23,3 ±36,7 (5,8%) eosinophils; 142,5 ±117,7 (36,7%) epithelial ciliated cells; 2,4 ±2,5 (0,6%) mast cells. Cell types in high quantity in TA: 11 (40.7%) macrophages; 4 (14.8%) neutrophils; 12 (44.4%) eosinophils; 20 (74.0%) mast cells; 3 (11.1%) Curshmann 'spirals. The median count in BAL was: 205,6 ± 60,8 (60,8%) macrophages; 56,0 ±31,0 (13,1%) neutrophils; 78,0 ±43,0 (20,3%) lymphocytes; 17,0 ±13,0 (3,9%) eosinophils; 30,0 ±29,0 (3,6%) epithelial ciliated cells; 2,0 ±4,0 (0,5%) mast cells. Median THS : 10,2 ±15,5. Cell types in high quantity in BAL: 6 (27.3%) macrophages; 14 (63.3%) neutrophils; 19 (86.4%) eosinophils; 4 (18.2%) mast cells; 22 (100%) epithelial cells. Three horses were positive to EIPH. Four horses were positive to EHV 5 in PCR. This study is the first in life case of EHV 5 e EHV 2 detection in horses in Brazil and represents an alert to those viral types circulation in our country and their association with respiratory tract alterations, especially with FHL and high number of mast cells in BAL. Association among different diagnostic techniques is recommended to a better respiratory tract evaluation. Cart horses can have EIPH even though young race horses in training step. Key-words: equine, respiratory diseases, molecular diagnosis
4

Desenvolvimento e padronização de teste para diagnóstico de mormo por soroaglutinação em placa

Oliveira, Rubens Chaguri de January 2016 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Peterson Triches Dornbusch / Co-orientadora : Profª. Drª. Cybelle de Souza / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias. Defesa: Curitiba, 29/03/2016 / Inclui referências : f. 27-28;49-51-53 / Área de concentração : Ciências Veterinárias / Resumo: O mormo é uma zoonose, causada pela bactéria Burkholderia mallei, que afeta principalmente equídeos. No Brasil, a doença é endêmica e traz prejuízos sanitários e consequentemente econômicos. Há necessidade de ampliar as discussões, o fomento à pesquisa e aprimoramento das normas atuais acerca do tema, em ordem de se estabelecer e alcançar definitivamente um objetivo final, qual seja a erradicação da enfermidade do país. Os objetivos do presente trabalho incluem a realização de uma discussão acerca dos principais métodos e técnicas utilizados no diagnóstico de mormo, bem como demonstrar o desenvolvimento de um teste para diagnóstico de mormo pelo método de soroaglutinação em placas, em que foram testados 52 soros positivos para mormo no teste FC e 24 negativos. Os resultados mostraram que o teste desenvolvido é promissor, obtendo 87% de sensibilidade, 83% de especificidade e 86% de acurácia em relação ao FC, além de ser um ensaio rápido, de simples execução e baixo custo. PALAVRAS-CHAVE: Zoonose, Diagnóstico, Mormo, Equídeos / Abstract: Glanders is a zoonosis caused by Burkholderia mallei, affecting mainly equids. The disease is endemic in Brazil and is responsible for sanitary and consequently economic losses. There is the need to amplify the discussions, the research promotion and improvement of current regulation on the subject, in order to establish and definitely reach a final goal, which is the eradication of the disease in Brazil. The objectives of this work include conducting a discussion of the main methods and techniques used in the diagnosis of glanders, as well as demonstrate the development of a test for the diagnosis of glanders by plate seroagglutination method, where 52 FC positive sera and 24 FC negative sera were tested. Results shows that the developed test is promising, obtaining 87% sensitivity, 83% specificity and 86% accuracy when compared to FC, besides being a fast, simple to implement and low cost assay. KEY-WORDS: Zoonosis, Diagnosis, Glanders, Equids.
5

Diagnóstico sorológico de Neospora sp. e Toxoplasma gondii e sua investigação no sêmen de garanhões em propriedades com falhas reprodutivas em éguas

Abreu, Renata Azevedo de 19 June 2013 (has links)
Resumo: A perda da prenhez é uma das principais causas de prejuízo econômico em uma criação de equinos. As causas de aborto podem ser de origem não infecciosa ou infecciosa. A disseminação de bactérias, vírus e protozoários pode ocorrer através do sêmen e o garanhão pode ser um portador assintomático de agentes patogênicos que causam perdas reprodutivas em éguas. Entre as causas infecciosas, o aborto causado por protozoários, principalmente por Neospora sp. raramente é incluído no diagnóstico diferencial das perdas reprodutivas. O presente estudo contém uma revisão de literatura sobre as principais causas de aborto por protozoário e vírus na égua, e dois capítulos com as pesquisas realizadas. No capítulo 1 está o estudo sobre a ocorrência de anticorpos contra Neospora sp. e contra Toxoplasma gondii em éguas com e sem histórico de falhas reprodutivas e a presença de cães e bovinos como fatores de risco para a soroprevalência de Neospora sp. em éguas. As soroprevalências de Neospora sp. foram 25,71% (9/35), nas éguas com histórico de falhas reprodutivas, e 6,49% (5/77), nas éguas sem histórico de falhas reprodutivas. Através do teste qui-quadrado, com um nível de significância de alpha=0,05, verificou-se diferença estatisticamente significativa entre as éguas com e sem histórico de falhas reprodutivas e a soroprevalência de Neospora sp. As soroprevalências de T. gondii foram de 2,85% (1/35), nas éguas com histórico de falhas reprodutivas e de 1,29% (1/77) nas éguas sem histórico de falhas reprodutivas. Não foi observada diferença estatística significativa entre a presença de cães e a soroprevalência de Neospora sp. nas éguas. A presença de bovinos foi considerada como fator de risco para Neospora sp. nas éguas, com diferença estatística significativa em relação à presença destes animais e a soropositividade ao parasita nas éguas (X²= 9,3414; p = 0,00224). No capítulo dois, um estudo inédito foi realizado sobre a investigação dos protozoários Neospora sp. e T. gondii em amostras de sêmen de reprodutores equinos através do cultivo celular e da reação em cadeia da polimerase (PCR). As colheitas de sêmen foram realizadas de oito garanhões, clinicamente saudáveis, através da vagina artificial. Os ejaculados foram centrifugados e a porção contendo os espermatozóides foi recuperada, sendo uma parte inoculada no cultivo celular com células Vero, e a restante mantida a - 20ºC até o momento da extração de DNA, realizada pelo método de fenolclorofórmio. As amostras obtidas do cultivo celular do sêmen e do sêmen in natura foram submetidas à amplificação por PCR, utilizando iniciadores que delimitam o segmento de DNA da região Nc5 de N. caninum (Np6/Np21), da região ITS1 (ITS2/ITS5) e da região 18S (FE/RE; FE/RI). Não foi verificado o crescimento de protozoários no cultivo celular do sêmen. Apenas para a região 18S ocorreu amplificação de DNA das amostras obtidas do cultivo celular do sêmen e do sêmen in natura. As amostras foram sequenciadas e as sequências obtidas do cultivo celular do sêmen foram compatíveis com Acanthamoeba rhysodes e A. castellanii. Os protozoários Neospora sp. e T. gondii não foram encontrados no sêmen dos reprodutores avaliados. Os protozoários encontrados neste estudo podem ser provenientes do ambiente e estarem presentes no prepúcio, contaminando o sêmen. A presença destes agentes e suas consequências na reprodução em equinos até hoje é desconhecida.
6

Estudo da enzima conversora de angiotensina e da endotelina-1 como marcadores de lesão pulmonar em cavalos de trote com hemorragia pulmonar induzida por exercício em esteira de alta velocidade /

Biava, Janaina Socolovski. January 2011 (has links)
Orientador: Roberto Calderon Gonçalves / Banca: Simone Biagio Chiacchio / Banca: Rogério Martins Amorim / Banca: Ivan Roque de Barros Filho / Banca: Wilson Roberto Fernandes / Resumo: O termo hemorragia pulmonar induzida por exercício (HPIE) tem sido usado para descrever o sangramento de origem pulmonar associado à atividade física intensa. HPIE é considerada um dos maiores problemas em cavalos atletas devido ao grande impacto econômico causado pelo uso indiscriminado de produtos farmacológicos, custos com veterinários e descarte do animal. Esta síndrome mundialmente conhecida tem sido objeto de intensa discussão devido sua etiopatogenia incerta e tratamento controverso. O exame endoscópico é essencial instrumento no diagnóstico da HPIE e deve ser realizado 30 a 120 minutos após esforço físico intenso, tempo necessário para o sangue ser eliminado das vias aéreas distais. O objetivo deste estudo foi mensurar potenciais marcadores plasmáticos de lesão pulmonar como a enzima conversora de angiotensina (ECA) e endotelina tipo 1 (ET-1), antes de iniciar condicionamento físico (M0); e depois do teste de esforço máximo (M1) e depois de 15 minutos após fadiga (M15) em esteira de alta velocidade em cavalos de trote com e sem HPIE. Oito cavalos de trote (4 fêmeas e 4 machos castrados) com idade de 3 a 5 anos (média de 4 anos de idade) foram incluidos neste estudo. A severidade da HPIE foi estabelecida em graus de 0 a 4 depois de 15, 30, 60, 90 e 120 minutos após fadiga, pelo exame traqueobrônquico por endoscopia, e pela contagem manual de hemácias e concentração de hemoglobina no lavado broncoalveolar (LBA) coletado 90 minutos após fadiga, na 13° semana do experimento. A endoscopia determinou o grupo positivo e negativo para HPIE, sendo que três cavalos foram positivos para HPIE em três exames endoscópicos.A contagem de hemácias e a concentração de hemoglobina estavam aumentadas no grupo positivo para RESUMO HPIE quando comparadas ao grupo negativo ajudando ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract:The term Exercise-Induced Pulmonary Hemorrhage (EIPH) has been used to describe the bleeding of pulmonary origin associated with physical activities of high-intensity. EIPH is considered one of the greatest problems in athlete horses due to the high economical impact caused by the indiscriminate use of pharmaceutical products, veterinary costs and disposal of the animal. This worldwide syndrome has been object of intense discussions because of its unclear etiopathogeny and controversial treatment. Endoscopic exam is an essential instrument to diagnose HPIE and it must be performed 30 to 120 minutes after intense physical exercise, the necessary amount of time for the blood to be eliminated from distal airways. The objective of the present study was to measure potential markers of lung injury such as angiotensin-converting enzym (ACE) and endothelin-1 (ET- 1), before the beginning of training (M0); and after maximum effort testing on the treadmill (M1); and 15 minutes after fatigue (M15) on high speed treadmill in Standardbred horses with and without HPIE. Eight Standardbred horses (4 fillies and 4 geldings) aged 3 to 5 years old (average 4 years old) were included in this study. The severity of EIPH was scored in degrees from 0 to 4 after 15, 30, 60, 90 and 120 minutes after fatigue by tracheobronchoscopy exam and red blood cell count and hemoglobin concentration in BALF collected 90 minutes after fatigue on the 13th week of the experiment. The endoscopy determined positive and negative group for EIPH and three horses were EIPH positive upon three endoscopic exams. The red blood cell count and hemoglobin concentration were increased in positive group for EIPH when compared to negative group which helped... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
7

Estudo da enzima conversora de angiotensina e da endotelina-1 como marcadores de lesão pulmonar em cavalos de trote com hemorragia pulmonar induzida por exercício em esteira de alta velocidade

Biava, Janaina Socolovski [UNESP] 05 December 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:31:10Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-12-05Bitstream added on 2014-06-13T20:41:29Z : No. of bitstreams: 1 biava_js_dr_botfmvz.pdf: 534119 bytes, checksum: 45998dd63bee23a93b62bdf28d26cd12 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / O termo hemorragia pulmonar induzida por exercício (HPIE) tem sido usado para descrever o sangramento de origem pulmonar associado à atividade física intensa. HPIE é considerada um dos maiores problemas em cavalos atletas devido ao grande impacto econômico causado pelo uso indiscriminado de produtos farmacológicos, custos com veterinários e descarte do animal. Esta síndrome mundialmente conhecida tem sido objeto de intensa discussão devido sua etiopatogenia incerta e tratamento controverso. O exame endoscópico é essencial instrumento no diagnóstico da HPIE e deve ser realizado 30 a 120 minutos após esforço físico intenso, tempo necessário para o sangue ser eliminado das vias aéreas distais. O objetivo deste estudo foi mensurar potenciais marcadores plasmáticos de lesão pulmonar como a enzima conversora de angiotensina (ECA) e endotelina tipo 1 (ET-1), antes de iniciar condicionamento físico (M0); e depois do teste de esforço máximo (M1) e depois de 15 minutos após fadiga (M15) em esteira de alta velocidade em cavalos de trote com e sem HPIE. Oito cavalos de trote (4 fêmeas e 4 machos castrados) com idade de 3 a 5 anos (média de 4 anos de idade) foram incluidos neste estudo. A severidade da HPIE foi estabelecida em graus de 0 a 4 depois de 15, 30, 60, 90 e 120 minutos após fadiga, pelo exame traqueobrônquico por endoscopia, e pela contagem manual de hemácias e concentração de hemoglobina no lavado broncoalveolar (LBA) coletado 90 minutos após fadiga, na 13° semana do experimento. A endoscopia determinou o grupo positivo e negativo para HPIE, sendo que três cavalos foram positivos para HPIE em três exames endoscópicos.A contagem de hemácias e a concentração de hemoglobina estavam aumentadas no grupo positivo para RESUMO HPIE quando comparadas ao grupo negativo ajudando... / The term Exercise-Induced Pulmonary Hemorrhage (EIPH) has been used to describe the bleeding of pulmonary origin associated with physical activities of high-intensity. EIPH is considered one of the greatest problems in athlete horses due to the high economical impact caused by the indiscriminate use of pharmaceutical products, veterinary costs and disposal of the animal. This worldwide syndrome has been object of intense discussions because of its unclear etiopathogeny and controversial treatment. Endoscopic exam is an essential instrument to diagnose HPIE and it must be performed 30 to 120 minutes after intense physical exercise, the necessary amount of time for the blood to be eliminated from distal airways. The objective of the present study was to measure potential markers of lung injury such as angiotensin-converting enzym (ACE) and endothelin-1 (ET- 1), before the beginning of training (M0); and after maximum effort testing on the treadmill (M1); and 15 minutes after fatigue (M15) on high speed treadmill in Standardbred horses with and without HPIE. Eight Standardbred horses (4 fillies and 4 geldings) aged 3 to 5 years old (average 4 years old) were included in this study. The severity of EIPH was scored in degrees from 0 to 4 after 15, 30, 60, 90 and 120 minutes after fatigue by tracheobronchoscopy exam and red blood cell count and hemoglobin concentration in BALF collected 90 minutes after fatigue on the 13th week of the experiment. The endoscopy determined positive and negative group for EIPH and three horses were EIPH positive upon three endoscopic exams. The red blood cell count and hemoglobin concentration were increased in positive group for EIPH when compared to negative group which helped... (Complete abstract click electronic access below)
8

Astenia dérmica regional hereditária equina: diagnóstico, ocorrência no Brasil e caracterização clinica

Badial, Peres Ramos [UNESP] 22 August 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-08-13T14:50:32Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-08-22Bitstream added on 2014-08-13T18:01:17Z : No. of bitstreams: 1 000725296_20150101.pdf: 109418 bytes, checksum: cebf9f97c8e08074ee65a1e7f67f9863 (MD5) Bitstreams deleted on 2015-01-05T11:00:50Z: 000725296_20150101.pdf,Bitstream added on 2015-01-05T11:01:48Z : No. of bitstreams: 1 000725296.pdf: 956123 bytes, checksum: 50d72cefdb85fffba1d5001620776c3f (MD5) / Este estudo foi realizado para caracterizar os achados dermatológicos, oftalmológicos e morfológicos da pele de cavalos com Astenia Dérmica Regional Hereditária Equina (HERDA) e padronizar um ensaio de “High Resolution Melting” (HRM), para determinar a ocorrência de heterozigotos. As avaliações e a padronização do HRM foram realizadas em cinco cavalos afetados (GA) e cinco não afetados (GC). Adicionalmente, cinco animais heterozigotos (GH) foram utilizados para padronizar o HRM. A ocorrência de heterozigotos foi determinada em 690 animais. Diversas regiões da pele foram mensuradas com cutímetro no GA e GC. Biópsias de pele foram submetidas aos exames histopatológico e ultraestrutural. Avaliação histopatológica foi realizada por dois patologistas. O exame oftalmológico incluiu, além das avaliações rotineiras, aferição dos diâmetros da córnea, paquimetria e biometria. Foi extraído DNA do sangue colhido do GA, GC, GH e de 690 cavalos e o HRM foi validado. Observou-se menor espessura de pele no GA. A sensibilidade e especificidade do diagnóstico histopatológico da pele dependeram do avaliador e da região, respectivamente. Foram observados menor espessura e maior curvatura e diâmetros da córnea no GA. O HRM apresentou elevadas acurácia e precisão. A frequência de heterozigotos foi de 4,7%. Apesar do padrão regional dos sinais dermatológicos, a diminuição da espessura da pele não é regional. Para o diagnóstico histopatológico, recomenda-se realizar biópsia de pele no pescoço, garupa ou dorso. A relevância clínica dos achados oftalmológicos deve ser investigada. O ensaio de HRM padronizado será útil na seleção dos acasalamentos, visando minimizar a ocorrência da doença / The present study was conducted to characterize the dermatological, ophthalmological, and morphological findings from horses affected with Hereditary Equine Regional Dermal Asthenia (HERDA) and to standardize a High Resolution Melting (HRM) genotyping assay to determine the frequency of carriers. The evaluations and HRM standardization were performed in five affected (AG) and five non-affected (CG) horses. Additionally, five heterozygous (HG) horses were used to HRM standardization. The frequency of carriers was determined in 690 horses. Several skin regions of both groups were measured with a cutimeter Skin biopsies were submitted to histopathological and ultrastructural evaluations. Histopathological evaluation was performed by two pathologists. Ophthalmology included, besides the routine evaluations, corneal diameters measurement, pachymetry, and biometry. HRM was validated using purified DNA from blood samples of the AG, CG, HG and 690 horses. Skin thickness decrease was observed in the AG. Histopathological sensitivity and specificity to diagnose HERDA was dependent on the evaluator and region, respectively. HERDA horses exhibited decreased corneal thickness and increased corneal curvature and corneal diameters. The HRM assay resulted in high accuracy and precision. The estimated carrier frequency was 4.7%. Despite of the regional pattern of the dermatological signs, the decrease of skin thickness from HERDA horses is not regional. Skin samples of the neck, croup or back are recommended to diagnose HERDA. The relevance of the ocular findings should be further investigated. The standardized HRM assay will be useful in the management of breeding programs to minimize the occurrence of this disease
9

Aspectos ultrassonográficos da glândula tireoide hígida em equinos /

Viana, Gustavo Fernandes. January 2015 (has links)
Orientador: Vânia Maria de Vasconcelos Machado / Coorientador: Alessandre Hataka / Banca: André Luiz Filadelpho / Banca: Maria Cristina Ferrari Nunes Soares hage / Resumo: A aplicação da ultrassonografia (USG) pode fornecer dados valiosos para eficiente intervenção clínica e cirúrgica em casos de alterações tireoidianas. Entretanto, existem poucos estudos relacionados ao emprego da USG como método de avaliação da glândula tireoide (GT) em cavalos. Portanto, foi objetivo estabelecer parâmetros de análise da GT hígida em equinos adultos através do exame ultrassonográfico em modo B e Doppler. Onze equinos (vinte e dois lobos tireoidianos) foram selecionados através de resultados negativos para tireopatias no exame clínico, laboratorial (tiroxina livre por diálise de equilíbrio), ultrassonográfico e citológico. Foram determinadas as médias e os desvios padrão das dimensões dos lobos tireoidianos (LTs), e a velocidade do pico sistólico, índice de resistividade e pulsatilidade de suas respectivas artérias tireoideas craniais (ATCs). Os contornos, ecotextura, ecogenicidade e padrão do fluxo em cores do parênquima (PFCP) tireoidiano foram também avaliados. Não houve diferenças significativas entre as médias dos valores obtidos para os LTs esquerdo e direito. O mesmo ocorreu para ATC esquerda e direita. A USG se mostrou uma eficiente metodologia diagnóstica para definir os valores de referência da GT em equinos adultos. Apesar dos LTs esquerdo e direito poderem apresentar formato geral distinto num mesmo animal, outros parâmetros como as dimensões, contornos, características do parênquima e vascularização se mostraram semelhantes. A partir desses critérios, se um dos lobos for acometido por tireopatia, o lobo contra-lateral poderá servir de base para avaliação do outro alterado. Além disso, os parâmetros do Doppler espectral unilateral da ATC poderá ser utilizado para avaliar doenças tireoidianas difusas / Abstract: The application of ultrasonography can provide valuable data for efficient clinical and surgical intervention in cases of thyroid disorders. However, there are few studies related to the use of the USG as an evaluation method of the thyroid gland (TG) in horses. The objective was to establish analysis parameters of healthy TG in adult horses by B and Doppler mode ultrasonography. Eleven horses (twenty-two thyroid lobes) were selected through negative for thyroid disorders on clinical examination, laboratory (free thyroxine by equilibrium dialysis), USG and cytology. It was determined the means and standard deviations of dimensions of the thyroid lobes (TLs), and peak systolic velocity, resistive and pulsatility index their respective cranial thyroid arteries (ACTs). The contours, echotexture, echogenicity and parenchymal color flow pattern (PCFP) thyroid were also evaluated. There were no significant differences between values obtained for the left and right TLs. The same happened to left and right ACTs. The USG proved an efficient diagnostic methodology for defining the TG reference values in adult horses. Although the left and right TLs may present distinct general format in the same animal, other parameters as the dimensions, contours, parenchymal and vascular characteristics were similar. From these criteria, if one of the lobes is affected by thyroid disorders, the contralateral lobe could form the basis for evaluation of another lobe changed. In addition, the study unilateral ACT spectral Doppler parameters may be used to evaluate diffuse thyroid disorder / Mestre
10

Aspectos ultrassonográficos da glândula tireoide hígida em equinos / Ultrasonographic features of the healthy throid gland in horses

Viana, Gustavo Fernandes [UNESP] 22 June 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-12-10T14:22:26Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-06-22. Added 1 bitstream(s) on 2015-12-10T14:28:32Z : No. of bitstreams: 1 000852786_20170727.pdf: 361665 bytes, checksum: d5d808335081a9c3fed7e2b8e799fbc5 (MD5) Bitstreams deleted on 2017-07-28T12:36:26Z: 000852786_20170727.pdf,. Added 1 bitstream(s) on 2017-07-28T12:37:12Z : No. of bitstreams: 1 000852786.pdf: 1033847 bytes, checksum: 6afb41561aed8a3d20a5bcb13d508b71 (MD5) Bitstreams deleted on 2017-08-07T14:09:17Z: 000852786.pdf,. Added 1 bitstream(s) on 2017-08-07T14:10:19Z : No. of bitstreams: 1 000852786.pdf: 1033847 bytes, checksum: 6afb41561aed8a3d20a5bcb13d508b71 (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / A aplicação da ultrassonografia (USG) pode fornecer dados valiosos para eficiente intervenção clínica e cirúrgica em casos de alterações tireoidianas. Entretanto, existem poucos estudos relacionados ao emprego da USG como método de avaliação da glândula tireoide (GT) em cavalos. Portanto, foi objetivo estabelecer parâmetros de análise da GT hígida em equinos adultos através do exame ultrassonográfico em modo B e Doppler. Onze equinos (vinte e dois lobos tireoidianos) foram selecionados através de resultados negativos para tireopatias no exame clínico, laboratorial (tiroxina livre por diálise de equilíbrio), ultrassonográfico e citológico. Foram determinadas as médias e os desvios padrão das dimensões dos lobos tireoidianos (LTs), e a velocidade do pico sistólico, índice de resistividade e pulsatilidade de suas respectivas artérias tireoideas craniais (ATCs). Os contornos, ecotextura, ecogenicidade e padrão do fluxo em cores do parênquima (PFCP) tireoidiano foram também avaliados. Não houve diferenças significativas entre as médias dos valores obtidos para os LTs esquerdo e direito. O mesmo ocorreu para ATC esquerda e direita. A USG se mostrou uma eficiente metodologia diagnóstica para definir os valores de referência da GT em equinos adultos. Apesar dos LTs esquerdo e direito poderem apresentar formato geral distinto num mesmo animal, outros parâmetros como as dimensões, contornos, características do parênquima e vascularização se mostraram semelhantes. A partir desses critérios, se um dos lobos for acometido por tireopatia, o lobo contra-lateral poderá servir de base para avaliação do outro alterado. Além disso, os parâmetros do Doppler espectral unilateral da ATC poderá ser utilizado para avaliar doenças tireoidianas difusas / The application of ultrasonography can provide valuable data for efficient clinical and surgical intervention in cases of thyroid disorders. However, there are few studies related to the use of the USG as an evaluation method of the thyroid gland (TG) in horses. The objective was to establish analysis parameters of healthy TG in adult horses by B and Doppler mode ultrasonography. Eleven horses (twenty-two thyroid lobes) were selected through negative for thyroid disorders on clinical examination, laboratory (free thyroxine by equilibrium dialysis), USG and cytology. It was determined the means and standard deviations of dimensions of the thyroid lobes (TLs), and peak systolic velocity, resistive and pulsatility index their respective cranial thyroid arteries (ACTs). The contours, echotexture, echogenicity and parenchymal color flow pattern (PCFP) thyroid were also evaluated. There were no significant differences between values obtained for the left and right TLs. The same happened to left and right ACTs. The USG proved an efficient diagnostic methodology for defining the TG reference values in adult horses. Although the left and right TLs may present distinct general format in the same animal, other parameters as the dimensions, contours, parenchymal and vascular characteristics were similar. From these criteria, if one of the lobes is affected by thyroid disorders, the contralateral lobe could form the basis for evaluation of another lobe changed. In addition, the study unilateral ACT spectral Doppler parameters may be used to evaluate diffuse thyroid disorder

Page generated in 0.0752 seconds