• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 242
  • 2
  • Tagged with
  • 244
  • 244
  • 61
  • 54
  • 45
  • 30
  • 26
  • 24
  • 22
  • 22
  • 21
  • 21
  • 21
  • 18
  • 16
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Avaliação da densidade mineral óssea do rádio e ulna de gatos por meio da técnica de densiometria óptica em imagem radiográfica e sua correlação com o peso, porcentagem de cinzas e níveis de cálcio e fósforo da amostra do tecido da região estudada /

Campos, José Fernando Augusto de. January 2005 (has links)
Orientador: Luiz Carlos Vulcano / Resumo: O trabalho teve por objetivo estabelecer a correlação entre a densidade mineral óssea (DMO) em mmAl e o conteúdo mineral ósseo (CMO) da extremidade do rádio e ulna de gatos. A DMO foi correlacionada com o peso dos animais, o peso das amostras, o peso e a porcentagem das cinzas, bem como os níveis de cálcio e fósforo da amostra. Neste estudo foram utilizados 61 animais que foram divididos em grupos segundo o sexo e o fechamento epifisário e que vieram a óbito sem doenças relacionadas aos tecidos ósseos. Os membros anteriores direitos foram radiografados juntamente com uma escala de alumínio (penetrômetro). As imagens obtidas foram digitalizadas e analisadas por meio de um software (CROMOX) que compara as imagens da região óssea analisada com as tonalidades de cinza da escala, obtendo-se valores em milímetros de Alumínio (mmAl). Os membros foram processados a fim de remover todo o tecido mole, restando somente o rádio-ulna que, após o devido preparo, foram seccionados no tamanho e forma da imagem estudada. Em seguida foi obtido o peso das amostras, as mesmas foram incineradas e suas cinzas analisadas. Os valores médios da DMO foram: 2,01 l 0,32 mmAl e 1,94 l 0,23 mmAl para os machos e fêmeas adultos e 1,68 l 0,17 mmAl e 1,66 l 0,30 mmAl para machos e fêmeas jovens. Foram observadas correlações lineares entre DMO, em mmAl, e os níveis de cálcio, em miligramas, nas cinzas nos machos e fêmeas adultos r = 0,58 e r= 0,61 (P<0,05) e nos machos e fêmeas jovens r = 0,60 e r = 0,67 (P<0,05). Também ocorreu correlação linear entre DMO e os níveis de fósforo, em gramas, presentes nas amostras de cinzas nos machos e fêmeas adultos r = 0,62 e r = 0,63 (P<0,05) e para os machos e fêmeas jovens r = 0,52 e r = 0,59 (P<0,05). Apesar das correlações terem sido lineares e positivas, as mesmas ficaram abaixo do esperado para que uma grandeza (peso de Ca e P) pudesse ser determinada pelo valor DMO em mmAl. / Abstract: The aim of this research was to establish the correlation between the bone mineral density (BMD) in mmAl from cats, young and adult male and female, and weight of the animals, weight and percentage of ashes as well (Ca) and ( P ) amount. There were used 61 cat's right front members. The pieces were X-rayed joined an aluminum scale (penetrometer). The images obtained were digitalized and analyzed by software (CROMOX) that compares member and scale's image establishing the bone densitometry in millimeters of aluminum (mmAl). The members were processed to remove all soft tissue, remaining only radius-ulna witch were prepared and sectioned as the image figure. The bone pieces were measured in mass and volume, incinerated and ashes were analyzed. The average of DMO was 2,01 l 0,32 mmAl e 1,94 l 0,23 mmAl to adult male and female, and 1,68 l 0,17 mmAl e 1,66 l 0,30 mmAl to young male and female respectively. They was observed linear correlation between BMD and Ca : r = 0,58 and r = 0,61 (P<0,05) to adult male and female and r = 0,60 e r = 0,67 ( P<0,05) to young male and female. And between BMD and (P): r = 0,62 and r = 0,63 to adult male and female and r = 0,52 and r = 0,59 to young male and female (P<0,05) respectively. They also occurred linear correlation between BMD and P: r = 0,62 and r = 0,63 (P<0,05) to adult male and female and r = 0,52 and r = 0,59 to young male and female. Despite the correlations were linear and positive, there were below the expected in order that one value (weight of Ca and P) should not be determinate by another one (BMD mmAl). / Mestre
2

Características ecográficas da lente cataratogênica senil em cães (Canis familiaris Linnaeus, 1758) e sua correlação com parâmetros de facoemulsificação /

Martins, Bianca da Costa. January 2008 (has links)
Orientador: José Luiz Laus / Banca: Cristiane dos Santos Honsho / Banca: Adriana Morales / Banca: Alexandre Lima de Andrade / Banca: Julio Carlos Canola / Resumo: O restabelecimento da visão em pacientes acometidos por catarata constituiu-se objetivo daqueles que militam na oftalmologia. Novas tecnicas operatórias, como a facoemulsificação, foram desenvolvidas e aprimoradas a fimde se obterem melhores resultados terapeuticos. Entretanto, alguns tipos de catarata, como a senil, ainda são um desafio para os cirurgiões, em especial por apresentarem o núcleo da lente duro, uma cápsula mais frágil e um cortex denso ou liquefeito. A avaliação da lente pela ultra-sonografia, previamente à facoemulsificação, pode fornecer informações relevantes, notadamente qunato ao seu aspecto e dimensões, permitindo delinear estratégias cirúrgicas mais seguras, com melhores resultados. Nesta pesquisa, estudaram-se as características ecográficas da lente com catarata e sua correlação com parâmetros de facoemulsificação, em 15 cães acometidos por catarata senil. Verificou-se que a ecografia em modo B auxilia na localização predictiva das opacidades, entretanto, não oferece dados conclusivos quanto à consistência das lentes. Concluiu-se, ainda que a biometria da lente não oferece dados consistentes quanto às características cirúrgicas da lente na facoemulsificação / Abstract: The vision reestablishment in caractous patients is an important goal for ophthalmologists. New surgical techniques, such as phacoemulsification, have bee develped and improved to achive better therapeutics results. Nevertheless, some types of caracts, such as the senile, are considered a real challenge for surgeons, mainly for its hard nucleus, fragile capsule and dense or liquefied cortex. The ultrasonographic lens evaluation preview to phacoemulsification provides important information regarding its aspects and sizes, leading to the estabilishment of safer surgical strategies. This study aimed to evaluate the echographics aspects of the senile cataractous lens of dogs and its correlation to phacoemulsification parameters. It has been concluded that the mode B echography is helpful for the opacities location prediction; however, it does not provide conclusive data regarding the lens hardness. Also, that the lens biometry does not offer consistent data regarding the surgical aspects of lens during phacoemulsification / Doutor
3

Adesivo cirúrgico de cianoacrilato em lobectomia pulmonar parcial em ratos

Sincero, Paula de Cássia 12 August 2013 (has links)
Resumo: A lobectomia pulmonar parcial e ura procedimento terapeutico util no diagnostico de lesoes pulmonares difusas, no tratamento de abscessos, corpos estranhos bronquicos profundos, cistos, tumores isolados e laceracoes graves, decorrentes de traumatismos toracicos por acidentes automobilisticos ou briga entre animais, que nao puderem ser adequadamente suturadas. As tecnicas normalmente utilizadas na sintese cirurgica do parenquima pulmonar sao sutura convencional com fio absorvivel ou sutura com grampeador metalico. A maior dificuldade encontrada na pratica cirurgica durante este procedimento e a realizacao da hemostasia e aerostasia adequadas apos a resseccao do fragmento pulmonar. Isto se deve ao fato do tecido pulmonar ser bastante friavel e encontrar-se ainda mais fragilizado quando edemaciado ou contuso, tendendo lacerar ao ser suturado. O presente trabalho tem por objetivos pesquisar a eficacia de um metodo alternativo para reparacao do parenquima pulmonar nas lobectomias parciais, que proporcione hemostasia e aerostasia adequadas, alem de processo cicatricial apropriado e diminuicao do tempo de anestesia. Procurou-se tambem, avaliar reacoes do parenquima pulmonar decorrentes da aplicacao do adesivo cirurgico de cianoacrilato e possiveis alteracoes funcionais pulmonares atraves da avaliacao das curvas de complacencia pulmonar . Para realizacao do experimento, utilizou-se 30 ratos Wistar que foram divididos, aleatoriamente, em 5 grupos iguais, sendo que no grupo Con (controle), realizou-se apenas a toracotomia intercostal; nos grupos SuPF e SuGF apos a resseccao de, respectivamente, um quarto e metade do lobo pulmonar caudal esquerdo, realizou-se a sintese atraves da sutura de eversao do tipo colchoeiro com fio absorvivel sintetico, seguida de sutura continua simples com o mesmo fio; nos grupos AdPF e AdGF tambem se realizou incisao de, aproximadamente, um quarto e metade do lobo pulmonar, e em seguida aplicou-se uma fina camada do adesivo cirurgico de cianoacrilato na borda da lesao. No trigesimo dia apos a cirurgia, foi realizada eutanasia e avaliacao da complacencia pulmonar dos animais submetidos ao experimento. Na mesma ocasiao, realizaram-se analises necroscopicas da cavidade toracica e histopatologica do parenquima pulmonar. Durante o exame macroscopico verificaram-se areas de aderencias viscero-parietais em todos os pacientes, sendo estas em maior intensidade nos grupos SuPF e SuGF. Histopatologicamente, observou-se reacao inflamatoria mais acentuada tambem em animais dos grupos SuPF e SuGF. Apesar das alteracoes descritas, o adesivo cirurgico nao prejudicou o processo cicatricial do pulmao e nao interferiu, de maneira significativa, na capacidade de expansao pulmonar. Com estes resultados, conclui-se que o adesivo cirurgico de cianoacrilato pode ser indicado para sintese do parenquima pulmonar por sua capacidade de promover hemostasia e aerostasia adequadas, alem de diminuir o tempo cirurgico e anestesico que sempre representam um risco aos pacientes.
4

Avaliação da densidade mineral óssea do rádio e ulna de gatos por meio da técnica de densiometria óptica em imagem radiográfica e sua correlação com o peso, porcentagem de cinzas e níveis de cálcio e fósforo da amostra do tecido da região estudada

Campos, José Fernando Augusto de [UNESP] January 2005 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:23:44Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2005Bitstream added on 2014-06-13T18:19:55Z : No. of bitstreams: 1 campos_jfa_me_botfmvz.pdf: 188988 bytes, checksum: 08949d722bfd544c672c722a81ec310c (MD5) / Universidade Estadual Paulista (UNESP) / O trabalho teve por objetivo estabelecer a correlação entre a densidade mineral óssea (DMO) em mmAl e o conteúdo mineral ósseo (CMO) da extremidade do rádio e ulna de gatos. A DMO foi correlacionada com o peso dos animais, o peso das amostras, o peso e a porcentagem das cinzas, bem como os níveis de cálcio e fósforo da amostra. Neste estudo foram utilizados 61 animais que foram divididos em grupos segundo o sexo e o fechamento epifisário e que vieram a óbito sem doenças relacionadas aos tecidos ósseos. Os membros anteriores direitos foram radiografados juntamente com uma escala de alumínio (penetrômetro). As imagens obtidas foram digitalizadas e analisadas por meio de um software (CROMOX) que compara as imagens da região óssea analisada com as tonalidades de cinza da escala, obtendo-se valores em milímetros de Alumínio (mmAl). Os membros foram processados a fim de remover todo o tecido mole, restando somente o rádio-ulna que, após o devido preparo, foram seccionados no tamanho e forma da imagem estudada. Em seguida foi obtido o peso das amostras, as mesmas foram incineradas e suas cinzas analisadas. Os valores médios da DMO foram: 2,01 l 0,32 mmAl e 1,94 l 0,23 mmAl para os machos e fêmeas adultos e 1,68 l 0,17 mmAl e 1,66 l 0,30 mmAl para machos e fêmeas jovens. Foram observadas correlações lineares entre DMO, em mmAl, e os níveis de cálcio, em miligramas, nas cinzas nos machos e fêmeas adultos r = 0,58 e r= 0,61 (P<0,05) e nos machos e fêmeas jovens r = 0,60 e r = 0,67 (P<0,05). Também ocorreu correlação linear entre DMO e os níveis de fósforo, em gramas, presentes nas amostras de cinzas nos machos e fêmeas adultos r = 0,62 e r = 0,63 (P<0,05) e para os machos e fêmeas jovens r = 0,52 e r = 0,59 (P<0,05). Apesar das correlações terem sido lineares e positivas, as mesmas ficaram abaixo do esperado para que uma grandeza (peso de Ca e P) pudesse ser determinada pelo valor DMO em mmAl. / The aim of this research was to establish the correlation between the bone mineral density (BMD) in mmAl from cats, young and adult male and female, and weight of the animals, weight and percentage of ashes as well (Ca) and ( P ) amount. There were used 61 cat's right front members. The pieces were X-rayed joined an aluminum scale (penetrometer). The images obtained were digitalized and analyzed by software (CROMOX) that compares member and scale's image establishing the bone densitometry in millimeters of aluminum (mmAl). The members were processed to remove all soft tissue, remaining only radius-ulna witch were prepared and sectioned as the image figure. The bone pieces were measured in mass and volume, incinerated and ashes were analyzed. The average of DMO was 2,01 l 0,32 mmAl e 1,94 l 0,23 mmAl to adult male and female, and 1,68 l 0,17 mmAl e 1,66 l 0,30 mmAl to young male and female respectively. They was observed linear correlation between BMD and Ca : r = 0,58 and r = 0,61 (P<0,05) to adult male and female and r = 0,60 e r = 0,67 ( P<0,05) to young male and female. And between BMD and (P): r = 0,62 and r = 0,63 to adult male and female and r = 0,52 and r = 0,59 to young male and female (P<0,05) respectively. They also occurred linear correlation between BMD and P: r = 0,62 and r = 0,63 (P<0,05) to adult male and female and r = 0,52 and r = 0,59 to young male and female. Despite the correlations were linear and positive, there were below the expected in order that one value (weight of Ca and P) should not be determinate by another one (BMD mmAl).
5

Anestesia inalatória e anestesia balanceada e cirurgia toracica experimental em siunos

Pulz, Renato Silvano January 2006 (has links)
O presente trabalho teve por objetivo avaliar a utilização de protocolos de anestesia humana para suínos utilizados como modelo animal com fins de pesquisa médica. Dois grupos de suínos da raça landrace receberam diferentes protocolos anestésicos e foram submetidos a uma toracoscopia lateral. Os dois grupos de suínos receberam como medicação pré-anestésica (MPA), sulfato de atropina , na dose de 0,03 mg . kg-1, por via subcutânea, e midazolam, na dose de 0,5 mg . kg-1, por via intramuscular. O grupo I (anestesia inalatória), trinta minutos após, a anestesia foi induzida com a administração via intravenosa de 10 mg . kg-1 de tiopental sódico, administrado via intravenosa. A manutenção da anestesia foi realizada somente com isoflurano e oxigênio. No grupo II (anestesia balanceada), a anestesia foi induzida por uma associação de fentanil, na dose de 20 mcg . kg-1 , midazolan na dose de 0,5 mg . kg-1, administrados por via intravenosa, seguidos ainda da administração de tiopental sódico (5 mg . kg-1) e pancurônio (0,1 mg . kg- 1), imediatamente após, os suínos foram submetidos à intubação oro-traqueal e conectados ao respirador. A manutenção da anestesia foi realizada pela administração de oxigênio em fluxo constante de seis litros por minuto e isoflurano e pela administração contínua de fentanil (50 µg. kg-1. min. –1) e pancurônio (0,1 mg. kg-1) a cada 20 minutos. O ajuste na dose de infusão do fentanil foi realizado manualmente, pela regulagem do gotejamento. A concentração do isoflurano nos dois grupos variou conforme as variações nas freqüências cardíacas e pressão arterial média. Imediatamente após a indução os animais foram intubados por via orotraqueal e o tubo traqueal foi conectado ao respirador. Os animais foram ventilados com respirador (modelo BIRD®), recebendo uma associação de isoflurano e oxigênio. A freqüência respiratória foi regulada em 16 movimentos por minuto com uma pressão de 20 cm de H2O. Após a preparação pré-operatória, indução anestésica e cateterização da artéria femural, os suínos dos dois grupos foram posicionados em decúbito lateral esquerdo e submetidos à toracoscopia lateral. Foi realizada a exploração torácica, denominada como procedimento diagnóstico, simulando uma situação real. Após a síntese das aberturas o pneumotórax residual foi drenado com auxílio de uma seringa de 10 ml adaptada à válvula de três vias e catéter venoso. Não foi realizado procedimento cirúrgico, além da toracoscopia, para evitar possíveis interferências nos valores observados e que não tenham relação com a anestesia. As colheitas de dados nos dois grupos foram realizadas a cada 15 minutos após a cateterização da artéria femural , durante 60 minutos. Foram anotados e avaliados parâmetros monitorados rotineiramente no controle da anestesia geral. Foram observados aspectos relacionados a função cardiocirculatória, função respiratória, temperatura corporal interna e qualidade da recuperação anestésica. Foram realizados monitoramento da freqüência cardíaca, avaliação eletrocardiográfica, avaliação de oximetria de pulso e hemogasometria arterial. Nos parâmetros relacionados à função respiratória, verificou-se uma redução significativa nos valores médios da pressão parcial de O2 do grupo II. Imediatamente após a indução (T0) a PaO2 em mmHg no grupo I foi de 415,43 ± 47,35. O grupo II apresentou uma PaO2 em mmHg de 332,06 ± 55,81 em T0. Na PaCO2 verificou-se uma redução significativa nos valores médios em todos os tempos avaliados no grupo II. Nos parâmetros relacionados à função cardiocirculatória e temperatura corporal não ocorreram alterações significativas quando comparados os dois grupos, isto é, não sofreram influência dos diferentes protocolos. O parâmetro temperatura corporal interna apresentou uma redução significativa nos dois grupos, relacionada aos diferentes tempos avaliados e a duração da anestesia geral. No grupo II observouse uma recuperação anestésica mais prolongada e com sinais de agitação. Não ocorreram óbitos em nenhum dos grupos. Os dois protocolos comumente utilizados na anestesia humana permitiram a realização da cirurgia torácica experimental em suínos. / The present work had for objective to evaluate the use of anesthesia protocols human being for used swines as animal model with ends of medical research. Two groups of swines of the race Landrace had received different protocols anaesthetics and had been submitted to a lateral thoracoscopy. The two groups of swines had received as daily preanesthetically medication (MPA), atropine sulphate, in the dose of 0,03 mg. kg-1, for via subcutaneous, and Midazolam, in the 0,5 dose of mg. kg-1, for via intramuscular. Group I (inhalatory anesthesia), thirty minutes after, the anesthesia was induced with the administration via intravenous of 10 mg. kg-1 of Thiopental sodium, managed by intravenous. The maintenance of the anesthesia was only carried through with Isoflurane and oxygen. In group II (balanced anesthesia), the anesthesia was induced for a fentanil association, in the dose of 20 mcg. kg-1, Midazolam in the dose of 0,5 mg. kg-1, managed for via intravenous, followed still of the administration of Tiopental (5 mg. kg-1) and Pancuronium (0.1 mg. kg-1), immediately after, the swines had been submitted to the intubation endotracheal and connected to the respirator. The maintenance of the anesthesia was carried through with Isoflurane and oxygen and by the continuous administration of Fentanyl (50μg. kg-1. min.-1) and Pancuronium (0.1 mg. kg-1) to each 20 minutes. Immediately the induction the animals had been after intubated by via endotracheal and the tracheal pipe was connected to a respirator, receiving an association from Isoflurane and oxygen. The respiratory frequency was regulated in 16 movements per minute with a pressure of 20 cm of water. After the preparation pre-operatory, anesthetical induction and catheterization of the femural artery, the swines of the two groups had been located in left lateral decubitus and submitted to the lateral thoracoscopy. The thoracic exploration was carried through, called as disgnostic procedure, simulating a real situation. After the synthesis of the openings pneumotorax residual was drained with aid of a syringe of 10 ml adapted to the valve of three ways and to venous catheter. Surgical procedure was not carried through, beyond the thoracoscopy, to prevent possible interferences in the observed values and that they do not have relation with the anesthesia. The harvests of data in the two groups had been carried through to each 15 minutes after the catheterization of the femural artery, during 60 minutes. They had been written down and evaluated parameters monitored routinely in the control of the general anesthesia. The cardiocirculatory function, respiratory function, internal body temperature and quality of the anesthetically recovery had been observed related aspects. Monitoring of the cardiac frequency, electrocardiographic evaluation, evaluation of oximetry of pulse and arterial gasometry had been carried through. In the parameters related to the respiratory function, was verified a significant reduction in the average values of the partial pressure of O2 of group II Immediately after the induction (T0) the PaO2 in mmHg in group I was of 415,43 ± 47,35. Group II presented a PaO2 in mmHg of 332,06 ± 55,81 in T0. In the PaCO2 of it a significant reduction in the average values in all was verified the times evaluated in group II. In the parameters related to the cardiocirculatory function and body temperature significant alterations had not occurred when comparative the two groups, that is, had not suffered influence from the different protocols. The parameter internal body temperature presented a significant reduction in the two groups, related to the different evaluated times and the duration of the general anesthesia. In group II a drawn out anesthetical recovery and with agitation signals was observed more. Deaths in none of the groups had not occurred. The two protocols usually used in the anesthesia human being had allowed the accomplishment of the experimental thoracic surgery in swines.
6

Anestesia inalatória e anestesia balanceada e cirurgia toracica experimental em siunos

Pulz, Renato Silvano January 2006 (has links)
O presente trabalho teve por objetivo avaliar a utilização de protocolos de anestesia humana para suínos utilizados como modelo animal com fins de pesquisa médica. Dois grupos de suínos da raça landrace receberam diferentes protocolos anestésicos e foram submetidos a uma toracoscopia lateral. Os dois grupos de suínos receberam como medicação pré-anestésica (MPA), sulfato de atropina , na dose de 0,03 mg . kg-1, por via subcutânea, e midazolam, na dose de 0,5 mg . kg-1, por via intramuscular. O grupo I (anestesia inalatória), trinta minutos após, a anestesia foi induzida com a administração via intravenosa de 10 mg . kg-1 de tiopental sódico, administrado via intravenosa. A manutenção da anestesia foi realizada somente com isoflurano e oxigênio. No grupo II (anestesia balanceada), a anestesia foi induzida por uma associação de fentanil, na dose de 20 mcg . kg-1 , midazolan na dose de 0,5 mg . kg-1, administrados por via intravenosa, seguidos ainda da administração de tiopental sódico (5 mg . kg-1) e pancurônio (0,1 mg . kg- 1), imediatamente após, os suínos foram submetidos à intubação oro-traqueal e conectados ao respirador. A manutenção da anestesia foi realizada pela administração de oxigênio em fluxo constante de seis litros por minuto e isoflurano e pela administração contínua de fentanil (50 µg. kg-1. min. –1) e pancurônio (0,1 mg. kg-1) a cada 20 minutos. O ajuste na dose de infusão do fentanil foi realizado manualmente, pela regulagem do gotejamento. A concentração do isoflurano nos dois grupos variou conforme as variações nas freqüências cardíacas e pressão arterial média. Imediatamente após a indução os animais foram intubados por via orotraqueal e o tubo traqueal foi conectado ao respirador. Os animais foram ventilados com respirador (modelo BIRD®), recebendo uma associação de isoflurano e oxigênio. A freqüência respiratória foi regulada em 16 movimentos por minuto com uma pressão de 20 cm de H2O. Após a preparação pré-operatória, indução anestésica e cateterização da artéria femural, os suínos dos dois grupos foram posicionados em decúbito lateral esquerdo e submetidos à toracoscopia lateral. Foi realizada a exploração torácica, denominada como procedimento diagnóstico, simulando uma situação real. Após a síntese das aberturas o pneumotórax residual foi drenado com auxílio de uma seringa de 10 ml adaptada à válvula de três vias e catéter venoso. Não foi realizado procedimento cirúrgico, além da toracoscopia, para evitar possíveis interferências nos valores observados e que não tenham relação com a anestesia. As colheitas de dados nos dois grupos foram realizadas a cada 15 minutos após a cateterização da artéria femural , durante 60 minutos. Foram anotados e avaliados parâmetros monitorados rotineiramente no controle da anestesia geral. Foram observados aspectos relacionados a função cardiocirculatória, função respiratória, temperatura corporal interna e qualidade da recuperação anestésica. Foram realizados monitoramento da freqüência cardíaca, avaliação eletrocardiográfica, avaliação de oximetria de pulso e hemogasometria arterial. Nos parâmetros relacionados à função respiratória, verificou-se uma redução significativa nos valores médios da pressão parcial de O2 do grupo II. Imediatamente após a indução (T0) a PaO2 em mmHg no grupo I foi de 415,43 ± 47,35. O grupo II apresentou uma PaO2 em mmHg de 332,06 ± 55,81 em T0. Na PaCO2 verificou-se uma redução significativa nos valores médios em todos os tempos avaliados no grupo II. Nos parâmetros relacionados à função cardiocirculatória e temperatura corporal não ocorreram alterações significativas quando comparados os dois grupos, isto é, não sofreram influência dos diferentes protocolos. O parâmetro temperatura corporal interna apresentou uma redução significativa nos dois grupos, relacionada aos diferentes tempos avaliados e a duração da anestesia geral. No grupo II observouse uma recuperação anestésica mais prolongada e com sinais de agitação. Não ocorreram óbitos em nenhum dos grupos. Os dois protocolos comumente utilizados na anestesia humana permitiram a realização da cirurgia torácica experimental em suínos. / The present work had for objective to evaluate the use of anesthesia protocols human being for used swines as animal model with ends of medical research. Two groups of swines of the race Landrace had received different protocols anaesthetics and had been submitted to a lateral thoracoscopy. The two groups of swines had received as daily preanesthetically medication (MPA), atropine sulphate, in the dose of 0,03 mg. kg-1, for via subcutaneous, and Midazolam, in the 0,5 dose of mg. kg-1, for via intramuscular. Group I (inhalatory anesthesia), thirty minutes after, the anesthesia was induced with the administration via intravenous of 10 mg. kg-1 of Thiopental sodium, managed by intravenous. The maintenance of the anesthesia was only carried through with Isoflurane and oxygen. In group II (balanced anesthesia), the anesthesia was induced for a fentanil association, in the dose of 20 mcg. kg-1, Midazolam in the dose of 0,5 mg. kg-1, managed for via intravenous, followed still of the administration of Tiopental (5 mg. kg-1) and Pancuronium (0.1 mg. kg-1), immediately after, the swines had been submitted to the intubation endotracheal and connected to the respirator. The maintenance of the anesthesia was carried through with Isoflurane and oxygen and by the continuous administration of Fentanyl (50μg. kg-1. min.-1) and Pancuronium (0.1 mg. kg-1) to each 20 minutes. Immediately the induction the animals had been after intubated by via endotracheal and the tracheal pipe was connected to a respirator, receiving an association from Isoflurane and oxygen. The respiratory frequency was regulated in 16 movements per minute with a pressure of 20 cm of water. After the preparation pre-operatory, anesthetical induction and catheterization of the femural artery, the swines of the two groups had been located in left lateral decubitus and submitted to the lateral thoracoscopy. The thoracic exploration was carried through, called as disgnostic procedure, simulating a real situation. After the synthesis of the openings pneumotorax residual was drained with aid of a syringe of 10 ml adapted to the valve of three ways and to venous catheter. Surgical procedure was not carried through, beyond the thoracoscopy, to prevent possible interferences in the observed values and that they do not have relation with the anesthesia. The harvests of data in the two groups had been carried through to each 15 minutes after the catheterization of the femural artery, during 60 minutes. They had been written down and evaluated parameters monitored routinely in the control of the general anesthesia. The cardiocirculatory function, respiratory function, internal body temperature and quality of the anesthetically recovery had been observed related aspects. Monitoring of the cardiac frequency, electrocardiographic evaluation, evaluation of oximetry of pulse and arterial gasometry had been carried through. In the parameters related to the respiratory function, was verified a significant reduction in the average values of the partial pressure of O2 of group II Immediately after the induction (T0) the PaO2 in mmHg in group I was of 415,43 ± 47,35. Group II presented a PaO2 in mmHg of 332,06 ± 55,81 in T0. In the PaCO2 of it a significant reduction in the average values in all was verified the times evaluated in group II. In the parameters related to the cardiocirculatory function and body temperature significant alterations had not occurred when comparative the two groups, that is, had not suffered influence from the different protocols. The parameter internal body temperature presented a significant reduction in the two groups, related to the different evaluated times and the duration of the general anesthesia. In group II a drawn out anesthetical recovery and with agitation signals was observed more. Deaths in none of the groups had not occurred. The two protocols usually used in the anesthesia human being had allowed the accomplishment of the experimental thoracic surgery in swines.
7

Anestesia inalatória e anestesia balanceada e cirurgia toracica experimental em siunos

Pulz, Renato Silvano January 2006 (has links)
O presente trabalho teve por objetivo avaliar a utilização de protocolos de anestesia humana para suínos utilizados como modelo animal com fins de pesquisa médica. Dois grupos de suínos da raça landrace receberam diferentes protocolos anestésicos e foram submetidos a uma toracoscopia lateral. Os dois grupos de suínos receberam como medicação pré-anestésica (MPA), sulfato de atropina , na dose de 0,03 mg . kg-1, por via subcutânea, e midazolam, na dose de 0,5 mg . kg-1, por via intramuscular. O grupo I (anestesia inalatória), trinta minutos após, a anestesia foi induzida com a administração via intravenosa de 10 mg . kg-1 de tiopental sódico, administrado via intravenosa. A manutenção da anestesia foi realizada somente com isoflurano e oxigênio. No grupo II (anestesia balanceada), a anestesia foi induzida por uma associação de fentanil, na dose de 20 mcg . kg-1 , midazolan na dose de 0,5 mg . kg-1, administrados por via intravenosa, seguidos ainda da administração de tiopental sódico (5 mg . kg-1) e pancurônio (0,1 mg . kg- 1), imediatamente após, os suínos foram submetidos à intubação oro-traqueal e conectados ao respirador. A manutenção da anestesia foi realizada pela administração de oxigênio em fluxo constante de seis litros por minuto e isoflurano e pela administração contínua de fentanil (50 µg. kg-1. min. –1) e pancurônio (0,1 mg. kg-1) a cada 20 minutos. O ajuste na dose de infusão do fentanil foi realizado manualmente, pela regulagem do gotejamento. A concentração do isoflurano nos dois grupos variou conforme as variações nas freqüências cardíacas e pressão arterial média. Imediatamente após a indução os animais foram intubados por via orotraqueal e o tubo traqueal foi conectado ao respirador. Os animais foram ventilados com respirador (modelo BIRD®), recebendo uma associação de isoflurano e oxigênio. A freqüência respiratória foi regulada em 16 movimentos por minuto com uma pressão de 20 cm de H2O. Após a preparação pré-operatória, indução anestésica e cateterização da artéria femural, os suínos dos dois grupos foram posicionados em decúbito lateral esquerdo e submetidos à toracoscopia lateral. Foi realizada a exploração torácica, denominada como procedimento diagnóstico, simulando uma situação real. Após a síntese das aberturas o pneumotórax residual foi drenado com auxílio de uma seringa de 10 ml adaptada à válvula de três vias e catéter venoso. Não foi realizado procedimento cirúrgico, além da toracoscopia, para evitar possíveis interferências nos valores observados e que não tenham relação com a anestesia. As colheitas de dados nos dois grupos foram realizadas a cada 15 minutos após a cateterização da artéria femural , durante 60 minutos. Foram anotados e avaliados parâmetros monitorados rotineiramente no controle da anestesia geral. Foram observados aspectos relacionados a função cardiocirculatória, função respiratória, temperatura corporal interna e qualidade da recuperação anestésica. Foram realizados monitoramento da freqüência cardíaca, avaliação eletrocardiográfica, avaliação de oximetria de pulso e hemogasometria arterial. Nos parâmetros relacionados à função respiratória, verificou-se uma redução significativa nos valores médios da pressão parcial de O2 do grupo II. Imediatamente após a indução (T0) a PaO2 em mmHg no grupo I foi de 415,43 ± 47,35. O grupo II apresentou uma PaO2 em mmHg de 332,06 ± 55,81 em T0. Na PaCO2 verificou-se uma redução significativa nos valores médios em todos os tempos avaliados no grupo II. Nos parâmetros relacionados à função cardiocirculatória e temperatura corporal não ocorreram alterações significativas quando comparados os dois grupos, isto é, não sofreram influência dos diferentes protocolos. O parâmetro temperatura corporal interna apresentou uma redução significativa nos dois grupos, relacionada aos diferentes tempos avaliados e a duração da anestesia geral. No grupo II observouse uma recuperação anestésica mais prolongada e com sinais de agitação. Não ocorreram óbitos em nenhum dos grupos. Os dois protocolos comumente utilizados na anestesia humana permitiram a realização da cirurgia torácica experimental em suínos. / The present work had for objective to evaluate the use of anesthesia protocols human being for used swines as animal model with ends of medical research. Two groups of swines of the race Landrace had received different protocols anaesthetics and had been submitted to a lateral thoracoscopy. The two groups of swines had received as daily preanesthetically medication (MPA), atropine sulphate, in the dose of 0,03 mg. kg-1, for via subcutaneous, and Midazolam, in the 0,5 dose of mg. kg-1, for via intramuscular. Group I (inhalatory anesthesia), thirty minutes after, the anesthesia was induced with the administration via intravenous of 10 mg. kg-1 of Thiopental sodium, managed by intravenous. The maintenance of the anesthesia was only carried through with Isoflurane and oxygen. In group II (balanced anesthesia), the anesthesia was induced for a fentanil association, in the dose of 20 mcg. kg-1, Midazolam in the dose of 0,5 mg. kg-1, managed for via intravenous, followed still of the administration of Tiopental (5 mg. kg-1) and Pancuronium (0.1 mg. kg-1), immediately after, the swines had been submitted to the intubation endotracheal and connected to the respirator. The maintenance of the anesthesia was carried through with Isoflurane and oxygen and by the continuous administration of Fentanyl (50μg. kg-1. min.-1) and Pancuronium (0.1 mg. kg-1) to each 20 minutes. Immediately the induction the animals had been after intubated by via endotracheal and the tracheal pipe was connected to a respirator, receiving an association from Isoflurane and oxygen. The respiratory frequency was regulated in 16 movements per minute with a pressure of 20 cm of water. After the preparation pre-operatory, anesthetical induction and catheterization of the femural artery, the swines of the two groups had been located in left lateral decubitus and submitted to the lateral thoracoscopy. The thoracic exploration was carried through, called as disgnostic procedure, simulating a real situation. After the synthesis of the openings pneumotorax residual was drained with aid of a syringe of 10 ml adapted to the valve of three ways and to venous catheter. Surgical procedure was not carried through, beyond the thoracoscopy, to prevent possible interferences in the observed values and that they do not have relation with the anesthesia. The harvests of data in the two groups had been carried through to each 15 minutes after the catheterization of the femural artery, during 60 minutes. They had been written down and evaluated parameters monitored routinely in the control of the general anesthesia. The cardiocirculatory function, respiratory function, internal body temperature and quality of the anesthetically recovery had been observed related aspects. Monitoring of the cardiac frequency, electrocardiographic evaluation, evaluation of oximetry of pulse and arterial gasometry had been carried through. In the parameters related to the respiratory function, was verified a significant reduction in the average values of the partial pressure of O2 of group II Immediately after the induction (T0) the PaO2 in mmHg in group I was of 415,43 ± 47,35. Group II presented a PaO2 in mmHg of 332,06 ± 55,81 in T0. In the PaCO2 of it a significant reduction in the average values in all was verified the times evaluated in group II. In the parameters related to the cardiocirculatory function and body temperature significant alterations had not occurred when comparative the two groups, that is, had not suffered influence from the different protocols. The parameter internal body temperature presented a significant reduction in the two groups, related to the different evaluated times and the duration of the general anesthesia. In group II a drawn out anesthetical recovery and with agitation signals was observed more. Deaths in none of the groups had not occurred. The two protocols usually used in the anesthesia human being had allowed the accomplishment of the experimental thoracic surgery in swines.
8

Métodos alternativos no ensino da técnica cirúrgica veterinária

Martins Filho, Emanoel Ferreira [UNESP] 05 February 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-09-17T15:25:03Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-02-05. Added 1 bitstream(s) on 2015-09-17T15:49:24Z : No. of bitstreams: 1 000845429.pdf: 5333539 bytes, checksum: f1af5e72f1c511d16afafb956fda7721 (MD5) / A formação cirúrgica envolve conceitos complexos teóricos e práticos, particularmente relacionados à técnica cirúrgica e suas bases, dentre as quais o desenvolvimento de habilidades é considerado essencial. As cirurgias experimentais, outrora realizadas para este fim, atualmente são conflitantes com os conceitos de bem estar animal e gradualmente vem sendo desestimuladas. Os métodos alternativos à vivissecção, além de auxiliarem no desenvolvimento de habilidades, fundamentam o pensamento crítico e cumprem a função educacional requerida sem causar prejuízo aos animais. Fundamentados na doutrina dos 3R's que evocam a redução, a substituição de animais e o refinamento de técnicas empregadas na experimentação, buscou-se desenvolver, avaliar e padronizar recursos alternativos de ensino que visem reduzir ou substituir o uso de animais na didática cirúrgica, e que permitam a aquisição de habilidades e conhecimentos práticos necessários para condução de manobras inerentes aos princípios da assepsia cirúrgica e as fases fundamentais da técnica cirúrgica, proporcionando ao aluno a autoconfiança e a competência necessárias à realização de um procedimento cirúrgico com risco mínimo operatório e, finalmente, a primazia da ética e do bem estar animal / Surgical training involves complex theoretical and practical concepts, particularly related to operative technique and its basic concepts, among them the development of skills is considered essential. Experimental surgeries, performed once for this purpose, are currently conflicting with current concepts of animal welfare and has been gradually discouraged. The alternative to vivisection methods, as well as helping to develop skills, establish critical thinking and meet the required educational function without harming the animals. Grounded in the doctrine of the 3Rs that evoke the reduction and replacement of animals and refinement of techniques employed in the experiment, we seek to develop, evaluate and standardize alternative teaching resources that reduce or replace the use of animals in surgical teaching and to enable acquisition of skills and practical knowledge needed to conduct maneuvers accordingly to the principles of surgical asepsis and fundamental stages of surgical technique, giving Students the confidence and skills necessary to performing a surgical procedure with minimal operative risk, and finally, the primacy of ethics and animal welfare
9

Métodos alternativos no ensino da técnica cirúrgica veterinária /

Martins Filho, Emanoel Ferreira. January 2015 (has links)
Orientador: Carlos Roberto Daleck / Coorientador: João Moreira da Costa Neto / Banca: Márcia Rita Fernandes Machado / Banca: Luís Gustavo Gosuen Gonçalves Dias / Banca: Ana Maria Quessada / Banca: Angelo João Stopiglia / Resumo: A formação cirúrgica envolve conceitos complexos teóricos e práticos, particularmente relacionados à técnica cirúrgica e suas bases, dentre as quais o desenvolvimento de habilidades é considerado essencial. As cirurgias experimentais, outrora realizadas para este fim, atualmente são conflitantes com os conceitos de bem estar animal e gradualmente vem sendo desestimuladas. Os métodos alternativos à vivissecção, além de auxiliarem no desenvolvimento de habilidades, fundamentam o pensamento crítico e cumprem a função educacional requerida sem causar prejuízo aos animais. Fundamentados na doutrina dos 3R's que evocam a redução, a substituição de animais e o refinamento de técnicas empregadas na experimentação, buscou-se desenvolver, avaliar e padronizar recursos alternativos de ensino que visem reduzir ou substituir o uso de animais na didática cirúrgica, e que permitam a aquisição de habilidades e conhecimentos práticos necessários para condução de manobras inerentes aos princípios da assepsia cirúrgica e as fases fundamentais da técnica cirúrgica, proporcionando ao aluno a autoconfiança e a competência necessárias à realização de um procedimento cirúrgico com risco mínimo operatório e, finalmente, a primazia da ética e do bem estar animal / Abstract: Surgical training involves complex theoretical and practical concepts, particularly related to operative technique and its basic concepts, among them the development of skills is considered essential. Experimental surgeries, performed once for this purpose, are currently conflicting with current concepts of animal welfare and has been gradually discouraged. The alternative to vivisection methods, as well as helping to develop skills, establish critical thinking and meet the required educational function without harming the animals. Grounded in the doctrine of the 3Rs that evoke the reduction and replacement of animals and refinement of techniques employed in the experiment, we seek to develop, evaluate and standardize alternative teaching resources that reduce or replace the use of animals in surgical teaching and to enable acquisition of skills and practical knowledge needed to conduct maneuvers accordingly to the principles of surgical asepsis and fundamental stages of surgical technique, giving Students the confidence and skills necessary to performing a surgical procedure with minimal operative risk, and finally, the primacy of ethics and animal welfare / Doutor
10

Características ecográficas da lente cataratogênica senil em cães (Canis familiaris Linnaeus, 1758) e sua correlação com parâmetros de facoemulsificação

Martins, Bianca da Costa [UNESP] 10 December 2008 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:31:08Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-12-10Bitstream added on 2014-06-13T21:02:16Z : No. of bitstreams: 1 martins_bc_dr_jabo.pdf: 284464 bytes, checksum: b0176de85c5866bc9e3571d4cbba8ecd (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / O restabelecimento da visão em pacientes acometidos por catarata constituiu-se objetivo daqueles que militam na oftalmologia. Novas tecnicas operatórias, como a facoemulsificação, foram desenvolvidas e aprimoradas a fimde se obterem melhores resultados terapeuticos. Entretanto, alguns tipos de catarata, como a senil, ainda são um desafio para os cirurgiões, em especial por apresentarem o núcleo da lente duro, uma cápsula mais frágil e um cortex denso ou liquefeito. A avaliação da lente pela ultra-sonografia, previamente à facoemulsificação, pode fornecer informações relevantes, notadamente qunato ao seu aspecto e dimensões, permitindo delinear estratégias cirúrgicas mais seguras, com melhores resultados. Nesta pesquisa, estudaram-se as características ecográficas da lente com catarata e sua correlação com parâmetros de facoemulsificação, em 15 cães acometidos por catarata senil. Verificou-se que a ecografia em modo B auxilia na localização predictiva das opacidades, entretanto, não oferece dados conclusivos quanto à consistência das lentes. Concluiu-se, ainda que a biometria da lente não oferece dados consistentes quanto às características cirúrgicas da lente na facoemulsificação / The vision reestablishment in caractous patients is an important goal for ophthalmologists. New surgical techniques, such as phacoemulsification, have bee develped and improved to achive better therapeutics results. Nevertheless, some types of caracts, such as the senile, are considered a real challenge for surgeons, mainly for its hard nucleus, fragile capsule and dense or liquefied cortex. The ultrasonographic lens evaluation preview to phacoemulsification provides important information regarding its aspects and sizes, leading to the estabilishment of safer surgical strategies. This study aimed to evaluate the echographics aspects of the senile cataractous lens of dogs and its correlation to phacoemulsification parameters. It has been concluded that the mode B echography is helpful for the opacities location prediction; however, it does not provide conclusive data regarding the lens hardness. Also, that the lens biometry does not offer consistent data regarding the surgical aspects of lens during phacoemulsification

Page generated in 0.1103 seconds