• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 4848
  • 301
  • 98
  • 84
  • 11
  • 5
  • 1
  • Tagged with
  • 5441
  • 3020
  • 2040
  • 1163
  • 879
  • 739
  • 708
  • 666
  • 508
  • 487
  • 467
  • 440
  • 438
  • 413
  • 398
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Performance and individual act out : the semantics of (re)building and (de)constructing in contemporary artistic discourse

Silva, Rui Manuel Sousa 2006 (has links)
A linguagem exprime e reflecte a forma como as relações sociais e a interacção social são construídas no contexto quotidiano. Permite realizar acções, definie pontos de partida e alcançar objectivos, sendoo um meio de estabelecer a comunicação. Mas a linguagem não tem apenas fins "pragmáticos": frequentemente, assume a forma de arte. Uma destas formas é o "discurso artístico", que, como qualquer discurso, é construído e moldado pelos participantes, ao mesmo tempo que também os modela e constrói. Se, por 1 lado, a imagem e a representação desempenham um papel específico na semiótica; por outro, o texto absorve o seu produtor, e o autor dissolve-se no texto. Este, tal como a arte, desempenha um papel fulcral no sentido de promover e/ou combater determinadas ideologias e relações de poder. Por conseguinte, a arte e a língua não são "vizinhos distantes", mas parentes muito próximos. A interpretação desta relação exige a aplicação de princípios de tipologia de texto, textualidade, análise de discurso e estilo, factores que ajudam a contextualizar um texto e a determinar se o mesmo é gramatical ou agramatical. é a análise de um corpus de textos que permite a análise da função e do conteúdo, não como um trabalho de análise formal do discurso, mas como uma forma de descrição preliminar de um tipo de discurso. Uma abordagem deste tipo ajuda a compreender os mecanismos inerentes à produção do discurso artístico e, em última instância, a conceber um plano de acção para desconstruir o trabalho de produção deste tipo de texto.
2

O Frevo no discurso literomusical brasileiro: Ethos discursivo e posicionamento

Vila Nova, Júlio César Fernandes 13 February 2012 (has links)
Submitted by Amanda Silva (amanda.osilva2@ufpe.br) on 2015-03-10T14:41:41Z No. of bitstreams: 2 TESE_O_Frevo_no_Discurso_Literomusical_Brasileiro_Julio_Cesar_F._Vila_Nova.pdf: 1557627 bytes, checksum: 9b54269e7e7a347b5f2e612e8c1617ba (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Made available in DSpace on 2015-03-10T14:41:41Z (GMT). No. of bitstreams: 2 TESE_O_Frevo_no_Discurso_Literomusical_Brasileiro_Julio_Cesar_F._Vila_Nova.pdf: 1557627 bytes, checksum: 9b54269e7e7a347b5f2e612e8c1617ba (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012-02-13 Este trabalho enfoca o discurso literomusical brasileiro, com o objetivo central de descrever e analisar a organização linguístico-discursiva do gênero Frevo-Canção, em obras produzidas desde a década de 1930 até a década de 1970. A fundamentação teórica é baseada nas contribuições de Dominique Maingueneau para a Análise do Discurso; e na concepção dialógica de linguagem, de acordo com Mikhail Bakhtin. Partindo da definição de canção como gênero discursivo, o estudo lança mão de categorias como ethos discursivo, posicionamento e cena enunciativa para identificar os processos de construção de sentido no Frevo-canção. O trabalho analisa, ainda, o contexto sócio-histórico de emergência do Frevo, a partir do final do século XIX, identificando aspectos de sua consolidação como marca da identidade cultural pernambucana. As opções teórico-metodológicas e o recorte histórico definidos para seleção do corpus justificam-se pela importância do Frevo-canção no cenário da música carnavalesca do Brasil, ao longo do período de crescimento da indústria fonográfica no país e de consolidação da popularidade do rádio como meio de comunicação, no século XX. Nesse percurso, são identificados diferentes aspectos do posicionamento do Frevo, através de canções que estabelecem um gesto afirmativo de inserção desse fenômeno cultural no campo do discurso literomusical brasileiro.
3

Enumerables : a pragmatic study of unspecific plural nouns in written text

Gil, Glória 1991 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Comunicação e Expressão Made available in DSpace on 2016-01-08T16:58:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 82263.pdf: 4005642 bytes, checksum: e10e9d04cccfe5631d99fb8c0b64901f (MD5) Previous issue date: 1991 Um estudo pragmático de um tipo especial de substantivos plurais não específicos. Num primeiro momento, esses substantivos são analisados de acordo com o momento de Categorias de Predição de Trados e, a partir daí o conceito original é ampliado. Num segundo momento são oferecidas uma análise e uma taxonomia dos dois tipos de Enumerables: System e Technical. Num terceiro momento os Enumerables são analisados de acordo com o modelo de organização do discurso de Wintter e Hoey, onde esses substantivos plurais se apresentam como organizadores de discurso. Finalmente, conclusões e sugestões para pesquisas futuras são apresentadas.
4

A pragmatic study of negatives in written text

Pagano, Adriana Silvina 1991 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Comunicação e Expressão Made available in DSpace on 2016-01-08T16:58:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 82264.pdf: 5418970 bytes, checksum: 1f0eb0fafba952302d5d34c219ef2885 (MD5) Previous issue date: 1991 Aborda o tópico da negação sob uma perspectiva pragmática com o objetivo de esclarecer o uso de negativas no texto escrito. Com este fim, exemplos de negativas de diversas fontes escritas foram coletados e suas funções no texto foram analisadas levando-se em consideração o contexto em que aparecem. Estes dados foram coletados sob três perspectivas, correspondentes as três funções de linguagem demonstradas por Halliday: interpessoal, textual e ideacional as conclusões desta análise apontam para o papel significativo que tem as suposições de um escritor sobre as expectativas de seu leitor ideal e o modo pelo qual essas suposições influenciam a construção de mensagem do escritor. Este estudo proporcionou um maior entendimento sobre a maneira pela qual os textos são produzidos enfatizando especialmente a natureza interativa da comunicação escrita.
5

Cross-sex miscommunication in fictional-talk : a discourse analysis study

Teles, Grace Aparecida Pinheiro 1993 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Comunicação e Expressão Made available in DSpace on 2016-01-08T18:04:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 92421.pdf: 2018578 bytes, checksum: 2d26d99c71646f843669ac6696f5bbc6 (MD5) Previous issue date: 1993 Este estudo se preocupa com a análise da má comunicação entre sexos e do exercício de poder no discurso em interações ficcionais. Os dados coletados para a análise são exemplos de interações ficcionais retirados de filmes produzidos em inglês. Seu enfoque se dá no uso de princípios conversacionais por mulheres e homens e até que ponto este uso expressa participações conversacionais de poder ou falta de poder. Os estilos conversacionais de mulheres e homens têm sido descritos em estudos sobre linguagem e sexo como diferentes um do outro. Assim, este estudo oferece uma análise destes estilos e o modo como falantes os usam em casos de conflito falado.
6

Os meandros da alteridade : marcas de dizer e indistinção de vozes no discurso

Morello, Rosangela, 1963- 1995 (has links)
Orientador: Eni P. Orlandi Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem Made available in DSpace on 2018-07-19T23:28:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Morello_Rosangela_M.pdf: 2034727 bytes, checksum: 73e6f50175be5f406973c67aa5c67317 (MD5) Previous issue date: 1995 Resumo: As formas lingüístico-discursivas em que o dizer se dobra ou se desdobra em um dizer outro ou de outro (discurso relatado, glosas, comentários,...) remetem a uma complexidade enunciativa, manifestando, em seus funcionamentos, uma relação necessária e constitutiva do discurso (e do sujeito) com o outro. Compreendendo essa relação no modo é apresentada junto às noções de heterogeneidades enunciativas (Authier 1982, 1984, 1992) e de interdiscurso, no campo de conhecimento da Análise do Discurso (cf. Pêcheux, 1975, 1988), nos propomos, neste trabalho, a investigar o funcionamento daquelas formas de desdobramento do dizer em uma prática discursiva determinada: o discurso rural cotidiano. A observação de uma recorrência na explicitação das falas que compunham o dizer, associada a algumas formas ou marcas específicas - como se poderá ler no primeiro capítulo - produziu o estímulo inicial. Mas, enquanto procurávamos os traços mais regulares dos modos de emergência dessas formas, visando a uma compreensão mais geral de seu funcionamento, nosso olhar era insistentemente inquirido por uma espécie de des-regularização na relação entre as falas. Esboçava-se, nessa des-regularização, um intricamento de falas no discurso, insinuando um quadro enunciativo particular e uma relação de não limites entre o discurso de um e o outro. Dessa des-regularização consiste o que passamos a denominar de indistinção de falas e que se encontra descrita no terceiro capítulo deste trabalho, após as considerações (no capítulo II) sobre as relações do discurso e do sujeito com o outro, conforme mencionamos. Por fim, centramos nossa discussão sobre a indistinção visando a compreendê-la em uma dimensão discursiva, em articulação à dimensão de incompletude (Orlandi, 1987, 1988) da lingagem (e do sujeito) e a aspectos teóricos que foram assumindo contornos siginificativos ao longo de nosso percurso. As noções mobilizadas em nosso trajeto, criando a possibilidade de um trabalho como este, explicam nossa opção pela Análise do Discurso como perspectiva de reflexão sobre a linguagem. Abstract: Not informed. Mestrado Mestre em Linguística
7

Professores de lingua estrangeira em formação : seu discurso em um evento de letramento em curso de licenciatura

Bertoldo, Ernesto Sergio 1995 (has links)
Orientador: Marilda do Couto Cavalcanti Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem Made available in DSpace on 2018-07-20T15:49:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Bertoldo_ErnestoSergio_M.pdf: 26726316 bytes, checksum: f1bcb0b97e1f193b4188138f791a5db6 (MD5) Previous issue date: 1995 Resumo: Esta dissertação focaliza, como um evento de letramento, a produção oral de um grupo de estudantes universitários de Letras, futuros professores de língua inglesa. O evento de letramento, intitulado de Discussão de tópicos em língua inglesa, constituíase como prática recorrente das aulas da disciplina Prática Oral por nós observadas no instituto de letras de uma universidade privada do estado de São Paulo. Interessava-nos caracterizar o discurso oral dos alunos, tendo em vista as condições de produção do mesmo. Essa caracterização a que nos referimos foi verificada, basicamente, através de dois momentos distintos. No primeiro, analisamos as falas dos alunos sobre questões relativas à sua graduação. No segundo momento, analisamos as falas dos alunos propriamente ditas, quando do desenvolvimento das discussões orais nas aulas de Prática Oral. Para isso, utilizamos como instrumentos de coleta de dados, gravações em vídeo e em áudio de aulas de prática oral, diários de campo referentes às aulas gravadas e questionários informativos aplicados a alunos e professores da instituição. O resultado da análise indicou que os alunos não demonstram uma produção no referido evento que possibilite afirmar que os mesmos tenham adquirido o discurso acadêmico. Ao contrário, os alunos demonstram insegurança quando são chamados a se posicionar com relação às idéias advindas dos textos propostos para discussão. Dentre as várias implicações desse estudo para a formação de professores de língua estrangeira, destacamos, neste contexto, a necessidade de que os mesmos considerem que ensinar uma língua estrangeira consiste, dentre outras coisas, em trabalhar as práticas discursivas que encerram o dizer dessa língua, possibilitando, com isso, uma inserção dos alunos na comunidade discursiva acadêmica Abstract: This dissertation aims at analysing the oral production of a fourth-year "Letras" college students, future English teachers. Such analysis was carried out from the point of view of a literacy event named Topie Discussion in Eng/ish, which was a current procedure of the Oral Practiee Course we observed in the "Letras" Institute of a private university in the state of São Paulo. We were interested in characterizing the students' oral discourse concerning its conditions of production. Basically, our investigation had two distinct moments. The first one refers to the analysis of students' talk while discussing topics. The second has to do with students' and professors' thoughts about issues related to the graduation in which both of them are engaged. In order to achieve our aim, we used video and audio recordings to collect data. Beyond that, joumals were also used as well as questionnaires applied to students and professors. The analysis of students' oral production indicates that students do not present a language in the literacy event that allows us to say that they master the academic discourse fluently. On the contrary, students show weak arguments while discussing the texts proposed. Among the several implications of this research to the qualification of foreign language teachers, we point out the necessity to make teachers aware of the fact that teaching a foreign language consists of teaching the discourse practices of the language, which can contribute for students to become members of the academic community Mestrado Ensino-Aprendizagem de Segunda Lingua e Lingua Estrangeira Mestre em Linguística Aplicada
8

Je est un mot d'ordre : escritos em torno de sujeito e linguagem e educação

Cox, Maria Ines Pagliarini 1989 (has links)
Orientador : Joaquim Brasil Fontes Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação Made available in DSpace on 2018-07-14T01:06:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Cox_MariaInesPagliarini_D.pdf: 28720501 bytes, checksum: 9ff5d6a9de90ce7b5dbd85d3d18adadd (MD5) Previous issue date: 1989 Resumo: "Je.. est un mot d'oJz.dJz.e..: escritos em torno de sujeito e linguagem e educação..." extrai-se, enquanto trabalho acadêmico (enunciado individuado levando meu nome), de um agenciamento molecular coletivo de enunciação (aqui identificado como PRÁTICA DE PRODUÇÃO DE TEXTOS), conjugando, entre outros discursos, a teoria da enunciação e a teoria e/ou análise de discurso em anamorfose pelas lentes do discurso progressista em educação. Extrai-se, pois, para ser mais precisa, como tese (em quatro ensaios), do rumor de vozes desafinadas (e ainda assim reunidas) no cantar o sujeito em linguagem e em educação. No primeiro ensaio (= Benveniste e o sujeito: apontamentos), recolhem-se vozes (de teóricos da enunciação, sobretudo de Benveniste) que dizem de um sujeito de enunciação (causa final) que, ao dizer,diz-se e diz o que quer/pensa/sabe/diz. No segundo (= Assere-se, fa-lo, isso fala, fala-se...), recolhem-se vozes (de analistas de discurso, sobretudo de Pêcheux) que dizem de um sujeito de discurso que não é sujeito do discurso (não é causa final) mas é sujeito no discurso (efeito ideológico, ilusão). No terceiro (= Não diz, mas deve apJz.e..nde..Jz. a dize..Jz. a .6ua paiavJz.a.J, recolhem-se vozes (de educadores progressistas) que dizem de (e denunciam e lamentam) um sujeito que não diz- é dito - em razão de as estruturas opressivas o impedirem de dizer - mas que deve lutar para (aprender a) dizer sua própria palavra. E, finalmente, no quarto ensaio (= O sujeito na e/ou da PRÁTICA DE PRODUÇÃO DE TEX TOS: (des)apontamentos), recolhe-se a trama de vozes de professores de redação interpelados pela ordem discursiva PRÁTICA DE PRODUÇÃO DE TEXTOS. Na trama de conceitos/valores enredada pela ordem discursiva em questão, Benveniste figura menos como teórico (o que diz o que é) do que como profeta emissário (o que diz o que não é, mas deve ser) e Pêcheux figura também menos como teórico do que como crítico (o que diz o que é, mas não deve ser). Quer dizer, na trama de conceitos/valores interna a uma tal ordem discursiva, o locutor, que, em dizendo EU, é "sujeito da/pela linguagem" (teoria da enunciação) e o locutor, que, em dizendo EU, "assujeita-se" mas se pensa "sujeito", sob o "efeito Manchhausentt (teoria e/ou análise de discurso), reinterpretam-se pela ótica do "sujeito da praxis" (discurso progressista). O primeiro se reinterpreta como o desejável, como o futuro, como o rejuvenescimento das práticas discursivas na direção da mais liberdade, o segundo se reinterpreta como indesejável, como o passado, como a manutenção/conservação/envelhecimento das práticas discursivas na direção da menos liberdade. Entre o segundo (Je..e...6t un autJz.e..) e o primeiro (dize..Jz. eu, a mai.6 e..ie..me..ntaJz. a6iJz.mação de.. ide..ntidade..), está o aprendizado do NÃO_ dize..Jz. eu, dize..J não. Entre o assujeitado que se vê um -sujeito (Pêcheux) o sujeito (Benveniste), esta, pois, o insurreto (discurso progressista) Doutorado Metodologia do Ensino Doutor em Educação
9

O ensino da lingua escrita X o ensino do discurso escrito

Gallo, Solange Leda 1989 (has links)
Orientador: Eni Puccinelli Orlandi Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem Made available in DSpace on 2018-07-14T02:05:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Gallo_SolangeLeda_M.pdf: 3968663 bytes, checksum: 552350369d7b0aeb7eea4176e46bace4 (MD5) Previous issue date: 1989 Resumo: Esta reflexão se desenvolve a partir da diferenciação "produção oral" x "produção escrita" em língua materna, e mais especificamente na relação que o sujeito estabelece com essas diferentes produções. Nessa perspectiva, os diferentes textos (oral e escrito) são considerados "produtos" de diferentes "processos"; estes sim priorizados nesta pesquisa. Na primeira parte mostro as razões de trabalhar na perspectiva da Análise do Discurso, quais são os seus fundamentos e, a partir deles, procuro construir um lugar satisfatório para a observação, no interior de tal quadro teórico e de tal método de análise, dos processos de constituição do sujeito (e do sentido) na relação com a oralidade e escrita. Na segunda parte mostro de que maneira pode ser vista a questão da "oralidade x escrita" no momento da intituição da ciência linguística (em Saussure) e, ainda, como poder ser vista tal questão do ponto de vista histórico e ideológico, o que permitiu-me a identificação de dois processos em relaçao de interação e conflito; processos que, por sua vez, produzem dois diferentes discursos que eu chamei de DISCURSO ORAL e DISCURSO ESCRITO. Essas noções produzem um deslocamento daquilo que a princípio denomina-se oralidade e escrita. Na terceira parte, já à vista da reflexão desenvolvida nas duas partea anteriores, faço algumas considerações a respeito do ensino de língua materna assim como se dá, hoje, no Brasil e mostro, através de uma experiência realizada durante um ano em uma classe de 5a. série, como poderia se dar esse "ensino", de modo a que os alunos produzam uma passagem do DISCURSO ORAL ao DISCURSO ESCRITO Abstract: Not informed. Mestrado Mestre em Linguística
10

Gêneros discursivos orais em perspectiva :a construção de sentidos em eventos de letramento na voz de acadêmicos de história

Lima, Abdul Joari, Fritzen, Maristela Pereira, Universidade Regional de Blumenau. Programa de Pós-Graduação em Educação. 2012 (has links)
Orientador: Maristela Pereira Fritzen. Dissertação (mestrado) - Universidade Regional de Blumenau, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação.

Page generated in 0.0499 seconds