• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1284
  • 98
  • 38
  • 16
  • 13
  • 13
  • 13
  • 11
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • Tagged with
  • 1431
  • 1431
  • 392
  • 311
  • 309
  • 308
  • 299
  • 298
  • 293
  • 285
  • 281
  • 239
  • 139
  • 129
  • 114
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Manufacturing equipment data collection framework

Aguilar, Daniel José Barbudo January 2008 (has links)
Estágio realizado na Qimonda Portugal, S. A. e orientado pelo Eng.º Nuno Soares / Tese de mestrado integrado. Engenharia Informática e Computação. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2008
22

Integrated security sub-system for IPBrick

Teixeira, Ricardo José Moreira January 2008 (has links)
Estágio realizado na iPortalMais e orientado pelo Eng.º Hélder Rocha / Tese de mestrado integrado. Engenharia Electrotécnica e de Computadores. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2008
23

Gestão de participações sociais numa instituição de ensino superior

Machado, Ricardo Jorge Peixoto January 2008 (has links)
Tese de mestrado. Engenharia Informática. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2008
24

Development of a build and deployment system

Bernardes, João Pedro dos Santos January 2009 (has links)
Tese de mestrado integrado. Engenharia Informática e Computação. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2009
25

A reutilização de requisitos no desenvolvimento e adaptação de produtos de software

Silveira, Maria Clara dos Santos Pinto January 2006 (has links)
Tese de doutoramento. Engenharia Electrotécnica e de Computadores. 2006. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto
26

Padrões de evolução na prática de desenvolvimento distribuído de software em ambientes de internal offshoring: um modelo de capacidade

Prikladnicki, Rafael January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:42:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000424664-Texto+Completo-0.pdf: 4520674 bytes, checksum: c437217e2e03ed5dc3a9ef81b0557f2d (MD5) Previous issue date: 2009 / The Software Engineering (SE) community has witnessed a significant change in the way software projects have been developed in the last years. Software project teams have become geographically distributed and the term Distributed Software Development (DSD) is frequently used in industry. To embark on a DSD journey, a company usually defines a strategy based on a DSD business model. The two main models in a global development context include offshore outsourcing (contracting services with an external company) and internal offshoring (contracting with a wholly owned subsidiary). The goal of this research was to understand and to identify patterns in the evolution of practices of organizations involved in internal offshoring, in order to further knowledge about DSD practices. This understanding is also useful for companies starting DSD operations. These companies can benefit from this knowledge which describes practices adopted by other organizations in the past. The result of this research is a capability model that describes patterns of evolution in the practice of distributed software development activities within and among several subsidiaries owned by an organization in the internal offshoring model. This model is organized in three dimensions: capability levels, capability areas (people, project, portfolio and subsidiary) and capability attributes. To develop this model, we have used a qualitative retrospective study, based on Yin’s Case Study approach [154], with qualitative and quantitative data collection instruments. / A comunidade de Engenharia de Software (ES) tem testemunhado uma mudança significativa na forma com que os projetos de software têm sido desenvolvidos nos últimos anos. As equipes vêm sendo organizadas de forma distribuída, e o termo Desenvolvimento Distribuído de Software (DDS) tem sido cada vez mais utilizado na indústria. Para se inserir em um ambiente distribuído, uma organização geralmente define a estratégia baseada em um modelo de negócio de DDS. No DDS em escala global os dois principais modelos são o offshore outsourcing (contratação de uma organização externa, localizada em outro país) e o internal offshoring (criação de uma unidade da própria organização, também localizada em outro país). Esta pesquisa tem por objetivo entender e identificar padrões de evolução das práticas das organizações envolvidas com o internal offshoring, contribuindo com o ainda incipiente corpo de conhecimento na área. Este entendimento também é útil para aquelas empresas iniciando operações de DDS, que poderão se beneficiar do conhecimento de práticas que foram aplicadas em outras organizações no passado. Desta forma, o resultado desta pesquisa é um modelo de capacidade que descreve padrões de evolução na prática de DDS em uma ou mais unidades (centros de desenvolvimento) no modelo de internal offshoring. O modelo está organizado em três dimensões, quais sejam: níveis de capacidade, áreas de capacidade (pessoas, projetos, portfólios e unidades) e atributos de capacidade. Para propor o modelo de capacidade optou-se por um estudo qualitativo em retrospectiva, inspirado no modelo de Yin [154] de Estudo de Caso, com a utilização de instrumentos de coleta de dados qualitativos e quantitativos.
27

Um método evolutivo para aplicação de programas de métricas em processos de desenvolvimento de software

Bogoni, Leandro Paulo January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:43:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000397937-Texto+Completo-0.pdf: 1484233 bytes, checksum: f9e9bb6f678f9d8df493baf78e068876 (MD5) Previous issue date: 2007 / This work presents a method to extract, organize and present Software- Development-Process (SDP) metrics, taking into account the evolution of SDP scheme and corresponding metrics program. Based on a Data Warehousing environment approach, the proposed solution targets the recall of metrics previously captured, considering different SDP models and metrics programs. To achieve such metrics recall, a set of procedures on how to properly handle metrics inserting, updating and deleting are proposed. The goal is to build a solid information-base of SDP metrics. The requirements for the method were identified in an Information Technology organization, CMMI2-certified, which the majority of software projects are business process-oriented. The main contribution of this work is the ability to properly store and handle current and past metrics into a unique metrics repository. Besides, older metrics remain comparable to current ones, focusing on a better control of software projects and higher quality of corresponding software products. / Este trabalho apresenta um método para extração, organização e apresentação de métricas para Processo de Desenvolvimento de Software (PDS), levando em consideração a evolução do próprio PDS e do conjunto de métricas correspondente. A solução, baseada em um ambiente de Data Warehousing, tem a finalidade de resgatar medições feitas em projetos passados, sob diferentes modelos de PDS e programas de métricas e formar uma base sólida de informações desses projetos. Para viabilizar o resgate destas medições, são propostos procedimentos para tratar adequadamente a criação, alteração e exclusão de métricas. Tais requisitos foram identificados em uma empresa de Tecnologia de Informação, certificada CMMI nível 2, cuja principal característica é que a maioria das aplicações desenvolvidas é voltada à automação de Processos de Negócio. A principal contribuição deste trabalho é a de permitir que medições presentes e passadas possam ser mantidas em um repositório único de métricas da organização e que as mesmas sejam comparáveis, viabilizando um melhor controle dos projetos de software e qualidade de seus produtos.
28

Uma investigação sobre o uso de práticas Extreme Programming no desenvolvimento global de software

Urdangarin, Roger Gonçalves January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:42:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000401400-Texto+Completo-0.pdf: 2263663 bytes, checksum: 9beff93cd3dd0d353e2a331e995ff878 (MD5) Previous issue date: 2008 / The challenges facing global software engineering in today’s world, due to large geographical area, became more complex. The rise in globalization of international companies have directly affected the software development market. In the search for low cost competitive advantages for companies, high productivity and quality in the system development, several organizations decided to extend their internal development to the BRIC emerging countries (Brazil, Russia, India and China) because these countries reduce their costs and have large specialized labor pools available. Making it necessary to search for new software development processes that are less bureaucratic, increase the distribution team’s agility and minimizing the negative impacts that large geographic distribution causes in global software development. In this sense, the goal of this research is to identify and validate the effects caused by adopting the practice of agile development in the principal challenges faced by GSD projects. The research method chosen was the case study, conducted in three universities located in the two different continents, in addition to a software engineering research center from the United States. The contribution of this research is the identification of the lessons learned based on the affects that the adoption of agile methodology in the global software engineering context, as well as what would be new challenges that appear from this combination. / Os desafios que a engenharia global de software vem enfrentando atualmente em função das grandes distâncias geográficas continuam cada vez mais complexos. A globalização de companhias tem afetado diretamente o mercado de desenvolvimento de software. Na busca por diferenciais competitivos que resultem em custos mais baixos e um alto índice de produtividade e qualidade no desenvolvimento de software, diversas empresas multinacionais optaram por expandir suas fronteiras e começaram a expandir o seu desenvolvimento de software nos países emergentes do bloco BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) em função dos incentivos fiscais favoráveis e mão de obra especializada abundante. Torna-se cada vez mais necessário identificar alternativas de processos de desenvolvimento de software que sejam mais leves e menos burocráticos que contribuam para a agilidade das equipes distribuídas e aliviem os efeitos negativos que a distribuição geográfica traz para o desenvolvimento global de software. Nesse sentido, esta dissertação de mestrado tem como objetivo avaliar os efeitos causados pela adoção de práticas de desenvolvimento ágil nos principais desafios enfrentados por projetos GSD. O método de pesquisa utilizado foi o estudo de caso tendo como unidade de análise um projeto de desenvolvimento global de software envolvendo a participação de três universidades situadas em dois continentes e um centro de pesquisas em engenharia de software localizado nos EUA. A pesquisa contribui no sentido de identificar quais as lições aprendidas sobre os efeitos produzidos pela aplicação da metodologia ágil no contexto da engenharia global de software, bem como, que novos desafios surgem a partir desta combinação.
29

Autoria de artefatos de software

Silva, Marcos Tadeu January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:43:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000435459-Texto+Completo-0.pdf: 4028604 bytes, checksum: 016481271b112068757394e90db50985 (MD5) Previous issue date: 2010 / In the context of software engineering, software process defines a set of “activities, “roles”, and “artifacts” that are used throughout a software product life-cycle. However, these processes represent artifacts as monolithic documents of loosely structured information. This occurs due to the fact that the artifact construction is developed through text processing tools, leading to problems in the computation of the structure, in the organization, and in the content, since it limits the potential formalization of the used artifacts. In this context, the challenge is to build software artifacts through tools that work with a higher level of formalization. In this sense, we present an approach which aims to represent software artifacts in a structured way, slicing artifacts in two levels: “structure” and “content”. Besides, this work also helps to present artifacts as a generic process independent source. In the literature, this is known as separated “method definition” and “process structure use”. Therefore, our approach consists in using a different paradigm for artifact manipulation, trying to increase the information control at the software development process authoring and definition phase. / No contexto da engenharia de software, processos de desenvolvimento de software definem um conjunto de “atividades”, “papéis”, e “artefatos” que são utilizados durante o ciclo de vida da construção de um produto de software. Entretanto, tais processos representam artefatos como documentos monolíticos, que são compostos de informações fracamente estruturadas. Isto ocorre dado o fato da construção dos artefatos ser feita a partir de processadores de textos, levando a um problema na computação da estrutura, da organização e do conteúdo, uma vez que limita a potencial formalização dos artefatos utilizados. Diante deste contexto, o desafio é construir artefatos de software que podem ser controlados e gerenciados através de ferramentas que trabalhem com maior nível de formalização. Neste sentido, apresentamos uma abordagem que visa à representação de artefatos de forma bem estruturada, separando artefatos em dois níveis: “estrutura” e “conteúdo”. Além disso, este trabalho também auxilia na utilização de artefatos de forma genérica, independente de processo, o que é conhecido na literatura por camadas de “definição” de artefatos e “uso” em processos. Desta forma, nossa abordagem consiste na utilização de um paradigma diferente de manipulação de artefatos, numa tentativa de melhoria no controle da informação desde a fase de autoria e definição do processo de desenvolvimento de software.
30

Aprendizagem de ontologias para o apoio ao processo de desenvolvimento de software orientado a conhecimento

Dorneles, Fabiana Winovski January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:43:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000432628-Texto+Completo-0.pdf: 4515001 bytes, checksum: a8701179ed0b16f45ff16ceb7a59c041 (MD5) Previous issue date: 2011 / Ontologies enable the semantic formalism and enable the development of applications, using them as a knowledge base, and providing a better data representation. This dissertation proposes an approach that addresses the three major challenges to the use of ontologies in Software Engineering: enabling the modeling of knowledge scattered among software artifacts; meaking feasible a semi-automatic generation of a ontology, in contrast to the costly process of manual creation; and bring more formality to the process of software development, since the ontology is machine processable. For this, we used the knowledge areas to the approach definition, such as applying a set of techniques of Natural Language Processing to identify and extract relevant information contained in some deployments of use cases. Thus, it was possible to generate the initial ontology, from the mapping of the class diagram that describes the domain model of the software, and its subsequent refinement using the details of use cases. The result is a set of tuples extracted from the detailed use cases. By manual inspection is generated semiautomatically a refined ontology, there by minimizing the need for human intervention in the ontology construction. Finally, the ontology describes the final proposal software solution, enabling a better understanding of the concepts related to the solution that is being built. / As ontologias possibilitam o formalismo semântico e permitem o desenvolvimento de aplicações utilizando-as como base de conhecimento, fornecendo assim melhor representação dos dados. Esta dissertação propõe uma abordagem para solucionar os três principais desafios da utilização de ontologias em Engenharia de Software: possibilitar a modelagem do conhecimento dispersa nos artefatos de software; viabilizar a criação da ontologia de modo semi-automático, em contrapartida ao oneroso processo de criação manual; e trazer maior formalismo ao processo de desenvolvimento de software, uma vez que a ontologia é processável por máquina. Para a definição da abordagem utilizou-se das áreas de conhecimento existentes, como a aplicação de um conjunto de técnicas de Processamento da Linguagem Natural para identificar e extrair as informações relevantes contidas nos detalhamentos de casos de uso. Sendo assim, tornou-se possível a geração da ontologia inicial, a partir do mapeamento do diagrama de classes que descreve o modelo de domínio do software, e seu posterior refinamento, através do detalhamento dos casos de uso. O resultado final é um conjunto de tuplas extraídas a partir da descrição detalhada dos casos de uso. Através da inspeção manual é gerada uma ontologia refinada de modo semi-automático, minimizando, com isto, a intervenção humana na construção da ontologia. Por fim, a ontologia final descreve a solução de software proposta, possibilitando o melhor entendimento dos conceitos relacionados à solução que está sendo construída.

Page generated in 0.0864 seconds