• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 798
  • 98
  • 98
  • 97
  • 85
  • 68
  • 12
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 4
  • 3
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 821
  • 821
  • 185
  • 180
  • 166
  • 156
  • 142
  • 133
  • 128
  • 110
  • 107
  • 94
  • 86
  • 74
  • 68
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Avaliação espirométrica de cavalos da raça puro sangue árabe durante teste padrão de exercício progressivo em esteira

Watanabe, Marcos Jun [UNESP] 11 December 2008 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:31:10Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-12-11Bitstream added on 2014-06-13T19:41:04Z : No. of bitstreams: 1 watanabe_mj_dr_botfmvz.pdf: 860587 bytes, checksum: 502b1751c2b9cd4ad532c1b935fb8724 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / A espirometria refere-se a um teste fisiológico que mensura como o indivíduo inspira e expira volumes e gases em função do tempo. Por meio da presente pesquisa, avaliaram-se as respostas ventilatórias e de troca gasosa durante diferentes intensidades de exercício. Seis eqüinos adultos da raça Árabe, clinicamente hígidos foram submetidos ao Teste Padrão de Exercício Progressivo com a esteira com inclinação de +6%, o qual consistiu da velocidade inicial de 1,8 m.s-1 por cinco minutos, a 4,0 m.s-1 por três minutos, a 6,0 m.s-1 por dois minutos e fases a 8,0; 9,0; 10,0 e 11,0 m.s-1 por um minuto cada. Os parâmetros ventilatórios e de troca gasosa foram monitorados por meio da máscara de análise de gases respiratórios nos dez segundos finais da mudança de velocidade, e aos 1, 2 e 3 minutos do pós-exercício. O volume corrente, a freqüência respiratória e a ventilação minuto elevam-se durante o exercício, e diminuem no período pós-exercício. O consumo de oxigênio e a produção de dióxido de carbono apresentam elevação linear conforme a intensidade de exercício. O quociente respiratório eleva-se para valores maiores que 1,0 a partir da velocidade de 9,0 m.s-1, indicando o predomínio do metabolismo anaeróbico, e mantêm-se ainda elevado no período pós-exercício. A espirometria durante o Teste Padrão de Exercício Progressivo confirma sua eficácia para a avaliação de respostas ventilatórias e de troca gasosa em cavalos da raça Árabe durante e após a realização de exercício em esteira ergométrica. / The spirometry is physiology test that measures how an individual inhales or exhales volumes and gases of air as a function of time. This current study evaluated the equine ventilatory and gas exchange responses during different levels of exercise. Six clinically healthy Arabian horses were submitted to a standard incremental exercise test performed on a high-speed treadmill with a slope of +6%, and initial speed of 1,8 m.s-1 during 5 minutes, then 4,0 m.s-1 during 3 minutes, 6,0 m/s during 2 minutes and 8,0; 9,0; 10,0 and 11,0 m.s-1 during one minute for each of these velocities. Ventilation and gas exchange were measured using horse face mask with ultrasonic spirometry at the time of 10 last seconds at the end of every speed change and at 1, 2 and 3 minutes after the end on the exercise, defined as experiment moments. We conclude that during this exercise test it was increase in volume tidal, respiratory frequency and minute ventilation, and decrease during post exercise. There was a linear increase in both VO2 and VCO2 vs exercise intensity. The respiratory quotient increases to values higher than 1,0; when speed reaches 9,0 m.s-1 and on, indicating anaerobic metabolism predominance, it keeps high in post exercise period. The spirometry in standard incremental exercise test was efficient to evaluate the both gas exchange and ventilatory responses of Arabian horses during and recovery of exercise perform on treadmill.
2

Avaliação espirométrica de cavalos da raça puro sangue árabe durante teste padrão de exercício progressivo em esteira /

Watanabe, Marcos Jun. January 2008 (has links)
Resumo: A espirometria refere-se a um teste fisiológico que mensura como o indivíduo inspira e expira volumes e gases em função do tempo. Por meio da presente pesquisa, avaliaram-se as respostas ventilatórias e de troca gasosa durante diferentes intensidades de exercício. Seis eqüinos adultos da raça Árabe, clinicamente hígidos foram submetidos ao Teste Padrão de Exercício Progressivo com a esteira com inclinação de +6%, o qual consistiu da velocidade inicial de 1,8 m.s-1 por cinco minutos, a 4,0 m.s-1 por três minutos, a 6,0 m.s-1 por dois minutos e fases a 8,0; 9,0; 10,0 e 11,0 m.s-1 por um minuto cada. Os parâmetros ventilatórios e de troca gasosa foram monitorados por meio da máscara de análise de gases respiratórios nos dez segundos finais da mudança de velocidade, e aos 1, 2 e 3 minutos do pós-exercício. O volume corrente, a freqüência respiratória e a ventilação minuto elevam-se durante o exercício, e diminuem no período pós-exercício. O consumo de oxigênio e a produção de dióxido de carbono apresentam elevação linear conforme a intensidade de exercício. O quociente respiratório eleva-se para valores maiores que 1,0 a partir da velocidade de 9,0 m.s-1, indicando o predomínio do metabolismo anaeróbico, e mantêm-se ainda elevado no período pós-exercício. A espirometria durante o Teste Padrão de Exercício Progressivo confirma sua eficácia para a avaliação de respostas ventilatórias e de troca gasosa em cavalos da raça Árabe durante e após a realização de exercício em esteira ergométrica / Abstract: The spirometry is physiology test that measures how an individual inhales or exhales volumes and gases of air as a function of time. This current study evaluated the equine ventilatory and gas exchange responses during different levels of exercise. Six clinically healthy Arabian horses were submitted to a standard incremental exercise test performed on a high-speed treadmill with a slope of +6%, and initial speed of 1,8 m.s-1 during 5 minutes, then 4,0 m.s-1 during 3 minutes, 6,0 m/s during 2 minutes and 8,0; 9,0; 10,0 and 11,0 m.s-1 during one minute for each of these velocities. Ventilation and gas exchange were measured using horse face mask with ultrasonic spirometry at the time of 10 last seconds at the end of every speed change and at 1, 2 and 3 minutes after the end on the exercise, defined as experiment moments. We conclude that during this exercise test it was increase in volume tidal, respiratory frequency and minute ventilation, and decrease during post exercise. There was a linear increase in both VO2 and VCO2 vs exercise intensity. The respiratory quotient increases to values higher than 1,0; when speed reaches 9,0 m.s-1 and on, indicating anaerobic metabolism predominance, it keeps high in post exercise period. The spirometry in standard incremental exercise test was efficient to evaluate the both gas exchange and ventilatory responses of Arabian horses during and recovery of exercise perform on treadmill / Orientador: Armen Thomassian / Coorientador: Carlos Alberto Hussni / Banca: José Luiz de Mello Nicoletti / Banca: Aguemi Kohayagawa / Banca: Wilson Roberto Fernandes / Banca: Alexandre Augusto de Oliveira Gobesso / Doutor
3

Respostas psicofísiológicas entre sujeitos com diferentes níveis de condicionamento durante exercício físico em ritmo autosselecionado

Santos, Bruno Vinícius January 2012 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Sergio Gregorio da Silva / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Defesa: Curitiba, 29/03/2012 / Inclui referências : f. 76-96 / Área de concentração: Exercício e esporte / Resumo: OBJETIVO: Comparar as respostas fisiológicas, perceptuais e afetivas, e a velocidade durante a realização de caminhada na esteira em ritmo autosselecionado por homens adultos de diferentes níveis de aptidão cardiorrespiratória. MÉTODOS: participaram 28 homens, com idade entre 20 e 35 anos, designadas de forma intencional entre: grupo I - alta AC (AAC), n = 14 e grupo II - baixa AC (BAC), n = 14. Cada sujeito participou de duas sessões de avaliação (teste incremental máximo e teste de 20 minutos de exercício em intensidade autosselecionada), a fim de determinar as respostas fisiológicas (frequência cardíaca, FC; e consumo de oxigênio, VO2), perceptuais (percepção subjetiva de esforço, PSE; percepção de prazer/desprazer, PPD) de cada sessão. Para comparação das variáveis com distribuição normal foi utilizada a ANOVA de um fator, empregando-se post-hoc de Tukey, com p < 0,05. RESULTADOS: a velocidade autosselecionada aumentou ao longo do tempo tanto para os sujeitos do grupo AAC quanto para aqueles do grupo BAC. Entretanto, os sujeitos do grupo AAC exercitou-se em uma velocidade maior do que os do grupo BAC. Os sujeitos de ambos os grupos tenderam a se exercitar em intensidades similares, ou seja, independente do nível de aptidão as intensidades relativas são iguais. Apesar do nível de aptidão cardiorrespiratória e experiência na atividade a percepção do esforço aumentou e a percepção de prazer/desprazer diminuiu ao longo dos 20 min. de exercício. Embora tenha diminuído com o passar do tempo de exercício, as respostas da percepção de prazer/desprazer permaneceu mais positiva para os sujeitos do grupo AAC. CONCLUSÕES: O nível de aptidão influencia na carga autosselecionada, mas não nas respostas fisiológicas relativas à intensidade. A experiência prévia e familiaridade com o modo de exercício influencia na resposta de percepção de prazer/desprazer, mas não na percepção do esforço durante exercício em ritmo autosselecionado. Palavras-chave: Autosseleção, Exercício físico e Psicofisiologia / Abstract: Purpose: To compare physiological, perceptual and affective responses and speed during treadmill exercise session at a self-selected pace in adult men with different physical fitness level. Methods: 28 adult men participated, aged between 20 and 35, assigned between the group with low fitness - group I (n = 14); and higher fitness (n = 14). Each subject participated of two experimental sessions (maximal incremental test and 20 minutes of exercise at self-selected intensity) in order to determine the physiological responses (heart rate, HR; and oxygen consumption, VO2), perceptual (rating of perceived exertion, PSE) and affective of each session. To compare variables with normal distribution was utilized ANOVA one-way, using Tukey post-hoc test, and the non-normal distribution by Kruskal-Wallis test with p<0.05. Results: the self-selected speed improved for both groups, however the subjects of the group with higher fitness was faster. The relative intensity did not differ between groups and, the affective responses was lower, but was more positive for group with higher fitness level. Conclusions: The level of fitness has an influence in the workload selected, but the relative intensity was similar. The previous experience in mode of exercise has influence in affective responses but did not any influence in effort. Key word: Self-pace, Physical Exercise and Psychophysiology.
4

Atividade física habitual, barreiras para prática de atividade física e indicadores de saúde de pacientes em hemodiálise /

Rosa, Clara Suemi da Costa. January 2012 (has links)
Orientador: Henrique Luiz Monteiro / Banca: Eduardo Kokubun / Banca: Arturo Forner Cordero / Resumo: Apesar dos avanços no tratamento de diálise terem aumentado a sobrevida de doentes, tais procedimentos, isoladamente, não garantem a preservação da qualidade de vida. Na população em geral, trabalhos epidemiológicos têm identificado vários fatores, demográficos, étnicos, econômicos, entre outros, associados com o nível de atividade física, que cuidadosamente levam a designar programas de intervenção ao público de risco elevado e melhorar a sobrevida da população. No doente renal crônico em hemodiálise os estudos que indicam o nível de atividade física habitual, são escassos e trazem resultados de populações norte-americanas e europeias, não condizentes, portanto, com a realidade de país em desenvolvimento. O objetivo do estudo foi explorar a interação de indicadores de saúde e barreiras associados ao nível habitual de atividade física de pacientes em hemodiálise. A casuística foi composta trinta e cinco pacientes de dois Centro de Hemodiálise, com idade superior a 18 anos e a mais de três meses em tratamento, que após apresentação do projeto se disponibilizaram a participar do estudo. Uma anamnese com questões sócio-demográficas foi aplicada, e nos prontuários clínicos buscou-se os exames bioquímicos, peso seco, tempo em hemodiálise e doença primária. Um inquérito de comorbidades, barreiras pessoais para prática de atividade física e qualidade de vida (SF-36) também foram aplicados. Para análise da atividade física habitual, foi utilizado um sensor de movimento tipo acelerômetro marca Actigraph-GT3X, com o qual os avaliados permaneceram por seis dias completos. As características gerais da casuística foram apresentadas sob a forma de tendência central e dispersão e os dados categóricos em valores percentuais... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Despite advances in dialysis treatment have increased survival of patients; such procedures do not guarantee the preservation of quality of life. In the general population, epidemiological studies have identified several factors such as demographic, ethnic, economic, among others, associated with the level of physical activity that lead to carefully describe intervention programs to the public from high risk and improve survival of the population. Studies that indicate the level of habitual physical activity of patients undergoing hemodialysis are scarce and involve only results of North American and European population, not consistent, therefore, with the reality of a developing country. The aim of this study was to explore the interaction of health indicators and barriers associated with the usual level of physical activity in hemodialysis patients. The series consisted of thirty-five patients of two Hemodialysis Center, adults and more than three months in treatment, that after presenting the project agree to participate. An interview with demographic questions was applied, and clinical records sought to biochemical tests, weight, time on dialysis and primary disease. A survey of comorbidities, personal barriers to physical activity and quality of life (SF-36) were also applied. For analysis of physical activity, we used a motion sensor-type accelerometer Actigraph GT3X brand, with which the subjects remained for six full days. The general characteristics of the sample were presented in the form of central tendency and dispersion, and categorical data as percentages. To determine the interactions between independent variables and the level of habitual physical activity model of forward stepwise multiple regression was applied with a significance level of 5%. By reason of sample size, the number of variables in the model was limited... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
5

Diferentes protocolos de treinamento na prevenção do Diabetes mellitus em ratos /

Ribeiro, Carla. January 2012 (has links)
Orientador: Maria Alice Rostom de Mello / Banca: Ricardo José Gomes / Banca: Eliane Stevanato / Banca: José Alexandre Curiacos de Almeida Leme / Banca: Eliete Luciano / Resumo: O objetivo geral deste estudo foi avaliar o impacto de diferentes protocolos de treinamento físico sobre a evolução do quadro diabético em ratos submetidos à aplicação neonatal com aloxana. Ao longo do projeto de doutorado, foram realizadas às coletas de dados referentes à aplicação neonatal de aloxana e aplicação dos protocolos de treinamento contínuo, intermitente e de força de natação, em três séries de experimentos resultando quatro estudos. O primeiro estudo teve como objetivo comparar os efeitos do treinamento intermitente e do treinamento contínuo de natação no metabolismo muscular da glicose dos animais. Os resultados encontrados demonstraram eficácia da administração neonatal de aloxana, observando-se intolerância à glicose e menor sensibilidade à insulina nos animais aloxânicos aos 28 dias. Aos 120 dias, os animais aloxânicos submetidos ao treinamento intermitente mostraram maior área sob a curva glicêmica no GTTo que os respectivos controles. Em relação à captação de glicose pelo músculo sóleo isolado, os animais treinados pelo protocolo intermitente apresentaram maiores valores. A concentração de glicogênio do músculo gastrocnêmio foi aumentada pelo treinamento intermitente somente nos animais controles. Assim, conclui-se que o protocolo de exercício intermitente mostrouse mais eficaz que o contínuo para a melhora da captação de glicose pelo músculo esquelético. O segundo estudo visou analisar os efeitos do treinamento intermitente bem como do treinamento continuo no metabolismo protéico muscular. Foi verificado que, aos 28 dias, os animais aloxânicos apresentaram glicemia após sobrecarga de glicose maior do que os controles, mas não foram apresentadas diferenças na insulinemia. Aos 120 dias, não foram observadas diferenças nas análises séricas de albumina e proteínas totais entre os... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The aim of the study was to evaluate the effects of different training exercise protocols on the evolution of diabetic picture in neonatal alloxan-administered rats. During this research, data concerning neonatal alloxan administration and continuous, intermittent and strength swimming training protocols were analyzed in three sets of experiments which resulted in four different scientific articles. The first study aimed to compare the effects of intermittent and continuous swimming training on glucose metabolism of the animals. The data from this study demonstrated the efficacy of the neonatal alloxan administration in impairing the glucose homeostasis of the animals, showing glucose intolerance and lower insulin sensitivity in the alloxan animals at 28 days. At 120 days, the alloxan treated animals subjected to the intermittent training showed higher serum glucose (AUC) than the controls after a GTT. The glucose uptake by isolated soleus muscle was higher in the animals trained by the intermittent protocol. The glycogen concentration of the gastrocnemius muscle was increased only in the control animals that performed intermittent training. In conclusion, intermittent exercise protocol was more effective than continuous exercise in improving glucose uptake by skeletal muscle. The second study aimed to examine the effects of intermittent and continuous swimming training on muscle protein metabolism. At 28 days, the alloxan animals displayed higher glycemia after glucose overload than the control animals. No differences in insulinemia among the groups were detected. At 120 days, no differences in serum albumin and total protein among the groups were observed. In relation to muscle analysis for DNA and Protein/DNA ratio was observed higher DNA content in the alloxan animals that were subjected to continuous training and ... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
6

Atividade física habitual, barreiras para prática de atividade física e indicadores de saúde de pacientes em hemodiálise

Rosa, Clara Suemi da Costa [UNESP] 30 March 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:22:53Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-03-30Bitstream added on 2014-06-13T20:49:29Z : No. of bitstreams: 1 rosa_csc_me_rcla.pdf: 483175 bytes, checksum: baff604e6261b22e53d5fc40330985d8 (MD5) / Apesar dos avanços no tratamento de diálise terem aumentado a sobrevida de doentes, tais procedimentos, isoladamente, não garantem a preservação da qualidade de vida. Na população em geral, trabalhos epidemiológicos têm identificado vários fatores, demográficos, étnicos, econômicos, entre outros, associados com o nível de atividade física, que cuidadosamente levam a designar programas de intervenção ao público de risco elevado e melhorar a sobrevida da população. No doente renal crônico em hemodiálise os estudos que indicam o nível de atividade física habitual, são escassos e trazem resultados de populações norte-americanas e europeias, não condizentes, portanto, com a realidade de país em desenvolvimento. O objetivo do estudo foi explorar a interação de indicadores de saúde e barreiras associados ao nível habitual de atividade física de pacientes em hemodiálise. A casuística foi composta trinta e cinco pacientes de dois Centro de Hemodiálise, com idade superior a 18 anos e a mais de três meses em tratamento, que após apresentação do projeto se disponibilizaram a participar do estudo. Uma anamnese com questões sócio-demográficas foi aplicada, e nos prontuários clínicos buscou-se os exames bioquímicos, peso seco, tempo em hemodiálise e doença primária. Um inquérito de comorbidades, barreiras pessoais para prática de atividade física e qualidade de vida (SF-36) também foram aplicados. Para análise da atividade física habitual, foi utilizado um sensor de movimento tipo acelerômetro marca Actigraph-GT3X, com o qual os avaliados permaneceram por seis dias completos. As características gerais da casuística foram apresentadas sob a forma de tendência central e dispersão e os dados categóricos em valores percentuais... / Despite advances in dialysis treatment have increased survival of patients; such procedures do not guarantee the preservation of quality of life. In the general population, epidemiological studies have identified several factors such as demographic, ethnic, economic, among others, associated with the level of physical activity that lead to carefully describe intervention programs to the public from high risk and improve survival of the population. Studies that indicate the level of habitual physical activity of patients undergoing hemodialysis are scarce and involve only results of North American and European population, not consistent, therefore, with the reality of a developing country. The aim of this study was to explore the interaction of health indicators and barriers associated with the usual level of physical activity in hemodialysis patients. The series consisted of thirty-five patients of two Hemodialysis Center, adults and more than three months in treatment, that after presenting the project agree to participate. An interview with demographic questions was applied, and clinical records sought to biochemical tests, weight, time on dialysis and primary disease. A survey of comorbidities, personal barriers to physical activity and quality of life (SF-36) were also applied. For analysis of physical activity, we used a motion sensor-type accelerometer Actigraph GT3X brand, with which the subjects remained for six full days. The general characteristics of the sample were presented in the form of central tendency and dispersion, and categorical data as percentages. To determine the interactions between independent variables and the level of habitual physical activity model of forward stepwise multiple regression was applied with a significance level of 5%. By reason of sample size, the number of variables in the model was limited... (Complete abstract click electronic access below)
7

Diferentes protocolos de treinamento na prevenção do Diabetes mellitus em ratos

Ribeiro, Carla [UNESP] 23 April 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:30:53Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-04-23Bitstream added on 2014-06-13T20:40:43Z : No. of bitstreams: 1 ribeiro_c_dr_rcla.pdf: 978574 bytes, checksum: d35f0d593815ae6cce81b8e66259c194 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / O objetivo geral deste estudo foi avaliar o impacto de diferentes protocolos de treinamento físico sobre a evolução do quadro diabético em ratos submetidos à aplicação neonatal com aloxana. Ao longo do projeto de doutorado, foram realizadas às coletas de dados referentes à aplicação neonatal de aloxana e aplicação dos protocolos de treinamento contínuo, intermitente e de força de natação, em três séries de experimentos resultando quatro estudos. O primeiro estudo teve como objetivo comparar os efeitos do treinamento intermitente e do treinamento contínuo de natação no metabolismo muscular da glicose dos animais. Os resultados encontrados demonstraram eficácia da administração neonatal de aloxana, observando-se intolerância à glicose e menor sensibilidade à insulina nos animais aloxânicos aos 28 dias. Aos 120 dias, os animais aloxânicos submetidos ao treinamento intermitente mostraram maior área sob a curva glicêmica no GTTo que os respectivos controles. Em relação à captação de glicose pelo músculo sóleo isolado, os animais treinados pelo protocolo intermitente apresentaram maiores valores. A concentração de glicogênio do músculo gastrocnêmio foi aumentada pelo treinamento intermitente somente nos animais controles. Assim, conclui-se que o protocolo de exercício intermitente mostrouse mais eficaz que o contínuo para a melhora da captação de glicose pelo músculo esquelético. O segundo estudo visou analisar os efeitos do treinamento intermitente bem como do treinamento continuo no metabolismo protéico muscular. Foi verificado que, aos 28 dias, os animais aloxânicos apresentaram glicemia após sobrecarga de glicose maior do que os controles, mas não foram apresentadas diferenças na insulinemia. Aos 120 dias, não foram observadas diferenças nas análises séricas de albumina e proteínas totais entre os... / The aim of the study was to evaluate the effects of different training exercise protocols on the evolution of diabetic picture in neonatal alloxan-administered rats. During this research, data concerning neonatal alloxan administration and continuous, intermittent and strength swimming training protocols were analyzed in three sets of experiments which resulted in four different scientific articles. The first study aimed to compare the effects of intermittent and continuous swimming training on glucose metabolism of the animals. The data from this study demonstrated the efficacy of the neonatal alloxan administration in impairing the glucose homeostasis of the animals, showing glucose intolerance and lower insulin sensitivity in the alloxan animals at 28 days. At 120 days, the alloxan treated animals subjected to the intermittent training showed higher serum glucose (AUC) than the controls after a GTT. The glucose uptake by isolated soleus muscle was higher in the animals trained by the intermittent protocol. The glycogen concentration of the gastrocnemius muscle was increased only in the control animals that performed intermittent training. In conclusion, intermittent exercise protocol was more effective than continuous exercise in improving glucose uptake by skeletal muscle. The second study aimed to examine the effects of intermittent and continuous swimming training on muscle protein metabolism. At 28 days, the alloxan animals displayed higher glycemia after glucose overload than the control animals. No differences in insulinemia among the groups were detected. At 120 days, no differences in serum albumin and total protein among the groups were observed. In relation to muscle analysis for DNA and Protein/DNA ratio was observed higher DNA content in the alloxan animals that were subjected to continuous training and ... (Complete abstract click electronic access below)
8

Influência do exercício aeróbico sobre a atividade de renina plasmática portadores de hipertensão arterial com sobrepeso /

Martinelli, Bruno. January 2008 (has links)
Orientador: Luis Cuadrado Martin / Banca: Silvia Regina Barrile / Banca: Paulo Henrique Wais / Resumo: Existem evidências de que a atividade de renina plasmática é mediador comum da obesidade e hipertensão arterial, o que exacerba o risco cardiovascular quando esta enzima está hiperativada. O exercício aeróbio exerce influência nesta atividade enzimática e torna-se importante elemento para intervenção terapêutica para as duas condições clínicas. O objetivo deste estudo foi discutir as interações entre sistema renina, hipertensão arterial, obesidade e exercício físico. A ativação da renina plasmática merece consideração na fisiopatologia da hipertensão arterial, pois está associada a maior risco cardiovascular. Obesos e sedentários têm tendência à ativação mais intensa deste sistema, o que poderia explicar, pelo menos em parte, o maior comprometimento cardiovascular entre estes indivíduos. Parece que o exercício físico induz à elevação dos níveis da atividade de renina plasmática como efeito imediato, e desativação, a longo prazo, em portadores de hipertensão. Há controvérsias sobre as diversas interações desses elementos e mais estudos se fazem necessários. / Abstract: There are evidences that plasmatic renin activity is usual mediator to obesity and arterial hypertension, that increase cardiovascular risk when this enzyme is in overactivity. The aerobic exercise promoves influences in this enzymatic activity and has been indicated as important element to therapic intervention in this two clinical situations. Obesity and inactivity physical has a link with intensive renin-angiotensin-aldosteron system activitation that would can explain, unfairly, the higher cardiovascular risk between this patients. The plasma renin activity is important in physiology of blood pressure regulation, as in hypertension pathophysiology. Moreover, renin-angiotensin-aldosteron system activation associates with the higher cardiovascular risk independently of blood pressure levels. Apparently, the physical exercise can induce plasma renin inhibition in hypertensives. The purpose this study was discuss about relationship among renin system, arterial hypertension, obesity and physical exercise. There are controversies about the several interactions among this elements, so, more studies are need to clarify this issue. / Mestre
9

Adaptações iniciais do treino de potência na capacidade funcional, força e potência musculares em diabéticos tipo 2

Celes, Rodrigo Souza 31 July 2012 (has links)
Tese (Doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2012. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2012-09-24T13:38:55Z No. of bitstreams: 1 2012_RodrigoSouzaCeles.pdf: 7429846 bytes, checksum: 95913661a4d915c6e396226d72efe1ea (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2012-10-02T14:57:18Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_RodrigoSouzaCeles.pdf: 7429846 bytes, checksum: 95913661a4d915c6e396226d72efe1ea (MD5) / Made available in DSpace on 2012-10-02T14:57:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_RodrigoSouzaCeles.pdf: 7429846 bytes, checksum: 95913661a4d915c6e396226d72efe1ea (MD5) / O diabete Mellitus (DM) é um dos principais problemas de saúde pública, acometendo mais de 11% da população brasileira e sendo considerada um dos principais fatores de morte. Entre os diversos tipos de DM, podemos apontar a tipo 2 como mais relevante, por compor 90% dos casos, atingindo principalmente os mais idosos. O DM tem diversas complicações, dentre as quais, podemos destacar a neuropatia periférica, a retinopatia, doenças cardiovasculares, perda de força muscular e redução da capacidade funcional. O objetivo do presente estudo foi investigar o efeito de 6 semanas de atividades recreativa (AR) versus treino de potência (TP) na performance funcional e neuromuscular de diabéticos tipo 2. Trinta diabéticos tipo 2 (63 ± 11 anos; 163,51 ± 8,37 cm; 76,90 ± 16,88 kg) foram divididos em dois grupos: 1) TP (3 séries de 8-10 repetições o mais rápido possível com 50-60% 1RM) e 2) AR (40 a min de caminhada ou aula dança ou alongamento ou exercícios com o peso corporal). Os grupos exercitavam-se 3 vezes por semana e foram avaliados nos seguintes testes: i) testes funcionais de Rikli e Jones (caminhada 6min; levantar e sentar da cadeira em 30s; levantar da cadeira e dar a volta ao cone posicionado a 3m da cadeira retornando a posição inicial); ii) pico de torque PT (isométrico; a 60º/s; a 180º/s); iii) taxa de desenvolvimento de força (TDF) nos intervalos 0-30ms, 0-50ms, 0-100ms, 0-200ms, 0-300ms e até o PT; iv) na taxa de variação da velocidade (TVV) a 60 e 180º/s. A diferença Pré e Pós testes, bem como as diferenças entre os grupos, foi analisada pela ANOVA 2 X 2 [Tempo (Pré e Pós) X grupo (AR e TP)]. O grupo TP obteve melhora (p < 0,05) entre Pré e Pós nos testes funcionais (8,2% - teste de caminhada e 24,2% - teste de levantar e sentar da cadeira), na força (8,1% - PT isométrico, 7,6% - PT 60º/s e 12,2% - PT 180º/s) e na potência muscular (25,4% - TDF 0-200ms e 20,9% - TDF 0-300ms). AR não obteve melhora em nenhum dos testes, e sim uma redução (p < 0,05) na TDF (-27,4% - 0- 30ms, -28,1% - 0-50ms e -30,5% - até PT) e na TVV (-21,9% - 180º/s). No momento Pós, o TP foi superior (p < 0,05) ao AR nos testes funcionais (caminhada e no teste de levantar e sentar da cadeira) e na força muscular (PT a 60º/s). Os resultados demonstram que seis semanas de treinamento de potência é um estratégia eficiente para melhorar a capacidade funcional, a força e a potência musculares em diabéticos tipo 2. _______________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Diabetes Mellitus (DM) is a major public health problem, affecting more than 11% of the Brazilian population and it is considered one of the leading causes of death. Among the various types of diabetes, type 2 can be pointed as being more relevant, composing 90% of cases and affecting mainly the elderly. The DM has several complications, among which we can highlight peripheral neuropathy, the retinopathy, cardiovascular disease, loss of muscle strength and reduced functional performance. The aim of this study was to investigate the effect of 6 weeks of recreational activities (RA) versus power training (PT) on functional performance, muscle strength and power of type 2 diabetics. Thirty type 2 diabetic (63 ± 11 years; 163.51 ± 8.37 cm, 76.90 ± 16.88 kg) were divided into two groups TP (3 sets of 8-10 repetitions as fast as possible with 50-60 % 1RM) or RA (40 min walk or dance class or stretching or exercises with body weight). Both groups exercised three times per week and subjects were evaluated: i) Rikli and Jones functional tests (6min walk; 30s chair stand test; 8ft – up and go test), ii) peak torque PT (isometric; at 60 º/s; 180 °/s), iii) the rate of force development (RFD) in the intervals of 0-30ms, 0-50ms, 0-100ms, 0-200ms, 0-300ms and to the PT; iv) the rate of velocity development (RVD) at 60 and 180º/s. The difference pre and post tests, as well as differences between groups was analyzed by 2 X 2 ANOVA [time (Pre and Post) x group (RA and TP)]. The TP group improvement was found (p <0.05) between Pre and Post on functional tests (8.2% - walk test and 24.2% - test stand and sit from a chair), strength (8.1% - PT isometric, 7.6% - PT 60 º/s and 12.2% - PT 180 º/s) and muscle power (25.4% - RFD 0-200ms and 20.9% - RFD 0-300ms). RA had no improvement in any of the tests, but a reduction (p <0.05) in RFD (-27.4% - 0-30ms, -28.1% - 0-50ms and -30.5% - up PT) and RVD (-21.9% - 180 º/s). TP was better than RA (p <0.05) in Post test on functional tests (walking and stand and sit from a chair) and muscle strength (PT 60 º/s). The results show that six weeks of power training is an efficient strategy to improving functional performance, strength and muscle power in type 2 diabetes.
10

Quimiorreflexo e receptores AT1 : papel no controle cardiovascular de animais recuperados da restrição proteica sedentários e treinados.

Sá, Renato Willian Martins January 2015 (has links)
Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto. / Submitted by giuliana silveira (giulianagphoto@gmail.com) on 2016-04-13T20:00:53Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO_QuimiorreflexoReceptoresAT1.pdf: 3761842 bytes, checksum: 8edb360fbae9ca200efb17af2f631f18 (MD5) / Rejected by Gracilene Carvalho (gracilene@sisbin.ufop.br), reason: Por favor corrija a data do documento. lembre-se a data é a de defesa e não do ano de submissão. on 2016-04-15T13:20:15Z (GMT) / Submitted by giuliana silveira (giulianagphoto@gmail.com) on 2016-04-15T16:50:18Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO_QuimiorreflexoReceptoresAT1.pdf: 3761842 bytes, checksum: 8edb360fbae9ca200efb17af2f631f18 (MD5) / Approved for entry into archive by Gracilene Carvalho (gracilene@sisbin.ufop.br) on 2016-04-27T19:18:45Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO_QuimiorreflexoReceptoresAT1.pdf: 3761842 bytes, checksum: 8edb360fbae9ca200efb17af2f631f18 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-04-27T19:18:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO_QuimiorreflexoReceptoresAT1.pdf: 3761842 bytes, checksum: 8edb360fbae9ca200efb17af2f631f18 (MD5) Previous issue date: 2015 / Neste trabalho investigamos o quimiorreflexo arterial e o possível envolvimento de receptores AT1 na sua modulação em ratos recuperados da restrição proteica pós desmame submetidos ao treinamento físico crônico. Para tanto, ratos Fischer foram divididos em grupos controles sedentários (C105 S) e treinados (C105 T), e recuperados sedentários (R-RP S) e treinados (R-RP T). Os ratos recuperados foram alimentados com dieta hipoproteica (caseína - 8%) por 35 dias após o desmame e, em seguida, recuperados com dieta normoproteica (20%) por 70 dias. Os grupos controles receberam apenas dieta normoproteica por 105 dias. O programa de treinamento físico de natação foi realizado diariamente (5 dias por semana) durante oito semanas, cumprindo normativas de intensidade e volume progressivos. 48 horas após a cirurgia de canulação, a pressão arterial média (PAM) e a frequência cardíaca (FC) foram registradas em ratos acordados. O quimiorreflexo foi estimulado por injeções intravenosas (i.v.) de KCN (20-160μg/kg) imediatamente antes (basal) e após 75 minutos do bloqueio de receptores AT1 com losartan (20 mg/kg, i.v.). Em ratos sedentários, as respostas pressora e bradiarrítmica evocadas pela dose de 60 μg/kg de KCN foram maiores no grupo R-RP S em relação ao grupo C105 S [25 ± 5 mmHg; -27 ± 9 bpm (C105 S) e 45 ± 4 mmHg e -76 ± 14 bpm (R-RP S)]. A administração de losartan não modificou estas respostas. Em ratos treinados, não foram observadas diferenças na resposta pressora para a mesma dose de KCN entre os grupos R-RP T e C105 T. Contudo, a resposta bradiarrítmica foi maior no grupo C105 T em relação ao grupo R-RP T [-166 ± 44 bpm (C105 T) e -44 ± 36 bpm (R-RP T). O losartan também não alterou a magnitude destas respostas. Em conclusão, a restrição proteica seguida pela recuperação alimentar eleva a sensibilidade do componente cardiovascular do quimiorreflexo arterial por mecanismos que parecem não depender de receptores AT1. O treinamento físico crônico foi capaz de normalizar a sensibilidade do componente pressor do quimiorreflexo arterial em ratos recuperados de restrição proteica pós-desmame sugerindo que o treinamento físico possa estar corrigindo ou compensando alterações do quimiorreflexo arterial geradas pela restrição/recuperação. _____________________________________________________________________________ / ABSTRACT : In the current study, we tested the effects of low protein intake after weaning followed by a recover protocol combined with exercise on cardiovascular responses to chemoreflex activation before and after systemic AT1 receptors blockade. Male Fischer rats were randomly divided into sedentary (C105 S) and trained (C105 T) control groups, and sedentary (R-RP S) and trained (R-RP T) recovered groups. Recovered rats were fed low protein (8% casein) diet for 35 days after weaning and refed normal protein (20%) diet for 70 days. Control rats received normal protein diet for 105 days. The training protocol was performed daily (5 days per week) for 8 weeks. Training volume and intensity were progressively increased along the weeks. 48 hours after cannulation surgery, mean arterial pressure (MAP) and heart rate (HR) were acquired by digital recording system in freely moving rats. Chemoreflex was elicited by intravenous (i.v.) KCN (20-160μg/kg) just before and 75 minutes after AT1 receptors blockade with losartan (20 mg/kg, i.v.). In sedentary rats, the pressor and the bradycardic responses elicited by KCN (60 μg/kg) were higher in R-RP S than in C105 S [25 ± 5 mmHg; -27 ± 9 bpm (C105 S) e 45 ± 4 mmHg e -76 ± 14 bpm (R-RP S)]. Losartan did not affect these responses. In trained rats, pressor responses to chemoreflex activation were similar between C105 T and R-RP T. However, the bradycardic response elicited by KCN (60 μg/kg) was higher in C105 T than in R-RP T [-166 ± 44 bpm (C105 T) e -44 ± 36 bpm (R-RP T). Losartan did not affect this response. In conclusion, low protein intake after weaning followed by recover increases the sensitivity of the cardiovascular component of arterial chemoreflex independently of AT1 receptors. Exercise training normalizes the pressor component of arterial chemoreflex in recovered rats.

Page generated in 0.0586 seconds