• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 4207
  • 108
  • 108
  • 100
  • 96
  • 90
  • 38
  • 33
  • 28
  • 28
  • 18
  • 12
  • 10
  • 8
  • 7
  • Tagged with
  • 4356
  • 1675
  • 860
  • 761
  • 735
  • 643
  • 574
  • 540
  • 459
  • 426
  • 379
  • 376
  • 352
  • 348
  • 345
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Rainha do lar ou reprodutora ideologica

Von Linsingen, Dagmar U. S January 1983 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciencias Humanas / Made available in DSpace on 2012-10-15T22:21:31Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T14:41:52Z : No. of bitstreams: 1 100812.pdf: 2862993 bytes, checksum: d467faed55d6532c8d6777110a416703 (MD5) / O objetivo deste trabalho é perceber a partir de 15 histórias de vida, até que ponto a mulher, duma determinada comunidade, é vítima ou cúmplice do seu cotidiano. Para tal procurou-se perceber se existe alguma opressão no seu trabalho doméstico e na sua condição de mulher na sua própria comunidade, e se esta opressão está de alguma forma ligada a ideologia que ressalta a diferença ?natural? entre homens e mulheres. É, portanto, através dos discursos das entrevistadas que se sugeriu algumas formulações para se colocar o papel da mulher enquanto essencial para mudanças dentro da comunidade.
2

A informação no cotidiano do sujeito : mulher feminino

Eggert-Steindel, Gisela January 1992 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Biblioteconomia / Made available in DSpace on 2016-01-08T17:33:57Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1992
3

A informação no cotidiano do sujeito : mulher feminino

Eggert-Steindel, Gisela January 1992 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Biblioteconomia / Made available in DSpace on 2012-10-16T22:50:52Z (GMT). No. of bitstreams: 0
4

Profissão : Do lar : a (des)valorização do trabalho doméstico como desdobramento da (in)visibilidade do feminino

Santos, Luciana da Silva 27 June 2008 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2008. / Submitted by Rosane Cossich Furtado (rosanecossich@gmail.com) on 2010-03-08T12:11:47Z No. of bitstreams: 1 2008_LucianaSilvaSantos.pdf: 750685 bytes, checksum: 46d8abf25fd9af5c2a5f4a5ff14fe098 (MD5) / Approved for entry into archive by Lucila Saraiva(lucilasaraiva1@gmail.com) on 2010-03-10T23:57:51Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_LucianaSilvaSantos.pdf: 750685 bytes, checksum: 46d8abf25fd9af5c2a5f4a5ff14fe098 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-03-10T23:57:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_LucianaSilvaSantos.pdf: 750685 bytes, checksum: 46d8abf25fd9af5c2a5f4a5ff14fe098 (MD5) Previous issue date: 2008-06-27 / Mulheres da classe média saíram do âmbito doméstico para o exercício do trabalho fora do lar a partir da segunda metade do século XX. Esse processo provocou, entre outras conseqüências, novos modelos e arranjos de família. A valorização dessas mulheres que saem do espaço privado para desbravar um lugar público, genuinamente masculino, provavelmente inaugura uma nova dimensão da condição feminina. Em outra seara, se encontram mulheres que não romperam com a mítica de "rainha-do-lar" e continuam a desempenhar, exclusivamente, a função de dona-de-casa - em espaço privado e sem remuneração. A condição de mulheres que, nos dias atuais, se mantêm no lugar tradicionalmente feminino, merece atenção. O objetivo geral desta pesquisa foi conhecer, de forma global e exploratória, dimensões da experiência de mulheres donas-de-casa no tocante ao seu trabalho realizado em ambiente privado e sem remuneração. Os objetivos específicos foram: 1) buscar compreender como donas-de-casa, inseridas em diferentes contextos sociais, significam os seus papéis femininos; 2) perceber elementos de valorização às suas atividades, por parte das próprias donas-de-casa e de seus familiares; e 3) conhecer como as atividades desenvolvidas por elas podem afetar em dimensões da saúde. Pelo caráter exploratório da pesquisa, optamos pelo método qualitativo e realizamos entrevistas individuais, semi-estruturadas, com três mulheres donas-de-casa pertencentes às classes sócias baixa, média e alta. A partir da transcrição das entrevistas foi possível analisar as falas das mulheres, de acordo com o método de Análise do Discurso. O conteúdo dessa análise levou à construção de três estudos de caso. Foi possível apreender que as desigualdades sócio-econômicas existentes entre as participantes, contribuíram para as diferentes significações que elas deram ao trabalho doméstico e às experiências decorrentes dele. Apreendemos também que a valorização familiar e, principalmente, pessoal esteve proporcionalmente relacionada à sua realidade social e aos acessos possibilitados por esta. Nos discursos, só a mulher de baixa-renda mencionou que tem sua saúde física e mental afetada pelos trabalhos domésticos. Essa pesquisa foi uma contribuição à visibilidade e à valorização de mulheres que estão à margem dos novos modelos femininos. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Middle class women left home and joined the labor market during the second half of the XX century. This process generated many changes in family arrangements. The valorization of these women that leave the private space to conquer public spaces, typically viewed as masculine domains, inaugurates a new dimension of the feminine condition. On the other hand, there are many women that have remained home, happily fulfilling their role as house wives. The condition of women that, nowadays, remain in the place traditionally female, deserves attention. This qualitative and exploratory research, aimed to understand dimensions of the experience of housewives. The objectives were: 1) to understand the meanings that housewives of different social classes give to their experience and the perspectives they have of the feminine role; 2) to identify elements that might indicate how their role is valued by their families and themselves; 3) to understand how their labor activities might impact their physical and mental health. Semi- structured interviews were used to collect the data that was analyzed with discourse analysis. The analyses resulted in the construction of three case studies. The economic inequalities that exist between the three participants had a significant impact on their views regarding domestic labor, their role in the family and their lives experiences. We seize also that the recovery family and, above all, staff was proportionally related to their social reality and access provided by this. Only the low income housewife made reference to the impact of her domestic labor on her physical and mental health. We believe the contribution of this research was to give voice, value and visibility these often forgotten and undervalued women.
5

Caleidoscopicamente mulher : dilemas e desafios contemporâneos

Guimarães, Francisca Celina Moraes January 2010 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2010. / Submitted by Luanna Maia (luanna@bce.unb.br) on 2011-06-03T15:18:30Z No. of bitstreams: 1 2010_FranciscaCelinaMGuimaraes.pdf: 476583 bytes, checksum: 4c62f78cc1938f24a72a137e1217fc57 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2011-06-03T15:19:12Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2010_FranciscaCelinaMGuimaraes.pdf: 476583 bytes, checksum: 4c62f78cc1938f24a72a137e1217fc57 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-06-03T15:19:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2010_FranciscaCelinaMGuimaraes.pdf: 476583 bytes, checksum: 4c62f78cc1938f24a72a137e1217fc57 (MD5) / Profundas alterações estão em curso no processo de constituição das identidades femininas, que têm assumido contornos inéditos na contemporaneidade. Antigos e novos referenciais identitários apresentam-se como possibilidades reais e a multiplicidade de papéis torna-se realidade no cotidiano das mulheres. Este estudo buscou investigar como mulheres, com idade entre 30 e 45 anos, estão vivenciando o “ser mulher” na atualidade. Em entrevistas realizadas com seis mulheres, temas como maternidade, trabalho, relacionamentos afetivos, conjugalidade, corpo e envelhecimento emergiram, trazendo à tona a forma como têm sido vividos na atualidade. Foram constatadas tanto percepções e vivências de conquistas e realizações como de dificuldades, conflitos, inseguranças e sofrimento. Maternidade e trabalho revelaram-se dois grandes eixos norteadores das identidades femininas e a conciliação entre essas duas dimensões mostrou-se problemática. Procurou-se, então, apreender a forma e a força com que tais referenciais inscrevem-se na vida das mulheres. A análise das entrevistas apontou para a diversidade de papéis desempenhados, a simultaneidade em seu exercício, bem como a exigência de padrão de excelência no desempenho em todas as áreas de atuação. Assim, embora sob o signo da pluralidade, o padrão de funcionamento assemelhado ao de super-mulher configurou-se como prática corrente no cenário atual, assumindo status de grande desafio. Constatou-se que não parece existir um questionamento, pelas próprias mulheres, quanto à multiplicidade de atribuições a seu cargo. Ao contrário, a despeito das dificuldades, parece haver uma busca por encontrar a melhor forma de se multiplicar e dar conta de tudo. Tal qual um caleidoscópio que incessantemente confirma sua potencialidade criativa, as mulheres parecem absorvidas em sua surpreendente capacidade de criar e recriar incontáveis formas de ser mulher. Essa situação, no entanto, revelou-se de risco para a saúde das mulheres, que apresentam numerosas queixas que denunciam os abusos cometidos. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT / Deep changes are occurring in the constitution of feminine identities, which have taken new shapes in contemporaneity. Old and new identity references present themselves as real possibilities, and the diversity of roles becomes a reality in women’s routine. This study aimed to investigate how women, with ages from 30 to 45 years old, are experiencing the “being woman” nowadays. During interviews with six women, subjects as motherhood, work, relationships, marriage, body issues, and aging emerged, bringing up how these issues have been addressed currently. Perceptions and experiences of achievements were observed, as well as difficulties, insecurities, conflicts, and pain. Motherhood and work were described as the most substantial factors in their lives. Finding balance between them, on the other hand, was seen as a difficult task. The interviews pointed out the diversity of roles women have to play simultaneously, as well as the high level of self-expected competence in their lives. The participants seem to act as “super-women”, willing to perform multiple tasks with excellence. The interviewed women do not seem to question this reality. Surprisingly, even though these women have to face difficult times and hardships, they truly seem to seek a way to multiply themselves in order to handle everything they assume. Like a Kaleidoscope, our participants show a fascinating capacity of creating and recreating different ways of being a woman. Such situation, however, is risky for their physical and mental health, since they complain of irritability, of being tired, overwhelmed, depressed, and so far. Key words: gender, woman’s dilemmas, motherhood, work.
6

Análise funcional e desenpenho físico em mulheres com síndrome da fibromialgia

Góes, Suelen Meira January 2010 (has links)
Orientadora : Profa.Neiva Leite / Co-Orientador: André Luiz Félix Rodacki / Dissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Biológicas, Programa de Pós-Graduaçao em Educaçao Física. Defesa: Curitiba, 10/02/2010 / Bliografia: fls.84-94 / Área de concentraçao: Exercício e esporte / Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar os parâmetros cinemáticos e cinéticos da marcha e o desempenho funcional em mulheres com síndrome da fibromialgia (SFM) atendidas no Ambulatório de Reumatologia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, Curitiba – PR. Participaram do estudo 16 mulheres com diagnóstico de SFM segundo os critérios do Colégio Americano de Reumatologia e 16 mulheres saudáveis pareadas pela idade e índice de massa corporal (IMC) compuseram o grupo controle saudável (CS). Avaliaram-se a intensidade dolorosa, qualidade de vida, nível de atividade física, massa corporal e estatura, força muscular dos membros inferiores (contração isométrica voluntária máxima, taxa de desenvolvimento de torque, torque), testes de avaliação funcional e análise cinemática e cinética da marcha (sistema optoeletrônico). A média de idade, IMC e CA foram similares. As pacientes com fibromialgia apresentaram capacidade funcional reduzida nos testes sentar e levantar e foot up and go (p<0,05). O grupo SFM apresentou menores valores para contração isométrica máxima nos músculos extensores do joelho e quadril e adutores do quadril. Não houve diferença estatística entre as características temporais e espaciais lineares da marcha entre os grupos, porém nas variáveis angulares o grupo fibromialgia apresentou menor pico de plantiflexão (12,59°±4,40° vs 16,58°±4,42°; p=0,02) e maior pico de dorsiflexão (16,11°±6,58° vs 11,55°±5,25°; p=0,04) máxima da articulação do tornozelo. Além disso, a ADM1 do joelho no grupo SFM, foi menor quando comparado com o grupo controle (8,97°±3,41° vs 11,82°±2,62; p=0,01). Quanto as variáveis de força de reação do solo, somente o PF1 da Fz foi significativamente menor nas mulheres com fibromialgia (43,9%±12,3% vs 60,3%±25,0%). A prevalência de quedas nos últimos seis meses foi de 43,75% no grupo SFM vs 12,50%; p=0,049). Conclui-se que houve alterações na marcha, redução no desempenho funcional e na força muscular em mulheres com SFM. Além disso, aproximadamente metade das pacientes relatarem quedas nos últimos seis meses, características estas observadas em populações idosas, as quais faz crescer a preocupação de como elas podem ser expostas precocemente aos efeitos adversos da idade. / Abstract: The main objective of this study was to evaluate the kinematic and kinetic parameters of gait and functional performance in women with fibromyalgia syndrome (SFM) which were recruited from the Clinic of Rheumatology, Hospital de Clínicas, Federal University of Paraná, Curitiba - PR. The study included 16 women diagnosed with FMS according to the criteria of the American College of Rheumatology, in addition 16 healthy women matched for age and body mass index (BMI) composed the control group (GC). Pain intensity, quality of life, level of physical activity, weight and height, muscle strength of lower limbs (maximal voluntary isometric contraction, rate of development of torque, torque), tests of functional assessment and analysis of kinematics and kinetics gait (optoelectronic system). Mean age, BMI and WC were similar. The fibromyalgia patients showed reduced functional capacity in the sit up and foot up and go tests (p<0.05). The SFM group presented lower maximal isometric contraction in the hip and knee extensor and hip adductor muscles. There was no difference between temporal and spatial gait variables between groups. The gait angular variables of the SFM showed lower peak plantarflexion (12.6 ° ± 4.4 ° vs. 16.6 ° ± 4.4 °; p = 0.02) and greater ankle dorsiflexion (16.1 ° ± 6.6 ° vs. 11.5 ° ± 5.2 °, p = 0.04). In addition, the knee ROM1, SFM group was lower when compared to the GC (8.9 ° ± 3.4 ° vs. 11.8 ° ± 2.6, p = 0.01). The ground reaction force variables showed lower PF1 in SFM (43.9% ± 12.3% vs 60.3% ± 25%). The prevalence of falls in the last six months was 43.75% in the SFM. Finally, impaired performance, reduced muscle strength, gait disorders and a high prevalence of falls were found in patients with SFM. The similarities between SFM and elderly subjects raise the concern that SFM patients may be exposed early in life to the adverse ageing effects.
7

Mulheres profissionais : um estudo de papeis sexuais e suas implicações no cotidiano

Silva, Marilda Rosa G. C. Gonçalves da January 1988 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciencias Humanas / Made available in DSpace on 2012-10-16T01:42:59Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T15:58:22Z : No. of bitstreams: 1 82315.pdf: 1431435 bytes, checksum: 2959aa82640c52a601aaa8d2524f9403 (MD5)
8

Mulher, identidade e auto-estima: elementos teóricos para uma reflexão critica

Fernandes, Gisele da Silva 30 April 1984 (has links)
Submitted by Estagiário SPT BMHS (spt@fgv.br) on 2012-04-25T14:20:20Z No. of bitstreams: 1 000030085.pdf: 4167955 bytes, checksum: 325d548486b7752b96e39b6d9e0bc650 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-04-25T14:20:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000030085.pdf: 4167955 bytes, checksum: 325d548486b7752b96e39b6d9e0bc650 (MD5) Previous issue date: 1984 / This dissertation's principal objective is to discuss some theoretical questions dealing with the assumption that feminine social myths contribute to the development of woman's identity and self-esteem. More specifically we envisage a time in the evolution of woman's life in which she feels herself restricted to a domestic universe, having lost those feminine functions fabricated by the social imaginary. In some cases, this situation characterizes a moment of crisis, wherein the woman frequently loses the perspective of a future, there by influencing her way of 'being' and 'acting' in the world, and consequently feeling a threat to her identity and self-esteem. In order to understand better the world of a woman, we have included a chapter dealing with several different scientific contributions (biological, sociological, anthropological, historical and psychological) since an interdisciplinary approach to the theme we propose to study is deemed indispensable. Our main conclusion, derived from our theoretical investigation, is that a study directed to those aspects which we have envisaged is both important and relevant, specifically in a historical moment of violent social changes. Therefore, we propose an empirical research in order ta brooden our perspective and ta contribute to the psychalagist's practice in this area. / Partindo do pressuposto de que os mitos sociais femininos participam da construção da identidade e da auto-estima da mulher, buscamos levantar questões pertinentes a estes aspectos. Consideramos, especificamente, neste trabalho uma etapa singular da vida da mulher, na qual ela se sente confinada ao universo doméstico, não mais desempenhando as funções femininas engendradas a partir do imaginário social. Observa-os que em alguns casos esta situação caracteriza um momento de crise, no qual a mulher, frequentemente perde a perspectiva do futuro, o que vai influenciar seu modo de 'estar' e 'atuar' no mundo, ficando ameaçados seu sentimento de identidade e auto-stima. Para uma melhor compreensão do mundo da mulher, incluimos um capitulo sobre algumas contribuições existentes nas diferentes disciplinas (Biologia, Sociologia, Antropologia, História e Psicologia), pois consideramos fundamental uma abordagem multidisciplinar para o estudo proposto. Ao longo do desenvolvimento deste tema, confirmamos a importância e pertinência deste estudo, principalmente neste momento de profundas transformações sociais. Por isso, justificamos a continuidade do nosso trabalho, sugerindo a realização de uma pesquisa empírica a fim de ampliar as colocações aqui feitas, além de contribuir para a práxis do psicólogo neste campo.
9

Proposta de método quantitativo para a distribuição dos melasmas em mulheres

Ponzio, Humberto Antonio Salomon January 2005 (has links)
O melasma é uma hipermelanose adquirida que incide, predominantemente, na face e em mulheres. Pode estar associado à gravidez e ao uso de anticoncepcionais orais, porém a maior parte dos casos é de etiologia desconhecida, e todos são exacerbados pela exposição às radiações solares. Pelos níveis de concentração de melanina à histopatologia, os melasmas têm sido classificados em epidérmicos mistos e dérmicos e, pela topografia de suas lesões, em centrais e periféricos. OBJETIVOS A partir de uma série histórica de melasmas em mulheres, selecionados no arquivo do Setor de Anatomia Patológica do Serviço de Dermatologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul na Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, desenhou-se um estudo transversal, com o objetivo de distribuí-los, pela quantidade dos depósitos dérmicos de melanina, propondo um método quantitativo para classificá-los. MATERIAL E MÉTODO Os dados de 50 casos de mulheres portadoras de melasma, clinica e histopatologicamente comprovados foram analisados quanto às variáveis: idade; cor da pele; tempo de evolução do melasma; idade de ocorrência da menarca; número de gestações concebidas e a termo; irregularidade dos ciclos menstruais; uso de contraceptivos orais; fator causal atribuível, e as classificações topográfica e sob a lâmpada de Wood, comparando-as com a classificação histopatológica e pela quantidade de melanina na derme (ICDM). RESULTADOS Pela classificação histopatológica foram observados 58% de melasmas epidérmicos, 24% de mistos e 18% de dérmicos; pela topografia, 82% eram centrais; à lâmpada de Wood, 60% correspondeu aos epidérmicos, 20% aos mistos e 20% aos dérmicos. A distribuição dos casos pelo ICDM mostrou comportamento unicaudal, com discreta tendência bimodal. Ao comparar os tipos de melasma, classificados pela histopatologia, foi observada diferença apenas quanto ao uso de anticoncepcionais orais que foi mais freqüente entre os melasmas dérmicos. Foi identificada correlação moderada entre a idade e o ICDM e entre o número de gestações e o ICDM. Há uma forte correlação positiva entre o ICDM e a classificação histopatológica (rSpearman = 0,571; P = 0,000) e foi demonstrado que nem a classificação histopatológica ( 2 = 3,9 , P = 0,46; rSpearman= 0,001 , P = 0,99), nem a distribuição pelo ICDM (ANOVA (F) = 0,6, P =0,57; rSpearman = 0,02 , P = 0,93) estão correlacionados com a classificação pela lâmpada de Wood. CONCLUSÕES É possível a determinação, em casos de melasmas femininos, de um índice que traduza a quantidade e o tamanho dos depósitos de melanina na derme que, neste estudo, foi denominado índice de concentração dérmica de melanina (ICDM). Essa distribuição, por ser quantitativa, apresenta melhor desempenho para correlacionar os tipos de melasma. Não há correlação entre a classificação pela lâmpada de Wood com as classificações histopatológica e pelo ICDM, mostrando que seus resultados são aleatórios.
10

Proposta de método quantitativo para a distribuição dos melasmas em mulheres

Ponzio, Humberto Antonio Salomon January 2005 (has links)
O melasma é uma hipermelanose adquirida que incide, predominantemente, na face e em mulheres. Pode estar associado à gravidez e ao uso de anticoncepcionais orais, porém a maior parte dos casos é de etiologia desconhecida, e todos são exacerbados pela exposição às radiações solares. Pelos níveis de concentração de melanina à histopatologia, os melasmas têm sido classificados em epidérmicos mistos e dérmicos e, pela topografia de suas lesões, em centrais e periféricos. OBJETIVOS A partir de uma série histórica de melasmas em mulheres, selecionados no arquivo do Setor de Anatomia Patológica do Serviço de Dermatologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul na Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, desenhou-se um estudo transversal, com o objetivo de distribuí-los, pela quantidade dos depósitos dérmicos de melanina, propondo um método quantitativo para classificá-los. MATERIAL E MÉTODO Os dados de 50 casos de mulheres portadoras de melasma, clinica e histopatologicamente comprovados foram analisados quanto às variáveis: idade; cor da pele; tempo de evolução do melasma; idade de ocorrência da menarca; número de gestações concebidas e a termo; irregularidade dos ciclos menstruais; uso de contraceptivos orais; fator causal atribuível, e as classificações topográfica e sob a lâmpada de Wood, comparando-as com a classificação histopatológica e pela quantidade de melanina na derme (ICDM). RESULTADOS Pela classificação histopatológica foram observados 58% de melasmas epidérmicos, 24% de mistos e 18% de dérmicos; pela topografia, 82% eram centrais; à lâmpada de Wood, 60% correspondeu aos epidérmicos, 20% aos mistos e 20% aos dérmicos. A distribuição dos casos pelo ICDM mostrou comportamento unicaudal, com discreta tendência bimodal. Ao comparar os tipos de melasma, classificados pela histopatologia, foi observada diferença apenas quanto ao uso de anticoncepcionais orais que foi mais freqüente entre os melasmas dérmicos. Foi identificada correlação moderada entre a idade e o ICDM e entre o número de gestações e o ICDM. Há uma forte correlação positiva entre o ICDM e a classificação histopatológica (rSpearman = 0,571; P = 0,000) e foi demonstrado que nem a classificação histopatológica ( 2 = 3,9 , P = 0,46; rSpearman= 0,001 , P = 0,99), nem a distribuição pelo ICDM (ANOVA (F) = 0,6, P =0,57; rSpearman = 0,02 , P = 0,93) estão correlacionados com a classificação pela lâmpada de Wood. CONCLUSÕES É possível a determinação, em casos de melasmas femininos, de um índice que traduza a quantidade e o tamanho dos depósitos de melanina na derme que, neste estudo, foi denominado índice de concentração dérmica de melanina (ICDM). Essa distribuição, por ser quantitativa, apresenta melhor desempenho para correlacionar os tipos de melasma. Não há correlação entre a classificação pela lâmpada de Wood com as classificações histopatológica e pelo ICDM, mostrando que seus resultados são aleatórios.

Page generated in 0.0736 seconds