• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 521
  • 40
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 570
  • 251
  • 103
  • 67
  • 62
  • 61
  • 57
  • 46
  • 41
  • 38
  • 38
  • 37
  • 36
  • 36
  • 35
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Desnutrição proteica reduz a ação deleteria da interleucina 1 beta sobre as ilhotas pancreaticas de ratos

Vieira, Elaine 08 June 1999 (has links)
Orientadores: Everardo Magalhães Carneiro, Antonio Carlos Boschero / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-25T06:52:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Vieira_ElaineCristina_M.pdf: 2093481 bytes, checksum: 69d9cc93ac3db57f32ac39076c21945d (MD5) Previous issue date: 1999 / Resumo: Vários estudos tem demonstrado que a desnutrição protéico-calórica está associada com redução da secreção de insulina e diminuição da atividade do sistema mune em crianças e animais. A atividade da IL-1ß também apresenta-se diminuída em crianças com severa desnutrição. No presente 1raba1ho, analisamos em ilhotas de ratos desnutridos (HP - dieta 6% de proteína por 2 meses a parrirdo desmame) e de ratos controle (NP - dieta 17% de proteína) a secreção de insulina, a produção de nitrito e a oxidação da glicose, após cultura das ilhotas em meio RPMI contendo IL-1ß. Após isolamento, as ilhotas foram cultivadas por 1 ou 24 h em presença de 3 ou 30 U/mL de IL-1ß. A seguir, verificamos a secreção de insulina na presença de 2,8, 16,7 mM de glicose e 25 mM de a-retoisocaproato (KIC), bem como, a oxidação da glicose e produção de nitrito. Em PIe&;J:lÇ<i de 3 ou 30 U/mL de IL-1J3, a secreção de insulina induzida por glicose foi maior nas ilhotas NP comparada com às HP (p<0,05). O tratamento de 1h com as mesmas concentrações de IL-1ß provocou uma redução de 70% na secreção de insulina nas ilhotas NP. Nas ilhotas HP, a redução na secreção de insulina variou en1re 48% e 58%. A cultura de 24 h em presença da citoquina (3 e 30 U/roL) inibiu a secreção de insulina nas ilhotas NP em 74% e 100% e, nas HP de 57 e 730/0, respectivamente. Redução da secreção de insulina quando da estimulação por KIC foi observada somente nas ilhotas NP (64% - p< 0,001). IL-1ß inibiu 47% (p<0,001) a oxidação da glicose somente nas ilhotas NP, não havendo diferença significativa nas HP. A produção de nitrito aumentou em 20SO/o nas NP (p<0,05) e 99% nas HP (P<0,001). Esses resultados indicam que a IL-1ß induz aumento da produção de nitrito e redução do metabolismo oxidativo e da secreção de insulina com menor intensidade nas ilhotas LP em relação às NP / Abstract: IL-1ß activity is reduced in children with severe malnutrition. Malnutrition in mammals is also associated with impaired insulin secretion and alterations in carbohydrate metabolismo We investigated the effect of IL-1ß on insulin secretion, glucose metabolism, and nitrite formation by isolated islets of rats fed a diet of 17% protein [control (NP)] or 6% protein low (LP) protein 1 after weaning. Acute (1 h) or chronic (24 h) exposure to IL-1ß (3 or 30 V/ml) significantly reduced the insulin secretion, stimulated by 16.7 mmol/L glucose or by 25-mmol/L a-ketoisocaproic acid (KIC), in both types of islets. However, the inhibitory effect was. higher in NP than in LP islets. IL-IB reduced the 14CO2 formation in NP but not in LP islets. Finally, nitrite formation induced by IL-l_ in NP islets was two times higher that in LP islets. ln conclusion, IL-IB was less effective in reducing insulin secretion in LP than in NP islets. This finding seems to be consistent with the reduced effect ofIL-1ß on glucose metabolism and nitrite formation in LP islets / Mestrado / Fisiologia / Mestre em Ciências Biológicas
2

Impacto temporal desencadeado pela dieta básica regional sobre a barreira epitelial intestinal em modelo In vivo / Impact time unleashed by diet basic regional on intestinal epithelial barrier in model In vivo

Ribeiro, Samilly Albuquerque 28 July 2017 (has links)
RIBEIRO, S. A. Impacto temporal desencadeado pela dieta básica regional sobre a barreira epitelial intestinal em modelo In vivo. 2017. 99 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, 2017. / Submitted by Farmacologia Pós-Graduação (posgfarmacologia@gmail.com) on 2017-08-07T15:56:00Z No. of bitstreams: 1 2017_dis_saribeiro.pdf: 2335809 bytes, checksum: aa03e842def5abbb2262ecc4d6c386b4 (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2017-08-08T12:39:32Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_dis_saribeiro.pdf: 2335809 bytes, checksum: aa03e842def5abbb2262ecc4d6c386b4 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-08T12:39:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_dis_saribeiro.pdf: 2335809 bytes, checksum: aa03e842def5abbb2262ecc4d6c386b4 (MD5) Previous issue date: 2017-07-28 / Malnutrition is still a reality in regions of low socioeconomic power, such as the North and Northeast regions of Brazil. The understanding of the pathophysiologies triggered by multideficient diets is important for application of suitable treatments. The present study aimed to characterize the dynamic changes in the gastrointestinal barrier of mice malnourished by the regional basic diet (RBD), a diet typical of the brazilian semiarid region. Male C57BL/6 mice (21 days old) were induced to DBR malnutrition for a total period of 21 days. The bioelectrical impedance, the tail length, the morphometric evaluation and intestinal permeability (lactulose and mannitol test), gene transcription and protein expression of tight junctions, transmembrane transporters and CFTR were evaluated on the 7th, 14th and 21st days. The RBD significantly reduced (P<0.001) weight and weight gain from the 7th day, as well as reduced body mass values (P<0.05), total body fluid (P<0.01) and extracellular fluid (P<0.05). Intracellular fluid decreased (P<0.05) in the malnourished group only at 14 days, while fat mass decreased (P <0.05) in the 14th. The RBD altered the intestinal morphology of jejunum, with a significant reduction of the crypt height (P=0.002) and a significant increase of the villus/crypt ratio (P=0.049) on 7th; reduction of villi (P=0.022) and crypt (P=0.007) height on 14th; and a reduction of the crypt (P=0.001) and the villus/crypt ratio (P=0.012) on day 21. In L/M, there was significant reduction of both lactulose (P=0.004 and P=0.015) and mannitol (P=0.02 and P=0.031) in malnourished animals at the 7th and 14th experimental days and an increase in the L/M ratio (P=0.0317) in malnourished animals on the 14th. The levels of claudin-1 and occludin mRNA were reduced (P<0.05) in the malnourished group on day 14, while claudin-2 and occludin levels were reduced (P<0.05) at the 21st day. DBR increased levels of PepT-1 (P <0.05) in the 7th, SGLT-1 levels in the 7th and 14th (P <0.05) day, whereas, CFTR and SGLT-1 reduced (P <0.05) on the day 21. Protein expression was increased only to occludin in malnourished animals (P <0.05) on the 14th day. The DBR was capable of malnourish weanling mice, reducing weight gain, lean mass, fat mass and body fluids, as well as dynamically change the intestinal morphology of the jejunum, intestinal permeability and mRNA levels of tight junctions, intestinal transporters and chloride channel. / A desnutrição é, ainda hoje, uma realidade em regiões de baixo poder socioeconômico, como as regiões Norte e Nordeste do Brasil. A compreensão de fisiopatologias desencadeadas por dietas multideficientes de nutrientes é importante para aplicação de tratamentos adequados. O presente estudo visou caracterizar as alterações cinéticas na barreira funcional gastrointestinal de camundongos desnutridos pela dieta básica regional (DBR), uma dieta típica da região do semiárido brasileiro. Camundongos C57BL/6 machos (21 dias de idade) foram induzidos à desnutrição pela DBR por um período total de 21 dias. Parâmetros como peso, consumo de água e ração foram avaliados a cada dois dias. A bioimpedância elétrica, o comprimento da cauda, a avaliação morfométrica, permeabilidade intestinal (teste de lactulose e manitol), transcrição gênica e expressão proteíca das junções firmes, transportadores transmembranares e CFTR foram avaliadas no 7º, 14º e 21º dia. A DBR reduziu de modo significativo (P<0,001) o peso e o ganho de peso a partir do 7º dia experimental, assim como os valores de massa magra (P<0,05), líquido corporal total (P<0,01) e fluído extracelular (P<0,05). O fluído intracelular reduziu (P<0,05) no grupo desnutrido apenas no 14º dia, enquanto a massa gorda reduziu (P<0,05) a partir do 14ºdia. A DBR alterou principalmente a morfologia intestinal do jejuno, com redução significativa da cripta (P=0,002) e aumento significativo da razão vilo/cripta (P=0,049) no 7º dia; redução da altura do vilo (P=0,022) e da cripta (P= 0,007) no 14º dia; e redução significativa da cripta (P= 0,001) e da razão vilo/cripta (P= 0,012) no 21º dia. No teste de permeabilidade intestinal, houve redução significativa tanto da lactulose (P=0,004 e P=0,015) quanto do manitol (P=0,02 e P=0,031) nos animais desnutridos no 7º e 14º dia experimental e aumento da razão L/M (P=0,0317) nos animais desnutridos no 14º dia. Os níveis de RNAm de claudina-1 e ocludina foram reduzidos (P<0,05) nos grupo desnutrido no 14º dia, enquanto que claudina-2 e ocludina foram reduzidos (P<0,05) no 21º dia. A DBR aumentou os níveis de PepT-1 (P<0,05) no 7º, os níveis de SGLT-1 no 7º e 14º (P<0,05) dia, ao passo que, CFTR e SGLT-1 reduziu (P<0,05) no 21º dia. A expressão proteica foi aumentada apenas para ocludina nos animais desnutridos (P<0,05) no 14º dia. A DBR é capaz de desnutrir camundongos recém-desmamados, reduzindo o ganho de peso, a massa magra, a massa gorda e os fluídos corporais, além de alterar de forma dinâmica a morfologia intestinal do jejuno, permeabilidade intestinal e níveis de RNAm de junções firmes, transportadores intestinais e canal de cloreto.
3

Influência da desnutrição e da anemia ferropriva na marcação de hemácias com o tecnécio-99m

JYB, Shiue Guann January 2001 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:35:03Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo4398_1.pdf: 319321 bytes, checksum: ed25866d94315e11710461dfe0eae0d5 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2001 / A anemia e a desnutrição são problemas de saúde pública mais comuns, principalmente nas populações de baixa renda. Podendo afetar o indivíduo em qualquer período de sua vida, sendo o seus efeitos bastante variado, dependendo da fase da vida a qual o mal o está atingindo. O objetivo deste trabalho visa avaliar o efeito da anemia ferropriva e da desnutrição na marcação dos elementos sangüíneos com o tecnécio 99m (99mTc). Amostras de sangue de ratos Wistar induzidos a anemia ferropriva e a desnutrição protéicocalórica foram colocados com o ácido etilenodiaminotetracético (EDTA) e em seguida adicionados a solução de cloreto estanoso e pertecnetato de sódio ao tubo. O plasma e as células sangüíneas foram separadas por centrifugação. Para separarmos também as frações plasmáticas e celulares em frações solúveis e insolúveis adicionamos ácido tricloroacético (TCA) à 5% antes da segunda centrifugação. A porcentagem de atividade (%ATI) foi calculada para cada uma das frações. A análise estatística dos resultados revelou: 1) Queda na marcação das células de células sangüíneas do sangue dos ratos com anemia ferropriva e desnutrição protéico-calórica, porém, com queda mais acentuada nos ratos com anemia ferropriva; 2) Aumento na marcação das proteínas plasmáticas no sangue de ratos com anemia e desnutrição, com aumento maior da marcação nos ratos induzidos a anemia ferropriva; 3) Verificou-se alterações significativas nas amostragens das frações solúveis e insolúveis das células e do plasma. Portanto a anemia ferropriva e a desnutrição protéico-calórica diminuem a eficiência de marcação de hemácias e aumentam a eficiência de marcação das proteínas plasmáticas in vitro
4

Modulação da expressão genica e de proteinas envolvidas no mecanismo de secreção de insulina em ilhotas pancreaticas de ratos submetidos a restrição proteica

Augusto, Viviane Delghingaro 26 August 2003 (has links)
Orientadores: Everardo Magalhães Carneiro, Antonio Carlos Boschero / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-03T16:39:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Augusto_VivianeDelghingaro_D.pdf: 2803493 bytes, checksum: 92f60886fa849e38a8b5362410514fe2 (MD5) Previous issue date: 2003 / Resumo: A biossíntese e secreção de insulina pelas células beta pancreáticas são reguladas por fatores humorais. estímulos nervosos e interações celulares. Alterações nutricionais durante os períodos fetais e/ou infância. induzidos por restrição protéica ou calórica. têm sido relacionadas a mudanças estruturais e nmcionais do pâncreas. Neste estudo. utilizando a técnica de "cDNA array". avaliamos a expressão gênica de ilhotas pancreáticas de ratos alimentados. durante dois meses. pós-desmame. com dieta isocalórica de baixo teor protéico (6%: LP) ou normoprotéica (17%: NP). Nossos resultados mostraram alterações na expressão de 32 genes. sendo que a maior parte das proteínas codificadas por esses genes eram relacionadas à biossíntese/secreção de insulina e remodelamento celular. Numa seglmda etapa. através de RT-PCR e / Abstract: The biosynthesis and insulin secretion by pancreatic B cells are regulated by hlUllOral tàctors. nervous stimulus and intercellular interactions. Nutritional alterations during fetal and early postnatal periods. induced by either low protein or caloric restriction diets. have been related to changes in the structure and function of pancreas. ln this smdy. using cDNA array technique. we evaluated the panern 01' gene expression in pancreatic islets tTorn rats fed an isocaloric low (6%. LP) and normal (17%. NP) protein diet. after weaning. Our results show 32 genes ""ith altered expression. and the majority of them encode for proteins related to biosynthesis/insulin secretion and cellular remodeling. By RT-PCR and Westem blot. we evaluated the gene expression 01' proteins related to insulin secretion. and we also observed reduction in GLliT-2. PK.I / Doutorado / Fisiologia / Doutor em Biologia Funcional e Molecular
5

Desnutrição em crianças menores de cinco anos no Estado de Pernambuco: uma análise de relações causais hierarquizadas

RISSIN, Anete January 2003 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:04:14Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo8914_1.pdf: 1816938 bytes, checksum: 545c3a093ba415cf4f800bea1486770a (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2003 / Com o objetivo de estabelecer um modelo de relações causais que possa configurar a natureza, hierarquia e importância de fatores explicativos da desnutrição em crianças menores de cinco anos, em diferentes espaços geoeconômicos, analisou-se o banco de dados da II Pesquisa Estadual de Saúde e Nutrição do Estado de Pernambuco (PESN, 1997), compreendendo uma amostra de 2.040 crianças (712 na Região Metropolitana do Recife, 684 no Interior Urbano e 644 no Interior Rural). Foi construído um modelo conceitual hierarquizado e utilizou-se a análise de regressão logística múltipla hierarquizada para avaliar a possível significância estatística dos fatores hipotéticos de risco de retardo estatural (< -2 escores Z do padrão NCHS). Evidenciou-se a coexistência de fatores comuns para os três estratos geoeconômicos (renda familiar per capita, escolaridade da mãe, número de moradores por cômodo, peso ao nascer), e outros que são peculiares a estratos específicos: a)Região Metropolitana do Recife: visita do agente comunitário de saúde e internação por pneumonia nos últimos 12 meses. b)Interior Urbano: esgotamento sanitário c)Interior Rural: abastecimento de água, tratamento da água de beber, distância do serviço de saúde e local do parto. O Interior Rural é o espaço em que se identificou um maior número de fatores de risco, o que sugere uma condição que necessita um espectro mais diversificado de intervenções
6

Avaliação de funções visuomotoras em lactentes a termo pequenos para a idade gestacional no primeiro semestre de vida

Gagliardo, Heloisa Gagheggi Ravanini Gardon, 1958- 24 March 2003 (has links)
Orientador : Vanda Maria Gimenes Gonçalves / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-03T14:40:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Gagliardo_HeloisaGagheggiRavaniniGardon_D.pdf: 4164975 bytes, checksum: 98e99a815b16a2a530bf64164e5805ec (MD5) Previous issue date: 2003 / Resumo: O objetivo foi comparar o desenvolvimento mental e motor e as funções visuomotoras de lactentes nascidos a termo, pequenos para a idade gestacional (PIG) e adequados para a idade gestacional (AIG), no primeiro semestre de vida. O desenho foi de um estudo analítico, prospectivo, duplo-cego, caso-controle. Os recém-nascidos foram selecionados na maternidade do Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher da Unicamp, obedecendo aos seguintes critérios de inclusão: gestação de feto único; neonatos assintomáticos; sem necessidade de cuidados especiais; residentes na região metropolitana de Campinas; idade gestacional entre 37 e 41 semanas; Grupo PIG com peso de nascimento abaixo do percentil1 O conforme a adequação peso/idade gestacional e o Grupo AIG com peso de nascimento entre os percentis 25 e 90. Foram excluídos os portadores de síndromes genéticas, malformações ou infecções congênitas. A população foi constituída por 46 lactentes que retomaram para as avaliações mensais. A amostra do estudo de coorte transversal foi composta por 31 lactentes no primeiro mês de vida, 33 no segundo, 34 no terceiro e no sexto mês de vida. Para o estudo de coorte longitudinal foram considerados os lactentes que não apresentaram faltas no seguimento, sendo a amostra constituída por 20 lactentes no primeiro, segundo e terceiro meses de vida e 17 lactentes no sexto mês. Para avaliação do desenvolvimento mental e motor utilizou-se as Escalas 8ayley de Desenvolvimento Infantil 11 (8510-11). Para avaliação do comportamento visuomotor selecionou-se provas específicas das Escalas Mental e Motora das 8510-11. No estudo transversal, maior número de lactentes PIG classificou-se com Performance Mental normal no primeiro mês de vida, apesar de não haver diferença significativa entre os grupos, e no sexto mês, maior número de AIG classificou-se como normal, com tendência à diferença significativa. Os valores medianos de Index Score foram mais baixos no Grupo PIG, com exceção do primeiro mês. No segundo mês, a Escala Mental demonstrou tendência para diferenciar os grupos e na Escala Motora houve diferença significativa. As provas visuomotoras de levar a mão à boca, no primeiro mês e estender o braço em direção ao aro suspenso, no terceiro, foram significativamente mais freqüentes no Grupo PIG. A prova de mãos semi-abertas, no terceiro mês, mostrou tendência de diferença entre os grupos, e no sexto mês, as provas manipular o sino com interesse nos detalhes e segurar dois cubos por 3 segundos foram mais freqüentes no Grupo AIG. Concluiu-se que maior freqüência de lactentes PIG apresentou Performance Mental normal no primeiro mês e maior freqüência de lactentes AIG classificou-se como normal no sexto mês. O segundo mês revelou queda de valores medianos de Index Score Mental e Motor no Grupo PIG. Nas funções visuomotoras, as provas de levar a mão à boca no primeiro mês e estender o braço em direção ao aro suspenso no terceiro, foram mais freqüentes no Grupo PIG. A avaliação longitudinal comprovou os resultados do estudo transversal / Abstract: The purpose of this study was to compare the mental and motor development and the visuomotor functions of full-term infants small-for-gestational age (SGA) with full-term appropriate-for-gestational age (AGA) infants in the first six months of life. The research design was a double-blind prospective observational case-control study. Ethical permission was obtained from the Research Ethics Committee of the Medical Faculty of Unicamp. The neonates were selected at the Center of Integral Attention to the Woman's Health (CAISM-Unicamp). Entry criteria consisted of no gemelar pregnancy, newboms well enough to go home within two days after birth; infants living in Campinas metropolitan area; full-term neonates (37-41 weeks); expected birth weight less than 10th percentile for the SGA group and birth weight between 10th and 90th percentile for the AGA group. Infants with genetic syndromes, multiple congenital malformations and verified congenital infections were excluded. Forty-six infants came back for the assessment. The sample for the transverse study consisted of 31 infants in the 1st month; 33 in the 2nd, 34 in the 3rd and in the 6th month. For the longitudinal cohort were considered 20 infants in the 1 st month, 2nd and in the 3rd month and 17 infants in the 6th month. The Bayley Scales of Infant Development 11 (BSID-II) were used. To assess visuomotor functions it was selected specific items of these Scales. The data were registered in a data base of the Epidemiologicallnformation program (EPI-Info version 6.02). The SSPS/PC Package was used for statistical tests. The significance levei was 0.05. In the transverse cohort, a large number of SGA infants were classified as normal in Mental Performance in the first month, with no statistic difference between both groups. A large number of AGA infants were classified as normal, with a tendency to statistic significant difference in the sixth month. The median values of Index Score were lower in the SGA group, except in the first month. In the second month, the Mental Scale showed tendency to differentiate both groups and the Motor Scale showed statistic significant difference. The visuomotor functions such as "bring hands to mouth" in the first month and "reaching arms for suspended ring" in the third month were more frequently observed in the SGA group. The item "keeps hands open" showed a tendency of difference between both groups in the third month. The item "manipulates a bell with interest in details" and "hold two blocs for 3 seconds" were more frequent in the AGA group in the sixth month. The conclusion has shown that SGA infants presented normal Mental performance in the first month and AGA infants presented normal performance in the sixth month. The second month of life showed a drop of median values in the Index Score Mental and Motor values in the SGA group. The visuomotor functions, bring hands to mouth in the first month and reaching arms for suspended ring in the third month were more frequent in the SGA group. The longitudinal cohort has verified the same results as in the transverse cohort / Doutorado / Ciencias Biomedicas / Doutor em Ciências Médicas
7

Efeito da desnutrição experimental na resposta imune induzida por BCG e DNAhsp65 /

Ishikawa, Larissa Lumi Watanabe. January 2010 (has links)
Orientador: Alexandrina Sartori / Banca: Gustavo Pompermaier Garlet / Banca: Ramon Kaneno / Resumo: Não disponível / Abstract: Not available / Mestre
8

Efeito da desnutrição experimental na resposta imune induzida por BCG e DNAhsp65

Ishikawa, Larissa Lumi Watanabe [UNESP] 19 July 2010 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:24:15Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-07-19Bitstream added on 2014-06-13T18:20:28Z : No. of bitstreams: 1 ishikawa_llw_me_botfm.pdf: 1871630 bytes, checksum: fb1dab693391631364f9e4a0c12161d6 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Universidade Estadual Paulista (UNESP) / Not available
9

Expressão e regulação da quinase celular intestinal (ICK) em modelo de desnutrição in vivo e in vitro / Intestinal cell kinase is a novel participant in intestinal cell signaling responses to protein malnutrition

Alves, Luis Antonio de Oliveira January 2014 (has links)
ALVES, Luis Antonio de Oliveira. Expressão e regulação da quinase celular intestinal (ICK) em modelo de desnutrição in vivo e in vitro. 2014. 144 f. Tese (Doutorado em Ciências Médicas) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2016-03-04T13:13:41Z No. of bitstreams: 1 2014_dis_laoalves.pdf: 14635596 bytes, checksum: e4f1330eb5aa6bd3be3b7e58d448a025 (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2016-03-04T13:14:25Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_dis_laoalves.pdf: 14635596 bytes, checksum: e4f1330eb5aa6bd3be3b7e58d448a025 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-03-04T13:14:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_dis_laoalves.pdf: 14635596 bytes, checksum: e4f1330eb5aa6bd3be3b7e58d448a025 (MD5) Previous issue date: 2014 / Malnutrition can affect the intestinal architecture, causing mucosal atrophy and compromising epithelial turnover. Although the gut is able to compensatorily respond to malnutrition, the molecular mechanisms by which the gut responds to protein deprivation are not completely understood. The intestinal cell kinase (ICK) is a highly conserved serine/threonine protein and a novel component of the signaling pathways that regulate cell proliferation in the intestinal crypt. In order to evaluate the role of the intestinal compensatory response to protein deprivation mediated by ICK, the activation of molecular pathways related to cell proliferation and survival were measured in C57BL/6J mice subjected to low protein diet (containing 2% protein) for five days and received standard chow-fed controls. We analyzed the intestinal canonical Wnt/β-catenin pathway, mammalian target of rapamycin (mTOR), mitogen-activated protein kinase (MAPK) and protein kinase B (PKB/Akt) by immunoblotting. We also measured the expression of intestinal stem cells markers (LGR-5 and Bmi1). We also conducted an in vitro study using human ileocecal adenocarcinoma cells (HCT-8) starved with low serum (0-1%) to evaluate the ICK response with or without gut trophic factors, such as glutamine (2 mM), alanyl-glutamine (10 and 50mM), and zinc (10 and 50μM), casein and bovine serum albumin (BSA) at a concentration of 0.25 or 0.5% in the medium, respectively. We also assessed ICK mRNA transcript by q-PCR after protein deprivation. In order to evaluate the effect of this kinase on cell proliferation and apoptosis, the ICK gene was silenced using interference RNA in HCT-8 cells. Cell viability was measured by trypan blue exclusion. Furthermore, caspase 3 and 9, cleaved PARP, analyzed by western blot, and annexin V, measured by flow cytometry, were used to assess apoptosis. In order to measure ICK effect on cell proliferation, we analyzed Wnt/β-catenin and cyclin D1 pathways by western blot. We identified a significant and transient increase in ICK intestinal levels following low-protein induced malnutrition, concomitant with the activation of molecular pathways related to proliferation and survival, as well as increased expression of intestinal stem cell markers. This work also documented that the protein deprivation, induced by low serum concentration, increased the expression of ICK in HCT-8 cells, an effect that was reversed by BSA in the medium. This reverse effect was not seen with other compounds such as glutamine, alanyl-glutamine or zinc. Despite the increase in ICK expression after protein deprivation, no significant difference in its transcripts was found, when compared with controls. The silencing of the ICK gene significantly decreased Wnt/β-catenin and cyclin D1 signaling activation in HCT-8 cells with increased apoptosis by a caspase dependent mechanism. Our results suggest that the increased ICK expression in response to protein deprivation is a protective mechanism that limits cell apoptosis and supports epithelial cell proliferation following malnutrition. Keywords: Malnutrition. Protein deprivation. Intestinal cell kinase. β / A desnutrição pode afetar a arquitetura intestinal, causando atrofia da mucosa e comprometendo o turnover epitelial. Embora o intestino seja capaz de responder compensatoriamente à desnutrição, os mecanismos moleculares pelos quais o intestino responde à privação proteica não estão completamente esclarecidos. A quinase celular intestinal (ICK) é uma proteína altamente conservada do tipo serina/treonina e um novo componente das vias de sinalização que regulam a proliferação celular na cripta intestinal. Para avaliar o papel da resposta intestinal compensatória à privação proteica, regulada pela ICK, foi medida a ativação de vias moleculares relacionadas à proliferação e sobrevivência celulares, como a via canônica Wnt/β-catenina, a via da proteína alvo da rapamicina em mamíferos (mTOR), vias da proteína-quinase ativada por mitógeno (MAPK) e da proteína quinase B (PKB/Akt), bem como a expressão de marcadores para células-tronco intestinais (LgR-5 e Bmi1) por imunoblotting num modelo in vivo em camundongos fêmeas C57BL/6J submetidas à uma dieta hipoproteica (contendo 2% de proteína) por cinco dias e controles nutridos recebendo dieta padrão. Também foi realizado um estudo in vitro utilizando células HCT-8 de adenocarcinoma ileocecal humano desafiadas com meio padrão com restrição de soro fetal bovino (0-1%) para avaliar a resposta da ICK na presença ou não de fatores tróficos intestinais como glutamina (2mM), alanil-glutamina (10 e 50 mM) e zinco (10 e 50μM), além de caseína e albumina sérica bovina (BSA) na concentração de 0,25 e 0,5% no meio, respectivamente. A análise de RNAm foi feita para avaliar o transcrito de ICK por q-PCR, após privação proteica. No intuito de avaliar o efeito dessa quinase sobre a proliferação celular e apoptose, foi realizado o silenciamento do gene da ICK com uso de RNA de interferência em células HCT-8. A viabilidade celular foi avaliada com base na exclusão do azul de tripan. Posteriormente, foram realizados testes de western blot para caspase 3 e 9, PARP-clivada, além de anexina V por citometria de fluxo para avaliar apoptose, assim como western blot para via Wnt/β-catenina e ciclina D1 no intuito de medir os mecanismos relacionados à proliferação celular. Dessa forma, foi identificado um aumento significativo e transitório nos níveis intestinais de ICK na desnutrição induzida pela ração hipoproteica, concomitante com a ativação de vias moleculares relacionadas à proliferação e sobrevivência, bem como o aumento da expressão de marcadores para células-tronco intestinais. Esse trabalho também documentou que a privação proteica, induzida por baixa concentração de soro, aumenta a expressão de ICK em células HCT-8, efeito que foi revertido pela adição de BSA no meio. O mesmo resultado, não foi observado com outros compostos como glutamina, alanil-glutamina e zinco. Apesar do aumento da expressão da ICK após privação proteica, não houve diferença significativa da sua transcrição quando comparado com os controles. O silenciamento do gene de ICK reduziu significativamente a sinalização da via Wnt-β-catenina e ciclina D1 em células HCT-8 com aumento da apoptose por um mecanismo dependente de caspases. Os resultados sugerem que o aumento da expressão de ICK em resposta à privação proteica é um mecanismo de proteção que limita a apoptose e suporta a proliferação celular epitelial na desnutrição.
10

Resposta pressora à microinjeção de L-glutamato no bulbo rostroventrolateral de ratos submetidos à desnutrição protéica

Rodrigues, Fabiana Aparecida January 2008 (has links)
Submitted by Maurílio Figueiredo (maurilioafigueiredo@yahoo.com.br) on 2013-03-14T19:18:58Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO_RepostaPressoraMicroinjeção.PDF: 526139 bytes, checksum: 62c17bd984f8a1aaa4f908cf6b372846 (MD5) / Approved for entry into archive by Neide Nativa (neide@sisbin.ufop.br) on 2013-03-18T18:29:20Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO_RepostaPressoraMicroinjeção.PDF: 526139 bytes, checksum: 62c17bd984f8a1aaa4f908cf6b372846 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-03-18T18:29:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO_RepostaPressoraMicroinjeção.PDF: 526139 bytes, checksum: 62c17bd984f8a1aaa4f908cf6b372846 (MD5) Previous issue date: 2008 / A desnutrição energético-protéica caracteriza-se pela existência de um desequilíbrio celular entre o fornecimento de nutrientes e a demanda corporal para assegurar o crescimento e funções orgânicas específicas. Dados anteriores do nosso laboratório sugerem um comprometimento dos reflexos neurais de controle da pressão arterial de ratos acordados submetidos à desnutrição protéica. Considerando que o Bulbo Rostroventrolateral (RVLM) desempenha um importante papel na regulação cardiovascular por conter neurônios retículo-espinhais pré-motores simpáticos e que o L-glutamato parece ser o principal neurotransmissor excitatório dessa área decidimos então, estudar o perfil da resposta pressora secundária à microinjeção de L-glutamato no RVLM de ratos não-anestesiados submetidos à desnutrição protéica. Foram utilizados 34 ratos Fisher divididos em dois grupos de acordo com a dieta recebida: 15% de proteína durante 35 dias para o grupo controle (n = 15) ou 6% de proteína para o grupo desnutrido (n = 19). Foram implantadas cânulas-guia em direção ao RVLM desses animais quatro dias antes dos experimentos. No dia anterior aos experimentos foi inserido um cateter na artéria femoral para registro dos parâmetros cardiovasculares. Os resultados encontrados mostraram que os animais desnutridos apresentaram níveis de frequência cardíaca basal significativamente maiores quando comparados aos animais controle (412,18 ± 16,03 bpm vs. 370,74 ± 9,59 bpm, respectivamente). Além disso, os animais desnutridos apresentaram alterações na curva de resposta pressora associada à microinjeções de diferentes doses de L-glutamato no RVLM (1 fM: 8,35 ± 0,95 (n = 2) vs. 6,3 ± 1,4 mmHg (n = 2); 10 fM: 16,025 ± 2,19 (n = 4) vs. 6,13 ± 3,03 mmHg (n = 3); 100 fM : 20,66 ± 4,12 (n = 3) vs. 7,57 ± 1,64 mmHg (n = 4); 1 pM: 14,23 ± 3,07 (n = 3) vs. 16,23 ± 4,43 mmHg (n = 3); 10 pM: 12,32 ± 4,9 (n = 4) vs. 8,45 ± 2,05 (n = 4) mmHg; 100 pM: 21,02 ± 5,39 (n = 5) vs. 8,7 ± 2,23 mmHg (n = 3); 1 nmol: 18,6 ± 0,72 mmHg (n = 5) vs 30,6 ± 1,25 mmHg (n = 3); 10 nM: 23,92 ± 3,11 (n = 4) vs. 32,24 ± 5,35 mmHg (n = 5); 100 nM: 24,8 ± 4,68 (n = 4) vs. 36,43 ± 7,15 mmHg (n = 3), respectivamente). Essas diferenças não podem ser explicadas por alterações na linha de base da pressão arterial média ou no pico de respostas pressoras obtidas após a microinjeção de L-glutamato no RVLM. A avaliação do índice bradicárdico revelou que, após microinjeções de baixas concentrações de L-glutamato (1x10-15M a 1x10-13M) no RVLM, os animais desnutridos apresentaram redução da função baroceptora, ao passo que, após microinjeções de doses maiores de L-glutamato (1x10-12 M a 1x10-9 M), o índice bradicárdico dos animais desnutridos não se mostrou alterado. Portanto, os resultados do presente estudo mostram que o protocolo de desnutrição protéica pós-desmame foi capaz de promover disfunções na neurotransmissão glutamatérgica do barorreflexo no RVLM. ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________ / ABSTRACT: Malnourishment is characterized by an imbalance between nutrient intake and body needs to ensure growing, maintenance and specific organic functions. Previous studies from our laboratory showed that protein malnutrition in rats promoted an increase in basal mean arterial pressure and heart rate, as well changes in cardiovascular reflexes. Considering that Rostral Ventrolateral Medulla (RVLM) appear to be involved in cardiovascular regulation, since it contains sympathetic pre-motor neurons, and that L-glutamate seems to be the main neurotransmitter in this nucleus, we aimed to evaluate the pressure response to L-glutamate microinjection into the RVLM of awake rats submitted to protein restriction. Male Fischer rats used in the present study were divided into 2 groups according to the diet offered: control group (n = 15) that received 15% of protein and the low protein group (n = 19) that in turn received 6% of protein in diet for 35 days after weaning. Four days before experimental procedures, guide cannulas were implemented in direction to the RVLM for microinjections. Twenty-four hours before the experiments the femoral artery were cannulated for cardiovascular recordings. The results indicate that the baseline heart rate (HR) was increased in malnourished animals when compared to control animals (412.18 ± 16.03 bpm vs. 370.74 ± 9.59 bpm, respectively). Moreover, we observed that malnourished animals presented different concentration-related pressor response curve, subsequent to L-glutamate microinjections into the RVLM of awake malnourished animals in comparison to control rats: (1 fM: 8.35 ± 0.95 (n = 2) vs. 6.3 ± 1.4 mmHg (n = 2); 10 fM: 16.025 ± 2.19 (n = 4) vs. 6.13 ± 3.03 mmHg (n = 3); 100 fM : 20.66 ± 4.12 (n = 3) vs. 7.57 ± 1.64 mmHg (n = 4); 1 pM: 14.23 ± 3.07 (n = 3) vs. 16.23 ± 4.43 mmHg (n = 3); 10 pM: 12.32 ± 4.9 (n = 4) vs. 8.45 ± 2.05 (n = 4) mmHg; 100 pM: 21.02 ± 5.39 (n = 5) vs. 8.7 ± 2.23 mmHg (n = 3); 1 nmol: 18.6 ± 0.72 mmHg (n = 5) vs 30.6 ± 1.25 mmHg (n = 3); 10 nM: 23.92 ± 3.11 (n = 4) vs. 32.24 ± 5.35 mmHg (n = 5); 100 nM: 24.8 ± 4.68 (n = 4) vs. 36.43 ± 7.15 mmHg (n = 3), respectively). These differences cannot be explained by alterations in the baseline mean arterial pressure or by the peak of pressure response induced by microinjection of L-glutamate in the RVLM. The evaluation of the bradycardic index demonstrated that malnourished animals exhibit reduced baroreflex gain at lower concentrations of L-glutamate (10 fM and 100 fM) while microinjections of higher concentrations of L-glutamate did not change the bradycardic index in malnourished rats (10 pM, 100 pM, 1 nM, 10 nM, 100 nM). Therefore, the results presented in this study indicate that the after weaning protein restriction protocol was able to promote cardiovascular autonomic dysfunction in rats by affecting glutamatergic neurotransmission of the baroreflex at the RVLM level.

Page generated in 0.0385 seconds