• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 4
  • Tagged with
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 5
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Mapeamento dos epitopos lineares de células b humanos e caninos da proteina de membrana externa h6pga4 _ricri e desenvolvimento de testes diagnósticos para rickettsia rickettsii

Alcón Chino, Mônica Elizabeth Tatiana January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-27T12:29:55Z (GMT). No. of bitstreams: 2 monica_chino_ioc_mest_2015.pdf: 4396839 bytes, checksum: 5ab00e786722dcd7034e91ef02840bd9 (MD5) 1_monica_chino_ioc_mest_2015.pdf: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2015 / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / A febre maculosa (Fm) é um grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo, apresentando a bactéria Gram- negativa, Rickettsia ricketsii, como seu agente etiológico e transmitida pelo carrapato. Esse patógeno possui em sua superfície um conjunto de proteínas de membranas externas (OMP), sendo a OMP-A, um dos antígenos imunodominantes e exclusiva do grupo da Fm. Portanto, devido a inexistência de testes sorológicos sensíveis e específicos para o diagnóstico da Fm tivemos como objetivo mapear imunologicamente a OMP H6PGA4 usando uma biblioteca de peptídeos e soro de pacientes e cães com a doença e desenvolver testes diagnosticos mais específicos. Uma biblioteca de 84 peptideos com 15 residuos de comprimento cobrindo a extensão de 429 aminoácidos da proteína H6PGA4 e contendo sequências sobrepostas de nove aminoácidos foram sintetizadas pela técnica F-moc. Os peptídeos foram ligados quimicamente a uma membrana celulósica e feitos reagir independentemente com um \201Cpool\201D de soro de pacientes com febre maculosa (SP-Fm) e de soro de cães com febre maculosa (SC-Fm). Oito epitopos IgG foram identificados pelo soro de pacientes e três epitopos IgG pelo SC-Fm Todos os peptídeos foram análisados individualmente por ELISA-peptideo contra um painel de SP-Fm e SC-Fm. A análise realizada através da curva ROC indicou que os peptídeos E4 e E5 foram os mais imunogênicos com SP-Fm (especificidade de 90% e sensibilidade de 94%). Diferentemente os peptídeos E7 e E9 foram os que apresentaram especificidade e sensibilidade (p<0,05) acima de 90% e 94% com SC-Fm, repectivamente. Alternativamente, foi desenvolvido um imunosensor para diagnóstico da doença humana, baseado no peptídeo OMP3 e análise por voltametria cíclica. A acurácia foi demonstrada pela análise de 20 ciclos de varredura e a especificidade contra soros de indivíduos saudáveis. O chip imunosensor-peptideo foi reprodutível com um coeficiente de variação \226410,1% para SP-Fm. A sensibilidade de diluição do soro foi de até 1: 100 / Rocky Mountain spotted fever (Fm) is a serious public health problem in Brazil and in the world, presenting the Gram- negative bacteria, Rickettsia ricketsii, as its etiologic agent and transmitted by the bite of an infected tick. This pathogen has on its surface a set of outer membrane proteins (OMP), being the OMP-A one of the immunodominant and exclusive antigen of the Fm group. Therefore, due to the lack of sensitivity and specificity of the serologic tests for the diagnosis of Fm our objective was to map the immunologically OMP H6PGA4_ RICRI using a peptide library and serum of patients and dogs with the disease and develop more specific diagnostic tests. A library of 84 peptides with 15 residues in length covering the extension of 429 amino acids of the H6PGA4 protein and containing overlapping sequences of nine amino acids were synthesized by F-moc technique. The peptides were chemically bound to a cellulose membrane and reacted independently with serum from patients (n=5) with spotted fever (SP-Fm) and serum from dogs (n=5) with spotted fever (SC-Fm). Eight IgG epitopes were identified by the SP-Fm and three by the SC-Fm. All peptides were individually analyzed by ELISA-peptide using a panel of SP-Fm and SC-Fm The analysis of ROC curve indicated that the E4 and E5 peptides were the most immunogenic with a specificity of 90% and sensitivity of 94% for the SP-Fm. Unlike the E7 and E9 peptides were the most reactive for SC-Fm with a specificity of 90% and sensitivity of 94% (p <0.05). Alternatively, it was developed a cyclic voltametry E3 based immunesensor for the diagnosis of the human disease. The accuracy was demonstrated by the analysis of 20 cycles of scanning and the specificity against sera of healthy individuals. The peptide-imunosensor chip was reproducible with a coefficient of variation \2264 10,1% for SP-Fm. The sensitivity of serum dilution was 1: 100 / 2100-12-31
2

A febre maculosa brasileira na região metropolitana de Campinas/SP : sua distribuição espacial e os desafios das ações de prevenção e controle locais / Brazilian spotted fever in Campinas/SP metropolitan region : spatial distribution and the challenges of prevention measures and local control

Nasser, Jeanette Trigo, 1970- 02 June 2014 (has links)
Orientador: Maria Rita Donalísio Cordeiro / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-08-25T18:23:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Nasser_JeanetteTrigo_D.pdf: 2786033 bytes, checksum: 23750912bc3968b79d7338c17041b9d5 (MD5) Previous issue date: 2014 / Resumo: A Febre Maculosa Brasileira (FMB) é uma zoonose de caráter emergente, causada pela bactéria Rickettsia rickettsii do Grupo da Febre Maculosa (GFM), notificada principalmente na região Sudeste do Brasil, destacando-se pela sua alta letalidade. O presente trabalho tem como objetivo estudar o perfil epidemiológico e a distribuição espacial dos casos de FMB e características dos programas de controle municipais na Região Metropolitana de Campinas (19 municípios) no período de 1998 a 2012. Para este fim foram utilizadas informações sobre os casos notificados de FMB e os respectivos locais prováveis de infecção (LPI) obtidas na base de dados do Sistema de Informação sobre Agravos Notificáveis (SINAN), de fichas de investigação epidemiológicas disponibilizados pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) - Campinas e Superintendência de Controle de Endemias regional ¿ SUCEN - Campinas, relatórios oficiais complementados por informações de técnicos que participaram da investigação dos casos. Variáveis sócio-demográficas e epidemiológicas foram estudadas. Estes dados foram georreferenciados mediante a coleta de coordenadas geográficas com auxílio do Google Earth. Datum: WGS 84 Projeção: UTM. Foram identificadas áreas com maior concentração de casos (clusters) nos municípios da região por meio do estimador de densidade kernel. O município de Valinhos tem se destacado no período pela alta densidade de casos, daí a escolha por estudar seu padrão epidemiológico e a distribuição espacial de casos. Identificou-se uma tendência à urbanização da FMB, a presença frequente da capivara como hospedeiro primário no município e a constante proximidade dos LPIs à coleções hídricas. Foi descrita a atuação dos municípios da Região Metropolitana de Campinas e suas dificuldades no enfrentamento dessa enfermidade por meio da aplicação de um questionário durante a entrevista aos municípios e visita às equipes locais / Abstract: Brazilian Spotted Fever (BSF) is an emerging zoonosis caused by the bacterium Rickettsia rickettsii that belongs to the Spotted Fever Group (SFG), notified mainly in Southeast region, Brazil with a high rate of lethality. This paper aims on the study the epidemiological profile and the spatial distribution of BSF cases and the characteristics of the municipal control programs in the Metropolitan Region of Campinas (19 cities) in the period 1998-2012. For this purpose,,it was used reported cases information of BSF and its likely sites of infection obtained in the database of Notifiable Diseases Information System (SINAN) , epidemiological investigation files available by Epidemiological Surveillance Group - GVE Campinas and Superintendence of Control of regional endemics ¿ SUCEN ¿ Campinas and official reports complemented by technicians who participated in the investigation of cases. Social-demographic and epidemiological variables were studied. These data were geocoded by geografic coordinates with assistance of Google Earth. Datum: WGS 84 Projection: UTM. Areas with the highest concentration of cases (clusters) in municipalities in the region were identified by kernel density estimator. The municipality of Valinhos, starting from the last half of the period, has been highlighted by the density of cases. It was the rason to choose this municipalits to study its epidemiological pattern and the spatial distribution of cases. It was observed an urbanization trend of BSF, the frequent presence of capybara as primary host in the area and the constant proximity of likely sites of infections to water sources. It was described the control actions of the municipalities of the Metropolitan Region of Campinas and their difficulties in facing this disease by visiting the health services and applying of a questionnaire during interviews / Doutorado / Epidemiologia / Doutora em Saúde Coletiva
3

Estudo molecular da Febre Maculosa Brasileira no diagnóstico diferencial com Dengue no Estado do Rio de Janeiro durante o período de 2010 a 2011

Monteiro, Kerla Joeline Lima January 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2015-10-21T12:25:08Z (GMT). No. of bitstreams: 2 kerla_monteiro_ioc_mest_2014.pdf: 3052462 bytes, checksum: 30bf40773ca5991e3c3f964f2d53fca8 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2015-06-10 / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Doenças febris agudas são comuns e frequentemente associadas com agentes infecciosos em países tropicais como o Brasil. Com manifestações clínicas inespecíficas de difícil diferenciação com uma série de doenças endêmicas como dengue, leptospirose e outras doenças fatais, a febre maculosa brasileira (FMB) raramente tem sido considerada no diagnóstico, fato que, com o consequente retardo no tratamento antimicrobiano específico, tem determinado a elevada letalidade frequentemente observada em nosso país. A dengue é uma das doenças infecciosas mais importantes e frequentes no Brasil, onde epidemias são relatadas periodicamente no estado do Rio de Janeiro. Durante surtos de dengue, a possibilidade de erros no diagnóstico, devido à semelhança clínica, é uma realidade e a FMB deve ser considerada no diagnóstico diferencial de pacientes com febre, cefaleia e exantema. Neste contexto, considerando a hipótese de que a FMB, uma zoonose negligenciada transmitida por carrapatos, por falta de suspeita clínica, possa não ter sido identificada durante o surto de dengue ocorrido nos anos de 2010-2011, um estudo retrospectivo foi realizado com base em dados secundários e em amostras acondicionadas em laboratório de saúde pública Amostras de sangue de pacientes com suspeita de dengue, mas que foram descartadas sorologicamente para dengue durante o período de janeiro de 2010 a junho de 2011, no estado do Rio de Janeiro, foram submetidas à amplificação por PCR usando primers rickettsianos específicos para genes gltA e rOmpA. A partir dos critérios de elegibilidade preconizados, somente 319 amostras, dos 4.343 casos identificados, foram submetidas à pesquisa de FMB. Rickettsia rickettsii foi identificada em dois casos fatais no município do Rio de Janeiro e ambos pacientes apresentavam quadro clínico inespecífico sem exantema, cujo óbito ocorreu antes do sétimo dia de doença. Estes resultados comprovam a importância de incluir a FMB no diagnóstico diferencial da dengue, especialmente em regiões onde têm sido relatados casos desta zoonose, cuja letalidade é elevada, na ausência de tratamento específico precoce / Acute febrile disease s are common and often associated with infectious agents in tropical countries such as Brazil. With nonspecific clinical manifestations and hard to differentiate with a number of endemic disea ses such as dengue, leptospirosis , and other fatal diseases, Brazilian S potted F ever (BSF) has rarely been considered in the diagnosis, fact that with the consequent delay in the specific antimicrobial treatment, has determined high lethality often observe d in our country. Dengue is one of the most important and frequent infectious diseases in Brazil, where epidemics are reported periodically in the State of Rio de Janeiro. During dengue fever outbreaks, the possibility of errors in diagnosis d ue to clinica l similarity, BSF should be considered in the differential diagnosis of patients with fever, headache , and rash. In this context, considering the hypothesis that BSF , a neglected zoonosis transmitted by ticks, for lack of clinical suspicion, may not have b een identified during the dengue outbreak occurred in the years 2010 - 2011, a retrospective study was performed based on secondary data and samples placed in public health laboratory. Blood samples from patients with suspected dengue that were serologically discarded during the period of January 2010 to June 2011 in the state of Rio de Janeiro, were subjected to PCR amplification using specific rickettsial primers for gltA and rOmpA genes . From the eligibility criteria preconi z ed, only 3 19 samples of 4,319 c ases identified were submitted to BSF research . Rickettsia rickettsii was identified in two fatal cases in the city of Rio de Janeiro and both patients had nonspecific clinical picture without rash, whose death occurred before the seventh day of illness. T hese results demonstrate the importance of including BSF in the differential diagnosis of dengue, specially in regions where cases of this zoonotic disease have been reported , whose lethality is high in the absence of early specific treatment
4

Diversidade genética de Amblyomma cajennense (Fabricius 1787) (Acari: Ixodidae) e sua relação com os casos de Febre Maculosa Brasileira no Estado do Rio de Janeiro/ Brasil

Garcia, Karla Bitencourth January 2013 (has links)
Submitted by Ana Paula Macedo (ensino@ioc.fiocruz.br) on 2013-10-01T00:42:06Z No. of bitstreams: 1 Karla Bitencourth Garcia.pdf: 2108170 bytes, checksum: dc08fd06fd5448e7cada7447c8cb384a (MD5) / Made available in DSpace on 2013-10-01T00:42:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Karla Bitencourth Garcia.pdf: 2108170 bytes, checksum: dc08fd06fd5448e7cada7447c8cb384a (MD5) Previous issue date: 2013 / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / No Brasil, a principal doença em humanos na qual o carrapato atua como vetor é a Febre Maculosa Brasileira (FMB). No Rio de Janeiro (RJ), Amblyomma cajennense é uma das principais espécies vetoras de um dos bioagentes da FMB, e responsável pelo ciclo epidêmico da doença. A baixa especificidade parasitária de A. cajennense, resistência às adversidades climáticas, ampla distribuição geográfica, variação intra-específica, comportamento trioxêno e antropofílico enfatizam o importante papel dessa espécie na transmissão de patógenos para animais, estabelecendo ou mantendo ciclos enzoóticos, epizoóticos e epidêmicos. Apesar do seu impacto na saúde pública, é incipiente o conhecimento sobre os fatores que influenciam seu potencial patogênico e de transmissão de micro-organismos. Os objetivos foram: a) determinar sequências de DNA dos genes mitocondriais Dloop, Citocromo Oxidase II e 12SrDNA de A. cajennense de diferentes regiões do RJ; b) realizar análises filogeográficas e de estrutura de populações das sequências obtidas de cada gene; c) analisar, estatisticamente, se há associação entre a diversidade genética de A. cajennense e os casos de FMB no RJ. Foram processadas 314 amostras de A. cajennense, provenientes de 19 municípios de sete regiões fisiográficas do RJ. Todas as amostras foram submetidas à extração de DNA e amplificação, por PCR, dos três genes. Amostras positivas na PCR foram sequenciadas. As sequências de cada gene foram submetidas a análises filogeográficas e de estrutura de populações. Para verificar a associação entre os haplótipos de A. cajennense, sequências genéticas e a influência sobre o número de casos confirmados de FMB no RJ, foram realizados os cálculos do coeficiente de correlação por postos de Kendall e coeficiente de correlação parcial por postos de Kendall. As análises revelaram que há expressiva diversidade de A. cajennense no RJ, com o foco da diversidade genética nas regiões Serrana e Centro Sul. Entretanto, não há estruturação populacional dessa espécie de acordo com cada região do Estado. Porém, há indícios de estruturação populacional de A. cajennense entre grupos de regiões do RJ. As análises estatísticas revelaram que há associação entre o número de sequências analisadas e diversidade intra-específica. E ainda, quanto maior a diversidade dessa espécie, maior é a probabilidade de ocorrência de casos confirmados de FMB no RJ. / In Brazil, the most important tick-borne disease is Brazilian Spotted Fever (BSF). In Rio de Janeiro (RJ), Amblyomma cajennense is the major vector species of one of BSF bioagents, and responsible for the disease epidemic cycle. The A. cajennense low host specificity, resistance to adverse weather, wide geographic distribution, intraspecific variation, anthropophilic behavior and being a three host tick emphasizes the important role of these species in pathogens transmission to animals, establishing or maintaining enzootic, epizootic and epidemic cycles. Despite its impact on public health, the knowledge about factors that influence its pathogenic potential and transmission of micro-organisms are incipient. The objectives were: a) determine DNA sequences of mitochondrial genes Dloop, Cytochrome Oxidase II and 12SrDNA of A. cajennense from differents regions of RJ; b) perform phylogeographics and population’s structure analysis of sequences obtained for each gene; c) analyze, statistically, if there is an association between A. cajennense genetic diversity and cases of BSF in RJ. 314 samples of A. cajennense, coming from 19 municipalities of seven RJ physiographics regions, were processed. All samples were subjected to DNA extraction and amplification, by PCR, of the three genes. PCR positive samples were sequenced. The sequences of each gene were submitted to phylogeographics and population’s structure analysis. To investigate the association between A. cajennense haplotypes, genetic sequences and the influence on BSF confirmed cases in RJ, were performed calculation of the Kendall posts correlation coefficient and Kendall posts partial correlation coefficient. The analysis revealed that there is substantial diversity of A. cajennense in RJ, with the focus of genetic diversity in South Center and Highland regions. However, there is no population structure of these species according to each region of the State. But, there is evidence of A. cajennense population structure when analyzes are performed considering groups of RJ regions. Statistical analyzes revealed that there is association between the number of sequences analyzed and intraspecific diversity. Also, the greater is the diversity of these species, higher is the probability of BSF confirmed cases occurrence in RJ.
5

Soropositividade por riquétsias em equinos e espécies de carrapatos vetores da febre maculosa brasileira na bacia do rio Piracicaba, estado de São Paulo / Rickettsial serapositivity in horses and tick vectors species of brasilian spotted fever in the Piracicaba river basin, state of São Paulo

Camargo, Luciana Bonato de, 1980- 02 November 2014 (has links)
Orientador: Maria Rita Donalísio Cordeiro / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-08-24T20:39:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Camargo_LucianaBonatode_M.pdf: 2284327 bytes, checksum: 19cf283eed8d9bc083379c5306496083 (MD5) Previous issue date: 2014 / Resumo: A febre maculosa brasileira (FMB) é uma doença infecciosa aguda, cujo agente etiológico mais conhecido é a Rickettsia rickettsii, bactéria Gram negativa intracelular obrigatória e transmitida por meio da picada de carrapatos infectados. Vários animais silvestres e domésticos têm papel crucial na epidemiologia da febre maculosa por desenvolverem riquetsemia temporária, possibilitando a infecção de novas gerações de carrapatos e também por servirem de dispersores do vetor infectado facilitando a transmissão para seres humanos. O objetivo deste trabalho é estudar a soropositividade de equinos para riquétsias em áreas com e sem notificação de casos de FMB e identificar as espécies de carrapatos presentes. Foram investigadas quatro áreas consideradas com transmissão de FMB comprovada em Amparo, Valinhos, Jaguariúna e Piracicaba, e quatro áreas consideradas sem transmissão em São Pedro, Rio Claro, Bragança Paulista e Atibaia, todas situadas na bacia do rio Piracicaba, estado de São Paulo. Foi realizado inquérito sorológico de equinos (n = 504) encontrados em propriedades das áreas investigadas, utilizando-se reações de imunofluorescência indireta para os antígenos R. rickettsii, R. belli e R. parkeri. Entre as amostras de sangue examinadas, 183 (36,3%) foram reagentes, sendo 110 (60,1%) de áreas com notificação e 73 (39,9%) em áreas sem notificação de casos humanos. Além do inquérito sorológico também foram coletados 492 carrapatos do gênero Amblyomma sendo encontrados 127 adultos das espécies, Amblyomma cajennense (25,8%), 13 Amblyomma dubitatum (2,6%), além de 352 ninfas (71,5%). A investigação da infecção por R. rickettsii utilizando-se a técnica de PCR foi negativa para todos os carrapatos coletados. Os resultados chamaram a atenção para a alta prevalência de equinos sororeagentes em municípios com e sem notificação de casos, destacando-se Bragança Paulista e Rio Claro, considerados municípios em alerta. Ressalta-se a necessidade de maior vigilância e investigação nos municípios sem notificação de FMB. A maior prevalência da espécie A. cajennense em todas as áreas de estudo reforçam a hipótese do risco de ocorrência da FMB em todos os municípios estudados / Abstract: Brazilian spotted fever (BSF) is an acute infectious disease, whose best-known etiologic agent is Rickettsia rickettsii, an intracellular Gran negative bacterium, transmitted by the bite of infected ticks. Several wild and domestic animals play a crucial role in the epidemiology of spotted fever, developing a temporary rickettsemia, allowing the infection to new generations of ticks and also serving as a dispersal vector infected, facilitating transmission to humans. The aim of this work is to study the serapositivity of horses for rickettsiae in areas with and without reported cases of BSF and identify the ticks species presents. Four areas considered with proven BSF transmission were investigated, Amparo, Valinhos, Jaguariúna and Piracicaba, and four areas considered without transmission, San Pedro, Rio Claro, Bragança Paulista and Atibaia, all located in Piracicaba river basin, São Paulo State. Serological survey of horses (n= 54) found in the investigated properties areas was performed using the indirect immunofluorescence assay for antigens R. rickettsii , R. parkeri and R. belli. Among blood sample processed 183 (36.3 %) were reagents, 110 (60,1%) of areas with reported human cases and 73 (39.9 %) of areas without reported human cases. Besides serological survey also 492 ticks of the genus Amblyomma were collected and were found 127 adults species of Amblyomma (25.8 %), 13 Amblyomma dubitatum (2.6%), and 352 nymphs (71,5 %). The investigation of infection by R. rickettsii using the PCR was negative for all ticks collected. The results demonstrated high prevalence of reactive serum of horses in areas with and without reported human cases, highlighting Bragança Paulista and Rio Claro, considerate areas on alert. We emphasize the need for increased monitoring and research in the counties with no reported cases. The highest prevalence of the species A. cajennense in all areas of study reinforces the hypothesis of the risk of BSF occurrence in al municipalities / Mestrado / Epidemiologia / Mestra em Saúde Coletiva
6

Fatores ambientais associados a transmissão e a distribuição espacial da febre maculosa brasileira na bacia dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, Estado de São Paulo, Brasil = Environmental factors associeatted with transmission and spatial distribution of brazilian spotted fever in the basin of the Piracicaba, Capivari, Jundiaí, São Paulo State, Brazil / Environmental factors associeatted with transmission and spatial distribution of brazilian spotted fever in the basin of the Piracicaba, Capivari, Jundiaí, São Paulo State, Brazil

Souza, Celso Eduardo, 1963- 27 August 2018 (has links)
Orientador: Maria Rita Donalisio Cordeiro / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-08-27T05:43:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Souza_CelsoEduardo_D.pdf: 10110328 bytes, checksum: 368a9a001209cacb6b58b814306f1b46 (MD5) Previous issue date: 2015 / Resumo: A febre maculosa brasileira (FMB) é uma doença infecciosa aguda, cujo agente etiológico é a Rickettsia rickettsii, bactéria Gram negativa intracelular obrigatória e transmitida por meio da picada de carrapatos infectados. O objetivo deste estudo é descrever os fatores associados ao ciclo de transmissão e a distribuição espacial da FMB na Bacia do Rio Piracicaba, região de maior registro de casos da doença no estado de São Paulo. Realizou-se um estudo retrospectivo das fichas de investigação dos LPI da FMB realizadas pela equipe da Superintendência de Controle de Endemias (SUCEN) e de dados das investigações epidemiológicas do Sistema de Informações sobre Agravos de Notificação (SINAN) no período de 2003 a 2013. Foram analisados os casos confirmados pelos critérios laboratoriais e os descartados. Foi ajustado um modelo de regressão logística múltipla utilizando-se como variável resposta, os LPI dos casos confirmados de FMB e como variáveis explicativas, os fatores demográficos, ambientais, presença das espécies de vetores e de animais hospedeiros nos LPI. Para os estimadores Odds Ratio foi considerado intervalo de confiança de 95%. Após a identificação das coordenadas geográficas (X,Y) coletadas em campo, foram incorporadas superfícies no mapa da bacia contendo informações sobre índice de vegetação (Normalized Difference Vegetation Index), altitude, índice topográfico, declividade do terreno e hidrografia. As variáveis associadas à confirmação da FMB no modelo logístico múltiplo foram: idade (OR = 1,025 IC: 1,015-1,035), ocorrência em área urbana (OR = 1.515 IC: 1,036¿2.231), existência de pasto degradado (OR= 1,759 IC: 1,028¿3.003), presença de Amblyomma sculptum no ambiente (OR = 1,629 IC: 1,097¿2.439), coleta de carrapatos em equinos (OR = 1,939 IC: 0,999¿3, 764), presença de capivaras (OR= 1,467 IC: 1,009-2,138). Foram observados aglomerados de maior densidade na região mais central da bacia e em regiões de baixa altitude (valores entre 448 a 590 metros) e em ambientes com baixos níveis de NDVI, próximos a área urbana e periurbana e à coleções hídricas. Foram confirmados 119 (59%) casos em LPI na área delimitada pelo raio de 1 km dos rios da bacia e 87 (41%) se o raio for de 500 metros. Fatores ambientais associados à transmissão da FMB podem dirigir as investigações em campo, identificar área de maior risco de transmissão da FMB e facilitar a priorização de investimentos das medidas preventivas e de controle / Abstract: Brazilian spotted fever (BSF) is an acute infectious disease whose etiologic agent is Rickettsia rickettsii, obligate intracellular Gram negative bacteria and transmitted through the bite of infected ticks. The objective of this study is to describe the factors associated with the transmission cycle and the spatial distribution of FMB in Piracicaba River Basin, the largest region reported cases of the disease in the state of São Paulo. We conducted a retrospective study of the investigation forms of FMB of the IPL undertaken by staff of the Superintendency of Endemic Disease Control (SUCEN) and data from epidemiological investigations of the Information System of Notifiable Diseases (SINAN) in the 2003-2013 period. cases confirmed by laboratory criteria and discarded were analyzed. We adjusted a multiple logistic regression model using as dependent variable, the LPI of confirmed cases of FMB and as explanatory variables, demographic, environmental, presence of species of vectors and animal hosts in LPI. For estimators odds ratio was considered 95% confidence interval. After identifying the geographic coordinates (X, Y) collected in the field, surfaces were incorporated into the basin map containing information about vegetation index (Normalized Difference Vegetation Index), altitude, topographic index, land slope and hydrography. The variables associated with confirmation of FMB in multiple logistic regression were age (OR = 1.025 CI: 1.015 to 1.035), occurring in urban areas (OR = 1.515 CI: 1.036 to 2231), existence of degraded pasture (OR = 1.759 CI: 1.028 to 3003), the presence of Amblyomma sculptum the environment (OR = 1.629 CI: 1.097 to 2439), collection of ticks on horses (OR = 1.939 CI: 0.999 to 3, 764), presence of capybaras (OR = 1.467 CI: 1.009 -2.138). Higher density clusters were observed in the most central part of the basin and in low-lying regions (values between 448-590 meters) and in environments with low levels of NDVI, near urban and peri-urban and basins. 119 were confirmed (59%) cases in the area bounded by LPI 1 km radius of the basin's rivers and 87 (41%) if the radius is 500 meters. Environmental factors associated with the BSF transmission may conduct investigations in the field, identify area of greatest risk of transmission of FMB and facilitate the prioritization of investments of preventive and control measures / Doutorado / Epidemiologia / Doutor em Saude Coletiva
7

Febre maculosa brasileira no estado de São Paulo = aspectos clínicos e epidemiológicos / Brazilian spotted fever in São Paulo State : Clinical and epidemiological aspects

Angerami, Rodrigo Nogueira 18 August 2018 (has links)
Orientadores: Luiz Jacintho da Silva, Raquel Silveira Bello Stucchi / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-08-18T15:04:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Angerami_RodrigoNogueira_D.pdf: 7670692 bytes, checksum: f6634d52b90eaf383ed11a180b9179aa (MD5) Previous issue date: 2011 / Resumo: Causada pela bactéria Rickettsia rickettsii e transmitida pelos carrapatos Amblyomma cajennense e Amblyomma aureolatum, a febre maculosa brasileira (FMB), após décadas de aparente silêncio epidemiológico, desde sua reemergência nos anos 80, vem figurando como importante problema de saúde pública no estado de São Paulo, sobretudo, em decorrência da aparente expansão das áreas de transmissão e da elevada letalidade a ela associada. O objetivo principal do presente estudo foi descrever características clínicas e epidemiológicas da FMB a partir da análise retrospectiva de casos confirmados da doença em áreas endêmicas no estado de São Paulo. Foi observado que manifestações inespecíficas como febre, cefaléia, mialgia e exantema, foram os sinais clínicos mais freqüentes e precoces. Embora variáveis, elevadas frequências de fenômenos hemorrágicos (22,9%-77,6%), icterícia (16,7%-52%), alterações neurológicas (27,2%-51,7%) e insuficiência respiratória (17,5%-62%) foram observadas. A taxa de letalidade média no estado de São Paulo no período de 2003 a 2008 foi de 29,6%(21,9%-40%). Trombocitopenia e elevação de transaminases hepáticas foram as alterações laboratoriais mais frequentes, ocorrendo em até 100% dos casos. Na faixa etária pediátrica, a FMB também se apresentou como doença severa, associando-se, embora em menor freqüência, às complicações acima mencionadas e à elevada letalidade (28,4%). Entretanto, em estudo comparativo entre o perfil clínico da FMB nos estados de São Paulo e Santa Catarina, observou-se no estado do Sul uma doença com evolução benigna, pequena frequência de sinais de gravidade e ausência de óbitos. Entre pacientes com FMB, as síndromes febris hemorrágica, icterohemorrágica e exantemática foram as mais comumente observadas (37,1%, 33,9%, 11,3%, respectivamente). Dentre os principais diagnósticos diferenciais da FMB, leptospirose, dengue e doença meningocócica foram as mais prevalentes (28,5%, 17,2%, 5,4%, respectivamente). Em 31% dos casos descartados para FMB não foi possível a identificação do diagnóstico etiológico. A doença foi mais incidente no gênero masculino e entre indivíduos da faixa etária de 20 a 49 anos. Em áreas em que o A. cajennense é o principal vetor foi possível observar maior incidência da doença entre o período de Junho a Setembro. Surtos de FMB se associaram a elevadas taxas de letalidade e a diferentes determinantes ecoepidemiológicos. Atividades de lazer e ocupacionais em áreas de mata, pastagem, próximas a coleções hídricas e/ou com presença de animais (cavalos, capivaras e, eventualmente, cães) foram consideradas importantes exposições de risco para infecção. O presente estudo permitiu observar que a infecção pela R. rickettsii no estado de São Paulo se associa à elevada morbimortalidade, sendo, aparentemente, mais severa que a febre das Montanhas Rochosas nos Estados Unidos. Exantema, icterícia e hemorragias são importantes marcadores clínicos que devem ser considerados na suspeição da doença e seus diagnósticos diferencias. O conhecimento das características epidemiológicas e dos fatores de risco para infecção deve fundamentar as ações de prevenção e controle da FMB. A maior severidade da infecção pela R. rickettsii no estado de São Paulo, a ocorrência de casos atípicos em Santa Catarina e a ausência de elucidação diagnóstica em casos descartados para FMB sugerem que cepas de R. rickettsii com distintos padrões de virulência, bem como outras espécies de riquétsias e, eventualmente, outros microorganismos transmitidos por carrapatos devam estar ocorrendo no Brasil / Abstract: Brazilian spotted fever (BSF) is caused by Rickettsia rickettsii and transmited by Amblyomma cajennense and Amblyomma aureolatum ticks. After decades of an apparent epidemiological silence, BSF reemerged as an important public health problem in São Paulo State in the 1980's, mostly because the possible expansion of its transmission areas and the high BSF related fatality-rate. The main objective of the present study was to describe clinical and epidemiological features of BSF through a retrospective analysis of BSF confirmed cases in endemic areas. Non-specific clinical signs like fever, myalgia, headache, and exanthema were the earliest and most frequent clinical signs. A high frequency of hemorrhagic manifestations (22.9%-77.6%), icterus (16.7%-52%), neurological signs (27.2%-51.7%), and respiratory distress (17.5%-62%) was also observed. Case-fatality ratio in São Paulo State between 2003 and 2008 was 29.6% (21.9%-40%). Thrombocytopenia and elevated liver enzymes were the most frequent laboratorial abnormalities, reaching 100% in some groups. In the pediatric age-group, BSF also presented as a severe disease with a slightly lower rate of clinical complications, but a similar high lethality rate (28.4%). Interestingly, when we compared the clinical profile of BSF cases between São Paulo state and Santa Catarina state, located in the southernmost part of Brazil, a milder disease, with a lower frequency of clinical signs of severity and no fatalities was observed in the latter. The most frequent clinical syndromes occurring in BSF patients were hemorrhagic, ictero-hemorrhagic, and exanthematic acute febrile syndromes (37.1%, 33.9% and 11.3% respectively). The most important differential diagnosis to BSF was leptospirosis, dengue fever, and meningococcal disease (28.5%, 17.2%, and 5.4%, respectively). In 31% of non-confirmed BSF cases, no etiological diagnosis was defined. A higher incidence of BSF was observed in males and in the 20-49 years age-group. In areas where A. cajennense is recognized as the most important vector, a higher BSF incidence was observed from June to September. Clusters of BSF were associated to elevated fatality rates and a wide number of ecoepidemiological determinants. Recreational and occupational activities in rural, periurban, and waterside areas, with presence of animals (mostly horses and capybaras, and eventually dogs) were considered the most important exposure risk factors to infection. The present study suggests a more severe pattern of R. rickettsii in São Paulo state when compared with Rocky Mountain spotted fever in United States. Exanthema, icterus, and hemorrhage are important clinical markers of BSF and should be considered in the suspicion of this disease and as a differential diagnosis. Knowledge of clinical, epidemiological, and risk factors for infection should be used to structure and improve the measures for control and prevention of BSF. Together, the higher severity of R. rickettsii infection in São Paulo state, the occurrence of atypical cases in Santa Catarina, and the unknown etiological diagnosis of a high percentage of post-tick exposure febrile patients suggest that more virulent R. rickettsii strains, other Rickttsiae species and, eventually, other tick-borne diseases could be occurring in Brazil / Doutorado / Clinica Medica / Doutor em Clínica Médica

Page generated in 0.1216 seconds