• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 41
  • Tagged with
  • 41
  • 41
  • 11
  • 10
  • 6
  • 6
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Inibição da replicação do vírus da leucemia felina (FELV) em células cronicamente infectadas através da utilização de RNA de interferência

Ornelas, Sócrates Souza 12 January 2012 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular, 2012. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2012-10-03T15:21:07Z No. of bitstreams: 1 2012_SocratesSouzaOrnelas.pdf: 2352298 bytes, checksum: 189e074b1e0d80a6a591c19e4e39da32 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2012-10-04T11:57:13Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_SocratesSouzaOrnelas.pdf: 2352298 bytes, checksum: 189e074b1e0d80a6a591c19e4e39da32 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-10-04T11:57:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_SocratesSouzaOrnelas.pdf: 2352298 bytes, checksum: 189e074b1e0d80a6a591c19e4e39da32 (MD5) / O Vírus da Leucemia Felina (FeLV), isolado inicialmente em 1964, corresponde a um retrovírus patogênico, endêmico entre gatos domésticos, que ocasiona uma séria doença entre estes animais. O mecanismo de interferência por RNA, RNA de interferência (RNAi) é um processo no qual moléculas de ácido ribonucléico (RNAs) de dupla fita (dsRNA) induzem a degradação pós-transcricional do RNA mensageiro homólogo, de forma sequência-específica. Até o presente, o RNAi tem se apresentado como ferramenta molecular em potencial para estratégias de tratamento de várias doenças por meio da inibição da expressão de proteínas ou peptídeos desejados. Este estudo se empenhou na aplicação da tecnologia do RNAi na inibição da replicação do FeLV. Examinou-se o efeito da transferência e expressão de pequenos fragmentos de RNA com dobramento na extremidade (shRNA) contra a expressão da proteína p27 e a replicação de FeLV em linhagem de células T cronicamente infectadas com FeLV (3201-EECC), via vetores de expressão de RNAi. A proteína p27 é produzida via expressão do gene gag de FeLV, sendo componente molecular do nucleocapsídeo viral. Esta proteína pode ser encontrada em grande abundância em células sanguíneas infectadas ou de forma solúvel no plasma e soro de gatos virêmicos. Três shRNAs homólogos ao gene gag de FeLV foram sintetizados, clonados e transfectados em linhagens de células fibroblásticas felinas (CrFK), expressando FeLV. A expressão desses shRNAs conseguiram diminuir de forma eficiente a expressão da proteína p27 e, consequentemente, reduziram a replicação viral em linhagem de célula T cronicamente infectada (3201-EECC). A expressão de shRNA contra o gene gag de FeLV mostrou redução dos níveis de p27 e da replicação viral nas linhagens celulares, 3201-EECC e CrFK. Esses resultados fornecem informações importantes para futuro desenvolvimento de estratégias de terapia gênica no controle das infecções por FeLV e infecções retrovirais relacionadas. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Feline Leukemia Virus (FeLV) is a pathogenic retrovirus endemic among domestic cats remaining an important disease since its discovery in 1964. RNA interference (RNAi) is a process in which double-stranded RNA induces the post-transcriptional sequence-specific degradation of homologous messenger RNA. At present, RNAi technology regarded as a potential strategy for the treatment of various diseases as it can be used to inhibit the expression of desired peptides/proteins. The present study aimed to apply the RNAi technology to inhibit the replication of FeLV. We examined the effect of vector-mediated transfer and expression of FeLV specific short hairpin RNA (shRNA) against p27 protein expression and replication of FeLV in a feline T-cell line chronically infected with FeLV (3201-EECC). Three shRNA homologous to the FeLV gag gene synthesized, cloned and transfected into a feline fibroblastic cell line (CrFK) expressing FeLV, efficiently reduced FeLV p27 protein expression, consequently decreased and inhibited the viral replication in a chronically FeLV infected feline T-cell line (3201-EECC). The p27 protein is a structural component of the inner viral core. This protein can be found in great abundance in infected blood cells and in soluble form in plasma and serum of viremic cats. The expression of shRNA against FeLV gag gene showed to markedly lower p27 levels and viral replication in both cell lines, 3201-EECC and CrFK. These results provide useful information to pave the road for the development of gene therapy strategy to control FeLV and related pathogenic retroviruses infection in the future
2

Avaliação clínica, citopatológica e histopatológica seriada da esporotricose em gatos (Felis catus-Linnaeus, 1758) infectados experimentalmente /

Farias, Marconi Rodrigues de. January 2000 (has links)
Orientador : Sônia Regina Verde da Silva Franco. / Mestre
3

Avaliação clínica, citopatológica e histopatológica seriada da esporotricose em gatos (Felis catus-Linnaeus, 1758) infectados experimentalmente

Farias, Marconi Rodrigues de [UNESP] January 2000 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:24:00Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2000Bitstream added on 2014-06-13T18:51:25Z : No. of bitstreams: 1 farias_mr_me_botfmvz.pdf: 1184718 bytes, checksum: 60962b5b4e333a573d4da5a44712b506 (MD5)
4

Estudo da infecção por hemoplasmas em felinos domésticos do Distrito Federal

Firmino, Fernanda de Paula 06 1900 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2008. / Submitted by Fernanda Weschenfelder (nandaweschenfelder@gmail.com) on 2009-09-15T17:41:40Z No. of bitstreams: 1 2008_FernandadePaulaFirmino.pdf: 867074 bytes, checksum: dea413d598cb507baac3624c6b0f9595 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2010-01-28T15:15:34Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_FernandadePaulaFirmino.pdf: 867074 bytes, checksum: dea413d598cb507baac3624c6b0f9595 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-01-28T15:15:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_FernandadePaulaFirmino.pdf: 867074 bytes, checksum: dea413d598cb507baac3624c6b0f9595 (MD5) Previous issue date: 2008-06 / O Mycoplasma haemofelis é um agente não cultivável classificado após seqüenciamento do gene 16S rRNA como pertencente ao gênero Mycoplasma. O seqüenciamento resultou também no conhecimento de uma nova espécie conhecida como Candidatus Mycoplasma haemominutum. O agente é causador de anemia hemolítica em gatos infectados e pode estar presente em gatos assintomáticos. A transmissão ocorre através de vetores como a pulga. O diagnóstico pela citologia de sangue total é de difícil realização, mas o desenvolvimento de uma PCR sensível para Mycoplasma spp e o possível isolamento de espécie Candidatus Mycoplasma haemominutum por meio de enzimas de restrição pode tornar mais fácil a identificação do agente. O trabalho teve por objetivo identificar as espécies de hemoplasmas no Distrito Federal, analisar o perfil hematológico destes animais e determinar sua distribuição em duas populações felinas e a padronização da técnica da PCR para hemoplasmas. Foram utilizados 100 felinos domésticos de duas regiões distintas do Distrito Federal (Grupo 1: Hospital Veterinário; Grupo 2: Fercal) submetidos a PCR para gênero (Mycoplasma spp) e espécie (Mycoplasma haemofelis) e digestão enzimática para determinação da espécie Candidatus Mycoplasma haemominutum. O presente trabalho demonstrou a presença de diferentes espécies de hemoplasmas no Distrito Federal (Mycoplasma haemofelis e Candidatus Mycoplasma haemominutum), determinando sua distribuição em duas populações felinas e as diferenças hematológicas encontradas nos dois grupos, onde os animais do Grupo 1 pareciam mais suscetíveis aos hemoplasmas, apresentando anemia e os do Grupo 2 apresentaram uma maior resistência, sendo assim, portadores assintomáticos.
5

Freqüência de isolamento de Campylobacter em gatos com e sem diarréia e sensibilidade a antimicrobianos das estirpes isoladas /

Pagan, Luciany Mary. January 2003 (has links)
Orientador : José Rafael Modolo / Resumo: Este estudo visou identificar bioquimicamente quais espécies de Campylobacter que acometiam 100 gatos com e 100 gatos sem diarréia, verificando suas freqüências de isolamento e estabelecendo padrões de concentrações inibitórias mínimas (MIC) frente à 7 antimicrobianos. O agente foi isolado através de semeadura por filtração (TF) e semeadura direta em meio de BUTZLER (MB), ambos incubados por 72 horas em microaerofilia, sendo o TF a 37 °C e o MB a 43 °C. Para o MIC, foi utilizado o método de diluições em meios sólidos. A freqüência de isolamento, foi estabelecida pelos limites de 95% de confiança para a proporção de ocorrência complementada com o teste teste de Goodman para contrastes entre e dentro de populações binominais. Todas as comparações foram realizadas no nível de 5 % de significância. Foram isoladas 7 estirpes de Campylobacter no grupo dos animais com diarréia e 5 estirpes no grupo sem diarréia, verificando que não há diferenças significativas entre as freqüências de isolamento nos dois grupos de animais estudados (p>0,05). Através da classificação por comportamento bioquímico, foram isoladas no grupo dos animais com diarréia 4 estirpes de C. jejuni, 2 de C. upsaliensis, 1 de C. coli e dos gatos sem diarréia, 2 estirpes de C. jejuni, 2 de C. lari, 1 de C. upsaliensis. O resultado do MIC permite recomendar os seguintes fármacos para utilização na terapêutica da Campilobacteriose entérica: eritromicina, enrofloxacina e gentamicina. / Abstract: This study aimed at identifying biochemically which species of Campylobacter attacked 100 cats with and 100 cats without diarrheia, verifying its frequencies of isolation and establishing standards of minimum inhibitory concentrations ( MIC) in face of 7 antimicrobials that make possible the therapeutical use. The agent was isolated through sowing for filtration (TF) and direct sowing in BUTZLER( MB) mean,both incubated for 72 hours in microaerophilia, being TF at 37° C and MB at 43° C. For the lineages sensitivity, the method of dilutions in solid means was used. The isolation frequency was established by assurance limits of 95% for the occurrence ratio and the association with both groups was evaluated by means of Goodman test for contrasts between and inside binomial populations. All the statistical discussions will be carried out at 5% of significance level. Seven strains of Campylobacter were isolated from with diarrhea animals group and five strains without diarrhea animals group, no statistical difference was observed between the frequencies of isolation in the two groups of studied animals(p>0,05). By biochemical tests the Campylobacter isolates were identified from group with diarrheia, being 4 strains as C. jejuni, 2 as C. upsaliensis, 1 as C. coli and from cats without diarrheia, Campylobacter was isolated from 2 strains identified as C. jejuni, 2 as C. lari, 1 as C. upsaliensis. The result of the MIC allows to recommend the following antimicrobial drugs for the therapeutical use of enteric Campylobacteriose: erithromicin, enrofloxacin and gentamicin. / Mestre
6

Freqüência de isolamento de Campylobacter em gatos com e sem diarréia e sensibilidade a antimicrobianos das estirpes isoladas

Pagan, Luciany Mary [UNESP] January 2003 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:27:15Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2003Bitstream added on 2014-06-13T18:31:10Z : No. of bitstreams: 1 pagan_lm_me_botfmvz.pdf: 842951 bytes, checksum: 75d34daf8c3ef22f4a3d217c3ebc3464 (MD5) / Este estudo visou identificar bioquimicamente quais espécies de Campylobacter que acometiam 100 gatos com e 100 gatos sem diarréia, verificando suas freqüências de isolamento e estabelecendo padrões de concentrações inibitórias mínimas (MIC) frente à 7 antimicrobianos. O agente foi isolado através de semeadura por filtração (TF) e semeadura direta em meio de BUTZLER (MB), ambos incubados por 72 horas em microaerofilia, sendo o TF a 37 °C e o MB a 43 °C. Para o MIC, foi utilizado o método de diluições em meios sólidos. A freqüência de isolamento, foi estabelecida pelos limites de 95% de confiança para a proporção de ocorrência complementada com o teste teste de Goodman para contrastes entre e dentro de populações binominais. Todas as comparações foram realizadas no nível de 5 % de significância. Foram isoladas 7 estirpes de Campylobacter no grupo dos animais com diarréia e 5 estirpes no grupo sem diarréia, verificando que não há diferenças significativas entre as freqüências de isolamento nos dois grupos de animais estudados (p>0,05). Através da classificação por comportamento bioquímico, foram isoladas no grupo dos animais com diarréia 4 estirpes de C. jejuni, 2 de C. upsaliensis, 1 de C. coli e dos gatos sem diarréia, 2 estirpes de C. jejuni, 2 de C. lari, 1 de C. upsaliensis. O resultado do MIC permite recomendar os seguintes fármacos para utilização na terapêutica da Campilobacteriose entérica: eritromicina, enrofloxacina e gentamicina. / This study aimed at identifying biochemically which species of Campylobacter attacked 100 cats with and 100 cats without diarrheia, verifying its frequencies of isolation and establishing standards of minimum inhibitory concentrations ( MIC) in face of 7 antimicrobials that make possible the therapeutical use. The agent was isolated through sowing for filtration (TF) and direct sowing in BUTZLER( MB) mean,both incubated for 72 hours in microaerophilia, being TF at 37° C and MB at 43° C. For the lineages sensitivity, the method of dilutions in solid means was used. The isolation frequency was established by assurance limits of 95% for the occurrence ratio and the association with both groups was evaluated by means of Goodman test for contrasts between and inside binomial populations. All the statistical discussions will be carried out at 5% of significance level. Seven strains of Campylobacter were isolated from with diarrhea animals group and five strains without diarrhea animals group, no statistical difference was observed between the frequencies of isolation in the two groups of studied animals(p>0,05). By biochemical tests the Campylobacter isolates were identified from group with diarrheia, being 4 strains as C. jejuni, 2 as C. upsaliensis, 1 as C. coli and from cats without diarrheia, Campylobacter was isolated from 2 strains identified as C. jejuni, 2 as C. lari, 1 as C. upsaliensis. The result of the MIC allows to recommend the following antimicrobial drugs for the therapeutical use of enteric Campylobacteriose: erithromicin, enrofloxacin and gentamicin.
7

Tirotoxicose experimental em gatos: estudo ultra-sonográfico das alterações hepáticas e suas correlações com os níveis séricos das enzimas hepáticas, dos hormônios tiroideos e achados histológicos e citológicos

Zablith, Ana Cristina Aranha [UNESP] January 2004 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:23:44Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2004Bitstream added on 2014-06-13T19:09:54Z : No. of bitstreams: 1 zablith_aca_me_botfmvz.pdf: 1565993 bytes, checksum: 755d056cd669f49e57bfd7625b260fc8 (MD5) / Universidade Estadual Paulista (UNESP) / O hipertiroidismo é caracterizado pelo aumento das concentrações dos hormônios tiroideos, podendo levar a alterações cardiovasculares, hepáticas, renais, hematológicas, além de alterações de comportamento tanto em humanos quanto em animais. Neste estudo procurou-se investigar as alterações ultrasonográficas hepáticas produzidas pelo hipertiroidismo e correlacioná-las com os níveis séricos das enzimas hepáticas e achados citológicos e histológicos do fígado. Para tanto 20 gatos foram induzidos ao estado hipertiroideo pela administração de levotiroxina sódica, por via oral, na dose de 150 mg/kg, a cada 24 horas, durante 42 dias. Foram feitas avaliações ultra-sonográficas do fígado e colheitas de sangue semanais (M0 a M6), para dosagem das enzimas hepáticas e dos hormônios tiroideos, além de colheita de material para os exames citológicos e histológicos em M0, imediatamente antes do início da indução à tirotoxicose, e em M6, ao final do período experimental. Os resultados mostraram haver elevação das concentrações séricas de T4, livre e total, a partir da primeira semana experimental, no entanto os níveis de T3 total não sofreram alterações significativas. As enzimas hepáticas séricas também se apresentaram discretamente elevadas, porém sem significância estatística. Ocorreu correlação positiva entre os níveis séricos de TT4 e FT4, FT4 e FA, e ALT e AST... . / Hyperthyroidism is characterized by high concentrations of thyroid hormones, what may lead to cardiovascular, hepatic, renal and haematological alterations and behavioral changes in humans as well in animals. This study aimed to investigate ultrasonographic changes of liver parenchyma produced by hyperthyroidism and correlate them with serum hepatic enzymes levels and cytological and histological findings. Twenty cats were induced into hyperthyroid state by the administration, per oral, of 150 mg/kg dose of sodium L-thyroxine, each 24 hour, during 42 days. Sonographic evaluation of liver parenchyma and collection of blood samples were made weekly (M0-6), the last one to dose hepatic enzymes and thyroid hormones, besides collection of hepatic cells and tissue samples for cytological and histological analysis at M0, immediately before the beginning of the thyrotoxicosis induction, and M6, at the end of the experimental period. Results showed an increase on serum concentrations of total T4 and free T4 since the first week, however values for total T3 did not suffer significant variations. Serum hepatic enzymes also showed slight increase but not enough to be statistically significative. There was positive correlation between TT4 and FT4, FT4 and alkaline phosphatase (FA), and ALT and AST. Hyperthyroid state produced an hipoechoic liver pattern with progressive emergence of hyperecogenic periportal infiltration following TT4 curve. Cytological and histological findings although non specific at M6 suggested hepatitis. We could observe that changes on liver sonographic image preceded elevations on serum hepatic enzymes and occurred concomitant with alterations on TT4 and FT4 levels.
8

Ocorrência do vírus da leucemia felina no DF e suas alterações laboratoriais

Aquino, Larissa Campos 16 February 2012 (has links)
Dissertação (Mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2012. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2012-04-27T14:04:10Z No. of bitstreams: 1 2012_LarissaCamposAquino.pdf: 2748540 bytes, checksum: d9985f6e70c6ca9fa3875745e8b3c73c (MD5) / Approved for entry into archive by Leila Fernandes (leilabiblio@yahoo.com.br) on 2012-04-30T12:36:27Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_LarissaCamposAquino.pdf: 2748540 bytes, checksum: d9985f6e70c6ca9fa3875745e8b3c73c (MD5) / Made available in DSpace on 2012-04-30T12:36:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_LarissaCamposAquino.pdf: 2748540 bytes, checksum: d9985f6e70c6ca9fa3875745e8b3c73c (MD5) / O vírus da leucemia felina (FeLV) é um retrovirus que acomete gatos domésticos e já foi relatado mundialmente. Apenas o FeLV-A é transmitido, e, uma vez instalado no hospedeiro origina os subtipos B, C e T por meio de mutações ou recombinações com sequências endógenas. A infecção pelo FeLV está associada a doenças degenerativas e proliferativas de acordo com o subtipo. Um teste molecular (PCR) foi adaptado para diagnosticar gatos FeLV positivos em 3 grupos de animais do Distrito Federal: gatos mantidos em um abrigo (G1), gatos atendidos em clínicas e/ou hospitais veterinários (G2) e gatos de uma região periurbana com acesso à rua (G3). Eles foram avaliados quanto aos parâmetros hematológicos, subtipos do FeLV e principais coinfecções associadas. Realizou-se a comparação da PCR utilizada com o ELISA comercial. Foram identificados 38% de animais FeLV no G1, 26,8% no G2 e nenhum gato com o retrovírus no G3. Não houve associação da presença do FeLV com a idade, sexo ou acesso à rua. Observou-se que gatos FeLV positivos têm mais chance de ter anemia, mas não houve associação com FIV, hemoplasmas ou T. gondii. As proporções entre animais FeLV-A e FeLV-AB foram aproximadamente as mesmas e não demonstraram diferenças hematológicas significativas. A PCR utilizada apresentou 91,3% de concordância com o ELISA comercial. Concluiu-se que a ocorrência da infecção pelo FeLV no DF variou de acordo com o grupo amostrado, contudo as altas frequências de G1 (IC: 23,1-53%) e G2 (IC: 19,3-34,2%) não diferiram entre si. A coinfecção por FIV ou hemoplasmas não intensificou as alterações hematológicas nos gatos FeLV positivos. Além disso, os subtipos mais isolados (A e AB) parecem exercer efeitos semelhantes nas células precursoras hematopoiéticas. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Feline leukemia virus (FeLV) is a retrovirus that infects domestic cats and have been described worldwide. Subtype A is the only transmissible, and, once inside the host, it gives rise to 3 others subtypes: B, C and T by means of mutations or recombinations with endogenous sequences. Infection produced by FeLV is associated mainly with degenerative and proliferative diseases according to subtype. A molecular test (PCR) was tried to diagnose FeLV in 3 different groups of animals in the region of Distrito Federal, Brazil: cats from a shelter (G1), patients from veterinary clinics and/or hospitals (G2) andoutdoor-roaming cats from a periurban region (G3). They were analyzed according to hematological parameters, subtypes and main co-infections. A comparison was made between PCR and ELISA test. FeLV provirus was detected in 38% of cats from G1, 26,8% in G2 and none cats from G3 was FeLV positive. Factors as age, sex and lifestyle were not significantly associated with risk of FeLV. Cats with FeLVwere more prone to anemia, but there wasn't association with FIV, haemoplasmas or T. gondii. There wasn't significant difference between the number of cats with FeLV-A and FeLV-AB, nor was seen hematological differences between these two subtypes. The PCR agreed with ELISA in 91,3% of the results. We concluded that FeLV infection in the region of Distrito Federal fluctuate between the groups, although the high frequencies seen in G1 (IC: 23,1-53%) and G2 (IC: 19,3-34,2%) weren't statistically different.Besides that, co-infections by FIV or hemoplasms didn't augmented hematological changes in cats with FeLV. Furthermore, the subtypes most commonly seen (A and AB) seam to cause the same effect in hematological precursor cells.
9

Ocorrência de infecções por Babesia spp. e Hepatozoon spp. em gatos domésticos (Felis domesticus) do Estado de São Paulo e do Distrito Federal

Carneiro, Marcella Pires Mendes [UNESP] 31 July 2007 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:24:00Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-07-31Bitstream added on 2014-06-13T19:10:01Z : No. of bitstreams: 1 carneiro_mpm_me_botfmvz.pdf: 235961 bytes, checksum: b550ffb03275106e14d42610f77dca3b (MD5) / Universidade Estadual Paulista (UNESP) / O objetivo deste estudo foi avaliar a ocorrência da infecção por parasitas dos gêneros Babesia e Hepatozoon em gatos domésticos, por meio da identificação em esfregaços sangüíneos corados por Giemsa e pela Reação em Cadeia pela Polimerase (PCR). Foram colhidas amostras de sangue de 144 animais, sendo 113 do Estado de São Paulo e 31 do Distrito Federal. Os animais foram escolhidos aleatoriamente e não foram feitas distinções quanto à raça, idade, sexo ou estado de saúde dos gatos. A maioria dos animais habitava áreas rurais (52,8%) e, quando urbanas (47,2%), eram animais com livre acesso à rua. A extração do DNA das amostras de sangue foi realizada utilizando o GFXTM Genomic Blood DNA Purification Kit, de acordo com as recomendações do fabricante. Para a realização da PCR foram utilizados os oligonucleotídeos PiroA1 e PiroB para Babesia spp. e HepF e HepR para Hepatozoon spp. Pela análise dos esfregaços sangüíneos foram observadas estruturas intraeritrocitárias semelhantes à piroplasmídeos em cinco (3,47%) gatos, porém, apenas um (0,69%) foi positivo pela PCR para Babesia sp., com banda visualizada em 450pb. O seqüenciamento dessa amostra positiva demonstrou 100% de similaridade com Babesia canis vogeli já caracterizada no Brasil. Todas as amostras foram negativas para Hepatozoon spp., tanto pelo esfregaço quanto pela PCR. Por meio dos resultados obtidos neste estudo pode-se concluir que a freqüência desses hemoparasitas em gatos domésticos nessas regiões é muito baixa e técnicas moleculares são necessárias para o correto diagnóstico dessas hemoparasitoses nesses animais. / The purpose of this study was to evaluate the occurrence of infection by parasites of the genus Babesia and Hepatozoon in domestic cats. Infection was identified using Giemsa stained blood smears and the Polymerase Chain Reaction (PCR). The blood samples were collected from one hundred and forty four (144) cats that resided in São Paulo (113) state and the Federal District (31). The DNA extraction of blood samples was performed with the GFXTM Genomic Blood DNA Purification Kit, according to the manufacturer's instructions. The PiroA1 and PiroB primers for Babesia spp. and the HepF and HepF primers for Hepatozoon spp were used for PCR execution. Blood smear examinations, demonstrated the presence of intraerythrocytic structures resembling piroplasmids in five (3.47%) cats, however, only one (0.69%) was positive for Babesia sp., by PCR, with a band visualized at 450 bp. The sequencing of this positive sample demonstrated close identity with Babesia canis vogeli, which has already been characterized in Brazil. All blood smear and PCR samples were negative for Hepatozoon spp. The frequency of these hemoparasites in domestic cats in Brazil is very low and molecular techniques are necessary for the correct diagnostic of these hemoparasitosis in these animals.
10

Estudo da ocorrência da infecção por Hepatozoon sp. em gatos domésticos de Brasília e regiões periurbanas

Zanani, Nathália Salgado 02 June 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Saúde Animal, 2015. / Submitted by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2015-11-03T16:30:20Z No. of bitstreams: 1 2015_NatháliaSalgadoZanani.pdf: 1154297 bytes, checksum: c6d4caa615e51b98c00a8979df2ea79b (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2015-12-04T13:08:38Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_NatháliaSalgadoZanani.pdf: 1154297 bytes, checksum: c6d4caa615e51b98c00a8979df2ea79b (MD5) / Made available in DSpace on 2015-12-04T13:08:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_NatháliaSalgadoZanani.pdf: 1154297 bytes, checksum: c6d4caa615e51b98c00a8979df2ea79b (MD5) / O Hepatozoon sp., pertencente ao filo Apicomplexa, afeta tanto vertebrados quanto invertebrados hematófagos. Nos felinos domésticos, as formas de transmissão, assim como os vetores envolvidos ainda não foram esclarecidos. No primeiro capítulo determinou-se ocorrência da infecção da Hepatozoonose em felinos de diversas localidades do Distrito Federal, utilizando técnicas moleculares para diagnóstico da doença e caracterização da espécie do parasita. No segundo capítulo relatou-se um caso clínico de um felino atendido no Hospital Veterinário da Universidade de Brasília que apresentou alterações clínicas, laboratoriais e anatomopatológicas da Hepatozoonose, posteriormente diagnosticada.

Page generated in 0.0382 seconds