• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 104
  • Tagged with
  • 105
  • 59
  • 30
  • 22
  • 21
  • 19
  • 19
  • 17
  • 14
  • 14
  • 13
  • 12
  • 10
  • 9
  • 9
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Avaliação de microminerais orgânicos no desempenho reprodutivo de matrizes pesadas e respostas da progênie

Guimarães, Ana Carolina Tozzo [UNESP] 16 August 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:27:28Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-08-16Bitstream added on 2014-06-13T19:56:20Z : No. of bitstreams: 1 guimaraes_act_me_jabo.pdf: 249365 bytes, checksum: f139c9239814b4cc5def28ec91e53895 (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Esse estudo teve como objetivo avaliar a utilização de microminerais orgânicos na alimentação de matrizes de frango de corte avaliando o desempenho, parâmetros de incubação e desempenho da progênie. O experimento foi realizado em quatro períodos de vinte e oito dias cada e dividido em três partes. Na primeira parte, avaliou-se o desempenho de matrizes de frango de corte, da linhagem Cobb Avian 48. Os parâmetros avaliados foram a produção e massa de ovos, conversão alimentar por massa e por dúzia de ovos, peso e gravidade específica. Na segunda parte do experimento foram feitas duas incubações para determinar o desempenho reprodutivo das aves. Para isso, foi calculada a taxa de eclosão, eclodibilidade e fertilidade. Na terceira parte, foi avaliado o desempenho dos pintinhos nascidos dessas duas incubações através do consumo de ração, ganho de peso e conversão alimentar. No primeiro experimento, não houve interação tratamento e período (P>0,05) para produção de ovos, massa de ovos, conversão alimentar por massa e por dúzia de ovos, peso e gravidade específica dos ovos. Contudo, houve efeito (P<0,05) do período para todos os parâmetros citados anteriormente. No experimento de incubação, a taxa de eclosão, fertilidade e eclodibilidade não apresentaram diferenças significativas (P<0,05). Com relação ao desempenho dos frangos, também não houve diferença significativa (P<0,05). A suplementação com microminerais orgânicos em níveis similares ao utilizado para inorgânicos em dietas de matrizes e machos reprodutores não influencia no desempenho das matrizes, qualidade de ovos, parâmetros de incubação e respostas de progênies / This study aimed to evaluate the use of organic trace minerals in broiler breeder feeding evaluating performance, incubation parameters and performance of progeny. The experiment was conducted in four periods of twenty-eight days each and divided into three parts. In the first part, it was evaluated the performance of broiler breeders, of Cobb Avian 48 strain. The parameters evaluated were egg production and egg mass, feed conversion for egg mass and per dozen eggs, egg weight and specific gravity. In the second part of the experiment two incubations were done to determine the reproductive performance of birds. For this, it was calculated the rate of hatching, hatchability and fertility. In the third part, it was evaluated the performance of chicks born from these two incubations through feed intake, weight gain and feed conversion. In the first experiment, there was no interaction between treatment and period (P> 0.05) for egg production, egg mass, feed conversion for egg mass and per dozen eggs, egg weight and specific gravity of eggs. However, there was effect (P <0.05) of the period for all parameters mentioned above. In the incubation experiment, hatching rate, fertility and hatchability did not show significant difference (P <0.05). Regarding the performance of broilers, there was no significant difference (P <0.05). Supplementation with organic trace minerals at similar levels to inorganic used in diets of broiler breeders, and breeding males does not influence the performance of breeders, egg quality, incubation parameters and responses of progeny
2

Efeito do sistema de incubação sobre o desenvolvimento das vilosidades intestinais, metabolismo e desempenho de frangos de corte / Effect of incubation system on development of intestinal villi, metabolism, and performance of broiler chickens

Villanueva, Araceli Pacheco January 2012 (has links)
Este experimento foi conduzido para avaliar o efeito do sistema de incubação - estágio múltiplo (EM) e estágio único (EU) - sobre as características de pintos Cobb-500, machos e fêmeas, ao nascimento, bem como a morfologia intestinal, metabolismo e desempenho no período de 1 a 40 d. Um total de 1.968 ovos férteis, foram incubados em duas incubadoras sob condições comerciais. Na avaliação dos pintos no nascimento, observou-se uma influência do sistema de incubação no comprimento do pinto, sendo que as aves nascidas em sistemas EU foram mais longas do que as nascidas em sistemas EM, assim como as fêmeas apresentaram maior peso relativo do intestino em comparação aos machos. No entanto, ao nascimento não foram observadas diferenças no peso vivo e peso corporal livre de gema devido ao sistema de incubação e devido ao sexo. No período de 1 a 40 d, aves nascidas em EU foram as mais pesadas, e tiveram maior ganho de peso, bem como melhor conversão alimentar, do que as nascidas em EM, sem diferenças para consumo de ração e conversão alimentar. Salienta-se que este resultado deve-se, sobretudo às fêmeas de EM que sempre mostraram, ainda que só numericamente em alguns períodos, piores respostas do que os outros tratamentos, colocando a média de desempenho das aves de EM num nível inferior. Observou-se que o sexo influenciou a altura dos vilos do duodeno em pintos de corte de 0 d, sendo que as fêmeas mostraram vilos maiores do que os machos. Além disso, aves nascidas em sistemas de EU tiveram criptas mais profundas do que as nascidas em EM. Já aos 7 dias de idade, devido ao fato que os machos apresentaram un consumo de alimento significativamente maior, as diferenças na altura do vilo do duodeno encontradas ao nascimento desapareceram, sendo observado só um efeito do sexo na profundidade da cripta do jejuno, onde as fêmeas exibiram criptas mais profundas do que os machos. No que diz respeito aos coeficientes de metabolizabilidade de nutrientes, dos 5 aos 7 d, fêmeas foram mais eficientes em metabolizar a energia e apresentaram maiores valores de EMAn do que machos, sem diferenças para o sistema de incubação. A diferença devida ao sexo pode ser sustentada pelo maior peso relativo do intestino e vilos duodenais mais longos que as fêmeas exibiram no nascimento. As melhores condições de incubação observadas no sistema de estágio único melhoraram o desempenho das aves (2,98%), especialmente das fêmeas (5.04%). / This experiment was conducted to evaluate the effect of incubation system – multiple-stage (MS) and single-stage (SS) – on the Cobb-500 chickens characteristics at hatch, as well as intestinal morphology, metabolism and performance in the period from 1 to 40 d of age. A total of 1,968 fertile eggs were incubated in two incubators under commercial conditions. In hatchlings evaluation, it was observed an influence of incubation system on chick length, being that the birds hatched in SS were longer than those hatched in MS, as well as the females had higher relative intestine weight compared to males. However, at hach there were no differences in BW and yolk-free body mass due to incubation system and sex. In the period from 1-40 d, the birds hatched in SS were heaviest and had higher weight gain, as well as better AFCR, compared to the ones from MS, without differences for feed intake and feed conversion ratio. This result is due mainly to MS females which always, although in some periods only numerically, worse responses than the other treatments, placing the average MS performance at a lower level. I was observed that the sex influenced the height villi of duodenum in chickens at 0 d-age, being that females showed larger villis than males. Moreover, the birds hatched in SS system had deeper crypts than those hatched in MS. Already at 7 d-age, due to fact that males had higher feed intake, the differences in villi height of duodenum found at hatch disappeared, being observed only a gender effect on the crypt depth of the jejunum, where the females showed deeper crypts than males. As regards the metabolism coefficients of nutrients, from 5 to 7 d, females were more efficient in metabolizing energy and showed higher AMEn values than males, with no differences caused by the incubation system. The difference since to sex can be sustained by greater relative intestine weight and longer duodenal villis that females exhibited at hatch. The best incubation conditions observed in the single-stage system improved broiler performance (2.98%), especially in the females (5.04%).
3

Efeito do sistema de incubação sobre o desenvolvimento das vilosidades intestinais, metabolismo e desempenho de frangos de corte / Effect of incubation system on development of intestinal villi, metabolism, and performance of broiler chickens

Villanueva, Araceli Pacheco January 2012 (has links)
Este experimento foi conduzido para avaliar o efeito do sistema de incubação - estágio múltiplo (EM) e estágio único (EU) - sobre as características de pintos Cobb-500, machos e fêmeas, ao nascimento, bem como a morfologia intestinal, metabolismo e desempenho no período de 1 a 40 d. Um total de 1.968 ovos férteis, foram incubados em duas incubadoras sob condições comerciais. Na avaliação dos pintos no nascimento, observou-se uma influência do sistema de incubação no comprimento do pinto, sendo que as aves nascidas em sistemas EU foram mais longas do que as nascidas em sistemas EM, assim como as fêmeas apresentaram maior peso relativo do intestino em comparação aos machos. No entanto, ao nascimento não foram observadas diferenças no peso vivo e peso corporal livre de gema devido ao sistema de incubação e devido ao sexo. No período de 1 a 40 d, aves nascidas em EU foram as mais pesadas, e tiveram maior ganho de peso, bem como melhor conversão alimentar, do que as nascidas em EM, sem diferenças para consumo de ração e conversão alimentar. Salienta-se que este resultado deve-se, sobretudo às fêmeas de EM que sempre mostraram, ainda que só numericamente em alguns períodos, piores respostas do que os outros tratamentos, colocando a média de desempenho das aves de EM num nível inferior. Observou-se que o sexo influenciou a altura dos vilos do duodeno em pintos de corte de 0 d, sendo que as fêmeas mostraram vilos maiores do que os machos. Além disso, aves nascidas em sistemas de EU tiveram criptas mais profundas do que as nascidas em EM. Já aos 7 dias de idade, devido ao fato que os machos apresentaram un consumo de alimento significativamente maior, as diferenças na altura do vilo do duodeno encontradas ao nascimento desapareceram, sendo observado só um efeito do sexo na profundidade da cripta do jejuno, onde as fêmeas exibiram criptas mais profundas do que os machos. No que diz respeito aos coeficientes de metabolizabilidade de nutrientes, dos 5 aos 7 d, fêmeas foram mais eficientes em metabolizar a energia e apresentaram maiores valores de EMAn do que machos, sem diferenças para o sistema de incubação. A diferença devida ao sexo pode ser sustentada pelo maior peso relativo do intestino e vilos duodenais mais longos que as fêmeas exibiram no nascimento. As melhores condições de incubação observadas no sistema de estágio único melhoraram o desempenho das aves (2,98%), especialmente das fêmeas (5.04%). / This experiment was conducted to evaluate the effect of incubation system – multiple-stage (MS) and single-stage (SS) – on the Cobb-500 chickens characteristics at hatch, as well as intestinal morphology, metabolism and performance in the period from 1 to 40 d of age. A total of 1,968 fertile eggs were incubated in two incubators under commercial conditions. In hatchlings evaluation, it was observed an influence of incubation system on chick length, being that the birds hatched in SS were longer than those hatched in MS, as well as the females had higher relative intestine weight compared to males. However, at hach there were no differences in BW and yolk-free body mass due to incubation system and sex. In the period from 1-40 d, the birds hatched in SS were heaviest and had higher weight gain, as well as better AFCR, compared to the ones from MS, without differences for feed intake and feed conversion ratio. This result is due mainly to MS females which always, although in some periods only numerically, worse responses than the other treatments, placing the average MS performance at a lower level. I was observed that the sex influenced the height villi of duodenum in chickens at 0 d-age, being that females showed larger villis than males. Moreover, the birds hatched in SS system had deeper crypts than those hatched in MS. Already at 7 d-age, due to fact that males had higher feed intake, the differences in villi height of duodenum found at hatch disappeared, being observed only a gender effect on the crypt depth of the jejunum, where the females showed deeper crypts than males. As regards the metabolism coefficients of nutrients, from 5 to 7 d, females were more efficient in metabolizing energy and showed higher AMEn values than males, with no differences caused by the incubation system. The difference since to sex can be sustained by greater relative intestine weight and longer duodenal villis that females exhibited at hatch. The best incubation conditions observed in the single-stage system improved broiler performance (2.98%), especially in the females (5.04%).
4

Estimativa da razão sexual de Lepidochelys olivacea (Testudines, Cheloniidae) no Espírito Santo, Brasil

VASCONCELOS, D. G. 07 April 2017 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T23:27:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_10790_79 -Daniele Giulianna de Vasconcelos.pdf: 2043181 bytes, checksum: 7ebde14210ce97703251bb63885645af (MD5) Previous issue date: 2017-04-07 / Mundialmente são listadas sete espécies de tartarugas marinhas, divididas em duas famílias Dermochelyidae e Cheloniidae, das quais cinco ocorrem no Brasil: Lepidochelys olivacea, Chelonia mydas, Eretmochelys imbricata, Caretta caretta e Dermochelys coriacea. As tartarugas marinhas são répteis cosmopolitas, com migrações de centenas a milhares de quilômetros entre as áreas de alimentação e desova. Lepidochelys olivacea, conhecida como tartaruga-oliva é a menor dentre as tartarugas marinhas encontradas em águas Brasileiras. O estado do Espírito Santo é considerado área secundária de nidificação para a espécie, por apresentar um número reduzido de desovas. Os quelônios marinhos apresentam determinação sexual dependente da temperatura do ambiente onde se encontram. A razão sexual desses animais está diretamente relacionada à temperatura do solo e ao tempo de incubação dos ninhos, na qual temperaturas mais altas produzem fêmeas, enquanto os machos são produzidos em temperaturas amenas. Existe um período sensível para a determinação do sexo, e este ocorre em torno do terço médio da incubação (20º ao 41º dia). Uma razão sexual de 1:1 (50% machos e 50% fêmeas) é produzida quando os embriões são expostos, no segundo terço de incubação, à chamada temperatura pivotal. O procedimento mais usual na identificação do sexo em quelônios recém-nascidos é uma análise histológica das gônadas, visto que os filhotes não possuem dimorfismo sexual. O trabalho de campo foi realizado no litoral norte do município de Linhares, Espírito Santo, entre a foz do rio Doce, a vila de Povoação e o balneário de Pontal do Ipiranga na temporada reprodutiva de 2015/16. Através de busca ativa foram encontrados os ninhos de Lepidochelys olivacea e inserido para registro das temperaturas um data logger (termômetro) que monitorou a temperatura durante todo o período de incubação e retirado no momento da eclosão dos filhotes. Monitoramos a temperatura de 15 ninhos de L. olivacea, esses ninhos registraram durante todo o período de incubação temperaturas entre 29ºC e 32,5ºC. No segundo terço, os valores de ficaram entre 31°C, dentro da temperatura pivotal para espécie em estudo. A temperatura média dos ninhos com a temperatura média do ambiente externo, foram significativamente diferentes (valor p=0,000), sendo que a temperatura média dentro dos ninhos (30,93°C) foi maior que a externa (25,59°C). O número médio de filhotes machos foi significativamente igual ao número médio de filhotes fêmeas (valor-p=0,782). Analisando a temperatura com os dias de incubação, ficou evidente que quanto maior a temperatura média do ninho, menor tenderá a ser o tempo de incubação. O número de ninhos, assim como o tempo de incubação analisados em temporadas passadas (entre 2003/04 a 2015/16), uma vez que o valor da temperatura está relacionado aos dias de incubação, observamos ao longo dos anos de 2003/04 a 2015/16 que o número médio de dias de incubação dos ninhos diminuiu ao longo do tempo e a redução média foi maior na base PV. Estimamos a razão sexual em 1:1, com 50% fêmeas e 50% machos na maioria dos ninhos estudados, e a sexagem dos filhotes também indicou não ocorrer diferença significativa entre os sexos.
5

Efeito do sistema de incubação sobre o desenvolvimento das vilosidades intestinais, metabolismo e desempenho de frangos de corte / Effect of incubation system on development of intestinal villi, metabolism, and performance of broiler chickens

Villanueva, Araceli Pacheco January 2012 (has links)
Este experimento foi conduzido para avaliar o efeito do sistema de incubação - estágio múltiplo (EM) e estágio único (EU) - sobre as características de pintos Cobb-500, machos e fêmeas, ao nascimento, bem como a morfologia intestinal, metabolismo e desempenho no período de 1 a 40 d. Um total de 1.968 ovos férteis, foram incubados em duas incubadoras sob condições comerciais. Na avaliação dos pintos no nascimento, observou-se uma influência do sistema de incubação no comprimento do pinto, sendo que as aves nascidas em sistemas EU foram mais longas do que as nascidas em sistemas EM, assim como as fêmeas apresentaram maior peso relativo do intestino em comparação aos machos. No entanto, ao nascimento não foram observadas diferenças no peso vivo e peso corporal livre de gema devido ao sistema de incubação e devido ao sexo. No período de 1 a 40 d, aves nascidas em EU foram as mais pesadas, e tiveram maior ganho de peso, bem como melhor conversão alimentar, do que as nascidas em EM, sem diferenças para consumo de ração e conversão alimentar. Salienta-se que este resultado deve-se, sobretudo às fêmeas de EM que sempre mostraram, ainda que só numericamente em alguns períodos, piores respostas do que os outros tratamentos, colocando a média de desempenho das aves de EM num nível inferior. Observou-se que o sexo influenciou a altura dos vilos do duodeno em pintos de corte de 0 d, sendo que as fêmeas mostraram vilos maiores do que os machos. Além disso, aves nascidas em sistemas de EU tiveram criptas mais profundas do que as nascidas em EM. Já aos 7 dias de idade, devido ao fato que os machos apresentaram un consumo de alimento significativamente maior, as diferenças na altura do vilo do duodeno encontradas ao nascimento desapareceram, sendo observado só um efeito do sexo na profundidade da cripta do jejuno, onde as fêmeas exibiram criptas mais profundas do que os machos. No que diz respeito aos coeficientes de metabolizabilidade de nutrientes, dos 5 aos 7 d, fêmeas foram mais eficientes em metabolizar a energia e apresentaram maiores valores de EMAn do que machos, sem diferenças para o sistema de incubação. A diferença devida ao sexo pode ser sustentada pelo maior peso relativo do intestino e vilos duodenais mais longos que as fêmeas exibiram no nascimento. As melhores condições de incubação observadas no sistema de estágio único melhoraram o desempenho das aves (2,98%), especialmente das fêmeas (5.04%). / This experiment was conducted to evaluate the effect of incubation system – multiple-stage (MS) and single-stage (SS) – on the Cobb-500 chickens characteristics at hatch, as well as intestinal morphology, metabolism and performance in the period from 1 to 40 d of age. A total of 1,968 fertile eggs were incubated in two incubators under commercial conditions. In hatchlings evaluation, it was observed an influence of incubation system on chick length, being that the birds hatched in SS were longer than those hatched in MS, as well as the females had higher relative intestine weight compared to males. However, at hach there were no differences in BW and yolk-free body mass due to incubation system and sex. In the period from 1-40 d, the birds hatched in SS were heaviest and had higher weight gain, as well as better AFCR, compared to the ones from MS, without differences for feed intake and feed conversion ratio. This result is due mainly to MS females which always, although in some periods only numerically, worse responses than the other treatments, placing the average MS performance at a lower level. I was observed that the sex influenced the height villi of duodenum in chickens at 0 d-age, being that females showed larger villis than males. Moreover, the birds hatched in SS system had deeper crypts than those hatched in MS. Already at 7 d-age, due to fact that males had higher feed intake, the differences in villi height of duodenum found at hatch disappeared, being observed only a gender effect on the crypt depth of the jejunum, where the females showed deeper crypts than males. As regards the metabolism coefficients of nutrients, from 5 to 7 d, females were more efficient in metabolizing energy and showed higher AMEn values than males, with no differences caused by the incubation system. The difference since to sex can be sustained by greater relative intestine weight and longer duodenal villis that females exhibited at hatch. The best incubation conditions observed in the single-stage system improved broiler performance (2.98%), especially in the females (5.04%).
6

Efeito da temperatura de incubação e de criação sobre o tecido adiposo e desempenho de frangos de corte

Almeida, Vitor Rosa de [UNESP] 18 December 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-08-13T14:50:42Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-12-18Bitstream added on 2014-08-13T18:00:56Z : No. of bitstreams: 1 000750633_20150116.pdf: 683057 bytes, checksum: 688f55f753b04c35697e66011b8a3e92 (MD5) Bitstreams deleted on 2015-01-23T10:59:20Z: 000750633_20150116.pdf,Bitstream added on 2015-01-23T10:59:52Z : No. of bitstreams: 1 000750633.pdf: 1524994 bytes, checksum: 71711a039362ce0d2497fd47e59c449f (MD5) / Este trabalho encontra-se estruturado em 4 Capítulos. O Capítulo 1 consiste em revisão de literatura sobre o tema. No Capítulo 2 foi analisado se manipulação da temperatura de incubação na fase fetal interfere com a deposição de gordura nos pintos recém-eclodidos. Foram analisados a composição corporal e do saco de vitelo, o tamanho e a proliferação dos adipócitos de diferentes regiões do corpo e parâmetros de incubação e sanguíneos. A taxa de eclosão e a incidência de não incorporação de vitelo e região umbilical aberta foram maiores à 39ºC. Os adipócitos foram maiores na região abdominal e cervical do que nas pernas, a região cervical apresentou mais mitoses e maior número de adipócitos, e 39ºC reduziu o tamanho dos adipócitos. Incubação a 36ºC promoveu menor utilização de água, matéria seca, gordura, cinzas, proteína bruta dos sacos de vitelo, sem alteração do peso corporal dos pintos na eclosão, mostrando melhor conversão em massa do que sob incubação à 36ºC comparada aos de 37,5 e 39. No Capítulo 3 foi estudado o desempenho, rendimento de carcaça e de cortes nobres e os parâmetros sanguíneos de frangos de corte de ovos incubados à 36ºC, 37,5ºC ou 39ºC criados sob temperatura preconizada para a linhagem (L), temperatura de preferência (P) ou temperatura quente (Q), utilizando-se delineamento experimental constituído de 8 tratamentos: 36ºC-L, 36ºC-P, 36ºC-Q, 37,5ºC-L, 37,5ºC-P, 37,5ºC-Q, 39ºC-PL, 39ºC-Q. As L e P dos frangos de ovos incubados à 39ºC coincidiram. Concluímos que temperatura quente de criação prejudica o desempenho dos frangos independentemente da temperatura de incubação, mas frangos de incubação à 39ºC conseguem manter melhor a homeostasia sanguínea sob temperatura quente de criação... / This work is structured in 4 chapters. Chapter 1 consists of a literature review on the topic. In Chapter 2 we analyzed whether manipulating incubation temperature at the fetal stage interferes with fat deposition in newly hatched chicks. The yolk-sack composition, size and proliferation of adipocytes in different regions of the body and incubation parameters and blood were analyzed. The hatching rate and incidence of non-incorporation of yolk and open umbilical region were higher at 39ºC. Adipocytes were higher in the abdominal region than in the cervical and legs, while the neck had more mitoses and increased number of adipocytes, and 39ºC decreased adipocyte size. Incubation at 36ºC caused less water use, dry matter, fat, ash, crude protein and yolk-sac use without change in body weight of chicks at hatching, showing better mass conversion under incubation at 36ºC as compared to 37.5 and 39. In Chapter 3 the performance, carcass and cut yield and blood parameters of broilers hatched from eggs incubated at 36ºC, 37.5ºC or 39ºC and raised at temperature recommended for the strain (L), the preference temperature (P) or warm (Q), using an experimental design consisting of eight treatments: 36ºC-L, 36ºC-P, 36ºC-Q, 37.5ºC-L, 37.5ºC-P, 37.5ºC-Q, 39ºC-PL, 39ºC-Q. The strain (L) and preference tempature (P) of chickens for eggs incubated at 39°C coincided. We concluded that a warm environmental temperature affects the performance of broilers regardless of incubation temperature, but broilers incubated at 39ºC can better maintain blood homeostasis under this setting...
7

Avaliação de microminerais orgânicos no desempenho reprodutivo de matrizes pesadas e respostas da progênie /

Guimarães, Ana Carolina Tozzo. January 2011 (has links)
Orientador: Nilva Kazue Sakomura / Coorientador: Luciano Hauschild / Banca: Euclides Braga Malheiros / Banca: Ricardo de Albuquerque / Resumo: Esse estudo teve como objetivo avaliar a utilização de microminerais orgânicos na alimentação de matrizes de frango de corte avaliando o desempenho, parâmetros de incubação e desempenho da progênie. O experimento foi realizado em quatro períodos de vinte e oito dias cada e dividido em três partes. Na primeira parte, avaliou-se o desempenho de matrizes de frango de corte, da linhagem Cobb Avian 48. Os parâmetros avaliados foram a produção e massa de ovos, conversão alimentar por massa e por dúzia de ovos, peso e gravidade específica. Na segunda parte do experimento foram feitas duas incubações para determinar o desempenho reprodutivo das aves. Para isso, foi calculada a taxa de eclosão, eclodibilidade e fertilidade. Na terceira parte, foi avaliado o desempenho dos pintinhos nascidos dessas duas incubações através do consumo de ração, ganho de peso e conversão alimentar. No primeiro experimento, não houve interação tratamento e período (P>0,05) para produção de ovos, massa de ovos, conversão alimentar por massa e por dúzia de ovos, peso e gravidade específica dos ovos. Contudo, houve efeito (P<0,05) do período para todos os parâmetros citados anteriormente. No experimento de incubação, a taxa de eclosão, fertilidade e eclodibilidade não apresentaram diferenças significativas (P<0,05). Com relação ao desempenho dos frangos, também não houve diferença significativa (P<0,05). A suplementação com microminerais orgânicos em níveis similares ao utilizado para inorgânicos em dietas de matrizes e machos reprodutores não influencia no desempenho das matrizes, qualidade de ovos, parâmetros de incubação e respostas de progênies / Abstract: This study aimed to evaluate the use of organic trace minerals in broiler breeder feeding evaluating performance, incubation parameters and performance of progeny. The experiment was conducted in four periods of twenty-eight days each and divided into three parts. In the first part, it was evaluated the performance of broiler breeders, of Cobb Avian 48 strain. The parameters evaluated were egg production and egg mass, feed conversion for egg mass and per dozen eggs, egg weight and specific gravity. In the second part of the experiment two incubations were done to determine the reproductive performance of birds. For this, it was calculated the rate of hatching, hatchability and fertility. In the third part, it was evaluated the performance of chicks born from these two incubations through feed intake, weight gain and feed conversion. In the first experiment, there was no interaction between treatment and period (P> 0.05) for egg production, egg mass, feed conversion for egg mass and per dozen eggs, egg weight and specific gravity of eggs. However, there was effect (P <0.05) of the period for all parameters mentioned above. In the incubation experiment, hatching rate, fertility and hatchability did not show significant difference (P <0.05). Regarding the performance of broilers, there was no significant difference (P <0.05). Supplementation with organic trace minerals at similar levels to inorganic used in diets of broiler breeders, and breeding males does not influence the performance of breeders, egg quality, incubation parameters and responses of progeny / Mestre
8

Efeito da temperatura de incubação e de criação sobre o tecido adiposo e desempenho de frangos de corte /

Almeida, Vitor Rosa de. January 2013 (has links)
Orientadora: Isabel Cristina Boleli / Banca: Daniel Emygdiode Faria Filho / Banca: Kenia Cardoso Bicego / Resumo: Este trabalho encontra-se estruturado em 4 Capítulos. O Capítulo 1 consiste em revisão de literatura sobre o tema. No Capítulo 2 foi analisado se manipulação da temperatura de incubação na fase fetal interfere com a deposição de gordura nos pintos recém-eclodidos. Foram analisados a composição corporal e do saco de vitelo, o tamanho e a proliferação dos adipócitos de diferentes regiões do corpo e parâmetros de incubação e sanguíneos. A taxa de eclosão e a incidência de não incorporação de vitelo e região umbilical aberta foram maiores à 39ºC. Os adipócitos foram maiores na região abdominal e cervical do que nas pernas, a região cervical apresentou mais mitoses e maior número de adipócitos, e 39ºC reduziu o tamanho dos adipócitos. Incubação a 36ºC promoveu menor utilização de água, matéria seca, gordura, cinzas, proteína bruta dos sacos de vitelo, sem alteração do peso corporal dos pintos na eclosão, mostrando melhor conversão em massa do que sob incubação à 36ºC comparada aos de 37,5 e 39. No Capítulo 3 foi estudado o desempenho, rendimento de carcaça e de cortes nobres e os parâmetros sanguíneos de frangos de corte de ovos incubados à 36ºC, 37,5ºC ou 39ºC criados sob temperatura preconizada para a linhagem (L), temperatura de preferência (P) ou temperatura quente (Q), utilizando-se delineamento experimental constituído de 8 tratamentos: 36ºC-L, 36ºC-P, 36ºC-Q, 37,5ºC-L, 37,5ºC-P, 37,5ºC-Q, 39ºC-PL, 39ºC-Q. As L e P dos frangos de ovos incubados à 39ºC coincidiram. Concluímos que temperatura quente de criação prejudica o desempenho dos frangos independentemente da temperatura de incubação, mas frangos de incubação à 39ºC conseguem manter melhor a homeostasia sanguínea sob temperatura quente de criação... / Abstract: This work is structured in 4 chapters. Chapter 1 consists of a literature review on the topic. In Chapter 2 we analyzed whether manipulating incubation temperature at the fetal stage interferes with fat deposition in newly hatched chicks. The yolk-sack composition, size and proliferation of adipocytes in different regions of the body and incubation parameters and blood were analyzed. The hatching rate and incidence of non-incorporation of yolk and open umbilical region were higher at 39ºC. Adipocytes were higher in the abdominal region than in the cervical and legs, while the neck had more mitoses and increased number of adipocytes, and 39ºC decreased adipocyte size. Incubation at 36ºC caused less water use, dry matter, fat, ash, crude protein and yolk-sac use without change in body weight of chicks at hatching, showing better mass conversion under incubation at 36ºC as compared to 37.5 and 39. In Chapter 3 the performance, carcass and cut yield and blood parameters of broilers hatched from eggs incubated at 36ºC, 37.5ºC or 39ºC and raised at temperature recommended for the strain (L), the preference temperature (P) or warm (Q), using an experimental design consisting of eight treatments: 36ºC-L, 36ºC-P, 36ºC-Q, 37.5ºC-L, 37.5ºC-P, 37.5ºC-Q, 39ºC-PL, 39ºC-Q. The strain (L) and preference tempature (P) of chickens for eggs incubated at 39°C coincided. We concluded that a warm environmental temperature affects the performance of broilers regardless of incubation temperature, but broilers incubated at 39ºC can better maintain blood homeostasis under this setting... / Mestre
9

Efeitos da temperatura de incubação e da idade da matriz no desenvolvimento in ovo, qualidade, desempenho e produção de ovos da progênie de codornas japonesas

Sarcinelli, Miryelle Freire [UNESP] 11 June 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:28:22Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-06-11Bitstream added on 2014-06-13T19:36:49Z : No. of bitstreams: 1 sarcinelli_mf_me_jabo.pdf: 322491 bytes, checksum: d7508e7f6bfb8d82e3b3610beb30b54f (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Foram realizados dois experimentos com o objetivo de se avaliar a temperatura de incubação para ovos férteis de codornas japonesas de diferentes idades de matriz, bem como o desempenho e qualidade de ovos das progênies. No experimento 1 foram utilizados 1.800 ovos, sendo 900 oriundos de matrizes com 8 semanas e 900 de matrizes com 31 semanas. Os ovos foram distribuídos em delineamento em blocos casualizados, em um esquema fatorial 3x2, (três temperaturas de incubação (36,5; 37,5 e 38,5°C) e duas idades de matriz (8 e 31 semanas). Foram avaliadas as seguintes características: qualidade dos ovos incubáveis, peso inicial e final dos ovos, eclodibilidade, perda de peso dos ovos, tempo de incubação, peso da codorna em relação ao peso do ovo, peso das codornas ao nascer, escore da qualidade das codornas, período de mortalidade embrionária e peso das codornas aos 40 dias. Maiores valores de eclodibilidade (76,4%) foram obtidos quando os ovos de matrizes de 31 semanas foram incubados à temperatura de 38,5°C, e tempo de incubação de 396 e 410 horas, respectivamente, para temperatura e idade da matriz. No experimento 2, foram utilizadas 180 codornas, sendo metade de matriz de 8 semanas e a outra metade de 31 semanas. Os animais foram distribuídos em delineamento em blocos casualizados em um esquema fatorial 3x2 (temperatura de incubação e idade), sendo os blocos constituídos com base no peso das codornas aos 40 dias. Foram avaliados: desempenho e qualidade dos ovos das progênies em quatro períodos de 21 dias cada. Foi observado efeito da temperatura de incubação sobre: conversão alimentar, unidade Haugh e espessura de casca. A idade da matriz influenciou os pesos da gema e do albúmen, e das porcentagens de gema, albúmen e casca, o consumo de ração, a conversão alimentar... / Two experiments were conducted aiming at evaluating the incubation temperature and breeder age of fertile eggs of Japanese quail, as well as the performance and egg quality of the progeny. In experiment 1 were used 1800 eggs, 900 from breeders at 8 weeks and 900 with 31 weeks. The eggs were distributed in a randomized block design in a 3x2 factorial arrangement (three incubation temperatures (36.5, 37.5 and 38.5 ° C) and two breeder ages (8 and 31 weeks). The following traits were assessed: quality of hatching eggs, initial and final weight of eggs, hatchability, egg weight loss, incubation time, percentage of quail, quail birth weight, quails score quality, of embryonic mortality and weight of quails at 40 days. Higher values for hatchability (76.4%) were obtained when the eggs of breeders of 31 weeks were incubated at 38.5 °C with incubation time of 396 and 410 hours. In experiment 2, 180 quails were used, half of them from breeders of 8 weeks and the other half from breeders of 31 weeks. The birds were distributed in a randomized block design in a 3x2 factorial arrangement (incubation temperature and breeder age), with the blocks based on the weight of quails at 40 days. Performance and egg quality of the progeny were evaluated at four periods of 21 days each. Incubation temperature, feed conversion, Haugh unit and shell thickness were affected by the temperature; on the other hand, breeder age influenced: weight of yolk and albumen, yolk, albumen and shell percentages, feed intake, feed conversion, Haugh unit and shell thickness. The results suggest that in Japanese quails, the incubation temperature of 38.5 °C provides better hatchability, and that the maternal environment... (Complete abstract click electronic access below)
10

Efeitos da temperatura de incubação e da idade da matriz no desenvolvimento in ovo, qualidade, desempenho e produção de ovos da progênie de codornas japonesas /

Sarcinelli, Miryelle Freire. January 2012 (has links)
Orientador: Marcos Macari / Banca: Antonio Gilberto Bertechini / Banca: Sandra Aidar de Queiroz / Resumo: Foram realizados dois experimentos com o objetivo de se avaliar a temperatura de incubação para ovos férteis de codornas japonesas de diferentes idades de matriz, bem como o desempenho e qualidade de ovos das progênies. No experimento 1 foram utilizados 1.800 ovos, sendo 900 oriundos de matrizes com 8 semanas e 900 de matrizes com 31 semanas. Os ovos foram distribuídos em delineamento em blocos casualizados, em um esquema fatorial 3x2, (três temperaturas de incubação (36,5; 37,5 e 38,5°C) e duas idades de matriz (8 e 31 semanas). Foram avaliadas as seguintes características: qualidade dos ovos incubáveis, peso inicial e final dos ovos, eclodibilidade, perda de peso dos ovos, tempo de incubação, peso da codorna em relação ao peso do ovo, peso das codornas ao nascer, escore da qualidade das codornas, período de mortalidade embrionária e peso das codornas aos 40 dias. Maiores valores de eclodibilidade (76,4%) foram obtidos quando os ovos de matrizes de 31 semanas foram incubados à temperatura de 38,5°C, e tempo de incubação de 396 e 410 horas, respectivamente, para temperatura e idade da matriz. No experimento 2, foram utilizadas 180 codornas, sendo metade de matriz de 8 semanas e a outra metade de 31 semanas. Os animais foram distribuídos em delineamento em blocos casualizados em um esquema fatorial 3x2 (temperatura de incubação e idade), sendo os blocos constituídos com base no peso das codornas aos 40 dias. Foram avaliados: desempenho e qualidade dos ovos das progênies em quatro períodos de 21 dias cada. Foi observado efeito da temperatura de incubação sobre: conversão alimentar, unidade Haugh e espessura de casca. A idade da matriz influenciou os pesos da gema e do albúmen, e das porcentagens de gema, albúmen e casca, o consumo de ração, a conversão alimentar... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Two experiments were conducted aiming at evaluating the incubation temperature and breeder age of fertile eggs of Japanese quail, as well as the performance and egg quality of the progeny. In experiment 1 were used 1800 eggs, 900 from breeders at 8 weeks and 900 with 31 weeks. The eggs were distributed in a randomized block design in a 3x2 factorial arrangement (three incubation temperatures (36.5, 37.5 and 38.5 ° C) and two breeder ages (8 and 31 weeks). The following traits were assessed: quality of hatching eggs, initial and final weight of eggs, hatchability, egg weight loss, incubation time, percentage of quail, quail birth weight, quails score quality, of embryonic mortality and weight of quails at 40 days. Higher values for hatchability (76.4%) were obtained when the eggs of breeders of 31 weeks were incubated at 38.5 °C with incubation time of 396 and 410 hours. In experiment 2, 180 quails were used, half of them from breeders of 8 weeks and the other half from breeders of 31 weeks. The birds were distributed in a randomized block design in a 3x2 factorial arrangement (incubation temperature and breeder age), with the blocks based on the weight of quails at 40 days. Performance and egg quality of the progeny were evaluated at four periods of 21 days each. Incubation temperature, feed conversion, Haugh unit and shell thickness were affected by the temperature; on the other hand, breeder age influenced: weight of yolk and albumen, yolk, albumen and shell percentages, feed intake, feed conversion, Haugh unit and shell thickness. The results suggest that in Japanese quails, the incubation temperature of 38.5 °C provides better hatchability, and that the maternal environment... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre

Page generated in 0.0384 seconds