• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1
  • Tagged with
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Prevalência e fatores associados às geohelmintíases em crianças do norte/nordeste do Brasil.

Fonseca, Eduardo Oyama Lins January 2008 (has links)
p. 1-35 / Submitted by Santiago Fabio (fabio.ssantiago@hotmail.com) on 2013-04-25T19:35:47Z No. of bitstreams: 1 44444444.pdf: 407582 bytes, checksum: 87a6fe724f6ec0c651df5f9687081e92 (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva(mariakreuza@yahoo.com.br) on 2013-05-04T17:36:58Z (GMT) No. of bitstreams: 1 44444444.pdf: 407582 bytes, checksum: 87a6fe724f6ec0c651df5f9687081e92 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-05-04T17:36:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 44444444.pdf: 407582 bytes, checksum: 87a6fe724f6ec0c651df5f9687081e92 (MD5) Previous issue date: 2008 / Para determinar a prevalência de geohelmintíases e identificar fatores associados a sua ocorrência, realizou-se inquéritos coprológicos em amostra de crianças residentes em municípios com baixo IDH. Aplicou-se questionário aos responsáveis obtendo-se informações socioeconômicas e ambientais e foi feita coleta de fezes. Calculou-se prevalências de geohelmintos segundo variáveis de interesse e avaliou-se os fatores de risco mediante Regressão Logística Multinível. Das 2.523 crianças estudadas, 36,5% eram portadoras de um ou mais geohelmintos (Ascaris lumbricoides 25,1%; Ancilostomideos 15,3%, Trichuris trichiura 12,2%). A prevalência para o conjunto de geohelmintos na zona rural foi 45,7% e na urbana 32,2%. Baixa renda familiar (ÔR =1,75; 1,38–2,23), baixa escolaridade materna (ÔR =1,69; 1,39–2,06), presença de lixo próximo ao domicílio (ÔR =1,50; 1,22–1,84) e maior número de pessoas no domicílio (ÔR 1,41; 1,17–1,71) mostraram-se associadas a estas infecções. Conclui-se que a ocorrência destas parasitoses está relacionada às condições socioeconômicas evidenciando a importância de intervenções públicas direcionadas à melhoria das condições de vida para sua prevenção. / Salvador

Page generated in 0.0889 seconds