• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 2151
  • 17
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 2171
  • 2171
  • 581
  • 566
  • 540
  • 538
  • 412
  • 392
  • 361
  • 308
  • 267
  • 258
  • 257
  • 248
  • 246
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Alguns operadores de agulhagem comunicativa (na prosa narrativa de Eça de Queirós e José Cardoso Pires)

Duarte, Isabel Margarida 1989 (has links)
No description available.
2

Desenvolvimento da competência lexical nas aulas de PL2/PLE no nível A.1.2

Oliveira, Clara Maria Pacheco de 2011 (has links)
Tomamos como objeto de estudo o desenvolvimento da competência lexical em Português Língua Segunda, Língua Estrangeira, tendo como objetivo principal a apresentação de propostas pedagógico-didáticas que promovam a proficiência lexical dos aprendentes nos níveis de iniciação, na perspetivação de uma abordagem cognitivo-lexicultural, inserida numa abordagem comunicativa. O presente trabalho de investigação-ação-reflexão assenta numa divisão bipartida por capítulos. O primeiro capítulo incide no enquadramento teórico acerca da literatura existente sobre léxico, explanando os conceitos a ele associados e contextualizando-os em termos da didática de L2/LE. O segundo capítulo trata do contexto da prática pedagógica no âmbito do processo de ensino- aprendizagem de PL2/PLE, relatando a nossa própria intervenção nas aulas de PL2/PLE na FLUP, durante o ano letivo de 2010/2011. Para além de testar as propostas apresentadas, pudemos tecer considerações relativamente à eficácia das mesmas, recorrendo à análise de um corpus acerca do léxico estudado e aos resultados obtidos num inquérito sobre a importância da competência lexical no processo de ensino-aprendizagem.
3

A construção "se não me engano" no Português do Brasil

Pinto, Munique Pedro Pereira 2016 (has links)
Esta dissertação teve como objetivo analisar a estrutura “Se não me engano”, que, embora tradicionalmente concebida e analisada como oração condicional prototípica, tem sido utilizada diferentemente desse estatuto, sendo que a nova função é a de relativizar uma proposição, aos moldes de um modalizador epistêmico, ou seja, a construção é utilizada, entre os falantes, como uma estratégia de descomprometimento sobre a verdade do que enuncia. Dessa forma, este trabalho compreende a estrutura “se não me engano” como uma construção, já que nos termos de Goldberg “C é uma construção se C é um par forma/sentido” cuja forma esquemática “se não me engano” convencionalizou um novo significado, o de modalizador epistêmico. A fim de verificar se a construção realmente sofreu a mudança de função perdendo os traços da condicional prototípica, testou-se os parâmetros básicos da condicionalidade, conforme Dancygier (1998): I) causalidade; II) não assertividade da construção; III) predição; IV) distância epistêmica e V) construção de Espaços mentais, bem como investigou-se as características dos modalizadores, de acordo com Dall’aglio-Hattnher et al (2001). Por fim, no âmbito da construcionalização, verificou-se a convencionalização da construção, uma das hipóteses que norteou esta pesquisa foi a que a estrutura “se não me engano” é um novo pareamento de forma e significado, e a construção “se não me engano” está convencionalizada entre os falantes como um modalizador epistêmico, não presente no significado das condicionais prototípicas. Os dados foram coletados no Banco de dados do Corpus do Português e do Corpus Mínimo do Projeto NURC. Verificou-se que a estrutura "se não me engano" pertence ao estatuto dos modalizadores epistêmicos. ABSTRACT - This thesis aims to analyze the structure "If I'm not mistaken,"mor traditionally designed and analyzed as prototypical conditional sentence, however, the investigation of the collected data shows that the construction has been used unlike conditional prototypical, the conventionalized function is to relativize a proposition, as well as operates an epistemic modalizer, in other words, the construction is used, among the speakers, as a disengagement strategy for the truth of what states. Thus, this work comprises the structure "If I’m not mistaken” like a building, according to Goldberg "C is a building if C is a pair shape / direction" which schematically "If I’m not mistaken" conventionalized a new meaning, the modalizer epistemic. In order to verify that the construction actually suffered the change function losing the traces of conditional prototypical, we intend to test the basic parameters of conditionality, as Dancygier (1998): I) causality; II) not assertiveness construction; III) prediction; IV) epistemic distance and V) construction of mental spaces and investigate the characteristics of modalizers Dall'Aglio-Hattnher et al (2001). Finally, under the construcionalization, aims to verify the conventionalization construction, one of the assumptions that guide this research is that the structure "If I'm not mistaken" is a new pairing of form and meaning, and the construction "If I'm not mistaken "is conventionalized between speakers as an epistemic modalizer, not present in the meaning of the prototypical conditional. Data were collected at the Bank of the Portuguese Corpus data and Corpus Minimum of NURC Project. It is hoped that this work check if the structure "If I’m not mistaken" belongs to the status of conditional or belongs to the status of epistemic modalizers.
4

Seqüências de obstruintes na história da língua portuguesa: da variação nas gramáticas antigas à teoria da otimidade

Gabriela Donadel 2007 (has links)
Este trabalho toma por objeto de análise seqüências de obstruintes da língua portuguesa e, a partir de um olhar diacrônico, busca analisar seu comportamento na história da língua por meio do exame de algumas gramáticas antigas, com o fim maior de fornecer uma contribuição para estudos de evolução da Língua. De acordo com gramáticos históricos, na passagem do latim para o português antigo, essas seqüências, que eles denominam grupos consonantais impróprios (GCIs), teriam sofrido alterações no sentido de eliminação da primeira consoante do grupo, por meio de processos fonológicos, como, por exemplo, em nocte > noite (vocalização), dicto > ditto (assimilação) e pigmenta > pimenta (apagamento). Muitos desses grupos de obstruintes teriam sido recuperados a partir do Renascimento, através de empréstimos do latim, fazendo parte de um conjunto de itens lexicais chamados eruditos. A partir da descrição de um conjunto de afirmações sobre a constituição silábica encontradas em gramáticas da língua portuguesa, procuramos discutir a transição, a implementação, a avaliação e o encaixamento das alterações ocorridas com os GCIs, desde o século XVI, ano de publicação da primeira gramática do português. Trata-se de um trabalho essencialmente descritivo e que alia os pressupostos teóricos da Teoria da Variação à arquitetura da gramática proposta pela Teoria da Otimidade a fim de refletir sobre a história das seqüências de obstruintes na língua. Since a diachronic view, this study consists of an analysis of complex clusters in Portuguese and intends to analyze their behavior throughout the history of language by the examination of some grammars, in order to provide some contributions to the evolutionary studies of Language. According to historical grammarians, complex clusters, that they call grupos consonantais impróprios (GCIs), would have undergone alterations in the transition between Latin and Ancient Portuguese: the first consonant would drop due to phonological processes, as in nocte > noite (vocalization), dicto > ditto (assimilation), and pigmenta > pimento (deletion). Sequences of obstruents would have been recovered from Renascence onwards through borrowings from Latin to form a set of lexical items called erudites. The aim of this research is to describe the history of such sequences of obstruents. The results of the investigation point out that words with complex clusters are found abundantly from the second half of the 16th Century onwards, and, since then, constant variation is found between the presence/absence of these clusters. We joined theoretical assumptions of Variationist Theory to the architecture of the grammar proposed in the Optimality Theory in order to discuss about the transition, implementation, evaluation and the place of the alterations in the language sistem that the obstruents sequences underwent since the 16th Century, when the first grammar of Portuguese was published.
5

O Senegal nas rotas Lusíadas : contributo para o estudo da presença da língua portuguesa na África Ocidental a partir do século XV

Leitão, Maria de Lurdes Pires Gomes Martins Reis 2007 (has links)
A transposição da língua e da cultura portuguesa para novos lugares foi uma consequência dos Descobrimentos. Este estudo incide sobre as marcas da presença portuguesa na África ocidental, nomeadamente no Senegal, onde milhares de jovens estudam o português, tanto no Ensino Secundário como no Superior. Contudo, a comunidade portuguesa é muito pequena. A autora, que foi leitora na Universidade Cheikh Anta Diop, fez um levantamento sobre o ensino do português para a embaixada em Dacar e recorreu a um inquérito para investigar não só as motivações específicas dos estudantes mas também outros aspectos da cultura senegalesa, e a sua relação com a presença portuguesa. analisou ainda relatos da época, documentos históricos e bibliografia diversa para avaliar o impacto das expedições marítimas portuguesas nestes territórios e as suas repercussões até aos nossos dias.
6

Os verbos pseudo-reflexos em português europeu

Fonseca, Paula 2010 (has links)
Neste trabalho, procura-se mostrar que os pronomes clíticos inerentes/pseudo-reflexos estão estritamente ligados à presença de um complemento preposicional de certos verbos em Português Europeu, funcionando quase como afixos. Mais especificamente, levanta-se a hipótese de que certos verbos pronominais, em PE, quando acompanhados dos complementos preposicionais de e com exijam a presença do pronome clítico reflexo inerente/pseudo-reflexo, sendo que este é, assim, seleccionado pelos referidos complementos preposicionais. Constata-se, ainda, que, neste processo, os verbos pronominais sofrem destransitivização, no sentido de que deixam de seleccionar um complemento SN OD para passar a seleccionar um complemento preposicional. Conclui-se, igualmente, que nem todos os verbos reflexos inerentes/pseudo-reflexos são inacusativos ou ergativos. Apresenta-se, finalmente, uma lista de verbos inerentemente reflexos com que surgem os complementos preposicionais de e com. 3 Português Europeu, doravante, PE Para verificação do uso actual deste tipo de clíticos, foram realizados 40 inquéritos de juízos de gramaticalidade: 30 efectuados a alunos em anos terminais do Ensino Básico e 10 a professores do Ensino Básico/Secundário. Participaram, assim, 10 alunos do 4º ano, 10 alunos do 6.º ano, 10 alunos do 9.º ano e 10 professores (de áreas de docência diferentes do ensino de línguas). Todos os inquiridos fazem parte da mesma escola. Todos são nativos falantes de PE. As produções linguísticas seleccionadas como bem formadas pelos participantes mostram o seguinte: o número de ocorrências assinaladas com o pronome clítico inerente/pseudo-reflexo foi comparativamente bastante mais elevado do que aquelas em que ele não surge.
7

Apagamento de vogais átonas em trissílabos proparoxítonos : um contributo para a compreensão da supressão vocálica em português europeu

Fernandes, Ana Catarina Garcia 2007 (has links)
No description available.
8

Semântica das predicações estativas : para uma caracterização aspectual dos estados

Cunha, Luís Filipe Alvão Serra Leite da 2004 (has links)
O objectivo central do presente trabalho é o de caracterizar semanticamente as predicações de cariz estativo, procurando determinar as propriedades e comportamentos linguísticos que nos permitem identificar uma tal calsse aspectual e distinguindo-a, por outro lado, das restantes categorias de situações propostas na literatura.
9

Operações enunciativas e valores referenciais : estudo da marca apesar de

Aguilar, Cristiane Balestrieiro dos Santos. 2007 (has links)
Orientador: Letícia Marcondes Rezende Banca: Marília Blundi Onofre Banca: Márcia Cristina Romero Lopes Banca: Maria Inez Mateus Dota Banca: Vanice Maria Oliveira Sargentini Resumo: Este trabalho tem como objetivo analisar o papel enunciativo da marca apesar de. Distancia-se da abordagem tradicional que ora atribui a essa marca a identificação de uma construção concessiva, ora a esvazia de significado. Fundamenta-se numa abordagem operatória, que articula linguagem e línguas naturais, léxico e gramática, e propõe uma análise do modo como cada unidade lingüística participa do processo de construção de significação. Apoiamos nosso estudo na Teoria das Operações Enunciativas proposta por Antoine Culioli. Procuramos compreender quais as operações realizadas durante o processo de estabilização da significação com apesar de que conduzem a sua escolha e justificam a sua incidência sobre outros marcadores concessivos em determinados tipos de textos. Considerando o sujeito-enunciador como ponto de referência para a construção e reconstrução de valores referenciais, procuramos apontar caminhos que auxiliem na compreensão das trocas entre enunciador e co-enunciador nas construções envolvendo a marca apesar de. Nós fazemos também uma relação entre essas reflexões e o ensino de língua materna. Resumé: Ce travail a comme but analyser le rôle énonciative du marqueur apesar de. Il s'éloigne de l'approche traditionnel qui tantôt atribue à ce marqueur l'identification de la construction concessive, tantôt la vide de signification. Il se fonde dans une approche opératoire, qui articule le langage et les langues naturelles, lexique et grammaire, et propose une analyse du chemin par lequel chaque unité linguistique participe du processus de construction de la signification. Nous soutenons notre étude dans la Théorie des Opérations Énonciatives proposée par Antoine Culioli. Nous cherchons à comprendre quelles sont les opérations réalisées pendant le processus de stabilisation de la signification avec apesar de qui conduisent a le choisir et justifient son incidence sur les autres marqueurs concessifs dans certains types de textes. En considérant le sujet énonciateur comme point de référence pour la construction et la reconstruction de valeurs référentiels, nous cherchons à indiquer des chemins qui aident dans la compréhension des échanges entre l'énonciateur et le co-enonciateur dans les constructions avec apesar de. Nous faisons aussi un rapport entre ces questions et l'enseignement de la langue maternelle. Doutor
10

Construções causais com por causa que : um caso de gramaticalização

Amorim, Fabrício da Silva 5 February 2013 (has links)
No português atual, a emergência da locução por causa que representa um caso prototípico de gramaticalização (PAIVA, 2001; PAIVA, BRAGA ,2006). Esse conector origina-se da forma, já gramaticalizada, por causa de. Assim como a conjunção prototípica porque, a locução por causa que é empregada para explicitar relações de causalidade no nível interclausal. Esta dissertação pretende investigar, através da análise de amostras do português falado em duas regiões brasileiras, a gramaticalização do conector por causa que. Com base na abordagem da Gramaticalização (HOPPER; TRAUGOTT, 1993) e numa visão funcionalista da linguagem, procede-se a uma análise de propriedades gramaticais e semântico-pragmáticas, com o objetivo de apresentar uma descrição geral desse conector. O presente trabalho pretende, ainda, numa perspectiva sincrônica, fornecer evidências para o processo de gramaticalização do por causa que, baseando-se nos Princípios de Hopper (1991). Além disso, apresenta-se uma comparação entre essa locução e outros conectores causais encontrados nos corpora – por causa de, porque e que –, a fim de evidenciar convergências e divergências identificadas entre eles. Os usos dos referidos conectores são discutidos sob a abordagem semânticopragmática proposta por Sweetser (1991), segundo a qual a relação de causalidade pode ser estabelecida em três domínios distintos: o domínio referencial, o domínio epistêmico e o domínio dos atos de fala. A análise comparativa desses conectores atesta a implementação de um processo de especialização semântico-pragmática (HOPPER, 1991) no rol dos conectores causais do português falado. Palavras-chave: Gramaticalização; Causalidade; Conectores; Especialização

Page generated in 0.1962 seconds