• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1887
  • 18
  • 4
  • 3
  • Tagged with
  • 1939
  • 1939
  • 643
  • 542
  • 529
  • 512
  • 284
  • 268
  • 264
  • 249
  • 244
  • 221
  • 216
  • 203
  • 191
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Alguns operadores de agulhagem comunicativa (na prosa narrativa de Eça de Queirós e José Cardoso Pires)

Duarte, Isabel Margarida 1989 (has links)
No description available.
2

O nordeste na mídia e os estereótipos lingüísticos : estudo do imperativo na novela Senhora do Destino

Jesus, Étel Teixeira de 4 August 2006 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Línguas Clássicas e Vernácula, 2006. Submitted by Allan Magalhães (allanout@gmail.com) on 2011-06-30T23:40:21Z No. of bitstreams: 1 2006_EtelTeixeiradeJesus.pdf: 633386 bytes, checksum: 8d06a1680a159671c530e5b8fffcb2c8 (MD5) Approved for entry into archive by Elna Araújo(elna@bce.unb.br) on 2011-07-01T23:33:54Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_EtelTeixeiradeJesus.pdf: 633386 bytes, checksum: 8d06a1680a159671c530e5b8fffcb2c8 (MD5) Made available in DSpace on 2011-07-01T23:33:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_EtelTeixeiradeJesus.pdf: 633386 bytes, checksum: 8d06a1680a159671c530e5b8fffcb2c8 (MD5) Esta pesquisa trata do estudo do imperativo gramatical na novela Senhora do Destino, com o objetivo de verificar se fenômenos de natureza morfossintática evidenciam estereótipos lingüísticos em relação à fala do Nordeste. Tratamos, em especial, da fala de Pernambuco, representada, na novela, pela personagem Maria do Carmo. Adotando os pressupostos teórico-metolodógicos da Sociolingüística Laboviana e de posse dos programas Varbrul, analisamos variáveis lingüísticas e sociais, fazendo um estudo comparativo entre os dados de fala dos personagens e dados de fala de Recife. Os grupos de fatores Personagens; Paralelismo discursivo; Polaridade da estrutura e tipo de pronome em contexto discursivo; Presença, ausência, pessoa e localização do pronome; e Tipo de verbo foram considerados estatisticamente relevantes para os dados dos personagens. Os grupos de fatores selecionados para a fala de Recife foram Paralelismo discursivo e Tipo de verbo. O grupo de fatores Escolaridade, no limiar da seleção, revelou regularidades importantes para o entendimento da presença, ou não, de estereotipia nos dados de fala da novela, de forma que é possível tratar dessa questão sob duas perspectivas. De um ponto de vista mais amplo, a fala de Maria do Carmo revela a presença de estereótipos, pois ela não dá conta da complexidade existente na fala de Pernambuco não podendo, portanto, ser a representante dos pernambucanos e, menos ainda, da fala dos nordestinos, particularmente se considerados os falantes mais expostos ao ambiente escolar. De um ponto de vista mais específico, a fala de Maria de Carmo não revela estereótipos, pois praticamente se iguala à fala de um subgrupo de falantes da comunidade dos pernambucanos, a saber, dos que foram menos expostos ao ambiente escolar. A análise dos grupos de fatores lingüísticos, por sua vez, evidenciou que a fala dos personagens, inclusive de Maria do Carmo, reflete de perto a heterogeneidade ordenada verificada nas situações reais de uso. Os efeitos observados na fala de Maria do Carmo e na fala dos pernambucanos são bastante semelhantes, embora, às vezes, exacerbados na fala da personagem em foco. Na nossa avaliação, os resultados da análise dos efeitos lingüísticos deste fenômeno morfossintático revelam pouca estereotipia. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT This research deals with the grammatical imperative found in the soap opera Senhora do Destino. The objective of the study is to verify if morphosyntactic phenomena put in evidence linguistic stereotypes related to the speech of the population in the northeast of Brazil - specifically in the State of Pernambuco, represented in the soap opera by the speech of the character Maria do Carmo. Linguistic and social variables were analyzed in comparative study of the data from the speech of the characters of the soap opera and data of speakers from Recife, adopting the methodology and the theoretical framework of Labovian Sociolinguistics and using the computer software Varbrul. The groups of factors Character; Discursive Parallelism; Polarity of Structure and type of pronoun in discursive context; Presence, absence, person and place of pronoun; and Verb Type were considered statistically relevant for the data of the characters of the soap opera. The groups of factors statistically significant for the data of speakers from Recife were Discursive Parallelism and Verb Type. The group of factors Education, near statistic significance, revealed important regularities for understanding the presence or not of stereotypes in the data from the soap opera, in a way that the matter can be seen from two perspectives. From a broad point of view, Maria do Carmo’s speech reveals the presence of stereotypes because it is not able to deal with the complexity found in the speech of the population from Pernambuco – it is not, therefore, representative of the this population and less yet of the population of the northeast of Brazil, specially if we consider the speech of the population that has more contact with schooling. From a more specific point of view, Maria do Carmo’s speech does not reveal stereotypes because it corresponds to the speech of a subgroup of speakers of the community of Pernambuco – those with less education. On the other hand, the analyses of the groups of linguistic factors demonstrated that the speech of the characters, even of Maria do Carmo, closely reflects the ordered heterogeneity found in real situations of language usage. The effects observed in Maria do Carmo’s speech and in the speech of the population from Pernambuco are very similar, although exaggerated at times in the speech of the character. In our evaluation, the results of the analyses of the linguistic effects of this morphosyntactic phenomenon revealed few stereotypes.
3

As construções ergativas : um estudo semantico e sintatico

Franchi, Regina Celi Moraes Whitaker 1989 (has links)
Orientador : Carlos Franchi Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem Made available in DSpace on 2018-07-17T07:25:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Franchi_ReginaCeliMoraesWhitaker_M.pdf: 5358013 bytes, checksum: dba8fb10f8b68c9e7237c95ba0c8460a (MD5) Previous issue date: 1989 Resumo: Esta dissertação procura descrever e explicar a correlação entre as construções causativas e as contruções ergativas...Observação: O resumo, na integra, podera ser visualizado no texto completo da tese digital Abstract: Not informed. Mestrado Mestre em Linguística
4

Desenvolvimento da competência lexical nas aulas de PL2/PLE no nível A.1.2

Oliveira, Clara Maria Pacheco de 2011 (has links)
Tomamos como objeto de estudo o desenvolvimento da competência lexical em Português Língua Segunda, Língua Estrangeira, tendo como objetivo principal a apresentação de propostas pedagógico-didáticas que promovam a proficiência lexical dos aprendentes nos níveis de iniciação, na perspetivação de uma abordagem cognitivo-lexicultural, inserida numa abordagem comunicativa. O presente trabalho de investigação-ação-reflexão assenta numa divisão bipartida por capítulos. O primeiro capítulo incide no enquadramento teórico acerca da literatura existente sobre léxico, explanando os conceitos a ele associados e contextualizando-os em termos da didática de L2/LE. O segundo capítulo trata do contexto da prática pedagógica no âmbito do processo de ensino- aprendizagem de PL2/PLE, relatando a nossa própria intervenção nas aulas de PL2/PLE na FLUP, durante o ano letivo de 2010/2011. Para além de testar as propostas apresentadas, pudemos tecer considerações relativamente à eficácia das mesmas, recorrendo à análise de um corpus acerca do léxico estudado e aos resultados obtidos num inquérito sobre a importância da competência lexical no processo de ensino-aprendizagem.
5

Processos metafônicos em adjetivos derivados em -osos(s) no português brasileiro e a dupla marcação de plural

Belando, Mariane Garin 2017 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Florianópolis, 2017. Made available in DSpace on 2018-01-23T03:18:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 349638.pdf: 3042266 bytes, checksum: db5cfb237ca80e225ece4d70be2d56df (MD5) Previous issue date: 2017 Esta pesquisa apresenta um estudo sobre a dupla marcação de plural em adjetivos derivados em -osos no português brasileiro, observando possíveis comportamentos metafônicos. Por metafonia propriamente dita, compartilhamos da definição de Cavacas (1920), a qual compreende a alteração de timbre da vogal tônica induzida pela vogal postônica. Deste modo, o timbre característico dos adjetivos pluralizados em estudo seria decorrente de analogia das formas femininas, pelo fato de ser o plural uma forma mais tardia na língua. Baseados na Fonologia de Uso (BYBEE, 2001) e na Teoria de Exemplares (PIERREHUMBERT, 2001), realizamos um estudo para verificarmos se as palavras menos frequentes estariam mais vulneráveis a perder a sobreposição de plural, acarretando o processo metafônico, pelo fato de o sufixo no singular corresponder ao padrão mais frequente, de acordo com o levantamento estabelecido no "Corpus Brasileiro" da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Dois experimentos de produção foram estabelecidos, um com o adjetivo introduzido em frases-veículo, e outro com a inserção dos adjetivos em frases reais. Esses adjetivos foram colocados em diferentes posições dentro do sintagma. Integram-se a esta pesquisa dados de quatro participantes do sexo feminino da variedade dialetal interiorana do Estado de São Paulo. Os resultados dos experimentos de produção nos mostraram que a forma canônica (com a presença da vogal aberta e da fricativa relativa ao morfema -s de plural, ou seja, produções como [ozus]ou [ozs]), foi verificada em 75,52% das emissões analisadas. As formas que aliciam oprocesso metafônico, vistas nas produções [ozus]e [ozs], e que apresentam a marca de plural -s, foram produzidas em 8,86% dos dados. Em 14,58% das emissões, não foi possível afirmar que houve dupla marcação de plural, já que, apenas de oitiva, a qualidade da vogal tônica, que deveria conter a vogal média aberta para marcar a forma canônica, não pôde ser definida. Ainda, dependendo da situação de controle empregada na coleta dos dados, houve uma maior variabilidade quanto à qualidade dessa vogal tônica. Nas frases-veículo, o processo metafônico foi muito mais verificado do que nas frases reais. Também foram identificadas, pelas análises acústicas, vogais com qualidade intermediária entre a vogal aberta e a fechada, evidenciando o caráter gradiente na produção das vogais, caro aos estudos baseados no uso. Deste modo, presenciou-se as palavras-alvo serem produzidas com distintos timbres para a vogal média tônica, evidenciando oconhecimento fonético implícito que as participantes têm da sua língua, fazendo uso de tal faculdade. E, ao se considerar que cada categoria seria representada na memória por uma grande nuvem de ocorrências correlatas acomodadas, as pronúncias coletadas mostram que há também uma grande diversidade de exemplares na produção. Os resultados até aqui coletados mostram que as mudanças sonoras foneticamente motivadas, como a redução do segmento ???, assim como as mudanças sonoras sem motivação fonética, como a analogia ao tipo mais frequente, atingiram tanto as palavras pouco frequentes quanto as muito frequentes. A variação observada foi maior quando comparamos os contextos (situações de controles criadas para a coleta de dados) em que as palavras-alvo se encontravam. Nos dados investigados, percebe-se que a pluralidade está aliciada nas representações mentais, fazendo com que as sentenças sejam deveras redundantes, visto que a abertura vocálica é mais uma forma de marcá-las. Abstract : This research presents a study on the double marking of plural in adjectives derived in -osos in Brazilian Portuguese, observing possible metaphonic behaviors. By metaphony proper, we share the definition of Cavacas (1920), which includes the alteration of tone of the tonic vowel induced by the postonic vowel. In this way, the characteristic timbre of the pluralized adjectives under study would be due to the analogy of the feminine forms, because the plural is a later form in the language. Based on Usage-Based Phonology (BYBEE, 2001) and on Exemplar Theory (PIERREHUMBERT, 2001), we performed a study to verify if the less frequent words would be more vulnerable to losing the plural overlap, causing the metaphonic process, due to the fact of the singular suffix tocorrespond to the most frequent pattern, according to the survey established in the "Brazilian Corpus" of the Pontifical Catholic University of São Paulo. Two production experiments were established, one with the adjective introduced in sentences-vehicles, and the otherwith the insertion of adjectives into real phrases. These adjectives were placed in different positions within the syntagma. Data from four female participants of the dialectal variety of the interior of São Paulo state are included in this study. The results of the experiments show that the canonical form (with a presence of the open vowel and the fricative relative to the plural morpheme -s, ie productions like [ozus]ou [ozs])), has been verified in 75.52% of the emissions analyzed. The forms that entice the metaphonic process, seen in the productions [ozus]e [ozs]), and that present a plural mark -s, were produced in 8.86% of the data. In 14.58% of the emissions, it was not possible to affirm that there was a double marking of plural, because, only from oitive, the quality of the tonic vowel, which should contain a mid-low vowel to mark thecanonical form, could not be defined. Also, depending on the control situation used in the data collection, there was a greater variability regarding the quality of this tonic vowel. In the sentences-vehicles, the metaphonic process was much more verified than in the real sentences. Were also identified, by analysis inserts, vowels with intermediate quality between low and high vowels, evidencing the gradient character in vowel production, important to Usage-Based studies. In this way, witnessed the target words produced with different timbres for the mid tonic vowel, evidencing the implicit phonetic knowledge that thespeakers have of their language, making use of such faculty. And, considering that each category would be represented in memory by a great cloud of correlated occurrences accommodated, the collected pronunciations show that there is also a great diversity of exemplars in the production. The results collected show that sound-changesphonetically motivated, such as a reduction of segment ???, as well as sound-changes without phonetic motivation, as the analogy to the most frequent type, arriving both infrequent and very frequent words. The variation observed was greater when we compared the contexts (control situations created for a data collection) in which target words were found. In the data investigated, it is noticed that the plurality is related to the mental representations, making the sentences are indeed redundant, since the vowel opening is another way of marking them.
6

Tópico proeminente e sujeiro nulo no PB : questões em aberto

Vieira, Juliana Maria Coutinho 20 March 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2014. Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2014-09-04T15:44:45Z No. of bitstreams: 1 2014_JulianaMariaCoutinhoVieira.pdf: 550562 bytes, checksum: 293e40e95bc93bea19da8abc40a5975c (MD5) Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-09-10T12:31:08Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_JulianaMariaCoutinhoVieira.pdf: 550562 bytes, checksum: 293e40e95bc93bea19da8abc40a5975c (MD5) Made available in DSpace on 2014-09-10T12:31:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_JulianaMariaCoutinhoVieira.pdf: 550562 bytes, checksum: 293e40e95bc93bea19da8abc40a5975c (MD5) Esta dissertação investiga de que forma os sujeitos nulos do português do Brasil têm sido analisados em pesquisas nacionais e internacionais, dando ênfase ao modo como tais estudos especificam as características sintáticas e semânticas dos sujeitos nulos de terceira pessoa. Especificamente, este estudo buscou investigar de que forma os sujeitos nulos de 3ª pessoa nula têm sido analisados nos trabalhos sobre o português do Brasil; que tipo de sentenças têm sido utilizadas para embasar as diferentes análises; de que forma os sujeitos nulos de 3ª pessoa têm sido analisados em línguas consideradas semelhantes ao português e, por fim, se existem dados ainda não considerados pelos estudos apresentados. No que tange ao português brasileiro, foram analisados estudos tais como Duarte (2000), Negrão & Viotti (2000), Modesto (2000, 2004 e 2008), Rodrigues (2004), Rabelo (2010) e Pilati & Naves (2013). Entre os estudos internacionais, destacam-se os de Egerland & Sigurdsson (2009) e Holmberg (2010a, 2010b). O que se constata é que os autores que têm estudado esse tema com dados do português do Brasil afirma que a morfologia de terceira pessoa, por si só, não é capaz de identificar o sujeito nulo. Ao mesmo tempo, também se atesta que as pesquisas sobre o tema apresentam diferentes análises para o fenômeno. Quanto aos dados, foram encontrados contextos reais de escrita em que há dados considerados agramaticais por certos autores, tais como ocorrência de sujeitos nulos de terceira pessoa com referência ao objeto, ocorrência de sujeitos nulos em orações relativas e em sentenças iniciadas por como. Em relação ao tratamento dado aos sujeitos nulos de terceira pessoa em estudos comparativos com dados do finlandês e do português do Brasil, constatou-se que os autores têm analisado as construções de referência indeterminada com sujeitos nulos de 3ª pessoa como contextos com leitura genérica em ambos os casos, e que, no português do Brasil, há contextos com leitura genérica, mas também há contextos com leitura arbitrária. Tal fato revela que as análises que propõem a mesma derivação sintática para o português do Brasil e para o finlandês precisam ser revistas. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT This dissertation investigates how Brazilian null subjects have been analyzed in national and international research, emphazising how such studies specify null subjects syntatically and semantically in the third person. Specifically, this study seeks to investigate how the third person’s null subject has been analyzed in Brazilian Portuguese academic work; what kind of sentences have been used to support the different analyses; how the third person’s null subject has been analyzed in languages similar to Portuguese; and finally, if there is data on the subject which was not covered by the aforementioned studies. Some of the studies investigated by the present research include Duarte (2000), Negrão and Viotti (2000), Modesto (2000, 2004 e 2008), Rodrigues (2004), Rabelo (2010) e Pilati and Naves (2013). Among the international studies, the work Egerland and Sigurdsson (2009) e Holmberg (2010a, 2010b) are emphazised. Present findings suggest that most researchers on this topic who focused on Brazilian Portuguese data, propose that third person morphology in itself is incapable of identifying the null subject. Furthermore, they point that research on the topic has applied different analyses to the phenomenon. In regards to the data, real writing contexts in which data is considered ungrammatical by some authors, such as when third-person is used in reference to the object, in relative clauses, and sentences start with "how". Regarding the treatment given to the third person’s null subjects in comparative studies with Finnish and Brazilian Portuguese data, it was found that the authors have analyzed the constructions of undetermined reference with the third person’s null subjects as contexts with generic reading for both cases, and that in the Brazilian Portuguese, there are contexts with generic reading but also with arbitrary reading. This fact reveals that the analyses suggesting the same syntactic derivation for Br azil ia n Portuguese and for Finnish need to be revised.
7

Sobre a emergência da inversão locativa no português do Brasil

Pedroza, Jonathan Furtado 23 February 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2015. Submitted by Ana Cristina Barbosa da Silva (annabds@hotmail.com) on 2015-07-08T17:24:23Z No. of bitstreams: 1 2015_JonathanFurtadoPedroza.pdf: 931606 bytes, checksum: f396e3e63f3fff2f694bf7a07f4f6f41 (MD5) Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2015-08-17T11:58:53Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_JonathanFurtadoPedroza.pdf: 931606 bytes, checksum: f396e3e63f3fff2f694bf7a07f4f6f41 (MD5) Made available in DSpace on 2015-08-17T11:58:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_JonathanFurtadoPedroza.pdf: 931606 bytes, checksum: f396e3e63f3fff2f694bf7a07f4f6f41 (MD5) A presente pesquisa examina aspectos sintáticos e semânticos de sentenças com ordem verbo-sujeito (VS) no português brasileiro (PB) na região Centro-Oeste durante o século XIX. Dada a hipótese de que o processo sócio-histórico favoreceu situações específicas de contatos e de isolamentos social e linguístico [cf. Borges, Salles & Pilati (2012)], o objetivo geral do estudo é o de investigar se houve influência desse isolamento linguístico no licenciamento da ordem VS. Para tanto, o presente trabalho realiza uma investigação quantitativa no Jornal Matutina Meyapontense, impresso local produzido no final do século XVIII e durante o século XIX, e compara os dados obtidos com as análises provenientes das pesquisas diacrônicas de Berlinck (1989) e de Gravina (2014). Nessa comparação são verificados aspectos em comum e aspectos em divergência. O presente trabalho apresenta também os resultados das análises quantitativas efetuadas no corpus escrito do Jornal Matutina Meyapontense sobre as orações na ordem (X)VS, com X manifesto ou nulo. Em relação ao aspecto qualitativo, o presente trabalho defende que, já no século XIX, no centro-oeste brasileiro, as orações na ordem VS poderiam ser inversão locativa, como defende Pilati (2006) para os dados do PB atual. Defende-se também, como proposto por Corr (2012), que não há relação entre inversão locativa e parâmetro pro-drop. This dissertation examines syntactic and semantic aspects of sentences with verb-subject order (VS) in Brazilian Portuguese (BP) in the Midwest region during the XIX Century. Based on the hypothesis that the socio-historical process favored specific situations of contacts and social and linguistics isolations [cf. Borges, Salles & Pilati (2012)], the general objective of this study is to investigate whether there was influence of linguistic isolation in licensing the VS order. Therefore, this dissertation makes a quantitative analysis in the Matutina Meyapontense Journal, local impress produced in the late XVIII Century and during the XIX Century, and compares the data obtained from the analysis of the diachronic research Berlinck (1989) and Gravina (2014). In this comparison are checked aspects in common and aspects at odds. This paper also presents the results of quantitative analysis carried out in the corpus of written Matutina Meyapontense Journal on clauses in the (X)VS order, with X manifest or null. Regarding the qualitative aspect, this paper argues that, in the XIX Century, in midwestern Brazil, the clauses in the VS order could be locative inversion, as argued by Pilati (2006) for information on the current PB. This paper defends also, as proposed by Corr (2012), that there isn’t relationship between locative inversion and pro-drop parameter.
8

Buscando sentido para a pesquisa e o ensino de regência verbal : uma abordagem funcional-cognitiva

Rodrigues, Tiago de Aguiar 7 February 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, 2011. Submitted by Rafael Barcelos Santos (rafabarcelosdf@hotmail.com) on 2011-06-20T17:27:29Z No. of bitstreams: 1 2011_TiagodeAguiarRodrigues.pdf: 31722558 bytes, checksum: fb21569ff3af92b2e2864a34d2a49560 (MD5) Rejected by Guilherme Lourenço Machado(gui.admin@gmail.com), reason: O Arquivo não abre. Favor submeter novamente o arquivo. on 2011-06-21T13:40:52Z (GMT) Submitted by Rafael Barcelos Santos (rafabarcelosdf@hotmail.com) on 2011-06-22T17:32:37Z No. of bitstreams: 1 2011_TiagodeAguiarRodrigues.pdf: 31722553 bytes, checksum: 1fbcc77df2c6b71424ec0731fe887a23 (MD5) Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2011-06-22T17:34:44Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_TiagodeAguiarRodrigues.pdf: 31722553 bytes, checksum: 1fbcc77df2c6b71424ec0731fe887a23 (MD5) Made available in DSpace on 2011-06-22T17:34:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_TiagodeAguiarRodrigues.pdf: 31722553 bytes, checksum: 1fbcc77df2c6b71424ec0731fe887a23 (MD5) O conteúdo "regência verbal" tem sido trabalhado sistematicamente em sala de aula como uma simples repetição de regras. Para convencer os alunos a estudar regência, o professor os ensina a decorar uma lista infinda de verbos, com o argumento de que isso é necessário para obter sucesso nos concursos e vestibulares. Regência torna-se, então, sinônimo de decoreba, uma vez que, afora concursos e vestibulares, parece não ter outra finalidade. Assim, consolida-se um abismo entre a teoria escolar e a prática estudantil, pois a primeira não traz conhecimentos linguísticos que sejam úteis à segunda. Esse ensino dogmático separa as lições de regência verbal do seu principal escopo: ser mais um aporte que conduza a um “desempenho mais seguro e confortável na atividade de interação linguística” (Neves, 2010). Para mudar esse quadro, é preciso extrapolar os limites da análise sintática tradicional/formal e inserir às discussões de regência aspectos semânticos e pragmáticos. Luft (2008) já defendia que a semântica está no centro da relação verbo-complemento e, por isso, não pode ser desprezada nessa discussão. O presente trabalho propõe, então, debater a regência verbal sob um olhar do funcionalismo-tipológico norte-americano (GIVÓN (1984), HOPPER E THOMPSON (1980), NEVES (2010), CUNHA (2009), entre outros) e da semântica cognitiva (LAKOFF & JOHNSON (1987), OLIVEIRA (2006), CANÇADO (2008), entre outros), os quais estudam a língua como um instrumento de comunicação e interação social, pragmaticamente motivada e constituída. Estudar a regência verbal a partir desses olhares implica investigar a maneira por que o falante organiza a relação entre os argumentos que completam o verbo e de que modo essa relação reflete sua visão sobre o mundo e sua intenção comunicativa. O primeiro objetivo deste trabalho é entender a relação semântica existente entre alguns verbos ditos problemáticos pelos estudos tradicionais e os termos por eles regidos, principalmente no que tange à ausência/ à presença de determinadas preposições. O segundo objetivo é demonstrar que o trabalho de regência verbal em sala de aula, sob uma perspectiva funcional-cognitiva, faz que o aluno pense as relações gramaticais da língua como algo motivado, e não apenas como uma simples decoreba. Defendemos ainda que a abordagem funcional-cognitiva em sala de aula traz inúmeras contribuições ao ensino, entre elas, uma reflexão sobre a relação conhecimento linguístico/ conhecimento de mundo, que está diretamente ligada à regência verbal. Por essa razão, usamos a sala de aula como suporte para esta pesquisa. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT The content “verbal regency” has been systematically worked in classroom as a simple repetition of rules. To convince students to study regency, teacher instructs them to memorize an endless list of verbs, arguing that it is necessary for success in contests and vestibular. Regency becomes, then, a synonymous of memorization, since, apart from contests and university entrance exams, it seems to have no other purpose. Thus, it is consolidated a chasm between school theory and student practice, because the first does not bring language skills that are useful to the second. This dogmatic teaching separates the lessons of verbal regency of its main goal: to be one more contribution leading to a "more secure and comfortable performance on the activity of linguistic interaction" (NEVES, 2010). To change this frame, we must extrapolate the boundaries of traditional/ formal syntactic analysis and insert to discussions of regency semantic and pragmatic aspects. Luft (2008) has argued that semantics is at the center of relationship verb-complement and therefore cannot be disregarded in this discussion. This work proposes then discuss the verbal regency under the American typological-funcionalism (GIVÓN (1984), HOPPER AND THOMPSON (1980), NEVES (2010), CUNHA (2009), among others) and cognitive semantics view (LAKOFF & JOHNSON (1987), OLIVEIRA (2001), CANÇADO (2008), among others), which study the language as a tool for communication and social interaction, pragmatically motivated and constituted. Studying verbal regency from these perspectives involves investigating the way in which speaker organizes the relationship between arguments that complete the verb and how this relationship reflects his world vision and his communicative intent. The first objective of this study is to understand the semantic relationship between said problematic verbs by some verbs traditional studies and the terms governed by them, especially regarding the absence/presence of certain prepositions. The second objective is to demonstrate that the work of verbal regency in classroom, under a functional-cognitive perspective, makes students think that the grammatical relations of language as something motivated, and not just as a simple memorization. We also advocate that the functional-cognitive approach in the classroom brings many contributions to education, among them, a reflection on the relationship between language knowledge/world‟s knowledge, which is directly linked to verbal regency. For this reason, we use the classroom as a support for this research.
9

Preposições introdutoras de orações infinitivas

Machado, Daniel de Brito 18 July 2013 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2013. Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2013-11-08T14:19:58Z No. of bitstreams: 1 2013_DanielBritoMachado.pdf: 899810 bytes, checksum: 84260eb5de8476bce7644fec01d90394 (MD5) Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2013-12-10T11:28:55Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_DanielBritoMachado.pdf: 899810 bytes, checksum: 84260eb5de8476bce7644fec01d90394 (MD5) Made available in DSpace on 2013-12-10T11:28:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_DanielBritoMachado.pdf: 899810 bytes, checksum: 84260eb5de8476bce7644fec01d90394 (MD5) Esta dissertação tem como objetivo investigar as propriedades semânticas e sintáticas das preposições em ambientes de oração infinitiva em oposição aos ambientes de complementação por sintagma nominal/determinante. Já se demonstrou em estudos anteriores que a preposição introdutora de oração infinitiva é mais aberta a flutuações do que a preposição que licencia o sintagma nominal/ determinante. Desta forma, o estudo questiona o porquê de haver essa disparidade, buscando relacioná-la às hipóteses vigentes sobre as propriedades formais da preposição nesses ambientes. Sob o quadro da Teoria Gerativa, toma-se por base a divisão entre preposições gramaticais/ funcionais e preposições lexicais, tanto quanto a hipótese de que as preposições gramaticais sejam realizadoras de Caso. Partindo desse pressuposto, espera-se que as preposições gramaticais/ funcionais se comportem de maneira consistente em todos os ambientes em que aparecem nesse papel. Entretanto, essa hipótese não se confirma. Na discussão, investiga-se o estatuto categorial do infinitivo, tradicionalmente analisado como uma forma nominal do verbo. Adotando-se critério relacionado à presença da categoria sujeito na projeção dessa categoria, conclui-se que o infinitivo é uma categoria verbal, o que exclui que seja marcado por Caso (abstrato) pela preposição. Sendo assim, a preposição é analisada como um elemento funcional demarcador da fronteira oracional. A dissertação também investiga as propriedades das preposições em outras línguas, como o inglês, o espanhol, o francês, mostrando similaridades que confirmam a análise proposta. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT This dissertation investigates the semantic and the syntactic properties of prepositions introducing infinitival clauses, as opposed to contexts of noun complementation. Previous studies have shown that infinitival complementation is more open to preposition variation than the nominal one. The study thus aims to find out the reason for this disparity, trying to relate it to the hypothesis concerning the formal properties of prepositions in these contexts. Adopting the generative framework, we take into consideration the well-known distinction between lexical and grammatical/functional prepositions, as well as the hypothesis that grammatical/ functional prepositions are (abstract) Case markers. Under this assumption, it is expected that the prepositions display a uniform behavior, which is not confirmed. In the discussion we investigate the categorial properties of the infinitive, which is traditionally analyzed as a nominal form of the verb. Assuming a criterion based on the presence of the subject position in the infinitive projection, we arrive at the conclusion that the infinitive is a verbal category, which excludes that the infinitive clause is assigned Case by the preposition. The dissertation further takes into consideration the syntax of the prepositions in languages such as English, Spanish and French, showing similarities that prove to be relevant for the present analysis.
10

Flexão de número em nomes do português culto usado no Brasil : uma análise sincrônica

Biacchi, Thiago Reis 25 July 2013 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2013. Submitted by Elna Araújo (elna@bce.unb.br) on 2013-11-20T21:48:22Z No. of bitstreams: 1 2013_ThiagoReisBiacchi.pdf: 1481678 bytes, checksum: cc44c5a959549407ba5b46d7614d8189 (MD5) Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2013-11-21T11:01:06Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_ThiagoReisBiacchi.pdf: 1481678 bytes, checksum: cc44c5a959549407ba5b46d7614d8189 (MD5) Made available in DSpace on 2013-11-21T11:01:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_ThiagoReisBiacchi.pdf: 1481678 bytes, checksum: cc44c5a959549407ba5b46d7614d8189 (MD5) Este trabalho analisa o plural de nomes em português culto usado no Brasil. A pesquisa foi baseada em questionários respondidos por falantes de português culto com as opções dadas como alternativa baseadas no tratamento dado ao plural por dicionários, Gramáticas escolares, históricas e tradicionais, além de exame da Literatura Linguística. O objetivo da pesquisa foi estabelecer os alomorfes de plural do português culto por uma metodologia sincrônica e verificar apresentação do plural em nomes em gramáticas e dicionários, bem como analisar as implicações ao ensino decorrentes dessa apresentação. Como hipóteses de pesquisa foram estabelecidos dois alomorfes para o plural: [-s] e [-es], testando seus contextos de ocorrência pelas entrevistas. Foram aplicados cinquenta questionários contendo vinte e quatro questões, sendo vinte e dois do tipo semiestruturado e vinte e oito do tipo estruturado para a verificação das hipóteses de pesquisa. Após a aplicação dos questionários e verificação dos dados coletados em entrevista-piloto gravada com um sujeito colaborador; foram utilizadas ferramentas da fonética acústica para verificar a hipótese sobre o alongamento do [s] final em palavras terminadas em consoante [s] no plural, que recomendam uma análise mais aprofundada. Conclui-se que o falante leva em consideração o padrão silábico e acentuação da palavra para determinar o alomorfe a ser utilizado, de modo que o alomorfe [-es] ocorre em oxítonos, monossílabos tônicos e para restaurar o padrão silábico consoante/vogal/consoante, ocorrendo o acréscimo de [-s] nos demais ambientes, tendo sido confirmadas as hipóteses de pesquisa. Os resultados também comprovam a primazia pela diacronia em gramáticas, dicionários e na Literatura Linguística, apresentando explicações que contrariam os dados de uso obtidos. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT This work analyzes the plural of names in Portuguese used in Brazil. The research was based on questionnaires answered by speakers of Portuguese service with the given options as an alternative treatment based on the plural of dictionaries, scholar grammars, historical grammars and traditional grammars, as well as examination of Linguistics Literature. The objective of the research was to establish the allomorphs of the plural Portuguese worship by a synchronous methodology and verify the presentation given by grammars and dictionaries for the plural, as well analyses the implications for the scholar teach of this presentation. As research hypotheses were established two allomorphs for the plural: [-s] and [-es] testing their contexts of occurrence by interviews. Fifty questionnaires were applied containing twenty-four issues, twenty-two type semistructured and twenty-eight of the structured type for verification of research hypotheses. After the questionnaires and verification of data collected in a taped test-interview conducted a volunteer; tools used in acoustic phonetics were able to verify our hypothesis about the extension of final [s] in words ending with consonant [s] in the plural; we recommend further analysis of this point. It is concluded that the speaker uses the standard syllabic pattern and the stress of the word to determine the allomorph to be used, so that the alomorph [-es] occurs in oxytone, monosyllables and to restore the syllabic pattern consonant / vowel / consonant, adding [-s] in the other environments, confirming the research hypotheses. The results also demonstrate the primacy by diachronic in grammars, dictionaries and Literature Linguistics, presenting explanations that contraries the results of this research.

Page generated in 0.0583 seconds