• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 4744
  • 83
  • 83
  • 81
  • 77
  • 71
  • 57
  • 31
  • 20
  • 20
  • 12
  • 9
  • 4
  • 4
  • 4
  • Tagged with
  • 4908
  • 2993
  • 928
  • 829
  • 770
  • 553
  • 529
  • 453
  • 452
  • 407
  • 384
  • 310
  • 301
  • 291
  • 285
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Desenvolvimento de um protocolo experimental para testar memória de reconhecimento e memória condicionada em primatas não-humanos (Callithrix Penicillata) : um estudo farmacológico e comportamental

Melamed, Jonathan Lobo 03 August 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-12-07T11:22:42Z No. of bitstreams: 1 2016_JitoneLeônidasSoares.pdf: 1749132 bytes, checksum: 22d7c5d071e5ceebe089095fdd2acd33 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-01-06T18:56:11Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_JitoneLeônidasSoares.pdf: 1749132 bytes, checksum: 22d7c5d071e5ceebe089095fdd2acd33 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-01-06T18:56:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_JitoneLeônidasSoares.pdf: 1749132 bytes, checksum: 22d7c5d071e5ceebe089095fdd2acd33 (MD5) / A memória é a habilidade que permite mudar o comportamento em resposta a uma experiência, relembrar eventos do passado e planejar o futuro. A memória de reconhecimento diz respeito ao reconhecimento de estímulos no ambiente e está relacionada à interpretação da situação de modo que possa ocorrer a seleção do comportamento mais adequado a ser apresentado. A memória condicionada, por sua vez, representa a associação entre um estímulo preditivo e o resultado da escolha do comportamento a ser apresentado para aquela situação. É na intersecção desses dois sistemas de memória que residem aspectos do uso e abuso de psicoestimulantes. Assim, um protocolo experimental que permita avaliar o efeito de psicoestimulantes sobre diferentes aspectos da memória parece ser de grande interesse para a ciência. O presente estudo teve como objetivo o desenvolvimento de um protocolo experimental para avaliar as memórias de reconhecimento e condicionada em um primata não-humano a partir dos efeitos comportamentais das administrações sistêmicas de escopolamina (controle positivo) e aguda ou repetida de cocaína diante de objetos neutros ou com a presença de um estímulo apetitivo ou de um aversivo. Para tanto, machos e fêmeas adultos da espécie Callithrix penicillata foram submetidos a três testes: (1) teste de reconhecimento objeto-lugar - consistiu na apresentação de dois estímulos neutros por 10 minutos, seguida de um intervalo de retenção de 10 minutos e uma nova sessão de exposição, com um dos estímulos deslocado de lugar; (2) teste de preferência condicionada ao chocolate – se deu por uma sessão de linha de base de 10 minutos sem a apresentação de nenhum estímulo, seguida de um intervalo de retenção de 10 minutos, uma sessão de condicionamento de 10 minutos com um prato vazio e um prato com chocolate, novo intervalo de retenção e a sessão teste sem estímulos; e (3) teste de medo condicionado à serpente – que procedeu semelhante ao teste anterior, porém com o condicionamento à serpente e não ao chocolate. No total foram realizados 3 estudos, para avaliar os efeitos comportamentais: (1) da escopolamina administrada 20 minutos antes do treino/condicionamento nos testes citados; (2) das doses de 2 ou 5 mg/kg de cocaína logo após o treino/condicionamento; e (3) do pré-tratamento com 5 mg/kg de cocaína por 7 dias, sendo que o mesmo foi finalizado uma semana antes dos testes comportamentais. Os sujeitos reconheceram a localização dos objetos em seu ambiente e tanto a escopolamina como ambas as doses de cocaína agudamente ou o pré-tratamento repetido prejudicaram esse aspecto da memória dos animais. Apenas uma sessão de condicionamento parece ter sido insuficiente para condicionar os animais ao chocolate, porém o pré-tratamento com o psicoestimulante facilitou o condicionamento de uma preferência por lugar (indicativo de sensitização). O teste de medo condicionado à serpente foi capaz de fazer com que os animais apresentassem as respostas comportamentais esperadas com base em sua ecologia e a escopolamina e as duas doses de cocaína agudamente prejudicaram o desempenho dos micos nesse teste. Dessa forma, pode-se concluir que o protocolo proposto está apto a ser aplicado em questões correlacionadas. _________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Memory is what enables living creatures to change behaviour in response to an experience, to recall past experiences and plan for the future. Recognition memory refers to recognition of stimuli in the environment and is related to interpretation of the situation so that the adequate behavioral response may be selected. Conditioned memory, on the other hand, refers to predictive stimuli and the chosen response within the related situation. It is in the intersection of these two memory systems that reside aspects of use and abuse of psychostimulants. Thus an experimental protocol for evaluating psychostimulant efffects on diferente aspects of memory seems to be of great interest to Science. The current study aimed at developing an experimental protocol to evaluate recognition and conditioned memory in a non-human primate based on the effects on behavior following systemic administration of scopolamine (positive control) and acute or repeated administration of cocaine via-à-vis neutral objects or in the presence of an appetitive or aversive stimuli. Male and female Callithrix penicillata adults were submitted to three tests: (1) object-place recognition test – consisting in exposure for 10 minutes to two neutral stimuli followed by a 10 minutes retention interval followed by a second exposure session with one of the neutral stimulus in a diferente place; (2) chocolate food-conditioning test – consisted of a 10 minute base line session with no stimuli, a 10 minute retention interval and a 10 minute conditioning session with one empty plate and another one with chocolate, followed by a second retention period and then a test session with no stimuli; and (3) snake-fear conditioned test – which followed the same pattern of previous test but with a snake in lieu of chocolate. Three test were undertaken to evaluate behavioral effects: (1) with scopolamine administered 20 minutes before sample/conditioning in previously described tests; (2) doses of 2 or 5mg/kg cocaine straight after sample/conditioning; and (3) pre-treatment with 5mg/kg cocaine during 7 days, ending a week before behavioral tests. Subjects recognized the location of objects in the environment and scopolamine and both doses of acute cocaine or repeated pre-treatment impaired this aspect of animal memory. A single conditioning session seems to have not been enough to condition animals to chocolate, but the pre-treatment with the psychostimulant eased conditioning to a place preference (indicating sensitization). The snake-fear conditioned test allowed animals to presente their expected behavior considering their ecology. Both scopolamine and acute doses of cocaine impaired animal performance in this test. The proposed protocol is therefore ready to be used in correlated issues.
2

Memória operacional para tons, palavras e pseudopalavras em músicos / Working memory for tones, words and pseudowords in musicians

Benassi-Werke, Mariana Elisa [UNIFESP] 27 February 2008 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-07-22T20:50:26Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-02-27. Added 1 bitstream(s) on 2015-08-11T03:25:45Z : No. of bitstreams: 1 Publico-10798.pdf: 287574 bytes, checksum: 9581f17a4cb95daa9eddcdfb727c1439 (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia (AFIP) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Segundo o modelo de memória operacional de Baddeley e Hitch (1974), a alça fonológica é um subsistema de armazenamento temporário, necessário para a recordação de curto prazo de material verbal, ao passo que o executivo central é um sistema responsável por manipular estas informações. O armazenamento de seqüências verbais pode depender do tamanho e similaridade fonológica das palavras e contexto semântico no qual as palavras se inserem. Há controvérsias acerca de como se dá o armazenamento e manipulação de material melódico na memória operacional. Este trabalho pretendeu investigar se a memória operacional é capaz de lidar igualmente com sons verbais (números e pseudopalavras) e não-verbais (tons) e, com isso, verificar se o executivo central manipula de forma semelhante estes três tipos de material através da comparação do teste de amplitude, na ordem direta e inversa, para dígitos, pseudopalavras e tons em três grupos: cantores amadores, cantores profissionais e músicos com ouvido absoluto. Na ordem inversa, a amplitude melódica foi menor que a amplitude para material verbal, com ou sem significado, o que sugere que material melódico tem características diferentes do material verbal, pois a manipulação de seqüências melódicas na memória operacional foi mais difícil do que a manipulação de seqüências verbais para os três grupos experimentais. Porém, quando há a utilização de estratégias verbais ou mistas (verbal e qualquer outra) para a recordação dos tons, ocorre um aumento na amplitude melódica na ordem direta no grupo de ouvido absoluto, indicando que a associação de códigos verbais aos tons pode ajudar na evocação. Porém, não há aumento de amplitude melódica na ordem inversa, possivelmente pelo uso de outra estratégia diferente da estratégia verbal neste caso. Os resultados ainda não permitem afirmar a existência de uma alça exclusiva para material melódico, mas dão suporte à necessidade de se caracterizar melhor as condições em que seqüências melódicas são armazenadas e manipuladas na memória operacional. / According to the working memory model proposed by Baddeley & Hitch (1974), the phonological loop is a temporary storage subsystem, needed for verbal material short term recall, while central executive is a system responsible for manipulating that kind of information. The storage of speech-related sequences may depend on the length (in number of syllables), phonological similarity of words and semantic context they are inserted into. There are controversies about how the storage and manipulation of melodic material is made in working memory. This study intended to investigate whether working memory can deal in the same way with verbal sounds (numbers and pseudowords) and non-verbal sounds (tones) and, thus, verify whether the central executive manipulates similarly those three kinds of material by comparing forward and backward span tests for digits, pseudowords and tones of three groups: amateur singers, professional singers and absolute pitch musicians. We found that backward melodic span was lower than backward verbal span, meaningful or meaningless, suggesting that melodic material has different characteristics from verbal material, since manipulation of melodic sequences in working memory was harder for all three experimental groups. However, in absolute pitch group, when one uses purely verbal or mixed (verbal and any other) strategies for tones recall, there is an increase in forward melodic span, indicating that verbal association to tones may help evocation. But there is no increase in backward melodic span, probably because absolute pitch musicians used some other strategy different from the verbal one (used in forward recall) to recall tones in backward. Although those results do not allow us to affirm the existence of an exclusive loop for melodic material, they give support the need of further investigation to better characterize melodic material storage and its manipulation in working memory. / TEDE / BV UNIFESP: Teses e dissertações
3

O arquivo Zeferino Vaz : um lugar de construção da memória da UNICAMP /

Pedrão, Gabriela Bazan. January 2013 (has links)
Orientador: Eduardo Ismael Murguia Marañon / Banca: Maria Leandra Bizello / Banca: Marcia Heloisa T de Figueiredo Lima / Resumo: A memória está presente em nossas vidas muito mais do que conseguimos perceber. Mas até que ponto essa memória é usada para construir um lugar de abrigo ou intensificar a guarda e a perduração das lembranças? Motivado por essa questão, esta pesquisa tem como objetivo observar o trabalho conjunto do arquivo e da memória colocado em prática em um arquivo específico: o de Zeferino Vaz, na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Buscaremos conhecer um pouco mais sobre o passado de Zeferino Vaz e da Unicamp, fazendo um breve relato da trajetória de ambos, para que seja possível ver em que ponto os dois se cruzam e o que acontece a partir desse encontro. Esse levantamento histórico, combinado a um referencial teórico sobre memória e arquivos, será fundamental para nossa análise das construções da memória que foram e ainda são criadas pelo acervo documental em questão, que conta a história de Zeferino Vaz e também da Unicamp. Será feito um capítulo sobre esse arquivo com sua história, documentação que o compõe, organização e estrutura. Já tendo em vista que tipo de arquivo estamos falando, contaremos com a ajuda da atual diretora do Arquivo Central da Universidade que nos concedeu uma entrevista. Com essa entrevista faremos uma reflexão sobre esse fundo e sua representação, usos e importância na Unicamp. Investigaremos também os planos futuros para esse acervo, visando uma maior promoção e acesso a ele. / Abstract: The memory is in our lives more than we can imagine. But how is this memory used to build a shelter or intensify the keeping and the longetivity of memories? Motivated by this question, the purpose of this dissertation is to analyse the relation of memory and archives put into practice in a specific archive: Zeferino Vaz's, in the Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). We aim to know more about the the past of Zeferino Vaz and Unicamp, making a brief account of the history of both, so we can see where the two intersect and what follows from this meeting. This historical survey, combined with a theoretical background about memory and archives, will be critical to our analysis of the construction of the memory that was and still is created by the documentary collection in question. There will be a chapter about the archive with its history, the documentation that composes it, its organization and its structure. Already considering what kind of archive we are talking about, we had the help of the current director of the Central Archive of the University, who gave us an interview. With this interview we will reflect about this documentation and its representation, uses and importance at Unicamp. We will also investigate the future plans for this collection, taking a look at the plans for promoting and improving the access to it. / Mestre
4

Práticas de arquivo-morto

Araújo, Iris Helena França de 10 December 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-graduação em Arte, 2015. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-06-16T16:38:45Z No. of bitstreams: 1 2015_IrisHelenaFrançadeAraújo.pdf: 2420489 bytes, checksum: 07eb899fa88dfa003f2896dd9faae917 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2016-07-26T10:56:08Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_IrisHelenaFrançadeAraújo.pdf: 2420489 bytes, checksum: 07eb899fa88dfa003f2896dd9faae917 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-07-26T10:56:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_IrisHelenaFrançadeAraújo.pdf: 2420489 bytes, checksum: 07eb899fa88dfa003f2896dd9faae917 (MD5) / As práticas de arquivo-morto se equilibram na linha-tênue entre a construção da memória, pela apreensão da imagem da cidade, e o desejo de promover seu apagamento. A pesquisa de suportes não-convencionais para fotografia ligados às noções de ordinário, precariedade, banalidade e efemeridade também são temas fundamentais desta pequena investigação que, apresenta a série de trabalhos Arquivo-Morto[2013-2015] como resultado. / The Practice of Archiving Inactive Files / Dead-File balance on the fine line between the elaboration of memory through the apprehension of the city’s image and the desire to promote its obliteration. The research of non-convencional surfaces for photography linked to the concepts of ordinary, precariousness, banality and frailty are also fundamental themes of this short investigation that presents the work series Arquivo- Morto [2013-2015] as a result of the process.
5

Entre esparsos e inéditos

Coelho, Thalita da Silva January 2016 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Literatura, Florianópolis, 2016 / Made available in DSpace on 2016-09-20T05:11:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 340489.pdf: 1115245 bytes, checksum: 098b3f8e264b87f5083ae2cf209305e3 (MD5) Previous issue date: 2016 / Esta dissertação de Mestrado tem como objetivo catalogar e descrever todos os documentos contidos no acervo A Mala de Jorge Amado, datado de 1941 e 1942. Nesses dois anos em que Jorge Amado esteve em autoexílio, devido à repressão política do Estado Novo, na Argentina e Uruguai, escreveu a biografia do líder comunista Luiz Carlos Prestes, então preso em Ilha Grande. Esse acervo chegou às mãos da coordenadora do nuLIME em 2011, e desde então vem sendo estudado por um grupo de pesquisadoras. Como objeto dessa dissertação, o arquivo vem sendo analisado, descrito e catalogado minuciosamente, com o intuito de desvendar as pistas deixadas por todo o material. O método de catalogação utilizado foi o criado pela Professora Maria da Glória Bordini, responsável pela primeira catalogação do acervo do escritor gaúcho Erico Verissimo. No presente trabalho foi realizada uma catalogação dos mais de 1400 documentos contidos no Acervo Jorge Amado, de modo a criar um padrão descritivo e códigos que pudessem facilitar futuras pesquisas. Não só com a intenção de facilitar e apontar caminhos para pesquisadores que possam se interessar pelo acervo deixado por Jorge Amado foi que realizamos esta catalogação, mas para compreender o contexto que permeia os documentos: histórico, social, político e literário. <br> / Abstract : This masters dissertation aims to catalog and describe all the documents contained in the collection A Mala de Jorge Amado, dated 1941-1942. In those two years that Jorge Amado was in his self-exile, because of the Estado Novo s political repression, in Argentina and Uruguai, he wrote the biography of the communist leader Luiz Carlos Prestes, who had been arrested in Ilha Grande. This collection of documents came into the coordinator's of nuLIME hands in 2011, and since then it has been studied by a group of researches. As an object of this dissertation, the files has been analysed, described and carefully cataloged, in order to unravel the clues left throughout the material. The Maria Bordini s, who is responsable for the first cataloging of the collection from the gaúcho writer Erico Veríssimo, cataloging method was chosen to persue this research. In this work, a cataloging of the more than 1400 files contained in the Acervo Jorge Amado was done, intent to create a descriptive standard and codes, which could facilitate future research. This work was not made only with the intention of facilitate and point the way to researches who may be interested in the collection left by Jorge Amado, but also to understand the context which chase the documents: historical, social, political and literary.
6

Aprendizagem e memoria de escolha alimentar em pombos (Columba livia) : analise de efeitos da lesão no complexo paleoestriatal

Paulo, Monica Cristina 12 November 2002 (has links)
Orientador: Elenice Aparecida de Moraes Ferrari / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-03T07:23:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Paulo_MonicaCristina_M.pdf: 2473417 bytes, checksum: f7bcb5437bf2077d8ba74190fff516b5 (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: O presente estudo teve como objetivo investigar os efeitos de uma lesão neuroquímica unilateral com Ácido Ibotênico no Complexo Paleoestriatal em pombos (Columba livia) sobre a precisão do desempenho em escolha alimentar. Foram utilizados 16 pombos machos, adultos, divididos em três grupos: Experimental, Sham e Controle. Todos os animais foram treinados em quatro sessões de escolha alimentar (condição Pré-lesão) numa situação com dois comedouros dispostos paralelamente a uma das paredes laterais da caixa experimental. Um deles continha areia e o outro, alimento coberto com areia. Vinte e quatro horas após a quarta sessão, os animais experimentais sofreram lesão unilateral com 3ul de ácido ibotênico (1ug/1ul). Os animais Sham sofreram o procedimento cirúrgico até a trepanação e os animais Controles não passaram por esses procedimentos. A seguir, todos os animais foram testados nas condições Pós-lesão, Reversão 1 e Reversão 2. Na Reversão 1, a localização dos comedouros mudou para a parede oposta da caixa. Foram analisadas as respostas de escolha a um dos comedouros e as latências de escolha alimentar por meio de observação direta e análise das gravações das sessões em vídeo. Os resultados indicaram que as latências de escolha alimentar para o grupo Experimental, na condição Reversão 1, tiveram um aumento do valor mediano, no decorrer das sessões, em relação aos demais grupos e às diferentes condições (F(2,13) = 3,76, p = 0,051). Observou-se diminuição das porcentagens de escolha correta para os três grupos na condição Reversão 1 (F(3,2) = 14,64, P = 0,000002). Os dados indicaram que uma lesão restrita em uma região do CP interferiu nas conexões funcionais dos seus componentes, prejudicando o desempenho dos animais experimentais. As alterações foram mais evidentes na Reversão 1, quando houve um rearranjo do contexto inicial de treinamento, podendo ser interpretadas como indicativas de prejuízos no processamento de novas relações entre as informações contextuais para os animais lesados no Complexo Paleoestriatal / Abstract: The purpose of the present work was to investigate the effect of neurochemical lesion with unilateral injection of ibotenic acid in Paleoestriatal Complex of pigeons (Columba livia) on the performance and accuracy of food choice behavior. Sixteen male pigeons were divided in three groups: Experimental, Sham and ContraI. Ali the animais were trained in four sessions of food choice (condition Pre-Iesion) with two feeders located parallel to the lateral wall opposite to the. initial box. One feeder had sand and the other had food covered with sand. The latency and adequacy (correct ar incorrect) of the choice response were analyzed by direct observation and revised by videotapes of the experimental sessions. In the day following the fourth training session, experimental birds received unilateral infusion of 3ul of ibotenic acid (1ug/1ul). Sham animais suffered only anesthesia and skull trepanation and the contrai had no surgical manipulation. Ali the animais had Post-lesion, Reversion 1 and Reversion 2 training conditions with four sessions each. Reversion 1 condition had the feeders translocated to the opposite wall within the chamber. Results showed an increase of median value of choice response latency in the experimental group compared to the sham and control groups (F{2,13) = 3,76, p = 0,051). Decreases of percentage values of correct choice were seen during Reversion 1 condition for the three groups (F{3,2) = 14,64, P < 0,0001). The data indicated that the lesion in a restricted region of the Paleoestriatal Complex interfered in the performance of the pigeons. More pronounced deficits observed in Reversion 1 condition, when the contextual stimuli were rearranged, may be indicative of PC lesion effects on the processing of new relations among contextual stimuli / Mestrado / Fisiologia / Mestre em Biologia Funcional e Molecular
7

Explorando a natureza lábil da memória : modulação dos processos de extinção e reconsolidação para atenuar persistentemente respostas de medo

Haubrich, Josué January 2017 (has links)
Eventos aversivos levam à formação de memórias de medo que em alguns casos podem levar a consequências patológicas, como no transtorno do estresse pós-traumático. A extinção é um procedimento que envolve a formação de uma nova memória que inibe o traço de aversivo precedente, diminuindo as respostas de medo. Porém, sua capacidade de suprimir o medo é limitada visto que a memória de extinção tende a decair, levando à recuperação das respostas aversivas. Já a reconsolidação é o processo pelo qual uma memória previamente armazenada se torna lábil ao ser evocada, permitindo a sua modificação. Dentre as modificações já relatadas decorrentes da reconsolidação está a do fortalecimento do traço da memória. Aqui, tivemos como hipótese a possibilidade de induzir a reconsolidação do traço de extinção de forma a promover o seu fortalecimento. No modelo experimental de condicionamento aversivo ao contexo em ratos, verificamos que a extinção é inicialmente efetiva em inibir a memória aversiva, mas as respostas de medo ressurgem integralmente em testes de recuperação espontânea e reaquisição rápida. Porém, observamos que breves reexposições ao contexto condicionado são capazes de induzir a reconsolidação da memória de extinção, e que tal procedimento fortalece o traço de extinção a ponto de prevenir o seu decaimento. Com isso, a recuperação espontânea do medo, uma caracerística clássica nos procedimentos de extinção, é prevenida persistentemente. Além disso, vimos que a reconsolidação da memória de extinção permite a sua modulação farmacológica com agentes promnésticos. Este procedimento resulta também no fortalecimento do traço de extinção, tornando-o resistente à reaquisição rápida do medo. Portanto, aqui demonstramos uma relação dinâmica entre os processos de extinção e reconsolidação até então desconhecida, tendo esta uma profunda relevância para o entendimento de ambos os processos e para a prática clínica. / Aversive experiences can lead to maladaptive memories, as in Post-Traumatic Stress Disorder. A major component of exposure therapy in the treatment of anxiety and fear-related disorders, extinction is a process involving new learning that inhibits the expression of a previously acquired memory. Although effective in transiently suppressing fear responses, extinction does not erase the original fear association, allowing for its resurgence. Its poor persistence contrasts with the endurance of aversive memories, and the extinction trace tends to fade. On the other hand, several studies in the reconsolidation field have shown that memory can be strengthened by a simple reactivation session or by post-reactivation administration of memory enhancing compounds. Using the contextual fear conditioning paradigm, we here ask whether an extinct memory is amenable to undergo reconsolidation to be strengthened. First, we replicated classical findings showing that extinction trace decays over time (spontaneous recovery). Employing post-reactivation inhibition of protein synthesis, we found that an extinct trace undergoes a reconsolidation process after a brief reactivation session. Reactivation of the extinction trace prevented the time-dependent decay that results in fear spontaneous recovery, an effect that relied on the recruitment of memory reconsolidation mechanisms. Finally, extinction trace reconsolidation was susceptible to pharmacological enhancement, resulting in a robust resistance to rapid reacquisition. These results show that reconsolidation of extinct traces enables the enhancement of its strength and, thus, its persistence. This finding brings new insights into the interactions between extinction and reconsolidation, and may represent a promising novel approach to the realm of treatments of fear-related disorders.
8

Explorando a natureza lábil da memória : modulação dos processos de extinção e reconsolidação para atenuar persistentemente respostas de medo

Haubrich, Josué January 2017 (has links)
Eventos aversivos levam à formação de memórias de medo que em alguns casos podem levar a consequências patológicas, como no transtorno do estresse pós-traumático. A extinção é um procedimento que envolve a formação de uma nova memória que inibe o traço de aversivo precedente, diminuindo as respostas de medo. Porém, sua capacidade de suprimir o medo é limitada visto que a memória de extinção tende a decair, levando à recuperação das respostas aversivas. Já a reconsolidação é o processo pelo qual uma memória previamente armazenada se torna lábil ao ser evocada, permitindo a sua modificação. Dentre as modificações já relatadas decorrentes da reconsolidação está a do fortalecimento do traço da memória. Aqui, tivemos como hipótese a possibilidade de induzir a reconsolidação do traço de extinção de forma a promover o seu fortalecimento. No modelo experimental de condicionamento aversivo ao contexo em ratos, verificamos que a extinção é inicialmente efetiva em inibir a memória aversiva, mas as respostas de medo ressurgem integralmente em testes de recuperação espontânea e reaquisição rápida. Porém, observamos que breves reexposições ao contexto condicionado são capazes de induzir a reconsolidação da memória de extinção, e que tal procedimento fortalece o traço de extinção a ponto de prevenir o seu decaimento. Com isso, a recuperação espontânea do medo, uma caracerística clássica nos procedimentos de extinção, é prevenida persistentemente. Além disso, vimos que a reconsolidação da memória de extinção permite a sua modulação farmacológica com agentes promnésticos. Este procedimento resulta também no fortalecimento do traço de extinção, tornando-o resistente à reaquisição rápida do medo. Portanto, aqui demonstramos uma relação dinâmica entre os processos de extinção e reconsolidação até então desconhecida, tendo esta uma profunda relevância para o entendimento de ambos os processos e para a prática clínica. / Aversive experiences can lead to maladaptive memories, as in Post-Traumatic Stress Disorder. A major component of exposure therapy in the treatment of anxiety and fear-related disorders, extinction is a process involving new learning that inhibits the expression of a previously acquired memory. Although effective in transiently suppressing fear responses, extinction does not erase the original fear association, allowing for its resurgence. Its poor persistence contrasts with the endurance of aversive memories, and the extinction trace tends to fade. On the other hand, several studies in the reconsolidation field have shown that memory can be strengthened by a simple reactivation session or by post-reactivation administration of memory enhancing compounds. Using the contextual fear conditioning paradigm, we here ask whether an extinct memory is amenable to undergo reconsolidation to be strengthened. First, we replicated classical findings showing that extinction trace decays over time (spontaneous recovery). Employing post-reactivation inhibition of protein synthesis, we found that an extinct trace undergoes a reconsolidation process after a brief reactivation session. Reactivation of the extinction trace prevented the time-dependent decay that results in fear spontaneous recovery, an effect that relied on the recruitment of memory reconsolidation mechanisms. Finally, extinction trace reconsolidation was susceptible to pharmacological enhancement, resulting in a robust resistance to rapid reacquisition. These results show that reconsolidation of extinct traces enables the enhancement of its strength and, thus, its persistence. This finding brings new insights into the interactions between extinction and reconsolidation, and may represent a promising novel approach to the realm of treatments of fear-related disorders.
9

Explorando a natureza lábil da memória : modulação dos processos de extinção e reconsolidação para atenuar persistentemente respostas de medo

Haubrich, Josué January 2017 (has links)
Eventos aversivos levam à formação de memórias de medo que em alguns casos podem levar a consequências patológicas, como no transtorno do estresse pós-traumático. A extinção é um procedimento que envolve a formação de uma nova memória que inibe o traço de aversivo precedente, diminuindo as respostas de medo. Porém, sua capacidade de suprimir o medo é limitada visto que a memória de extinção tende a decair, levando à recuperação das respostas aversivas. Já a reconsolidação é o processo pelo qual uma memória previamente armazenada se torna lábil ao ser evocada, permitindo a sua modificação. Dentre as modificações já relatadas decorrentes da reconsolidação está a do fortalecimento do traço da memória. Aqui, tivemos como hipótese a possibilidade de induzir a reconsolidação do traço de extinção de forma a promover o seu fortalecimento. No modelo experimental de condicionamento aversivo ao contexo em ratos, verificamos que a extinção é inicialmente efetiva em inibir a memória aversiva, mas as respostas de medo ressurgem integralmente em testes de recuperação espontânea e reaquisição rápida. Porém, observamos que breves reexposições ao contexto condicionado são capazes de induzir a reconsolidação da memória de extinção, e que tal procedimento fortalece o traço de extinção a ponto de prevenir o seu decaimento. Com isso, a recuperação espontânea do medo, uma caracerística clássica nos procedimentos de extinção, é prevenida persistentemente. Além disso, vimos que a reconsolidação da memória de extinção permite a sua modulação farmacológica com agentes promnésticos. Este procedimento resulta também no fortalecimento do traço de extinção, tornando-o resistente à reaquisição rápida do medo. Portanto, aqui demonstramos uma relação dinâmica entre os processos de extinção e reconsolidação até então desconhecida, tendo esta uma profunda relevância para o entendimento de ambos os processos e para a prática clínica. / Aversive experiences can lead to maladaptive memories, as in Post-Traumatic Stress Disorder. A major component of exposure therapy in the treatment of anxiety and fear-related disorders, extinction is a process involving new learning that inhibits the expression of a previously acquired memory. Although effective in transiently suppressing fear responses, extinction does not erase the original fear association, allowing for its resurgence. Its poor persistence contrasts with the endurance of aversive memories, and the extinction trace tends to fade. On the other hand, several studies in the reconsolidation field have shown that memory can be strengthened by a simple reactivation session or by post-reactivation administration of memory enhancing compounds. Using the contextual fear conditioning paradigm, we here ask whether an extinct memory is amenable to undergo reconsolidation to be strengthened. First, we replicated classical findings showing that extinction trace decays over time (spontaneous recovery). Employing post-reactivation inhibition of protein synthesis, we found that an extinct trace undergoes a reconsolidation process after a brief reactivation session. Reactivation of the extinction trace prevented the time-dependent decay that results in fear spontaneous recovery, an effect that relied on the recruitment of memory reconsolidation mechanisms. Finally, extinction trace reconsolidation was susceptible to pharmacological enhancement, resulting in a robust resistance to rapid reacquisition. These results show that reconsolidation of extinct traces enables the enhancement of its strength and, thus, its persistence. This finding brings new insights into the interactions between extinction and reconsolidation, and may represent a promising novel approach to the realm of treatments of fear-related disorders.
10

Falsas memórias autobiográficas: o que é possível recordar de um evento inesquecível

Nascimento, Juliana Maria Steffen do January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:09:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000439391-Texto+Parcial-0.pdf: 86957 bytes, checksum: 19452bffae1b5e50b02a634ee76f9e55 (MD5) Previous issue date: 2012 / The present dissertation investigates possible relationships between plausibility and emotionality in the creation of false autobiographical memories about a remarkable occurrence in the history life of a person. The investigation involved a study with undergraduated students from various courses at different graduation ceremonies. The dissertation consists of two empirical studies organized as two scientific papers. In the first study it was elaborated an instrument to assess the autobiographical memory about a given event, according to a process consisting of three stages. The main goal of the first stage was to collected many different kinds of events, which could occur during graduation ceremonies. 20 undergraduates from different courses have taken part in this stage by describing 10 events with high frequency of occurrence and 10 with low frequency of occurrence. In the second stage it was identified the plausibility rate of the collect events. There were 126 participants, which rated plausibility. In the third stage it was elaborated the Graduation Events Inventory based on Life Events Inventory – LEI taking into account the information, which was collected at the previous stages. The events in the new inventory were classified according to plausibility (high or low), occurrence (true or false), and valence (positive or negative). The second study investigated aspects of false autobiographical memories. The objective of the study was to determine if the plausibility and emotionality associated with an event could influence the creation of false autobiographical memories. The investigation was performed taking into account the video tapes of graduation ceremonies and a list of events that are more likely to occur in such cerimonies.The study involved two groups of undergraduates from different courses in different graduation ceremonies, which have occurred two years and eight months before the collecting of data. The Group 1 was composed of 16 participants and the Group 2 had 26 participants. Both groups answered the Graduation Events Inventory by filling out a form on the internet. The findings of this study indicate that the plausibility of event occurrences affects the creation of false autobiographical memories: highly plausible events lead to more false memories than events with low plausibility. The interaction between plausibility and valence shows that low plausible, negative events present a substantial reduction of false autobiographical memories, differently from the positive events. The results also indicated that there are fewer false autobiographical memories for negative events than for positive events. The obtained results also show that the methodology developed to assess the autobiographical memories is consistent, since the findings for the Group 1 were replicated in the Group 2. / Com o intuito de estudar a relação entre plausibilidade e emocionalidade na formação de falsas memórias autobiográficas sobre um acontecimento distintivo na história de vida de cada pessoa, a presente dissertação de mestrado, desenvolveu um estudo com indivíduos graduados em diferentes cursos de formação superior com distintas solenidades de formatura. Esta dissertação é constituída por dois estudos empíricos apresentados na forma de artigos. O escopo do primeiro estudo empírico foi elaborar um instrumento para aferir a memória autobiográfica acerca de um evento, sendo desenvolvido em três etapas. O objetivo da primeira etapa foi coletar diferentes eventos passíveis de serem presenciados em solenidades de formatura. Participaram 20 graduados de diferentes cursos de formação que descreveram dez eventos frequentes de acontecer em solenidades de formatura e dez eventos pouco frequentes. Na segunda etapa, objetivou-se identificar o índice de plausibilidade dos eventos coletados na primeira etapa. Os 126 participantes classificaram os eventos quanto à plausibilidade. Na terceira etapa, tendo com base os dados coletados nas etapas anteriores, elaborou-se o Inventário de Eventos de Formatura baseado no Life Events of Inventory - LEI. Os eventos contidos neste inventário, foram classificados quanto à plausibilidade (alta versus baixa), ocorrência (verdadeira versus falsa) e valência (positiva versus negativa). O escopo do segundo estudo empírico foi investigar as falsas memórias autobiográficas. Buscou-se identificar a relação da plausibilidade e da emocionalidade de um evento com a formação de falsas memórias autobiográficas. Para isso, foram pesquisados eventos passíveis de serem presenciados em solenidades de formatura. Como fonte de informação foram utilizados os vídeos com as respectivas solenidades.Neste trabalho pesquisou-se duas turmas de graduados de diversos cursos de formação superior em diferentes solenidades de formatura. Estas solenidades ocorreram dois anos e oito meses antes da realização da coleta de dados. O Grupo 1 foi composto por 16 participantes e o Grupo 2 por 26. Os participantes dos dois grupos pesquisados responderam, via internet, aos Inventários de Eventos de Formatura. Os achados encontrados indicaram que a plausibilidade de um evento ocorrer influencia na formação das falsas memórias autobiográficas, sendo que eventos de alta plausibilidade formaram mais falsas memórias do que eventos de baixa plausibilidade. A interação entre plausibilidade e valência mostrou que eventos negativos com baixa plausibilidade apresentaram uma acentuada redução nas falsas memórias autobiográficas, o que não ocorreu com os eventos positivos. Os resultados indicaram ainda que são criadas menos falsas memórias autobiográficas para eventos negativos do que para positivos. Os achados encontrados mostraram que a metodologia aplicada neste trabalho para aferir a memória autobiográfica foi consistente, dado que os resultados encontrados no Grupo 1 foram replicados no Grupo 2.

Page generated in 1.3805 seconds