• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 241
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 244
  • 127
  • 122
  • 91
  • 34
  • 31
  • 31
  • 31
  • 31
  • 23
  • 22
  • 22
  • 21
  • 20
  • 18
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Paracoccidioidomicose : estudo clinico e radiologico das lesoes pulmonares e seu diagnostico

Severo, Luiz Carlos January 1979 (has links)
Resumo não disponível.
2

Paracoccidioidomicose : estudo clinico e radiologico das lesoes pulmonares e seu diagnostico

Severo, Luiz Carlos January 1979 (has links)
Resumo não disponível.
3

Paracoccidioidomicose : estudo clinico e radiologico das lesoes pulmonares e seu diagnostico

Severo, Luiz Carlos January 1979 (has links)
Resumo não disponível.
4

Aspectos radiograficos da paracoccidioidomicose ossea

Nanni, Livio, 1940- 15 July 2018 (has links)
Orientador: Raymundo Martins de Castro / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-15T05:37:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Nanni_Livio_D.pdf: 1874511 bytes, checksum: 9d30433b302a67eb0fd671c15ab39fdd (MD5) Previous issue date: 1976 / Resumo: Não informado. / Abstract: Not informed. / Doutorado / Doutor em Ciências Médicas
5

Estudo da mortalidade por paracoccidioidomicose no estado do Parana (1980-1998)

Bittencourt, Jeanine Izabel Margraf. January 2002 (has links) (PDF)
Mestre -- Escola Nacional de Saude Publica, Rio de Janeiro, 2002.
6

Avaliação da produção de anticorpos especificos, citocinas e quimiocinas na paracoccidioidomicose : correlação com a forma clinica e o tempo de tratamento

Mamoni, Ronei Luciano 09 January 2000 (has links)
Orientador: Maria Heloisa Souza Lima Blotta / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-07-27T01:46:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Mamoni_RoneiLuciano_M.pdf: 2683040 bytes, checksum: acc6036324a8a945cb8ab134ec3c5f40 (MD5) Previous issue date: 2000 / Resumo: A paracoccidioidomicose (pCM) é uma doença sistêmica, crônica e progressiva, causada pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis, que apresenta-se sob duas formas clínicas principais: a forma Adulta ou Crônica (F A) e a forma Juvenil ou Aguda (FI). O presente trabalho teve por objetivo estudar a correlação entre as formas clínicas e o padrão da resposta imunológica apresentada pelo hospedeiro na infecção humana pelo P. brasiliensis ¿Observação: O resumo, na íntegra poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: Paracoccidioidomycosis (pCM) is a systemic, chronic disease caused by the dimorphic fungus ParacoccidioÜks brasiliensis, which may be classified in two polar forms: acute or juvenile (JF) and chronic or adult form (AF) ...Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations / Mestrado / Ciencias Biomedicas / Mestre em Ciências Médicas
7

Estudo dos tipos e subtipos celulares predominantes e da expressão da enzima óxido nítrico sintase induzível (iNOS) na Paracoccidioidomicose Bucal / Investigation of predominant cell types and subtypes and expression of the inducible nitric oxide synthase enzyme (iNOS) in oral paracoccidioidomycosis

Aline Carvalho Batista 02 July 2004 (has links)
A Paracoccidioidomicose é uma doença granulomatosa crônica que induz uma resposta inflamatória e imune específica. A participação do óxido nítrico (NO), produto da enzima óxido nítrico sintase induzível (iNOS), como uma importante molécula fungicida contra o fungo Paracoccidioides brasiliensis tem sido demonstrada. Com o objetivo de melhor caracterizar as lesões bucais da Paracoccidioidomicose e esclarecer a dinâmica da resposta imune neste sítio inflamatório, propusemo-nos a identificar e quantificar as células iNOS+, CD45RO+, CD3+, CD8+, CD20+, CD68+ e mastócitos em 20 amostras de Paracoccidioidomicose bucal (forma crônica) e 8 amostras de mucosa bucal clinicamente saudável (Controle) utilizando a técnica de imuno-histoquímica, por meio da imunoperoxidase. O número de fungos viáveis foi verificado em todas as amostras de Paracoccidioidomicose, e estas foram distribuídas em cinco grupos: 1 (1-50 fungos por mm2), 2 (51-100 fungos por mm2), 3 (101-200 fungos por mm2), 4 (201-400 fungos por mm2) e 5 (401-800 fungos por mm2). Nossos resultados demonstraram leve imunomarcação para iNOS em todos os aglomerados de células epitelióides e células gigantes multinucleadas (CGMN), bem como forte imunomarcação em escassas células mononucleares (MN) localizadas na periferia dos granulomas. Não foi observado significante aumento na proporção de células MN e CGMN iNOS+ nos grupos de Paracoccidioidomicose bucal quando comparados individualmente com o grupo Controle. Nossos resultados também demonstraram que, embora em baixo número, os polimorfonucleares neutrófilos (PMN) presentes nos granulomas e microabscessos são fortemente iNOS+. Adicionalmente, nosso estudo revelou similaridade no número de células CD4+ quando se considerava os grupos de amostras de Paracoccidioidomicose bucal com elevado número de fungos (grupos 4 e 5) e o grupo Controle. Nossos achados sugerem que a baixa expressão de iNOS por macrófagos e CGMN na Paracoccidioidomicose bucal e o pouco número de células CD4+ nas lesões com elevado número de fungos podem representar uma falha da ativação do sistema imune local, o que permitiu a multiplicação e disseminação do fungo e manutenção das lesões bucais ativas. / Paracoccidioidomycosis is a chronic granulomatous disease that induces a specific inflammatory and immune response. The participation of nitric oxide (NO), a product of the inducible nitric oxide synthase enzyme (iNOS), as an important fungicidal molecule against Paracoccidioides brasiliensis has been demonstrated. In order to further characterize the oral lesions of Paracoccidioidomycosis and elucidate the dynamics of the immune response occurring at the site of inflammation, iNOS+, CD45RO+ (active/memory T lymphocyte), CD3+ (T lymphocyte), CD8+ (cytolytic T lymphocyte), CD20+ (B lymphocyte) and CD68+ (macrophage) cells and mast cells were identified and quantified by immunohistochemistry in 20 samples of Oral Paracoccidioidomycosis (OP) and 8 clinically healthy oral tissues (Control), by means of immunoperoxidase. The number of viable fungi was verified in all OP samples, which were divided into five groups: 1 (1-50 yeast cells/mm2), 2 (51-100 yeast cells/mm2), 3 (101-200 yeast cells/mm2), 4 (201-400 yeast cells/mm2) and 5 (401-800 yeast cells/mm2). The results showed weak immunolabeling for iNOS in all aggregations of epithelioid and multinucleated giant cells (MNGC), as well as strong immunolabeling in scarce mononuclear (MN) cells located at the periphery of the granuloma. No significant increase was observed in the proportion of MN and MNGC iNOS+ cells in the OP groups when individually compared to the Control group. The results further demonstrated that, despite their low number, the polymorphonuclear neutrophils (PMN) found in the granulomas and micro-abscesses were strongly iNOS+ . Additionally, the investigation revealed similarity in the number of CD4+ cell between the OP groups with higher numbers of fungi (Groups 4 and 5) and the Control group. The findings suggest that low expression of iNOS by macrophages and MNGC in OP and the small number of CD4+ T cells in OP lesions with higher numbers of fungal cells may represent a failure of the local immune system, which allowed local fungal multiplication and maintenance of active oral lesions.
8

Estudo dos tipos e subtipos celulares predominantes e da expressão da enzima óxido nítrico sintase induzível (iNOS) na Paracoccidioidomicose Bucal / Investigation of predominant cell types and subtypes and expression of the inducible nitric oxide synthase enzyme (iNOS) in oral paracoccidioidomycosis

Batista, Aline Carvalho 02 July 2004 (has links)
A Paracoccidioidomicose é uma doença granulomatosa crônica que induz uma resposta inflamatória e imune específica. A participação do óxido nítrico (NO), produto da enzima óxido nítrico sintase induzível (iNOS), como uma importante molécula fungicida contra o fungo Paracoccidioides brasiliensis tem sido demonstrada. Com o objetivo de melhor caracterizar as lesões bucais da Paracoccidioidomicose e esclarecer a dinâmica da resposta imune neste sítio inflamatório, propusemo-nos a identificar e quantificar as células iNOS+, CD45RO+, CD3+, CD8+, CD20+, CD68+ e mastócitos em 20 amostras de Paracoccidioidomicose bucal (forma crônica) e 8 amostras de mucosa bucal clinicamente saudável (Controle) utilizando a técnica de imuno-histoquímica, por meio da imunoperoxidase. O número de fungos viáveis foi verificado em todas as amostras de Paracoccidioidomicose, e estas foram distribuídas em cinco grupos: 1 (1-50 fungos por mm2), 2 (51-100 fungos por mm2), 3 (101-200 fungos por mm2), 4 (201-400 fungos por mm2) e 5 (401-800 fungos por mm2). Nossos resultados demonstraram leve imunomarcação para iNOS em todos os aglomerados de células epitelióides e células gigantes multinucleadas (CGMN), bem como forte imunomarcação em escassas células mononucleares (MN) localizadas na periferia dos granulomas. Não foi observado significante aumento na proporção de células MN e CGMN iNOS+ nos grupos de Paracoccidioidomicose bucal quando comparados individualmente com o grupo Controle. Nossos resultados também demonstraram que, embora em baixo número, os polimorfonucleares neutrófilos (PMN) presentes nos granulomas e microabscessos são fortemente iNOS+. Adicionalmente, nosso estudo revelou similaridade no número de células CD4+ quando se considerava os grupos de amostras de Paracoccidioidomicose bucal com elevado número de fungos (grupos 4 e 5) e o grupo Controle. Nossos achados sugerem que a baixa expressão de iNOS por macrófagos e CGMN na Paracoccidioidomicose bucal e o pouco número de células CD4+ nas lesões com elevado número de fungos podem representar uma falha da ativação do sistema imune local, o que permitiu a multiplicação e disseminação do fungo e manutenção das lesões bucais ativas. / Paracoccidioidomycosis is a chronic granulomatous disease that induces a specific inflammatory and immune response. The participation of nitric oxide (NO), a product of the inducible nitric oxide synthase enzyme (iNOS), as an important fungicidal molecule against Paracoccidioides brasiliensis has been demonstrated. In order to further characterize the oral lesions of Paracoccidioidomycosis and elucidate the dynamics of the immune response occurring at the site of inflammation, iNOS+, CD45RO+ (active/memory T lymphocyte), CD3+ (T lymphocyte), CD8+ (cytolytic T lymphocyte), CD20+ (B lymphocyte) and CD68+ (macrophage) cells and mast cells were identified and quantified by immunohistochemistry in 20 samples of Oral Paracoccidioidomycosis (OP) and 8 clinically healthy oral tissues (Control), by means of immunoperoxidase. The number of viable fungi was verified in all OP samples, which were divided into five groups: 1 (1-50 yeast cells/mm2), 2 (51-100 yeast cells/mm2), 3 (101-200 yeast cells/mm2), 4 (201-400 yeast cells/mm2) and 5 (401-800 yeast cells/mm2). The results showed weak immunolabeling for iNOS in all aggregations of epithelioid and multinucleated giant cells (MNGC), as well as strong immunolabeling in scarce mononuclear (MN) cells located at the periphery of the granuloma. No significant increase was observed in the proportion of MN and MNGC iNOS+ cells in the OP groups when individually compared to the Control group. The results further demonstrated that, despite their low number, the polymorphonuclear neutrophils (PMN) found in the granulomas and micro-abscesses were strongly iNOS+ . Additionally, the investigation revealed similarity in the number of CD4+ cell between the OP groups with higher numbers of fungi (Groups 4 and 5) and the Control group. The findings suggest that low expression of iNOS by macrophages and MNGC in OP and the small number of CD4+ T cells in OP lesions with higher numbers of fungal cells may represent a failure of the local immune system, which allowed local fungal multiplication and maintenance of active oral lesions.
9

Diagnóstico da paracoccidioidomicose em pacientes atendidos em serviços de rotina de hospital universitário /

Moreto, Talísia Collachiti. January 2010 (has links)
Resumo: A identificação de exames laboratoriais adequados para a confirmação da hipótese clínica é importante em serviços de rotina para pacientes com paracoccidioidomicose (PCM) e foi o objetivo deste estudo. Realizou-se estudo retrospectivo de 401 pacientes com PCM atendidos de 1974 a 2008, na Área de Doenças Tropicais do Hospital das Clínicas - Faculdade de Medicina de Botucatu / UNESP. Foram analisadas, antes do tratamento, quatro técnicas diagnósticas - exame micológico direto (MD), citopatológico (CP), histopatológico (HP) e reação de imunodifusão dupla em gel de ágar (ID) para avaliação dos níveis de anticorpos séricos específicos. A comparação de duas proporções entre populações dependentes ou independentes foi feita pelo teste de Mc Nemar ou binomial.O grau de concordância entre dois testes foi avaliado através do Coeficiente Kappa. Para comparação de mais de duas populações dependentes foi utilizado o teste de Cochran. A comparação de múltiplas proporções para amostras seriadas foi feita pelo teste de Tukey e a comparação de duas proporções foi feita pelo teste Z. Para estudo da associação entre variáveis qualitativas foi utilizado o teste do qui-quadrado. Para as variáveis quantitativas, cujo objetivo era comparar grupos, foi utilizado o teste não paramétrico de Kruskal-Wallis. A rejeição da hipótese de nulidade foi vinculada a um erro tipo I ( ) igual ou menor que 0,05. Para a realização dos testes foi utilizado o programa computacional SAS-The Statistical Analysis System, versão 6.12. Homens (88,0%) e forma crônica (76,8%) predominaram. A distribuição de pacientes de acordo com o primeiro atendimento não apresentou diferença. Identificação da fase leveduriforme típica de P. brasiliensis foi possível em 86% dos pacientes enquanto 14% deles apresentaram apenas a sorologia positiva. O exame micológico direto foi realizado... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Identification of appropriate laboratory measurements to confirm a clinical hypothesis is important in a routine service for paracoccidioidomycosis patients and constituted the objective of this study. Clinical records and laboratory cards of 401 paracoccidioidomycosis patients seen at the Tropical Diseases Area - Botucatu Medical School (São Paulo, Brazil) from 1974 to 2008 were reviewed. Direct mycological examination (DM), cell block preparation (CB), histopathological examination (HP), and specific antibodies serum levels evaluated through double agar gel immunodiffusion test (ID) were evaluated before treatment. Statistical analysis: the comparison between proportions for dependent or independent populations was made by the McNemar test or Binomial. The agreement between methods was evaluated using the Kappa Coefficient. The comparison of more than two dependent populations was made by the Cochran Test. The comparison of multiple proportions was done by Tukey test and for two proportions by Z test. In order to study the association between qualitative variables the chi-square test was used. For quantitative variables, whose objective was to compare groups, the nonparametric Kruskal-Wallis test was used. The software SAS - The Statistical Analysis System, version 6.12, was used. The significance was set up at p<0.05. Males (88.0%) and chronic form (76.8%) predominated. Patients distribution according to period of assistance presented no differences. Typical P. brasiliensis yeast forms were identified in clinical specimens in 86% of the patients while 14% of them showed only a positive serological test. Direct mycological examination carried out in 51 different tissue specimens showed 74.5% of sensitivity. The sensitivity was 62.5% in 112 sputum samples. Cell block preparation carried out in 483 sputum samples showed 55.3% of sensitivity. Histopathological examination carried out... (Complete abstract click electronic access below) / Orientador: Rinaldo Poncio Mendes / Coorientador: Adriana Pardini Vicentini Moreira / Banca: Mário León Silva-Vergara / Banca: Valmir Laurentino Silva / Mestre
10

Ativação e diferenciação de monócitos humanos com GM-CSF in vitro para aquisição de atividade fungicida contra o Paracoccidioides brasiliensis: papel dos metabólitos do oxigênio e nitrogênio

Carmo, João Paulo Martins do [UNESP] January 2003 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:27:57Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2003Bitstream added on 2014-06-13T18:32:15Z : No. of bitstreams: 1 carmo_jpm_me_botfm.pdf: 303843 bytes, checksum: 6e9265ed2a58257ab001fe27aff138c6 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / O objetivo deste trabalho foi avaliar o papel do Fator Estimulador de Colônias de Granulócitos e Macrófagos (GM-CSF) sobre a atividade fungicida de monócitos/macrófagos humanos in vitro contra o Paracoccidioides brasiliensis. Monócitos do sangue periférico (MO) e macrófagos derivados de monócitos humanos (M∅) foram ativados com diferentes concentrações de GM-CSF e, após 18 horas de incubação, foram desafiados com uma cepa de alta virulência do P. brasiliensis (Pb18). Em seguida, as células foram avaliadas quanto à atividade fungicida, pela técnica de plaqueamento e após 7-10 dias, foi realizada a contagem das Unidades Formadoras de Colônias (UFC). O GM-CSF ativou MO e M∅ para atividade fungicida contra o P. brasiliensis em uma maneira concentração–dependente, principalmente na concentração de 125 U/mL. Uma vez detectado esse papel, MO e M∅ ativados com GM-CSF foram desafiados novamente com o Pb18, desta vez na presença de inibidores de H2O2 (CAT) e de NO (L-NMMA) e, em seguida, submetidos à dosagem dos níveis de H2O2 e NO, para avaliação dos mecanismos efetores envolvidos. Os resultados permitem afirmar que houve uma associação entre a atividade fungicida apresentada e os níveis de H2O2 liberados. Além disso, o efeito sobre a atividade fungicida foi inibido pela CAT, confirmando o papel da H2O2 nesse processo. Em contrapartida, LNMMA não apresentou o mesmo efeito, sugerindo que o NO não está envolvido. Com base nesses dados, o papel do GM-CSF sobre as células fagocitárias humanas nos mecanismos de defesa contra o P. brasiliensis é discutido. / The ability of recombinant human granulocyte-macrophage colonystimulating factor (GM-CSF) to activate human monocytes/macrophages for virulent Paracoccidioides brasiliensis killing was evaluated. Peripheral blood monocytes (MO) and monocyte-derived macrophages (M∅) were activated with different concentrations of GM-CSF. Afterwards, cells were challenged with P. brasiliensis strain 18 (Pb18) and the fungicidal activity was evaluated, plating and counting the Colony Forming Units (CFU) after 10 days. GM-CSF activated MO and M∅ for P. brasiliensis killling in a concentration–dependent manner. There was an association between this activity and the release of high levels of H2O2 by activated cells. Moreover, the killing effect was inhibited by Catalase (CAT), confirming the role of H2O2 in this process. On the contrary, L-Monomethyl- Arginine (L-NMMA) had no effect on fungicidal activity, suggesting that nitric oxide (NO) is not involved. Based on these data, the role of GM-CSF-activated human cells in the defense mechanisms against P. brasiliensis is discussed.

Page generated in 0.0809 seconds