• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 132
  • 2
  • 2
  • Tagged with
  • 139
  • 139
  • 68
  • 58
  • 34
  • 33
  • 27
  • 21
  • 21
  • 16
  • 14
  • 14
  • 12
  • 11
  • 10
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Caracterização citogenética de populações de Hypericum caprifoliatum Cham. & Schltdl. (Clusiaceae) em comparação com outras espécies do gênero / Cytogenetic characterization of Hypericum caprifoliatum Cham. & Schltdl. (Clusiaceae) populations in comparison with other species of the genus

Navarini, Ana Paula Guisso January 2008 (has links)
O gênero Hypericum, originário da Europa e Ásia, apresenta uma ampla distribuição em regiões tropicais e subtropicais e compreende aproximadamente 460 espécies. Destas, 20 têm ocorrência natural no Brasil, e concentram-se principalmente na Região Sul do país. As espécies deste gênero são amplamente utilizadas na medicina popular, devido as suas propriedades antivirais, antimicrobianas e antidepressivas. Devido à possibilidade de se explorar tais propriedades, há necessidade de estudos que auxiliem na compreensão taxonômica das espécies nativas da flora brasileira, buscando melhor entender a citogenética e a biologia floral, a fim de se obter meios que possibilitem incluí-las em programas de melhoramento genético. O presente trabalho teve por objetivos determinar o número cromossômico, analisar a meiose e a fertilidade do pólen em diferentes populações de H. caprifoliatum em comparação com H. cf carinatum, H. polyanthemum e H. perforatum. Um total de 18 populações foram analisadas. Os resultados constituem-se nas primeiras informações citogenéticas para as espécies, com exceção de H. perforatum. Os cromossomos destas espécies são muito pequenos (ca. 1,0 - 2,0 μm), numerosos e de difícil análise. O número cromossômico obtido foi de 2n cerca de (ca.) 48, para H. caprifoliatum e H. cf carinatum, e de 2n=32 para H. perforatum e cerca de 2n=32 para H. polyanthemum. Irregularidades na meiose foram observadas com maior freqüência em H. caprifoliatum e H. cf carinatum. A fertilidade do pólen variou de 42% e 89% entre as populações, sendo que foi observada uma grande variabilidade no tamanho dos grãos entre e dentro de populações, para H. caprifoliatum e H. cf carinatum, sugerindo que estas espécies, assim como outras do gênero, se reproduzem por apomixia. / The genus Hypericum, originated from Europe and Asia, is widely distributed in tropical and subtropical regions and contains around 460 species. From these, 20 occur naturally in Brazil, concentrated in the Southern Region. Hypericum species are widely used in folk medicine, due to their antiviral, antimicrobian and antidepressive properties. In order to explore these properties, studies that help to a better understanding of the Brazilian native species taxonomy, cytogenetics and floral biology are needed, aiming to include these species in genetic breeding programs. The objective of the present work was to determine chromosome numbers and to analyse meiosis and pollen fertility in different H. caprifoliatum populations, in comparison to H. cf carinatum, H. polyanthemum and H. perforatum. A total of 18 populations were studied. The results obtained are the first cytogenetic informations for these species, except H. perforatum. These species chromosomes are very small (ca. 1- 2 μm) in relative large numbers and of difficult analyses. The number of chromosomes was ca. 2n=48 for a H. caprifoliatum e H. cf carinatum, and 2n=32 for H. perforatum and ca. 2n=32 for H. polyanthemum. Meiotic irregularities were more frequent in H. caprifoliatum and H. cf carinatum. Pollen fertility ranged from 42% to 89% among the populations and a great variability in pollen grain sizes was found within and among H. caprifoliatum and H. cf carinatum populations, suggesting that these species, as other of the genus, reproduce by apomixis.
2

Caracterização citogenética de populações de Hypericum caprifoliatum Cham. & Schltdl. (Clusiaceae) em comparação com outras espécies do gênero / Cytogenetic characterization of Hypericum caprifoliatum Cham. & Schltdl. (Clusiaceae) populations in comparison with other species of the genus

Navarini, Ana Paula Guisso January 2008 (has links)
O gênero Hypericum, originário da Europa e Ásia, apresenta uma ampla distribuição em regiões tropicais e subtropicais e compreende aproximadamente 460 espécies. Destas, 20 têm ocorrência natural no Brasil, e concentram-se principalmente na Região Sul do país. As espécies deste gênero são amplamente utilizadas na medicina popular, devido as suas propriedades antivirais, antimicrobianas e antidepressivas. Devido à possibilidade de se explorar tais propriedades, há necessidade de estudos que auxiliem na compreensão taxonômica das espécies nativas da flora brasileira, buscando melhor entender a citogenética e a biologia floral, a fim de se obter meios que possibilitem incluí-las em programas de melhoramento genético. O presente trabalho teve por objetivos determinar o número cromossômico, analisar a meiose e a fertilidade do pólen em diferentes populações de H. caprifoliatum em comparação com H. cf carinatum, H. polyanthemum e H. perforatum. Um total de 18 populações foram analisadas. Os resultados constituem-se nas primeiras informações citogenéticas para as espécies, com exceção de H. perforatum. Os cromossomos destas espécies são muito pequenos (ca. 1,0 - 2,0 μm), numerosos e de difícil análise. O número cromossômico obtido foi de 2n cerca de (ca.) 48, para H. caprifoliatum e H. cf carinatum, e de 2n=32 para H. perforatum e cerca de 2n=32 para H. polyanthemum. Irregularidades na meiose foram observadas com maior freqüência em H. caprifoliatum e H. cf carinatum. A fertilidade do pólen variou de 42% e 89% entre as populações, sendo que foi observada uma grande variabilidade no tamanho dos grãos entre e dentro de populações, para H. caprifoliatum e H. cf carinatum, sugerindo que estas espécies, assim como outras do gênero, se reproduzem por apomixia. / The genus Hypericum, originated from Europe and Asia, is widely distributed in tropical and subtropical regions and contains around 460 species. From these, 20 occur naturally in Brazil, concentrated in the Southern Region. Hypericum species are widely used in folk medicine, due to their antiviral, antimicrobian and antidepressive properties. In order to explore these properties, studies that help to a better understanding of the Brazilian native species taxonomy, cytogenetics and floral biology are needed, aiming to include these species in genetic breeding programs. The objective of the present work was to determine chromosome numbers and to analyse meiosis and pollen fertility in different H. caprifoliatum populations, in comparison to H. cf carinatum, H. polyanthemum and H. perforatum. A total of 18 populations were studied. The results obtained are the first cytogenetic informations for these species, except H. perforatum. These species chromosomes are very small (ca. 1- 2 μm) in relative large numbers and of difficult analyses. The number of chromosomes was ca. 2n=48 for a H. caprifoliatum e H. cf carinatum, and 2n=32 for H. perforatum and ca. 2n=32 for H. polyanthemum. Meiotic irregularities were more frequent in H. caprifoliatum and H. cf carinatum. Pollen fertility ranged from 42% to 89% among the populations and a great variability in pollen grain sizes was found within and among H. caprifoliatum and H. cf carinatum populations, suggesting that these species, as other of the genus, reproduce by apomixis.
3

Caracterização citogenética de populações de Hypericum caprifoliatum Cham. & Schltdl. (Clusiaceae) em comparação com outras espécies do gênero / Cytogenetic characterization of Hypericum caprifoliatum Cham. & Schltdl. (Clusiaceae) populations in comparison with other species of the genus

Navarini, Ana Paula Guisso January 2008 (has links)
O gênero Hypericum, originário da Europa e Ásia, apresenta uma ampla distribuição em regiões tropicais e subtropicais e compreende aproximadamente 460 espécies. Destas, 20 têm ocorrência natural no Brasil, e concentram-se principalmente na Região Sul do país. As espécies deste gênero são amplamente utilizadas na medicina popular, devido as suas propriedades antivirais, antimicrobianas e antidepressivas. Devido à possibilidade de se explorar tais propriedades, há necessidade de estudos que auxiliem na compreensão taxonômica das espécies nativas da flora brasileira, buscando melhor entender a citogenética e a biologia floral, a fim de se obter meios que possibilitem incluí-las em programas de melhoramento genético. O presente trabalho teve por objetivos determinar o número cromossômico, analisar a meiose e a fertilidade do pólen em diferentes populações de H. caprifoliatum em comparação com H. cf carinatum, H. polyanthemum e H. perforatum. Um total de 18 populações foram analisadas. Os resultados constituem-se nas primeiras informações citogenéticas para as espécies, com exceção de H. perforatum. Os cromossomos destas espécies são muito pequenos (ca. 1,0 - 2,0 μm), numerosos e de difícil análise. O número cromossômico obtido foi de 2n cerca de (ca.) 48, para H. caprifoliatum e H. cf carinatum, e de 2n=32 para H. perforatum e cerca de 2n=32 para H. polyanthemum. Irregularidades na meiose foram observadas com maior freqüência em H. caprifoliatum e H. cf carinatum. A fertilidade do pólen variou de 42% e 89% entre as populações, sendo que foi observada uma grande variabilidade no tamanho dos grãos entre e dentro de populações, para H. caprifoliatum e H. cf carinatum, sugerindo que estas espécies, assim como outras do gênero, se reproduzem por apomixia. / The genus Hypericum, originated from Europe and Asia, is widely distributed in tropical and subtropical regions and contains around 460 species. From these, 20 occur naturally in Brazil, concentrated in the Southern Region. Hypericum species are widely used in folk medicine, due to their antiviral, antimicrobian and antidepressive properties. In order to explore these properties, studies that help to a better understanding of the Brazilian native species taxonomy, cytogenetics and floral biology are needed, aiming to include these species in genetic breeding programs. The objective of the present work was to determine chromosome numbers and to analyse meiosis and pollen fertility in different H. caprifoliatum populations, in comparison to H. cf carinatum, H. polyanthemum and H. perforatum. A total of 18 populations were studied. The results obtained are the first cytogenetic informations for these species, except H. perforatum. These species chromosomes are very small (ca. 1- 2 μm) in relative large numbers and of difficult analyses. The number of chromosomes was ca. 2n=48 for a H. caprifoliatum e H. cf carinatum, and 2n=32 for H. perforatum and ca. 2n=32 for H. polyanthemum. Meiotic irregularities were more frequent in H. caprifoliatum and H. cf carinatum. Pollen fertility ranged from 42% to 89% among the populations and a great variability in pollen grain sizes was found within and among H. caprifoliatum and H. cf carinatum populations, suggesting that these species, as other of the genus, reproduce by apomixis.
4

Cultivo e teor de cumarinas em Justicia pectoralis Jacq. var. stenophylla Leonar. / Culture and contents of coumarins in Justicia pectoralis Jacq. var. stenophylla Leonar.

Lima, Pauline Zonta de 23 February 2018 (has links)
Submitted by PAULINE ZONTA DE LIMA (pzontadelima@gmail.com) on 2018-04-18T01:07:52Z No. of bitstreams: 1 Pauline Dissertação.pdf: 1778277 bytes, checksum: dde7f010f1ad245103e05238976c4661 (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Lucia Martins Frederico null (mlucia@fca.unesp.br) on 2018-04-18T11:29:34Z (GMT) No. of bitstreams: 1 lima_pz_me_botfca.pdf: 1672151 bytes, checksum: 8ebd87a21a2de28a7e6b91cceefd6d29 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-04-18T11:29:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 lima_pz_me_botfca.pdf: 1672151 bytes, checksum: 8ebd87a21a2de28a7e6b91cceefd6d29 (MD5) Previous issue date: 2018-02-23 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A espécie Justicia pectoralis (Acanthaceae) é uma planta herbácea encontrada em uma ampla distribuição geográfica entre os trópicos de Câncer e Capricórnio. No Brasil, a principal denominação popular é chambá, sendo a espécie prioritariamente utilizada em afecções do sistema respiratório. O presente trabalho visou avaliar o comprimento e diâmetro de parte aérea, massa fresca e seca de parte aérea e raiz, além dos teores de cumarina e umbeliferona utilizando dois genótipos de J. pectoralis cultivados em duas localidades , além do cultivo frente a cinco níveis de saturação por base de solo que variou de 17, 40, 60, 80 e 100%, cinco doses de esterco bovino entre os intervalos de 0, 20, 40, 60 e 80 t.ha-1 e três condições de sombreamento sendo a pleno sol, 50 e 80% de sombreamento. Quanto ao acúmulo de cumarina, as doses de esterco e os níveis de saturação por base de solo apresentaram efeito negativo. Considerando a produtividade de massa seca, a adubação com esterco promoveu aumento de biomassa. Os dois genótipos avaliados, independente do local, não apresentaram diferenças, entre si, quanto ao crescimento e acúmulos de massa fresca e seca. Na avaliação entre os genótipos, o Jp2, cultivado em Loc2, produziu maior teor de cumarina (40,20 µg.mg-1 de extrato), enquanto que o Jp1, cultivado em Loc1, apresentou maior acúmulo de umbeliferona (4,33 µg.mg-1 de extrato). Plantas cultivadas a pleno sol apresentaram maior teor de cumarina (57,90 µg.mg-1 de extrato) e acúmulo de massa seca (14,93 g) quando comparada com os níveis de sombreamento. Conclui-se que o cultivo de Justicia pectoralis em Loc2, a pleno sol e sem adição de calcário ou adubação são as melhores condições para o desenvolvimento satisfatório da espécie frente aos parâmetros avaliados. / Justicia pectoralis (Acanthaceae) is an herbaceous species found in a wide geographic distribution between the Cancer and Capricorn tropics. The mainly folk name In Brazil is chambá, and it is used specially for respiratory system affections. The present work aimed to evaluate the length and diameter of aerial part, fresh and dry mass of aerial part and roots, besides the coumarin and umbelliferone accumulation by using two genotypes of J. pectoralis cultivated in Loc1 and Loc2 cities. In addition, we evaluated the influence of five soil saturation levels (17, 40, 60, 80 and 100%), five doses of cattle manure (0, 20, 40, 60 and 80 t.ha-1) and three luminosity conditions (full sun, 50 and 80% of artificial shading). Both the cattle manure and the soil-based saturation levels showed a negative effect in the coumarin accumulation. Moreover, the cattle manure promoted biomass increase. Related to location, we showed that there are no differences between the growth aspects of the both two genotypes. The Jp2 genotype cultured in Loc2 produced a higher coumarin content (40.20 µg.mg-1 of extract), while the Jp1 cultured in Loc1 accumulated more umbelliferone (4.33 µg.mg-1 of extract). Plants grown in full sun showed higher coumarin content (57.90 µg.mg-1 extract) and dry mass accumulation (14.93 g) when compared to shade levels. We concluded that the best conditions to obtain greater development of J. pectoralis were in Loc2, in full sun and without addition of cattle manure or calcareous.
5

Caracterização das sementes e propagação sexuada de Hypericum caprifoliatum Cham. & Schlecht (Clusiaceae)

Kreimeier, Rosemari Driemeier January 2005 (has links)
A espécie Hypericum caprifoliatum é nativa do sul do Brasil. Devido a suas propriedades fitoterápicas é importante estabelecer seu cultivo e evitar sua exploração de forma extrativista. Os objetivos do trabalho foi caracterizar as sementes, avaliar a germinação, comparada à Hypericum perforatum e a sua propagação sexuada. Os experimentos foram conduzidos nos Departamentos de Plantas Forrageiras e Agrometeorologia e no de Horticultura e Silvicultura da Faculdade de Agronomia da UFRGS. Os estudos foram feitos com um lote de sementes de H. caprifoliatum obtido em Teutônia-RS, e um lote comercial de H. perforatum e incluíram: caracterização das sementes de H. caprifoliatum (peso de mil sementes - PMS, cor, tamanho); comparação da germinação com H. perforatum, em BOD e sobre papel, aos 34 dias, quanto à necessidade de luz (sem luz - 7 e 21 dias); tratamentos para superação de dormência (KNO3 - 0,2%, ácido giberélico - 0,5g/l, imersão em água à 70°C - 15 minutos); temperatura para teste de germinação em meio ágar-água - 6g/l (20°C, 25°C, 30°C e 20 - 30°C); emergência de plântulas aos 30 e 52 dias sob cultivo protegido e BOD, utilizando substrato comercial, sob diferentes temperaturas (20 - 30°C, 25°C,30°C); comparação do cultivo protegido e condições de campo para obtenção de mudas. Foram obtidos os seguintes resultados: As sementes apresentam PMS de 0,0205g, cor parda e 0,4 mm de comprimento. A germinação aos 34 dias com luz, foi 18%, e em H. perforatum 57 %; sem luz até 21 dias, foi 15% e, em H. perforatum, 55% com plântulas estioladas. A superação de dormência resultou em: testemunha 9%, KNO3 (0,2%) - 1%, ácido giberélico - 26%, água (70°C - 15 minutos) - 0%. A germinação em meio ágar-água, aos 60 dias: 20°C 64%, 20-30°C - 86%, 25°C - 18% e 30°C17%. A emergência (%) de plântulas em cultivo protegido, aos 30 dias, foi 33% e, em BOD: 20-30°C - 18%, 25°C - 36% e 30°C - 5%. A alteração da temperatura 30°C para 20°C, mantendo os outros tratamentos resultou, na contagem aos 52 dias: 20-30°C - 18%, 25°C - 42 % e 20°C - 29%. Mudas mais vigorosas foram obtidas em condições de campo. Os resultados indicam necessidade de luz, superação de dormência e temperatura inferior à 25°C para germinação de H. caprifoliatum, sendo possível sua propagação sexuada.
6

Caracterização das sementes e propagação sexuada de Hypericum caprifoliatum Cham. & Schlecht (Clusiaceae)

Kreimeier, Rosemari Driemeier January 2005 (has links)
A espécie Hypericum caprifoliatum é nativa do sul do Brasil. Devido a suas propriedades fitoterápicas é importante estabelecer seu cultivo e evitar sua exploração de forma extrativista. Os objetivos do trabalho foi caracterizar as sementes, avaliar a germinação, comparada à Hypericum perforatum e a sua propagação sexuada. Os experimentos foram conduzidos nos Departamentos de Plantas Forrageiras e Agrometeorologia e no de Horticultura e Silvicultura da Faculdade de Agronomia da UFRGS. Os estudos foram feitos com um lote de sementes de H. caprifoliatum obtido em Teutônia-RS, e um lote comercial de H. perforatum e incluíram: caracterização das sementes de H. caprifoliatum (peso de mil sementes - PMS, cor, tamanho); comparação da germinação com H. perforatum, em BOD e sobre papel, aos 34 dias, quanto à necessidade de luz (sem luz - 7 e 21 dias); tratamentos para superação de dormência (KNO3 - 0,2%, ácido giberélico - 0,5g/l, imersão em água à 70°C - 15 minutos); temperatura para teste de germinação em meio ágar-água - 6g/l (20°C, 25°C, 30°C e 20 - 30°C); emergência de plântulas aos 30 e 52 dias sob cultivo protegido e BOD, utilizando substrato comercial, sob diferentes temperaturas (20 - 30°C, 25°C,30°C); comparação do cultivo protegido e condições de campo para obtenção de mudas. Foram obtidos os seguintes resultados: As sementes apresentam PMS de 0,0205g, cor parda e 0,4 mm de comprimento. A germinação aos 34 dias com luz, foi 18%, e em H. perforatum 57 %; sem luz até 21 dias, foi 15% e, em H. perforatum, 55% com plântulas estioladas. A superação de dormência resultou em: testemunha 9%, KNO3 (0,2%) - 1%, ácido giberélico - 26%, água (70°C - 15 minutos) - 0%. A germinação em meio ágar-água, aos 60 dias: 20°C 64%, 20-30°C - 86%, 25°C - 18% e 30°C17%. A emergência (%) de plântulas em cultivo protegido, aos 30 dias, foi 33% e, em BOD: 20-30°C - 18%, 25°C - 36% e 30°C - 5%. A alteração da temperatura 30°C para 20°C, mantendo os outros tratamentos resultou, na contagem aos 52 dias: 20-30°C - 18%, 25°C - 42 % e 20°C - 29%. Mudas mais vigorosas foram obtidas em condições de campo. Os resultados indicam necessidade de luz, superação de dormência e temperatura inferior à 25°C para germinação de H. caprifoliatum, sendo possível sua propagação sexuada.
7

Avaliação do potencial antimicrobiano in vitro e anti-inflamatório in vivo do extrato de Cleome spinosa Jacq.

Silva, Ana Paula Sant’Anna da 31 January 2012 (has links)
Submitted by Amanda Silva (amanda.osilva2@ufpe.br) on 2015-04-08T14:59:20Z No. of bitstreams: 2 TESE Ana Paula Sant'Anna da Silva.pdf: 937952 bytes, checksum: 9a13222ab5f556b9e909f33915985c6a (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-04-08T14:59:20Z (GMT). No. of bitstreams: 2 TESE Ana Paula Sant'Anna da Silva.pdf: 937952 bytes, checksum: 9a13222ab5f556b9e909f33915985c6a (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012 / As plantas utilizadas pela medicina popular são recursos promissores, no tratamento das mais diversas patologias, aliadas às pesquisas que confirmem estas propriedades terapêuticas. Devido ao uso de Cleome spinosa Jacq. na medicina popular contra processos inflamatórios e infecções de natureza microbiológica, esse estudo tem como principal objetivo avaliar o potencial antimicrobiano in vitro e anti-inflamatório in vivo dos extratos das frações orgânicas das raízes e folhas da C. spinosa. A atividade antibacteriana foi realizada através do método de microdiluição para obtenção das concentração mínima inibitória (CMI), concentração mínima bactericida (CMB) dos extratos: ciclohexano folha (ECHF), clorofórmio folha (ECF), acetato de etila (EAF), metanol folha (EMF), ciclohexano raiz (ECHR), clorofórmio raiz (ECR), acetato de etila (EAR) e metanol raiz (EMR) contra as bactérias Gram-positiva (Staphylococcus aureus e Bacillus subtillis) e Gram-negativas (Escherichia coli e Pseudomonas aeruginosa). O ensaio da atividade anti-inflamatória foi realizada com o EMF e EMR nas concentrações de 100 mg, 150 mg e 200 mg; e o método utilizado foi o de indução da peritonite por carragenina e para avaliar a toxicidade de todos os extrato de folha e raiz na concentração de 100mg, 150mg e 200mg foi utilizado o método de Artemia salina. No presente estudo, todos os extratos testados apresentaram atividade antibacteriana, em particular contra bactérias Gram-positivas S. aureus com CMI do ECHF de 0,09 mg/mL e CMB 0,19 mg/mL e contra B. subtilis a CMI dos ECHR e ECR foi de 0,09 mg/mL e CMB de 0,19 mg/mL. Os EMF e EMR de C. spinosa em todas as concentrações testadas (100mg/Kg, 150mg/Kg e 200mg/Kg) apresentaram atividade anti-inflamatória. Todos os oito extratos testados nas concentrações 100mg/Kg, 150mg/Kg e 200mg/Kg não apresentaram toxicidade contra a Artemia salina. Os resultados obtidos demonstraram que os extratos da espécie vegetal C. spinosa possui constituintes com ações antibacterianas e anti-inflamatória consideráveis. Tais resultados incitam a continuação de trabalhos experimentais para que sejam identificadas as substâncias responsáveis por estas atividades.
8

AUTÊNTICAÇÃO de Ginseng Brasileiro Utilizando a Técnica de High Resolution Melting (hrm)

ALMEIDA, F. A. N. 20 February 2018 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T21:35:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_12002_Dissertação_Francine Alves Nogueira de Almeida.pdf: 2009835 bytes, checksum: d864a01c75bbc516074e2befb4c57c5c (MD5) Previous issue date: 2018-02-20 / À medida que a indústria de plantas medicinais cresce, a autenticidade de seus produtos é uma questão de segurança do consumidor e não pode ser negligenciada. O Ginseng brasileiro, por exemplo, se refere a duas espécies distintas, Pfaffia glomerata e Hebanthe eriantha. Apesar da similaridade entre essas duas espécies, o que dificulta a identificação morfológica, elas possuem propriedades químicas e farmacológicas distintas. Foi proposto que a técnica de High Resolution Melting (HRM) como uma ferramenta para discriminar e identificar as espécies P. glomerata e H. eriantha utilizando uma região do gene matK e rbcL. Para tal, foram adquiridas seis amostras referência, três de cada uma das espécies citadas, e 60 amostras comerciais, vendidas como Ginseng brasileiro, por meio de compra física ou online. O DNA foi extraído pelos métodos CTAB e por Kit. Os primers desenhados foram testados através da amplificação por PCR convencional e confirmado em gel de poliacrilamida antes da padronização da amplificação por PCR-HRM e por fim os resultados foram comparados aos de sequenciamento. Foram desenvolvidos três primers dois para o gene matK, HRM-matKD e HRM-matK, e um para o gene rbcL, HRM-rbcL. Durante a padronização notou-se a influência da temperatura de anelamento e concentração do primer no resultado da corrida, entretanto o método de extração não alterou os resultados. A análise de HRM mostrou que o primer HRM-matKD foi o que atendeu ao objetivo proposto apresentando alta sensibilidade (92-93%) e especificidade (100%) comparado ao método de sequenciamento. Foi possível validar a técnica de HRM utilizando amostras comerciais previamente sequenciadas, o que nos permite afirmar que a técnica de HRM pode ser utilizada para discriminar H. eriantha e P. glomerata. HRM é um método rápido e de baixo custo, sendo uma ferramenta confiável para identificação de espécies de Ginseng brasileiro.
9

Caracterização das sementes e propagação sexuada de Hypericum caprifoliatum Cham. & Schlecht (Clusiaceae)

Kreimeier, Rosemari Driemeier January 2005 (has links)
A espécie Hypericum caprifoliatum é nativa do sul do Brasil. Devido a suas propriedades fitoterápicas é importante estabelecer seu cultivo e evitar sua exploração de forma extrativista. Os objetivos do trabalho foi caracterizar as sementes, avaliar a germinação, comparada à Hypericum perforatum e a sua propagação sexuada. Os experimentos foram conduzidos nos Departamentos de Plantas Forrageiras e Agrometeorologia e no de Horticultura e Silvicultura da Faculdade de Agronomia da UFRGS. Os estudos foram feitos com um lote de sementes de H. caprifoliatum obtido em Teutônia-RS, e um lote comercial de H. perforatum e incluíram: caracterização das sementes de H. caprifoliatum (peso de mil sementes - PMS, cor, tamanho); comparação da germinação com H. perforatum, em BOD e sobre papel, aos 34 dias, quanto à necessidade de luz (sem luz - 7 e 21 dias); tratamentos para superação de dormência (KNO3 - 0,2%, ácido giberélico - 0,5g/l, imersão em água à 70°C - 15 minutos); temperatura para teste de germinação em meio ágar-água - 6g/l (20°C, 25°C, 30°C e 20 - 30°C); emergência de plântulas aos 30 e 52 dias sob cultivo protegido e BOD, utilizando substrato comercial, sob diferentes temperaturas (20 - 30°C, 25°C,30°C); comparação do cultivo protegido e condições de campo para obtenção de mudas. Foram obtidos os seguintes resultados: As sementes apresentam PMS de 0,0205g, cor parda e 0,4 mm de comprimento. A germinação aos 34 dias com luz, foi 18%, e em H. perforatum 57 %; sem luz até 21 dias, foi 15% e, em H. perforatum, 55% com plântulas estioladas. A superação de dormência resultou em: testemunha 9%, KNO3 (0,2%) - 1%, ácido giberélico - 26%, água (70°C - 15 minutos) - 0%. A germinação em meio ágar-água, aos 60 dias: 20°C 64%, 20-30°C - 86%, 25°C - 18% e 30°C17%. A emergência (%) de plântulas em cultivo protegido, aos 30 dias, foi 33% e, em BOD: 20-30°C - 18%, 25°C - 36% e 30°C - 5%. A alteração da temperatura 30°C para 20°C, mantendo os outros tratamentos resultou, na contagem aos 52 dias: 20-30°C - 18%, 25°C - 42 % e 20°C - 29%. Mudas mais vigorosas foram obtidas em condições de campo. Os resultados indicam necessidade de luz, superação de dormência e temperatura inferior à 25°C para germinação de H. caprifoliatum, sendo possível sua propagação sexuada.
10

Efecto hipolipidémico de la cáscara pulverizada de vitis vinifera variedad pinot noir (uva borgoña) en ratas con hiperlipemia inducida

Mezarina Gómez, Luigi Alfonso January 2015 (has links)
Introducción: Se cree que la uva Borgoña (Vitis vinifera Pinot Noir) presenta beneficios para la salud debido a la presencia de polifenoles concentrados en la cáscara. Estos fitoquímicos podrían tener un impacto importante en el tratamiento de la hiperlipemia. Objetivos: El objetivo del presente estudio fue determinar si la cáscara pulverizada de uva presenta efecto hipolipidémico en ratas con hiperlipemia inducida. Diseño: Estudio analítico, experimental y transversal. Material biologico: Ratas de cepa Holtzmann, Vitis vinifera variedad Pinot Noir Intervenciones: Las ratas se distribuyeron en 4 grupos de 6 individuos: Un control negativo (sin la enfermedad), un control positivo (8 mg/g de glutamato monosódico) y dos grupos experimentales (8 mg/g de glutamato monosódico más cáscara pulverizada de uva a las dosis de 50 mg/kg peso and 200 mg/kg peso). Luego de 30 días de tratamiento se procedió a medir la concentración de colesterol total, triglicéridos, HDL y LDL. Resultados: Se encontró disminución significativa de colesterol total y de LDL (p<0,05), pero no se observó diferencia significativa en la concentración de triglicéridos y HDL (p>0,05). Conclusiones. El pulverizado de cáscara de uva presenta efecto hipolipidémico bajo condiciones experimentales.

Page generated in 0.1152 seconds