• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 92
  • 3
  • Tagged with
  • 95
  • 95
  • 60
  • 36
  • 22
  • 16
  • 13
  • 12
  • 11
  • 11
  • 10
  • 9
  • 9
  • 9
  • 9
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Novos agentes anti-inflamatórios tiazolidínicos: síntese, elucidação estrutural e efeitos biológicos

SANTOS, Sanderssonilo de Albuquerque dos 31 January 2013 (has links)
Submitted by Marcelo Andrade Silva (marcelo.andradesilva@ufpe.br) on 2015-03-09T13:30:47Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Dissertação Sanderssonilo dos Santos - Cópia.pdf: 1266069 bytes, checksum: 3ba4bb364db702d896562c99ea6b3c14 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-09T13:30:47Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Dissertação Sanderssonilo dos Santos - Cópia.pdf: 1266069 bytes, checksum: 3ba4bb364db702d896562c99ea6b3c14 (MD5) Previous issue date: 2013 / CNPq / A inflamação é um processo complexo e dinâmico iniciado pelo corpo em resposta a uma lesão tecidual ou infecção que culmina na liberação sequencial de mediadores que conduzem à vasodilatação, aumento da permeabilidade vascular, formação de edema e a ativação de fibras de dor. O processo inflamatório está presente em várias patologias, como a artrite e a osteoartrite. Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 80% dos brasileiros com idade acima de 70 anos são portadores de uma destas doenças, sendo imprescindível a utilização de anti-inflamatórios para combater o processo de inflamação. Contudo, esta utilização pode levar a efeitos secundários como ulceração gástrica e hemorragia, despertando a necessidades de novas drogas capazes de inibir o processo inflamatório sem apresentar os riscos advindos da sua administração. Diante desta problemática, diversos estudos apontam as tiazolidinas como portadoras de significativas atividades biológicas. Pois, estudos comprovam o potencial anti-inflamatório e analgésico de derivados tiazolidínicos com reduzidos efeitos gastrointestinais. Nesse contexto, propomos a obtenção de novos derivados tiazolidínicos, sua elucidação estrutural e determinação da atividade anti-inflamatória através dos testes de peritonite induzida por carragenina, contorções abdominais induzidas por ácido acético e determinação dos níveis de NO. Os compostos tiveram suas estruturas devidamente comprovadas por RMN-1H, RMN-13C e IV. Todos os derivados foram sintetizados de acordo com uma via plena e convergente, através de reações de N-alquilação, condensação e posterior adição de Michael. Seis compostos foram avaliados in vivo e comparados com fármacos padrões. Os compostos GQ-246, GQ-252 e GQ-273 foram os mais ativos da série, apresentando um percentual de inibição da migração celular de 80,7%, 81,8% e 77,4% respectivamente, em teste de peritonite induzida por carragenina. Estes resultados comprovam mais uma vez a potencial atividade anti-inflamatória das tiazolidinadionas e nos remete a necessidade realização de testes capazes de avaliar a toxicidade destas moléculas.
2

Avaliação do potencial antimicrobiano in vitro e anti-inflamatório in vivo do extrato de Cleome spinosa Jacq.

Silva, Ana Paula Sant’Anna da 31 January 2012 (has links)
Submitted by Amanda Silva (amanda.osilva2@ufpe.br) on 2015-04-08T14:59:20Z No. of bitstreams: 2 TESE Ana Paula Sant'Anna da Silva.pdf: 937952 bytes, checksum: 9a13222ab5f556b9e909f33915985c6a (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-04-08T14:59:20Z (GMT). No. of bitstreams: 2 TESE Ana Paula Sant'Anna da Silva.pdf: 937952 bytes, checksum: 9a13222ab5f556b9e909f33915985c6a (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012 / As plantas utilizadas pela medicina popular são recursos promissores, no tratamento das mais diversas patologias, aliadas às pesquisas que confirmem estas propriedades terapêuticas. Devido ao uso de Cleome spinosa Jacq. na medicina popular contra processos inflamatórios e infecções de natureza microbiológica, esse estudo tem como principal objetivo avaliar o potencial antimicrobiano in vitro e anti-inflamatório in vivo dos extratos das frações orgânicas das raízes e folhas da C. spinosa. A atividade antibacteriana foi realizada através do método de microdiluição para obtenção das concentração mínima inibitória (CMI), concentração mínima bactericida (CMB) dos extratos: ciclohexano folha (ECHF), clorofórmio folha (ECF), acetato de etila (EAF), metanol folha (EMF), ciclohexano raiz (ECHR), clorofórmio raiz (ECR), acetato de etila (EAR) e metanol raiz (EMR) contra as bactérias Gram-positiva (Staphylococcus aureus e Bacillus subtillis) e Gram-negativas (Escherichia coli e Pseudomonas aeruginosa). O ensaio da atividade anti-inflamatória foi realizada com o EMF e EMR nas concentrações de 100 mg, 150 mg e 200 mg; e o método utilizado foi o de indução da peritonite por carragenina e para avaliar a toxicidade de todos os extrato de folha e raiz na concentração de 100mg, 150mg e 200mg foi utilizado o método de Artemia salina. No presente estudo, todos os extratos testados apresentaram atividade antibacteriana, em particular contra bactérias Gram-positivas S. aureus com CMI do ECHF de 0,09 mg/mL e CMB 0,19 mg/mL e contra B. subtilis a CMI dos ECHR e ECR foi de 0,09 mg/mL e CMB de 0,19 mg/mL. Os EMF e EMR de C. spinosa em todas as concentrações testadas (100mg/Kg, 150mg/Kg e 200mg/Kg) apresentaram atividade anti-inflamatória. Todos os oito extratos testados nas concentrações 100mg/Kg, 150mg/Kg e 200mg/Kg não apresentaram toxicidade contra a Artemia salina. Os resultados obtidos demonstraram que os extratos da espécie vegetal C. spinosa possui constituintes com ações antibacterianas e anti-inflamatória consideráveis. Tais resultados incitam a continuação de trabalhos experimentais para que sejam identificadas as substâncias responsáveis por estas atividades.
3

Síntese, elucidação estrutural e avaliação da atividade anti-ínflamatória de novas 2-imino-tiazolidin-4-onas

LEITE, Nayara Maria Siqueira 06 December 2016 (has links)
Submitted by Pedro Barros (pedro.silvabarros@ufpe.br) on 2018-07-12T22:27:59Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Nayara Maria Siqueira Leite.pdf: 2647173 bytes, checksum: aeba7f388d42fe184875997d7b68b3eb (MD5) / Approved for entry into archive by Alice Araujo (alice.caraujo@ufpe.br) on 2018-07-17T22:27:56Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Nayara Maria Siqueira Leite.pdf: 2647173 bytes, checksum: aeba7f388d42fe184875997d7b68b3eb (MD5) / Made available in DSpace on 2018-07-17T22:27:56Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Nayara Maria Siqueira Leite.pdf: 2647173 bytes, checksum: aeba7f388d42fe184875997d7b68b3eb (MD5) Previous issue date: 2016-12-06 / CNPQ / A inflamação é uma resposta complexa envolvendo componentes celulares e moleculares, denominados de mediadores da inflamação. De forma geral os principais componentes para o desenvolvimento da inflamação são: vasodilatação, aumento da permeabilidade vascular, ativação e adesão celular e coagulação. Apresenta-se na clínica por cinco sinais característicos, os sinais cardinais da inflamação: dor, rubor, calor, edema e perda da função do membro atingido. O aumento da expectativa de vida de forma descontrolada e sem os devidos cuidados com a saúde, levou a uma crescente prevalência de doenças artríticas, como a osteoartrite e artrite reumatoide, e com isso nos últimos anos o número de prescrições de anti-inflamatórios não-esteróides (AINEs) aumento significativamente. No entanto, os efeitos adversos associados aos anti-inflamatórios, são cada vez mais comuns, o que nos leva a cada ano a busca por compostos novos mais eficientes. Os derivados do grupo tiazol, especificamente a tiazolidinona, tem sido relatado na literatura, como potenciais agentes anti-inflamatórias. Neste estudo, avaliou-se a atividade anti-inflamatória de novos derivados tiazolidínicos utilizando uma estratégia de síntese rápida e eficiente. Os cinco derivados foram obtidos com rendimentos que variaram de 63-79% e caracterizados por RMN (¹³C e ¹H), IV e MS. No teste de toxicidade em dose única as novas tiazolidinonas sintetizadas não apresentaram variação nos parâmetros fisiológicos e comportamentais, bem como nenhum efeito tóxico significativo durante e após a experimentação. Foi realizado o teste de edema de pata induzida por carragenina, afim de verificar a atividade anti-inflamatória dos novos compostos. No teste de edema de pata induzido por carragenina, os derivados JF-38 e JF-43 apresentaram 100% de inibição do edema na sexta hora (30 mg/kg), enquanto o fármaco padrão, indometacina (10mg/kg) apresentou 85,22% de inibição. Desta forma, os resultados indicam que esses dois derivados tiazolidínicos apresentam atividade anti-inflamatória promissora. / Inflammation is a complex response involving cellular and molecular components, called inflammation mediators. In general, the main components for the development of inflammation are: vasodilation, increased vascular permeability, activation and cell adhesion, and coagulation. The cardinal signs of inflammation: pain, flushing, heat, edema and loss of limb function are presented in the clinic by five characteristic signs. The increase in life expectancy in an uncontrolled way and without proper health care has led to an increasing prevalence of arthritic diseases such as osteoarthritis and rheumatoid arthritis, and in recent years the number of non-Steroids (NSAIDs) increased significantly. However, the adverse effects associated with anti-inflammatories, are increasingly common, which leads us each year the search for new compounds more efficient. Derivatives of the thiazole group, specifically thiazolidinone, have been reported in the literature as potential anti-inflammatory agents. In this study, the anti-inflammatory activity of new thiazolidine derivatives was evaluated using a fast and efficient synthesis strategy. The five derivatives were obtained in yields ranging from 63-79% and characterized by NMR (¹³C and ¹H), IR and MS. In the single dose toxicity test the new synthesized thiazolidinones showed no variation in physiological and behavioral parameters, as well as no significant toxic effect during and after experimentation. The carrageenan-induced paw edema test was performed in order to verify the anti-inflammatory activity of the new compounds. In the carrageenan-induced paw edema test, JF-38 and JF-43 derivatives showed 100% inhibition of edema at the sixth hour (30 mg / kg), while the standard drug, indomethacin (10 mg / kg) presented 85, 22% inhibition. Thus, the results indicate that these two thiazolidine derivatives have promising anti-inflammatory activity.
4

Avaliação do creme à base de mentol na cicatrização de feridas cutâneas em ratos diabéticos

Vieira, Ana Júlia January 2019 (has links)
Orientador: Ariane Leite Rozza / Resumo: A hiperglicemia causada pelo diabetes prejudica o processo de cicatrização da ferida cutânea, promovendo uma resposta inflamatória crônica e aumento do estresse oxidativo. O mentol é um composto natural, encontrado no óleo essencial de folhas de plantas Mentha, que possui propriedades bactericida, fungicida, analgésica e anestésica descritas na literatura. O objetivo deste estudo foi investigar o potencial efeito cicatrizante do creme à base de mentol em feridas cutâneas de ratos hiperglicêmicos e seus mecanismos de ação. A hiperglicemia foi induzida em ratos Wistar machos (n=10) através de dose única de estreptozotocina (50 mg/kg, i.p.). Após confirmação do estado diabético (≥ 250 mg glicose/dL), os ratos foram divididos em três grupos: veículo, creme de insulina (0.5 U/g), creme à base de mentol (0.5%). Os animais foram anestesiados com quetamina (80 mg/kg, i.p.) e xilazina (40 mg/kg, i.p.) e a ferida cutânea foi confeccionada no dorso dos animais com um punch de 2 cm de diâmetro. A área da ferida foi medida, fotografada e tratada com cremes uma vez ao dia durante 14 dias. No final do período, os ratos foram eutanasiados, a área da ferida foi destinada a ensaios de atividade anti-inflamatória e antioxidante e expressão quantitativa de mRNA. Os níveis de NO foram dosados no plasma sanguíneo. Após 14 dias de tratamento, o grupo tratado com mentol apresentou redução na área da ferida (94%) em comparação com o grupo veículo (88%). Além disso, o grupo tratado com mentol apresent... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Mestre
5

Avaliação in vitro de efeitos anti-inflamatórios de extratos de Pouteria torta (mart.) Radlk e Pouteria ramiflora (Mart.) Radlk

Ferreira, Gabriel Ginani 15 December 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2016. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2017-01-18T13:39:47Z No. of bitstreams: 1 2016_GabrielGinaniFerreira.pdf: 1353824 bytes, checksum: e419d4be82fffe17598ee130ab3fae5c (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-03-13T16:51:20Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_GabrielGinaniFerreira.pdf: 1353824 bytes, checksum: e419d4be82fffe17598ee130ab3fae5c (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-13T16:51:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_GabrielGinaniFerreira.pdf: 1353824 bytes, checksum: e419d4be82fffe17598ee130ab3fae5c (MD5) / O processo inflamatório é um mecanismo complexo, composto por diversos tipos celulares e altamente regulado, servindo como uma linha de defesa primária na resposta imunitária contra diversos estímulos. Essa resposta, normalmente, é benéfica ao organismo, sendo autorregulada, reestabelecendo a homeostasia em pouco tempo, nesses casos classificada como inflamação aguda. Em certas condições, entretanto, a resposta inflamatória apresenta falhas em sua regulação, resultado de condições anormais, levando a perda de função do órgão ou tecido afetado, e ao desenvolvimento de diversas doenças, sendo classificada como inflamação crônica. Doenças inflamatórias crônicas afligem milhões de pessoas ao redor do globo que são obrigadas a aderir a tratamentos com muitos efeitos colaterais. Esse contexto torna indispensável o desenvolvimento de medicamentos anti-inflamatórios eficazes, econômicos e mais seguros do que os atuais, de forma a melhorar a qualidade de vida desses pacientes. Diante desse enorme desafio, as plantas medicinais ganham destaque como possíveis fontes de novas moléculas bioativas. O Cerrado brasileiro apresenta diversas espécies com imenso potencial, entre elas aquelas do gênero Pouteria, que tem sido usado como plantas medicinais dentro da medicina popular e recentemente tornaram-se alvos de diversos estudos. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a atividade anti-inflamatória de extratos de folha de Pouteria torta e Pouteria ramiflora em macrófagos da linhagem J774A.1 ativados com 1 μg/mL de LPS. A viabilidade celular e citotoxidade foram avaliadas utilizando os métodos WST-8 e vermelho neutro, e a modulação de genes pró-inflamatórios empregando a técnica de quantificação relativa através de qPCR. A resposta inflamatória foi medida por meio da dosagem do mediador inflamatório óxido nítrico (NO) através de espectrofotometria pelo método de Griess. Os resultados obtidos após o estudo indicam atividades biológicas nas concentrações de 0,078, 0,039 e 0,020 mg/mL em todos os extratos testados. Nestas concentrações empregadas no tratamento, as células J774A.1 estimuladas com LPS não apresentam perda de viabilidade celular, reduziram a produção de NO e também a expressão do número de transcritos de genes marcadores de inflamação NF-κB, IL-6, TNF-α, COX-2 e iNOS. Os resultados sugerem que os extratos de Pouteria torta e Pouteria ramiflora apresentam substâncias primárias e secundárias com atividade anti-inflamatória demonstrada neste estudo, e por tratar-se de um fitocomplexo há que se considerar essa atividade biológica como de grande potencial terapêutico como anti-inflamatórios para estes extratos das plantas estudadas. / The inflammatory process is the most ancient immunologic component to be developed in our group evolution. It is considered a complex mechanism, consisting of several cellular types and highly regulated, serving as a primary line of defense in the immune response against various stimuli. Normally this kind of response is beneficial for the organism, self-regulated, which reestablishes homeostasis in a short time and is classified as an acute inflammation. However, in certain conditions, the inflammatory response presents deficiencies in its regulation, resulting from abnormal conditions, leading to loss of function of the affected organ or tissue, and the development of several diseases classified as chronic inflammation. Chronic inflammation diseases afflict millions of people around the globe, people who are forced to adhere to treatments with many side effects. In light of such facts, the pursuit of new, more efficient, economic and less harmful anti-inflammatory drugs is indispensable to improve the quality of life of these patients. Faced with such enormous challenge, medicinal plants have a primary role in this scenario as a possible source of bioactive molecules. The Brazilian Cerrado has several species with an immense potential, including those of the genre Pouteria, which have been used in popular medicine and recently have been investigated in some studies. The goal of this research was to evaluate anti-inflammatory and anti-oxidant activities in leaf extracts of Pouteria torta and Pouteria ramiflora activated with 1μg/mL of LPS. Cell viability and cytotoxicity were evaluated using the WST-8 and neutral red methods, the modulation of pro-inflammatory genes using the technique of relative quantification through qPCR. The inflammatory response was measured by the dosage of the inflammatory mediator nitric oxide (NO) through spectrophotometry and the Griess method. The results obtained after the study indicate biological activities at concentrations of 0.078, 0.039 and 0.020 mg / mL in all tested extracts. At these concentrations used in the treatment, LPS-stimulated J774A.1 cells showed no loss of cell viability, reduced NO production and also expression of the number of transcripts of marker genes of inflammation NF-κB, IL-6, TNF-α , COX-2 and iNOS. Considering the studied of these extracts, the results suggest that extracts of Pouteria torta and Pouteria ramiflora present primary and secondary substances with anti-inflammatory activity demonstrated, and because it is phytocomplex it is necessary to consider this biological activity as having great therapeutic potential as anti-inflammatory.
6

Efeito da dietilcarbamazina (DEC) sobre hepatócitos de camundongos normais, desnutridos e alcoolizados

ROCHA, Sura Wanessa Santos 31 January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:54:35Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo66_1.pdf: 3939030 bytes, checksum: d6bb63543008e02891aa193513c2045e (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2010 / Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco / A Dietilcarbamazina (DEC) tem sido utilizada como o principal fármaco filaricida, mas seu mecanismo de ação permanece controverso. Alguns autores têm demonstrado suas propriedades anti-inflamatórias, como um resultado de sua interferência no metabolismo do ácido araquidônico, que inclui as enzimas lipooxigenase e ciclooxigenase. Outros trabalhos demonstram a alta incidência de alcoolismo e da desnutrição na população de baixa renda do nordeste brasileiro, população esta também afetada pela filariose linfática. O presente estudo verificou a ação da DEC sobre hepatócitos de camundongos desnutridos e alcoolizados para possíveis analogias com casos humanos. Os camundongos foram divididos em nove grupos experimentais (n=8): grupo controle (C, DEC25 e DEC50), grupos desnutridos (CD, DD25 e DD50) e grupos alcoolizados (CEtOH, EtOH25 e EtOH50). Após a indução dos modelos de desnutrição e alcoolismo, os animais dos respectivos grupos foram submetidos ao tratamento com DEC nas concentrações de 25 e 50mg/kg por 12 dias. Foram realizadas análises bioquímicas e fragmentos hepáticos foram processados para microscopia óptica e microscopia eletrônica de transmissão. A dosagem enzimática de AST apresentou diferenças significativas entre os grupos etílicos, e os níveis de fosfatase alcalina e albumina sérica apresentaram valores significativos apenas entre os grupos desnutridos. Nas análises histológicas do grupo controle desnutrido (CD), observou-se a presença marcante de esteatose hepática. Após o tratamento com a DEC, os grupos DD25 e DD50 apresentaram redução da esteatose. Os grupos alcoólicos e tratados com DEC também houve uma redução bastante evidente dos danos causados pela ingestão crônica de etanol. A análise ultratestrutural confirmou a redução de gotículas lipídicas nos animais desnutridos e tratados com DEC, da mesma forma, os grupos etílicos apresentaram diminuição dos danos e suas organelas se encontraram bem preservadas. A imunohistoquímica revelou expressão bastante evidente dos marcadores inflamatórios IL-6, eNOS, CCR2, VCAM e ICAM no grupo alcoolizado, no entanto o grupo que recebeu DEC não apresentaram imunoexpressão evidente desses marcadores. Dessa forma, a DEC torna-se um fármaco de potencial hepatoprotetor para o tratamento da inflamação crônica induzida pelo alcoolismo, bem como da desnutrição
7

Estudos metabolômicos de Astedraceae por UPLC-UV-HRFTMS, avaliação do potencial anti-inflamatório in vitro e suas correlações através de métodos in silico / Metabolomic studies of Asteraceae by UPLC-UV-HRFTMS, in vitro evaluation of the anti-inflammatory potential and their correlation by in silico methods

Paula, Daniela Aparecida Chagas de 25 September 2013 (has links)
Estudos metabolômicos de plantas, estudos in silico e ensaios biológicos in vitro são estratégias que, em conjunto, otimizam a busca por substâncias inéditas e/ou ativas correlacionadas a determinados mecanismos de ação. Embora a família Asteraceae possua inúmeras espécies com reconhecido potencial anti-inflamatório (AI), várias delas nunca foram investigadas, como algumas espécies endêmicas do Cerrado brasileiro. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi encontrar extratos e substâncias AI que apresentassem um mecanismo de ação superior ao dos AIs atuais. Foram estudadas 57 espécies da família pertencentes a várias tribos, agrupadas em três diferentes grupos: plantas com prévia evidência AI, plantas alimentícias e espécies do Cerrado. Para se encontrar substâncias com potencial AI foi realizada a avaliação da inibição concomitante das enzimas ciclooxigenase (COX-1) e lipoxigenase (5-LOX), sendo ambas as principais vias envolvidas na inflamação, cuja inibição pode conferir maior eficácia e menores efeitos adversos do que os AI atualmente disponíveis. Adequados estudos metabolômicos (HPLC-UV-HRFTMS) e in silico (diferentes modelos estatísticos) foram realizados. O conjunto de metabólitos secundários (metaboloma) das 57 espécies investigadas representou um vasto universo de substâncias (n=6.215), que conseguiu abranger várias delas com o mecanismo de ação investigado. Corroborando o potencial desta família em apresentar espécies AI, cerca de 23% das plantas aqui investigadas foram capazes de promover a dupla inibição, com valores de IC50 (36,0 a 0,03 ?g/mL) para seus extratos comparáveis com aqueles dos inibidores padrões. Através dos estudos in silico foi possível determinar que as substâncias ativas dos extratos se referem a seus constituintes minoritários, sugerindo que devem ser muito potentes. Dentre as substâncias correlacionadas com a propriedade de dupla inibição, algumas não puderam ser identificadas, mesmo utilizando abrangentes bibliotecas de dados de produtos naturais, sugerindo que se tratam de substâncias inéditas. Além disso, dentre as espécies ativas, uma é consagrada como alimentícia e, portanto, pode vir a exercer um importante papel como nutracêutico, por exemplo vir a ser incluída na dieta de pacientes que sofrem de patologias inflamatórias. As demais espécies ativas, por sua vez, apresentam potencial para o desenvolvimento de fitoterápicos e descoberta de novos princípios ativos. Devido ao fato dos modelos estatísticos terem sido validados, as substâncias ativas ainda poderão ser utilizadas para predição de novos extratos ativos a partir apenas de seu metaboloma. Portanto, este trabalho, além de resultar em relevantes resultados, exemplifica muito bem as novas estratégias para a busca de produtos naturais inéditos e AI para um mecanismo de ação requerido, através de uma abordagem inédita e explorando espécies de importância da flora brasileira, alimentícia ou farmacológica, a partir de mínima quantidade de material vegetal. / Plant metabolomic studies, in silico studies and in vitro biological assays are strategies that together, optimize the discovery of new and/or active compounds correlated to a specific mechanism of action. Asteraceae family has many species with well known anti-inflammatory (AI) potential. Several of them have never been investigated, as some of Brazilian Cerrado. In this context, the objective of this work was to find the AI extracts and substances with a better mechanism of action than the usual AI. It was studied 57 species from different tribes of Asteraceae family, which were divided in three groups: plants with known AI property, food plants and species from Cerrado. In order to find substances with AI potential, the inhibition of cyclooxygenase (COX-1) and lipoxygenase (5-LOX) were evaluated to access AI property, once both are the main pathways involved in inflammatory process and the dual inhibition of them can provide better efficacy and less side effects than current AI. Suitable metabolomic (HPLC-UV-HRFTMS) and in silico (statistical models) studies were performed. All the secondary metabolites (metabolome) of the 57 species covered a huge number of substances (n=6,215) and some of them displayed the investigated mechanism of action. About 23% of the plants extracts were able to be dual inhibitor, with IC50 (36.0 - 0.03 ?g/mL) similar of the standard drugs, corroborating the AI potential of Asteraceae family. Through the in silico studies it was possible to determine the AI substances and that they are the minor compounds in the active extracts, suggesting that these must be potent AI. Among the substances correlated with the dual inhibition some could not be identified, even using comprehensive data bases of natural products, suggesting that these ones could be new compounds. Besides, among the active species, one is a food plant that could be useful as nutraceutical, being included in the dietary of people with inflammatory diseases. The other active plants have potential to the development of phytomedicines or drug discovery. Due to the fact that statistical models were validated, the substances also can be useful for prediction of new AI extracts only from the plant metabolome. Therefore, this work has many relevant results and also exemplifies the recent strategies to discovery of new compounds and AI with a required specific mechanism of action, trough a new approach and studying important species of the Brazilian flora, food plants and AI plants, from a minimum quantity of plant material.
8

Estudos metabolômicos de Astedraceae por UPLC-UV-HRFTMS, avaliação do potencial anti-inflamatório in vitro e suas correlações através de métodos in silico / Metabolomic studies of Asteraceae by UPLC-UV-HRFTMS, in vitro evaluation of the anti-inflammatory potential and their correlation by in silico methods

Daniela Aparecida Chagas de Paula 25 September 2013 (has links)
Estudos metabolômicos de plantas, estudos in silico e ensaios biológicos in vitro são estratégias que, em conjunto, otimizam a busca por substâncias inéditas e/ou ativas correlacionadas a determinados mecanismos de ação. Embora a família Asteraceae possua inúmeras espécies com reconhecido potencial anti-inflamatório (AI), várias delas nunca foram investigadas, como algumas espécies endêmicas do Cerrado brasileiro. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi encontrar extratos e substâncias AI que apresentassem um mecanismo de ação superior ao dos AIs atuais. Foram estudadas 57 espécies da família pertencentes a várias tribos, agrupadas em três diferentes grupos: plantas com prévia evidência AI, plantas alimentícias e espécies do Cerrado. Para se encontrar substâncias com potencial AI foi realizada a avaliação da inibição concomitante das enzimas ciclooxigenase (COX-1) e lipoxigenase (5-LOX), sendo ambas as principais vias envolvidas na inflamação, cuja inibição pode conferir maior eficácia e menores efeitos adversos do que os AI atualmente disponíveis. Adequados estudos metabolômicos (HPLC-UV-HRFTMS) e in silico (diferentes modelos estatísticos) foram realizados. O conjunto de metabólitos secundários (metaboloma) das 57 espécies investigadas representou um vasto universo de substâncias (n=6.215), que conseguiu abranger várias delas com o mecanismo de ação investigado. Corroborando o potencial desta família em apresentar espécies AI, cerca de 23% das plantas aqui investigadas foram capazes de promover a dupla inibição, com valores de IC50 (36,0 a 0,03 ?g/mL) para seus extratos comparáveis com aqueles dos inibidores padrões. Através dos estudos in silico foi possível determinar que as substâncias ativas dos extratos se referem a seus constituintes minoritários, sugerindo que devem ser muito potentes. Dentre as substâncias correlacionadas com a propriedade de dupla inibição, algumas não puderam ser identificadas, mesmo utilizando abrangentes bibliotecas de dados de produtos naturais, sugerindo que se tratam de substâncias inéditas. Além disso, dentre as espécies ativas, uma é consagrada como alimentícia e, portanto, pode vir a exercer um importante papel como nutracêutico, por exemplo vir a ser incluída na dieta de pacientes que sofrem de patologias inflamatórias. As demais espécies ativas, por sua vez, apresentam potencial para o desenvolvimento de fitoterápicos e descoberta de novos princípios ativos. Devido ao fato dos modelos estatísticos terem sido validados, as substâncias ativas ainda poderão ser utilizadas para predição de novos extratos ativos a partir apenas de seu metaboloma. Portanto, este trabalho, além de resultar em relevantes resultados, exemplifica muito bem as novas estratégias para a busca de produtos naturais inéditos e AI para um mecanismo de ação requerido, através de uma abordagem inédita e explorando espécies de importância da flora brasileira, alimentícia ou farmacológica, a partir de mínima quantidade de material vegetal. / Plant metabolomic studies, in silico studies and in vitro biological assays are strategies that together, optimize the discovery of new and/or active compounds correlated to a specific mechanism of action. Asteraceae family has many species with well known anti-inflammatory (AI) potential. Several of them have never been investigated, as some of Brazilian Cerrado. In this context, the objective of this work was to find the AI extracts and substances with a better mechanism of action than the usual AI. It was studied 57 species from different tribes of Asteraceae family, which were divided in three groups: plants with known AI property, food plants and species from Cerrado. In order to find substances with AI potential, the inhibition of cyclooxygenase (COX-1) and lipoxygenase (5-LOX) were evaluated to access AI property, once both are the main pathways involved in inflammatory process and the dual inhibition of them can provide better efficacy and less side effects than current AI. Suitable metabolomic (HPLC-UV-HRFTMS) and in silico (statistical models) studies were performed. All the secondary metabolites (metabolome) of the 57 species covered a huge number of substances (n=6,215) and some of them displayed the investigated mechanism of action. About 23% of the plants extracts were able to be dual inhibitor, with IC50 (36.0 - 0.03 ?g/mL) similar of the standard drugs, corroborating the AI potential of Asteraceae family. Through the in silico studies it was possible to determine the AI substances and that they are the minor compounds in the active extracts, suggesting that these must be potent AI. Among the substances correlated with the dual inhibition some could not be identified, even using comprehensive data bases of natural products, suggesting that these ones could be new compounds. Besides, among the active species, one is a food plant that could be useful as nutraceutical, being included in the dietary of people with inflammatory diseases. The other active plants have potential to the development of phytomedicines or drug discovery. Due to the fact that statistical models were validated, the substances also can be useful for prediction of new AI extracts only from the plant metabolome. Therefore, this work has many relevant results and also exemplifies the recent strategies to discovery of new compounds and AI with a required specific mechanism of action, trough a new approach and studying important species of the Brazilian flora, food plants and AI plants, from a minimum quantity of plant material.
9

Propriedades anti-inflamatória e antiulcerogênica de uma cerveja fermentada unicamente por grãos de quefir

RODRIGUES, Kamila Leite 22 February 2016 (has links)
O quefir e a cerveja são conhecidos por apresentar propriedades benéficas à saúde. Assim, foram avaliadas as atividades anti-inflamatórias e antiulcerogênicas de uma cerveja produzida por grãos de quefir, frente aos desafios de edema de pata e modelo de úlcera gástrica induzida por etanol. Os grãos de quefir foram adaptados por 12 dias em extrato de malte para a produção da cerveja. O teor de polifenóis apresentado nas cervejas foi avaliado por HPLC. O perfil metabólico dos animais tratados por 30 dias com as cervejas foi determinado através das dosagens de colesterol total, HDL-colesterol, triacilglicerol, ALT, AST, catalase e glutationa peroxidase. Os resultados revelaram níveis semelhantes de cerveja polifenóis e marcadores séricos entre todos os animais tratados, mas uma diminuição significativa sobre as respostas inflamatórias 41,1 ± 5,1 na primeira hora e 47,5 ± 2,9% na terceira hora e ulcerogênicas no grupo tratado com cerveja de quefir 14, 5 ± 1,2% (P<0,05), bem como com as cervejas modificadas com o quefirano de água. Microscopia eletrônica de varredura mostrou uma camada de revestimento sobre o estômago de animais tratados apenas com as amostras a base de quefir. Estes resultados sugerem propriedades funcionais de uma “Specialty Beer” feita com grãos de quefir como único fermentador. / As kefir and beer are known to exhibit some beneficial health properties, antiinflammatory and anti-ulcerogenic activities of a beer made with kefir were assessed using rat paw edema and ethanolinduced gastric ulcer model, respectively. The polyphenol content presented in the beers was evaluated by HPLC, whereas serum cholesterol, triacylglycerol,HDL-cholesterol, ALT, AST, catalase and glutathione peroxidase of treated animals were determined by molecular absorption. The results revealed similar levels of beer polyphenols and serum markers among all treated animals, but marked decreases in inflammatory 41,1 ± 5,1 and 47,5 ± 2,9%, first and third hour respectively and ulcerogenic responses in the group treated with kefir beer 14, 5 ± 1,2% (P<0,05) and with a control beer modified with aqueous kefiran. Scanning electron microscopy showed a coating layer on the stomach of animals treated only with kefir-based samples. These results suggest a functionality of a specialty beer made with kefir as single fermenter.
10

Avaliação dos potenciais citotóxico e antiinflamatório dos extratos etanólico e hexânico da Calyptranthes grandifolia O.Berg em cultura celular

Delving, Luciana Knabben de Oliveira Becker 01 1900 (has links)
Submitted by FERNANDA DA SILVA VON PORSTER (fdsvporster@univates.br) on 2015-10-22T15:14:10Z No. of bitstreams: 3 license_text: 21328 bytes, checksum: 683d9883b2ad62ac3b8bafc566b2e600 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) 2015LucianaKnabbendeOliveiraBeckerDelving.pdf: 1574790 bytes, checksum: b751dea1371239a23970a2767f3789ba (MD5) / Approved for entry into archive by Ana Paula Lisboa Monteiro (monteiro@univates.br) on 2015-11-18T11:37:45Z (GMT) No. of bitstreams: 3 license_text: 21328 bytes, checksum: 683d9883b2ad62ac3b8bafc566b2e600 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) 2015LucianaKnabbendeOliveiraBeckerDelving.pdf: 1574790 bytes, checksum: b751dea1371239a23970a2767f3789ba (MD5) / Made available in DSpace on 2015-11-18T11:37:45Z (GMT). No. of bitstreams: 3 license_text: 21328 bytes, checksum: 683d9883b2ad62ac3b8bafc566b2e600 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) 2015LucianaKnabbendeOliveiraBeckerDelving.pdf: 1574790 bytes, checksum: b751dea1371239a23970a2767f3789ba (MD5) / Na medicina tradicional, as plantas tem sido utilizadas para o tratamento de diversas doenças ao longo dos séculos e são consideradas uma das maiores fontes para o desenvolvimento de novas drogas. Com o objetivo de contribuir com o conhecimento cientifico no estudo e desenvolvimento de novas drogas procurou-se com este trabalho, identificaros principais constituintes fitoquímicosda Calyptranthes grandifolia, avaliar seus potenciais citotóxicos e antioxidantes e também identificar e avaliar o efeito terapêutico, através de vias específicas e já conhecidas por seu envolvimento no processo inflamatório, como o TNF- α. Para todos os experimentos, foram utilizados extratos etanólico e hexânico das folhas da C.grandifolia, coletada no entorno do município de Lajeado.Foi realizada a análise fitoquímica de esteroides/terpenoides, taninos, flavonoides, cumarinas, quinonas, alcaloides e saponinas, utilizando metodologias descritas na literatura. O potencial citotóxico in vitro foi avaliado pelo método de Alamar Blue, utilizando células não metabolizadoras CHO-K1 e a atividade antioxidante foi realizada pelo método2,2-difenil-1-picrilhidrazila (DPPH). A análise da liberação do TNF-α utilizou células RAW 264.7, tratadas com os extratos vegetais e posterior estimulação com lipopolissacarídeo (LPS). A quantificação de liberação do TNF-α foi feita pelo método de ELISA. Os resultados dos ensaios indicaram a presença de esteroides/terpenoides, taninos e flavonoides no extrato etanólico. O potencial citotóxico, não apresentou citotoxicidade considerável no extrato etanólico e manteve a viabilidade celular aumentada na maioria das concentrações, com uma diminuição não significativa da viabilidade em 200 μg/mL, de forma semelhante para o extrato hexânico a redução da viabilidade celular pode ser observada somente na concentração de 200 μg/mL. A atividade antioxidante esteve presente apenas no extrato etanólico de maneira dose-dependente, com IC50 de 21.3±1.7μg/mL.O extrato etanólico também apresentou melhores resultados em relação à inibição do TNF-α, tendo sido significativa na concentração de 200 μg/mL, frente ao controle positivo (LPS). O extrato hexânico não apresentou inibição da liberação do TNF-α na concentração de 200 μg/mL de forma significativa quando comparada ao LPS. Os resultados deste estudo mostram indícios de atividades anti-inflamatórias nos extratos testados, havendo um melhor desempenho do extrato etanólico. A presença de polifenóis e esteroides/terpenoides encontradas neste extrato podem ser a resposta para uma melhor avaliação das atividades antioxidantes e anti-inflamatórias. Estudos futuros podem indicar um potencial anti-inflamatório promissor para esta planta, lembrando ainda que processos inflamatórios fazem parte do processo de carcinogênese, havendo portanto uma porta de entrada para maiores pesquisas avaliando o potencial anticâncer da C. grandifolia. / In traditional medicine, plants have been used in the treatment of several diseases throughout centuries and are considered as one of the largest sources for the development of new drugs. However, the bioactive components and action mechanisms are not entirely known. Aiming to contribute with scientific knowledge towards the study and development of new drugs, this work sought to identify their main phytochemical components, evaluate their cytotoxic and antioxidant potentials, as well as identifying and evaluating the therapeutic effect of Calyptranthesgrandifolia, through specific and known paths for their involvement in the inflammatory and carcinogenic process, such as TNF- α. Ethanolic and hexanic extracts from C. grandifolialeaves, gathered within the Lajeado municipality, were used in all experiments. The phytochemical analysis of steroids/terpenoids, tannins, flavonoids, coumarins, quinones, alkaloids and saponins were characterized using methodologies described in literature. The in vitro cytotoxic potential was evaluated through the Alamar Blue method using non drug-metabolizing CHOK1 cells and the antioxidant activity was performed through the DPPH method. The analysis of TNF-α release used RAW 264.7 cells, treated with vegetal extracts and posterior stimulation with LPS. The quantification of TNF-α release was quantified using ELISA method. The experiment results indicated the presence of steroids/terpenoids, tannins and flavonoids in the ethanolic extract. The cytotoxic potential did not present considerable cytotoxicity in the ethanolic extract and maintained increased cellular viability in most concentrations, only presenting a slight reduction in viability at 200 μg/mL. Similarly, cellular viability reduction could only be observed in the hexanic extract at the 200 μg/mL concentration. The antioxidant activity was only present in the ethanolic extract at a dose-dependant manner, with an IC50 value of 21.3±1.7μg/mL. The ethanolic extract also presented better results concerning the inhibition of TNF-α, given that it was significant at the 200 μg/mL concentration in comparison with the positive control (LPS). The hexanic extract also presented higher TNF-α inhibition at the 200 μg/mL concentration, however, there was no significant difference in comparison with LPS. The results of this study demonstrate that there are evidences of antiinflammatory activity in the tested extracts, with better performance in the ethanolic extract. The presence of polyphenols and steroids/terpenoids found in this extract may be the answer for its better evaluation concerning antioxidant and anti-inflammatory activities. Future studies may indicate a promising anti-inflammatory potential for this plant, also reminding that inflammatory processes are part of the carcinogenesis process, therefore, this is an entry path for larger researches evaluating the anticarcinogenic potential in C. grandifolia extracts.

Page generated in 0.0938 seconds