• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 59
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 61
  • 61
  • 52
  • 40
  • 39
  • 20
  • 19
  • 17
  • 16
  • 14
  • 13
  • 13
  • 11
  • 11
  • 9
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Incorporação das práticas de saúde do sistema tradicional pelo sistema institucional / Incorporation of health practices of the traditional system by the institutional system

Rabelo, Carmelita Pinto 16 September 1985 (has links)
O presente trabalho realizou estudos sobre a imcorporação das práticas de saúde da Medicina Tradicional Comunitária pela Medicina Institucional. Foram levantadas as Instituições Tradicionais Comunitárias que desenvolvem atividades de cura em Belo Horizonte e as Instituições Oficiais que dão assistência à população na área da saúde. Seis Instituições Tradicionais Comunitárias, foram selecionadas para identificação das práticas de saúde utilizadas e para estudar a população que se serve das fontes do sistema tradicional comunitário segundo os problemas de saúde e as caracteristicas individuais de idade sexo, renda familiar e instrução. Durante o estudo identificamos que, a população que tem mais acesso ao sistema tradicional comunitário é aquela situada na faixa etária de 40 anos e mais, do sexo feminino, com renda familiar de O a 3 salários mínimos, exclusive, e grau de instrução no nível primário; identificamos ainda que, o problema de saÚde que mais levou a população às referidas instituições foi \"Ataque de Nervos\", e o \"Passe\" foi a prática tradicional mais indicada para a população solucionar o seu problema de saúde. No campo das Instituições Oficiais selecionamos 100 das 234 existentes para identificar a participação dos praticantes tradicionais nos programas oficiais de saúde. / The present work realizing studies about the incorporation of the practices of health of Community Tradicional Medicine by the Medical Institution. The Tradicional Institutions that were raised (elevated) that desenvolved activities of cure in Belo Horizonte and the Oficial Institutions that give assistence to the population in the area of health. Six Tradicional Community Institutes, were chosen to identify the practices of health utilized and to study the population that serve the source of the Tradicional Community System according to the problems of health and the individual characteristics of age, sex, family income and instruction. During the study we identified that, the population that has more access to the Tradicional Community System and that situated in the fase of 40 years (forty years) and more, of the feminine sex, with a family income of (0) zero to (3) three minimum salaries, regardless of their educational level of instruction in the primary fase; we identified yet that, the problem of health that eked out a miserable existence to the population, which took them to the refered Institutes was \"The Attack of Nervos\", and the \"Pass\" was a Tradicional practice more indicated to solve for the population and the problem of health. In the camp of the Official Institutes chosen 100 of the 234 exist to identify the tradicional practicers in the official programs of health.
2

Incorporação das práticas de saúde do sistema tradicional pelo sistema institucional / Incorporation of health practices of the traditional system by the institutional system

Carmelita Pinto Rabelo 16 September 1985 (has links)
O presente trabalho realizou estudos sobre a imcorporação das práticas de saúde da Medicina Tradicional Comunitária pela Medicina Institucional. Foram levantadas as Instituições Tradicionais Comunitárias que desenvolvem atividades de cura em Belo Horizonte e as Instituições Oficiais que dão assistência à população na área da saúde. Seis Instituições Tradicionais Comunitárias, foram selecionadas para identificação das práticas de saúde utilizadas e para estudar a população que se serve das fontes do sistema tradicional comunitário segundo os problemas de saúde e as caracteristicas individuais de idade sexo, renda familiar e instrução. Durante o estudo identificamos que, a população que tem mais acesso ao sistema tradicional comunitário é aquela situada na faixa etária de 40 anos e mais, do sexo feminino, com renda familiar de O a 3 salários mínimos, exclusive, e grau de instrução no nível primário; identificamos ainda que, o problema de saÚde que mais levou a população às referidas instituições foi \"Ataque de Nervos\", e o \"Passe\" foi a prática tradicional mais indicada para a população solucionar o seu problema de saúde. No campo das Instituições Oficiais selecionamos 100 das 234 existentes para identificar a participação dos praticantes tradicionais nos programas oficiais de saúde. / The present work realizing studies about the incorporation of the practices of health of Community Tradicional Medicine by the Medical Institution. The Tradicional Institutions that were raised (elevated) that desenvolved activities of cure in Belo Horizonte and the Oficial Institutions that give assistence to the population in the area of health. Six Tradicional Community Institutes, were chosen to identify the practices of health utilized and to study the population that serve the source of the Tradicional Community System according to the problems of health and the individual characteristics of age, sex, family income and instruction. During the study we identified that, the population that has more access to the Tradicional Community System and that situated in the fase of 40 years (forty years) and more, of the feminine sex, with a family income of (0) zero to (3) three minimum salaries, regardless of their educational level of instruction in the primary fase; we identified yet that, the problem of health that eked out a miserable existence to the population, which took them to the refered Institutes was \"The Attack of Nervos\", and the \"Pass\" was a Tradicional practice more indicated to solve for the population and the problem of health. In the camp of the Official Institutes chosen 100 of the 234 exist to identify the tradicional practicers in the official programs of health.
3

Do moço do anel às coisas do azeite: um estudo sobre as práticas terapêuticas no candomblé

Reis, Marieta 17 September 2012 (has links)
Banca examinadora: Profª Drª Leny Alves Bomfim Trad (Orientadora); Profª Drª Clarice Santos Mota (Co-orientadora)ISC-UFBA; Profº Drº Estélio Gomberg - FFCH-UFBA; Profª Drª Mônica de Oliveira Nunes - ISC–UFBA. Data de defesa 27 de março de 2012. / Submitted by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2012-09-17T15:01:25Z No. of bitstreams: 1 Diss mestrado. Marieta Reis 2012.pdf: 1013865 bytes, checksum: 236225a1d555a1741d9876c7181b93df (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva(mariakreuza@yahoo.com.br) on 2012-09-17T15:06:17Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Diss mestrado. Marieta Reis 2012.pdf: 1013865 bytes, checksum: 236225a1d555a1741d9876c7181b93df (MD5) / Made available in DSpace on 2012-09-17T15:06:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Diss mestrado. Marieta Reis 2012.pdf: 1013865 bytes, checksum: 236225a1d555a1741d9876c7181b93df (MD5) Previous issue date: 2012-09-17 / Este trabalho situa-se entre os estudos voltados para as imbricações entre religião e saúde, os quais conjugam a análise de sentidos, práticas e escolhas terapêuticas. Os espaços religiosos vêm sendo reconhecidos no âmbito da pesquisa no campo da saúde coletiva e das políticas integrativas e complementares, integrando assim a rede de suporte social e de saúde da população. Optou-se aqui por realizar uma abordagem dos terreiros de candomblé, considerando seu papel no acolhimento, atenção e cuidado nas situações de padecimento, para com aqueles que buscam minimizar ou eliminar problemas e enfermidades. A medicina tradicional dos terreiros de candomblé convive e sobrevive ao avanço tecnológico e às práticas médico científicas. Com visões de mundo opostas, estes dois setores dividem os cuidados à saúde, de adeptos e não adeptos da religião, sendo muitas vezes utilizados simultaneamente. O presente estudo buscou compreender como e quando se dão as articulações de cuidados, entre os filhos e filhas de santo, à luz de práticas, saberes e concepções de saúde e doença no candomblé. Foi realizada uma pesquisa etnográfica no terreiro Ilê Axé Odè Yeyé Ibomin, entre o período que compreendeu março de 2011 a janeiro de 2012. Adotou-se como referencial teórico o conceito de sistema cultural de saúde e de modelos explicativos de Arthur Kleinman, bem como a perspectiva relacional de Eduardo Menéndez, para dar conta tanto da classificação do terreiro enquanto um dos setores de cuidado a saúde e de suas relações e articulações com os demais, quanto para subsidiar a abordagem das dimensões simbólicas desde a ótica dos sujeitos. A noção de corpo-complexo apareceu como categoria fundamental para compreender as práticas e concepções de saúde que estão diretamente relacionadas às articulações de cuidados. Os entrecruzamentos e os limites tênues das explicações, que se dividem entre as “doenças corporais” e as “doenças espirituais”, indicam a existência de noções distintas acerca de corpo e pessoa, distanciando-se daquelas utilizadas pelo setor profissional de saúde e refletidas nos sentidos que a doença adquire para os adeptos da religião. A complementaridade ganha espaço para explicação das articulações que estão implicadas nas múltiplas práticas terapêuticas empregadas no cuidado à saúde e tratamento às enfermidades. / Salvador
4

Percepções de profissionais de saúde sobre o cuidado ao abortamento em Salvador, BA.

Santos, Lívia Lima Nogueira dos 22 April 2014 (has links)
Submitted by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2014-10-06T20:15:32Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO LIVIA NOGUEIRA DOS SANTOS. 2014.pdf: 559694 bytes, checksum: ad0b15fe1f4728db89929b45de70e053 (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2014-10-07T14:17:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO LIVIA NOGUEIRA DOS SANTOS. 2014.pdf: 559694 bytes, checksum: ad0b15fe1f4728db89929b45de70e053 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-10-07T14:17:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO LIVIA NOGUEIRA DOS SANTOS. 2014.pdf: 559694 bytes, checksum: ad0b15fe1f4728db89929b45de70e053 (MD5) / Este trabalho tem como objetivo analisar as percepções dos profissionais de saúde que trabalham no cuidado obstétrico ao abortamento. O estudo foi realizado em três maternidades públicas de Salvador, Bahia, entre 2009 e 2010. Baseada na analise de vinte e nove entrevistas com médicos, enfermeiras, técnicas de enfermagem, assistentes sociais e psicólogas, descreve as suas percepções sobre o aborto, a vida reprodutiva das mulheres, as usuárias internadas por abortamento, a rotina hospitalar e as relações interpessoais que fazem parte do seu dia-a-dia na instituição. A discussão mostra que a situação do cuidado é semelhante àquela descrita na literatura científica sobre o tema, em outras regiões do Brasil, e em prévios estudos em Salvador, ou seja, há ampla evidencia de desumanização no cuidado e de violência institucional. Após deixar claro que o conhecimento dos profissionais a respeito da “Norma Técnica: Assistência Humanizada ao Abortamento” é quase nulo, o artigo compara as práticas de cuidado relatadas pelos informantes àquelas recomendadas por esta Norma. Defende que a violência institucional está atrelada ao contexto estrutural que engloba o cuidado, para além da dimensão das relações individuais entre profissionais e usuárias. Esse contexto que o envolve emerge como objeto ao apresentar os conceitos e valores dos entrevistados sobre o aborto e as mulheres envolvidas, e o retrato que fazem das condições e processos de trabalho, das normas institucionalizadas e das lacunas na sua formação no que diz respeito ao aborto e às usuárias com abortamento. Em conclusão, enfatizamos que a superação da violência institucional no cuidado ao abortamento depende de uma reestruturação dos serviços e de articulações intersetoriais.
5

NASF: fragmentação ou integração do trabalho em saúde na APS?

Souza, Thiago Santos de 07 July 2015 (has links)
Submitted by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2015-12-02T18:52:44Z No. of bitstreams: 1 DISS ACADEM. Thiago Santos de Souza. 2015.pdf: 816591 bytes, checksum: 932a1762a707d59c8c080d54e7e91e05 (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2015-12-02T18:53:01Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DISS ACADEM. Thiago Santos de Souza. 2015.pdf: 816591 bytes, checksum: 932a1762a707d59c8c080d54e7e91e05 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-12-02T18:53:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISS ACADEM. Thiago Santos de Souza. 2015.pdf: 816591 bytes, checksum: 932a1762a707d59c8c080d54e7e91e05 (MD5) / Nas últimas duas décadas, a Estratégia Saúde da Família evoluiu nos municípios e com a implantação dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) a atenção primária à saúde (APS) passou a contar com equipes que deveriam atuar em estreita parceria. Entretanto, ainda permanecem na literatura lacunas relacionadas à análise do processo de trabalho do NASF e suas relações técnicas e sociais. Esse estudo teve como objetivo analisar as práticas de saúde da equipe NASF, a fim de identificar se a inserção destes profissionais na APS reforça a fragmentação do trabalho em saúde ou fomenta a integração de suas práticas. Trata-se de um estudo de caso realizado em um município baiano, onde investigamos a equipe NASF e três EqSF. O estudo fundamenta-se nos referencias teóricos da teoria do processo de trabalho em saúde e dos modelos de atenção à saúde. Foram utilizadas como fontes de evidência documentos do município e da equipe NASF, informações registradas no diário de campo do pesquisador e realizadas 14 entrevistas semi-estruturadas envolvendo os integrantes do Núcleo de Apoio, médicas e enfermeiras de três EqSF, gestoras da atenção básica e uma profissional responsável por uma pesquisa de promoção à saúde, que os profissionais da APS do município participaram. A análise dos dados envolveu a técnica de triangulação de dados e fontes, e para compreensão das práticas foi utilizada uma matriz elaborada com a representação do “tipo ideal” de NASF por referência a cada modelo de atenção. Os resultados evidenciaram que a maioria dos profissionais nunca havia atuado na APS e não possuía formação em saúde coletiva. Apesar de terem sido identificados os principais agravos e problemas que acometiam a populaçãofoi evidente que a equipe NASF não enfatizou os determinantes sociais nas suas atividades.Os instrumentos de trabalho utilizados por estes profissionais foram relacionados à tecnologia material médica e ações de tecnologia sanitária. As atividades realizadas envolveram palestras, atendimentos, visitas e grupos nas unidades e instituições do território. Já as relações técnicas e sociais têm ocorrido com ausência de espaços compartilhados de decisões, circulação da informação limitada e existência de conflitos entre as equipes. Foi possível identificar que a equipe investigada se aproxima mais das características dos modelos hegemônicos. Destaca-se que a inserção dos profissionais do Núcleo de Apoio na APS tem possibilitado as EqSF do município ampliar suas atividades. Porém, existem desafios de diversas ordens que limitam as práticas e impõem entraves as relações técnicas e sociais tornando o processo de trabalho fragmentado. São necessárias outras pesquisas de natureza empírica que problematizem o trabalho da equipe NASF, aprofundem a compreensão das relações estabelecidas com as EqSF e avaliem a efetividade das suas atividades.
6

Práticas educativas parentais e saúde mental de crianças com deficiência visual / Parental educational practices and mental health of children with visual impairment

Cardoso, Luceli Kelly de Oliveira 04 May 2018 (has links)
A literatura contemporânea é abundante a respeito da importância da família para o desenvolvimento de crianças e adolescentes. Considerando a relevância da relação entre pais e filhos no processo de desenvolvimento, este estudo objetivou identificar a relação existente entre as práticas educativas parentais na percepção dos pais e dos filhos, bem como relacionar as práticas educativas parentais a problemas de saúde mental apresentados pelas crianças. Participaram do estudo dois grupos, sendo o primeiro composto por 21 crianças de 7 a 12 anos, com deficiência visual, e seus pais. O segundo grupo composto também por 21 crianças sem deficiência e seus pais, sendo este pareado ao primeiro grupo com relação a sexo, idade, figuras parentais, número de irmãos e classificação econômica. Trata-se de um estudo de comparação entre grupos, de corte transversal e de abordagem quantitativa. Foi realizada uma entrevista inicial com os pais, com a finalidade de coletar os dados das crianças, tais como: idade, sexo, se havia deficiências e/ou comprometimentos na saúde; dados da família, envolvendo a composição familiar; e, por último, a classificação econômica da família. Foi aplicado, na versão para pais e criança, o Inventário de Percepção Parental (PPI) (HAZZARD; CHRISTENSEN; MARGOLIN, 1983), para mensurar o comportamento dos pais nas práticas educativas, tanto na percepção dos filhos quanto na percepção dos próprios pais. Buscando indicadores da saúde mental das crianças, foi aplicado, na versão para pais, o Questionário de Capacidades e Dificuldades (SDQ) (GOODMAN, 1997). Foram feitas análises descritivas e correlacionais entre as variáveis estudadas (práticas educativas e saúde mental) e comparação entre os dois grupos de participantes, por meio de testes não paramétricos: Teste U de MannWhitney, Teste Exato de Fisher e Teste de Correlação de Spearman. Como resultado das correlações das percepções dos pais, mães e filhos quanto às práticas educativas, em ambos os grupos, destacaram-se os acordos nas avaliações que as crianças fizeram de seus pais (mães e pais) com as avaliações que pais e mães fizeram de si mesmos. Comparando os dois grupos, foi possível observar que, nos escores totais, apenas as respostas dos pais apresentaram diferença estatisticamente significativa. Assim, os pais das crianças com deficiência visual avaliaram-se de forma mais positiva que os outros pais; na soma negativa, apenas as respostas das mães encontraram diferença estatisticamente significativa. Assim, as mães de crianças sem deficiência visual avaliaram-se utilizando mais práticas coercitivas na educação de seus filhos. Com relação à saúde mental, a avaliação que os pais de ambos os grupos fizeram de seus filhos não mostrou diferenças estatisticamente significativas. Por outro lado, verificou-se que pais e mães tenderam a ver seus filhos, sejam eles com ou sem deficiência visual, com mais dificuldades do que seria esperado encontrar, segundo o instrumento utilizado. Os resultados em ambos os grupos, de modo geral, apontaram para a correlação entre práticas educativas parentais e saúde mental dos filhos, no sentido que, quanto melhores foram as práticas educativas, melhor foi o resultado relativo à saúde mental da criança / Contemporary literature is abundant about the importance of the family for the development of children and adolescents. Considering the relevance of the relationship between parents and children in the development process, this study aimed to identify the relation between parental educational practices and the perception of parents and children, as well as to relate parental educational practices to problems of mental health in children. The study involved two sample groups: the first group was composed of 21 children aged 7 to 12 years with visual impairment and their parents. The second group, composed of 21 non-visually impaired children and their parents, was paired with the first group regarding gender, age, parental figures, number of siblings and economic classification. This is a comparative, cross-sectional group study with a quantitative approach. An initial interview was conducted with the parents to collect the children\'s data (such as age, sex, if there were disabilities and / or health commitments), family data (including family composition) and finally the economic classification. The Parental Perception Inventory (PPI) (HAZZARD; CHRISTENSEN; MARGOLIN, 1983) was applied to parents and children to measure the perception of both about the behavior of parents in educational practices. The Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ) (Goodman, 1997) was applied to parents to seek mental health indicators for children. Descriptive and correlational analyses were carried out between the variables studied (educational practices and mental health) and the two groups of participants were compared by means of non-parametric tests: the Mann-Whitney U test, the Fisher\'s exact test and Spearman\'s rank correlation coefficient. As a result of the correlations of the perceptions of parents and children regarding educational practices, in both groups stands out the agreement in the evaluations that the children made of their parents and the evaluations that parents made of themselves. Comparing the scores of the two groups, it was observed that only the responses of the fathers presented a statistically significant difference: fathers of children with visual impairment were evaluated more positively than the others. In the negative sum, only the mothers\' responses had a statistically significant difference: mothers of children without visual impairment said they used more coercive practices in the education of their children. Regarding mental health, the evaluation that parents of both groups made of their children did not show statistically significant differences. On the other hand, according to the instrument used, it was possible to identify that parents tended to see their children with more difficulties than what would be expected, whether or not they had visual disabilities. In general, the results in both groups showed the correlation between educational practices of the parents and the mental health of the children, in the sense that, the better the educational practices were, the better the result of the child\'s mental health
7

Medicina Popular e Sistema Público de Saúde: a circularidade da saúde/doença a comunidade Nossa Senhora das Graças e a cidade de Manacapuru/AM

Nobre, Suzete Camurça 30 November 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-22T22:04:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertacao Final Suzete.pdf: 28910769 bytes, checksum: 9b468b3e5642d8d8c07d85e35f04125b (MD5) Previous issue date: 2009-11-30 / Item withdrawn by Divisão de Documentação/BC null (ddbc@ufam.edu.br) on 2015-05-11T14:39:33Z Item was in collections: Mestrado em Sociologia (ID: 68) No. of bitstreams: 1 Dissertacao Final Suzete.pdf: 28910769 bytes, checksum: 9b468b3e5642d8d8c07d85e35f04125b (MD5) / Item reinstated by Divisão de Documentação/BC null (ddbc@ufam.edu.br) on 2015-05-11T14:42:12Z Item was in collections: Mestrado em Sociologia (ID: 68) No. of bitstreams: 1 Dissertacao Final Suzete.pdf: 28910769 bytes, checksum: 9b468b3e5642d8d8c07d85e35f04125b (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas / This work addresses the concepts and practices of health care in the community Nossa Senhora das Graças, the rural municipality of Manacapuru, Amazonas, and in the urban area, with doctors and other health professionals belonging to the hospital Lázaro Reis and maternity Cecilia Cabral. It was based on ethnographic research, through which we can verify the complementarity of different practices, drawn from folk medicine and of the Public Health realized that the health practices of the community establish a deep symbolic and material exchange with the city in form of an herbal, allopathic medicine, the care of vaccination, birth in the maternity ward, the demand for prayers and catchers desmentidura the city and the community, among others. The prayers have significant role in the treatment of various diseases, and many patients as they seek to cure specialists and doctors, acting in tandem with the professional practices of Public Health observed specifics regarding medical practice of health professionals in Manacapuru, adopting a stance closer to the midwives, prayers and knowledge of medicinal plants in health care, differentiating, so the daily medical practice the precepts and principles of biomedicine. / A presente dissertação aborda as concepções e práticas do cuidar da saúde na comunidade Nossa Senhora das Graças, área rural do município de Manacapuru, Amazonas, e na área urbana do município, envolvendo médicos e outros profissionais de saúde pertencentes ao hospital Lázaro Reis e à maternidade Cecília Cabral. Adotouse a pesquisa etnográfica, por meio da qual se pode constatar a complementaridade de práticas diferentes, oriundas da medicina popular e do Sistema Público de Saúde. Percebeu-se que as práticas de saúde da comunidade estabelecem uma profunda troca material e simbólica com a cidade, na forma de troca de plantas medicinais, remédios alopáticos, os cuidados com vacinação, os partos realizados na maternidade, a procura por rezadores e pegadores de desmentidura na cidade e na comunidade, entre outros. Os rezadores tem papel significativo no tratamento de diversas doenças, e muitos pacientes procuram tanto estes especialistas de cura quanto os médicos, agindo de forma complementar as práticas dos profissionais do Sistema Público de Saúde. Observaramse, especificidades quanto à prática médica dos profissionais de saúde em Manacapuru, que adotam uma postura de maior proximidade com as parteiras, rezadores e o conhecimento sobre as plantas medicinais no cuidar da saúde, diferenciando, assim, a prática médica cotidiana dos preceitos e princípios da biomedicina.
8

Práticas educativas parentais e saúde mental de crianças com deficiência visual / Parental educational practices and mental health of children with visual impairment

Luceli Kelly de Oliveira Cardoso 04 May 2018 (has links)
A literatura contemporânea é abundante a respeito da importância da família para o desenvolvimento de crianças e adolescentes. Considerando a relevância da relação entre pais e filhos no processo de desenvolvimento, este estudo objetivou identificar a relação existente entre as práticas educativas parentais na percepção dos pais e dos filhos, bem como relacionar as práticas educativas parentais a problemas de saúde mental apresentados pelas crianças. Participaram do estudo dois grupos, sendo o primeiro composto por 21 crianças de 7 a 12 anos, com deficiência visual, e seus pais. O segundo grupo composto também por 21 crianças sem deficiência e seus pais, sendo este pareado ao primeiro grupo com relação a sexo, idade, figuras parentais, número de irmãos e classificação econômica. Trata-se de um estudo de comparação entre grupos, de corte transversal e de abordagem quantitativa. Foi realizada uma entrevista inicial com os pais, com a finalidade de coletar os dados das crianças, tais como: idade, sexo, se havia deficiências e/ou comprometimentos na saúde; dados da família, envolvendo a composição familiar; e, por último, a classificação econômica da família. Foi aplicado, na versão para pais e criança, o Inventário de Percepção Parental (PPI) (HAZZARD; CHRISTENSEN; MARGOLIN, 1983), para mensurar o comportamento dos pais nas práticas educativas, tanto na percepção dos filhos quanto na percepção dos próprios pais. Buscando indicadores da saúde mental das crianças, foi aplicado, na versão para pais, o Questionário de Capacidades e Dificuldades (SDQ) (GOODMAN, 1997). Foram feitas análises descritivas e correlacionais entre as variáveis estudadas (práticas educativas e saúde mental) e comparação entre os dois grupos de participantes, por meio de testes não paramétricos: Teste U de MannWhitney, Teste Exato de Fisher e Teste de Correlação de Spearman. Como resultado das correlações das percepções dos pais, mães e filhos quanto às práticas educativas, em ambos os grupos, destacaram-se os acordos nas avaliações que as crianças fizeram de seus pais (mães e pais) com as avaliações que pais e mães fizeram de si mesmos. Comparando os dois grupos, foi possível observar que, nos escores totais, apenas as respostas dos pais apresentaram diferença estatisticamente significativa. Assim, os pais das crianças com deficiência visual avaliaram-se de forma mais positiva que os outros pais; na soma negativa, apenas as respostas das mães encontraram diferença estatisticamente significativa. Assim, as mães de crianças sem deficiência visual avaliaram-se utilizando mais práticas coercitivas na educação de seus filhos. Com relação à saúde mental, a avaliação que os pais de ambos os grupos fizeram de seus filhos não mostrou diferenças estatisticamente significativas. Por outro lado, verificou-se que pais e mães tenderam a ver seus filhos, sejam eles com ou sem deficiência visual, com mais dificuldades do que seria esperado encontrar, segundo o instrumento utilizado. Os resultados em ambos os grupos, de modo geral, apontaram para a correlação entre práticas educativas parentais e saúde mental dos filhos, no sentido que, quanto melhores foram as práticas educativas, melhor foi o resultado relativo à saúde mental da criança / Contemporary literature is abundant about the importance of the family for the development of children and adolescents. Considering the relevance of the relationship between parents and children in the development process, this study aimed to identify the relation between parental educational practices and the perception of parents and children, as well as to relate parental educational practices to problems of mental health in children. The study involved two sample groups: the first group was composed of 21 children aged 7 to 12 years with visual impairment and their parents. The second group, composed of 21 non-visually impaired children and their parents, was paired with the first group regarding gender, age, parental figures, number of siblings and economic classification. This is a comparative, cross-sectional group study with a quantitative approach. An initial interview was conducted with the parents to collect the children\'s data (such as age, sex, if there were disabilities and / or health commitments), family data (including family composition) and finally the economic classification. The Parental Perception Inventory (PPI) (HAZZARD; CHRISTENSEN; MARGOLIN, 1983) was applied to parents and children to measure the perception of both about the behavior of parents in educational practices. The Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ) (Goodman, 1997) was applied to parents to seek mental health indicators for children. Descriptive and correlational analyses were carried out between the variables studied (educational practices and mental health) and the two groups of participants were compared by means of non-parametric tests: the Mann-Whitney U test, the Fisher\'s exact test and Spearman\'s rank correlation coefficient. As a result of the correlations of the perceptions of parents and children regarding educational practices, in both groups stands out the agreement in the evaluations that the children made of their parents and the evaluations that parents made of themselves. Comparing the scores of the two groups, it was observed that only the responses of the fathers presented a statistically significant difference: fathers of children with visual impairment were evaluated more positively than the others. In the negative sum, only the mothers\' responses had a statistically significant difference: mothers of children without visual impairment said they used more coercive practices in the education of their children. Regarding mental health, the evaluation that parents of both groups made of their children did not show statistically significant differences. On the other hand, according to the instrument used, it was possible to identify that parents tended to see their children with more difficulties than what would be expected, whether or not they had visual disabilities. In general, the results in both groups showed the correlation between educational practices of the parents and the mental health of the children, in the sense that, the better the educational practices were, the better the result of the child\'s mental health
9

Manual de boas práticas sobre o risco químico na central de quimioterapia do INCA a partir dos conhecimentos, atividades e práticas dos enfermeiros

Borges, Giselle Gomes January 2015 (has links)
Submitted by Fabiana Gonçalves Pinto (benf@ndc.uff.br) on 2016-05-17T19:36:39Z No. of bitstreams: 1 Giselle Gomes Borges.pdf: 2928602 bytes, checksum: 0f6004796d06237d4fade7e9f6aaca8d (MD5) / Made available in DSpace on 2016-05-17T19:36:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Giselle Gomes Borges.pdf: 2928602 bytes, checksum: 0f6004796d06237d4fade7e9f6aaca8d (MD5) Previous issue date: 2015 / Mestrado Profissional em Enfermagem Assistencial / O câncer é um evidente problema de saúde pública mundial. A quimioterapia trouxe uma maior taxa de cura para muitos tumores através da utilização de agentes químicos. Durante o manuseio dos quimioterápicos antineoplásicos (QA) é recomendado que o profissional utilize equipamentos de proteção individual (EPI) já que estes agentes oferecem efeitos indesejados e podem vir a constituir risco ocupacional. Este estudo tem como objeto o risco químico a que estão expostos os enfermeiros que desenvolvem suas atividades laborais em Centrais de Quimioterapia (CQT). Objetivo geral: implantar um manual de boas práticas com a finalidade de minimizar a exposição ao risco químico na CQT. Objetivos específicos: analisar os Conhecimentos, Atitudes e Práticas (CAP) dos enfermeiros a respeito do risco químico na CQT e elaborar um manual de boas práticas para os enfermeiros na CQT sobre a exposição ao risco químico a partir dos resultados do inquérito CAP. Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa, do tipo inquérito CAP. O estudo teve como amostra 26 enfermeiros de duas CQT. Utilizado para a coleta de dados um questionário autoadministrativo sem identificação, misto, contendo perguntas em que se utiliza uma escala de resposta paramétrica tipo Likert. Antecedendo a coleta dos dados o trabalho foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) com aprovação nº 12361613.4.00005274 em 12/09/2014. Resultados: Constatou-se que o conhecimento constituído a respeito do risco químico foi adequado nas duas CQT. Contudo, as atitudes e práticas diante do risco químico não foram coerentes. Dos enfermeiros, 96,2% consideram-se vulneráveis ao risco químico; o uso de EPI é considerado por 76,9% como um cuidado para que ocorra o manuseio seguro dos QA; quanto aos cuidados dispensados pelo Instituto aos que manuseiam QA, 53,8% citam os exames periódicos. O manual foi elaborado a partir dos resultados do inquérito CAP e implantado no Instituto, cenário do estudo, através do sistema Intranet. Para complementar, o manual de boas práticas, foram confeccionados sinalizadores com o intuito de embasar os enfermeiros a minimizarem a exposição ao risco. Conclusão: os profissionais que trabalham em CQT conhecem e consideram-se expostos ao risco químico. São necessárias intervenções para ampliar a adesão às medidas preventivas como o uso de EPI e subsídios com infraestrutura estratégica para a segurança do trabalhador. / Cancer is an obvious problem of global public health. The chemotherapy brought greater cure rate for many tumors through the use of chemical agents. During handling of antineoplastic drugs (QA) is recommended that professionals use personal protective equipament (PPE) as these agents provide unwanted effects and are liable to occupational risk. This paper studied the chemical risk they are exposed to nurses who develop their work activities on Chemotherapy Centers (CQT). Overall objective: to implement a manual of good practices in order to minimize exposure to chemical risk in the CQT. Specific objectives: to analyze the Knowledge, Attitudes and Practices (KAP) of nurses about the chemical risk in the CQT and prepare a manual of good for nurses in CQT on exposure to chemical risk from the KAP survey results. It is a descriptive research with a quantitative approach, the KAP. The study had as sample 26 nurses from two CQT. Used to collect data one auto administrative questionnaire unmarked, mixed, containing questions which uses a parametric response Likert scale. Preceding data collection work was submitted to the Research Ethics Committee (CEP) with approval number 12361613.4.00005274 on 09/12/2014. Results: It was found that knowledge made about chemical risk was adequate in both CQT. Yet attitudes and practices before the chemical risk were not consistent. 96,2% of nurses consider themselves vulnerable to chemical risk; the use of PPE is considered by 76,9% as a caution to occur safe handling of QA; as the care provided by the Institute to handling QA 53,8% cite the periodic examinations. The manual has been prepared from the KAP survey results and implanted in the study setting Institute through the Intranet system. In addition to the manual of good practice were made flags in order to base nurses to minimize exposure to risk. Conclusion: professionals working in CQT know and consider themselves exposed to chemical risk. Interventions are needed to increase the adherence to preventive measures such as the use of PPE and subsidies to strategic infrastructure for worker safety.
10

"Os profissionais do programa saúde da família frente ao uso, abuso e dependência de drogas" / The professionals of Programa Saúde da Família (Family Health Program) as to use, abuse and addiction of drugs.

Barros, Marcelle Aparecida de 06 March 2006 (has links)
O estudo tem como objetivo conhecer os sentimentos e as atitudes frente ao uso, abuso e dependência de drogas entre profissionais que atuam do Programa Saúde da Família (PSF) no município de Araçatuba – SP. A amostra foi composta por 286, enfermeiros, médicos, odontólogos, auxiliares de enfermagem, auxiliares de consultório dentário e agentes comunitários de saúde. Trata-se de um estudo, quantitativo, descritivo. Para o instrumento de coleta de dados foi formatado um questionário individual, estruturado com perguntas fechadas contendo: identificação sócio-demográfica, check – list de substâncias consideradas drogas de abuso, um, check - list de sentimentos ao lidarem com pacientes que fazem uso, abuso ou são dependentes de drogas, a escala de atitudes “The Seaman & Mannello Nurse’s Attitudes Toward Alcohol and Alcoholism Scale". Foi realizada uma análise descritiva e multivariada entre as variáveis com um intervalo de confiança de 95%. Verificou-se que, as substâncias consideradas drogas de abuso em unanimidade foram a cocaína, a maconha e o crack. Na avaliação da assistência, os profissionais do PSF percebem que os problemas relacionados ao abuso e dependência de drogas estão presentes entre os agravos à saúde (61,5%), e ainda 89% deles consideram muito importante assistir esses pacientes, havendo média maior para os profissionais com nível superior; porém, as dificuldades são consideráveis (69,2%), e no tocante a assistência realizada, tais profissionais (64%) percebem que tem pouco ajudado estes pacientes, e que os mesmos se beneficiam pouco da assistência oferecida (69%). Quase a metade dos profissionais de saúde apresentou os sentimentos de compaixão e tristeza frente ao paciente usuário de drogas. As atitudes foram positivas em relação a esses de uma forma geral, embora algumas vezes estivessem associados a sentimentos como ansiedade, estresse, medo, insegurança e desconforto. Quanto à satisfação profissional e pessoal ao trabalhar com pacientes usuários, houve uma média maior para os profissionais com curso de graduação. Estes profissionais também apresentaram maior percepção dos problemas físicos relacionados ao uso de drogas, e um prognóstico não muito positivo quanto aos pacientes usuários. Já o grupo dos profissionais de saúde do PSF sem curso de graduação, que é composto então em sua maioria por agentes comunitários de saúde, apresentam sentimentos e atitudes que demonstram maior aceitação quanto ao uso e usuário de drogas, porém com maiores dificuldades na abordagem junto aos mesmos. O estudo mostrou que existem possibilidades e uma relativa motivação para o desenvolvimento do conhecimento e intervenção junto aos usuários de drogas; mas ainda não tem sido significativamente o suficiente para gerar efeitos objetivos no PSF de acordo com os seus próprios profissionais. / This study has the objective of disclosing the feelings and attitudes (feeling, thinking and behavior) of the professionals of Programa Saúde da Família (PSF) (Family Health Program) (nurses, doctors, odontologists, nunrsing assistants, dental office assistants and health community agents) towars the use, abuse and addiction of drugs; compare the attitudes among the PSF health professionals with and without a university course as to that matter and identify what substances are considered addiction drugs by these professionals. It is quantitative, descriptive, sectional study. In order to attain the data collection, it was formatted an individual questionary, structured with closed questions containing: sociodemographic identification, check list of substances that are considered addiction crugs, the health assistance to the drug users at PSF, answered with five questions, check list of feelings when dealing with patients connected to the use, abuse, and addiction of drugs and the attitude scale “ The Seamn & Mannello Nurse’s Attitudes Toward and Alcoholism Scale" . It was carried out descriptive and multivaried analysiswith a safety interval of p>0,005; 286 professionals participated of this research. It was found out that the substances considered addiciton drugs, almost all of them, were cocaine, marijuana and crack. In the assistance evaluation, the profissionals pf PSF realized that the problems related to the abuse and dependence of drugs are present in the health damages (61,5%), and 89% of them consider very important to assist these patients, being higher the statistics for professionals with a university course; however, the difficulties are considerable (69,2%), and as to the the assistance perfomed, such professionals (64%) realized that have helped these patientes very little, and that they benefit little from the assistance offered (69%). Almost half of the health professionals present feelings of compassion and the sadness towards the patient with problems related to the use of drugs. The attitudes were positive toward the drug users in a general way, although sometimes they were associated to feeelings of anxiety, stress, fear, insecureness and discomfort. Concerning to the personal and professional satisfaction for working with chemical addicted patientes, there was a higher average for professional with a university course. These professional also presented a higher perception as to the physical problems related to use of drugs and a not very positive prognostic as to the users. On the other hand, the health professionals of PSF without a university course, most of them health community agents, demonstrate feelings and attitudes wich can show a better accepatance as to the drug use and users, however they present more difficulty in a approachinf them. The study showed that there are possibilities and a reasonable motivation for the development of knowledge and intervention with the drug users; but it has a not been sufficiently significant to genterate objetive effects in the PSF according to its own professionals.

Page generated in 0.0528 seconds