• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 20
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 23
  • 23
  • 23
  • 16
  • 16
  • 16
  • 8
  • 8
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Uso dos recursos educacionais abertos (REA) na educação superior/UAB:sonho ou realidade?

PEREIRA, Angela Maria de Almeida 24 February 2015 (has links)
Submitted by Natalia de Souza Gonçalves (natalia.goncalves@ufpe.br) on 2015-05-08T11:49:47Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Uso de Recursos Educacionais Abertos REA na educação superior UAB sonho ou realidade pdf 2.pdf: 4593189 bytes, checksum: 6019af02a69b607ee819ccf55b962b95 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-05-08T11:49:47Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Uso de Recursos Educacionais Abertos REA na educação superior UAB sonho ou realidade pdf 2.pdf: 4593189 bytes, checksum: 6019af02a69b607ee819ccf55b962b95 (MD5) Previous issue date: 2015-02-24 / CAPES / Recursos Educacionais Abertos (REA) são todos os materiais de ensino, aprendizagem ou pesquisa, publicados com uma licença aberta, que permite o seu uso de forma legal. O objetivo de nossa pesquisa é investigar a utilização dos REA na Educação a Distância (EAD), em cursos de licenciaturas oferecidos pela Universidade Aberta do Brasil (UAB), nas universidades federais de Recife, uma vez que a proposta de EAD/UAB é expandir a educação superior, principalmente no que se refere à formação de professores. Para dar suporte a nossa investigação, unimos três eixos: Educação como Direito Humano, de acordo com documentos nacionais e internacionais; colaboração no desenvolvimento de atividades, que permite a administração de conflitos e o envolvimento de todos e que tem como resultado o desenvolvimento coletivo; e os REA, materiais que permitem a sua adaptação/remix em diversos contextos, favorecendo a redução nos custos, a ampliação da oferta de material para os alunos, a otimização do tempo na preparação de material e, principalmente, o respeito aos direitos autorais. Para a coleta dos dados, utilizamos um questionário online, que contou com a participação de 114 sujeitos. Os resultados apontam que os professores utilizam os REA, mas não conhecem os licenciamentos abertos que os caracterizam como tal, neste sentido confirmamos a nossa hipótese inicial e abrimos um leque de possibilidades para pesquisas futuras.
2

RECOBA: um ambiente para publicação e compartilhamento de objetos de aprendizagem no formato aberto e fragmentado.

JUNQUEIRA, Rossana de Paula 14 May 2015 (has links)
Submitted by Isaac Francisco de Souza Dias (isaac.souzadias@ufpe.br) on 2015-10-20T19:17:52Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Dissertação(Rossana) - Com capa.pdf: 2650766 bytes, checksum: c0e96b8ec48ebcad06897d91b1e91fc2 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-10-20T19:17:52Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Dissertação(Rossana) - Com capa.pdf: 2650766 bytes, checksum: c0e96b8ec48ebcad06897d91b1e91fc2 (MD5) Previous issue date: 2015-05-14 / FACEPE / Os objetos de aprendizagem têm sido destacados pela literatura como uma solução eficiente para os problemas referentes à redução de custo no desenvolvimento de conteúdos educacionais. A reutilização do objeto de aprendizagem oferece uma forma eficiente de facilitar o ensino, pois ele pode ser readaptado para satisfazer diferentes tipos de usuários. Para isso, deve ser possível que um Objeto de Aprendizagem (OA) seja livremente utilizado, reutilizado e redistribuído por qualquer um. Infelizmente, grande parte dos OAs são disponibilizados de forma que não contribuem para a sua reutilização. Para promover o reúso dos OAs, eles precisam ser compartilhados em formatos abertos, ou seja, formatos estruturados e legíveis por máquinas, e que possam ser novamente usados de forma livre pela sociedade. Outro fator que contribuiria ainda mais para o seu reúso seria disponibilizá-lo de forma fragmentada, ou seja, dividido em pequenas partes. Uma vez criados os OAs, espera-se que eles sejam armazenados e disponibilizados em um local adequado, como os Repositórios de Objetos de Aprendizagem. Apesar da grande diversidade de Repositórios de Objetos de Aprendizagem atualmente disponíveis, diversos desafios ainda precisam ser enfrentados para a sua utilização de forma satisfatória e que contribua para o reúso dos OAs, entre eles podemos destacar: não ser de livre acesso, o formato escolhido para disponibilização do OA dificulta seu reúso, dificuldade em fazer buscar por um OA, além de não disponibilizar os OAs de forma fragmentada. Neste contexto, este trabalho propõe a criação de um repositório para publicação e compartilhamento de Objetos de Aprendizagem, utilizando formatos de dados abertos, e ainda sugerindo a fragmentação dos objetos, ou seja, a publicação do objeto em partes e não apenas como um todo. Após a criação do repositório, foi realizado um experimento a fim de verificar se a disponibilização do OA de forma fragmentada contribui para o reúso dos mesmos. Os resultados obtidos no experimento evidenciam a contribuição da proposta, tendo impacto positivo na reutilização dos OAs. O intuito é estimular a reutilização de Objetos de Aprendizagem, contribuindo, dessa forma, para o fortalecimento da aprendizagem, disseminação e aquisição de novos conhecimentos. / Learning objects have been highlighted in the literature as an efficient solution to the problems related to cost reduction in the development of educational content due to its reusability. For that purpose, a Learning Object (LO) must be freely used, reused and redistributed by anyone. Unfortunately, most of the LOs are available in a way that does not enable reuse. In order to promote the reuse of LOs, they must be shared in open formats, that is, structured and machine readable formats that can freely re-used by society. Another factor that would contribute to their reuse would be making it available in a fragmented way, i.e., divided into small parts. Once the LOs are created, it is necessary to define an adequate location for the storage of these objects - learning objects repositories. However, although there is a great diversity of Learning Objects Repositories now available, several challenges must be addressed for a satisfactory use that can contribute to the reuse of LOs, namely: lack of free access, format that undermines the reuse of the LO, difficulty in looking for a LO, lack of provision of LOs in a fragmented way. In this context, this work proposes the development of an environment for publishing and sharing learning objects, using the concept of Open Data, and suggesting the fragmentation of objects, i.e., the publication of the object in parts and not just as a whole. The aim is to encourage the reuse of learning objects, thus contributing to the strengthening of learning, dissemination and acquisition of new knowledge and enhancing learning.
3

Formação de educadores do campo e tecnologias digitais : relações e desafios na licenciatura em educação do campo da UnB

Castro, Wanessa de 16 April 2015 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2015. / Este estudo teve como tema a formação de educadores do campo para o uso de Tecnologias Digitais na Licenciatura em Educação do Campo da Universidade de Brasília. Teve como sujeitos da pesquisa os educandos da Turma 2 da referida Licenciatura. O objetivo principal foi investigar e analisar em que medida o acesso e a apropriação das Tecnologias Digitais no processo de formação de educadores do campo ajudam a utilizar e produzir recursos educacionais contextualizados que possam provocar alterações, numa perspectiva transformadora/emancipadora, em suas práticas pedagógicas nas escolas do campo. Para isso, usou como fundamentação teórica: Educação do Campo; escolas do campo; formação de educadores do campo: a Licenciatura em Educação do Campo na UnB (LEdoC – UnB); tecnologias digitais, letramento digital e Recursos Educacionais Abertos; Comunicação e Tecnologias da Informação – a formação para uso das Tecnologias Digitais em processos educativos; história e conceito de Recursos Educacionais Abertos; criação, adaptação, uso e compartilhamento de REA; e tipos de licença Creative Commons. O percurso metodológico desenvolveu-se sob a perspectiva do Materialismo Histórico Dialético e foi realizada uma pesquisa-ação cuja abordagem foi qualitativa. Para a coleta de informações foram utilizados: questionário, entrevista estruturada online, observação participante e diálogos pedagógicos realizados em várias etapas do processo de pesquisa. A partir da pesquisa chegou-se à conclusão que, ao ingressar na LEdoC, os docentes em formação, em sua quase totalidade, não tinham conhecimentos informáticos básicos e puderam construí-los ao longo do curso tanto nas aulas de Comunicação e Tecnologias da Informação quanto nos demais componentes curriculares; também, concluiu-se que formar um educador do campo requer diferenciação no tratamento, no currículo, nas estratégias e nas práticas pedagógicas; ainda, que houve e continua a haver transformação social tanto na vida desses docentes, agora formados como nas comunidades campesinas das quais eles fazem parte; que a utilização de Recursos Educacionais Abertos amplia muito as possibilidades de formação desses sujeitos; também que o uso de Tecnologias Digitais e REA, por si só, não promove transformação nas práticas pedagógicas, essa transformação somente acontecerá a partir de um conjunto de situações que tenham essa mudança como um de seus objetivos. Assim, o objetivo inicial dessa pesquisa, além de ser alcançado, ainda permitiu ampliar o escopo da pesquisa para utilização e produção de Recursos Educacionais Abertos, complementando a ideia de prática emancipatória por não utilizar programas e aplicativos pagos e compartilhar materiais que podem auxiliar outros educadores do campo. Por fim, a título de recomendação, foi feita a sugestão da criação do componente curricular Letramento Científico e Digital como disciplina e não mais oficina, com carga horária ampliada em relação à Oficina de Informática e com a criação de vaga para professor efetivo para este novo componente. / This study had as its theme the formation of field educators for the use of Digital Technologies in Education Degree in the Field of the University of Brasilia. We had as research subjects the students of Class 2 of the Bachelor. The main objective was to investigate and analyze to what extent access to and ownership of Digital Technologies in the formation of the field educators help you use and produce contextualized educational resources that can cause changes in a transforming / emancipatory perspective in their teaching practices in schools in the field. For this, it was used as theoretical foundation: Rural Education; schools in the field; training of field educators: a BA in Education Field at UNB (LEdoC – UNB); digital technologies, digital literacy and Open Educational Resources; Communication and Information Technology – training for use of Digital Technologies in educational processes; history and concept of Open Educational Resources; creation, adaptation, use and sharing of OER; and types of Creative Commons license. The methodological approach was developed from the perspective of Dialectical Materialism Historical and an action research was carried out whose approach was qualitative. For the collection of information were used: questionnaire, online structured interview, participant observation and teaching dialogues conducted at various stages of the research process. From the research was reached the conclusion that by joining LEdoC, teachers in training, almost entirely, had no basic computer skills and were able to build them throughout the course both in communication classes and Information Technology as in other curriculum components; Also, it was concluded that to form a field educator requires differentiation in the treatment, the curriculum, the strategies and teaching practices; still, there was and continues to have social transformation both in the lives of teachers, now formed as the field communities of which they are part; that the use of Open Educational Resources enlarge training opportunities these subjects; also that the use of Digital Technologies and SSA alone, does not promote change in teaching practices, this transformation will only happen from a set of situations that have this change as one of its objectives. Thus, the initial objective of this research, in addition to being achieved, still allowed to broaden the scope of research for use and production of Open Educational Resources, complementing the idea of emancipatory practice not to use paid programs and applications and materials that can assist other educators field. Finally, by way of recommendation, the suggestion of the curricular component of the creation Scientific and Digital Literacy as a discipline and not more workshop was made with expanded hours relative to Informatic Workshop and the creation of a vacancy for effective teacher for this new component. / Este estudio tuvo como tema la formación de educadores de campo para el uso de las Tecnologías Digitales en Licenciatura en Educación Rural de la Universidad de Brasilia. Teníamos como sujetos de investigación los estudiantes de la Clase 2 de la Licenciatura. El objetivo principal fue investigar y analizar en qué medida el acceso y apropiación de las tecnologías digitales en el proceso de la formación del profesorado rural ayuda que utiliza y producir recursos educativos contextualizados que pueden causar cambios en la perspectiva emancipadora en sus prácticas de enseñanza en las escuelas en el campo. Para ello, se utiliza como base teórica: Educación Rural; las escuelas en el campo; formación de educadores campesinos: una Licenciatura en Educación Rural de la UnB (LEdoC – UNB); tecnologías digitales, la alfabetización digital y los recursos educativos abiertos; Comunicación y Tecnología de la Información – formación para el uso de las tecnologías digitales en los procesos educativos; la historia y el concepto de los recursos educativos abiertos; creación, adaptación, uso e intercambio de REA; y los tipos de licencia Creative Commons. El enfoque metodológico desarrollado desde la perspectiva del materialismo dialéctico histórico y una investigación-acción se llevó a cabo cuyo enfoque fue cualitativo. Para la recolección de información se utilizaron: cuestionario, entrevista en línea estructurada, la observación participante y diálogos didácticos realizados en las distintas etapas del proceso de investigación. De la investigación llegó a la conclusión de que, al entrar en el LEdoC, maestros en formación, casi en su totalidad, no tenían conocimientos básicos de informática y fueron capaces de construir a lo largo del curso, tanto las clases de Comunicación y Tecnología de la Información como en otros componentes del plan de estudios; Además, se concluyó que forman un educador de campo requiere la diferenciación en el tratamiento, el plan de estudios, las estrategias y las prácticas de enseñanza; aún así, no era y sigue siendo la transformación social, tanto en la vida de los maestros, ahora formadas como las comunidades campesinas de los que forman parte; que el uso de los recursos educativos abiertos se extiende mucho las oportunidades de formación de estos temas; también que el uso de las tecnologías digitales y los recursos educativos abiertos en sí misma no promueve cambios en las prácticas de enseñanza, esta transformación sólo será posible a partir de un conjunto de situaciones que tienen este cambio como uno de sus objetivos. Por lo tanto, el objetivo inicial de esta investigación, además de ser alcanzado, todavía se permite ampliar el alcance de la investigación para el uso y producción de recursos educativos abiertos, como complemento de la idea de la práctica emancipadora no utilizar los programas y aplicaciones de pago y compartir materiales que pueden ayudar a otros educadores campo. Por último, a modo de recomendación, la sugerencia del componente curricular de la creación de alfabetización científica y digital como una disciplina y no más taller se realizó con horas ampliadas relativas a la Información Tecnología de Taller y la creación de un puesto vacante de maestro eficaz de este nuevo componente.
4

O processo de construção de objetos de aprendizagem em cálculo diferencial e integral durante uma atividade de design

Reis, Edinei Leandro dos [UNESP] 13 December 2010 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:24:52Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-12-13Bitstream added on 2014-06-13T20:07:57Z : No. of bitstreams: 1 reis_el_me_rcla.pdf: 1522737 bytes, checksum: 44978417cdf57f3f5fbf11faf03bad4d (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Nesta pesquisa, cuja questão norteadora foi: “Quais as características do processo de construção de Objetos de Aprendizagem em Cálculo Diferencial e Integral durante uma Atividade de Design?”, procuramos investigar o processo de construção de Objetos de Aprendizagem em Cálculo Diferencial e Integral. Esse processo ocorreu ao longo de um Curso de Extensão oferecido a alunos do curso de Licenciatura em Matemática do Instituto de Geociências e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista (IGCE/UNESP), Campus de Rio Claro. A metodologia da pesquisa teve caráter qualitativo, seguindo os procedimentos metodológicos dos Design Experiments, que possui como uma de suas características o aprofundamento da compreensão do fenômeno sob investigação pelo pesquisador enquanto a atividade está em andamento. Durante o Curso de Extensão as alunas participantes propuseram a construção de dois Objetos de Aprendizagem sobre os temas: “Pontos de Inflexão” e “Máximos e Mínimos de Funções”. Em nossa análise, discutimos sobre as características deste processo: a escolha de um tema, a delimitação do problema, a criação de esboços de tela – Storyboard –, a elaboração de um plano de aula, pautados em autores que versam sobre a aprendizagem por meio do Design e sobre o Construcionismo / In this research, whose question was: What features of the Building Process of Learning Objects in Differential and Integral Calculus during a Design Activity? we investigate the construction process of Learning Objects in Differential and Integral Calculus. This process took place over an Extension Course offered to students of Mathematics degree from the at Institute of Geoscience and Sciences from São Paulo State University at Rio Claro/SP (IGCE / UNESP). The research methodology was qualitative, following the methodological procedures of Design Experiments, which has as one of its features deepening the understanding of the phenomenon under investigation by the researcher while the activity is in progress. During the Extension Course the students participants proposed the construction of two Learning Objects on the themes: Inflection Points and Maxima and Minima of Functions. In our analysis, we discussed the characteristics of this process: choosing a topic, the delimitation of the problem, creating sketches of the screen - Storyboard - the preparation of a lesson plan, guided by the authors that talk about learning through Design and on Constructionism
5

Teias de aprendizagem : uma proposta de ensino com recursos educacionais abertos baseada na perspectiva de Ivan Illich

Lima, Ismael de January 2017 (has links)
Esta dissertação descreve uma intervenção desescolarizada efetivada dentro da escola. Desescolarizada no sentido de que há na intervenção um desprendimento das coisas tipicamente escolares como currículo, regras temporais e recompensas. Para Ivan Illich, autor do qual as ideias apresentadas no livro Desescolarização da Sociedade (1973) serviram como principal referencial teórico para este trabalho, os já exaustivamente discutidos problemas escolares são, na verdade, características intrínsecas dessa instituição. Ademais a escola seria um ritual de entrada para o mundo do consumo e um mecanismo que colabora com a reprodução das diferenças sociais. Uma alternativa à instituição escolar para o papel de mediador no processo de aprendizagem, seria a de fomentar o nascimento das “Teias de Aprendizagem” – redes autônomas de trocas de habilidades. A atmosfera propícia para o surgimento da nossa teia se constituiu no Colégio La Salle Carmo em Caxias do Sul, em dois semestres de 2014 e 2015. A plataforma escolhida para o nascimento dessa rede foi ancorada nos Recursos Educacionais Abertos (REA). Tais recursos favorecem o ciclo pesquisacriação- documentação-compartilhamento que, em nosso entendimento, é fundamental para desenvolver a autonomia dos alunos e para a abertura do conhecimento. Apresentamos aos alunos de ensino médio daquela escola a possiblidade de participarem de encontros semanais para que eles desenvolvessem seus projetos voltados, a princípio, para a mostra científica da escola. Nos encontros, os participantes tiveram disponíveis modelos de habilidades e ferramentas (como o Arduíno) para, de maneira autônoma, guiar seu aprendizado de acordo com o temática escolhida para seus projetos. Dividida em três momentos – (1) propiciar a formação da teia, (2) tornar os recursos disponíveis, (3) desenvolvimento de projetos, (4) documentação e compartilhamento – a intervenção desescolarizada mostrouse uma sugestão eficaz para um projeto extra curricular. / This dissertation describes a deschooling intervention performed inside a school. The descooling was applied in a way that during the intervention there was a detachment from the typical school things, such as, curriculum, time rules and rewards. To Ivan Illich, author whose book “Deschooling society” presented ideas that served as the main theoretical reference for this paper, the exhaustively debated school problems are, actually, intrinsic characteristics of this institution. Moreover, the school would serve as an entrance ritual to a world of consumption and a mechanism that colaborates with the reproduction of the social differences. An alternative to the school institution, to perform the mediating role in the learning process, would be to stimulate the birth of “The Learning Webs” – an independent network of habilty exchanges. A favourable atmosphere to the advent of our web appeared at the La Salle Carmo School in Caxias do Sul, in two semesters in 2014 and 2015. The plataform chosen to the birth of our network was based on the Open Educational Resources (OER). Such resourses favors a cycle of research-creation-documentation-sharing that, in our understanding, is vital to develop the students’ autonomy and to unlock knowledge. We presented to the middle school students from that school the possibility to attend weekly gatherings so that they could develop their projects concerning, at first, the school’s scientific fair. In those gatherings, the participants had at their disposal hability models and tools (such as Arduino) so that, in an independent way, they could guide their own learning according to the theme chosen for their projects. It was divided in three moments - (1) To enable the web formation, (2) to provide the avaliable resources, (3) Project development, (4) documentation and sharing – the deschooling intervention showed to be an effective suggestion for an extracurricular project.
6

Potencialidades dos recursos educacionais abertos para educação formal em tempos de cibercultura

Pinheiro, Daniel Silva 10 April 2014 (has links)
Submitted by DANIEL PINHEIRO (danielpinheiro26@gmail.com) on 2014-07-28T20:58:05Z No. of bitstreams: 1 dissertacao_daniel_pinheiro_texto_completo_CD_22072014.pdf: 1027011 bytes, checksum: 97bf34c2be3a472e93b9bf2536270e40 (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Auxiliadora da Silva Lopes (silopes@ufba.br) on 2014-07-30T18:17:59Z (GMT) No. of bitstreams: 1 dissertacao_daniel_pinheiro_texto_completo_CD_22072014.pdf: 1027011 bytes, checksum: 97bf34c2be3a472e93b9bf2536270e40 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-07-30T18:17:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 dissertacao_daniel_pinheiro_texto_completo_CD_22072014.pdf: 1027011 bytes, checksum: 97bf34c2be3a472e93b9bf2536270e40 (MD5) / Esta pesquisa de mestrado investigou as potencialidades dos Recursos Educacionais Abertos (REA) para a educação formal considerando o contexto da cibercultura. Para dar conta deste objetivo, optou-se por atribuir um caráter bibliográfico-documental à pesquisa tendo em vista a relevante produção desenvolvida sobre os temas que tangenciam a discussão, mas, que, ao mesmo tempo, revelam a carência por experiências de análise que os relacionem. Ao caracterizar o movimento pelos REA, com ênfase em seus desdobramentos no Brasil, a pesquisa identifica uma perspectiva educacional que emerge nestes tempos de cibercultura e é baseada no modelo da ética hacker e na filosofia do software livre. Tal perspectiva é a de fomento às “novas educações” que, conforme analisado na pesquisa, pode viabilizar o desenvolvimento de REA no âmbito da educação formal, algo que, por sua vez, favorece o aparecimento de potencialidades destes recursos – a colaboração, a autoria e o estabelecimento/fortalecimento de redes. A pesquisa conclui que o movimento global pelos REA e os processos desencadeados quando da sua criação/utilização nos espaços escolares, podem instaurar dinâmicas capazes de contribuir para que a escola, principal representante da educação formal, possa realizar sua função social na contemporaneidade.
7

Teias de aprendizagem : uma proposta de ensino com recursos educacionais abertos baseada na perspectiva de Ivan Illich

Lima, Ismael de January 2017 (has links)
Esta dissertação descreve uma intervenção desescolarizada efetivada dentro da escola. Desescolarizada no sentido de que há na intervenção um desprendimento das coisas tipicamente escolares como currículo, regras temporais e recompensas. Para Ivan Illich, autor do qual as ideias apresentadas no livro Desescolarização da Sociedade (1973) serviram como principal referencial teórico para este trabalho, os já exaustivamente discutidos problemas escolares são, na verdade, características intrínsecas dessa instituição. Ademais a escola seria um ritual de entrada para o mundo do consumo e um mecanismo que colabora com a reprodução das diferenças sociais. Uma alternativa à instituição escolar para o papel de mediador no processo de aprendizagem, seria a de fomentar o nascimento das “Teias de Aprendizagem” – redes autônomas de trocas de habilidades. A atmosfera propícia para o surgimento da nossa teia se constituiu no Colégio La Salle Carmo em Caxias do Sul, em dois semestres de 2014 e 2015. A plataforma escolhida para o nascimento dessa rede foi ancorada nos Recursos Educacionais Abertos (REA). Tais recursos favorecem o ciclo pesquisacriação- documentação-compartilhamento que, em nosso entendimento, é fundamental para desenvolver a autonomia dos alunos e para a abertura do conhecimento. Apresentamos aos alunos de ensino médio daquela escola a possiblidade de participarem de encontros semanais para que eles desenvolvessem seus projetos voltados, a princípio, para a mostra científica da escola. Nos encontros, os participantes tiveram disponíveis modelos de habilidades e ferramentas (como o Arduíno) para, de maneira autônoma, guiar seu aprendizado de acordo com o temática escolhida para seus projetos. Dividida em três momentos – (1) propiciar a formação da teia, (2) tornar os recursos disponíveis, (3) desenvolvimento de projetos, (4) documentação e compartilhamento – a intervenção desescolarizada mostrouse uma sugestão eficaz para um projeto extra curricular. / This dissertation describes a deschooling intervention performed inside a school. The descooling was applied in a way that during the intervention there was a detachment from the typical school things, such as, curriculum, time rules and rewards. To Ivan Illich, author whose book “Deschooling society” presented ideas that served as the main theoretical reference for this paper, the exhaustively debated school problems are, actually, intrinsic characteristics of this institution. Moreover, the school would serve as an entrance ritual to a world of consumption and a mechanism that colaborates with the reproduction of the social differences. An alternative to the school institution, to perform the mediating role in the learning process, would be to stimulate the birth of “The Learning Webs” – an independent network of habilty exchanges. A favourable atmosphere to the advent of our web appeared at the La Salle Carmo School in Caxias do Sul, in two semesters in 2014 and 2015. The plataform chosen to the birth of our network was based on the Open Educational Resources (OER). Such resourses favors a cycle of research-creation-documentation-sharing that, in our understanding, is vital to develop the students’ autonomy and to unlock knowledge. We presented to the middle school students from that school the possibility to attend weekly gatherings so that they could develop their projects concerning, at first, the school’s scientific fair. In those gatherings, the participants had at their disposal hability models and tools (such as Arduino) so that, in an independent way, they could guide their own learning according to the theme chosen for their projects. It was divided in three moments - (1) To enable the web formation, (2) to provide the avaliable resources, (3) Project development, (4) documentation and sharing – the deschooling intervention showed to be an effective suggestion for an extracurricular project.
8

Eventos complexos de letramentos na aprendizagem de inglês: relações entre práticas de letramentos, gamificação e motivação

DUARTE, Gabriela Bohlmann 23 May 2017 (has links)
Submitted by Cristiane Chim (cristiane.chim@ucpel.edu.br) on 2017-10-09T12:26:50Z No. of bitstreams: 1 GABRIELA BOHLMANN DUARTE.pdf: 2773097 bytes, checksum: 507493d6787e5927171f0653597272cf (MD5) / Made available in DSpace on 2017-10-09T12:26:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 GABRIELA BOHLMANN DUARTE.pdf: 2773097 bytes, checksum: 507493d6787e5927171f0653597272cf (MD5) Previous issue date: 2017-05-23 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES# / #2075167498588264571# / #600 / This doctoral dissertation discusses the connections between literacy practices, especially game literacy, and the processes of motivation and English learning. This discussion is conducted through data collected from gamified and non-gamified activities done by undergraduate students of two courses in English Teaching Degree. The concepts of gamification, literacy practices and events, and motivation are presented and the analysis is conducted theoretically and methodologically through the Complexity perspective. The activities were prepared for each group of students using open educational resources. They were used in two moments: in Study 1, conducted in 2015 with four students, and in Study 2, conducted in 2016 with eight students during an academic semester. We aimed to analyze the way in which the presence or absence of gamification influences: 1) students’ motivation to do the English activities; 2) the relationship between the students’ game literacy practices and the processes of motivation and language learning; 3) the relationship between the students’ game literacy practices and the doing of the activities. We also analyzed the kinds of feedback that emerged during the doing of the activities, seen here as complex literacy events. This concept is in accordance with a complex perspective of analysis and methodology. We propose a reflection on the complex literacy events that happened during the doing of each activity by the students, the factors involved in these events and the processes that are connected to them – language learning and motivation. Besides we understand that the students’ literacy practices, especially game literacy practices, are also important and may be related to the events and processes connected to them. This concept of complex literacy events is an attempt to understand the interaction among the elements that might have influenced their constitutions during the period of analysis through a holistic perspective. It also helps us to understand the relationship established with other processes, such as motivation, language learning and other literacy practices. The data was collected using recordings, questionnaires and conversations. This research demonstrated that the doing of listening activities led to a positive feedback in the complex literacy events, since the students were in contact with literacy practices that they enjoyed, such as watching videos, movies or TV series in English. On the other hand, the practice of studying linguistic aspects was not part of those students’ practices before that semester and, according to my perceptions about the group, it had a negative feedback because it was seen as difficult by them. Not having contact with game literacy practices was not a more important factor than the kind of activity or theme aspects for the motivation of most students. However, this fact does not diminish the relevance of using open educational resources with the students in this research, especially with the ones who participated in the Study 2. These resources were very useful for those students, who enjoyed doing the activities through the authoring system ELO. However, it’s not possible to generalize the efficiency of gamified activities for English learning, since there is the influence of other aspects in the students’ motivation. / Neste trabalho, propõe-se a discussão sobre as relações entre as práticas de letramentos, especialmente em games, e os processos de motivação e de aprendizagem de inglês. Essa discussão é conduzida a partir de dados referentes à realização de atividades gamificadas e não-gamificadas por alunos de cursos de Letras, com habilitação em inglês. Os conceitos de gamificação, práticas e eventos de letramentos e motivação são apresentados e a análise parte, teórica e metodologicamente, da perspectiva da complexidade. As atividades foram elaboradas de acordo com cada grupo de alunos e são recursos educacionais abertos. Elas foram usadas em dois momentos: no Estudo 1, aplicado a quatro alunos de um curso de licenciatura em Letras, em 2015; e no Estudo 2, com um grupo de oito alunos de outro curso de licenciatura em Letras, em 2016, ao longo de um semestre. Buscou-se analisar de que forma a presença ou ausência de gamificação influencia: 1) na motivação dos alunos para a realização das atividades; 2) nas relações entre as práticas de letramentos em games dos alunos com os processos de motivação e aprendizagem; 3) nas relações entre as práticas de letramentos em games dos alunos com a realização das atividades. Outro aspecto analisado são os tipos de feedback presentes no processo de realização das atividades, considerados eventos complexos de letramentos. Essa proposta de nomenclatura vai ao encontro de uma perspectiva complexa de análise e metodologia. Propõe-se, assim, pensar nos eventos complexos de letramentos que aconteceram ao longo da realização de cada atividade pelos alunos, nos fatores envolvidos em tais eventos e nos processos interligados a eles – aprendizagem e motivação. Além disso, entende-se que as práticas de letramentos desses alunos, especialmente em games, também sejam importantes e podem estar relacionadas aos eventos e aos processos conectados. Assim, tais eventos são considerados eventos complexos de letramentos a fim de tentar compreender de forma holística a interação entre os elementos que podem ter influenciado as suas constituições ao longo do período de análise e as relações estabelecidas com outros processos, como a aprendizagem e a motivação, e com outras práticas de letramentos. Os dados foram coletados a partir de gravações, questionários e conversas, de acordo com cada contexto de aplicação e coleta. Esta pesquisa demonstrou que as atividades voltadas para a compreensão oral parecem ter exercido um feedback positivo nos eventos complexos de letramentos, já que quase sempre houve contato com práticas de letramentos da qual os alunos gostavam, como assistir vídeos, filmes ou séries em inglês. Por outro lado, a prática de estudo de aspectos linguísticos, que não fazia parte do cotidiano dos alunos até aquele semestre e, de acordo com as minhas percepções sobre a turma e os seus relatos, exerceu um feedback negativo, já que era considerada difícil e, consequentemente, não prazerosa. Ter contato com práticas de letramentos em games não foi um fator mais importante do que o tipo de atividade desenvolvida ou a temática de cada atividade para a motivação da maioria dos alunos. Contudo, esse fato não desmerece a relevância do uso de recursos educacionais abertos com os alunos analisados, especialmente com a turma do Estudo 2. Estes recursos foram bastante proveitosos para esses alunos, os quais, em sua maioria, gostaram de realizar as atividades através do sistema de autoria ELO. Porém, não é possível generalizar a eficiência da gamificação em atividades para aprendizagem de inglês, já que há outros fatores que influenciam a motivação dos alunos
9

Professores de língua "na" e "em" rede? Formação continuada de educadores para práticas abertas de (re)produção de materiais didáticos online.

COSTA, Alan Ricardo 23 December 2016 (has links)
Submitted by Cristiane Chim (cristiane.chim@ucpel.edu.br) on 2017-10-25T11:33:23Z No. of bitstreams: 1 Alan Ricardo.pdf: 3178411 bytes, checksum: 7de58054cc4e425f904860fac2503807 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-10-25T11:33:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Alan Ricardo.pdf: 3178411 bytes, checksum: 7de58054cc4e425f904860fac2503807 (MD5) Previous issue date: 2016-12-23 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES# / #2075167498588264571# / #600 / The network society, in which we are inserted, allows not only for more dynamic, emerging and complex ways of interacting, but also new ways of teaching, learning and (re)thinking the teaching of languages, through the establishment of networks and connections. In contemporary society, so full of Information and Communication Technologies (ICTs), being "in network" does not necessarily mean being "in the network", considering that networking demands collaborative epistemologies and open practices among users. In education, this network paradigm is exemplified in the set of initiatives based on (re)production and (re)use of Open Educational Resources (OERs), as part of a political-ideological movement called Open Education. Along this line, the objective of this study is to investigate the attitude adopted by teachers - "in" and/or "in the" network – along with the proposition, implementation and evaluation of two in-service training courses for the production and (re)production of OERs for language teaching. The first course was intended for acting teachers and undergraduates in university language programs – Spanish in the Open University of Brazil (UAB) at the Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) in the Distance Education modality; the second, for language teachers in the undergraduate and graduate programs in languages at the Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Both courses were mediated by a Teaching Authoring Tool named Electronic Learning Organizer (ELO). The reason for choosing this tool is that it is an Open Authoring System (OAS), namely: online, free and adequate for the production and adaptation of different types of materials. Throughout the courses, by participant observation, semi-structured interviews and analysis of the OERs (re)produced by the teacher in training, it was verified that: (1) interaction, a key part of collaborative work and networking, needed to be constantly stimulated, (2) conceptions and beliefs held by the teachers regarding "plagiarism" and "(co)authorship" are related to producing OERs, but are not their main concern, and (3) the pedagogical dimension of OERs and the open practices are the main elements in teacher networks. It is concluded that, in the in-service training of teachers to produce OERs, the pedagogical component should be critically more emphasized, considering that the "in network” process, compared to the "in the network” process, goes beyond the merely technical aspect. / A sociedade em rede, na qual estamos inseridos, possibilita não apenas formas mais dinâmicas, emergentes e complexas de interagir, como também novas formas de ensinar, aprender e (re)pensar o ensino de línguas, pelo estabelecimento de redes e conexões. Na sociedade contemporânea, tão repleta de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), estar “na” rede não significa, necessariamente, estar “em” rede, considerando que o trabalho em rede demanda epistemologias colaborativas e práticas abertas entre os usuários. Na área da educação, exemplificam, de maneira profícua, este paradigma em rede o conjunto de iniciativas pautadas na (re)produção e no (re)uso de Recursos Educacionais Abertos (REAs), dentro de um movimento político-ideológico intitulado Educação Aberta. Nesse viés, o objetivo deste trabalho é investigar a postura adotada por professores – “na” e/ou “em” rede – ao longo da proposição, implementação e avaliação de dois cursos de formação continuada para o trabalho com REAs no ensino e na aprendizagem de línguas. O primeiro curso foi destinado a professores atuantes e egressos do curso de Letras – Espanhol da Universidade Aberta do Brasil (UAB), da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), na modalidade Educação a Distância (EaD); o segundo, destinado a professores de línguas vinculados ao curso de graduação e Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Ambos os cursos foram mediados com base na Ferramenta de Autoria para o Professor (FAP) intitulada Ensino de Línguas Online (ELO) em Nuvem. A razão para a escolha de tal ferramenta é sua característica como Sistema de Autoria Aberto (SAA): online, gratuito e facilitador da produção e adaptação de diferentes tipos de materiais. Ao longo dos cursos, por meio de observação participante, entrevistas semiestruturadas e análise dos REAs (re)produzidos pelos professores-cursistas, constatou-se que: (1) a interação, peça-chave do trabalho colaborativo e da constituição de redes, precisa ser constantemente estimulada, (2) concepções e crenças particulares dos professores, referentes à “plágio” e “(co)autoria”, por exemplo, estão atrelados ao trabalho com REAs, mas não são o elemento que mais se sobressai na constituição de redes, e (3) a dimensão pedagógica dos REAs e das práticas abertas é o elemento principal do trabalho “em rede” entre professores. Conclui-se que, na formação continuada de professores para o trabalho com REAs, o viés pedagógico deve ser contemplado de forma mais acentuada e crítica, tendo em vista que o trabalho “em” rede, em comparação a um trabalho “na” rede, vai além do aspecto meramente técnico.
10

Agile development of open educational resources / Desenvolvimento ágil de recursos educacionais abertos

Mauricio Massaru Arimoto 03 May 2016 (has links)
Over the years, the rapid advance of the computer and communication technologies has significantly changed the way in which the society communicates and conducts business. Similarly, changes have occurred in the way in which educational resources are designed, developed and made available to learners. Following this trend, the development and adoption of Open Educational Resources (OERs) has been gaining more supporters across the world, as a means to expand access to knowledge and improve education. Indeed, the free and open distribution of educational resources helps disseminate knowledge, facilitates access to information and promotes the democratisation of access to education, benefiting society as a whole. While OERs can bring benefits to, and impact on education, there are still challenges to their widespread production and adoption. One of the challenges faced by developers (including educators and practitioners) of OERs is to produce quality and relevant learning materials, capable of being reused and adapted in different contexts and learning situations. Also, there is a need for mechanisms that provide higher productivity of the development process and quality of the resulting OERs. This work aims to investigate the development of OERs and establish flexible approaches to effectively support the design and creation of these resources. In this context, an agile method for the development and sharing of OERs, named AM-OER, was established. It is grounded on practices of Software Engineering and on practices of Learning Design. Such practices are embedded in the development of OERs aiming at improving quality and facilitating reuse and adaptation. The ultimate aim of AM-OER is to support the development of quality OERs, able to motivate and guide learners in the process of knowledge construction. Preliminary empirical assessments were conducted to validate AM-OER through its application in the design and creation of courses in the free and open source software development and software testing domain. The results obtained so far have shown that the method is feasible and effective for the design and creation of OERs. / Ao longo dos anos, o rápido avanço nas tecnologias computacionais e de comunicação vem alterando de forma significativa o modo com que a sociedade se comunica e conduz seus negócios. De forma análoga, mudanças vêm ocorrendo na maneira com que os recursos educacionais são projetados, desenvolvidos e disponibilizados aos aprendizes. Seguindo essa tendência, o desenvolvimento e a adoção de Recursos Educacionais Abertos (REAs) vêm ganhando cada vez mais adeptos em todo o mundo, como uma forma de ampliar o acesso ao conhecimento e melhorar a educação. De fato, a distribuição livre e aberta de recursos educacionais contribui para a disseminação de conhecimento e facilita o acesso à informação, além de promover a democratização do acesso à educação, beneficiando a sociedade como um todo. Embora REAs possam trazer benefícios e impacto sobre a educação, ainda existem muitos desafios para sua ampla produção e adoção. Um dos desafios enfrentados pelos desenvolvedores (incluindo educadores e praticantes) de REAs é produzir materiais de aprendizagem de qualidade, capazes de serem reusados e adaptados a diferentes contextos e situações de aprendizagem. Evidencia-se também a necessidade de mecanismos que propiciem o aumento da produtividade do processo de desenvolvimento e da qualidade dos REAs elaborados. Este trabalho tem como objetivo investigar o desenvolvimento de REAs e estabelecer abordagens flexíveis para apoiar efetivamente o projeto e a criação desses recursos. Nesse contexto, um método ágil para o desenvolvimento e disponibilização de REAs, AM-OER, foi estabelecido. O método é fundamentado em práticas da Engenharia de Software e práticas de projeto de aprendizagem (Learning Design), incorporadas no desenvolvimento de REAs no intuito de melhorar a sua qualidade e facilitar o reúso e adaptação. O objetivo final do método é apoiar o desenvolvimento de REAs de qualidade, capazes de motivar e guiar os aprendizes no processo de construção de conhecimento. Avaliações empíricas preliminares foram conduzidas para validar o AM-OER por meio de sua aplicação no projeto e criação de cursos nos domínios de desenvolvimento de software livre e teste de software. Os resultados obtidos até o momento demonstram que o método é viável e eficaz no projeto e criação de REAs.

Page generated in 0.3688 seconds