• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 84
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 4
  • 2
  • Tagged with
  • 88
  • 88
  • 52
  • 51
  • 42
  • 33
  • 25
  • 25
  • 23
  • 21
  • 20
  • 16
  • 14
  • 14
  • 14
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Protocolo informatizado de dados clínicos e cirúrgicos em rinoplastia / Computerized protocol for clinical and surgery data in rhinoplasty

Mattos, Luís Fernando de [UNIFESP] January 2004 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:03:19Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2004 / O objetivo do nosso trabalho foi informatizar um protocolo de dados para o exame clinico e tratamento cirurgico do nariz para aplicacao na Cirurgia Plastica. Inicialmente realizamos uma pesquisa sistematica de dados clinicos e cirurgicos relacionados com o exame clinico do nariz. Esses dados foram levantados na literatura especializada, por meio de pesquisa nos principais livros-texto na area de Cirurgia Plastica e Anatomia e artigos cientificos no periodo de 1960 a 2003. Foram encontrados 353 itens referentes ao exame clinico e tratamento cirurgico do nariz. Esses termos foram organizados de forma sequencial, seguindo a propedeutica do exame clinico do nariz. Todos os dados coletados foram implantados com o auxilio de um software denominado SINPE (Sistema Integrado de Protocolos Eletronicos). A informatizacao dos dados foi realizada pela criacao de dois protocolos: mestre e especifico. O protocolo mestre abarcou seis itens sobre o exame clinico e tratamento cirurgico do nariz: avaliacao da face, avaliacao do nariz, exames complementares, tratamento, complicacoes e evolucao clinica. O protocolo especifico englobou oito diferentes diagnosticos relacionados com o exame clinico e tratamento cirurgico do nariz: laterorrima, nariz com alteracao de ponta, nariz com cirurgia previa, nariz com dorso proeminente, nariz em sela, nariz fissurado, nariz negroide e rinomegalia. O SINPE© permite ao usuario administrador, quando necessario, modificar, remover ou acrescentar novos dados ao Protocolo Eletronico do Exame Clinico do Nariz. A informatizacao da base de dados clinicos e cirurgicos do nariz foi realizada adequadamente e de forma padronizada e pode auxiliar tanto no ensino como na pesquisa e assistencia ao paciente / BV UNIFESP: Teses e dissertações
2

Recuperação de informação em campos de texto livre de prontuario eletrônicos do paciente baseada em semelhança semântica e ortográfica / Information retrieval from free text of eletronic patient records based on semantic similarity and approximate string matching

Martha, Amilton Souza [UNIFESP] January 2005 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:44:25Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2005 / A Recuperação de Informações é a ciência que estuda a criação de algoritmos para recuperar informações, principalmente provenientes de textos livres, que constituem a maior parte da informação em forma digital disponível nos dias atuais, sobretudo após a Internet. É evidente a necessidade de técnicas para recuperar informações dessa grande massa. Mecanismos de busca como Google®, Altavista®, Yahoo® e outros são indispensáveis para encontrar informações espalhadas na Internet em páginas da Web (arquivos PDF, TXT, HTML e outros) nos dias atuais. Na área da saúde, muitas informações também se encontram na forma de textos livres como os artigos científicos em bases de dados específicas da saúde como o Medline que possuem ferramentas de busca como Pubmed. Prontuários Eletrônicos do Paciente (PEP) também possuem informações em textos livres como o histórico ou evolução do paciente. Os profissionais da saúde que inserem informações podem utilizar termos sinônimos, jargões médicos, abreviaturas ou mesmo terem erros de ortografia. Para esses casos, a recuperação de informações com essas variações pode ser algo não trivial. Foram utilizadas duas bases de dados de PEP´s de clínicas distintas, sendo a primeira com 6732 histórias clínicas e a segunda com 26072 histórias. Foi desenvolvido um software chamado SIRIMED (Sistema de Indexação e Recuperação de Informações Médicas) que permitiu mostrar que a recuperação de informações baseada em semelhança semântica com um thesaurus médico (DeCS – Descritores em Ciências da Saúde) e semelhança ortográfica, baseada em um algoritmo de stemming, juntamente com edit distance, pode melhorar a quantidade de termos recuperados numa busca, em média de 30% comparada com a busca tradicional direta, que faz somente a busca do termo exato. A média de falsos positivos encontrados é menor que 0,5% nas duas bases de dados, o que não compromete o resultado do aumento de recuperação conseguido. / Information retrieval is a science that investigates models and techniques to recover information, mainly from free texts, that are the majority digital information after the internet advent. The necessity of techniques to recover information from this great mass of data is evident. Search engines like Google®, Altavista®, Yahoo® and others are indispensable to find information at Internet in PDF, TXT or HTML files. In the health context, a lot of information is registered as free texts like scientific articles into specific health databases like Medline which has specific search engines (Pubmed). Electronic Record Patient (ERP) has also free text information to describe patient’s history or evolution. The health professional who inserts information can use synonymous or medical terms, abbreviations or even make orthography mistake. In these cases, the recovery of the information with these variations could be not trivial. Two ERP databases from distinct clinics had been used. The first one had 6732 clinical histories and second had 26072 histories. A software called SIRIMED (Sistema de Indexação e Recuperação de Informações Médicas) was developed to show that recovery of the information based in both similarity semantics with a medical thesaurus (DeCS – Descritores em Ciências da Saúde) and approximate string matching (based on stemming and edit distance algorithm) can improve approximately 30% the amount of terms recovered if compared to traditional method, which searches only the exact string matching. The false positives average is less than 0.5% for both databases and, therefore, it doesn’t prejudice the obtained results. / BV UNIFESP: Teses e dissertações
3

Qualidade dos prontuários médicos como reflexo das relações médico-usuário em cinco hospitais de Recife/PE / Quality of medical charts as a reflection of doctor-user in five hospitals in Recife / PE

Sampaio, Adriano Cavalcante January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2015-05-27T13:35:00Z (GMT). No. of bitstreams: 2 589.pdf: 1764913 bytes, checksum: f779e91d95ed26c1285dc621df75b675 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2010 / Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil / Um relacionamento médico-usuário (RMU) adequado é fator essencial para o sucesso da prática médica. Grande parte das dificuldades de relacionamento e do distanciamento do usuário podem ser creditadas à qualidade da formação médica e à valoração da comunicação interpessoal no exercício profissional. O instrumento de trabalho, passível de mensurar e avaliar o tipo e a qualidade da relação entre os profissionais e os usuários é o prontuário médico, documento básico que permeia as atividades de assistência, pesquisa, ensino, administração e acompanhamento jurídico das atividades médicas, e é o elemento de comunicação entre os serviços e entre a instituição e os usuários. Pesquisa, realizada em Recife/PE, em 2005, envolvendo 1.300 prontuários encontrou cerca de 94 porcento dos mesmos classificados como 'ruins' e 'péssimos'. O presente estudo objetivou obter fundamentos para a seguinte hipótese: O preenchimento dos Prontuários Médicos, reflete uma relação de autonomia excludente e de fragilidade ética na relação médico-usuário. O objetivo geral foi avaliar a relação médico-usuário e suas repercussões no preenchimento e/ou compreensão dos dados dos prontuários médicos em cinco unidades da rede hospitalar. Metodologicamente foi desenvolvido um estudo de caso múltiplo, transversal, o que permitiu trabalhar com diferentes metodologias e efetivar a triangulação de informações. Levantou-se dados dos prontuários médicos através de um método de caráter quantitativo. Em seguida, coletou-se dados empíricos através de entrevistas e de um grupo focal constituído por profissionais médicos e gerentes dos hospitais em estudo. Os resultados mostraram elevados percentuais de prontuários com qualidade ruim e péssima, e os principais determinantes foram: formação inadequada, dificuldades de comunicação, inadequação ética da práxis médica e pouca cobrança organizacional
4

Investigação da documentação digital em um ambulatório de ortopedia / Digital documentation investigation at orthopedic's ambulatory

Nunes, Mauricio Merino [UNIFESP] January 2005 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:05:44Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2005 / Introdução: A documentação do processo assistencial em saúde é um dos fatores responsáveis pela qualidade do atendimento em saúde. Avaliar a qualidade dos prontuários e propor alternativas ao tradicional prontuário em papel têm sido muito estudados. Assim como em outras áreas da saúde, a Ortopedia vem presenciando um aumento significativo em seus procedimentos diagnósticos e terapêuticos, dificultando sua documentação. Em nosso estudo desenvolvemos e investigamos o desempenho da documentação digital de lesões esportivas da articulação do joelho em um ambulatório de ortopedia. Objetivo: Investigar a efetividade de prontuários específicos para avaliação de lesões esportivas da articulação do joelho em propiciar condições para elaboração de uma hipótese diagnóstica. Material: Prontuários de 45 pacientes do grupo de joelho do Centro de Traumatologia do Esporte - CETE da UNIFESP, divididos em três categorias: 15 prontuários em papel, 15 prontuários eletrônicos sem auditoria da completitude do preenchimento e 15 prontuários eletrônicos com auditoria da completitude do preenchimento. Método: Cópias dos 45 prontuários foram submetidas a dois avaliadores (I e II) com as respectivas hipóteses diagnósticas omitidas e para um terceiro avaliador (III) com as hipóteses diagnósticas presentes. Os dois primeiros, após avaliação de cada prontuário, elaboraram uma hipótese diagnóstica quando possível e responderam um questionário específico sobre variáveis qualitativas que dificultaram a elaboração da hipótese diagnóstica. Resultados: Foram efetivos 3 (20,0 por cento) prontuários em papel para o avaliador I e 5 (33,3 por cento) para o avaliador II, 11 (73,3 por cento) dos prontuários eletrônicos (PE I) para o avaliador I e 8 (53,3 por cento) para o avaliador II e 9 (60 por cento) dos prontuários eletrônicos (PE II) para o avaliador I e 12 (80 por cento) para o avaliador II. Conclusão: Os prontuários eletrônicos são os mais efetivos em propiciar condições para elaboração de uma hipótese diagnóstica baseada nos dados presentes nos mesmos / BV UNIFESP: Teses e dissertações
5

Metodologia para ajuste de indicadores de descfechos hospitalares por risco prévio do paciente

Kluck, Mariza Machado January 2004 (has links)
A prática assistencial deve ser apoiada por sistemas de informação clínica adequados, completos e disponíveis, que garantam a segurança do paciente através do suporte à tomada de decisão diagnóstica e terapêutica, com o objetivo de prevenir eventos e desfechos adversos, corrigir rumos e obter dados e indicadores que permitam medir, avaliar e comparar o grau da qualidade assistencial oferecida à população-alvo. Vários estudos demonstram que as medidas de desfecho da prática assistencial devem ser ajustadas pela gravidade do caso ou por condições próprias do paciente, em um processo conhecido como “ajuste por risco”. O ajuste por risco (ou padronização por severidade) visa a minimizar a influência confundidora de potenciais fatores de risco inerentes ao paciente e/ou a sua patologia, permitindo assim a comparação da qualidade da assistência, ajustando os desfechos encontrados para o risco prévio do paciente. Inúmeros estudos têm sido publicados, propondo modelos de ajuste de risco para diferentes desfechos de pacientes, mas esta metodologia ainda não está difundida no Brasil. As razões para isso podem ser a falta de conhecimento da metodologia adequada ou a reduzida disponibilidade de bases de dados clínicas adequadas a este tipo de análise. O objetivo desta tese é o de propor, testar e validar uma metodologia para ajuste de risco de desfechos hospitalares a partir de dados de prontuário eletrônico de pacientes do HCPA. A metodologia sugerida foi testada em uma amostra de dados de pacientes do HCPA visando definir um modelo de risco para óbito após realização de laparotomia exploradora e validada em outra amostra de pacientes do mesmo hospital. A tese é composta pela revisão da literatura realizada e por dois artigos que descrevem a metodologia proposta e os resultados de sua aplicação na definição de um índice de risco para mortalidade cirúrgica. A metodologia mostrou-se adequada para seu propósito e permitiu o desenvolvimento de um índice de risco para mortalidade cirúrgica que foi validado na amostra de teste com excelentes resultados. A discriminação do modelo, medida pela área sob a curva ROC, foi de 0,89 na coorte de derivação e de 0,90 na coorte de validação. O projeto permitiu também demonstrar a adequação do prontuário eletrônico de pacientes do HCPA a este propósito, em termos de completude, acurácia e fidedignidade das informações, além do fácil acesso aos dados. / Health information systems should provide the data and information required for effective health care delivery. On an individual patient level, the data and information should support diagnostic and therapeutic decision-making that assures patient safety by allowing the decision maker to predict adverse outcomes and correct a course of treatment accordingly. On an population level, the information system should produce process indicators that allow institutions to monitor and compare the quality of their health care processes. Various studies have shown that the values of healh care outcome indicators must be adjusted according to case severity and patient condition, a process known as risk adjustment. The process is an attempt to minimize inter-patient outcome variation by making adjustments for differences in the patients' clinical states that are known to influence process outcomes. Such adjustments allow more meaningful interpretation of indicator data across time, for the purpose of process quality monitoring within a population, and allow valid comparison between populations. Much work has been published in which risk adjustment models for different patient outcomes have been proposed; however, such models are not widely used in Brazil. This may be due to a lack of expertise in the area of risk modelling or simply the absence of the clinical data bases required to do the modelling. Whatever the reason, he work described herein is an attempt to correct this situation. The objective of this research was to propose, test and validade a risk assessment model that would allow outcomes based process indicators to be adjusted according to the individual patient risk based on data readily available in the patient record. The model was developed using data on 450 adult exploratory laparotomy patients admitted to the Hospital de Clínicas de Porto Alegre between February of 2000 and January of 2003 using surgical process related mortality as the outcome indicator. The model was validated using a sample of 251 patients at the same hospital. The thesis is composed of a literature review and two articles: one describing the model development process and the other reporting the results of testing and validating the model on a hospital population using surgical mortality as the process outcome indicator. The study shows that it is possible to develop a risk assessment model, based on data readily available in the patient record, appropriate for making risk adjustments to process outcome indicators. Further, the study demonstrated the quality of the content, in terms of accessibility, completeness and data fidelity, of the hospital's electronic patient record.
6

Metodologia para ajuste de indicadores de descfechos hospitalares por risco prévio do paciente

Kluck, Mariza Machado January 2004 (has links)
A prática assistencial deve ser apoiada por sistemas de informação clínica adequados, completos e disponíveis, que garantam a segurança do paciente através do suporte à tomada de decisão diagnóstica e terapêutica, com o objetivo de prevenir eventos e desfechos adversos, corrigir rumos e obter dados e indicadores que permitam medir, avaliar e comparar o grau da qualidade assistencial oferecida à população-alvo. Vários estudos demonstram que as medidas de desfecho da prática assistencial devem ser ajustadas pela gravidade do caso ou por condições próprias do paciente, em um processo conhecido como “ajuste por risco”. O ajuste por risco (ou padronização por severidade) visa a minimizar a influência confundidora de potenciais fatores de risco inerentes ao paciente e/ou a sua patologia, permitindo assim a comparação da qualidade da assistência, ajustando os desfechos encontrados para o risco prévio do paciente. Inúmeros estudos têm sido publicados, propondo modelos de ajuste de risco para diferentes desfechos de pacientes, mas esta metodologia ainda não está difundida no Brasil. As razões para isso podem ser a falta de conhecimento da metodologia adequada ou a reduzida disponibilidade de bases de dados clínicas adequadas a este tipo de análise. O objetivo desta tese é o de propor, testar e validar uma metodologia para ajuste de risco de desfechos hospitalares a partir de dados de prontuário eletrônico de pacientes do HCPA. A metodologia sugerida foi testada em uma amostra de dados de pacientes do HCPA visando definir um modelo de risco para óbito após realização de laparotomia exploradora e validada em outra amostra de pacientes do mesmo hospital. A tese é composta pela revisão da literatura realizada e por dois artigos que descrevem a metodologia proposta e os resultados de sua aplicação na definição de um índice de risco para mortalidade cirúrgica. A metodologia mostrou-se adequada para seu propósito e permitiu o desenvolvimento de um índice de risco para mortalidade cirúrgica que foi validado na amostra de teste com excelentes resultados. A discriminação do modelo, medida pela área sob a curva ROC, foi de 0,89 na coorte de derivação e de 0,90 na coorte de validação. O projeto permitiu também demonstrar a adequação do prontuário eletrônico de pacientes do HCPA a este propósito, em termos de completude, acurácia e fidedignidade das informações, além do fácil acesso aos dados. / Health information systems should provide the data and information required for effective health care delivery. On an individual patient level, the data and information should support diagnostic and therapeutic decision-making that assures patient safety by allowing the decision maker to predict adverse outcomes and correct a course of treatment accordingly. On an population level, the information system should produce process indicators that allow institutions to monitor and compare the quality of their health care processes. Various studies have shown that the values of healh care outcome indicators must be adjusted according to case severity and patient condition, a process known as risk adjustment. The process is an attempt to minimize inter-patient outcome variation by making adjustments for differences in the patients' clinical states that are known to influence process outcomes. Such adjustments allow more meaningful interpretation of indicator data across time, for the purpose of process quality monitoring within a population, and allow valid comparison between populations. Much work has been published in which risk adjustment models for different patient outcomes have been proposed; however, such models are not widely used in Brazil. This may be due to a lack of expertise in the area of risk modelling or simply the absence of the clinical data bases required to do the modelling. Whatever the reason, he work described herein is an attempt to correct this situation. The objective of this research was to propose, test and validade a risk assessment model that would allow outcomes based process indicators to be adjusted according to the individual patient risk based on data readily available in the patient record. The model was developed using data on 450 adult exploratory laparotomy patients admitted to the Hospital de Clínicas de Porto Alegre between February of 2000 and January of 2003 using surgical process related mortality as the outcome indicator. The model was validated using a sample of 251 patients at the same hospital. The thesis is composed of a literature review and two articles: one describing the model development process and the other reporting the results of testing and validating the model on a hospital population using surgical mortality as the process outcome indicator. The study shows that it is possible to develop a risk assessment model, based on data readily available in the patient record, appropriate for making risk adjustments to process outcome indicators. Further, the study demonstrated the quality of the content, in terms of accessibility, completeness and data fidelity, of the hospital's electronic patient record.
7

Metodologia para ajuste de indicadores de descfechos hospitalares por risco prévio do paciente

Kluck, Mariza Machado January 2004 (has links)
A prática assistencial deve ser apoiada por sistemas de informação clínica adequados, completos e disponíveis, que garantam a segurança do paciente através do suporte à tomada de decisão diagnóstica e terapêutica, com o objetivo de prevenir eventos e desfechos adversos, corrigir rumos e obter dados e indicadores que permitam medir, avaliar e comparar o grau da qualidade assistencial oferecida à população-alvo. Vários estudos demonstram que as medidas de desfecho da prática assistencial devem ser ajustadas pela gravidade do caso ou por condições próprias do paciente, em um processo conhecido como “ajuste por risco”. O ajuste por risco (ou padronização por severidade) visa a minimizar a influência confundidora de potenciais fatores de risco inerentes ao paciente e/ou a sua patologia, permitindo assim a comparação da qualidade da assistência, ajustando os desfechos encontrados para o risco prévio do paciente. Inúmeros estudos têm sido publicados, propondo modelos de ajuste de risco para diferentes desfechos de pacientes, mas esta metodologia ainda não está difundida no Brasil. As razões para isso podem ser a falta de conhecimento da metodologia adequada ou a reduzida disponibilidade de bases de dados clínicas adequadas a este tipo de análise. O objetivo desta tese é o de propor, testar e validar uma metodologia para ajuste de risco de desfechos hospitalares a partir de dados de prontuário eletrônico de pacientes do HCPA. A metodologia sugerida foi testada em uma amostra de dados de pacientes do HCPA visando definir um modelo de risco para óbito após realização de laparotomia exploradora e validada em outra amostra de pacientes do mesmo hospital. A tese é composta pela revisão da literatura realizada e por dois artigos que descrevem a metodologia proposta e os resultados de sua aplicação na definição de um índice de risco para mortalidade cirúrgica. A metodologia mostrou-se adequada para seu propósito e permitiu o desenvolvimento de um índice de risco para mortalidade cirúrgica que foi validado na amostra de teste com excelentes resultados. A discriminação do modelo, medida pela área sob a curva ROC, foi de 0,89 na coorte de derivação e de 0,90 na coorte de validação. O projeto permitiu também demonstrar a adequação do prontuário eletrônico de pacientes do HCPA a este propósito, em termos de completude, acurácia e fidedignidade das informações, além do fácil acesso aos dados. / Health information systems should provide the data and information required for effective health care delivery. On an individual patient level, the data and information should support diagnostic and therapeutic decision-making that assures patient safety by allowing the decision maker to predict adverse outcomes and correct a course of treatment accordingly. On an population level, the information system should produce process indicators that allow institutions to monitor and compare the quality of their health care processes. Various studies have shown that the values of healh care outcome indicators must be adjusted according to case severity and patient condition, a process known as risk adjustment. The process is an attempt to minimize inter-patient outcome variation by making adjustments for differences in the patients' clinical states that are known to influence process outcomes. Such adjustments allow more meaningful interpretation of indicator data across time, for the purpose of process quality monitoring within a population, and allow valid comparison between populations. Much work has been published in which risk adjustment models for different patient outcomes have been proposed; however, such models are not widely used in Brazil. This may be due to a lack of expertise in the area of risk modelling or simply the absence of the clinical data bases required to do the modelling. Whatever the reason, he work described herein is an attempt to correct this situation. The objective of this research was to propose, test and validade a risk assessment model that would allow outcomes based process indicators to be adjusted according to the individual patient risk based on data readily available in the patient record. The model was developed using data on 450 adult exploratory laparotomy patients admitted to the Hospital de Clínicas de Porto Alegre between February of 2000 and January of 2003 using surgical process related mortality as the outcome indicator. The model was validated using a sample of 251 patients at the same hospital. The thesis is composed of a literature review and two articles: one describing the model development process and the other reporting the results of testing and validating the model on a hospital population using surgical mortality as the process outcome indicator. The study shows that it is possible to develop a risk assessment model, based on data readily available in the patient record, appropriate for making risk adjustments to process outcome indicators. Further, the study demonstrated the quality of the content, in terms of accessibility, completeness and data fidelity, of the hospital's electronic patient record.
8

Os registros de prontuários clínicos para estudo da coordenação assistencial na atenção ao portador de diabete melito tipo 2 da Rede Integrada de Serviços de Saúde (RISS) do Recife-PE / The Medical records for Clinical Study Coordination of Care in Care Bearer of Diabetes Mellitus Type 2 Network Integrated Health Services (RISS) Recife-PE

Medeiros, Ana Carolina Cintra de Melo January 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2015-05-19T13:30:29Z (GMT). No. of bitstreams: 2 177.pdf: 569550 bytes, checksum: 51a19ef1eb3dea3e8e9508cf6b026476 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2013 / Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil / Os sistemas de saúde de países latino-americanos, inclusive o Brasil, passaram por programas de ajustes estruturais e reformas setoriais para melhorar resolutividade de sua atenção à saúde. Porém, a iniquidade e a ineficiência dos sistemas de saúde ainda são problemas centrais. Com o objetivo de reduzir os custos, ampliar a cobertura das ações e melhorar a qualidade da oferta de serviços de saúde, foi promovida a implantação de redes integradas de serviços de saúde (RISS). A pesquisa multicêntrica Impacto na equidade de acesso e eficiência de redes integradas de serviços de saúde na Colômbia e no Brasil (Equity-LA), se propõe a analisar o impacto da formação de RISS. No presente estudo, foi observado um objetivo das RISS, a melhora na coordenação assistencial (CA). CA pode ser definida como a articulação entre todos os serviços relacionados com a atenção a saúde, independente do lugar onde se recebe, de forma sincronizada e que se alcance o objetivo comum sem conflitos. O prontuário clínico é um importante instrumento de CA. Porém, estudos apontam a falta de valorização desse documento que acarreta inúmeros problemas à utilização desse instrumento para a análise da CA. Para verificar a existência de CA e descrever as dificuldades de um estudo de CA baseado em prontuários na rede de atenção à saúde do Recife, utilizou-se uma condição traçadora, o diabete melito tipo 2 (DM). Na abordagem quantitativa a matriz de indicadores sugeriu inadequações no controle da DM e na abordagem qualitativa evidenciaram-se dificuldades relacionadas a diversos aspectos: preenchimento e qualidade dos dados, recepção dos profissionais da saúde quanto a pesquisas e o acesso e organização dos prontuários clínicos nos serviços de saúde. Esse estudo aponta para a pouca valorização do prontuário clínico quanto ao preenchimento, uso para avaliação dos serviços de saúde e tomada de decisão que contribui para uma deficiente coordenação assistencial
9

Ética em pesquisa com seres humanos

Araujo, Nelma Camêlo de January 2017 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Florianópolis, 2017. / Made available in DSpace on 2017-09-05T04:10:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 348751.pdf: 2967399 bytes, checksum: 8acf48f7a48dacc5c2529e55a55d21ec (MD5) Previous issue date: 2017 / Na área da Ciência da Informação, a discussão sobre Ética aborda estudos sobre a Ética da Informação direcionada às discussões voltadas para a biblioteca e o uso das tecnologias da informação e comunicação. No Brasil, o tema ?Ética? foi difundido com características deontológicas, voltadas para a prática do profissional bibliotecário. O objetivo da tese foi compreender a apreciação dos membros dos Comitês de Ética em Pesquisa com Seres Humanos das Instituições de Ensino Superior de Alagoas em relação aos protocolos de pesquisas que tem como fonte de informação o Prontuário do Paciente, e suas implicações éticas. O contexto teórico aborda: ética e pesquisa; ética em Ciência da Informação; ética e pesquisa com seres humanos; bioética e regulamentação, prontuário do paciente, Serviço de Arquivo Médico e Estatístico, SAME prontuário e Ética do prontuário. A pesquisa é aplicada, qualitativa, exploratória, e o método utilizado foi o estudo de caso. O instrumento usado para coleta de dados foi o questionário, dividido em três blocos, totalizando 17 (dezessete) questões, semiabertas e abertas. O questionário e o Termo de Consentimento Livre Esclarecido foram distribuídos formalmente aos coordenadores dos respectivos Comitês de Ética das Instituições de Ensino Superior de Alagoas, ficando os mesmos responsáveis em aplicar o questionário e pela assinatura no respectivo Termo de Consentimento Livre Esclarecido. Dos quatro Comitês que autorizaram a realização da Pesquisa, um devolveu todos os questionários em branco. A população da pesquisa foi de 28 membros, destes, 23 responderam ao questionário. Os resultados da pesquisa apontam que 85% dos membros participantes da pesquisa dos Comitês de Ética em Pesquisa com Seres Humanos das Instituições de Ensino Superior de Alagoas, aceitaram as justificativas dos pesquisadores de declínio do Termo de Consentimento Livre Esclarecido, quando da utilização do Prontuário do Paciente, por entenderem que se trata de dado secundário e as questões éticas imbricadas nessa análise estão relacionadas às boas práticas de pesquisa, quais sejam, a preservação do direito do participante da pesquisa em permitir que se acesse suas informações contidas nos Prontuários. Conclui-se que os membros dos Comitês de Ética em Pesquisa com Seres Humanos de Alagoas deixaram de imprimir em profundidade seus conhecimentos sobre ?dados? e ?fonte de informações?, mas se identifica por meio dessas mesmas impressões que os mesmos entendem que o Prontuário do Paciente é um ?dado secundário?, sendo justificado a não aplicação do TCLE aos donos do Prontuário do Paciente quando da realização de pesquisas com essa fonte de informação. Recomenda-se a interlocução efetiva entre a Biblioteconomia e a Arquivologia para dirimir os conceitos sobre Prontuário do Paciente e consequentemente seu acesso e uso por parte de pesquisadores da área, interagindo com a área da saúde.<br> / Abstract : In the area of information science, the discussion of Ethics covers studies on the ethics of Information directed to the discussions towards the library and the use of information and communication technologies. In Brazil, the theme "ethics" was widespread with ethical characteristics, aimed at the practice of the professional librarian. The aim of the thesis was to understand the appreciation of the members of the Committee of ethics in research with Human Beings of the higher education institutions of Alagoas in research protocols that have as a source of information the patient records, and its ethical implications. The theoretical context covers: ethics and research; Ethics in information science; Ethics and research with human beings; Bioethics and regulations, patient records, medical records and statistical service, SAME chart and ethic of the chart. The lookup is applied, qualitative, exploratory, and the method used was the case study. The instrument used for collecting data was the questionnaire, divided into three blocks, totaling 17 (seventeen), semi-open and open issues. The questionnaire and consent form Free Savvy were distributed formally to the coordinators of the respective Ethics committees of institutions of higher education of Alagoas, getting the same responsible to implement the questionnaire and by signing in the appropriate consent form Free Clarified. Of the four committees that authorized the completion of the survey, a splice the blank questionnaires. The population of the research was from 28 members of these questionnaire replies were received from 23. The survey results show that 85% of the survey members of research ethics committees with Human Beings of the higher education institutions of Alagoas, accepted the justifications of the researchers of the decline consent form Free Clarified, when the use of patient records, to understand that these are secondary data and ethical issues that are related to the analysis to be done good research practices , namely, the preservation of the right of the participant to allow research access to their information contained in medical records. It is concluded that the members of the Committee of ethics in research with humans from Alagoas stopped printing in depth knowledge of "data" and "information source", but identifies itself through these same prints that they understand that the patient records is a "secondary" justified given the non-application of FICS to owners of patient records when conducting research with this source of information it is recommended the effective interaction between the library and the archival appraisal for settling the concepts of patient records and therefore your access to and use by researchers, interacting with the health sector.
10

Prontuário eletrônico do paciente : uso e aceitação por médicos da atenção primária

Holanda, Alexandre Alcantara 23 December 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:21:36Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-12-23 / To register health information is a daily activity and is essential for proper health care delivery and patient safety, health personnel liability. The electronic medical records presents the possibility of adding, interconnecting and organizing such a range of information with different purposes in a intelligent way. The municipality of Fortaleza decided to computerize its primary health care network with an electronic health record (EHR) in 2002. The objective of this dissertation was to evaluate use and adoption by primary care physicians of the 6th heath district of the City of Fortaleza by examining satisfaction level, knowledge and usage of specific EHR functionalities; and by analyzing the physicians? perceptions on the implementation, ease of use, reliability, strengths and weaknesses of the EHR. It was an exploratory descriptive and evaluative research using a questionnaire as the instrument for data collection. All 111 active doctors in the primary health care network of the 6th heath district of the city of Fortaleza during the months of September and October of 2008 were invited to participate. The instrument included closed-ended and open-ended questions. We performed quantitative analysis on the use and satisfaction. Qualitative analysis was performed on the following themes: implementation decision, ease of use, system reliability and EHR strengths and weaknesses. The response rate was 89% (99 doctors). For overall satisfaction with the EHR, 2 (2%) were satisfied, 50 (50,5%) were satisfied in part and 47 (47,5%) were not satisfied. High use of the system functionalities was associated with the following variables: being woman (p<0.05), younger (p<0.05), seeing less than 16 patients per half-day (p<0.05), attending residency (p<0.05) and being less satisfied with the EHR (p<0.05). The results of qualitative analysis showed the following categories: EHR potential if it worked properly; high expectations for other EHRs; insufficient and inadequate infrastructure and support; ease of use, but low usability; inadequate for the purpose; dysfunction during patient care; lack of training and knowledge about the system; distrust in the data security; influence on physician-patient relationship. The conclusions were that primary care physicians in general were dissatisfied with current EHR and considered it not reliable. However, they believed that there are potential gains in using computerized systems. Therefore, the current EHR was shown to be inappropriate and should be reviewed or replaced. Paper medical records may be a temporary solution taking into account the context and planning of health services from the local primary care. / O registro de informações na área da saúde é uma atividade cotidiana e essencial para a adequada assistência à saúde e segurança dos pacientes e dos prestadores de serviços. O prontuário eletrônico apresenta a possibilidade de agregar, inter-relacionar e organizar essa gama de informações diferenciadas com fins múltiplos de maneira inteligente. O município de Fortaleza (CE) informatizou a rede de atenção básica com um prontuário eletrônico do paciente (PEP) em 2002. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o uso e aceitação do PEP por médicos da atenção primária de um distrito de saúde de Fortaleza. Para isso foram feitas a investigação sobre o grau de satisfação, de conhecimento e uso de funcionalidades específicas do PEP e a análise da percepção dos médicos sobre a implantação, a facilidade de utilização, a confiança, as potencialidades e as fragilidades do PEP. Tratou-se de uma pesquisa avaliativa descritiva e exploratória utilizando um questionário como instrumento de coleta dos dados. Todos os 111 médicos na rede de atenção básica da secretaria regional 6 do município de Fortaleza atuantes durante os meses de setembro e outubro de 2008 receberam o convite para participação. Foi aplicado um instrumento composto de questões fechadas e abertas. Foram realizadas análises quantitativas sobre uso e satisfação, e análises qualitativas sobre acerto da implantação do sistema, a facilidade no uso, a confiança no sistema e as potencialidades e fragilidades. A taxa de resposta foi de 89% (99 médicos). Os achados demonstraram que a satisfação geral com o PEP é baixa com 2 (2%) satisfeitos, 50 (50,5%) satisfeitos em parte e 47 (47,5%) insatisfeitos. Houve associação entre maior uso das funcionalidades do sistema com as seguintes variáveis: ser mulher (p<0,05), ser mais jovens (p<0,05), atender menos que 16 pacientes por turno (p<0,05), estar em treinamento (residência médica, p<0,05) e estarem menos satisfeitos com o PEP (p<0,05). Os resultados da análise qualitativa apontaram as seguintes categorias: potencial que um PEP traria se funcionasse corretamente; esperança em relação a outros sistemas; insuficiente e inadequada infra-estrutura e suporte; facilidade de uso, porém baixa usabilidade; inadequação ao que se propõe; disfunção durante os atendimentos; falta de treinamento e conhecimento sobre o sistema; desconfiança na segurança dos dados; influência na relação médico-paciente. Conclui-se com o estudo que os médicos de uma forma geral estão insatisfeitos com atual PEP da atenção básica de Fortaleza, tem baixa confiabilidade apesar de acreditarem que há ganhos potenciais na utilização de sistemas eletrônicos. Portanto, o atual PEP não se mostra adequado e deve ser reformulado ou substituído. O prontuário em papel pode ser uma saída provisória levando em consideração o contexto e o planejamento dos serviços de saúde da atenção primária local.

Page generated in 0.0512 seconds