• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 53
  • 3
  • Tagged with
  • 56
  • 26
  • 13
  • 10
  • 8
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Suicídios e suas tentativas no Porto : estatística 1900-1915

Machado, António Ferreira 1919 (has links)
No description available.
2

Proposta de uma entrevista semi-estruturada para autopsia psicologica em casos de suicidio

2000 (has links)
Orientador: Neury Jose Botega Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-03-22T11:50:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Werlang, Blanca Susana Guevara.pdf: 7390061 bytes, checksum: fd517377349011876a9ec32ed79236e4 (MD5) Previous issue date: 2000 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:34:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Werlang_BlancaSusanaGuevara_D.pdf: 7390061 bytes, checksum: fd517377349011876a9ec32ed79236e4 (MD5) Previous issue date: 2000 Resumo: Pela literatura, sabe-se que a avaliação retrospectiva parece ser uma maneira científica de colher dados. Nos casos em que é necessário investigar o modo de morte, a avaliação retrospectiva costuma ser denominada autópsia psicológica, realizando a coleta de dados necessários através de entrevistas com pessoas que conheciam a vítima. Os pontos chaves de uma autópsia psicológica para casos de suicídio são: precipitadores e/ou estressores, motivação, letalidade e intencionalidade. Os autores, ainda que salientem a importância da experiência clinica para autópsia psicológica, não mencionam estratégias definidas, mas tão somente algumas listas, sugerindo áreas ou tópicos de investigação. Um instrumento para autópsia psicológica deveria fornecer informações adequadas e suficientes para permitir um grau razoável de concordância entre avaliadores. A Entrevista Semiestruturada para Autópsia Psicológica proposta neste trabalho ficou constituída por quatro módulos para avaliação dos temas chaves associados ao suicídio. Critérios para inclusão dos sujeitos na pesquisa foram identificados através de um estudo-piloto. Para avaliar a aplicabilidade do instrumento, foi utilizada uma amostra de 42 sujeitos, de alguma forma associados com 21 casos de suicídio, sendo realizadas 25 entrevistas, gravadas em áudio e posteriormente transcritas. O material correspondente, bem como os dados do inquérito policial, foram apresentados a quatro juízes. A avaliação das informações foi realizada com o auxílio de um formulário para a tomada de decisão, em quatro módulos: precipitadores e/ou estressores, motivação, letalidade e intencionalidade. O processamento dos dados, sempre que possível, foi feito através da estatística kappa do programa STATA. Quando não foi utilizada a estatística kappa, foi examinado o percentual de concordância. Os resultados deste estudo demonstraram que: é possível usar um instrumento semi-estruturado para autópsia psicológica, em casos de suicídio; a Entrevista Semi-estruturada para Autópsia Psicológica (ESAP) para casos de suicídio, elaborada com base teórica em quatro temas chaves, é aplicável, porque fornece informações que permitem um grau marcante de concordância entre avaliadores, verificado em 120 mensurações de julgamentos de quatro juízes, isto é: a) em três módulos do esquema decisório, houve concordância entre os juízes, em grau estatisticamente significante em todos os passos, exceto em um em cada módulo, mas que não comprometeu a concordância final sobre a avaliação de precipitadores e/ou estressores, motivação e intencionalidade; b) no módulo relativo à avaliação da letalidade, houve 100,0% de concordância entre juízes; c) os julgamentos dos quatro avaliadores, nos quatro módulos, permitiu chegar à concordância final quanto ao modo de morte como suicídio Abstract: From the literature, it is well known the retrospective evaluation seems to be a scientific way to collect data. In cases that require mode of death investigation, the retrospective evaluation is usually called psychological autopsy. Data collection has been done through interviews with people who knew the victim. The key items to a psychological autopsy for suicide cases are: precipitants and/or stressores, motivation, lethality, and intentionality. Although the authors point out the importance of the clinic experience for psychological autopsy, they do not mention definite strategies, but just some lists, suggesting areas or topics of investigation. An instrument to evaluate psychological autopsy should provide enough, and suitable information in order to allow a reasonable degree of agreement among evaluators. The Semi-Structured interview for Psychological Autopsy proposed in this paper consists of four evaluation modules to evaluate key topics associated to suicide. Criteria for choosing the subjects for the research have been identified through a pilot study. In order to evaluate the instrument applicability, a sample formed by 42 subjects related to 21 suicide cases has been used. Twenty-five (25) interviews have been tape recorded first, and then transcribed. The related material as well as the police inquiry data investigation have been presented to four judges. Evaluation of information has been carried out with the help of a four-module formulary for decision taken: precjpitants and/or stressores, motivation, lethality, and intentionality. Data processing, whenever possible, has been done through kappa statistics, from STATA software. Every time when kappa statistics was not possible to beutilized, agreement percentage has been used. The results of this study have shown that: a) it is possible to use a semi-structured instrument for psychological autopsy, in suicide cases; b) the Semi-Structured Interview for Psychological Autopsy (SSIP A) in suicide cases, theoretically based on four key topics, is applicable because it provides information containing a significant degree of agreement among evaluators, found in one hundred twenty measurements of judgements made by four judges. That is to say: a) there has been significant statistics agreement among the judges three modules of the model for decision, except in one step ftom each module, which did not interfere in the final agreement on the present evaluation; b) in the lethality evaluation module, there has been a 100% agreement among judges; c) the judgements made by four evaluators on the four modules have allowed to reach a final agreement related to suicide mode Doutorado Saude Mental Doutor em Ciencias Medicas
3

O gesto autodestrutivo : um estudo psiquiatrico da tentativa de suicidio por ingestço de corrosivos

1976 (has links)
Orientador : Anibal Silveira Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-05-10T13:15:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Herrmann, Fabio Antonio_D_(sem resumo).pdf: 5632643 bytes, checksum: a75deb483c972e8c8dfa76b3960f406c (MD5) Previous issue date: 1976 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:35:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Herrmann_FabioAntonio_D.pdf: 5632643 bytes, checksum: a75deb483c972e8c8dfa76b3960f406c (MD5) Previous issue date: 1976 Resumo: Não informado. Abstract: Not informed. Doutorado Doutor em Ciências Médicas
4

Estudo sobre tentativa de suicídio por envenenamento no Recife PE, Brasil

2010 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T22:57:05Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo1348_1.pdf: 8868847 bytes, checksum: 128c5419d919dd55ed66cafa66e7620e (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2010 Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior As tentativas e os suicídios têm se tornado um problema de saúde pública, sendo o autoenvenenamento um dos métodos mais utilizados de atentar contra a própria vida. Este estudo foi realizado em pacientes que tentaram suicídio por envenenamento (TSE) e foram atendidos na Restauração, o maior hospital público de Pernambuco. Objetivo: descrever o perfil sociodemográfico; identificar os principais agentes utilizados; apontar alguns estressores associados à TSE e analisar as diferenças de gênero. Método: o estudo quantitativo, descritivo, analítico, do tipo corte transversal, que avaliou 110 pacientes, com idades entre 14 e 78 anos, atendidos com TSE, no período de janeiro a agosto de 2009. Os instrumentos de avaliação utilizados foram a entrevista padronizada Mini International Neuropsychiatric Interview Brazilian, versão 5.0.0 (MINI), e formulário de entrevista especialmente desenvolvido para o estudo. Resultados: do total, 70% eram mulheres; idade média de 28,8 anos; 58,2% entre 14 e 28 anos; 63,6% encontravam-se sem convívio conjugal; 54,5% estavam desempregados; 85,5% sem profissão; 75,5% declararam-se dependentes de terceiros financeiramente; 67,3% admitiram ter uma crença religiosa; 98,2% com pelo menos um transtorno psiquiátrico. Dentre os estressores, 71,8% dos entrevistados atribuíram como a causa para cometer TSE os conflitos interpessoais (sendo 47,3% afetivos e 24,5% familiares do 1o grau); 80% relataram ideação suicida; 30,9%, TS anterior; 52,7% admitiram ter planejado o ato; 90,9% relataram doença mental na família; 62,7% alegaram fatos traumáticos ao longo da vida; 26,4%, abuso sexual e 17,3% ocorridos na infância; 61,8% declararam estar aliviados por não terem morrido. Em relação a outras variáveis, ressaltam-se 98,2% com um ou mais Transtornos Psiquiátricos; 71,8% falam do Transtorno Depressivo; 28,2% com uso nocivo de bebidas alcoólicas; 27,8% com TAG; 64,5% com comorbidade psiquiátricas; 90,9% com a doença mental na família, e 20% com tentativa de suicídio entre os familiares. Dos agentes declarados, 50,9% foram por ingesta de medicamentos; 45,5% agrotóxicos e 33,6% declararam estar sob efeito de bebidas alcoólicas no momento do envenenamento. Na comparação de gênero, a idade variou de DP=8,4 para os homens e DP=11,55 para as mulheres. As diferenças significativas foram: abuso sexual na infância, sendo 22,1% das mulheres e 6,1% dos homens; transtornos decorrentes de bebidas alcoólicas, 42,4% dos homens e 22,1% das mulheres. Admitiram estar sob efeito de bebidas alcoólicas 51,5% dos homens e 26% das mulheres. Conclusões: os resultados confirmaram outros estudos da literatura: idade média de 28,8 anos; quase três vezes mais mulheres; vida marcada por conflitos afetivo-familiares; precárias condições de autogestão (instrução deficiente, sem profissão, desemprego), por alto índice de transtornos mentais (destacando-se depressivos e alcoolismo) e suporte familiar e social precários. Restou evidente o impacto dos problemas presentes como fortes estressores. Esses dados apontam para a necessidade de planejamento de programas preventivos mais efetivos, em especial para a população mais vulnerável
5

Contribuição para o estudo psico-endócrino das depressões e das ideias de suicídio

1973 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T22:57:11Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1973 BV UNIFESP: Teses e dissertações
6

Homicídio e Suicídio : seu diagnóstico nos ferimentos por armas de fogo curtas

Lopes, Carlos Ribeiro da Silva 1936 (has links)
No description available.
7

Indicadores de proteção e de risco para suicídio por meio de escalas de auto-relato

2007 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2007. Submitted by wesley oliveira leite (leite.wesley@yahoo.com.br) on 2009-09-25T19:10:49Z No. of bitstreams: 1 Tese_Daniela Yglesias.pdf: 726757 bytes, checksum: 1e87ae8e2155b223106829d19768d12f (MD5) Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2009-09-29T16:14:26Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Tese_Daniela Yglesias.pdf: 726757 bytes, checksum: 1e87ae8e2155b223106829d19768d12f (MD5) Made available in DSpace on 2009-09-29T16:14:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tese_Daniela Yglesias.pdf: 726757 bytes, checksum: 1e87ae8e2155b223106829d19768d12f (MD5) Previous issue date: 2007 Estimar o risco de suicídio envolve a avaliação tanto de indicadores de risco quanto de proteção para crise suicida. Os indicadores de risco mais freqüentemente citados na literatura são: existência de transtorno mental, história de tentativa de suicídio, ideação suicida, sintomas depressivos e ansiosos, impulsividade, desesperança entre outros. Os principais indicadores protetivos destacados são: satisfação com a vida, auto-imagem positiva, recursos de enfrentamento, otimismo, estabilidade emocional, existência de um projeto de vida. O presente estudo objetivou estimar o risco de suicídio. Os instrumentos utilizados foram: Suicide Behavior Questionnaire Revised (SBQR), Positive and Negative Suicide Ideation (PANSI), Suicide Resilience Inventory (SRI), Child Abuse and Trauma Scale (CAT) e Minnesota Multiphasic Personality Inventory 2 (MMPI-2), e uma lista de Eventos Estressores (EVES). Esses instrumentos avaliam, respectivamente: comportamento suicida; ideação suicida e recursos de enfrentamento; resiliência ao suicídio; percepção de abuso e negligência na infância e adolescência; indicadores psicológicos (depressão, ansiedade, problemas de relacionamento e indicadores psicóticos) e existência de eventos adversos recentes. A amostra foi composta de 458 sujeitos inscritos na lista de espera de um serviço de psicologia de uma unidade pública de referência em saúde mental do Distrito Federal. A Regressão Logística foi utilizada para prever pertencimento ao grupo de sujeitos com ou sem risco de suicídio. O grupo de risco foi definido com tendo escores no SBQR maiores que um desvio padrão acima da média. Dois modelos forneceram as melhores estimativas de risco: (1) as escalas de Ideação Negativa (PANSI) e Depressão e Ideação Suicida (MMPI-2) com fatores de risco e Estabilidade Emocional (SRI) e Reação Negativa ao Tratamento (MMPI-2) como fatores de proteção; (2) Ideação Negativa (PANSI) como fator de risco e Estabilidade Emocional (SRI) e Ideação Positiva (PANSI) como fatores de proteção. O primeiro modelo é composto por variáveis que avaliam: ideação suicida, depressão, estabilidade emocional, rejeição ou descrença no suporte de terceiros. As variáveis do segundo modelo avaliam ideação suicida, estabilidade emocional e capacidade de enfrentamento de situações estressantes. Este dois modelos confirmam expectativas já demonstradas em estudos anteriores. Revelam também como outros covariantes do risco são preteridos por variáveis mais relevantes, como ideação suicida ou depressão. A escala de Reação Negativa ao Tratamento surpreendeu ao contribuir como fator de proteção; supomos poder haver nesta escala uma parcela de variância relacionada à independência e autonomia. O presente estudo ressalta a importância de indicadores como ideação suicida, história de comportamento suicida anterior, estados depressivos, auto-imagem negativa como importantes indicadores de risco. Os indicadores protetivos que se destacam são estabilidade emocional, auto-imagem positiva e recursos de enfrentamento. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT The prediction of suicidal risk involves the assessment of risk and protective factors for suicidal crisis. Frequently cited suicide risk factors include: mental disorders, history of suicide attempts, suicidal ideation, depressive and anxious symptoms, impulsiveness, hopelessness and others. Among the main protective factors are: satisfaction with life, positive self-image, coping styles, optimism, emotional stability, existence of a life project. The objective of this study is to predict suicide risk. The instruments used: Suicide Behavior Questionnaire Revised (SBQR), Positive and Negative Suicide Ideation (PANSI), Suicide Resilience Inventory (SRI), Child Abuse and Trauma Scale (CAT), the Minnesota Multiphasic Personality Inventory 2 (MMPI-2) and a list of Stressors Events (EVES). These instruments assess, respectively: suicidal behavior; suicidal ideation and coping resources; resilience to suicide; perception of abuse and carelessness in childhood and adolescence; psychological indicators (depression, anxiety, relational problems and psychotic indicators) and recent adverse life events. The sample was constituted by 458 subjects in a waiting list for psychotherapy in a public mental health service in Distrito Federal. Logistic Regression was used to predict membership to group with or without suicide risk. Suicide risk group was defined as having SBQR scores over one standard deviation above average. Two models provided the best prediction of risk: (1) Negative Ideation (PANSI) and Depression and Suicide Ideation (MMPI-2) as risk factors and Emotional Stability (SRI) and Negative Reaction to Treatment (MMPI-2) as protective factors; (2) Negative Ideation (PANSI) as risk factor and Emotional Stability (SRI) and Positive Ideation (PANSI) as protective factors. The first model is composed of variables that assess: suicidal ideation, depression, emotional stability, rejection or disbelief in the support from others. The variables in the second model assess suicidal ideation, emotional stability and coping with stressful situations. These two models confirm expectations previously supported by other studies. They also reveal how other covariants of risk become secondary to more relevant variables such as suicidal ideation and depression. The scale Negative Reaction to Treatment unexpectedly contributed to prediction as a protective factor; it was hypothesized that the scale may have a portion of variance related to independence and autonomy. The present study points out the relevance of suicidal ideation, history of previous suicidal behavior, depressive states negative self-image as important risk factors for suicide behavior. The most important protective factors in this research are emotional stability, positive self-image, copping styles.
8

Influência das interações medicamentosas no suicídio e tentativas de suicídio por medicamentos

2002 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:01:52Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo8903_1.pdf: 2200296 bytes, checksum: b21fd6a0e0c3be68bf117aaf2f187d32 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2002 O objetivo desta pesquisa foi verificar se as interações medicamentosas, são um fator agravante no desfecho do quadro clínico tóxico e nas suas complicações, em pacientes que tentaram ou consumaram o suicídio com mais de um medicamento. Verificar o impacto destas interações, no modo de avaliação e elaboração da conduta terapêutica pelo médico no momento do atendimento, bem como, caracterizar e descrever as principais interações medicamentosas implicadas, seus mecanismos prováveis e suas correlações com o quadro clínico tóxico. Com esta finalidade, efetuou-se um estudo analítico de corte transversal e um outro descritivo de série de casos. A amostra estudada, foi constituída por todos os pacientes com idade a partir dos 13 anos, que foram atendidos no Centro de Assistência Toxicológica CEATOX do Hospital da Restauração na cidade do Recife, durante todo o ano de 2001. Foram excluídos da amostra todos os casos que utilizaram alguma outra substância adicional afora os medicamentos. Considerando a relevância clínica da situação estudada e a confiabilidade dos dados, demonstrou-se uma diferença significativa entre as proporções testadas, sendo possível afirmar que o risco de complicações do quadro clínico tóxico é 2,4 vezes maior entre os pacientes que apresentam interações medicamentosas em relação aos que tomam vários medicamentos e de 13 vezes em relação aos que tomam um só medicamento. A conclusão é a de que as interações medicamentosas se constituem em um fator agravante do quadro clínico tóxico e sobretudo em suas complicações. E que, apesar da pesquisa acrescentar novos conhecimentos ao estudo das tentativas de suicídio e suicídio consumado por medicamentos, esta deverá estimular novos trabalhos que considerem novas variáveis e contemple um número maior de casos, para obter conclusões mais definitivas
9

Renúncia à vida pela morte voluntária : o suicídio aos olhos da imprensa no Recife dos anos 1950

2009 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:29:08Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3283_1.pdf: 2201401 bytes, checksum: 804378e5a22174a9298b4e6a48ff52cf (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2009 O estudo do suicídio desencadeia toda uma discussão que perpassa por várias áreas do conhecimento humano, sobretudo por apresentar diversas origens ou explicações, cabendo análise detalhada e sob várias abordagens. Neste sentido, procurou-se estudar o problema do suicídio através das perspectivas apresentadas pela Psiquiatria, pela Sociologia e pela Psicanálise. A partir de pesquisas realizadas nos jornais Diário de Pernambuco, Jornal do Commercio e Jornal Pequeno realizou-se um estudo dos casos coletados sob a ótica de uma análise estatística descritiva, que apontou alguns resultados que confirmaram uma tendência mundial, como por exemplo, mais homens tentam e conseguem se matar. Por outro lado, a pesquisa mostrou que no Recife dos anos 1950, mais casados se suicidavam, enquanto nas tentativas o maior número de casos ficou entre os solteiros. À medida em que os dados eram analisados, ia sendo observada a forma como a imprensa tratava os casos de suicídio e das tentativas, o que permitiu a abordagem do tema através da visão jornalística da época. Dentro dessa perspectiva de estudo, o fenômeno do suicídio foi tratado e analisado no presente trabalho, o que possibilitou traçar um quadro dos casos de suicídio e das tentativas acontecidos no Recife dos anos 1950
10

Tentativas de suicídio por intoxicação medicamentosa e fatores associados

15 December 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2018-02-03T00:10:39Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2016-12-15 Suicide is a self-inflicted violence, considered a serious public health problem. It is a complex phenomenon, multicausal and underreported. Statistics on suicide attempts are even scarcer. However, it is one of the main risk factors for this attempt. The ingestion of medication is one of the most used means in these occurrences. Thus, this study aimed to analyze the attempts of suicide by drug poisoning in the Ceará State and its associated factors, considering the age groups and the year of intoxication. It is a retrospective, documental, descriptive-exploratory study. The collection took place at the Center for Toxicological Assistance (CEATOX / CE) in June ¿ August 2015. The population consisted of the notification forms, resulting from care in the years 2010 to 2014, totaling 926 cases. The data were analyzed in the SPSS® 22.0 program, from absolute and relative frequencies of intoxication characteristics. The association between the variables was verified by the chi-square test or the Fisher's exact test (p < 0,05). Suicide attempts occurred in all age groups: children (0,3 %), adolescents (25,6 %), adults (70,7 %) and the elderly (3,3 %). In the infant age group, there was a predominance of males (n = 3) and ingestion of drugs in their liquid form (n = 2). Among the adolescents, the cases stood out in the age group of 15 ¿ 19 years, presenting an association with the female sex (p = 0,033). However, there was an increase in occurrences among males in this age group. In adults, there was an association between the degree of moderate to severe poisoning and the age range of 25 ¿ 59 years (p = 0,014), as well as the use of "anxiolytics and hypnotics" (p = 0,014), non-use of "analgesics and antipyretics" (p = 0,001) and the non-use of "hormones" (p = 0,017) in this population. Among the elderly, there were cases of moderate poisoning (41.9 %), among retirees (54,8 %) and antidepressants (48,4 %). The year 2012 had the highest number of occurrences (n = 221), including most deaths (n = 5). In general analysis, suicide attempts predominated in the age group of 25 ¿ 59 (52,4 %), female (70,7 %) and moderate (43,3 %). Elderly and male, however, presented the largest increases (175,0 % and 52,2 %). Among the occupations, students (21,7 %), housewives (11,5 %) and service workers (11,1 %) stood out. The hospital discharge (n = 553) predominated, assuming the low lethality of the occurrences. The most used drugs were anxiolytics (n = 382) and antidepressants (n = 282). However, the cases occurred predominantly due to a combination of drugs over the isolated use of the substances, pointing to a concern about the practice of polypharmacy, home remedy stock and ease of access, especially for children and adolescents. The analysis of suicide attempts respecting the human development cycle was important because it emphasized the specificities inherent to each age group and the factors involved in the occurrences. Awareness campaigns on the rational use of medicines, as well as professional training programs, especially for prescribers, and suicide assistance are indicated for the reduction of these cases and for the preservation of life. O suicídio é uma violência autoinfligida, considerado um grave problema de saúde pública. É um fenômeno complexo, multicausal e subnotificado. Estatísticas sobre tentativas de suicídio são ainda mais escassas. Contudo, ela configura-se como um dos principais fatores de risco para a efetivação desse intento. A ingestão de medicamentos é um dos meios mais utilizados nessas ocorrências. Assim, esse trabalho objetivou analisar as tentativas de suicídio por intoxicação medicamentosa no estado do Ceará e seus fatores associados, considerando as faixas etárias e o ano de intoxicação. Trata-se de um estudo retrospectivo, documental, de caráter descritivo-exploratório. A coleta ocorreu no Centro de Assistência Toxicológica (CEATOX/CE) em junho-agosto de 2015. A população constituiu-se das fichas de notificação, resultantes de atendimento nos anos de 2010 a 2014, totalizando 926 casos. Os dados foram analisados no programa SPSS® 22.0, a partir de frequências absoluta e relativa das características da intoxicação. A associação entre as variáveis foi verificada pelo Teste qui-quadrado ou Exato de Fisher (p < 0,05). As tentativas de suicídio ocorreram em todas as faixas etárias: crianças (0,3 %), adolescentes (25,6 %), adultos (70,7 %) e idosos (3,3 %). Na faixa etária infantil houve predomínio do sexo masculino (n = 3) e da ingestão de medicamentos em sua forma líquida (n = 2). Entre os adolescentes, os casos se sobressaíram na faixa etária de 15 ¿ 19 anos, apresentando associação com o sexo feminino (p = 0,033). Porém, constatou-se aumento das ocorrências no sexo masculino nessa faixa de idade. Nos adultos, verificou-se associação entre o grau de envenenamento de moderado a grave e a faixa etária de 25 ¿ 59 anos (p = 0,014), assim como o uso de ¿ansiolíticos e hipnóticos¿ (p = 0,014), o não uso de ¿analgésicos e antipiréticos¿ (p = 0,001) e o não uso de ¿hormônios¿ (p = 0,017) nessa população. Entre os idosos, destacaram-se os casos de envenenamento moderado (41,9 %), entre aposentados (54,8 %) e por uso de antidepressivos (48,4 %). O ano de 2012 apresentou o maior número de ocorrências (n = 221), incluindo a maioria dos óbitos (n = 5). Em análise geral, as tentativas de suicídio predominaram na faixa etária de 25 ¿ 59 anos (52,4 %), no sexo feminino (70,7 %) e foram de grau moderado (43,3 %). Idosos e sexo masculino, contudo, apresentaram os maiores incrementos (175,0 % e 52,2 %). Dentre as ocupações, sobressaíram-se estudantes (21,7 %), donas de casa (11,5 %) e trabalhadores dos serviços (11,1 %). A alta hospitalar (n = 553) predominou, pressupondo a baixa letalidade das ocorrências. Os medicamentos mais utilizados foram os ansiolíticos (n = 382) e antidepressivos (n = 282). Porém, os casos ocorreram predominantemente por uma combinação de medicamentos em detrimento ao uso isolado das substâncias, apontando para uma preocupação quanto à prática de polifarmácia, estoque domiciliar de remédios e facilidade de acesso, principalmente para crianças e adolescentes. A análise das tentativas de suicídio respeitando o ciclo de desenvolvimento humano mostrou-se importante por destacar as especificidades inerentes a cada faixa etária e os fatores envolvidos nas ocorrências. Campanhas de conscientização de uso racional de medicamentos, assim como programas de capacitação profissional, especialmente para os prescritores, e de assistência ao suicídio são indicadas para a redução desses casos e para a preservação da vida.

Page generated in 0.0694 seconds