• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 443
  • 14
  • 14
  • 14
  • 14
  • 13
  • 3
  • 2
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 459
  • 199
  • 85
  • 83
  • 74
  • 61
  • 59
  • 57
  • 43
  • 42
  • 36
  • 34
  • 33
  • 33
  • 30
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Perfíl do usuário de tabaco sem fumaça / The user's of smokeless tobacco profile

Figliolia, Suzana Luzia Coelho 14 September 2001 (has links)
Analisando o tabagismo, nota-se o declínio no uso do cigarro pelas campanhas populacionais sobre os malefícios causados pelo vício de fumar. Houve, porém o ressurgimento de um vício milenar presente em rituais e costumes das sociedades indígenas americanas e também praticado por egípcios, persas e chineses desde o ano 1000 a.C.: o uso do tabaco sem fumaça (TSF). Este vício, nas várias formas como aspirado, aplicado sobre a mucosa e mascado, surgiu como modismo ou substituto do cigarro. As pessoas acreditam ser uma alternativa segura ao cigarro induzidas por um marketing criativo, acondicionando o TSF em latas que lembram as guloseímas e com um visual chamativo, principalmente para os jovens. A metodologia para determinar o perfil do usuário de TSF foi a aplicação de entrevistas auxiliadas pelo preenchimento de um questionário, elaborado especificamente com jovens e adultos freqüentadores de ambientes típicos da cultura “country", como festas de rodeio, aulas de treinamentos de hipismo e campeonatos da modalidade na região de Bauru. O usuário de TSF na região de Bauru, Estado de São Paulo, caracterizou-se por ser: adolescente do gênero masculino, da raça branca, de escolaridade média, pertencente à classe média, de conhecimento dos pais a prática do vício e freqüentador de ambientes “country". Os resultados possibilitam ainda concluir que há necessidade de providências no âmbito da saúde coletiva e da comunidade odontológica para tomada de posição e consciência da sociedade sobre os malefícios do vício do uso do TSF pois representa um grave e insidioso problema social. / Analyzing the smoking habits, it is noticed the decline in the use of cigarette for the popular campaigns on the malefaction caused by the bad habit of smoking. However, it has been resurged a millenary bad habit used in rituals and habits of the American indigenous societies and, also practiced by Egyptians, Persians and Chinese since the year 1000 B.C.: the use of the smokeless tobacco (TSF). This bad habit is usually used in several forms as aspired, applied on the mucous and chewed, it appeared as idiom or substitute of the cigarette. The people believe to be a safe alternative to the cigarette induced by a creative marketing, conditioning the TSF in cans that remind candies and with a good looking, mainly for young. The methodology to determine the user’s of TSF profile was application of interviews aided by a questionnaire specifically elaborated with youths and adult visitors of typical atmospheres of country culture, as the rodeos parties, classes of equine trainings and championships of these modalities in the area of Bauru. The user of TSF in the area of Bauru, State of São Paulo, was characterized by been: adolescent, masculine gender, white race, medium schooling, from the middle class, their parents knowledge the practice of their bad habit and visitor og the country ambient. The results show us to end that, there is necessary some providences in the collective health and the dentist’s community for position taking and conscience of the society on the malefactions with the use of TSF, because it represents a serious and insidious social problem.
2

Alterações cromossômicas em células uroteliais esfoliadas de pacientes com história de carcinoma de células transicionais /

Marcondes, João Paulo De Castro. January 2007 (has links)
Resumo: O carcinoma de células transicionais (CCT) da bexiga possui como principal característica o alto índice de recorrência (70% dos carcinomas superficiais). Desta forma, é necessário acompanhar rigorosa e periodicamente os pacientes acometidos por tal neoplasia, bem como empregar técnicas sensíveis para a detecção precoce da doença, tanto em pacientes submetidos à ressecção do tumor de bexiga, quanto em pacientes considerados como grupo de risco para o desenvolvimento do CCT. O presente estudo tem por objetivo utilizar o teste do micronúcleo como ferramenta para a avaliação de danos cromossômicos em células uroteliais obtidas por lavado vesical de pacientes com história de CCT. A freqüência de células uroteliais micronucleadas foi avaliada em 77 pacientes (não tabagistas, tabagistas atuais e ex-tabagistas) sem ou com história de CCT, mas com diagnóstico atual negativo para neoplasia. Foi detectado aumento significativo (P=0,003) de células micronucleadas somente nos pacientes não fumantes e com história de CCT, quando comparados aos indivíduos do grupo controle (não fumantes e sem história de CCT). Não foram detectados efeitos do tabagismo na freqüência de células micronucleadas, e nem associação desse hábito com o grau do tumor. Concluindo, indivíduos não tabagistas com história de neoplasia urotelial apresentaram freqüência aumentada de micronúcleos em células esfoliadas da bexiga, mesmo após a ressecção do tumor. Portanto, o epitélio citologicamente normal da bexiga de indivíduos com história de CCT, pode apresentar células geneticamente instáveis, que poderiam conferir um risco aumentado para desenvolvimento neoplásico. / Abstract: The main feature of transitional cell carcinoma (TCC) is the high recurrences rates of superficial carcinomas. Therefore, patients must be monitored regularly by periodic cystoscopies. The employment of sensible techniques are important for detecting bladder cancer and early disease in patients undergoing tumor resection and individuals with high risk for tumor development. To evaluate whether cytogenetic disorders can be evolved in the tumor development and recurrences, the frequency of micronucleated cells (MNC) was established in non-neoplastic exfoliated bladder cells from patients with history of TCC. Seventy-seven patients with and without history of bladder cancer, either smokers or non-smokers, with current diagnosis negative for neoplasia were included. The results showed a significant increase (P < 0.01) of MNC in patients with history of TCC and non-smokers when compared to counterpart group (without history of TCC and non-smokers). However, the same association was not observed in patients with TCC and smokers and in patients without history of TTC and smokers. Furthermore, was not observed correlation between smoking habits and tumor grade. These results suggesting that non smokers with history of urothelial tumor had an increase of MNC even after tumor resection. Thus, the macroscopically normal looking urothelium of patients of history of TCC, still could be harbored genetically instable cells that can be related to high risk for neoplastic development. / Orientador: Maria Luiza Cotrim Sartor De Oliveira / Coorientador: Daizy Favero Salvatori / Banca: Mário Sérgio Montovani / Banca: Rosa Marlene Viero / Mestre
3

Tabaco & saúde: contribuições à epidemiologia e à educação em controle do tabagismo

Daudt, Alexander Welaussen January 2000 (has links)
O trabalho a seguir reflete o interesse (e a grande preocupação) do autor com aquela que é a principal causa de morbi-mortalidade prevenível no Rio Grande do Sul e no mundo: o tabagismo. Ao longo do período de doutorado sanduíche em Pneumologia da UFRGS e de Epidemiologia em Câncer da Johns Hopkins University (JHU), sob a orientação dos professores Dr. João Carlos Prolla e Dra. Kathy Helzlsouer (JHU), foram ou serão publicados os artigos aqui apresentados em conjunto, em forma de tese, dado a estreita relação que guardam entre si. Em essência, o tabagismo é apresentado como o nosso problema de saúde pública número 1, responsável por cerca de 10% do total de óbitos no RS (parte I). A seguir, explorando a controvérsia quanto ao papel do tabagismo em outro importantíssimo problema de saúde pública, o câncer de mama, são discutidos os aspectos etiológicos dessa neoplasia, particularmente, quanto à exposição ativa ou passiva ao fumo (parte II). Nessa linha, um estudo original de epidemiologia molecular sobre enzimas que metabolizam agentes carcinogênicos sugere uma suscetibilidade aumentada das mulheres fumantes na pós-menopausa com genótipo acetilador lento ao câncer de mama (parte III). A nível de saúde pública, a informação e educação sobre o controle do tabagismo são essenciais. Especificamente, o treinamento de estudantes de medicina, médicos e outros profissionais de saúde é discutido. O conhecimento, crenças e atitudes dos estudantes de medicina da UFRGS sobre tabagismo foram avaliados. Os dados obtidos poderão ser úteis na implementação de um componente formal no currículo médico quanto ao controle do tabagismo (parte IV). Conceitos comportamentais fundamentais e modelos de intervenção mínima referentes ao tratamento da dependência à nicotina são descritos na parte V que é dirigida aos profissionais de saúde. Em continuidade, aspectos básicos do controle e, particularmente, da prevenção do câncer são descritos em linguagem leiga voltada para a comunidade em geral. O tabagismo é enfocado prioritariamente; passos essenciais da cessação do fumo são abordados em detalhe (parte VI). Finalmente, possíveis direções e estratégias futuras a serem desenvolvidas a um nível local são comentadas (parte VII).
4

Tabaco & saúde: contribuições à epidemiologia e à educação em controle do tabagismo

Daudt, Alexander Welaussen January 2000 (has links)
O trabalho a seguir reflete o interesse (e a grande preocupação) do autor com aquela que é a principal causa de morbi-mortalidade prevenível no Rio Grande do Sul e no mundo: o tabagismo. Ao longo do período de doutorado sanduíche em Pneumologia da UFRGS e de Epidemiologia em Câncer da Johns Hopkins University (JHU), sob a orientação dos professores Dr. João Carlos Prolla e Dra. Kathy Helzlsouer (JHU), foram ou serão publicados os artigos aqui apresentados em conjunto, em forma de tese, dado a estreita relação que guardam entre si. Em essência, o tabagismo é apresentado como o nosso problema de saúde pública número 1, responsável por cerca de 10% do total de óbitos no RS (parte I). A seguir, explorando a controvérsia quanto ao papel do tabagismo em outro importantíssimo problema de saúde pública, o câncer de mama, são discutidos os aspectos etiológicos dessa neoplasia, particularmente, quanto à exposição ativa ou passiva ao fumo (parte II). Nessa linha, um estudo original de epidemiologia molecular sobre enzimas que metabolizam agentes carcinogênicos sugere uma suscetibilidade aumentada das mulheres fumantes na pós-menopausa com genótipo acetilador lento ao câncer de mama (parte III). A nível de saúde pública, a informação e educação sobre o controle do tabagismo são essenciais. Especificamente, o treinamento de estudantes de medicina, médicos e outros profissionais de saúde é discutido. O conhecimento, crenças e atitudes dos estudantes de medicina da UFRGS sobre tabagismo foram avaliados. Os dados obtidos poderão ser úteis na implementação de um componente formal no currículo médico quanto ao controle do tabagismo (parte IV). Conceitos comportamentais fundamentais e modelos de intervenção mínima referentes ao tratamento da dependência à nicotina são descritos na parte V que é dirigida aos profissionais de saúde. Em continuidade, aspectos básicos do controle e, particularmente, da prevenção do câncer são descritos em linguagem leiga voltada para a comunidade em geral. O tabagismo é enfocado prioritariamente; passos essenciais da cessação do fumo são abordados em detalhe (parte VI). Finalmente, possíveis direções e estratégias futuras a serem desenvolvidas a um nível local são comentadas (parte VII).
5

Perfíl do usuário de tabaco sem fumaça / The user's of smokeless tobacco profile

Suzana Luzia Coelho Figliolia 14 September 2001 (has links)
Analisando o tabagismo, nota-se o declínio no uso do cigarro pelas campanhas populacionais sobre os malefícios causados pelo vício de fumar. Houve, porém o ressurgimento de um vício milenar presente em rituais e costumes das sociedades indígenas americanas e também praticado por egípcios, persas e chineses desde o ano 1000 a.C.: o uso do tabaco sem fumaça (TSF). Este vício, nas várias formas como aspirado, aplicado sobre a mucosa e mascado, surgiu como modismo ou substituto do cigarro. As pessoas acreditam ser uma alternativa segura ao cigarro induzidas por um marketing criativo, acondicionando o TSF em latas que lembram as guloseímas e com um visual chamativo, principalmente para os jovens. A metodologia para determinar o perfil do usuário de TSF foi a aplicação de entrevistas auxiliadas pelo preenchimento de um questionário, elaborado especificamente com jovens e adultos freqüentadores de ambientes típicos da cultura “country”, como festas de rodeio, aulas de treinamentos de hipismo e campeonatos da modalidade na região de Bauru. O usuário de TSF na região de Bauru, Estado de São Paulo, caracterizou-se por ser: adolescente do gênero masculino, da raça branca, de escolaridade média, pertencente à classe média, de conhecimento dos pais a prática do vício e freqüentador de ambientes “country”. Os resultados possibilitam ainda concluir que há necessidade de providências no âmbito da saúde coletiva e da comunidade odontológica para tomada de posição e consciência da sociedade sobre os malefícios do vício do uso do TSF pois representa um grave e insidioso problema social. / Analyzing the smoking habits, it is noticed the decline in the use of cigarette for the popular campaigns on the malefaction caused by the bad habit of smoking. However, it has been resurged a millenary bad habit used in rituals and habits of the American indigenous societies and, also practiced by Egyptians, Persians and Chinese since the year 1000 B.C.: the use of the smokeless tobacco (TSF). This bad habit is usually used in several forms as aspired, applied on the mucous and chewed, it appeared as idiom or substitute of the cigarette. The people believe to be a safe alternative to the cigarette induced by a creative marketing, conditioning the TSF in cans that remind candies and with a good looking, mainly for young. The methodology to determine the user’s of TSF profile was application of interviews aided by a questionnaire specifically elaborated with youths and adult visitors of typical atmospheres of country culture, as the rodeos parties, classes of equine trainings and championships of these modalities in the area of Bauru. The user of TSF in the area of Bauru, State of São Paulo, was characterized by been: adolescent, masculine gender, white race, medium schooling, from the middle class, their parents knowledge the practice of their bad habit and visitor og the country ambient. The results show us to end that, there is necessary some providences in the collective health and the dentist’s community for position taking and conscience of the society on the malefactions with the use of TSF, because it represents a serious and insidious social problem.
6

Tabaco & saúde: contribuições à epidemiologia e à educação em controle do tabagismo

Daudt, Alexander Welaussen January 2000 (has links)
O trabalho a seguir reflete o interesse (e a grande preocupação) do autor com aquela que é a principal causa de morbi-mortalidade prevenível no Rio Grande do Sul e no mundo: o tabagismo. Ao longo do período de doutorado sanduíche em Pneumologia da UFRGS e de Epidemiologia em Câncer da Johns Hopkins University (JHU), sob a orientação dos professores Dr. João Carlos Prolla e Dra. Kathy Helzlsouer (JHU), foram ou serão publicados os artigos aqui apresentados em conjunto, em forma de tese, dado a estreita relação que guardam entre si. Em essência, o tabagismo é apresentado como o nosso problema de saúde pública número 1, responsável por cerca de 10% do total de óbitos no RS (parte I). A seguir, explorando a controvérsia quanto ao papel do tabagismo em outro importantíssimo problema de saúde pública, o câncer de mama, são discutidos os aspectos etiológicos dessa neoplasia, particularmente, quanto à exposição ativa ou passiva ao fumo (parte II). Nessa linha, um estudo original de epidemiologia molecular sobre enzimas que metabolizam agentes carcinogênicos sugere uma suscetibilidade aumentada das mulheres fumantes na pós-menopausa com genótipo acetilador lento ao câncer de mama (parte III). A nível de saúde pública, a informação e educação sobre o controle do tabagismo são essenciais. Especificamente, o treinamento de estudantes de medicina, médicos e outros profissionais de saúde é discutido. O conhecimento, crenças e atitudes dos estudantes de medicina da UFRGS sobre tabagismo foram avaliados. Os dados obtidos poderão ser úteis na implementação de um componente formal no currículo médico quanto ao controle do tabagismo (parte IV). Conceitos comportamentais fundamentais e modelos de intervenção mínima referentes ao tratamento da dependência à nicotina são descritos na parte V que é dirigida aos profissionais de saúde. Em continuidade, aspectos básicos do controle e, particularmente, da prevenção do câncer são descritos em linguagem leiga voltada para a comunidade em geral. O tabagismo é enfocado prioritariamente; passos essenciais da cessação do fumo são abordados em detalhe (parte VI). Finalmente, possíveis direções e estratégias futuras a serem desenvolvidas a um nível local são comentadas (parte VII).
7

Custos de doenças aco relacionadas: uma análise sob a perspectiva da economia e da epidemiologia / Smoking health-care costs: an analysis under the perspective of the economy and the epidemiology

Pinto, Márcia Ferreira Teixeira January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:23:41Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 310.pdf: 1121175 bytes, checksum: 445ff77aa031b75bcda8ba63bdf9f25a (MD5) Previous issue date: 2007 / Este estudo teve como objetivo calcular os custos das doenças aco-relacionadas, sob duas perspectivas do órgão financiador (SUS) e hospitalar. Sob a perspectiva do órgão financiador, foram calculados os custos das hospitalizações e dos procedimentosde quimioterapia produzidos para o tratamento de doenças aco-relacionadas em 2005 dos seguintes grupos de enfermidades: Câncer, Aparelho Circulatório e Aparelho Respiratório. Os dados foram obtidos através do SIH-SUS e do SIA-SUSAPAC/ONCO. O método de custeio sob esta perspectiva utilizou dados de riscorelativo fornecidos pelo Cancer Prevention Study II e da prevalência do agismo da Pesquisa Mundial de Saúde de 2003. A partir dessas duas bases, foi construída a FraçãoAtribuível ao Tabagismo. Para a perspectiva hospitalar, os custos da assistência médica foram calculados em dois hospitais de referência nacional nas áreas oncológica e cardiológica e foi selecionada uma amostra de 331 prontuários de câncer de pulmão, laringe e esôfago, angina pectoris e doença isquêmica crônica do coração. O método de cálculo de custos por patologia foi aplicado a cada caso da amostra e estes casos foramorganizados em estratos, conforme a presença de preditores clínicos que poderiam contribuir com a variação dos custos que, no caso das neoplasias, foram o estadiamento e as co-morbidades associadas (diabetes mellitus, DPOC, hipertensão e infarto agudo do miocárdio) ao diagnóstico principal, e das doenças cardíacas também as comorbidades associadas (câncer de pulmão, laringe e esôfago, diabetes mellitus e DPOC). / Sob a perspectiva do órgão financiador, foram adotadas duas fórmulas paracalcular os custos atribuíveis ao agismo para os três grupos de doenças. Os custos associados ao agismo considerando a primeira fórmula foram de R$ 137.482.819,59,enquanto que no cálculo a partir da adoção de uma segunda fórmula esses custos totalizaram R$ 338.692.516,02. Sob a perspectiva hospitalar, os custos totais médios e medianos foram de R$ 28.902,09 e R$ 26.028,52 para câncer de pulmão; R$ 33.163,86 e R$ 31.882,43 para câncer de esôfago; R$ 37.528,96 e R$ 38.766,52 para câncer de laringe; R$ 29.686,93 e R$ 17.445,26 para doença isquêmica crônica do coração; e R$ 33.130,03 e R$27.135,30 para angina pectoris. Este estudo mostra a magnitude da cargaeconômica do agismo que recai sobre o sistema público de saúde, com implicações acerca das ações e estratégias para o controle do agismo no Brasil.
8

Carga global de doença no Brasil: o papel de fatores de risco como o agismo e o excesso de peso / Global burden disease in Brazil: the role of risk factors such as smoking and excess weight

Oliveira, Andreia Ferreira de January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:24:01Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 334.pdf: 899058 bytes, checksum: 9286eef384146c99b1709d6e9a56b31f (MD5) Previous issue date: 2009 / O excesso de peso / obesidade e o agismo são considerados fatores de risco causais no desenvolvimento das doenças crônicas não transmissíveis. A presente tese teve como objetivos quantificar, analisar e discutir o impacto destes fatores na Carga Global de Doença no Brasil e foi elaborada sob a forma de quatro artigos científicos.O primeiro artigo, Aspectos da Mortalidade Atribuível ao Tabaco: UmaRevisão Sistemática, apresentou e discutiu os métodos empregados para cálculo da Mortalidade Atribuível ao Tabaco (MAT). Os estudos evidenciaram, dentre as doençasaco relacionadas, o câncer de traquéia / brônquios / pulmão, a doença isquêmica do coração (DIC), Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e as doenças cerebrovasculares (DCV) como aquelas que mais contribuem para a MAT. Apesar das diferentes metodologias e parâmetros empregados, as estimativas para a MAT foramelevadas, e com maior precisão, nos estudos que avaliaram o câncer de pulmão e a DPOC em indivíduos do sexo masculino com idade igual ou superior a 35 anos. No segundo artigo, Carga de Doença associada ao agismo no Estado do Rio de Janeiro (RJ), 2000 , calculou-se a fração populacional atribuível ao aco, por meio de parâmetros como prevalência e riscos relativos de morte. Dentre os principaisresultados, observou-se que 10,6 por cento do total de DALY entre indivíduos acima de 30 anos, para o RJ, foram atribuíveis ao hábito de fumar. Além disso, verifica-se que a DPOC, a DIC e as DCV foram responsáveis por 61,1por cento do total de DALY atribuíveis aofumo no RJ, para indivíduos com 30 anos de idade e mais. O terceiro artigo, Carga Global de Doença devida e atribuível ao diabetes mellitus (DM) no Brasil apresentou os resultados do Estudo de Carga Global de Doença, realizado no Brasil para o ano de 1998, com ênfase no DM e suas complicações. / As informações sobre mortalidade foram obtidas do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), enquanto as morbidades (YLD- Years lived withdisability), foram obtidas, principalmente, por meio de extensa revisão de literatura. Destacou-se que 66,3 por cento do total da carga de doença estimada para Brasil (DALY Disability Adjusted Life of Years) esteve relacionada ao grande grupo II (Doenças crônicas não-transmissíveis). O DM, como agravo dentro do grande grupo II, foi a primeira causa de perda de anos de vida por morte prematura e incapacidade (DALY) para ambos os sexos em 1998 e correspondeu a 5,1por cento do total de DALY estimados parao Brasil. Estima-se que, em 2013, o DM venha a se manter como primeira causa de perda de DALY, com um incremento percentual da ordem de 29,6 por cento.Finalmente, no quarto artigo, Carga global do diabetes mellitus atribuível aoexcesso de peso e obesidade no Brasil, estimou-se a carga do DM, atribuível aoexcesso de peso / obesidade, em 2002-2003. Para cálculo da fração populacional atribuível foram utilizados parâmetros como prevalência de excesso de peso / obesidade eriscos relativos para o desenvolvimento do DM, segundo faixa etária, sexo e nível de excesso de peso / obesidade. Verificou-se que, no Brasil, 61,8 por cento e 45,4 por cento do DM, no sexofeminino, foram atribuíveis ao excesso de peso e obesidade, respectivamente. No sexo masculino, estes percentuais foram de 52,8 por cento e 32,7 por cento. Observa-se que as maioresfrações atribuíveis foram encontradas nas Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. É no grupo populacional entre 35 a 44 anos de idade que se observaram as maiores frações atribuíveis, em ambos os sexos. A partir desta idade, os valores tendem aapresentar queda.
9

Percepção dos tabagistas sobre o hábito de fumar e as intervenções complementares associadas ao tratamento

Cunha, Silvana Souza Ferreira Pacheco da 16 December 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-30T00:15:44Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2016-12-16 / The World Health Organization considers smoking as the main cause of avoidable deaths in the world, leading six million of active smokers and 600 thousand of passive smokers to death. In Brazil, the Health Ministry (MS), through the Cancer National Institute (INCA), created the Smoking Control National Program (PNCT) that fulfills actions for tobacco consume cessation, composed by four sections happening once a week and other six happening once a month. At the Psychosocial Attention Center ¿ Alcohol and other Drugs (CAPS-AD), in the Regional Secretariat II (SRII), in the city of Fortaleza ¿ Ceará, PNCT is also applied with some adjustments, such as: the increase in the number of sections from four to eight per week. Four complementary interventions to the PNCT were created by the researcher and added intercalated to the sections provided by the MS. Thus, this study objectified to know the smokers perceptions about the smoking habit and the complementary interventions applied to the anti-smoking program at the CAPS-AD in SRII. It was used a mixed methodology to the research development. The quantitative data was collected through a form for getting information of the participants¿ medical records. For collecting the qualitative data, there were developed two different focus groups, using a script containing guiding questions. The quantitative analysis was performed using a software called SPSS, version 20.0, and the qualitative analysis was based in the content analysis ¿ thematic modality. The results were interpreted according to the Symbolic Interactionism, the cognitive-behavioral approach and the existing literature about the subject of the research. The results showed that smokers that looked for treatment at CAPS-AD are, on average, 49.1 years old, and it also showed that women (58%) were more assiduous to the treatment than men (42%). Among the participants, 44.1% reached the abstinence until the eighth section and 28.7% reduced the consumption. The patients that remained assiduous to the treatment (72.8%) had better therapeutic results. The content analysis of the focus groups led to the definition of three thematics that interacted to the premises of Symbolic Interactionism, such as: ¿knowledge and sense about the act of smoking and the treatment¿, ¿actions related to the treatment¿, and ¿interpretation and behavior changes due to the treatment and the interpersonal relationships¿, which resulted into eight meaning cores. The cognitive-behavioral theory was also used, helping in the comprehension of the complexity that involves the act of smoking. Based on that, it is considered that the motivation for looking for anti-smoking treatment comes from the personal perceptions about the smoking habit, the friends¿ and relatives¿ stimulus, and the awareness of the damage that cigarettes might bring to the smoker. The participants of this study could not distinguish the activities that are part of the PNCT and the additional interventions. However, the participants felt greatly satisfied and motivated by the additional interventions. That feeling shows the necessity of comparative studies between the services that applies complementary interventions and those that do not apply them in order to verify the treatment effectiveness. It was found that the patients positively rated the treatment performed at CAPS-AD and that the association of the complementary interventions to the PNCT sections was effective in the process aimed to the cessation or reduction of smoking. It is expected that this research contributes to new reflection and action possibilities for the health professionals and the services involved in anti-smoking actions, from the perceptions of the participants about the habit of smoking and a resolutive and motivating attention model aimed to combat smoking, according to the performed at CAPS-AD in SRII. / O tabagismo é considerado pela Organização Mundial de Saúde como a principal causa de morte evitável no mundo, levando a óbito seis milhões de fumantes ativos e 600 mil fumantes passivos. No Brasil, o Ministério da Saúde (MS), por meio do Instituto Nacional de Câncer (INCA), criou o Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT) que realiza ações voltadas à cessação do consumo do tabaco, sendo composto de quatro sessões com periodicidade semanal e seis com periodicidade mensal. No Centro de Atenção Psicossocial ¿ Álcool e Outras Drogas (CAPS-AD) da Secretaria Regional II (SR II), no município de Fortaleza, o PNCT também é aplicado com algumas adequações, dentre as quais se destacam: a ampliação do número de sessões de quatro para oito com periodicidade semanal. Quatro intervenções complementares ao PNCT foram criadas pela pesquisadora e inseridas de forma intercalada às sessões previstas pelo MS. Assim, este estudo objetivou conhecer a percepção dos tabagistas sobre o hábito de fumar e as intervenções complementares aplicadas no programa antitabagismo no CAPS-AD da SR II. Utilizou-se metodologia mista para o desenvolvimento da pesquisa. Os dados quantitativos foram coletados por meio de um formulário para registro de informações dos prontuários dos participantes. Para a coleta dos dados qualitativos, realizaram-se dois grupos focais, utilizando-se um roteiro com questões norteadoras. A análise quantitativa foi feita por meio do programa SPSS, versão 20.0, e a qualitativa respaldou-se na análise de conteúdo na modalidade temática, sendo os resultados interpretados à luz do Interacionismo Simbólico, da abordagem cognitivo-comportamental e da literatura que versa sobre o tema. Os resultados mostraram que os tabagistas que procuraram tratamento no CAPS-AD têm idade média de 49,1 anos e as mulheres (58%) foram mais assíduas ao tratamento do que os homens (42%). Dentre os participantes, 44,1% atingiram a abstinência até a oitava sessão e 28,7% reduziram o consumo. Os pacientes que se mantiveram assíduos ao tratamento (72,8%) obtiveram melhores resultados terapêuticos. A análise de conteúdo dos grupos focais oportunizou a definição de três temáticas que interagiram com as premissas do Interacionismo Simbólico, quais sejam: ¿conhecimentos e sentidos sobre o ato de fumar e o tratamento¿, ¿ações relacionadas ao tratamento¿ e ¿interpretações e mudanças de comportamento decorrentes do tratamento e das relações interpessoais¿, das quais emergiram e oito núcleos de sentido. A teoria cognitivo-comportamental também foi utilizada, auxiliando na compreensão da complexidade que envolve o ato de fumar. Diante do exposto, considera-se que a motivação para a busca pelo tratamento antitabagismo parte das percepções pessoais sobre o hábito de fumar, do estímulo de parentes e amigos e do conhecimento dos prejuízos que o cigarro pode trazer ao fumante. Os participantes deste estudo não conseguiram distinguir as atividades que fazem parte do PNCT e as intervenções complementares, porém evidenciaram grande satisfação e elevada motivação em relação às ultimas. Isso mostra a necessidade de estudos comparativos entre serviços que aplicam intervenções complementares e os que não as aplicam para a verificação da eficácia do tratamento. Constatou-se que o tratamento realizado no CAPS-AD foi positivamente avaliado pelos pacientes e que a associação das intervenções complementares às sessões do PNCT foi eficaz no processo voltado à cessação ou à redução do tabagismo. Espera-se que esta pesquisa contribua com novas possibilidades de reflexão e ação para os profissionais da saúde e os serviços envolvidos com ações antitabagismo, a partir das percepções dos participantes sobre o hábito de fumar e de um modelo de atenção resolutiva e motivadora voltado ao combate do tabagismo, conforme executado no CAPS-AD da SR II.
10

O limite da atuação estatal na elaboração de políticas públicas de cunho proibicionista: o caso da Lei Antifumo do estado de São Paulo

Traldi, Maria Teodora Farias January 2012 (has links)
Submitted by Haia Cristina Rebouças de Almeida (haia.almeida@uniceub.br) on 2015-02-13T13:55:18Z No. of bitstreams: 1 60900548.pdf: 975477 bytes, checksum: 36e2a18f41de86ccee9ecadf1b38faa8 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-02-13T13:55:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 60900548.pdf: 975477 bytes, checksum: 36e2a18f41de86ccee9ecadf1b38faa8 (MD5) / Nesta pesquisa busca-se investigar o limite da atuação estatal na elaboração e implementação das políticas públicas que disciplinam a esfera privada do indivíduo. Foram analisadas as leis federais sobre o tabaco no período de 1986 a 2011, bem como a Lei Antifumo do estado de São Paulo (Lei n° 13.541/09). A imposição de limites à interferência estatal na vida do indivíduo é fundamental em um Estado Democrático de Direito. Além disso, contribui para a manutenção da pluralidade, da tolerância e da responsabilização dos indivíduos sobre as suas escolhas pessoais. Ao se defender, não apenas a liberdade individual, como a de todos, abre-se margem à discussão das relações de poder existentes, principalmente como a imposição de uma determinada “ordem social” utilizada pelo Estado para legitimar as suas ações, sejam elas benéficas ou não para a sociedade. As políticas de controle do tabagismo se mostram mais pertinentes em um Estado Democrático de Direito que a simples proibição do consumo de fumígenos em ambientes coletivos trazida pela Lei Antifumo do estado de São Paulo. Resistir à coercitiva regulação da vida individual põe em cheque o papel do Estado. Portanto, sob a visão do interesse público e coletivo o fumo ainda traz questões a serem disciplinadas e debatidas.

Page generated in 0.0868 seconds