• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 9
  • Tagged with
  • 9
  • 9
  • 4
  • 4
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Prevalência do papilomavírus humano - HPV em mulheres atendidas no serviço de atendimento especializado, no município de Cacoal - RO, no período de 2003 a 2005 / Prevalence of Human Papillomaviruses - HPV in women wich were atended in SAE in Cacoal City, between 2003 and 2005

Lima, Sheila Carminati de 15 February 2007 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2007. / Submitted by mariana castro (nanacastro0107@hotmail.com) on 2009-12-18T21:14:15Z No. of bitstreams: 1 2007_SheilaCarminatideLima.pdf: 446649 bytes, checksum: 2d0d74410aa07ce485084bcf7d1953c7 (MD5) / Approved for entry into archive by Lucila Saraiva(lucilasaraiva1@gmail.com) on 2010-01-20T22:48:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2007_SheilaCarminatideLima.pdf: 446649 bytes, checksum: 2d0d74410aa07ce485084bcf7d1953c7 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-01-20T22:48:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2007_SheilaCarminatideLima.pdf: 446649 bytes, checksum: 2d0d74410aa07ce485084bcf7d1953c7 (MD5) Previous issue date: 2007-02-15 / Populações expostas a precárias condições de vida estão mais vulneráveis, pois as desigualdades sociais, culturais e econômicas influenciam diretamente no processo de adoecer e morrer da população, sendo assim, as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) encontramse entre as causas mais comuns de doenças no mundo e trazem conseqüências de natureza sanitária, social e econômica estando entre as cinco principais causas de procura por serviços de saúde. Uma DST que vem sendo disseminada com grande velocidade é a infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV). A persistência da infecção pelo Papilomavírus Humano em altas cargas virais, representa o principal fator de risco para o desenvolvimento do câncer de colo do útero. Este estudo teve como objetivo conhecer a magnitude da prevalência do Papilomavírus Humano – HPV em mulheres no município de Cacoal – RO. Foi realizado um estudo transversal descritivo onde 31 mulheres portadoras do HPV foram entrevistadas por meio de um questionário com questões abertas e fechadas. Na análise das variáveis utilizou-se o software EPI-Info 6.04. Os sujeitos foram entrevistados em uma única sessão, foram identificados fatores de risco para o HPV e câncer de colo de útero e apresentaram as seguintes características: mulheres com idade média de 28,5 (DP=9,49) anos, 51,5% convivendo com companheiro, com segundo grau como média de escolaridade, predominância de 58,1% da cor branca, condição social predominante da classe C (35,5%), idade média de 17 (DP=2,7) anos na primeira relação sexual, média de 3,6 (DP=2,3) parceiros na história sexual, paridade de 2,2 filhos, alta prevalência de tabagismo 22,6%, uso de anticoncepcional por 54,8% das mulheres e o uso freqüente do preservativo por 29,0% das mulheres. Realização anual de exame preventivo do câncer cérvico-uterino de 58,1% e 74,2% das mulheres descobriram que eram portadoras do HPV através do aparecimento de verrugas na genitália. A análise das falas revelou um conhecimento razoável sobre a doença e sua principal forma de transmissão, porém existe a necessidade de maiores esclarecimentos sobre a prevenção, riscos para a saúde e tratamento. Concluiu-se que os fatores de risco identificados devem direcionar ações voltadas à prevenção das DST e estimular mudanças de comportamento sexual nas mulheres do município de Cacoal. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Population subjected to poor life conditions are more vulnerable, because the social, cultural and economical inequality influence directly on the population process of becoming sick and dying, as, the Sexually Transmitted Diseases (STDs) are among the more common disease causes in the world and bring sanitary, social and economical nature consequence being among the five most principal causes of looking for health services. A STD which is being spread very rapidly is the infection by the Human Papillomaviruses (HPV). The persistence of the infection by Human Papillomaviruses in high viral charge represents the main risk factor to develop the endometrial cancer. This study had as an objective to know the bulk Human Papillomaviruses prevalence – HPV in women in Cacoal City – RO. It was realized a descriptive side study where 31 women, HPV carriers were interviewed by questionnaire with open and close questions. In the variable analysis was used the EPI-Info 6.04 software. The subjects were interviewed in the one section, were identified risk factors of HPV and endometrial cancer and they showed the following characteristics: women at average age of 28,5 (DP= 9,49) years old, 51,5% living with a partner, with high school as Education level, predominance of 58,1 of white skin, predominant social class C (35,5%), age average at 17 (DP= 2,7) years old in the first intercourse, on average of 3,6 (DP= 2,3) partners in the sexual history, parity of 2,2 children, high prevalence of tobacco smoking 22,6%, the use of the birth pills by 54,8% of the women and the frequent use of condom by 29,0 of the women. The annual realization of the preventive exam of the endometrial cancer of the 58,1 women and 74,2 of the women discovered that they were carriers of HPV through appearing of the warts on the genitals. The speech analyses revealed a reasonable knowledge about the disease and its principal way to transmit, so, there is a need of more information about the prevention, health risk and treatment. It is concluded that the identified risk factors must direct actions towards STD prevention and stimulate sexual behavior changes in women of Cacoal City.
2

Orientação sexual e HPV : as concepções docentes e a construção de uma proposta colaborativa de formação continuada para professores do ensino fundamental.

Vieira, Maria Isabel dos Santos 03 1900 (has links)
Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto. / Submitted by Lucas Almeida (secretaria@mpec.ufop.br) on 2016-05-12T17:01:56Z No. of bitstreams: 3 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) DISSERTAÇÃO_OrientaçãoSexualHPV.pdf: 1637936 bytes, checksum: e6f437a6d54cbf8b4e390b817d2a7d3d (MD5) PRODUTO_OrientaçãoSexualHPV.pdf: 701873 bytes, checksum: 0a2409025050fd8fd657445381a30842 (MD5) / Approved for entry into archive by Maurílio Figueiredo (maurilioafigueiredo@yahoo.com.br) on 2016-05-13T13:48:27Z (GMT) No. of bitstreams: 3 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) DISSERTAÇÃO_OrientaçãoSexualHPV.pdf: 1637936 bytes, checksum: e6f437a6d54cbf8b4e390b817d2a7d3d (MD5) PRODUTO_OrientaçãoSexualHPV.pdf: 701873 bytes, checksum: 0a2409025050fd8fd657445381a30842 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-05-13T18:25:27Z (GMT). No. of bitstreams: 3 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) DISSERTAÇÃO_OrientaçãoSexualHPV.pdf: 1637936 bytes, checksum: e6f437a6d54cbf8b4e390b817d2a7d3d (MD5) PRODUTO_OrientaçãoSexualHPV.pdf: 701873 bytes, checksum: 0a2409025050fd8fd657445381a30842 (MD5) Previous issue date: 2016-03 / O papel da escola na promoção de conhecimento e prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), como a causada pelo Vírus do Papiloma Humano (HPV), é essencial. Entretanto, observa-se que algumas instituições de ensino básico sinalizam um despreparo técnico com a falta de informações recentes sobre sexualidade. Considerando esse atual cenário, objetiva-se, por meio deste estudo, desenvolver uma proposta colaborativa de desenvolvimento profissional docente sobre Orientação Sexual e HPV baseada na abordagem emancipatória, destinada a professores de uma escola da rede pública. Espera-se que as oficinas que integram a referida proposta contribuam para o favorecimento de estratégias de prevenção dos agravos relacionados ao HPV. Trata-se de um estudo de abordagem mista – qualitativa e quantitativa, realizado com 53 professores que lecionam em escolas públicas do município de Mariana – MG. Em um primeiro momento, realizou-se a aplicação de um questionário para 41 professores, cujo objetivo era identificar as concepções docentes quanto ao HPV e à campanha de vacinação de adolescentes promovida pelo Ministério da Saúde. Seguiu-se com as entrevistas, realizadas com quatro professores, a fim de investigar aspectos relevantes relacionados aos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) e a prática docente dos participantes com relação ao tema sexualidade. Os dados do questionário foram analisados por meio de uma estatística descritiva e os resultados apontaram para um desconhecimento sobre informações básicas por parte dos professores. As entrevistas foram gravadas, transcritas e analisadas por meio de análise de conteúdo. A partir dos diálogos, foram criadas categorias segundo o referencial teórico dos trabalhos de Maurice Tardif. Por fim, realizou-se o desenvolvimento de uma proposta colaborativa de formação em serviço e posterior aplicação da etapa inicial dessa proposta, intitulada: Abordagem Emancipatória de Educação Sexual: uma possibilidade para o trabalho com HPV. Tal oficina contou com a participação de doze professores. Os resultados obtidos indicam uma boa aceitação por parte dos professores quanto à participação em ações de formação que contribuam para superação das dificuldades ao trabalhar o tema HPV. Conclui-se, portanto, que a proposta colaborativa de formação continuada desenvolvida neste estudo pode contribuir positivamente para agregação e compartilhamento de saberes presentes na prática profissional docente. _____________________________________________________________________________________________________ / ABSTRACT: The role of the school in promoting knowledge and prevention of a sexually transmitted disease (STD), such as the one caused by human papilloma virus (HPV), is essential. However, it is noticeable that some basic education institutions signal a technical unpreparedness with the lack of recent information on sexuality. Considering the current scenario, the goal is to develop, through this study, a collaborative proposal for teachers' professional development concerning sexuality education and HPV - based upon the emancipatory approach - intended to teachers of a public school. It is expected that the workshops that compose this proposal contribute to improving strategies for preventing diseases related to HPV. It is a study of mixed approaches - qualitative and quantitative - conducted with 57 teachers who teach in public schools in Mariana, state of Minas Gerais. First, a questionnaire was applied to 41 teachers in order to identify the teachers' conceptions about the HPV and the teen vaccine campaign promoted by the Ministry of Health. Then, interviews were conducted with four teachers to investigate relevant aspects related to the National Curriculum Parameters (NCPs) and the teaching practice of the participants when the topic is sexuality. The questionnaire data were analyzed using descriptive statistics and the results point to a lack of basic information from teachers. All interviews were recorded, transcribed and analyzed by content. From the dialogues were created categories in dialogue in accordance the theoretical framework of Maurice Tardif work. Finally, a collaborative proposal for in-service training and subsequent implementation of the initial phase of this proposal entitled “Emancipation Approach to Sexuality Education: A chance to work with HPV” was developed. This workshop was attended by 12 teachers. The results indicate a good acceptance by the teachers in participating in training activities that contribute to overcoming the difficulties when addressing the issue HPV. Therefore, it is concluded that the collaborative proposal for continuing education developed in this study can contribute positively to aggregation and sharing of knowledge present in the teaching professional practice.
3

Identificação dos tipos de Papilomavírus presentes em lesões cutâneas de bovinos afetados por papilomatose

Cristina da Rocha Carvalho, Cybelle 31 January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:03:47Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3721_1.pdf: 1019481 bytes, checksum: 6ed9b63eeef30792d57f60c470058784 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Os papilomavírus constituem uma extensa família de vírus associados a lesões epiteliotrópicas, mas afetando também o tecido mucoso, causando tumores benignos que podem sofrer malignização. A papilomatose bovina é uma doença economicamente relevante, por causar desvalorização do gado a ser comercializado, tanto pela deterioração da pele quanto pela caquexia e morte. Embora não existam dados epidemiológicos, os relatos de produtores e a observação direta indicam que sua incidência no estado de Pernambuco é elevada. O objetivo deste trabalho foi a detecção e tipificação dos diferentes tipos de papilomavírus bovino (BPV), através de PCR, em amostras de verrugas cutâneas coletadas de animais afetados pela papilomatose em uma propriedade leiteira de Pernambuco. Foram analisadas 36 amostras de verrugas cutâneas de 23 bovinos (Bos taurus). Os resultados demonstraram que os primers de detecção geral de BPV, MY09/11 e FAP59/64, não têm alta eficiência, uma vez que não detectaram a ocorrência de BPV em 58,34% e 61,12% das lesões papilomatosas dos bovinos testados. Entretanto, utilizando os primers específicos de tipificação, pelo menos um tipo viral foi detectado em cada amostra de lesão cutânea analisada. Os resultados demonstram a presença de pelo menos um tipo de BPV em quase todas amostras, apresentando maior incidência dos tipos BPV-2 e 3 nos animais avaliados. Além disto, os resultados obtidos indicam a existência de infecção simultânea em 89% dos indivíduos, principalmente por BPV-2 e 3, sendo que 25% dos animais apresentaram co-infecção tripla por BPV-2, 3 e 4. Estes resultados confirmam a presença de diferentes tipos de BPVs no gado afetedo por papilomatose cutânea e sugere que o BPV2 seja o mais freqüente
4

Informações sobre o papiloma vírus humano (HPV) em coleções de livros didáticos de biologia do ensino médio indicados pelo programa nacional do livro didático de 2015. / Information about the human papilloma virus( hpv )in collections of textbooks high school biology indicated by the 2015 national textbook program

Costa, Luiz Roberto January 2016 (has links)
COSTA, Luiz Roberto. Informações sobre o papiloma vírus humano (HPV) em coleções de livros didáticos de biologia do ensino médio indicados pelo programa nacional do livro didático de 2015. 2016. 63 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Fortaleza-Ce, 2016 / Submitted by Rocilda Sales (rocilda@ufc.br) on 2016-07-05T11:52:12Z No. of bitstreams: 1 2016_dis_lrcosta.pdf: 1450635 bytes, checksum: 6f68853c596050e3adf28e35beabb8ce (MD5) / Approved for entry into archive by Rocilda Sales (rocilda@ufc.br) on 2016-07-05T11:57:44Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_dis_lrcosta.pdf: 1450635 bytes, checksum: 6f68853c596050e3adf28e35beabb8ce (MD5) / Made available in DSpace on 2016-07-05T11:57:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_dis_lrcosta.pdf: 1450635 bytes, checksum: 6f68853c596050e3adf28e35beabb8ce (MD5) Previous issue date: 2016 / The textbook can be an important tool for the student body of the learning process. It can also allow the understanding of the events associated with the teaching of sexually transmitted diseases in the school context, and the relationships established between the different actors involved in this process. From this premise, this study aims to evaluate the theme of the infection caused by the human papilloma virus (HPV) in the three most widely distributed collections of High School Biology suggested by the National Textbook Program (PNLD) 2015, and to propose as a final product a digital teaching manual in the form of web site to aid the teacher in his work studies on this theme. The comments made about the works followed the criteria suggested by the 2015 PNLD and if information was consistent with those published by the World Health Organization and Ministry of Health in its publications. In the works analyzed, it was observed that comments about the STD infections and are more elaborate than those that deal or genital HPV infection by such a virus known as condyloma acuminata. Of the three collections studied here presented an information more completely, although this information cannot be considered satisfactory on HPV. The main result, it was found that there is a chance of access to information relating to sexually transmitted diseases and that young people can be lax or careless as methods of preventing such diseases among adolescents in high school stage. Thus, it was concluded that the veracity and relevance of information provided in these high school books today is not enough to allow students to know about the mechanisms of transmission and prevention of HPV and infections caused by this virus. As a palliative to get around this, it is proposed in this paper an online digital manual in the form of web site as a reliable source of information that complements existing or missing information about HPV in textbooks of high school biology, enabling broad access to this worthy topic. / O livro didático pode ser uma importante ferramenta para o processo de aprendizagem do alunado. Ele pode também permitir a compreensão dos eventos associados ao ensino das doenças sexualmente transmissíveis no contexto escolar, assim como as relações que se estabelecem entre os diferentes atores envolvidos neste processo. Partindo dessa premissa, este estudo tem como objetivo avaliar a temática sobre a infecção causada pelo papiloma vírus humano (HPV) nas três coleções mais bem distribuídas de Biologia do Ensino Médio sugeridos pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) de 2015, além de propor como produto final um manual didático digital na forma de web site para auxílio ao professor em seu trabalho de estudos sobre tal tema. As observações feitas acerca das obras seguiu os critérios sugeridos pelo PNLD de 2015, bem como se havia informações condizentes com aquelas divulgadas pelo Organização Mundial de Saúde e Ministério da Saúde em suas publicações. Nas obras analisadas, observou-se que comentários feitos acerca das DST e infecções são bem mais elaborados do que aqueles que tratam sobre o HPV ou a infecção genital causada por tal vírus conhecida com condiloma acuminado. Das três coleções aqui estudadas, apenas uma apresentou informações de forma mais completa, embora estas informações ainda não possam ser consideradas satisfatórias sobre o HPV. Como principal resultado, verificou-se que há uma hipótese sobre acesso às informações referentes às Doenças Sexualmente Transmissíveis e que os jovens podem ser relapsos ou displicentes quanto aos métodos de prevenção contra tais doenças entre adolescentes em fase de ensino médio. Com isso, concluiu-se que a veracidade e relevância de informações presentes nestes livros de ensino médio na atualidade não é suficiente para permitir aos alunos conhecerem sobre os mecanismos de transmissão e prevenção contra o HPV e as infecções causadas por este vírus. Como paliativo para contornar esta situação, propõe-se neste trabalho um manual digital online na forma de web site como fonte segura de informações que complemente as informações existentes ou ausentes sobre o HPV nos livros didáticos de biologia do ensino médio, permitindo o amplo acesso a este valoroso tema.
5

Estudo comparativo entre os exames de citologia esfoliativa convencional e em base líquida para o rastreamento de lesões intraepiteliais anais associadas à infecção pelo papilomavírus humano em pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana / Comparative study between conventional and liquid-based cytology in the screening of anal squamous intraepithelial lesions associated with human papillomavirus infection in HIV-positive patients

Maia, Livia Bravo 17 July 2013 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2013. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2013-10-22T12:24:32Z No. of bitstreams: 1 2013_LiviaBravoMaia.pdf: 3004337 bytes, checksum: 90f9a4183246f2afa79632bb98b45c41 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2013-10-22T12:34:31Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_LiviaBravoMaia.pdf: 3004337 bytes, checksum: 90f9a4183246f2afa79632bb98b45c41 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-10-22T12:34:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_LiviaBravoMaia.pdf: 3004337 bytes, checksum: 90f9a4183246f2afa79632bb98b45c41 (MD5) / INTRODUÇÃO: O carcinoma escamoso anal tem um papel importante na morbi-mortalidade em pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). Similarmente ao câncer cervical, as neoplasias intraepiteliais anais tem forte associação com a infecção pelo papillomavírus humano (HPV), além de ser passível de ser rastreado pelos métodos citológicos. A citolologia esfoliativa convencional (CC) é de fácil execução, não agressiva e de baixo custo operacional. A citologia em base líquida (CBL) é uma técnica citológica que vem sendo utilizada por oferecer leituras mais purificadas, embora seja mais dispendiosa. São poucos os estudos que comprovem a eficácia do rastreamento do câncer anal, porém, tal prática vem sendo discutida e incentivada nos grupos considerados de risco ao desenvolvimento das neoplasias intraepiteliais anais. OBJETIVO: Avaliar a concordância das citologias esfoliativas convencional e meio líquido no rastreamento nas lesões precursoras do câncer do canal anal e comparar os achados dos padrões anuscópicos, histopatológicos e de genotipagem associados aos métodos de citologia. MÉTODOS: Estudo comparativo em pacientes de ambos os sexos, maiores de 18 anos e infectados pelo HIV. Todos os pacientes foram submetidos a exame clínico com toque retal, seguido da anuscopia de alta resolução e biopsia das lesões suspeitas. Foram obedecidos os critérios de Bethesda para classificação das lesões citológicas. Foram calculados os índices de concordância entre os métodos citológicos e sua correlação com os achados dos demais exames de rastreamento. RESULTADOS: Nas CC as amostras demonstraram os seguintes diagnósticos: 54,5% negativos, 12,1% ASC-US, 18,1% LSIL e 15,1% HSIL. Pelo método CBL as amostras demostraram os seguintes diagnósticos: 54,5% de negativos, 9,0% de ASC-US, 3,0% de ASC-H, 30,0% de LSIL, 3,0% de HSIL. A concordância diagnóstica entre os dois métodos utilizados apresentou significância estatística (p < 0,05) com teste Kappa de 0,8778 (quase perfeita) e intervalo de confiança de 95% (0,7136 a 1,000). Do total de 33 casos, 28 foram concordantes. Dos 18 casos de CC e CBL negativos, em 15 (15/18) a anuscopia foi igualmente negativa. Assim, observa-se que capacidade do teste CC identificar corretamente aqueles pacientes com biópsia positiva foi de 75,0%, com intervalo de confiança de 95% variando de 34,9% a 96,8% e, para CBL, 85,7%, com intervalo 95% de confiança variando de 34,9% a 96,8%. Quanto à genotipagem, os diagnósticos de LSIL na CC e CBL foram os que apresentaram maior positividade para os diversos subtipos do HPV. Os mais comuns do subtipo de alto risco na CC foram o 16 e o 68 e, na CBL, o 16, 18 e 68 e os de baixo risco mais comuns foram os subtipos 44/55 para ambos os métodos. Foi observada significância estatística quando associado múltiplas infecções para HPV com os achados histopatológicos. CONCLUSÃO: Concluímos que a citologia esfoliativa convencional e a em base líquida demonstraram ser igualmente eficazes, podendo ser utilizadas no auxílio do rastreamento das lesões precursoras do câncer anal. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / INTRODUCTION: The anal squamous carcinoma plays an important role in morbidity and mortality of HIV-positive patients. Similar to cervical cancer, anal intraepithelial neoplasia is strongly associated with HPV infection and can be diagnosed by cytological methods as well. The conventional cytology (CC) is easy to perform, non-aggressive and a low cost test. The liquid-based cytology (LBC) is a technique that has been used for offering more clear samples results, although it is more expensive. There are few studies that prove the effectiveness of screening for anal cancer, however, this practice has been discussed and encouraged in groups considered at risk for anal cancer. OBJECTIVE: To evaluate the agreement of conventional and liquid-based cytology in the screening of anal squamous intraepithelial lesions and compare the anuscopic results, histopathological and genotyping with both methods of cytology. METHODS: Comparative study of patients, more than 18 years old, infected by HIV. All patients were underwent clinical examination with digital rectal examination, followed by high-resolution anuscopy and biopsy of suspicious lesions. We used Bethesda criteria for classification of cytological lesions. The concordance between cytological methods was calculated and analyzed their relation with the findings of other screening tests. RESULTS: The CC samples had the following diagnoses: 54.5% negative, 12.1% of ASC-US, 18.1% of LSIL and 15.1% of HSIL. The LBC samples had the following diagnoses: 54.5% negative, 9.0% of ASC-US, 3.0% of ASC-H, 30.0% of LSIL, 3.0% HSIL. The diagnostic agreement between the two methods was statistically significant (p <0.05) with Kappa test 0.8778 (almost perfect) and confidence interval of 95% (0.7136 to 1.000). Of total 33 cases, 28 were concordant. Of Eighteen negative cases of LBC and CC, in 15 (15/18) the anoscopy was equally negative. Thus, we observe that CC can correctly identify those patients with positive biopsy in 75.0%, with a confidence interval of 95% ranging from 34.9% to 96.8%, and LBC, 85.7 %, with 95% confidence interval ranging from 34.9% to 96.8%. In the molecular biology, the LSIL diagnostic in the CC and LBC had higher positivity for the various subtypes of HPV. The most common high-risk subtype in the CC were 16 and 68, and in the LBC, 16, 18 and 68 and the most common low-risk subtypes were 44/55 for both methods. Statistical significance was observed when combined with multiple HPV infections with histopathologic findings. CONCLUSION: We conclude that conventional and liquid-based cytology shown to be equally effective and can be used both as screening for preneoplastic anal lesions.
6

Implicações do gene TP53 do vírus do papiloma humano no câncer da próstata

Saraiva, Ana Cândida Machado 16 October 2002 (has links)
Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais / The prostate gland can be assaulted by many pathologies. Among them the prostate cancer is the 2nd death cause on men older than 50 years old. Although the etiology of this disease is not well comprehended, the genetic alterations and the presence of infectious agents have been suggested as associated to the development of this cancer. One of the most frequent genetic alterations on the cancers are the ones related to the tumor suppressor gene TP53, responsible for the cell cycle control and apoptosys. In the beginning of the 90s, many works also arose on the attempt to establish a relationship between the human papilloma virus (HPV) infection and the prostate cancer. Within this context, this work had as objectives, to evaluate the HPV prevalence, to analyze the Arg72 Pro polymorphism, to associate this polymorphism to the HPV presence and to track for mutations n the exons 5 to 8 of the PT53 gene in patients presenting prostate cancer. 36 prostatic tissues were analyzed, seeing that these proceeding were from adenocarcinomas, BPH and PIN and peripheral blood of some of these patients, as well as of a group of men randomly chosen on the population. The techniques used for the HPV detection and typing were the PCR and nested PCR. For the Arg72Pro polymorphism analysis and for the tracking of mutations, the PCR and LIS-SSCP techniques were used. There were no differences on the frequencies of the Arg72Pro polymorphism between the BPH and PCa tissues (p=0,36; 95% reliance interval). The frequencies obtained on the blood of some patients with prostatic pathologies also did not differed significantly, whereas the BPH group did not differ from the PCa group (p=0,72, xviii 95% reliance interval), nor this from the frequency found on the population (p=0,08, 95% reliance interval). It was detected Loss of Heterozigosity (LOH) in 9 (34,61%) patients that lost the Pro allele, becoming Arg/Arg. Among these individuals, 5 (35,71%) belonged to the cancer group, 3 (37,5%) to the BPHs and 1 (25%) to the PINs. Among the 36 analyzed patients for the HPV infection, by means of PCR and nested PCR, only 2 (5,55%) presented positivity for HPV types 16 and 39. The t Test, showed that there were no significant differences for the HPV presence among the samples obtained by TUR and radical prostatectomy, nor among the malignant and benignant analyzed tissues. The positive patients for the HPV infection presented an homozygous genotype for arginine, however, the low prevalence of this infection did not allow an association to the Arg 72Pro polymorphism. A possible mutation was detected on the exon 6 in one patient with prostate cancer. In this manner, the low prevalence of the HPV infection, and the nonassociation of this with the Arg72Pro polymorphism as well as the rare frequency of mutations on the analyzed exons suggest that these would not be the essential mechanisms for the prostate cancer development. However, the LOH event could be associated to the progression or development of this tumor, being a precocious or intermediate event, yet not obligatory. More detailed and amplified studies should be done to clear these results, searching for directions to better comprehend the physiological procedures, which result on the genotype-environment association, on this affection. / A glândula próstata pode ser acometida por várias patologias. Dentre elas o câncer de próstata é a 4a causa de morte em homens com idade superior a 50 anos. Apesar da etiologia desta doença não ser bem compreendida, as alterações genéticas e a presença de agentes infecciosos têm sido sugeridas como associadas ao desenvolvimento desse câncer. Uma das alterações genéticas mais freqüentes nos cânceres são as relacionadas ao gene supressor de tumor TP53, responsável pelo controle do ciclo celular e apoptose. No início da década de 90, vários trabalhos também surgiram na tentativa de estabelecer relação entre a infecção pelo vírus do papiloma humano (HPV) e o câncer de próstata. Dentro deste contexto, este trabalho teve como objetivos avaliar a prevalência do HPV, analisar o polimorfismo Arg72Pro, associar este polimorfismo à presença do HPV e rastrear por mutações nos exons de 5 a 8 do gene TP53 em pacientes apresentando câncer de próstata. Foram analisados 36 tecidos prostáticos sendo estes provenientes de adenocarcinoma, HPB e NIP e sangues periféricos de alguns desses pacientes bem como de um grupo de homens escolhidos aleatoriamente na população. As técnicas utilizadas para detecção e tipagem do HPV foram a PCR e a PCR nested. Já para a análise do polimorfismo Arg72Pro e para o rastreamento de mutações foram utilizadas as técnicas de PCR e LIS-SSCP. Não houve diferenças das freqüências do polimorfismo Arg72Pro entre os tecidos com HPB e CaP (p=0,36; intervalo de confiança 95%). As freqüências obtidas nos sangues de alguns dos pacientes com patologias prostáticas também não diferiram significativamente, sendo que o grupo com HPB não diferiu do grupo CaP (p=0,72; xvi intervalo de confiança 95%), nem este da freqüência encontrada na população (p=0,08; intervalo de confiança 95%). Foram detectadas perda de heterozigose (LOH) em 9 (34,61%) pacientes que perderam o alelo Pro, ficando Arg/Arg. Desses indivíduos 5 (35,71%) pertenciam ao grupo do câncer, 3 (37,5%) ao grupo das HPBs e 1 (25%) ao grupo das NIPs. Dentre os 36 pacientes analisados para a infecção pelo HPV, por meio da PCR e PCRnested, apenas 2 (5,55%) apresentaram positividade para HPV do tipo 16 e 39. O Teste t, com nível de significância de 5%, mostrou não haver diferenças significativas para a presença do HPV entre as amostras obtidas por RTU e prostatectomia radical, nem entre os tecidos malignos e benignos analisados. Os pacientes positivos para a infecção do HPV apresentaram o genótipo homozigoto para arginina, entretanto, a baixa prevalência desta infecção não possibilitou associá-la ao polimorfismo Arg72Pro. Foi detectado um perfil eletroforético diferencial no exon 6 em um paciente com câncer de próstata. Desta forma, a baixa prevalência da infecção pelo HPV, a não associação desta com o polimorfismo Arg72Pro bem como a rara freqüência de mutações nos exons analisados sugere que estes não seriam mecanismos essenciais para desenvolvimento do câncer de próstata. Entretanto, o evento de LOH pode estar associado à progressão ou desenvolvimento deste tumor, sendo um evento precoce ou intermediário, porém não obrigatório. Estudos mais detalhados e ampliados devem ser realizados para compreender melhor os processos fisiológicos, que resultam da associação genótipo ambiente, nesta afecção. / Mestre em Genética e Bioquímica
7

Papilomavírus humano: novas abordagens epidemiológicas, diagnósticas e perspectivas vacinais

Matias, Bruna França 03 September 2015 (has links)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Introduction: HPV infection is the most common sexually transmitted disease in humans, which can cause benign diseases (warty lesion) or malignant as the anogenital cancer, oral cancer and, with the highest incidence, cervical cancer. Overall, the main HPV detection method is based on cytological evaluation of Papanicolaou; however, false-negative results and unsatisfactory sampling complicate the disease diagnosis and prevention. In this context, the investigation of new diagnosis platforms and prophylaxys has great interest. Objectives: The aim of this study was to conduct an epidemiological study of HPV infection in the women population of southeastern Brazil and then propose new diagnostic and vaccine approaches. Methodology: Genital samples of 5,223 women were evaluated by a new molecular tool based on PCR (Nested Multiplex PCR - NMPCR), using a cocktail of primers for simultaneous detection of 38 different HPV types, in single tube. Another molecular approach was proposed by Phage Display technique to select the IgA binding peptides from cervical samples of patients with HPV infection. In silico (Linear and 3D bioinformatics) and in vitro (ELISA, Slot blot and Bioelectrode) analysis were performed to validate the selected phages and synthetic peptides in cervical (n=91) and salivary specimens (n=66). The sensitivity and specificity parameters of HPV diagnosis were determined by ROC curve. To test the vaccine potential of synthetic peptides, in silico (3D bioinformatic), in vivo (female BALB/c mice immunization) or in vitro analyzes (MTT, ELISA, splenocytes culture, CBA and Neutralization assay) were carried out. Results: Among the 5,223 women evaluated, there was a prevalence of 58.9% of HPV infection, especially the types 53, 52 and 06, showing the relevance to propose new alternatives for HPV detection and prevention. In molecular approach of Phage Display, thirty-two distinct phage clones were selected against IgA from positive HPV cervical samples. Phage C.B1 showed higher reactivity against HPV samples compared to the negative control group by ELISA. This peptide is a putative epitope of HPV major capsid protein (L1) and has distinguished efficiently infection from HPV controls in cervical and saliva samples (p <0.0001), with high sensitivity (above 95%) and specificity (above 71%) in both fluids. The C.B1 peptide was also successfully incorporated (p<0.05) onto a graphite bioelectrode for HPV direct diagnosis in saliva. In the vaccine approach, three peptides (PEP1, PEP3 and PEP4) showed no toxicity in murine macrophages. Immunizations showed potent induction of serum IgG antibodies production by PEP3, and increase in IgA titer in the vaginal mucosa under PEP1 and PEP3 stimuli. The evaluation of cellular immune response indicated that the PEP1 and, particularly, the PEP3 chimeric peptide were able to polarize the immune response towards to Th1 profile and sensitize the cells to a pro-inflammatory \"status\", suitable for antiviral activity. The HPV-16 PsVs neutralization assay showed that PEP3 was able to reduce the infection by 49%. Conclusions: Overall, the studies presented here showed a high prevalence of HPV among Brazilian women by viral types still little explored in the literature. We selected mimotopes by Phage Display tool capable of detecting HPV in both saliva samples as in the cervical secretion, providing a low cost, simple and non-invasive diagnostics for population screening. In addition, the mimotopes selected have attractive applicability in vaccine formulations, but further studies are still needed. / Introdução: A infecção por HPV é a doença sexualmente transmissível mais comum em humanos, que pode causar doenças benignas (lesões verrucosas) ou malignas como o câncer anogenital, câncer oral e, com maior incidência, o câncer do colo uterino. Globalmente, o principal método de detecção do HPV baseia-se na avaliação citopatológica de Papanicolaou, entretanto, resultados falsonegativos e obtenção de amostras insatisfatórias dificultam o diagnóstico e a prevenção da doença. Neste contexto, a busca por novas plataformas diagnósticas e profiláticas para o HPV é de grande interesse. Objetivos: O objetivo do presente estudo foi realizar um levantamento epidemiológico da infecção por HPV na populacão feminina da região Sudeste do Brasil e, a partir de então, propor novas abordagens diagnósticas e vacinais. Metodologia: Amostras genitais de 5.223 mulheres foram avaliadas por uma nova ferramenta molecular baseada em PCR (Nested Multiplex PCR - NMPCR), utilizando-se um coquetel de primers para detecção simultânea de 38 diferentes tipos virais de HPV, em um único tubo. Outra abordagem molecular foi proposta através da técnica de Phage Display, a fim de selecionar peptídeos ligantes a anticorpos IgA oriundos de amostras cervicas de pacientes com infecção por HPV. Análises in silico (Bioinformática linear e 3D) e in vitro (ELISA, Slot blot e Bioeletrodo) foram realizadas para a validação dos fagos selecionados e dos peptídeos sintetizados em espécimes cervicais (n=91) e salivares (n=66). Os parâmetros de sensibilidade e especificidade do diagnóstico do HPV foram determinados pela curva ROC. Para testar o potencial vacinal dos peptídeos sintéticos, análises in silico (Bioinformática 3D), in vivo (imunização em camundongos fêmeas BALB/c) e in vitro (MTT, ELISA, Cultura de esplenócitos, CBA e Ensaio de Neutralização) foram conduzidas. Resultados: Dentre as 5.223 mulheres avaliadas, houve uma prevalência de 58,9% de infecção por HPV, com predominância dos tipos 53, 52 e 06, evidenciando a relevância de se propor novas alternativas de detecção e profilaxia do HPV. Na abordagem molecular de Phage Display trinta e dois clones de fagos distintos foram selecionados contra a IgA de amostras cervicais positivas para o HPV. O fago C.B1 apresentou maior reatividade contra amostras de HPV em comparação ao grupo controle negativo, por ELISA. Este peptídeo é um epítopo putativo da proteína principal do capsídeo do HPV (L1) e tem discriminado eficientemente amostras HPV de controles, em amostras cervicais e salivares (p<0,0001); com alta sensibilidade (acima de 95%) e especificidade (acima de 71%) em ambos fluidos. O peptídeo C.B1 também foi incorporado com sucesso (p<0,05) em um bioeletrodo de grafite para o diagnóstico do HPV direto na saliva. Na abordagem vacinal, três peptídeos (PEP1, PEP3 e PEP4) não apresentaram toxicidade em macrófagos murinos. As imunizações revelaram potente indução na produção de anticorpos séricos IgG pelo PEP3, e aumento nos títulos de IgA na mucosa vaginal sob estímulo dos PEP1 e PEP3. A avaliação da resposta imune celular indicou que o PEP1 e, sobretudo o peptídeo quimérico PEP3, foram capazes de polarizar a resposta imune para o perfil Th1 e sensibilizar as células a um status pró-inflamatório, propício para atuação antiviral. O ensaio de neutralização de PsVs do HPV-16 mostrou que o PEP3 foi capaz de reduzir a infecção em 49%. Conclusões: De maneira geral, os estudos aqui apresentados evidenciaram uma alta prevalência de HPV em mulheres brasileiras por tipos virais ainda pouco explorados na literatura mundial. Nós selecionamos mimotopos pela ferramenta de Phage Display capazes de detectar o HPV tanto em amostras de saliva quanto em secreção cervical, possibilitando um diagnóstico simples, de baixo custo, e não invasivo para rastreios populacionais. Além disso, os mimotopos aqui selecionados possuem atraente aplicabilidade em formulações vacinais, porém estudos adicionais ainda são necessários. / Doutor em Genética e Bioquímica
8

PRESENÇA DO PAPILOMA VIRUS HUMANO EM CARCINOMA ANAL DE CÉLULAS ESCAMOSAS DE PACIENTES ATENDIDOS EM SÃO LUIS, MARANHÃO / PRESENCE OF PAPILLOMA VIRUS IN HUMAN CARCINOMA SQUAMOUS ANAL CELL PATIENTS ATTENDED IN SÃO LUIS, MARANHÃO

Guimarães, Sulayne Janayna Araujo 03 December 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-19T17:37:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISSERTACAO_SULAYNE JANAYNA ARAUJO GUIMARAES.pdf: 2540252 bytes, checksum: 857ace608d3bf1b7e0a27229b8b53d98 (MD5) Previous issue date: 2014-12-03 / FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO / The anal squamous cell carcinoma (SCCA) is rare, but its incidence has increased and have often been associated with human papilloma presence virus (HPV). Objective: In order to determine the prevalence of HPV infection in this histological variant, the study analyzed paraffin embedded samples of anal carcinoma in patients treated at the University Hospital of the Federal University of Maranhão (HUUFMA) and Maranhão Institute of Oncology Aldenora Bello (IMOAB) between 2001 and 2011. Methods: samples of anal cancer were included whose histological slides and paraffin blocks contained in patient files diagnosed in the Pathology Services IMOAB and HUUFMA and allowed confirmation of the diagnosis and evaluation of the proposed criteria this work. We collected demographic variables relating to the profile and clinical partner in the medical records and pathological reports of 27 patients. The tissue samples preserved in paraffin blocks were sent for DNA extraction using Qiagen column and Xylene Kit. The β-globin constitutive gene was amplified to certify the integrity of DNA in the samples. Later, there was amplification of HPV DNA by reaction technique Polymerase Chain (PCR) using the primer and SPF10 genotyping by reverse hybridization. Results: Among the patients evaluated, 74.07% were women; and 40.75% of the patients were aged between 42 and 52 years. Risk factors such as smoking (22.22%) and alcohol consumption (11.11%) were recorded in this group. Metastases were detected in 11.11% of cases with two cases of distant metastasis to the liver, rectum and vagina. HPV detection was at 81.48% of the positive samples. HPV16 was detected in 100% of the positive samples. High prevalence of HPV 11 was detected also in 11/27 (40.74%). Multiple infections showed 45.45% (10/22) of prevalence in the sample. Conclusion: Our results provide further evidence in support of the strong association of high-risk HPV infection in the development of anal SCC also highlighting a concern with late diagnosis and the need for monitoring and preventive measures for anal carcinoma. / Introdução: O carcinoma anal de células escamosas (SCCA) é raro, porém sua incidência vem aumentando e têm sido frequentemente associado à presença do papiloma vírus humano (HPV). Objetivo: Com o objetivo de verificar a prevalência da infecção por HPV nessa variante histológica, o estudo analisou amostras parafinadas de carcinoma anal em pacientes atendidos no Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HUUFMA) e no Instituto Maranhense de Oncologia AldenoraBello (IMOAB), entre 2001 e 2011. Método: Foram incluídas amostras de câncer anal cujas lâminas histológicas e blocos parafinados constavam nos arquivos de pacientes diagnosticados nos Serviços de Anatomia Patológica do IMOAB e no HUUFMA e permitiram confirmação do diagnóstico e avaliação dos critérios propostos neste trabalho. Foram coletados variáveis referentes ao perfil sócio demográfico e clinico nos prontuários e nos laudos anatomopatológicos de 27 pacientes. As amostras de tecido conservadas em blocos de parafina foram encaminhadas para extração de DNA usando Xilol e Kit de coluna Qiagen. O gene constitutivo β-globina foi amplificado para atestar a integridade do DNA nas amostras. Posteriormente, realizou-se a amplificação do DNA do HPV pela técnica de Reação em Cadeia da Polymerase (PCR) utilizando o primer SPF10 e genotipagem por hibridização reversa. Resultados:Dentre os pacientes avaliados, 74,07% eram mulheres; e 40,75% dos pacientes estavam na faixa etária entre os 42 e 52 anos. Fatores de risco, como tabagismo (22,22%) e etilismo (11,11%) foram registrados no grupo estudado. Metástases foram detectadas em 11,11% dos casos tendo dois casos de metástase à distância para o fígado, reto e vagina. A detecção de HPV foi positiva em 81,48% das amostras. O HPV16 foi detectado em 100% das amostras positivas. Foi detectada alta prevalência também do HPV11 em 11/27 (40,74%). As infecções múltiplas apresentaram 45,45% (10/22) de prevalência na amostra estudada. Conclusão: Nossos resultados fornecem evidências adicionais em apoio à forte associação da infecção pelo HPV de alto risco no desenvolvimento do CCS anal, destacando também uma preocupação com o diagnóstico tardio e a necessidade de monitoramento e medidas de prevenção para o carcinoma anal.
9

Genotipagem de HPV proveniente de mulheres soropositivas e soronegativas para HIV atendidas no Centro de Referência em DST/AIDS em Vitória - ES

Mattos, Adriana Tonani de 15 December 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2016-12-23T13:56:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertacao de Adriana Tonani de Mattos.pdf: 2693529 bytes, checksum: 00310e354cac5ba29311696cfd985068 (MD5) Previous issue date: 2010-12-15 / Human papillomaviruses (HPV) are epitheliotropic viruses that infect skin tissue or mucous membranes, closely related to development of lesions in the genital tract, ranging from warts to invasive cervical cancer. These injuries are caused by different types of HPV that are classified into low and high risk types according to the association with cervical cancer. HIV seropositive women are mostly affected by HPV and are more prone to develop cervical cancer. The aim of this study was to evaluate the frequency of HPV types in seropositive and seronegative women for HIV. Therefore, cervical samples, part of the human bank samples of the Virology Laboratory, were analised from women known to be positive for HPV (n=87) attending the Reference Center STD / Aids Clinic in Vitória-ES, during March to December 2006. DNA was extracted by commercial kit QIAamp... / Os papilomavírus humanos (HPV) são vírus epiteliotrópicos que infectam tecido cutâneo ou mucoso e estão relacionados com desenvolvimento de lesões que, no trato genital, variam de verrugas ao câncer cervical invasivo. Estas lesões são causadas por diferentes tipos de HPV, que são classificados em baixo e alto risco conforme sua associação com câncer cervical. Sabe-se que mulheres soropositivas para HIV são mais acometidas por infecções por HPV e estão mais propensas ao desenvolvimento de câncer cervical. O objetivo desse estudo foi avaliar a frequência de tipos de HPV em mulheres soropositivas e soronegativas para HIV. Para isso foram analisadas amostras de escovado cervical, que faziam parte do banco de amostras do Laboratório de Virologia, de mulheres conhecidamente positivas para HPV (n=87) atendidas no Centro de Referência DST/AIDS, em Vitória-ES, no período de março a dezembro de 2006. O DNA das amostras foi extraído utilizando kit comercial QIAamp® DNA Mini Kit ou através do método de isotiocinanato de guanidina e sílica. DNA do HPV foi amplificado por PCR utilizando os iniciadores degenerados MY09/MY11 ou PGMY09/PGM11 biotinilados e a genotipagem foi realizada por Restriction Fragment Length Polymorphism (RFLP) ou por Reverse Line Blot (RLB), respectivamente. Do total de amostras, 97,7% foram genotipadas e 31 tipos distintos detectados: 6, 11, 13, 16, 18, 26, 31, 31b, 32, 33, 34, 35, 42, 44, 51, 52, 53, 55, 56, 58, 59, 61, 62, 64, 66, 68, 71, 81, 82, 83 e 84. O tipo mais prevalente foi o HPV16, tanto nas mulheres soropositivas quanto nas soronegativas para HIV, seguido pelos tipos 6, 53 e 11. O tipo 13, incomum em amostras cervicais, foi observado nesse estudo, porém a quantidade de amostras não foi suficiente para a realização de seqüenciamento para a confirmação deste tipo viral. Os tipos oncogênicos foram mais comuns nas amostras de mulheres soropositivas para HIV, porém com número semelhante e o número de infecções múltiplas foi maior entre as mulheres HIV positivas. Este estudo revelou uma grande diversidade de tipos de HPV na região

Page generated in 0.1223 seconds