• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 606
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 612
  • 315
  • 109
  • 83
  • 52
  • 52
  • 51
  • 46
  • 45
  • 44
  • 44
  • 44
  • 43
  • 41
  • 39
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Controle da raiva humana no Sistema Unico de Saude em cidade do interior paulista : aplicabilidade da norma tecnica e perfil da população atendida em serviço de referencia

Rondina, Gledes Paula de Freitas 02 October 2004 (has links)
Orientador:Aguinaldo Gonçalves / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-04T07:03:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Rondina_GledesPauladeFreitas_M.pdf: 26144398 bytes, checksum: 096dfa0e576e3c8b3d6c3f3e00b8cdb7 (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: Em termos gerais, o presente estudo objetivou verificar a aplicabilidade da norma técnica para profilaxia da raiva humana em serviço de referência no município de Fernandópolis; especificamente propôs-se a: i) caracterizar o perfil da população submetida ao controle da doença; ii) identificar elementos indicativos das condutas aplicadas; iii) estabelecer relações entre as condutas e os critérios do instrumento técnico vigente. Por meio de estudo observacional descritivo, de retroanálise, identificam-se como variáveis de interesse: sexo, idade, tipo de lesão da vítima e local do acidente; espécie, destino e condições do animal agressor; conduta adotada na ficha de profilaxia da raiva. Foram coletados dados de 185 fichas da clientela atendida no serviço de referência no período de janeiro a dezembro de 1998. Os resultados apontam que: i) quanto ao perfil da população submetida ao controle da raiva humana: é possível notar predominância de adultos jovens, do sexo masculino, com ocupação não identificada, residentes no estado de São Paulo, quase todos em Fernandópolis, em bairros periféricos e recentes; ii) quanto às condutas aplicadas para profilaxia da doença: a maioria das agressões decorreu de mordedura de cães domiciliados, em circunstâncias de provocação, na via pública; atingiu mãos e pés, com lesões múltiplas e superficiais, preponderando a indicação do tratamento com três doses alternadas; iii) quanto às relações entre as condutas e os critérios da norma técnica: a) o predomínio do tratamento com três doses alternadas se mantém quando o mesmo é analisado segundo as maiores freqüências das lesões por mordeduras, nas extremidades, múltiplas e profundas; b) a maioria dos acidentes ocorreu com animais domiciliados, o que explica as elevadas taxas quanto à possibilidade de localizá-los, à causa provocada da lesão e à possibilidade de observação. Frente às situações atendidas, em nível local, observa-se o conflito entre as condutas e os critérios do instrumento normativo. Ao analisar-se a adoção das três doses alternadas, considerando a circunstância da agressão, se provocada, por exemplo, tal conduta torna-se inadequada, pois deveria prevalecer a dispensa das vítimas. O fator que preponderou na tomada de decisão pelo profissional foi a natureza da lesão, ou seja, os acidentes graves, mesmo que a possibilidade de observação do animal, as condições sadias e a domiciliação do mesmo possibilitassem a não indicação da profilaxia anti-rábica / Abstract: In general, the actual study aimed to check on with the use of the technical pattern in the prophylaxis of the human rabies in the reference health care service in the City of Fernandópolis and has proposed itself to: I) Identify the population profile submitted to the disease control, ii) Identify the elements that indicate the applied conveyance, iii) Establish the relationship between the conveyance and the criteria of the technical instrument in effect. Through a descriptive, observable and retro-analysis study, it has been identified as interest variables: sex, age, type of lesion and accident she, species, destination and conditions of the aggressive animal, all taken measures in the rabies prophylaxis file. Data were collected out of 185 files of allegedly tended clientele in the reference health care service in the period of January to December 1998. The results show that: I) the outline of the population submitted to the control of the human rabies, it has been possible to note young male adults predominance with unknown occupation and also residing in the State of São Paulo, almost all of them in the City of Fernandópolis in very recently founded district areas, ii) the conducts applied to the disease prophylaxis. Most of all aggressions occurred with domiciled dogs' bites under inciting circumstances out in public roadways hitting hands and feet with multiple and superficial lesions outstanding the treatment indication of three alternating dosages, iii) the relations between conducts and the criteria of technical pattern: a) dosages that keep themselves when they are analyzed according to the highest frequencies of lesions due to bites on the extremities both multiple and deep; b) most accidents happened with domiciled animals what explains high rates as to the possibilities of locating them, the provoked cause of the lesion and the possibility of observation. Coping with the real situation, at a local level, one can see the conflict between the conducts and the normative instrumental criteria. To analyze of three alternating dosages and considering the aggression circumstances, if provoked, for instance, such a conduct would be inadequate then the patient dismissal should prevail. The outstanding factor in the decision making made by the health care professional was of the lesion nature, that is, the severe accidents even if the observation along with the health and residing conditions of the animal enables the non-indication of the effective against rabies prophylaxis / Mestrado / Saude Coletiva / Mestre em Saude Coletiva
2

Vacinas em forma inativada e atenuada contra vírus influenza induzem diferente resposta celular imune e perfil de expressão gênica em crianças

Cao, Raquel Giacomelli January 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2014-03-29T02:01:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000455917-Texto+Completo-0.pdf: 2015931 bytes, checksum: 9c232dbbf603a1ea4db4fc35a200c003 (MD5) Previous issue date: 2013 / INTRODUCTION: Studies have shown that LAIV is more effective than TIV for prevention of influenza infection in young children, but the underlying mechanisms associated with protection are still not well defined. OBJECTIVES: To assess differences in cellular immunity and gene expression profiles in children after immunization with LAIV or TIV. METHODS: Peripheral blood of previously healthy children was collected pre and postvaccination and analyzed for B cells measurement and antibodies production. Microarray analyses were applied to assess the gene expression profiles. RESULTS: LAIV vaccinees showed number of naïve, memory and transitional B cells increased on day 1 compared to baseline (p<0. 05). TIV vaccinees showed the number of plasmablasts increased on day 7 post-vaccination (p≤0. 01). In addition, the titers for the three strains of the vaccine (H1N1, H3N2 and B) were significantly elevated on the TIV group when compared with the LAIV group. Regarding the transcriptional profiles presented, both vaccines induced interferon signaling, but in different time points, TIV 1 day postvaccination and LAIV 7 days post-vaccination, the last only in children younger than 5 years old. CONCLUSIONS: These results indicate that LAIV and TIV induced different immune responses in peripheral blood of vaccinated children and that both vaccines induce interferon signaling post-vaccination. / INTRODUÇÃO: Estudos têm demonstrado que a vacina contra os vírus influenza LAIV é mais eficiente que a formulação TIV para a prevenção de infecção em crianças, porém os mecanismos envolvidos ainda não estão bem definidos. OBJETIVOS: Acessar as diferenças na imunidade celular humoral e de expressão de perfis gênicos em crianças imunizadas com LAIV ou TIV.MÉTODOS: Sangue periférico de crianças previamente hígidas foi coletado pré e pósvacinação e analisado para mensuração de células B e para titulação de anticorpos. Análise pela técnica de microarranjos foi empregada para avaliação dos perfis de expressão gênica. RESULTADOS: Vacinação com LAIV induziu aumento do número absoluto de células B naïve, de memória e transicionais no após 30 dias comparado aos valores medidos antes da vacinação (p<0. 05). Vacinação com TIV, no entanto, induziu aumento de plasmoblastos no dia 7 pós-vacinação (p<0. 01). Os títulos de anticorpos para os três antígenos da vacina (H1N1, H3N2 e B) encontraram-se significativamente elevados no grupo vacinado com TIV quando comparado ao grupo que recebeu LAIV. Ambos os grupos vacinados induziram sinalização de genes relacionados ao interferon, porém em diferentes momentos: TIV induziu-os 1 dia pós-vacinação, enquanto LAIV 7 dias pós-vacinação, especialmente em crianças com menos de cinco anos de idade. CONCLUSÕES: Esses resultados sugerem que as vacinas LAIV e TIV induzem resposta celular imune diferente em crianças e que ambas induzem sinalização de interferon pós-vacinação.
3

Desenvolvimento e estudo in vivo de uma vacina conjugada contra Pseudomonas aeruginosa

Santos, Rosangela Rodrigues dos 19 October 2009 (has links)
No description available.
4

Development of a process of rabies virus production using BHK-21 cell line adapted to suspension in serum free media for vaccine production

Sanson, Raquel Koehler January 2013 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Carlos Ricardo Soccol / Coorientadora : Profa. Dra. Vanete Thomaz Soccol / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia. Defesa: Curitiba, 29/10/2012 / Inclui referências : f.53-55 / Área de concentração: Saúde humana e animal / Resumo: Soro animal é usado em cultivo celular por causa de seus fatores nutricionais, porém, seu uso é um risco potencial à saúde, devido a possível presença de agentes adventícios, tais como vírus e príons, e também é um dos principais responsáveis por reações alérgicas em cães. Células BHK-21 adaptadas à suspensão crescendo em meio de cultura padrão com 3% de soro fetal bovino foram submetidas à adaptação em meio de cultura livre de soro. Os meios de cultura livre de soro usados neste estudo foram VP-SFM, Ex-Cell 302 e Cellvento BHK-200. As células foram adaptadas ao VP por trocada direta do meio de cultura, ao Ex-Cell por troca direta e gradual do meio. Adaptação a Cellvento só foi possível usando células previamente adaptada a VP-SFM. As células adaptadas ao meio de cultura Ex Cell 302 apresentaram melhores resultados de crescimento. Todas as células adaptadas são capazes de produzir vírus da raiva. Porém, células adaptadas em VP-SFM apresentaram a melhor produtividade viral. Entretanto, produção de vírus utilizando Cellvento BHK-200 apresenta o melhor potencial econômico. Palavras chaves: vacina antirrábica veterinária, meio de cultura livre de soro, BHK-21, adaptação celular. / Abstract: Animal serum is used in cell culture because of its nutritional factors, however, their use not only is a potential risky for health, due to possible presence of adventitious agents, such as virus and príons, but also is the major responsible of allergic reactions in dogs. BHK-21 cells adapted to suspension growing in standard culture media with 3% of fetal bovine serum were submitted to adaptation to serum free culture media. Serum free culture media used in this study were VP-SFM, EX-CELL 302 and Cellvento BHK-200. Cells were adapted to VP by direct media change, to Ex Cell by direct and gradual media change. Adaptation to Cellvento was only possible by using cells priory adapted to VP-SFM. Cells adapted to Ex Cell culture media presented best growth results. All adapted cells have ability to produce rabies virus. Although, cells adapted to VP-SFM presented best virus productivity. However, virus production using Cellvento BHK-200 presents best economic potential. Keywords: veterinary rabies vaccine, serum free media, BHK-21, cell adaptation.
5

Imunogenicidade da vacina LBSapSal e investigação parasitológica/molecular em cães após desafio intradérmico com leishmania (Leishmania) chagasi e extrato de glândula salivar de Lutzomyia longipalpis.

Soares, Rodrigo Dian de Oliveira Aguiar January 2010 (has links)
Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto. / Submitted by Oliveira Flávia (flavia@sisbin.ufop.br) on 2014-10-23T19:57:05Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 22190 bytes, checksum: 19e8a2b57ef43c09f4d7071d2153c97d (MD5) DISSERTAÇÃO_ImunogenicidadeVacinaLBSapSal.pdf: 2635494 bytes, checksum: 1830fd9d23022df936dfb3d499086d6b (MD5) / Approved for entry into archive by Gracilene Carvalho (gracilene@sisbin.ufop.br) on 2014-11-18T15:29:46Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 22190 bytes, checksum: 19e8a2b57ef43c09f4d7071d2153c97d (MD5) DISSERTAÇÃO_ImunogenicidadeVacinaLBSapSal.pdf: 2635494 bytes, checksum: 1830fd9d23022df936dfb3d499086d6b (MD5) / Made available in DSpace on 2014-11-18T15:29:46Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 22190 bytes, checksum: 19e8a2b57ef43c09f4d7071d2153c97d (MD5) DISSERTAÇÃO_ImunogenicidadeVacinaLBSapSal.pdf: 2635494 bytes, checksum: 1830fd9d23022df936dfb3d499086d6b (MD5) Previous issue date: 2010 / Leishmaniose visceral humana (LVH) e leishmaniose visceral canina (LVC) são as mais importantes doenças emergentes causadas por Leishmania (L.) chagasi com elevada prevalência nos países latino-americanos, principalmente no Brasil. Durante um século de investigação, depois da descoberta do agente etiológico da leishmaniose, poucos avanços têm ocorrido na pesquisa do tratamento e até mesmo de vacinas e as medidas de controle têm sido decepcionantes. O desenvolvimento de uma vacina protetora contra a LVC é uma abordagem alternativa para interromper o ciclo da LV doméstica. Considerando a importância das proteínas salivares de flebotomíneos sendo potentes imunógenos, obrigatoriamente co-depositados com o parasito de Leishmania durante a transmissão, a sua inclusão em uma vacina anti-Leishmania iria explorar a imunidade anti-saliva após uma picada de flebotomíneo infectado e preparar uma resposta imune protetora anti-Leishmania. Assim, neste trabalho foi investigada a imunogenicidade e efeito protetor da vacina LBSapSal em cães após o desafio. Vinte cães foram classificados em quatro grupos: i) controle (n = 5) receberam 1 mL de solução salina estéril 0,9%; ii) grupo Sal (n = 5) receberam extrato de glândula salivar (SGE), elaborado a partir de 5 ácinos das glândulas salivares de Lutzomyia longipalpis em 1 ml de solução salina estéril 0,9%; iii) Grupo LBSal (n = 5) receberam 600 μg de proteína de promastigotas de L. braziliensis mais SGE em 1 mL de solução salina estéril 0,9%, (iv) o grupo LBSapSal (n = 5 ) recebeu 600 μg de proteína de promastigotas de L. braziliensis e 1 mg de saponina em conjunto com a SGE em 1 mL de solução salina estéril 0,9%. O protocolo de imunização constou de três injeções subcutâneas em intervalos de 4 semanas. Posteriormente, os cães foram inoculados por via intradérmica com 1 × 107 promastigotas em fase estacionária de L. (L.) chagasi na presença de glândula salivar de L. longipalpis e acompanhado por um período de 435 dias após o desafio (435dpd). Análise da resposta imune humoral mostrou que antes e durante o acompanhamento longitudinal após o desafio, o grupo LBSapSal mostrou aumento dos níveis de IgG total, IgG1 e IgG2, sugerindo uma possível resposta imune mista (tipo I e II) após a vacinação. A investigação da resposta imune celular com base no perfil imunofenotípico de células mononucleares do sangue periférico (PBMC) mostrou um aumento no número absoluto de linfócitos T CD5+ circulantes, refletida pela maior contagem de linfócitos T CD4+ e T CD8+, em 435dpc. Interessantemente, a vacina induziu um aumento de linfócitos T CD8+ circulantes durante todo o período após o desafio, possivelmente indicando o estabelecimento de imunidade protetora contra a infecção por Leishmania como tem sido sugerido previamente para a LVC. Consistente com essa hipótese, o grupo LBSapSal apresentou aumento da atividade linfoproliferativa in vitro sobre a estímulação antigênica com SLcA (antígeno solúvel L. chagasi) em 90 e 435 dpc, bem como aumento da freqüência (índice de estimulação) de linfócitos T CD5+ e CD8+ SLcA-específico em 435dpc. Estes resultados suportam a hipótese de que a indução de células T CD8+ podem desempenhar um papel de proteção no mecanismo de controle do parasitismo por Leishmania após a vacinação com LBSapSal, associado com a resposta imune antígeno-específica para antígenos do agente etiológico da LVC. A avaliação clínica sobre sinais sugestivos de LVC mostrou que todos os animais permaneceram assintomáticos durante todo o acompanhamento. O estudo da proteção realizado pela análise de amostras do aspirado de medula óssea através de abordagens parasitológicas (cultura em meio NNN / LIT e inquérito microscópico) e moleculares (PCR) de todos os grupos não revelou a presença de parasitas. Estes resultados mostraram que a via intradérmica de infecção experimental tem um curso longo para iniciar as manifestações clínicas e, assim, a detecção do parasita, e por isso necessitam de um período maior de acompanhamento, que poderão fornecer informações importantes que conduzirão a uma melhor compreensão sobre a imunogenicidade da vacina e sua eficácia. ____________________________________________________________________________ / ABSTRACT: Human visceral leishmaniasis and canine visceral leishmaniasis (CVL) are the most important emerging diseases caused by Leishmania (L.) chagasi with high prevalence in Latin American countries mainly in Brazil. During a century of research after the discovery of the etiologic agent of leishmaniasis few advances have occurred in research on treatment and even vaccines and measures control have been disappointing. The development of a protective vaccine against CVL is an alternative approach for interrupting the VL domestic cycle. Considering the importance of sand fly salivary proteins are potent immunogens obligatorily co-deposited with Leishmania parasites during transmission, their inclusion in an anti-Leishmania vaccine would exploit anti-saliva immunity following an infective sand fly bite and set the stage for a protective anti-Leishmania immune response. Thus, in this work it was investigated the immunogenicity and protective effect of LBSapSal vaccination in dogs after challenge. Twenty mongrel dogs were categorized into four groups: i) control (n = 5) received 1 mL of sterile saline 0.9%; ii) Sal group (n = 5) received sand fly gland extract (SGE) prepared from 5 acini of salivary glands of Lutzomyia longipalpis in 1 mL of sterile saline 0.9%; iii) LBSal group (n = 5) received 600 μg of L. braziliensis promastigote protein plus SGE in 1 mL sterile 0.9% saline; (iv) the LBSapSal group (n = 5) received 600 μg of L. braziliensis promastigote protein plus 1 mg of saponin together with SGE in 1 mL sterile 0.9% saline. The immunization protocol consisted of three subcutaneous injections at intervals of 4 weeks. Afterwards, the dogs were intradermally infected with 1×107 late-log-phase promastigotes of L. (L.) chagasi in the presence of sand fly saliva of L. longipalpis and accompanied by a follow-up of 435 days post challenge (435dpc). Analysis of the humoral immune response showed that before and during the longitudinal follow-up after the challenge, the LBSapSal group showed increased levels of total IgG, IgG1 and IgG2, suggesting a possible mixed immune response (type I and II) after vaccination. The investigation of the cellular immune response based on the immunophenotypic profile of peripheral blood mononuclear cells (PBMC) showed an augment absolute number of circulating CD5+ T lymphocytes, reflected by higher counts of T CD4+ and T CD8+ lymphocytes, in 435dpc. Interestingly, the vaccine induced an increase circulating T CD8+ lymphocytes throughout the period after challenge, possibly indicating the establishment of protective immunity against Leishmania infection as has been suggested previously for CVL. Consistent with this hypothesis, the LBSapSal group exhibited increased lymphoproliferative activity upon in vitro antigenic stimuli with SLcA (soluble L. chagasi antigen) in 90 and 435 dpc as well as increased frequency (stimulation index) of SLcA-specific CD5+ and CD8+ T-lymphocytes in 435dpc. These results support the hypothesis that induction of CD8+ T-cells may play a protective role in the mechanism of control of parasitism by Leishmania after LBSapSal treatment associated with the antigen-specific immune response to antigens from the etiological agent of CVL. The clinical evaluation regarding suggestive signs of CVL showed that all animals remained asymptomatic during the all follow-up. The protection study performed by analysis in aspirates of bone marrow samples through parasitological (culture in NNN/LIT medium and microscopical investigation) and molecular approaches (PCR) of all groups did not reveal the presence of parasites. These results showed that the intradermal route of experimental infection has a long course to start the clinical manifestations and therefore the detection of the parasite, and so needing a longer period of follow-up, that may provide important information that will lead to a better understanding on vaccine immunogenicity and efficacy.
6

Doença meningocócica no Brasil : descrição de casos, evidência da efetividade e do impacto da vacina anti-meningocócica conjugada sorogrupo C, 2001 – 2013

Moraes, Camile de 04 October 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2017-02-07T19:10:27Z No. of bitstreams: 1 2016_CamiledeMoraes_Parcial.pdf: 456057 bytes, checksum: 1b73ebc34f7736282dc103e2fc0bebb6 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-02-27T20:33:43Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_CamiledeMoraes_Parcial.pdf: 456057 bytes, checksum: 1b73ebc34f7736282dc103e2fc0bebb6 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-02-27T20:33:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_CamiledeMoraes_Parcial.pdf: 456057 bytes, checksum: 1b73ebc34f7736282dc103e2fc0bebb6 (MD5) / Introdução: A doença meningocócica (DM) é importante causa de morbidade e mortalidade em todo mundo. No Brasil, a doença tem caráter endêmico com ocorrência eventual de períodos epidêmicos. A vacina meningocócica C conjugada (MenC) foi incluída no calendário de vacinação da criança do Programa Nacional de Imunizações em 2010. Objetivos: Descrever a ocorrência da DM no Brasil e avaliar o impacto e a efetividade da vacina MenC, no período de 2001 a 2013. Métodos: Foram realizados três estudos: i) estudo descritivo utilizando os casos confirmados de DM registrados no sistema de informação de agravos de notificação (Sinan) entre 2001-2013; ii) estudo observacional ecológico misto, analítico, com análise de séries temporais baseada em dados de painéis utilizando os casos confirmados de DM registrados no Sinan entre 2001-2013; iii) estudo caso-controle não pareado para estimar a efetividade da vacina em crianças menores de cinco anos registradas como casos confirmados de DM no Sinan entre 2011-2015. Resultados: Ocorreu uma importante elevação das taxas de incidência (de 0,19 para 0,62 casos/100.000 habitantes), de mortalidade (0,02 para 0,13 óbitos/100.000 habitantes) e de letalidade (10,6 para 21,8%) da DM sorogrupo C entre 2001 e 2010, respectivamente. Nos três anos seguintes à introdução da vacina foi observada redução nas taxas de incidência da DM sorogrupo C para as crianças menores de um ano (65,2%; IC95%: 20,5%, 84,7%) e de um a quatro anos de idade (46,9%; IC95%: 14,6%, 79,1%). O impacto estimado da vacinação variou de 83,7% (IC95%: 51,1%, 100,0%) na região Centro- Oeste a 56,7% (IC95%: 37,4%, 76,0%) na região Nordeste. A efetividade da vacina MenC para os menores de cinco anos foi de 89,3% (IC95%: 83,3 a 93,1; p<0,001), e para os menores de um ano de idade foi de 93,0% (IC95%: 85,4 a 96,6; p<0,001). Conclusão: Ocorreu aumento expressivo da DM sorogrupo C no período de estudo, em especial até o ano de 2010. A vacina MenC demonstrou ter impacto na redução das taxas de incidência para as crianças menores de um ano de idade, em todas as regiões analisadas, bem como no grupo etário de um a quatro anos de idade. A vacina MenC apresentou ainda alta efetividade no contexto brasileiro entre crianças menores de cinco anos. Mesmo assim, acreditamos que há espaço para melhorar a estratégia de vacinação adotada no Brasil. Ações voltadas para melhoria do diagnóstico laboratorial, assistência aos pacientes, e avaliações das ações de imunização são de fundamental importância para o aprimoramento do controle da doença no país. / Introduction: Meningococcal disease (MD) is important cause of morbidity and mortality worldwide. In Brazil, MD is endemic with occurrence of epidemic periods. Meningococcal C conjugate (MenC) vaccine was included in the routine vaccination schedule for infants and children of the National Immunizations Program in 2010. Objectives: Describe MD in Brazil, evaluate the MenC vaccine impact and effectiveness, from 2001 to 2013. Methods: Three studies were performed: i) descriptive study of MD confirmed cases using the Notifiable Diseases Information System (Sinan) from 2001-2013; ii) observational, mixed ecological, analytical study with time series analysis based on panel data, using MD confirmed cases registered in Sinan from 2001-2013; iii) unmatched case-control study to estimate MenC vaccine effectiveness in children under five years recorded as confirmed cases in Sinan from 2011 - 2015. Results: During the study period, until 2010, there was an increase in MD serogroup C incidence (0.19 to 0.62 cases/100,000), mortality (0.02 to 0.13 death/100,000) and case-fatality rates (CFR) (10.6 to 21.8%). For the three years following the vaccine implementation, a reduction was observed in MD incidence rate in children aged <1 year (65.2%; 95%CI: 20.5%, 84.7%) and 1-4 years old (46.9%; 95%CI: 14.6%, 79.1%). The estimated impact of the vaccine on MDC incidence reduction ranged from 83.7% (95%CI: 51.1, 100.0) in the Midwest region to 56.7% (95%CI: 37.4, 76.0) in the Northeast region. MenC vaccine effectiveness was 89.3% (95%CI: 83.3, 93.1; P<0,001) for children under five years and 93.0% (95%CI: 85.4, 96,6; P<0,001) for children under one year. Conclusions: There was a significant increase in MD serogroup C rates during the study period, especially until 2010. MenC vaccine had impact on the population of children aged <1 year old in all the regions and also had a relevant effect on children 1-4 years old. MenC also presented high effectiveness in the Brazilian context in children <5 years old. Even so, we believe there is still room for improving the vaccination strategy adopted in Brazil. Actions targeting the improvement of laboratory diagnosis, patient care and immunization campaigns assessment are crucial for the improvement of meningococcal disease control.
7

Estudo de fase I da vacina anticâncer HASUMI / Phase I Trial of Hasumi Cancer Vaccine

Leite, Ismênia Osório January 2004 (has links)
LEITE, Ismênia Osório. Estudo de fase I da vacina anticâncer HASUMI. 2004. 187 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2004. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2012-04-09T12:47:24Z No. of bitstreams: 1 2004_dis_ioleite.pdf: 2335872 bytes, checksum: cf6da64445814ea7a2a7403e82004bed (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2012-04-09T16:04:29Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2004_dis_ioleite.pdf: 2335872 bytes, checksum: cf6da64445814ea7a2a7403e82004bed (MD5) / Made available in DSpace on 2012-04-09T16:04:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2004_dis_ioleite.pdf: 2335872 bytes, checksum: cf6da64445814ea7a2a7403e82004bed (MD5) Previous issue date: 2004 / The Hasumi vaccine (VH) is an imune-stimulant mode by two preparations obtained from distinctive forms, it is an assisting in a pool of tumours antigens. The assisting is taken off from calf splens and the antigen, from different forms of tumor. The VH is a sterile uncoloured liquid, conditioned in 0,5mL glass ampoules, separately. The present research aimed to evaluate, throughout a Phase I study, the security of VH, as well as the comprehension of its action mechanism. The clinical experiment was conducted in 24 healthy volunteers in wich the VH was given subcutaneously every 5 days during 2 months, accomplishing an amount in wich the two first ones were given in the hospital. Before the first administration, all the voluteers did the Prick test, to evaluate the possibility of reacting to hipersensibility. After that they were submit to clinical and laboratorial evaluation (hemogram, biochemical, urine extract and parasitological excrements exams, sorology to B and C hepatitis, HIV, FAN, reumatoidic factor, C3, CD3, CD4, CD8, IgA, IgG, IgE, IgM, PSA, CEA, AFP and HCG-beta). The planning of the experiment also had the repetition of such exams after the 3th, 6th and the 12th doses, as well as in the after-study 30 days after the last dose. By hte and of the study, significant adverse events were not observed. Therefore, in the last dose and within the stabilished treatment period of this experiment, the VH was shown to be safe and with no toxity. / A Vacina Hasumi (VH) é um imuno estimulante constituído por duas preparações obtidas de formas distintas, sendo um adjuvante e um pool de antígenos tumorais. O adjuvante é retirado de células de baço de bezerros e o antígeno, de diversas formas de tumor. A VH é um líquido incolor estéril, acondicionado em ampolas de vidro, no volume de 0,5mL, separadamente. O presente trabalho objetivou avaliar, através de um Estudo de Fase I, a segurança da VH, bem como a compreensão do seu mecanismo de ação. O ensaio clínico foi conduzido em 24 voluntários sadios nos quais a VH foi administrada por via subcutânea a cada 5 dias durante 2 meses, perfazendo um total de 12 administrações, sendo as 2 primeiras em regime de internamento hospitalar. Antes da primeira administração, todos os voluntários realizaram o prick teste, para avaliar a possibilidade de reação de hipersensibilidade, após o que, foram submetidos a avaliações clínica e laboratorial (hemograma completo, bioquímica, sumário de urina, parasitológico de fezes, sorologia para hepatite B e C, HIV, FAN, fator reumatóide, C3, CD3, CD4, CD8, IgA, IgG, IgE, IgM, PSA, CEA, AFP, Beta HCG). O planejamento do experimento compreendeu também a repetição das avaliações após a 3a, 6a e a 12a doses e no pós-estudo, 30 dias após a última dose. Ao final do estudo não foram observados eventos adversos significantes. Portanto, na dose e no tempo de tratamento estabelecidos neste ensaio, a VH mostrou-se segura e não apresentou toxicidade.
8

Desenvolvimento tecnológico de vacinas em Bio-Manguinhos/Fiocruz: uma proposta de gestão / Technological vaccine development in Bio-Manguinhos/Fiocruz: a management proposal

Leal, Maria da Luz Fernandes January 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:11:27Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 685.pdf: 680667 bytes, checksum: c14c4ca24e4cf72dfa6b569952125d49 (MD5) Previous issue date: 2004 / Este trabalho tem por objetivo discutir as práticas de gestão atuais do desenvolvimento tecnológico de vacinas em Bio-Manguinhos /FIOCRUZ, para identificar os obstáculos existentes na transformação dos conhecimentos gerados pela atividade de P&D em produtos, almejando desenhar uma proposta de gestão e operação da Planta de Protótipos, em fase de implantação na instituição. Dentro desta perspectiva, foram levantadas as fontes e o eselecimento das bases e capacitação tecnológica do Instituto, a evolução, lacunas e o "estado da arte" de seu programa de P&D, do ponto de vista organizacional, de sua infra-estrutura, recursos humanos e projetos em desenvolvimento na área de vacinas. Foram também abordados as bases tecnológicas para a produção de vacinas, o processo de desenvolvimento tecnológico, etapas e requisitos colocados pelos conceitos, normas e legislação que regulamenta o licenciamento de novos produtos. No intuito de gerar parâmetros comparativos com os mecanismos adotados pelo Instituto, captar as melhores práticas e adaptá-las para o contexto de Bio-Manguinhos /FIOCRUZ, buscou-se estudar uma empresa da indústria farmacêutica, líder na produção e desenvolvimento tecnológico, com alta taxa de inovação na área de vacinas, do ponto de vista de sua infra-estrutura, organização e práticas de gestão em P&D de forma a contribuir para a elaboração de uma proposta de gestão e operação da nova Planta. A análise da capacitação e do potencial do Instituto permitiu tecer algumas recomendações para a reorganização do Departamento de Desenvolvimento Tecnológico e das atividades de P&D em vacinas, dentro dos conceitos apresentados neste trabalho e das transformações que vem ocorrendo a nível mundial.Concluiu-se que a Planta de Protótipos é estratégica para Bio-Manguinhos /FIOCRUZ e para o país, preenchendo uma importante lacuna na cadeia de inovação, tão necessária para diminuir a distancia tecnológica e a dependência de importação de insumos estratégicos para a saúde, onde o domínio das tecnologias do futuro é elemento estratégico para a competitividade da Unidade a curto, médio e longo prazo. Como resultado final foi elaborada uma proposta para operação e gestão dessa Planta, dentro de um arranjo institucional voltado para o desenvolvimento e inovação de produtos biotecnológicos para a saúde.
9

Vacina de DNA (hsp65 M. Leprae) para Paracoccidioidomicose experimental : atividade imunogênica e terapêutica

Ribeiro, Alice Melo 03 1900 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2008. / Submitted by Ruthléa Nascimento (ruthlea@bce.unb.br) on 2008-10-22T15:47:58Z No. of bitstreams: 1 2008_AliceMeloRibeiro.pdf: 765803 bytes, checksum: 64d83181d608218897c1293017932928 (MD5) / Approved for entry into archive by Georgia Fernandes(georgia@bce.unb.br) on 2008-11-17T13:35:28Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_AliceMeloRibeiro.pdf: 765803 bytes, checksum: 64d83181d608218897c1293017932928 (MD5) / Made available in DSpace on 2008-11-17T13:35:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_AliceMeloRibeiro.pdf: 765803 bytes, checksum: 64d83181d608218897c1293017932928 (MD5) / As proteínas de choque térmico (HSPs) são reconhecidas como importantes moléculas na modulação do sistema imunológico e são altamente conservadas entre os diferentes organismos. A vacina DNA-hsp65 de Mycobacterium leprae demonstrou efeitos profiláticos e imunoterapêuticos contra diversas doenças como, por exemplo, tuberculose, artrite e leishmaniose. Neste trabalho, avaliamos a eficácia e o potencial imunomodulador na imunização e no tratamento de camundongos infectados experimentalmente com o fungo patogênico Paracoccidioides brasiliensis, o agente etiológico da Paracoccidioidomicose, a mais importante micose endêmica na América Latina. A vacina DNA-hsp65 conferiu proteção aos animais contra o P. brasiliensis em ensaios de imunização ou de tratamento como indicado por: redução significativa no pulmonar fúngica carga (UFCs); diminuição da perda da função pulmonar e na presença de colágeno em granulomas (revelada por análises histológicas do tecido pulmonar); reestabelecimento proliferativo das células de baço; perfil de resposta imunológica de padrão Th1 com níveis elevados de IL-12, IFN - g, TNF-α e IGg2a e baixos níveis de IL-4, IL-10 e IgG1. Esses dados, em conjunto, indicam que, em BALB/c, tanto a imunização como o tratamento com a vacina DNA-hsp65 conferem proteção no curso da Paracoccidioidomicose. Nossos resultados abrem novas perspectivas sobre a prevenção e tratamento para outras micoses sistêmicas. _____________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Heat shock proteins (HSPs) are recognized as important molecules in the modulation of the immune system and are highly conserved among different organisms. The DNA-hsp65 vaccine from Mycobacterium leprae (M. leprae) has been shown to have prophylactic and immunotherapeutic effects against various diseases, for instance, tuberculosis, arthritis and leishmaniasis. In this work, we evaluated the effectiveness and immunomodulatory potential of the DNA-hsp65 immunization and treatment in model BALB/c mice infected with Paracoccidioides brasiliensis (P. brasiliensis), the etiological agent of Paracoccidioidomycosis, the most important endemic mycosis in Latin America. The DNA-hsp65 vaccine conferred protection against this pathogen for both, the prophylactic and therapeutic assays, as indicated by: a significant reduction in pulmonary fungal burden (CFUs); a decrease in pulmonary function loss and in the presence of collagen in granulomas (revealed by histological analyses of the pulmonary tissue); the reestablishment of spleen cells proliferation; the Th1 pattern immune response with higher levels of IL-12, IFN- γ, TNF- and IGg2a and lower levels of IL-4, IL-10 and IgG1. Together, these findings indicate that, in mice, the immunization and treatment with the DNA-hsp65 vaccine protect mice against Paracoccidioidomycosis. Our results open new perspectives on prevention and treatment of other systemic mycoses.
10

O cuidado que influencia o ser em desenvolvimento

Bordin, Terezinha Albina January 2000 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. / Made available in DSpace on 2012-10-17T20:11:56Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-25T18:33:34Z : No. of bitstreams: 1 174233.pdf: 7687156 bytes, checksum: bd9e242ee1b027ddf7b72503bba1f570 (MD5) / Este estudo tem como referencial teórico às teorias humanistas de Jean Watson e Carl Rogers que serviram de base para o desenvolvimento e análise do processo de cuidar de enfermagem, focalizando o relacionamento da equipe de enfermagem com a criança e a família no cotidiano da sala de vacinas. Considera a criança um sujeito que é capaz de vivenciar suas próprias experiências e a partir delas capacitar-se para experiências futuras. Apresenta uma proposta psicopedagógica que propõe formas de interação com a equipe a fim de produzir conhecimento em enfermagem a partir das próprias vivências e discute como este processo pode ser ampliado a outros espaços, como em situações de cuidado com a família. O estudo aponta dados sobre como as normas rígidas, criadas nos serviços de saúde, assumidas pela enfermagem, podem colocar em risco o processo de cuidar de enfermagem. Finalizando, propõe que a enfermagem utilize o espaço da sala de vacinas para observar bebês e famílias e reflete sobre comportamentos que foram levantados com relação à criança, família, enfermagem e os apresenta como fatores que promovem a saúde ou que representam risco ao crescimento e desenvolvimento da criança/família.

Page generated in 0.0522 seconds