• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1457
  • 8
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 1
  • Tagged with
  • 1473
  • 708
  • 253
  • 236
  • 226
  • 152
  • 127
  • 120
  • 114
  • 110
  • 104
  • 102
  • 102
  • 98
  • 93
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Perfil hormonal e metabolismo de cálcio em cadelas gestamtes e no puerpério /

Machado, Luiz Henrique de Araújo. January 2004 (has links)
Orientador: Nereu Carlos Prestes / Resumo: O presente projeto pretendeu estudar o ciclo hormonal e o metabolismo de cálcio das cadelas durante a gestação e puerpério e testar a eficiência do método da quimioluminescência como uma alternativa ao RIA. Foram utilizadas 10 cadelas adultas com tamanho e peso semelhantes, mantidas sob as mesmas condições de manejo e alimentadas com ração de boa qualidade, sem qualquer suplementação até os 40 dias de gestação, após isto a ração foi substituída por ração de filhote até o final da lactação. As colheitas de sangue foram realizadas durante as fases gestacional e puerperal, nos momentos: M0 (início do diestro citológico), M1 (20 dias pós-M0), M2 (40 dias pós-M0), M3 (momento do parto), M4 (15 dias pósparto), M5 (45 dias pós-parto) e M6 (30 dias pós-desmame). O PTH, osteocalcina, calcitonina, progesterona, estradiol, T3 total, T4 total, T4 livre e calcitriol foram analisados pelo radioimunoensaio; T4 canino, T3 total, T3 livre, T4 total e T4 livre foram analisados pela quimioluminescência e o cálcio, fósforo, proteína total, albumina e fosfatase alcalina foram analisados pelo método colorimétrico. A osteocalcina e calcitonina foram testadas pelo método do RIA e não foram observadas diferenças entre os momentos. O T3 Livre testado pelo método de quimioluminescência e apresentou todos os valores abaixo do limite de detecção. As demais variáveis apresentaram diferenças significativas entre os momentos. Não foram observadas correlações que demonstrem envolvimento dos hormônios dosados com o metabolismo do cálcio e fósforo. Não houve correlação entre o número de filhotes e as demais variáveis estudadas; os resultados demonstram não ter havido tendência a hipocalcemia e correção hormonal; o estudo de correlações não demonstrou um padrão de acontecimento entre as diversas variáveis, principalmente entre o cálcio e as demais variáveis... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo). / Abstract: The present project intended to study hormone cycle and calcium metabolism of bitches during gestation and the puerperal period and to test the efficiency of chemoluminescent immune assay as an alternative to RIA. Ten adult bitches of similar size and weight, maintained under the same environmental conditions and fed with high quality dry food without any supplementation until the fortieth day of gestation, then changed to puppy dry food until the end of lactation. Blood samples were collected during gestation and the puerperal period, on moments M0 (beginning of cytologic diestrus), M1 (20 days after M0), M2 (40 days after M0), M3 (at the time of parturition), M4 (15 days after parturition), M5 (45 days after parturition) and M6 (30 days after weaning). PTH, osteocalcin, calcitonin, progesterone, estradiol, total T3, total T4, free T4 and calcitriol were analyzed by RIA; canine T4, total T3, free T3, total T4 and free T4 were analyzed by chemoluminescence and calcium, phosphorus, total protein albumin and alkaline phosphatase were analyzed by colorimetric method. There was no difference between moments on values of osteocalcin and calcitonin. All values of free T3 were below the limit of detection of the test. The other variables studied presented no difference between moments. There was no correlation demonstrating the involvement of tested hormones on calcium and phosphorus metabolism. There was no correlation between litter size and the other parameters studied; the results showed no tendency to hypocalcaemia and hormone correction; the study of correlations did not suggest a pattern of happening among variables, specially between calcium and the other variables; osteocalcin is more specific as bone maker that alkaline phosphatase; nutritional correction may have been the responsible for the quiescence of minerals and related hormones, the same occurring to the values of total protein... (Complete abstract, click electronic address below). / Doutor
12

Avaliação dos padrões histopatológicos da pele e imunomarcação de células CD3+ e CD79a+ em cães infectados naturalmente por Leishmania spp. /

Torres Neto, Rafael. January 2005 (has links)
Orientador: Sônia Regina Verde da Silva / Resumo: A leishmaniose visceral canina é uma zoonose considerada endêmica em algumas regiões do estado de São Paulo e outras localidades do país. Apesar de ser uma enfermidade sistêmica, no cão, os principais sinais clínicos são dermatológicos. Foram avaliados trinta cães com diagnóstico de leishmaniose pelos exames parasitológico e sorológico, divididos em dois grupos: grupo A com descamação cutânea e grupo B com ulceração cutânea. Os padrões histopatológicos encontrados nos animais pertencentes ao grupo A foram de dermatite perianexial (33,3%), perivascular superficial (6,6%), nodular (6,6%), e as mistas (53,3%), sendo, intersticial/perianexial (12,5%), liquenóide/perivascular superficial e profunda (12,5%), perivascular superficial e profunda/perianexial (12,5%) e perivascular superficial/perianexial (62,5%). Os cães do grupo B apresentaram quadros histopatológicos compatíveis com dermatite perivascular superficial e profunda (33,3%), difusa (20%), perianexial (13,3%), nodular (6,6%), e as mistas (26,6%), representadas por intersticial/perivascular superficial e profunda (25%), nodular/perianexial (25%), fibrosante/perianexial (25%) e perivascular superficial e profunda/perianexial (25%). A presença de formas amastigotas foi observada em 8 (53%) cães com descamação e 7 (47%) com ulceração. A presença de linfócitos T CD3+ foi maior em relação aos linfócitos B CD79a +, tanto nas lesões descamativas como nas ulcerativas (69,5/8,8 e 66,1/14,5, respectivamente). Houve diferença estatística entre a população de células CD3+ e CD79a+ dentro do mesmo padrão dermatológico, o mesmo ocorreu quando se comparou a população de células CD79a+ entre os padrões descamativos e ulcerativos (p<0,05). / Abstract: Canine leishmaniasis is an endemic zoonoses, in some São Paulo state regions and other Brazilian cities. Even though it is a systemic disease, in the dog, the main clinical sign is dermatological. Thirty dogs with positive results in serology and parasitological exam for leishmaniasis, were evaluated. They were divided in two groups, one with exfoliative lesions and other with cutaneous ulcers. Histopathological patterns in the first group were: periadnexial dermatitis (33.3%), superficial perivascular (6.6%), nodular (6.6%) and mixeds (53.3%), intersticial/periadnexial (12.5%), lichenoid/perivascular superficial and deep (12.5%), perivascular superficial and deep/periadnexial (12.5%) and superficial perivascular/periadnexial (62.5%). In the ulcerative pattern, the histopathological patterns were: perivascular superficial and deep dermatitis (33.3%), diffuse dermatitis (20%), periadnexial dermatitis (13.3%), nodular dermatitis (6.6%) and mixed dermatitis (26.6%), including intersticial/ perivascular superficial and deep (25%), nodular/periadnexial (25%), fibrosing/perianexial (25%) and perivascular superficial and deep/periadnexial. Parasites were found in 8 dogs (53%) with exfoliative pattern and 7 dogs (47%) with ulcerative pattern. CD3 positive cells (T lymphocytes) were predominant than CD79a positive cells (B lymphocytes), in both dermatological patterns of lesions (69,5/8,8 e 66,1/14,5, respectively). There was no statistical difference between CD3 positive and CD79a cell population concerning exfoliative and ulcerative patterns. There was statistical difference between CD3+ cells and CD79a+ cells, when the same dermatological pattern was considered. The same was observed when compared CD79a+ cells in exfoliative and ulcerative patterns (p<0,05). / Mestre
13

Identificação de Leishmania spp. em amostras de diferentes regiões do tecido cutâneo de cães /

Gonçalves, Maria Esther. January 2004 (has links)
Orientador: Sonia R. V. da Silva Franco / Resumo:A identificação do agente etiológico da leishmaniose visceral canina (LVC) em tecido cutâneo é importante ferramenta para o controle desta enfermidade. Foram colhidas amostras da cútis, clinicamente sem lesão, de 30 cães pertencentes à área endêmica e com diagnóstico positivo para leishmaniose visceral, com o objetivo de determinar se há uma região preferencial para a realização da biópsia cutânea para o diagnóstico da doença, relacionando esses achados aos aspectos clínicos. Fragmentos cutâneos foram colhidos de seis regiões distintas: plano nasal, pavilhão auricular, toráx, abdome, membro anterior e transição mucocutânea. Foi realizada a técnica de imunoistoquímica em todas as amostras cutâneas e posteriormente, empregou-se a técnica de reação em cadeia pela polimerase (PCR) somente nas amostras que apresentaram resultados negativos à primeira técnica. Os sinais clínicos mais freqüentemente observados nos cães foram emagrecimento (95%), seguido de linfoadenomegalia (55%) e mucosas pálidas (30%). As alterações dermatológicas mais freqüentes foram alopecia e descamação cutânea (90%), seguidas de dermatite ulcerativa (60%), onicogrifose (50%) e hiperpigmentação (40%). A imunoistoquímica revelou resultado positivo em 100% das amostras cutâneas, independente da região dos cães sintomáticos que apresentaram quadro dermatológico. Já nos cães que não apresentaram manifestações dermatológicas, a porcentagem de positividade foi menor, 40% e 30%, dependendo da região e nos animais assintomáticos a positividade foi de 30% e 20%. Todas as regiões avaliadas nos cães com diagnóstico negativo apresentaram resultado negativo a imunoistoquímica. A PCR apresentou maior positividade quando comparada com a imunoistoquímica (P< 0,05) para a região de membro anterior dos cães sintomáticos sem alterações cutâneas... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo). / Abstract: The identification of Leishmania spp. in the skin is an important tool for the canine visceral leishmaniasis (CVL) control. The aim of this study was to investigate which would be a better clinically normal skin region to perform skin biopsies for the diagnosis of the naturally Leishmania-infected dogs and to associate this finds to clinical signs. Thirty dogs from an endemic visceral leishmaniasis area and positive diagnose for CVL were selected for the study. Five asymptomatics dogs, negative for Leishmania were included as a fourth group. Clinically normal skin samples were collected from the six different sites by punch biopsy: upper part of the muzzle, ear, thorax, abdomen, forelimb and mucocutaneous junction. Immunohistochemistry detection of Leishmania was performed in all skin biopsy specimens and polymerase chain reaction (PCR) was performed in samples that were Leishmania-negative by immunohistochemistry. Weight loss (95%), lymphadenomegaly (55%) and pale mucous membrane (30%) were the main clinical signs observed. The most frequent skin abnormalities were alopecia and desquamation (90%), ulcerative dermatitis (60%), onychogryphosis (50%) and hyperpigmentation (40%). The immunohistochemistry demonstrated 100% of positivity in all skin samples of symptomatics dogs with skin lesions, independing on the region. Symptomatics dogs without skin lesions showed a lower positivity percentage, 40% and 30% depending on the region and asymptomatics dogs showed 30% and 20%. All regions from group 4 showed negative results. PCR showed positivity rates higher when compared to immunohistochemistry (P< 0,05) for the forelimb region from symptomatics dogs without skin lesions. These findings demonstrated that clinically normal skin of dogs from endemic area have parasites independently of clinical signs. / Mestre
14

Desenvolvimento pós-natal do EEG em cães normais : avaliação visual qualitativa e quantitativa até 45 dias de vida /

Paula, Luciana Felício de. January 2004 (has links)
Orientador: Simone Biagio Chiacchio / Resumo: O desenvolvimento eletrocortical após o nascimento tem sido investigado em várias espécies, principalmente na humana. Muitos elementos do eletroencefalograma (EEG) que ocorrem no desenvolvimento neonatal ainda não foram determinados em cães. O presente trabalho analisou o desenvolvimento eletrocortical de cães normais no período compreendido do primeiro aos 45 dias de idade. Foram estudados 182 traçados do EEG de 26 cães sem raça definida, com intervalos semanais (sete momentos), obtidos em sono espontâneo para análise visual quantitativa e qualitativa, feitas por dois examinadores independentes sem prévio conhecimento do período registrado. Utilizou-se um eletroencefalógrafo convencional de oito canais com montagens mono e bipolar. Os registros nas 24 horas e no sétimo dia de idade mostraram um padrão de traçado descontínuo, com trechos com surtos de 4,3 a 8,3s caracterizados por aparecimento de atividade cortical (3 a 15Hz e 28 a 35mV) e intervalos intersurtos de 2 a 5s caracterizados por atenuação total ou parcial da atividade cortical. Observaram-se trechos com surtos de atividade alfa-beta "fuso-like" (12-15Hz) registrados principalmente durante o sono ativo. O sono quieto foi registrado com pouca ou nenhuma interferência de movimentos fásicos repentinos generalizados e de movimento lento dos olhos. O desenvolvimento eletrocortical de cães neonatos ocorre de forma gradual e as primeiras mudanças significativas ocorrem com 14 dias de vida com caracterização do sono NREM através dos grafoelementos e aumento de ondas lentas. Após 28 dias há aumento progressivo das ondas lentas e aparecimento do último tipo de sono NREM, sono IV, e aumento crescente dos trechos em vigília. Finalmente com 45 dias de vida, as ondas lentas do sono NREM de alta voltagem, a apresentação de grande quantidade de microdespertar e traçados caracterizando... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo). / Abstract: The eletrocortical developmental after birth in various species have been done mainly in human. Many elements of the electroencephalogram (EEG) still were not determined. This work analysed the electrocortical developmental from normal young dogs from first to 45 days of age. Were studied 182 EEG from 26 mongrel dogs, at weekly intervals (seven moments), obtained in espontneous sleep to quantity and quality visual analyses, dones by two independents researchers with no previous known from the registred period. A 8-channel conventional electroncephalography was used with mono and bipolar placement. The registrations in the 24 hours and in the 7o day after birth showed a pattern of traced interrupted with parts of outbreak of 4,3 a 8,3s caracterizing the appearence of cortical activity (3 a 15Hz and 28 a 35mV) and intervals between outbreaks of 2 to 5s caracterized for parcial or total atenuation from cortical actvity. In this period was observed parts with outbreaks of activity alfa-beta "fuso-like" (12-15Hz) registrated principaly during the active sleep. The quiet sleep was registrated with a electrograph pattern of actvity with few or neither interference of generality abrupt fasics movements and the slow movement of eyes. The electrocortical developmental in dogs occurs in a gradual form and the changes significantly occur with 14 days after birth caracterizing sleep NREM trough grafoelements and increase in slow waves. After 28 days with progressive increase of slow waves and appearence of the latest type of sleep NREM, sleep IV, and constant increase of vigils segments. Finaly with 45 days after birth slow, large waves of sleep NREM, presentation of a great quantity of micro awakes; caracterized traces of instability in the maintenance of the sleep and registred of more time in vigil that caracterized a greatest maturity compared with the... (Complete abstract, click electronic address below). / Doutor
15

Infecção por Leishmania spp. e/ou por Trypanosoma cruzi em cães provenientes de área endêmica e não endêmica para leishmaniose canina /

Troncarelli, Marcella Zampoli. January 2008 (has links)
Orientador: Simone Baldini Lucheis / Coorientador: Helio Langoni / Banca: Katia Denise Saraiva Bresciani / Banca: Antonio Carlos Paes / Resumo: Devido à proximidade filogenética entre Leishmania spp. e Trypanosoma cruzi (T. cruzi), podem ocorrer reações cruzadas e resultados falso-positivos à sorologia. O objetivo do presente estudo foi contribuir com o diagnóstico elucidativo da leishmaniose e da tripanossomíase caninas, utilizando a Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI), o exame parasitológico direto e a pesquisa de DNA, tanto de Leishmania spp., quanto de T.cruzi, pela Reação em Cadeia pela Polimerase (PCR) em amostras de fígado e baço. Para tanto, foram utilizados 100 cães eutanasiados no Centro de Controle de Zoonoses da cidade de Bauru-SP, onde a leishmaniose visceral é endêmica, e 100 cães eutanasiados no canil municipal da cidade de Botucatu-SP, área indene. Sessenta e cinco amostras de soros dos cães de Bauru foram positivas pela RIFI para Leishmania spp. e 40 foram positivas para T.cruzi, enquanto que todas as 100 amostras de cães de Botucatu foram negativas pela RIFI para leishmaniose e somente quatro amostras foram positivas para T. cruzi. Do total de 200 soros testados, 33 (16,5%) apresentaram resultado positivo à sorologia para ambos parasitos. Em 30 amostras de fígado e/ou de baço dos 33 cães que apresentavam anticorpos contra Leishmania spp. e T.cruzi, tanto o exame parasitológico direto como a PCR para Leishmania spp. resultaram positivos, indicando a verdadeira infecção por este parasito. Nenhuma amostra de fígado e baço dos 200 cães de Bauru e Botucatu foi positiva pela PCR para T. cruzi. Estes resultados reforçam a ocorrência de reações cruzadas entre Leishmania spp. e T. cruzi pela RIFI, bem como a necessidade da realização do exame parasitológico direto e/ou da PCR para o diagnóstico elucidativo da leishmaniose e das tripanossomíases caninas. / Abstract: Due Leishmania spp. and Trypanosoma cruzi (T. cruzi) phylogenetical closely, some serological cross-reactions and false-positives results can occur. The objective of this study was to contribute with the elucidative canine leishmaniasis and trypanossomiasis' diagnosis, using Indirect Immunofluorescence (IIF) serologic test, direct parasitological exam and Leishmania spp. and T.cruzi DNA investigation by Polimerase Chain Reaction (PCR) in liver and spleen samples. For this purpose, it were used 100 culled dogs of Zoonosis Control Center in Bauru-SP where Visceral Leishmaniasis (VL) is endemic, and 100 culled dogs of the municipality kennel in Botucatu-SP where VL is non-endemic. Sixty-five (65%) serum samples of dogs from Bauru were positive by IFI for Leishmania spp. and 40 (40%) were positive for T. cruzi. All serum samples (100%) of dogs from Botucatu were negative by IFI for leishmaniasis and only 4 samples were positive for T. cruzi. Of a total of 200 tested serum samples, 33 (16.5%) showed serologic positive results for both parasites. In 30 liver and/or spleen samples of 33 dogs that presented antibodies anti-Leishmania spp. and anti-T.cruzi, both direct parasitological exam and PCR for Leishmania spp. resulted positive, indicating the true dog's infection by this parasite. No liver and spleen samples of 200 dogs from Bauru and Botucatu were positive by PCR for T. cruzi. These results reinforce the occurrence of antibodies cross reactions for Leishmania spp. and T. cruzi by IFI, and also confirm the necessity of a parasitological exam and/or a PCR test for the canine leishmaniasis and trypanosomiasis elucidative diagnosis. / Mestre
16

Maturação nuclear de ovócitos de cadelas em estro e anestro submetidos à maturação in vitro /

Martins, Lílian Rigatto. January 2005 (has links)
Orientador : Maria Denise Lopes / O presente estudo objetivou avaliar a taxa de maturidade nuclear dos ovócitos provenientes de cadelas em estro e em anestro submetidos à maturação em dois meios de cultivo, TCM 199 (Tissue Culture Medium) e SOF (Synthetic Oviduct Fluid) durante 24 horas. A parte experimental foi dividida em dois grupos; grupo 1, cadelas em anestro e grupo 2, constituído de cadelas em estro. Em cada grupo, os ovócitos foram removidos dos ovários e metade deles foi imediatamente corada com Hoescht 33342 e classificados como VG (vesícula germinativa), QVG (quebra da vesícula germinativa), MI (metáfase I) e D/NI (degenerados/não passíveis de identificação) e a outra parte foi maturada em SOF e em TCM 199 por 24 horas, corados e avaliados conforme descrição anterior. Foram recuperados 511 e 373 ovócitos grau I nos grupos 1 e 2 respectivamente. O número médio de ovócitos grau I obtidos por cadela no anestro foi de 46,45 ± 25,23. Para as fêmeas do grupo 2, este valor foi de 62,16 ± 8,18 ovócitos/cadela. O protocolo que utilizou ovócitos provenientes de doadoras em estro e maturação in vitro no SOF foi superior aos demais protocolos testados, demonstrando que a maturação ovocitária é beneficiada pela associação entre a fase do ciclo estral e o meio de maturação in vitro (58% MI). Quando submetidos à maturação in vitro os ovócitos provenientes de fêmeas em estro e em anestro apresentam taxas de QVG semelhantes (21,68% TCM 199 e 23,61% SOF - anestro; 20% TCM199 e 23% SOF - estro), porém a taxa de MI foi superior no grupo de ovócitos provenientes de fêmeas em estro (9,79% TCM 199 e 9,72% SOF - anestro; 25% TCM 199 e 58% SOF - estro). Pôde-se ainda evidenciar que em todos os protocolos testados, o tempo de maturação in vitro de 24 horas foi insuficiente para a obtenção da configuração nuclear de metáfase II. / Abstract: The present study aimed to evaluate the nuclear maturation of in vitro matured oocytes originating from estrus and anoestrus bitches. Two different culture media were used, TCM 199 (Tissue Culture Medium) and SOF (Synthetic Oviduct Fluid). The experimental part was divided into two groups: group 1, consisting of anoestrus bitches, and group 2, consisting of estrus bitches. In each group, oocytes were harvested from ovaries and half of them were immediately stained with Hoechst 33342 and classified as in GV (germinal vesicle), GVBD (germinal vesicle breakdown), MI (metaphase I) and D/NI (degenerated/non identifiable). The other part was matured in SOF or TCM media for 24 hours, stained and evaluated as described previously. There were 511 and 373 grade I oocytes recovered in groups 1 and 2, respectively. The mean number of oocytes obtained per anoestrus bitch was 46.45 ± 25.23. For females in group 2, this value was 62.16 ± 8.18 oocytes / bitch. The protocol that utilized estrus donor's oocytes and in vitro maturation in SOF was superior to the other protocol tested, demonstrating that the association between phase of the estrus cycle and maturation medium is beneficial for oocyte in vitro maturation (58% MI). Oocytes from estrus and anoestrus bitches submitted to in vitro maturation presented similar rates of GVBD (21.68% TCM 199 and 23.61% SOF - anoestrus; 20% TCM199 and 23% SOF - estrus). However the MI rate was higher in the estrus group (9.79% TCM 199 and 9.72% SOF - anoestrus; 25% TCM 199 and 58% SOF - estrus). It was demonstrated, in all the protocols tested, that 24 hours in vitro maturation was insufficient for obtaining nuclear configuration of metaphase II. / Mestre
17

Caracterização eletroforética do perfil protéico e análise bioquímica do plasma seminal canino /

Souza, Fabiana Ferreira de January 2003 (has links)
Orientador: Maria Denise Lopes / Resumo: Neste estudo foram utilizados 20 cães, sem raça definida, de fertilidade desconhecida, com pesos variando entre 15 e 20 Kg, sorologicamente negativos para leptospirose e brucelose canina. Após um período de condicionamento, foram colhidos seis ejaculados de cada cão, por manipulação digital do pênis, sendo três antes da deferentectomia e três após. O sêmen foi imediatamente analisado após a colheita, considerando os seguintes parâmetros: volume, cor, motilidade progressiva, vigor espermático, porcentagem de espermatozóides morfologicamente normais, pH, integridade de membrana (teste hiposmótico e coloração com sondas fluorescentes). Foram determinadas as concentrações de proteínas totais, cloretos totais, cálcio, potássio e sódio. A SDS-PAGE foi realizada utilizando-se duas concentrações de poliacrilamida, 13% e 22%, no gel de separação. Os géis foram corados com coomassie azul brilhante R-250, suas imagens digitalizadas e avaliadas num programa analisador de imagens, onde foram estimados os pesos moleculares e a densidade óptica integrada de cada banda, para cada amostra. Uma correlação negativa foi verificada entre o potássio e a motilidade progressiva, vigor espermático, resultados do teste hiposmótico e porcentagem de espermatozóides com integridade de membrana na coloração com sondas fluorescentes. Apenas o cálcio mostrou-se significativamente mais elevado após a deferentectomia. Foi verificado um total de 37 bandas antes da deferentectomia e 35 após. Antes da deferentectomia, encontrou-se uma correlação positiva e significativa entre duas bandas protéicas, B4 (67 kDa) e a B5 (58,6 kDa) e a motilidade progressiva, vigor espermático, porcentagem de espermatozóides morfologicamente normais, resultados do teste hiposmótico e porcentagem de espermatozóides com integridade de membrana na coloração com sondas fluorescentes... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo). / Abstract: In this study 20 mixed breed dogs (15 to 20 Kg of body weight) of unknown fertility were used. The dogs were negative in leptospyrosis and brucelosis tests. After a conditioning time, were collected six ejaculated of each dog by digital manipulation of penis, being three before and three after deferentectomy. Immediately, the semen was analyzed considering the following parameters: volume, color, spermatic motility, vigor, morphological forms of the spermatozoa, pH and membrane integrity (hypoosmotic test and fluorescent stain). The concentrations of total proteins, total chlorides, calcium, potassium and sodium were determined. The SDS-PAGE of each seminal plasma sample was carried out using two polyacrylamide concentrations, 13% and 22%, in the separation gel. The gels were stained with coomassie blue brilliant R-250, the images were digitalized and evaluated in a analyzer software, where the molecular weights were estimated, in accordance with a standard applied in each gel. The integrated optic density of each band for each sample was determined. A negative correlation was verified between the potassium and the spermatic motility, vigor, results of the hypoosmotic test and percentage of spermatozoa with integrity of membrane in the fluorescent stain. The calcium concentrations after of deferentectomy were significantly higher than before. A total of 37 bands before deferentectomy and 35 after were observed. Before the deferentectomy, a positive correlation was verified between two bands, B4 (67 kDa) and the B5 (58,6 kDa), and the spermatic motility, vigor, percentage of normal spermatozoa, results of the hypoosmotic test and percentage of spermatozoa with integrity of membrane in the stain fluorescent. Three bands were significantly different before and after the deferentectomy (B3, of 73,5 kDa, B29, of 7,8 kDa and B27, 3,6 kDa). Keywords: Dog; Seminal Plasma; Proteins; Electrophoresis, Electrolites. / Mestre
18

Anestesia total intravenosa em cães pela administração de propofol e butorfanol em infusão contínua : hemodinâmica, eletrocardiografia e índice biespectral /

Barbosa, Vivian Fernanda. January 2007 (has links)
Orientador: Newton Nunes / Banca: Paulo Sérgio Patto dos Santos / Banca: Juan Carlos Duque Moreno / Resumo: Objetivou-se com este estudo avaliar os efeitos hemodinâmicos, eletrocardiográficos e no índice biespectral decorrentes da anestesia total intravenosa com propofoi e butorfanol em infusão contínua em cães. Para tal, foram utilizados 20 cães adultos hígidos, sem raça definida. Os animais foram distribuídos em dois grupos de igual número (GP e GB) e induzidos à anestesia com propofoi, por via intravenosa, na dose de 10 mg/kg. Após a intubação orotraqueal, instituiu-se ventilação controlada com oxigênio a 60% e fluxo de. 30 mL/kg/min em circuito fechado, com volume controlado. A manutenção anestésica foi realizada com a administração de 0,6 mg/kg/min de propofol. O grupo butorfanol (GB) recebeu, por via intravenosa, bolus de butorfanol 0,1 mg/kg seguido de infusão contínua do fármaco dose de 40 mg/kg/h. O grupo placebo (GP) recebeu somente NaCI 0,9% em bolus, seguido de infusão contínua, em volume idêntico ao do GB. A taxa de infusão foi ajustada considerando-se o volume calculado/hora para ambos os grupos, por meio de bomba de infusão. As mensurações das variáveis foram realizadas imediatamente antes da aplicação do opióide ou da solução de NaCI a 0,9% (MO). Novas mensurações foram realizadas em intervalos de 15 minutos, após a administração do butorfanol ou da salina, por um período de 75 minutos (M15, M30, M45, M60 e M75). O método estatístico utilizado foi análise de variância (ANOVA), seguida pelo Teste Tukey (P<0,05). A administração de butorfanol resultou em aumento dos intervalos QRS (ms), RR (ms) e da freqüência respiratória (1), e em redução da resistência periférica total (RPT), das pressões arteriais sistólica (PAS), diastólica (PAD) e média (PAM), do débito cardíaco (DC) e da temperatura corporal central (T DC). Os resultados permitem concluir que a associação proporciona anestesia segura para pacientes com suporte ventilatório / Abstract: The aim of this study was to evaluate the hemodynamic and electrocardiography effects and also the bispectral index of the total intravenous anesthesia with propofol and butorphanol in continuous infusion in dogs. For that purpose, twenty adult healthy crossbreed dogs were used. The animais were equally allocated intü twogroups (GP and GB) and induced to the anesthesia with intravenoüs propofol (10 mg/kg)". After orotracheal intubation, ventilation controlled was instituted with 6-0% oxygen and flow of 30 mL/kglmin in a c10sed system, withcontmlled volume. The anesthetic maintenance was accomplished with propofol (0.6 mg/kg/min). The butorphanol group (GB) it received, for intravenous road, bolus of butorphanol 0.1 mg/kg foilowing by continuous infusion (40 ) mglkg/h). The placebo group (GP) it received only NaCI 0.9% in bolus, following by continuous infusion, in identical volume to of the GB. The infusion rate was adjusted according to the calculated volume/hour for both groups through an infusion bomb. Baseline measurements were performed before opioid or saline administration (MO). New measurements were obtained every 15 minutes after the butorphanol or placebo administration (M15, M30, M45, M60 and M75). Statistical analysis was carried out using variance analysis (ANOVA) followed by the Tukey Test (P<0.05). Administration of butorphanol resulted in an increase of QRS interval (ms), of RR interval (ms) and respiratory rate (f), decrease of total peripheric resistance (TPR), systolic arterial pressure (SAP), diastolic arterial pressure (DAP), mean arterial pressure (MAP), cardiac output (CO) and body central temperature (T DC). The results allow us to conclude that association provide safe anesthesia for patients with ventilatory support / Mestre
19

Densidade mineral óssea em cães da raça pastor alemão sob treinamento físico /

Oliveira, Milton Luís Ribeiro de. January 2007 (has links)
Orientador: Luiz Carlos Vulcano / Banca: Sheila Canavese Rahal / Banca: Vania Maria de Vasconcelos Machado / Banca: Janis Messias Gonzales / Banca: Carmen Lice Buchmann de Godoy / Resumo: A medida da densidade mineral óssea (DMO) auxilia pesquisas sobre o crescimento de animais jovens ou com alterações metabólicas, bem como o acompanhamento da evolução do tecido ósseo em animais idosos e naqueles submetidos a treinamento físico. Dessa forma, faz-se necessário o aprimoramento de técnicas densitométricas precisas e de baixo custo que se adaptem às condições brasileiras e de outros países em desenvolvimento. O presente estudo teve por objetivo avaliar a densidade mineral óssea em cães da raça pastor alemão, machos e fêmeas, em diferentes faixas etárias e peso, submetidos a treinamento físico intenso, sob as mesmas condições de manejo. Para determinação DMO foi utilizada a técnica de densitometria óptica em imagem radiográfica da extremidade distal do rádio-ulna de 68 cães da raça pastor alemão pertencentes à Polícia Militar do Estado de São Paulo. Para medida de densidade mineral óssea, utilizou-se um programa computacional que analisou a densidade óptica das radiografias, tendo como referência densitométrica uma escala de alumínio (penetrômetro). Observou-se aumento da densidade mineral óssea com aumento do peso corporal e DMO maior nos animais mais velhos. Não houve diferença significativa da DMO entre machos e fêmeas. Não apresentaram interação entre DMO, sexo e idade; DMO, sexo e peso; e DMO, idade e peso. / Abstract: Measures of bone mineral density (BMD) allows scientific investigation on young growing dogs, canine patients suffering from metabolic diseases, age related conditions and effects of physical training. Development of accurate and low-cost desitometrical techniques in Brazil and some others developing countries are necessary. The goal of the present study is to evaluate bone mineral density by optical densitometry in radiographic films from 68 german shepherd dogs, males and females, of different ages and body weights, submitted to intense physical training under the same conditions. These dogs belong to the military force of the State of São Paulo. In order to determine BMD, optical densitometry was applied on radiographic images of the radius-ulna distal extremity and a computer software was used to analize the optical density having a aluminium scale (penetrometer) as densitometrical reference. An increase of BMD was observed with increasing age and body weight. There was no significant difference in BMD between males and females. There was no interaction among BMD, sex and age; BMD sex and weight and BMD age and weight. / Doutor
20

Efeitos analgésicos da neostigmina e morfina, isoladas ou associadas, pela via peridural em cadelas submetidas à ovariosalpingohisterectomia(OSH) /

Marucio, Rodrigo Luiz. January 2006 (has links)
Orientador : Stélio Pacca Loureiro Luna / Banca: Stélio Pacca Loureiro Luna / Banca: Francisco José Teixeira Neto / Banca: Denise Tabachi Fantoni / Resumo: A neostigmina é um fármaco anticolinesterásico que ao ser administrado pela via peridural aumenta a concentração de acetilcolina no líquido cerebroespinhal e causa analgesia. O objetivo deste experimento foi verificar se a neostigmina possue efeitos analgésicos e/ou potencializa os efeitos analgésicos da morfina na dor pós-operatória em cadelas submetidas à ovariosalpingohisterectomia (OSH). Foram utilizadas 40 cadelas saudáveis, sem raça definida, com peso entre 10 a 20 kg, idade entre 1 a 2 anos, comportamento dócil, ausência de dor abdominal, cio ou prenhes. As cadelas foram sedadas com acepromazina (0,05 mg/kg IM), seguido 30 minutos após da indução anestésica com propofol (5 mg/kg IV), e a manutenção da anestesia com isoflurano. A analgesia peridural foi realizada 30 minutos antes do início da cirurgia e as cadelas foram distribuídas aleatoriamente em quatro grupos; grupo C (0,4 ml/kg de solução NaCl 0,9%), grupo M (0,1 mg/kg de morfina), grupo N (10 æg/kg de neostigmina) e grupo MN (0,1 mg/kg de morfina associada 10 æg/kg de neostigmina). Todas as soluções foram ajustadas com solução NaCl 0,9% até um volume total de 0,4 ml/kg e o avaliador da analgesia era "duplo-cego". As variáveis paramétricas mensuradas foram freqüência cardíaca (FC), freqüência respiratória (FR), temperatura retal (T°C), pressões arteriais pelo método invasivo (PAS, PAM e PAD), concentração expirada de CO2 e frações inspirada e expirada de isoflurano (FIISO e ETISO). A recuperação anestésica foi avaliada e a analgesia pós-operatória foi verificada por meio da escala analógica visual (EAV), escala numérica visual (ENV), escala numérica descritiva (END), retorno ao apetite e dor à palpação da ferida cirúrgica, nos momentos 1, 2, 3, 4, 6, 8, 12 e 24 horas após o final da cirurgia. Caso o animal recebesse nota maior ou igual a quatro para EAV e ENV, e/ou maior ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Epidural administration of neostigmine (cholinesterase inhibitor drug) produces analgesia due to increased acetilcholine concentration in the cerebrospinal fluid. The aim of this study was to evaluate the possible analgesic effects of neostigmine and the possible potentiation of morphine analgesia in bitches undergoing ovariohysterectomy. Forty healthy bitches, from several breeds, aging from 1 to 2 years old and weighing from 10 to 20 kg were used. These dogs were selected on the basis of calm behavior, no response to abdominal manipulation, absence of estrous and pregnancy. They were sedated with acepromazine (0.05 mg/kg IM), followed 30 minutes later by induction of anesthesia with propofol (5 mg/kg IV) and maintenance with isoflurane. Epidural analgesia was performed 30 minutes before the beginning of surgery after the dogs have been randomly assigned to four experimental groups in a factorial design: group C (Control): 0.4 ml of 0.9% NaCl; Group M (Morphine): 0.1 mg/kg of morphine; Group N (Neostigmine): 10 æg/kg of neostigmine; Group MN (Morphine + Neostigmine): 0.1 mg/kg of morphine combined to 10 æg/kg of neostigmine. In all cases, the volume was completed to 0.4 ml/kg of 0.9% NaCl. The investigator was "double blind". The heart rate, respiratory rate, rectal temperature, invasive blood pressure, end tidal CO2 and inspired/expired isoflurane concentration were measured throughout anesthesia. Postoperative analgesia was evaluated by visual analogue scale (VAS), visual numerical scale (VNS), descriptive numerical scale (DNS) and response to manipulation of the surgical wound at 1, 2, 3, 4, 6, 8, 12 and 24 hours after surgery. The quality of recovery and return to appetite were also evaluated after surgery. When the VAS and VNS were equal or greater than four and/or the DNS was greater than eight, analgesia was supplied by 0.5 mg/kg of morphine IM. There was no significant difference... (Complete abstract, click electronic address below) / Mestre

Page generated in 0.0508 seconds