• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1457
  • 8
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 1
  • Tagged with
  • 1473
  • 708
  • 253
  • 236
  • 226
  • 152
  • 127
  • 120
  • 114
  • 110
  • 104
  • 102
  • 102
  • 98
  • 93
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Comparação entre diferentes períodos de jejum em cães submetidos à anestesia geral inalatória : aspectos clínicos, bioquímicos e eletrolíticos /

Guimarães, Simone Machado. January 2006 (has links)
Orientador: Valéria Nobre Leal de Souza Oliva / Banca: Flávio Massone / Banca: Renata Navarro Cassu / Resumo: Este estudo correlacionou os tempos de jejum sólido pré-anestésico com alterações nos níveis de glicemia plasmática, cortisol sérico, estado clínico e equilíbrio ácido-base em cães submetidos à anestesia geral inalatória. Utilizaram-se oito animais, adultos, sem raça definida, distribuídos de acordo com o período de jejum sólido: GRUPO 1 (12 horas), GRUPO 2 (18 horas) e GRUPO 3 (24 horas). Foi acompanhado o esvaziamento gástrico e em seguida, todos os animais foram submetidos ao mesmo procedimento anestésico. Freqüência cardíaca e respiratória, temperatura retal, tempo de reperfusão capilar, grau de hidratação e pressão arterial não-invasiva foram mensurados previamente à administração de acepromazina, 10 minutos decorridos da mesma e a cada 10 minutos durante a manutenção anestésica, incluindo-se ETCO2; valores hemogasométricos (pH, PaCO2, PaO2, HCO3, CO2 total, SatO2, déficit de base), glicêmicos e de cortisol sérico foram avaliados previamente à MPA e a cada trinta minutos durante a manutenção anestésica. No período de recuperação anestésica, novas dosagens glicêmicas e de cortisol foram realizadas. Constataram-se poucas alterações cardiocirculatórias e respiratórias durante a anestesia, não havendo interferência dos diferentes tempos de jejum. Os animais com 12 horas de jejum pré-anestésico apresentaram glicemia mais alta do que os demais grupos, no período de recuperação anestésica. As concentrações de cortisol não foram afetadas pelo jejum. O jejum pré-anestésico sólido, independente do tempo de duração, resultou em discreta alcalose respiratória. Todos os animais apresentaram-se em bom estado clínico nos três grupos. Recomenda-se jejum pré-anestésico sólido de 18 horas para garantir ausência completa de conteúdo alimentar sólido no estômago. / Abstract: This study correlated the solid preoperative fasting periods with plasma glycemia, serum cortisol, condition clinic and acid-base balance in dogs submitted to inhalation of general anaesthesia. Eight adults, animals were distributed into three groups in accordance with solid preoperative fasting: group 1 (12 hours), group 2 (18 hours) and group 3 (24 hours). Gastric emptying was observed and following this animals were submitted to the same anesthetic procedure. Heart and respiratory rate, rectal temperature, capillary refill time, percent hydration and noninvasive arterial pressure determined before and after Acepromazine and every 10 minutes during anaesthesia, included ETCO2; values blood gas (pH, PaCO2, PaO2, HCO3, TCO2, SaO2, BE), glycemic and serum cortisol were analyzed before MPA and each 30 minutes during anaesthesia. In recovery anaesthetic, glycemia and serum cortisol were repeated. During anaesthesia there were little cardiovascular and respiratory alteration not having interference of the preoperative fasting periods. Animals with 12 hours of the preoperative fasting showed a higher rise in glycemia levels than others groups in recovery anaesthetic. Serum cortisol wasn’t influenced by fasting. Solid preoperative fasting independent of the duration resulted in discreet respiratory alkalosis. All animals showed good clinical condition in all three groups. Solid preoperative fasting of the 18 hours is recommended to ensure a complete absence of the solid food contents in stomach. / Mestre
22

Avaliação da proliferação celular e apoptose nas hepatopatias crônicas caninas não neoplásicas /

Teixeira, Leandro Bertoni Cavalcanti. January 2007 (has links)
Orientador: Renée Laufer Amorim / Banca: Noeme Sousa Rocha / Banca: Raimundo Alberto Tostes / Resumo: As hepatites crônicas são comumente encontradas em muitas raças de cães na prática veterinária e independentemente da causa evoluem para um quadro de fibrose e conseqüentemente cirrose. Nos homens os quadros de hepatites crônicas e cirrose podem evoluir para lesões displásicas e conseqüentemente neoplásicas. Esta evolução do processo, como ocorre nos homens, não é bem definida nos cães. Alguns autores acreditam que possa ocorrer uma progressão das hepatites crônicas caninas para carcinomas hepatocelulares. Marcadores imunoistoquímicos são utilizados com o objetivo de avaliar o potencial pré-neoplásico das hepatites crônicas caninas. No presente trabalho, os marcadores imunoistoquímicos PCNA, caspase-3 e p53 foram utilizados com vistas a nos fornecer informações sobre a proliferação e apoptose dos hepatócitos e possíveis alterações genéticas que induzam a carcinogênese hepática. Os resultados obtidos mostram que as hepatites crônicas nos cães expressam estes marcadores em maior quantidade que o tecido hepático normal e de maneira mais próxima às lesões hepáticas neoplásicas o que permite afirmar que estas lesões têm potencial de sofrer alterações neoplásicas. / Abstract: Chronic hepatitis is usually found in several breeds of dogs in veterinary practice, and independently of the cause it progress to a stage of fibrosis and consequently cirrhosis. In men chronic hepatitis and cirrhosis may progress to dysplasic and neoplasic lesions. The evolution of this process, as occurs in men is not well established in dogs. Some authors believe that the progression of chronic canine hepatitis for hepatocellular carcinomas can occur. Some immunohistochemical markers can be used to assess the pre-malignant potential of the canine chronic hepatitis. In this study, the immunohistochemical markers PCNA, caspase-3 and p53 were used to give information about the proliferation and apoptosis index of the hepatocytes and the possible genetic alterations that can lead the hepatic carcinogenesis. Results show that the expression of these markers are higher in chronic canine hepatitis than in normal hepatic tissue and closer to the expression in the hepatocellular carcinomas, which allows us to confirm that these lesions have the potential of undergoing neoplasic alterations. / Mestre
23

Avaliação hormonal, imunoistoquímica e da expressão gênica de receptores de estrógeno e progesterona em cadelas(Canis familiaris) nas diferentes fases do ciclo estral e com piometra /

Oliveira, Priscila Carvalho de. January 2008 (has links)
Orientador: Maria Denise Lopes / Banca: Nereu Carlos Prestes / Banca: Gilson Helio Toniollo / Banca: Clair Matos de Oliveira / Banca: Renne Lauffer Amorim / Resumo: Os objetivos do presente estudo foram avaliar as concentrações hormonais séricas de progesterona e estradiol, a expressão gênica de receptores de estrógeno (ER-alfa e ER-beta) e progesterona (PR), bem como, expressão de receptores de estrógeno e progesterona por meio de técnicas de imunoistoquímica, em cadelas normais (grupo controle) e com piometra (grupo experimental) em diferentes fases do ciclo estral. Foram utilizadas 51 fêmeas caninas submetidas à ovario-histerectomia, sendo 30 animais de conveniência e 21 com diagnóstico de piometra. Os níveis de progesterona para os 51 animais variaram entre 0,11 e 38,00 ng/ml, com média e erro padrão de 7,46+-1,52 ng/ml, respectivamente. Foi observado que os animais do grupo controle apresentaram concentrações séricas de progesterona significativamente superiores (P<0,01) em relação aos animais do grupo experimental, particularmente na fase de diestro. Não foram detectadas diferenças significativas (P>0,05) entre as freqüências de ocorrências nas classificações citológicas e com base nos níveis de progesterona, para animais normais e com piometra. Nos animais clinicamente saudáveis, foram observados em 6,6% com Hiperplasia Endometrial Cística (HEC) e 93,4% sem HEC. Para os animais com piometra, 100% exibiram HEC. Não foram verificadas diferenças significativas (P>0,05) nas expressões gênicas de receptores ER-alfa PR entre os grupos avaliados nas diferentes fases do ciclo estral. Entretanto, as expressões gênicas de receptor ER-beta apresentaram diferenças significativas (P<0,01), com os animais do grupo controle exibindo maiores taxas de transcrição quando comparados aos animais do grupo experimental, na fase de diestro. As porcentagens de células imunopositivas para o receptor de estrógeno, obtidos pela técnica de imunoistoquímica... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Doutor
24

Mastocitoma canino: abordagem histopatológica e imunoistoquímica na busca de biomarcadores prognósticos /

Pinczowski, Pedro. January 2008 (has links)
Orientador: Renée Laufer Amorim / Banca: Luiz Henrique de Araújo Machado / Banca: Paulo César Maiorka / Resumo: O mastocitoma ou tumor de mastócitos é a neoplasia cutânea mais comum em cães. O sistema de graduação histopatológico proposto por Patnaik et al. (1984), é um importante critério preditivo para o estadiamento da neoplasia e determinação de terapia adjuvante. O grau I representa a neoplasia bem diferenciada, o grau II a moderadamente diferenciada e o grau III a pouco diferenciada ou anaplásica. Alguns autores demonstraram a discrepância entres observadores quando realizadas comparações nas graduações histopatológicas, devendo-se principalmente a subjetividade do sistema atualmente utilizado. A busca de biomarcadores prognósticos pode ser feita utilizando-se anticorpos primários contra as proteínas envolvidas no processo de iniciação, promoção e progressão tumoral, angiogênese, além mediadores inflamatórios. Estudos foram realizados avaliando-se a expressão de c-KIT (indutor de proliferação celular), VEGF (indutor de angiogênese), PGE2 (mediador inflamatório), com a graduação histopatológica. Além de uma avaliação do próprio sistema de graduação. Foi observada uma discrepância ao avaliar 42 casos de mastocitomas, onde em 21,4% dos casos houve concordância entre os quatro observadores envolvidos no estudo. Em 45 mastocitomas avaliados não houve correlação entre a intensidade de expressão de c-KIT com a graduação histopatológica. No entanto o padrão de marcação de c-KIT apresenta correlação com a graduação histopatológica, sendo a membranosa mais frequente no grau I, citoplasmática difusa no grau II e citoplasmática focal no grau III. Ao correlacionar o percentual de células marcadas por campo e a intensidade de coloração do VEGF e PGE2 com a graduação histopatológica de 53 mastocitomas, não houve correlação estatística da expressão de VEGF, visto que todos mastocitomas expressam altas quantidades de VEGF. / Abstract: The mast cell tumor is the most common cutaneous neoplasia in dogs. The histopathologic grading system proposed by Patnaik et al. (1984) is an important predictive criteria for stablishing the neoplasia staging and therapy. The grade I represents a well diferentiated neoplasia, grade II a moderate differentiated, and grade III a poorly diferentiated or anaplasic. Some authors demonstrated a disagreement among pathologists when comparing histopathologic grading, due mainly to the subjective grading system in use. The search for prognostic biomarkers can be made using primary antibodies against proteins involved in the process of tumor initiation, promotion and progression, angiogenesis and inflammatory mediators. Studies were made evaluating c-KIT (cellular proliferation inductor), VEGF (angiogenesis inductor) and PGE2 (inflammatory mediator) expression and its correlation with the histopathologic grading. A evaluation of the grading system itself was also performed. It was found a disagreement when evaluating 42 canine cutaneous mast cell tumors, where 21,4% of the tumors had agreement of all four pathologists. In 45 mast cell tumors evaluated, there was no correlation between the c-KIT expression intensity and the histopathologic grading. However the expression pattern of c-KIT presented a correlation with the histopathologic grading, where the membrane pattern was more frequent in grade I, diffuse citoplasmatic in grade II and focal citoplasmatic in grade III. When correlating the percentual of marked cells and the expression intensity of VEGF and PGE2 with the histopathologic grading of 53 mast cell tumors, there was no statistical correlation of VEGF, due to all mast cell tumors express high levels of VEGF. The PGE2 presented correlation between the percentual of marked cells when comparing grades I and III. / Mestre
25

Pesquisa de anticorpos anti-Leptospira spp, Toxoplasma gondii e Neospora caninum em cães recolhidos das ruas e albergados em canil privado de Avaré (SP) /

Gonçalez, Claudia Cristina. January 2008 (has links)
Orientador: Antonio Carlos Paes / Banca: Simone Baldini Lucheis / Banca: Luiz Florêncio Margatho / Resumo: O objetivo deste estudo foi investigar o perfil sorológico de 300 cães sem raças definidas, de diferentes faixas etárias e sexo para Leptospira spp, Toxoplasma gondii e Neospora caninum, expostos aos antígenos na cidade de Avaré (SP). Os cães estavam vivendo nas ruas e posteriormente foram levados a um canil privado com alimentação, vermifugação e assistência veterinária desde 2003, onde as amostras de soro foram obtidas. Pela proximidade com o homem, esses cães foram testados para três importantes doenças: leptospirose, toxoplasmose e neosporose caninas. O método diagnóstico utilizado para leptospirose foi a Prova de Soroaglutinação Microscópica (SAM). Os resultados indicaram a prevalência de 9,33% e o sorovar reagente de maior freqüência foi o bratislava 35,7%, cynopteri 17,9%, autumnalis 14,3%, copenhageni 10,7%, com igual proporção de 7,1% para os sorovares: icterohaemorrhagiae, canicola, hardjo e não reação para os sorovares : australis, djasiman, gryppotyphosa, pomona e pyrogenes. Foi utilizado o Método de Aglutinação Direta (MAD-AF) para o diagnóstico da toxoplasmose com 26% dos animais reagentes a toxoplasmose com títulos variando entre 16 e 256, os respectivos números são: 16 (3,33%), 64 (13,66%) e 256 (9%). Para o diagnóstico da neosporose canina utilizado Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI), somente 2 dos 300 cães testados mostraram anticorpos para Neospora caninum (0,66%) com diluições de 1:25 e 1:100. / Abstract: The aim of this study was to investigate the serological profile of 300 mongrel dogs various ages and sex, from the city of Avaré (SP), to the antigens of Leptospira spp, Toxoplasma gondii and Neospora caninum. The dogs were living on the streets, and afterwards directed to a private kennel with food, since 2003, receiving vaccine, vermifuge and veterinarian assistance, and the serum samples were obtained in this place. Because of the man proximity, these dogs were tested to three important diseases: leptospirosis, toxoplasmosis and neosporosis. The diagnostic method run for leptospirosis was the Microscopic Aglutination Test (MAT). The results indicated a prevalence of 9,33%, and most frequent reactant serovars were bratislava (35,7%), cynopteri (17,9%), autumnalis (14,3%), copenhageni (10,7%), and 7,1% to all the following serovars: icterohaemorrhagiae, canicola e hardjo. It was no response to the serovars australis, djasiman, grippotyphosa, pomona and pyrogenes. It was used the Modified Agglutination test (MAT) for diagnosis of toxoplasmosis and 26% of animals were positive, with titers varying between 16 and 256, with the following results: 16 (3,33%), 64 (13,66%) and 256 (9%). Neosporosis was diagnosed by the Immunofluorescence antibody test (IFAT). Only two of the 300 tested dogs demonstrated Neospora caninum antibodies (0,66%), with positivity at 1:25 and 1:100 dilution. / Mestre
26

Avaliação radiográfica da articulação coxofemoral em cães submetidos a exercícios físicos /

Melo, Denise Gomes de. January 2010 (has links)
Orientador: Júlio Carlos Canola / Banca: Paola Castro Moraes / Banca: Carlos Artur Lopes Leite / Resumo: Neste estudo foram radiografadas articulações coxofemorais de seis cães adultos, de duas raças, provenientes de dois Canis da Polícia Militar em três momentos, no período de um ano. Para predizer sobre a influência do exercício sobre a displasia coxofemoral, em estudo retrospectivo, correspondente a um período de oito anos, foram reavaliadas radiografias de 259 cães displásicos procurando estabelecer, entre outras variáveis, as diferentes modalidades de lesões radiográficas visibilizadas nesta afecção, considerando que estes animais, por informações pessoais de seus proprietários, não eram expostos rotineiramente a exercícios físicos. Na fase experimental, a raça Pastor Alemão foi a única acometida, a articulação esquerda se mostrou com maiores alterações e as lesões se mantiveram constantes nos três momentos. Na fase retrospectiva, os animais mais afetados eram das raças Rottweiler, Pastor Alemão e SRD e com mais de cinco anos de idade. O porcentual de machos e fêmeas afetados foi semelhante e o acometimento da displasia coxofemoral foi quase sempre bilateral e com grau de lesões simétrico. Pode-se concluir que o exercício não foi fator de progressão para cães com displasia coxofemoral. Se supervisionado, mesmo intenso, pode ser bastante benéfico para as articulações coxofemorais / Abstract: In this study, the hip joints of six adult dogs of two breeds, from two kennels belonging to the military police were radiographed three times in one year. To predict the influence of exercise on hip dysplasia, 259 radiographs of dysplastic dogs were reviewed in a retrospective study corresponding to a period of eight years trying to establish, among other variables, all types of radiographic lesions found in this condition since these animals, according to personal information of the owners, were not routinely exposed to physical exercise. In the experimental phase of this study, the German Shepherd Dog was the only affected breed, the left joint showed more alterations and lesions remained constant in the three evaluations. In the retrospective phase, the most affected dogs were Rottweiler, German Shepherd Dog and crossbreeds and the most affected were older than five years of age. The percentage of affected males and females was similar and the involvement of hip dysplasia was mainly bilateral and the degree of injury was mostly symmetrical. It can be concluded that the exercise was not a progress factor for dogs with hip dysplasia. If supervised, even when intense, exercise can be quite beneficial for hip joints / Mestre
27

Avaliação da imunidade celular sob a ação de imunomoduladores en neonatos caninos até 45 dias de idade /

Klein, Roseli Pizzigatti January 2004 (has links)
Orientador: Flávio Quaresma Moutinho / Resumo: A ação imunomoduladora do carotenóide luteína e do vírus inativado Parapoxvirus ovis nas subpopulações de linfócitos T (LT) CD4+ e CD8+ do sangue periférico foi pesquisada em neonatos caninos pela técnica de citometria de fluxo. Trinta neonatos, machos e fêmeas, sem raça definida, com três dias de idade, foram separados em três grupos com 10 animais cada. Os animais do Grupo Controle (GC) não receberam tratamento; os do Grupo Luteína (GL), a partir do terceiro dia do nascimento até ao 38o.dia de vida, receberam, por via oral, 2,0 mL de solução contendo 20 mg do carotenóide luteína, uma vez ao dia; e os do Grupo Parapoxvirus (GP) foram tratados com a suspensão de Parapoxvirus ovis por via subcutânea, na dose de 1,0 mL, do terceiro dia do nascimento até ao 38o.dia de vida, uma vez por semana. As avaliações ocorreram aos três, 10, 17, 24, 31, 38 e 45 dias de vida, correspondendo respectivamente aos momentos M1 a M7. Para a citometria de fluxo, utilizou-se a técnica de lise do sangue total. Na marcação das subpopulações linfocitárias T CD4+ e CD8+ foram utilizados, respectivamente, os anticorpos monoclonais rat anti-canine CD4 conjugado com o isotiocianato de fluoresceína e rat anti-canine CD8 conjugado com a ficoeritrina. Nas análises estatísticas entre os grupos GC, GL e GP em cada momento para ambas populações linfocitárias, não houve diferenças significativas, indicando que independente dos tratamentos administrados, os grupos apresentaram o mesmo perfil de resposta. Nas análises entre momentos em cada grupo para LT CD4+ e LT CD8+ diferenças significativas (p<0,05) ocorreram nos três grupos. Nas relações CD4+:CD8+ foram constatadas diferenças significativas (p<0,05) em todos os grupos, somente nas análises entre os momentos. Com base nos resultados obtidos nesta pesquisa, concluiu-se que tanto o carotenóide... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo). / Abstract: The immuno-modulatory action of lutein carotenoid and of the Parapoxvirus ovis inactived virus in the lymphocytes subsets of peripheral blood CD4+ and CD8+ was researched in the canine newborn by the flow cytometry analysis. Thirty puppies, males and females, mixed breeds with three days of age, were separate in three groups with 10 animals each one. The animals of the Control Group (CG), didn't receive treatment; the one of the Lutein Group (LG), since the third day of the birth up to 38o.day of life received, once a day, 2,0 mL of solution containing 20 mg of lutein, and the one of the Parapoxvirus Group (PG), was treated with the suspension of Parapoxvirus ovis by subcutaneous injection, in the dose of 1,0 mL, of the third day of the birth up to the 38o.day of life, once a week. The evaluations realized to the 3, 10, 17, 24, 31, 38 and 45 days of life, corresponding respectively at M1 to M7 moments. For the flow cytometry, the whole blood lysis technique and to identify CD4+ T cells and CD8+ T cells simultaneously rat anti-canine CD4 antibody conjugated with the fluorescein isothiocyanate and the rat anti-canine CD8 antibody conjugated with phycoerythrin were used. By the statistical analysis among the groups CG, LG and PG in every moment for both lymphocytes subsets, there were not significant differences, indicating that independent of the kind of treatments, the groups had the same answer profile. In the analysis among moments in each group, for CD4+ and CD8+ LT, significant differences (p <0,05) occurred in the three groups. Also, to the CD4+:CD8+ ratio significant differences (p <0,05) occurred only among moments in all groups. This results showed that as lutein carotenoid as Parapoxvirus ovis didn't influence the expression of the lymphocytes markers CD4+ and CD8+ in the peripheral blood of canine newborn, in the period in that it was administered... (Complete abstract, click electronic address below). / Doutor
28

Achados epidemiológicos, clínicos e hematológicos e comparação de técnicas para diagnóstico de Ehrlichia canis /

Santarem, Vamilton Álvares. January 2003 (has links)
Orientador: Izidoro Francisco Sartor / Resumo: Com o objetivo de estudar os achados epidemiológicos, clínicos e hematológicos associados com ehrlichiose, e comparar técnicas citológicas para detecção de mórulas de Ehrlichia canis a partir de um método de leuconcentração (LC) e pela citologia de sangue periférico da veia jugular (SP) e de margem de orelha (MO), foram obtidas amostras de 60 cães naturalmente infectados, utilizando-se outros 35 como controle. Para validação das técnicas, adotou-se a PCR como técnica padrão-ouro. Verificou-se que a doença foi mais comum nos meses frios e secos, nos cães com idade inferior a um ano e com definição racial, que habitavam locais com presença de terra e outros cães e tinham histórico de infestação por carrapatos. Os sinais clínicos mais comuns foram apatia, anorexia, linfadenomegalia, febre e palidez de mucosas. Melena e hemorragias na pele foram os principais sinais hemorrágicos. Anemia e trombocitopenia constituíram-se nas alterações hematológicas mais freqüentes, e tiveram sua sensibilidade aumentada quando foram associadas. A leuconcentração mostrou-se a melhor técnica, especialmente para animais em fase aguda. A sensibilidade e especificidade foram, respectivamente, de 13,33% e 100% em SP, 26,67% e 97,14% na PO, e de 73,33% e 100% para a LC. Os valores preditivos positivo e negativo corresponderam a 100% e 40,23% em SP; 94,12% e 43,59% em MO; e a 100% e 68,63% na LC. Palavras-chave: achados clínico-laboratoriais; canino; diagnóstico; ehrlichiose; epidemiologia. / Abstract: The subject of this work was to correlate the epidemiological, clinical and hematological findings with ehrlichiosis, and to compare the citological diagnostic based on the detection of Ehrlichia canis morulae using a leukoconcentration technique (LT) with the blood smear of pheripheral vein (PV) and ear margin (EM). Sixty animals with natural infection entered in the study and others 35 were used as control. The methods were compared to the PCR "gold standard". The disease was most frequent in the coldest and driest months. The prevalence was higher in purebred. The maiority were one to twelve months old, they lived in contact with earth and dogs, and the tick infestation was related by their owners. Apathy, anorexia, lymphadenopathy, fever and pale mucous membranes were the most consistent clinical signs. The most strikking hemorragic signals were melena e disturbes in the skin. Thrombocytopenia and anemia were the most common hematological findings, and their sensibilities were highest when they were used in combination. The LT presented the best results for the detection of morulae, specially in the acute phase of the disease. Sensibility and specificity were, respectivelly, of 13,33% and 100% for PV; 26,67% and 97,14% for EM; and 73,33% and 100% for LT. The preditive positive and negative values were100% and 40,23% for PV; 94,12% and 43,59% for EM; 100% and 68,63% for LT. Key words: clinical and laboratorial findings; canine; diagnosis; ehrlichiosis; epidemiology. / Doutor
29

Avaliação hematológica, bioquímica e parasitológica de cães, naturalmente acometidos por leishmaniose visceral, submetidos a diferentes protocolos de tratamento

Ikeda, Fabiana Augusta [UNESP] January 2004 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:23:47Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2004Bitstream added on 2014-06-13T20:11:40Z : No. of bitstreams: 1 ikeda_fa_me_botfmvz.pdf: 995110 bytes, checksum: 7bd8a0211a244571d28117c03b2d95fb (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Com o objetivo de avaliar a resposta hematológica e bioquímica de cães portadores de leishmaniose visceral, submetidos a dois protocolos de tratamento; verificar a eficácia dos mesmos e avaliar a ocorrência de possíveis efeitos colaterais, foi realizada a presente pesquisa. Para tanto, foram utilizados dois grupos de sete animais cada, todos naturalmente infectados por Leishmania chagasi. O primeiro grupo foi submetido ao tratamento com o antimoniato de meglumina na dose de 75 mg/kg/12 horas, por via subcutânea durante 21 dias; e o segundo foram tratados com uma combinação do antimoniato de meglumina na dose 75 mg/kg/12 horas, por via subcutânea durante 21 dias e alopurinol na dose de 10 mg/kg/12 horas, por via oral durante 180 dias. Todos os cães utilizaram coleira antiparasitária, à base de deltametrina, e foram mantidos em um canil telado. Os animais foram submetidos a um exame físico completo e os dados anotados em fichas individuais. Em todos os animais, foram realizados hemograma completo, punção biópsia aspirativa de linfonodos e da medula óssea para pesquisa do parasita, urinálise e testes de função hepática e renal, em até sete momentos: M1- antes do tratamento; M2- 30 dias; M3- 60 dias; M4- 90 dias; M5- 120 dias; M6- 150 dias e M7- 180 dias após o início do tratamento. Após o término dos seis meses de observação (M7), todos os cães foram submetidos à eutanásia e realizados imprints do baço e fígado para a pesquisa do parasita. Com a instituição dos dois protocolos terapêuticos, todos os cães apresentaram remissão dos sintomas; entretanto, ao término do experimento, dois animais tratados somente com antimoniato de meglumina apresentaram recidiva do quadro clínico. Antes do início do experimento, observaram-se alterações hematológicas, urinárias e bioquímicas em oito cães, em decorrência das alterações... . / The present study aimed to evaluate the hematological and biochemical response of dogs with visceral leishmaniasis, subjected to two treatment protocols in order to verify their efficacy and assess the possible occurrence of collateral effects. Thus, two groups of seven animals each were used, all were naturally infected with Leishmania chagasi. The first group was subjected to treatment with meglumine antimoniate at a dosage of 75 mg/kg/12 hours, administered by subcutaneous injection for 21 days. The second was treated with a combination of meglumine antimoniate at a dosage of 75 mg/kg/12 hours, administered by subcutaneous injection for 21 days and allopurinol at a dosage of 10 mg/kg/12 hours, given orally for 180 days. All dogs used deltamethrin impregnated antiparasite collars and were kept in a screened kennel. The animals were submitted to a complete physical examination and the data were registered in individual medical charts. The following procedures were carried out in all animals at up to seven moments: hemogram, lymph node and bone marrow aspiration biopsy to search for parasites, urinalysis, and liver and renal function tests. The moments were: M1- before treatment; M2- 30 days; M3- 60 days; M4- 90 days; M5- 120 days; M6- 150 days and M7- 180 days after the beginning of treatment. After the end of the six-month observation period (M7), all dogs were euthanized and spleen and liver imprints were performed to search for the parasite. All dogs presented symptom remission with the two therapeutic protocols; however, at the end of the experiment two dogs treated with meglumine antimoniate presented recurrence of the clinical picture. Before the beginning of the experiment hematological, urinary and biochemical alterations were observed in eight dogs due to the alterations caused by the parasite itself. The alterations found include... (Complete abstract, click electronic address below).
30

Avaliação dos parâmetros espermáticos e caracterização do perfil bioquímico do plasma seminal de cães (Canis familiaris - LINNAEUS, 1758) com hiperplasia prostática benigna, tratados com toxina botulínica A /

Motheo, Tathiana Ferguson. January 2009 (has links)
Orientador: Wilter Ricardo Russiano Vicente / Banca: Maria Denise Lopes / Banca: Fabiana Ferreira de Souza / Resumo: Atualmente, estudos têm demonstrado a utilização da toxina botulínica do tipo A (TB-A) no tratamento de afecções prostáticas, como a hiperplasia prostática benigna. Ainda, sabe-se que alguns componentes bioquímicos do plasma seminal são relativamente específicos para a regulação da função espermática. O objetivo deste trabalho foi avaliar os possíveis efeitos deletérios ou benéficos da TB-A sobre a fertilidade de cães com HPB. Foram utilizados 18 cães machos, sem raça definida com sinais de HPB. Os animais foram divididos ao acaso em 3 grupos de 6 cães que receberam injeção intraprostática de solução salina de NaCl 0,9% (GC), solução contendo 250U (GI) e 500U de TB-A (GII). Quatro amostras foram colhidas antes da aplicação e 2, 4 e 8 semanas após o tratamento. Foi mensurado o pH e dosadas as concentrações de proteína total, cloretos totais, cálcio, potássio e sódio das amostras de plasma seminal. Ainda, foi realizada eletroforese SDS-Page utilizando géis de poliacrilamida nas concentrações de 12 e 18%. Os resultados foram avaliados por meio de análise de variância (ANOVA) e ao teste de Kruskall-Wallis (p<0,05). Não foram observadas diferenças significativas nos parâmetros bioquímicos avaliados. Outrossim, foram constatadas 31 bandas protéicas, com pesos moleculares variando de 106,2 a 3,9 kDa semelhantemente aos achados descritos na literatura. Destarte, pode-se concluir que os tratamentos com 250U e 500U de TB-A não alteraram os perfis bioquímico e protéico do plasma seminal de cães com HPB e, portanto podem ser considerados uma boa opção para cães destinados à reprodução ou envolvidos em programas de criopreservação de gametas. / Abstract: Recently, botulinum neurotoxin type A (BoNT-A) application in the lower urinary tract has been extended to prostate disorders such as benign prostatic hyperplasia (BPH). Nevertheless, sperm function is highly dependent on ionic and protein environment. The goal of the present study was to evaluate the effects of BoNTA treatment on seminal plasma biochemical and eletrophoretic profile in dogs with BPH. Eighteen mature male mongrel dogs with BPH, were use in this study. They were randomly divided in three groups, which received intraprostatic injection of 0,9% NaCl normal saline solution (GI), 250U(GII) and 500U (GIII) of BoNT-A. All animals were previously conditioned to semen collection and four semen samples were collected before treatment and at 2, 4 and 8 weeks after injection. The semen was evaluated, and centrifuged to obtain seminal plasma for measurement of pH, total protein concentration (TP), total chlorides (TC), calcium (Ca), potassium (K), and sodium (Na). Additionally, one-dimensional sodium dodecyl sulfatepolyacrilamide gel eletrophoresis (SDS-PAGE) was carried out on 12 and 18% vertical minigel. One way ANOVA and Kruskall-Wallis with Bonferoni as a post hoc test were used to comparison of means (P<0.05). Average pH, TP, TC, Ca, K did not vary significantly at any time point and among each studied group and maintained normal values for the specie. Similarly as described in the literature, the eletrophoresis analysis of the pooled eluded fractions, identified 31 bands, with molecular weights varying from 106.2 to 3.9 kDA, In conclusion, the treatment with 250U and 500U of BoNT-A did not modify the biochemical or protein profiles of the seminal plasma of dogs with BPH. / Mestre

Page generated in 0.0622 seconds