• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 160
  • 1
  • Tagged with
  • 161
  • 80
  • 47
  • 45
  • 44
  • 38
  • 26
  • 21
  • 20
  • 19
  • 16
  • 14
  • 13
  • 12
  • 12
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Soroprevalência da artrite-encefalite caprina a vírus no estado de São Paulo /

Leite, Bárbara Lima Simioni January 2002 (has links)
Orientador: José Rafael Modolo / O presente estudo visou constatar a prevalência da artrite-encefalite caprina a vírus (CAE) em rebanhos caprinos do estado de São Paulo mediante prova de imunodifusão em ágar-gel (IDAG). Foram coletadas e analisadas 1030 amostras de caprinos de 17 propriedades específicas para leite, com tipo de criação intensivo, de diferentes regiões do estado, segundo o Escritório de Defesa Agropecuária (EDA). A taxa de positividade obtida foi 43,01% e a taxa de negatividade, 56,99%, com uma variação da ordem de l3,02%, devendo-se ressaltar que todas as propriedades tiveram animais positivos para o vírus. Com base nos resultados obtidos, verifica-se a disseminação da CAE nos plantéis do estado de São Paulo, principalmente quando comparado a outros estados brasileiros, e que a incidência da doença vem aumentando progressivamente no Brasil. Palavras-chave: Caprinos; Soroprevalência; CAE; IDAG. / The present study sought to verify the prevalence of the arthritis-encephalitis caprina to virus (CAE) in flocks caprinos of the state of São Paulo by means of imunodiffusion test in ágar-gel (IDAG). They were collected and analyzed 1030 samples of caprinos of 17 specific properties for milk, with type of intensive creation of different areas of the state, according to the Office of Agricultural Defense (EDA). The rate of positives was 43,01% and the rate of negatives: 56,99%, with a variation of the order of l3,02%, being due to stand out that all the properties had positive animals for the virus. With base in the obtained results, the dissemination of CAE is verified in groups of the state of São Paulo, mainly when compared the other ones Brazilian states, and that the incidence of the disease comes increasing progressively in Brazil. key-words: Caprinos; soroprevalence, CAE, IDAG. / Mestre
2

Prevalência e fatores associados a infecção por Mycoplasma ovis em caprinos do Estado da Paraíba

Machado, Carolina Angélica Libório January 2016 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Rafael Felipe da Costa Vieira / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias. Defesa: Curitiba, 21/10/2016 / Inclui referências : f. 20-23;34-36;47-51 / Área de concentração : Ciências Veterinárias / Resumo: Micoplasmas hemotropicos (hemoplasmas) sao bacterias Gram-negativas, pleomorficas e que se aderem a membrana de eritrocitos de uma grande variedade de especies animais. Estao distribuidos mundialmente e diferentes especies destas bacterias ja foram descritas em animais domesticos, silvestres e seres humanos. Entretanto, estudos envolvendo a deteccao de hemoplasmas em caprinos sao escassos e ainda nao haviam sido realizados no Brasil. Assim, objetivou-se determinar a prevalencia e os fatores associados a infeccao por Mycoplasma sp. em caprinos do estado da Paraiba, Nordeste do Brasil. Um total de 158/402 (39,3%) animais foram positivos para o gene 16S rRNA de Mycoplasma sp. pela PCR. O sequenciamento genetico de 10% das amostras positivas demonstrou .99% de identidade com varias sequencias de Mycoplasma ovis depositadas no GenBank. Caprinos leiteiros (OR = 2.15; 95% IC: 1.40-3.32%; p = 0.0004) e anemicos (OR = 2.39; 95% IC: 1.54-3.71%; p = 0.00007) apresentaram maior chance de estarem infectados por M. ovis do que caprinos de corte nao anemicos. Amblyomma parvum (49/52, 94.23%) e Rhipicephalus (Boophilus) microplus (3/52, 5.77%) foram as especies de carrapatos encontradas nos animais. Este e o primeiro relato de deteccao molecular de M. ovis em caprinos na America do Sul. Palavras-chave: Hemoplasmas; Micoplasmose hemotropica; pequenos ruminantes; PCR / Abstract: Hemotropic mycoplasmas (haemoplasmas) are gram-negative pleomorphic bacterias that infect the erythrocites membrane of a wide range of animal hosts. This pathogen is worldwide distributed and different species were described infecting domestic and wild animals and also humans. However, studies involving the diagnosis of haemoplasmas in goats are scarce and had not yet been conducted in Brazil. Thus, the present work aimed to detect the prevalence and risk factors associated with the infection of Mycoplasma sp. in goats from Paraíba State, Northeastern Brazil. A total of 158/402 (39.3%) animals were positive for the 16S rRNA gene from Mycoplasma sp. by PCR. The sequencing of 10% of positive samples demonstrated a ?99% of similarity with multiple Mycoplasma ovis sequences deposited on GenBank. Dairy (OR = 2.15; 95% IC: 1.40-3.32%; p = 0.0004) and anemic goats (OR = 2.39; 95% IC: 1.54-3.71%; p = 0.00007) showed higher chances to be infected by M. ovis than non-anemic beef goats. Amblyomma parvum (49/52, 94.23%) and Rhipicephalus (Boophilus) microplus (3/52, 5.77%) were the tick species found in these animals. This is the first report of molecular detection of M. ovis in goats from South America. Keywords: Hemoplasmas; Hemotropic mycoplasmosis; small ruminants; PCR.
3

Soroprevalência da artrite-encefalite caprina a vírus no estado de São Paulo

Leite, Bárbara Lima Simioni [UNESP] January 2002 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:30:11Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2002Bitstream added on 2014-06-13T18:59:55Z : No. of bitstreams: 1 leite_bls_me_botfmvz.pdf: 264382 bytes, checksum: 79bacf1192e7e1d3c46c82dcb7217e71 (MD5) / O presente estudo visou constatar a prevalência da artrite-encefalite caprina a vírus (CAE) em rebanhos caprinos do estado de São Paulo mediante prova de imunodifusão em ágar-gel (IDAG). Foram coletadas e analisadas 1030 amostras de caprinos de 17 propriedades específicas para leite, com tipo de criação intensivo, de diferentes regiões do estado, segundo o Escritório de Defesa Agropecuária (EDA). A taxa de positividade obtida foi 43,01% e a taxa de negatividade, 56,99%, com uma variação da ordem de l3,02%, devendo-se ressaltar que todas as propriedades tiveram animais positivos para o vírus. Com base nos resultados obtidos, verifica-se a disseminação da CAE nos plantéis do estado de São Paulo, principalmente quando comparado a outros estados brasileiros, e que a incidência da doença vem aumentando progressivamente no Brasil. Palavras-chave: Caprinos; Soroprevalência; CAE; IDAG. / The present study sought to verify the prevalence of the arthritis-encephalitis caprina to virus (CAE) in flocks caprinos of the state of São Paulo by means of imunodiffusion test in ágar-gel (IDAG). They were collected and analyzed 1030 samples of caprinos of 17 specific properties for milk, with type of intensive creation of different areas of the state, according to the Office of Agricultural Defense (EDA). The rate of positives was 43,01% and the rate of negatives: 56,99%, with a variation of the order of l3,02%, being due to stand out that all the properties had positive animals for the virus. With base in the obtained results, the dissemination of CAE is verified in groups of the state of São Paulo, mainly when compared the other ones Brazilian states, and that the incidence of the disease comes increasing progressively in Brazil. key-words: Caprinos; soroprevalence, CAE, IDAG.
4

Ocorrência de mastite subclínica em caprinos e qualidade higiênico-sanitária do leite produzido em propriedades associadas à cooperativa languiru, Teutônia, RS.

Muricy, Renata F. January 2003 (has links)
O consumo do leite caprino e derivados vêm apresentando um incremento no Rio Grande do Sul. A produção de caprinos de leite ocorre na maioria das vezes em pequenas propriedades de associados a cooperativas. Estudos que contribuam para incremento da produção dos animais e melhoria da qualidade do leite produzido são importantes para a viabilidade desta atividade econômica. Desta forma, o objetivo deste estudo foi investigar a ocorrência de mastites e os padrões higiênicos do leite de mistura produzido pelas oito propriedades de associados de uma cooperativa na região do Vale do Taquari-RS. Foram realizadas duas visitas em todas as propriedades durante o período de maior produção de leite. Todos os animais em produção foram examinados clinicamente, sendo a seguir submetidos ao Califórnia Mastite Teste (CMT). De todas as metades mamárias foram coletadas amostras de leite, submetidas, posteriormente a contagem de Células Somáticas (CCS) e exame bacteriológico. Uma amostra de leite de mistura foi coletada em cada visita realizada, sendo avaliada quanto à contagem de coliformes fecais e totais e contagem de estafilococos coagulase-positivos. Ainda foram coletadas amostras de água para realização de colimetria em todas as propriedades visitadas. Verificou-se que 30,8% das metades mamárias apresentaram resultados no exame bacteriológico compatível com a ocorrência de mastite subclínica. A maior percentagem (41%) deste grupo era representada por animais na fase de maior produção (8-60 dias de lactação). A bactéria mais isolada nas amostras de leite foi o Staphylococcus coagulase-negativo. Houve correlação entre os resultados do CMT e CCS, bem como do CMT com a contagem de Unidades Formadoras de Colônia de bactérias (UFC). Não houve correlação entre o CCS e UFC. Entretanto, observou-se que o escore zero do CMT e a CCS >106 e ≤ 5 x106 predominaram em todos os períodos de lactação, e apresentaram resultados muitas vezes discrepantes com os resultados obtidos nos demais testes. Estes resultados estão de acordo com relatos anteriores e indicam a necessidade de adaptação dos testes utilizados para o diagnóstico indireto de mastite subclínica na espécie caprina. Da mesma forma, observou-se a necessidade de associar o resultado destes testes com o exame bacteriológico para alcançar uma maior exatidão do diagnóstico. O leite de mistura analisado apresentou contagens de coliformes que variaram de zero até 1,4 x 106 UFC/mL. Apenas duas propriedades apresentaram coliformes fecais e estafilococos coagulase-positiva não foram encontrados no leite de mistura. As amostras de água coletadas estavam dentro dos limites propostos pela legislação vigente. As contagens de coliformes totais encontradas no leite de mistura e o elevado índice de animais com mastite foram associadas a algumas práticas de manejo inadequados dos animais durante a ordenha e a problemas no sistema de armazenamento do leite encontradas em algumas propriedades.
5

Estabilidade de genes de referência e expressão das proteínas Morfogenéticas Ósseas (BMPs), receptores de BMP e mensageiros intracelulares (SMADS) em folículos ovarianos caprinos / Stability of housekeeping genes and levels of mRNA for Bone Morphogenetic Proteins (BMPs), BMP receptors and intracellular messengers (SMADs) in goat ovarian follicles

Costa, José Jackson do Nascimento January 2011 (has links)
COSTA, J. J. N. Estabilidade de genes de referência e expressão das proteínas Morfogenéticas Ósseas (BMPs), receptores de BMP e mensageiros intracelulares (SMADS) em folículos ovarianos caprinos. 2011. 122 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Campus de Sobral, Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2011. / Submitted by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com) on 2016-10-11T14:59:36Z No. of bitstreams: 1 2011_dis_jjncosta.pdf: 1257278 bytes, checksum: f857470526f08c441bb3b2cddf120db6 (MD5) / Approved for entry into archive by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com) on 2016-10-11T15:01:18Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_dis_jjncosta.pdf: 1257278 bytes, checksum: f857470526f08c441bb3b2cddf120db6 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-10-11T15:01:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_dis_jjncosta.pdf: 1257278 bytes, checksum: f857470526f08c441bb3b2cddf120db6 (MD5) Previous issue date: 2011 / The aims this study to evaluate the stability of reference genes and the expression of bone morphogenetic protein (BMP-2, 4, 6, 7 and 15), their receptors (BMPR-IA, IB and II) and intracellular messengers (SMADs- 1, 5 and 8) in goat follicles before and after culture for 18 days. To evaluate the stability of reference genes and the expression of BMPs, receptors and SMADs, follicles of approximately 0.2, 0.5 and 1 mm were mechanically isolated from goats ovaries. In addition, approximately 0.2 mm follicles were isolated and cultured for 18 days in culture medium supplemented with FSH. Both fresh and cultured follicles were subjected to total RNA extraction and synthesis of cDNA, the quantification of mRNA was carried out by real-time PCR using specific primers for genes of reference (GAPDH, β-tubulin, β-actin, PGK, UBQ, RPL - 19, rRNA18S) and BMPs (2, 4, 6, 7 and 15) receptors of BMPs (BMPR-IA, IB and II) and SMADs (1, 5 and 8). Results showed that β-tubulin and PGK are the most stable reference genes in goats preantral and antral follicles. The messengers RNA for BMP (2, 4, 6, 7 and 15), their receptors (BMPR-IA, IB and II) and Smads (1, 5 and 8) are expressed at different levels in preantral and antral goats, and mRNA expression for BMP-4, BMP-6 and BMP-7 in 1-mm follicles are significantly higher than in follicles of 0.2 and 0.5 mm. However, the levels of mRNA for BMP-2 were reduced in follicles 1 mm, as BMP-15 did not differ between follicular categories. The levels of mRNA for BMPR-IB were higher in follicles of 0.2 mm than in follicles of 0.5 and 1 mm, whereas the mRNA for BMPR-II was significantly higher in follicles than 0.5 mm in follicles of 0.2 to 1 mm. Moreover, mRNA levels for BMPR-1A did not differ between follicles examined. The levels of mRNA for SMAD-5 were significantly higher in 0.2 mm follicles than in follicles of 0.5 and 1 mm. However, follicles of 0.5 mm showed higher levels of mRNA for SMAD-8 than follicles 0.2 and 1 mm. The levels of mRNA for SMAD-1 did not differ between follicles. After the comparisons within each category follicle, BMP-15 expression was higher than BMP-7 in follicles between 0.2 and 0.5 mm. Follicles 0.5 mm in the expression of BMPR-IB was greater than BMPR-II. In all three follicular categories studied, the expression of SMAD-5 was superior to SMAD-8. After culture, follicles showed reduced levels of mRNA for BMP-2, BMP-4, BMP-7, BMPR-IA and SMAD-5. In conclusion, β-tubulin and PGK genes are the two most stable housekeeping for fresh goat follicles 0.2, 0.5 to 1 mm in diameter. BMPs, their receptors and SMADs have specific expression patterns in each category follicular studied. However, in cultured follicles showed a variation in the variation in the expression of BMP system components, differing from in vivo expression of follicles with the same size. / Este trabalho tem como objetivo avaliar a estabilidade de genes de referência e a expressão das proteínas morfogenéticas ósseas (BMP-2, 4, 6, 7 e 15), seus receptores (BMPR-IA, IB e II) e seus mensageiros intracelulares (SMADs-1, 5 e 8) em folículos caprinos antes e após cultivo por 18 dias. Para avaliar a estabilidade dos genes de referência e o nível de expressão das BMPs, receptores e SMADs, folículos com aproximadamente 0,2, 0,5 e 1 mm foram isolados mecanicamente de ovários caprinos. Além disso, folículos com aproximadamente 0,2 mm foram isolados e cultivados por 18 dias em meio de cultura suplementado com FSH. Após a extração do RNA total e síntese de cDNA, foi realizada a quantificação do RNAm, por PCR em tempo real, utilizando-se primers específicos para genes de referência (β-actina, PGK, GAPDH, β-tubulina, UBQ, RPL-19, rRNA18S), e para as BMPs (2, 4, 6, 7 e 15) receptores de BMPs (BMPR-IA, IB e II) e SMADs (1, 5 e 8). Os resultados mostraram que β-tubulina e PGK são os genes de referência mais estáveis em folículos frescos pré-antrais e antrais caprinos. Os RNAs mensageiros para as BMPs (2, 4, 6, 7 e 15), seus receptores (BMPR-IA, IB e II) e SMADs (1, 5 e 8) são expressos em diferentes níveis em folículos pré-antrais e antrais caprinos, sendo que a expressão do RNAm para BMP-4, BMP-6 e BMP-7 em folículos de 1 mm são significativamente maiores do que em folículos de 0,2 e 0,5 mm. Entretanto, os níveis de RNAm para BMP-2 foi reduzido em folículos de 1 mm, já os níveis de BMP-15 não diferiram entre as categorias foliculares analisadas. Os níveis de RNAm para BMPR-IB foram maiores em folículos de 0,2 mm do que em folículos de 0,5 e 1 mm, enquanto que o RNAm para BMPR-II foi significativamente maior em folículos de 0,5 mm do que em folículos de 0,2 e 1 mm. Por outro lado, níveis de RNAm para BMPR-1A não diferiram entre folículos analisados. Os níveis de RNAm para SMAD-5 foram significativamente maiores em folículos de 0,2 mm do que em folículos de 0,5 e 1 mm. Contudo, folículos de 0,5 mm mostraram níveis maiores de RNAm para SMAD-8 do que folículos de 0,2 e 1 mm. Os níveis de RNAm para SMAD-1 não diferiram entre os folículos. Após as comparações dentro de cada categoria folícular, BMP-15 foi mais expressa do que BMP-7 em folículos de 0,2 e 0,5 mm. Em folículos de 0,5 mm a expressão do BMPR-IB foi maior do que BMPR-II. Em todas as três categorias foliculares estudadas, a expressão da SMAD-5 foi superior a SMAD-8. Após o cultivo, os folículos apresentaram redução dos níveis de RNAm para BMP-2, BMP-4, BMP-7, BMPR-IA e SMAD-5. Em conclusão, β-tubulina e PGK são os dois genes housekeeping mais estáveis para folículos frescos caprinos com 0,2, 0,5 e 1 mm de diâmetro. BMPs, seus receptores e SMADs apresentam padrões de expressão específicos em cada categoria folicular estudada. No entanto, em folículos cultivados há uma variação na expressão dos componentes do sistema BMP, diferindo da expressão in vivo de folículos com o mesmo tamanho.
6

Ocorrência de mastite subclínica em caprinos e qualidade higiênico-sanitária do leite produzido em propriedades associadas à cooperativa languiru, Teutônia, RS.

Muricy, Renata F. January 2003 (has links)
O consumo do leite caprino e derivados vêm apresentando um incremento no Rio Grande do Sul. A produção de caprinos de leite ocorre na maioria das vezes em pequenas propriedades de associados a cooperativas. Estudos que contribuam para incremento da produção dos animais e melhoria da qualidade do leite produzido são importantes para a viabilidade desta atividade econômica. Desta forma, o objetivo deste estudo foi investigar a ocorrência de mastites e os padrões higiênicos do leite de mistura produzido pelas oito propriedades de associados de uma cooperativa na região do Vale do Taquari-RS. Foram realizadas duas visitas em todas as propriedades durante o período de maior produção de leite. Todos os animais em produção foram examinados clinicamente, sendo a seguir submetidos ao Califórnia Mastite Teste (CMT). De todas as metades mamárias foram coletadas amostras de leite, submetidas, posteriormente a contagem de Células Somáticas (CCS) e exame bacteriológico. Uma amostra de leite de mistura foi coletada em cada visita realizada, sendo avaliada quanto à contagem de coliformes fecais e totais e contagem de estafilococos coagulase-positivos. Ainda foram coletadas amostras de água para realização de colimetria em todas as propriedades visitadas. Verificou-se que 30,8% das metades mamárias apresentaram resultados no exame bacteriológico compatível com a ocorrência de mastite subclínica. A maior percentagem (41%) deste grupo era representada por animais na fase de maior produção (8-60 dias de lactação). A bactéria mais isolada nas amostras de leite foi o Staphylococcus coagulase-negativo. Houve correlação entre os resultados do CMT e CCS, bem como do CMT com a contagem de Unidades Formadoras de Colônia de bactérias (UFC). Não houve correlação entre o CCS e UFC. Entretanto, observou-se que o escore zero do CMT e a CCS >106 e ≤ 5 x106 predominaram em todos os períodos de lactação, e apresentaram resultados muitas vezes discrepantes com os resultados obtidos nos demais testes. Estes resultados estão de acordo com relatos anteriores e indicam a necessidade de adaptação dos testes utilizados para o diagnóstico indireto de mastite subclínica na espécie caprina. Da mesma forma, observou-se a necessidade de associar o resultado destes testes com o exame bacteriológico para alcançar uma maior exatidão do diagnóstico. O leite de mistura analisado apresentou contagens de coliformes que variaram de zero até 1,4 x 106 UFC/mL. Apenas duas propriedades apresentaram coliformes fecais e estafilococos coagulase-positiva não foram encontrados no leite de mistura. As amostras de água coletadas estavam dentro dos limites propostos pela legislação vigente. As contagens de coliformes totais encontradas no leite de mistura e o elevado índice de animais com mastite foram associadas a algumas práticas de manejo inadequados dos animais durante a ordenha e a problemas no sistema de armazenamento do leite encontradas em algumas propriedades.
7

Efeito de diferentes suplementações dietéticas sobre os perfis metabólico e lípidico em caprinos adultos

AZEVEDO, Solange Absalão January 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:53:30Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo5146_1.pdf: 1551650 bytes, checksum: 42035a01ff6b889a7e9ec959552d8686 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2005 / Vinte e sete caprinos adultos foram utilizados com o objetivo de avaliar o efeito da suplementação com óleo de girassol (2%, 4% e 6%) em diferentes níveis protéicos (12%, 15% e 18%) durante 60 dias, sobre o perfil metabólico, incluindo avaliação dos parâmetros bioquímicos clínicos, perfil lipídico e nível de testosterona. O experimento foi desenvolvido na região semi-árida, local onde os caprinos são preferencialmente utilizados para a subsistência de pequenos e médios produtores rurais. Os parâmetros clínicos estudados (glicose, uréia, albumina, proteínas totais, creatinina, aspartato aminotransferase, gama-glutamiltransferase, triglicerídios, colesterol total e suas frações) foram normais exceto a glicose e a uréia; sob dieta não suplementada, os níveis de glicose se mostraram menores enquanto que os de uréia foram maiores, do que a média usual, porém similares aos resultados de animais sob estresse climático. Os valores sanguíneos de glicose, magnésio e lipoproteínas de alta densidade (HDL) influenciaram os parâmetros seminais: a glicose foi positivamente correlacionada à concentração espermática e, os níveis séricos de magnésio e de HDL-C, inversamente correlacionados a motilidade massal e viabilidade. Após a suplementação dietética, o perfil metabólico dos caprinos adultos demonstrou que a adição de 2% de óleo de girassol e 12% de proteína foram capazes de, no prazo de 60 dias, elevar o estado nutricional dos animais estudados, o que ficou comprovado principalmente pelos níveis de albumina sérica. Os níveis de colesterol total e testosterona foram elevados sob todas as dietas utilizadas com suplementação. Considerando-se a funcionalidade espermática, os resultados mostraram que a adição de 2% de suplementação com óleo de girassol foi suficiente para elevar o número de espermatozóides reativos ao meio hipoosmótico melhorando significativamente a integridade funcional dos espermatozóides. Os resultados demonstram que o óleo de girassol poderá ser utilizado como uma fonte adequada de suplementação alimentar para caprinos adultos na região semi-árida
8

Cultivo de folículos pré-antrais caprinos em meio suplementado com a lectina PHA de Phaseolus vulgaris / Cultivation of goat preantral follicles in medium supplemented with the lectin PHA from Phaseolus vulgaris

Cunha, Ellen de Vasconcelos da January 2012 (has links)
CUNHA, E. V. Cultivo de folículos pré-antrais caprinos em meio suplementado com a lectina PHA de Phaseolus vulgaris. 2012. 56 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Campus de Sobral, Universidade Federal do Ceará, 2012. / Submitted by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com) on 2016-06-27T15:27:23Z No. of bitstreams: 1 2012_dis_evcunha.pdf: 731856 bytes, checksum: d61695e63b2638a69eddc160c527903d (MD5) / Approved for entry into archive by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com) on 2016-06-27T15:29:01Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_dis_evcunha.pdf: 731856 bytes, checksum: d61695e63b2638a69eddc160c527903d (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-27T15:29:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_dis_evcunha.pdf: 731856 bytes, checksum: d61695e63b2638a69eddc160c527903d (MD5) Previous issue date: 2012 / Goats are considered important sources of meat, milk and skin, and therefore play an important economic role, especially in northeastern Brazil. Thus, the development of culture systems can optimize the reproductive potential of this species. This study aimed to evaluate the effect of lectin PHA of Phaseolus vulgaris on the development of caprine secondary follicles cultured in vitro. Secondary follicles (~0,2mm) were isolated from the cortex of caprine ovaries and individually cultured for six days in α-MEM+ supplemented with PHA at concentrations of 0, 1, 10, 50, 100 or 200µg/mL. The levels of mRNA for R-FSH, PCNA and NOS1 in these follicles were also evaluated. The results showed that, after culture, all treatments were capable of maintaining the follicular survival. Moreover, there was no significant difference among all treatments regarding follicular growth. However, PHA at concentrations of 10µg/mL increased the antrum formation rate when compared with control. In this concentration, there was a higher expression of mRNA for R-FSH and PCNA. In conclusion, PHA at concentration 10µg/mL showed a biological action in antro formation and stimulated an increase of levels of expression of RNAm in caprine ovarian follicles cultured for six days. / Os caprinos são considerados importantes fontes de carne, leite e pele, e, portanto, desempenham importante papel econômico especialmente na região nordeste do Brasil. Diante disso, o desenvolvimento de sistemas de cultivo de folículos ovarianos pode otimizar o potencial reprodutivo desta espécie. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da lectina PHA de Phaseolus vulgaris sobre o desenvolvimento de folículos ovarianos caprinos cultivados in vitro. Folículos secundários (~ 0,2mm) foram isolados de córtex ovariano e individualmente cultivados por seis dias em α-MEM+ suplementado com 0, 1, 10, 50, 100 ou 200µg/mL da lectina PHA. Ao final do período de cultivo, os níveis de RNAm para FSH-R, PCNA e NOS1 nestes folículos foram quantificados por qRT-PCR . Os resultados mostraram que, após o cultivo, todos os tratamentos foram capazes de manter a sobrevivência folicular. Além disso, não foram observadas diferenças significativas entre os tratamentos e o controle no aumento do diâmetro folicular durante o cultivo. Entretanto, a PHA na concentração de 10µg/mL promove uma maior taxa de formação de antro em relação ao controle (α-MEM+ ). Nessa concentração houve maior expressão dos níveis de RNAm para FSH-R e PCNA. Em conclusão, a PHA na concentração de 10µg/mL mostrou ação biológica na formação antro e estimulou um aumento nos níveis de expressão de RNAm para FSH-R e PCNA em folículos secundários caprinos cultivados in vitro por 6 dias
9

Ocorrência de mastite subclínica em caprinos e qualidade higiênico-sanitária do leite produzido em propriedades associadas à cooperativa languiru, Teutônia, RS.

Muricy, Renata F. January 2003 (has links)
O consumo do leite caprino e derivados vêm apresentando um incremento no Rio Grande do Sul. A produção de caprinos de leite ocorre na maioria das vezes em pequenas propriedades de associados a cooperativas. Estudos que contribuam para incremento da produção dos animais e melhoria da qualidade do leite produzido são importantes para a viabilidade desta atividade econômica. Desta forma, o objetivo deste estudo foi investigar a ocorrência de mastites e os padrões higiênicos do leite de mistura produzido pelas oito propriedades de associados de uma cooperativa na região do Vale do Taquari-RS. Foram realizadas duas visitas em todas as propriedades durante o período de maior produção de leite. Todos os animais em produção foram examinados clinicamente, sendo a seguir submetidos ao Califórnia Mastite Teste (CMT). De todas as metades mamárias foram coletadas amostras de leite, submetidas, posteriormente a contagem de Células Somáticas (CCS) e exame bacteriológico. Uma amostra de leite de mistura foi coletada em cada visita realizada, sendo avaliada quanto à contagem de coliformes fecais e totais e contagem de estafilococos coagulase-positivos. Ainda foram coletadas amostras de água para realização de colimetria em todas as propriedades visitadas. Verificou-se que 30,8% das metades mamárias apresentaram resultados no exame bacteriológico compatível com a ocorrência de mastite subclínica. A maior percentagem (41%) deste grupo era representada por animais na fase de maior produção (8-60 dias de lactação). A bactéria mais isolada nas amostras de leite foi o Staphylococcus coagulase-negativo. Houve correlação entre os resultados do CMT e CCS, bem como do CMT com a contagem de Unidades Formadoras de Colônia de bactérias (UFC). Não houve correlação entre o CCS e UFC. Entretanto, observou-se que o escore zero do CMT e a CCS >106 e ≤ 5 x106 predominaram em todos os períodos de lactação, e apresentaram resultados muitas vezes discrepantes com os resultados obtidos nos demais testes. Estes resultados estão de acordo com relatos anteriores e indicam a necessidade de adaptação dos testes utilizados para o diagnóstico indireto de mastite subclínica na espécie caprina. Da mesma forma, observou-se a necessidade de associar o resultado destes testes com o exame bacteriológico para alcançar uma maior exatidão do diagnóstico. O leite de mistura analisado apresentou contagens de coliformes que variaram de zero até 1,4 x 106 UFC/mL. Apenas duas propriedades apresentaram coliformes fecais e estafilococos coagulase-positiva não foram encontrados no leite de mistura. As amostras de água coletadas estavam dentro dos limites propostos pela legislação vigente. As contagens de coliformes totais encontradas no leite de mistura e o elevado índice de animais com mastite foram associadas a algumas práticas de manejo inadequados dos animais durante a ordenha e a problemas no sistema de armazenamento do leite encontradas em algumas propriedades.
10

Produção in vitro de embriões caprinos pré-púberes: efeito da melatonina nos meios de maturação in vitro e cultivo in vitro embrionário / In vitro production of prepubertal goats embryos: effect of melatonin in in vitro maturation and culture media

Chaya, Alberto Yukio 08 July 2016 (has links)
Submitted by Reginaldo Soares de Freitas (reginaldo.freitas@ufv.br) on 2016-11-29T17:51:01Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 573452 bytes, checksum: b30ab12e24dedee6f3cd4b820e641897 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-11-29T17:51:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 573452 bytes, checksum: b30ab12e24dedee6f3cd4b820e641897 (MD5) Previous issue date: 2016-07-08 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A produção in vitro de embriões caprinos ainda não é considerada uma biotecnologia rotineiramente efetiva. Um dos fatores mais importante e que dificulta a evolução no processo de todo o processo da PIV é o estresse oxidativo. A proposta adotada neste estudo foi avaliar os efeitos da adição de melatonina em meios de maturação e cultivo in vitro no desenvolvimento de embriões caprinos e na qualidade dos blastocistos oriundos de oocitos de cabras pré-púberes. O objetivo do primeiro estudo foi avaliar o efeito da melatonina no meio de cultura in vitro de embriões partenogenéticos através da taxa de desenvolvimento de blastocistos e vitrificação. Foi utilizado um meio de maturação e de cultivo in vitro e convencional com e sem melatonina (10-9 mol L-1). Os oocitos com células do Cumulus oophorus foram maturados in vitro naqueles meios de maturação por 27 h e então ativados. Estas células ativadas foram cultivadas nos respectivos meios de cultivo por oito dias e então aferidos as taxas de blastocistos. O método de vitrificação foi utilizado de acordo com Mermillod et al., 1998. A adição da melatonina a 10-9 mol L- aos meios de maturação e de cultivo in vitro não apresentou melhora na taxa de blastocistos produzidos. Na segunda parte deste estudo objetivou-se avaliar o efeito da melatonina no meio de cultura in vitro, porém em embriões fertilizados artificialmente, por meio da taxa de desenvolvimento de blastocistos. Utilizou-se um meio convencional para MIV com ou sem adição de melatonina a 10-9 mol L-1. Após a MIV, os oocitos maturados foram inseminados com semen a fresco, e os espermatozoides foram capacitados em meio de capacitação contendo heparina. Os possíveis zigotos foram separados e uma parte foi cultivado em meio de cultura padrão com adição da melatonina a 10-9 mol L-1. Ambos foram cultivados durante oito dias e a taxa de blastocisto foi aferida. Os resultados desta segunda etapa mostraram que ao utilizar melatonina a 10-9 mol L-1 adicionada ao meio de maturação in vitro convencional melhoraram quanto ao número de células fertilizadas (34,57% vs. 17,39%, p<0,05), embora, não houve melhora na taxa de clivagem e no número de blastocistos produzidos. A conclusão mostra que a melatonina a 10-9 mol L-1 adicionada tanto em MIV, quanto em CIV, não melhora o desenvolvimento e a produção dos embriões in vitro, embora possa aumentar a taxa fertilização in vitro. / The in vitro production of goat embryos is not considered a routinely effective biotechnology. There are a number of factors that hinder the progress in the process of maturation, fertilization, cultivation and freezing. One of the most important factors that cause deleterious effects throughout the IVP process is the oxidative stress. The proposal of this study in order to prevent and to control that stress condition was to supplement the in vitro maturation (IVM) and in vitro culture media (IVC) with melatonin evaluating it effects on the development of goat embryos and quality of embryos derived from prepubertal goats oocytes. The aim of the first experiment was to evaluate the effect of melatonin supplementation in the in vitro culture on development of parthenogenetic embryos. It was used two in vitro maturation media [conventional maturation media (CM) and CM + 10-9 M melatonin] and two in vitro culture media [conventional cultivation media (CC) and CC + 10-9 M melatonin. The oocytes with cumulus cells were randomly distributed in the IVM and then activated by ionomycin method followed by 6-DMAP. Afterwards, presumptive zygotes were randomly distributed in the IVC media and cultured for eight days. Supplementation of 10-9 M melatonin to the IVM and IVC media showed no improvement in the parthenogenetic blastocyst rate. The blastocyst rate diminished when melatonin was added in vitro culture medium. The second study was also evaluate the effect of melatonin in vitro culture medium, but using in vitro fertilization over the blastocyst development rate. We used a conventional medium (CM) to in vitro maturation media and other CM was supplemented with melatonin at 10-9 M. After IVM, the matured oocytes were inseminated with fresh semen, and then, that spermatozoa were capacitated and cultured for eight days. There was an in vitro culture media used and other one added with melatonin (10-9 M). The results of this second study demonstrated that the use of melatonin at 10-9 M added to the in vitro conventional maturation medium presented a beneficial effect on the number of fertilized cells (34.57 % vs. 17.39%, p<0.05). However, this addition there was no improvement in the cleavage rate nor the blastocyst rate. We concluded that melatonin at 10-9 M added in both IVM medium and IVC medium do not improve the development of embryos. However, it can be a gain in the in vitro fertilization rate when melatonin is added in the IVM medium.

Page generated in 0.0697 seconds