• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 204
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 207
  • 94
  • 35
  • 28
  • 26
  • 22
  • 20
  • 20
  • 19
  • 19
  • 19
  • 18
  • 18
  • 17
  • 17
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Simulador de sinais de ECG e som cardáco baseado em microprocessador

Garcia Ojeda, Renato January 1986 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica. / Made available in DSpace on 2012-10-16T00:06:30Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T15:24:23Z : No. of bitstreams: 1 263305.pdf: 7715026 bytes, checksum: f874539a790c2eed7bf3a2a1c69dfccf (MD5)
2

Criterios eletrocardiograficos de reperfusão coronariana em pacientes com infarto agudo do miocardio tratados com trombolitico

Heinisch, Roberto Henrique January 1995 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias da Saude / Made available in DSpace on 2012-10-16T08:02:10Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T19:35:21Z : No. of bitstreams: 1 99841.pdf: 5105947 bytes, checksum: 244677185969f13c07b84cf8560e1e30 (MD5) / Descrição dos dados clínicos, eletrocardiográficos e cineangiocoronariográficos de 262 pacientes com infarto agudo do miocárdio tratados com estreptoquinase na unidade coronariana do Instituto de Cardiologia de Santa Catarina, no período de 1987 a 1992. Avalia o papel da variação do supradesnível do segmento ST, como teste preditor de recanalização coronariana após terapia trombolítica. O registro eletrocardiográfico foi realizado antes (ECG 1), no final (ECG 2) e em até 24 horas (ECG 3) após o tratamento. As coronariografias de 120 pacientes, realizadas até o vigésimo primeiro dia após a admissão, foram utilizadas como teste padrão ouro. Na fase hospitalar ocorreram 16 óbitos (6,1%). A taxa de patência da artéria relacionada ao infarto foi de 72,2%. Os valores médios das medidas do desnível do segmento ST nos pacientes com a artéria pérvia (n = 93) não diferiram significativamente daqueles obtidos no grupo que não obteve sucesso com o tratamento (n = 27). No conjunto dos testes diagnósticos utilizados para a análise desta casuística, o melhor desempenho foi o do percentual de alteração do segmento ST entre o ECG 1 e o ECG 2 superior a 10% e entre o ECG 1 e o ECG 3 superior a 70%. O estudo sugere que a demonstração eletrocardiográfica da redução na elevação do segmento ST tem um valor limitado na predição da patência da artéria coronária em pacientes com infarto agudo do miocárdio e terapia trombolítica.
3

Alterações eletrocardiográficas na hipotermia acidental em região urbana e tropical / Electrocardiographic changes by accidental hypothermia in an urban and a tropical region

Souza, Dilma do Socorro Moraes de [UNIFESP] January 2007 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:47:08Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007 / Hypothermia is defined as the condition in which the core temperature (rectal, esophageal or tympanic) reaches values below 36°C. This may be accidental, metabolic or therapeutic. The accidental form is frequent in cold-climate countries, being rare in those with a tropical or subtropical climate. Purpose: The aim of this study was to evaluate electrocardiographic changes of patients with accidental hypothermia. Methods: In 59 patients with hypothermia the following electrocardiogram (ECG) parameters were analyzed: rhythm and heart rate, P wave characteristics, PR interval, duration of the QRS complex, presence of J wave and its characteristics, and correlation with the degree of hypothermia, changes in T wave regarding its polarity and characteristics, duration of the QT interval corrected for heart rate using Bazett’s and Fridericia`s formula, and the eventual presence of both supraventricular or ventricular arrhythmias. Results: In six patients the ECG was normal. Sinus bradycardia was observed in 54,2% of the patients. J wave was present in 51 patients and its voltage correlated inversely and statistically significantly with the core temperature. Changes in T wave were observed in 47.4% of the cases. The QT interval, adjusted corrected for heart rate by Bazett’s formula was prolonged in 74,5%, and by Fridericia’s formula in 71,1% of the cases. Idioventricular rhythm was found in six cases, total atrioventricular block in three and junctional rhythm and atrial fibrillation in two patients. Conclusions: ECG changes in accidental hypothermia are frequent and characteristic for this entity improving diagnosis in unconscious patients. / A hipotermia pode ser definida como a condicao na qual a temperatura central (retal, esofagica ou timpanica) atinge valores inferiores a 36°C. Pela sua etiologia a hipotermia pode ser acidental, metabo1ica ou terapeutica. A forma acidental e frequente em paises de clima frio, sendo rara nos de clima tropical ou subtropical. Objetivo: Analisar as alteracoes eletrocardiograficas de 59 pacientes internados na unidade de terapia intensiva em hospital de emergencia na cidade de São Paulo (Brasil) com hipotermia acidental. Metodos: Os eletrocardiogramas foram analisados de forma cega e avaliados: o ritmo e frequencia cardiaca, a onda P, duracao do intervalo PR, duracao do complexo QRS, a presenca da onda J e suas caracteristicas de localizacao, polaridade, voltagem, aspecto e a correlacao com grau de hipotermia, alteracoes da onda T quanta a sua polaridade e caracteristicas, a duracao do intervalo QT corrigido para a frequencia cardiaca, e a eventual presenca de arritmias. Resultados: Em seis pacientes o eletrocardiograma foi resultou normal. A bradicardia sinusal foi observada em 54,2 por cento dos pacientes. A onda J, que e uma deflexao positiva extra de inscricao lenta entre o fim do complexo QRS e o inicio do segmento ST esteve presente em 51 pacientes e sua voltagem teve correlacao inversa e estatisticamente significante com a temperatura central. Alteracoes da onda T foram observadas em 47,4 por cento dos casos. 0 intervalo QT corrigido para a frequencia cardiaca pela formula de Sazett esteve prolongado em 74,5 por cento dos pacientes e pela formula de Fridericia em 71,1 por cento. 0 ritmo idioventricular foi encontrado em seis casos, bloqueio atrio ventricular total em tres e ritmo juncional e fibrilacao atrial em dois pacientes. Conclusoes: As alteracoes eletrocardiograficas na hipotermia acidental sao frequentes e caracteristicas, podendo ser uma ferramenta util no diagnostico desta entidade em pacientes com diminuicao do nivel de consCiência / BV UNIFESP: Teses e dissertações
4

Estudo sobre o teste ergometrico falso positivo em homens assintomaticos : avaliação do papel do estrogeno serico sobre a resposta eletrocardiografica ao esforço

Rocha, Jose, 1950- 26 May 1998 (has links)
Orientador: Eduardo Arantes Nogueira / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-23T17:45:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Rocha_Jose_D.pdf: 6288146 bytes, checksum: ae065565bae30a359f75e002060e885d (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: O TE Falso Positivo constitue-se num sério problema metodológico na prática médica. Os motivos porque o TE pode mostrar alterações eletrocardiográficas num indivíduo sem doença cardíaca isquêmica ou mesmo as vezes sem nenhuma doença cardíaca, como aqueles relacionadas com o uso de drogas, com os distúrbios metabólicos-eletrolíticos ,distúrbios respiratórios como os decorrentes de hipóxia ou hiperpnéia , miocardiopatia , valvopatia , Wolff-Parkinson-White , alteração da repolarização atrial e outros, não estão bem esclarecidos ou valorizados. Assim, as alterações eletrocardiográficas relacionadas com o uso de estrógeno , com o stress ou o tipo de stress , a hipercolesterolemia, hipotireoidismo etc , aguardam uma melhor definição de importância e significado para isquemia . Desta forma, sendo o estrógeno um fator provavelmente importante na gênese dos TE Falsos-Positivos, nós nos propusemos a estudar a influência do estradiol sérico na gênese das alterações eletrocardiográficas observadas nestes testes. Para tanto, selecionamos 40 indivíduos assintomáticos e sem cardiopatia aparente, avaliados por anamnese, exame físico , pelo eletrocardiograma convencional, ecocardiograma bidimensional com Dopller , teste ergométrico máximo e dosagem de estradiol nos Períodos Pré Esforço ,Esforço máximo e Pós esforço. Os indivíduos com TE mostrando alterações eletrocardiográficas significantes da repolarização ventricular no segmento ST - T , constituiram o Grupo Positivo (Grupo P) , tendo 5/35 voluntários; enquanto que os indivíduos com testes ergométricos Eficazes e sem alterações eletrocardiográficas , constituiram o Grupo Negativo (Grupo N) , com 30/35 indivíduos, sendo excluidos 5 voluntários devido o TE ter sido Ineficaz. Admitimos como TE Sugestivo de Isquemia os TE com inftadesnivelamento do Segmento ST horizontal ou descendente de pelo menos 1 mm em relação ao intervalo Pr , duração de 0.08 segundos após o Ponto J , além de inftadesnivelamento ascendente do Segmento ST de 2mm , medido 0,08 segundo após o Ponto J . Como TE Eneficazes, os TE onde não se atingiu 85% da frequência cardíaca máxima teórica para a idade. Dos TE Eficazes, 7 indivíduos fizeram TE em bicicleta ergométrica e 28 em esteira rolante. Foram observadas e analisadas as seguintes variáveis: Idade, Cor, Peso, Altura, Período do Teste,. Tipo de Ergômetro , Carga Máxima, Duração, Percentagem da Frequência Cardíaca Máxima, V02 máximo, Diagnóstico do Teste, Segmento ST , Ponto Y , Onda R, Q e T , Delta PAS , Delta PAO e Delta FC , Duplo Produto, P AS , P AO e FC ao Esforço Máximo, P AS Deitado, Sentado ou em Ré , durante cada estágio de esforço e aos 1 , 2 , 4 e 6 minutos da recuperação, Fração de Ejeção ao Ecocardiograma , Estradiol Pré Esforço, Estradiol ao Esforço Máximo e Estradiol Pós Esforço, Colesterol , Triglicérides , Glicemia e Ácido Úrico , Tabagismo e Quantidade de Cigarros/dia. Em relação aos desniveis do ST, atentamos não apenas para o tipo e intensidade de inftadesnivelamento, mas também para o momento em que este ocorreu e a derivação envolvida. Observamos que no Grupo N , todos os indivíduos tiveram ST do tipo ascendente, enquanto que no Grupo P , em 2 casos o ST foi do tipo ascendente, descendente em 1 caso e horizontal nos outros 2 casos, sendo que a alteração do ST - T ocorreu exclusivamente ao esforço ~m 2 casos, durante o esforço e recuperação em 1 caso e exclusivamente na recuperação nos outros 2 casos. Quanto à derivação eletrocardiográfica envolvida, vímos que em 3 casos houve alteração no CM5 e D2 , apenas no CM5 ou no D2 em 1 caso cada. Já quanto a intensidade de inti-adesnivelamento do ST , esta variou de -1 a -4 mm . Todos os indivíduos do Grupo P , foram submetidos à Cintilografia do Miocárdio com Tc-99 , reproduzindo as alterações eletrocardiográficas do ST - T observadas no primeiro teste enquanto que a perfusão miocárdica foi normal em todos os casos. Em relação ao Estradiol sérico , vimos que este mostrou o comportamento caracteristico de aumento ao esforço com diminuição no pós esforço, mostrando diferença significante para ambos os grupos entre o Estradiol 1 x Estradiol 2 , Estradiol 2 x Estradiol 3 e entre Estradiol 1 x Estradiol 3 . Entretanto, quando comparamos ambos os grupos não observamos diferença significante para o Estradiol Pré, Esforço Máximo ou Pós Esforço analisados em relação ao diagnóstico do TE ou o tipo de ergômetro. Assim, para o TE numa população de assintomáticos como a nossa, concluímos que: 1 - Não há relação causal entre as alterações eletrocardiográficas do Segmento ST - T e o Estradiol sérico. 2 - Não houve correlação entre a resposta eletrocardiográfica do segmento ST e a perfusão miocárdica à cintilografia do miocárdio com Tc-99 (SEST AMIBI). 3 - O mecanismo eletrofisiológico capaz de explicar as alterações eletrocardiográficas observadas sobre o segmento ST - T ao esforço e recuperação nestes indivíduos permanece incerto e não bem explicado. 4 - O diagnóstico de Isquemia Miocárdica no TE de assintomáticos, não deve se basear apenas na valorização da resposta eletrocardiográfica , dado que esta pode mostrar alteração sem relação com a presença de isquemia / Abstract: False positive exercise stress testing is a serious methodological problem. The reasons why an individual without heart disease may have a positive test are not fully understood. Thus, the electrocardiographic abnormalities relate to administration of estrogen, stress, hipercholesterolemia or hypothyroidism wait for a better understanding of their real meaning. In this work the hypothesis that the blood leveI of estrogen could be an factor in the genesis of the false positive abnormalities was tested. Forty asymptomatic adult volunteers without any apparent disease were submitted to maximal exercise tolerance tests. All had normal physical examination, electrocardiogram and echodopplercardiogram. Blood samples for estradiol determination were drawn before the test, at the maximal exercise level and at the post exercise period. Five volunteers did not attain the targeted heart rate and were exc1uded from the study. Of the 35 remaining volunteers, 5 had ST abnormalities considered positive for myocardial ischemia: ST depression > = 1 mm, lasting at least 0.08 seconds after the J point, or upsloping ST depression > = 2 mm lasting at least 0.08 seconds. Seven individuals exercised on a bicycle ergometer and 28 on a treadmill. The following variables were recorded and analyzed: age, color, weight, hight, time of day, ergometer, maximum load, duration, percent of maximal heart rate, V02 maximal, conc1usion (positive, negative), ST segment depression, Y point, R wave, Q wave, T wave, D SAP, DAP, HR (heart rate), double product, SAP, DAP, heart rate, ejection fraction, estradiol, cholesterol, triglicerides, fasting blood sugar, uric acid, tabagism, number of cigarettes per day. Also, the time of appearance of significant ST depression as well as the name of the involved electrocardiographic lead were recorded. The 5 volunteers with significant ST abnormality constituted a Positive Group and all other 30 a Negative Group. Volunteers of the Positive Group were also submitted to myocardial scintigraphy, and had normal results. Serum estradiol rose in the maximal exercise phase and dropped in the recovery period, without statistical significant difference between the two groups! Taking the myocardial scintigraphy as a reference for myocardial perfusion it concluded that: 1- there were no significant differences between the false positive group and the true negative group regarding resting, peak exercise, post exerci se and the profiles of estradiol blood levels. These data indicates that estradiol plays no role in the genesis of false positive exercise stress testing. 2- Also, there were no relation between the other exercise stress testing parameters and the ST depression or estradiol blood levels. 3- The electrophysiologic mechanism underlying false positive exercise stress testing remains unexplained. 4 - Regarding an asymptomatic adult population, conc1usions drawn from an exercise stress test should not be based solely on electrocardiographic grounds / Doutorado / Clinica Medica / Doutor em Clínica Médica
5

Variação sazonal de episódios de taquicardia ventricular avaliados por Holter

Pimentel, Mauricio January 2004 (has links)
A variação sazonal de taquicardia ventricular (TV) e sua correlação com a temperatura foram avaliadas em 3.034 pacientes submetidos à realização de Holter em Porto Alegre, sul do Brasil. A distribuição dos pacientes por estações foi: verão 561 (18,5%), outono 756 (24,9%), inverno 843 (27,8%) e primavera 874 (28,8%). No verão, 52 pacientes apresentaram TV (9,3%), no outono, 39 (5,2%), no inverno, 56 (6,6%) e, na primavera, 60 (6,9%) (p = 0,035). Houve aumento relativo de 40% na proporção de pacientes com TV no verão em relação ao inverno. Houve tendência de aumento da proporção de pacientes com TV com o aumento da temperatura (r = 0,57; p = 0,052).
6

Avaliação da resposta eletrocardiográfica e sorológica ao tratamento com benzonidazol em pacientes na fase crônica da doença de Chagas / Electrocardiographic and serological evaluation to treatment with benznidazole in chronic Chagas disease patients

Andrade, Mônica Coelho January 2013 (has links)
ANDRADE, Mônica Coelho. Avaliação da resposta eletrocardiográfica e sorológica ao tratamento com benzonidazol em pacientes na fase crônica da Doença de Chagas. 2013. 91 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2013. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2013-11-13T15:47:46Z No. of bitstreams: 1 2013_dis_mcandrade.pdf: 1300707 bytes, checksum: 95232e3c4673b4f51a96eb835ffb253e (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2013-11-13T15:48:12Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_dis_mcandrade.pdf: 1300707 bytes, checksum: 95232e3c4673b4f51a96eb835ffb253e (MD5) / Made available in DSpace on 2013-11-13T15:48:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_dis_mcandrade.pdf: 1300707 bytes, checksum: 95232e3c4673b4f51a96eb835ffb253e (MD5) Previous issue date: 2013 / Chagas disease (CD) is a pathology of endemic nature, caused by the protozoan Trypanosoma cruzi, with pronounced relevance between heart disease. It was officially described in 1909 and even after more than a century of its discovery is still a public health problem. The aim of this study was to evaluate the effectiveness of chemotherapy with Benznidazole (Bz) in patients with chronic Chagas disease by serological analysis and electrocardiography. This is a prospective non-concurrent and concurrent study, where patients were followed serologically once a year after treatment, from 2005, 2006 or 2007 (before treatment) until 2011. The electrocardiographic evaluation was performed at baseline (2005-2007) and end of the study (2011). The patients were treated with Bz in dose of 5mg/kg/day in two to three daily doses for 60 days. The serological analysis was conducted, through the techniques of ELISA (enzyme immunoassay) and IIF (indirect immunofluorescence). The electrocardiographic evaluation was performed at the University Hospital Walter Cantídio through the electrocardiograms (ECG) available in patient charts. This study followed 31 patients, 20 (64,5%) male and 11 (35,5%) female, from 25 to 64 years, where 51.6% (16/31) did not finish high school and 22,6% (7/31) were farmers. Serological analysis by ELISA demonstrated a significant decrease in the optical density of the samples collected before (2005 to 2007) when compared with the samples after treatment (2011). Now with regard to IIF, patients remained unchanged during the segment (variation in a maximum of a dilution of the sample between baseline and 2011). Regarding the electrocardiographic evaluation, 76.2% (16/21) showed maintenance of electrocardiographic reports throughout the study, with the exception of cinco cases. One patient was excluded from analysis electrocardiographic (there wasn’t ECG performed in 2011) required a defibrillator implantation during follow-up (2010). In conclusion, one can say that although Bz presents limited effectiveness in patients in the chronic phase of CD, this study demonstrated a beneficial effect of the drug in most followed patients, as the majority of these reports showed maintenance of electrocardiographic and serology showed a downward trend. However, it is necessary a longer segment, since the follow-up period of this study (5-7 years) is considered short for patients in the chronic phase of the disease. / A doença de Chagas (DC) é uma patologia de natureza endêmica, causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, com pronunciada relevância entre as doenças cardíacas. Foi descrita oficialmente em 1909 e mesmo após mais de um século de sua descoberta ainda representa um problema de saúde pública. O objetivo deste trabalho foi avaliar a efetividade da quimioterapia com Benzonidazol (Bz) em pacientes chagásicos crônicos através de análise sorológica e eletrocardiográfica. Trata-se de um estudo prospectivo não concorrente e concorrente, onde os pacientes foram acompanhados sorologicamente uma vez ao ano depois do tratamento, a partir de 2005, 2006 ou 2007 (antes do tratamento) até 2011. A avaliação eletrocardiográfica foi realizada no início (2005 a 2007) e final da pesquisa (2011). Os pacientes foram tratados com Bz na dosagem de 5mg/Kg/dia em duas a três tomadas diárias durante 60 dias. A análise sorológica foi realizada através das técnicas de ELISA (Ensaio Imunoenzimático) e IFI (Imunofluorescência indireta). A avaliação eletrocardiográfica foi feita através dos eletrocardiogramas (ECG) realizados no Hospital Universitário Walter Cantídio e disponíveis nos prontuários dos pacientes. Foram acompanhados 31 pacientes, 20 (64,5%) do sexo masculino e 11 (35,5%) do feminino, de 25 a 64 anos, dos quais 51,6% (16/31) cursaram o primeiro grau incompleto e 22,6% (7/31) eram agricultores. A análise sorológica através do teste ELISA demonstrou queda significativa da densidade óptica das amostras coletadas antes (2005 a 2007) em relação às amostras pós-tratamento (2011). Com relação à IFI, os pacientes mantiveram-se inalterados durante o segmento (variação de no máximo uma diluição entre a amostra basal e 2011). No que diz respeito à avaliação eletrocardiográfica, 76,2% (16/21) apresentaram manutenção dos laudos eletrocardiográficos ao longo do estudo, com exceção de cinco casos. Um dos pacientes excluído da análise eletrocardiográfica (não existia ECG realizado em 2011) necessitou de um implante de desfibrilador ao longo do acompanhamento (2010). Em conclusão, pode-se afirmar que embora o Bz apresente efetividade limitada em pacientes na fase crônica da DC, este estudo demonstrou um efeito benéfico do medicamento na maioria dos pacientes acompanhados, já que a maioria destes apresentou manutenção dos laudos eletrocardiográficos e a sorologia mostrou uma tendência à queda. Entretanto, faz-se necessário um período maior de segmento, já que o tempo de acompanhamento deste estudo (5 a 7 anos) é considerado curto para pacientes na fase crônica da doença.
7

Classificador Automático e Não-Supervisionado de Batimentos Cardíacos Baseado no Algoritmo Dynamic Tiime Warping

Rogerio Oliveira de Aguiar 23 July 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T15:32:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_2739_DissRogerio.pdf: 1432885 bytes, checksum: b8457c304a8ccffb2eed042bbebb5614 (MD5) Previous issue date: 2008-07-23 / O Projeto Telecardio é um projeto de pesquisa em telemonitoramento de pacientes cardíacos e identificação automática de situações de risco. Neste contexto, está sendo proposto um sistema de análise de eletrocardiograma como uma ferramenta de auxílio ao diagnóstico médico. O sistema classifica os batimentos de um registro de ECG ambulatorial tendo como referência o batimento predominante do paciente. A classificação se dá através de uma abordagem original não supervisionada que faz uso do método Alinhamento Temporal Dinâmico na comparação entre batimentos com tamanhos e formas diferentes. Além disso, é tratado neste trabalho o problema da classificação de batimentos prematuros a partir do estudo de rótulos feitos por cardiologistas nos batimentos da base utilizada neste trabalho. Por fim, é proposta uma interface gráfica que apresenta o resultado da análise realizada pelo sistema de classificação, destacando-se informações importantes e a morfologias dos batimentos predominantes ao longo de trechos do ECG. Os batimentos predominantes são determinados por um algoritmo original que realiza o cálculo do batimento médio a partir de um conjunto de batimentos. O sistema foi testado na MIT-BIH Arrhythmia Database e os resultados alcançados validaram a estratégia proposta.
8

Sistema de Monitoramento Remoto On-Line de Sinais Cardíacos Via Rede GPRS

VARGAS, R. E. V. 16 June 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T15:32:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_2742_DissertacaoMestradoRicardoEmanuelVazVargas.pdf: 1517950 bytes, checksum: 1707d5f7e2c241f5f9b54800acc5ade7 (MD5) Previous issue date: 2008-06-16 / Doenças cardiovasculares são consideradas atualmente a principal causa de morte e de lesões físicas limitantes e definitivas, que ocorrem em muitas das vezes em idade precoce. O exame de ECG é considerado, pelos especialistas, o padrão ouro para diagnóstico desse tipo de doença. Isso porque tal exame é barato, não-invasivo e fundamental para diagnóstico de diversas arritmias cardíacas. Portanto, o monitoramento de ECG pode significar a diferença entre o falecimento e a vida de muitos pacientes. Esta dissertação tem como objetivo o desenvolvimento de uma solução de monitoramento remoto, contínuo e online, baseada na tecnologia GPRS, de sinal de ECG. Essa tecnologia de comunicação se mostra adequada à solução e apresenta um ótimo custo-benefício, pois: mantém conexões sempre ativas, baseia-se em tarifação por volume de dados transferidos e provê grande área de alcance. A solução apresentada é composta por dispositivos móveis, mantidos por pacientes, que amostram 3 derivações de ECG e as transmitem, via rede GPRS, a um servidor instalado em um instituição de saúde. Para a realização desse tipo de transmissão, os dispositivos móveis filtram, amplificam e digitalizam os sinais amostrados. O servidor recebe as transmissões de diversos dispositivos móveis e persiste os sinais de ECG recebidos em um banco de dados, centralizando, portanto, informações médicas de diversos pacientes. Uma interface Web pode disponibilizar tais informações na Internet, possibilitando, assim, avaliações por especialistas a partir de qualquer ponto de acesso do planeta à grande rede. Tendo em vista a inexistência de um protocolo de comunicação aberto, padrão e adequado às necessidades do sistema proposto, um protocolo de camada de aplicação denominado PMR foi projetado e implementado. O PMR se mostrou versátil e útil a aplicações que transmitem informações de sinais analógicos diversos, não somente relacionados à Telemedicina. Um protótipo, contemplando hardware e software, foi desenvolvido para uma avaliação de desempenho da solução. Foram monitoradas diversas variáveis capazes de mensurar a qualidade da proposta apresentada. Os resultados obtidos evidenciam a viabilidade da solução.
9

Variação sazonal de episódios de taquicardia ventricular avaliados por Holter

Pimentel, Mauricio January 2004 (has links)
A variação sazonal de taquicardia ventricular (TV) e sua correlação com a temperatura foram avaliadas em 3.034 pacientes submetidos à realização de Holter em Porto Alegre, sul do Brasil. A distribuição dos pacientes por estações foi: verão 561 (18,5%), outono 756 (24,9%), inverno 843 (27,8%) e primavera 874 (28,8%). No verão, 52 pacientes apresentaram TV (9,3%), no outono, 39 (5,2%), no inverno, 56 (6,6%) e, na primavera, 60 (6,9%) (p = 0,035). Houve aumento relativo de 40% na proporção de pacientes com TV no verão em relação ao inverno. Houve tendência de aumento da proporção de pacientes com TV com o aumento da temperatura (r = 0,57; p = 0,052).
10

Variação sazonal de episódios de taquicardia ventricular avaliados por Holter

Pimentel, Mauricio January 2004 (has links)
A variação sazonal de taquicardia ventricular (TV) e sua correlação com a temperatura foram avaliadas em 3.034 pacientes submetidos à realização de Holter em Porto Alegre, sul do Brasil. A distribuição dos pacientes por estações foi: verão 561 (18,5%), outono 756 (24,9%), inverno 843 (27,8%) e primavera 874 (28,8%). No verão, 52 pacientes apresentaram TV (9,3%), no outono, 39 (5,2%), no inverno, 56 (6,6%) e, na primavera, 60 (6,9%) (p = 0,035). Houve aumento relativo de 40% na proporção de pacientes com TV no verão em relação ao inverno. Houve tendência de aumento da proporção de pacientes com TV com o aumento da temperatura (r = 0,57; p = 0,052).

Page generated in 0.1065 seconds