• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 24
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 25
  • 25
  • 13
  • 11
  • 9
  • 7
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Durabilidade de união e carga cíclica para falha do silicato de litío reforçado por zircônia após cimentação adesiva /

Diniz, Vandeberg. January 2018 (has links)
Orientador: Renata Marques de Melo Marinho / Banca: Tarcísio José Arruda Paes Júnior / Banca: Laís Regiane da Silva Concílio / Resumo: No presente trabalho, avaliou-se o efeito de diferentes concentrações de ácido fluorídrico (5% e 10%), na resistência de união entre uma cerâmica de silicato de lítio reforçado por zircônia (sem cristalização adicional, com queima de glaze e com queima adicional de cristalização) e um cimento resinoso, com e sem envelhecimento. Avaliou-se também o comportamento em fadiga de uma cerâmica à base de silicato de lítio reforçado por zircônia (sem cristalização adicional, com de queima de glaze e com queima adicional de cristalização) cimentada adesivamente a um material análogo a dentina (NEMA G10), na ausência ou presença de envelhecimento. Para o teste de microtração os blocos cerâmicos de silicato de lítio reforçado por zircônia foram cortados em blocos menores e divididos aleatoriamente em 12 grupos (N = 72; n = 6). No teste de fadiga os espécimes foram em formato de discos (diâmetro de 12 mm e espessura de 1,2 mm) cimentados a discos de resina epoxi Nema G10 (diâmetro de 12mm e espessura de 2,3mm), divididos em 6 grupos (N = 120; n = 20) e submetidos a ensaio de fadiga pelo método da escada (100.000 ciclos, 20 Hertz de frequência). Os dados resistência de união (MPa) e fadiga (N) foram submetidos à ANOVA 2-fatores, e respectivamente submetidos aos testes de Tukey e Bonferroni (p<0,05). Os resultados mostraram diferença estatisticamente significante para o fator "termociclagem" (ANOVA 2 fatores, p<0,05) sendo os grupos sem termociclagem superiores aos grupos com envelhecimento... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract : This study evaluated the effect of different hydrofluoric acid concentrations (5% and 10%) on the bond strength between a zirconium-reinforced lithium silicate ceramic (without additional crystallization, glaze firing and additional crystallization firing) and a resinous cement, with and without aging. The fatigue behavior of a zirconium-reinforced lithium silicate-based ceramic (without additional crystallization, glaze firing and additional crystallization firing) adhesively cemented to a material like dentin (NEMA G10) was also evaluated with or without thermal aging. For the microtensile test, the zirconia reinforced lithium silicate ceramic blocks were cut into smaller blocks and randomly divided into 12 groups (N=72; n=6). In the fatigue test, discs (diameter 12 mm and thickness 1.2 mm) were cut, cemented to NEMA G10 epoxy resin discs (diameter 12 mm and thickness 2.3 mm), assigned into 6 groups (N=120, n=20) and subjected to the fatigue test by the ladder method (100,000 cycles, 20 Hertz frequency). The bond strength (MPa) and fatigue (N) data were submitted to 2-Way ANOVA, and respectively submitted to Tukey and Bonferroni tests (p <0.05). The results showed a statistically significant difference for the "thermocycling" factor (2-Way ANOVA, p <0.05), with the groups without thermocycling been superior to the aged groups (Tukey). The Bonferroni test indicated that within the same condition (with or without thermocycling), the groups with additional crystallization or glaze firing showed higher results than the groups without additional firing. Thus, the bond between ZLS and the resin cement was negatively affected by thermal aging in water. On the other hand, the fatigue behavior of ZLS discs cemented on NEMA G10 was higher in the groups that received glaze or crystallization firing and lower in the aged groups...(Complete abstract click electronic access below) / Mestre
2

Efeito da limpeza pós-condicionamento e do tratamento térmico do silano na resistência de união de um cimento resinoso à cerâmica /

Hipólito, Ana Carolina. January 2014 (has links)
Orientador: Wirley Gonçalves Assunção / Banca: Paulo Henrique dos Santos / Banca: Linda Wang / Resumo: Proposição: O objetivo do estudo foi avaliar o efeito da limpeza com ácido fosfórico após condicionamento da cerâmica e do tratamento térmico do silano na resistência de união de um cimento resinoso à cerâmica de dissilicato de lítio submetido ao envelhecimento. Método: Foram confeccionados sessenta e quatro blocos de cerâmica de dissilicato de lítio (IPS e-­‐max CAD, Ivoclar Vivadent) e de resina composta (7x8x4mm). Os corpos de prova foram divididos aleatoriamente em 4 grupos (n=16) que receberam os seguintes tratamentos: HFS (grupo controle): ácido fluorídrico 10 % e silano; HFPS: ácido fluorídrico, ácido fosfórico 37% e silano; HFSa: ácido fluorídrico e silano aquecido (45◦C ± 5◦C); HFPSa: ácido fluorídrico, ácido fosfórico e silano aquecido. Os espécimes foram cimentados com um cimento resinoso dual, posteriormente os corpos de prova foram divididos em duas condições de envelhecimento (n=8): N - sem envelhecimento e TC: termociclagem 12.000X, 5◦C - 55 ◦C. Foram submetidos ao teste de microtração em uma máquina de testes com velocidade de 0,7mm/min. As superfícies fraturadas foram examinadas para determinar o modo de falha. Os dados estatísticos foram analisados através da Anova de 2 fatores e as médias comparadas por meio do teste Tukey (p< 0.05). Resultados: o grupo HFSa envelhecido apresentou o maior valor de resistência de união (21,49 ± 2,29 MPa), entretanto, sem diferença estatística para o grupo controle (p<0,05). Não houve diferença estatisticamente significante entre as amostras envelhecidas e não envelhecidas, entretanto, foi observada uma diferença estatisticamente significante no grupo HFSa. (p<0,05). Importância: O tratamento térmico do silano e a limpeza pós-­‐condicionamento com ácido fosfórico não potencializou a resistência de união da cerâmica à resina / Abstract: Purpose: The aim of this study was to evaluate the effect of cleaning with phosphoric acid after etching of ceramic and heat treatment of the silane with a stream of hot air on the bond strength of a resin cemente to lithium dissiliacte ceramic submitted to aging. Method: Sixty-­‐four blocks-­‐ceramic lithium silicate (IPS e-­‐max CAD, Ivoclar Vivadent) and composite resin were fabricated (7x8x4mm). The specimens were randomly divided into 4 groups (n = 16) that received the following treatments: HFS (control group): 10% hydrofluoric acid and silane; HFPS: hydrofluoric acid, 37% phosphoric acid and silane; HFSA: hydrofluoric acid and silane heated (45 ◦ C ± 5 ◦ C); HFPSa: hydrofluoric acid, phosphoric acid and heated silane. The specimens were cemented with a dual resin cement, later the specimens were divided into two aging conditions (n = 8): N -­‐ no aging and TC: thermocycling, 12,000 x 5◦C -­‐ 55◦C. They were submitted to microtensile test in a testing machine with a speed of 0.7 mm / min. Fractured surfaces were examined to determine the failure mode. Statistical data were analyzed by ANOVA with 2 factors and the averages compared by Tukey test (p <0,05). Results: The group HFSa aged showed the highest bond strength (21.49 ± 2.29 MPa), however, without statistical difference for the control group. There was no statistically significant difference between aged and non-­‐aged samples, except for, a statistically significant difference in the HFSA group (p <0.05). Significance: The heat treatment of the silane and cleaning after etching with phosphoric acid did not increase the bond strength of ceramic resin / Mestre
3

Efeito da limpeza pós-condicionamento e do tratamento térmico do silano na resistência de união de um cimento resinoso à cerâmica

Hipólito, Ana Carolina [UNESP] 03 July 2014 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-06-17T19:33:38Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-07-03. Added 1 bitstream(s) on 2015-06-18T12:48:18Z : No. of bitstreams: 1 000831389.pdf: 2171410 bytes, checksum: 8516ec39315e5fd0cac80b4a540a7e3d (MD5) / Proposição: O objetivo do estudo foi avaliar o efeito da limpeza com ácido fosfórico após condicionamento da cerâmica e do tratamento térmico do silano na resistência de união de um cimento resinoso à cerâmica de dissilicato de lítio submetido ao envelhecimento. Método: Foram confeccionados sessenta e quatro blocos de cerâmica de dissilicato de lítio (IPS e-­‐max CAD, Ivoclar Vivadent) e de resina composta (7x8x4mm). Os corpos de prova foram divididos aleatoriamente em 4 grupos (n=16) que receberam os seguintes tratamentos: HFS (grupo controle): ácido fluorídrico 10 % e silano; HFPS: ácido fluorídrico, ácido fosfórico 37% e silano; HFSa: ácido fluorídrico e silano aquecido (45◦C ± 5◦C); HFPSa: ácido fluorídrico, ácido fosfórico e silano aquecido. Os espécimes foram cimentados com um cimento resinoso dual, posteriormente os corpos de prova foram divididos em duas condições de envelhecimento (n=8): N - sem envelhecimento e TC: termociclagem 12.000X, 5◦C - 55 ◦C. Foram submetidos ao teste de microtração em uma máquina de testes com velocidade de 0,7mm/min. As superfícies fraturadas foram examinadas para determinar o modo de falha. Os dados estatísticos foram analisados através da Anova de 2 fatores e as médias comparadas por meio do teste Tukey (p< 0.05). Resultados: o grupo HFSa envelhecido apresentou o maior valor de resistência de união (21,49 ± 2,29 MPa), entretanto, sem diferença estatística para o grupo controle (p<0,05). Não houve diferença estatisticamente significante entre as amostras envelhecidas e não envelhecidas, entretanto, foi observada uma diferença estatisticamente significante no grupo HFSa. (p<0,05). Importância: O tratamento térmico do silano e a limpeza pós-­‐condicionamento com ácido fosfórico não potencializou a resistência de união da cerâmica à resina / Purpose: The aim of this study was to evaluate the effect of cleaning with phosphoric acid after etching of ceramic and heat treatment of the silane with a stream of hot air on the bond strength of a resin cemente to lithium dissiliacte ceramic submitted to aging. Method: Sixty-­‐four blocks-­‐ceramic lithium silicate (IPS e-­‐max CAD, Ivoclar Vivadent) and composite resin were fabricated (7x8x4mm). The specimens were randomly divided into 4 groups (n = 16) that received the following treatments: HFS (control group): 10% hydrofluoric acid and silane; HFPS: hydrofluoric acid, 37% phosphoric acid and silane; HFSA: hydrofluoric acid and silane heated (45 ◦ C ± 5 ◦ C); HFPSa: hydrofluoric acid, phosphoric acid and heated silane. The specimens were cemented with a dual resin cement, later the specimens were divided into two aging conditions (n = 8): N -­‐ no aging and TC: thermocycling, 12,000 x 5◦C -­‐ 55◦C. They were submitted to microtensile test in a testing machine with a speed of 0.7 mm / min. Fractured surfaces were examined to determine the failure mode. Statistical data were analyzed by ANOVA with 2 factors and the averages compared by Tukey test (p <0,05). Results: The group HFSa aged showed the highest bond strength (21.49 ± 2.29 MPa), however, without statistical difference for the control group. There was no statistically significant difference between aged and non-­‐aged samples, except for, a statistically significant difference in the HFSA group (p <0.05). Significance: The heat treatment of the silane and cleaning after etching with phosphoric acid did not increase the bond strength of ceramic resin
4

Avalição \'in vitro\' da resistência ao cisalhamento de braquetes colados em diferentes sistemas cerâmicos / In vitro short-term evaluation of shear strength of brackets bonded to different porcelain systems

Bonfante, Luiz Fernando 24 January 2007 (has links)
O tratamento ortodôntico em adultos, nos últimos tempos, tem ganhado popularidade na tentativa de melhorar a estética e a função. No entanto, é uma característica comum nestes pacientes, ter os dentes restaurados com facetas de resina, coroas metalo-cerâmicas e/ou porcelana pura. Neste contexto, o ortodontista se defronta com o desafio de colar braquetes em diferentes sistemas cerâmicos, de capacidade desconhecida de resistir às forças de cisalhamento. Portanto, os objetivos deste trabalho foram: 1) Verificar se a força de cisalhamento em braquetes colados em superfícies de porcelana feldspática e AllCeram é afetada por diferentes tempos de ataque com ácido hidrofluorídrico e 2) Observar se existe uma relação direta entre os valores obtidos da força de cisalhamento e o índice remanescente de adesivo (IRA). Sessenta espécimes de porcelana em formato cilíndrico foram aleatoriamente divididos em 3 grupos de 20 espécimes de acordo com o tempo de ataque do ácido hidrofluorídrico de 1 minuto, 30 segundos e 15 segundos (grupos 1, 2 e 3 respectivamente). Outros sessenta espécimes de porcelana AllCeram, com o mesmo formato e divididos da mesma maneira de acordo com o tempo de ataque ácido (grupos 4, 5 e 6 respectivamente). A colagem dos braquetes na superfície cerâmica incluiu aplicação de silano, colocação de resina fotoativada sobre a base do braquete e cimentação com força padronizada de 500g. Vinte e quatro horas após a cimentação, os espécimes foram submersos em água destilada a 37OC e submetidos ao teste de resistência ao cisalhamento em uma máquina de ensaio universal, com velocidade de 0,5 mm/min, cujos valores registrados em Kgf e convertidos em MPa. O tipo de falha também foi egistrado usando o IRA através de um estereoscópio com magnificação de 4x. A força de cisalhamento mais alta foi registrada no grupo 1 (21.21 MPa), que foi significativamente diferente dos grupos 2, 3, 4, 5 e 6 (11.01, 10.64, 14.31, 10.59, 10.39 MPa, respectivamente). Os valores mais baixos encontrados nos grupos remanescentes não diferiram entre si. A mediana dos escores do IRA para os grupos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 foi 2, 3, 3, 0, 3, e 3, respectivamente. O grupo 1 (porcelana feldspática 1 minuto) foi afetado pelos diferentes tempos de ataque com ácido hidrofluorídrico, quando comparado aos grupos 2 e 3, ao passo em que os grupos 4, 5 e 6 de porcelana AllCeram não foram. Não houve relação direta entre o escore do IRA e os valores da força de cisalhamento. / Orthodontic treatment in the adult population has lately gained popularity in an attempt to improve esthetic and function. It is, however, a common feature in these patients, that their dentition is restored by resin veneers, porcelain fused to metal and all ceramic crowns. In this context, the orthodontist faces the challenge of bonding brackets to different porcelain based materials, of unknown ability to resist shear forces. Thus, the aim of this investigation was: 1) to test the null hypothesis that shear strength of brackets bonded to feldspathic and AllCeram porcelain surfaces is not affected by different hydrofluoridric etching times and 2) to test the null hypothesis that there is no direct relation between shear strength values and the adhesive remanescent index (ARI). Sixty feldspathic porcelain disc shaped specimens were randomly divided into 3 groups of 20 each, according to hydrofluoridric acid etching time of either 15, 30 seconds and 1 minute (groups 1, 2 and 3, respectively). Another 60 AllCeram specimens of the same shape were subjected to the same division, according to etching time (groups 4, 5, and 6 respectively). Bonding the brackets to the porcelain surfaces included silane coating, an overlying photoactivated resin and a standardized 500g cementation force. Twenty-four hours after cementation, at 37oC in destilled water, specimens were subjected to a shear force in a universal testing machine at a cross-head speed of 0,5mm/min and shear values registered in Kgf and then converted to MPa. Type of failure was lso recorded using ARI by means of a stereoscope at 4x augmentation. The highest shear strength was found for group 1 (21.21 MPa), which was significantly different than groups 2, 3, 4, 5, and 6 (11.01, 10.64, 14.31, 10.59, 10.39 MPa). The lower values found in the remaining groups were not different among each other. Median ARI scores for groups 1, 2, 3, 4, 5, and 6 were 2, 3, 3, 0, 3, and 3, respectively. The first hypothesis must be partially rejected since only feldspathic porcelain group 1 was affected by different hydrofluoric etching times, when compared to groups 2 and 3, while AllCeram groups 4, 5, and 6 were not. On the other hand, the second null hypothesis must be accepted since no direct relation between ARI score and shear strength values could be determined.
5

Modelagem matemática de um reator industrial de alquilação de butenos utilizando HF como catalisador. / Mathematical modeling of a butene alkylation unit reactor that uses HF as catalyst.

Fiore, Ian Koscialkowski 16 March 2012 (has links)
No contexto de refino de petróleo, alquilação é o processo pelo qual se produz uma corrente de hidrocarbonetos chamada de alquilado, na faixa da gasolina, a partir de olefinas leves (propeno, butenos) e isobutano. A demanda por alquilado como corrente integrante do pool de gasolinas de uma refinaria tem aumentado ao longo das duas últimas décadas devido a diversos fatores, sendo o principal a adoção de normas mais restritivas para a qualidade de combustíveis automotivos. No presente trabalho foi desenvolvido e validado um modelo matemático fenomenológico capaz de representar adequadamente as reações químicas envolvidas no processo de alquilação catalítica que utiliza ácido fluorídrico como catalisador, bem como estimar o rendimento de produto e subprodutos da reação e a qualidade do alquilado, representada pelo teor de tri-metil-pentanos (TMP) e di-metil-hexanos (DMH) no alquilado. A construção do modelo foi baseada em balanços de massa e energia no conjunto reacional, utilizando mecanismos cinéticos disponíveis na literatura, sendo os seus parâmetros cinéticos estimados por regressão não linear a partir de literatura. O modelo foi validado com dados obtidos em uma unidade industrial de propriedade da Petrobrás, localizada em Cubatão. Os resultados obtidos permitem afirmar que o modelo apresentou boa resposta para a identificação do consumo de reagentes e rendimento de produtos. Sua resposta tendeu a subestimar a quantidade de frações pesadas do alquilado. / Alkylation is the process which light hydrocarbons (like butenes and iso-bute) are transformed into heavier hydrocarbons, called alkylate. The alkylate demand as a gasoline component has been growing since the middle 90s, mostly due to more severe quality requirements for gasoline. This work proposes a mathematical model that accounts for the main chemical reactions for a HF Alkylation Unit. The alkylate yield and quality, described by its composition, are also represented as well. This model as based on mass and energy balances for the alkylation reactor, using the most accepted kinetic mechanism available at literature. The model constants were estimated by non-linear regression with available data from literature. The model validation was performed comparing the simulation results with data collected at an industrial Alkylation unit at Cubatão, Brazil, without further parameter adjustment. The results show a good model response for the consumption of reagents and alky yield. The model, however, underpredicts the yield of heavier fractions.
6

Avalição \'in vitro\' da resistência ao cisalhamento de braquetes colados em diferentes sistemas cerâmicos / In vitro short-term evaluation of shear strength of brackets bonded to different porcelain systems

Luiz Fernando Bonfante 24 January 2007 (has links)
O tratamento ortodôntico em adultos, nos últimos tempos, tem ganhado popularidade na tentativa de melhorar a estética e a função. No entanto, é uma característica comum nestes pacientes, ter os dentes restaurados com facetas de resina, coroas metalo-cerâmicas e/ou porcelana pura. Neste contexto, o ortodontista se defronta com o desafio de colar braquetes em diferentes sistemas cerâmicos, de capacidade desconhecida de resistir às forças de cisalhamento. Portanto, os objetivos deste trabalho foram: 1) Verificar se a força de cisalhamento em braquetes colados em superfícies de porcelana feldspática e AllCeram é afetada por diferentes tempos de ataque com ácido hidrofluorídrico e 2) Observar se existe uma relação direta entre os valores obtidos da força de cisalhamento e o índice remanescente de adesivo (IRA). Sessenta espécimes de porcelana em formato cilíndrico foram aleatoriamente divididos em 3 grupos de 20 espécimes de acordo com o tempo de ataque do ácido hidrofluorídrico de 1 minuto, 30 segundos e 15 segundos (grupos 1, 2 e 3 respectivamente). Outros sessenta espécimes de porcelana AllCeram, com o mesmo formato e divididos da mesma maneira de acordo com o tempo de ataque ácido (grupos 4, 5 e 6 respectivamente). A colagem dos braquetes na superfície cerâmica incluiu aplicação de silano, colocação de resina fotoativada sobre a base do braquete e cimentação com força padronizada de 500g. Vinte e quatro horas após a cimentação, os espécimes foram submersos em água destilada a 37OC e submetidos ao teste de resistência ao cisalhamento em uma máquina de ensaio universal, com velocidade de 0,5 mm/min, cujos valores registrados em Kgf e convertidos em MPa. O tipo de falha também foi egistrado usando o IRA através de um estereoscópio com magnificação de 4x. A força de cisalhamento mais alta foi registrada no grupo 1 (21.21 MPa), que foi significativamente diferente dos grupos 2, 3, 4, 5 e 6 (11.01, 10.64, 14.31, 10.59, 10.39 MPa, respectivamente). Os valores mais baixos encontrados nos grupos remanescentes não diferiram entre si. A mediana dos escores do IRA para os grupos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 foi 2, 3, 3, 0, 3, e 3, respectivamente. O grupo 1 (porcelana feldspática 1 minuto) foi afetado pelos diferentes tempos de ataque com ácido hidrofluorídrico, quando comparado aos grupos 2 e 3, ao passo em que os grupos 4, 5 e 6 de porcelana AllCeram não foram. Não houve relação direta entre o escore do IRA e os valores da força de cisalhamento. / Orthodontic treatment in the adult population has lately gained popularity in an attempt to improve esthetic and function. It is, however, a common feature in these patients, that their dentition is restored by resin veneers, porcelain fused to metal and all ceramic crowns. In this context, the orthodontist faces the challenge of bonding brackets to different porcelain based materials, of unknown ability to resist shear forces. Thus, the aim of this investigation was: 1) to test the null hypothesis that shear strength of brackets bonded to feldspathic and AllCeram porcelain surfaces is not affected by different hydrofluoridric etching times and 2) to test the null hypothesis that there is no direct relation between shear strength values and the adhesive remanescent index (ARI). Sixty feldspathic porcelain disc shaped specimens were randomly divided into 3 groups of 20 each, according to hydrofluoridric acid etching time of either 15, 30 seconds and 1 minute (groups 1, 2 and 3, respectively). Another 60 AllCeram specimens of the same shape were subjected to the same division, according to etching time (groups 4, 5, and 6 respectively). Bonding the brackets to the porcelain surfaces included silane coating, an overlying photoactivated resin and a standardized 500g cementation force. Twenty-four hours after cementation, at 37oC in destilled water, specimens were subjected to a shear force in a universal testing machine at a cross-head speed of 0,5mm/min and shear values registered in Kgf and then converted to MPa. Type of failure was lso recorded using ARI by means of a stereoscope at 4x augmentation. The highest shear strength was found for group 1 (21.21 MPa), which was significantly different than groups 2, 3, 4, 5, and 6 (11.01, 10.64, 14.31, 10.59, 10.39 MPa). The lower values found in the remaining groups were not different among each other. Median ARI scores for groups 1, 2, 3, 4, 5, and 6 were 2, 3, 3, 0, 3, and 3, respectively. The first hypothesis must be partially rejected since only feldspathic porcelain group 1 was affected by different hydrofluoric etching times, when compared to groups 2 and 3, while AllCeram groups 4, 5, and 6 were not. On the other hand, the second null hypothesis must be accepted since no direct relation between ARI score and shear strength values could be determined.
7

Caracterização interna de materiais restauradores indiretos com diferentes condicionamentos de superfície /

Lima, Glívia Queiroz January 2019 (has links)
Orientador: Paulo Henrique dos Santos / Resumo: Objetivo: O objetivo do estudo foi avaliar o efeito da aplicação de ácido fluorídrico com diferentes tempos e concentrações na superfície de materiais restauradores indiretos obtidos a partir de blocos utilizados na tecnologia CAD-CAM. Materiais e Métodos: Amostras dos materiais restauradores indiretos medindo 4x4x0,8mm foram obtidos a partir de blocos CAD para cada material estudado: resina nanocerâmica Lava Ultimate (3M Espe), monossilicato de lítio reforçado por zircônia Celtra Duo (Dentsply) e cerâmica híbrida Vita Enamic (Vita). Os materiais foram submetidos à aplicação de ácido fluorídrico com concentração de 5% ou 10%, sendo o mesmo aplicado pelos tempos de 20, 40, 60 ou 90 segundos. Um grupo controle para cada material foi avaliado, sem nenhum tratamento de superfície, contabilizando nove grupos de cada material (n=10). As amostras foram avaliadas em relação à rugosidade de superfície (Ra e Rz), avaliadas em microscopia óptica confocal; ângulo de contato (θ), energia de superfície (s) e energia livre total de interação (∆G) avaliados em goniômetro, e resistência de união ao cimento resinoso avaliada através do teste de microcisalhamento. Imagens das amostras foram obtidas em microscopia eletrônica de varredura (MEV), microscopia óptica confocal e microscopia de força atômica. Os dados de rugosidade de superfície, ângulo de contato, energia de superfície, energia livre total de interação e resistência de união foram submetidos à ANOVA dois fatores e teste de Tukey (p<... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Purpose: The aim of this study was to evaluate the effect of different times and concentration of hydrofluoric acid etching on the surface of indirect restorative materials obtained from blocks used in CAD-CAM technology. Methods and Materials: Samples of indirect restorative materials measuring 4x4x0.8mm were obtained for each restorative material studied: Lava Ultimate nanoceramic resin (3M Espe), Celtra Duo zirconia-reinforced lithium silicate ceramic (Dentsply) and Vita Enamic polymer-infiltrated ceramic-network material (Vita). The materials were submitted to etching with 5% or 10% hydrofluoric acid for 20, 40, 60 or 90 seconds. A control group for each material was evaluated without any surface treatment, totaling nine experimental groups for each material (n = 10). The samples were evaluated in relation to surface roughness (Ra and Rz), evaluated by confocal optical microscopy; contact angle (θ), surface energy (s) and total free interaction energy (∆G) evaluated by goniometer; and microshear bond strength to resin cement. Sample images were obtained by scanning electron microscopy (SEM), confocal optical microscopy and atomic force microscopy. Data of surface roughness, contact angle, surface energy, total free interaction energy and bond strength were submitted to two-way ANOVA and Tukey test (p<0.05). Results: The results showed that, in general, the Celtra Duo zirconia-reinforced lithium silicate ceramic showed better results when subjected to etching with 10% hyd... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
8

Limpeza pós-condicionamento e união compósito-cerâmica

Belli, Renan January 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologia / Made available in DSpace on 2012-10-23T12:48:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 248785.pdf: 20038053 bytes, checksum: 9138a79c97a9ac763ca3d3487d8d3189 (MD5) / O objetivo deste estudo foi avaliar a resistência de união à microtração de uma resina composta aderida a duas cerâmicas injetáveis após a realização de diferentes técnicas de limpeza pós-condicionamento para remover os resíduos formados pelo condicionamento com ácido hidrofluorídrico HF à 10%. Trezentos e sessenta espécimes de resina composta (Z250, 3M) foram aderidos à superfície de discos cerâmicos de IPS Empress Esthetic (EE) e IPS Empress 2 (E2) após o condicionamento com HF à 10%, limpeza da superfície, silanização (Scotchbond Ceramic Primer, 3M) e aplicação de um agente adesivo hidrófobo sem carga (Scotchbond Multipurpose Adhesive, 3M). Os espécimes de resina composta foram fabricados utilizando tubos de silicone de 4mm de altura e 0,8mm de luz. Trinta espécimes foram fabricados para técnica de limpeza empregada (n=30): sem limpeza (SL); jato de ar-água por 30 segundos (JAA); condicionamento com ácido fosfórico à 37% por 30 segundos (AF); banho ultrasônico em água destilada por 5 minutos (BU); AF+BU (AFBU) e; aplicação do sistema de silanização auto-condicionante Clearfil Silane Kit (CSK). Através de um método que não utiliza processos mecânicos na produção dos espécimes, os cilindros de resina composta foram submetidos a uma tensão de tração a uma velocidade de 0,5mm/min. Discos cerâmicos suplementares foram fabricados para cada cerâmica e grupo de limpeza e observados no MEV. Análise por espectroscopia de energia dispersiva por raios-x foi realizada para cada grupo e subgrupo para determinar a distribuição química das amostras. O teste ANOVA e o teste de Tukey detectaram diferenças estatísticas entre os subgrupos para E2 (p=0,0325), embora os subgrupos E2JAA, E2AF, E2BU, E2AFBU e E2CSK não tenham apresentado diferenças significativas entre si. Para o grupo EE, os subgrupos EESL e EECSK apresentaram diferenças estatísticas entre os outros grupos e entre si (p<0,05). Testes-t pareados detectaram diferenças estatisticamente significativas entre a cerâmica EE e E2 apenas para os subgrupos SL e CSK. Fotomicrografias do MEV das amostras cerâmicas mostraram que o jato de ar-água é capaz de remover todos os resíduos tanto para EE quanto para E2. O subgrupo CSK não obteve sucesso na dissolução dos resíduos da superfície de ambas as cerâmicas.
9

Modelagem matemática de um reator industrial de alquilação de butenos utilizando HF como catalisador. / Mathematical modeling of a butene alkylation unit reactor that uses HF as catalyst.

Ian Koscialkowski Fiore 16 March 2012 (has links)
No contexto de refino de petróleo, alquilação é o processo pelo qual se produz uma corrente de hidrocarbonetos chamada de alquilado, na faixa da gasolina, a partir de olefinas leves (propeno, butenos) e isobutano. A demanda por alquilado como corrente integrante do pool de gasolinas de uma refinaria tem aumentado ao longo das duas últimas décadas devido a diversos fatores, sendo o principal a adoção de normas mais restritivas para a qualidade de combustíveis automotivos. No presente trabalho foi desenvolvido e validado um modelo matemático fenomenológico capaz de representar adequadamente as reações químicas envolvidas no processo de alquilação catalítica que utiliza ácido fluorídrico como catalisador, bem como estimar o rendimento de produto e subprodutos da reação e a qualidade do alquilado, representada pelo teor de tri-metil-pentanos (TMP) e di-metil-hexanos (DMH) no alquilado. A construção do modelo foi baseada em balanços de massa e energia no conjunto reacional, utilizando mecanismos cinéticos disponíveis na literatura, sendo os seus parâmetros cinéticos estimados por regressão não linear a partir de literatura. O modelo foi validado com dados obtidos em uma unidade industrial de propriedade da Petrobrás, localizada em Cubatão. Os resultados obtidos permitem afirmar que o modelo apresentou boa resposta para a identificação do consumo de reagentes e rendimento de produtos. Sua resposta tendeu a subestimar a quantidade de frações pesadas do alquilado. / Alkylation is the process which light hydrocarbons (like butenes and iso-bute) are transformed into heavier hydrocarbons, called alkylate. The alkylate demand as a gasoline component has been growing since the middle 90s, mostly due to more severe quality requirements for gasoline. This work proposes a mathematical model that accounts for the main chemical reactions for a HF Alkylation Unit. The alkylate yield and quality, described by its composition, are also represented as well. This model as based on mass and energy balances for the alkylation reactor, using the most accepted kinetic mechanism available at literature. The model constants were estimated by non-linear regression with available data from literature. The model validation was performed comparing the simulation results with data collected at an industrial Alkylation unit at Cubatão, Brazil, without further parameter adjustment. The results show a good model response for the consumption of reagents and alky yield. The model, however, underpredicts the yield of heavier fractions.
10

Propriedades magnéticas e ópticas de filmes finos rugosos

Fonsêca do Nascimento, Jehan 31 January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:04:47Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo4849_1.pdf: 3416893 bytes, checksum: 559977bada64cc8e050a3723cc486d2c (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Nesta dissertação estudamos a influência da rugosidade dos substratos sobre as propriedades magnéticas e ópticas de filmes finos policristalinos de permalloy (Py) e as propriedades ópticas de filmes finos de prata (Ag), depositados sobre os substratos. A rugosidade na superfície do substrato de vidro foi gerada através de ataque químico com vapor de ácido fluorídrico (HF- 49%) (alta concentração) e caracterizada por microscopia de força atômica (AFM). Os filmes de Py foram depositados por sputtering e os filmes de Ag, por evaporação térmica resistiva. A caracterização das propriedades magnéticas foi feita através das curvas de histerese (M-H), geradas por magnetometria óptica pelo efeito Kerr (MOKE). Através destas medidas pudemos verificar a dependência do campo coercivo Hc com a rugosidade de superfície dos substratos. Os filmes finos de Ag, por outro lado, foram caracterizados por medidas de transmitância resolvida no tempo, usando a técnica de excitação e sonda (pump-probe) com um laser de femtossegundos. Os resultados obtidos para os filmes rugosos de Ag mostram uma variação considerável na amplitude do sinal e no tempo de relaxação dos elétrons quentes quando comparado ao filme liso para a mesma espessura. Este fenômeno é interpretado em termos do efeito de campo local na superfície rugosa

Page generated in 0.0746 seconds