• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 16
  • Tagged with
  • 16
  • 14
  • 8
  • 7
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Diversidade genética de Anaplasma marginale em bovinos amostrados em Itú, estado de São Paulo /

Garcia, Amanda Barbosa. January 2020 (has links)
Orientador: Rosangela Zacarias Machado / Resumo: Anaplasma marginale é uma bactéria, Gram negativa, intracelular obrigatória parasita de eritrócitos e o principal agente da Anaplasmose bovina. Esta doença causa anemia severa, provocando a redução do ganho de peso e da produção de leite e gerando grandes perdas econômicas na pecuária mundial. A diversidade genética desta bactéria vem sendo caracterizada com base na sequência das proteínas de superfície (MSPs), principalmente, na proteína MSP1α, sendo possível identificar as diferentes estirpes geográficas de acordo com as diferenças nas sequências de aminoácidos. O presente estudo teve como objetivo investigar a diversidade genética de A. marginale em bovinos de corte da raça Angus naturalmente infectados durante um surto da enfermidade. Vinte bovinos, com idades entre 6 e 9 meses, oriundos de uma fazenda no município de Itú, estado de São Paulo foram acompanhados por quatro meses e quatro colheitas de sangue foram realizadas. Amostras de soro foram submetidas à Ensaio Imunoenzimático Indireto (iELISA) para detecção de anticorpos IgG anti-A. marginale. As oitenta amostras de sangue total obtidas, foram submetidas à extração de DNA, PCR em tempo real quantitativa (qPCR) para o gene msp1β, semi-nested PCR (snPCR) para o gene msp1α, clonagem do fragmento alvo e sequenciamento pelo método de Sanger. As sequências obtidas foram submetidas à analises de diversidade genética pelo software RepeatAnalyzer. O ensaio Imunoenzimático Indireto (iELISA), utilizando Ag total, revelou baixa... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Anaplasma marginale is a Gram-negative, obligatory intracellular erythrocyte parasite and the main agent of bovine Anaplasmosis. This disease causes severe anemia, causing a reduction in weight gain and milk production and generating major economic losses in livestock worldwide. The genetic diversity of this bacterium has been characterized based on the sequence of surface proteins (MSPs), mainly in the protein MSP1α, making it possible to identify the different geographical strains according to the differences in the amino acid sequences. The present study aimed to investigate the genetic diversity of A. marginale in Angus beef cattle naturally infected during an outbreak of the disease. Twenty cattle, aged 6 to 9 months, from a farm in the city of Itú, state of São Paulo, were followed for four months and four blood samples were taken. Serum samples were subjected to the Indirect Immunoenzymatic Assay (iELISA) to detect antibodies IgG anti-A. marginale. The eighty whole blood samples obtained were subjected to DNA extraction, quantitative real-time PCR (qPCR) for the msp1β gene, semi-nested PCR (snPCR) for the msp1α gene, cloning of the target fragment and sequencing by the Sanger method. The obtained sequences were subjected to genetic diversity analysis using the RepeatAnalyzer software. The Indirect Immunoenzymatic assay (iELISA) revealed low seroprevalence in the sampled animals despite 100% positivity in the qPCR, with quantification between 103 and 107 number of DNA c... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
2

Epitopos imunodominantes da MSP1a de Anaplasma marginale e suas aplicações diagnósticas e vacinais

Santos, Paula de Souza 28 October 2011 (has links)
Anaplasmosis, a persistent intraerythrocytic infection of cattle by Anaplasma marginale, causes severe anemia and a higher rate of abortion, resulting in significant loss to both dairy and beef industries. Clinical diagnosis is based on symptoms and confirmatory laboratory tests are required. Currently, all the diagnostic assays have been developed with whole antigens with indirect ELISA based on multiple epitopes. In a pioneer investigation we demonstrated the use of critical motifs of an epitope as biomarkers for immunosensor applications. Mimotopes of the MSP1a protein functional epitope were obtained through Phage Display after three cycles of selection of a 12-mer random peptide library against the neutralizing monoclonal antibody 15D2. Thirty-nine clones were randomly selected, sequenced, translated and aligned with the native sequence. The consensus sequences SxSSQSEASTSSQLGA was obtained, which is located in C-terminal end of the 28-aa repetitive motif of the MSP1a protein, but the alignment and sequences variation among mimotopes allowed us to map the critical motif STSSxL within the consensus sequence. Based on these results, two peptides were chemically synthesized; one based on the critical motif (STSSQL, Am1) and the other based on the consensus sequence aligned with the native epitope (SEASTSSQLGA, Am2). Sera from 24 infected and 52 healthy animals were tested by ELISA for reactivity against Am1 and Am2, which presented sensitivities of 96% and 100%, respectively. The Am1 peptide was incorporated onto a biolectrode (graphite modified with poly-3-hydroxyphenylacetic acid) and direct serum detection was demonstrated by impedance, differential pulse voltammetry, and atomic force microscopy. The electrochemical sensor system proved to be highly effective in discriminating sera from positive and negative animals. These immunosensors were highly sensitive and selective for positive IgG, contaminants did not affect measurements, and were based on a simple, fast and reproducible electrochemical system. / Anaplasmose, uma infecção intraeritrocitária obrigatória de bovinos, causada pela Anaplasma marginale, causa severa anemia e alta taxa de aborto, resultando em perda significativa para a indústria de laticínios e carne. O diagnóstico clínico é baseado nos sintomas e exames laboratorias confirmatórios são necessários. Atualmente, todos os ensaios de diagnósticos têm sido desenvolvidos com ELISA indireto de antígenos totais baseado em epítopos múltiplos. Em uma investigação pioneira demonstramos o uso de motivos críticos de um epítopo como biomarcador para a aplicação em imunossensores. Mimotopos do epítopo funcional da proteína MSP1a foram obtidos por meio de Phage Display, após três ciclos de seleção, de uma biblioteca randômica de peptídeos 12-mer contra o anticorpo monoclonal 15D2. Trinta e nove clones foram selecionados aleatoriamente, sequenciados, traduzidos e alinhados com a sequência nativa. Foi obtida a sequência consenso SxSSQSEASTSSQLGA, que está localizada na extremidade C-terminal do motivo repetitivo de 28-aa da proteína MSP1a, mas o alinhamento e a variação das sequências entre os mimotopos nos permitiu mapear o motivo crítico STSSxL dentro da sequência consenso. Com base nesses resultados, dois peptídeos foram quimicamente sintetizados; um baseado no motivo crítico (STSSQL, Am1) e o outro baseado na sequência consenso alinhada com o epítopo nativo (SEASTSSQLGA, Am2). Soro de 24 animais infectados e 52 animais saudáveis foram testados por ELISA quanto à reatividade contra Am1 e Am2, que apresentou sensibilidades de 96% e 100%, respectivamente. O peptide Am1 foi incorporado a um bioeletrodo (grafite modificado com ácido poli-3-hidroxyfenilacético) e a detecção direta de soro foi demonstrada por impedância, voltametria de pulso diferencial e microscopia de força atômica. O sistema de sensor eletroquímico provou ser altamente eficaz em soro de animais positivos de negativos. Este imunossensor foi altamente sensível e seletivo para IgG positiva, contaminantes não afetaram as medições, e foram baseados e um sistema simples, rápido e reprodutível. / Doutor em Genética e Bioquímica
3

Imunossensor para diagnóstico da anaplasmose bovina a partir de plataforma de grafite funcionalizada com poli (ácido 3-hidroxibenzóico)

Ferreira, Deusmaque Carneiro 19 June 2015 (has links)
Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais / The biossensores constitute analytical important devices for the clinical diagnosis of many diseases, enabling real-time analysis, with high specificity and sensitivity. Accordingly, the aim of this study was to develop a platform functionalized with the poly (3- hydroxybenzoic acid), to detection of nitrogenous bases, oligonucleotides and antibodies against the surface protein (Am1) of Anaplasma marginale.These biological recognition elements were immobilized on the functionalized platform and the biosensor was characterized by electrochemical and spectroscopic techniques. The detections of the antigen-antibody interaction were conducted using the signal obtained from the oxidation of protein interleaver, 4- aminoantipyrine (4 -AAP), using voltammetry technique of differential pulse.Theoretical chemistry studies were employed to analyze the Am1 interactions with the sensor platform and the web server model RaptorX to infer three-dimensional structure of the membrane proteins of A. marginale.The molecular modeling was conducted from methods semi- empirical, DFT and molecular mechanics.The transitions redoxes of polymer were classified as almost reversible, with band gap of 1.2 V, characteristic of semiconductor materials.The detections of poly CT and antibodies of A. marginale, using the graphite electrode functionalized with the probes, poly GA and Am1 respectivamente, were 66% higher than the graphite electrode not functionalized.The protein of superfice Am1 presented a structure stable in beta-sheet, while Am2 presented an unstable structure in α -helix.In electrochemical impedance spectroscopy was possible qualitatively differentiate the functionalized platform with: Am1, IgG+, IgG- and interfering. The time of storage of the immunosensor was satisfactory, with reduced peak current by 35%, after 90 days. These results demonstrate the excelent applicability of functionalized platform for the development of immunosensor for diagnosis of bovine anaplasmosis, leaving only the economic feasibility studies for commercial deployment of the said immunosensor. / Os biossensores constituem-se como dispositivos analíticos importantes para o diagnóstico clínico de inúmeras doenças, por permitirem uma análise em tempo real, além de suas altas especificidades e sensibilidades. Nesse sentido, o objetivo desse estudo foi desenvolver uma plataforma funcionalizada com o poli (ácido 3-hidroxibenzóico), para a detecção de bases nitrogenadas, oligonucleotídeos e anticorpos contra a proteína de superfície (Am1) da Anaplasma marginale. Esses elementos de reconhecimento biológico foram imobilizados na plataforma funcionalizada e o biossensor foi caracterizado por técnicas eletroquímicas e espectroscópicas. As detecções da interação antígeno-anticorpo foram realizadas através do sinal obtido da oxidação do intercalador de proteína, 4-aminoantipirina (4-AAP), utilizando a técnica de voltametria de pulso diferencial. Estudos de química teórica foram empregados para análise das interações da Am1 com a plataforma sensora e o modelo web server RaptorX para inferência da estrutura tridimensional das proteínas de membrana da A. marginale. A modelagem molecular foi realizada a partir de métodos semi-empíricos, DFT e mecânica molecular. As transições redoxes do polímero foram classificadas como quase reversíveis, com band gap de 1,2 V característico de materiais semicondutores. As detecções de poli CT e anticorpos da A. marginale, empregando o eletrodo de grafite funcionalizado com as sondas, poli GA e Am1 respectivamente, foram 66 % superior a do eletrodo de grafite não funcionalizado. A proteína de superfície Am1 apresentou uma estrutura estável em folha-beta e a Am2 uma estrutura instável em α-hélice. Na espectroscopia de impedância eletroquímica foi possível diferenciar qualitativamente a plataforma funcionalizada com: Am1, IgG+, IgG- e interferente. O tempo de estocagem do imunossensor mostrou-se satisfatório, com redução do pico de corrente em 35 %, após 90 dias. Esses resultados demonstraram a excelente aplicabilidade da plataforma funcionalizada para o desenvolvimento de imunossensor para diagnóstico da anaplasmose bovina, restando apenas os estudos de viabilidade econômica para implantação comercial do referido imunossensor. / Doutor em Química
4

Controle de anaplasmose bovina através de imunização com Anaplasma Centrale

Dalto, André Gustavo Cabrera January 2015 (has links)
A anaplasmose bovina é uma das principais causas de perdas produtivas e mortes no Rio Grande do Sul em rebanhos bovinos. O Anaplasma marginale é o principal agente causador da enfermidade e provoca hipertermia, anemia, prostração, abortos e perdas produtivas nos animais acometidos. Tendo em vista o controle deste hemoparasita em uma propriedade leiteira localizada no município de Eldorado do Sul no Rio Grande do Sul, na qual a incidência da doença era alta, 473 animais foram imunizados com Anaplasma centrale na busca de desenvolvimento cruzado para Anaplasma marginale. No experimento foram verificadas que a incidência que normalmente era acima de 30% na propriedade passou para níveis inferires a 5%. No entanto, foram verificados abortos decorrentes da imunização, principalmente nos animais que possuíam menos de 90 dias de prenhes. Já o número de mortes globais na fazenda caiu consideravelmente tendo em vista que a principal causa de morte era a anaplasmose bovina. Dos animais inoculados com A. centrale em torno de 15% apresentaram sintomatologia clínica da enfermidade e precisaram ser tratados com oxitetraciclina no período entre 15 e 30 dias após a imunização. O custo com tratamento empregado na propriedade posterior à imunização caiu em torno de 85% o que provocou impacto significativo economicamente na propriedade. / Bovine anaplasmosis is a major cause of production losses and deaths in Rio Grande do Sul cattle herds. The Anaplasma is the main causative agent of cattle disease. It causes hyperthermia, anemia, prostration, abortions and reduces milk production in affected animals. In order to control this hemoparasite on a dairy farm located in the municipality of Eldorado do Sul in Rio Grande do Sul, where the disease incidence was high, 473 animals were immunized with Anaplasma centrale in the search for cross-protectiv immunity for Anaplasma marginale. The property anaplasmosis incidence, which usually was above 30%, became 5% after the immunization. However, abortions were observed resulting from innoculaition, especially in animals that had less than 90 days of pregnancy. The global number of deaths on the farm dropped considerably given that the main cause of death was the bovine anaplasmosis. 15% of animals inoculated with A. centrale showed clinical symptoms of the disease between 15 and 30 days after immunization and had to be treated with oxytetracycline . The amount of money spent with anaplasmosis treatment decay 85% after the immunization, which caused significant economic impact on the property.
5

Controle de anaplasmose bovina através de imunização com Anaplasma Centrale

Dalto, André Gustavo Cabrera January 2015 (has links)
A anaplasmose bovina é uma das principais causas de perdas produtivas e mortes no Rio Grande do Sul em rebanhos bovinos. O Anaplasma marginale é o principal agente causador da enfermidade e provoca hipertermia, anemia, prostração, abortos e perdas produtivas nos animais acometidos. Tendo em vista o controle deste hemoparasita em uma propriedade leiteira localizada no município de Eldorado do Sul no Rio Grande do Sul, na qual a incidência da doença era alta, 473 animais foram imunizados com Anaplasma centrale na busca de desenvolvimento cruzado para Anaplasma marginale. No experimento foram verificadas que a incidência que normalmente era acima de 30% na propriedade passou para níveis inferires a 5%. No entanto, foram verificados abortos decorrentes da imunização, principalmente nos animais que possuíam menos de 90 dias de prenhes. Já o número de mortes globais na fazenda caiu consideravelmente tendo em vista que a principal causa de morte era a anaplasmose bovina. Dos animais inoculados com A. centrale em torno de 15% apresentaram sintomatologia clínica da enfermidade e precisaram ser tratados com oxitetraciclina no período entre 15 e 30 dias após a imunização. O custo com tratamento empregado na propriedade posterior à imunização caiu em torno de 85% o que provocou impacto significativo economicamente na propriedade. / Bovine anaplasmosis is a major cause of production losses and deaths in Rio Grande do Sul cattle herds. The Anaplasma is the main causative agent of cattle disease. It causes hyperthermia, anemia, prostration, abortions and reduces milk production in affected animals. In order to control this hemoparasite on a dairy farm located in the municipality of Eldorado do Sul in Rio Grande do Sul, where the disease incidence was high, 473 animals were immunized with Anaplasma centrale in the search for cross-protectiv immunity for Anaplasma marginale. The property anaplasmosis incidence, which usually was above 30%, became 5% after the immunization. However, abortions were observed resulting from innoculaition, especially in animals that had less than 90 days of pregnancy. The global number of deaths on the farm dropped considerably given that the main cause of death was the bovine anaplasmosis. 15% of animals inoculated with A. centrale showed clinical symptoms of the disease between 15 and 30 days after immunization and had to be treated with oxytetracycline . The amount of money spent with anaplasmosis treatment decay 85% after the immunization, which caused significant economic impact on the property.
6

Inquérito sorológico das infecções por Babesia bovis (Babes, 1888), Babesia bigemina (Smith e Kilborne, 1893) e Anaplasma marginale (Theiler, 1910) em bovinos no Estado de Alagoas, Brasil

PORTO, Wagnner José Nascimento 09 February 2007 (has links)
Submitted by (edna.saturno@ufrpe.br) on 2016-11-09T11:59:40Z No. of bitstreams: 1 Wagnner Jose Nascimento Porto.pdf: 485977 bytes, checksum: 38cc1a2dbc36f847dab429353687fd56 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-11-09T11:59:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Wagnner Jose Nascimento Porto.pdf: 485977 bytes, checksum: 38cc1a2dbc36f847dab429353687fd56 (MD5) Previous issue date: 2007-02-09 / Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq / The prevalence of serum antibodies to Babesia bovis, Babesia bigemina and Anaplasma marginale infections were investigated in cattle farming herds from three regions called Sertão, Agreste and Leste of Alagoas State, Brazil. Sera samples from 1,155 cattle raised in 26 farms were evaluated by enzyme immunoassay (indirect ELISA). At the same time a questionnaire survey was conducted in the data were also analyzed. According to the results, 70.22% (811/1155) of the animals were positive for B. Bovis and 77.40% (894/1155) for B. bigemina and 27.45% (317/1155) of the animals were positive for antibodies against A. marginale The seroprevalence showed that the State of Alagoas is considered enzootically unstable for B. bovis and A. marginale enzootically stable for B. bigemina. The prevalence of Babesia sp infection was higher (p<0.05) in beef cattle than for dairy cattle and mixed herds. Regarding the infection by A. marginale, antibodies levels were more elevated in dairy cattle than others kind of rearing, but this difference was not significant. It is concluded that preventive measures should be adopted especially unstable areas. / A prevalência de anticorpos séricos para infecções por Babesia bovis, Babesia bigemina e Anaplasma marginale foram investigados em bovinos das Mesorregiões do Agreste, Leste e Sertão do Estado de Alagoas, Brasil. Amostras de soro de 1155 bovinos provenientes de 26 propriedades foram analisadas pelo ensaio imunoenzimático (ELISA). Os resultados mostraram que 70,22% (811/1155) dos animais foram sororreagentes para B. bovis, 77,40% (894/1155) para B. bigemina e 27,45% (317/1155) foram positivos à infecção por A. marginale, o que evidencia que o Estado de Alagoas pode ser classificado como área de instabilidade enzoótica para B. bovis e A. marginale, e estabilidade enzoótica para B. bigemina. A prevalência da infecção por Babesia sp foi mais alta (p<0,05) em rebanhos de corte do que nos rebanhos leiteiros ou de aptidão mista. Com relação à infecção por Anaplasma marginale houve diferença não significativa. Conclui-se que medidas preventivas devem ser adotadas especialmente nas áreas de instabilidade enzoótica.
7

Controle de anaplasmose bovina através de imunização com Anaplasma Centrale

Dalto, André Gustavo Cabrera January 2015 (has links)
A anaplasmose bovina é uma das principais causas de perdas produtivas e mortes no Rio Grande do Sul em rebanhos bovinos. O Anaplasma marginale é o principal agente causador da enfermidade e provoca hipertermia, anemia, prostração, abortos e perdas produtivas nos animais acometidos. Tendo em vista o controle deste hemoparasita em uma propriedade leiteira localizada no município de Eldorado do Sul no Rio Grande do Sul, na qual a incidência da doença era alta, 473 animais foram imunizados com Anaplasma centrale na busca de desenvolvimento cruzado para Anaplasma marginale. No experimento foram verificadas que a incidência que normalmente era acima de 30% na propriedade passou para níveis inferires a 5%. No entanto, foram verificados abortos decorrentes da imunização, principalmente nos animais que possuíam menos de 90 dias de prenhes. Já o número de mortes globais na fazenda caiu consideravelmente tendo em vista que a principal causa de morte era a anaplasmose bovina. Dos animais inoculados com A. centrale em torno de 15% apresentaram sintomatologia clínica da enfermidade e precisaram ser tratados com oxitetraciclina no período entre 15 e 30 dias após a imunização. O custo com tratamento empregado na propriedade posterior à imunização caiu em torno de 85% o que provocou impacto significativo economicamente na propriedade. / Bovine anaplasmosis is a major cause of production losses and deaths in Rio Grande do Sul cattle herds. The Anaplasma is the main causative agent of cattle disease. It causes hyperthermia, anemia, prostration, abortions and reduces milk production in affected animals. In order to control this hemoparasite on a dairy farm located in the municipality of Eldorado do Sul in Rio Grande do Sul, where the disease incidence was high, 473 animals were immunized with Anaplasma centrale in the search for cross-protectiv immunity for Anaplasma marginale. The property anaplasmosis incidence, which usually was above 30%, became 5% after the immunization. However, abortions were observed resulting from innoculaition, especially in animals that had less than 90 days of pregnancy. The global number of deaths on the farm dropped considerably given that the main cause of death was the bovine anaplasmosis. 15% of animals inoculated with A. centrale showed clinical symptoms of the disease between 15 and 30 days after immunization and had to be treated with oxytetracycline . The amount of money spent with anaplasmosis treatment decay 85% after the immunization, which caused significant economic impact on the property.
8

Detec??o de Anaplasma marginale por pesquisa de IgG e PCR em um rebanho bovino da Baixada Fluminense / Detection of Anaplasma marginale by IgG and PCR research on cattle herd in Baixada Fluminense

SILVA, F?bio Jorge Moreira da 06 June 2012 (has links)
Submitted by Jorge Silva (jorgelmsilva@ufrrj.br) on 2017-05-11T19:12:48Z No. of bitstreams: 1 2012 - F?bio Jorge Moreira da Silva.pdf: 1417566 bytes, checksum: a168314142bf607a64227972ff4c85e8 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-05-11T19:12:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012 - F?bio Jorge Moreira da Silva.pdf: 1417566 bytes, checksum: a168314142bf607a64227972ff4c85e8 (MD5) Previous issue date: 2012-06-06 / CNPq / Activities in high productivity systems to dairy cattle contribute to imbalance health and disease, and increase the possibility of illness compatible with the infestation and infections transmitted by arthropods vectors. The objectives were to evaluate the prevalence and the seroepidemiological condition for Anaplasma marginale in 41calves from birth to completed 180 days. The animals belonged to ?Centro Estadual de Pesquisa em Agricultura Org?nica? ? Pesagro-Rio, Serop?dica-RJ. There are few reports of molecular diagnostic techniques for this agent. The study was conducted during the rainy and dry seasons and collected a total of 1607 blood samples, initially every three days and processed using indirect ELISA test and PCR. Percent values for A. marginale seroprevalence as function of age were tested using the ?2 test at 5% significance level. The prevalence of anti-A. marginale antibodies were 39.8% in calves aged less than 30 days, 23.3% between 30 and 60 days, 27.3% between 60 and 120 days and 38.2% between 120 and 180 days, with 31.4% for samples of all age group (180 days). Calves aged between 30 and 60, 60 and 120 and 120 and 180 days were respectively 1.90, 1.75 and 1.55 more likely to be seronegative for A. marginale than newborn ones. All calves were positive to PCR until 13 days old. The values show that during the study calves had low levels of antibodies to A. marginale, a condition that predisposes them to the development of clinical anaplasmosis. In addition, the herd was considered unstable epidemiologically to A. marginale infection. The results show that animals had low antibody titers of IgG anti-A. marginale, being more susceptible to develop clinical anaplasmosis from 30 to 60 days. The results of the PCR method confirmed A. marginale in all animals before they are 15 days old and suggest the possibility of transplacental transmission occurs in the herd. / As atividades relacionadas a bovinocultura leiteira em sistemas de alta produtividade contribuem cada dia mais com o desequil?brio sa?de-doen?a, e aumentam a probabilidade de enfermidades compat?veis com as ectoparasitoses e as infec??es transmitidas por estes vetores. Os objetivos do trabalho foram detectar a infec??o por Anaplasma marginale de forma precoce e avaliar o n?vel de anticorpos IgG anti-A. marginale em bezerros nativos e naturalmente parasitados por Rhipicephalus microplus na Baixada Fluminense, estado do Rio de Janeiro. S?o escassos os relatos sobre t?cnicas de diagn?stico molecular para este agente. Um total de 41 bezerras foi acompanhado do nascimento aos 180 dias de idade. Os animais pertenciam ao Centro Estadual de Pesquisa em Agricultura Org?nica da Pesagro-RJ. O estudo foi conduzido nas esta??es chuvosa e seca, e foram coletados um total de 1607 amostras, com intervalo inicial de tr?s dias e processados utilizando o teste ELISA indireto e a t?cnica PCR. Os valores percentuais de soropreval?cia para A. marginale em fun??o da idade foram submetidos ao teste ?2 a 5% de signific?ncia. A preval?ncia de anticorpos anti-A. marginale nos bezerros, em fun??o da idade, foi de 39,8% do soro de animais com idade inferior a 30 dias, 23,3% entre 30 e 60 dias, 27,3% entre 60 e 120 dias e 38,2% entre 120 e 180 dias, com um percentual de 31,4% para as amostras de todo o grupo et?rio (180 dias). Bezerros com idade 30 - 60, 60 - 120 e 120 - 180 dias apresentaram respectivamente 1,90, 1,75 e 1,55 mais risco de serem soronegativos para A. marginale do que os animais rec?m nascidos. Os bezerros foram diagnosticados positivos a PCR em no m?ximo 13 dias de idade. Os valores demonstram que os animais estudados apresentaram baixos t?tulos de anticorpos da classe IgG anti-A. marginale, sendo mais suscet?veis a desenvolverem anaplasmose cl?nica entre 30 a 60 dias de vida. Os resultados do m?todo PCR comprovaram a circula??o de A. marginale em todos os animais antes de completarem 15 dias de vida e sugerem a possibilidade de ocorrer transmiss?o transplacent?ria no rebanho estudado.
9

Diversidade genética de Anaplasma marginale em bovinos de corte no Pantanal brasileiro /

Ramos, Inalda Angélica de Souza. January 2018 (has links)
Orientador: Marcos Rogério André / Resumo: Poucos são os estudos acerca da diversidade genética de Anaplasma marginale nos rebanhos bovinos brasileiros, principalmente no que diz respeito a bovinos de corte. O presente estudo teve como objetivo avaliar a diversidade genética de A. marginale, com base nos genes msp1α e msp4, em Bos taurus indicus amostrados no Pantanal brasileiro. Alíquotas de sangue com e sem EDTA foram colhidas de 400 bovinos (200 vacas e 200 bezerros) em cinco propriedades de cria e recria extensiva. Enquanto as amostras de soro foram submetidas ao Ensaio Imunoenzimático Indireto (iELISA) para detecção de anticorpos IgG anti-A. marginale, amostras de sangue total foram submetidas à avaliação do hematócrito e confecção de esfregaços sanguíneos corados pelo Giemsa, PCR em tempo real quantitativa (qPCR) baseada no gene msp1β, semi-nested (sn)PCR baseada no gene msp1α e PCR convencional (cPCR) baseada no gene msp4 para A. marginale. Os produtos amplificados nos ensaios de snPCR e cPCR foram purificados e sequenciados pelo Método de Sanger. Sequências do gene msp1α foram submetidas à análise de diversidade pelo software RepeatAnalyser. Sequências do gene msp4 foram submetidas à análise de distância Network pelo software Splitstree e de genótipos pelo Software DnaSP5 e PopART. Cinco animais (duas vacas e três bezerros) apresentaram corpúsculos de A. marginale em esfregaços sanguíneos. As frequências de animais positivos pelo iELISA, qPCR e snPCR foram de 72,25% (289/400), 56,75% (227/400) e 22,9% (52/227)... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Doutor
10

MARCADORES DE ESTRESSE OXIDATIVO E ATIVIDADE DAS COLINESTERASES EM BOVINOS EXPERIMENTALMENTE INFECTADOS POR Babesia bovis, Babesia bigemina E Anaplasma marginale / OXIDATIVE STRESS MARKERS AND ACTIVITY CHOLINESTERASE IN EXPERIMENTALLY INFECTED CATTLE WITH Babesia bovis, Babesia bigemina AND Anaplasma marginale

Doyle, Rovaina Laureano 20 February 2015 (has links)
Babesiosis and anaplasmosis are part of the complex called Bovine Parasitic Sadness (TPB), a disease that causes high morbidity and mortality in susceptible cattle. It is caused by infection of Babesia bovis and Babesia bigemina protozoa and by the bacterium Anaplasma marginale. The objective of this study was to evaluate oxidative stress parameters in cattle experimentally infected with B. bovis and B. bigemina and the activities of cholinesterase in asymptomatic B. bigemina well as interference of splenectomy in the oxidative balance of cattle infected with A. marginale. For this, three experiments were performed, using 24 young cattle divided into three groups, each consisting of eight animals which: in the first experiment, four control and four infected with attenuated strain of B. bovis, which were observed decrease in erythrocytes count and activities of catalase (CAT) and superoxide dismutase (SOD) in addition to increased levels of thiobarbituric acid reactive substances (TBARS). In Experiment II, we used four cattle control and four infected with attenuated strain of B. bigemina, observed decrease in the activities of acetylcholinesterase (AChE), butyrylcholinesterase (BChE) and CAT, and increased levels of TBARS and SOD in infected cattle. And, in Experiment III, four splenectomized cattle and four intact, both groups infected with A. marginale, with no difference between groups in the hematological and enzymatic profile, only observed drop in hematocrit, red blood cell count and hemoglobin concentration, and increased total leukocyte count due to lymphocytosis in both groups. Positive correlations were found between TBARS versus bacteremia and negative between NPSH versus bacteremia in both groups, but the correlations were higher in splenectomized group. From the results it can be inferred that infection with B. bovis causes oxidative balance, in the same way B. bigemina infection induces an oxidative stress condition and changes the atividase cholinesterase even in asymptomatic animals and bacteremia by A. marginale influences lipid peroxidation in independent splenectomy cattle. This study may suggest that oxidative stress and low-grade inflammation markers can be used as auxiliary tool in the early diagnosis of this disease as well as the basis for studies on the use of antioxidants in the diet of cattle to prevent infection and / or reduce the severity of injuries caused by these parasites. / A Tristeza Parasitária Bovina (TPB) é uma doença que causa alta morbidade e mortalidade em bovinos suscetíveis, causada pela infecção dos protozoários Babesia bovis e Babesia bigemina e pela bactéria Anaplasma marginale. O objetivo deste estudo foi avaliar parâmetros de estresse oxidativo em bovinos experimentalmente infectados com B. bovis e B. bigemina e as atividades das colinesterases na infecção assintomática por B. bigemina assim como a interferência da esplenectomia no equilíbrio oxidativo de bovinos infectados com A. marginale. Para tanto, foram realizados três experimentos, sendo utilizados 24 bovinos jovens divididos em três grupos experimentais, cada um composto por oito animais sendo: no Experimento I, quatro controles e quatro infectados com cepa atenuada de B. bovis, onde foram observados decréscimo na contagem de hemácias e nas atividades das enzimas catalase (CAT) e superóxido dismutase (SOD) concomitantes com aumento nos níveis das substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS). No experimento II, foram usados quatro bovinos controles e quatro infectados com cepa atenuada de B. bigemina, sendo observados decréscimo nas atividades das enzimas acetilcolinesterase (AChE), butirilcolinesterase (BChE) e CAT e aumento nos níveis de TBARS e SOD nos bovinos infectados. E, no Experimento III, quatro bovinos esplenectomizados e quatro intactos, ambos os grupos infectados com A. marginale, não havendo diferença entre os grupos no perfil hematológico e enzimático, apenas observada queda no hematócrito, contagem de hemácias e concentração de hemoglobina e aumento na contagem total de leucócitos devido a um aumento na contagem de linfócitos em ambos os grupos. Foram evidenciadas correlações positiva entre TBARS e a bacteremia e negativa entre NPSH e a bacteremia em ambos os grupos, porém as correlações foram maiores no grupo esplenectomizado. A partir dos resultados pode-se inferir que a infecção por B. bovis causa desequilíbrio oxidativo, da mesma forma que a infecção por B. bigemina induz a uma condição de estresse oxidativo e altera a atividade das colinesterases mesmo em animais assintomáticos e que a bacteremia por A. marginale influencia na peroxidação lipídica em bovinos independente da esplenectomia. Com este estudo, pode-se sugerir que marcadores de estresse oxidativo e de inflamação de baixo grau podem ser utilizados como ferramenta no auxílio do diagnóstico precoce desta enfermidade assim como servir de base para estudos referentes ao uso de antioxidantes na alimentação de bovinos para prevenir a infecção e/ou reduzir a gravidade das lesões causadas por estes parasitas.

Page generated in 0.0486 seconds