• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 580
  • 11
  • 6
  • 6
  • 6
  • 4
  • 4
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 607
  • 251
  • 106
  • 97
  • 90
  • 85
  • 85
  • 68
  • 65
  • 63
  • 63
  • 62
  • 57
  • 55
  • 53
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Sobre alguns processos metricos da avaliação da robustez

Freitas, João Fernandes de January 1925 (has links)
No description available.
2

Avaliação antropométrica

Paiva, Maria de Fátima Nunes Duarte Barreto de January 2001 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-18T04:50:47Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-25T22:43:30Z : No. of bitstreams: 1 184846.pdf: 2681607 bytes, checksum: b2abb807d758d4370e39dbaa02c0a738 (MD5) / O presente estudo tem como objetivo avaliar algumas variáveis antropométricas (estatura, peso, dobras cutâneas) enfatizando o crescimento estatural de ginastas (n = 9) em relação ao grupo controle (n = 9), com idades de 7 - 11 anos, por um período de 2 anos. Os dados antropométricos foram analisados pelo programa de statistica statsoft versão 5.0. Os resultados mostraram que as variáveis antropométricas estudadas no período foram diferentes entre as atletas e o grupo controle (p < 0,05), exceto para a variável estatura que não houve diferença estatisticamente significativa (p > 0,05). Esses dados sugerem que o treinamento esportivo em ginastas não afeta o crescimento. Mas, recomendam-se pesquisas futuras para corroborar com os resultados apresentados
3

Ensaio clínico sobre a efetividade da metformina em baixas doses na síndrome dos ovários micropolicísticos / Clinical assay on the effectiveness of the Metformin in small doses in Polycystic ovary syndrome

Rodrigues, Fabio Eugenio Magalhães January 2007 (has links)
RODRIGUES, Fábio Eugênio Magalhães. Ensaio clínico sobre a efetividade da metformina em baixas doses na síndrome dos ovários micropolicísticos. 2007. 93 f. Dissertação(Mestrado em Tocoginecologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2007. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2012-10-22T13:11:16Z No. of bitstreams: 1 2007_dis_femrodrigues.pdf: 349495 bytes, checksum: 350bb9519f53bebfca9744196f6ffc71 (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes(erikaleitefernandes@gmail.com) on 2012-10-26T15:11:38Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2007_dis_femrodrigues.pdf: 349495 bytes, checksum: 350bb9519f53bebfca9744196f6ffc71 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-10-26T15:11:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2007_dis_femrodrigues.pdf: 349495 bytes, checksum: 350bb9519f53bebfca9744196f6ffc71 (MD5) Previous issue date: 2007 / Insulin resistance that leads to hyperinsulinaemia plays major pathogenic role in Polycystic Ovary Syndrome. This way, the use of insulin-sensitizing agents, like metformin that has been the most extensively studied drug, is suggested as the initial therapy for the disease. Our aim was to evaluate the effectiveness of metformin 1,000 mg a day for 90 days in anthropometric and metabolic measurements, ovarian ultrasonographic morphology, and side effects, on patients with Polycystic Ovary Syndrome (PCOS). Patients and Method: A randomized, by means of random numbers table, double-bind, placebo-controlled trial, including 21 PCOS patients. Thirteen patients were allocated at the treatment (metformin) group, and eight at the placebo group. The mean and standard-deviation of the measures were taken and analyzed into each group and between the groups on recruitment of the trial and after 90 days. Results: The mean values of the studied baseline characteristics were similar between the groups. The metformin group had significant reductions on waist circumference and fasting glucose. There were no significant differences in any other of the measurements. Side effects were referred by 92.31% and 71.43% of the treatment and placebo groups, respectively. Only three (23.07%) patients of treatment group and none of placebo group referred major side effects that request drug dose adjust. There were no drop-outs or lost of follow up. Conclusions: metformin at doses of 1,000 mg a day for 90 days was effective at waist circumference and fasting glucose reduction on PCOS patients, with good acceptance and mild side effects. Improvement of characteristics more related to insulin resistance, like the waist/hip ratio, probably need higher doses or longer course of use. / A resistência insulínica com hiperinsulinemia compensatória exerce importante papel fisiopatológico na Síndrome dos Ovários Micropolicísticos (SOMP). Neste sentido o uso de substâncias sensibilizantes à insulina, dentre as quais a melhor estudada é a metformina, tem sido proposto como terapia inicial na patologia. Nosso estudo se propõe a avaliar a efetividade da metformina na dose de 1.000 mg ao dia por 90 dias, nos parâmetros antropométricos, metabólicos, da morfologia ultrassonográfica ovariana, e dos efeitos colaterais, em pacientes portadoras de SOMP. Pacientes e Método: Ensaio clínico prospectivo, randomizado por tabela de números aleatórios, duplo-cego e controlado por placebo, com 21 pacientes com SOMP, sendo 13 alocadas no grupo experimental (metformina), e oito alocadas no grupo controle (placebo). Foram analisados e comparados as médias e desvio-padrões dos parâmetros dentro de cada grupo, e entre os grupos, no recrutamento do estudo e após 90 dias de tratamento. Resultados: As médias das medidas basais das variáveis estudadas foram semelhantes entre os grupos garantindo sua comparabilidade. As pacientes tratadas com metformina obtiveram redução significativa de sua circunferência da cintura e glicemia de jejum. Todos os outros parâmetros analisados não mostraram diferença significativa entre os grupos. Efeitos colaterais foram relatados por 92,31% e 71,43% das pacientes dos grupos experimental e controle, respectivamente. Apenas três (23,07%) pacientes do grupo experimental e nenhuma do grupo controle reportaram efeitos colaterais graves que requereram ajustes da medicação. Não houve abandono da terapia ou perda de seguimento.Conclusão: o uso da metformina na dose de 1.000 mg por 90 dias reduziu significativamente a circunferência da cintura e a glicemia de jejum em pacientes com SOMP, com boa tolerabilidade geral e mínima incidência de efeitos colaterais relevantes. Talvez a melhora de parâmetros mais diretamente relacionados à resistência insulínica como a relação cintura/quadril requeira doses mais altas e/ou maior tempo de administração.
4

Análise da circunferência do pescoço como marcador para síndrome metabólica em estudantes de uma universidade pública de Fortaleza-CE / Analysis of neck circumference as a marker of the metabolic syndrome in students at a public university in Fortaleza-CE

Pereira, Dayse Christina Rodrigues January 2012 (has links)
PEREIRA, Dayse Christina Rodrigues. Análise da circunferência do pescoço como marcador para síndrome metabólica em estudantes de uma Universidade Pública de Fortaleza-CE. 2012. 113 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2012. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2013-02-20T14:00:22Z No. of bitstreams: 1 2012_dis_dcrpereira.pdf: 1637606 bytes, checksum: d1670cecd227eb73e3b4c4e00e87cfad (MD5) / Approved for entry into archive by Erika Fernandes(erikaleitefernandes@gmail.com) on 2013-02-21T12:23:51Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_dis_dcrpereira.pdf: 1637606 bytes, checksum: d1670cecd227eb73e3b4c4e00e87cfad (MD5) / Made available in DSpace on 2013-02-21T12:23:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_dis_dcrpereira.pdf: 1637606 bytes, checksum: d1670cecd227eb73e3b4c4e00e87cfad (MD5) Previous issue date: 2012 / In recent years, the metabolic syndrome has aroused profound interest and debate in the scientific community. The epidemiological ascent of this disorder occurs in a wide range of populations and age groups, in addition to its capacity to aggregate various risk factors for cardiovascular illnesses, such as increased anthropometric measures, atherogenic dyslipidemias, systemic arterial hypertension, alterations in carbohydrate metabolism, pro-inflammatory and pro-thrombotic status. This syndrome is associated with a greater risk of developing type 2 diabetes mellitus, early coronary disease and high morbidity and mortality levels for cardiovascular complications. The general aim was analyze neck circumference as a possible marker for the metabolic syndrome in students at a public university in Fortaleza-CE. An exploratory, quantitative, cross-sectional and observational study was developed between March 2010 and June 2011 at University Federal of Ceará, involving 702 college students from the six large knowledge areas. Study participants were 440 women and 262 men between 16 and 58 years of age. An association was perceived between neck circumference (NC) and sociodemographic data: 43.9% of men and 7.1% of women showed altered NC, with statistical significance at p < 0.0001. A similar situation occurred for age (p< 0.001), occupational situation (p<0.031) and the semester (p < 0.012). Concerning physical exercise, 22.4% of the subjects who exercise regularly displayed altered NC (p < 0.503). The BMI also showed statistical significance with p<0.0001. NC indicated a positive correlation with all metabolic syndrome components according to NCEP/ATP III criteria. In conclusion, NC is a predictive marker of the metabolic syndrome in a population of college students. The importance of further research on this theme is highlighted though. / Nos últimos anos, a síndrome metabólica tem despertado profundo interesse e debate na comunidade científica. A ascensão epidemiológica deste distúrbio ocorre nas mais diversas populações e faixas etárias, somada à sua capacidade de agregar vários fatores de risco para doenças cardiovasculares, como aumento das medidas antropométricas, dislipidemias aterogênicas, hipertensão arterial sistêmica, alterações do metabolismo dos carboidratos, estado pró-inflamatório e pró-trombótico. Mencionada síndrome está associada ao maior risco de desenvolver diabetes mellitus tipo 2, doença coronariana precoce e altas taxas de morbimortalidade para complicações cardiovasculares. Teve-se como objetivo geral analisar a circunferência do pescoço como possível marcador para a síndrome metabólica em estudantes de uma universidade pública de Fortaleza-CE. Trata-se de um estudo exploratório, quantitativo, transversal e observacional realizado de março de 2010 a junho de 2011 na Universidade Federal do Ceará, com 702 universitários das seis grandes áreas do conhecimento. Participaram do estudo 440 mulheres e 262 homens com idade entre 16 e 58 anos. Percebeu-se associação entre a CP e os dados sociodemográficos; 43,9 % dos homens e 7,1% das mulheres apresentaram CP elevada, sendo estatisticamente significante, p < 0,0001 em ambos os sexos. Situação semelhante se deu com a idade (p< 0,001), com a situação laboral (p<0,031) e com o semestre (p < 0,012). Em relação à prática de atividade física, 22,4% dos sujeitos que praticam algum tipo de atividade física regular tiveram a CP elevada (p < 0,503). O IMC também se mostrou estatisticamente significante com p<0,0001. A CP denotou correlação positiva com todos os componentes da síndrome metabólica segundo os critérios do NCEP/ATP III. Conforme se concluiu, a CP é um marcador preditor para síndrome metabólica numa população de universitários. Contudo, ressalta-se a importância de outros estudos sobre essa temática.
5

Crescimento nos dois primeiros anos de vida : estudo em crianças de dois grupos sociais distintos

Bicudo-Zeferino, Angelica Maria 17 July 2018 (has links)
Orientador : Antonio de Azevedo Barros Filho / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-17T10:46:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Bicudo-Zeferino_AngelicaMaria_D.pdf: 2430893 bytes, checksum: 50924bfbfbd10080bd4bb10f04f92bda (MD5) Previous issue date: 1992 / Resumo: Estudou-se o crescimento de 454 crianças de zero a dois anos de idade (estudo longitudinal), distribuídas em duas amostras segundo o nível socioeconômico (Centro de Saúde e Clínica Privada). As variáveis analisadas foram nível socioeconômico, sexo, comprimento, peso, perímetro craniano, tipo de aleitamento, qualidade da dieta e morbidade. Foram construídas curvas de crescimento em comprimento, peso e perímetro craniano, para os percentis 10, 50 e 90, e curvas de velocidade de crescimento para as mesmas variáveis, tendo como base o percentil 50. As curvas de crescimento foram suavizadas utilizando-se um ajuste polinomial. As curvas de crescimento em comprimento, peso e perímetro craniano da Clínica Privada e da população de referência do National Center for Health statistics, apresentaram-se de forma semelhante. As curvas de crescimento do Centro de Saúde, para crescimento e peso, estiveram abaixo das correspondente& curvas da Clínica Privada. A qualidade da dieta e episódios diarréicos não tiveram influência significativa no crescimento em comprimento e peso. Cinco crianças da Clínica Privada e 24 do Centro de Saúde mudaram para percentis inferiores na curva de crescimento em comprimento, a maioria delas no período de três a seis meses de idade. A análise múltipla (Regressão de Cox) deste sub-grupo do Centro de Saúde demonstrou que quanto maior foi o comprimento ao nascer, menor a taxa acumulada de crianças que não mudaram de canal de crescimento / Abstract: It was studied the growth of 454 children, followed from birth to two years of age (Longitudinal study), distribuited in two socioeconomic groups (Community Health Center; private outpatient Clinic). The variables of this study were socioeconomic levels, sex, length, weight, head circunference, breast-feeding, complementary feeding and morbidity. It was elaborated growth curves in length, weight and head circunference, for 10, 50, and 90 percentiles, and velocity growth curves, taking the same variables, for 50 percentiles. The growth curves were smoothed using apolinomial fitting. The growth curves in length, weight and head circunference, from private Clinic group and reference population of National Center for Health statistics, showed similar. The length and weight curves, for both sexes, from Community Health Center were below of the corresponding curves from private Clinic. The quality of complementary feeding-and diarrhea did not show any important correlation with the length and weight of the children from Community Health Center. Five children from Private Clinic apd 24 from community Health Center changed the length growth channel to lower levels in the curve, most of them in the period between three and six months of age. The multiple analysis (Regression of Cox technique) of this sub-group from Health Center showed that as larger was the length at birth, smaller was the acumulative rate of children who did not change the growth channel / Doutorado / Saude Coletiva / Doutor em Medicina
6

Sensorização de um lipocalibrador e transmissão de dados por ZigBee para avaliação automática de gordura corporal

Pinho, Pedro Artur Valadares de January 2008 (has links)
Tese de mestrado integrado. Engenharia Mecânica. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2008
7

Validação de equações antropométricas e de impedância bioelétrica para a estimativa da composição corporal em idosos

Rech, Cassiano Ricardo January 2006 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. / Made available in DSpace on 2012-10-22T13:24:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 226919.pdf: 5840730 bytes, checksum: 38c32d107981ce8462d35a061f97c329 (MD5) / O aumento da população de idosos tem desencadeado a necessidade de aprofundamento nas questões que abrangem o envelhecimento. Neste contexto, a análise das alterações morfológicas com a idade tem sido amplamente discutida. Evidências apontam que são poucas as informações sobre métodos válidos para a estimativa da composição corporal em idosos no Brasil. Desse modo, o objetivo deste estudo foi analisar a validade cruzada de equações antropométricas e de impedância bioelétrica (IB) para a estimativa da gordura corporal (%G) e da massa livre de gordura (MLG) em uma amostra de idosos do Município de Florianópolis-SC, tendo como medida-critério a Absortometria de Radiológica de Dupla Energia (DEXA). Foram avaliados 180 idosos (60 homens e 120 mulheres) com idade entre 60 e 81 anos, selecionados de forma aleatória sistemática, pertencentes a quatro Grupos de Terceira Idade, por meio de uma entrevista realizada por telefone. As variáveis de estatura, massa corporal, perímetros corporais, espessura de dobras cutâneas, reactância e resistência foram mensuradas pelo período da manhã, junto ao Centro de Desportos da Universidade Federal de Santa Catarina. As medidas da DEXA foram realizadas no período da tarde no Centro de Diagnóstico por Imagem em Florianópolis-SC. Foi analisada a validade cruzada de 20 equações antropométricas e 8 equações de IB. Para as equações que estimam a densidade corporal, utilizaram-se a equação de Siri (1961) e a equação adaptada por Deurenberg et al., (1989) para conversão em %G. As análises foram realizadas no pacote estatístico SPSS versão 11.5, adotando-se um nível de significância de 5%. Os critérios de validação cruzada sugeridos por Lohman (1992) e a análise gráfica das dispersões em relação à média, por meio do método proposto por Bland e Altman (1986), foram utilizados. O grupo avaliado apresentou um índice de massa corporal entre 18,4kg/m2 e 39,3kg/m2. O %G médio foi de 23,1% (DP=5,8) nos homens e 37,3% (DP=6,9) nas mulheres, com uma variação entre 6% a 51,4%. As diferenças entre as estimativas das equações de conversão da densidade corporal em %G não foram significativas (p<0,05). As equações antropométricas generalizadas desenvolvidas por Tran e Weltman (1988) e Deurenberg et al., (1991) mostraram-se válidas para a estimativa do %G de homens idosos, apresentando um erro padrão de estimativa (EPE) entre 3,2% e 3,5% e uma correlação significativa r= 0,78 e r= 0,74, respectivamente, com a medida critério. Em relação ao grupo de mulheres idosas, foram válidas as equações antropométricas generalizadas de Durnin e Womersley (1974), Tran e Weltman (1988) e a equação específica de Gonçalves (2004). As mesmas apresentaram um EPE entre 3,26% e 3,50% , com um erro constante entre - 1,2% e 1,9%. Para a estimativa da MLG, as equações de Kyle et al., (2001), Dey et al., (2003) e Sun et al., (2003) não diferem estatisticamente da medida da DEXA em homens, tendo um erro constante entre - 0,7kg e 2,5kg. Já para mulheres, as equações de Kyle et al., (2001) e Dey et al., (2003) mostraram-se válidas (EC entre 0,3kg e 2,7kg). Em relação à análise das categorias de índice de massa corporal (IMC), as equações de Tran e Weltman (1988) e Durnin & Womersley (1974) superestimam o %G em homens com IMC<25kg/m2. O mesmo aconteceu com a equação de Gonçalves (2004) em mulheres idosas, demonstrando que nesses grupos específicos de idosos essas equação não são válidas para a estimativa do %G. As equações de IB válidas não foram influenciadas pelas categorias de IMC. Com isso, as equações validadas no presente estudo podem ser utilizadas na população de idosos nacionais.
8

Estudo da variabilidade das dimensões antropométricas a laser dos pés femininos

Lima, Edmilson Gabriel de, 1966- 27 February 2012 (has links)
Resumo: A presente dissertação tem como proposta, avaliar as variações antropométricas dos pés humanos femininos por meio da tecnologia digital de escaneamento 3D a laser. Como metodologia foi realizada uma pesquisa de campo, utilizando como critério de seleção de amostras, amostra não probabilística ou por conveniência por meio da contribuição de voluntárias, sendo estas estudantes universitárias de Curitiba e região Metropolitana com idade entre 18 e 48 anos. Apresentando uma amostra de 60 indivíduos, e destes fez-se uma seleção onde foram utilizadas 30 amostras, por meio do critério de Índice de Massa Corporal, utilizando os documentos Termo de Consentimento Livre e Esclarecimento e o questionário de Pesquisa e Levantamento de Amostragem. As 6 medições diretas dos pés direito e 6 do esquerdo foram executadas através do paquímetro quadrimensional analógico para comprimentos e do traçador e verificador de alturas para as dimensões verticais. Nas 6 dimensões indiretas dos pés direito e 6 do esquerdo utilizou-se o escâner ZSCANNER 700CX manual a laser na varredura total da superfície do pé, os pontos da superfície foram referenciados por etiquetas adesivas de posicionamento reflexivo espacial. A verificação da distância ideal entre objeto (pé) e o escâner ZSCANER 700CX é indicada através de sensor de indicação que foi calibrado na tela do monitor do computador. Após o tratamento da imagem esta foi convertida para o programa 3DSTUDIO MAXS em malha, com o objetivo de medir os pontos escaneados através das coordenadas X, Y, Z. etc. Neste processo inclui-se a eliminação de pontos e imagens que foram escaneadas, mas que não fazem parte da superfície dos pés. Aplicou-se um teste inicial na coleta de dimensões com o objetivo de avaliar as diferenças entre pé direito e esquerdo obtendo-se 1,56 mm com valor máximo entre as variáveis antropométricas. Aplicou-se a Correlação Linear de Pearson para as amostras com IMC < 18,5” com objetivo de verificar se existe uma correlação significativa entre os métodos direto e indireto. Obteve-se um coeficiente de correlação de 0,99 indicando que há uma correlação linear positiva próximo do coeficiente máximo que é 1. No total foram coletados 288 dimensões antropométricas entre os 2 métodos. Estes dados foram tabulados e organizados em tabelas onde são apresentadas as diferenças, médias, desvio padrão, variâncias e percentis, coeficiente de variação destas variáveis antropométricas e verificados os indicadores estatísticos próximos. Foi aplicado o Teste de Hipótese t para amostras pareadas para as voluntárias com “IMC entre 18,5 e 24,9 “obtendo-se uma diferença máxima entre as médias de 0,849 mm comprovando que os dados coletados são acurados e terão qualidade equivalente, tanto no quesito exatidão quanto em precisão. E por último foi aplicado o teste ANOVA um critério com objetivo de avaliar as diferenças entre as médias dos valores para as amostras com um “IMC entre 25 e 29,9”, obtendo-se uma proporção populacional de 0,05. Comprovando que não houve variabilidade significativa entre o método direto e indireto.
9

Medidor de massa magra para seres humanos

Moreira, Luciano Goncalves January 2001 (has links)
Seja por motivos de saúde, estéticos ou de desempenho físico, cada vez mais há interesse em conhecer o próprio percentual de gordura corporal (%GC). Métodos cada vez menos invasivos e menos intrusivos vem sendo pesquisados para obter tal medida com o mínimo de desconforto para o paciente. Infelizmente, equipamentos de medição do %GC que apresentem operação simples, baixo custo e que possibilitem que o próprio paciente realize a medição não são encontrados no mercado nacional. O objetivo maior deste trabalho consiste, por isso, em propor um medidor com estas características. Para isso, verifica-se a possibilidade de utilizar um método com ultra-som de baixa freqüência para obter as espessuras de tecido adiposo subcutâneo e a partir disto, o %GC. Devido à elevada sensibilidade ao posicionamento do corpo de prova verificada, o que ocasiona total falta de repetibilidade das medidas, o uso de tal método é descartado. Como alternativa, propõe-se o uso do método de bioimpedância para o medidor. Os detalhes de projeto de tal equipamento são discutidos e um protótipo de suas partes críticas é implementado para mostrar sua viabilidade. A análise do protótipo construído demonstra que o equipamento devidamente acabado, quando operado em modo de bioimpedância total, apresentará precisão, exatidão, facilidade de operação e custo adequados ao uso proposto. Na operação em modo de bioimpedância segmental, todavia, a exatidão das medidas obtidas deixa a desejar, devido à provável inadequação das equações de predição usadas.
10

Avaliação do estado nutricional de idosos a partir da utilização da medida do comprimento da perna knee height como método preditor da estatura

Najas, Myrian Spinola [UNIFESP] January 1995 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-12-06T22:57:05Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1995 / Com o de comparar as prevalências de eutrofia, obesidade e desnutrição, utilizando duas formas de cálculo do IMC, sendo uma com base na estatura aferida em antrop6metro e a outra com a estatura predita a partir da medida do comprimento da perna, estudaram-se 696 idosos residentes na área de abrangência do Centro de Estudos do Envelhecimento, pertencente a UNEFESP. Na determinação das equações estatísticas, que pudessem predizer a estatura a partir do comprimento da perna, empregaram-se os dados de uma amostra de 224 adultos jovens com idade variando entre 20 - 29 anos, usuários da rede básica de saúde e alunos da UNIFESP e, aplicou-se a técnica de análise de regressão, controlando-se o sexo, a cor, e o nível de escolaridade. Na caracterização do estado nutricional, fez-se uso do índice de massa corpórea (IMC), com os pontos de corte recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 1990, e com a classifição de obesidade recomendada por Garrow e Webster em 1985. Os resultados demonstraram uma alta correlação entre a estatura aferida em antrop6metro e a calculada pelo comprimento da perna na amostra de adultos jovens. Quanto aos idosos, constatou-se que, independentemente do sexo, as médias de estatura preditas foram sempre superiores àquelas aferidas em antrop6metro e, conseqüentemente, o IMC calculado corn as referidas estaturas revelou-se com médias inferiores em todas as faixas etárias. As diferenças, tanto de estatura quanto de IMC, foram estatisticamente significantes. Desta forma, conclui-se que, quando se corrige a estatura da população idosa, não s6 ocorre um aumento nas prevalências de desnutrição e eutrofia, mas ainda uma redução na obesidade de graus I e II, sendo mais acentuada no grau II. / BV UNIFESP: Teses e dissertações

Page generated in 0.0789 seconds