• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 11
  • 2
  • Tagged with
  • 13
  • 13
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Corticosteroids as inductors of ovulation in Astyanax altiparanae (Characiformes: Characidae) during artificial reproduction / Corticosteróides como indutores da ovulação em Astyanax altiparanae (Characiformes: Characidae) durante a reprodução artificial

Walquiria da Silva Pedra Parreira 25 August 2015 (has links)
Stress can be defined as a condition in which the dynamic equilibrium of the body is disturbed and several studies have demonstrated the action of some corticosteroids modulating stress situations, such as reproduction. However, the role of corticosteroids in fish reproduction can be either positive or deleterious, depending on many variables. In the Astyanax genus, the same stress stimulus can successfully induce the reproduction in Astyanax altiparanae, but not in other species of the same genus. Therefore, the aim of this study was to analyze cortisol and progestogens plasma levels and receptor gene expression in the ovaries of A. altiparanae, a teleost species that successfully reproduce using crowding and water level drawdown as stimulus. Three experimental groups were considered: Stress (high stocking density and water level drawdown); human chorionic gonadotropin (hCG, a positive control); and Saline (a control group). Females were sampled at three different moments of the artificial reproduction experiment, initial, intermediary and at spawning. Indices of spawning performance as, fertilization rate, Gonadosomatic Index (GSI), as well as histological analysis of the ovaries were carried out. 17α-hydroxiprogesterone (17 OHP) and cortisol (CORT) levels were measured in plasma by ELISA. Additionally, the ovarian gene expression of CORT and 17 OHP receptors (CR and PR) were carried out by Real-time quantitative PCR. Females from Stress and hCG groups released a larger volume of eggs when compared with females from the Saline (Control) group. Females from Stress group presented a decrease in GSI and ovaries mass at spawning, and many post ovulatory follicles (POFs) were present in the ovaries after spawning. At the intermediary sampling, plasma levels of CORT increased in females from the Stress group, but not in the hCG and Saline groups. 17 OHP levels did not change during the experiment. PR gene was more expressed in females from hCG group throughout the experiment, but CR gene expression did not change. We suggest a possible role of CORT as an inducing agent in ovulation and/or spawning of A. altiparanae. CR and PR did not seem to be the candidates for triggering ovulation, so the relationship between the derivative of progesterone (17,20DHP) should be deeper studied, as well as the role of CORT and different progestagens in A. altiparanae reproduction / O estresse pode ser definido como uma condição na qual o equilíbrio dinâmico do corpo é perturbado e muitos estudos têm demonstrado a ação de alguns corticosteroides modulando situações de stress, tal como a reprodução. No entanto, o papel dos corticosteroides na reprodução de peixes pode ser positivo ou deletério, dependendo de muitas variáveis. No gênero Astyanax, o mesmo estímulo de estresse pode induzir com sucesso a reprodução em A. altiparanae, mas não em outras espécies do mesmo gênero. Portanto, o objetivo deste estudo foi analisar os níveis de cortisol e progestágenos no plasma e a expressão dos receptores destes esteroides nos ovários de A. altiparanae, espécie de teleósteo que consegue se reproduzir com sucesso usando o aumento da densidade e variação no nível da água como um estímulo. Três grupos experimentais foram considerados: Estresse (alta densidade de estocagem e intenso fluxo de água); Gonadotropina Coriônica Humana (hCG, um controle positivo); e Salina (grupo controle). As fêmeas foram amostradas em três diferentes momentos do experimento de reprodução artificial, inicial, intermediário e na desova. Índices de desempenho de desova como, taxa de fertilização, Índice Gonadossomático (IGS), bem como a análise histológica dos ovários foram considerados. Os níveis de 17α-hydroxiprogesterone (17 OHP) e cortisol (CORT) foram medidos em amostras de plasma por ELISA. Além disso, a expressão de genes de receptores de CORT (CR) e 17 OHP (PR) foram analisadas nos ovários por qPCR. Fêmeas dos grupos Estresse e hCG desovaram um volume maior de ovos quando comparadas às fêmeas do grupo Salina (controle). As fêmeas do grupo Estresse apresentaram também uma redução nos valores do IGS e na massa dos ovários no momento da desova, e muitos folículos pós - ovulatórios estavam presentes nos ovários após a desova. Na amostragem do período intermediário, os níveis plasmáticos de CORT aumentaram nas fêmeas do grupo de Estresse, mas não nos grupos de hCG e Salina. A concentração de 17OHP não se alterou durante o experimento ou entre os grupos. O PR foi mais expresso em fêmeas do grupo hCG ao longo do experimento, e a expressão do CR não se alterou. Sugerimos um possível papel de CORT como um agente indutor na ovulação e / ou de desova de A. altiparanae. No entanto, CR e PR não parecem ser os candidatos para desencadear a ovulação, de modo que a relação entre receptores derivados PR (17,20DHP) devem ser mais profundamente estudados, bem como a efetiva ação de CORT e diferentes progestágenos na reprodução de A. altiparanae
2

Corticosteroids as inductors of ovulation in Astyanax altiparanae (Characiformes: Characidae) during artificial reproduction / Corticosteróides como indutores da ovulação em Astyanax altiparanae (Characiformes: Characidae) durante a reprodução artificial

Parreira, Walquiria da Silva Pedra 25 August 2015 (has links)
Stress can be defined as a condition in which the dynamic equilibrium of the body is disturbed and several studies have demonstrated the action of some corticosteroids modulating stress situations, such as reproduction. However, the role of corticosteroids in fish reproduction can be either positive or deleterious, depending on many variables. In the Astyanax genus, the same stress stimulus can successfully induce the reproduction in Astyanax altiparanae, but not in other species of the same genus. Therefore, the aim of this study was to analyze cortisol and progestogens plasma levels and receptor gene expression in the ovaries of A. altiparanae, a teleost species that successfully reproduce using crowding and water level drawdown as stimulus. Three experimental groups were considered: Stress (high stocking density and water level drawdown); human chorionic gonadotropin (hCG, a positive control); and Saline (a control group). Females were sampled at three different moments of the artificial reproduction experiment, initial, intermediary and at spawning. Indices of spawning performance as, fertilization rate, Gonadosomatic Index (GSI), as well as histological analysis of the ovaries were carried out. 17α-hydroxiprogesterone (17 OHP) and cortisol (CORT) levels were measured in plasma by ELISA. Additionally, the ovarian gene expression of CORT and 17 OHP receptors (CR and PR) were carried out by Real-time quantitative PCR. Females from Stress and hCG groups released a larger volume of eggs when compared with females from the Saline (Control) group. Females from Stress group presented a decrease in GSI and ovaries mass at spawning, and many post ovulatory follicles (POFs) were present in the ovaries after spawning. At the intermediary sampling, plasma levels of CORT increased in females from the Stress group, but not in the hCG and Saline groups. 17 OHP levels did not change during the experiment. PR gene was more expressed in females from hCG group throughout the experiment, but CR gene expression did not change. We suggest a possible role of CORT as an inducing agent in ovulation and/or spawning of A. altiparanae. CR and PR did not seem to be the candidates for triggering ovulation, so the relationship between the derivative of progesterone (17,20DHP) should be deeper studied, as well as the role of CORT and different progestagens in A. altiparanae reproduction / O estresse pode ser definido como uma condição na qual o equilíbrio dinâmico do corpo é perturbado e muitos estudos têm demonstrado a ação de alguns corticosteroides modulando situações de stress, tal como a reprodução. No entanto, o papel dos corticosteroides na reprodução de peixes pode ser positivo ou deletério, dependendo de muitas variáveis. No gênero Astyanax, o mesmo estímulo de estresse pode induzir com sucesso a reprodução em A. altiparanae, mas não em outras espécies do mesmo gênero. Portanto, o objetivo deste estudo foi analisar os níveis de cortisol e progestágenos no plasma e a expressão dos receptores destes esteroides nos ovários de A. altiparanae, espécie de teleósteo que consegue se reproduzir com sucesso usando o aumento da densidade e variação no nível da água como um estímulo. Três grupos experimentais foram considerados: Estresse (alta densidade de estocagem e intenso fluxo de água); Gonadotropina Coriônica Humana (hCG, um controle positivo); e Salina (grupo controle). As fêmeas foram amostradas em três diferentes momentos do experimento de reprodução artificial, inicial, intermediário e na desova. Índices de desempenho de desova como, taxa de fertilização, Índice Gonadossomático (IGS), bem como a análise histológica dos ovários foram considerados. Os níveis de 17α-hydroxiprogesterone (17 OHP) e cortisol (CORT) foram medidos em amostras de plasma por ELISA. Além disso, a expressão de genes de receptores de CORT (CR) e 17 OHP (PR) foram analisadas nos ovários por qPCR. Fêmeas dos grupos Estresse e hCG desovaram um volume maior de ovos quando comparadas às fêmeas do grupo Salina (controle). As fêmeas do grupo Estresse apresentaram também uma redução nos valores do IGS e na massa dos ovários no momento da desova, e muitos folículos pós - ovulatórios estavam presentes nos ovários após a desova. Na amostragem do período intermediário, os níveis plasmáticos de CORT aumentaram nas fêmeas do grupo de Estresse, mas não nos grupos de hCG e Salina. A concentração de 17OHP não se alterou durante o experimento ou entre os grupos. O PR foi mais expresso em fêmeas do grupo hCG ao longo do experimento, e a expressão do CR não se alterou. Sugerimos um possível papel de CORT como um agente indutor na ovulação e / ou de desova de A. altiparanae. No entanto, CR e PR não parecem ser os candidatos para desencadear a ovulação, de modo que a relação entre receptores derivados PR (17,20DHP) devem ser mais profundamente estudados, bem como a efetiva ação de CORT e diferentes progestágenos na reprodução de A. altiparanae
3

Análise genética da reposição de estoques de peixes na bacia do rio Sapucaí-Mirim (SP) Implicações na conservação /

Mendonça, Bruna Bueno. January 2018 (has links)
Orientador: Fabio Porto-Foresti / Resumo: Múltiplos fatores antropogênicos têm causado grande interferência nos ecossistemas aquáticos continentais, entre eles estão os represamentos dos rios. As alterações causadas por essas construções afetam profundamente populações de peixes, podendo levar até mesmo a extinção das espécies que não apresentam adaptação às alterações provocadas nestes ecossistemas. Assim, ação como o repovoamento através do supportive breeding tem sido empregada a fim de manter populações naturais vulneráveis. Porém, no Brasil, poucos trabalhos de soltura de alevinos levam em conta características genéticas para a formação dos estoques de reprodutores. Além disso, poucos trabalhos de repovoamento se preocupam com a eficiência destes, não havendo monitoramento da diversidade genética dos indivíduos liberados pós-soltura. O presente estudo empregou loci microssatélites a fim de acessar a diversidade e estrutura genética de populações de Astyanax altiparanae em Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), no rio Sapucaí-Mirim de 2015 a 2017, onde ocorre soltura de alevinos desde 2011. Além disso, foi proposto o uso de marcadores microssatélites, como ferramentas para auxiliar na formação de banco de reprodutores e estimar o índice de recaptura de indivíduos provenientes de estoques de cultivo provenientes de repovoamentos em populações naturais. Os bancos de reprodutores analisados dos anos de 2015 e 2016 mostram que os indivíduos que compõem esse banco apresentam alta diversidade genética (A = 24, 35; AR ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Multiple anthropogenic factors have caused great interference in continental aquatic ecosystems, among them are the impoundments of the rivers. The changes caused by these constructions deeply affect fish populations and may lead to extinction of species that do not have adaptation to changes in these ecosystems. Thus, actions like the fish stocking through the supportive breeding have been employed in order to maintain vulnerable wild populations. However, in Brazil, few restocking programs take into account genetics characteristics for the foundation of breeding stocks. In addition, scarce studies are concerned with their efficiency, and there are not monitoring of the genetic diversity post release of the fingerlings. This work employed loci microsatellite aiming access the diversity and genetic structure of Astyanax lacustris populations in Small Hydroelectric Plants (SHP), in the Sapucaí-Mirim River from 2015 to 2017, where there are releases since 2011. Additionally, it was proposed the use of microsatellites markers as tool to assist in the foundation of breeders stocks and estimate the recapture rate of individuals from breeding of fish farm stocks. The breeders analyzed from the years 2015 and 2016 show that individual that make up this stock show high genetic diversity (A = 24.35; AR = 16.27; HE = 0.856), with values of index (Fis) ranging from 0.146 to 0.207 (P-value = 0.007). The stock of 2015 presented significant deviations from Hardy-Weinberg equilibrium for mo... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
4

Densidade de estocagem de lambari (Astyanax altiparanae) em tanques-rede / Density of storage (astyanax altiparanae) in cages

Costa, Beatriz Braun 13 December 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-17T18:39:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 4573.pdf: 2386349 bytes, checksum: 7ed71a71bbb8a21974731217325807a0 (MD5) Previous issue date: 2011-12-13 / Financiadora de Estudos e Projetos / With the increased interest in growing native fish species the tetra has been highlighted nationally in the marketing of fish facing the two niche markets: as a snack in bars and restaurants and other natural bait for sport fishing. Therefore, studies on the stocking density are needed for better understanding in response to performance than can affect the growth, nutrition and animal behavior. This study aimed to evaluate the economic viability and growth performance of the tetra (Astyanax altiparanae) in cages, subjected to different stocking rates. The experiment was conducted on the premises of the UPD Pirassununga, APTA Pole Central East, in cages of 1m3, villages in densities: 250,450 and 600 fish per tank with 4 repetitions. The temperature, water clarity, dissolved oxygen an pH were daily measured. The tetra were fed extruded commercial diet containing 36%of protein. The experiment lasted 57 days and monthly samples were collected to evaluate the development and adjust amount of feed. To verify the significance between treatment means was used Tukey s test at 5% probability. The results showed increasing linear effect for variable total biomass (p<0,05) as opposed to the linear effect (p<0,05) for average consumption of feed as well as weight gain, average final length and final weight medium according to the increase of stocking density. The physic-chemical parameters remained at adequate levels. It is concluded that stocking density affects the development of juveniles of tetra and the density of persons over fishes/m³. Can still be used in the cultivation of 600 fishes/m³ tetra juveniles in cages, resulting in higher total biomass, although they result in smaller populations. / Com o aumento do interesse no cultivo de espécies de peixes nativos, o lambari tem se destacado nacionalmente na comercialização de pescado frente à dois nichos de mercado: um como petiscos em bares e restaurantes e outro como isca natural para a pesca esportiva. Sendo assim, estudos referentes à densidade de estocagem se fazem necessários para um melhor entendimento frente ao desempenho produtivo que pode afetar o crescimento, a alimentação e o comportamento dos animais. Neste estudo, objetivou-se avaliar a viabilidade econômica e o desempenho produtivo do lambari (Astianax altiparanae) em tanquesrede, submetidos à diferentes densidades de estocagem. O experimento foi conduzido nas instalações da UPD de Pirassununga, Pólo APTA Centro-Leste, em tanques-redes de 1m3, povoados nas densidades de: 250, 400 e 600 peixes por tanque com 4 repetições. A temperatura, transparência da água, oxigênio dissolvido e o pH foram aferidos diariamente.Os lambaris foram alimentados com ração comercial extrusada contendo 36% de proteína bruta. O experimento durou 57 dias e mensalmente foram realizadas biometrias para avaliar o desenvolvimento e o ajuste da quantidade de ração. Para verificar a significância entre as médias dos tratamentos foi utilizado o teste de Tukey, ao nível de 5% de probabilidade. Os resultados mostraram efeito linear crescente para variável de biomassa total (p<0,05) em oposição ao efeito linear decrescente (p<0,05) para consumo médio de ração, assim como ganho de peso médio, comprimento final médio e peso final médio conforme aumento da densidade de estocagem. Os parâmetros físicoquímicos permaneceram em níveis adequados. Conclui-se que a densidade de estocagem afeta o desenvolvimento dos juvenis de lambari e que a densidade de 300 peixes/m3proporciona indivíduos maiores. Ainda pode-se utilizar 600 peixes/m3 no cultivo de juvenis de lambari em tanque-rede, resultando em maior biomassa total, apesar de resultarem em populações menores.
5

Caracterização das espermatogônias indiferenciadas e dos nichos espermatogoniais em Astyanax altiparanae Garutti e Britski, 2000 (Teleostei, Characidae). / Characterization of undifferentiated spermatogonia and spermatogonial niche in Astyanax altiparanae GARUTTI and Britski 2000 (Teleostei, Characidae).

Marília de Paiva Camargo 01 March 2016 (has links)
Ao se observar ao microscópio de luz e eletrônico de transmissão as espermatogônias indiferenciadas de lambari (Astyanax altiparanae), espécie de grande valor econômico e comercial, as mesmas se subdividem em Aund* e Aund. A do tipo Aund* apresentou núcleo irregular, excêntrico, cromatina descondensada e nuages próximas ao envoltório nuclear e/ou ainda, associadas às mitocôndrias e, a do tipo Aund, apresentou núcleo esférico, central, com cromatina levemente condensada e nuages. Análise por meio de morfometria demonstrou que o nicho espermatogonial das espermatogônias indiferenciadas do tipo Aund* é próximo ao interstício, enquanto as do tipo Aund, próximas às regiões entre dois túbulos (intertúbulo). Adicionalmente, de acordo com a técnica de incorporação e retenção de BrdU foi possível analisar a existência de possíveis candidatas às espermatogônias-tronco, chamadas de labeling-retaining cells, visto que estas células retiveram BrdU ao longo de todo período avaliado, demonstrando um longo ciclo celular, característica esta de célula-tronco. / Observing by light and transmission electron microscope, undifferentiated spermatogonia of lambari (Astyanax altiparanae), species of great economic and commercial value, they are divided into Aund * and Aund. The type Aund* presents irregular nucleus, eccentric and decondensed chromatin, and nuages near the nuclear envelope and/or associated to mitochondria. The type Aund presents spherical central nucleus, with slightly condensed chromatin and nuages. Morphometric analysis showed that the niche of the type Aund* spermatogonia is near the interstitium, while the type Aund, next to the regions between two tubules (intertubule). Additionally, by the BrdU incorporation and retention technique, we found the possible candidates to spermatogonial stem cells, called \"labeling-retaining cells\", since these cells have retained BrdU over the entire study period (21 days), showing a long cell cycle, a stem cells characteristic.
6

Caracterização das espermatogônias indiferenciadas e dos nichos espermatogoniais em Astyanax altiparanae Garutti e Britski, 2000 (Teleostei, Characidae). / Characterization of undifferentiated spermatogonia and spermatogonial niche in Astyanax altiparanae GARUTTI and Britski 2000 (Teleostei, Characidae).

Camargo, Marília de Paiva 01 March 2016 (has links)
Ao se observar ao microscópio de luz e eletrônico de transmissão as espermatogônias indiferenciadas de lambari (Astyanax altiparanae), espécie de grande valor econômico e comercial, as mesmas se subdividem em Aund* e Aund. A do tipo Aund* apresentou núcleo irregular, excêntrico, cromatina descondensada e nuages próximas ao envoltório nuclear e/ou ainda, associadas às mitocôndrias e, a do tipo Aund, apresentou núcleo esférico, central, com cromatina levemente condensada e nuages. Análise por meio de morfometria demonstrou que o nicho espermatogonial das espermatogônias indiferenciadas do tipo Aund* é próximo ao interstício, enquanto as do tipo Aund, próximas às regiões entre dois túbulos (intertúbulo). Adicionalmente, de acordo com a técnica de incorporação e retenção de BrdU foi possível analisar a existência de possíveis candidatas às espermatogônias-tronco, chamadas de labeling-retaining cells, visto que estas células retiveram BrdU ao longo de todo período avaliado, demonstrando um longo ciclo celular, característica esta de célula-tronco. / Observing by light and transmission electron microscope, undifferentiated spermatogonia of lambari (Astyanax altiparanae), species of great economic and commercial value, they are divided into Aund * and Aund. The type Aund* presents irregular nucleus, eccentric and decondensed chromatin, and nuages near the nuclear envelope and/or associated to mitochondria. The type Aund presents spherical central nucleus, with slightly condensed chromatin and nuages. Morphometric analysis showed that the niche of the type Aund* spermatogonia is near the interstitium, while the type Aund, next to the regions between two tubules (intertubule). Additionally, by the BrdU incorporation and retention technique, we found the possible candidates to spermatogonial stem cells, called \"labeling-retaining cells\", since these cells have retained BrdU over the entire study period (21 days), showing a long cell cycle, a stem cells characteristic.
7

Insights of sex determination and sex differentiation in fish /

Martinez Bengochea, Anabel Lee January 2019 (has links)
Orientador: Rafael Henrique Nóbrega / Resumo: A decisão sobre se uma gônada bipotencial se desenvolverá em um testículo ou em um ovário é considerado um estágio crítico na diferenciação sexual dos vertebrados. A administração de esteróides exógenos durante este período pode afetar essa plasticidade, promovendo a diferenciação sexual na direção feminina ou masculina. Dessa forma, o objetivo desta tese foi avaliar os efeitos do tratamento de 17β-estradiol no desenvolvimento de Astyanax altiparanae (lambari), através de análises histológicas e de análises de expressão genica de possíveis genes envolvidos em vias masculinas e femininas. Para isso, larvas com gônadas indiferenciadas foram alimentadas com Artemia contendo diferentes concentrações de estradiol durante 28 dias, desde o 1 dia pós-eclosão (dpe) até o período que precede a diferenciação gonadal. Nossos resultados mostraram que o E2 modificou o fenotípo e a relação sexual histológica e, surpreendentemente, induziu intersexo com com a presença de óvulos nos testículos nas concentrações de 2 e 6 mg de E2/kg de alimento. Esses dados são uma evidência clara de que o tratamento utilizado não foi suficiente para induzir a reversão completa do sexo em A. altiparanae. Em termos de expressão gênica, o tratamento com E2 (6 mg/kg de alimento) produziu uma notável plasticidade gonadal entre machos e fêmeas aos 90 dias após a eclosão (dph). Os machos, denominados “machos resistentes ao estradiol”, superexpressaram os genes masculinos, como dmrt1, sox9 e amh. Dessa forma, nó... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The decision whether a bipotential gonad will become a testis or ovary is considered a critical stage in vertebrate sex determination. Administration of exogenous steroids can affect this plasticity by skewing the sex gonadal differentiation towards a male or female. The aim of this study is to evaluate the effects of 17β-estradiol (E2) diet on Astyanax altiparanae (lambari) development, focusing on the gonadal development and gene expression analysis of possible candidate genes involved in either male or female pathways. Larvae with undifferentiated gonads were fed with steroid diet containing different concentrations of E2 during 28 days, from the mouth opening until a period that precedes the gonadal differentiation. Animals were sampled at 90 days post-hatching (dhp) for histology and gene expression analysis. Our results showed that E2 disrupted both phenotypic and histological sex ratios, and surprisingly, induced intersex with testis-ova in the concentrations of 2 and 6 mg E2/Kg food. This data is a clear evidence that the treatment used was not enough to induce complete sex reversal in A. altiparanae. However, in terms of gene expression, E2 (6mg/Kg food) induced a remarkable gonadal plasticity between males and females at 90 dph. The males, named as E2 resistant males, overexpressed the male-biased genes, such as dmrt1, sox9 and amh. We suggested that these males were able to resist the E2-induced feminization by the expression of genes related to testis differentiat... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
8

Espermatozoide, embrião ou adulto de qual a fase do desenvolvimento é mais sensível aos efeitos toxicológicos de herbicidas presentes na água /

Rocha, Nathalia Raissa de Alcântara January 2019 (has links)
Orientador: George Shogueki Yasui / Resumo: Nas últimas décadas o Brasil tornou-se um dos líderes mundiais no uso de agrotóxicos, devido à grande utilização destas substâncias na agricultura; o estado de São Paulo utiliza aproximadamente 25% do total de agrotóxicos comercializados no país sendo os herbicidas os agrotóxicos de maior consumo, devido as suas características de amplo espectro e eficiência em diferentes culturas terrestres, bem como a facilidade no controle de plantas daninhas, estes agentes químicos também são utilizados para o controle e manejo de macrófitas aquáticas. As macrófitas são plantas presentes nos ecossistemas aquáticos lóticos e lênticos, podendo ser flutuantes ou submersas, tendo basicamente como importância ecológica a criação de habitats para peixes. No entanto, o crescimento desordenado dessas plantas, devido à alta produção primária faz com que grandes extensões de área sejam tomadas pela colonização destas. Para solucionar este problema, torna-se necessário a aplicação de métodos de controle e manejo dessas plantas, através de métodos químicos, biológicos e mecânicos. Os testes de toxicidade aquática são de grande importância porque os ecossistemas aquáticos constituem os principais receptáculos de contaminantes, podendo estes serem oriundos de lançamentos direto aos corpos d’água, emitidos no ar ou solo. A concentração letal média (CL50) é aquela responsável pela morte de 50% da população, sendo utilizada em situações em que a substância é administrada em meio no qual o animal habita, n... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: In the recent decades, Brazil has become one of the world leaders in pesticides use, due its large use in agriculture; São Paulo State uses approximately 25% of the total pesticides traded in the country, being herbicides the most consumed pesticide, due to its broad spectrum and efficiency in different terrestrial crops, as well as the ease of weed control and in the management of aquatic macrophytes. Macrophytes are aquatic plants present in lotic and lentic aquatic ecosystems, where they can be floating or submerged, basically having ecological importance in the creation of habitats for many fish species. However, disordered plant growth, due to the high primary production, can lead to the colonization of large areas. To solve this problem, it’s necessary to make use of chemical, biological and mechanical methods to control these plants proliferation. Aquatic toxicity tests are of great importance since the aquatic ecosystems are major contaminant receptacles, which may come from direct releases to water bodies, carried by air or soil. The median lethal concentration (LC50) is a concentration of a given agent that kills 50% of the population, and it is used in situations where the substance is administered in the habitats that are directly in contact with the animal. In the present work, we used the yellow-tail tetra (Astyanax altiparanae) as model for the aquatic toxicity tests. Results on CL50 for adults were 3.11 mg/L for RoundUp Transorb and 4.21 mg/L for ArsenalNa. Fo... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
9

Caracterização da diferenciação celular durante a morfogênese da hipófise em Astyanax altiparanae (Garutti & Britski, 2000). / Characterization of cell differentiation during morphogenesis in the pituitary gland Astyanax altiparanae (GARUTTI & BRITSKI, 2000).

Branco, Giovana Souza 02 February 2016 (has links)
Após a reprodução de Astyanax altiparanae, foram obtidas larvas e juvenis da espécie, os quais foram coletados desde a eclosão até 120 dias após a eclosão (dpe). Por meio de métodos histoquímicos e imuno-histoquímica foram detectadas a neuro (NH) e adeno-hipófise (AH). Nas 3 regiões da AH, rostral (RPD) e proximal (PPD) pars distalis, e pars intermedia (PI), foram encontrados 8 tipos celulares produtores de hormônios, sendo, na RPD, as células produtoras de ACTH e PRL; na PPD, GTH (FSH e LH), GH e TSH; e na PI, MSH e SL. As prolactínicas foram as primeiras células identificadas com 1 dpe no início da formação da glândula. A NH foi diferenciada com 3 dpe junto com as células produtoras de ACTH, MSH, TSH e FSH. A identificação das células produtoras de LH, SL e GH ocorreu com 5 dpe. Com 20 dpe houve um grande aumento da hipófise e o aparecimento do pedúnculo. Com 60 dpe a hipófise apresentou-se semelhante à observada nos adultos. Os resultados desta pesquisa colaboram para o conhecimento do eixo hipotálamo-hipófise-gônada em teleósteos sul-americanos. / After reproduction of A. altiparanae, was made larvae and juveniles of this specie, were collected from zero to 120 days post hatching (dph). By histochemical and immunohistochemical techniques were detected neuro (NH) and adenohypophysis (AH). In 3 regions of AH, rostral (RPD), proximal (PPD) pars distalis and in pars intermedia (PI), eight producing hormones cell types are distinguished, being, in the RPD, ACTH and PRL producing cells; in PPD, GTH (FSH and LH), GH and TSH; and in the PI, MSH and SL. The first cells identified were prolactins at 1dph, in the beginning of the formation of the gland. NH differentiated at 3dph along with identification of ACTH, MSH, TSH and FSH producing cells. The identification of LH, SL and GH producing cells was possible at 5dph. At 20dph, there was a large increase in the pituitary, and it was observed the presence of the pituitary stalk. At 60 dph the pituitary showed a similar morphology to that observed in adults. The results of this research collaborate to knowledge of the hypothalamic-pituitary-gonadal axis in South American teleosts.
10

Avaliação do óleo de orégano em dietas para lambaris-do-rabo-amarelo (Astyanax altiparanae) em diferentes densidades de estocagem / Oregano oil assessment in diets for minnows from the lambari-do-rabo- amarelo (Astyanax altiparanae) at different stocking densities

Kanashiro, Márcio Yoshiyuki 15 May 2015 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2015-11-18T08:41:42Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 575659 bytes, checksum: b87a0536f45c581b3737dc48342b6c5f (MD5) / Made available in DSpace on 2015-11-18T08:41:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 575659 bytes, checksum: b87a0536f45c581b3737dc48342b6c5f (MD5) Previous issue date: 2015-05-15 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A densidade de estocagem pode influenciar o crescimento dos peixes, podendo levar a diminuição do bem-estar e comprometer a saúde dos animais. Para minimizar os efeitos adversos de densidades de estocagem inadequadas, tem-se utilizado promotores de crescimento em suas dietas. Dentre os produtos utilizados na produção animal com esse propósito destacam-se as plantas aromáticas, seus extratos e óleos essenciais. Um dos óleos essenciais com potencial para ser usado como aditivo em rações animais é o óleo de orégano, extraído da planta Origanum vulgare, em função de suas propriedades antibacteriana, antifúngica, antioxidante, anti-inflamatória, anti- helmíntica e digestiva. Assim, com o presente estudo objetivou-se avaliar o efeito da densidade de estocagem sobre o desempenho produtivo e o bem estar de lambari-do- rabo-amarelo (Astyanax altiparanae), bem como avaliar o potencial do óleo de orégano como modulador das respostas de estresse. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial com quatro densidades de estocagem e duas dietas, com quatro repetições. Foram avaliadas quatro densidades de estocagem (0,17; 0,42; 0,58 e 0,75 peixes L-1) e duas dietas práticas, sendo uma controle, sem óleo de orégano, e uma contendo 0,5 g kg-1 de óleo de orégano. Os peixes (3,44 ± 0,06 g) foram mantidos em aquários contendo 60L de água, dotados de aeração, filtro biológico e temperatura controlada por aquecedores e termostatos (27 ± 1°C). Os peixes foram alimentados até a saciedade aparente quatro vezes ao dia, durante 120 dias. Ao final do período experimental foram avaliados o desempenho produtivo, a qualidade da água, as respostas de estresse, estresse oxidativo e patologias nas brânquias. A avaliação dos efeitos da densidade de estocagem e suplementação com óleo de orégano na dieta sobre as variáveis estudadas foi realizada por meio de análise de variância e de regressão polinomial ao nível de 5% de probabilidade. Não houve interação significativa entre as densidades de estocagem e a suplementação de óleo de orégano na dieta para as variáveis estudas, exceto para amônia tóxica. Houve efeito da densidade sobre o oxigênio dissolvido, pH e nitrito na água. Para o oxigênio dissolvido observou-se efeito linear decrescente, para nitrito, efeito linear crescente e para o pH, efeito quadrático da densidade de estocagem, com valor estimado que minimiza essa variável igual a 0,62 peixes L-1. Para amônia tóxica, observou-se efeito quadrático da densidade para os peixes alimentados com a dieta controle, com valor estimado que minimiza essa variável igual a 0,31 peixes L-1, enquanto que para os peixes alimentados com a dieta suplementada com óleo de orégano observou-se efeito linear crescente da densidade. A concentração de amônia tóxica na água dos peixes alimentados com a dieta controle foi maior que a dos peixes alimentados com a dieta suplementada com óleo de orégano, na densidade de 0,75 peixes L-1. Para a glicose houve efeito quadrático da densidade de estocagem, sendo estimado o valor que minimiza essa variável igual a 0,31 peixes L-1. Para o cortisol plasmático houve efeito quadrático da densidade de estocagem, sendo estimado o valor que maximiza essa variável igual a 0,53 peixes L-1. Para a concentração de malondialdeído houve efeito linear crescente da densidade de estocagem e para a enzima superóxido dismutase houve efeito quadrático da densidade, com valor estimado que minimiza essa variável igual a 0,57 peixes L-1. Para a enzima catalase houve efeito significativo da dieta, com menor valor para os peixes alimentados com a dieta suplementada com óleo de orégano. Para o índice de histopatologia branquial houve efeito linear crescente da densidade de estocagem. Os resultados de qualidade de água (amônia tóxica) e da concentração de glicose sanguíneo indicam que a melhor densidade de estocagem para essa espécie é de 0,31 peixes L-1. Dessa forma, pode-se concluir as mais altas densidades de estocagem utilizadas comprometem o desempenho produtivo, o bem estar e a integridade branquial de Astyanax altiparanae. O óleo de orégano não atua como modulador das respostas de estresse, porém, atua no metabolismo do nitrogênio, com menor excreção de amônia em Astyanax altiparanae. / The stocking density can influence positively or negatively the fish growth and can lead to decreased welfare and compromise the health of animals. To minimize the adverse effects of inadequate stocking densities, growth promoters have been used in their diets. Among the products used in animal production for this purpose there are the herbs, their extracts and essential oils. One of the essential oils with the potential to be used as a growth promoter in animal feed is the oregano oil, extracted from the plant Origanum vulgare, due to its antibacterial, antifungal, antioxidant, anti- inflammatory, anthelmintic and digestive properties. Thus, the present study aimed to evaluate the effect of stocking density on growth performance and welfare of the lambari (Astyanax altiparanae), and to assess the oregano oil's potential as a modulator of the stress responses. The experimental design was completely randomized in a factorial design with four stocking densities and two diets, with four replications. Four stocking densities (0.17; 0.42; 0.58 and 0.75 fish L-1) and two diets were evaluated, being one control without oregano oil and one containing 0.5 g kg-1 of oregano oil. Fish (3.44 ± 0.06 g) were kept in aquaria containing 60L of water, equipped with aeration, biological filter and temperature controlled heaters and thermostats (27 ± 1 ° C). Fish were fed to apparent satiation four times a day during 120 days. At the end of the experiment were evaluated the productive performance, water quality, stress responses, oxidative stress and diseases in the gills by calculating the gill histopathology index. The assessment of the effects of stocking density and oregano oil supplementation on the variables studied was performed by analysis of variance and polynomial regression at 5% probability. There was no significant interaction between stocking densities and the oregano oil supplementation in the diet for the studied variables, except for toxic ammonia. There was a significant effect of density for dissolved oxygen, pH and nitrite in the water. It was observed decreasing linear effect for dissolved oxygen, increasing linear effect for nitrite, and quadratic effect for pH, with the estimated value that minimizes this variable equal to 0.62 L-1 fish. To toxic ammonia was observed quadratic effect the density for fish fed the control diet, estimated that minimizes this variable equals 0.31 fish L-1, while for fish fed the diet supplemented with oil oregano there was a linear increase in density. The toxic ammonia content in the water of the fish fed the control diet was higher than that of fish fed the diet supplemented with oregano oil in the stocking density 0.75 fish L-1. For glucose, quadratic effects of stocking density was observed, with the estimated value that minimizes this variable equal to 0.31 fish L-1. For plasma cortisol, it was observed quadratic effects of stocking density, with the estimated value that maximizes this variable equal to 0.53 fish L-1. For the malondialdehyde content there was a linear increase of stocking density and the enzyme superoxide dismutase there was a quadratic effect of stocking density, with the estimated value that minimizes this variable equal to 0.57 fish L-1. For the enzyme catalase, it was observed significant effect of diet with lower value for fish fed the diet supplemented with oregano oil. For the gill histopathology index it was observed increasing linear effect of stocking density. The results of water quality (toxic ammonia) and blood glucose level indicates that the best stocking density of this species is 0.31 fish L-1. Thus, it can be concluded that high stocking densities used undertake productive performance, welfare and gill integrity of the Astyanax altiparanae. Oregano oil does not act as a modulator of stress responses, however, operates on nitrogen metabolism, with lower ammonia excretion in Astyanax altiparanae.

Page generated in 0.0573 seconds