• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 335
  • 34
  • 14
  • 13
  • 12
  • 12
  • 12
  • 11
  • 8
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • Tagged with
  • 388
  • 149
  • 90
  • 55
  • 52
  • 32
  • 30
  • 30
  • 28
  • 27
  • 27
  • 27
  • 26
  • 25
  • 24
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Entre a harmonia e o caos.Contribuições para uma releitura da etnologia na Sierra Nevada de Santa Marta (Colômbia)

Gómez, Jose Arenas 09 March 2012 (has links)
Dissertação(mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2012. / Submitted by Sabrina Silva de Macedo (sabrinamacedo@bce.unb.br) on 2012-07-24T12:51:07Z No. of bitstreams: 1 2012_JoseFemmellArenasGomes.pdf: 80771732 bytes, checksum: 906f93163fadb29c0a7f40e8c1a6d682 (MD5) / Approved for entry into archive by Jaqueline Ferreira de Souza(jaquefs.braz@gmail.com) on 2012-07-27T11:02:41Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_JoseFemmellArenasGomes.pdf: 80771732 bytes, checksum: 906f93163fadb29c0a7f40e8c1a6d682 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-07-27T11:02:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_JoseFemmellArenasGomes.pdf: 80771732 bytes, checksum: 906f93163fadb29c0a7f40e8c1a6d682 (MD5) / Os Ijka, Kággaba, Kankuamo e Wiwa são quatro grupos indígenas de língua Chibchaque habitam a Sierra Nevada de Santa Marta, um grande maciço montanhoso situado ao norteda Colômbia. Embora sejam a imagem do indígena verdadeiro e puro para o senso comum dasociedade colombiana, poucos trabalhos etnográficos profundos tem sido realizados entre eles. A maior parte desses trabalhos falam de aspectos “externos” a esses grupos, tendo portanto,muitos vazios etnográficos. Este trabalho parte da idéia que para entender as realidades indígenas é preciso vê-las como entes auto-constituídos. Não se consideram aqui, de forma alguma, sociedades isoladas ou fixas. Tampouco se pode negar a importância de suas relações com os brancos ou o fato de que em sua relação com estes, instrumentalizem politicamente sua identidade étnica. Trata-se de evidenciar os elementos próprios que constituem sua socialidade, com o objetivo de não vê-las como produtos de uma relação política com o Estado. Para isso considera-se como ponto de partida o estudo sobre a pessoa, proposto pela teoria etnológica amazônica, para dar conta de elementos próprios, percebendo os quatro grupos como um sistema regional a partir de seus elementos cosmológicos e práticas compartilhadas. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The Ijka, the Kággaba, the Kankuamo, and the Wiwa, are four Chibcha-speak indigenous groups who live in the Sierra Nevada de Santa Marta, a large mountain range in the north of Colombia. Although for most of Colombian society they are the image of true and pure indians, there are few ethnographic studies on them. Most ethnographies address issues that are "external" to these groups, and several ethnographic gaps persist. This work asserts that in order to understand indigenous realities we need to visualize how such realities are self constituted. The dissertation does not claim that it deals with fixed or isolated societies. Nor does is it deny how important their relations with whites are, or how, in these relations, they instrumentalize their ethnic identity in order to attain political goals. This work highlights the proper elements that constitute these groups’ sociality and avoids seeing these populations as products of a political, state-driven relation. The dissertation takes as a starting point the study of the person as proposed by Amazonian ethnological theory. From such theoretical standpoint, the four groups’ proper elements are analyzed as a regional system composed through cosmological elements and shared practices.
2

Reinterpretação de espaços subutilizados na cidade contemporânea

Giraldo Vásquez, Catalina January 2016 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Urbanismo, História e Arquitetura da Cidade, Florianópolis, 2016. / Made available in DSpace on 2017-04-11T04:09:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 345349.pdf: 14251483 bytes, checksum: 5fd2b698d9dd6a5ac4eac0acdeb9b9b2 (MD5) Previous issue date: 2016 / Em uma perspectiva contemporânea, os vazios urbanos assumem um papel importante como áreas de oportunidade com potencial de transformação urbana. A compreensão desse potencial transformador, que se pode dizer está presente na maioria das grandes cidades, deve-se basear na realidade concreta e em novos instrumentos metodológicos. Ante essa situação, optou-se por estudar esse fenômeno urbano na cidade de Medellín, Colômbia, focando-se nas áreas industriais subutilizadas inseridas ao longo do rio Medellín, eixo estruturante do crescimento urbano e metropolitano.O estudo dessas áreas de vazio se realizou a partir do ensaio de um método que permitiu identificar os componentes da estrutura urbana que têm maior influência em sua inserção e potencial de transformação urbana, e contribuiu para a formulação de estratégias espaciais com vistas a sua reintegração urbana. Os procedimentos metodológicos privilegiaram a identificação dos componentes da estrutura da cidade, através da análise de variáveis sistêmicas - sistema morfológico e sistema funcional, dos quais se derivou o sistema de centralidades urbanas. Nessa análise foram consideradas também algumas variáveis de legitimidade do espaço. As variáveis de análise foram escolhidas por permitir uma leitura da estrutura urbana a partir da interdependência dos elementos que configuram sua forma e permitem seu funcionamento e adaptabilidade, e como signo de referência cultural e significado. A aplicação das variáveis sistêmicas e de legitimidade a Medellín permitiu verificar a estrutura da cidade e identificar a inserção urbana dos vazios industriais, a qual apresentou variações consideráveis com relação ao sistema de centralidades, sugerindo quatro tipos de vazio. Igualmente, a inserção dos tipos de vazio na estrutura urbana foi caracterizada com as variáveis sistêmicas e de legitimidade. De acordo com essa caracterização, identificou-se o potencial de transformação para os vazios industriais no eixo do rio Medellín, que deriva de sua proximidade às centralidades pré-existentes. Considera-se que as potencialidades identificadas para cada tipo de vazio poderiam ser desenvolvidas por futuras intervenções, que visem sua reintegração urbana.Assumindo que o processo de reintegração urbana implica também em considerar a escala do fragmento, analisou-se a subestrutura de um dos tipos de vazio. Essa análise foi realizada a partir das variáveis sistêmicas, identificando-se as articulações e os conflitos entre vazio e estrutura urbana a serem potencializados e resolvidos pelas intervenções. Com base no cruzamento entre os aspectos teórico-conceituais e as análises multiescalares e experimentais, contribuiu-se para a formulação de estratégias espaciais com vistas à reintegração urbana dessas áreas. Utilizou-se, assim, a intervenção urbana como instrumento para orientar uma nova fase do crescimento urbano de Medellín, e complementar a etapa do planejamento territorial com aplicações pontuais sobre o fragmento urbano.<br> / Abstract : From a contemporary perspective, the urban voids play an important role as opportunity areas with urban transformation potential. The understanding of this transformative potential, which can be say, it is present in most of the major cities, it should be based on concrete reality and new methodological instruments. Before that situation, it has been decided to study this urban phenomenon in the city of Medellin, Colombia, focusing on underused industrial areas inserted along the Medellin River, the structural axis of the urban and metropolitan growth. The study of these urban voids has been held from the test of a method that allowed identify the components of the urban structure that have the most important influence in their insertion and their potential for urban transformation, and contribute to the formulation of spatial strategies with a perspective to their urban reintegration. The methodological procedures have privileged the identification of the components of the structure of the city, through the analysis of systemic variables ?morphological system and functional system, which has derived in an urban centralities system. In this analysis, it has been also considered some variables of legitimacy of space. These analysis variables have been chosen for allow a reading of urban structure through interdependence of the elements that composed its shapes and allow its operation and adaptability, and as a sign of cultural reference and significance. The application of systematic and legitimacy variables to Medellín has revealed the structure of the city and allowed to identify the urban insertion of industrial voids, which has presented considerable variation respect to the system of centralities, suggesting four types of urban voids. The insertion of the different types of urban voids in the urban structure has been also characterized with the systematic and legitimacy variables. According to this characterization, it has been identified, for all the industrial voids in the axis of the Medellín River, a potential for urban transformation, which derives from its proximity to the pre-existing centralities. The potentials that have been identified for each type of urban void could be developed for future urban intervention, with the aim of the reintegration of these areas to the structure of the city. Assuming that urban reintegration process also imply consider the scale of the fragment, it has been analyzed the substructure of one of the urban void types. This analysis has been held from the systematic variables, identifying articulations and conflicts between urban void and urban structure to be potentiated and solved by the interventions. Based on the intersection between the theoretical and conceptual aspects, and multi-scale and experimental analyses, it was a contribution to the formulation of spatial strategies addressing the urban reintegration of these areas. In this way, the urban intervention was used as an instrument to guide a new phase of urban growth of Medellín, and complement the stage of territorial planning with specific application on the urban fragment.
3

Caracterização petrológica e metalogenética do depósito de Au de Marmato, Manizales, Colômbia

Santacruz Reyes, Leonardo 29 August 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, Programa de Pós-Graduação em Geologia, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2017-04-27T19:04:39Z No. of bitstreams: 1 2016_LeonardoSantacruzReyes.pdf: 4628549 bytes, checksum: 4a1e2d432e65f33bbc6ce8484f765483 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-04-27T23:32:45Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_LeonardoSantacruzReyes.pdf: 4628549 bytes, checksum: 4a1e2d432e65f33bbc6ce8484f765483 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-04-27T23:32:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_LeonardoSantacruzReyes.pdf: 4628549 bytes, checksum: 4a1e2d432e65f33bbc6ce8484f765483 (MD5) / O depósito de ouro de Marmato se encontra localizado em uma das principais províncias minerais na Colômbia, o cinturão do Cauca Médio, associado a um arco vulcânico, com idade que varia do final do Oligoceno até o final de Mioceno. A suíte Marmato e Aguas Claras (MACS) hospeda mineralização de ouro epitermal na parte superior e do tipo vênulas na parte profunda do grupo Marmato e uma mineralização de ouro do tipo pórfiro no grupo Aguas Claras. As idades da MACS se encontram entre 6,58 ± 0,07 Ma e 5,74 ± 0,14 Ma (U-Pb LA-ICP-MS, em zircão). Adularia hidrotermal relacionada com as zonas epitermal e do tipo vênulas, em profundidade, mostra idades 40Ar / 39Ar de 6,05 ± 0,02 Ma e 5,96 ± 0,02 Ma, as quais estão incluídas entre as intrusões pré e pós-mineralização do grupo Marmato. A MACS é composta principalmente por andesitos e dacitos, cálcio-alcalinos a cálcio-alcalinos de alta K, do tipo oxidado, pertencentes à série magnetita com alta porcentagem de Mn-ilmenita e baixa de magnetita, caracterizadas por uma assinatura "semelhante aos adakitos" com relativamente alta relação Sr/Y (>55), baixa La/Yb (<20), Mg# <0.5, e DyN/YbN <1.5. A geoquímica e as composições isotópicas de Sr-Nd sugerem um magma gerado pela fusão parcial da cunha do manto seguido de uma mínima contaminação crustal e continuado por uma cristalização fracionada em condições de alta ƒO2 e hidratação. Semelhanças de composição entre a MACS e intrusões espacialmente associadas com depósitos de ouro na Colômbia refletem processos semelhantes à escala regional para a geração de intrusões produtivas, até o final do Mioceno, logo depois de um período prolongado de magmatismo de arco, que começou no final do Oligoceno e ainda se encontra ativo. As rochas magmáticas enriquecidas com Mn-ilmenita não apenas sugerem alta ƒO2 no magma, mas também, em conjunto com pirrotita hidrotermal, caracterizam a mineralização de Au de Marmato do tipo epitermal, para o tipo de vênulas em profundidade, gerando valores de média-baixa susceptibilidade e intensidades da magnetização remanescente natural (NRM). Isto ressalta a importância deste tipo de depósito como alvos interessantes para exploração no arco vulcânico Mioceno, na Colômbia, além daqueles com típica magnetita magmática-hidrotermal associada (disseminada/vênulas). / The Marmato gold deposit is located in one of the premier mineral provinces of Colombia, the Middle Cauca belt, associated with a late Oligocene to late Miocene volcanic arc. Gold mineralizations hosted in the Marmato and Aguas Claras suite (MACS) are epithermal in the upper zone and veinlet-type in the lower zone of the Marmato group, and porphyry gold in the Aguas Claras group. The MACS was dated between 6.58 ± 0.07 Ma and 5.74 ± 0.14 Ma (U-Pb LA-ICP-MS in zircon). Epithermal to veinlet at depth related hydrothermal adularia yielded a weighted plateau 40Ar/39Ar age of (6.05 ± 0.02) Ma to (5.96 ± 0.02) Ma, for two samples, which are between the age of pre and pos-mineralization Marmato porphyry intrusions. The MACS is mainly composed by andesite to dacite rocks, calc-alkaline to high K calc-alkaline, oxidized type – magnetite series with high Mn-ilmenite contents and low magnetite, characterized by an “adakite-like” signature with relatively high Sr/Y (>55), low La/Yb (<20), Mg# <0.5, and (DyN/YbN) <1.5. Geochemistry and Sr-Nd isotopic compositions suggest a magma generated by partial melting of the mantle wedge followed by minimal crustal contamination and crystal fractionation at high ƒO2 - hydrous conditions. Compositional similarities between the MACS and spatially associated intrusions with gold deposits in Colombia mostly reflect similar regional-scale process for the generation of productive intrusions through the late Miocene after a prolonged period of arc magmatism that began in the late Oligocene (and is still active). Magmatic Mn-ilmenite bearing rocks not just suggest high ƒO2 in the magma, but also along with hydrothermal pyrrhotite characterized the Marmato epithermal to veinlet at depth Au mineralization and generate medium low susceptibility values and natural remanent magnetization (NRM) intensities. This highlight the importance of this type of deposit as interesting targets for exploration in the late Miocene volcanic arc in Colombia, in addition to those with typical associated magmatic-hydrothermal bearing magnetite (disseminate/veinlets).
4

Petrogênese e evolução do ofiolito de Aburrá, cordilheira central dos Andes colombianos

Martínez, Ana María Correa January 2007 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2007. / Submitted by Marília Freitas (marilia@bce.unb.br) on 2015-09-24T13:40:04Z No. of bitstreams: 1 2007_AnaMariaCorreMartinez_final.pdf: 9652405 bytes, checksum: 21891b1e7ff9101e9a6d1f314323ff2b (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2015-09-24T13:40:17Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2007_AnaMariaCorreMartinez_final.pdf: 9652405 bytes, checksum: 21891b1e7ff9101e9a6d1f314323ff2b (MD5) / Made available in DSpace on 2015-09-24T13:40:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2007_AnaMariaCorreMartinez_final.pdf: 9652405 bytes, checksum: 21891b1e7ff9101e9a6d1f314323ff2b (MD5) / Estudos petrográficos, geoquímicos, geocronológicos e isotópicos realizados nesta pesquisa permitiram estabelecer relações genéticas entre corpos de rochas ultramáficas e um conjunto de unidades máficas que ocorrem na cidade de Medellín e adjacências, na região do vale de Aburrá, setor noroeste da Cordilheira Central da Colômbia. As rochas ultramáficas compõem o Maciço Ultramáfico de Medellín e as unidades máficas são conhecidas como Metagabro de El Picacho, Metagabro de Boqueron e Anfibolito de Santa Elena.O Maciço Ultramáfico de Medellín consiste principalmente de dunito e em menor proporção de cromititos, harzburgito, diques ultramáficos e wehrlito. Peridotito intensamente recristalizado ocorre na base dos corpos ultramáficos. Há harzburgito com ortopiroxênio preservado (Tipo-I) e harzburgito onde o ortopiroxênio foi totalmente substituído por pseudomorfos (Tipo-II). Dunito ocorre em corpos extensos e também em bandas dentro de harzburgito Tipo-II. Os cromititos podiformes com envelopes de dunito estão associados com harzburgito Tipo-II. Wehrlito ocorre em corpos pequenos e esparsos na parte mais superior da seção ultramáfica próximo ao limite com a crosta máfica. Harzburgito Tipo-I é interpretado como peridotito residual após aproximadamente 15 a 17% de fusão parcial do manto lherzolítico. Dunito em bandas intercaladas com harzburgito Tipo-II é interpretado como resultante da interação fusão/rocha, ou seja, da reação do harzbugito com fusões percolantes dos tipos MORB ou BABB. Wehrlito é interpretado como peridotito impregnado resultante da interação de dunito com fusões do tipo MORB (ou BABB) e provavelmente também com fusões hidratadas. Os cromititos podiformes são principalmente concordantes e, em menor proporção, discordantes dos peridotitos hospedeiros. Os cromititos são do tipo rico em alumínio e exibem diferenças composicionais entre alguns depósitos. Estas diferenças são interpretadas como devidas a históricos de cristalização distintos ou à precipitação a partir de magmas com composições variáveis devido à mistura de magmas. Os resultados isotópicos de Re-Os em cromititos, dunito e harzburgito confirmam a existência de magmas com composição isotópica distinta. Há evidências de que processos de reação entre fusões percolantes e o harzburgito hospedeiro foram importantes no maciço peridotítico e provavelmente estas interações permitaram a formação dos cromititos. Desta maneira muitas das concentrações de cromita provavelmente cristalizaram como resultado da saturação em cromo dos magmas percolantes depois da sua interação com os peridotitos.O conjunto de dunito, harzburgito Tipo-II, cromititos e wehrlito é interpretado como a Zona de Transição do Ofiolito de Aburrá, onde aconteceram reação e impregnação. O ofiolito é classificado como do tipo Harzburgito.A evolução tectonomagmática do maciço peridotítico compreendeu pelo menos dois estágios. Durante o primeiro estágio uma suite composta de espinélio harzburgito foi formada durante a fusão parcial do manto. No segundo estágio o espinélio harzburgito foi afetado pela percolação de fusões tipo MORB ou BABB. O Metagabro de El Picacho preserva estruturas, texturas e composição ígneas dos protólitos que permitem classificá-las como cumulatos gabróicos. São equivalentes aos gabros acamadados ou inferiores de outros ofiolitos como o de Omã. A presença de pargasita nos metagabros e nos wehrlitos adjacentes sugere processo tardi-magmático comum entre a parte superior da zona de transição do manto e a crosta máfica inferior do ofiolito. Esta unidade apresenta evidência de recristalização na crosta oceânica produzida por deformação dinâmica e alteração hidrotermal em temperaturas decrescentes desde ~850 até ~550º C em condições de baixa pressão (<2 kbar). Plagiogranitos associados aos metagabros possivelmente se formaram a partir da fusão parcial dos gabros sob regime de alteração hidrotermal de alta temperatura ou deformação sin-alojamento. O Metagabro de Boquerón consiste em rochas metagabroicas cujo protólito tinha uma razão LaN/YbN (0.89-1.48) maior do que o protólito dos metagabros de El Picacho (LaN/YbN < 0.64). Estes gabros apresentam semelhanças com os gabros isotrópicos, varitexturados e superiores do ofiolito de Omã. Exibem evidências de alteração hidrotermal de fundo oceânico ocorrida a temperaturas (~680 e 550º C) menores do que nas rochas de El Picacho e novamente deformados provavelmente após alojamento no continente. Os Anfibolitos de Santa Elena correspondem principalmente a lavas máficas ou também a metagabros. Suas características químicas indicam que foram líquidos do tipo MORB que guardam semelhanças com as lavas e diques de Omã. Exibem evidências de ter atingido equilíbrio metamórfico na fácies anfibolito, mas as paragêneses metamórficas registram diferenças de pressão e temperatura ao longo da unidade. Essas diferenças podem ser atribuídas em parte à sua proximidade ao contato com os peridotitos e a corpos intrusivos, os quais podem ter afetado termicamente as associações metamórficas pretéritas.Idade U-Pb obtida em zircão de um plagiogranito é de aproximadamente 216,6±0,4 Ma e é interpretada como o evento de deformação e fusão parcial dos gabros na crosta oceânica, ou seja, que indica a idade mínima do ofiolito.As composições isotópicas de neodímio nas três unidades máficas são semelhantes e indicam derivação dos magmas originais de manto empobrecido. Alguns resultados de isótopos de Sr indicam possível interação com água do mar.Enquanto nos metagabros foram preservadas evidências de metamorfismo de fundo oceânico, nos anfibolitos as características de alteração hidrotermal adquiridas no ambiente oceânico foram obliteradas. Esta maior deformação nos anfibolitos possivelmente aconteceu durante o empurrão intra-oceânico e alojamento na margem continental. Os resultados obtidos nesta pesquisa permitem concluir que as unidades máficas, félsica, e o maciço ultramáfico representam um ofiolito, para o qual se propõe o nome de Ofiolito de Aburrá.As características geológicas e geoquímicas de todas as unidades estudadas são consistentes com uma evolução conjunta num mesmo sistema oceânico do tipo retro-arco.
5

Cabildo indígena e construção do Estado-nação : etnografia do processo organizativo de vitimas da violência em Cauca, Colômbia

Oviedo Ospina, Carlos Andrés 10 March 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 2014. / Submitted by Larissa Stefane Vieira Rodrigues (larissarodrigues@bce.unb.br) on 2014-10-20T18:56:29Z No. of bitstreams: 1 2014_CarlosAndrésOviedoOspina.pdf: 1497352 bytes, checksum: 17d5429cae9ab50e51af06bcaaa0a6c9 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2014-10-20T19:36:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_CarlosAndrésOviedoOspina.pdf: 1497352 bytes, checksum: 17d5429cae9ab50e51af06bcaaa0a6c9 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-10-20T19:36:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_CarlosAndrésOviedoOspina.pdf: 1497352 bytes, checksum: 17d5429cae9ab50e51af06bcaaa0a6c9 (MD5) / Embora o conflito armado na Colômbia tenha se mantido durante gerações e vitimado comunidades inteiras em toda a geografia nacional, o atual contexto apresenta uma conjuntura interessante para analisar a forma como as políticas de reconhecimento às comunidades indígenas, criam uma série de espaços participativos e para a agência política, nos quais as vítimas da violência mobilizam suas exigências para serem reparadas. Esta monografia se baseia no trabalho de campo realizado com a comunidade deslocada pela violência da região do Alto Naya no sudoeste da Colômbia, a qual foi relocalizada pelo Estado no município de Timbío (Cauca) onde se constituiu como cabildo indígena. Através dos relatos dos membros desta comunidade, proponho-me a reconstruir, em primeiro lugar, suas experiências ao habitar o território do Naya localizado na macrorregião do Pacífico e identificar as formas como esses territórios são articulados ao estado-nação e as consequências que dita articulação teve para os seus habitantes. Analiso também, a partir das observações etnográficas no território onde foram relocalizados, a adoção de uma série de práticas associadas ao reconhecimento do cabildo como entidade administrativa e de representação da comunidade, enfatizando na forma como os cabildantes se percebem como sujeitos com a capacidade de estabelecer relações e interpelar o Estado em seus diferentes níveis. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Although the armed conflict in Colombia has lasted for generations and victimized entire communities across the country, the current context presents an interesting situation to analyze how the recognition policies to indigenous communities create a number of spaces for participation and political agency, in which victims of violence mobilize their requirements in order to get them repaired. This monography is based on fieldwork conducted with the community displaced by violence in the Alto Naya region, in southwestern Colombia, which was relocated by the state in the municipality of Timbío (Cauca) where it constituted itself as indigenous cabildo. Based on the narratives of members of this community, I propose to rebuild, in the first place, their experiences regarding the way they inhabited the territory of Naya located in Pacific macro-region and to identify the ways in which these territories are articulated to the nation state and the consequences that such articulation had for its inhabitants. I analyze too, from ethnographic observations in the territory where they have been relocated, the adoption of a set of practices linked to the recognition of the cabildo as an administrative authority and as a representation of the community, emphasizing on how cabildantes perceive themselves as subjects with the ability to establish relationships and question the state at different levels. _________________________________________________________________________________ RESUMEN / Aunque el conflicto armado en Colombia se ha perpetuado durante generaciones y ha victimizado comunidades enteras a lo largo de la geografía nacional, el contexto actual presenta una coyuntura interesante para analizar la forma cómo las políticas del reconocimiento a las comunidades indígenas, crean una serie de espacios participativos y de agencia política en los que las comunidades víctimas de la violencia movilizan sus exigencias a ser reparadas. La presente monografía está basada en el trabajo de campo realizado con la comunidad desplazada por la violencia de la región del Alto Naya en el suroccidente Colombiano, que fue reubicada por el Estado en el municipio de Timbío (Cauca) donde se constituyeron como cabildo indígena. A través de los relatos de los miembros de esta comunidad me propongo reconstruir en primera instancia sus experiencias de habitar el territorio del Naya ubicado en la macro región del Pacífico, e identificar la forma como estos territorios, en tanto zona de frontera interna, son articulados al estado-nación y las consecuencias que dicha articulación tiene para sus pobladores. Analizo también, a partir de observaciones etnográficas en el territorio donde fueron reubicados, la adopción de una serie de prácticas asociadas al reconocimiento del cabildo como ente administrativo y de representación de la comunidad; enfatizando la forma cómo los cabildantes se perciben como sujetos con la capacidad de establecer relaciones e interpelar al Estado en sus diferentes niveles.
6

O processo de constituição do magistério colombiano como ator social

Rodriguez Solano, Ana 02 1900 (has links)
Submitted by Estagiário SPT BMHS (spt@fgv.br) on 2012-02-24T10:33:49Z No. of bitstreams: 1 000062771.pdf: 59617824 bytes, checksum: 7967d68efd29a1a4e3c6cd4463d24683 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-02-24T10:34:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000062771.pdf: 59617824 bytes, checksum: 7967d68efd29a1a4e3c6cd4463d24683 (MD5) Previous issue date: 1994 / O processo de constituição do magistério colombiano como ator social inicia-se quando os problemas do magistério deixam de ser considerados problemas pertencentes ao âmbito individual-privado e passam a se converter em problemas de caráter coletivo e público. Esta mudança implica a identificação do magistério como coletivo de um nível de ensino e uma região determinada, e a conformação das organizações sindicais correspondentes. O processo surge num momento de grandes reformas estatais orientadas à modernização e consolidação do capitalismo como modo de produção dominante no país. Neste contexto se produz a consolidação das demandas e das organizações regionais, a emergência de novos conteúdos comuns e formas de resistência social e a organização de todo o magistério colombiano na Federación Colombiana de Educadores. A participação na formulação de um Plano de Carreira Docente constitui a reivindicação central do magistério, o uso da força, o traço predominante na relação com o Estado e a articulação com outros atores sociais a alternativa. Com a multiplicação dos conflitos e dos espaços de intervenção o magistério enfrenta as novas exigências do momento histórico: o exercício da persuasão e a direção intelectual e moral da sociedade através do Movimiento Pedagógico, Democrático y Popular.
7

Conquista-dores e coronistas : as primeiras narrativas sobre o Novo Reino de Granada

Cancino, Juan David Figueroa 09 September 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, Programa de Pós-Graduação em História, 2016. / Submitted by Camila Duarte (camiladias@bce.unb.br) on 2017-01-16T20:34:55Z No. of bitstreams: 1 2016_JuanDavidFigueroaCancino.pdf: 4985163 bytes, checksum: 1412815abf2d71d6ce5e00d4e1fa3a2b (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-02-13T20:58:08Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_JuanDavidFigueroaCancino.pdf: 4985163 bytes, checksum: 1412815abf2d71d6ce5e00d4e1fa3a2b (MD5) / Made available in DSpace on 2017-02-13T20:58:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_JuanDavidFigueroaCancino.pdf: 4985163 bytes, checksum: 1412815abf2d71d6ce5e00d4e1fa3a2b (MD5) / Em 1537 um bando de 179 espanhóis capitaneados por Gonzalo Jiménez de Quesada irrompeu no planalto central da atual Colômbia, habitado pelos indígenas muíscas. Na tese examinamos de que maneira começou a ser imaginada pelos peninsulares essa região – denominada Novo Reino de Granada – nos dois primeiros tipos discursivos com informação circunstanciada sobre a mesma: as relações dos conquista-dores endereçadas ao rei Carlos V, e três obras gerais elaboradas por coronistas do império: a segunda parte da História general y natural de las Indias (pub. 1851) de Gonzalo Fernández de Oviedo; a Brevíssima relación de la destruición de las Indias (pub. 1552) de Bartolomé de las Casas; e La historia de las Indias de Francisco López de Gómara (pub. 1552). Nesse corpus textual sobressaem três representações do Novo Reino: como o pior cenário da “destruição das Índias” narrado por Las Casas; como a rica terra das esmeraldas para Oviedo e Gómara; e como o “terceiro reino” e a “terceira conquista” das possessões espanholas na América, de acordo com Quesada. Sugerimos que esses topoi discursivos tiveram desdobramentos na imaginação patriótica local ao longo do período colonial e republicano, com a identificação dos muíscas como a terceira “civilização” pré-colombiana. / In 1537 a group of 179 Spaniards captained by Gonzalo Jiménez de Quesada irrupted in the central plateau of Colombia, inhabited by the Muisca culture. We explore how this region named the New Kingdom of Granada – began to be imagined by peninsular authors in the first two discursive types that contained detailed information about it. The first type includes the relaciones of “conquest” addressed to King Charles V. The second type includes three general works produced by chroniclers of the empire: the second part of Historia general y natural de las Indias (pub. 1851) by Gonzalo Fernández de Oviedo; Brevíssima relación de la destruición de las Indias (pub. 1552) by Bartolomé de las Casas; and La historia de las Indias by Francisco López de Gómara (pub. 1552). In this textual corpus three representations of the New Kingdom stand out: the worst manifestation of the "destruction of the Indies" narrated by Las Casas; the rich land of emeralds in Oviedo and Gomara; and the "third realm" and "third conquest" of the Spanish possessions, according to Quesada. We suggest that these discursive topoi were eched in the local patriotic imagination during the colonial and republican period that identified the Muiscas as the “third civilization" of pre-Columbian America. / En 1537, un grupo de 179 españoles capitaneados por Gonzalo Jiménez de Quesada irrumpieron en la meseta central de la actual Colombia, habitada por los indígenas muiscas. La tesis explora cómo comenzó a ser imaginado esta región Ŕ llamada Nuevo Reino de Granada Ŕ en los dos primeros tipos discursivos con información detallada al respecto: las relaciones de “conquistadores” dirigidas al rey Carlos V y tres obras generales producidas por coronistas del imperio: la segunda parte de la História general y natural de las Indias (pub. 1851) de Gonzalo Fernández de Oviedo, la Brevíssima relación de la destruición de las Indias (pub. 1552) de Bartolomé de las Casas, y La historia de las Indias de Francisco López de Gómara (pub. 1552). En este corpus textual sobresalen tres representaciones del Nuevo Reino: como el peor escenario de la "destrucción de las Indias" narrado por Las Casas; como la rica tierra de esmeraldas para Oviedo y Gomara; y como el "tercer reino" y la "tercera conquista" de las posesiones españolas en América, según Quesada. Sugerimos que esos tópicos discursivos tuvieron ecos en la imaginación patriótica local durante el período colonial y republicano, con la identificación de los muiscas como la “tercera civilización" precolombina.
8

Percepções socioambientais do uso de glifosato na Colômbia : estudo na localidade de Carmelo Cajibio, Cauca

Narváez Rodríguez, Yeisy Lucero 12 December 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade UnB Planaltina, Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural, 2017. / Submitted by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-08-08T20:52:03Z No. of bitstreams: 1 2017_YeisyLuceroNarváezRodriguez.pdf: 1244805 bytes, checksum: e9662f09f26dea855dddd7f0aece933d (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-08-14T19:09:04Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_YeisyLuceroNarváezRodriguez.pdf: 1244805 bytes, checksum: e9662f09f26dea855dddd7f0aece933d (MD5) / Made available in DSpace on 2018-08-14T19:09:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_YeisyLuceroNarváezRodriguez.pdf: 1244805 bytes, checksum: e9662f09f26dea855dddd7f0aece933d (MD5) Previous issue date: 2018-08-08 / Este é um estudo sobre a percepção dos habitantes da comunidade do Carmelo, na aldeia de Cajibío, Departamento de Cauca, sobre os efeitos socioambientais do uso do glifosato. Foram realizadas enquetes com os habitantes da comunidade que foram contatados usando a técnica "bola de neve" e alguns dos quais são líderes comunitários. Também foi realizada uma revisão bibliográfica sobre o uso do glifosato na Colômbia. Os dados analisados sugerem que as famílias não aceitam o uso de glifosato como método para a erradicação de culturas ilícitas, no entanto, o utilizam em jardins familiares e áreas agrícolas para o tratamento de ervas daninhas e doenças que podem ocorrer em suas culturas. / This is a study about the perception of the inhabitants of the community of Carmelo, in the village of Cajibío Cauca, about the socio-environmental effects of the use of glyphosate. Surveys were carried out to inhabitants who were contacted using the "snowball" technique and some of whom are community leaders in the village. A bibliographic review was also carried out on the subject of the use of glyphosate in Colombia. The data analyzed suggest that families do not accept the use of glyphosate as a method for the eradication of illicit crops, however they use it in home gardens and agricultural areas for the treatment of weeds and diseases that may occur in their crops. / Este es un estudio acerca de la percepción de los pobladores de la comunidad el Carmelo, en el corregimiento de Cajibío Cauca, sobre los efectos socio ambientales del uso del glifosato. Fueron realizadas encuestas a pobladores aplicando la técnica “bola de nieve” para seleccionar a los encuestados, algunos de los cuales son líderes comunitarios en el corregimiento. También se realizó una revisión bibliográfica acerca del tema del uso del glifosato a nivel nacional estudiando e investigando influencias del uso del glifosato en las fumigaciones del gobierno de Colombia. Los datos obtenidos sugieren que las familias no aceptan el uso del glifosato como método para la erradicación de cultivos ilícitos. Sin embargo, lo usan en las huertas caseras y zonas agrícolas para el tratamiento de las malezas y enfermedades que se puedan producir en sus cultivos.
9

Caracterização geoquímica e geocronológica do embasamento mesoproterozóico da parte norte da serrania de San Lucas (Colômbia)

Cuadros Jiménez, Federico Alberto 11 September 2012 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2012. / Capítulo 1, 2, 3 e 5 - Texto em português. / Capítulo 4 - Texto em inglês. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2012-12-17T10:08:15Z No. of bitstreams: 1 2012_FedericoAlbertoCuadrosJimenez.pdf: 33097913 bytes, checksum: 28e3504da82d90ba6596dba56f44e639 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2012-12-20T13:51:14Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_FedericoAlbertoCuadrosJimenez.pdf: 33097913 bytes, checksum: 28e3504da82d90ba6596dba56f44e639 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-12-20T13:51:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_FedericoAlbertoCuadrosJimenez.pdf: 33097913 bytes, checksum: 28e3504da82d90ba6596dba56f44e639 (MD5) / A Serrania de San Lucas (SSL) é o extremo mais setentrional da Cordilheira Central Colombiana e é considerada como parte do Terreno Chibcha, caracterizado por rochas de meio a alto grau do Mesoproterozóico Superior-Neoproterozóico Inferior. Na parte norte da SSL aflora um conjunto de rochas composto por granito-gnaisse e rochas metamáficas que incluem metamonzogabro, anfibolito e granulito retrogradados, intrudidos por um batólito granodiorítico. Altos teores de elementos traço incompatíveis permitem classificar as rochas graníticas gnáissicas na categoria tipo A, enquanto que os padrões nos diagramas multi-elementos indicam uma afinidade com OIB para as rochas metamáficas. No entanto, essas mesmas feições geoquímicas e valores do índice de saturação de alumínio e a razão MgO/TiO2 no granito-gnaisse sugerem a presença de materiais relacionados a arco e/ou sedimentares na fonte que deu origem aos magmas precursores das rochas félsicas e máficas. Levando em conta essas características e alguns outros exemplos da literatura, estas rochas podem ser relacionadas a um contexto tectônico pós-colisional, tendo sido geradas a partir de magmas com influência de materiais de arco e/ou orogênicos. Análises de U-Pb em zircão sugerem idades de cristalização entre 1.54 e 1.50 Ga para os protólitos do granito-gnaisse e o metamonzogabro. Adicionalmente, valores de εNd(T) entre +2.3 e +4.7 e razões iniciais 87 Sr/ 86 Sr entre 0.7020 e 0.7037 (este último sendo o caso das rochas metamáficas) sugerem uma origem mantélica para os dois tipos de rochas, as quais possuem um caráter esencialmente juvenil como indicado por valores de TDM entre 1.5 e 1.7 Ga. Uma correlação geoquímica e geocronológica entre as rochas graníticas estudadas e a Suíte Granítica tipo A do Rio Uaupés (~1.52 Ga) na Província Rio Negro do Cráton Amazônico pode ser estabelecida, o que permite inferir um transporte desde o sul para o Terreno Chibcha como indicado por modelos anteriores. Bordas metamórficas em zircões do granito-gnaisse e o metamonzogabro apresentaram idades entre 1180 e 930 Ma consistentes com idades de terrenos metamórficos relacionados no Equador, Venezuela, Perú, México e América Central. Esses terrenos são considerados como parte da margem noroeste de Amazônia durante a sua colisão com Báltica no contexto da Orogenia Grenvilliana/Sveconorueguesa relacionada à conformação final de Rodínia. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The San Lucas Range (SLR) makes up the northernmost end of the Colombian Central Cordillera and is regarded as a part of the Chibcha Terrane, which is characterized by medium- to high-grade Upper Mesoproterozoic-Lower Neoproterozoic rocks. To the north of the SLR, outcrops of granite-gneiss and metamafic rocks including retrograded metamonzogabbro, amphibolite and granulite can be found, all those units being intruded by a granodioritic batholith. High amounts of incompatible trace elements allow classifying the granite-gneissic rocks into the A-type category, while the multi-element diagram patterns of the metamafic rocks indicate an affinity with OIB. However, the same geochemical proxies and values of the aluminum saturation index and MgO/TiO2 ratios in the granite-gneiss suggest the presence of arc-related/sedimentary materials within the source from which the precursor magmas of both the felsic and mafic rocks were originated. Taking into account these features and some other examples within the literature, these rocks might be related to a post-collisional context, having been generated from magmas influenced by arc-related and/or orogenic components. U-Pb zircon geochronology suggests crystallization ages between 1.54 and 1.50 Ga for the protoliths of the granite-gneiss and the metamonzogabbro. Furthermore, values of εNd(T) between +2.3 and +4.7 and 87 Sr/86 Sr initial ratios from 0.7020 to 0.7037 (the latter being the case of the metamafic rocks) suggest a mantle origin for both rock types, which display an essentially juvenile nature as indicated by values of TDM between 1.5 and 1.7 Ga. A geochemical and geochronological correlation between the studied granitic rocks and the A-type Rio Uaupés Granitic Suite (~1.52 Ga) in the Rio Negro Province of the Amazonian Craton can be established, thus constraining a provenance from southern latitudes for the Chibcha Terrane as stated by earlier models. Metamorphic rims of zircons from both the granite-gneiss and the metamonzogabro yielded ages between 1180 and 930 Ma, which are consistent with ages of related metamorphic terranes in Ecuador, Venezuela, Perú, México and Middle America. These terranes are regarded as part of the northwestern border of Amazonia during its collision with Baltica in the context of the Grenvillian/Sveconorwegian Orogeny related to the final assembly of Rodinia. _______________________________________________________________________________________ RESUMEN / La Serranía de San Lucas (SSL) constituye el extremo más septentrional de la Cordillera Central Colombiana y es considerada como parte del Terreno Chibcha, caracterizado por rocas de medio a alto grado del Mesoproterozoico Superior-Neoproterozoico Inferior. En la parte norte de la SSL aflora un conjunto de rocas compuesto por gneiss granítico y rocas metamáficas incluyendo metamonzogabro, anfibolita y granulita retrogradadas, intruídas por un batolito granodiorítico. Altos contenidos de elementos traza incompatibles permiten clasificar las rocas graníticas dentro de la categoría tipo A, mientras que los patrones de diagramas multielementos indican una afinidad con OIB para las rocas metamáficas. No obstante, esas mismas características geoquímicas y valores del índice de saturación de aluminio y la razón MgO/TiO2 en el gneiss granítico sugieren la presencia de materiales de arco y/o sedimentarios en la fuente que dió origen a los magmas precursores de las rocas félsicas y máficas. Teniendo en cuenta esas características y algunos ejemplos de la literatura, estas rocas pueden ser relacionadas a un contexto tectónico post-colisional, habiendo sido generadas a partir de magmas con influencia de componentes de arco y/o orogénicos. Análisis de U-Pb en zircón sugieren edades de cristalización entre 1.54 y 1.50 Ga para los protolitos del gneiss granítico y el metamonzogabro. Adicionalmente, valores de εNd(T) entre +2.3 y +4.7 y razones iniciales 87 Sr/86 Sr entre 0.7020 y 0.7037 (siendo este último el caso de las rocas metamáficas) sugieren un origen mantélico para ambos tipos de rocas, las cuales poseen un carácter esencialmente juvenil según valores de TDM entre 1.5 y 1.7 Ga. Una correlación geoquímica y geocronológica entre las rocas graníticas estudiadas y la Suite Granítica tipo A del Río Uaupés (~1.52 Ga) en la Provincia Río Negro del Craton Amazónico puede ser establecida, lo que permite inferir un transporte desde el sur para el Terreno Chibcha como había sido ya indicado por modelos anteriores. Bordes metamórficos en zircones del gneiss granítico y el metamonzogabro proporcionaron edades entre 1180 y 930 Ma, las cuales son consistentes con edades de terrenos metamórficos relacionados en Ecuador, Venezuela, Perú, México y Centroamérica. Estos terrenos son considerados como parte de la margen noroeste de Amazonia durante su colisión con Báltica en el contexto de la Orogenia Grenvilliana/Sveconoruega relacionada a la conformación final de Rodinia.
10

Narrativa e geografia no Caribe colombiano (1962-1984)

Ramos Júnior, Dernival Venâncio 04 1900 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, 2009. / Submitted by Allan Wanick Motta (allan_wanick@hotmail.com) on 2010-03-11T20:06:15Z No. of bitstreams: 1 2009_DernivalVenancioRamosJunior.pdf: 737777 bytes, checksum: 02cedc7fef47b6a8b71ea4bd0e592d8a (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2010-04-15T22:04:18Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_DernivalVenancioRamosJunior.pdf: 737777 bytes, checksum: 02cedc7fef47b6a8b71ea4bd0e592d8a (MD5) / Made available in DSpace on 2010-04-15T22:04:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_DernivalVenancioRamosJunior.pdf: 737777 bytes, checksum: 02cedc7fef47b6a8b71ea4bd0e592d8a (MD5) Previous issue date: 2009-04 / No mapa simbólico da nação, o Caribe colombiano ou “La Costa” esteve, historicamente, marcado como território da barbárie, do selvagem e do primitivo. Narrativas como Manuela de Eugênio Diaz Castro, La vorágine de José Eustasio Rivera e 4 años a bordo de mi mismo de Eduardo Zalamea Borda ajudaram a construir e manter o que o historiador Alfonso Múnera chamou de hierarquia territorial através da atualização deste mapa simbólico. Por outro lado, no fim da década de 1950, os escritores “costeños” começaram a disputar a região à essa representação negativizada da região. Obras como El hostigante verano de los dioses e Los pañamanes de Fanny Buitrago, Cien años de soledad, La increíble y triste historia de la cândida Eréndira y de su abuela desalmada e El otoño del patriarca de Gabriel García Márquez, La tejedora de coronas de Germán Espinosa e Changó el gran putas de Manuel Zapata Olivella procuram disputar e desestabilizar estes estereótipos, construindo sentidos e representações alternativas. Este trabalho procura explorar estas representações como parte do discurso cultural “costeño”, que se estrutura a partir da disputa e recolocação de “La Costa” no mapa nacional colombiano. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / According to the symbolic map of the nation, the Colombian Caribe or “La Costa” was marked, historically, as barbarian, salvage and primitive territory. Manuela by Eugênio Diaz Castro, La vorágine by José Eustasio Rivera and 4 años a bordo de mi mismo by Eduardo Zalamea Borda helped to construct and sustain the territorial hierarchy when they updated that symbolic map, as it was said by Alfonso Múnera. On other hand, at the end of 1950’s, the “costeños” writers started to fight against the negative vision which was given to “La Costa”. El hostigante verano de los dioses and Los pañamanes by Fanny Buitrago, Cien años de soledad, La increíble y triste historia de la cândida Eréndira y de su abuela desalmada and El otoño del patriarca by Gabriel García Márquez, La tejedora de coronas by Germán Espinosa and Changó el gran putas by Manuel Zapata Olivella are important ubres to produce an alternative representation far away from the concept of barbarian. This thesis will examine these representations as important part to the “costeño” cultural discourse, which disputes and relocates “La Costa” in the National Colombian map.

Page generated in 0.1311 seconds