• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 125
  • 29
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 160
  • 88
  • 62
  • 45
  • 41
  • 41
  • 38
  • 36
  • 29
  • 26
  • 25
  • 21
  • 17
  • 16
  • 15
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

A eletroacupuntura atenua a colite experimental induzida por TNBS via ativação de interleucina 10 e inibição de óxido nítrico sintase induzida / The electroacupuncture attenuates experimental colitis TNBS-INDUCED via activation of interleukin 10 and inhibition of nitric oxide synthase induced

Goes, Annya Costa Araújo de Macêdo January 2014 (has links)
GOES, Annya Costa Araújo de Macêdo. A eletroacupuntura atenua a colite experimental induzida por TNBS via ativação de interleucina 10 e inibição de óxido nítrico sintase induzida. 2014. 113 f. Tese (Doutorado em Cirurgia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2014. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2014-08-19T15:48:25Z No. of bitstreams: 1 2014_tese_acamgoes.pdf: 19483930 bytes, checksum: f9454ee5a932df9cced9e223c7832892 (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2014-08-19T15:48:51Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_tese_acamgoes.pdf: 19483930 bytes, checksum: f9454ee5a932df9cced9e223c7832892 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-08-19T15:48:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_tese_acamgoes.pdf: 19483930 bytes, checksum: f9454ee5a932df9cced9e223c7832892 (MD5) Previous issue date: 2014 / The etiology of inflammatory bowel disease (IBD) involves genetic, environmental and immunological factors. There are clinical reports of the use of acupuncture on IBD, however its therapeutic mechanisms are still uncertain. The purpose of this work is to study the anti-inflammatory and analgesic actions of electroacupuncture on a experimental colitis model. Male Swiss rats, divided in six groups (n=6-9), were subjected to induction of colitis by TNBS in 50% ethanol. The controls were saline (SAL) and ethanol (ETNL). The animals with colitis were treated with electroacupuncture (EAC) at the ST-36 acupoint, 100Hz, false electroacupuncture (FEAC), 100Hz, and dexamethasone (DEXA), 1 mg/Kg/day. Visceral hyperalgesia was evaluated by means of the Von Frey test. After three days, a colon segment was obtained for macroscopic and histopathological analysis, quantification of the activity of myeloperoxidase, Immunohistochemistry for iNOS, and quantification of malondialdehyde and cytokines (TNF-α, IL-1β, IL-10). The parametric data were analyzed with ANOVA/Tukey test or test T, and the non-parametric data with Kruskal-Wallis/Dunn test. There was an increase on the wet weight of the colons on group TNBS, and prevention of this event on group EAC. The groups TNBS and EAC showed an increase on neutrophil infiltration, as compared to the other groups. The group TNBS showed increased values for the microscopic scores, as compared to the treated groups. The groups TNBS and EAC showed an increase on the concentration of IL-1β in the colon. The group TNBS showed suppression of the concentration of IL-10 in the colon, prevented by treatment with EAC. The group EAC showed decrease on the concentration of MDA in the colon, as compared to the other groups. The group EAC showed decrease on the expression of iNOS in the connective, as compared to the treated groups. The group TNBS did not show any alterations of hypernociception, as evaluated with Von Frey, at 24 and 72 hours. It can be therefore concluded that electroacupuncture, at the acupoint ST-36, 100Hz, showed anti-inflammatory action on the colitis induced by TNBS in 50% ethanol, by means of increase of IL-10 concentration and decrease on the expression of iNOS. / A etiopatogenia das doenças inflamatórias intestinais idiopáticas (DII) envolve fatores genéticos, ambientais e imunológicos. Há relatos do uso da acupuntura no tratamento da DII, porém seus mecanismos ainda são incertos. A proposta deste trabalho é estudar a ação antiinflamatória e analgésica da eletroacupuntura em modelo de colite experimental. Utilizaram-se camundongos machos Swiss, distribuídos em seis grupos (n=6-9), submetidos a indução de colite por TNBS em etanol a 50%. Os controles do modelo foram salina (SAL) e etanol (ETNL). Os animais com colite foram tratados com eletroacupuntura (EAC) no acuponto ST-36, 100Hz, falsa-eletroacupuntura (FEAC) 100Hz e dexametasona (DEXA) 1mg/Kg/dia. A hiperalgesia visceral foi avaliada pelo teste de Von Frey. Após três dias, foi coletado segmento de cólon para análises macroscópicas, histopatológicas (H-E), dosagem da atividade de mieloperoxidase, imunoistoquímicas para iNOS e dosagem de malonaldeído, e citocinas (TNF-α, IL-1β, IL-10). Os dados paramétricos foram analisados por ANOVA/teste de Tukey ou teste T e os dados não paramétricos por Kruskal-Wallis/teste de Dunn. Houve aumento do peso úmido dos cólons no grupo TNBS e prevenção desse evento no grupo EAC. Os grupos TNBS e EAC apresentaram aumento na infiltração de neutrófilos no cólon em relação aos demais grupos. O grupo TNBS apresentou aumento na pontuação dos escores microscópicos em relação aos grupos tratados. Os grupos TNBS e EAC apresentaram aumento na concentração de IL-1β no cólon. O grupo TNBS apresentou supressão na concentração de IL-10 no cólon, prevenido pelo tratamento com EAC. O grupo EAC apresentou diminuição na concentração de MDA no cólon em relação ao grupo TNBS. O grupo EAC apresentou diminuição na expressão de iNOS no conjuntivo em relação ao grupo TNBS. O grupo TNBS não apresentou alteração da hipernocicepção, avaliada pelo Von Frey, nos tempos 24 e 72 horas. Conclui-se que eletroacupuntura, a 100Hz no acuponto ST-36, apresentou ação antiinflamatória na colite por TNBS em etanol a 50% através do aumento na concentração de IL-10 e redução na expressão de iNOS.
2

Pathogénie et traitement de la colite muco-membraneuse.

Nepper, H. January 1906 (has links)
Th.--Méd.--Paris, 1905-1906. / Paris, 1905-1906, t. 35, n ° 430.
3

Estudo dos mecanismos envolvidos nas respostas contráteis induzidas por agonistas B1 e B2 para as cininas em cólons de camundongos

Hara, Daniela Balz January 2007 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Farmacologia / Made available in DSpace on 2012-10-23T07:48:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 246668.pdf: 3951481 bytes, checksum: 0b0a74b376120ee43c9c8d2e27a98945 (MD5) / O presente estudo analisou através de técnicas farmacológicas alguns mecanismos envolvidos na resposta contrátil induzida pelas cininas em cólons normais ou com colite por TNBS. Foi constatado que a contração induzida pela BK e análogos é mediada por receptores do tipo B2 e não por receptores do tipo B1. Além disso, foi demonstrado que a resposta contrátil à BK é mediada pelo influxo de cálcio externo, ativação de canais de cálcio do tipo L e N, liberação neuronal de acetilcolina, pela participação de neuropeptídeos, prostanóides, leucotrienos e pelo TRPV1. Também foi demonstrado que o receptor B1 pode ser induzido in vitro após a montagem das preparações alcançando respostas contráteis máximas em 6-8 h. Também foi evidenciado que a colite promove aumento da resposta contrátil à BK e a des-Arg9-BK sugerindo a indução dos receptores B1 e B2. Essa hipótese foi confirmada através da realização do ensaio de união específica com os ligantes [3H]-BK ou [3H]-des-Arg10-calidina, os quais revelaram aumento na densidade de ambos os receptores sem, no entanto, causar alteração da afinidade desses receptores pelo agonista. Ademais, foi constatado que na colite ocorreu aumento da expressão do RNAm para os receptores das cininas. Confirmou-se também, pela utilização de animais com deleção gênica para os receptores B1 ou B2, que ambos são necessários para a indução do dano tecidual colônico. Por outro lado, foi verificada que a indução in vivo do receptor B1 é dependente de síntese protéica, PI3K?, NF-?B, TNFa e da participação da iNOS. Os estudos também indicam que a resposta contrátil induzida pela des-Arg9-BK envolve o influxo de cálcio externo, a ativação de canais de cálcio do tipo L, da degradação do ácido araquidônico bem como de seus metabólitos, de enzimas iNOS e eNOS e proteínas quinases PKA, PKC, PI3K? e MEK. Os resultados do presente trabalho contribuem para o melhor entendimento dos mecanismos envolvidos nas respostas contráteis mediadas pelos receptores B1 e B2, bem como o papel desses receptores na colite ulcerativa.
4

Avaliação do efeito antiinflamatório e imunomodulador de uma mistura dos triterpenos pentacíclicos a-amirina e ß-amirina sobre a colite induzida pelo ácido 2,4,6-trinitrobenzeno sulfônico em camundongos

Vitor, Carlos Eduardo January 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pos-Graduação em Farmacologia. / Made available in DSpace on 2012-10-23T08:40:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 243101.pdf: 3620449 bytes, checksum: 5fc05bed465c1eda764fc29bc4518b65 (MD5) / a,b-Amirina é uma mistura 1:1 de dois triterpenos pentacíclicos isolados a partir das resinas da planta Protium kleinii. Alguns trabalhos têm mostrado que a a,b-amirina possui atividade antiinflamatória e antinociceptiva. No entanto, seus efeitos sobre doenças inflamatórias intestinais ainda não foram descritos. O objetivo deste trabalho foi avaliar se o tratamento sistêmico curativo com a,b-amirina era capaz de melhorar a inflamação intestinal, comparativamente com a dexametasona, em um modelo de colite experimental induzida em camundongos. A colite experimental foi induzida em camundongos pela injeção intracolônica de ácido 2,4,6-trinitrobenzeno sulfônico (TNBS). Vinte e quatro horas depois foi iniciado o tratamento sistêmico com a,b-amirina de 12 em 12 horas ou com a dexametasona. Setenta e duas horas após a indução de colite, os animais foram sacrificados e os seguintes parâmetros foram avaliados: o dano macro e microscópico, a infiltração de células polimorfonucleares, os níveis teciduais de citocinas e a expressão do fator de crescimento do endotélio vascular e do NF-kB p65 fosforilado foram avaliados. Alterações fisiopatológicas na estrutura do timo, no peso do baço e nos níveis de corticosterona plasmáticas também foram analisadas. O mesmo protocolo foi realizado utilizando-se camundongos com deleção gênica para a IL-10 (camundongos IL-10-/-) e o dano macroscópico foi avaliado. Os tratamentos com a,b-amirina ou com dexametasona melhoram significativamente o dano macro e microscópico e praticamente aboliram a infiltração de células polimorfonucleares observada no cólon dos animais. O tratamento com a,b-amirina, bem como com a dexametasona, também diminuiu os níveis teciduais da citocina IL-1b e recuperou os níveis basais da citocina IL-10. A expressão de VEGF também foi diminuída pelo tratamento com a,b-amirina. Curiosamente, o tratamento com dexametasona não exibiu tal efeito. Ambos os tratamentos foram capazes de reduzir drasticamente a expressão da forma fosforilada do NF-kB. No entanto a IL-10 parece não desempenhar o papel mais relevante para o efeito antiinflamatório da a,b-amirina, nem para a dexametasona, uma vez que o tratamento de animais IL-10-/- com colite com a,b amirina causou inibição semelhante àquela observada. Ao contrário do observado para a dexametasona, nenhuma alteração histopatológica na estrutura do timo foi observada nos animais tratados com a I,J-amirina. Os níveis plasmáticos de corticosterona e o peso do baço também não foram alterados pela I,J- amirina. Esses resultados em conjunto demonstram pela primeira vez que o tratamento com a a,b-amirina foi tão eficaz quanto a dexametasona na inibição da colite experimental induzida por TNBS em camundongos, sendo isento de alguns dos efeitos imunossupressores típicos dos glicocorticóides. Este trabalho sugere que a a,b-amirina pode ser um potencial agente terapêutico para o tratamento de pacientes com doenças inflamatórias intestinais. a-Amyrin and b-amyrin are a 1:1 mixture of two pentacyclis triterpenes isolated from the resin of the plant Protium kleinii. Previous works have shown that a,b-amyrin has anti-inflammatory and anti-nociceptive effects. However, the effect of a,b-amyrin on intestinal inflammation has not been evaluated yet. The aim of this study was to determine whether or not the curative treatment with a,b-amyrin ameliorates colonic inflammation, in comparison to dexamethasone treatment, in a mouse model of inflammatory bowel disease. Trinitrobenzene sulfonic acid (TNBS)-colitis was induced and 24 h later mice were treated systemically with a,b-amyrin twice a day. Seventy two hours after colitis induction the animals were sacrificed and the following parameters were evaluated: the macro and microcospic damage, polymorphonuclear cells infiltration, tissue cytokine levels, vascular endothelium growth factor (VEGF) and phosphor-NF-kB p65 expression. Histopathologic changes on thymus structure, spleen weight and corticosterone levels in the plasma were also analyzed. The same protocol was performed using gene-modified that lack the protein interleukin-10 (IL-10- /- mice) and macroscopic damage was assessed. Both a,b-Amyrin and dexamethasone treatment markedly improved the macro and microscopic damage and completely abolished the polymorphonuclear cells nfiltration into the colon tissue. The treatment with a,b-amyrin, as well as with dexamethasone, also diminished the tissue levels of IL-1J and recovered the basal levels of IL-10. The expression of VEGF was also diminished by the a,b-amyrin treatment. Curiously, the treatment with dexamethasone did not exhibited such effect. The treatment with a,b-amyrin as well as the treatment with dexamethasone markedly reduced the phospho-NF-kB p65 expression. However, IL-10 does not seem to play a key role in a,b-amyrin antiinflammatory effect since the TNBS-induced colitis in IL-10-/- mice was ameliorated by both treatment. In contrast to dexamethasone, no histopathologic change in thymus structure was observed in animals treated with a,b-amyrin. The plasma levels of corticosterone and the spleen weight were neither altered by a,b-amyrin treatment. These results altogether show for the first time that treatment with a,b-amyrin exhibited the same efficacy as the treatment with dexamethasone in improving murine experimental colitis without exhibited some of the immunosuppressive effects typically observed after the treatment with glucocorticoids. This work suggests that a,b-amyrin could be a potential therapeutic agent for the treatment of patients with inflammatory bowel disease.
5

Efeito do SB225002, antagonista seletivo do receptor para quimiocinas CXCR2, no modelo de colite induzida pelo ácido 2,4,6-trinitrobenzeno sulfônico (TNBS) em camundongos

Bento, Allisson Freire 24 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pos-Graduação em Farmacologia, Florianópolis, 2008. / Made available in DSpace on 2012-10-24T05:44:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 271599.pdf: 9768628 bytes, checksum: ac3442843a34970b9d196ca07b9b8959 (MD5) / Os neutrófilos são células importantes para a eliminação de patógenos, no entanto, o recrutamento excessivo dessas células pode levar a lesão tecidual. Essa migração é mediada pelas quimiocinas CXC, e seus receptores, CXCR1 e CXCR2 presentes nos neutrófilos. Dessa forma, a redução do influxo de células durante o processo inflamatório, através da inibição desses receptores, pode ser uma alternativa terapêutica apropriada para o tratamento de inúmeras doenças inflamatórias, como as doenças inflamatórias intestinais (IBD). O presente estudo buscou avaliar se o tratamento sistêmico curativo com antagonista seletivo para o receptor CXCR2, SB225002, era capaz de reduzir a inflamação intestinal, no modelo de colite induzida pelo TNBS em camundongos. O SB225002 (SB) ou dexametasona (DEX) (controle positivo) foram administrados 24 h após a indução da colite, de 12 em 12 horas por três dias. No terceiro dia após a indução da colite, os animais foram sacrificados e diferentes parâmetros inflamatórios foram avaliados. A administração do TNBS induziu danos macro e microscópicos no cólon dos animais, encurtamento e edema desse tecido, além de aumento do peso do baço, causando, em muitos casos, a morte dos animais. Os tratamentos com SB ou DEX reduziram de forma significativa todos os parâmetros analisados, demonstrando uma melhoria no quadro inflamatório. Alguns dos mecanismos envolvidos nos efeitos do SB também foram analisados. O tratamento sistêmico reduziu o influxo de neutrófilos, a atividade da enzima MPO, os níveis de IL-1ß e KC além da expressão das proteínas VEGF, iNOS e COX-2, no cólon dos animais. Adicionalmente, os níveis das citocinas antiinflamatórias IL-4 e IL-10 estavam aumentados no cólon de animais que receberam SB. Dessa forma, nossos resultados demonstraram que o bloqueio seletivo do receptor CXCR2, através da ação do antagonista SB, se mostrou eficaz em reduzir a inflamação colonica no modelo de colite induzida por TNBS, sugerindo que o SB é um potencial agente terapêutico para o tratamento das doenças inflamatórias intestinais.
6

O efeito protetor da glutamina na colite experimental induzida por ácido acético

Fillmann, Henrique Sarubbi January 2007 (has links)
Foram investigados os efeitos da glutamina sobre marcadores de estresse oxidativo, ativação do fator de transcrição nuclear Kappa Beta e mediadores próinflamatórios em um modelo de colite experimental induzida por ácido acético em ratos Wistar. A glutamina (25 mg / Kg), foi administrada via retal 48 e 24 horas antes da instilação de ácido acético. A Glutamina reduziu significativamente os escores de dano histológico e preveniu parcialmente a diminuição das pressões anais esfincterianas nos animais que receberam ácido acético. Os valores da lipoperoxidação medidos por TBARS e quimiluminescência foram significativamente inferiores no grupo que recebeu glutamina profilática em comparação ao grupo colite. A instilação de ácido acético induziu a um aumento significativo na expressão do NF-KB no núcleo, o que resultou em alterações nas concentrações citosólicas do IKK e da forma não fosforilada do inibidor IKB. A expressão da enzima óxido nítrico sintase (iNOS) e da cicloxigenase-2 (COX-2) estão significativamente aumentados. Todos estes efeitos foram parcialmente prevenidos pela administração de glutamina. Concluiu - se que a atividade antinflamatória da glutamina no modelo de colite induzida por ácido acético em ratos deve-se, pelo menos em parte, pela inibição da expressão de certos mediadores pró - inflamatórios que são regulados pela rota de transcrição do NF-KB.
7

Síntese, caracterização e atividade biológica de N,N-diariluréias, frente a diferentes modelos de hipernocicepção e na colite em camundongos

Leal, Paulo César 24 October 2012 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Programa de Pós-Graduação em Química, Florianópolis, 2009. / Made available in DSpace on 2012-10-24T07:49:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 273187.pdf: 3970732 bytes, checksum: 78367ca83a4885cf541dc10946206595 (MD5) / O presente estudo avaliou os efeitos antinociceptivos de um antagonista seletivo e não peptídico do receptor transmembrana de quimiocinas CXCR2, o SB225002 e 33 N,N-diariluréias, análogos sintéticos preparados utilizando ferramentais racionais utilizadas em química medicinal. Foram avaliados frente a diversos modelos experimentais de dor em camundongos. A nocicepção espontânea via a administração i.p. de SB225002 causou uma redução consistente e dose dependente das constrições abdominais induzidas por ácido acético, visto que não afetou significativamente a nocicepção induzida pela formalina, pela capsaicina, pelo glutamato ou pelo éster de phorbol. O tratamento sistemático com SB225002 reduziu impressionantemente a nocicepção espontânea induzida por 8-Br-cAMP, ou a hipernocicepção mecânica induzida pela prostaglandina E2 (PGE2), pela epinefrina, ou pela quimiocina KC. No modelo da carragenina o SB225002 foi eficaz em impedir a hipernocicepção mecânica, quando administrado por vias i.p., i.t ou i.c.v., ou mesmo quando co-administrado com o carragenina na pata do rato, indicando locais periféricos e centrais da ação para o SB225002. Além, o tratamento via i.p. com SB225002, reduziu significativamente o aumento na atividade da mieloperoxidase (MPO) ou a elevação de IL-1(beta), de TNFa ou de níveis do KC depois da injeção da carragenina. Quando examinada nos modelos crônicos da dor induzidos pelo complexo adjvante de Freund (CFA) ou pela constrição parcial do nervo ciático (CPNC), a administração repetida de SB225002 indicou efeitos antinociceptivos proeminentes e duradouros. Notável que SB225002 não induziu efeitos centrais inespecíficos, como avaliados nos testes do campo aberto ou de rota-rod ou mesmo nas respostas da latência para estímulos térmicos. As 33 N, N-diariluréias sintetizadas, foram avaliadas frente ao modelo de hipernocicepção mecânica induzido pela carragenina; onde nove compostos (A00, A03, A04, A05, A07, A08, A09, A16 e A28) apresentaram melhor eficácia, mas potência inferior ao valor encontrado para o SB225002, utilizado como modelo no presente estudo. Embora os neutrófilos sejam implicados fortemente em eliminar os micróbios patogénicos, o recrutamento excessivo pode causar dano tecidual. Conseqüentemente, reduzir o influxo celular durante um processo inflamatório pode ser um alvo potencial para tratar as doenças inflamatórias intestinais, porque o receptor CXCR2 está diretamente envolvido na migração dos neutrófilos, este estudo também avaliou se o tratamento terapêutico sistemático com o antagonista seletivo de quimiocinas, o receptor CXCR2, o SB225002 melhora a colite experimental, que foi induzida nos ratos pelo ácido 2.4.6-trinitrobenzeno sulfônico (TNBS). Os 09 compostos análogos sintéticos mais efetivos serão avaliados neste modelo futuramente. Nossos dados confirmam o importante papel exercido pelas quimiocinas nos processos que envolvem a dor, indicando que o antagonista seletivo para o receptor CXCR2, o SB225002 e seus 09 compostos análogos sintetizados que apresentaram eficácia superior ao SB225002, podem representar alternativas interessantes e inovadoras para a gerência de estados dolorosos agudos e crônicos.
8

Ação antiespasmódica e anti-inflamatória do cinamato de metila em trato gastrintestinal de ratos submetidos a modelo de colite por ácido acético

Lima Júnior, Francisco José Batista de January 2013 (has links)
LIMA JÚNIOR, Francisco José Batista de. Ação antiespasmódica e anti-inflamatória do cinamato de metila em trato gastrintestinal de ratos submetidos a modelo de colite por ácido acético. 2013. 99 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2016-03-22T13:13:21Z No. of bitstreams: 1 2013_dis_fjblimajunior.pdf: 1622438 bytes, checksum: e5689fb1a406f1c272a9eb1e4d38c2b6 (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2016-03-22T13:28:09Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_dis_fjblimajunior.pdf: 1622438 bytes, checksum: e5689fb1a406f1c272a9eb1e4d38c2b6 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-03-22T13:28:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_dis_fjblimajunior.pdf: 1622438 bytes, checksum: e5689fb1a406f1c272a9eb1e4d38c2b6 (MD5) Previous issue date: 2013 / It was previously shown that the essential oil of Ocimum micranthum (EOOM), and its major constituent, methyl cinnamate (MC), have myorelaxant action on tracheal smooth muscle, airway anti-inflammatory and anti-nociceptive on rodents. The present work aimed to evaluate the antispasmodic and anti-inflammatory potential of MC on gastrointestinal tissues from rats subjected to acetic acid-induced colitis model. EOOM inhibited carbamylcholine- (CCh; 1 M) and KCl-induced (60 mM) contractions in stomach fundus strips with IC50 of 91.9 g/mL and 46.8 g/mL, respectively. It significantly reduced the basal tonus as well as the spontaneous contractions in duodenum. The isomers (Z)- or (E)-MC also inhibited CCh and KCl contractions in fundus, antrum, duodenum and colon strips, without differences between the effects caused by the isomers in each segment. MC significantly inhibited CCh in lower concentration in comparison with KCl, but with decreased potency if compared to atropine. (E)-MC inhibited intracellular calcium stores-dependent contractions, and its effect seems not to involve the activity of the nitric oxide synthase or the opening of potassium channels. Analyzed by confocal microscopy, freshly dissociated colon cells showed reduced basal cytosolic calcium levels (60%) after (E)-MC (600 M) exposure. In vivo, a first dose of (E)-MC (50 mg/kg) did not affect gastric contractions, but following a second dosage (50 mg/kg) administered a half an hour later, it reduced gastric contractions for 10 minutes. Colitis was induced by rectal instillation of acetic acid 5%. Sham group received only saline in instillation, while treated groups, beyond acid instillation, received (E)-CM 50 mg/kg/day p.o. or prednisolone 1 mg/kg/day p.o. during three days. Acetic acid instillation induced colitis that was macroscopically confirmed, leukocytosis, increased interleucin-1β and functional response loss due to voltage operated calcium channel disorder. These parameters were recovered by (E)-MC or prednisolone. Therefore, EOOM and CM have in vitro antispasmodic effect on rat gastrointestinal tract. The effect of CM involves reduction of the intracellular levels of calcium being independent of the nitric oxide synthase and potassium channels. CM has anti-inflammatory action comparable to prednisolone in magnitude. / Previamente demonstrou-se que o óleo essencial de Ocimum micranthum (OEOM) e seu constituinte majoritário, cinamato de metila (CM), têm ações miorrelaxante e antinflamatória em tecidos traqueais de ratos, e efeito antinociceptivo em camundongos. O objetivo deste estudo foi avaliar o potencial antiespasmódico e anti-inflamatório do CM no trato gastrintestinal de ratos submetidos a modelo de colite induzida por ácido acético. OEOM inibiu contrações induzidas por carbamilcolina (CCh; 1 M) e KCl (60 mM) em tiras de fundo de estômago com CI50 de 91,9 g/mL e 46,8 g/mL, respectivamente, e reduziu significativamente o tônus basal e amplitudes de contrações espontâneas de duodeno. CM, em conformações isoméricas (Z)- ou (E)-, também inibiu essas respostas induzidas por CCh e KCl em fundo, antro, duodeno e cólon, sem diferenças nos efeitos dos isômeros em cada segmento. CM começa a inibir as contrações induzidas por CCh em concentração mais baixa que KCl, contudo com potência menor se comparado aos efeitos da atropina. (E)-CM inibe contrações dependentes dos estoques intracelulares de cálcio, e seu efeito inibitório parece não depender da ação da óxido nítrico sintase ou da abertura de canais de potássio. Analisadas em microscópio confocal, células de cólon dissociadas a fresco tiveram nível citossólico de cálcio reduzido para 60% do basal após exposição a (E)-CM (600M). Avaliando a pressão intragástrica in vivo, uma dose de (E)-CM 50 mg/kg não afeta amplitude das contrações gástricas, mas se repetida após 30 minutos, as diminui por até 10 minutos. A indução de colite foi através de instilação de ácido acético a 5% via retal. O grupo sham recebeu instilação apenas de salina, e os grupos tratados, além da instilação de ácido receberam (E)-CM 50 mg/kg/dia ou prednisolona 1 mg/kg/dia durante três dias. A instilação com ácido acético induziu colite confirmada por alteração macroscópica, leucocitose, aumento de interleucina-1 tecidual e déficit funcional de resposta dependente de canais para cálcio operados por voltagem. Esses parâmetros foram revertidos pelos tratamentos com (E)-CM e prednisolona. Portanto, OEOM e CM apresentam ação antiespasmódica em trato gastrintestinal de ratos in vitro. O efeito do CM passa pela redução dos níveis intracelulares basais de cálcio e independe da participação da enzima óxido nítrico sintase e de canais de potássio. CM possui ação anti-inflamatória de magnitude comparável à prednisolona.
9

O efeito protetor da glutamina na colite experimental induzida por ácido acético

Fillmann, Henrique Sarubbi January 2007 (has links)
Foram investigados os efeitos da glutamina sobre marcadores de estresse oxidativo, ativação do fator de transcrição nuclear Kappa Beta e mediadores próinflamatórios em um modelo de colite experimental induzida por ácido acético em ratos Wistar. A glutamina (25 mg / Kg), foi administrada via retal 48 e 24 horas antes da instilação de ácido acético. A Glutamina reduziu significativamente os escores de dano histológico e preveniu parcialmente a diminuição das pressões anais esfincterianas nos animais que receberam ácido acético. Os valores da lipoperoxidação medidos por TBARS e quimiluminescência foram significativamente inferiores no grupo que recebeu glutamina profilática em comparação ao grupo colite. A instilação de ácido acético induziu a um aumento significativo na expressão do NF-KB no núcleo, o que resultou em alterações nas concentrações citosólicas do IKK e da forma não fosforilada do inibidor IKB. A expressão da enzima óxido nítrico sintase (iNOS) e da cicloxigenase-2 (COX-2) estão significativamente aumentados. Todos estes efeitos foram parcialmente prevenidos pela administração de glutamina. Concluiu - se que a atividade antinflamatória da glutamina no modelo de colite induzida por ácido acético em ratos deve-se, pelo menos em parte, pela inibição da expressão de certos mediadores pró - inflamatórios que são regulados pela rota de transcrição do NF-KB.
10

O efeito protetor da glutamina na colite experimental induzida por ácido acético

Fillmann, Henrique Sarubbi January 2007 (has links)
Foram investigados os efeitos da glutamina sobre marcadores de estresse oxidativo, ativação do fator de transcrição nuclear Kappa Beta e mediadores próinflamatórios em um modelo de colite experimental induzida por ácido acético em ratos Wistar. A glutamina (25 mg / Kg), foi administrada via retal 48 e 24 horas antes da instilação de ácido acético. A Glutamina reduziu significativamente os escores de dano histológico e preveniu parcialmente a diminuição das pressões anais esfincterianas nos animais que receberam ácido acético. Os valores da lipoperoxidação medidos por TBARS e quimiluminescência foram significativamente inferiores no grupo que recebeu glutamina profilática em comparação ao grupo colite. A instilação de ácido acético induziu a um aumento significativo na expressão do NF-KB no núcleo, o que resultou em alterações nas concentrações citosólicas do IKK e da forma não fosforilada do inibidor IKB. A expressão da enzima óxido nítrico sintase (iNOS) e da cicloxigenase-2 (COX-2) estão significativamente aumentados. Todos estes efeitos foram parcialmente prevenidos pela administração de glutamina. Concluiu - se que a atividade antinflamatória da glutamina no modelo de colite induzida por ácido acético em ratos deve-se, pelo menos em parte, pela inibição da expressão de certos mediadores pró - inflamatórios que são regulados pela rota de transcrição do NF-KB.

Page generated in 0.0348 seconds