• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 96
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 98
  • 98
  • 41
  • 11
  • 10
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

O efeito da magnitude e da natureza de consequências individuais e culturais sobre metacontingências

Baia, Fábio Henrique 26 July 2013 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2013. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2014-01-07T10:01:09Z No. of bitstreams: 1 2013_FabioHenriqueBaia.pdf: 1545339 bytes, checksum: 480675cc108d995bc37d980e198c4c7f (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-02-03T10:42:33Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_FabioHenriqueBaia.pdf: 1545339 bytes, checksum: 480675cc108d995bc37d980e198c4c7f (MD5) / Made available in DSpace on 2014-02-03T10:42:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_FabioHenriqueBaia.pdf: 1545339 bytes, checksum: 480675cc108d995bc37d980e198c4c7f (MD5) / Este trabalho objetivou investigar variáveis determinantes da seleção de metacontingências. No Experimento 1 manipulou-se as diferenças de magnitude entre consequências individuais e consequências culturais. Dois grupos foram utilizados, o Grupo Culturante recebeu maiores magnitudes para consequências culturais. Já o Grupo Operante recebeu maiores magnitudes para consequências individuais. Os resultados sugerem a possibilidade de que as diferentes magnitudes produzem padrões aquisição de operantes e culturantes. Porém não se observa qualquer diferença entre os desempenhos dos Grupos sob Extinção. O Experimento 2 teve como objetivo investigar se a utilização de consequências individuais e culturais de diferentes naturezas e qualidade produziriam algum efeito na seleção de operantes e culturantes. Foram formados dois grupos, o Grupo Bens para si trocava pontos e bônus por fotocópias, o que configurou “bens para sí”. O Grupo Bem para outros recebeu fotocópias como consequências individuais (bem para si) e materiais escolares doáveis (bem para outro), como consequências culturais,. Os resultados indicam que apenas a manutenção é afetada por essa manipulação. O Grupo Bem para outros apresentou maior sensibilidade a extinção operante-cultural. Conclui-se que as variáveis investigadas podem ser importantes para compreensão na seleção de culturantes e sugere-se novos estudos. Além disso, são discutidos cuidados metodológicos e problemas enfrentados na área de investigação de metacontingências. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This study aimed to investigate the variables determining metacontingencies selection. In Experiment 1 it was manipulated the magnitude differences between reinforcing consequences versus cultural consequences. Two groups were used; the Metacontingency Group received larger magnitudes for cultural consequences. The Operant Group received larger magnitudes for reinforcements. The results indicate that different magnitudes produce different acquisition speed in the investigated units, but do not affect the maintenance of these units. Experiment 2 aimed to investigate whether the use of cultural consequences of different natures produce any effect on the metacontingencies selection. Two groups were formed; the Goods for onself exchanged points and bonuses for photocopies, which set up "goods for oneself". The Group Goods for Others received photocopies as reinforcements, and school supplies to donate, which set up "good for others" as cultural consequences. The results indicate that only maintenance is affected by this manipulation. The Group Goods for others showed greater sensitivity to cultural-operative extinction. We conclude that the investigated variables are important for understanding metacontingencies selecting and suggest further studies.
2

Efeitos de instruções na aquisição de supertição sensorial em humanos

Matos-Costa, Maíra dos Santos Gomes de January 2011 (has links)
Dissertação (Mestrado)-Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2011. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2011-10-28T15:26:13Z No. of bitstreams: 1 2011_MairaSantosGomesMatosCosta.pdf: 237868 bytes, checksum: e3e89937829d3a04d9689ad421dcaff6 (MD5) / Approved for entry into archive by Elzi Bittencourt(elzi@bce.unb.br) on 2011-11-05T18:03:26Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_MairaSantosGomesMatosCosta.pdf: 237868 bytes, checksum: e3e89937829d3a04d9689ad421dcaff6 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-11-05T18:03:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_MairaSantosGomesMatosCosta.pdf: 237868 bytes, checksum: e3e89937829d3a04d9689ad421dcaff6 (MD5) / O conceito de comportamento “supersticioso” vem sendo tema recorrente em pesquisas da Análise do Comportamento. A Superstição Sensorial se caracteriza por um controle de estímulos em situações em que não há reforço diferencial com base nos estímulos antecedentes, porém, ainda assim, esses estímulos podem assumir controle diferencial sobre as respostas. O presente trabalho procurou avaliar o efeito de instruções na aquisição de Superstição Sensorial em humanos. Oito crianças participaram de uma atividade de computador em que dois estímulos eram apresentados em esquemas de reforçamento idênticos. Instruções antes das sessões eram mínimas ou incorretas. Instruções incorretas sugeriam a existência de uma relação entre estímulos e respostas. Metade dos participantes apresentou comportamentos “supersticiosos”, principalmente os que iniciaram o procedimento com a instrução incorreta. Os resultados sugerem que a instrução pode ser uma variável crítica na aquisição de Superstição Sensorial em humanos. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The concept of "superstitious" behavior has been a recurring theme in research of Behavior Analysis. The Sensory Superstition is characterized by a stimulus control in situations where there is no differential reinforcement on the basis of antecedent stimuli. However, these stimuli can still take control over responses. This study sought to evaluate the effect of instructions on the acquisition of Sensory Superstition in humans. Eight children participated in a computer activity in which two stimuli were presented in identical schedules of reinforcement. Instructions before the sessions were minimal or incorrect. Incorrect instruction suggests the existence of a relationship between stimuli and responses. Half of the participants showed "superstitious" behaviors (especially those who started the procedure with the incorrect instruction).The results suggests that instruction might be a controlling variable of Sensory Superstition in humans.
3

Comportamentos precorrentes à compra em shopping center : efeitos de cartaz promocional em vitrinas sobre taxas de conversão e faturamento / Precurrent behavior to buying in the shopping Mall : effects of promotional posters in showcase in conversion rates and billing

Mendes, Alexandre Máximo 02 May 2008 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2008. / Submitted by Rosane Cossich Furtado (rosanecossich@gmail.com) on 2010-02-19T11:39:05Z No. of bitstreams: 1 2008_AlexandreMaximoMendes.pdf: 431647 bytes, checksum: c189b792cb22f5a3b9e6de874c7f8d58 (MD5) / Approved for entry into archive by Lucila Saraiva(lucilasaraiva1@gmail.com) on 2010-02-19T23:24:12Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_AlexandreMaximoMendes.pdf: 431647 bytes, checksum: c189b792cb22f5a3b9e6de874c7f8d58 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-02-19T23:24:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_AlexandreMaximoMendes.pdf: 431647 bytes, checksum: c189b792cb22f5a3b9e6de874c7f8d58 (MD5) Previous issue date: 2008-05-02 / O presente estudo buscou o aprimoramento do Modelo sob a Perspectiva Comportamental como explicativo do comportamento de procura do consumidor nos ambientes de varejo, especialmente em shopping center. Resultados de pesquisa anterior nestes ambientes sugerem que a taxa de conversão do comportamento de entrar, número de consumidores que entram em uma loja, dividido pelo número de consumidores que passam diante dela, pode depender mais de características específicas da loja, como vitrina e diferenciação da marca, do que de aspectos gerais do mall de um shopping center. O presente trabalho investigou os efeitos da presença de cartaz promocional nas vitrinas sobre a taxa de conversão do comportamento de entrar e o faturamento das lojas, para duas lojas com diferentes níveis programados de reforço informativo. O método utilizado foi a observação sistemática das fachadas por meio de registro de vídeo em um período de seis dias. Os resultados indicaram que aumentos do nível de reforço informativo das lojas foram acompanhados por aumentos na taxa de conversão e faturamento, e que a presença de cartaz promocional registrou aumento na taxa de conversão para a loja de menor nível informativo, mas não para a loja de maior nível informativo. O faturamento foi favorecido à medida que aumentava a taxa de conversão. Considerados em conjunto, tais achados sugerem a ocorrência de efeitos significativos diferentes para cartaz promocional de vitrine como preditor de resultados para diferentes níveis informativos das lojas e corroboram os resultados descritos na literatura anterior acerca da força da marca no comportamento de procura em shopping. __________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This study sought the improvement of the Behavior perspective Model as one suitable to explain the search behavior in the retail ambiance, especially in shopping malls. Results from previous research in these environments suggest that the conversion rate of the entering behavior, which is the number of consumers who enter the store divided by the number of consumers who are facing it, may depend more on specific features of the store, as showcase and brand differentiation, than on the general aspects of the shopping malls. This study investigated the effects of the presence of promotional poster’s presence on showcases on the conversion rate of the entering behavior and billing, for two stores with different programmed levels to brand differentiation. The method applied was systematic observation of the facades through video recording, during six days, for each store. Results indicated that increases in level of brand differentiation shops were followed by increases in the conversion rate and billing, and that the presence of promotional poster led increase in the conversion rate to the lowest level of brand differentiation, but not to store with the highest level of brand differentiation. The bill was favored as increased conversion rate. Together, these findings suggest that there are significant effects for different promotional poster from showcases as a predictor of outcomes for different levels of brand differentiation and corroborate the information found in the literature about the strength of the brand on consumer’s search behavior in mall.
4

Síndrome do intestino irritável : um exercício em análise funcional do comportamento.

Bohm, Carlos Henrique January 2009 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2009. / Submitted by Allan Wanick Motta (allan_wanick@hotmail.com) on 2010-03-05T19:47:43Z No. of bitstreams: 1 2009_CarlosHenriqueBohm.pdf: 366781 bytes, checksum: 2c25284999d0040a3a9425138bfd5a3f (MD5) / Approved for entry into archive by Lucila Saraiva(lucilasaraiva1@gmail.com) on 2010-03-05T22:15:10Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_CarlosHenriqueBohm.pdf: 366781 bytes, checksum: 2c25284999d0040a3a9425138bfd5a3f (MD5) / Made available in DSpace on 2010-03-05T22:15:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_CarlosHenriqueBohm.pdf: 366781 bytes, checksum: 2c25284999d0040a3a9425138bfd5a3f (MD5) Previous issue date: 2009 / Na Síndrome do Intestino Irritável (SII) há uma alteração na freqüência das evacuações intestinais e do aspecto das fezes associados a um quadro de desconforto abdominal que é reduzido com a evacuação. Evidências experimentais indicam que a motilidade intestinal e suas conseqüências podem estar relacionadas com contingências de reforçamento e com a organização temporal de atividades gerais. Neste estudo foi realizado um exercício em análise funcional do comportamento com três portadoras de SII por meio de entrevistas e automonitoramento (AM) prolongado dos sintomas e das atividades diárias para verificar a existência dessas relações funcionais. Para uma participante com constipação, foi observado um aumento na porcentagem de evacuações quando a mesma teve mais tempo livre no período da tarde, em função das férias escolares dos seus filhos. Para outra participante com constipação, ocorreu uma melhora não programada nos sintomas como um efeito de reatividade ao AM. Suas atividades aconteciam de forma ininterrupta, e com a interrupção dessas atividades a freqüência de evacuação intestinal aumentou. Uma terceira participante apresentava um quadro de diarréia que apresentou uma remissão durante um período de férias, em função de alteração das demandas acadêmicas. Discussões em termos de organização temporal de atividades, reforçamento e comportamento adjuntivo são apresentadas para a compreensão dos padrões de motilidade intestinal. Este estudo demonstrou a possibilidade de se utilizar a análise funcional como um instrumento capaz de ajudar na compreensão da SII e no planejamento de intervenções com pacientes portadores dessa síndrome. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Irritable Bowel Syndrome (IBS) is characterized by an alteration of the frequency of evacuations and of the aspect of the fecal boli, which are associated with abdominal discomfort which, in turn, is reduced with the evacuation. The etiology of this health problem is not very well known yet. Experimental results suggest a relation between bowel motility and contingencies of reinforcement and temporal organization of general activities. These evidences from basic research suggest an analysis in IBS patients based on relations between daily activities and the complaint symptoms. This study was an exercise in functional analysis of behavior with three women, IBS patients, through interviews and prolonged selfmonitoring (SM) of daily activities. For one participant with constipation, there was an increase in the percentage of evacuations when she had more free time in the afternoon period, in function of her children’s school vacations. For another participant with constipation, there was a no programmed symptoms improvement as a reactivity effect to SM. Her activities used to occur in an uninterrupted way, and with the interruption of theses activities, evacuation frequency increased. A third participant showed a diarrhea symptom which had a consistent remission during a period of vacation, as a function of changes in the academic demands. Discussions in terms of temporal organization of activities, contingencies of reinforcement and adjunctive behavior are presented for the understanding of patterns of bowel motility. This study demonstrated the possibility of using functional analysis as an instrument capable of helping in SII comprehension and in the design of interventions for patients carrying of this syndrome.
5

Dilema do prisioneiro : efeito das conseqüências individuais e culturais

Costa, Dyego de Carvalho January 2009 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2009. / Submitted by Allan Wanick Motta (allan_wanick@hotmail.com) on 2010-03-12T18:08:38Z No. of bitstreams: 1 2009_DyegoCarvalhoCosta.pdf: 2656002 bytes, checksum: daa2323b5082b5b120ac2c1f499590df (MD5) / Approved for entry into archive by Lucila Saraiva(lucilasaraiva1@gmail.com) on 2010-05-13T03:09:07Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_DyegoCarvalhoCosta.pdf: 2656002 bytes, checksum: daa2323b5082b5b120ac2c1f499590df (MD5) / Made available in DSpace on 2010-05-13T03:09:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_DyegoCarvalhoCosta.pdf: 2656002 bytes, checksum: daa2323b5082b5b120ac2c1f499590df (MD5) Previous issue date: 2009 / O Jogo do Dilema do Prisioneiro (PDG) é um instrumento de quantificação de interações sociais e os produtos das mesmas, a partir de preceitos matemáticos. No PDG dois ou mais participantes jogam e a tarefa consiste em escolher entre dois cartões, um correspondendo ao cooperar e o outro ao competir. A combinação de respostas de todos os membros envolvidos no jogo produz conseqüências na forma de pontos específicos para cada interação. Esse jogo é um dilema do tipo social, devido à possibilidade das escolhas serem analisadas tanto sob controle dos interesses individuais (competir) como dos interesses do grupo (cooperação). Na Análise do Comportamento, o comportamento social inclui respostas de um organismo como estimulação antecedente ou conseqüente para a resposta de outro. O comportamento social pode ser entendido de forma mais ampla como um componente de uma contingência cultural – de uma metacontingência – que conjuntamente com o produto cultural, resultante de contingências comportamentais entrelaçadas (CCE), são selecionados por conseqüências culturais que agem sobre o grupo como um todo e não apenas sobre o nível individual. O objetivo geral deste estudo foi analisar se o PDG poderia ser utilizado como instrumento de pesquisa na área de metacontingências. O estudo de Ortu, Woelz e Glenn (2008) foi replicado, no qual foram definidos todos os componentes da metacontingência em um PDG. As seguintes manipulações foram implementadas: (1) a presença/ausência do componente verbal para verificar se o comportamento verbal exerceria algum controle necessário para a seleção de uma prática cultural; (2) a conseqüência cultural, um banco em VR 2, que pagava para o grupo por cooperar coordenadamente (Condição B) e por competir (Condição C), punindo as escolhas contrárias com pontos negativos para o grupo. Foram coletadas as escolhas individuais e a combinação das mesmas, formando medidas como a coordenação (todos escolhem a mesma cor); acordo (três ou mais escolhem a mesma cor); aprisionamento (coordenação competitiva consecutiva -1), além das interações verbais, conversações, nos Grupos verbais. Todos os grupos apresentaram alto índice de acordo com a contingência cultural, mas apenas quando havia componente verbal houve coordenação por cooperação, demonstrando que havia a seleção do entrelaçamento de respostas de três dos participantes, e ainda, que o componente verbal facilitava e acelerava a seleção. Até mesmo o aprisionamento, medida facilmente encontrada na literatura como um padrão de entrelaçamento, foi debelada com a contingência cultural, na Condição B, quando havia punição como conseqüência cultural para entrelaçamentos que envolviam respostas competitivas em sua maioria e conseqüência cultural positiva para entrelaçamentos cooperativos. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The Prisoner's Dilemma’s Game (PDG) is a tool for quantification of social interactions and products of them, from mathematical precepts. In PDG play two or more participants and the task is to choose between two cards, one corresponding to cooperate and the other to compete. The combination of responses from all members involved in the game produces consequences in the form of points for each interaction. This game is a kind of social dilemma, because of the possibility of choices are analyzed both under control of individual interests (compete) as the interests of the group (cooperation). In the Behavior’s Analysis, social behavior includes the behavior of an organism as stimulation history or consequential for the response of another. The social behavior can be understood more widely as a cultural component of a contingency - a metacontingency - which together with the cultural product, the result of interlocking behavioral contingencies (IBC), are selected by cultural consequences that act on the group as a whole and not only on the individual level. The aim of this study was whether the PDG could be used as a tool for research in the area of metacontingencies. The study by Ortu, Woelz and Glenn (2008) was replicated, which set all the components in a metacontingency on PDG. The following manipulations were implemented: (1) the presence / absence of verbal component to see if the verbal behavior exert some control to the selection of a cultural practice, (2) the cultural consequence, a bank in VR 2, which paid for the group to cooperate coordinately (Condition B) and compete (Condition C), punishing the choices to counter negative points with the group. Individual choices were collected and the combination thereof, forming measures such as coordination (choose all the same color); Agreement (three or more choose the same color); trapping (coordination competitive consecutive -1), in addition to verbal interactions, discussions, groups in verbal. All groups showed high agreement with the cultural contingency, but only there was coordination for cooperation when there was verbal component, showing that there was a selection of the interlocking of choices of three of the participants, and also that the verbal component facilitate and accelerate the selection. Even the trapping, measure easily found in the literature as a pattern of interlacing, was tackled with the cultural contingency in Condition B, when there was as a punishment for the foreign cultural group to interlocking involving answers to the most competitive and strengthening culturally to interlocking cooperative.
6

Escolha com ganho e perda concomitantes de quantias monetárias e privação de liberdade : uma comparação entre adolescentes com e sem histórico de ato infracional

Rufino, Julianna Barbosa 25 June 2012 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2012. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2012-09-25T13:15:36Z No. of bitstreams: 1 2012_JuliannaBarbosaRufino.pdf: 1276833 bytes, checksum: 0a37830cfea24eee59e191ad27ddb0b2 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2012-09-28T12:49:25Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_JuliannaBarbosaRufino.pdf: 1276833 bytes, checksum: 0a37830cfea24eee59e191ad27ddb0b2 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-09-28T12:49:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_JuliannaBarbosaRufino.pdf: 1276833 bytes, checksum: 0a37830cfea24eee59e191ad27ddb0b2 (MD5) / O presente trabalho comparou escolhas hipotéticas envolvendo ganho e perda de quantias monetárias e de dias preso entre adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa e adolescentes sem histórico de infração. Vinte e quatro participantes, divididos em dois grupos (L.A. – adolescentes em cumprimento de medida de Liberdade Assistida; Escola – alunos de escola pública) deveriam indicar se aceitavam ou rejeitavam pacotes que envolviam Ganho certo-Perda incerta ou Perda certa-Ganho incerto, em contextos que envolviam apenas quantias monetárias ou quantias monetárias e dias na prisão, com diferentes probabilidades que variaram de 5% a 95%. Os resultados mostraram uma tendência de diminuição das quantias aceitas nos pacotes com a diminuição da probabilidade para a maioria dos participantes no contexto que apresentava Escolhas Monetárias apenas. Já nas escolhas que envolviam Escolhas Monetárias e Dias preso, os participantes dos dois grupos em sua maioria rejeitaram os pacotes que envolviam dias preso, independente da probabilidade. A análise dos dados de grupo mostrou que houve uma ligeira diferença nas respostas dos dois grupos no contexto com Escolhas monetárias envolvendo Perda certa-Ganho incerto, com o grupo L.A. aceitando pacotes que envolviam perdas de menor valor que os participantes do grupo Escola nas escolhas com probabilidades altas. Os dados apontam para a necessidade de mais investigações de escolhas em situação de risco que apresentem consequências positivas e negativas, mais semelhantes aos contextos naturais em que essas respostas ocorrem. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The present work compared hypothetical choices involving gain and loss of amounts of money, and days in confinement among adolescents under correctional measures, and ones without law infringement history. Twenty four participants, divided in two groups (L.A. adolescents under Probation; Escola – public school students) should indicate acceptance or rejection of a packages with Sure gain-uncertain loss, or Sure loss-uncertain gain, in contexts with amounts of money, or against a number of days in prison, according to several probabilities varying from 5% to 95%. The results showed a tendency to diminish the acceptable amounts of money for most participants in the context involving amounts of money. When choices involved amount of money and days in prison, the participants rejected the packages with days in prison, with all probabilities. The analysis of group data showed a slight difference in the responses of two groups in context with amounts of money, involving sure loss-uncertain gain, in which L.A. group accepted packages with lower amounts, than participants from Escola group, for higher probabilities. The data point to the necessity to be investigated abroad choices in risk situations considering positive as well as negative consequences, similar to those in natural contexts.
7

O reconhecimento de tons musicais produzidos por timbres diferentes em pessoas com ouvido absoluto

Rodrigues, Fabrízio Veloso 13 July 2012 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2012. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2012-10-11T15:20:39Z No. of bitstreams: 1 2012_FabrizioVelosoRodrigues.pdf: 749038 bytes, checksum: 8289a017457e91dac608ea27565be2eb (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2012-10-15T11:03:30Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_FabrizioVelosoRodrigues.pdf: 749038 bytes, checksum: 8289a017457e91dac608ea27565be2eb (MD5) / Made available in DSpace on 2012-10-15T11:03:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_FabrizioVelosoRodrigues.pdf: 749038 bytes, checksum: 8289a017457e91dac608ea27565be2eb (MD5) / O Ouvido Absoluto é conhecido como a habilidade de nomear ou produzir um tom musical sem qualquer tom de referência em seu auxílio. Pesquisas apontam que o timbre é um atributo que pode influenciar no processamento da informação tonal. O objetivo deste trabalho foi verificar as possíveis interferências do timbre na resolução de informações tonais em pessoas com Ouvido Absoluto. Dezoito participantes, divididos nos grupos “Ouvido Absoluto” (n=7) e “Não-Ouvido Absoluto” (n=11), com idade e anos de estudo musical equivalentes, foram selecionados para participação em um procedimento psicofísico “mesmo/diferente” de pares de notas musicais com timbres de violão, voz, piano e flauta. Consideraram- se as respostas de tempo de reação e julgamento corretos (acurácia) dos pares apresentados para análise dos dados. Verificou-se que pessoas com Ouvido Absoluto apresentaram tempo de reação maior para a execução da tarefa quando comparado com pessoas sem Ouvido Absoluto. Não se encontrou um desempenho melhor para este grupo em relação à acurácia nas respostas, medida em termos de julgamentos corretos dos pares. Os resultados sugerem a participação de processos distintos na resolução da informação em pessoas com Ouvido Absoluto. Propõe-se o envolvimento de aspectos perceptuais e cognitivos no processamento da informação auditiva em pessoas com Ouvido Absoluto e possíveis efeitos da variabilidade dos dados encontrados. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Absolute pitch is known as the ability to name or produce a musical tone without any reference tone. Research indicates that pitch is an attribute that can influence the processing of tonal information. The aim of this study was to assess the possible interference of timbre in the resolution of tonal information in people with absolute pitch. Eighteen persons were selected and divided into groups "Absolute Pitch" (n = 7) and "Non-Absolute Pitch" (n = 11), with equivalent age and years of musical study, for participation in a "same / different " psychophysical procedure to judge pairs of musical notes with guitar, voice, piano and flute timbres. Data coming from the reaction time and correct judgment (accuracy) of the pairs presented were analized. It was found that participants with absolute pitch showed slower reaction time in the task, as compared to non-absolute pitch participants. The two groups did not differ in accuracy of responses. Results suggest the involvement of different processes in the resolution of information in people with absolute pitch. We propose a differential involvement of perceptual and cognitive aspects in auditory information processing in persons with absolute pitch and possible effects of the variability of the data.
8

Taxa de desconto em procedimento com probabilidade e atraso do reforço : efeitos da exposição ao álcool durante a adolescência em ratos

Lima, Kellen Laryssa Barros de Assunção 14 February 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2011. / Submitted by Matheus Denezine (matheusdenezine@yahoo.com.br) on 2011-06-29T14:21:20Z No. of bitstreams: 1 2011_KellenLaryssaBarrosdeAssunçãoLima.pdf: 685259 bytes, checksum: f4a8183a7b41c0062c91d647a5e32a09 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2011-06-29T15:22:00Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_KellenLaryssaBarrosdeAssunçãoLima.pdf: 685259 bytes, checksum: f4a8183a7b41c0062c91d647a5e32a09 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-06-29T15:22:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_KellenLaryssaBarrosdeAssunçãoLima.pdf: 685259 bytes, checksum: f4a8183a7b41c0062c91d647a5e32a09 (MD5) / O presente estudo avaliou os efeitos da exposição ao álcool durante a adolescência em ratos sobre o desempenho em procedimentos de escolha com probabilidade (Experimento 1) e atraso (Experimento 2) do reforço, na fase adulta. Em cada experimento foram utilizados 10 sujeitos divididos em dois grupos. O primeiro grupo foi inicialmente exposto à solução de gelatina com 10% de álcool durante os 20 dias correspondentes à adolescência em ratos (30-50 dias de vida) (Grupo PA no Exp. 1 e Grupo AA no Exp. 2) e o segundo grupo exposto à solução de gelatina apenas (Grupo PC no Exp. 1 e Grupo AC no Exp. 2). As condições de escolhas no Exp. 1 envolviam a liberação de 20μl de solução com 5% de sacarose com ganho certo ou a liberação de 20μl de solução de 20% de sacarose com probabilidade variando entre as sessões (10, 25, 50, 75 ou 90%). As condições de escolhas no Exp. 2 envolviam a liberação de 20μl de solução com 5% de sacarose com ganho imediato ou a liberação de 20μl de solução de 20% de sacarose com atraso que variava entre as sessões (2, 4, 6, 8 ou 10 segundos). Os resultados do Experimento 1 mostraram uma maior aversão ao risco para os sujeitos do grupo PA em relação ao grupo PC, com os dois grupos apresentando curvas de desconto características e melhor representadas por uma função exponencial. Os resultados do Experimento 2 não mostraram a mesma consistência; o grupo AC apresentou uma atenuada curva de desconto, sendo melhor representada por uma função exponencial, enquanto que o grupo AA apresentou uma curva de desconto melhor representada por uma função polinomial de segundo grau. Os resultados são discutidos em relação aos efeitos do álcool sobre os comportamentos envolvidos nas duas tarefas bem como em relação a parâmetros das variáveis e de procedimento que podem ter contribuído para os resultados encontrados. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This study evaluated the effects of alcohol exposure during adolescence in rats upon performance in probability (Experiment 1) and delay (Experiment 2) choice discounting procedures. In each experiment ten subjects divided in two groups were used. The first group was initially exposed to a solution of gelatin with 10% of alcohol during the 20 days corresponding to adolescence in rats (30-50 days old) (Group PA in Exp. 1 and Group PC in Exp. 2). And the second group was exposed to only gelatin. Choice conditions in Exp. 1 involved the release of 20μl of solution containing 5% of sucrose with certain gain or release of 20μl of solution with 20% of sucrose with probability ranging between sessions (10, 25, 50, 75 or 90%). Choice conditions in Exp 2 involved the release of 20μl of solution containing 5% sucrose with immediate gain or release of 20μl of solution with 20% of sucrose with varying delay between sessions (2, 4, 6, 8 or 10 seconds) . The results of Experiment 1 showed a greater aversion to risk for the subjects in Group PA as compared to Group PC, with both groups showing characteristic discount curves which were better represented by an exponential function. The results of Experiment 2 did not show the same consistency; the AC group showed an attenuated discount curve, best represented by an exponential function, while the AA group presented a discount curve is better represented by a polynomial function of second degree. The results are discussed in relation to the effects of alcohol on the behavior involved in both tasks as well as in relation to variable and procedure parameters which may account for the obtained results.
9

Ressurgência de comportamentos com diferentes níveis de dificuldade em contextos de extinção e variação

Pontes, Thaissa Neves Rezende 16 April 2014 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2014. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2014-08-20T12:25:33Z No. of bitstreams: 1 2014_ThaissaNevesRezendePontes.pdf: 976399 bytes, checksum: 75e0c140ca94b02a6010b08444d6cad4 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-09-29T12:28:19Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_ThaissaNevesRezendePontes.pdf: 976399 bytes, checksum: 75e0c140ca94b02a6010b08444d6cad4 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-09-29T12:28:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_ThaissaNevesRezendePontes.pdf: 976399 bytes, checksum: 75e0c140ca94b02a6010b08444d6cad4 (MD5) / O presente estudo avaliou a ressurgência de sequências de respostas com estudantes universitários. O Experimento 1 investigou o efeito do nível de dificuldade (fácil e difícil) de sequências com cinco respostas e do contexto de teste (extinção e variação) sobre a ressurgência dessas sequências. Na Fase de Reforçamento, uma sequência alvo (S1) fácil foi reforçada para metade dos participantes e uma sequência difícil, para a outra metade. Na Fase de Eliminação, S1 não produzia reforços, enquanto uma sequência alternativa (S2) foi reforçada para todos os participantes. Na Fase de Ressurgência, S1 e S2 foram submetidas à extinção. No entanto, para metade dos participantes treinados com a S1 fácil (ou S1 difícil), não havia reforços para as sequências não alvo, enquanto que para a outra metade, sequências não alvo geravam reforços quando atendiam à contingência de variação em vigor. O Experimento 2 teve objetivos similares, mas as sequências compreendiam três respostas. Finalmente, o Experimento 3 isolou os efeitos do número de respostas por sequência e do número de reforços sobre a ressurgência da S1. Os resultados mostraram que: (1) sequências fáceis reapareceram mais frequentemente do que sequências difíceis; (2) o contexto de extinção foi mais favorável ao reaparecimento da sequência alvo do que o contexto de variação; (3) o reaparecimento da sequência alvo variou inversamente com o número de respostas por sequência e diretamente com o numero de reforços. O reaparecimento da S1, no entanto, não foi considerado um exemplo de ressurgência, uma vez que sua frequência não foi superior à das demais sequências. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The present study evaluated the resurgence of response sequences with college students. Experiment 1 investigated the effects of the difficulty (easy or difficult) of five-response sequences and testing context (extinction or variation) on the resurgence of those sequences. In the Reinforcement Phase, an easy target sequence (S1) was reinforced for half of the participants, and a difficulty sequence, for the other half. In the Elimination Phase, S1 did not produce reinforcers while an alternative sequence (S2) was reinforced for all participants. In the Resurgence Phase, S1 and S2 were under extinction. However, for half of the participants trained with the easy (or difficult) S1 there were no reinforcers for the non-target sequences, and for the other half, non-target sequences generated reinforcers according to a variation contingency. Experiment 2 had similar goals, but the sequences comprised three responses. Experiment 3 isolated the effects of the number of responses per sequence and the number of reinforcers upon S1 resurgence. The results showed that: (1) easy sequences reappeared more often than difficult sequences; (2) extinction was more favorable to the reappearance of the target sequence than variation; and (3) the reappearance of the target sequence varied inversely with the number of responses per sequence, and directly with the number of reinforcers. However, S1 reappearance was not taken as an example of resurgence because its frequency was not greater than the frequency of the other sequences.
10

Avaliação da topografia de controle de estímulos com o procedimento de mancha redundante : efeito da ordem dos testes de formação de classes

Alves, Marília Santana 29 May 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2014. / Submitted by Bruna Cares (brunacares@gmail.com) on 2014-09-03T19:00:02Z No. of bitstreams: 1 2014_MariliaSantanaAlves.pdf: 1429654 bytes, checksum: 76bbc1d8a5ef08096abaa126301bf2d6 (MD5) / Approved for entry into archive by Jaqueline Ferreira de Souza(jaquefs.braz@gmail.com) on 2014-09-04T12:08:35Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_MariliaSantanaAlves.pdf: 1429654 bytes, checksum: 76bbc1d8a5ef08096abaa126301bf2d6 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-09-04T12:08:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_MariliaSantanaAlves.pdf: 1429654 bytes, checksum: 76bbc1d8a5ef08096abaa126301bf2d6 (MD5) / O presente estudo teve como objetivos: (1) verificar se a ordem dos treinos e testes afeta o desempenho nos testes de formação de classes de equivalência; (2) identificar o tipo de topografia de controle de estímulos estabelecido nos treinos com o procedimento de mancha redundante; e (3) verificar a generalidade de estudos anteriores. Dezoito estudantes de cursos da área de humanas de uma universidade pública foram divididos em dois grupos e expostos a duas fases experimentais com estímulos diferentes. O Grupo 1 foi exposto a Fase 1, com testes realizados após cada treino, e depois a Fase 2, com os testes realizados após todos os treinos. Para o Grupo 2 a ordem de exposição as duas fases foi invertida. Em cada fase, foi utilizado o procedimento de discriminação simples simultânea, com estímulos compostos, para treinar três relações condicionais AB e três BC, e testar a formação de classes de equivalência. Os estímulos A1B1, B1C1, A4B4 e B4C4 foram acompanhados por uma mancha apenas durante os treinos. Ao final de cada fase foi realizado o Teste de Máscara, para avaliar sete tipos de controle de estímulos (seleção do S+, seleção do S-, mancha, S+/mancha, S-/mancha, ausência de controle ou ausência/mancha). Os resultados mostraram que a ordem de realização dos treinos e testes afetou o desempenho dos participantes, sendo que maiores porcentagens de acerto foram observadas na Fase 2, independentemente do grupo. A maioria dos participantes apresentou desempenhos precisos nos treinos e nos testes de simetria (BA e CB) e porcentagens menores e mais variáveis nos transitividade (AC) e equivalência (CA). Apenas cinco participantes, um do Grupo 1 e quatro do Grupo 2, mostraram evidências de formação de classes, sendo que para um deles somente na Fase 2. No teste de máscara, foi verificado que os participantes que apresentaram razões de respostas corretas altas nos testes AC e CA demonstraram controles pelo: S+, S+/mancha, S- e S-/mancha; os participantes com razões intermediárias apresentaram tipos de controle de estímulos variados, sendo verificadas maiores razões de repostas para: controle pela mancha (S+/mancha, mancha, S-/mancha, ausência/mancha), pelo S+ e S- (S+, S+/mancha, S-, S-/mancha), e pelo S- (S- e S-/mancha); e para os participantes com razões baixas foram observados controle pelo S+, S+/mancha e ausência/mancha ou controle pelo S-, S-/mancha e mancha. O presente estudo replicou resultados anteriores com o procedimento de mancha redundante, com a ampliação da amostra, e demonstrou que a ordem dos treinos e testes pode alterar os efeitos da mancha. Adicionalmente, o Teste de Máscara possibilitou a identificação de múltiplas topografias de controle de estímulos estabelecidas nos treinos, as quais evidenciam que o controle não é predominante pela mancha. Novos estudos são necessários a fim de identificar outras variáveis de procedimento que favoreçam o controle pelas relações treinadas e a emergência de novas relações, mesmo com a presença de características irrelevantes do estímulo. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The present study had as objectives: (1) to verify whether the order of training and testing affects the performance in the equivalence class formation tests; (2) to identify the kind of topography of stimulus control would be established during trainings with the redundant stain procedure; and (3) verify the generality of the previous studies. Eighteen students from humanities areas courses at a public university were divided into two groups and exposed to two experimental phases with different stimuli. Group 1 was exposed to Phase 1, with tests performed after each training, and then Phase 2, with tests performed after every training session. For Group 2 the order of exposure of each phase was reversed. In each phase, a procedure of simple simultaneous discrimination, with compound stimulus, was used to training three conditional relations AB and three BC, and test the formation of equivalence classes. The A1B1, B1C1, A4B4 and B4C4 stimuli were followed by a stain only during training. At the end of each phase, a Mask Test was conducted to evaluate seven types of stimulus control (S+ selection, S- selection, stain, S+/stain, S-/stain, absence of control or absence/stain). The results showed that the order of the training and testing affected the participants' performance, with higher percentages of correct answers observed in Phase 2, regardless of group. Most participants showed precise performances in symmetry (BA and CB) training and tests, and smaller and variable percentages in transitivity (AC) and equivalence (CA). Only five participants, one in Group 1 and four in Group 2, showed evidence of classes formation, and for one of them only on Phase 2. In the mask test, it was found that participants who had high ratios of correct responses in AC and CA tests showed controls over: S+, S+/stain, S- and S-/stain; participants with intermediate ratios showed various types of control with higher ratios of response for some controls, such as the control by stain (S+/stain, stain, S-/stain, absence/stain), by S+ and S- (S+, S+/stain, S-, S-/stain) and by S- (S- and S-/stain); and for participants with low ratios were observed control with higher ratios of response control by S+, S+/stain and absence/stain, and control by S-, S-/stain and stain. The present study replicated previous results with the redundant stain procedure, and demonstrated that the order of training sessions and tests can change the effects of the stain. Additionally, the mask test allowed the identification of multiple topographies of stimulus control established in training, which demonstrate that the control is not prevalent by the stain. Further studies are necessary to identify other procedure variables that favor the control by trained relations and the emergence of new relations, even with the presence of irrelevant stimulus characteristics.

Page generated in 0.0934 seconds