• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 20
  • 3
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 25
  • 25
  • 24
  • 19
  • 18
  • 14
  • 9
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Uma abordagem para a condução de retrospectivas Scrum baseada nos conceitos de melhoria contínua e Lean Software Development

Pinto, Pietro Pereira 31 January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:51:50Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo6809_1.pdf: 1892830 bytes, checksum: 0aa001c381b3f41bbddd2cd9232baf21 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 / À medida que o mercado se torna mais exigente e o setor de software passa a ter um papel cada vez mais importante na economia global, o crescimento da competitividade trouxe uma maior pressão por aumento de produtividade, adaptação às mudanças constantes e entregas rápidas de produtos cada vez melhores. Nesse contexto, surgem as metodologias ágeis que trazem um novo enfoque, visando priorizar as características do desenvolvimento que atendam às citadas exigências. Dentro do cenário de desenvolvimento ágil, a adaptabilidade, promovida por feedback e replanejamento constantes, é um aspecto central. A reunião de retrospectiva se torna a principal ocasião para o time se tornar um catalisador de mudanças, por prover um momento para a busca de aprendizado contínuo e ações de melhoria. Dessa forma, este trabalho propõe uma metodologia, baseada nos conceitos de melhoria contínua (PDCA) e Lean Software Development, para ser utilizada durante as retrospectivas Scrum, visando facilitar a condução de tal reunião, bem como ajudar a análise e o controle dos aspectos que tangem o aperfeiçoamento constante feito pelas equipes que utilizam este framework. Para avaliar essa proposta foi utilizado um questionário, o qual foi respondido por pessoas que trabalham ou estudam, no Brasil, e já participaram de retrospectivas Scrum. O resultado da avaliação evidenciou uma grande aceitação das práticas que compõem a proposta, demonstrando assim que esta pode ser considerada uma boa alternativa para auxiliar as equipes no processo de aperfeiçoamento que as ajudarão a atender as exigências do mercado
2

Uma abordagem para tratar o acompanhamento ágil de projetos distribuídos por meio de adaptações do Scrum

Muñoz, Hernan Julho 31 January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T16:01:19Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo7602_1.pdf: 8055024 bytes, checksum: 78de7ba067bb34fe01c224b253db8777 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 / Faculdade de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco / Devido aos benefícios alcançados, como redução no tempo de entrega e custos, aumento da satisfação dos clientes e dos membros das equipes, muitas empresas têm adotado o desenvolvimento ágil. Todavia, apesar deste considerar que a equipe deve trabalhar mais próxima (no mesmo físico), o número de empresas que começaram adotar o desenvolvimento ágil com equipes remotas tem crescido significativamente pelas vantagens de trabalhar com equipes em paralelo e com isso aumentar ainda mais a produtividade. As metodologias ágeis, tal como o Scrum, ajudam o gerenciamento de projetos distribuídos por meio de algumas práticas, como por exemplo, as reuniões diárias. Entretanto, essas práticas não foram definidas para este contexto com equipes remotas, sendo necessário deste modo serem adaptadas. Assim, com o objetivo de ajudar as equipes neste contexto, este trabalho definiu uma abordagem que auxilie o acompanhamento ágil de projetos distribuídos por meio de customizações das práticas do Scrum. Como objetivo secundário este trabalho propôs um conjunto de ambientes virtuais para automatizar as práticas customizadas pela abordagem, permitindo com isso a realização das reuniões remotamente
3

Proposta de um catálogo de falhas e mudanças em projetos: um estudo de caso a partir de uma empresa de desenvolvimento de software

PEREIRA, Felipe Augusto 17 December 2014 (has links)
Submitted by Isaac Francisco de Souza Dias (isaac.souzadias@ufpe.br) on 2016-05-19T17:20:34Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) TESE Felipe Augusto Pereira.pdf: 371837 bytes, checksum: 06bf8cb7e41bbd98ba61f79488519fa7 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-05-19T17:20:34Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) TESE Felipe Augusto Pereira.pdf: 371837 bytes, checksum: 06bf8cb7e41bbd98ba61f79488519fa7 (MD5) Previous issue date: 2014-12-17 / Esta tese busca compreender como a ocorrência de falhas em projetos e as mudanças nas rotinas organizacionais de gestão de projetos em organizações de desenvolvimento de software se relacionam. Para tanto, foi realizado um estudo de caso instrumental, de natureza qualitativa, no qual foram realizadas entrevistas com membros da equipe, líderes, gerentes de projetos, de negócios e de operações de uma organização voltada para o desenvolvimento de software. Como principais resultados, foram identificados sete critérios de falhas (tempo, custo, escopo, qualidade, satisfação do cliente, satisfação da equipe e interrupção do projeto), fatores que levam a cada um desses critérios e os stakeholders e ocasiões envolvidos na detecção das falhas. Além disso, foram identificadas quinze rotinas organizacionais de gestão de projetos que sofrem mudanças ao longo do tempo e vinte episódios em que a ocorrência de falhas gerou mudanças nessas rotinas. Os resultados mostram que: i) as falhas estão associadas às mudanças nas rotinas, que ocorrem quando os agentes de mudança percebem que a mudança na rotina pode atuar sobre os fatores que levaram à ocorrência das falhas; ii) quanto maior o potencial de impacto das falhas maior a tendência à ocorrência de mudanças; iii) esse fenômeno depende do grau de maturidade da organização; iv) mudanças em rotinas que ocorrem em um projeto podem ocorrer em outros projetos, a depender de características do projeto, cliente, gerente, equipe e contexto. / This research seeks to understand how the occurrence of failures in projects is related with changes in project management organizational routines in software development organizations. An instrumental qualitative case study was conducted, and team members, leaders, project, business and operation managers were interviewed. As main results, seven failure criteria (time, cost, scope, quality, customer satisfaction, team satisfaction and termination of the project) were detected, and factors that lead to each of these criteria and stakeholders and occasions involved in detection of failures were identified. In addition, fifteen project management organizational routines that undergo changes over time and twenty episodes in which occurrence of failures led to changes in these routines were identified. The results show that: i) failures are associated with changes in routines, which occur when change agents perceive that the change in routine can act on the factors that led to the occurrence of failures; ii) the impact of the failure and the occurrence of routine change are associated; iii) this phenomenon depends on the degree of maturity of the organization; iv) changes in routines that occur in a project may occur in other projects, depending on the projects characteristics, project manager, client, team and context.
4

Definição de um método que estabelece critérios para priorização de novos projetos e aplicação em um processo de desenvolvimento de software

Ferraz, Aurenéia Barbosa de Santana Diniz 10 December 2013 (has links)
Submitted by Daniella Sodre (daniella.sodre@ufpe.br) on 2015-03-10T12:07:29Z No. of bitstreams: 2 Dissertaçao Aureneia de Santana.pdf: 2151503 bytes, checksum: c59d40d61142cbc0d5badcca65289d07 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-10T12:07:29Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertaçao Aureneia de Santana.pdf: 2151503 bytes, checksum: c59d40d61142cbc0d5badcca65289d07 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2013-12-10 / Os projetos fazem parte do dia-a-dia das organizações e é bastante comum o número de demandas ser superior à capacidade da equipe disponível. Por isso, a importância de ser ter processos definidos para ajudar selecionar e priorizar aqueles projetos que são mais relevantes para a instituição. O presente trabalho apresenta uma proposta de solução para ajudar no gerenciamento das demandas recebidas pela organização, desde a solicitação, até a implantação no ambiente do cliente, com os seguintes objetivos: (1) Construir um método para definição de critérios para priorização de projetos. O método deve indicar os projetos que podem trazer mais benefícios para a organização e menor custo para a equipe de desenvolvimento, baseado em critérios definidos a partir de termos comuns utilizados no dia-a-dia da organização. (2) Propor um processo de desenvolvimento de software baseado no Framework Scrum, fazendo uso do método de priorização de projetos proposto. A avaliação do método de priorização se deu comparando os resultados obtidos com o do Método TOPSIS (Technique for Order of Preference by Similarity to Ideal Solution) e opinião de um especialista, revelando que pode ser uma ferramenta útil para o órgão, pois permite identificar previamente quais os projetos trarão mais benefícios para a organização e consequentemente devem ter mais prioridade no desenvolvimento, minimizando os riscos e fracassos nos projetos e melhor otimização da equipe de desenvolvimento.
5

Um modelo de fábrica de software em Instituições de Ensino Superior /

Romanha, Silas Dias. January 2016 (has links)
Orientador: José Roberto Dale Luche / Coorientador: Jorge Muniz Junior / Banca: Andreia Maria Pedro Salgado / Banca: Carlos José Pereira / Resumo: Este trabalho aborda os aspectos relacionados à implantação de Fábrica de Software (FS) em Instituições de Ensino Superior (IES) no Brasil e busca identificar fatores que influenciam tais instituições na decisão de adotar o referido modelo, assim como os fatores de risco e dificuldades normalmente encontradas durante o processo. A análise realizada neste estudo permite que IES possam se atentar a aspectos que facilitem a implementação de uma Fábrica de Software em seu ambiente acadêmico. O trabalho utiliza como método a pesquisa de campo, a pesquisa documental e apresenta uma análise dos resultados com as instituições pesquisadas. A partir dos resultados observados nestas IES, é apresentada uma proposta de implementação e gerenciamento de Fábrica de Software Acadêmica (FSA), aprovada e implementada na Associação Educacional Dom Bosco (AEDB), incluindo seus resultados parciais / Abstract: This paper addresses the issues related to Software Factory deployment (FS) in Higher Education Institutions (HEIs) in Brazil and aims to identify factors that influence such institutions in the decision to adopt that model, as well as the risk factors and difficulties usually during the process. The analysis in this study allows IES can pay attention to aspects that facilitate the implementation of a Software Factory in their academic environment. The work uses as a method of field research, desk research and analyzes the results of the surveyed institutions. The results observed in these HEIs, the study presents a proposal for deployment and management Academic Software Factory (FSA), approved and implemented in Associação Educacional Dom Bosco (AEDB), including its partial results / Mestre
6

Avaliação da utilização de melhoria de processo de software baseada em metodologias ágeis em empresas CMMI

Santana Júnior, Célio Andrade de 18 June 2012 (has links)
Submitted by Daniella Sodre (daniella.sodre@ufpe.br) on 2015-03-09T13:01:43Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) TESE Celio Santana.pdf: 3246716 bytes, checksum: fed6ad56ad971be5c5b806d148b9a8c9 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-09T13:01:43Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) TESE Celio Santana.pdf: 3246716 bytes, checksum: fed6ad56ad971be5c5b806d148b9a8c9 (MD5) Previous issue date: 2012-06-18 / Em 2009 a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX1) publicou uma pesquisa indicando que 96% das empresas de software brasileiras eram pequenas e possuíam até 20 pessoas. Ainda que estas empresas empregassem 55,3% de toda mão de obra da área, elas respondiam por apenas 19% do faturamento do setor e por menos de 1% das exportações de software. A conclusão do diagnóstico aponta que essas empresas precisavam passar por reestruturações em seus processos para aumentar sua competitividade. Algumas dessas empresas buscaram essa melhoria partindo para programas de certificação de qualidade tais como o CMMI e MPS.BR. Este trabalho propõe avaliar a utilização de metodologias ágeis como direcionador de programas de melhoria de processo, com o objetivo de atingir níveis de maturidade em avaliações CMMI nível dois e MPS.BR nível F. Uma contribuição deste trabalho é gerar evidências empíricas sobre a adoção de métodos ágeis como política de melhoria de processo em empresas de vida real no Brasil. Assim, esta pesquisa foi realizada para responder as seguintes questões de pesquisa: QP1 –É possível executar programas de melhoria de processo de software baseados em métodos ágeis com o objetivo de certificação CMMI nível dois e MPS.BR nível F? QP2 – Quais os benefícios observados por estas organizações ao se adotar a melhoria de processo baseada em métodos ágeis? E em longo prazo? QP3 – Como a melhoria de processo ágil está relacionada à melhoria de processo prescritivaadotada pelo CMMI e MPS.BR. Esta tese resume quatro anos de pesquisa em oito pequenas e médias empresas Brasileiras. Os métodos utilizados para a pesquisa foram: (i) estudo de caso baseado em avaliações de 3º pessoa registradas em planilhas para responder a QP1; (ii) surveys e (iii) teoria fundamentada em dados foi utilizada para responder as questões QP2 e QP3.
7

Implementação de processo de software para teste de equipamentos aeroespaciais / Software process implementation for aerospatial equipment testing

Daniel dos Santos Júnior 04 May 2007 (has links)
O MUX-GSE é um conjunto de equipamentos ópticos, mecânicos e eletrônicos que verifica, através de testes automáticos, uma série de requisitos funcionais e auxilia na montagem e integração da câmera multiespectral dos satélites CBERS-3&4. Estes satélites, fruto de uma parceria entre Brasil e China, são instrumentos de sensoriamento remoto, produzindo imagens da terra para estudos em diversas áreas, principalmente as relacionadas à exploração sustentável dos recursos naturais. A câmera multiespectral é a primeira do gênero projetada e produzida no Brasil e tem grande importância dentro do programa espacial brasileiro. O sucesso da câmera multiespectral está intimamente ligado ao bom funcionamento do MUX-GSE, conseqüentemente, os softwares que controlam estes equipamentos e realizam os testes automáticos precisam de alta confiabilidade. O processo de software é um conjunto estruturado, composto de modelo de desenvolvimento, atividades, métodos, ferramentas e práticas, que pode assegurar a qualidade necessária a um produto de software. A definição deste processo é o primeiro passo para a execução de um projeto complexo. O objetivo deste trabalho é a implementação de um processo que permita a construção dos aplicativos do MUX-GSE em curto espaço de tempo, com uma equipe pequena e com o nível de confiabilidade necessário. A solução proposta, detalhada no texto, é baseada nos métodos ágeis, que definem práticas simples, mas que permitem assimilar mudanças ocorridas em qualquer fase do desenvolvimento. A implementação desta metodologia permitiu a produção dos aplicativos necessários a despeito de uma série de problemas enfrentados e sem atrasos que impactassem o desenvolvimento da câmera multiespectral. Este trabalho mostra que um conjunto de técnicas relativamente simples pode ser mais adequado que aquelas tradicionalmente aplicadas na engenharia de software, mesmo em projetos complexos, cabendo à equipe de desenvolvimento a análise e seleção do melhor método. Mostra ainda que estas técnicas permitem manter ou até superar a confiabilidade obtida através de métodos tradicionais. / The MUX-GSE is a set of optical, mechanical and electronic equipments that verifies, through automatic tests, a series of functional requirements and assists during the assembly and integration phases of the satellites CBERS-3&4\'s multispectral camera. These satellites, fruit of a partnership between Brazil and China, are remote sensing instruments, producing images of the earth for studies in several areas, mainly the ones related to the sustainable exploitation of natural resources. The multispectral camera is the first of its gender fully projected and produced in Brazil and is of great importance for the brazilian space program. The success of the multispectral camera is intimately related to the good operation of the MUX-GSE, therefore, the necessity of reliable software to control these equipments and to accomplish the automatic tests. The software process is a structured set composed of development model, activities, methods, tools and practices, that can assure the necessary quality to a software product. The definition of this process is the first step in the execution of a complex project. The objective of this work is to implement a process that allows the construction of the MUX-GSE\'s software in short term, by a small team and with the required reliability level. The proposed solution, detailed in the text, is based on agile methods, which define simple practices, but that allow to assimilate changes in any development stage. The implementation of this methodology provided means to produce the necessary applications, in spite of several faced problems, without delays that could possibly prejudice the multispectral camera development schedule. This work shows that relatively simples techniques can be more appropriate than those traditionally applied in software engineering, even in complex projects, being the development team on charge of the analysis and decision of the most suitable development method. It also shows that the employed technique can reach, or even surpass, the software reliability achieved through traditional methods.
8

Um estudo sobre a integração CMMI e desenvolvimento ágil. / A study on integration CMMI and agile development.

Ana Paula Pereira de Moraes Ress 10 December 2013 (has links)
É possível notar no trabalho diário das empresas que a pressão por diminuir o prazo de entrega dos softwares ainda é uma realidade. Neste contexto, empresas adotam técnicas de desenvolvimento ágil de software, implementando entregas constantes e estabelecendo ciclos iterativos e curtos no processo de desenvolvimento de software. Mas, se por um lado estas técnicas visam inovar e reduzir tempo de desenvolvimento, por outro, as empresas sentem-se pressionadas a adotar a forma tradicional de manter a qualidade de software. Neste ponto, o CMMI se apresenta como um modelo de maturidade de reconhecimento mundial e é classificado na abordagem tradicional por pregar grande formalismo e foco no processo. A abordagem ágil coloca que os indivíduos e suas interações têm maior importância que os processos e as ferramentas e que ser adaptável às mudanças é mais importante do que seguir a rigor o planejado. Ao integrar estes dois modelos de abordagens distintas espera-se que as práticas ágeis possam ajudar organizações maduras a se tornarem mais flexíveis. Com o intuito de averiguar esta integração, utilizou-se o método de pesquisa de estudo de caso, de modo a se aprofundar nas empresas que possuem certificação CMMI e decidiram adotar o modelo de desenvolvimento ágil. O objetivo é levantar como estas empresas resolveram os pontos de conflito da abordagem tradicional e ágil, de modo a se tornarem mais eficazes. O estudo ainda contém um quadro de integração CMMI versus desenvolvimento ágil de modo a elencar os pontos que merecem maior atenção e esforço de adaptação, visando a concretização da integração. / It\'s possible to notice in the daily work of companies that pressure by decreasing the delivery of software is still a reality. It is in this context that companies adopt the techniques of agile software development, implementing and establishing constant deliveries and short iterative cycles in the process of software development. But if on the one hand these techniques aim to innovate and reduce development time, on the other, companies feel pressured to adopt the traditional way of maintaining the quality of software. At this point, the CMMI is presented as maturity model worldwide recognition, classified in the traditional approach for preaching extensive formalism and focus on the process, as the agile approach puts individuals and their interactions is more important than processes and tools, where being adaptable changes is more important than following the strict what was planned. By integrating these two models of different approaches, it is expected that agile practices can help organizations mature to become more flexible. In order to investigate this integration is that this study uses the research method of case study so as to deepen the companies that have decided to adopt CMMI and agile development model. The goal is to raise as these companies solved the trouble spots of the traditional approach and agile in order to become more effective. The study also contain a framework for integrating CMMI vs. Agile development in order to list the points that deserve more attention and effort to adapt in order to achieve integration.
9

Um estudo sobre a integração CMMI e desenvolvimento ágil. / A study on integration CMMI and agile development.

Ress, Ana Paula Pereira de Moraes 10 December 2013 (has links)
É possível notar no trabalho diário das empresas que a pressão por diminuir o prazo de entrega dos softwares ainda é uma realidade. Neste contexto, empresas adotam técnicas de desenvolvimento ágil de software, implementando entregas constantes e estabelecendo ciclos iterativos e curtos no processo de desenvolvimento de software. Mas, se por um lado estas técnicas visam inovar e reduzir tempo de desenvolvimento, por outro, as empresas sentem-se pressionadas a adotar a forma tradicional de manter a qualidade de software. Neste ponto, o CMMI se apresenta como um modelo de maturidade de reconhecimento mundial e é classificado na abordagem tradicional por pregar grande formalismo e foco no processo. A abordagem ágil coloca que os indivíduos e suas interações têm maior importância que os processos e as ferramentas e que ser adaptável às mudanças é mais importante do que seguir a rigor o planejado. Ao integrar estes dois modelos de abordagens distintas espera-se que as práticas ágeis possam ajudar organizações maduras a se tornarem mais flexíveis. Com o intuito de averiguar esta integração, utilizou-se o método de pesquisa de estudo de caso, de modo a se aprofundar nas empresas que possuem certificação CMMI e decidiram adotar o modelo de desenvolvimento ágil. O objetivo é levantar como estas empresas resolveram os pontos de conflito da abordagem tradicional e ágil, de modo a se tornarem mais eficazes. O estudo ainda contém um quadro de integração CMMI versus desenvolvimento ágil de modo a elencar os pontos que merecem maior atenção e esforço de adaptação, visando a concretização da integração. / It\'s possible to notice in the daily work of companies that pressure by decreasing the delivery of software is still a reality. It is in this context that companies adopt the techniques of agile software development, implementing and establishing constant deliveries and short iterative cycles in the process of software development. But if on the one hand these techniques aim to innovate and reduce development time, on the other, companies feel pressured to adopt the traditional way of maintaining the quality of software. At this point, the CMMI is presented as maturity model worldwide recognition, classified in the traditional approach for preaching extensive formalism and focus on the process, as the agile approach puts individuals and their interactions is more important than processes and tools, where being adaptable changes is more important than following the strict what was planned. By integrating these two models of different approaches, it is expected that agile practices can help organizations mature to become more flexible. In order to investigate this integration is that this study uses the research method of case study so as to deepen the companies that have decided to adopt CMMI and agile development model. The goal is to raise as these companies solved the trouble spots of the traditional approach and agile in order to become more effective. The study also contain a framework for integrating CMMI vs. Agile development in order to list the points that deserve more attention and effort to adapt in order to achieve integration.
10

Implementação de processo de software para teste de equipamentos aeroespaciais / Software process implementation for aerospatial equipment testing

Santos Júnior, Daniel dos 04 May 2007 (has links)
O MUX-GSE é um conjunto de equipamentos ópticos, mecânicos e eletrônicos que verifica, através de testes automáticos, uma série de requisitos funcionais e auxilia na montagem e integração da câmera multiespectral dos satélites CBERS-3&4. Estes satélites, fruto de uma parceria entre Brasil e China, são instrumentos de sensoriamento remoto, produzindo imagens da terra para estudos em diversas áreas, principalmente as relacionadas à exploração sustentável dos recursos naturais. A câmera multiespectral é a primeira do gênero projetada e produzida no Brasil e tem grande importância dentro do programa espacial brasileiro. O sucesso da câmera multiespectral está intimamente ligado ao bom funcionamento do MUX-GSE, conseqüentemente, os softwares que controlam estes equipamentos e realizam os testes automáticos precisam de alta confiabilidade. O processo de software é um conjunto estruturado, composto de modelo de desenvolvimento, atividades, métodos, ferramentas e práticas, que pode assegurar a qualidade necessária a um produto de software. A definição deste processo é o primeiro passo para a execução de um projeto complexo. O objetivo deste trabalho é a implementação de um processo que permita a construção dos aplicativos do MUX-GSE em curto espaço de tempo, com uma equipe pequena e com o nível de confiabilidade necessário. A solução proposta, detalhada no texto, é baseada nos métodos ágeis, que definem práticas simples, mas que permitem assimilar mudanças ocorridas em qualquer fase do desenvolvimento. A implementação desta metodologia permitiu a produção dos aplicativos necessários a despeito de uma série de problemas enfrentados e sem atrasos que impactassem o desenvolvimento da câmera multiespectral. Este trabalho mostra que um conjunto de técnicas relativamente simples pode ser mais adequado que aquelas tradicionalmente aplicadas na engenharia de software, mesmo em projetos complexos, cabendo à equipe de desenvolvimento a análise e seleção do melhor método. Mostra ainda que estas técnicas permitem manter ou até superar a confiabilidade obtida através de métodos tradicionais. / The MUX-GSE is a set of optical, mechanical and electronic equipments that verifies, through automatic tests, a series of functional requirements and assists during the assembly and integration phases of the satellites CBERS-3&4\'s multispectral camera. These satellites, fruit of a partnership between Brazil and China, are remote sensing instruments, producing images of the earth for studies in several areas, mainly the ones related to the sustainable exploitation of natural resources. The multispectral camera is the first of its gender fully projected and produced in Brazil and is of great importance for the brazilian space program. The success of the multispectral camera is intimately related to the good operation of the MUX-GSE, therefore, the necessity of reliable software to control these equipments and to accomplish the automatic tests. The software process is a structured set composed of development model, activities, methods, tools and practices, that can assure the necessary quality to a software product. The definition of this process is the first step in the execution of a complex project. The objective of this work is to implement a process that allows the construction of the MUX-GSE\'s software in short term, by a small team and with the required reliability level. The proposed solution, detailed in the text, is based on agile methods, which define simple practices, but that allow to assimilate changes in any development stage. The implementation of this methodology provided means to produce the necessary applications, in spite of several faced problems, without delays that could possibly prejudice the multispectral camera development schedule. This work shows that relatively simples techniques can be more appropriate than those traditionally applied in software engineering, even in complex projects, being the development team on charge of the analysis and decision of the most suitable development method. It also shows that the employed technique can reach, or even surpass, the software reliability achieved through traditional methods.

Page generated in 0.1096 seconds