• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 9
  • Tagged with
  • 9
  • 9
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Avaliação do efeito da temperatura ambiente sobre o comportamento ansioso de ratos Wistar

Azzi, Cristiane Oliveira de Souza January 2014 (has links)
Orientadora: Profa. Dra. Maria Camila Almeida / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do ABC, Programa de Pós-Graduação em Neurociência e Cognição, 2014. / A ansiedade é uma emoção normal em circunstâncias de ameaça e é considerada uma reação de sobrevivência. Entretanto, há casos em que a ansiedade acontece de forma irracional, frente a situações que não estão relacionadas a ameaças concretas, de forma persistente, constituindo uma desordem psiquiátrica. Sabe-se que os organismos vivos estão constantemente expostos a variações da temperatura ambiente e que a temperatura pode influenciar uma série de funções fisiológicas, fisiopatológicas e, além disso, diversos estudos na literatura demonstram que a temperatura pode influenciar estados psicológicos e comportamentos variados. Diante disto, foram investigados comportamentos relacionados à ansiedade após exposição aguda ao frio e ao calor, comportamentos relacionados à ansiedade induzida por estresse de contenção, e avaliada a participação de canais ativados por frio (TRPM8) nessas respostas. Foram utilizados ratos Wistar de oito semanas, expostos a temperatura fria (18ºC), neutra (26ºC) e quente (32ºC), expostos ou não ao estresse de contenção e submetidos ao labirinto em cruz elevado e campo aberto. Em outro grupo experimental foram realizadas manipulações farmacológicas (agonistas) dos canais TRPM8. No labirinto em cruz elevado, os ratos aclimatados ao frio ficaram menos tempo no braço aberto do que animais expostos ao calor, sem alteração da atividade locomotora no campo aberto, evidenciando comportamento ansioso nesse grupo de animais. Entretanto, os ratos submetidos ao estresse de contenção e a estimulação dos canais de frio TRPM8 não produziram alterações comportamentais relacionadas com ansiedade. Nossos dados indicam que temperaturas mais quentes são ansiolíticas, enquanto temperaturas mais frias são ansiogênicas no nosso modelo experimental. / Anxiety is a normal emotion under threatening circumstances and it is considered a survival reaction. In some circumstances, however, occurs unreasonable anxiety, it may be response to stressful situations. It is known that living organisms are constantly exposed to changes in ambient temperature and that the ambient temperature influence different physiological and pathophysiological functions and, moreover, a number of studies in literature demonstrates that the temperature can influence psychological states and behaviors. Hence, the present study aims at investigating the effects of acute exposure to cold and heat on the state of anxiety of rats, restraint stress-induced anxiety, and to assess the involvement of TRP channels thermo- M8 in these responses. We used Wistar rats (8-weeks old), exposed to cold (18ºC), neutral (26ºC) or warmth (32ºC) ambient temperature, submitted or not to restraint-stress. In another experimental group rats were treated with menthol, a cold TRPM8 channel agonist. All animals were evaluated at the elevated plus-maze and open field. At the elevated plus-maze rats acclimated to cold spent less time in the open arm than rats exposed to warmth, without locomotor activity change in the open field, indicating anxiety-related behavior in these animals. Temperature acclimation did not affect restraint stress-induced anxiety. TRPM8 stimulation did not induce behavioral alterations related to anxiety. Our data indicate that warmth temperatures are anxyolitic, while cold temperatures are anxiogenic in our experimental model.
2

Regulação da expressão do transportador de aminoácidos de Leishmania (Leishmania) amazonensis / Regulation of expression of the amino acid transporter of Leishmania (Leishmania.) amazonensis

Maria Carmen Oliveira Pinho de Sales 17 November 2014 (has links)
Leishmania caracteriza-se por apresentar duas formas morfologicamente distintas em seu ciclo de vida: promastigotas e amastigotas. As formas promastigotas vivem tubo digestório do vetor flebotomíneo, sob as condições de pH 7,0 e temperatura ambiente, ao redor de 25ºC. As formas amastigotas são encontradas no interior dos fagolisossomos de macrófagos infectados onde encontram um ambiente de pH ácido e temperatura ao redor de 34ºC. Leishmania utiliza arginina para a síntese de poliaminas, que desempenham papel fundamental no crescimento, diferenciação celular e sucesso da infecção. A tomada de arginina em L. (L.) amazonensis é feita pela proteína transportadora de aminoácidos - amino acid transporter-like 3 (AAP3), codificada por duas cópias do gene (5.1 aap3 e 4.7 aap3) dispostas em tandem no genoma. Os transcritos de 5.1 aap3 e de 4.7 aap3 apresentam 98% de identidade entre as ORFs, mas diferem nas 5\' e 3\' UTR. O objetivo do presente trabalho foi avaliar se os sinais de temperatura, pH e privação de arginina disparam a regulação da expressão de aap3 em formas promastigotas e amastigotas. Para isso avaliamos o nível dos transcritos e realizamos ensaios de tomada de arginina em células submetidas à privação ou suplementadas com arginina, nas temperaturas de 25°C ou 34°C em pH 7,0 ou 5,0. Constatou-se em formas promastigotas que o transcrito 5.1 aap3 apresentou maior abundância em relação a 4.7 aap3, e que a privação promoveu o aumento da tomada do aminoácido quando os parasitos eram mantidos em pH 7,0 a 25°C, corroborando dados anteriores do nosso grupo. Demonstramos que a mudança de temperatura foi um fator importante para o aumento do número de cópias de 5.1 aap3 em promastigotas privadas, principalmente quando associadas com o pH 5,0. Além disso, o aumento da temperatura favoreceu a tomada de arginina, corroborando com a elevação do número de cópias observada para o transcrito 5.1 aap3. Em amastigotas-like, mantidas a 25°C e pH 7,0 a privação reverteu a expressão de 5.1 aap3 para o mesmo perfil observado para promastigotas. Contudo, não observamos um favorecimento na tomada de arginina. Ainda em amastigotas, o tratamento a 34°C e pH 7,0 favoreceu a tomada de arginina, porém não observamos um aumento correspondente na quantificação do transcrito. O transcrito 4.7 aap3 não apresentou alteração significativa em qualquer tratamento em promastigotas e amastigotas. Os nossos resultados indicam que a variação de temperatura e do pH, além da privação de arginina, podem ser sinais importantes para regulação da expressão diferencial de aap3, principalmente a cópia 5.1 aap3, de forma a assegurar a oferta de arginina em formas promastigotas previamente à entrada no hospedeiro mamífero e em formas amastigotas, na passagem para o vetor, assegurando o sucesso da infecção / Leishmania presents two morphologically distinct forms in its life cycle: promastigote and amastigote. The promastigotes live in the midgut of the sand fly vector under the conditions of pH 7.0 and room temperature, around 25°C. The amastigote forms are found inside the phagolysosomes of infected macrophages where they encounter an environment of acidic pH and temperature around 34°C. Leishmania uses the arginine to synthesize polyamines which play an important role in cell growth, differentiation and in the successful of infection. The arginine uptake in Leishmania (L.) amazonensis is made by an amino acid porter 3-like protein (AAP3), coded by a two copies gene (5.1 aap3 e 4.7 aap3) arranged in tandem in the genome. The transcripts, 5.1 aap3 and 4.7 aap3, present 98% of ORFs identity, but differ in the 5\' and 3\' UTR. The aim of this work was to evaluate if canges in temperature, pH and arginine deprivation represent signals to trigger the regulation expression of aap3 in promastigotes and amastigotes. For this, we evaluated the transcripts level and performed assays of arginine uptake in parasites subjected to arginine starvation or supplemented with arginine, at temperatures of 25°C or 34°C and pH 7.0 or 5.0. In promastigotes we verified that the transcript 5.1 aap3 showed higher abundance in relation to 4.7 aap3, and that the arginine starvation promoted an increase in the amino acid uptake when the parasites were maintained at pH 7.0 and 25°C, confirming previous data from our group. The change of temperature was an important factor to the increase of 5.1 aap3 transcripts - in starved promastigotes, particularly when associated with pH 5.0. In addition, the increase of the temperature led to an increase of the arginine uptake, correlated to the increase of 5.1 aap3 transcript. The amastigotes-like maintained at 25°C and pH 7.0 and submitted to the amino acid starvation reverted 5.1 aap3 expression profile to the same observed for promastigotes. However, those condictions did not favor an increase in arginine uptake. The treatment of amastigotes at 34°C and pH 7.0 facilitated the increased of arginine uptake, but did not correlated with the transcripts level. The 4.7 aap3 transcript did not change significantly in any promastigotes and amastigotes treatments. Our results indicate that variation in temperature and pH, in addition to arginine starvation may be important signals for regulating the aap3 expression, mainly the copy 5.1 aap3, in order to ensure the correct supply of arginine in the previous period in relation to the entry of the promastigotes into the mammalian host or to the amastigotes transition in the vector, ensuring the success of the infection.
3

Efeito do tratamento hidrotérmico de partículas “strands” nas propriedades de painéis OSB / Effect of hydrothermal treatment in strand board particles in the OSB panels properties

Carvalho, Amélia Guimarães 08 October 2015 (has links)
Submitted by Reginaldo Soares de Freitas (reginaldo.freitas@ufv.br) on 2015-12-09T13:09:59Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 640397 bytes, checksum: f236b298f8d2d17b6e27e4c07efff7fa (MD5) / Made available in DSpace on 2015-12-09T13:09:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 640397 bytes, checksum: f236b298f8d2d17b6e27e4c07efff7fa (MD5) Previous issue date: 2015-10-08 / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais / O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do tratamento hidrotérmico de flocos (partículas do tipo strand) de pinus e eucalipto, nas propriedades físico-mecânicas de painéis OSB. Partículas strands de pinus e eucalipto, com 23 x 90 x 0,30 mm de largura, comprimento e espessura, respectivamente; foram pré-hidrolisadas a 130, 150 e 170oC por 7 e 21 minutos. Foram determinados os teores de extrativos, de lignina e de carboidratos dos flocos, assim como o pH, a umidade de equilíbrio, o ângulo de contato dos flocos com o adesivo fenol formaldeído e as propriedades colorimétricas. Em seguida foram confeccionados painéis do tipo OSB, com uma densidade nominal de 0,7 g/cm3 e um ciclo de prensagem com a temperatura de 170°C, pressão de 32 kgf/cm2 por 8 minutos. O adesivo utilizado foi o fenol-formaldeído no teor de 8% (base massa seca das partículas). Posteriormente os painéis foram mantidos em câmara climática a temperatura de 20 ± 2oC e umidade relativa de 65 ± 3%, até estabilização e em seguida determinou-se as propriedades físicas e mecânicas. A temperatura foi mais efetiva para alterar a composição química da madeira que o tempo de exposição ao tratamento. A temperatura do tratamento hidrotérmico de 170°C provocou maiores modificações químicas. O comportamento colorimétrico da madeira com a pré-hidrólise variou com o tratamento, sendo que a madeira de pinus foi mais resistente ao escurecimento que a de eucalipto. Os tratamentos hidrotérmicos a 170°C foram os mais eficientes na redução da umidade de equilíbrio higroscópico dos flocos de pinus e consequentemente aumentou a estabilidade dimensional dos painéis. O ângulo de contato do adesivo fenol-formaldeído com as superfícies dos flocos de pinus tratados apresentou uma leve diminuição, favorecendo a adesão do adesivo com a madeira, contudo a ligação interna dos painéis não foi afetada. Para a madeira de pinus o tratamento hidrotérmico causou degradação de alguns constituintes químicos principalmente de mananas, xilanas e arabinanas, o que causou uma acidificação e também perda de massa nos flocos, isso consequentemente diminuiu o inchamento em espessura e não influenciou negativamente nas propriedades mecânicas dos painéis OSB. O tratamento hidrotérmico a 170°C durante 7 minutos permitiu que o painel OSB de pinus, além da categoria 1, também se enquadre na categoria 2 da norma européia, ampliando sua gama de utilização. Para os flocos de eucalipto o tratamento hidrotérmico, principalmente com a temperatura de 170°C, causou degradação de alguns constituintes químicos principalmente galactanas, xilanas e arabinanas e diminuiu a umidade de equilíbrio higroscópico e também causou uma acidificação e perda de massa dos flocos. Os tratamentos hidrotérmicos com a temperatura de 170°C foram os mais eficientes para melhorar a estabilidade dimensional dos painéis OSB de eucalipto, uma vez que reduziu os valores de UEH (umidade de equilíbrio higroscópico), AA24h (absorção de água) e IE24h (inchamento em espessura). O tratamento hidrotérmico a 170°C durante 7 minutos, assim como a 130°C por 7 minutos e a 150°C por 21 minutos, permitiu que o painel OSB de eucalipto além da categoria 1, também se enquadre na categoria 2 da norma européia, ampliando sua gama de utilização. Além de indicados para uso geral, ou seja, quando não são submetidos a suporte de carga e painéis para uso interior em condições de ambiente seco ele passa a ser indicado também para utilização que suporte cargas. Os painéis de eucalipto apresentaram menores valores de inchamento em espessura e absorção de água quando comparados com os painéis de pinus, devido a menor taxa de compactação desses painéis. Os valores do módulo de elasticidade e de ruptura, dos painéis de pinus e eucalipto, foram próximos, contudo os painéis de pinus apresentaram maiores valores de ligação interna. / The aim of this study was to evaluate the effect of hydrothermal treatment in strands particles of pine and eucalyptus, on physical and mechanical properties of OSB. Eucalyptus and pine strands particles with 23 x 90 x 0.30 mm width, length and thickness, respectively; it was pre-hydrolysed at 130, 150 and 170°C for 7 and 21 minutes. The contents of extractives, lignin and carbohydrates of strands particles, as well as pH, moisture balance, the contact angle of the particles with phenol formaldehyde adhesive and colorimetric properties were detemined. OSB panels were prepared with a nominal density of 0.7 g/cm3, with a temperature of 170°C, pressure of 32 kgf/cm2 for 8 minutes. The phenol-formaldehyde adhesive was uded in 8% content (based on dry weight of the particles). Subsequently the panels were exposed to conditioning under ambient conditions of 20 ± 2°C and 65 ± 3% relative humidity, and then were determined physical and mechanical properties. The temperature was more effective to change the chemical composition of wood than the time. The prehydrolysis temperature of 170°C resulted in higher chemical modifications. The colorimetric behavior with the prehydrolysis varied with the treatment. Pine wood was more resistant to darkening than eucalyptus. The hydrothermal treatment at 170 ° C was the most efficient in reducing the moisture equilibrium moisture content of pine strand particles and consequently improving dimensional stability of the panels. The contact angle of the adhesive phenol formaldehyde with the surfaces of the treated pine strand particles showed a slight decrease in this case favoring the adhesion of the adhesive with the wood, however, the internal connection of the panels was not affected. For pinus wood the hydrothermal treatment caused degradation of some chemical constituents mainly mannans, xylans and arabinans, causing acidification as well as mass loss in the strand particles, this consequently decreased swelling in thickness and not showed negative effect on the mechanical properties of OSB. The hydrothermal treatment at 170°C for 7 minutes allowed the pine OSB panel beyond Category 1 and also met the requirements in Category 2 of the European standard, expanding its range of use. For eucalyptus strand particles the hydrothermal treatment, especially the temperature of 170°C caused degradation of some chemical constituents mainly galactans, xylans and arabinans, it decreased moisture equilibrium moisture content and also resulted in acidification as well as the loss of mass of the strand particles. The hydrothermal treatment at a temperature of 170°C was the most efficient in improving the dimensional stability of OSB from eucalyptus particles, since reduced amounts of EMC (equilibrium moisture content), and WA24h (water absorption), TS24h (thickness swelling). The hydrothermal treatment at 170°C for 7 minutes, at 150°C for 21 minutes and at 130°C for 7 minutes allowed eucalyptus OSB beyond category 1 also fits the category 2 of European standard, expanding its range of use. Besides indicated for non load-bearing boards, general purpose boards and boards for the interior fitments for use in dry conditions it is now also indicated load-bearing boards. The eucalyptus panels showed lower values of thickness swelling and water absorption when compared with pine panels, it was because of lower compression ratio of such panels. The values of elastic and rupture modulus of pine and eucalyptus panels were close, however pine panel showed higher internal bond values.
4

Modelagem e análise de desempenho do servo atuador do sistema do leme de uma aeronave sob variação de temperatura.

Luciana Sayuri Mizioka 03 September 2009 (has links)
O trabalho apresenta uma análise e posicionamento do trabalho no contexto histórico, a descrição detalhada do sistema de controle direcional da aeronave e avalia a influência da temperatura no desempenho do sistema de atuação direcional de uma aeronave através do desenvolvimento matemático de modelos do sistema que considera não linearidades e permite a simulação de seu comportamento sob diferentes temperaturas e para diferentes fluidos, usando o método de Grafos de Ligação.
5

Sobre o comportamento de pilares de aço em situação de incêndio. / Behaviour of steel columns in fire situation.

Jorge Saúl Suaznábar Velarde 23 April 2008 (has links)
Este trabalho apresenta um estudo do comportamento de pilares de aço em situação de incêndio, abordado desde um ponto de vista numérico. Foram realizadas cerca de meio milhar de modelagens, utilizando o programa Vulcan e códigos desenvolvidos pelo autor deste trabalho, considerando-se análise não-linear geométrica e do material, a curva temperatura-tempo ISO 834, variação das propriedades termo-mecânicas de 4 tipos de aço, para vários perfis britânicos e brasileiros. Foi estudado o efeito da dilatação térmica em pilares com restrição aos deslocamentos axiais. Foi feita uma análise paramétrica em base a um modelo constituído por um pilar e uma mola axial em uma das suas extremidades. Foram construídas curvas para determinação da temperatura crítica a partir das normas Eurocódigo 3 Parte 1-2:2005 e ANSI/AISC 360-05 que são a base de modificações que serão apresentadas nas futuras ABNT/NBR 14323 e ABNT/NBR 8800. / This work presents studies about steel columns in fire situation with a numerical focus. The program Vulcan and some codes in Matlab developed by the author of this work were used for the modeling of more than half thousand models. The numerical models were solved considering geometric and material non-linearity, ISO 834 temperature-time curve, thermo-mechanical variation on 4 different steels, for some European and Brazilian typical cross sections. The effect of axial restrain for thermal dilatation on steel columns was studied. A parametric analysis based on a model using springs was made. Some curves for critical temperature determination were designed based on calculations using Eurocode 3 Part 1-2:2005 and ANSI/AISC 360-05, those International Standards are the base for the studies on preparing the new Brazilian Standards ABNT/NBR 14323 and ABNT/NBR 8800.
6

Sobre o comportamento de pilares de aço em situação de incêndio. / Behaviour of steel columns in fire situation.

Suaznábar Velarde, Jorge Saúl 23 April 2008 (has links)
Este trabalho apresenta um estudo do comportamento de pilares de aço em situação de incêndio, abordado desde um ponto de vista numérico. Foram realizadas cerca de meio milhar de modelagens, utilizando o programa Vulcan e códigos desenvolvidos pelo autor deste trabalho, considerando-se análise não-linear geométrica e do material, a curva temperatura-tempo ISO 834, variação das propriedades termo-mecânicas de 4 tipos de aço, para vários perfis britânicos e brasileiros. Foi estudado o efeito da dilatação térmica em pilares com restrição aos deslocamentos axiais. Foi feita uma análise paramétrica em base a um modelo constituído por um pilar e uma mola axial em uma das suas extremidades. Foram construídas curvas para determinação da temperatura crítica a partir das normas Eurocódigo 3 Parte 1-2:2005 e ANSI/AISC 360-05 que são a base de modificações que serão apresentadas nas futuras ABNT/NBR 14323 e ABNT/NBR 8800. / This work presents studies about steel columns in fire situation with a numerical focus. The program Vulcan and some codes in Matlab developed by the author of this work were used for the modeling of more than half thousand models. The numerical models were solved considering geometric and material non-linearity, ISO 834 temperature-time curve, thermo-mechanical variation on 4 different steels, for some European and Brazilian typical cross sections. The effect of axial restrain for thermal dilatation on steel columns was studied. A parametric analysis based on a model using springs was made. Some curves for critical temperature determination were designed based on calculations using Eurocode 3 Part 1-2:2005 and ANSI/AISC 360-05, those International Standards are the base for the studies on preparing the new Brazilian Standards ABNT/NBR 14323 and ABNT/NBR 8800.
7

[en] TEMPERATURE EFFECTS ON SOILS / [pt] EFEITO DA TEMPERATURA EM SOLOS

CLAUDIO RABE 23 April 2001 (has links)
[pt] O presente trabalho apresenta um estudo do comportamento mecânico de um solo argiloso e um solo residual, submetidos a ensaios com temperaturas entre 20ºC e 70ºC. O programa experimental envolveu ensaios de caracterização (limites de Atterberg), ensaios de adensamento com carregamento incremental (SIC), triaxiais não drenados (CIU) e de cisalhamento direto. Para a realização dos ensaios de limites de Atterberg, as amostras foram previamente aquecidas em estufa. Para a realização dos ensaios de adensamento, triaxiais e de cisalhamento direto, foram desenvolvidos sistemas de aquecimento, controle e distribuição térmica, para garantir ao corpo de prova uma uniformidade da temperatura preestabelecida. Uma metodologia de calibração do sistema de aquecimento foi desenvolvida para se determinar o tempo necessário para o equilíbrio térmico dos solos. Houve também a preocupação com a calibração prévia dos instrumentos eletrônicos da prensa triaxial (transdutores e célula de carga) na temperatura dos ensaios. Na faixa de temperatura estudada, o preaquecimento não têm influência nos resultados de limites do solo argiloso. Os ensaios de adensamento revelaram que o aquecimento leva a um aumento da compressibilidade do solo, assim como um aumento da velocidade de adensamento. Nos ensaios triaxiais, observou-se que o aumento da temperatura causa um aumento da resistência dos materiais, além de reduzir o excesso de poropressões gerado durante o cisalhamento não drenado. Os ensaios de cisalhamento direto confirmaram a tendência de aumento da resistência observada nos ensaios triaxiais, além de indicar uma redução da deformabilidade volumétrica durante o cisalhamento. / [en] The subject matter of this thesis is the study of the mechanical behavior of clay and residual soils subjected to a series of tests with temperatures ranging from 20 to 70ºC. The experimental program consisted of Atterberg limits, consolidation tests with incremental loading (SIC), triaxial consolidated undrained tests (CIU) and direct shear tests on both soil types under saturated conditions. Samples for Atterberg limit tests have been pre-heated in oven to the specified temperature. Heating control and thermal distribution systems have been specially developed for insuring an homogeneous temperature throughout the consolidation, triaxial and direct shear tests. The thermal balance times for the two soils were achieved by means of a calibration method developed for the heating system. Transducers and load cell calibration were carefully calibrated acording to the temperature range for the testing program. It may be concluded that pre-heating to temperatures below 70ºC has no influence on the Atterberg limits results for both soils. Consolidation tests have shown that heating on samples leads to an increase in compressibility and also on the coefficient of consolidation. From the triaxial tests it was observed that an increase in temperature leads to an increase in strength and to smaller excess porepressures during undrained shear tests. The increase in shear strenght with temperature observed on triaxial tests was also confirmed by direct shear tests. These effects were more significant in clay than in residual soil.
8

Análise experimental da degradação polimérica em escoamentos turbulentos com redução de arraste em uma geometria rotativa: efeitos de número de Reynolds, concentração, massa molecular, temperatura e diferentes polímeros

Pereira, Anselmo Soeiro 25 May 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2016-12-23T14:08:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Parte 1.pdf: 1751678 bytes, checksum: 7a959c20ec52c075f9eb068f9cb8b956 (MD5) Previous issue date: 2012-05-25 / A redução de arraste por injeção de polímeros de alto peso molecular em escoamento turbulento é um importante fenômeno que tem recebido a atenção de muitos pesquisadores nos últimos anos. Porém, a eficiência de tais aditivos não é constante. A turbulência degrada o polímero, diminuindo a capacidade de redução o arraste. Recentemente, o fenômeno de degradação tem recebido uma merecida atenção na literatura e vários estudos dos efeitos de concentração, massa molecular, número de Reynolds e temperatura no mecanismo físico da degradação estão disponíveis. Contudo, tais parâmetros não são ainda suficientemente explorados e seus efeitos sobre o mecanismo de degradação carecem de estudos. Investiga-se no presente trabalho o fenômeno de degradação molecular em soluções aquosas de três diferentes polímeros: óxido de polietileno (PEO), poliacrilamida (PAM) e goma xantana (XG). Uma geometria rotativa formada por cilindros concêntricos com folga dupla é utilizada. A dependência das cisões poliméricas em relação a massa molecular, concentração, temperatura e número de Reynolds é analisada ao longo de uma extensa faixa desses parâmetros. Os principais resultados são ilustrados em termos do coeficiente de redução de arraste, DR. Os testes são realizados com vistas nas variações de DR ao longo do tempo, em especial nos primeiros instantes de experimento. Inicialmente, nota-se que DR assume valores negativos devido ao aumento de viscosidade extensional decorrente do esticamento abrupto dos polímeros. Após atingir um valor mínimo, DR passa a aumentar em resposta a acomodação das estruturas turbulentas, atingindo um valor máximo. Por fim, DR torna a diminuir como consequência das cisões moleculares, até assumir um valor assintótico. Visando-se quantificar a degradação, os resultados são reapresentados em termos do coeficiente de redução de arraste relativo, DR0, definido como a razão entre as reduções de arraste instantânea e máxima observada ao longo de um teste. Propõe-se, por fim, uma equação de DR0 em função do tempo, considerando o número de Reynolds, a concentração, a massa molecular e a temperatura / The drag reduction by high molecular weight polymer in a turbulent flow is an important phenomenon that has received the attention of a number of researchers in the last years. However, the efficiency of those additives is not constant. Turbulence degrades the polymer, decreasing their ability to reduce drag. Recently, this degradation phenomenon has received its deserved attention in the literature and investigations that take into account the effect of concentration, molecular weight, Reynolds number, and temperature on the physical mechanism of degradation can be found. However, these parameters have not yet been explored in very wide ranges. In the present work we investigate this degradation phenomenon using aqueous solutions of three different polymers, polyacrylamide (PAM), polyethylene oxide (PEO) and xanthan gum (XG) in a cylindrical double gap rheometer device. The dependence of degradation on molecular weight, concentration, temperature, and Reynolds number is analysed for a wide range of these parameters. Our main results are displayed in terms of drag reduction (DR). All tests are performed to compute DR for a long period of time including the values obtained from the very beginning of the process. Initially, DR presents negative values due to gain of extensional viscosity caused by polymer stretching. After reaching a minimum value, DR increases in response to the development of turbulent structures, achieving a maximum value. Finally, DR decreases as a result of polymer scissions, attaining an asymptotic value. In order to quantify the degradation, we also display the results using a relative drag reduction quantity, DR0, defined as the ratio of the current drag reduction to the maximum one obtained for a non-degraded solution. We propose an alternative decay function that relates DR0 as a function of the Reynolds number, concentration, molecular weight, and temperature
9

O revestimento de superfícies horizontais e sua implicação microclimatica em localidade de baixa latitude com clima quente e úmido / Horizontal pavment surfaces and its microclimatic implication in low latitude place with hot and humid

Costa, Angelina Dias Leão 06 January 2007 (has links)
Orientador: Lucila Chebel Labaki / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Civil / Made available in DSpace on 2018-08-09T14:17:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Costa_AngelinaDiasLeao_D.pdf: 32413160 bytes, checksum: ec2ca71b106a4ab0c27023a5c4efbc30 (MD5) Previous issue date: 2007 / Resumo: A ocupação do solo urbano influencia na qualidade térmica dos ambientes que permeiam as edificações proporcionando a existência de microclimas diferenciados dentro de uma mesma cidade; por outro lado há uma necessidade crescente de se desenvolver novas estratégias de planejamento que utilizem dados fornecidos pela climatologia e permitam a continuidade do crescimento dessas áreas de forma que a população possa viver em um ambiente equilibrado. Nesse sentido, esta tese objetiva analisar a distribuição da temperatura do ar na área urbana de uma cidade de baixa latitude e clima quente e úmido, através da proposição de uma metodologia de medição em pontos fixos, correlacionando-a com os tipos de revestimento da superfície horizontal (cobertura e piso) existentes; tendo Natal/RN como área objeto de estudo. A metodologia sintetiza práticas correntes em estudos de campo, através da tomada de dados em 02 épocas do ano distintas (verão e inverno), hora a hora, durante 07 dias típicos, em 20 pontos fixos distribuídos na cidade, com equipamentos do tipo loggers aferindo temperatura e umidade relativa do ar. Foi desenvolvida uma proteção para os equipamentos registradores para medição ao ar livre e utilizou-se de terrenos de torres de telefonia celular para as medições, pioneiramente. Também foram mapeados 0,31km2 quanto à ocupação do solo nos entornos dos pontos, com a ajuda do processamento digital de imagem de satélite. Analisaram-se estatisticamente dados dos períodos de verão e inverno separadamente e comparativamente, e os pontos de coleta semelhantes foram agrupados com relação ao comportamento térmico em 05 grupos. Além disso, foi proposto um indicador de composição de revestimento horizontal que, relacionado à temperatura do ar, gerou mapas temáticos confirmando que áreas urbanas com menor porcentagem de área permeável têm suas temperaturas mais elevadas. Verificou-se que a temperatura do ar não é homogênea na cidade; e que as diferenças microclimáticas são pequenas em valores absolutos (o que possivelmente se deve à influência da ventilação predominante Sudeste proveniente do mar), mas são significativas e devem ser consideradas. Concluiuse ainda que essas diferenças são decorrentes do período, turno e hora de medição e ainda das diversas configurações urbanas encontradas, incluindo os revestimentos das superfícies horizontais existentes na cidade (cobertura e piso), mas os resultados devem ser considerados ponto a ponto. A metodologia de medição em pontos fixos, desenvolvida e testada, pode ser aplicada em cidades localizadas em localidades de baixa latitude e clima quente e úmido, e sugere-se que a taxa de permeabilidade na cidade seja revista, considerando-se a ótica do bairro / Abstract: The occupation of the urban soil influences on the thermal quality of the cities that permeates the constructions providing microclimatic differences inside the same city; on the other hand there is a growing need to develop new planning strategies, so that data supplied by the climatology can be used and allow the continuity of the growth of those areas, so that the population can live in a balanced urban area. In that sense, this thesis aims to analyze the air temperature distribution in the urban area of low latitude cities with hot and humid climate, through the proposition of a measurement methodology in fixed points, correlating it with the types of existent horizontal surfaces pavements (covering and floor); the city of Natal/RN is the study object. The methodology synthesizes average practices in field studies, through hourly data measurement in 02 different seasons of the year (summer and winter), for 07 typical days, in 20 dispersed fixed points in the city, with loggers equipments collecting air temperature and relative humidity data. A protection was developed to equipments for outdoor recording and it was used cellular telephony towers basis for the measurements. Also 0,31km2 were mapped as for the occupation of the soil around the points, with digital processing of satellite image. Summer and winter collected data were statistically analyzed, separately and comparatively, and groups of similar points were organized regarding the thermal behavior in 05 groups. An indicator of composition of horizontal covering was proposed and related to the air temperature generated thematic maps, confirming that urban areas with higher temperatures have smaller percentage of permeable area. It was verified that the air temperature is not homogeneous in the city; that the microclimatic differences exist and are small in absolute values (what is possibly due to the influence of the Southeast predominant wind originating from the sea), but they should be considered. It was concluded that although those differences are consequence of the period, shift and hour of measurement and still of the several found urban configurations, including the coverings of the existent horizontal surfaces in the city (covering and floor), but that the results should be considered point to point. The measurement methodology in fixed points developed and tested can be applied in cities with low latitude and hot and humid climate, and in conclusion it is suggested that the permeability percentage in the city must be reviewed considering the particular occupation of neighborhoods / Doutorado / Arquitetura e Construção / Doutor em Engenharia Civil

Page generated in 0.1692 seconds