• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 59
  • Tagged with
  • 60
  • 60
  • 60
  • 36
  • 27
  • 16
  • 15
  • 15
  • 12
  • 11
  • 10
  • 10
  • 9
  • 9
  • 9
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

A vivência estigmatizada do envelhecimento na contemporaneidade : do indesejável ao inevitável / The experience of aging in contemporary stigmatized: of the inevitable undesired (Inglês)

Nogueira, Fernanda Nícia Nunes 09 December 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2019-04-05T23:06:34Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2005-12-09 / The present study aims at understanding the experience of the aging process in Western contemporaneity from a worldly perspective, that is, from the notion that human life is embedded in the sensitive world, in history, in culture. In order to achieve such aim, a phenomenological research was carried out, employing phenomenological interviews and observations in an esthetic center, where emerged fifteen collaborating subjects who were in the life stage of maturity (i.e., within an age between 40 and 60 years old). The results show that the experience of aging is ambiguous: conveying multiple senses, valuating, as well as devaluating and ambivalent, the reactions to this phenomenon contemplate denial, resistance, acceptance and some specific fears. Such results also provide elements that point towards the understanding of aging as a stigmatized experience in a scenario marked by the cult of youth, of beauty, and which imposes an esthetic pattern as an ideal to be accomplished by everyone, being understood that as a biological phenomenon it is 'inevitable' but as a cultural phenomenon it is 'undesirable'. It is confirmed, through this study, the perception of a traditional conception of elderliness, which associates aging to negative attributes at the same time that the identification of the collaborating subjects with a model of elderliness that is more active and dynamic is revealed. Esthetic centers arise as a privileged locus which offer the possibility of attaining a young, beautiful and perfect body, where the alliance between the discourse of science and the discourse of market is carried on, reinforcing the belief that aging can be fought or retarded through various medical and esthetical techniques which provide people with a variety of treatments aimed at the attainment of a younger appearance. Key words: Aging, Contemporaneity, Stigma. / O presente estudo propõe-se a compreender a vivência do processo de envelhecimento na contemporaneidade ocidental, a partir de uma visão mundana, isto é, da noção de que a vida humana encontra-se envolvida no mundo sensível, na história, na cultura. Para tanto, foi realizada uma pesquisa fenomenológica, utilizando-se de entrevistas fenomenológicas e observações em uma clínica de estética, de onde emergiram quinze sujeitos colaboradores que se encontravam na maturidade, fase da vida compreendida entre 40 e 60 anos. Os resultados mostram a experiência de envelhecer como ambígua: dotada de múltiplos sentidos, tanto valorativos, como desvalorativos e ambivalentes, sendo que as reações a este fenômeno contemplam a negação, a resistência, a aceitação e alguns medos específicos. Tais resultados fornecem ainda elementos que apontam para a compreensão do envelhecimento como uma experiência estigmatizada em um cenário marcado pelo culto à juventude, à beleza e que impõe um padrão estético como ideal a ser conquistado por todos, entendendo-se que como fenômeno biológico ele é "inevitável", mas como fenômeno cultural ele é "indesejável". Ratifica-se, com este estudo, a percepção de uma concepção tradicional de velhice, associando-a a atributos negativos, ao mesmo tempo, em que se revela a identificação dos colaboradores com um modelo de velhice mais ativa e dinâmica. As clínicas de estética despontam como lócus privilegiado que acena com a possibilidade de se obter um corpo jovem, belo e perfeito, onde se operacionaliza a aliança entre o discurso da ciência e o do mercado, reforçando a crença de que o envelhecimento pode ser combatido ou retardado, através de várias técnicas médicas e estéticas que proporcionam às pessoas uma variedade de tratamentos voltados para a aquisição de uma aparência jovem.
2

A arte de envelhecer : um estudo sobre história de vida e envelhecimento

Lima, Priscilla Melo Ribeiro de January 2008 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2008. / Submitted by Larissa Ferreira dos Angelos (ferreirangelos@gmail.com) on 2009-10-01T19:18:13Z No. of bitstreams: 1 2008_PriscillaMRLima.pdf: 655136 bytes, checksum: cbd90e279ddc5ff54abfd628fad893a8 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2009-10-09T13:18:06Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_PriscillaMRLima.pdf: 655136 bytes, checksum: cbd90e279ddc5ff54abfd628fad893a8 (MD5) / Made available in DSpace on 2009-10-09T13:18:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_PriscillaMRLima.pdf: 655136 bytes, checksum: cbd90e279ddc5ff54abfd628fad893a8 (MD5) Previous issue date: 2008 / O presente trabalho teve como objetivo conhecer aspectos do processo de envelhecimento à luz das histórias de vida de idosos. Tendo como base a Teoria Epigenética do Ciclo de Vida de Erik Erikson e colaboradores, e a Perspectiva da Psicologia do Lifespan desenvolvida por Paul Baltes e colaboradores, oito histórias de vida foram analisadas. Procurou-se investigar o modo como as estratégias de seleção, otimização e compensação, e o envolvimento vital se manifestam na velhice, e investigar as contribuições da geratividade e da participação social no processo de envelhecimento. Além da entrevista semi-estruturada composta de itens referentes a vários aspectos da história de vida, outros instrumentos foram utilizados: o Miniexame do Estado Mental (MEEM), a Escala de Depressão Geriátrica (EDG-15) e a Avaliação da Qualidade de Vida – Módulo Idoso (WHOQOL-Old). Entre os dados obtidos e analisados, constatou-se a influência de vários fatores, presentes ao longo da vida, para a construção de um envelhecimento bem-sucedido ou com a presença de sintomas patológicos. Participação social e geratividade desenvolvidos ao longo da vida parecem ser, entre outros, grandes contribuintes para a vivência de envolvimento vital na velhice. Por outro lado, a estagnação e carência de flexibilidade adaptativa podem acarretar conseqüências negativas e contribuir para surgimento de sintomas depressivos e demenciais. _________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The aim of the present study was to understand aspects of the aging process as of the elderly life histories. Based on Erik Erikson’s Life Cycle Epigenetic Model and Paul Baltes’ Lifespan Psychology, eight life histories were analyzed. So it was investigated the way selective optimization with compensation strategies and vital involvement aspects appear in old age, and the contributions of generativity and social participation to the aging process. The research instruments included a semi-structured interview that assessed life history aspects, the Mini-mental State Exam (MMSE), the Geriatric Depression Scale (GDS-15) and the World Health Organization Quality of Life Assessment – Old Module (WHOQOL-Old). Among the results, the influence of several factors presented during lifetime on the construction of a successful aging or an aging with the presence of pathological symptoms was observed. Social participation and generativity during lifetime seem to be, among others, great contributors to experience of vital involvement in old age. In contrast, stagnation and lack of adaptive flexibility could bring negative consequences and contribute to the appearance of depressive and demencial symptoms.
3

Envelhecimento e projeto de ser : uma perspectiva fenomenológico-existencial / Ageing and Project of Being: a phenomenological-existential perspective (Inglês)

Nogueira, Caroline Furtado 15 December 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:55:07Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-12-15 / In contemporaneity, ageing is getting more visibility, with a variety of speeches about what means to be old and how achieve good ageing. Those speeches, sometimes ambiguous, treats ageing as a negative and homogeneous process (associated with dependence, decline, loneliness and death) as well as a positive process, celebrating the populational ageing, suggesting the citizens to disguise the signs of ageing and making them adopt total responsibility for ageing, taking care of their health and appearance. In this context, old age is refused and marginalized or a type specific of ageing is appreciated. I propose another perspective to think about this phenomenon, considering the contribution of the existential phenomenology of Jean-Paul Sartre and Simone de Beauvoir. I interviewed eleven people, adults, men and women, who lives in the city of Fortaleza, Ceará, aged between 30 and 59 years old, in the intent to understand how they experience their ageing and how this experience could reveal their project of being toward the future, toward the elderly they want to be. The project of being is a fundamental concept in Sartre, that defines human existence and elucidates the movement of human being in the world. The meanings of ageing and the movement of the collaborators toward senescence are diverse and demonstrate how they apropriate objective data such as familiar, interpersonal, cultural, social aspects and the context where they live. I emphasize that the project of being is not a finished synthesis, because whilst there is life, there are possibilities to be elected for each human being, since we are a totalization in progress which will finish only with death. I hope this research brings more visibility to this subject and colaborates on the desconstruction of a limited speech of old age, bringing reflections and actions about the way we treat ageing and elderly people in contemporary world, contributing with knowledge production. Keywords: old age; ageing; project of being; existencial phenomenology; Jean-Paul Sartre; Simone de Beauvoir. / Na contemporaneidade, há um cenário de maior visibilidade sobre o envelhecimento, com uma variedade de discursos sobre o que significa ser velho e como envelhecer bem. Tais discursividades, por vezes ambíguas, concebem a velhice tanto como um processo negativo e homogeneizador (associado à dependência, ao declínio, à solidão e à morte), quanto como um processo positivo, em que o aumento da longevidade é celebrado, mas no qual os sinais do envelhecimento são amenizados, responsabilizando, unicamente, o próprio indivíduo por seu envelhecimento e pressionando-o ao autocuidado com a saúde e a aparência. Neste contexto, ora se nega e se marginaliza a velhice, ora se valoriza determinado tipo de envelhecimento. Proponho uma perspectiva mais abrangente sobre o envelhecimento a partir das contribuições da fenomenologia existencial de Jean-Paul Sartre e de Simone de Beauvoir. Entrevistei onze sujeitos colaboradores, adultos, homens e mulheres, domiciliados no município de Fortaleza, Ceará, com idade entre 30 e 59 anos, no intuito de compreender como vivenciam seu envelhecimento e como este processo anuncia o projeto de ser dos sujeitos em direção ao futuro, aos velhos que pretendem se tornar. Nesta perspectiva, o envelhecimento foi compreendido como anunciador do projeto de ser destes sujeitos, conceito fundamental de Sartre, que define a existência humana e que elucida o movimento do homem no mundo. O modo como significam o envelhecimento e se movimentam rumo à velhice é plural e demonstra como singularizam sua experiência vivida nos campos familiar, pessoal, interpessoal, grupal, cultural e social em que vivem. Ressalto que projeto de ser não é uma síntese acabada, pois, enquanto há vida, há possibilidades a serem eleitas por cada sujeito, já que somos uma totalização em curso, que apenas se findará com a morte. Espero que este estudo possa dar maior visibilidade ao tema e colaborar na desconstrução de um discurso reducionista sobre a velhice, suscitando reflexões e ações sobre o modo como a contemporaneidade lida com o envelhecimento e com os idosos, contribuindo com a produção de conhecimento sobre o tema. Palavras-chave: velhice; envelhecimento; projeto de ser; fenomenologia existencial; Jean-Paul Sartre; Simone de Beauvoir.
4

Travestilidades e envelhecimentos : cartografando modos de vida na transcontemporaneidade / Transvestite and Aging Properties: Charting Ways of Life on Transcontemporaneity (Inglês)

Leite Junior, Francisco Francinete 11 August 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-30T00:03:26Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-08-11 / The study presented here originates from a Masters research entitled Transvestite and Aging Properties: Charting Ways of Life on Transcontemporaneity developed in the framework of the Graduate Program in Psychology at the University of Fortaleza (UNIFOR) and the Laboratory of Studies And Research Multiverse: body, gender, and sexuality in the processes of subjectivation. That move provoked concerns involving the emergence of some questions How the intersection between gender and generation in subject transvestites joints? In abjection contexts, how the elderly transvestites move and resist under the discursive productions that reiterate the heteronormativity? How are the ways of life of the elderly transvestites in transcontemporaneity? - which subsidized the realization of research designed to achieve the following objective: to understand the production of gender performing and the sexuality trials in the intersectional experience of transvestites and aging properties in local contexts. The theoretical-methodological assumptions underpinning this study cover deconstructive discourse perspective, by understanding that the speeches cross the subjects, enabling them to conduct a deconstruction exercise that leads to the making of a movement of folds on themselves, post-structuralist studies based on Foucault, present in postmodern debates, and interact with the queer theorizing. Cartography is also present, making possible to think the problems that inhabit that reality such in a rizomatic way and inducing to monitor subjects movements and displacements in the experiences of their desires and pleasures. The stories, memories and experiences of three old transvestites nicknamed Iracema, Aurelia and Lucíola, developers of their ways of life, invited to think about the offsets movements, allowing realizing their movements, styles and new possibilities. It is concluded that their life trajectories are marked by struggles and resistances re-signified and mature by the actions of the time, revealing that their existence is pulsating and comes from the pleasure and the desire, as well as their processing capacity and resilience. Keywords: Transvestite properties. Aging. Cartography. Ways of life. Transcontemporaneity. / O estudo aqui apresentado origina-se de uma pesquisa de mestrado intitulada Travestilidades e Envelhecimentos: Cartografando Modos de vida na Transcontemporaneidade desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza (UNIFOR) e do Laboratório de Estudos e Pesquisas Multiversos: corpo, gênero e sexualidade nos processos de subjetivação. Tal movimento de pesquisa provocou inquietações que implicaram a emergência de alguns questionamentos - Como se articula a intersecção entre gênero e geração em sujeitos travestis? Em contextos de abjeção, como as travestis idosas se movimentam e resistem diante das produções discursivas que reiteram a heteronormatividade? Como se apresentam os modos de vida das travestis idosas na transcontemporaneidade? Por sua vez, estas discussões subsidiaram a realização de pesquisa destinada a alcançar o seguinte objetivo: compreender a produção de performatividades de gênero e as experimentações da sexualidade na experiência interseccional da travestilidade e envelhecimento em contextos fortalezenses. Os pressupostos teórico-metodológicos que sustentam este estudo abrangem perspectivas discursivo-desconstrucionistas, por compreender-se que os discursos atravessam os sujeitos, possibilitando-lhes a realização de um exercício de desconstrução que os conduz à feitura de um movimento de dobra sobre si mesmos, estudos pós-estruturalistas que aproximam das discussões de Michel Foucault, presente nos debates pós-modernos, além de relacionarem-se com as teorizações queer. A Cartografia também está presente, possibilitando pensar de forma rizomática as problemáticas que povoam tal seara e induzindo a acompanhar movimentos e deslocamentos dos sujeitos nas vivências de seus desejos e prazeres. Os relatos, memórias e experiências de três travestis idosas codinominadas Iracema, Aurélia e Lucíola, reveladoras de seus modos de vida, convocaram a pensar sobre os movimentos de deslocamentos, permitindo que se percebessem suas movimentações, estilos e novas possibilidades. Conclui-se que suas trajetórias de vida são marcadas por lutas, resistências e sujeição que são ressignificadas e amadurecidas pelas ações do tempo, reveladoras de que sua existência pulsa e advém do prazer e do desejo, além de sua capacidade de transformação e superação. Palavras-chave: Travestilidade. Envelhecimento. Cartografia. Modos de Vida. Transcontemporaneidade.
5

Apontamentos sobre os novos nomes da velhice / Notes About the New Names of Old Age (Inglês)

Lima, Suzany Maciel de Oliveira 30 March 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-30T00:05:53Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-03-30 / The first readings performed to start this investigation nurture the contact with many names given to old age and to the process of human aging, such as envelhescência , senescence, ageing, matureness, senility, among others, who were not placed on common sense, in an attempt to name them. This study aims to investigate the development of those terms, specifically from the recent Brazilian scientific production on human aging and old age, including works such as the Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano (RBCEH), through the development of a qualitative research of bibliographical nature. It was obtained that the concepts/adjectives most used by common sense to call the process of ageing and old age in Brazil were old and or elderly. This is limiting conceptions which, besides not give account of a complex and multifaceted process that is the human aging, reduce the subject to a mere product and producer of them, and reveal the prejudices on which Brazil, despite already passing through the second half of the "Era of Aging", still shows immersed, regarding "being old", featuring varied stereotypes and stigmas. It is concluded that the old age comes from the Other, it's the Other one that says being old. This other, often, is society itself, shrouded in a culture of the cult of the young productive and beautiful. Keywords: Aging processes. Old age. Contemporaneity. / As primeiras leituras realizadas ao se iniciar esta investigação oportunizaram o contato com muitos nomes atribuídos à velhice e ao processo de envelhecimento humano, como envelhescência, senescência, ancianidade, maturescência, senilidade, entre outros, que não estavam postos no senso comum, na tentativa de nomeá-los. Este estudo trata de investigar a elaboração desses termos, especificamente a partir da recente produção cientifica brasileira sobre envelhecimento humano e velhice, abrangendo obras como a Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano (RBCEH), mediante o desenvolvimento de uma investigação qualitativa de cunho bibliográfico. Obteve-se que os conceitos/adjetivos mais utilizados pelo senso comum para intitular o processo de envelhecimento e o ser velho no Brasil foram velho e ou idoso. Trata-se de concepções limitadoras que, além de não darem conta de um processo complexo e multifacetado que é o envelhecer humano, reduzem o sujeito que envelhece a um mero produto e produtor seu, e revelam os preconceitos nos quais o Brasil, apesar de já estar passando pela segunda metade da "Era do Envelhecimento", ainda se mostra imerso, no tocante ao Ser velho , apresentando estereótipos e estigmas dos mais variados. Conclui-se que o ser velho vem do Outro, é o Outro que lhe diz ser velho. Esse outro, muitas vezes, é a própria sociedade, envolta numa cultura do culto ao jovem produtivo e belo. Palavras-chave: Processo de Envelhecimento. Velhice. Contemporaneidade.
6

Efeitos de uma intervenção de acupuntura sobre sintomas psicológicos e imunidade celular de adultos jovens e idosos saudáveis

Pavão, Tiago Sebastiá January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:57:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000403994-Texto+Completo-0.pdf: 561826 bytes, checksum: 5aa0bab4d44517f70bba7423859ce92d (MD5) Previous issue date: 2008 / Introduction: Acupuncture has increasingly been used to treat many conditions, including psychiatric disorders and chronic pain. However, the mechanisms underlying the stress-management effects of acupuncture on physiology are elusive. Here, we investigated the effects of acupuncture intervention of acupuncture on psychological symptoms and cellular immunity in young adults and healthy elderly. Methods: Twelve healthy young adults (mean age 27,6 yrs – 23 to 38 yrs) and 12 healthy elderly (mean age 67,3 yrs – 60 to 81yrs) took part in this study. The acupuncture treatment comprised of six sessions (two per week). The procedures included the insertion of six needles divided into three bilateral points (IG4, BP6 and E36). Psychological variables (depression, anxiety and stress) were investigated by means of self assessment inventories. Peripheral blood mononuclear cells were isolated and cultured for 96h in vitro to measure mitogen-induced T-cell proliferation as well as cellular sensitivity to dexamethasone.All data were assessed before and after the intervention. Results: Elders had a reduced lymphocyte proliferation at baseline when compared to young adults (p = 0. 01). Our intervention was able to significantly reduce depression (p < 0. 001), anxiety (p < 0,001) and stress (p < 0. 001) scores. However, the intervention was able to significantly increase T-cell proliferation, with greater strength in the elderly group (p = 0. 004). The post-intervention proliferative responses were found in similar levels in elders as compared to young adults. Conclusions: We conclude that acupuncture therapy was efficient to attenuate the psychological distress as well as to increase an important function of adaptive immune responses. Furthermore, the increased cellular proliferation following the interventions in the elderly indicates that acupuncture may positively interfere with the immunosenescence process. / Introdução: Atualmente a acupuntura vem sendo usada com mais freqüência para tratamentos de muitas condições, incluindo desordens psiquiátricas e dores crônicas. Contudo não compreendemos os mecanismos referentes aos seus efeitos fisiológicos. Neste estudo, foram investigados os efeitos de uma intervenção de acupuntura sobre sintomas psicológicos e resposta imune celular em adultos jovens e idosos saudáveis. Metodologia: Doze adultos jovens (idade média de 27,6 anos – variando entre 23 a 38 anos) e doze idosos saudáveis (idade média de 67,3 anos – variando entre 60 a 81 anos) fizeram parte deste estudo. Foram realizadas seis sessões de acupuntura, com uma freqüência de duas por semana. Foram utilizadas seis agulhas de acupuntura divididas em três pontos bilateralmente (IG4, BP6 e E36) em cada sessão. As variáveis psicológicas foram investigadas por inventários de depressão, ansiedade e estresse. As células mononucleares do sangue periférico foram isoladas e cultivadas por 96h in vitro para avaliação da proliferação linfocitária estimulada pelo mitógeno fitohemaglutinina. A capacidade de supressão da proliferação celular por dexametasona (DEX) foi avaliada como índice da sensibilidade celular aos glicocorticóides.Todos os dados foram avaliados antes e após as intervenções. Resultados: Antes das intervenções, os idosos apresentavam uma proliferação linfocitária reduzida em comparação ao grupo de jovens adultos (p < 0,01). A intervenção foi capaz de reduzir significativamente os escores dos sintomas de depressão (p < 0,001), ansiedade (p < 0,001) e estresse (p < 0,001). Da mesma forma, a intervenção foi capaz de aumentar significativamente a proliferação celular, sobretudo no grupo de idosos (p = 0,004). A proliferação dos idosos após a intervenção foi semelhante à proliferação encontrada no grupo de jovens adultos. Conclusões: Concluímos que a terapia de acupuntura foi eficaz para atenuar a carga emocional e aumentar uma importante função da imunidade adaptativa. Além disso, o aumento na proliferação celular dos idosos ao término das sessões de acupuntura indica que o tratamento de acupuntura pode interferir positivamente no processo de imunossenescência.
7

A tomada de consciência e o grupo focal na transformação das representações sociais do envelhecimento : uma pesquisa de intervenção

Costa, Filomena Guterres 11 December 2006 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2006. / Submitted by Thaíza da Silva Santos (thaiza28@hotmail.com) on 2009-11-01T14:46:53Z No. of bitstreams: 1 tesecompleta-todajunta.pdf: 3114370 bytes, checksum: b1bbb3e0480ee022d8aa64d042336c45 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2011-01-30T18:59:22Z (GMT) No. of bitstreams: 1 tesecompleta-todajunta.pdf: 3114370 bytes, checksum: b1bbb3e0480ee022d8aa64d042336c45 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-01-30T18:59:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tesecompleta-todajunta.pdf: 3114370 bytes, checksum: b1bbb3e0480ee022d8aa64d042336c45 (MD5) Previous issue date: 2006-12-11 / Existe um consenso nos estudos das representações sociais da velhice: declínio, doenças e perdas (físicas, familiares e da capacidade de trabalho), de um lado e, de outro, a valorização da experiência do idoso e das questões sócio-políticas a ele relacionadas. Na Psicologia do envelhecimento, 3 aspectos são salientados: o declínio do suporte familiar ao idoso, a experiência e valores relacionados ao envelhecer e a defesa de trabalhos sobre a capacitação dos cuidadores, majoritariamente centrados no aspecto físico do envelhecimento. Assumimos o desafio proposto por Fávero (2005) de criar uma situação que engendrasse uma transformação das representações sociais da velhice nos cuidadores de uma instituição para idosos. Teórico-metodológicamente, três aportes foram essenciais: o grupo focal, os atos da fala e a tomada de consciência no sentido desenvolvimental piagetiniano. Tomamos, como sugere esta autora, o sujeito humano na sua identidade única e particular sem apartá-lo do coletivo, considerando sua capacidade de reorganização interna. Participaram do estudo, 7 sujeitos entre 32 e 52 anos, 6 mulheres e 1 homem, funcionários de uma instituição para idosos independentes, que foram convidados a participar de um grupo focado no envelhecimento e no sujeito idoso, visando: a identificação das representações sociais, as premissas do paradigma que lhe dá suporte; a tomada de consciência a respeito de tais representações e premissas, as implicações destas para a prática pessoal e/ou profissional e as possibilidades de sua re-elaboração. Catorze sessões de grupo foram desenvolvidas e registradas em áudio. Suas transcrições foram submetidas à análise dos atos da fala. Os resultados apontaram dois focos - o envelhecimento visto como experiência negativa e a ênfase nas perdas físicas, intelectuais e sociais – sustentados por um paradigma calcado na relação aspecto físico, beleza e afetividade, indicando uma articulação entre as representações sociais do envelhecimento e aquelas de gênero. A tomada de consciência dos sujeitos levou, num primeiro momento, à justificativa desses focos e num segundo, a reformulação do dito paradigma, ou seja, a mudança de determinados aspectos das representações sociais do envelhecimento. Os resultados das análises dos atos da fala apontaram mudanças das representações sociais nos seguintes aspectos: o reconhecimento das diferenças entre a velhice feminina e masculina, com ênfase nas questões de gênero; as perdas físicas responsáveis pela ausência da beleza, da juventude e da felicidade; a importância da atividade produtiva tanto para os homens como para as mulheres que moram na instituição favorecendo a qualidade de vida. Concluise que o método adotado é pertinente para as mudanças das representações sociais em pesquisas de intervenção, desenvolvidas em pequenos grupos. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / There is a consensus in studies of the social representation of ageing: on the one hand, decline, disease and loss (of physical ability, family and ability to work), and on the other, respect for the experience of older people and of related socio-political issues. In the psychology of ageing, three aspects are highlighted: declining family support for older people, experience and values related to ageing and the defence of studies regarding the training of carers, mainly focussed on the physical aspect of ageing. We took up the challenge proposed by Fávero (2005), of creating a situation that would lead to the transformation of the social representations of ageing among the carers at an institution for older people. Three theoretical and methodological bases were essential: the focus group, speech acts and the grasp of consciousness in the developmental sense used by Piaget. As suggested by Fávero, we took the human subject in terms of an identity that is unique and personal, but not separated from the collective, taking into account the capacity for internal reorganisation. Seven subjects took part in the study: six women and one man, aged between 32 and 52 years, employees of an institution for independent older people, who were invited to participate in a focus group about ageing and the older subject. The aims were to identify the social representations and the premises of the paradigm that supports them, and to become aware of such representations and premises, their implications for personal and/or professional practice and the possibilities for their re-elaboration. Fourteen group sessions were held, recorded on audio, and the transcriptions analysed in terms of speech acts. The results suggested two foci – ageing seen as a negative experience, and an emphasis on physical, intellectual and social losses – both based on a paradigm related to physical appearance, beauty and affect, suggesting a connection between the social representations of ageing and gender. The grasp of consciousness led, in the first moment, to the justification of these foci and, in the second, to a reformulation of the paradigm: a change in certain aspects of the social representations of ageing. The results of the speech act analysis suggested changes to the social representations in the following aspects: the recognition of differences between male and female ageing, with emphasis on gender issues; the physical losses responsible for the absence of beauty, youth and happiness; the importance of productive activity for both men and women living in the institution in terms of life quality improvement. We conclude that the method adopted is appropriate for changing the social representations of ageing through intervention in small group studies.
8

Velhice e espiritualidade : reflexões sobre as transformações do envelhecer

Vieira, Marjorie Gesimila de Oliveira 18 September 2009 (has links)
Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2009. / Submitted by samara castro (sammy_roberta7@hotmail.com) on 2011-03-10T17:07:02Z No. of bitstreams: 1 2009_MarjorieGesimiladeOVieira.pdf: 510397 bytes, checksum: 19c6f00e3d6f4e4f166585468d8b73bd (MD5) / Rejected by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br), reason: O resumo e o abstract estão trocado. Favor corrigir. on 2011-03-15T00:06:36Z (GMT) / Submitted by samara castro (sammy_roberta7@hotmail.com) on 2011-03-15T17:46:11Z No. of bitstreams: 1 2009_MarjorieGesimiladeOVieira.pdf: 510397 bytes, checksum: 19c6f00e3d6f4e4f166585468d8b73bd (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2011-03-16T23:05:04Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_MarjorieGesimiladeOVieira.pdf: 510397 bytes, checksum: 19c6f00e3d6f4e4f166585468d8b73bd (MD5) / Made available in DSpace on 2011-03-16T23:05:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_MarjorieGesimiladeOVieira.pdf: 510397 bytes, checksum: 19c6f00e3d6f4e4f166585468d8b73bd (MD5) / O presente estudo teve como objetivo conhecer as principais percepções dos idosos sobre a velhice e o envelhecer e como os fatores articulados à espiritualidade influenciam suas vivências. A partir de uma entrevista semi-estruturada com seis idosos, entre 66 e 79 anos, investigamos aspectos gerais sobre a trajetória de vida do idoso, com destaque para a etapa atual e para a dimensão espiritual. Os dados da pesquisa foram submetidos ao método qualitativo de Análise Temática. A análise das entrevistas resultou na definição de duas categorias temáticas: “Perceber-se velho” e “O sentido da espiritualidade para o idoso”. A primeira, refere-se às principais experiências e percepções dos idosos sobre a velhice, enquanto a segunda, diz respeito à vivência e compreensão da espiritualidade. Os resultados indicam que a velhice foi reconhecida como uma parte natural do ciclo vital, marcada pelas perdas corporais, mas também pelos ganhos proporcionados pela experiência de vida. A vivência da espiritualidade aparece como uma experiência que favorece a socialização, o contato consigo mesmo e a reflexão sobre a vida e a morte, ganhando maior ênfase na velhice. Os resultados revelam, ainda, que significações sobre espiritualidade estiveram mais vinculadas a atitudes e valores transcendentes considerados positivos. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The present study aimed to know the main perceptions of the elderly about ageism and the aging process and how the factors articulated to the spirituality influenced their experiences. Using semi-structured interviews with six elderly, between 66 and 79 years of age, we investigated general aspects of their life regarding the current stage and the spiritual dimension. The data of the research was submitted to the qualitative method of Thematic Analysis. The analysis of the interviews resulted in the definition of two thematic categories: " To perceive old" and " The meaning of the spirituality for the elderly". The first one, refers to the main experiences and perceptions of the elderly towards ageism whereas the second, refers to the understanding of the spirituality. The results indicate that ageism was recognized as a natural part of the vital cycle, marked by body losses, but also by the profits for the life experiences. The experience on spirituality appears as an experience that promotes socialization, the contact with oneself and the meditation about life and death that gains emphasis during old days. The result reveals, still, that the meanings about spirituality, is tied to religion, attitudes and transcendental values considered.
9

Ambiente residencial e envelhecimento ativo: estudos sobre a relação entre bem-estar, relações sociais e lugar na terceira idade / Residential Environment and Active Aging: Studies about well-being, social relationships and place for the elderly

Lima, Ana Beatriz Rocha 15 December 2011 (has links)
Tese (Doutorado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2011. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2012-04-18T15:01:38Z No. of bitstreams: 1 2011_AnaBeatrizRochaLima.pdf: 1139411 bytes, checksum: 20810c286b35dabb796204bb3ff783b1 (MD5) / Approved for entry into archive by Leila Fernandes (leilabiblio@yahoo.com.br) on 2012-04-18T17:33:21Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_AnaBeatrizRochaLima.pdf: 1139411 bytes, checksum: 20810c286b35dabb796204bb3ff783b1 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-04-18T17:33:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_AnaBeatrizRochaLima.pdf: 1139411 bytes, checksum: 20810c286b35dabb796204bb3ff783b1 (MD5) / O envelhecimento humano provoca um aumento da vulnerabilidade das pessoas idosas frente a seu ambiente, surgindo a necessidade de compensar as perdas biológicas, cognitivas e comportamentais, decorrentes desse processo, com adaptações ambientais para prevenção de danos e promoção da qualidade de vida. Foram realizados dois estudos com o propósito de investigar a contribuição do ambiente residencial para o envelhecimento ativo. Para o estudo do ambiente residencial considerou-se as dimensões: a) ambiente físico, que se refere a tipo de moradia, propriedade, densidade, e acessibilidade; b) ambiente psicológico, que refere-se a privacidade, preferência e satisfação; c) ambiente familiar, que se refere a anos da vida adulta vividos na moradia atual, arranjo familiar e uso do espaço doméstico e d) vizinhança, que se refere a rede de apoio social, perigos, serviços e facilidades observados na comunidade. Para o estudo do envelhecimento ativo realizou-se uma avaliação da saúde com a aplicação de escalas que exploraram as dimensões física (capacidade funcional, acidentes, agravos a saúde, limitações físicas e prática de atividades físicas) e mental (bem-estar subjetivo, bem-estar psicológico e autopercepção de saúde). No primeiro estudo, de caráter exploratório, foi realizado um levantamento, por meio da aplicação de questionários a 140 participantes (66,4% do sexo feminino e idade variando entre 18 e 80 anos (M = 33,7, DP = 14,35). O objetivo principal deste estudo foi investigar a presença e a importância atribuída pelos participantes às características de acessibilidade de suas moradias. Os resultados desse estudo evidenciaram que poucos moradores se preocupam com a acessibilidade de suas casas. A idade influenciou na presença dos fatores de visitabilidade e de segurança, salientando serem eles mais presentes no caso dos mais idosos. No segundo estudo foram realizadas entrevistas com a aplicação de escalas com 50 idosos (32 mulheres) com idades entre 60 e 99 anos, 48% com alta escolaridade, residentes em quatro unidades federativas brasileiras (Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina). O principal objetivo desse estudo foi investigar a contribuição do ambiente residencial para a saúde física e mental dos idosos. Foram realizadas análises estatísticas descritivas e inferenciais (correlação canônica e regressões múltiplas univariadas) para a verificação de quais fatores do ambiente residencial explicaram o envelhecimento ativo. Os resultados indicaram uma correlação canônica de rc= 0,56 entre ambiente residencial e envelhecimento ativo. As dimensões da casa psicológica e da casa física foram as que obtiveram a maior relação com a variável ambiente residencial (76% e 17% respectivamente), enquanto o bem-estar subjetivo e bem-estar psicológico obtiveram a maior relação com a variável envelhecimento ativo (94% e 44% respectivamente). Tais resultados evidenciam que a maneira como os idosos percebem e vivenciam seus espaços contribui significativamente para o envelhecimento ativo e saudável. ____________________________________________________________________________ ABSTRACT / Human aging increases vulnerability of older people to their environment and results in the need to offset biological, cognitive and behavioral losses, caused by this process, with environmental adaptations to promote quality of life. Two studies were developed to verify the contribution of the residential environment to active aging. For the residential environment study, the following dimensions were considered: a) physical environment, which refers to the type of housing, property, density and accessibility; b) psychological environment, which refers to privacy, choice and satisfaction, c) family environment , which refers to years of adult life spent in the current housing, family configuration and use of domestic space and d) neighborhood, which refers to social support network, hazards, services, and facilities found in the neighborhood. For the study of active aging it was carried out a health assessment with the application of scales that explored the physical (functional capacity, accidents, health problems, physical limitations and physical activity) and mental dimensions (subjective well-being, psychological well-being, and selfreported health condition). The first study was an exploratory research, in which a survey was conducted through the use of a questionnaires applied to 140 participants (66.4% female; age ranging between 18 and 80 years, M = 33.7, SD = 14.35). The main objective of this study was to investigate the presence and the importance given by participants to the accessibility features of homes. The results of this study showed that few residents are concerned about the accessibility of their homes. The age factor influenced the presence of visitability and security characteristics, appearing more present in elderly people. In the second study, interviews were conducted with the use of scales with 50 elderly (32 women) aged between 60 and 99 years, 48% with high education, living in four Brazilian federal units (the Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro, and Santa Catarina). The main goal of this study was to investigate the contribution of home environment to physical and mental health of the elderly. Descriptive and inferential statistics analysis were performed (canonical correlation and univariate multiple regressions) to verify which factors explained the residential active aging. The results indicated a canonical correlation of 0.56 between residential environment and active aging. The dimensions of the psychological house and the physical house were the most related to the residential environment variable (76% and 17%, respectively), while the subjective wellbeing and psychological well-being had the highest relevance to the active aging variable (94% and 44%, respectively). These results show that the way the elderly people perceive and experience their spaces contributes significantly to the active and healthy aging.
10

Estresse, enfrentamento e satisfação de vida entre idosos : um estudo do envelhecimento bem sucedido

Goldstein, Lucila de Lourdes Lucchino 07 February 1995 (has links)
Orientador: Anita Liberalesso Neri / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação / Made available in DSpace on 2018-07-19T23:20:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Goldstein_LuciladeLourdesLucchino_D.pdf: 6028011 bytes, checksum: 7bd4c85fc55cff1801963a0e4a40af66 (MD5) Previous issue date: 1995 / Resumo: Este trabalho teve como objetivo estudar as relações entre eventos de vida estressantes, enfrentamento e envelhecimento bem sucedido. Foram levantados os eventos de vida mais estressantes, conforme avaliação dos informantes, através de um inventário que classificava como egocêntricos os eventos que diziam respeito à própria pessoa, e como não egocêntricos os que diziam respeito à família. Os comportamentos usados para enfrentar esses eventos, foram identificados através de perguntas abertas, que após análise de conteúdo possibilitaram a classificação dos enfrentamentos em quatro tipos: comportamental, cognitivo, centrado no problema e centrado na emoção. Essa análise de conteúdo permitiu também a identificação dos seguintes tipos de recursos usados para lidar com o evento: suporte social, crenças pessoais, crenças existenciais, habilidades sociais e habilidades de solução de problemas. O envelhecimento bem sucedido foi medido através de duas escalas multidimensionais, do tipo Likert, que se propunham a medir a satisfação de vida e a adaptação à velhice. Os informantes desta pesquisa foram 68 adultos relativamente saudáveis e ativos, com idade entre 50 e 80 anos, em sua maioria mulheres, casadas, donas de casa, freqüentando um curso de educação continuada. Os resultados apontam para uma predominância de opiniões positivas a respeito da vida atual e das possibilidades do envelhecimento. Mostram também que os eventos não egocêntricos foram considerados pelos informantes como mais estressantes e revelam que a principal estratégia usada para lidar com o estresse foi o enfrentamento cognitivo, focalizado na emoção. Os dados obtidos indicaram ainda que os recursos mais utilizados pelos idosos no enfrentamento do estresse foram as crenças existenciais e o suporte social / Abstract: This work examines the relationship between stressful life events, coping and successful aging. The most stressful life events were assessed according to the respondents own evaluation. This was done through an inventory which classified as egocentric the self-related events and as non-egocentric the family-related ones. The coping behaviors they used were identified through open-end questions which after its content analisys allowed their classification into four different ways of coping: behavioral, cognitive, problem focused and emotion focused. The content analysis also allowed the identification of the following resources used for coping: social support, personal beliefs, existential beliefs, social skills and problem solution skills. Successful aging was measured by two multidimension scales, Likert tipe, intended to detect life satisfaction and aging adaptation. The respondents were 68 adults reasonably healthy and active, ranging in age from 50 to 80 years old,mostly married women, housewife¿s, enrolled in a continuous education course. The findings show a higher frequency of positive opinions about present life and about age related possibilities. The results also show that the respondents considered the non-egocentric events as more stressful, and reveal that cognitive and emotion-focused strategies were mostly used for coping. The data also indicated the the primary personal resources used by older adults for coping were existential beliefs and social support / Doutorado / Psicologia Educacional / Doutor em Educação

Page generated in 0.1359 seconds