• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 176
  • 99
  • 26
  • 11
  • 11
  • 11
  • 11
  • 9
  • 9
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 319
  • 59
  • 39
  • 36
  • 27
  • 27
  • 24
  • 23
  • 23
  • 21
  • 19
  • 19
  • 17
  • 16
  • 16
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Estudos de complexos metálicos utilizando ligantes macrocíclicos derivados do meso-5,5,7,12,12,14-hexametil-1,4,8,11-tetraazaciclotetradecano

Guedes, Marco Aurélio January 2002 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas. Programa de Pós-Graduação em Química. / Made available in DSpace on 2012-10-20T01:42:15Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-26T02:36:13Z : No. of bitstreams: 1 184219.pdf: 9598983 bytes, checksum: 7c9e37960ff757f031343d2f10ec2ac1 (MD5) / A estrutura cristalina do ligante tetraazamacrocíclico 1,8-bis(2-cianoetil)-5,5,7,12,12,14,-hexametil-1,4,8,11-tetraazaciclotetradecano (L2) foi determinada. O ligante possui uma geometria aproximadamente quadrada plana em relação aos nitrogênios do esqueleto macrocíclico, podendo coordenar com íons metálicos em posições adicionais devido à presença de dois braços pendentes cianoetil (-CH2CH2CN), formando anéis quelatos de seis átomos. Este ligante foi utilizado como ponto de partida para sintetizar um novo ligante, o ácido 5,5,7,12,12,14-hexametil-1,4,8,11-tetraazaciclotetradecano-1,8-dipropiônico (L3), que teve suas constantes de protonação determinadas: Hn-1L + H+ ? HnL, onde Kn = [HnL]/[Hn-1L][H+]. Os valores encontrados para os logaritmos das constantes de protonação são 11,6±0,1, 8,56±0,01, 3,78±0,01 e 2,11±0,01, respectivamente. O ligante apresenta a constante de formação do complexo com o íon cobre (II) elevada, predominando o complexo normal em p[H]>6,00, e espécies protonadas em p[H]<6,00. A síntese de outro novo ligante, o 1,8-bis(3-hidroxipropil)-5,7,7,12,14,14-hexametil-1,4,8,11-tetraazaciclotetradecano (L4) é descrita. Com este ligante pretende-se aumentar a seletividade a metais "duros". Este foi sintetizado adicionando-se dois braços pendentes de hidroxipropil ao ligante meso-5,5,7,12,12,14,-hexametil-1,4,8,11-tetraazaciclotetradecano (L1).
32

Estudo da fusão e cristalização de nanopartículas de Bi no vidro 72B203-28Na2O

Degenhardt, Hermann Franz January 2016 (has links)
Orientador: Prof. Dr. Guinther Kellermann / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Exatas, Programa de Pós-Graduação em Física. Defesa: Curitiba, 26/02/2016 / Inclui referências : f.95-100 / Resumo: Nesta dissertação, as técnicas de SAXS e WAXS foram utilizadas no estudo das transições de fase sólido-líquido e líquido-sólido de nanopartículas (NPs) de bismuto imersas em um vidro sódio-borato. O trabalho teve como principal objetivo a determinação da dependência entre o raio de NPs esféricas de Bi e as suas temperaturas de fusão e cristalização. Para esta finalidade foram preparadas amostras contendo NPs de Bi com diferentes valores de raio médio e diferentes dispersões em tamanho. Os resultados obtidos confirmam observações experimentais anteriores e também modelos teóricos que preveem a existência de uma dependência linear entre as temperaturas de fusão e cristalização e o inverso do raio das NPs. A extrapolação das temperaturas de fusão e cristalização obtidas para as NPs; para valores de raio tendendo ao infinito, usando a dependência prevista por modelos teóricos, estão em bom acordo com os dados experimentais para o Bi massivo. Observou-se ainda que para raios menores que 18 Å as temperaturas de fusão e de cristalização do Bi coincidem. Isso sugere que abaixo deste tamanho a existência de uma partícula de Bi com estrutura permanentemente cristalina não é possível, confirmando resultados experimentais anteriores para NPs de Bi no mesmo vidro, e em acordo com estudos teóricos por dinâmica molecular. Os parâmetros da rede da estrutura cristalina do Bi, (a e c para cela hexagonal) determinados a partir dos dados de difração, para as diferentes amostras, são menores que os do Bi cristalino massivo, sendo essa contração maior para o parâmetro de rede c. Essas contrações estão em acordo com modelos teóricos que preveem esse comportamento como consequência da fração relativamente mais alta de átomos na superfície das NPs. A partir da dependência entre os parâmetros de rede e a temperatura foram determinados os coeficientes de expansão térmica dos nanocristais de Bi para as diversas amostras estudadas. Os coeficientes de expansão dos nanocristais de Bi são maiores do que os correspondentes para o Bi massivo. Esse resultado foi confirmado independentemente por SAXS, a partir da dependência do raio de giro dos nanocristais com a temperatura. Além disso, assim como ocorre para o Bi massivo, observa-se que a expansão do parâmetro de rede c é maior do que a do parâmetro de rede a. Por outro lado, contrariamente ao que se observa para o caso dos nanocristais, as nanogotas de Bi apresentam um coeficiente de expansão térmica cerca de 40% menor do que o do Bi líquido massivo. / Abstract: SAXS and WAXS techniques were used to study the crystal-to-liquid and liquid-to-crystal transitions of bismuth nanoparticles (NPs) embedded in a sodium-borate glass. The study aimed to determine the dependence of the melting Tf and crystallization Tc temperatures on the radius R of Bi spherical NPs. For that purpose, samples were prepared containing Bi NPs with different average radius and size dispersion. The results confirm previous experimental observations and are also in agreement with theoretical models that predict that there is a linear dependence between melting and crystallization temperatures on the inverse of NPs radius. The values of melting and crystallization temperatures determined from the extrapolation of Tf ? 1/R and Tc ? 1/R curves to 1/R ?0 are in good agreement with the experimental values reported in the literature for the bulk Bi. It was also observed that for Bi NPs having radius smaller than 18 Å the melting and crystallization temperatures coincide. This suggests that for Bi NPs with radius smaller than this value the existence of a permanent crystalline structure is not possible. This behavior confirms previous experimental results for Bi NPs in the same glass, and is in agreement with theoretical studies by molecular dynamics. The lattice parameters of Bi nanocrystals (a and c for hexagonal cell), calculated from the diffraction data for several samples, are smaller than the reported for bulk Bi, this contraction being larger for the lattice parameter c. These contractions are expected by theoretical models that predict this behavior as a result of relatively high fraction of atoms on the surface of NPs. From the dependence between the lattice parameters and the temperature the linear thermal expansion coefficients of Bi nanocrystals was determined. The results show the thermal expansion coefficients of Bi nanocrystals are larger than for bulk Bi. The same behavior was independently obtained from the dependence between the radius of gyration of Bi nanocrystals and the temperature, determined from SAXS. Moreover, as occurs in the case of bulk Bi, it was observed that the expansion of the c lattice parameter is larger than the expansion of the a lattice parameter. On the other hand, differently of nanocrystals the Bi nanodroplets have a thermal expansion coefficient about 40% lower than the value reported for bulk liquid Bi.
33

Estabilização de Pb via aplicação de P em solos com texturas contrastantes

Pontoni, Daniel Ramos January 2016 (has links)
Orientador: Prof. Dr. Vander de Freitas Melo / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo. Defesa: Curitiba, 14/03/2016 / Inclui referências : f. 30-35-96-99 / Area de concentração : Solo e ambiente / Resumo: O Pb é um dos principais contaminantes do solo em todo o mundo. Apesar de apresentar elevada afinidade e reatividade com os oxihidróxidos e minerais filossilicatados da fração argila do solo, quando em níveis elevados, faz-se necessária a remediação do solo contaminado. A adição de fosfatos em solos contaminados por Pb promove sua imobilização através da formação de cloropiromorfita, um fosfato de chumbo de elevada estabilidade no solo. O presente estudo teve o objetivo de avaliar a estabilização química do Pb, pela aplicação de fosfato e cloreto, e formação de cloropiromorfita em solos com mineralogias e texturas contrastantes. Foi avaliada a capacidade máxima de adsorção de Pb (CMAPb) dos horizontes superficiais, transicionais e subsuperficiais de dois solos de regiões geologicamente distintas no Paraná: Latossolo Vermelho (LV) (arenito) e Nitossolo Vermelho(NV) (basalto). Posteriormente, foi conduzido um experimento com o horizonte A destes solos, em esquema fatorial 2x2x2x4 com três repetições, sendo 2 solos, 2 níveis de contaminação de Pb, a partir dos dados obtidos da CMAPb para cada solo (1 e 5 x a CMAPb),2 pH (pH natural e pH ajustado para 7,0) e 4 doses de P seguindo as relações molares de P:Pbde 3:5, 4,5:5, 6:5 e 12:5, com avaliações aos 30, 60 e 311 dias de incubação com Pb. Nas três avaliações foram determinados o Pb total e seu fracionamento, por meio de extrações sucessivas em sete etapas. Foram ainda realizadas extrações da solução de equilíbrio dos solos para determinação das principais espécies de Pb e P (especiação iônica) pelo software Visual MINTEQ, bem como avaliação da formação da cloropiromorfita por meio de predições em gráficos de equilíbrio e campo de estabilidade do mineral. Alguns tratamentos foram selecionados para estudo por difratometria de raios-X (DRX) e microscopia eletrônica de varredura com microanálise de energia dispersiva (MEV/EDS) para certificar a formação e determinar algumas características cristalográficas da cloropiromorfita. A estabilidade do Pbfoi avaliada em estudo de cinética de dissolução com ácido cítrico 0,1 mol L-1 em nove etapas, num tempo total acumulado de 1.382 h. A CMAPb foi maior no NV, com elevada correlação com teor de argila e Fe extraído pelo ditionito-citrato-bicarbonato. A máxima retenção decresceu em profundidade em ambos os solos. Quanto maior o pH de incubação, menores os teores de formas de Pb bio disponíveis aos 30 dias. Ao longo do tempo, verificou-se a migração das formas mais lábeis para as frações mais estáveis após a adição de doses de P, comprovando a eficácia da estabilização de Pb com P. Na solução de equilíbrio houve o predomínio da forma livre Pb2+, variando de 70 a 99 %, enquanto para o P predominou a forma H2PO4-, variando de 42 a 93 %. A aplicação de doses crescentes de P e o pH elevado a7,0 promoveram a redução do teor de Pb2+ na solução do solo. A aplicação de P também alterou o pH da solução de equilíbrio, possivelmente pelas reações de formação da cloropiromorfita (liberação de 2 mols de H+ para cada mol de piromorfita formada), com efeito mais pronunciado nos maiores níveis de contaminação de Pb (5 x CMAPb). Nesta condição de maior disponibilidade de Pb houve maior formação de cloropiromorfita. Todos os tratamentos ficaram supersaturados em relação à superfície de resposta da cloropiromorfita(condição favorável à formação do mineral). A formação desse mineral resultou em baixos teores de Pb na solução de equilíbrio. A formação da cloropiromorfita foi confirmada por meio do surgimento de reflexões em 0,296 nm em todos os tratamentos avaliados, nos dois solos. Foram identificados cristais de cloropiromorfita nas frações areia, silte e argila dos dois solos por meio do MEV/EDS, com morfologia do mineral predominantemente globular. Ambos os solos avaliados promoveram elevada estabilização do Pb frente a adição de ácido cítrico, sobretudo no NV em função do teor de argila e mineralogia oxídica. A adição de fosfato mostrou-se mais eficiente sobre a estabilização do Pb do que a capacidade do solo em imobiliza-lo, sobretudo no maior nível de contaminação, demonstrando que esta metodologia pode servir para realização de um protocolo de remediação em áreas de risco potencial de toxidez por Pb, ao menos nos grupamentos texturais muito argilosa e média. Ao final constatou-se que a aplicação de P foi eficiente na estabilização do Pb e houve a formação da cloropiromorfita em todos os tratamentos, independentemente do solo, nível de contaminação, pH inicial do solo e dose de P. Palavras-chave: Cloropiromorfita. Equilíbrio químico. Remediação do solo. / Abstract: Pb is a major contaminant from the soil worldwide. Despite having high affinity and reactivity with the oxyhydroxides and clay minerals in the ground when in high levels is necessary remediation of contaminated soil. The addition of phosphates in contaminated soils by Pb promote their immobilization by the formation of chloropyromorphite, a high stability in the ground lead phosphate. This study aimed to evaluate the chemical stabilization of Pb,by the application of phosphate and chloride, and chloropyromorphite formation in soils with contrasting mineralogy and texture. The maximum capacity Pb adsorption was evaluated (MACPb) of the surface, transitional and subsurface horizons two geologically distinct areas of soil LV (sandstone) and NV (basalt). Subsequently, an experiment was conducted with the horizon of these soils, factorial 2x2x2x4 with three replications, and 2 soils, 2 Pb contamination levels, from the data obtained from MACPb for each soil (1 and 5 x MACPb) 2pH (natural pH and pH adjusted to 7.0) and 4 rates of P following molar ratios P:Pb 3:5;4.5:5; 6:5; 12:5, with assessments at 30, 60 and 311 days of incubation with Pb. All three evaluations were determined total Pb and its fractionation, by successive extractions in seven steps. They were also carried out extractions of soil equilibrium solution for determination of the major species of Pb, and P (ionic speciation) by Visual MINTEQ software, and evaluating the formation of chloropyromorphite using predictions in equilibrium chart and mineral stability field. Later we selected some treatments and made determinations by X-ray diffraction (XRD) and scanning electron microscopy with energy dispersive microanalysis (SEM/EDS) to certify the formation and determine some crystallographic characteristics of chloropyromorphite. The stability of Pb was evaluated in dissolution kinetics study with 0.1mol L-1 citric acid in nine steps, a total accumulated time of 1382 h. MACPb was higher in NV, with high correlation with clay content and FeDCB. The maximum retention decreased in depth in both soils. An effect of pH on the reduction of the Pb forms more bioavailable after30 days. Over time, it has been found migration of labile forms to more stable fractions with the addition of rates of P. At the end it was found that the Pb stabilization with P was effective. In equilibrium solution was the predominance of the free form Pb2+, ranging from 70 to 99%,while P predominant H2PO4- form, ranging from 42 to 93%. Was no effect of applied P rates and initial pH (natural and 7.0) in reducing Pb2+ content in the soil solution. The application of P also changed the pH of the equilibrium solution, possibly by forming reactions chloropyromorphite (release 2 moles of H+ for each mole of formed pyromorphite), with more pronounced effect in the highest levels of contamination (5 x MACPb). In this condition of greater availability of Pb was greater formation chloropyromorphite. All treatments were supersaturated with respect to the response surface chloropyromorphite (favorable condition for the formation of the mineral). The formation of this mineral resulted in low Pb content in the equilibrium solution. The formation of chloropyromorphite was confirmed by the appearance of reflections in 0.296 nm in all the treatments, in both soils. Chloropyromorphite crystals were identified in the sand, silt and clay soils of the two through SEM/EDS, with predominantly globular morphology. Both this soil stabilization promoted high lead ahead the addition of citric acid, especially in the NV a function of clay content and oxidic mineralogy. The phosphate addition was more effective on the stabilization of the soils ability Pb immobilizes it, especially at the highest level of contamination, demonstrating that this methodology can be used to perform a remediation protocol potential areas toxicity of Pb, at least in very clayey textural groups and medium. At the end it was found that application of P was effective in stabilizing Pb, thus forming the chloropyromorphite in all treatments, irrespective of ground contamination level, initial soil pH and P rates. Keywords: Chloropyromorphite. Chemical equilibria. Soil remediation.
34

Análise de equilíbrio corporal submetido á esforços de aceleração e desaceleração na direção antero-posterior: estudo transversal

Costa, Gilmar Luiz da [UNESP] 12 February 2014 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-12-02T11:16:53Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-02-12Bitstream added on 2014-12-02T11:21:16Z : No. of bitstreams: 1 000791898.pdf: 3496187 bytes, checksum: 85c1ac51140703b11f53a3e5648cbc97 (MD5) / O presente trabalho teve como objetivo analisar o equilíbrio postural de um indivíduo quando submetido á esforços de aceleração e desaceleração na direção antero-posterior, submetido a um sistema que simula o transporte coletivo. O sistema proposto foi constituído de uma plataforma, com movimentação no sentido antero-posterior, com duas velocidades, e com uma amplitude de movimento de 30 mm, sendo acionado por um motor DC. Durante a movimentação da plataforma de movimento, as forças de reações verticais foram registradas através de uma plataforma de força. Enquanto um acelerômetro instalado na plataforma de movimento registrou as acelerações das duas velocidades (0,6 e 2,0g). As coletas de dados foram feitas em 12 indivíduos, masculinos, jovens com faixa de idade entre 19 e 27 anos. Cada indivíduo foi submetido a duas diferentes acelerações, sendo uma considerada normal e outra sendo considerada limite para um transporte coletivo. Os desequilíbrios da postura ereta bipodal, foram avaliados através das distribuições das cargas entre o calcâneo e as pontas dos pés. Os resultados apresentaram que: no instante inicial do movimento da plataforma, os desequilíbrios dos indivíduos foram mais acentuados, sendo a diferença entre as duas velocidades na faixa de 50 % em média, das forças de reações, e após alguns instantes os indivíduos conseguem readquirir o equilíbrio inicial. Na parada repentina da plataforma acontece um novo desequilíbrio, mas neste caso as diferenças são da ordem de 5%, das forças de reação, independente das velocidades / The object of the present study is to analyze the postural balance of an individual when subjected to effects of acceleration and deceleration in the antero-posterior direction, submitted to a system that simulates the mass transportation. The proposed system consists of a platform, with movement in the antero-posterior direction, with two speeds, and a range of motion about 30 mm, being driven by a DC motor. During the platform movement, the vertical reaction forces were recorded using a force platform, connected to a data acquisition system. An accelerometer installed on the platform to records the accelerations of the two speeds (0.6 and 2.0 g). The data collections were made using 12 individuals, male, young, with range of age between 19 and 27 years. Each person was submitted to two different accelerations, one normal and the other considered the threshold for public transportation. Imbalances in bipedal stance, were evaluated through the distribution of loads between the heel and toes. The results showed that: In the first stance of the platform, the imbalances of individuals were more pronounced, and the difference between the two speeds is around 50% on average for the forces of reaction. And after a while, people were able to regain the original balance. When the platform sudden stops, a new imbalance happens, but in this case the differences are of the order of 5%, between the reaction force regardless of speed
35

Análise dos efeitos da exposição ao conflito sensorial sobre o sistema de controle postural de pescadores

Brandalize, Danielle January 2010 (has links)
Orientadora : Profa. Dra. Vera Lúcia Israel / Co-Orientador: Prof. Dr. André Luiz Félix Rodacki / Dissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Biológicas, Programa de Pós-Graduaçao em Educaçao Física. Defesa: Curitiba, 29/03/2010 / Bibliografia: fls. 42-49 / Área de concentraçao: Exercício e esporte / Resumo: O objetivo geral do presente estudo foi investigar os efeitos agudos e crônicos da exposição a desafios do equilíbrio e ao conflito sensorial, sobre sistema de controle postural. As informações sensoriais visual, vestibular e somatossensitivo usadas pelo sistema de controle postural para manter o equilíbrio do corpo dependem, em parte, das informações disponíveis no ambiente. Um conflito sensorial pode ocorrer em situações nas quais há incongruência das informações provenientes desses três sistemas. Participaram deste estudo 15 pescadores do gênero masculino, que formaram o grupo exposto (GE) e 21 indivíduos do gênero masculino, não pescadores formaram o grupo não exposto (GNE) ao conflito sensorial. O conflito sensorial ao qual o GE foi exposto foi entre os sistemas visual e vestibular que ocorre em alto mar, durante a pesca. O equilíbrio foi avaliado na postura ereta e quieta, com os pés juntos em 6 diferentes condições experimentais que envolveram permanecer sobre: uma superfície de apoio firme com olhos abertos (C1), olhos fechados (C2) e com informação visual imprecisa (C3) e sobre uma superfície de apoio instável (espuma) com olhos abertos (C4), olhos fechados (C5) e com informação visual imprecisa (C6). Cada condição teve duração de 40 segundos. Os primeiros 10 segundos foram incluídos que os indivíduos se familiarizassem com as demandas da tarefa, enquanto que os 30 segundos finais foram usados para coleta dos dados. Um intervalo de 30 segundos foi dado entre um teste e outro. As variáveis estabilométricas envolveram amplitude de deslocamento do centro de pressão (CP) nas direções ânteroposterior (AP) e médio-lateral (ML), velocidade média total, trajetória total e área de deslocamento do CP, determinadas utilizando-se uma plataforma de forças. O GE realizou duas avaliações do equilíbrio, pré e pós- exposição, enquanto que o GNE realizou apenas uma avaliação, visto que esse grupo não foi exposto o conflito. Os resultados um aumento da amplitude de deslocamento AP após a exposição ao conflito sensorial, nas condições em que a superfície de apoio estava instável e a informação visual foi mantida normal e imprecisa. Para as demais variáveis não houve diferença entre o pré e pós-exposição. Comparado com o GNE, o GNE apresentou maiores amplitudes de oscilação na maioria das condições experimentais. A influência dos sistemas sensoriais para a manutenção do equilíbrio não mudou após a exposição ao conflito sensorial do GE. No entanto, os grupos apresentaram diferença na preferência pelas informações de um determinado sistema sensorial. Os resultados deste estudo indicam que a exposição crônica ao conflito sensorial parece ter acarretado em uma habituação a esse conflito, nos participantes deste estudo, fazendo com que eles utilizem a informação dos diferentes sistemas sensoriais da mesma forma antes e após a exposição aguda ao mesmo conflito sensorial. No entanto, especula-se que essa habituação, por sua vez, pode ter feito com que os indivíduos expostos cronicamente ao conflito sensorial adotassem estratégias motoras diferentes das utilizadas por indivíduos não expostos para a manutenção do equilíbrio e que os indivíduos expostos cronicamente a um conflito entre os sistemas visual e vestibular confiam mais na informação somatossensitiva do que indivíduos não expostos. / Abstract: The aim of this study was to evaluate the acute and chronic effects of exposure to balance perturbation and to sensory conflict in to postural control. The sensory inputs from visual, vestibular e omatossensory used by postural control system to maintain balance depends, in part, of the sensory inputs available on the environment. A sensory conflict occurs when the information from this three systems are incongruent. Participated of the study 15 fisherman who formed the exposed group (GE) and 21 mans who forms the non-exposed group (GNE) to the sensory conflict. Balance were evaluated in the stand posture, with narrow stance in six different experimental conditions that involved standing: on a firm surface with eyes open (C1), eyes closed (C2) and with a dome (C3) and on an instable surface with eyes open (C4), eyes closed (C5) and with a dome (C6). Each condition was performed during 40 seconds. The first 10 seconds we include to allow subjects to familiarize with teste demands, while the final 30 seconds we used to collect data. An interval of 30 seconds were given between conditions. Stabilometric data involved determining anteroposterior (AP) and medio-lateral (ML) sway, sway velocity of center of press (CoP), total sway and sway area determinated using a force platform. The GE performance two tests of balance, pre and post exposure, however GNE performed stabilometric teste once because this group was not exposed to the sensory conflict. The results showed that the antero-posterior was greatter after exposure to sensory conflict, in the conditions that the supporte surface was instable and the visual inputs were normal and naccurate. The others variables did not present difference between pre and post conflict exposure. The GE showed larger sway than GNE for the majority of the variables evalueted. The influence of sensory systems to balance maintanace did not change after exposure to sensory conflict for GE. Although, there was a preference for inputs of determinated sensory system between groups. The results of this study, indicated that the chronic exposure to the sensory conflict, resulted in a habituantion for this conflict GE, who used the inputs of different sensory systems the same way before and after acute exposure to the ensory conflict. Nevertheless, this habituation was speculate to make that the cronically exposure to the sensory conflict subjects adopted differents motor strategys from the subjects who were not exposed, to maintain balance and that the subjects cronically exposure to a conflict between visual and vestibular systems reliance more in the somatossensory inputs than subjects who were not exposed.
36

Estudo do equilíbrio líquido-líquido e de propriedades de excesso em sistemas envolvendo palmitato de etila, ácidos graxos livres, álcoois, água e glicerol

Kanda, Luís Ricardo Shigueyuki 24 May 2013 (has links)
Resumo: A busca por fontes de energia renováveis é uma tendência mundial há muitas décadas, tanto por questões ambientais quanto por questões econômicas. Neste contexto, o biodiesel, que é uma mistura multicomponente de alquil ésteres de ácidos graxos livres, tem surgido como uma alternativa eficaz. No processo de fabricação do biodiesel, após a reação, os compostos presentes devem ser separados e a eficiência da separação depende do entendimento da termodinâmica de equilíbrio de fases. Desta maneira, este trabalho visa estudar as propriedades de mistura e os equilíbrios de fases de sistemas relacionados a reações de produção de biodiesel. Além disso, foi feita a aplicação e validação de uma metodologia analítica para determinação da composição de sistemas ternários, que combina medidas do índice de refração e da densidade. Foram estudados os efeitos de mistura de sistemas binários e ternários através do cálculo dos volumes molares de excesso e dos desvios dos índices de refração em diversas temperaturas, sendo os resultados modelados através da equação de Redlich-Kister. O Equilíbrio Sólido-Líquido (ESL) do sistema binário ácido palmítico + etanol foi estudado na faixa de temperaturas entre 20 °C e 60 °C e comparado com resultados da literatura. Também foi feito o estudo do Equilíbrio Líquido-Líquido (ELL) de sistemas ternários, determinando curvas binodais e linhas de amarração para os sistemas palmitato de etila + etanol + água e palmitato de etila + etanol + glicerol a 25 °C, 40 °C e 55 °C; e para o sistema ácido palmítico + etanol + água a 65 °C. A consistência dos resultados das linhas de amarração foi testada através da utilização dos modelos de Othmer-Tobias e Hand. Os dados experimentais de ELL foram modelados utilizando os modelos NRTL, UNIFAC-LL, UNIFAC-Dortmund e UNIQUAC. Para os sistemas palmitato de etila + etanol + água (ou glicerol), o modelo UNIFAC-LL apresentou bons resultados, enquanto o modelo UNIFAC-Dortmund não, prevendo inclusive a formação de duas fases líquidas entre palmitato de etila e etanol. Os modelos NRTL e UNIQUAC mostraram-se adequados para a correlação dos dados experimentais obtidos para os sistemas com éster, apresentando valores do desvio médio quadrático (rmsd) e do desvio absoluto (AD) menores do que 2%. Para o sistema com ácido palmítico, todos os modelos apresentaram desvios maiores, com rmsd e AD entre 7% e 10% para os modelos UNIFAC, enquanto os modelos NRTL e UNIQUAC apresentaram estes desvios na faixa entre 2,5% e 4,5%. Os resultados obtidos neste trabalho indicaram que os desvios dos índices de refração possuem sinal oposto ao dos volumes molares de excesso. A comparação dos resultados de ELL obtidos para o sistema ternário palmitato de etila + etanol + água com valores da literatura indica que a metodologia analítica é confiável. Além disso, os dados experimentais e teóricos obtidos e apresentados neste trabalho contribuem com o levantamento e disponibilização de informações termodinâmicas de sistemas de interesse em processos de produção de biodiesel.
37

Modelagem termodinâmica de equilíbrio de fases de sistemas CO2 + alcoois

Pereira, Larissa Maria 11 June 2013 (has links)
Resumo: Este trabalho tem como objetivo principal a modelagem termodinâmica de equilíbrio de fases dos sistemas associativos CO2(1) + metanol/etanol/pentanol/hexanol(2) com as equações de estado cúbicas de Peng-Robinson com regra de mistura quadrática de van der Waals (PR-vdW2), Peng-Robinson com regra de mistura de Wong-Sandler (PRWS) e Soave-Redlich-Kwong Preditivo (PSRK). Para o cálculo do equilíbrio de fases dos sistemas de interesse foi desenvolvido um algoritmo estocástico baseado na teoria da distância ao plano tangente, o qual fornece uma estimativa inicial consistente e de alta convergência para o cálculo dos pontos de saturação. Este trabalho apresenta também dados de equilíbrio líquido-vapor (ELV), equilíbrio líquido-líquido (ELL) e equilíbrio líquido-líquido-vapor (ELLV) medidos para os sistemas CO2(1) + pentanol(2) e CO2(1) + hexanol(2). Os experimentos foram realizados em uma célula de equilíbrio de fases de volume variável em uma faixa de temperaturas de 303,15 K e 373,15K e pressão até 26MPa. Para os sistemas medidos, foram observadas transições líquidovapor (LV), líquido-líquido (LL) e líquido-líquido-vapor (LLV) para o sistemas CO2(1) + hexanol(2) e somente transições LV para o sistema CO2(1) + pentanol(2). De acordo com os resultados obtidos, pode-se observar que os dados experimentais foram modelados com sucesso quando utilizada a estimativa inicial prevista pelo algoritmo de inicialização desenvolvido. A utilização deste algoritmo auxiliou os modelos a preverem a região de equilíbrio líquido-líquido (ELL) existente a baixas temperaturas (298,15K e 303,15K) do sistema CO2(1) + hexanol(2). Os dados experimentais dos sistemas CO2 + álcoois foram satisfatoriamente modelados usando PR-vdW2, PR-WS e PSRK, sendo que o modelo termodinâmico PR-WS foi o que melhor correlacionou os dados experimentais dos sistemas.
38

Instabilidade postural em indivíduos obesos com deficiência intelectual /

Lucena, Camila de Souza. January 2011 (has links)
Orientador: Eliane Mauerberg de Castro / Banca: Cynthia Yukiko Hiraga / Banca: Renato de Moraes / Resumo: O controle postural está relacionado com os ajustes corporais necessários à manutenção ou à busca da postura desejável, de acordo com a meta da tarefa. Mesmo um comportamento cotidiano como permanecer em pé, pode ser considerado uma tarefa complexa que envolve um estreito relacionamento entre informação sensorial e atividade motora. Barela (2000) afirma que as forças atuantes nos segmentos corporais não são constantes, pois, mesmo que a pessoa se mantenha o mais estável possível, o corpo nunca está totalmente imóvel. Por isso, a postura em pé é chamada de "quase-estável". Algumas populações têm maior predisposição a apresentar problemas de ordem postural, como por exemplo, obesos, idosos ou pessoas com deficiência intelectual - DI. As pessoas obesas ou com sobrepeso, por apresentarem maior acúmulo de gordura na região abdominal, estão mais propensas à perda de equilíbrio ou eventuais quedas, pois o centro de massa está deslocado para frente. Uma população bastante exposta à obesidade é aquela com deficiência intelectual, quer seja por característica genética, por maus hábitos alimentares ou estilo de vida sedentário. A fim de verificar a associação da obesidade com a deficiência intelectual quanto ao controle postural em tarefa do tipo estática em pé, foram recrutados 40 participantes. A tarefa consistiu em permanecer em pé sobre uma plataforma de força e foram realizadas sete tentativas: uma chamada de controle na qual os pés permaneciam paralelos e os olhos abertos, três tentativas com os pés em posição semi-tandem - ST - e os olhos abertos e outras três tentativas com os pés em posição ST e os olhos fechados. As variáveis dependentes analisadas foram: amplitude média de oscilação e amplitude média da velocidade de oscilação, em ambas... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Postural control is related to the adjustments needed to maintain body or the search of desirable posture, according to the goal of the task. Even an everyday behavior such as standing, can be considered a complex task that involves a close relationship between sensory information and motor activity. According to Barela (2000) the forces acting on the body segments are not constant, so even if the person remains as stable as possible, the body is never completely still. Therefore, the standing posture is called "quasi-static." Some populations are more likely to present postural problems, for example, obese, elderly or people with intellectual disabilities - ID. People who are obese or overweight, had higher accumulation of abdominal fat are more prone to loss of balance or falls, as the center of mass is moved forward. A population exposed for the obese is that with intellectual disabilities, whether by genetic feature, poor eating habits or sedentary lifestyle. In order to verify the association of obesity with intellectual disabilities on the postural control tasktype static standing, 40 participants were recruited. The task was to stand on a force platform and seven attempts were made: one call control in which the feet parallel and the eyes remained open, three attempts with their feet in a semi-tandem - ST - and open eyes and three more attempts with his feet in position ST and eyes closed. The dependent variables were analyzed: amplitude of oscillation and amplitude of the oscillation velocity in both ML and AP directions. The results showed that all participants had changed postural control in changing the position of the feet as in the occlusion of vision. The groups non-obese without ID and obese with ID were different for both variables, supporting the hypothesis that obesity affects postural control and... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
39

Análise de equilíbrio corporal submetido á esforços de aceleração e desaceleração na direção antero-posterior : estudo transversal /

Costa, Gilmar Luiz da. January 2014 (has links)
Orientador: Tamotsu Hirata / Banca: Marcelo Sampaio Martins / Banca: Fabiano Politti / Resumo : O presente trabalho teve como objetivo analisar o equilíbrio postural de um indivíduo quando submetido á esforços de aceleração e desaceleração na direção antero-posterior, submetido a um sistema que simula o transporte coletivo. O sistema proposto foi constituído de uma plataforma, com movimentação no sentido antero-posterior, com duas velocidades, e com uma amplitude de movimento de 30 mm, sendo acionado por um motor DC. Durante a movimentação da plataforma de movimento, as forças de reações verticais foram registradas através de uma plataforma de força. Enquanto um acelerômetro instalado na plataforma de movimento registrou as acelerações das duas velocidades (0,6 e 2,0g). As coletas de dados foram feitas em 12 indivíduos, masculinos, jovens com faixa de idade entre 19 e 27 anos. Cada indivíduo foi submetido a duas diferentes acelerações, sendo uma considerada normal e outra sendo considerada limite para um transporte coletivo. Os desequilíbrios da postura ereta bipodal, foram avaliados através das distribuições das cargas entre o calcâneo e as pontas dos pés. Os resultados apresentaram que: no instante inicial do movimento da plataforma, os desequilíbrios dos indivíduos foram mais acentuados, sendo a diferença entre as duas velocidades na faixa de 50 % em média, das forças de reações, e após alguns instantes os indivíduos conseguem readquirir o equilíbrio inicial. Na parada repentina da plataforma acontece um novo desequilíbrio, mas neste caso as diferenças são da ordem de 5%, das forças de reação, independente das velocidades / Abstract: The object of the present study is to analyze the postural balance of an individual when subjected to effects of acceleration and deceleration in the antero-posterior direction, submitted to a system that simulates the mass transportation. The proposed system consists of a platform, with movement in the antero-posterior direction, with two speeds, and a range of motion about 30 mm, being driven by a DC motor. During the platform movement, the vertical reaction forces were recorded using a force platform, connected to a data acquisition system. An accelerometer installed on the platform to records the accelerations of the two speeds (0.6 and 2.0 g). The data collections were made using 12 individuals, male, young, with range of age between 19 and 27 years. Each person was submitted to two different accelerations, one normal and the other considered the threshold for public transportation. Imbalances in bipedal stance, were evaluated through the distribution of loads between the heel and toes. The results showed that: In the first stance of the platform, the imbalances of individuals were more pronounced, and the difference between the two speeds is around 50% on average for the forces of reaction. And after a while, people were able to regain the original balance. When the platform sudden stops, a new imbalance happens, but in this case the differences are of the order of 5%, between the reaction force regardless of speed / Mestre
40

Medidas de avaliação do medo de cair e impacto destas no equilíbrio estático, dinâmico e funcional / Valuation measures of fear of falling and impact of these in the balance static dynamic functional

Montedori, Kedma Teixeira, 1981- 19 August 2018 (has links)
Orientador: Arlene Maria Valente Coimbra / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-08-19T22:44:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Montedori_KedmaTeixeira_M.pdf: 1883080 bytes, checksum: 5a9d1864fd5aa1f9ce7426274dea1238 (MD5) Previous issue date: 2012 / Resumo: O medo de cair entre idosos tem recebido destaque como um potencial problema de saúde pública, de importância equivalente a uma queda. O grande interesse no entendimento desse fenômeno se dá principalmente pelas conseqüências negativas que esse pode acarretar. O medo de cair representa uma condição multifatorial, responsável pela restrição de atividades e limitação funcional. O presente estudo, na área da saúde e qualidade de vida na velhice, tem em sua composição dois artigos que investigam o medo de cair em duas populações distintas. O objetivo do artigo um foi identificar os fatores associados ao medo de cair em idosos de comunidade. Tratou-se de um estudo transversal, epidemiológico cuja amostra aleatória foi constituída por 2209 idosos, com idade igual ou superior a 60 anos. Sendo (39,67%) homens e (69,33%) mulheres. Os resultados encontrados foram: 72% dos idosos apresentaram medo de cair, 68,59% dos idosos sem histórico de quedas no último ano, apresentaram medo de cair, 85,92% dos idosos que não praticavam Atividade Física Vigorosa (AFV) apresentaram medo de cair. Os fatores de associação ao medo de cair foi composto das variáveis: sexo feminino (p <0,001; OR=2,59 95% IC 2,07-3,23), depressão Escala de Depressão Geriatrica(EDG) (p <0,001; OR=2,12 95% IC 1,56-2,88), AFV (p <0,001; OR=1,90 95% IC 1,47-2,46), necessidade de hospitalização durante o ano anterior (p=0,006; OR=1,41 95% IC 1,12-1,79), maior número de pessoas dependentes (p=0,008; OR=,905 95% IC 0,839-0,975), saúde percebida atual - ruim ou muito ruim (p=0,005; OR=2,212 95% IC 1,25-3,59), quedas no último ano (p=0,02; OR=1,34 95% IC 1,04-1,74). O objetivo do artigo dois foi identificar a influência dos parâmetros de medidas na avaliação do medo de cair e o impacto destes no equilíbrio estático, dinâmico e funcional . Esse foi um estudo transversal observacional com amostra de conveniência, composta por 147 mulheres com 60 anos e mais. A coleta de dados foi feita de maneira cega, tanto na fase de recrutamento quanto na fase da entrevista. Os resultados encontrados foram: a prevalência do medo de cair variou de 78,77 a 96,58%, a idade média foi de 74,93 ± 8,32 anos e a média de comorbidades foi de 3,50 ± 1,59 comorbidades. Houve relação de significância na comparação do medo de cair (pergunta direta) e Berg Balance Scale (BBS) (p=0,025), e medo de cair Falls Eficacy Scole -Internacional - Brasil (FES-I-Brasil) com Timed Up and Go (TUG) (p=0,012). A correlação do medo de cair (0-10) foi estatisticamente significante com TUG (p=0,0175) e BBS (p=0,042) e a correlação do medo de cair (escore total FES-I-Brasil) foi significante para TUG (p<0,001), BBS (p<0,001) e estabilometria (categoria pé direito à frente x) (p=0,045). A partir do modelo univariado, a variável escore total da FES-I-Brasil foi significativamente associada ao equilíbrio dinâmico (TUG) (p<0,001; OR1,088 95% IC 1.045-1.118) e ao equilíbrio funcional (BBS) (p<0,001; OR=1.066 95% IC 1.028-1.104) e a varível medo de cair (0-10) foi estatisticamente associada ao equilíbrio dinâmico (TUG)(p=0.014; OR=1,126 95% IC 1.024 - 1.128) . Pelos resultados da análise multivariada, o escore total da FES-I-BRASIL foi selecionado como sendo significativamente associada ao pior equilíbrio dinâmico (TUG) (p<0,001; OR=1,088) e pior equilíbrio funcional (BBS) (p<0,001; OR=1,071 95% IC 1.031 - 1.113). Conclui-se que os aspectos relacionados ao processo do envelhecimento predispõem à manifestação do medo de cair, bem como a medida escolhida para avaliar esse medo influencia nas conseqüências relativas ao equilíbrio / Abstract: The fear of falling among the elderly has received attention as a potential public health problem of comparable importance to a fall. The great interest in understanding this phenomenon is caused mainly by the negative consequences that may result. Fear of falling is a multifactorial condition responsible for the restricted activity and functional limitation. This study, in the health and quality of life in old age, has in its composition two articles that investigate the fear of falling into two distinct populations. The aim of this paper was to outline a model predictive of fear of falling through the related factors in the elderly community. It was a cross-sectional, epidemiological whose random sample consisted of 2209 individuals aged less than 60 years. As (39.67%) and men (69.33%) women. The results were: 72% of elderly people showed fear of falling, 68.59% of the elderly without a history of falls in the last year, showed fear of falling, 85.92% of the elderly who did not engage in vigorous physical activity (AFV) were afraid of falling. The predictive model of fear of falling was composed of variables: female sex (p <0.001, OR = 2.59 95% CI 2.07 to 3.23), depression (GDS) (p <0.001, OR = 2.12 95% CI 1.56 to 2.88), AFV (p <0.001, OR = 1.90 95% CI 1.47 to 2.46), need for hospitalization during the previous year (p = 0.006, OR = 1 , 41 95% CI 1.12 to 1.79), greater number of dependents (p = 0.008, OR = 905 95% CI 0.839 to 0.975), perceived health today - bad or very bad (p = 0.005, OR = 2.212 95% CI 1.25 to 3.59), falls in the past year (p = 0.02, OR = 1.34 95% CI 1.04 to 1.74). Article 2 The aim was to identify the influence of measurement parameters in the assessment of fear of falling and the impact of static balance, dynamic and functional. This was an observational cross-sectional study with a convenience sample composed of 147 women aged 60 and over. Data collection was done blindly, both at recruitment and during the interview. The results were: the prevalence of fear of falling ranged from 78.77 to 96.58%, the mean age was 74.93 ± 8.32 years and mean comorbidity was 3.50 ± 1.59 comorbidities. There was significant relationship to compare the fear of falling (direct question) and BBS (p = 0.025), and fear of falling Falls Eficacy Scale - Internacional - Brasil (FES-I-Brazil), TUG (p = 0.012). The correlation between fear of falling (0-10) was statistically significant with Timed Up Go (TUG) (p = 0.0175) and Berg Balance Scale (BBS) (p = 0.042) and the correlation of fear of falling (FES-I total score, Brazil) was significant for TUG ( p <0.001), BBS (p <0.001) and stabilometry (category right foot x) (p = 0.045). From the univariate model, the variable total score of the FES-I-Brazil was significantly associated with the dynamic balance (TUG) (p <0.001; OR1, 088 95% CI 1045-1118) and the functional balance (BBS) (p < 0.001, OR = 1,066 95% CI 1028-1104) and varível fear of falling (0-10) was statistically associated with the dynamic balance (TUG) (p = 0.014, OR = 1.126 95% CI 1024 to 1128). The results of the multivariate analysis, the total score of the FES-I-BRAZIL has been selected as being significantly associated with worse dynamic balance (TUG) (p <0.001, OR = 1.088) and worse functional balance (BBS) (p <0.001, OR 95% CI = 1.071 from 1031 to 1113). We conclude that the aspects related to the aging process predispose the manifestation of fear of falling, and the measure chosen to evaluate the consequences that fear influences on the balance / Mestrado / Gerontologia / Mestre em Gerontologia

Page generated in 0.0508 seconds