• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1254
  • 15
  • 7
  • 5
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 1324
  • 547
  • 223
  • 217
  • 176
  • 140
  • 120
  • 119
  • 103
  • 100
  • 99
  • 97
  • 90
  • 86
  • 84
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Efeito da restrição hídrica sobre o crescimento de clones de eucalipto

Xavier, Talita Miranda Teixeira January 2014 (has links)
Submitted by Maykon Nascimento (maykon.albani@hotmail.com) on 2014-12-02T18:17:21Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Tese.Talita Miranda Teixeira Xavier.texto completo.pdf: 15030224 bytes, checksum: 916442db48ad1a748b1d1fcdf8ad6b65 (MD5) / Approved for entry into archive by Elizabete Silva (elizabete.silva@ufes.br) on 2014-12-05T19:10:05Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Tese.Talita Miranda Teixeira Xavier.texto completo.pdf: 15030224 bytes, checksum: 916442db48ad1a748b1d1fcdf8ad6b65 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-12-05T19:10:05Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Tese.Talita Miranda Teixeira Xavier.texto completo.pdf: 15030224 bytes, checksum: 916442db48ad1a748b1d1fcdf8ad6b65 (MD5) Previous issue date: 2014-02-26 / O estabelecimento e o crescimento inicial de espécies florestais no campo são fortemente afetados pela disponibilidade de água no solo e pela época de plantio, por isso, o presente trabalho estuda o impacto do déficit hídrico no crescimento de mudas de dois clones do híbrido Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla, ambos submetidos a 4 níveis de déficit hídrico, em duas épocas de plantio. O estudo foi realizado na área experimental do Núcleo de Estudos e Difusão de Tecnologia em Florestas, Recursos Hídricos e Agricultura Sustentável (NEDTEC), do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Espírito Santo (CCA-UFES), localizado no município de Jerônimo Monteiro. O trabalho foi realizado em duas épocas distintas, sendo a primeira no período de 09 de fevereiro a 09 de junho de 2009 e a segunda no período de 11 de julho a 07 de novembro de 2009, visando à realização das observações em diferentes condições de regime de radiação, déficit de pressão do vapor do ar, temperatura, umidade relativa do ar e velocidade do vento. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente ao acaso em parcelas subdivididas 2 x 4, alocando-se os 4 níveis de déficits hídricos na parcela principal e as 2 épocas nas subparcelas, com três repetições. Os manejos hídricos aplicados foram: Déficit 0 (D0) sem déficit, Déficit 1(D1) corte da irrigação aos 30 dias de experimentação, permanecendo até o final do experimento, Déficit 2 (D2) corte da irrigação aos 30 dias de experimentação, suspensão da irrigação por 60 dias e posterior retomada da irrigação por mais 30 dias; Déficit 3 (D3) corte da irrigação aos 60 dias de experimentação, prolongando até o final do experimento. Os dados experimentais foram submetidos à análise de variância, e quando significativas, as médias foram comparadas pelo teste de média Tukey a 5% de probabilidade, para cada clone estudado. Com este trabalho, foi possível avaliar o impacto de diferentes déficits hídricos, no crescimento inicial das plantas, em duas épocas do ano e avaliar o incremento no desenvolvimento das plantas durante a aplicação dos tratamentos, com retiradas de amostras médias de cada tratamento a cada 30 dias. As variáveis medidas nos dois experimentos foram altura total da planta, diâmetro ao nível do coleto, número de folhas, área foliar, matéria seca de folhas, matéria seca de haste e ramos, matéria seca de raízes e matéria seca total. Foram avaliadas as variáveis climáticas durante todo o período experimental, nas duas épocas, a fim de determinar a condição do clima em cada época. Para os dois clones estudados, em geral, os déficits hídricos promoveram a redução das variáveis morfológicas estudadas e a época experimental foi o fator que mais influenciou a redução do crescimento das plantas. Sendo que a Época 1 foi a que proporcionou resultados superiores, e a Época 2 foi a que prejudicou mais o desenvolvimento das plantas, reduzindo significativamente todas as variáveis morfológicas em todos os déficits hídricos, inclusive o D0. / The establishment and early field grown of forest tree species are strongly affected by the availability of soil water and planting season. The aim of this work was to study the impact of soil water stress on growth of young plants of two hybrid clones of Eucalyptus grandis x E. urophylla, both subjected to 4 levels of water deficit at two planting dates. The study was conducted in the Experimental Field Station of the Center for Research and Dissemination of Technology in Forestry, Water Resources and Sustainable Agriculture (NEDTEC), the Center for Agrarian Sciences, Federal University of Espírito Santo (CCA-UFES), located in Jerônimo Monteiro, Espirito Santo State. The study was conducted in two seasons, the first being the period from February 9 to June 9, 2009 and the second from July 11 to November 7, 2009. In both seasons, meteorological data were measured including global and photosynthetic ative radiation, vapor pressure deficit, air temperature, air relative humidity and wind speed. The experimental design was a random split plot 2 x 4, allocating the 4 levels of water deficits in the main plots and subplots 2 times, with three replications. The water management strategies were applied: Deficit 0 (D0) no deficit, Deficit 1 (D1) cut irrigation at 30 days of experiment, remaining dry until the end of the experiment, Deficit 2 (D2) cut irrigation at 30 days of experiment, suspension irrigation for 60 days and subsequent restart of irrigation for 30 days; Deficit 3 (D3) cut irrigation at 60 days of experiment, continuing until the end of the experiment. The experimental data were subjected to analysis of variance and when significant, the means were compared using the Tukey average at 5% probability for each clone. With this study was possible to assess the impact of different levels of soil water deficit in the initial growth of plants in two seasons and assess the increase in plant dry biomass alocation during treatment application with samples taken from averages of each deficit every 30 days. The variables measured in both experiments were: total plant height, stem diameter, number of leaves, total leaf area, leaf dry weight, stem and branches dry weight , root dry mass and total plant dry weight. Climatic variables were evaluated throughout the experimental period, the two periods to determine the weather conditions in each season. For the two clones in general, water deficits promoted the reduction of the morphological variables studied and the experimental time was the factor that most influenced the reduction of plant growth. The season 1 was the one that provided superior results, and season 2 was the most adversely affected plant growth significantly reducing all morphological deficits in all water, including the D0.
2

Efeito da restrição hídrica sobre o crescimento de clones de eucalipto

Xavier, Talita Miranda Teixeira 02 February 1926 (has links)
Submitted by Maykon Nascimento (maykon.albani@hotmail.com) on 2014-12-05T19:08:04Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Tese.Talita Miranda Teixeira Xavier.texto completo.pdf: 15030224 bytes, checksum: 916442db48ad1a748b1d1fcdf8ad6b65 (MD5) / Approved for entry into archive by Elizabete Silva (elizabete.silva@ufes.br) on 2014-12-08T19:33:11Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Tese.Talita Miranda Teixeira Xavier.texto completo.pdf: 15030224 bytes, checksum: 916442db48ad1a748b1d1fcdf8ad6b65 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-12-08T19:33:11Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Tese.Talita Miranda Teixeira Xavier.texto completo.pdf: 15030224 bytes, checksum: 916442db48ad1a748b1d1fcdf8ad6b65 (MD5) Previous issue date: 2014 / O estabelecimento e o crescimento inicial de espécies florestais no campo são fortemente afetados pela disponibilidade de água no solo e pela época de plantio, por isso, o presente trabalho estuda o impacto do déficit hídrico no crescimento de mudas de dois clones do híbrido Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla, ambos submetidos a 4 níveis de déficit hídrico, em duas épocas de plantio. O estudo foi realizado na área experimental do Núcleo de Estudos e Difusão de Tecnologia em Florestas, Recursos Hídricos e Agricultura Sustentável (NEDTEC), do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Espírito Santo (CCA-UFES), localizado no município de Jerônimo Monteiro. O trabalho foi realizado em duas épocas distintas, sendo a primeira no período de 09 de fevereiro a 09 de junho de 2009 e a segunda no período de 11 de julho a 07 de novembro de 2009, visando à realização das observações em diferentes condições de regime de radiação, déficit de pressão do vapor do ar, temperatura, umidade relativa do ar e velocidade do vento. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente ao acaso em parcelas subdivididas 2 x 4, alocando-se os 4 níveis de déficits hídricos na parcela principal e as 2 épocas nas subparcelas, com três repetições. Os manejos hídricos aplicados foram: Déficit 0 (D0) sem déficit, Déficit 1(D1) corte da irrigação aos 30 dias de experimentação, permanecendo até o final do experimento, Déficit 2 (D2) corte da irrigação aos 30 dias de experimentação, suspensão da irrigação por 60 dias e posterior retomada da irrigação por mais 30 dias; Déficit 3 (D3) corte da irrigação aos 60 dias de experimentação, prolongando até o final do experimento. Os dados experimentais foram submetidos à análise de variância, e quando significativas, as médias foram comparadas pelo teste de média Tukey a 5% de probabilidade, para cada clone estudado. Com este trabalho, foi possível avaliar o impacto de diferentes déficits hídricos, no crescimento inicial das plantas, em duas épocas do ano e avaliar o incremento no desenvolvimento das plantas durante a aplicação dos tratamentos, com retiradas de amostras médias de cada tratamento a cada 30 dias. As variáveis medidas nos dois experimentos foram altura total da planta, diâmetro ao nível do coleto, número de folhas, área foliar, matéria seca de folhas, matéria seca de haste e ramos, matéria seca de raízes e matéria seca total. Foram avaliadas as variáveis climáticas durante todo o período experimental, nas duas épocas, a fim de determinar a condição do clima em cada época. Para os dois clones estudados, em geral, os déficits hídricos promoveram a redução das variáveis morfológicas estudadas e a época experimental foi o fator que mais influenciou a redução do crescimento das plantas. Sendo que a Época 1 foi a que proporcionou resultados superiores, e a Época 2 foi a que prejudicou mais o desenvolvimento das plantas, reduzindo significativamente todas as variáveis morfológicas em todos os déficits hídricos, inclusive o D0. / The establishment and early field grown of forest tree species are strongly affected by the availability of soil water and planting season. The aim of this work was to study the impact of soil water stress on growth of young plants of two hybrid clones of Eucalyptus grandis x E. urophylla, both subjected to 4 levels of water deficit at two planting dates. The study was conducted in the Experimental Field Station of the Center for Research and Dissemination of Technology in Forestry, Water Resources and Sustainable Agriculture (NEDTEC), the Center for Agrarian Sciences, Federal University of Espírito Santo (CCA-UFES), located in Jerônimo Monteiro, Espirito Santo State. The study was conducted in two seasons, the first being the period from February 9 to June 9, 2009 and the second from July 11 to November 7, 2009. In both seasons, meteorological data were measured including global and photosynthetic ative radiation, vapor pressure deficit, air temperature, air relative humidity and wind speed. The experimental design was a random split plot 2 x 4, allocating the 4 levels of water deficits in the main plots and subplots 2 times, with three replications. The water management strategies were applied: Deficit 0 (D0) no deficit, Deficit 1 (D1) cut irrigation at 30 days of experiment, remaining dry until the end of the experiment, Deficit 2 (D2) cut irrigation at 30 days of experiment, suspension irrigation for 60 days and subsequent restart of irrigation for 30 days; Deficit 3 (D3) cut irrigation at 60 days of experiment, continuing until the end of the experiment. The experimental data were subjected to analysis of variance and when significant, the means were compared using the Tukey average at 5% probability for each clone. With this study was possible to assess the impact of different levels of soil water deficit in the initial growth of plants in two seasons and assess the increase in plant dry biomass alocation during treatment application with samples taken from averages of each deficit every 30 days. The variables measured in both experiments were: total plant height, stem diameter, number of leaves, total leaf area, leaf dry weight, stem and branches dry weight , root dry mass and total plant dry weight. Climatic variables were evaluated throughout the experimental period, the two periods to determine the weather conditions in each season. For the two clones in general, water deficits promoted the reduction of the morphological variables studied and the experimental time was the factor that most influenced the reduction of plant growth. The season 1 was the one that provided superior results, and season 2 was the most adversely affected plant growth significantly reducing all morphological deficits in all water, including the D0.
3

Medidas de forças de corte na madeira de eucalipto

Neri, Antonio Carlos 16 September 1998 (has links)
Orientador: Raquel Gonçalves / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Agricola / Made available in DSpace on 2018-07-24T06:51:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Neri_AntonioCarlos_M.pdf: 6193078 bytes, checksum: 26ae397f2b7164293a440fc2350b2440 (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: o conhecimento das propriedades e comportamento da madeira à usinagem é um dos importantes aspectos para assegurar uma utilização racional deste material. Esta operação está diretamente relacionada aos processos mecânicos envolvidos na transformação da madeira. Deste modo, tais propriedades são de fundamental importância no dimensionamento dos diferentes equipamentos que compõem uma serraria. Problemas relacionados às tensões de crescimento nas espécies de eucalipto podem ser reduzidos com a utilização de técnicas apropriadas de corte. Um dos principais parâmetros relacionados à usinagem são as forças de corte, as quais são função do material (espécies, teor de umidade, temperatura, orientação das fibras, etc), assim como dos parâmetros de corte (ângulos de corte, velocidade de corte, espessura de corte, afiação, temperatura etc). O objetivo deste trabalho é a obtenção de resultados de forças de corte ortogonais requeridas no processamento de três espécies de eucalipto, com a utilização de diferentes condições de corte. A otimização e melhoria dos processos de corte do eucalipto poderá ser muito útil para a promoção destas espécies de madeira para as mais diversas utilizações no mercado interno e de exportação. Para realização dos objetivos e na impossibilidade de equipamento específico disponível, os ensaios de medida das forças de corte para as três espécies de eucalipto adotadas, foram realizados no laboratório da Universidade de Laval - Qúebec/Canadá com a qual a Universidade Estadual de Campinas mantém acordo de cooperação científica. Os ensaios de medida de forças de cote foram realizados com vinte repetições por corpo de prova, de cadaespécieadotada,para cada condiçãode corte estudada,a saber: 90-0 tangencial, 90-0 radial, 90-90 tangencial e 90-90 radial. Os dados de forças de corte foram obtidos através de sistema de aquisição de dados. A partir dos resultados das forças de corte obtidos, foram elaborados, para uma melhor visualização dos resultados, gráficos de relações das forças em função da espessura de corte, ângulo de ataque e densidade. No corte 90-0 foram também observados os tipos de cavaco produzidos durante o corte. Os resultados obtidos permitiram iniciaruma discussão das relações entre as forças e os parâmetros de corte e tipos de cavaco / Abstract: The knowledge of the machining characteristics of wood is one of the most important aspects for ensuring a rational utilization of this material. This utilization is directly related to the mechanical processes used for the transformation of wood. Such woodmachining properties are therefore important parameters useful for designing the different components of a sawmill. The problems related to the growth stresses in eucalyptus trees can be reduced by using adequate techniques of wood cutting. One of the principal aspects of the machining parameters is the measurement of cutting forces, which are a function of the raw material (species, moisture content, temperature, wood grain orientation), as well as of the cutting equipment (cutting angles, cutting velocity, chip thickness, wear, etc.). The objective of this work is to report results of orthogonal cutting forces required for processing three species of Eucalyptus coming from different wood density classes. The optimization and improvement of the cutting process of eucalyptus could be very useful for promotion purposes of these species in the wood and furniture industry worldwide. Tests to obtain the cutting forces for the three species of eucalyptus were carried out at the Laboratory of University Laval- Québec/Canada, which holds a cooperation agreement with Unicamp. A total of 20 replicates was considered for each cutting condition for the three selected species. A data acquisition system and a dinamometer was employed for measuring cutting forces. With this data, graphs were made relating cutting force to the cutting thickness, for different rake angles and density. These graphs allowed draw more specific conclusions of these relationships / Mestrado / Construções Rurais / Mestre em Engenharia Agrícola
4

Murcha bacteriana do eucalipto causada por Ralstonia solanacearum Raça 3 biovar 2 T : etiologia, influência do solo e controle

Marques, Eder 06 March 2012 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de ciências Biológicas, Departamento de Fitopatologia, 2012. / Submitted by Tania Milca Carvalho Malheiros (tania@bce.unb.br) on 2012-05-08T15:32:15Z No. of bitstreams: 1 2012_EderMarques_Parcial.pdf: 5107444 bytes, checksum: 349073f1d914e332ff3eeb2b86f6289a (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2012-05-10T12:08:15Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_EderMarques_Parcial.pdf: 5107444 bytes, checksum: 349073f1d914e332ff3eeb2b86f6289a (MD5) / Made available in DSpace on 2012-05-10T12:08:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_EderMarques_Parcial.pdf: 5107444 bytes, checksum: 349073f1d914e332ff3eeb2b86f6289a (MD5) / A murcha bacteriana do eucalipto é causada por Ralstonia solanacearum (Smith) Yabuuchi, biovares 1 e 3. Entretanto, em 2009, foi descrita a biovar 2 em cultivo do campo de híbrido "urograndis" de eucalipto no município de Alexânia GO, Brasil. O controle dessa bacteriose é dificultado devido a natureza sistêmica da infecção e pela eficiente sobrevivência do patógeno. Além disso, pouco se conhece a cerca da ecologia, evolução, resistência genética e de fontes de controle da doença. Dessa forma, torna-se necessário um maior conhecimento do patógeno e a busca por formas de controle, tais como: o controle biológico e o emprego de fontes de resistência genética. Este trabalho teve como objetivos: 1) caracterizar isolados de R. solanacearum de eucalipto com o uso de testes bioquímicos, além da avaliação de diferentes plantas hospedeiras e identificação por PCR com oligonucleotídios iniciadores para espécie, biovar e filótipo; 2) realizar a prospecção de bactérias isoladas em condições extremas de temperatura, pH e salinidade, de cinco diferentes tipos de solo com potencial no controle in vitro e in vivo de R. R3bv2T solanacearum da, 3) avaliar a interação entre R. solanacearum da R3bv2T e cinco diferentes tipos de solo, no desenvolvimento de miniestacas do híbrido urograndis; 4) avaliar a suscetibilidade, in vitro através do teste de microbiolização de sementes, de dezessete espécies de Eucalyptus a duas estirpes de R. solanacearum (R3bv2T e R1bv1) e 5) avaliar bactérias extremófilas facultativas com potencial na promoção do crescimento do eucalipto. De acordo com os testes, os isolados são pertencentes à biovar 2T, filótipo II de R. solanacearum e foram capazes de induzir sintomas da doença e de serem recuperados de: eucalipto, batata, berinjela, tomate, datura, nabo, gerânio, girassol, beterraba, capuchinha, feijão, mostarda, cravo-de-defunto, moringa e caju. A partir dos solos coletados foram obtidos 61 isolados bacterianos nas diferentes condições extremas, sendo que 30 tiveram ação in vitro, contra a fitobactéria. As 10 estirpes selecionadas foram identificadas, com base no sequenciamento de parte do gene do 16S rDNA, como Bacillus sp. e Enterobacter sp. e dentre elas, a UnB 1370 (Enterobacter sp.) se destacou ao mostrar uma maior atividade contra a bactéria no solo, permitindo maior desenvolvimentos das plantas. No estudo da interação de R. solanacearum versus tipos de solos, de maneira geral, a presença da bactéria no solo prejudicou o desenvolvimento das plantas, com exceção do peso seco da raiz no cambissolo onde o tratamento com a bactéria mostrou média maior que a testemunha e diferença estatisticamente significativa. O organossolo se destacou no peso seco da parte aérea e raízes, diferindo-se estatisticamente dos demais tratamentos, ao garantir melhores condições para as plantas resistirem ao ataque da bactéria. Os latossolos, mais utilizados para plantio de eucalipto no Brasil, foram considerados, neste estudo, conducivos ao patógeno. Nas espécies de Eucalyptus analisadas, a suscetibilidade variou e foi maior devido a estirpe UnB 1359 (biovar 2T), quando comparada a UnB 575 (biovar 1), ambas de eucalipto. A primeira estirpe levou a morte de mais 50% das sementes em 13 das 17 espécies analisadas, enquanto a segunda estirpe somente em 8 espécies. O híbrido urograndis e as espécies E. deanei, E. pilularis e E. robusta foram consideradas tolerantes a ambas as estirpes. Ao contrário E. cloeziana, E. paniculata, E. exserta, E. acmenoides, E. botryoides, E. pellita, E. propinqua e E. resinifera exibiram baixa tolerância. Nos testes de promoção do crescimento, a avaliação do peso seco da parte aérea revelou que todas as estirpes bacterianas levaram a ganhos quando comparados à testemunha, variando entre 11,3 e 78,0%. Entretanto, as estirpes UnB 1366, UnB 1371, UnB 1375, UnB 1370 e UnB 1373, foram as que se diferiram significativamente da testemunha. Em contrapartida, a estirpe UnB 1368 (Bacillus sp.) se destacou individualmente no incremento (130,0%) da biomassa massa radicular. Pôde-se observar também, aparentemente, que algumas estirpes induziram uma germinação precoce das sementes, em destaque a UnB 1366 (Bacillus sp.). __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Bacterial wilt of eucalyptus is caused by Ralstonia solanacearum (Smith) Yabuuchi, biovars 1 and 3. However, in 2009, biovar 2 was described in a cultivated field of the hybrid "urograndis" of the eucalyptus in the municipality of Alexânia-Goiás state, Brazil. It is difficult to control this bacterial disease because of the infection's systemic nature and the pathogen's ability to survive. Moreover, little is known about the ecology, evolution, genetic resistance and sources of control of this disease. To this end, it is necessary to carry out a more thorough knowledge of the pathogen and to search for ways to control it, such as the use of biological control and use of sources of genetic resistance. This work had the following objectives: 1) to characterize isolates of R. solanacearum from eucalyptus with the use of biochemical tests, and to carry out evaluation of various host plants and identification by PCR primers for species, biovar and phylotype; 2) to prospect for bacteria isolated in extreme temperature, pH and salinity conditions, from five different types of soil with potential for use for in vitro and in vivo control of R. solanacearum; 3) to evaluate the interaction between R. solanacearum and five different types of soil, in the development of mini-cuttings of the hybrid urograndis; and 4) to evaluate the susceptibility, in vitro, of 17 species of Eucalyptus, by means of the seed microbiolization test to two strains of R. solanacearum and 5) evaluate a potential of extremophile bacteria in promoting eucalyptus growth. According to the tests, the isolates belong to biovar 2T, phylotype II of R. solanacearum, and were capable of inducing symptoms of the disease and being recovered from, the following plants: eucalyptus, potato, eggplant, tomato, datura, turnip, geranium, sunflower, beetroot, nasturtium, bean, mustard, tagetes minuta, moringa and cashew. From the collected soils 61 bacterial isolates were obtained under different extreme conditions, and among them 30 showed in vitro action against the plant bacterium. The 10 selected strains were identified, based on sequencing some of the 16S rDNA genes, as Bacillus sp. and Enterobacter sp. Among these, UnB 1370 (Enterobacter sp.) stood out by showing a higher activity against the bacteria in the soil, allowing for greater plants development. The organosol stood out in terms of dry weight of the aerial part and roots, differing statistically from the other treatments, in that it provided better conditions for the plants to resist bacterial attack. The latosols, most xxiii used for planting eucalyptus in Brazil, were considered in this study to be conducive to the pathogen. In the species of Eucalyptus analyzed, suscetibility varied and was greatest due to the UnB 1359 strain (biovar 2T), when compared to the UnB 575 (biovar 1), both from eucalyptus. The former presented more than 50% of dead seeds in 13 of the 17 species analyzed, while the latter did so in only 8 species. The hybrid E. deanei, E. pilularis and E. robusta were considered tolerant to both strains, while E. cloeziana, E. paniculata, E. exserta, E. acmenoides, E. botryoides, E. pellita, E. propinqua and E. resinifera exhibited low tolerance. In tests for growth promotion, the evaluation of the dry weight of the aerial part revealed that all the bacterial strains led to gains compared to the control, varying from 11.3 to 78.0%. However, strains UnB 1366, UnB 1371, UnB 1375, UnB 1370 and UnB 1373 were the ones that differed significantly compared to the control. In contrast, the UnB 1368 strain (Bacillus sp.) stood out in the increase (130,0%) it showed in root biomass. It could also be observed that some strains apparently induced early seed germination, especially UnB 1366 (Bacillus sp.). In the study on interaction of R. solanacearum with types of soil, the presence of the bacterium in the soil generally hampered plant development, apart from the root dry weight in cambisol, where the treatment with the bacterium showed a higher mean weight than the control and a statistically significant difference.
5

Qualidade em povoamento de Eucalipto: índice de uniformidade, época do replantio e relação entre o alto fuste e a talhadia / Eucalyptus plantations quality: uniformity index, replanting time and the relation between the stem and coppice

Pereira Filho, Geraldo Magela 01 March 2016 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2017-01-25T15:26:36Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1279567 bytes, checksum: 4e025c5088a1680c8965287a88c43541 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-01-25T15:26:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1279567 bytes, checksum: 4e025c5088a1680c8965287a88c43541 (MD5) Previous issue date: 2016-03-01 / O aumento de produtividade dos povoamentos de eucalipto no Brasil, ao longo dos últimos anos, se deve principalmente às melhorias silviculturais, como melhoria na seleção de materiais genéticos, recomendações silviculturais mais adequadas para ca- da tipo de sítio, melhoria das técnicas de manejo, dentre outras. Em relação às prescrições silviculturais, para que os resultados desejados sejam atingidos, é essencial garantir a qualidade na execução das operações e o cumprimento das recomendações técnicas. O não acompanhamento desses dois itens poderá resultar em diversos fato- res que podem afetar a produtividade final do povoamento, portanto é fundamental identificar quais fatores irão impactar negativamente o crescimento das árvores no povoamento. A presente dissertação é composta por três capítulos. No capítulo 1, foi avaliada a correlação entre o índice de uniformidade PV50 e a produtividade flores- tal, levando em consideração clones, idades e tipo de manejo. O índice PV50 não apresentou correlação com a produtividade para as áreas em estudo, portanto, a uni- formidade não deve ser utilizada de forma isolada na avaliação da qualidade de povoamentos. No capítulo 2, avaliou-se o efeito da época de replantio (11% das mu- das replantadas 20, 40 e 80 dias após o plantio) no volume individual das árvores re- plantadas e no volume total da parcela. Constatou-se que quanto maior o intervalo de tempo entre o plantio e o replantio, menor foi o volume individual da árvore replan- tada. As árvores inicialmente estabelecidas na área foram capazes de compensar a perda de volume das árvores oriundas de replantio e as mudas replantadas se torna- ram árvores dominadas, não contribuindo para o volume de madeira por hectare. No capítulo 3, buscou-se avaliar se existe relação entre a dimensão das árvores e a distri- buição diamétrica do povoamento entre o regime de alto fuste e o de talhadia. Não foi encontrada correlação entre as dimensões das variáveis dap, H e volume indivi- dual de uma árvore no regime de alto fuste e suas dimensões na talhadia. A obtenção de um povoamento uniforme em alto fuste não é garantia de um povoamento unifor- me na talhadia e árvores dominantes no alto fuste podem ser dominadas na talhadia. / The increased productivity of Eucalyptus plantations in Brazil over the past few years is mainly due to silvicultural improvements such as improvement in the selection of genetic materials, more appropriate silvicultural prescriptions for each type of site, improving management techniques, among others. Regarding the silvicultural prescriptions for the achievement of the desired results, it is essential to ensure the quality in the execution of silvicultural operations and compliance with technical recommendations. Failure to follow these two items may generate several factors that may affect the final yield of the stand. Therefore, it is essential to identify what are the factors that will impact negatively the growth of trees in the stand. This thesis consists of three studies. In Chapter 1, the correlation between the uniformity index PV50 and forest productivity was evaluated in clonal-tests, therefore, taking into consideration different clones, age and type of management. The PV50 index showed no significant correlation with productivity in the areas under study. This reinforces that uniformity should not be used alone as a quality index of forest stands. In Chapter 2, we evaluated the effect of the replanting time (11% of replanted seedlings, 20, 40 and 80 days after planting) on the volume of replanted trees and the total volume of the plot. The longer the period between the planting and replanting the lowest the individual volume of the replanted trees was. The non-replanted trees were able to compensate for the loss of volume of the replanted trees. It was possible to identify the trend of replanted seedlings to become, over time, suppressed trees inside the stand, which did not contribute substantially in the final wood volume. In Chapter 3, we sought to assess whether there is a relationship between the size of the trees and the stand diameter distribution between the high-forest rotation and a immediately subsequent rotation under coppice regime. No correlation was found between the dap, Ht and the tree volume in the high-forest rotation and these dimension in the subsequent coppice rotation. Obtaining a uniform stand in the first rotation is no guarantee of a uniform stand in the subsequent rotation. It is understood that dominant trees in the high-forest rotation may be suppressed in a subsequent coppice.
6

Modelagem do crescimento em diâmetro e altura de árvores de eucalipto / Modelling diameter and height growth of eucalyptus trees

Silva, Moisés Oliveira da 17 June 2016 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2017-08-15T17:43:35Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 724463 bytes, checksum: 6c3b6629c3f446b417e8b24e81df59cc (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-15T17:43:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 724463 bytes, checksum: 6c3b6629c3f446b417e8b24e81df59cc (MD5) Previous issue date: 2016-06-17 / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais / Uma das principais etapas do manejo florestal é estimar ou prever o crescimento de povoamentos florestais, em um determinado horizonte de planejamento, a fim de auxiliar nas diferentes tomadas de decisão e nas prescrições de práticas silviculturais, com base em informações atuais e futuras. Modelos de crescimento e produção são utilizados para analisar e prever a dinâmica de povoamentos florestais. O objetivo deste estudo foi estimar o crescimento em diâmetro e em altura de árvores de eucalipto em função de variáveis do povoamento, como o índice de local, índices de competição independentes da distância e tamanho atual da árvore, por meio de duas funções de crescimento. Foram ajustados modelos não lineares de incremento em diâmetro e altura, por meio de método iterativo que minimiza a soma de quadrados de resíduos, e equações para a projeção dos diâmetros e das alturas das árvores, pelo Método de Mínimos Quadrados Generalizados, com uma estrutura autorregressiva de primeira ordem AR(1) no termo de erro. Nesse caso, foi considerada a correlação existente entre medidas tomadas repetidamente em cada árvore e a sua influência sobre as estimativas dos erros padrão de cada parâmetro das equações. Os ajustes das equações foram avaliados com base no coeficiente de correlação, média absoluta dos erros (MAE), erros padrão das estimativas (S y.x ), raiz quadrática do erro quadrático médio (RQEQM), viés (bias) e critério de informação de Akaike. Além disso, foi realizada a validação das equações selecionadas utilizando um banco de dados independente. As equações referentes aos modelos não lineares de incremento em diâmetro e altura e as equações referentes aos modelos autorregressivos AR(1) que projetam o diâmetro e altura apresentaram melhores ajustes quando a variável que expressa a competição entre as árvores foi o somatório da área basal das árvores maiores que a árvore-objeto (BAL). As equações de incremento em vidiâmetro e de incremento em altura selecionadas estimaram os incrementos correntes anuais nas diferente idades do período de tempo considerado, com bias próximos a zero e RQEQM e MAE menores que um centímetro para diâmetro e um metro para altura, quando aplicados a dados independentes na validação. As equações referentes aos modelos autorregressivos no termo de erro [AR(1)] projetaram o diâmetro e a altura, a curto prazo, com valores de bias próximos a zero. Desta forma, conclui-se que os modelos neste estudo podem ser utilizados para predizer crescimento de árvores em diferentes condições, com exceção à equação de incremento corrente anual em altura, que apesar de demonstrar-se precisa subestimou sistematicamente as predições. / One of the main stages of forest management is estimate or predict growth forest stands in a given planning horizon, in order to assist the different decisions-making and silvicultural practice prescriptions, based on current and future information. Growth and yield models are used to analyze and predict the dynamics of forest stands. The aim of this study was to estimate the growth in diameter and height of eucalyptus trees as a function of stand variables such as the site index, distance-independent competition index and tree size through two growth functions. Nonlinear diameter and height increment models were fitted, by an iterative method that minimizes the sum of squared residuals, and equations that project diameters and heights of trees fitted by the Least Squares Generalized method with a autoregressive first order autoregressive AR (1) structure in the error term. In this case, it was considered the correlation between repeated measures taken in each tree over the time and its influence on the estimates of standard errors of each parameter of the equations. Fitted equations were evaluated based on the correlation coefficient, mean absolute errors (MAE), root mean square error of the square root (RQEQM), standard errors of the estimate (S y.x ), bias and Akaike information. In addition, validation of the selected equations was conducted using an independent database. The nonlinear equations related to the increment in diameter and height models and the equations related to autoregressive models AR (1) to project the future diameter and height showed better adjustments when the variable that expresses the competition between the trees was the sum of the basal area of trees higher than the tree object (BAL). The increment equations in diameter and height selected estimated current annual increments in the different ages along the time period considered, showed bias near zero, RQEQM and MAE smaller than one centimeter in diameter and one meter in high, when applied in an independent dataset on the validation. The equations related toautoregressive models in the error term [AR (1)] projected the diameter and height in the short term, showed bias values close to zero. Thus, it is concluded that the models in this study can be used to predict tree growth in different conditions, except the equation of current annual increment in height, which despite prove to have systematically underestimated the predictions.
7

Alternativas para classificação da capacidade produtiva na estimação do volume de plantios clonais de eucalipto / Alternatives to classify the productive capacity in the estimation of the volume of clonal eucalyptus plantations

Taquetti, Mariana Futia 17 January 2017 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2017-08-15T18:41:55Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 982955 bytes, checksum: 795a8a34360f19f1797237da10ca9e57 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-15T18:41:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 982955 bytes, checksum: 795a8a34360f19f1797237da10ca9e57 (MD5) Previous issue date: 2017-01-17 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / O objetivo deste trabalho foi estudar alternativas ao índice de local nas equações de volume para clones de E. grandis x E. urophylla. Os dados são provenientes de povoamentos de eucalipto localizados na região nordeste da Bahia, no município de Inhambupe. A região possui precipitação que varia entre 800 e 1.250 mm anuais e diferentes tipos de solos: Podzólico, Latossolo, Areia Quartzosa e Argissolo. As variáveis avaliadas para caracterizar a capacidade produtiva foram o índice de local (S), a altura média das árvores dominantes (Hd), o diâmetro quadrático (q), as classes de solo e as classes de precipitações pluviométricas anuais. A substituição, no modelo de Schumacher (1939), do índice de local pela altura média das árvores dominantes e diâmetro quadrático médio, considerando estas variáveis como efeito fixo nos modelos, não implicou em melhoria do ajuste. Contudo, as equações com estas variáveis apresentaram ajustes próximos ao da equação com índice de local, mostrando que elas podem ser utilizadas como variáveis proxy alternativas para caracterizar a capacidade produtiva dos plantios de eucalipto. As classes de precipitação e de solo, incluídas no modelo como variáveis aleatórias por meio da estrutura dos modelos mistos, em substituição ao índice de local, resultaram em bom ajuste das respectivas equações, mostrando-se também como alternativas para caracterizar a capacidade produtiva dos plantios de eucalipto, em substituição às variáveis índice de local, altura média das árvores dominantes e diâmetro quadrático. No entanto, o índice de local no modelo de crescimento e produção ainda foi a variável proxy que resultou em estimativas mais precisas, tanto no processo de ajuste das equações quanto na validação. / The objective of this work was to study alternatives to the site index in the volume equations for clones of E. grandis x E. urophylla. The data used in this study come from continuous forest inventory of Eucalyptus plantations in the north of Bahia. The area comprised different soil types such as Podzolic, Latosol, Quartz Sand and Argisol. The total annual rainfall in the region ranges from 800 to 1,250 mm. The variables evaluated to characterize the productive capacity were the site index (S), the average height of the dominant trees (Hd), the quadratic diameter (q), the soil classes and the annual rainfall classes. Replacing the site index by the mean dominant height or by the quadratic diameter in the Schumacher’s model, considering these variables as fixed effects in the model, did not imply improvement of the model fit. However, the equations with these variables presented goodness-of-fit similar to the equation with site index, showing that they can be used as alternative proxies for characterizing the productive potential of Eucalyptus plantations. The precipitation and soil classes, included as random effects in the model as surrogates of the site index, resulted in good model fits. This indicates that these variables can be used as alternatives to site index, mean dominant height or quadratic diameter to characterize the productive capacity of Eucalyptus plantations. However, site index in the growth and yield model was the proxy that resulted in the most precise estimates either in the fitting or in the validation processes.
8

Propagação clonal de eucalipto em ambiente protegido por estufins: produção, ecofisiologia e modelagem do crescimento das miniestacas / Clonal propagation of eucalyptus in environment protected by mini-tunnels: production, ecophysiology and modeling growth of minicuttings

Oliveira, Aline Santana de 29 July 2016 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2016-12-22T16:52:20Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1373492 bytes, checksum: 7d0cd431bb8de1b27ecd3037ce96e93c (MD5) / Made available in DSpace on 2016-12-22T16:52:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1373492 bytes, checksum: 7d0cd431bb8de1b27ecd3037ce96e93c (MD5) Previous issue date: 2016-07-29 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / O gênero Eucalyptus possui grande importância em plantios florestais comerciais que visam a produção de papel, celulose, madeira e carvão, por apresentar crescimento rápido e ser muito adaptado às condições edafoclimáticas do Brasil. Uma das tecnologias que vem sendo utilizadas na propagação do eucalipto em minijardim clonal é o uso de estufim. O emprego do estufim promove alteração do ar atmosférico próximo ao dossel das cepas alterando a temperatura e umidade do ar, irradiância solar e a concentração de CO 2 . Este trabalho teve como principal objetivo realizar um estudo comparativo entre o uso dos estufins em minijardim clonal e o manejo tradicional, no comportamento ecofisiológico, produtivo e na qualidade de minicepas de um híbrido de eucalipto (Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis). O trabalho foi realizado no viveiro de pesquisas pertencente à Universidade Federal de Viçosa, no período de junho de 2014 a julho de 2016. Foram monitoradas variáveis meteorológicas (temperatura e umidade relativa do ar, radiação solar), biométricas (biomassa fresca, biomassa seca, área foliar, diâmetro do colo e altura) e fisiológicas (fotossíntese, transpiração, condutância estomática, relação Ci/Ca), nos dois tratamentos. Resultados mostraram que a temperatura nas parcelas com estufim foi 10,6 % superior no período frio e 13,0 % no período quente, em relação à temperatura observada nas parcelas sem estufim. A concentração de gás carbônico nas parcelas com estufim apresentou maior amplitude, em ambos os períodos climáticos. Na maioria das coletas a quantidade de estacas produzidas pelas cepas conduzidas sob o estufim foi superior à das produzidas sem o estufim, sendo esse aumento mais acentuado no período quente, tendo sido observado um aumento de 82 % nas parcelas sem estufim e 132 % nas parcelas com estufim. Foi possível observar um aumento de produção de estacas de 29 % nos meses mais frios e 65 % nos meses mais quentes. Além disso, sob maior temperatura foi observado tendência de aumento da altura e distância entre os pares de folhas consecutivos e menor diâmetro do colo, área foliar e biomassa das estacas, porém, com maiores taxas de enraizamento. Nesse tratamento também foi verificado menores A e maiores gs, E e Ci/Ca, além de maior eficiência quântica. A soma térmica necessária para a produção de estacas em cepas de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis conduzidas em jardim clonal foi igual a 61 graus-dia nas parcelas sem estufim e 76 graus-dia nas parcelas com estufim, tendo os modelos obtidos para estimativa das variáveis biométricas em função dos graus-dia acumulados apresentado índices estatísticos satisfatórios. O uso do estufim no minijardim clonal de eucalipto pode ser uma técnica promissora para aumentar a capacidade produtiva do minijardim. / The genus Eucalyptus has great importance in commercial forest plantations aimed at the production of paper, cellulose, wood and coal, to present rapid growth and be very adapted to the climate and soil conditions in Brazil. One of the technologies that have been used in the propagation of eucalyptus in clonal mini garden is the use of mini-tunnels. The use of mini-tunnels promotes change in atmospheric air near the strains canopy changing the temperature and humidity, solar irradiance and CO 2 concentration. This study aimed to carry out a comparative study of the use of mini- tunnels in clonal mini garden and the traditional management in ecophysiological, productive behavior and quality of minicuttings a Eucalyptus hybrid (Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis). The work was carried out in the nursery research belonging to the Federal University of Viçosa, from June 2014 to July 2016. Meteorological variables (temperature and relative humidity, solar radiation), biometrics (fresh biomass, dry biomass, leaf area, stem diameter and height) and physiological (photosynthesis, transpiration, stomatal conductance, ratio Ci/Ca), were monitored in two treatments. Results showed that the temperature in the plots with mini-tunnels was 10.6% higher in the cold and 13.0% in the period warm period, in relation to the temperature observed in the plots without mini-tunnels. The concentration of carbon dioxide in the plots with mini-tunnels showed greater amplitude in both climatic periods. Most of the collections the amount of cuttings produced by strains conducted under the mini-tunnels was higher than those produced without the mini-tunnels, this being more marked increase in the hot period and was observed an increase of 82% in no mini-tunnels plots and 132% in the plots with mini-tunnels. It was observed an increase in production of 29% stakes in the cooler months and 65% in the warmer months. In addition, at higher temperature was observed trend of increasing height and distance between pairs of consecutive leaves and lower stem diameter, leaf area and biomass of stakes, but with higher strike rates. In this treatment was also observed smaller A, gs, E and Ci / Ca, and higher quantum efficiency. Thermal time required for the production of cuttings in Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis conducted in clonal garden was equal to 61 degree days in installments without mini-tunnels and 76 degree days in installments mini- tunnels, and the models obtained for estimation of variables biometric due to the accumulated degree days presented satisfactory statistical indices. The use of mini- tunnels in minigarden clonal eucalyptus may be a promising technique to increase the productive capacity of minigarden.
9

O efeito da redução de água na lavagem da polpa Kraft no branqueamento ECF /

Frigieri, Tânia Cristina. January 2012 (has links)
Orientador: Gustavo Ventorim / Coorientador: José Claudio Caraschi / Banca: Maria Angelica Martins Costa / Banca: Claudio Angeli Sansígolo / Resumo: O objetivo principal do presente trabalho foi estudar a viabilidade técnica de se usar o efluente da lavagem do branqueamento da celulose, nas diversas etapas do processo, visando uma redução no consumo de água fresca na lavagem da polpa avaliando seu efeito na qualidade da polpa. Foi utilizada polpa celulósica industrial de Eucalyptus spp. deslignificada com oxigênio. Foi feita a mesma sequência de branqueamento D(E+P)DP dez vezes, nas mesmas condições (temperatura, consistência e tempo). Utilizou-se a lavagem em contra-corrente nos estágios de branqueamento, cada sequência foi feita com um diferente fator de lavagem: 9, 6, 3 e 0 m³ de água destilada por tonelada de polpa, buscando atingir a alvura de 92 ± 0,5% ISO. As dez sequências realizadas foram uma busca da estabilidade da carga orgânica do efluente medida pela DQO e então comparados os resultados da DQO com os resultados referentes à qualidade final da polpa. Após o branqueamento foram analisadas os seguintes parâmetros: alvura, viscosidade, nº kappa, reversão de alvura, DQO e cor aparente. Os resultados avaliados das dez sequências e nas quatro diferentes lavagens, mostrou o aumento da DQO por causa do acúmulo da matéria orgânica decorrente da reutilização dos efluentes das sequências anteriores. Este aumento da DQO fez com que os resultados da alvura baixassem durante os ciclos e também na redução da água de lavagem, provando a necessidade de que haja lavagem entre os estágios de branqueamento. Os resultados da reversão de alvura aumentaram junto com o aumento da DQO, mas nas últimas sequências houve uma queda mostrando um princípio de estabilização da reversão de alvura. A viscosidade e número kappa não tiveram variação, mostrando que estes não são influenciados com o acréscimo da DQO na água de lavagem. A cor aparente sofreu um... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The main objective of this work was studying the technical viability of using the effluent from the washing of the pulp bleaching, at several stages of the process, seeking a reduction in fresh water consumption in the pulp washing evaluating its effect on pulp quality. It was used industrial pulp from Eucalyptus spp. oxygen delignified. It was applied the same bleaching sequence D(E+P)DP ten times, under the same conditions (temperature, consistency and time). It was used the washing in counter-current on the stages of bleaching, each sequence with a different washing factor: 9, 6, 3, 0 m³ of distilled water per tone of pulp, trying to achieve a brightness of 92 ± 0,5% ISO. The ten sequences were performed searching the stability of the organic load of the effluent measured by the COD and then the COD results were compared with the results of the final quality of the pulp. After the bleaching it was analyzed the following parameters: brightness, viscosity, kappa number, brightness reversion, COD and apparent color. The evaluated results from the ten sequences and in four different washes, showed an increasing in COD because of the organic load accumulation resulting from the reuse of effluent from previous sequences. This COD increasing provided the lower brightness results during the cycles and also reduction in washing water, evidencing the necessity of washing between the bleaching stages. The results of the brightness reversion increased with the COD increasing, but in the last sequences there were a decreasing showing a beginning the brightness reversion stabilization. There were not variation on the viscosity and kappa number, showing that they are not influenced by the COD addition in the washing water. The apparent color had a large increase with a COD increasing in the effluent during the cycles and also with the... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
10

Seleção genômica para características categóricas em eucalipto / Genomic selection to categorical trait in eucalyptus

Silveira, Lucas Souza da 17 February 2017 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2017-05-25T14:18:50Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 564862 bytes, checksum: e73502ca79bb97cacf0e6be99e49cbd0 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-05-25T14:18:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 564862 bytes, checksum: e73502ca79bb97cacf0e6be99e49cbd0 (MD5) Previous issue date: 2017-02-17 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Atualmente muitas metodologias têm sido propostas para melhoria da predição de valores genéticos genômicos, no entanto, muitas delas assumem a pressuposição de que as variáveis respostas possuem distribuição gaussiana. Contudo, existem características como resistência a doença, bifurcação em árvores de eucalipto, estágios de florescimento e acamamento em plantas, entre outras, que são classificadas como categóricas, não possuindo distribuição gaussiana para os dados. Diante do exposto, objetivou-se comparar o modelo linear generalizado com o modelo linear de Gauss-Markov, obtendo os valores genéticos genômicos de indivíduos com fenótipos categóricos referentes a resistência à ferrugem do eucalipto, causada pelo patógeno Puccinia psidii Winter. Ambos os modelos foram aplicados quando a característica fenotípica possuía quatro classes de infecção (planta imune ou com reação de hipersensibilidade, pequenas pústulas, pústulas medianas e pústulas grandes) e quando estava categorizada como tipos de reação (resistente ou suscetível). O critério de informação da deviance (DIC - Deviance Information Criterion) foi utilizado para seleção do modelo adequado para descrever a característica fenotípica. O procedimento de validação cruzada via Jacknife foi utilizado para validação das estimativas. A acurácia preditiva e o viés foram utilizados para comparação dos modelos. Quando a característica foi categorizada com quatro classes de infecção, os valores de acurácia foram semelhantes para os dois modelos (diferença menor que 0,03). No entanto, quando a categorização foi realizada com duas classes, estas diferenças foram maiores que 0,03 para apenas um dos estimadores de acurácia. O viés na predição de valores genéticos genômicos foi melhor no modelo linear de Gauss- Markov em ambos os tipos de categorização. / Currently many methodologies have been proposed for improvement on the prediction of genomic breeding values, but many of them assume that the response variables have Gaussian distribution. However, there are trait such as resistance to disease in plants, bifurcation in eucalyptus trees, flowering of plants and others, which are classified as categorical data. In view of the above, the objective was to compare the use of generalized linear model with the linear Gauss-Markov model to obtain genomic breeding values of the categorical phenotypes related to resistance to rust in eucalyptus caused by Puccinia psidii Winter pathogen. Both models were applied when the trait had four infection levels (four classes) and when the trait was classified as reaction types (in this case, having two classes). The DIC (Deviation Information Criterion) was used to choose a model, which the effects explained better the variation of the trait. The cross validation procedure via Jacknife was used to validate the estimates of the models. The predictive accuracy and bias were used to compare the models when the evaluated traits had two and four classes. When trait had four classes, the models had similar accuracy values (difference less than 0.03) and when the trait was classified in two classes, the models presented different accuracy values for only one of the accuracy estimators applied. The bias in the prediction of genomic breeding values was better in the linear Gauss-Markov model.

Page generated in 0.0533 seconds