• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 140
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 141
  • 141
  • 105
  • 100
  • 52
  • 47
  • 44
  • 29
  • 27
  • 22
  • 19
  • 19
  • 18
  • 17
  • 15
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Lavoisier e a longa revolução na química

Mocellin, Ronei Clécio January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Filosofia. / Made available in DSpace on 2012-10-21T03:05:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 197308.pdf: 728355 bytes, checksum: b46a72a27ee4d5686695cb597f053ed8 (MD5) / O objetivo desta dissertação é o de apresentar uma reflexão epistemológica a partir de um tema originado da ciência química. Analisando o lugar ocupado por Lavoisier na química do século XVIII, apresento uma discussão que procura aproximar o trabalho de filósofos e historiadores da ciência. Considero que a necessidade desta aproximação advém do fato de que os modelos epistemológicos que tratam da ciência atual estão sujeitos, se não atentarem para o tipo de historiografia utilizada, a anacronismos e generalizações. Para exemplificar este fato, apresento a leitura feita por Thomas Kuhn da química de Lavoisier, apontando que esta leitura resulta de uma imagem concebida pelos químicos-historiadores do século XIX. Embora esteja em concordância com as linhas gerais da epistemologia kuhniana, pretendo demonstrar que a obra de Lavoisier não exemplifica este modelo da forma como Kuhn a apresenta em seu A Estrutura das Revoluções Cientificas, e também que não possui a abrangência pretendida pelos historiadores tradicionais.
2

Probabilidade e raciocínio científico : um exame crítico da abordagem bayesiana de Howson & Urbach

Hermann, Breno 07 1900 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas Programa de Pós-Graduação em Filosofia, 2013. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2014-01-21T13:12:09Z No. of bitstreams: 1 2013_BrenoHermann.pdf: 1139158 bytes, checksum: 2aa0536c3b932d6d0a15150a1ba01f7a (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-02-12T11:13:47Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_BrenoHermann.pdf: 1139158 bytes, checksum: 2aa0536c3b932d6d0a15150a1ba01f7a (MD5) / Made available in DSpace on 2014-02-12T11:13:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_BrenoHermann.pdf: 1139158 bytes, checksum: 2aa0536c3b932d6d0a15150a1ba01f7a (MD5) / Este trabalho é uma investigação crítica da aplicação dos métodos probabilísticos para analisar o raciocínio científico, conforme o enfoque bayesiano proposto por Colin Howson e Peter Urbach no livro Scientific Reasoning – the Bayesian approach. Além da proposta dos dois autores, são apresentadas críticas ao bayesianismo, tanto aquelas respondidas por Howson e Urbach quanto as que não foram por eles consideradas. De modo a permitir uma melhor compreensão do bayesianismo, este é contrastado com a proposta teórica alternativa formulada por Deborah Mayo e conhecida como estatística do erro. O trabalho conclui pela importância do bayesianismo como instrumento de análise do raciocínio científico, sem prejuízo do fato de que algumas das críticas que lhe são dirigidas ainda carecem de respostas mais consistentes. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This dissertation is a critical investigation of the use of probabilistic methods to analyze scientific reasoning as proposed by Colin Howson and Peter Urbach in the book Scientific Reasoning – the Bayesian approach. In addition to the Bayesian approach of the two authors, both the criticisms addressed by them and the criticisms they have not taken into consideration are also presented. In order to allow a better understanding of the Bayesian approach, a contrast with the alternative theoretical approach elaborated by Deborah Mayo and known as error statistics is made. The dissertation contends that Bayesianism is still an important approach to investigate scientific reasoning, notwithstanding the fact that some criticisms still lack a coherent Bayesian response.
3

História e filosofia da ciência na formação inicial de professores de física : contrastes, impressões e vivências a respeito do conceito de ciência /

Gução, Maria Fernanda Bianco. January 2017 (has links)
Orientador: Marcelo Carbone Carneiro / Resumo: A educação científica é, hoje, objeto de estudo das diversas linhas de pesquisa no campo da educação para a ciência. Além de subsidiar a aprendizagem de conteúdos científicos, ela deve elucidar o conceito de ciência, seu processo e suas implicações na sociedade. A história da ciência é considerada de grande relevância como instrumento de reflexão sobre o que é ciência, de como se desenvolve e das características políticas, sociais e tecnológicas inerentes a esse processo. Assim, a formação do professor de ciências deve possibilitar uma base sólida de conteúdos específicos, bem como da natureza da ciência. Considerando essas leituras, tomamos a educação científica na formação inicial como objeto de estudo, levando em consideração a importância do entendimento sobre a ciência para o aluno e também sobre a sua própria formação nesse contexto. Desenvolvemos uma investigação com alunos de graduação em Física, a fim de descrever a sua compreensão e seu papel a respeito da ciência, considerando a sua formação. Tomamos por base a ideia de que o conceito de ciência deve ser entendido a partir da reflexão sobre conceitos e episódios históricos, apresentando controvérsias e discussões sobre o processo de se abandonar ou defender uma teoria. A metodologia de análise utilizada foi a fenomenologia de Merleau-Ponty. Escolhemos o exemplo histórico de Galileu para o debate do conceito de movimento e consideramos como um bom instrumento para incitar a reflexão sobre o desenvolvimento do conhec... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Scientific education is, today, the object of study of several lines of research in the field of education for science. Besides subsidizing the learning of scientific contents, it should elucidate the concept of science, its process and its implications in society. The history of science is considered of great relevance as an instrument for reflection on what science is, how it develops, and the political and technological characteristics inherent in this process. Thus, the formation of the science teacher should provide a solid basis for specific contents as well as the nature of science. Considering these readings, we take scientific education in initial formation as an object of study, considering the importance of understanding about science for the student and also about their own formation in that context. We develop research with undergraduate students in Physics to describe their understanding of science and its role in it, considering its formation. We take the idea that the concept of science must be reflected from the discussion of historical concepts and episodes, presenting controversies and discussions about the process of abandoning or defending a theory. The methodology of analysis used was the phenomenology of Merleau-Ponty. We chose the historical example of Galileo for the discussion of the concept of movement and consider it as a good instrument to stimulate reflection on the development of scientific knowledge. We point out that other moments and other co... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
4

Informação e abdução no processo de descoberta científica /

Rodrigues, Mariana Vitti. January 2014 (has links)
Orientador: Maria Eunice Quilici Gonzalez / Co-orientador: Lauro Frederico Barbosa da Silveira / Banca: Osvaldo Pessoa Junior / Banca: Max Rogério Vicentini / Resumo: O objetivo da presente dissertação é analisar os conceitos de informação e de abdução no contexto dos estudos dos processos criativos e de descoberta científica. A questão central que direciona o presente trabalho pode ser assim formulada: há uma lógica subjacente à criação e à descoberta científica? Propomos uma resposta a essa questão, relacionando os conceitos de informação e de raciocínio abdutivo, argumentando que a descoberta e a criação científica podem ser entendidas como uma forma de aplicação do raciocínio abdutivo na tentativa de expansão do universo informacional em que um problema científico está inserido. / Abstract: The aim of this work is to analyze the concepts of Information and Abduction in the context of studies of creative processes and scientific discovery. The central question addressed can be formulated as follows: Is there a logic underlying creativity and scientific discovery? We propose an answer to this question based on concepts of information and abductive reasoning, arguing that scientific discovery and creativity could be understood as a type of application of abductive reasoning in an attempt to expand the informational universe within which a scientific problem is inserted. / Mestre
5

A noção de mundo científico como instrumento de análise epistemológica conforme Thomas S. Kuhn /

Sedor, Gígi Anne Horbatiuk January 1999 (has links)
Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. / Made available in DSpace on 2012-10-18T15:01:22Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-09T04:08:17Z : No. of bitstreams: 1 150534.pdf: 6046292 bytes, checksum: 8b6599faf034eb63503d1064c1ef4ff6 (MD5)
6

Modernidade e iluminismo na ciência crítica de Max Weber

Campos, Daniel Vasconcelos 26 May 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T20:13:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 3768.pdf: 578207 bytes, checksum: d626188d325fcbd8924c69cf18fe1f77 (MD5) Previous issue date: 2011-05-26 / Universidade Federal de Minas Gerais / Esta dissertação aborda o pensamento de Max Weber como episódio da história da filosofia. O foco assumido é exclusivamente epistemológico. Na primeira parte da dissertação, o conceito de modernidade é posicionado no contexto das idéias de Weber sobre o método das ciências humanas. A segunda parte destaca a importância da opinião de Weber sobre o iluminismo.
7

Bios, ética & tecnociência : contribuições da reflexão em filosofia da ciência para os pressupostos fundamentais da biotecnociência e sua gestão bioética

Cruz, Márcio Rojas da 28 November 2011 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Bioética, 2011. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2012-02-08T14:44:30Z No. of bitstreams: 1 2011_MarcioRojasCruz.pdf: 1108448 bytes, checksum: 5ca5880feaa7cf2fb656400428938a20 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2012-02-15T11:31:27Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_MarcioRojasCruz.pdf: 1108448 bytes, checksum: 5ca5880feaa7cf2fb656400428938a20 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-02-15T11:31:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_MarcioRojasCruz.pdf: 1108448 bytes, checksum: 5ca5880feaa7cf2fb656400428938a20 (MD5) / Com o desenrolar da história humana, a técnica, nascida para habilitar seus criadores a sanar necessidades, foi aos poucos passando a ocupar um papel de destaque em nossa civilização, impulsionada pela crença de que sempre há algo a ser melhorado e a nossa vocação é encontrar os meios que nos permitam alcançar o conhecimento e o instrumental prático para tal missão. Nesse cenário, vislumbramos o surgimento da biotecnociência moderna, que tem contribuído significativamente para o incremento no controle humano sobre a natureza. O presente estudo tem por objetivo geral analisar, com o enfoque da bioética, as reflexões em filosofia da ciência acerca da inocuidade do conhecimento, da neutralidade da ciência, da convergência na racionalidade epistêmica e do progresso, assim como relacionar estas reflexões com o processo de tomadas de decisão quanto à gestão em biotecnociência no Brasil. Os objetivos específicos são: refletir sobre a contribuição da filosofia da ciência de Thomas S. Kuhn, Paul K. Feyerabend e Karl R. Popper para os pressupostos fundamentais da atividade científica em interface com a bioética; analisar as reflexões que tratam da inocuidade do conhecimento, da neutralidade da ciência, da convergência na racionalidade epistêmica e do progresso e suas contribuições para a discussão bioética referentes à biotecnociência; e construir recomendações visando ao incremento da reflexão bioética no âmbito da gestão pública em biotecnociência no Brasil. O presente trabalho tem caráter descritivo-analítico, e seu desenho metodológico contempla as fases de revisão bibliográfica, elaboração de quadro descritivo da situação e análise das reflexões que tratam da inocuidade do conhecimento, da neutralidade da ciência, da convergência na racionalidade epistêmica e do progresso e suas contribuições para a discussão bioética referente à biotecnociência, assim como para a construção de recomendações visando ao incremento da reflexão bioética no âmbito da gestão em biotecnociência no Brasil. O estudo dos pressupostos fundamentais da biotecnociência tal qual refletido pela filosofia da ciência apontou inequivocamente para a imprescindibilidade da participação da sociedade no processo de tomada de decisão referente ao empreendimento biotecnocientífico. A biotecnociência pode ser considerada igualmente insubstituível, visto que detém o conhecimento instrumental necessário para que o processo de tomada de decisão se dê subsidiado pelas mais atuais e mais precisas informações disponíveis pela vanguarda do conhecimento biotecnocientífico. Contudo, a reflexão em filosofia da ciência que tratou particularmente da neutralidade científica e da convergência da racionalidade epistêmica disponibilizou-nos significativos argumentos que contestaram essas concepções, comprometendo a defesa da suficiência do conhecimento biotecnocientífico para tornar legítimas e justificadas as decisões no âmbito do Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia, sinalizando a necessidade de se promover a articulação entre a autorregulação biotecnocientífica e a heterorregulação bioética. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Born to enable its creators to fulfill their needs, technique has come to perform, throughout human history, a significant role in our civilization, impelled by the belief that there is always something to improve and that our vocation is to find ways which allow us to achieve knowledge and practical instruments to such mission. In this context, we glimmer the advent of modern biotechnoscience, which has significantly contributed to the increment of human control over nature. This study has as general purpose to analyse, under the focus of bioethics, the reflections in the philosophy of science relating to innocuousness of knowledge, neutrality of science, convergence in epistemic rationality and progress, as well as to relate such reflections to the process of making decisions regarding administration in biotechnoscience in Brazil. Specific purposes are: to reflect upon the contribution of Thomas S. Kuhn, Paul K. Feyerabend and Karl R. Popper‟s philosophy of science to fundamentals presuppositions of scientific work in interface with bioethics; to analyse reflections regarding the innocuousness of knowledge, neutrality of science, convergence in epistemic rationality and progress and their contributions to the bioethic discussion concerning biotechnoscience; and to compose recommendations aiming the increment of bioethic reflection within the ambit of public administration in biotechnoscience in Brazil. The present work has a descriptive and analytical nature, and its methodology plan considers the stages of bibliographic review, elaboration of the situation‟s descriptive picture and analysis of the reflections regarding the innocuousness of knowledge, neutrality of science, convergence in epistemic rationality and progress and their contributions to the bioethic discussion concerning biotechnoscience, as well as to composing recommendations aiming the increment of bioethic reflection within the ambit of public administration in biotechnoscience in Brazil. The study of fundamentals presuppositions of biotechnoscience as reflected by the philosophy of science has unequivocally indicated the indispensability of society‟s participation in the decision-making process referring biotechnoscientific enterprise. Biotechnoscience may be considered equally irreplaceable, given that it contains the instrumental knowledge which is needed to allow such decision-making process to be supported by the most updated and precise information offered by the vanguard of biotechnoscientific knowledge. However, the reflection in the philosophy of science that particularly addressed the scientific neutrality and the convergence in epistemic rationality offered us significant arguments which contested these conceptions. Such arguments have compromised the support of biotechnoscientific knowledge‟s sufficiency for making the decisions within the ambit of the Science and Technology National System legitimate and justified, thus signaling the need for promoting a link between biotechnoscientific self-regulation and bioethic hetero-regulation.
8

Positivismo, historicismo e dialética na metodologia da economia

Teixeira, Rodrigo Alves 28 February 2003 (has links)
O objetivo deste trabalho é estudar as influências de três visões da teoria do conhecimento sobre a ciência econômica: o positivismo, o historicismo e a dialética. Busca-se apresentar o positivismo como uma noção que influenciou, do ponto de vista metodológico, o caráter puramente abstrato e aistórico dos conceitos da teoria neoclássica, além de outro dos pilares dessa vertente teórica, que é o individualismo metodológico. Argumenta-se que a crítica ao caráter abstrato da teoria neoclássica que se centra nas discussões sobre o irrealismo dos pressupostos não é tão eficaz. Busca-se assim esboçar outro tipo de crítica que é a da noção de abstração que retira o conteúdo social dos conceitos e, com isto, sua dinâmica, suas particularidades e, portanto, sua historicidade, reduzindo muito o alcance da ciência no estudo das relações econômicas e suas ligações com as demais esferas sociais. Apresenta-se também a crítica feita ao positivismo pela concepção historicista do conhecimento, que recusa a abstração e defende que o conhecimento deve ser pautado pela busca das particularidades e da historicidade dos conceitos. O historicismo critica então a idéia de que existem, nas ciências sociais, relações universais e invariantes, não aceitando a visão positivista de que as ciências humanas devem seguir os mesmos preceitos metodológicos das ciências naturais. Argumenta-se, contudo, que apesar de fértil nas críticas ao positivismo, o historicismo acaba por cair no relativismo e, no limite, no ceticismo, pela sua crítica e negação radical da abstração, o que impede pois que se construa teorias. O historicismo, levado ao extremo, acaba assim por colocar em questão a própria possibilidade do conhecimento científico. Nas discussões entre positivismo e historicismo, sempre surgiram tentativas de solução ecléticas, ou sejam, que buscavam conciliar e combinar os dois métodos. A recente vertente da ciência econômica conhecida como Nova Economia Institucional é, a nosso ver, uma tentativa de solução eclética para os impasses entre a construção teórica puramente abstrata do positivismo e o ceticismo historicista. Assim, argumenta-se que esta vertente teórica ficou com as concepções metodológicas derivadas da concepção positivista - a noção de abstração e o individualismo metodológico - mas busca introduzir na temática da análise econômica as preocupações com as instituições sociais e as particularidades. Busca-se mostrar que esta solução eclética, ao invés de caminhar na direção do objetivo proposto (construir teorias menos abstratas e ampliar assim o realismo da teoria econômica), leva ao sentido contrário: os conceitos tornam-se ainda mais abstratos que os da teoria neoclássica, pois eles partem das mesmas noções metodológicas daquela vertente para tratar de fenômenos em todas as esferas sociais, como a política, a sociologia e a história. Assim, argumenta-se que a Nova Economia Institucional, ao invés de ser uma teoria concorrente com a teoria neoclássica, na verdade é uma extensão da abordagem neoclássica para além da esfera econômica, levando às outras ciências sociais a abordagem economicista das relações sociais. Analisa-se ainda uma outra tentativa de solução para os impasses entre o positivismo e o historicismo, que é a dialética de Marx. Assim, argumenta-se que Marx tinha claro o problema referido da necessidade da abstração e da generalidade para o conhecimento científico, e ao mesmo tempo o problema de adequação destas teorias gerais ao caráter particular da realidade social em diferentes contextos sócio-históricos. Mostra-se que sua solução, entretanto, não é do tipo eclética (de mera combinação das concepções positivista e historicista), mas uma solução de superação dialética, não uma dialética idealista, mas materialista, baseada no próprio caráter particular da sociedade capitalista.
9

Popper e o convencionalismo /

Oliveira, Amélia de Jesus. January 2005 (has links)
Orientador: Jézio Hernani Bomfim Gutierre / Banca: José Carlos Pinto de Oliveira / Banca: Maria Eunice Quilici Gonzalez / Resumo: Este trabalho resulta de uma reflexão acerca do convencionalismo na filosofia da ciência de Karl Popper. O mote central é dado pela tentativa de se compreender a crítica de Popper ao convencionalismo clássico e uma concomitante defesa popperiana do emprego de convenções na ciência. Primeiramente, ocupamo-nos da crítica ao convencionalismo. Com o fim de detectar os elementos que teriam levado Popper a rejeitar essa visão de ciência, procedemos a um exame da corrente convencionalista clássica, aqui circunscrita às obras de Henri Poincaré e Pierre Duhem, em suas contribuições à filosofia da ciência. Nesse exame, encontramos evidências que ensejam o questionamento da imagem de convencionalismo fornecida por Popper. A seguir, detivemo-nos na filosofia da ciência popperiana, comumente denominada falsificacionismo, cuja análise revela o importante papel nela desempenhado por certo convencionalismo. A contraposição das duas visões de ciência, falsificacionismo e convencionalismo, mostra que a visão popperiana da corrente convencionalista merece questionamentos e permite a afirmação de que o convencionalismo está muito menos distante do falsificacionismo do que Popper faz supor. Por fim, sugerimos que a análise do convencionalismo clássico não só se mostrou uma fonte para o tratamento de questões centrais da filosofia da ciência como também de abordagens esclarecedoras para a explicitação do método científico defendido por Popper. / Abstract: Our research is related to the discussion of conventionalism within Karl Popper's philosophy of science. Our central aim is that of understanding Popper's critique of classical conventionalism as well as his acceptance of conventions in science. In the first part of the dissertation, the Popperian attack against conventionalism is discussed. Trying to detect the elements that ground Popper's rejection of that approach, we proceed to an evaluation of the classical conventionalist proposal, here restricted to Henri Poincaré's and Pierre Duhem's contributions to the philosophy of science. In such an inquiry, we find evidences that threaten the Popperian image of conventionalism. In the sequence, we focus upon the specifically Popperian philosophy of science, usually labeled "falsificationism", and reveal the relevant role that conventionalism assumes within that philosophy of science. The resultant parallel between those different visions of science, falsificationism/conventionalism, paves the way to the conclusion that the Popperian interpretation of conventionalism is at least questionable and provides evidence to the impression that conventionalism is much closer to falsificationism than Popper would be ready to admit. Finally we maintain that the analysis of classical conventionalism, more than just a valuable tool for the treatment of central questions of the philosophy of science, provide crucial elements for the understanding of Popper's methodology of science. / Mestre
10

A crítica do conceito de verdade na filosofia da ciência de Karl Popper e o ensino de ciências /

Rufatto, Carlos Alberto. January 2008 (has links)
Orientador: Marcelo Carbone Carneiro / Banca: Carlos Alberto Albertuni / Banca: Aguinaldo Robinson de Souza / Resumo: O trabalho inicia-se com a apresentação das ideias sobre a verdade nas tradições racionalista e empirista, com a posterior avaliação dessas duas tradições por Popper. Em seguida, aborda-se o problema da indução de David Hume (fundamental no debate sobre a verdade), e a solução apresentada por Popper. A concepção de ciência de Popper é explicada, com especial atenção para o caráter provisório do conhecimento científico, sua racionalidade e potencial de progresso e a importância do critério de verossimilitude. A concepção de aprendizado de Popper é apresentada a partir de suas críticas da teoria do senso comum do conhecimento, da teoria dos três mundos, da importância que ele atribuía aos problemas e de suas idéias sobre a evolução do conhecimento, tendo o evolucionismo de Darwin como modelo. É feita uma retomada dos argumentos, trabalhos e autores que pesquisaram sobre a relevância da Filosofia da Ciência para o Ensino de Ciências, procurando-se identificar pontos importantes de influência. Ao final se procura estabelecer a relevância da contribuição de Popper para o Ensino de Ciências, identificando-se os pontos fortes de sua contribuição. / Abstract: This work begins with a presentation of ideas concerning truth according to rationalist and empiric traditions, with a posterior evaluation of both traditions given by Popper. Following, it dels with the problem of David Hume's induction (fundamental in the discussion concerning truth) and the solution presented by Popper. Popper's conception of science is explained, giving special attention to the temporary characteristic of scientific knowledge, its rationality and its capability of progress and the value of the criterion verisimilitude. The concept of learning conceived by Popper is presented commencing with his critical insight of the theory of commom sense of knowledge, the theory of three worlds, of the importnace he used to attribute to problems and his ideas concerning evolution of knowledge, using Darwin's evolution theory as a model. A retaken of arguments is accomplished, works and authors who conducted research about the relevance of philosophy of science for the teaching of science, attempting to identify points of influence. Finally one attempts to establish the relevance of Popper's contribution to the teaching of sciences, thus identifying the strong points of this contribution. / Doutor

Page generated in 0.0496 seconds